Você está na página 1de 25

BR

DISTRIBUIDORA
Performance 3T19

1
ri.br.com.br
ri@br.com.br
TELECONFERÊNCIA 3T19

A BR Distribuidora realizará teleconferência com tradução simultânea no dia 12 de novembro de 2019 para
comentários sobre o resultado da Companhia no terceiro trimestre de 2019. A apresentação estará disponível
para download no website da Companhia uma hora antes do início das teleconferências.

Horário 11:30 (hora de Brasília) / 9:30 (Nova York)


Telefones para conexão:
Brasil: +55 (11) 3127-4971 / +55 (11) 3728-5971
Nova York: +1 (929) 378 3440
Londres: +44 (20) 3972 0813
Link para acesso Webcast: clique aqui
Em caso de dúvida ou problema de acesso, faça contato via e-mail sac@voitel.com.br ou pelo telefone
+55 (11) 4003-1858.

A transcrição, apresentação e áudio serão disponibilizados após a teleconferência/webcast no site da


Companhia: ri.br.com.br

2
ri.br.com.br
ri@br.com.br
Destaques 3T19

Este foi o primeiro trimestre após a operação de follow on que tornou a BR uma empresa privada. Ao longo
deste período, a Companhia seguiu focada na implementação de sua agenda de valor, com importantes
avanços em todas as dez iniciativas anunciadas ao mercado. A Companhia acredita fortemente no potencial
de seus ativos, pessoas, produtos e marcas de gerarem resultados consistentes e sustentáveis no longo prazo
e que este potencial será alcançado à medida que suas dez iniciativas sejam implantadas em conjunto. Por
isso, mais adiante apresentaremos um resumo dos principais marcos nesta direção cumpridos até o momento.

O EBITDA Ajustado alcançado no trimestre foi de R$ 771 milhões, resultado 43% superior ao 2T19. Este valor
equivale a um EBITDA unitário de aproximadamente R$ 74/m³, representando um incremento de cerca de R$
20/m³ também na comparação trimestral. O incremento resulta principalmente do gradual reposicionamento
de margens implementado ao longo do trimestre, além do benefício de receitas operacionais extraordinárias
de aproximadamente R$ 73 milhões ou R$ 7/m³.

O volume total de vendas foi 4,9% superior ao 2T19, principalmente em razão do crescimento das vendas de
diesel (+6%), de produtos de Ciclo Otto (+1%) e de produtos de aviação (+8%). Apesar do crescimento de
volumes houve uma redução de 0,4 p.p. no market share contra o trimestre anterior (de 27,6% no 2T19 para
27,2% no 3T19), principalmente em função da maior seletividade no mix de vendas, sobretudo no segmento
de grandes consumidores, e de maiores margens médias de comercialização, estratégias que geraram um
incremento no lucro bruto de 8,1%.

O Lucro Líquido foi de R$ 1.336 milhões, significativamente superior ao 2T19 (+342%). A antecipação dos
recebíveis da Amazonas Energia (+R$ 1.446 milhões), realizada no período, foi um importante passo na gestão
de caixa da Companhia, tendo gerado um efeito positivo no Lucro Líquido de R$ 940 milhões.

A gestão operacional continuou buscando a captura das oportunidades e arbitragens no trading de produtos,
com aumento da representatividade de importações no mix de vendas da Companhia e maior contribuição
destes ganhos para os resultados. As importações de gasolina e diesel ultrapassaram no mês de setembro a
marca de 15% do total vendido pela Companhia destes produtos e deverão permanecer uma parcela relevante
e sistemática do sourcing de produtos.

Posterior ao fechamento do 3T19, conforme já anunciado ao mercado, a Companhia lançou seu plano de
transformação organizacional, que passa pela revisão de toda a estrutura organizacional, com a criação de
três novas diretorias não estatutárias, a revisão das estruturas de remuneração e contratos de terceiros e
inclui ainda o lançamento de um Programa de Desligamento Optativo (PDO) aberto a todos os empregados. O
plano deverá acarretar custos de implantação estimados preliminarmente em cerca de R$ 780 milhões e
poderá gerar economias anuais estimadas em aproximadamente R$ 650 milhões. Estas economias são ainda
estimativas preliminares e sua materialização deverá ser gradual ao longo de 2020, conforme a implantação
do plano.

3
ri.br.com.br
ri@br.com.br
A seguir apresentamos um breve resumo sobre o andamento das principais realizações até o momento:

Realizações

 Definição de novo modelo de pricing


o Seleção e ajustes finais para contratação de nova ferramenta e processo de
pricing com implantação e parametrização da ferramenta ao longo de 2020
1. Pricing

 Identificação e início da correção de distorções (quick wins) baseadas em


dados
o Correção dos casos de precificação inadequada dos produtos premium e dos
casos das margens muito baixas
o Aumento da penetração dos produtos aditivados (+9,5% 3T19 x 2T19)
o Alinhamento do posicionamento do preço por regiões

Realizações

 Trading:
o Inicio do reforço do posicionamento logístico em bases estratégicas
2. Sourcing

o Importação no 3T19 de gasolina e diesel cerca de 40% superior ao 2T19


o Importação superando os 20% do suprimento total em outubro de gasolina e
Diesel
o Saving de importação com contribuição sistemática para os resultados
 Comercializadora de etanol
o Importantes avanços na estruturação com suporte jurídico e de consultor
especializado

Realizações
 Definido novo modelo de contratação de transportadoras por perímetros de
3. Logística e

suprimento (7) e de entregas (16)


transporte

o Negociação de alguns perímetros/lotes de suprimento e entrega concluídos


 Nos três primeiros perímetros redução de 43 transportadoras
 Reduções de custos estimada superior a R$ 25 milhões/ano apenas com
os lotes já implementados
o Conclusão de todos os perímetros prevista para início de 2020

4
ri.br.com.br
ri@br.com.br
Realizações
4. Gestão de Despesas

 Novo processo de compras, imediatamente saindo do regime licitatório


o Implementação de nova ferramenta de procurement de mercado
 Revisão completa das premissas do OBZ da Companhia
o Segmentação das despesas em 10 pacotes de gastos
o 45 workshops internos para mapeamento de ações de redução
o Envolvimento de mais de 90 pessoas no mapeamento de oportunidades
o Identificação de dezenas de ações de redução para implementação ao longo
de 2019/20
 Implementação do módulo SAP (FM) que permitirá uma melhor gestão e
controle orçamentário integrado das diversas ações realizadas na Companhia

Realizações
 Aprovado e lançado plano de transformação organizacional
o Nova estrutura organizacional aprovada, com validade a partir de 2020
o Criada diretoria estatutária de Gente e Gestão, processo de hunting no
5. Gestão de

mercado em andamento
Pessoas

o Criadas três novas diretorias não estatutárias:


o Jurídico, Auditoria e Compliance
o TI e Digital
o Desenvolvimento de Negócios e Marketing
o Lançado Programa de Desligamento Optativo, aberto a todos os empregados
o Custo de implantação do plano estimado preliminarmente em R$780mi
o Redução de custos estimada preliminarmente em R$650mi/ano

