Você está na página 1de 26

62

ESTATÍSTICA BÁSICA
Medidas de Dispersão ou de variabilidade
Medidas de dispersão ou de variabilidade são medidas que indicam a dispersão dos
valores em relação ‘a média.
Por exemplo:
 Aluno A  notas: 72, 76, 71 e 77
 Aluno B  notas: 70, 90, 55 e 81

A média de ambos é 74, entretanto há diferença entre o maior valor e o menor valor
desses dados. Enquanto o aluno A tem notas mais próximas da média o aluno B tem
notas mais dispersas.

1. Amplitude
A amplitude de um conjunto de dados é a diferença entre o maior valor e o menor
valor desses dados. Para encontrar a Amplitude basta subtrair o maior valor do
menor valor.
 Amplitude para dados não agrupados:
Conjunto de dados: 3, 12, 3, 10, 8, 7, 5, 9
Amplitude: 12 – 3 = 9

 Amplitude para dados agrupados em classe

Salário* f
4,00  8,00 10
8,00  12,00 12
12,00  16,00 8
16,00  18,00 4
18,00  20,00 1
20,00  22,0 1
Total 36
(x 100)
*
Amplitude: 28 – 4 = 24
Para os dados agrupados em classe, subtrai-se: limite superior da maior
classe - limite inferior da menor classe.

A amplitude é uma medida limitada, pois depende apenas dos valores extremos
de um conjunto de dados, nada informando sobre os demais intervalos.

1.1 Variância e Desvio Padrão


Considere o exemplo inicial desse capítulo, relativo a notas de dois alunos:
 Aluno A  notas: 72, 76, 71 e 77
 Aluno B  notas: 70, 90, 55 e 81

Qual é o conjunto de notas mais estável? Ou, em qual conjunto de notas a variação
entre as notas é menor? Indicar a média aritmética das notas não resolve o
problema, pois os dois conjuntos têm média 74.
63
ESTATÍSTICA BÁSICA
Para avaliar o grau de dispersão das notas dos alunos A e B, precisamos saber como
se distribuem as notas em torno de um ponto de referência, no caso, a média
aritmética.

Aluno A Aluno B
Notas (xi - x ) Notas (xi - x )
72 72 – 74 = -2 70 70 – 74 = -4
76 76 – 74 = 2 90 90 – 74 = 16
71 71 – 74 = -3 55 55 – 74 = -19
77 77 – 74 = 3 81 81 – 74 = 7
 0  0

A soma dos desvios em relação à média é igual a zero. Isto é,  (xi - x ) = 0. Assim,
será necessário trabalhar com desvios, sem que a soma dê zero.

1.1.1 Variância (s2 ,  2 )


A variância de um conjunto de n valores x1, x2, x3, . . ., xn é a média aritmética dos
quadrados dos desvios desses valores, em relação a sua média, isto é:

  x  x  x 
2
2
i
i x
2 = f ou N , sendo f = N

No caso do conjunto de dados vir de uma amostra (s 2) o denominador deve ser


substituído por n – 1:

 x  2
i x
s2 = n 1
Retornando ao exemplo anterior, incluímos mais uma coluna nas tabelas e
calculamos a variância dos alunos A e B.

Aluno A Aluno B
Notas (xi - x ) (xi - x )2 Notas (xi - x ) (xi - x )2
72 -2 4 70 -4 16
76 2 4 90 16 256
71 -3 9 55 -19 361
77 3 9 81 7 49
 0 26  0 682

Aluno A: Aluno B
 x   x 
2 2
i x 26 i x 682
s = 2 n 1 = 3 = 8,67 2
s = n 1 = 3 = 227,33

Os valores encontrados, 8,67 e 227,33, são chamados de variância amostral.

1.1.2 Desvio-Padrão
64
ESTATÍSTICA BÁSICA
O desvio-padrão de um conjunto de valores é a raiz quadrada da variância. No
exemplo anterior, o desvio-padrão das notas dos alunos A e B será:
Sa = 8,67  2,94
Sb = 227,33  15,07

O desvio-padrão é uma importante medida de variação. É uma medida de variação


dos valores em relação a média. Ela leva em conta todos os valores observados.

Notação
S2 é a variância de um conjunto de dados de uma amostra
S é o desvio padrão de um conjunto de dados de uma amostra
2 é a variância de um conjunto de dados de uma amostra
 é o desvio padrão de um conjunto de dados de uma amostra

Quanto maior a variância ou o desvio-padrão, maior a heterogeneidade entre os


elementos do conjunto de valores. Como Sa = 2,94 e Sb = 15,07 então o conjunto de
notas do aluno A é mais estável do que o aluno B.

