Você está na página 1de 4

TERMOS ACESSÓRIOS DA ORAÇÃO

Os termos acessórios da oração são aqueles que podem ser retirados da frase sem alterar sua estrutura sintática
e, apesar de serem dispensáveis, podem ser importantes para a compreensão da mensagem transmitida.

Adjunto adnominal - Os adjuntos adnominais atribuem características ao substantivo que acompanham. Podem ser
representados por um artigo, por um adjetivo, por uma locução adjetiva, por um pronome adjetivo e por um numeral adjetivo:
Aquele livro velho é meu. / Meu filho tem uma camisa preta. / Sete pessoas diferentes ligaram para você hoje.
Quem é o primeiro concorrente? / Você vai nadar na água do rio? / Meu filho chegou cedo.
O adjunto adnominal pode ser ou não precedido de uma preposição. Quando preposicionado costuma ser confundido com
o complemento nominal.
A leitura do livro /é instigante. A leitura do aluno /foi boa.

E agora? Como diferenciá-los?


1º critério: �O adjunto adnominal quando preposicionado caracteriza apenas o substantivo.
�O complemento nominal complementa um substantivo, adjetivo ou advérbio.

Assim, em orações como “Estava cheio de problemas.”, “Moro perto de você.”, logo no primeiro critério, já
sabemos que “de problemas” e “de você” são complementos nominais, pois completam o sentido do adjetivo
“cheio” e do advérbio “perto”, respectivamente.
2º critério: �O substantivo caracterizado por um adjunto adnominal pode ser concreto ou abstrato.
�O substantivo completado por um complemento nominal deve ser abstrato.

Sabendo-se que um substantivo abstrato normalmente é o nome de uma ação (corrida, pesca) ou de uma característica
(tristeza, igualdade) e que o substantivo concreto é o nome de um ser independente, que conseguimos visualizar, pegar
(casa, copo). Nas orações “Trouxe copos de vidro.” e “Vi a casa de pedra.”, os termos “de vidro” e “de pedra” são adjuntos
adnominais, pois caracterizam os substantivos concretos “copos” e “casa”, respectivamente.

E se o substantivo seguido do termo preposicionado for abstrato? Neste caso, passamos para o 3º critério:
3º critério: �O adjunto adnominal preposicionado é agente.
�O complemento nominal é paciente.

Este último normalmente é o cobrado em prova. Se os termos abaixo sublinhados são agentes, automaticamente serão os
adjuntos adnominais. Se pacientes, serão complementos nominais. Veja:
Adjuntos adnominais: Complementos nominais:
O amor de mãe é especial. (agente: a mãe ama) O amor à mãe também é especial. (paciente: a mãe é amada)
A leitura do aluno foi boa. (agente: o aluno leu) A leitura do livro é instigante. (paciente: o livro é lido)

Adjunto adverbial - O adjunto adverbial é usado para indicar uma circunstância, transmitindo uma ideia de tempo, modo,
intensidade, lugar, afirmação, dúvida,… Os adjuntos adverbiais podem no início, no meio ou no fim das frases e podem ser
ou não separados por vírgulas, conforme a posição que ocupam.
Existem adjuntos adverbiais de afirmação, de negação, de causa, de lugar, de tempo, de intensidade, de companhia,
de dúvida, de concessão, de instrumento, de meio, de modo, de condição, de finalidade, de assunto, de direção, de exclusão,
de frequência, de matéria, de conformidade,…
Amanhã, a funcionária virá ao escritório assinar o contrato. / A mãe abriu, lentamente, a porta do quarto da filha.

Aposto - O aposto fornece novas informações sobre um dos termos da oração, estando sintaticamente relacionado com ele.
O aposto desenvolve, explica, enumera, esclarece, detalha, especifica,… esse outro termo da oração.
1. Aposto explicativo - serve para explicar ou esclarecer um 4. Aposto recapitulativo ou resumidor - serve para resumir
termo da oração. Na frase, aparece destacado por vírgulas, numa só palavra vários termos da oração. “Prosperidade,
parênteses ou travessões: “Júlia, a melhor aluna da turma, segurança e alegria, isso é o que eu quero para minha família.”
passou de ano com notas altíssimas.”
5. Aposto distributivo - serve para distribuir informações de forma
2. Aposto enumerativo - serve para enumerar partes separada de termos da oração. “Ambos são bons alunos, um no
constituintes de um termo da oração. Na frase, aparece português e o outro na matemática.”
separado por dois pontos ou travessão e vírgulas. “Já viajei
por vários países: Brasil, Argentina, Colômbia, Equador e 6. Aposto comparativo - serve para comparar um termo da
México.” oração com alguma coisa. Na frase, aparece destacado entre
vírgulas. “Os olhos do gato, faróis na escuridão, percorriam a
3. Aposto especificativo - serve para especificar ou mata à procura de alimento.”
individualizar um termo genérico da oração. Na frase, não se
encontra destacado por sinais de pontuação, estando ligado 7. Aposto de oração - também chamado de oração subordinada
diretamente ao termo que especifica ou através de uma substantiva apositiva, ocorre quando uma oração apresenta valor
preposição. Apostos especificativos são maioritariamente apositivo e se encontra sintaticamente dependente de outra. “Maria
nomes próprios: “A rua Nossa Senhora de Copacabana é a não soube responder nem a metade das perguntas do
próxima.” exame, sinal de fraco estudo e preparação.”

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/como-distinguir-adjunto-adnominal-de-complemento-nominal/
https://www.todamateria.com.br/termos-acessorios-da-oracao/#targetText=Os%20termos%20acess%C3%B3rios%20da%20ora%C3%A7%C3%A3o,auxiliam%20no%20acr%C3%A9scimo%20de%20informa
%C3%A7%C3%A3o.

Você também pode gostar