Realizações

 Estruturação clara e sistemática do plano completo de marketing


Relacionamento
6. Marketing e

 Combustíveis aditivados e Premium, lançamento do Etanol Grid com expansão do


produto por todo o estado de SP, com rápida ampliação do número de postos e
bases com o produto
 Aumento de ~15% do volume total de aditivados em relação aos 12 meses
anteriores
 Elaborado conteúdo para treinamento da Força de Vendas, revendedores e
equipes

5
ri.br.com.br
ri@br.com.br
Realizações

 Desinvestimentos
o Em análise solução para viabilizar desinvestimento das UTE’S, Muricy II e
Pecém II, e CDGN.
7. Gestão de Portfólio

o Alienação da Stratura asfaltos em fase avançada: recebidas propostas não


vinculantes
 Venda de imóveis
o Mapeados todos os 668 imóveis da Companhia sobre a situação contratual,
patrimonial, judicial e ambiental
o Definidas novas estratégias de desmobilização sem os regramentos de
leilão público
o Contratada empresa para reavaliação de valor de todos os imóveis
o Assinados NDA’s e disponibilizado o data room a 15 empresas para
avaliação de possível estruturação financeira
o Iniciados esforços para venda direta de 19 imóveis

Realizações
 Novos modelos de negócio
o Prospecção de potenciais parceiros concluída e short list elaborada
8. Conveniência

o Assinado MoU sem exclusividade com LASA para maior troca de


informações
o Negociações em andamento com outros potenciais parceiros
 Agregação de valor no modelo atual de negócio
o Aperfeiçoamento na gestão de categorias de produtos em andamento
o Novas parcerias comerciais em negociação
o Revisão do food service e nova logística em desenvolvimento
o Conveniência ampliada: parcerias que podem gerar fluxo de receita
adicional com novas ofertas de serviço

Realizações
9. Lubrificantes

 Estruturação de operação para a importação direta de óleo básico em fase final


 Estudo em andamento para implementação de novas tecnologias na linha de
produção visando a redução de custos
 Avaliação da implantação de novos modelos de operação, com uso de
distribuidores exclusivos

6
ri.br.com.br
ri@br.com.br
Realizações
10. Serviços Financeiros e

 Serviços Financeiros
o Contratação de consultoria para avaliação do modelo de negócio e
de Fidelidade

identificação das alavancas de valor para oferta de serviços pela BR


Programas

o Avaliação de parceiros estratégicos para implementação de soluções


 Cartão do Caminhoneiro
o Produto lançado com solução implementada em cerca de 300 postos da
rede que representam 50% do nosso volume rodoviário
 APP Combustíveis
o Solução de pagamento digital em desenvolvimento com potencial de
redução de custos para revenda (iniciada fase de testes)

7
ri.br.com.br
ri@br.com.br
DESEMPENHO DOS SEGMENTOS DE NEGÓCIOS

Consolidado1
Em milhões de reais 3T19x 3T19x 9M19x9M
3T19 3T18 2T19 9M19 9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19 18

Volume de vendas (mil m³) 10.487 10.966 -4,4% 9.999 4,9% 30.252 31.136 -2,8%

Receita líquida 24.360 26.455 -7,9% 24.045 1,3% 70.837 72.551 -2,4%

Lucro bruto 1.394 1.519 -8,2% 1.289 8,1% 4.273 4.352 -1,8%

Margem bruta (% da Receita


5,7% 5,7% - 5,4% 6,7% 6,0% 6,0% -
líquida)

Margem bruta (R$/m³) 133 139 -4,0% 129 3,1% 141 140 1,1%

Despesas operacionais 919 1.224 -24,9% 1.013 -9,3% 2.989 3.426 -12,8%

Resultado financeiro 1.579 353 347,3% 212 644,8% 2.018 576 250,3%

Lucro líquido 1.336 1.078 23,9% 302 342,4% 2.115 1.588 33,2%

EBITDA ajustado 771 631 22,2% 541 42,5% 2.153 1.912 12,6%

Margem EBITDA ajustada


3,2% 2,4% 0,8 p.p. 2,2% 1,0p.p. 3,0% 2,6% 0,4p.p.
(% da Receita líquida)

Margem EBITDA ajustada


74 58 27,8% 54 35,9% 71 61 15,9%
(R$/m³)

Dívida líquida 2.311 4.232 -45,4% 4.091 -43,5% 2.311 4.232 -45,4%

LTM EBITDA ajustado 2.799 2.795 0,1% 2.659 5,3% 2.799 2.795 0,1%

Dívida líquida /EBITDA


0,8 1,5 -0,7 1,5 -0,7 0,8 1,5 -0,7
ajustado (x)

EBITDA ajustado sem IFRS 16 734 631 16,3% 504 45,6% 2.042 1.912 6,8%

Margem EBITDA ajustada


70 58 21,6% 50 38,9% 68 61 9,9%
(R$/m³) sem IFRS 16

*As despesas operacionais, no 3T18 e 9M18, estão ajustadas pela reversão da provisão referente ao acordo de extrajudicial firmado com o estado do Mato Grosso.

O volume total de vendas apresentou uma redução de 4,4% em comparação com o 3T18 em função da queda
nas vendas de diesel não térmico, decorrente do acirramento da competividade tanto nos segmentos de postos
quanto em grandes consumidores e da não ocorrência de despacho pelas térmicas clientes da Companhia. Na
comparação com o 3T18, é possível notar uma redução do consumo de combustível de aviação ainda em
virtude do encerramento das operações de um importante cliente no primeiro trimestre de 2019. Já em
comparação com o segundo trimestre de 2019, o volume total aumentou 4,9% em função do crescimento das
vendas de diesel (+6,6%), óleo combustível não térmico (+29,4%), aviação, coque e lubrificantes (+9,0%) e do
ciclo otto (+1,2%), mesmo considerando o efeito da redução nos volumes comercializados de óleo combustível
térmico (-97%).

1
O Consolidado representa a soma dos segmentos: Rede de Postos, Mercado Grandes Consumidores, Mercado de Aviação e Mercados
Especiais, além do overhead da Companhia não alocado aos demais segmentos, que é agrupado no Corporativo.

8
ri.br.com.br
ri@br.com.br
A receita líquida foi reduzida em 7,9% em comparação com o 3T18 em função dos menores volumes de
produtos vendidos associados à diminuição em 3,7% nos preços médios. Em comparação com o segundo
trimestre de 2019, a receita cresceu 1,3% em virtude de um maior volume de vendas (+4,9%) e da redução de
3,4% no preço médio de comercialização dos derivados.

Já em relação ao lucro bruto, observa-se um decréscimo de 8,2% na comparação com o 3T18 decorrência de
menores margens médias para os produtos do Ciclo Otto e também para os combustíveis de aviação. Em
relação ao segundo trimestre de 2019, houve um aumento de 8,1% (maiores volumes associados a maiores
margens médias de comercialização).

A despesa operacional no 3T19 apresentou redução de 9,3% na comparação com o 2T19, em função de receitas
operacionais extraordinárias de aproximadamente R$ 73 milhões.

