Você está na página 1de 113

RECURSOS DIDÁCTICOS NA FORMAÇÃO E AS

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Comunilog Consulting 1
RECURSOS DIDÁCTICOS

Objectivos Gerais
• Reconhecer as potencialidades e limitações dos meios audiovisuais,
enquanto auxiliares pedagógicos, incluindo as novas tecnologias de
informação e comunicação

• Identificar, seleccionar e utilizar de forma adequada os diferentes meios


pedagógicos mais utilizados

• Seleccionar, conceber e adequar os meios pedagógicos - didácticos, em


suporte multimédia, em função da estratégia utilizada

Comunilog Consulting 2
RECURSOS DIDÁCTICOS

Objectivos Específicos
• Descrever os objectivos dos recursos didácticos;

• Descrever as etapas de execução de um recurso didáctico;

• Identificar a importância da utilização dos meios audiovisuais;

• Enunciar os factores que condicionam a escolha dos meios audiovisuais;

• Identificar a classificação dos meios audiovisuais;

• Enunciar os meios visuais não projectáveis;

• Enunciar os meios visuais projectáveis;

Comunilog Consulting 3
RECURSOS DIDÁCTICOS

Recursos didácticos - definição

Todos os equipamentos e materiais utilizados que


auxiliam e facilitam o processo/aprendizagem com o objectivo
de o tornar mais rápido e eficaz

Comunilog Consulting 4
RECURSOS DIDÁCTICOS

Motivos que justificam a utilização dos recursos


didácticos

• Ganhos na retenção de informação


• Aumentam o interesse e atenção dos formandos
• Redução do tempo de formação
• Impacto suscitado junto do auditório
• Facilitação dos processos de memorização
• Facilitam a troca de ideias entre os participantes pois os dados são
apresentados a todos em simultâneo

Comunilog Consulting 5
RECURSOS DIDÁCTICOS

Os Factores que Condicionam a sua Escolha

• O objectivo da sessão
• Os destinatários
• O conteúdo
• Os condicionalismos materiais
• Condicionantes do espaço de formação
• Duração da acção de formação
• Custos envolvidos

Comunilog Consulting 6
RECURSOS DIDÁCTICOS

Elementos básicos dos recursos didácticos


Os recursos didácticos devem apresentar algumas
características para se tornarem eficazes:

1. Exactidão 7. Simplicidade
2. Actualidade 8. Aplicabilidade
3. Qualidade 9. Interesse
4. Finalidade 10. Compreensão
5. Utilidade 11. Apresentação
6. Adequação

Comunilog Consulting 7
RECURSOS DIDÁCTICOS

1- Exactidão
Representar correctamente os factos

2- Actualidade

Dependendo da natureza dos factos, sendo necessário ter características e


elementos do presente ou então da época a retratar

3- Qualidade

Melhorar a aquisição dos conhecimentos, atitudes e valores

Comunilog Consulting 8
RECURSOS DIDÁCTICOS

4- Finalidade

Deverão estar de acordo com os objectivos do planeamento da sessão

5- Utilidade

Oferecendo possibilidades de trabalho entre formandos e formadores

6- Adequação

Deverão estar ao nível da apreensão dos formandos, sem nunca esquecer os


objectivos do trabalho a realizar

Comunilog Consulting 9
RECURSOS DIDÁCTICOS

7- Simplicidade

Terá de ser simples de modo a facilitar a apreensão

8- Aplicabilidade

Deverão manter pontos de relacionamento com o assunto a tratar

9- Interesse

Devendo ser capaz de despertar o interesse dos formandos a quem se destina

Comunilog Consulting 10
RECURSOS DIDÁCTICOS

10- Compreensão

Precisando de ser fácil percepção, não dando possibilidades de


criar dúvida e a confusão nos formandos

11- Apresentação

Obedecendo a princípios de percepção e estética e modo a


facilitar a compreensão dos formandos

Comunilog Consulting 11
RECURSOS DIDÁCTICOS

Etapas de Execução de um Recurso Didáctico

1. Tema

2. Objectivos

3. Escolha do suporte

4. Público

5. Elaborar o projecto

6. A realização

Comunilog Consulting 12
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Tema
Ter em conta que o recurso se aplica
especificamente ao conteúdo que vamos
abordar no módulo de formação, não servindo
para ilustrar a exposição verbal, mas para
fazer parte da comunicação desempenhando
uma função concreta.