1.2. Desvio-padrão para dados não agrupados – fórmulas e exemplos.

 x  2
i x
Desvio-padrão de uma amostra
S= n 1

 x  2
i x
Desvio-padrão de uma população
= N

Exemplo: Determine o desvio-padrão dos tempos de espera em caixas do banco


ALFA. Dados: 6, 5, 7, 8, 1, 4, 7, 2 (em minutos).
Cálculo da média:

6  5  7  8 1 4  7  2
x
8

40
x =5
8
Cálculo dos desvios em relação a média: (xi - x )

xi (xi - x )
6 6-5=1
5 5–5=0
7 7–5=2
8 8–5=3
1 1 – 5 = -4
4 4 – 5 = -1
7 7–5=2
2 2 – 5 = -3
 0

Cálculo do quadrado dos desvios de cada valor: (xi - x )2


xi (xi - x ) (xi - x )2
6 1 1
5 0 0
7 2 4
8 3 9
1 -4 16
4 -1 1
7 2 4
2 -3 9
 0 44

Cálculo da variância amostral:

 x  2
i x 1  0  4  9  16  1  4  9 44

2
S = n 1 = 8 1 7 = 6,28
Cálculo do desvio-padrão amostral:

S= 6,28 = 2,51.

1.3. Variância para médias com valor fracionário – fórmulas e exemplos.


‘As vezes, ao calcular o desvio-padrão, principalmente quando a média x for um
valor fracionário, os desvios  xi  x  podem acumular erros de arredondamento
que poderão comprometer o resultado final. A fim de evitar esse inconveniente,
pode-se usar uma fórmula equivalente ‘aquela apresentada anteriormente.

Variância populacional para x 2


i   xi 
2

dados não agrupados  


n  n 
2 =
Variância populacional para f i x i2   f i xi 
2

dados tabelados em uma  


n  n  onde n = f
distribuição de freqüência 2 =

1.4 Desvio-padrão: exemplo com dados agrupados – fórmula alternativa


Exemplo: Calcule a variância e o desvio-padrão dos dados a seguir:

Aulas Número
perdidas (xi) de alunos (fi)
0 8
1 10
2 12
3 6
Σ 12
Para utilizar a fórmula alternativa, deve-se construir uma coluna fx e outra fx2

Aulas Número f.x f.x2


perdidas (xi) de alunos (fi)
0 8 8.0 = 0 8.02 = 0
1 10 10.1 = 10 10.12 = 10
2 12 12.2 = 24 12.22 = 48
3 6 6.3 = 18 6.32 = 54
Σ 12 52 112

f   f i xi 
2
i x i2
 
n  n  ( onde n = f )
2 =
2
112  52 
 
2 = 36  36  = 3,111111 – 1,4444442
2 = 1,024691

Logo, como desvio-padrão = var iância

= 1,024691  1,0122704 = 1,01 (com duas casa decimais)

IMPORTANTE: Os valores calculados de uma amostra e de uma população,


quando utilizado a fórmula alternativa, podem ser relacionados através de um
pequeno ajuste:

n
s2 =  2
n 1
Exemplo: Calcule a variância e o desvio-padrão das alturas de uma amostra de
60 pessoas.

Altura Freqüência
(fi)
150  160 9
160  170 18
170  180 21
180  190 12
Σ 60

Nesse exemplo os dados estão organizados em classe, portanto o ponto médio de


cada um dos grupos devem ser calculados.

Altura Freqüência Ponto f.x f.x2


(fi) médio (xi)
150  160 9 155 1395 216.225
160  170 18 165 2970 490.050
170  180 21 175 3675 643.125
180  190 12 185 2220 410.700
Σ 60 - 10.260 1.760.100

f   f i xi
2
i x i2 
 
n  n  ( onde n = f )
2 =
2
1.760.100 10.260 

 =
2 60  60  = 29.335 - 1712
2 = 94

Os dados provêm de uma amostra, portanto, aplique o fator de correção:

n
s2 =  2
n 1

60
s2 =  94 = 95,59322
59

Logo, como desvio-padrão = var iância

= 95,59322  9,777178  9,78 (com duas casa decimais)

O desvio-padrão é utilizado ao invés da variância. Por definição, o desvio-


padrão mede como os dados se dispersam em torno da média. Logo, quanto
maior é o valor do desvio-padrão, mais dispersos são os dados.

O grau de concentração dos dados em torno da média é de:


 68% no intervalo entre ( x -  ) e ( x + )
 95% no intervalo entre ( x - 2 ) e ( x +2 )
 99,7% no intervalo entre ( x - 3 ) e ( x +3 )
Exemplificando, se dissermos que a altura média ( x ) do homem adulto brasileiro é
de 1,70 m e o desvio padrão de 5 cm, estaremos dizendo que entre
1,65 m e 1,75 m encontramos 68% da população masculina adulta brasileira
1,60 m e 1,80 m encontramos 95% da população masculina adulta brasileira
1,55 m e 1,85 m encontramos 99,7% da população masculina adulta brasileira