O EBITDA Ajustado reportado para o período do 3T19 é de R$ 771 milhões ou R$ 74/m³ (R$ 734 milhões ou
R$70/m³ sem o efeito do IFRS) em comparação com um EBITDA de R$ 631 milhões ou R$58/m³ no período do
3T18.

REDE DE POSTOS
Em milhões de reais 3T19x 3T19x
3T19 3T18 2T19 9M19 9M18 9M19x9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19

Volume de vendas (mil m³) 5.754 5.706 0,8% 5.565 3,4% 16.618 16.575 0,3%

Receita líquida ajustada 14.295 14.729 -2,9% 14.268 0,2% 41.624 42.220 -1,4%

Lucro bruto ajustado 746 711 4,9% 642 16,2% 2.277 2.229 2,2%

Margem bruta ajustada (% da


5,2% 4,8% 0,4% 4,5% 16,0% 5,5% 5,3% 3,6%
Receita líquida)

Margem bruta ajustada (R$/m³) 130 125 4,1% 115 12,4% 137 134 1,9%

Despesas operacionais ajustadas 282 448 -37,1% 322 -12,4% 953 1.187 -19,7%

EBITDA ajustado 464 263 76,4% 320 45,0% 1.324 1.042 27,1%

Margem EBITDA ajustada


3,2% 1,8% 1,5% 2,2% 44,7% 3,2% 2,5% 28,9%
(% da Receita líquida)

Margem EBITDA ajustada (R$/m³) 81 46 75,0% 58 40,2% 80 63 26,7%

Número total de postos de


7.826 7.572 254 7.797 29 7.826 7.572 254
serviços

EBITDA ajustado sem IFRS 16 444 263 68,8% 300 48,0% 1.262 1.042 21,1%

Margem EBITDA ajustada (R$/m³)


77 46 67,4% 54 43,1% 76 63 20,8%
sem IFRS 16

Obs: Em função da mudança na comercialização de Lubrificantes da Rede de postos para Mercados Especiais, os dados de 2018 para ambos
os segmentos estão reapresentados. O montante do EBITDA reclassificado entre os segmentos foi de R$ 40 milhões sem alteração no
Resultado Consolidado.

A Rede de Postos apresentou volume de vendas 0,8 % maior no 3T19, quando comparado ao 3T18, e de 3,4% na
comparação com o 2T19. Tal crescimento, ocorreu em razão de maiores vendas no ciclo otto (+3,0%),
9
ri.br.com.br
ri@br.com.br
parcialmente compensadas pela menor comercialização de diesel (-2%). Houve uma redução do market share de
0,4 p.p. no 3T19 em relação ao trimestre anterior, especialmente em razão do reposicionamento de margens no
diesel e no etanol.

A receita liquida no segmento foi de R$ 14.295 milhões no 3T19, uma queda de 2,9% na comparação com o 3T18,
em função da redução do preço médio de venda. Em relação ao 2T19, a receita se manteve estável.

O lucro bruto alcançou R$ 746 milhões no 3T19, um aumento de 4,9% em relação ao 3T18 e de 16,2% quando
comparado ao montante registrado no 2T19, em função de maiores margens de comercialização em ambos os
períodos.

As despesas operacionais alcançaram R$ 282 milhões no 3T19, um decréscimo de 12,4% em comparação ao 2T19,
em razão de receitas extraordinárias de serviços de armazenagem e, também em função do abono referente a
migração dos colaboradores para o novo Plano de Cargos e Salários, sem correspondência no 3T19. Na
comparação com o 3T18 a redução foi de 37,1%. A variação é justificada por menores provisões de crédito (-R$
30 milhões) e PLR (-R$ 32 milhões), menores gastos com Publicidade e Cultura (-R$ 30 milhões) e com Fretes (-
R$ 7 milhões), além do impacto positivo do IFRS16 (-R$ 20 milhões).

O EBITDA ajustado atingiu R$ 464 milhões no 3T19 apresentando um crescimento de 45% (+R$ 144 milhões) em
relação ao 2T19, principalmente em razão do maior Lucro Bruto (+R$ 104 milhões), decorrente de maiores
margens de comercialização (+8%) e maior volume de vendas (+3,4%), além dos eventos já mencionados
anteriormente que também impactaram o EBITDA. Já em relação ao 3T18, houve aumento de 76,4% em virtude
do incremento de R$ 35 milhões no lucro bruto e de menores despesas operacionais (-R$ 166 milhões).

Expandimos a rede de postos em 254 unidades na comparação com o 3T18 e 29 postos em relação ao 2T19,
investindo no 3T19 um montante total de R$ 331 milhões em embandeiramento e manutenção da rede, no 2T19,
o total investido foi de R$ 342,7 milhões e no 3T18, o total investido foi de R$ 224.

10
ri.br.com.br
ri@br.com.br
MERCADO GRANDES CONSUMIDORES

Em milhões de reais 3T19x 3T19x


3T19 3T18 2T19 9M19 9M18 9M19x9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19

Volume de vendas (mil m³) 2.528 2.958 -14,5% 2.415 4,7% 7.253 7.822 -7,3%

Receita líquida ajustada 6.302 7.478 -15,7% 6.181 2,0% 18.168 19.191 -5,3%

Lucro bruto ajustado 292 410 -28,8% 260 12,3% 894 1.020 -12,4%

Margem bruta ajustada (% da


4,6% 5,5% -0,8p.p. 4,2% 0,4p.p. 4,9% 5,3% -0,4p.p.
Receita líquida)

Margem bruta ajustada (R$/m³) 116 139 -16,7% 108 7,3% 123 130 -5,5%

Despesas operacionais ajustadas 173 210 -17,6% 193 -10,4% 538 589 -8,7%

EBITDA ajustado 119 200 -40,5% 67 77,6% 356 431 -17,4%

Margem EBITDA ajustada


1,9% 2,7% -0,8p.p. 1,1% 0,8pp. 2,0% 2,2% -0,2p.p.
(% da Receita líquida)

Margem EBITDA ajustada


47 68 -30,4% 28 69,7% 61 73 -16,6%
(R$/m³)

EBITDA ajustado sem IFRS 16 118 200 -41,0% 65 81,5% 351 431 -18,6%

Margem EBITDA ajustada


47 68 -31,0% 27 73,4% 60 73 -17,8%
(R$/m³) sem IFRS 16

No 3T19, o segmento apresentou um volume de venda 14,5% inferior ao registrado no 3T18, principalmente em
função da revisão do posicionamento no fornecimento de óleo diesel para o segmento dos transportadores
revendedores retalhistas (TRR) e também da não ocorrência de despacho pelas térmicas que consomem óleo
diesel e óleo combustível. Vale ressaltar que, nos dois últimos trimestres, o fornecimento de combustível para
térmicas foi reduzido. Em relação ao 2T19, o volume total apresenta um incremento de 4,7%, guiado pelo maior
consumo de diesel pelas indústrias.

A receita líquida no 3T19 foi de R$ 6.302 milhões, 15,7% inferior ao 3T18. A redução QoQ pode ser explicada
pelos mesmos motivos já mencionados acima. Em relação ao 2T19, a receita líquida apresentou um aumento de
2,0%. Essa variação se dá em função do aumento nos preços dos combustíveis em setembro/19, melhores margens
praticadas e do incremento nos volumes vendidos.

