Você está na página 1de 1

Série de Puiseux associada a uma curva algébrica plana.

Rafaela Soares de Carvalho, Michelle Ferreira Zanchetta Morgado (orientadora), Instituto de Biociên-
cias, Letras e Ciências Exatas, campus de São José do Rio Preto, curso: Matemática,
email: rafaela_sc_@hotmail.com, bolsa de iniciação científica da FAPESP.

Palavras Chave: curvas, poliedro de Newton.


Associado ao poliedro de Newton de f temos os
Introdução números µ 0 e γ 0 com µ 0 = p0 / q0 e mdc( p0 ,q0 ) = 1.
Desta forma, f 0 ( x. y ) = f 0 * ( x, y ) + h0 ( x, y ) onde
Neste trabalho, dada uma curva algébrica plana X,
descrevemos o método para a obtenção da série de f 0 * ( x, y ) = ∑ aαβ x α y β e h0 ( x, y ) = ∑ aαβ x α y β .
Puiseux associada a X. Uma importante aplicação α+ µβ γ
0 = 0 α µ β γ
+ 0 > 0
deste processo é no caso onde a curva possui pon- * γ0 γ0
Temos que f 0 ( x, tx ) = x g 0 (t ) . Seja t 0 uma raiz
tos singulares. Ele é utilizado para obter uma resolu-
ção de singularidades da curva, ou seja, encontrar de g 0 (t ) . Seja f1 ( x1 , y1 ) tal que
uma curva não singular Y que mantém de uma certa
f ( x1q0 , x1 p0 (t 0 + y1 )) = x1γ 0q0 f1 ( x1 , y1 ) .
maneira propriedades boas de X.
Associado ao poliedro de Newton de f1 temos os
Material e Métodos números µ1 e γ 1 com µ1 = p1 / q1 e mdc( p1 , q1 ) = 1 e
da mesma maneira obtemos t1 = 1 e f 2 ( x 2 , y 2 ) .
A metodologia utilizada baseou-se em estudos indi-
Indutivamente, por esse processo no passo n+1 se
viduais, reuniões semanais e pesquisas bibliográfi-
cas. constrói o poliedro de f n e obtém os números µ n e
γ n com µ n = p n / qn e mdc( p n , q n ) = 1 .
Resultados e Discussão
Teorema. Para qualquer equação da forma
Definição: Uma curva algébrica plana X é o conjun- f ( x, y ) = 0 com f em C[ x, y ] , existe i0 ∈ N tal que
to dos pontos (x, y ) em C 2 tais que f ( x, y ) = 0 , para
y = t 0 x µ0 +t 1x µ0 + µ1 / q0 + t 2 x µ0 + µ1 / q0 + µ2 / q0q1 + ... é uma
algum polinômio não constante f em C[ x, y ] .
solução formal, onde os índices e coeficientes vem
da construção anterior. Esta série é chamada de
Definição: Para cada termo aij x i y j de f ∈ C[ x, y ] ,
série de Puiseux associada a f .
marcamos o ponto (i, j ) no plano. Traçamos em
seguida aqueles segmentos ligando dois ou mais Exemplo. Seja f ( x, y ) = y 4 − 2 x 3 y 2 − 4 x 5 y + x 6 − x 7 .
destes pontos, com a propriedade de que a reta Temos µ0 = 3 / 2 , γ0 = 6 com
* 4 3 2 6 * 3/ 2 6 4 2
determinada isola os demais pontos do semiplano f 0 (x, y) = y − 2x y + x e f0 (x, tx ) = x (t − 2t +1) .
oposto ao da origem. Definimos por poliedro de Podemos tomar t 0 = 1 .
Newton de f , denotado por Γ f , a fronteira deste Assim, f ( x12 , x13 (1 + y1 )) = x112 f1 ( x, y ) e
conjunto. f1 ( x1 , y1 ) = y1 + 4 y13 + 4 y12 − 4 x1 y1 − 4 x1 − x12 . Temos
4

Para cada segmento do poliedro de Newton temos


µ1 = 1 / 2 e γ 1 = 1 onde f1* ( x1 , y1 ) = 4 y12 − 4 x1 e
* 1/ 2
f1 ( x1 , tx1 ) = x1 (4t 2 − 4) . Podemos tomar t1 = 1 .
uma equação de reta da forma x + mi y = ni . Seja
Portanto, uma solução para f é y = x 3 / 2 + x 7 / 4 .
µ = mín{mi} . Denotemos por γ = nk onde µ = mk .
Dizemos que µ e γ são os números associados ao Conclusões
poliedro de Newton de f .
Este trabalho possibilitou o estudo de importantes
Exemplo: Seja f ( x, y ) = y 4 − 2 x 3 y 2 − 4 x 5 y + x 6 − x 7 . tópicos de geometria algébrica e o aprendizado de
Temos o seguinte poliedro de Newton: um método importante na resolução de problemas
em Teoria de Singularidades.

Agradecimentos
Agradeço ao apoio financeiro da FAPESP, processo:
2011/23722-6.
__________________________________________
1
Barbosa, G.F. Singularidades de curvas irredutíveis planas, Disserta-
ção de Mestrado, ICMC-USP 2004.
Método de Newton 2
Vainsencher, I, Introdução as curvas algébricas planas, Coleção
Dado f ∈ C[ x, y ] , vamos descrever a construção de Matemática Universitária, 3 ed., Rio de Janeiro, IMPA, 2009.
uma sequência f1, ,..., f n ,... obtida indutivamente
através dos respectivos poliedros de Newton.

XXIV Congresso de Iniciação Científica