Você está na página 1de 7

Devo estudar para o teste…

GUIÃO DE VERBOS MAIS UTILIZADOS NOS EXERCÍCIOS ESCRITOS

VERBO DEFINIÇÃO

ANALISAR Decompor nas partes um todo. ANTÓNIMO – sintetizar

APONTAR Dizer qual é ou quais são.

ASSINALAR Pôr sinal em, marcar, tomar nota de.

CARACTERIZAR Dizer como é.

CITAR Fazer referência, mencionar, indicar.

COMENTAR Falar ou escrever sobre o assunto.

COMPARAR Mostrar o que é igual ou o que é diferente entre duas ou mais coisas.

COMPLETAR Escrever o que falta.

CONSIDERAR Examinar atentamente, apreciar.

CONSULTAR Observar ou ler algo, para ajudar à resposta.

CONTRAPOR Opor.

DEFINIR Explicar como é, o que é uma coisa, de forma completa, sem se poder confundir
com outra.

DELIMITAR Dizer onde começa e onde acaba.

DESCREVER Narrar, representar escrevendo.

DISCUTIR Questionar, defender ou atacar.

DISSECAR Analisar em pormenor.

DISTINGUIR Indicar as diferenças entre duas ou mais coisas, separar coisas diferentes.

ENUMERAR Dizer um a um.

EXPLICAR Tornar claro, fazer compreender.

EXPLICITAR Exprimir-se ou manifestar-se com clareza, sem deixar lugar a dúvidas; deixar claro.

FORMULAR Indicar, expor com precisão e exatidão.

IDENTIFICAR Dizer quem é, dizer qual é ou quais são.

INDICAR Dizer, mencionar.

INTERPRETAR Explicar, tornar claro.

INVESTIGAR Procurar saber, descobrir.

JUSTIFICAR Dizer porquê, explicar o motivo, demonstrar, produzir a prova.

LEGENDAR Colocar dizeres para facilitar a compreensão.

LOCALIZAR Fixar ou limitar um lugar determinado.

MENCIONAR Dizer, referir, indicar.


NOMEAR Dizer o nome ou nomes.

NOTAR Pôr notas em, minutar, anotar.

OBSERVAR Olhar com atenção para descobrir.

ORDENAR Pôr em ordem.

PLANIFICAR Fazer um plano, esboçar as fases de uma tarefa.

PROBLEMATIZAR Tornar problemático.

REFERIR Indicar, narrar, atribuir, aplicar.

REFLECTIR Pensar, tentar compreender.

REGISTAR Escrever, anotar.

RELACIONAR Estabelecer uma comparação, comparar.

RESUMIR Condensar em poucas palavras (o que foi dito ou escrito mais extensamente).

SELECCIONAR Escolher.

SINTETIZAR Resumir.

SUBLINHAR Passar uma linha, um traço, por baixo de.

SUGERIR Lembrar, fazer vir à ideia.

TRANSCREVER Retirar de um texto uma frase, uma expressão ou uma palavra (coloque sempre
aquilo que retirar do texto entre aspas, para mostrar que não é o autor).

Classe Subclasse Formas


Próprio Ana , Luís de Camões, Platão, Porto, Douro

Contável Avião, livro, carta, almofada

Não Contável Água, açúcar, felicidade, orgulho

Comum Coletivo Multidão, turma, quadrilha, cardume


manada, frota, souto
Nome
Epiceno Águia-macho/águia-fêmea; rouxinol, baleia

Sobrecomum A vítima, o indivíduo, a pessoa, a criança

Nome comum de dois O jovem/a jovem; o aluno/ a aluna; o


pianista/a pianista

Qualificativo (pessoa) bonita, simpática, inteligente,


elegante

Numeral Primeiro (lugar), segundo (premiado),


Adjetivo vigésimo (aluno)

Relacional Crítica musical; parque infantil

Artigo Definido O, a, os, as

Indefinido Um, uma, uns, umas

Demonstrativo Este(s), esta(s), esse(s), essa(s), aquele(s),


aquela(s), o(s) mesmo(s), a(s) mesma(s),
Possessivo Meu(s), minha(s), teu(s), tua(s), seu(s),
sua(s), nosso(s), nossa(s), vosso(s),
vossa(s), seu(s), sua(s)
Determinante Indefinido Certo(s), certa(s), outro(s), outra(s)

Relativo Cujo(s), cuja(s)

Interrogativo Qual? Quais? Quê?

Existencial (variáveis em género e número) Algum, bastante, muito, pouco, tanto, vário

Relativo (variável em género e número) quanto

Universal Todo(s), toda(s), qualquer, quaisquer,


nenhum(a), nenhuns, nenhumas, tudo, cada

Quantificador Interrogativo (variável em género e número) Quanto?

cardinal Um/uma; dois/duas; três

Numeral multiplicativo Dobro (de), triplo (de)

fracionário Meio/metade (de), terço (de)

Pessoal (Formas átonas, quando junto do verbo, à Eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas
esquerda, à direita ou no interior das formas do
futuro e do condicional; e tónicas, as restantes) Me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes,
se

Possessivo Meu(s), minha(s), teu(s), tua(s), seu(s),


sua(s), nosso(s), nossa(s), vosso(s),
vossa(s), seu(s), sua(s)

Demonstrativo Isto, isso, aquilo

Este(s), esta(s), esse(s), essa(s), aquele(s),


aquela(s)

Indefinido Alguém, ninguém, outrem, tudo, nada, algo,


Pronome cada

Algum(ns), alguma(s), bastante(s), certo(s),


certa(s), muito(s), muita(s), outro(s),
outra(s), pouco(s), pouca(s), tanto(s),
tanta(s), vário(s), vária(s)

Relativo Que, quem, onde,

O/a qual, os/as quais, quanto(s), quanta(s)

Interrogativo Quem? Que? o que? O quê? Porque?