O lucro bruto atingiu R$292 milhões neste trimestre, 28,8% inferior ao patamar alcançado no 3T18, impactado
pelos fatores já mencionados anteriormente além de uma menor valorização de estoque no 3T19. Já em
comparação com 2T19, ocorreu um aumento de 12,3%.

As despesas operacionais alcançaram R$ 173 milhões no 3T19, o que representou R$ 37 milhões de redução na
comparação com o 3T18, explicados pelo impacto positivo de R$ 3 milhões na adoção do IFRS16, além da receita
extraordinária com armazenagem (R$ 8 milhões). Houve também redução de R$ 12 milhões em gastos com PLR
no 3T18 sem correspondente no 3T19.

11
ri.br.com.br
ri@br.com.br
O EBITDA Ajustado alcançou R$ 119 milhões ou R$ 47/m3 no 3T19, 40,5% abaixo do 3T18 e 77,6% superior ao
patamar alcançado no 2T19.

MERCADO DE AVIAÇÃO
Em milhões de reais 3T19x 3T19x
3T19 3T18 2T19 9M19 9M18 9M19x9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19

Volume de vendas (mil m³) 916 1021 -10,3% 848 8,0% 2.718 2.965 -8,4%

Receita líquida ajustada 2.256 2.691 -16,2% 2.163 4,3% 6.635 6.967 -4,8%

Lucro bruto ajustado 192 257 -25,3% 215 -10,7% 590 708 -16,7%

Margem bruta ajustada (% da


8,5% 9,6% -1,1p.p. 9,9% -1,4p.p. 8,9% 10,2% -1,3p.p.
Receita líquida)

Margem bruta ajustada (R$/m³) 210 252 -16,7% 253 -17,3% 217 239 -9,1%

Despesas operacionais ajustadas 99 115 -13,9% 104 -4,8% 317 353 -10,2%

EBITDA ajustado 93 142 -34,5% 111 -16,2% 273 355 -23,1%

Margem EBITDA ajustada


4,1% 5,3% -1,2p.p. 5,1% -1,0p.p. 4,1% 5,1% -1,0p.p.
(% da Receita líquida)

Margem EBITDA ajustada


102 139 -27,0% 131 -22,4% 100 120 -16,1%
(R$/m³)

EBITDA ajustado sem IFRS 16 89 142 -37,3% 108 -17,6% 263 355 -25,9%

Margem EBITDA ajustada


97 139 -30,1% 127 -23,7% 97 120 -19,2%
(R$/m³) sem IFRS 16

Na comparação 3T19 x 3T18, o segmento apresentou um decréscimo no volume de 10,3%, refletindo ainda a
saída de um cliente do portfólio da Companhia (fato ocorrido no 1T19) e um menor nível de atividade das
companhias aéreas. Comparando com o 2T19, observa-se um aumento de 8% do volume vendido, resultante da
sazonalidade do setor, sobretudo no mês de julho.

A receita líquida atingiu R$ 2.256 milhões no 3T19, um decréscimo de 16,2% comparado com o 3T18, em função
dos menores volumes vendidos e menores preços médios de comercialização. Em relação ao 2T19, a receita
líquida apresentou uma recuperação de 4,3%, em função do maior volume de vendas de produtos.

O lucro bruto neste trimestre foi de R$ 192 milhões. Na comparação com o 3T18 houve uma redução de 25,3%
decorrente de menores volumes de venda. Enquanto a variação para menos de 10,7% em relação ao 2T19
decorre principalmente de menores margens médias de comercialização.

As despesas operacionais atingiram R$ 99 milhões no 3T19, uma redução de 13,9% em relação ao 3T18, e de
4,8% na comparação com o 2T19, por maiores reversões de provisões no 3T19 (R$ 8 milhões), além do impacto
positivo de R$ 3 milhões em função da adoção da IFRS16 no 3T19. Na comparação com 2T19, a redução de 4,8%
se deu pela reversão de provisão em função da renegociação de dívidas com clientes (R$ 9,5 milhões) em
setembro e receitas extraordinárias de armazenagem que geraram R$ 3,7 milhões.

12
ri.br.com.br
ri@br.com.br
O EBITDA ajustado foi de R$ 93 milhões no trimestre vs R$ 142 milhões no 3T18 e R$ 111 milhões no 2T19. Essa
redução pode ser explicada pelos menores volumes e margens de comercialização, bem como pela menor
contribuição da variação cambial e de estoques, além da saída de um grande cliente do portfólio.

MERCADOS ESPECIAIS (COQUE, PRODUTOS QUÍMICOS, ENERGIA E ASFALTOS)

Em milhões de reais 3T19x 3T19x


3T19 3T18 2T19 9M19 9M18 9M19x9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19

Volume de vendas (mil m³) 1.290 1.281 0,7% 1.171 10,1% 3.663 3.773 -2,9%

Receita líquida ajustada 1.642 1.688 -2,7% 1.548 6,1% 4.784 4.561 4,9%

Lucro bruto ajustado 303 275 10,2% 290 4,5% 896 792 13,1%

Margem bruta ajustada (% da


18,5% 16,3% 2,2p.p. 18,7% -0,3p.p. 18,7% 17,4% 1,4 p.p.
Receita líquida)

Margem bruta ajustada (R$/m³) 235 215 9,4% 248 -5,1% 245 210 16,5%

Despesas operacionais ajustadas 40 62 -35,5% 72 -44,4% 182 207 -12,1%

EBITDA ajustado 263 213 23,5% 218 20,6% 714 585 22,1%

Margem EBITDA ajustada


16,0% 12,6% 3,3p.p. 14,1% 1,8p.p. 14,9% 12,8% 2,1p.p.
(% da Receita líquida)

Margem EBITDA ajustada (R$/m³) 204 166 22,6% 186 9,5% 195 155 25,7%

EBITDA ajustado sem IFRS 16 262 213 23,0% 216 21,3% 710 585 21,4%

Margem EBITDA ajustada (R$/m³)


203 166 22,2% 184 10,1% 194 155 25,0%
sem IFRS 16

Obs: Em função da mudança na comercialização de Lubrificantes da Rede de postos para Mercados Especiais, os dados de 2018 para
ambos os segmentos estão reapresentados. O montante do EBITDA reclassificado entre os segmentos foi de R$ 40 milhões no 3T18.

O segmento apresentou um incremento no volume total de vendas neste trimestre em comparação ao 3T18
(+0,7%) e também em relação ao 2T19 (+10,1%), decorrentes de uma maior demanda por coque verde de
petróleo e lubrificantes.

A receita líquida atingiu R$ 1.642 milhões no 3T19, uma redução de 2,7% em relação ao 3T18 em função de
menores preços médios de venda. Já na comparação com o 2T19, apresentou um aumento de 6,1%, devido aos
fatores já mencionados anteriormente.