Exemplo: A tabela a seguir, mostra as notas dos alunos de uma classe do 2 0 grau em
uma determinada disciplina
a) Construa o histograma correspondente
b) Calcule a média aritmética
c) Calcule a variância e o desvio-padrão
d) Construa um polígono de freqüência e analise a zona de normalidade dos dados
(68% das notas)

Nota Freqüência
(fi)
0  2 3
2  4 9
4  6 16
6  8 8
8  10 4

Solução:

Nota Freqüência Ponto médio f.x f.x2


(fi) (xi)
0  2 3 1 3 3
2  4 9 3 27 81
4  6 16 5 80 400
6  8 8 7 56 392
8  10 4 9 36 324
Σ 40 - 202 1200

a) Histograma

Notas dos alunos da 2a série

Freqüência (fi )

16 16
14
12
10 9
8 8
6
4 3 4
2
0 Nota (xi )

b) Média aritmética

x
x f i i
=
202
 5,05
f i 40

c) Variância e desvio-padrão

fx   f i xi 
2 2 2
i i 1200  202 
     40   30  5,05  4,5
2

n  n  40  
2 =

= 4,5  2,12

d) Polígono de freqüência

Notas dos alunos da 2a série

A zona de normalidade é
2,93 a região que se define em
torno da média 5,05.
(2,93 e 7,17)

7,17

0 2 4 6 8 10

1.5 Coeficiente de variação


O coeficiente de variação (CV) é uma medida relativa de dispersão, sendo definida
como o quociente entre o desvio-padrão (s) e a média ( x ), ou seja:
s
CV =
x
O coeficiente de variação é uma medida adimensional, podendo ser expresso em
porcentagem.

Regras para interpretação do CV:


CV < 15%  baixa dispersão
15%  CV < 30%  média dispersão
CV  30%  grande dispersão

Exemplo: Sejam x = 145 horas e s = 18,14 horas. Tem-se então o CV dado por:

s 18,4horas
CV =  = 0,1251  12,51%
x 145horas

Medidas de assimetria e Curtose


Assimetria e Curtose são medidas que determinam a forma da curva de uma distribuição
de freqüência. As medidas de assimetria referem-se ao grau de deslocamento da curva e
as medidas de curtose referem-se ao grau de achatamento dessa distribuição de
freqüência.

1. Medidas de assimetria
Quando a média, mediana e a moda recaem em pontos diferentes de uma
distribuição de freqüência, com deslocamento a direita ou esquerda de um
histograma, denominamos essas medidas de assimetria positiva ou negativa.

1.1 Assimetria positiva


A curva fica deslocada para direita. Nesse caso, a média aritmética apresenta um
valor maior que a mediana, e a mediana apresenta um valor maior que a moda.
Graficamente

Mo Md x Classe

x > Md > Mo

1.2 Assimetria negativa


A curva fica deslocada para esquerda. Nesse caso, a média aritmética apresenta um
valor menor que a mediana, e a mediana apresenta um valor menor que a moda.
Graficamente

x Md Mo Classe

x < Md < Mo

1.3 Simétrica
A curva de freqüência fica centralizada. Nesse caso, a média aritmética, a mediana e
a moda apresentam valores exatamente iguais.
Graficamente
x = Md = Mo
1.4 Aplicação
Foi realizado um teste de Estatística em 3 turmas diferentes, sendo obtido os
seguintes resultados:

Nota (fi) Nota (fi) Nota (fi)


0  2 10 0  2 30 0  2 10
2  4 20 2  4 20 2  4 10
4  6 30 4  6 20 4  6 20
6  8 20 6  8 10 6  8 20
8  10 10 8  10 10 8  10 30
 90  90  90

1a turma média = 5,0 moda = 5,0


mediana = 5,0 moda = 1,5 média = 6,11
desvio-padrão= 2,32 mediana = 3,5 moda = 8,5
desvio-padrão= 2,7 mediana = 6,5
2a turma desvio-padrão=2,7
média = 3,89 3a turma
Existem vários modelos para o cálculo do coeficiente de assimetria, dentre eles o
coeficiente de Pearson:

 Primeiro coeficiente (considerando média e moda)


x  Mo x  Mo
AS = (amostra) ou AS = (população)
s 

 Segundo coeficiente (considerando média e mediana)

3( x  Med ) 3( x  Med )
AS = (amostra) ou AS = (população)
s 

Os modelos servem também para população().

Os resultados da assimetria na aplicação das três turmas são as seguintes:


1a turma: 2a turma: 3a turma

10 coeficiente de 5,0  5,0 3,89  1,5 6,11  8,5


0  0,885  0,885
assimetria 2,32 2,7 2,7
simetria assimetria positiva assimetria negativa
0
2 coeficiente de 5,0  5,0 3,89  3,5 6,11  6,5
0  0,144  0,144
assimetria 2,32 2,7 2,7
simetria assimetria positiva assimetria negativa

Se AS = 0 diz-se que a distribuição é simétrica (1a turma)


Se AS > 0 diz-se que a distribuição é assimétrica positiva (2a turma)
Se AS < 0 diz-se que a distribuição é assimétrica negativa (3a turma)

2. Medidas de curtose
Denomina-se curtose o grau de achatamento de uma distribuição de freqüência em
relação a uma curva padrão ou curva normal.

