Você está na página 1de 4

1

Aplicação de máquinas elétricas em veículos


híbridos – Aspectos de projeto e controle
Autores: Débora Mello, Gabriel Morcatti, Halana Hess, João Guilherme Gontijo

1. RESUMO 3. ASPECTOS DE PROJETO DO VEÍCULO HÍBRIDO

O presente relatório possui como objetivo o estudo da Um veículo híbrido é composto de duas ou mais energias
para compor a potência necessária a este. Uma destas fontes
aplicação de máquinas elétricas em veículos híbridos, bem pode ser a elétrica, abordada no veículo elétrico híbrido, com
como seus aspectos de projeto e controle. Inicialmente, será diversos tipos de arquiteturas empregadas.
feita uma análise em relação aos aspectos construtivos da Os veículos híbridos são compostos de uma fonte primária
máquina em geral, para posteriormente abranger seus diferentes de energia, a combustão, associada ao acionamento elétrico. A
tipos de configurações. Por último, serão abordadas as figura (1), a seguir, mostra um possível subsistema da
estratégias de controle dos veículos híbridos, bem como suas configuração de um carro híbrido.
características de funcionamento.

2. INTRODUÇÃO

A s matrizes de energia no setor de transportes no Brasil são


altamente dependentes do petróleo, recurso natural
esgotável. Segundo o engenheiro eletricista russo, Vasile
Horga, uma em cada cinco pessoas ativas na Europa trabalha na
indústria automotiva. Este fato associado a duplicação do
número de veículos fabricados no mundo, demonstra o aumento
do consumo de combustíveis fósseis ao longo dos anos. Surge
então, a necessidade da redução da utilização destas matérias-
primas, visando o emprego de práticas inovadores. A exemplo
disto, têm-se os veículos híbridos. [1] Figura 1: Principais componentes de um veículo híbrido. [1]
Além disso, nos últimos anos, os fabricantes de automóveis
investiram uma grande quantidade de dinheiro, tempo e Os dispositivos utilizados para armazenar energia podem ser
recursos humanos em pesquisa e desenvolvimento, a fim de baterias, células de combustível movidas a oxigênio ou
conciliar mobilidade e sustentabilidade. Dessa forma, os capacitores. Os motores elétricos utilizados podem ser do tipo
fabricantes emergiram com novas tecnologias como veículos corrente contínua, motores de indução, motores síncronos de
elétricos, híbridos ou de célula a combustível. imã permanente ou motores de relutância variável. O motor a
Por outro lado, o emprego da combustão nos veículos ainda combustão pode ser do mesmo tipo utilizado em carros
domina drasticamente no mercado automotivo, em função da convencionais, mas deve ter o design e otimização para
necessidade de evolução em termos de eletrônica e consumo de veículos híbridos. Existem três categorias básicas para estes
combustível. A exemplo disto, os veículos elétricos e híbridos carros: híbrido série, híbrido paralelo e híbrido série-paralelo.
sofrem de falta de autonomia devido a tecnologia da bateria, O veículo híbrido série possui a particularidade de ter o
que possui um alto valor de watt por quilograma. Além disso, motor elétrico conectado diretamente a transmissão. O motor a
ainda não é possível incorporar muitos dispositivos eletrônicos, combustão funciona como um aumento de alcance para
já que estes são potentes consumidores de energia. proporcionar a autonomia do carro e, consequentemente,
A partir do cenário apresentado até então, o veículo híbrido carregar a bateria deste.
se mostra o mais recomendado, uma vez que concilia o conforto Dessa forma, na partida destes carros, somente o motor
do carro a combustão com a redução dos consumos do carro elétrico é utilizado, toda a potência vem da bateria, através do
elétrico. O emprego deste motor permite diminuir o consumo conversor de energia. Na aceleração, as duas fontes de energia
de combustível, mantendo a mesma autonomia. são utilizadas. O motor elétrico obtém energia da bateria e do
motor a combustão, que fornece energia elétrica transformando
conjugado em eletricidade através de um gerador. Quando a
velocidade é constante, o motor a combustão pode carregar a
bateria fornecendo toda a energia necessária ao motor elétrico
e a bateria. Durante a frenagem, a energia é regenerada pelo
motor elétrico, agora utilizado como gerador. Além disso, o
2