Porquê? Como? Onde? Quanto? Qual?

Locuções pronominais indefinidas (equivalem a Cada um, cada uma, cada qual, seja quem
um pronome indefinido) for, fosse quem fosse, quem quer que seja,
o que quer que seja, qualquer que seja

Advérbio é a classe gramatical das palavras (invariáveis) que modificam um verbo ou um adjetivo ou um
outro advérbio (mas nunca um nome) acrescentando uma determinada particularidade que determina as
circunstâncias em que a ação ocorre.

Locução adverbial são duas ou mais palavras desempenham a mesma função de um advérbio, geralmente
formada de uma preposição e um substantivo.
do predicado Valor locativo Aqui, aí, ali, acolá, além, abaixo, acima, adiante,
detrás,
Valor temporal Agora, ainda, amanhã, antes, breve, cedo,
depois, ontem…

Valor de modo Bem, depressa, devagar, debalde, mal, melhor,


lentamente

da frase Valor modal Certamente, possivelmente, talvez, porventura

Valor de orientação para Afortunadamente, felizmente, infelizmente


o falante

Valor de orientação para Matematicamente, economicamente,


o domínio socialmente,

conectivo Assim, contrariamente, depois, finalmente,


seguidamente

negação não

afirmação sim

de quantidade e grau Assaz, bastante, muito, pouco, mais, menos,


quase, apenas..
Advérbio de inclusão e exclusão Apenas, senão só, exceto, salvo, até,
inclusivamente

interrogativo Onde? Quando? Porquê

relativo onde

Valor de lugar De cima, até aqui, por onde quer que

Valor de tempo Em breve, de manhã, de repente, de vez em


quando

Valor de modo Às cegas, às avessas, de propósito, a sós


Locução adverbial
Valor de De maneira nenhuma, de modo nenhum, de
negação forma alguma

Valor de De verdade, de facto, com efeito, sem dúvida,


afirmação com certeza

Valor de Tão pouco, pelo menos


quantidade

Conjunções

Copulativa E, nem ; não só… mas também

Conjunção Adversativa Mas

Locução Coordenativa Disjuntiva Ou; ou…ou, ora…ora, quer…quer, seja…seja


conjuntiva
Conclusiva Logo

Explicativa Pois, que

Nota: Para classificar as orações coordenadas, deve memorizar as conjunções coordenativas.


Intransitivo (Não exige O autocarro chegou.
complementos)
O meu irmão já acordou.
Verbo principal
Transitivo direto (Seleciona um A Maria comprou um
sujeito e um complemento direto.) livro.
Todos dizem que é
verdade.

Transitivo indireto (Seleciona um O filme agradou à Carla.


sujeito e um complemento indireto ou
O filme agradou-lhe.
um complemento oblíquo.)
O Pedro vai à serra da
Estrela.
Transitivo direto e indireto O Francisco ofereceu
(Seleciona um sujeito, um um disco ao irmão.
complemento direto e um
O Francisco ofereceu-
complemento indireto ou oblíquo)
lho. (lhe+o)
A Cristina levou um
gatinho para casa
Transitivo-predicativo (Seleciona Considero este livro
um sujeito, um complemento direto e belíssimo.
um predicativo do complemento
A Inês achou o teste
direto.)
muito fácil.

Existe nas frases em que há um A janela é alta.


sujeito e um predicativo do sujeito.
Verbo copulativo (ser, estar, ficar, parecer, permanecer, O meu avô está muito
continuar, tornar-se, revelar-se…) contente.
Todos permaneceram
em silêncio.
O texto de opinião é um texto argumentativo, ou seja, é um texto que expressa uma opinião, apresentando
exemplos, provas ou argumentos para a defender.

I – Preparação

– definir cuidadosamente o tema do texto a redigir;


– tomar nota das ideias que nos ocorrem a propósito do tema;
– listar argumentos contra e a favor, das diferentes opiniões;
– optar por uma opinião e defendê-la.
II – Planificação/ Elaboração
Estrutura do texto/ Progressão temática
Título - selecionar um título sugestivo capaz de motivar para a leitura.
Introdução
– fazer uma breve apresentação da ideia sobre a qual vai ser emitida a opinião.
Desenvolvimento
– apresentar com clareza o que se pensa sobre o assunto;
– no caso da opinião ser positiva, a apreciação deve utilizar um vocabulário positivo;
– no caso da opinião ser negativa, a crítica pode ser feita através de vocabulário depreciativo (ironia,
mordacidade, …);
– fundamentar a opinião com argumentos válidos e exemplos.
Conclusão
– referir resumidamente a opinião sobre o assunto.
III – Revisão

Verificar se:
– foram colocados todos os elementos constantes do plano;
– a opinião expressa está de acordo com o tema;
– ao reforçar a opinião não houve desvio do tema;
– há articulação entre os diferentes parágrafos do texto;
– os conectores são os mais adequados;
– a pontuação é adequada;
– o léxico é variado, com recurso a sinónimos, antónimos, …;
– há correção ortográfica.
PARA SABER
Podemos distinguir os textos não literários (TNL) dos textos literários (TL) tendo em conta que:
nos textos não literários predominam:
— a objetividade
— a denotação
— a função informativa
— o respeito pela «norma»
— o carácter utilitário

nos textos literários predominam:


— a subjetividade
— a conotação
— as funções expressiva e poética
— o desvio da «norma»
— o carácter estético