Uma distribuição nem achatada, nem delgada, chama-se mesocúrtica

Uma distribuição delgada, chama-se leptocúrtica


Uma distribuição achatada chama-se platicúrtica.

Para medir o grau de curtose utiliza-se o seguinte coeficiente:


Q3  Q1
K
2( P90  P10 )

em que Q3 = 30 quartil
Q1 = 10 quartil
P90 = 90 percentil
P10 = 100 percentil

Se k = 0,263 diz-se que a curva será normal, correspondendo a distribuição de


freqüência mesocúrtica.

Se k > 0,263 diz-se que a curva será achatada, correspondendo a distribuição de


freqüência platicúrtica.

Se k < 0,263 diz-se que a curva será delgada, correspondendo a distribuição de


freqüência leptocúrtica.

Exemplo: O número de 100 pares de sapatos comercializados em uma loja de


calçados foram os seguintes:

Número freqüência
25  28 2
28  31 9
31  34 17
34  37 35
37  40 20
40  43 10
43  46 7

Classifique a assimetria e curtose desses dados.


 36,1  35,5  0,14 (distribuição simétrica)
a) Cáculo da assimetria: A =
4,2
b) Cálculo da curtose:
n 100
primeiro quartil:   25 , então k = 3
4 4
 100 
  11 . 34  31
Q1= 4
31     33,5
28  11

3n 3.100
terceiro quartil:   75 , então k = 5
4 4

 3.100 
  63 . 40  37 
Q3= 4
37     38,8
83  63

p.n 10.100
P10:   10 , então k = 2
100 100

 10.100 
  2 . 31  28
P10= 100
28     30,7
11  2

p.n 90.100
P90:   90 , então k = 6
100 100

 90.100 
  83 . 43  40 
P90= 100
40     42,1
93  83

38,8  33,5
K=  0,232
2. 42,1  30,7 

Logo, a distribuição é ligeiramente delgada (leptocúrtica)

Desenho esquemático
Desenho esquemático ou box plot ou ainda “caixa-de-bigodes” é uma análise gráfica
que utiliza cinco medidas específicas de um conjunto de dados (1 0 quartil, 30 quartil,
mediana e os valores extremos dos dados ordenados - maior e menor valor,
desconsiderando valores discrepantes).

Construção de um box plot.


Seja os seguintes dados ordenados:
10,5 11,0 11,5 12,0 12,1 12,2 12,3
12,5 12,8 12,9 13,1 13,5 13,8 13,9
13,9 14,2 14,5 14,8 15,8 15,9 21,0

Cálculo das cinco medidas para construção do Box plot


a) Mediana:
n  1 21  1
ordem =  = 110 elemento  Mediana = 13,1
2 2
b) 10 quartil:
n  1 21  1
ordem =  = 5,50 elemento  Q1 = 12,1 + (12,2 – 12,1) = 12,15
4 4

c) 30 quartil:
3(n  1) 3( 21  1)
ordem =  = 16,50 elemento  Q3 = 14,2 + (14,5 – 14,2) =
4 4
14,35

d) valor mínimo:
Vmin = Q1 – 1,5 (Q3 – Q1) = 12,15 – 1,5.(14,35 – 12,15) = 8,85. Não existem
valores menores do que 8,85 no rol de dados. Nesse caso o valor o valor mínimo
será 10,5.

e) Valor máximo:
Vmax = Q3 + 1,5 (Q3 – Q1) = 14,35 – 1,5.(14,35 – 12,15) = 17,65. Existe um valor
discrepante igual a 21,0 > 17,65 que deverá ser desprezado. Portanto o valor
máximo será 15,9.

Construção do desenho esquemático:

Valor discrepante = 21
Min = 10,5
Max =15,9 *

10 12 14 16 18 20 22
Q1 Md Q3
(12,5) (14,35)

No desenho esquemático vemos o valor central (mediana = 13,1), a dispersão


(comprimento do retângulo – intervalo interquartil = 2,2), a assimetria
(negativa) e os valores discrepantes (asteriscos).
Exemplo: Os desenhos esquemáticos da figura a seguir mostram as distribuições das
notas de 3 classes A, B e C.

B*

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Classe A: Apresenta a maior mediana, o menor intervalo interquartil e assimetria


negativa
Classe B: Apresenta mediana menor que a classe A e maior que a classe B, tem
o maior intervalo interquartil, assimetria positiva e um valor fora do padrão
(discrepante).

Classe C: Apresenta a menor mediana, intervalo interquartil pequeno e


distribuição simétrica.

Exercícios:

1) Calcule a média e o desvio padrão populacional de seguinte série: 12, 14, 15, 18 e 2.