motor a combustão ainda pode carregar a bateria ao mesmo aceleração, as duas fontes são utilizadas, onde somam-se os
tempo. torques para obter a potência necessária ao veículo. Com a
Na figura (1), a seguir, têm-se a arquitetura geral do veículo velocidade constante, o motor a combustão pode carregar a
discutido. bateria. Dessa forma, fornece toda a energia necessária ao
veículo mais a energia para carregar a bateria, através do motor
elétrico, que é empregado como gerador.
Por último, o veículo série-paralelo, possui a estrutura mais
complexa entre as arquiteturas discutidas. Este tipo de carro
possui um conjunto eletrônico que avalia constantemente as
condições do veículo e do percurso. Assim, este decide o
melhor momento para utilizar o motor a combustão ou o motor
elétrico. Além disso, o motorista também pode escolher qual
fonte de energia utilizar, através de um menu.
A figura (3), demonstrada a seguir, apresenta a arquitetura
geral do veículo discutido.

Figura 2: Arquitetura do veículo híbrido série. [2]

Como este tipo de carro não é capaz de andar diretamente


com gasolina ou etanol, ele precisa de uma bateria maior que as
outras arquiteturas e, por isso, se torna mais caro.
Já no veículo paralelo, tanto o motor elétrico quanto o motor
a combustão geram tração para mover as rodas do carro,
justificando-se o nome da arquitetura. Em baixas velocidades,
o veículo é capaz de funcionar totalmente a base do motor
elétrico, sendo o motor a combustão não eficiente. Geralmente,
o elétrico está conectado ao eixo dianteiro, e o eixo traseiro é
movido pelo motor a combustão. Também é possível que
ambos estejam no mesmo eixo, mas isso encarece o sistema, Figura 4: Arquitetura do veículo híbrido série-paralelo. [2]
pois exige controladores eletrônicos mais sofisticados.
A figura (2), apresentada abaixo, demonstra a arquitetura A tabela abaixo [3] apresenta as vantagens e desvantagens
geral do veículo discutido. entre as arquiteturas apresentadas anteriormente. Para cada tipo,
o consumo de combustível é diretamente ligado à utilização do
mesmo, apresentando variações quando está em meio urbano
(cerca de 35%), mas em trechos mais longos a maior parte da
potência é proveniente do motor de combustão interna (o motor
elétrico é utilizado na aceleração) [4].

Tabela 1 - Comparativo entre as vantagens e desvantagens entre as


três arquiteturas. [4]

Tipo Vantagens Desvantagens

Boa eficiência em
baixas velocidades;
Não consegue
Bom controle do rodar somente
ponto de trabalho do com o ICE;
Série
ICE;
Baixa eficiência
Figura 3: Arquitetura do veículo híbrido paralelo. [2] Estratégia de energética global.
controle tem poucas
restrições.
A partida é feita da mesma forma que no carro híbrido série.
Dessa forma, somente o motor elétrico é utilizado. Na
3

O ICE não diminuirá proporcionalmente à velocidade, resultando em uma


trabalho nos potência constante de saída. A região de potência constante
Boa eficiência
melhores pontos acaba diminuindo em altas velocidades, nas quais o torque
energética global;
de trabalho; diminui proporcionalmente ao quadrado da velocidade.
Paralelo
Somente um motor
Estratégia de
elétrico.
controle tem
muitas restrições. 4. CONTROLE

