Você está na página 1de 5

Disciplina Filmes e ensino de Biologia

Docentes: Prof.ª Rosana Louro Ferreira Silva; Prof. Ricardo Pinto da Rocha

Monitoras: Kamila Drequeceler e Mariana Tambellini Faustino

Andrea Vasconcellos Crespo; Guilherme Toledo; Marcel Zimmermann; Monique Rached

ROTEIRO PARA O PRIMEIRO SEMINÁRIO - ANÁLISE DE UM FILME E PROPOSTA PEDAGÓGICA


PARA SEU USO NO ENSINO DE CIÊNCIAS OU BIOLOGIA

Tabela 1 – Roteiro de análise

Nome do Filme: Gattaca


Produtor: Danny DeVito; Michael Shamberg; Stacey Sher; Gail Lyon
Ano: 1997
País: EUA Duração: 106 min. Obtido em: thepiratebay.org

Descrição: O filme se passa num futuro distópico, onde a engenharia genética possibilita que os
pais escolham praticamente todas as características de seus filhos. Nesse contexto, as dinâmicas
socioeconômicas se dão de modo que as pessoas concebidas naturalmente (ou seja, que não
tiveram seus genes escolhidos in vitro) são consideradas inferiores (“invalids”) e são privadas de
acessar diversos espaços, cargos e carreiras. Um homem concebido naturalmente (Vincent
Freeman) sonha em se tornar astronauta. Vincent tem um irmão moldado pela engenharia
genética (Anton), e há em diversos momentos comparações quanto às características físicas dos
dois. Para ser aceito no programa espacial, Vincent assume a identidade de Jerome Morrow, um
homem perfeitamente moldado pela engenharia genética que acaba ficando paraplégico. Jerome
vive recluso e prepara diariamente amostras para que Vincent forje os frequentes testes de DNA
cujas pessoas são submetidas nessa realidade. Uma investigação sobre a morte de um oficial do
programa espacial faz com que Vincent realize diariamente um enorme esforço para que não
descubram sua verdadeira identidade. No final, Vincent consegue viajar para o espaço e Jerome
se suicida.

Contexto de produção: O filme foi produzido em 1997, quando o genoma de vários animais já
haviam sido sequenciados e o Projeto Genoma Humano estava prestes a divulgar seus primeiros
resultados. Já havia na época discussões acerca dos aspectos éticos em se explorar o genoma
humano. Tal discussão é ainda mais atual pelos avanços de aconselhamento genético, por
exemplo.

Justificativa para a escolha: É um filme que aborda diversos conceitos utilizados no ensino de
ciências. É um tema que agora está ainda mais atual por conta do desenvolvimento do
aconselhamento genético. É um filme que aborda a ciência e o papel de cientista de maneira
mais realista, sem apelar para os chavões óbvios, efeitos especiais, caricaturas. E como a ciência
pode mudar a forma como a sociedade se estrutura.
Como aspectos da natureza da Ciência e do perfil do cientista são explicitados nos filmes:
O perfil do cientista é bem retratado, além dele não ser uma figura caricata como na maioria dos
filmes como um indivíduo excêntrico que faz coisas mirabolantes, ele é o único personagem que
identifica que o Jerome (Vincent, na verdade) é uma pessoa concebida naturalmente. No
entanto, prefere não denunciar Vincent por acreditar que o potencial de uma pessoa não é
determinado exclusivamente pelo genoma. Pode-se dizer que a natureza da ciência pode ser
atrelada ao papel do cientista da mesma maneira, deixando sempre possibilidades em aberto.

Conceitos que são abordados e/ou explicitados:


Engenharia genética, diferença entre genótipo e fenótipo (indiretamente abordado),
determinismo científico, seleção artificial, eugenia, fisiologia humana, viagem espacial, ética na
ciência.