2) A tabela a seguir mede a altura de uma amostra de alunos da 1a série do curso médio

Altura Freqüência
(fi)
160  164 5
164  168 13
168  172 22
172  176 25
176  180 10
180  184 3

Calcule:
a) média
b) mediana
c) moda
d) desvio-padrão

3) Foram pesquisados, durante 12 meses, a renda média da população de uma


determinada cidade, obtendo-se os seguintes valores:

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Renda 562 638 695 752 787 822 835 897 885 864 852 865

a) Qual a renda média da população da cidade considerada?


b) Encontre a mediana e o desvio-padrão
c) A média representa o centro do conjunto de dados? Justifique.

4) Um projeto de investimento está sendo avaliado pelo método payback. Uma


simulação envolvendo vários cenários futuros forneceu os seguintes tempos de
retorno do investimento (em anos): 2,8; 4,3; 3,7; 6,4; 3,2; 4,1; 4,4; 4,6; 5,2; 3,9.
Calcule a variância e o coeficiente de variação para os tempos fornecidos.

5) Se a idade média das pessoas inscritas em um concurso é de 25 anos, com desvio


padrão de 2 anos, encontre a porcentagem de pessoas com:
a) idade entre 23 e 27 anos
b) mais de 27 anos
c) mais de 31 ou menos de 19
d) menos de 21
e) mais de 29
f) menos de 29

2) Uma loja vende 5 produtos básicos: A, B, C, D e E. O lucro por unidade


comercializada desses produtos vale, respectivamente, $ 200,00, $ 300,00, $ 500,00,
$ 1.000,00 e $ 5.000,00. A loja vendeu em determinado mês: 20, 30, 20, 10 e 5
unidades de cada produto, respectivamente. Qual foi o lucro médio por unidade
comercializada? Encontre a amplitude, o desvio-padrão, a variância e o coeficiente
de variação para a tabela a seguir:

Lucro por unidade comercializada


Preço Quantidade vendida
200,00 20
300,00 30
500,00 20
1.000,00 10
5.000,00 5
Total 85

7) Um grupo de 85 moças tem estatura média de 160,6 cm com desvio padrão igual a
5,67 cm. Outro grupo de 125 moças tem estatura média de 161,9 cm, sendo o desvio
padrão igual a 6,01. Qual é o coeficiente de variação de cada um dos grupos? Qual o
grupo mais homogêneo?

8) Em cada alternativa a seguir, identifique qual o grupo apresenta maior dispersão


absoluta e qual apresenta maior dispersão relativa. Justifique suas escolhas.
 x  89  x  55
a) A1:  A2: 
s  9 s  100
2 2

 x  87  x  25
b) B1:  2 B2: 
s  7 s  9
2

 x  400  x  25
c) C1:  C2:  2
s  100 s  8
2

9) Um grupo de 196 famílias tem renda mensal de 1638,00, com coeficiente de


variação de 3,3%. Qual o desvio-padrão da renda desse grupo?

10) Os números a seguir são as medidas das alturas dos alunos de uma classe do 2 0 grau
de uma escola pública.
a) Organize os dados e construa uma tabela com os dados agrupados em classe com
sua respectiva freqüência.
b) Faça um histograma da tabela construída
c) Calcule a média aritmética, moda e mediana.
d) Calcule a variância e o desvio padrão.
e) Construa um polígono de freqüência e analise a zona de dados com até dois
desvios padrões.

Medidas: 168; 172; 184; 159; 160; 163; 177; 180; 182; 155; 190; 180; 175; 170;
168; 170; 176; 165; 160; 162; 175; 170; 168; 170; 183; 159; 166; 165; 170; 172;
175; 168; 175; 174; 169; 170; 172; 171; 167; 166; 169; 163; 161; 173; 178; 183;
184; 158; 170; 160;

11) Calcular o coeficiente de assimetria de uma distribuição que apresenta as seguintes


medidas: média aritmética = 48,1; mediana = 47,9 e desvio-padrão = 2,12.
12) Calcular o coeficiente de assimetria de uma distribuição que apresenta as seguintes
medidas Q1 = 24,4; Q3 = 41,2; P10 = 20,2; P90 = 49,5 calcule a medida de curtose
para os valores dados e indique a curva correspondente.

13) Uma amostra do comprimento (em mm) de um lote de pregos forneceu a seguinte
distribuição:

Comprimento fi
80  164 1
85  168 3
90  164 9
95  168 42
100  172 34
105  176 5
110  180 4
115  184 2
Total 100

A especificação para esses pregos exige que o comprimento médio esteja entre 98 e
102 mm, que o CV seja inferior a 20% e que a distribuição dos comprimentos seja
simétrica. O controle de qualidade aceitará o lote de pregos analisado?
14) Em uma amostra de 30 intervalos de 3 minutos, um restaurante do tipo “fast food”
serviu a seguinte quantidade de clientes:

4 5 5 6 7 3 5 6 9 5
6 5 4 7 3 5 10 6 4 5
6 9 4 5 3 8 6 7 4 5

Graficamente, discuta a simetria ou assimetria desse conjunto de dados.