Muito boa eficiência


energética global;
Mais de um
motor elétrico Os Controle dos veículos híbridos visam a otimização e
eficiência. Seus objetivos se concentram em atender a
demanda de energia do motorista, operar cada componente do
utilizado;
Série-Paralelo veículo com eficiência ideal, recuperar a energia de frenagem o
Muito bom controle máximo possível e manter o estado de carga da bateria em uma
Estratégia de
do ponto de trabalho janela predefinida. Para isso diversas estratégias de controle
controle tem
do ICE. foram desenvolvidas, com o objetivo de [5] saber a demanda de
muitas restrições.
potência do motorista, operar cada componente do veículo com
eficiência ótima, recuperar a energia do freio o máximo
possível e manter o estado de carga da bateria como desejado.
3.1 PRINCIPIOS DE FUNCIONAMENTO DE VEÍCULOS Sendo assim, as estratégias de controle dos veículos
HÍBRIDOS elétricos híbridos podem ser dividias em dois grupos básicos,
estratégias de controle online e estratégias de controle off-line,
como pode ser visto na figura 6 [6].
A s máquinas elétricas podem operar de dois modos: como
motor, convertendo a energia elétrica vinda de uma fonte
em energia mecânica usada para impulsionar o veículo ou
como gerador, convertendo a energia mecânica retirada de um
motor em energia elétrica, utilizada para carregar a bateria.
Os veículos elétricos híbridos possuem dois sistemas de
propulsão, motor a combustão e motor elétrico, que podem ser
empregados em diferentes configurações.
Em comparação com os motores a combustão, os motores
elétricos demonstram significativas vantagens. Estes produzem
grande conjugado em baixas velocidades e seus valores
instantâneos de potência excedem de duas a três vezes os
valores nominais dos motores a combustão. Com estas
características, assegura-se um bom desempenho dinâmico,
vistas por uma grande aceleração e um pequeno tempo na
partida e na frenagem.

Figura 6: Classificação de estratégias de controle do veículo elétrico


híbrido. [6]

4.1 – ESTRATÉGIA DE CONTROLE OFFLINE

Este tipo de controle é baseado em técnicas de otimização. O


objetivo deste método é definir a melhor divisão de potência
para um determinado trajeto. A efetividade é desta técnica
. depende de conhecer previamente todo o trajeto do carro, e
Figura 1: Característica de torque e potência no motor elétrico. como isto é difícil em tempo real, a estratégia de controle off-
line ou global, também é referida como “não casual” [6].
Essas metodologias e controles são bastante eficientes em
Na região de torque constante, o motor elétrico exerce um
para a arquitetura em paralelo, uma vez que a estratégia de
torque constante até a velocidade nominal ser atingida. O torque
4

controle interage com a parte elétrica, deixando que o motor de 5. CONCLUSÃO


combustão interna trabalhe no seu ponto de eficiência ótimo.
Entretanto, na arquitetura série em que o motor de combustão
pode estar a qualquer velocidade, independente da velocidade
D evido à perspectiva de economia de combustível e
desempenho do veículo, os carros híbridos continuam a
receber uma ampla atenção de pesquisas acadêmicas e
do carro, a otimização dos resultados não se aplica tão bem [7].
industriais. Com o aumento do financiamento governamental e
Técnicas como programação linear, algoritmos genéticos,
otimização de custos industriais, os carros híbridos estão se
dentre outras são aplicadas como otimização global.
tornando mais acessíveis. Para atender as demandas de energia
de diferentes configurações dos carros híbridos, várias
4.2 – ESTRATÉGIA DE CONTROLE ONLINE estratégias de otimização de desempenho foram apresentadas
ao longo do presente artigo.
Ao contrário da estratégia de controlo off-line a estratégia de Os veículos elétricos híbridos são sistemas dinâmicos muito
controle online pode ser atualizada em tempo real. Pode ser complexos que possuem um número importante de sistemas
separado em dois eixos principais, estratégias de controle elétricos interconectados para obter os desempenhos
baseadas em regra e otimização online. Por não precisar prover operacionais necessários. Devido à complexibilidade do
as futuras necessidades de potência sua implementação é mais controle em tempo real, é necessário integrar todos os
simples. elementos em uma rede de comunicação, em alta velocidade,
para assegurar que o controle seja distribuído para todos os
4.2.1 A estratégia de controle baseada em regra recursos.