O lucro bruto alcançou R$ 303 milhões no 3T19, um incremento de 10,2% em relação ao 3T18, em função do
aumento da margem pela seletividade e mix de vendas, além de maiores vendas de gás canalizado e iniciativas
estratégicas que proporcionaram aumento da rentabilidade em determinados produtos. Em comparação ao
2T19, o lucro bruto apresentou aumento de 4,5%.

Entre o 3T19 e o 3T18, houve redução nas despesas operacionais de 35,5%. Nota-se também um declínio de
44,4% no comparativo 3T19 vs 2T19, em função de receitas extraordinárias no 3T19 no montante de R$ 24,9
milhões referente a multa contratual aplicada a clientes e à recuperação de PIS/COFINS sobre a amortização
do ativo intangível.

13
ri.br.com.br
ri@br.com.br
O EBITDA ajustado alcançou R$ 263 milhões no 3T19, um acréscimo de 23,5% em relação ao 3T18. Este resultado
está relacionado ao aumento no lucro bruto, decorrente da manutenção da estratégia de comercialização com
foco em rentabilidade. Na comparação com o 2T19, o EBITDA também apresentou um aumento de 20,6%, saindo
de R$ 218 milhões (R$ 186/m³) para R$ 263 milhões (R$ 204/m³), com destaque para o mix de produtos que
priorizou os clientes que geram maior rentabilidade, além de otimizações logísticas na operação.

CORPORATIVO

O Corporativo é composto, principalmente, pelo overhead da Companhia não alocado aos demais segmentos.
Os valores classificados como corporativos são apresentados abaixo:

Em milhões de reais 3T19x 3T19x 9M19x


3T19 3T18 2T19 9M19 9M18
(exceto onde indicado) 3T18 2T19 9M18
Despesas operacionais ajustadas (168) (186) -9,7% (175) -4,0% (515) (499) 3,2%

EBITDA ajustado (168) (187) -10,2% (175) -4,0% (514) (501) 2,6%

EBITDA ajustado sem IFRS 16 (179) (187) -4,3% (185) -3,2% (544) (501) 8,6%

As despesas operacionais ajustadas alocadas no corporativo são representadas principalmente por despesas
com provisões atuariais referentes aos planos de pensão e de saúde de inativos (3T19: R$ 84 milhões; 2T19: R$
83 milhões; 3T18: R$ 79 milhões).

14
ri.br.com.br
ri@br.com.br
ENDIVIDAMENTO

Em milhões de Reais (exceto onde


9M19 9M18 9M19x9M18 1S19 9M19 x 1S19
indicado)

Financiamentos 5.489 5.552 -1,1% 5.412 1,4%


Cessão de direitos creditórios 0 244 -100,0% 8 -100,0%
Arrendamentos mercantis 731 73 901,4% 743 1,6%

Dívida Bruta 6.220 5.869 6,0% 6.163 0,9%

(-) Disponibilidades 3.909 1.500 160,6% 1.885 107,4%


(-) FIDC 0 137 -100,0% 187 n/a

Dívida Líquida 2.311 4.232 -45,4% 4.091 -43,5%

LTM EBITDA Ajustado 2.799 2.795 0,1% 2.659 5,3%

Dívida Líquida/EBITDA Ajustado (X) 0,8 1,5 -0,7 1,5 -0,7

Custo médio da dívida (% a.a.) 6,3% 7,1% -0,8% 6,9% -9,3%

Prazo médio da dívida (anos) 1,8 2,7 -33,8% 2 -10,0%

O endividamento bruto consolidado da Companhia alcançou o montante de R$ 6.220 milhões no 9M19. Na


comparação com o 9M18, a dívida bruta aumentou 6,0% em razão, principalmente, do efeito do IFRS 16. Na
comparação com o 1S19, houve um aumento de 0,9%. No 1T19, o número apresentado já incorporava o IFRS
16.

Encerramos o 9M19 com dívida líquida de R$ 2.311 milhões. Na comparação com 9M18, a dívida líquida foi
45,4% inferior devido ao incremento da dívida bruta pelos efeitos do reconhecimento do IFRS 16. Já em relação
ao 1S19, a redução da dívida liquida é resultado do aumento da disponibilidade em função da antecipação dos
recebíveis da Amazonas Energia (+R$ 1.446 milhões).

O prazo médio do endividamento da Companhia passou de 2,7 anos para 1,8 anos, enquanto o custo médio foi
reduzido em 0,8 p.p. na comparação QoQ. Já a relação Dívida Líquida/EBITDA Ajustado LTM encerrou 9M19 em
0,8x (vs 1,5x em 9M18 e 1,5x no 1S19).

15
ri.br.com.br
ri@br.com.br
MERCADO DE CAPITAIS

O volume financeiro médio da BR Distribuidora negociado na B3 – Brasil, Bolsa & Balcão de 15/12/2017 a
11/11/2019 foi de R$ 119,4 milhões/dia, confirmando a boa liquidez do papel. As ações da Companhia
encerraram o pregão de 11/11/2019 cotadas a R$ 28,50, apresentando uma valorização de 90% desde o IPO.
No mesmo período, o índice Ibovespa apresentou uma valorização de 49,3%.

ATIVO BRDT3
Quantidade de ações (mil) 1.165
Cotação em 11/11/2019 28,50
Valor de mercado em [11/11/2019] (R$ milhões) 30.989
Período 15/12/2017 a 11/11/2019
Volume médio ações/dia 5.025.628
Volume financeiro médio/dia (R$ mil) 119.440.241 BRDT
Cotação média (R$/ação) 21,39
4/7 2/9 1/11 31/12 1/3 30/4 29/6 28/8 27/10

JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO E DIVIDENDOS

Em 29 de outubro de 2019, a Companhia realizou o pagamento da segunda parcela dos dividendos referentes
ao exercício de 2018. O montante total aprovado para distribuição foi de R$ 2.469.262.710,93 conforme
deliberado em assembleia geral ordinária da Companhia realizada em 24 de abril de 2019. Vale ressaltar que
os pagamentos realizados durante o ano de 2019 contemplam correção pela taxa SELIC de 31 de dezembro de
2018 até a efetiva data do pagamento.
A primeira parcela dos dividendos foi paga em 31 de maio de 2019, no montante de R$ 1.025.932.185,51,
correspondente ao valor de R$ 0,88062848541 por ação, incluindo a atualização pela SELIC de 31 de dezembro
de 2018 a 31 de maio de 2019.
Na segunda parcela, foi pago o valor bruto de R$ 1.544.523.867,35, correspondente a R$ 1,32577155996 por
ação, já incluída a atualização pela SELIC de 31 de dezembro de 2018 a 29 de outubro de 2019.

NEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS DO SISTEMA ELETROBRAS

Em 30 de abril de 2018, as Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobras e suas distribuidoras de energia
(Eletrobras Amazonas, Eletrobras Roraima, Eletrobras Rondônia e Eletrobras Acre) firmaram instrumentos de
confissão de dívida com a BR Distribuidora no valor atualizado de R$ 4,6 bilhões.