Médias e Desvio Padrão pela calculadora Financeira HP-12C

1. Armazenamento dos dados


O armazenamento dos dados estatísticos na calculadora HP-12C é feito através da tecla
[ + ]. Cada vez que a tecla [ + ] é pressionada, os dados são armazenados nos
registradores R1 a R6, de acordo com as características indicadas no quadro, a seguir:

Registrador característica Fórmula e/ou simbologia


(memória)
1 conta o número de dados inseridos n(X)1
2 soma dos valores de x x = x1 + x2 +...+xn
3 soma dos valores de x2 x2 = x12 + x22 +...+xn2
4 soma dos valores de y x = y1 + y2 +...+yn
5 soma dos valores de y2 x = y12 + y22 +...+yn2
6 soma dos produtos dos valores de x e y xy = x1y1 + x2y2 +...+ xnyn

Entre um cálculo estatístico e outro, deve-se zerar os registradores R1 a R6, pressionando


[ f ][  ].

1
X = conjunto que tem n elementos = [ x1 x2 x3 ... xn-1 xn }
2. Média aritmética simples - uma variável
Considerando um conjunto de n valores X = (x1, x2, x3, ..., xn), a média aritmética X
é o quociente entre a soma de todos os xis e o número de elementos, n.

x 1  x 2  ...  x n
Xˆ 
n

Para calcular a média aritmética de uma variável, pela calculadora HP012C, deve-se
proceder da seguinte maneira:
 Pressione [ f ][REG] ou [ f ] [  ] para zerar os registradores estatísticos.
 Introduza cada dado "x", pressionando:

x  

 Após a introdução dos dados, pressione:


[ g ]  x   visor: média aritmética simples

Para corrigir um determinado dado introduzido incorretamente:


 Digite o dado introduzido incorretamente.
 Pressione [ g ] [ - ].
 Introduza o dado em sua forma correta.

Exemplo: Determinar a média aritmética simples dos valores: 8.200, 9.100,


7.400, 5.800, 9.700 e 7.800.

Solução: Pela fórmula:

x 1  x 2  ...  x n 8200  7.400  5800  9.700  7.800


X  
n 5

X  8.000

Pela calculadora:

[ f ][  ] [8.200] [ + ] [9.100] [ + ] [7.400] [+ ] [5.800] [+ ] [9.700] [ +


] [7.800] [ + ] [ g ] [ x ]
Visor: 8.000,00

Exemplo: No exemplo anterior o dado 9.100 é incorreto. Seu valor real é 7.900.
Efetue a correção e calcule a nova média.

Solução: [9.100][ g ] [ -] Subtrai o dado incorreto


[7.900] [+ ] Introduz o dado corrigido
[g][x ]
Visor: 7.800,00
Exemplo: Numa empresa 2 empregados têm salário de 1.400,00, 4 ganham
1.800,00, 3 recebem 2.000,00 e um 4.000,00. Qual a média dos salários?

Solução:
1400  1400  1800  1800  1800  1800  2000  2000  2000  4000
X 
10

X  2.000

[ f ][  ] [1.400] [ + ] [1.400] [ + ] [1.800] [+ ] [1.800] [+ ] [1.800] [ +


] [1.800] [ + ] [2.000] [+ ] [2.000] [ + ] [2.000] [+ ] [4.000] [ + ]
[g][ x ]
Visor: 2.000,00

3. Média Ponderada
Conhecido um conjunto de valores e seus respectivos pesos, pode-se obter a média
ponderada da seguinte maneira:
 [ f ] [  ];
 introduza cada par de dados, pressionando:

[ x ] [ Enter ] [ w ] [ + ]

 Após a introdução dos dados , pressione [ g ] [ x w ].

Para corrigir um determinado dado introduzido incorretamente, proceda da seguinte


maneira:
 digite novamente o par de dados introduzido incorretamente: [ x ] [ Enter ] [ w ];
 pressione [ g ] [ - ];
 introduza o par de dados em sua forma correta.

Exemplo: Numa empresa 2 empregados tem salário de 1.400,00, 4 ganham


1.800,00, 3 recebem 2.000,00 e um 4.000,00. Qual a média dos salários?