Este é o modo mais comum de se implementar um controle


em tempo real em um VEH. Seu objetivo é obter o motor de 6. REFERÊNCIAS
combustão operando com alta eficiência e habilitar a máxima [1] LIVINT, George; VASILE, Horga; RATOI, Marcel;
regeneração de energia através do freio. Esta estratégia de ALBU, Mihai. Control of Hybrid Electrical Vehicles. ,
controle geralmente não é capaz de garantir uma solução Electric Vehicles - Modelling and Simulations. Seref
otimizada. Sua principal vantagem é sua alta facilidade de ser Soylu, IntechOpen, DOI: 10.5772/16637.
implementada e aplicada no contexto de veículos elétricos [2] Acesso em:
devido ao seu baixo custo computacional e resultados <https://quatrorodas.abril.com.br/especial/conheca-os-
satisfatórios no consumo de combustíveis. A definição das tipos-de-carros-eletricos-e-hibridos-existentes-no-
regras é baseada em duas etapas: definir as regras para o mercado/>. Disponível em: 02/11/2019.
controle da planta e calibrar a estratégia, geralmente feita [3] RAVEY, Alexandre; Design and control strategy of
através de simulações em um modelo do veículo. Não existe powertrain in hybrid electric vehicles.
uma maneira padrão de se definir as regras, mas elas devem ser [4] S.G. Wirasingha and A. Emadi;. Classification and
elaboradas e detalhadas o suficiente para resolver qualquer review of control strategies for plug-in hybrid electric
adversidade que possa ocorrer no carro. Um estudo definiu as vehicles. Vehicular Technology, IEEE Transactions on,
regras como [3]: 60(1) :111–122, 2011.
[5] Ehsani M., Gao Y., Gay E.S. Emadi A, (2005). Modern
1. Somente o motor elétrico é utilizado a baixa potência e Electric, Hybrid Electric, and Fuel Cell Vehicles CRC
velocidade PRESS, Boca Raton London, New York, ISBN 0-8493-
2. Ambos os motores (elétrico e a combustão) são utilizados 3154-4.
a alta potência e velocidade [6] ENANG, Wisdom; BANNISTER, Chris; Modelling and
3. Em estradas longas, em condições de direção estáveis, control of hybrid electric vehicles (A comprehensive
somente o motor a combustão é utilizado. review), University of Bath, Bath, UK.
4. Um motor de combustão interna é utilizado para recarregar [7] KARATASA, Ibrahim. HALICIOGLUB, Recep.
a bateria e fornece energia para o motor elétrico, FEDAIC, Yusuf; Investigation of hybrid electric
dependendo do estado da bateria vehicle control systems; a - Osmaniye Korkut Ata
5. Máxima regeneração na frenagem é utilizada University, Department of Civil Engineering, Osmaniye,
6. A eficiência do sistema hibrido é otimizada controlando a Turkey; b - Osmaniye Korkut Ata University, Department
potência do motor elétrico of Mechanical Engineering, Osmaniye, Turkey; c -
Osmaniye Korkut Ata University, Department of
5.2.2 – Otimização Online Manufacturing Engineering, Osmaniye, Turkey.

A otimização online trata o problema de maneira diferente da


otimização global, tornando os problemas em uma sucessão de
otimizações locais em tempo real, diminuindo assim o esforço
computacional e evitando a necessidade de saber o trajeto
previamente. Apesar de seus resultados serem inferiores aos da
otimização global os esforços de pesquisa estão nesta área.