Informamos que temos recebido regularmente as parcelas conforme o acordo firmado, o qual contempla 36
prestações mensais (sem carência), atualizadas por taxas de mercado. Até 30 de outubro de 2019, a Companhia
já havia recebido 18 parcelas, totalizando R$ 4.163,7 milhões de reais, já considerando a quitação antecipada
da dívida da Amazonas Energia, realizada no dia 25 de setembro de 2019, no valor de R$ 1.446,4 milhões. O
valor remanescente da dívida é de R$ 615,3 milhões (ref. a 31/10/2019). Este montante será pago pela
Eletrobras em 18 parcelas mensais remanescentes.

16
ri.br.com.br
ri@br.com.br
VOLUME DE VENDAS (MIL M³)

3T19x 3T19x
Produtos 3T19 3T18 2T19 9M19 9M18 9M19x9M18
3T18 2T19

Diesel Não Térmicas 4.541 4.656 -2,5% 4.263 6,6% 12.756 12.872 -0,9%

Diesel Térmicas 4 68 -94,1% 21 -89,0% 60 204 -71,1%

Ciclo otto 3.305 3.206 3,1% 3.264 1,2% 9.721 9.621 1,0%

Óleo Combustível Não


387 310 24,8% 303 29,4% 987 989 0,3%
Térmicas

Óleo Combustível Térmicas 11 384 -97,1% 94 -93,0% 243 599 -60,2%

Aviação e Outros 2.239 2.342 -4,4% 2.054 9,0% 6.484 6.851 -70,0%

Total 10.487 10.966 -4,4% 9.999 4,9% 30.252 31.136 -2,8%

Despesas Operacionais

No terceiro trimestre de 2018 tivemos uma reversão significativa de R$ 1,3 bilhão decorrente do Acordo
Extrajudicial firmado com o Estado do Mato Grosso para quitação de passivo fiscal da companhia. Tal valor
compõe a conta contábil de “Outras Receitas e Despesas”. Além desse montante, há o pagamento da multa
tributária no valor de R$ 186 milhões, que também faz parte do mesmo acordo e compõe a conta “Despesas
Tributárias”. Com o objetivo de manter a comparabilidade na rubrica de “Despesas Operacionais” entre os
períodos reportados, efetuamos um ajuste líquido de R$ 1.127 milhões (R$ 1313 milhões + R$ 186 milhões) nos
períodos 3T18 e 9M18, da seguinte forma:

3T18 9M18
Despesas Operacionais (97) (2.299)
Reversão da Provisão MT (1.313) (1.313)
Multa tributária do acordo MT 186 186
Total da Despesa (1.224) (3.426)

17
ri.br.com.br
ri@br.com.br
RECONCILIAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA

A necessidade de capital de giro foi menor neste período, resultando em uma maior geração de caixa
operacional livre quando comparado com 2018.

Em milhões de Reais 9M19 9M18


EBITDA 1.667 2.366
IR/CS pagos (486) (1)
Efeitos não caixa no EBITDA 944 (330)
Capital de giro 913 (810)
Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 3.038 1.225
CAPEX (415) (287)
Outros 11 2
Fluxo de Caixa das Atividades de Investimentos (404) (285)
FLUXO DE CAIXA LIVRE 2.634 940
Financiamentos/arrendamentos (474) 627
FIDC 210 484
Integralização de capital - -
Fluxo de Caixa das Atividades de Financiamentos (264) 1.111
CAIXA LIVRE PARA OS ACIONISTAS 2.370 2.051
Dividendos/Juros sobre o capital próprio pagos a acionistas (1.518) (1.034)
Caixa líquido gerado (consumido) no período 852 1.017
Saldo inicial 3.057 483
Saldo final 3.909 1.500

Observações:
1. Os recursos de caixa aplicados em bonificações antecipadas a clientes, de R$ 750 milhões nos 9M19 (R$ 428 milhões nos
9M18) são apresentados na variação do capital de giro;
2. Os recursos de caixa aplicados em bonificações por performance, de R$ 207 milhões em 9M19 (R$ 183 milhões em 9M19)
são deduzidos do EBITDA.
3. Aplicações de recursos em Capex representam desembolsos para formação de ativos imobilizados e intangíveis e não
incluem as bonificações antecipadas a clientes.
4. “Efeitos não caixa no EBITDA” incluem: perdas estimadas em créditos de liquidação duvidosa (2018: R$96 milhões e 2019:
R$47 milhões), perdas e provisões em processos judiciais e administrativos (2018: -R$1.095 milhões e 2019: R$95 milhões),
planos de pensão e de saúde e PIDV (2018: R$328 milhões e 2019: R$360 milhões, resultado com alienação de ativos (2018:
-R$26 milhões e 2019: -R$10 milhões), amortização das bonificações antecipadas a clientes (2018: R$388 milhões e 2019:
R$378 milhões, amortização de seguros (R$48 milhões em 2019), aluguéis e outros, juros e variações monetárias/cambiais
líquidas (estes deduzidos do resultado financeiro líquido) e outros ajustes, conforme apresentados na Demonstração dos
Fluxos de Caixa, parte integrante das Demonstrações Contábeis anuais.
5. Capital de Giro inclui, principalmente: Variação do contas a receber (2018: R$544 milhões, dos quais R$765 milhões
recebimentos do setor elétrico e 2019: R$3.302 milhões, dos quais R$2.563 milhões recebimentos do setor elétrico);
bonificações antecipadas a clientes (2018: -R$380 milhões e 2019: -R$733 milhões), Plano de saúde e pensão: (2018:-R$134
milhões e 2019: -R$578 milhões), Variação Fornecedores (2018:-R$439 milhões e 2019:-R$400 milhões), Variação Impostos
(2018:-R$296 milhões e 2019:-R$347 milhões), Variação Estoques (2018:-R$14 milhões e 2019: -R$131 milhões).
6.FIDC (Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios): fundo exclusivo e corporativo do Sistema Petrobras. É destinado
preponderantemente à aquisição de direitos creditórios “performados” e/ou “não performados” de operações realizadas
por empresas do Sistema Petrobras.

18
ri.br.com.br
ri@br.com.br
CONSIDERAÇÕES SOBRE AS INFORMAÇÕES FINANCEIRAS E OPERACIONAIS

O EBITDA ajustado da Companhia é uma medição adotada pela Administração e consiste no lucro líquido da
Companhia, acrescido do resultado financeiro líquido, do imposto de renda e da contribuição social, das
despesas com depreciação e amortização, da amortização das bonificações antecipadas a clientes (as
bonificações antecipadas a clientes são apresentadas no ativo circulante e não circulante), perdas estimadas
em crédito de liquidação duvidosa do sistema isolado e interligado de energia, perdas e provisões com
processos judiciais, plano de incentivo do desligamento voluntário (PIDV), gastos com anistias fiscais e
encargos tributários sobre receitas financeiras.

A Margem EBITDA Ajustada é um índice calculado por meio da divisão do EBITDA Ajustado pelo volume de
produtos vendidos. A Companhia utiliza a Margem EBITDA ajustado por entender ser um bom indicador da
rentabilidade de seus segmentos de negócios.