Aspectos sociocientíficos (questões ambientais, políticas, econômicas, éticas, sociais.


culturais ...relativas à ciência e tecnologia) que são explorados: Questão ética em relação ao
melhoramento genético, abuso de álcool, suicídio, discriminação.
O filme projeta como seria uma sociedade estruturada no acesso à todas informações de um
indivíduo via teste de DNA, onde pessoas têm seus cargos determinados meramente por sua
carga genética, marginalizando as pessoas nascidas naturalmente. O filme descreve esse
melhoramento como uma forma de liberdade e felicidade para o indivíduo por não precisar se
preocupar com deficiências ou doenças, mas o que parece no final é o oposto, um cerceamento
da liberdade, uma constante vigilância em todos os lugares e uma automatização das pessoas
que acabam mais parecendo robôs.

Formato documentário reportagem didático denúncia

divulgação narrativo ficção outros

Gênero

didático drama comédia aventura suspense

Observações sobre as imagens, cores e enquadramentos e suas representações: O filme retrata


um ambiente futurista distópico, para isso na composição das cenas há predominância de cores
frias, luz branca, cenários com aparência “clean”, sem tanto elementos na cena. Os personagens
usam roupas sociais formais. Os enquadramentos em geral são em plano próximo, nos quais
podemos ver com clareza detalhes físicos dos personagens (corte na pele, fio de cabelo, cor dos
olhos). O filme não se utiliza de grandes efeitos especiais ou efeitos sonoplásticos como na
maioria de filmes de ficção científica.
Observações sobre a sonoplastia e locução e suas representações:
A trilha sonora deste filme não é um elemento muito marcante. Ela está presente apenas em
alguns momentos de forma discreta. Os diálogos são de suma importância e ficam sempre em
primeiro plano. O filme é contado do ponto de vista do personagem principal (narrador).

Observação sobre os personagens apresentados: Os pais de Vincent a princípio não veem


problemas de conceber um filho naturalmente, mas com o preconceito que a criança passa a
sofrer, eles passam a acreditar que a melhor solução para o segundo filho é de que ele seja
“geneticamente melhorado”. Mesmo assim, eles são um pouco céticos com o médico quanto a
determinar todas as características.

Selecione uma cena que o grupo entende que mereceria maior destaque: A cena em que os
pais estão escolhendo as características do segundo filho numa clínica de aconselhamento
genético sintetiza qual a ideia de sociedade está presente na trama do filme.

Tabela 2 – Proposta pedagógica

Público –alvo/série 3º ano do Ensino Médio

Eixo curricular(EF) ou tema B5. Transmissão da vida, ética e manipulação gênica


estruturador(EM)1:

Objetivos do trabalho com o filme Promover discussões com enfoques biológicos, éticos e
sociais.
Ilustrar alguns conceitos biológicos: fenótipo, genótipo,
regulação gênica.
Estimular o pensamento crítico do aluno acerca das
utilizações práticas dos conceitos que são aprendidos em
sala de aula e como eles podem influenciar a sociedade.

Mote da utilização do filme:

“Somos mais do que a soma dos nossos genes?”

Após o conteúdo do trimestre, espera-se que o aluno tenha


conseguido assimilar os conceitos biológicos de síntese
proteica, síntese do DNA, duplicação do DNA, fenótipo,
genótipo e ética na ciência.
O filme usa indiretamente alguns desses conceitos, mas se
o aluno conseguiu fixar esse conteúdo, é possível abordar
as questões éticas envolvidas na manipulação gênica.