Comunilog Consulting 13
RECURSOS DIDÁCTICOS

2. Objectivos
Definir objectivos possibilita uma opção mais
adequada do recurso didáctico a produzir,
bem como um melhor enquadramento das
funções que este deve desempenhar.

Comunilog Consulting 14
RECURSOS DIDÁCTICOS

3. Escolha do Suporte
O formador selecciona os materiais que tem à
sua disposição e analisa o tempo que levará a
executar o documento.

Comunilog Consulting 15
RECURSOS DIDÁCTICOS

4. Público
Será necessário ter um conhecimento prévio
das principais características dos formandos
em sala: a idade, o sexo, a formação, as
actividades profissionais, etc.. Perante este
conhecimento define-se a intenção da
utilização, se serve apenas para motivar,
ensinar, etc..

Comunilog Consulting 16
RECURSOS DIDÁCTICOS

5. Elaborar o Projecto
O recurso didáctico que vamos usar deve
obedecer a um plano: pontos importantes do
tema, o tempo de execução e de
apresentação, o número de documentos a
realizar (slide, transparências ...).

Comunilog Consulting 17
RECURSOS DIDÁCTICOS

6. A Realização
Passa pelo conhecimento de vários processos técnicos
que podem necessitar de alguma aparelhagem específica.

Por vezes encontramos recursos didácticos


(documentos) já realizados, que se adequam aos fins em vista
e podem servir quer como ponto de partida, quer mesmo
para utilizar na sala de formação.
Comunilog Consulting 18
RECURSOS DIDÁCTICOS

A importância dos sentidos no processo de


aprendizagem

Os recursos didácticos tem a grande virtude de apelarem aos vários sentidos

Visão Tacto Sabor


83 % 1.5 % 1%
Vias de acesso de
informação ao
Audição Olfacto
cérebro
3.5 %
11 %

Este facto rentabiliza a capacidade dos formandos e facilita a sua


aprendizagem
Comunilog Consulting 19
RECURSOS DIDÁCTICOS

A Importância da sua Utilização

Comunilog Consulting 20
RECURSOS DIDÁCTICOS

Audiovisuais
Conjunto de documentos e ou aparelhos
desenvolvidos pela tecnologia moderna para
facilitar a aprendizagem e a informação,
através de experiências sensoriais, sonoras ou
visuais

Comunilog Consulting 21
RECURSOS DIDÁCTICOS

Classificação dos Meios Audiovisuais

Não Projectáveis
Visuais
Projectáveis

Diaporama

Filme Sonoro

Audiovisuais Televisão

Vídeo

Multimédia

Comunilog Consulting 22
RECURSOS DIDÁCTICOS

Meios Visuais Não Projectáveis


De observação directa, sem recurso a aparelhos ópticos ou
electrónicos

1- Quadros
2- Documentos gráficos
3- Modelos e maquetes
4- Recursos do meio ambiente ( museus, bibliotecas)

Comunilog Consulting 23
RECURSOS DIDÁCTICOS

Classificação dos Meios Audiovisuais

Não Projectáveis
Visuais
Projectáveis

Diaporama

Filme Sonoro

Audiovisuais Televisão

Vídeo

Multimédia

Comunilog Consulting 24
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadros

Preto Verde Branco Papel/


Flanela Magnético Cortiça Branco
(ardósia) (sintético) digital Flipchart

Comunilog Consulting 25
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro Preto (ardósia) Quadro Verde (sintético)

Vantagens Desvantagens
-Baixo custo -Pós de giz
-Fácil utilização -Informação não reutilizável
-Elevada durabilidade -Legibilidade limitada
-Utilização de cores
Comunilog Consulting 26
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro de Flanela

Vantagens
Desvantagens
-Fácil construção
-Pouco dispendioso -Preparação complexa e
demorada
- Mobilidade e animação dos elementos
-Acondicionamento dos
-Elementos reutilizáveis elementos
Comunilog Consulting 27
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro Magnético