Solução:
1400 x 2  1800 x 4  2000 x3  4000
X 
2  4  3 1

X  2.000

[ f ][  ] [1.400] [ Enter ] [ 2 ] [+ ] [1.800] [ Enter ] [ 4 ] [+ ] [2.000]


[ Enter ] [ 3 ] [ + ] [4.000] [ Enter ] [ 1 ][ + ] [ g ] [ x w ]

Visor: 2.000,00

Exemplo: Calcular o saldo médio do extrato bancário:


Data Histórico C/D Saldo Prazo
(dias)
01/06 Saldo anterior xxxxxxx + 3.560,00 5
06/06 Depósito + 25.460,00 + 29.020,00 9
15/06 Cheque - 16.825,40 + 12.194,60 7
21/06 Cheque - 11.325,60 + 869,00 6
28/06 Depósito + 7.840,00 + 8.709,00 3

Solução:
[ f ][  ] [3.560] [ Enter ] [ 5 ] [+ ] [29.020] [ Enter ] [ 9 ] [+ ]
[12.194,60] [ Enter ] [ 7 ] [ + ] [869] [ Enter ] [ 6 ][ + ] ] [8.709]
[ Enter ] [ 3 ][ + ] [ g ] [ x w ]
Visor: 13.189,44

4. Média aritmética simples - duas varáveis


No caso de duas variáveis, "x" é sempre a variável independente e "y" a variável
dependente. Para obter a média aritmética deve-se proceder da seguinte maneira:
 Pressione [ f ] [REG] ou [ f ] [  ] para zerar os registradores estatísticos.
 Introduza cada par de dados pressionando:

y[Enter] x   

Após a introdução dos dados, pressione:


 [ g ]  x   visor: média aritmética dos valores de "x".
 [ x  y ]  visor: média aritmética dos valores de "y".

Para corrigir um determinado dado introduzido incorretamente:


 Digite novamente o par introduzido incorretamente.
 Pressione [ g ] [  - ].
 Introduza o par em sua forma correta.

Exemplo: Calcular as médias aritméticas de Vendas e Lucro líquido da firma ABC,


no período compreendido entre 1992 e 1999.

ANO Vendas (x) Lucro (y)

1992 2.500 121


1993 3.200 128
1994 3.000 126
1995 2.800 124
1996 3.100 127
1997 3.300 129
1998 3.400 130
1999 3.700 132

Solução: [ f ][  ] [121] [ Enter ] [2.500 ] [+ ] [128] [ Enter ] [ 3.200] [+ ]


[126] [Enter] [3.000] [ + ] [124] [ Enter ] [ 2.800 ][ + ] [127]
[Enter] [3.100] [ + ] [129] [Enter] [3.300] ][ + ] [130] [Enter]
[3.400] [ + ] [132] [Enter] [3.700] ][ + ]
[g][x ] Visor: 3.125,00

[xy] Visor: 127,13

Exemplo: Na tabela do exemplo anterior, o par de dados relativo ao ano de


1995 é (2.900, 125). Efetue a correção e calcule as novas médias
aritméticas.

Solução:
[124] [Enter] [2.800] [ g ][ - ]
[125] [Enter] [2.900] [ + ]
[g][x ] Visor: 3.137,00

[xy] Visor: 127,25

5. Desvio Padrão - uma variável


O desvio padrão é uma medida de variação dos valores em relação a média x.
O cálculo do desvio padrão é estimado para:
a) uma amostra da população
Conhecido um conjunto de valores pode-se obter o desvio padrão da seguinte
maneira:
- pela fórmula

 x  x
2

s
n 1

- ou através da calculadora financeira:

 [f][]
 introduzindo cada dado "x", pressionando x [ + ]
 após a introdução dos dados, pressione [ g ] [ s ]

b) a própria população
Conhecido um conjunto de valores pode-se obter o desvio padrão da seguinte
maneira:
- pela fórmula

 x  
2

s
N

- ou através da calculadora financeira:

 [ f ] [  ];
 introduzindo cada dado "x", pressionando x [ + ];
 após a introdução dos dados, pressione [ g ] [ x ] [ + ];
 [ g ] [ s ].
Exemplo: Dado o conjunto: 12, 6, 7, 3, 15, 10, 18 e 5, calcular o desvio padrão
considerando:
a) o conjunto como sendo uma amostra da população;
b) o conjunto como sendo a própria população.

Solução
12  6  7  3  15  10  18  5
X 
8

X  9,5

a) [ f ][  ] [12] [+ ] [6] [+ ] [7] [ + ] [3] [ + ] [15][ + ] [10] [ + ]


[18] [ + ] [5] [ + ]
[g][s] Visor: 5,21

b) [ g ] [ x ]] [ + ] [ g ] [ s ] Visor: 4,87

Exemplo: Os dados a seguir referem-se ao consumo de água, em litros, em 7


casas. Calcule o desvio padrão desses dados: 1020, 1300, 2300, 1500,
900, 3500, 800.