Reconciliação do EBITDA Consolidado


R$ milhões 3T19 3T18 2T19 9M19 9M18
Composição do EBITDA
Lucro Líquido 1.336 1.078 302 2.115 1.588
Resultado financeiro líquido (1.579) (353) (212) (2.018) (576)
Imposto de renda e contribuição social 718 696 186 1.188 1.039
Depreciação e amortização 127 102 127 382 315
EBITDA 602 1.523 403 1.667 2.366
Perdas estimadas em créditos de liquidação duvidosa -
(1) (5) (4) (12) (24)
Setor Elétrico (Sistema Isolado e Interligado)
Perdas e provisões com processos judiciais e
9 (1.210) 31 95 (1.043)
administrativos
Amortização de bonificações antecipadas concedidas a
135 131 115 374 388
clientes
Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário - PIDV (3) - (13) (19) 16
Programa de Anistias Fiscais - 187 - - 189
Despesas tributárias sobre resultado financeiro 29 5 9 48 20
EBITDA AJUSTADO 771 631 541 2.153 1.912
Volumes de vendas (milhões de m³) 10.487 10.966 9.999 30.252 31.136
MARGEM EBITDA AJUSTADA (R$/m³) 74 58 54 71 61

19
ri.br.com.br
ri@br.com.br
DEMONSTRATIVO DA POSIÇÃO FINANCEIRA - ATIVO – EM MILHÕES DE REAIS

Consolidado Controladora
Ativo 30.09.2019 31.12.2018 30.09.2019 31.12.2018

Circulante
Caixa e equivalentes de caixa 3.909 3.057 3.681 2.830
Contas a receber, líquidas 4.602 5.327 4.759 5.413
Estoques 3.053 2.923 3.026 2.898
Adiantamentos a fornecedores 23 12 22 12
Imposto de renda e contribuição social 4 13 1 10
Impostos e contribuições a recuperar 914 722 843 655
Bonificações antecipadas concedidas a clientes 583 591 583 591
Despesas antecipadas 49 45 48 44
Ativos mantidos para venda 16 15 12 12
Outros ativos circulantes 192 98 196 101
13.345 12.803 13.171 12.566

Não circulante
Realizável a longo prazo
Contas a receber, líquidas 723 1.155 720 1.153
Depósitos judiciais 1.155 1.051 1.131 1.027
Impostos e contribuições a recuperar 557 498 470 428
Imposto de renda e contribuição social diferidos 1.790 1.863 1.771 1.845
Bonificações antecipadas concedidas a clientes 1.830 1.467 1.830 1.467
Despesas antecipadas 163 180 163 180
Empréstimos concedidos a partes relacionadas - - 142 136
Outros ativos realizáveis a longo prazo 15 22 9 16
6.233 6.236 6.236 6.252

Investimentos 37 33 331 321


Imobilizado 6.569 5.797 6.114 5.293
Intangível 501 476 499 474
13.340 12.542 13.180 12.340
Total do Ativo 26.685 25.345 26.351 24.906

20
ri.br.com.br
ri@br.com.br
DEMONSTRATIVO DA POSIÇÃO FINANCEIRA – PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO
EM MILHÕES DE REAIS

Consolidado Controladora
Passivo 30.09.2019 31.12.2018 30.09.2019 31.12.2018

Circulante
Fornecedores 1.847 2.219 1.872 2.251
Financiamentos 3.808 210 3.660 94
Cessão de direitos creditórios - 31 - -
Arrendamentos mercantis 83 29 190 131
Adiantamentos de clientes 301 299 294 297
Imposto de renda e contribuição social 626 45 624 44
Impostos e contribuições a recolher 264 300 254 291
Dividendos e Juros sobre o capital próprio 1.538 758 1.538 758
Salários, férias e encargos 270 182 268 180
Prêmio por desempenho 41 41 41 41
Participações nos lucros ou resultados - 67 - 67
Plano de incentivo ao desligamento voluntário 9 83 9 83
Planos de pensão e saúde 128 154 128 154
Outras contas e despesas a pagar 216 143 206 152
9.131 4.561 9.084 4.543
Não circulante
Financiamentos 1.681 5.314 959 4.486
Arrendamentos mercantis financeiros 648 19 1.090 432
Planos de pensão e saúde 4.563 4.755 4.557 4.750
Provisão para processos judiciais e administrativos 1.051 1.001 1.051 1.001
Outras contas e despesas a pagar 9 9 8 8
7.952 11.098 7.665 10.677
17.083 15.659 16.749 15.220

Patrimônio líquido
Capital social realizado 6.353 6.353 6.353 6.353
Reservas de lucros 5.175 5.259 5.175 5.259
Ajuste de avaliação patrimonial (1.926) (1.926) (1.926) (1.926)
9.602 9.686 9.602 9.686
Total do Passivo 26.685 25.345 26.351 24.906

21
ri.br.com.br
ri@br.com.br
DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS – EM MILHÕES DE REAIS

Consolidado
3T19 9M19 3T18 9M18
Receita de vendas de produtos e serviços prestados 24.360 70.837 26.455 72.551
Custo dos produtos vendidos e serviços prestados (22.966) (66.564) (24.936) (68.199)
Lucro bruto 1.394 4.273 1.519 4.352
Despesas operacionais
Vendas (733) (2.188) (776) (2.244)
Gerais e administrativas (200) (585) (194) (582)
Tributárias (36) (86) (209) (258)
Outras receitas (despesas), líquidas 50 (130) 1.082 785
(919) (2.989) (97) (2.299)
Lucro antes do resultado financeiro, participação e impostos 475 1.284 1.422 2.053
Financeiras
Despesas (117) (347) (136) (313)
Receitas 1.705 2.478 554 1.002
Variações cambiais e monetárias, líquidas (9) (113) (65) (113)
1.579 2.018 353 576
Resultado de participações em investimentos - 1 (1) (2)
Lucro antes dos impostos 2.054 3.303 1.774 2.627
Imposto de renda e contribuição social
Corrente (764) (1.115) - (1)
Diferido 46 (73) (696) (1.038)
(718) (1.188) (696) (1.039)
Lucro líquido do exercício 1.336 2.115 1.078 1.588
Lucro líquido, básico e diluído por ação do capital social - R$ 1,15 1,82 0,93 1,36
Capital social composto de 1.165.000.000 ações ordinárias.