Vantagens
Desvantagens
-Larga implantação
-Preparação complexa e demorada
-Elementos reutilizáveis
-Acondicionamento dos elementos
- Elevada durabilidade dos elementos
-Realização dos elementos
-Mobilidade e animação dos elementos

-Afixação de documentos

Comunilog Consulting 28
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro de Cortiça

Vantagens Desvantagens
-Baixo custo -Preparação demorada
-Fácil utilização - Afixação por perfuração
-Afixação de documentos

Comunilog Consulting 29
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro Branco

Vantagens
Desvantagens
-Baixo custo
-Legibilidade limitada
-Fácil utilização
-Uso de canetas especificas
-Utilização de cores
-Informação não reutilizável
-Polivalência

Comunilog Consulting 30
-
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro Branco Digital

Vantagens Desvantagens
-Utilização de cores, gráficos, - Custo elevado
imagens
- Requer conhecimentos
- Integração com meios informáticos para a sua utilização
informáticos

- Boa legibilidade

Comunilog Consulting 31
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro papel /Flipchart

Vantagens
- Baixo custo - Não suja
- Fácil utilização - Utilização de cores
- Não preparação prévia - Fácil transporte
- Utilização posterior
Comunilog Consulting 32
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quadro papel /Flipchart


Desvantagens

- Área de escrita bastante limitada


- Carácter permanente de informação limitando as emendas
- Dificuldade de escrita lateral
- Custo elevado – folhas não reutilizáveis

Comunilog Consulting 33
RECURSOS DIDÁCTICOS

Vantagens dos quadros

• São muito económicos e pouco susceptíveis de avarias


• Uso muito simples
• Permitem o uso de grandes áreas
• Não necessitam de escurecimento da sala

Comunilog Consulting 34
RECURSOS DIDÁCTICOS

Aspectos a considerar no uso dos quadros

• Proceder de forma a evitar quebras na comunicação com os participantes


enquanto escreve no quadro

• Escrever frases breves e simples

• Quando registar uma opinião procure compreende-la e resumi-la

• Destacar os detalhes mais importantes sublinhando ou usando a cor

• Quando tiver acabado e depois de ter verificado a total compreensão


apague o quadro

Comunilog Consulting 35
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Documentos Gráficos

Os diagramas, os esquemas, os gráficos, os organogramas, as


fotografias, os desenhos, os cartazes e as fotocópias

Organograma Diagramas

Comunilog Consulting 36
RECURSOS DIDÁCTICOS

• Apelam de forma simples e prática à informação apresentada

• Técnicas a ter em atenção nos documentos gráficos:

- Letragem
- Utilização da cor
- O desenho
- O recorte
- A colagem
- A fotografia

Comunilog Consulting 37
RECURSOS DIDÁCTICOS

Vantagens dos documentos gráficos

• Baixo custo

• Fácil adaptação aos conteúdos, transporte,


utilização e preparação

Comunilog Consulting 38
RECURSOS DIDÁCTICOS

3- Modelos e Maquetes
Representação de um objecto real

Vantagem – melhor visualização do objecto

Comunilog Consulting 39
RECURSOS DIDÁCTICOS

Meios Visuais Projectáveis


Projecção da imagem num ecrã
1- Episcópio
2- Projector de slides
3- Retroprojector
4- Projector de vídeo/videoprojector

Comunilog Consulting 40
RECURSOS DIDÁCTICOS

1- Episcópio

• Aparelho de projecção de documentos opacos

• O documento a projectar é colocado no porta documentos sendo comprimido


contra uma placa de vidro e iluminado por uma lâmpada e projecta para um ecrã

• A imagem é reproduzida nas suas cores originais

Comunilog Consulting 41
RECURSOS DIDÁCTICOS

1- Episcópio
Vantagens Desvantagens

• Fácil utilização •Dimensão e peso


•Variedade de documentos (textos retirados de •Danificação de documentos (quando
livros, ilustrações de livros e revistas, mapas) sujeitos a uma longa exposição, pois são