Solução:
a) Cálculo do desvio padrão amostral:
[ f ][  ] [1020] [+ ] [1300] [+ ] [2300] [ + ] [1500] [ + ] [900][ + ]
[3500] [ + ] [800] [ + ]
[g][s] Visor: 971,63

b) Cálculo do desvio padrão populacional


[ g ] [ x ]] [ + ] [ g ] [ s ] Visor: 899,55

6. Desvio Padrão - duas variáveis


O desvio-padrão do conjunto de pares de dados considerado como uma amostra da
população é obtido procedendo conforme o roteiro:
 [ f ] [  ];
 introduza cada par de dados, pressionando y [Enter] x [ + ];
 após a introdução dos dados, pressione [ g ] [ s ]  desvio-padrão dos valores
de x;
 [ x  y ]  desvio-padrão dos valores de y.

O desvio-padrão do conjunto de pares de dados considerado como sendo a própria


população, é obtido procedendo conforme o roteiro:
 [ f ] [  ];
 introduza cada par de dados, pressionando y [Enter] x [ + ];
 após a introdução dos dados, pressione [ g ] [ x ] média aritmética dos
valores de "x" ;
 Introduza a média, pressionando [ + ];
 pressione [ g ] [ s ]  desvio-padrão dos valores de x;
 [ x  y ]  desvio-padrão dos valores de y.

Exemplo: Calcular o desvio-padrão dos gastos em marketing e do volume de


vendas da tabela a seguir, considerando os conjuntos como sendo as
próprias populações.

Ano 1984 1985 1986 1987 1988


Variáveis
Marketing 145 135 155 150 160
Vendas 23.000 20.000 26.000 25.500 28.000

Solução: Introduzindo os dados: [ f ][  ] [23.000] [Enter] [145] [+ ] [20.000]


[Enter] [135 ] [+ ] [26000] [Enter] [155] [ + ] [25.500] [Enter] [150]
[ + ] [28.000] [Enter] [160] [ + ]

Calculo da média: [g][x ] Visor: 149,00

Introduz a média: [ + ]

Desvio-padrão x : [ g ] [ s ] Visor: 8,60


Desvio-padrão y : [ x  y ] Visor: 2.756,81
Exercícios
1. Os salários/hora de 5 empregados são: 12,60; 19,80; 16,40; 46,00; 18,80. Determine
a média dos salários/hora. R.: 22,72.

2. Num vestibular, os graus obtidos por um candidato nas 6 provas realizadas foram:
82, 90, 76, 61, 58, 57. Calcular a média aritmética dos graus. R.: 72,33.

3. No exercício anterior, o dado 90 é incorreto. Seu valor real é 85. Faça a correção e
calcule a nova média. R.: 71,50.

4. Calcule as médias aritméticas se GASTOS EM MARKETING e VENDAS da firma


CDE entre 1994 e 1998.

1994 1995 1996 1997 1998


Gastos em Marketing 145 135 155 150 160
Vendas(y) 23.000 20.000 26.000 25.500 28.000
R.: 149.

5. Calcular as médias aritméticas simples das despesas de custeio e gastos em


investimentos do Município A no período entre 1993 e 1998.

1993 1994 1995 1996 1997 1998


CUSTEIO 117,3 122,7 125,6 127,3 130,4 131,8
INVESTIMENTO 37,7 32,3 34,4 37,7 34,6 36,2
R.: 125,85.

6. Dados o conjunto: 8, 15, 32, 47, 56 e 68, calcular o desvio-padrão, considerando:


a) o conjunto como sendo uma amostra de uma população. R.: 23,53.
b) o conjunto como sendo a própria população. R.: 21,48.

7. Calcular o desvio-padrão das variáveis “x” e “y” das tabelas:


a)
X 12,6 13,5 14,5 12,3 13,1 14,8
Y 128,6 136,8 152,4 125,3 132,4 157,2
R.: a) 1,01; 13,07 b) 0,92; 11,94.

b)
X 2.400 3.100 3.000 3.200 3.300 3.400 3.700
Y 9,8 9,7 9,9 9,8 9,6 9,7 9,8
R.: a) 394,38; 3,80. b) 368,91; 3,55.

Considere os dados como sendo uma amostra da população e a própria população.

8. Calcular o prazo médio das seguintes duplicatas:

DUPLICATA 1 2 3 4 5
PRAZO 30 45 50 70 60
VALOR
NOMINAL 20.000 30.000 40.000 25.000 25.000
R.: 51,61 = 52 dias.
9. Um candidato obteve os seguintes resultados nas provas de um concurso
Público: Português 78; Matemática 56; Noções de Direito 74; Inglês 66. Qual a
média obtida supondo que os pesos foram, respectivamente, 4, 3, 2, 1?
R.: 69,40.

10. Calcular o saldo médio do seguinte extrato bancário:

Data Histórico C/D Saldo Prazo


(dias)
01/09 Saldo anterior xxxxxxx + 1.600,00 2
03/09 Depósito + 48.350,00 + 46.700,00 5
08/09 Cheque - 18.600,40 + 28.100,60 9
17/09 Cheque -16.400,00 + 11.700,00 7
24/09 Cheque - 9.700,00 + 2.000,00 4
28/09 Cheque - 4.800,00 + 2.800,00 3
R.: 18.823,33.