22
ri.br.com.br
ri@br.com.br
INFORMAÇÕES POR SEGMENTOS – EM MILHÕES DE REAIS

Demonstração Consolidada do Resultado por Área de Negócio – Trimestre atual (01.07.2019 a 30.09.2019)

Mercado Total Reconciliação


Rede de Mercado Mercados
de Corporativo dos Demonstrações Total
Postos Consumidor Especiais
Aviação segmentos Contábeis
Receita de Vendas 14.295 6.302 2.256 1.642 - 24.495 (135) (a) 24.360
Custo dos produtos vendidos (13.549) (6.010) (2.064) (1.339) - (22.962) (4) (b) (22.966)
Lucro bruto 746 292 192 303 - 1.533 (139) 1.394
Despesas -
Vendas, gerais e administrativas (385) (188) (102) (79) (57) (811) (122) (c) (933)
Tributárias 1 - - (1) (7) (7) (29) (d) (36)
Outras receitas (despesas), líquidas 102 15 3 40 (104) 56 (6) (e) 50
Resultado de participações em investimentos - - - - - - - -
Resultado financeiro líquido - - - - - - 1.579 (f) 1.579
EBITDA Ajustado 464 119 93 263 (168) 771
Lucro (Prejuízo) antes dos impostos 1.283 2.054

EBITDA Ajustado sem IFR16 444 118 89 262 (179) 734

Demonstração Consolidada do Resultado por Área de Negócio – Acumulado atual (01.01.2019 a 30.09.2019)

Mercado Total Reconciliação


Rede de Mercado Mercados
de Corporativo dos Demonstrações Total
Postos Consumidor Especiais
Aviação segmentos Contábeis
Receita de Vendas 41.624 18.168 6.635 4.784 71.211 (374) (a) 70.837
Custo dos produtos vendidos (39.347) (17.274) (6.045) (3.888) (66.554) (10) (b) (66.564)
Lucro bruto 2.277 894 590 896 - 4.657 (384) 4.273
Despesas -
Vendas, gerais e administrativas (1.157) (553) (331) (238) (134) (2.413) (360) (c) (2.773)
Tributárias (5) - (2) (5) (26) (38) (48) (d) (86)
Outras receitas (despesas), líquidas 209 15 16 61 (355) (54) (76) (e) (130)
Resultado de participações em investimentos - - - - 1 1 - 1
Resultado financeiro líquido 2.018 (f) 2.018
EBITDA Ajustado 1.324 356 273 714 (514) 2.153
Lucro (Prejuízo) antes dos impostos 1.150 3.303

EBITDA Ajustado sem IFR16 1.262 351 263 710 (544) 2.042

23
ri.br.com.br
ri@br.com.br
Demonstração Consolidada do Resultado por Área de Negócio – Trimestre do exercício anterior (01.07.2018 a 30.09.2018)

Mercado Total Reconciliação


Rede de Mercado Mercados
de Corporativo dos Demonstrações Total
Postos Consumidor Especiais
Aviação segmentos Contábeis
Receita de Vendas 14.729 7.478 2.691 1.688 - 26.586 (131) (a) 26.455
Custo dos produtos vendidos (14.018) (7.068) (2.434) (1.413) - (24.933) (3) (b) (24.936)
Lucro bruto 711 410 257 275 - 1.653 (134) 1.519
Despesas -
Vendas, gerais e administrativas (462) (199) (119) (68) (28) (876) (94) (c) (970)
Tributárias 2 - (1) (4) (14) (17) (192) (d) (209)
Outras receitas (despesas), líquidas 12 (11) 5 10 (144) (128) 1.210 (e) 1.082
Resultado de participações em investimentos - - - - (1) (1) - (1)
Resultado financeiro líquido - - - - - - 353 (f) 353
EBITDA Ajustado 263 200 142 213 (187) 631
Lucro (Prejuízo) antes dos impostos 1.143 1.774

Demonstração Consolidada do Resultado por Área de Negócio – Acumulado do exercício anterior (01.01.2018 a 30.09.2018)

Mercado Total Reconciliação


Rede de Mercado Mercados
de Corporativo dos Demonstrações Total
Postos Consumidor Especiais
Aviação segmentos Contábeis
Receita de Vendas 42.220 19.191 6.697 4.561 - 72.939 (388) (a) 72.551
Custo dos produtos vendidos (39.991) (18.171) (6.259) (3.769) - (68.190) (9) (b) (68.199)
Lucro bruto 2.229 1.020 708 792 - 4.749 (397) 4.352
Despesas -
Vendas, gerais e administrativas (1.253) (579) (358) (221) (133) (2.544) (282) (c) (2.826)
Tributárias (4) - (2) (7) (36) (49) (209) (d) (258)
Outras receitas (despesas), líquidas 70 (10) 7 21 (330) (242) 1.027 (e) 785
Resultado de participações em investimentos - - - - (2) (2) - (2)
Resultado financeiro líquido - - - - - - 576 (f) 576
EBITDA Ajustado 1.042 431 355 585 (501) 1.912
Lucro (Prejuízo) antes dos impostos 715 2.627

24
ri.br.com.br
ri@br.com.br
INFORMAÇÕES POR SEGMENTOS – RECONCILIAÇÃO COM AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
EM MILHÕES DE REAIS

Reconciliação com as demonstrações contábeis 3T19 3T18

(a) Receita de Vendas


Apropriação das bonificações antecipadas concedidas a clientes

As receitas de vendas são ajustadas pelas bonificações antecipadas concedidas aos revendedores dos postos de
serviço para os quais a Companhia distribui combustíveis e lubrificantes. Correspondem à parcela
disponibilizada, principalmente, em espécie e realizada sob condições pré-estabelecidas com tais partes, que
uma vez cumpridas, tornam-se inexigíveis, sendo absorvidas como despesa pela Companhia. Trata-se de um (135) (131)
regime de metas que, uma vez atingidas, isenta os clientes, revendedores dos postos de serviço, da devolução
à Companhia desses valores antecipados a título de bonificação. São reconhecidas no resultado
proporcionalmente aos seus prazos de vigência.

(b) Custo dos produtos vendidos


Depreciação e amortização (4) (3)

(c) Vendas, gerais e administrativas


Depreciação e amortização (123) (99)
Perdas de crédito esperadas

Os valores ajustados referem-se às provisões relativas aos recebíveis devidos à Companhia pelas empresas
1 5
térmicas do sistema isolado e interligado de energia, segmento atendido substancialmente pela Companhia.

(d) Impostos

Os ajustes de impostos referem-se às anistias fiscais e encargos tributários sobre receitas financeiras.

Anistias fiscais: trata-se das provisões para pagamentos referente a adesão aos programas de anistia instituídos
por Leis Estaduais e do Programa Especial de Regularização Tributária (PERT) da União sobre passivos tributários
de ICMS e de tributos federais junto aos Estados e União, respectivamente. A Companhia considera o ajuste - (187)
apropriado porque fornece informações adicionais aos investidores, visto que não são decorrentes de suas
operações principais.
Encargos tributários sobre receitas financeiras: os ajustes são referentes aos gastos com IOF, PIS e COFINS
(29) (5)
incidentes sobre as receitas financeiras da Companhia e que estão classificados em despesas tributárias.

(e) Outras receitas (despesas), líquidas


Perdas e provisões com processos judiciais

Os valores ajustados se referem às perdas incorridas em processos transitados em julgado, bem como as
provisões efetuadas com base nos pareceres obtidos junto aos advogados responsáveis pelo acompanhamento (9) 1.210
dos processos judiciais ou pela própria área jurídica da Companhia.

Plano de incentivo ao desligamento voluntário


Os ajustes referem-se aos valores que impactaram os resultados da Companhia pela provisão dos gastos
estimados com indenizações relativas ao plano, bem como pela reversão da provisão em função das desistências 3 -
de adesão ao plano ocorridas nos respectivos períodos.

(f) Resultado Financeiro, líquido 1.579 353


Total 1.283 1.143

25
ri.br.com.br
ri@br.com.br