1
Eixos PCNs Ciências ensino fundamental: Terra e Universo, Vida e Ambiente, Ser Humano e Saúde,
Tecnologia e Sociedade. Temas estruturadores PCN Ensino Médio: Interações entre os seres vivos;
Qualidade de Vida das populações humanas; Identidade dos seres vivos; Diversidade da vida;
Transmissão da vida, ética e manipulação gênica; Origem e evolução da vida.
Análise dos conteúdos a serem Por mais que o filme não aborde os conceitos de genética
trabalhados diretamente, são necessários alguns conhecimentos prévios
para um melhor entendimento, por exemplo
conhecimentos sobre o que é material genético, onde pode
ser encontrado e porque esse material é único, além de
noções básicas de fenótipo e genótipo.
Como o filme aborda diversas questões éticas, tanto
explícita quanto discretamente, torna-se necessário
apresentar alguns conceitos da filosofia, como o que é
ética, moral e apresentar situações-problema (como o
Dilema do Bonde).

Articulações interdisciplinares Aspectos filosóficos e éticos da engenharia genética,


possíveis: aspectos sociológicos da realidade proposta (sistema de
castas, comparar com divisões sociais da sociedade atual)

Possibilidade de uso integrado com -


outras mídias:

Encaminhamento Antes de exibir o Explicar o título Gattaca (sequência genômica), falando


com os alunos filme sobre o que são as bases e as sequências.

A ideia seria passar o filme depois de todo o conteúdo de


genética. Então, antes do filme seria necessário apresentar
o contexto do filme, procuraria direcionar o olhar do aluno
para algumas questões:

1) Lembrando dos conceitos de fenótipo e genótipo, o


que se espera do sucesso e fracasso de pessoas
nascidas naturalmente, para as pessoas concebidas
geneticamente? Você espera muitas diferenças?

Durante a Falar pra prestar atenção na cena da conversa entre o


Exibição médico e os pais. Comentar sobre a reação discreta que o
médico negro tem, aos pais escolherem as características,
terem dado preferência à pele branca.
Falar pra prestar atenção no papel e principalmente nas
falas do médico de Gattaca.

Após a exibição Falar sobre determinismo e discutir probabilidade x certeza.

Agora que você já viu o filme:

1) O que você acha que leva a Vincent conseguir


vencer o irmão, Anton? Como é representada a
relação deles?
2) Quais são as implicações dessa nova ordem social?
3) Será que nessa nova ordem social a população toda
estaria inserida nesse novo contexto?
4) No começo do filme é descrito que os pais optavam
por essa nova forma de reprodução visando a
perfeição e atributos físicos que permitissem a
felicidade e sonhos de seus filhos? Por quê então a
sociedade é retratada no filme como desprovida de
felicidade, vitalidade e diversão?
5) Quando os investigadores descobrem que o Diretor
da empresa é o assassino, este diz que não havia
nenhuma indicação de violência em seu genoma. O
que o filme quer dizer com isso?
6) O que significa o concerto do pianista de 12 dedos?
7) O que representa o suicídio de Jerome no final?
8) No filme, o médico da empresa dá a entender que
sabia o tempo todo que o personagem de Vincent
não era quem ele dizia ser. Quais elementos
atestam esse fato e por quê você acha que ele foi
conivente com o personagem?
Trechos que destacaria com os alunos Cena inicial dos pais com o médico na clínica. (esse médico
é determinista)

As disputas de natação entre os irmãos (na infância


vencidas por Anton, mas quando adultos vencidas por
Vincent)

Fala final com o médico da empresa Gattaca.

Atividades avaliativas desencadeadas Não seria necessário uma prova, uma vez que esse filme
pelo vídeo não aborda explicitamente os conceitos que são
trabalhados em classe.

Seria mais interessante uma discussão acerca da


funcionalidade de uma sociedade construídas nesse
moldes, a viabilidade de intervenções médicas como essas.
Será que toda a população estaria inserida nessa nova
ordem social?

Realizar um debate: dividir a sala em duas turmas, onde


uma turma defenderia a total interferência na escolha dos
genes dos filhos, enquanto a outra turma defenderia a
ausência completa de interferência genética. Cada grupo
deve sistematizar seus argumentos por escrito. Nos últimos
20 minutos a classe seria separada nos 2 grupos para
discutirmos os prós e contras das duas abordagens.