•Desnecessária preparação prévia (pode ser sujeitos a elevadas temperaturas)

feita a apresentação de documentos acabados •Obscuridade da sala


de realizar) •Documento inacessível durante a
•Reprodução de elementos projecção

Comunilog Consulting 42
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Projector de slides

• é um equipamento de projecção fixa, que permite a


transmissão de uma imagem (slide ou diapositivo) ampliada
para um ecrã, permitindo a sua focagem

Comunilog Consulting 43
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Projector de slides
Vantagens Desvantagens

•Elevado custo dos aparelhos


• Qualidade da imagem projectada •Obscuridade da sala
•Facilidade de transporte do projector •Impossível intervir no suporte (documento)
•Facilidade de obtenção dos assuntos •Impossibilidade de animação (imagem não
•Rapidez da apresentação das imagens animada)

•Utilização simples •Preparação prévia da sessão

Comunilog Consulting 44
RECURSOS DIDÁCTICOS

3- Retroprojector

• Foi idealizado para projectar documentos de grande formato


a curta distância, sem perda sensível de qualidade.

Comunilog Consulting 45
RECURSOS DIDÁCTICOS

3- Retroprojector
Vantagens Desvantagens

• Não há necessidade de obscurecimento da sala • Preparação prévia


•Baixo custo de aquisição •Ruído de funcionamento
•Durabilidade dos documentos •Calor dissipado pelo sistema de projecção
•Reutilização dos documentos •Necessidade de conhecimentos específicos
•Escrita directa e produção no momento de utilização

•Posição do formador •Apagar para mudar a transparência

Comunilog Consulting 46
RECURSOS DIDÁCTICOS

4- Projector de vídeo / videoprojector

• É um aparelho mais completo de projecção de imagem

• Tem uma fonte de luz própria para projecção

Comunilog Consulting 47
RECURSOS DIDÁCTICOS

Projector de vídeo/ videoprojector


Vantagens Desvantagens

•Permite uso de cores •Custo do equipamento


•Movimentação •Exige conhecimento de
•Apresentações interativas operação de softwares de

•Fácil transporte apresentação

•Permite alterações até mesmo na •Exige conhecimento de

hora técnicas de apresentação

Comunilog Consulting 48
RECURSOS DIDÁCTICOS

Telas de Projecção
Ecrã de parede desdobrável Ecrã em tripé

Comunilog Consulting 49
RECURSOS DIDÁCTICOS

Processos de execução de um acetato ou


transparência
• Via directa – elaborado manualmente com canetas apropriadas

• Via indirecta – obtenção através da fotocopiadora, ou da impressora a


partir de um computador, da fotografia ou da serigrafia

• Produção mista - envolvendo ambas as produções anteriores

Comunilog Consulting 50
RECURSOS DIDÁCTICOS

Os acetatos podem ser:

• Simples – constituídos por uma única folha de acetato

• Compostos

- São formados por vários acetatos sobrepostos gradualmente

- Montados numa moldura de cartão

- A informação aparece gradualmente projectada

Comunilog Consulting 51
RECURSOS DIDÁCTICOS

Elaboração de um Acetato

1. Planeamento

2. Confecção

3. Utilização

Comunilog Consulting 52
RECURSOS DIDÁCTICOS

1- Planeamento

• Escolha do assunto
• Consulta de textos básicos
• Citações, desenhos, ilustrações
• Selecção de cores
• Tamanho da letra/ esboço/programação da sequência.

Comunilog Consulting 53
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Confecção

• Processo artesanal
• Fotocópia
• Computador
• Misto

Comunilog Consulting 54
RECURSOS DIDÁCTICOS

3- Utilização

• Simples
• Sobreposições (composto)

Comunilog Consulting 55
RECURSOS DIDÁCTICOS

Processo artesanal
• Mais económico
• Instrumentos e materiais:
- quadriculas
- canetas próprias de várias cores e espessuras gráficas
- grande variedade de letras e sinais gráficos decalcáveis
- películas auto aderentes de várias cores
- borrachas próprias para pequenos retoques
- grande variedade de escantilhões

Comunilog Consulting 56
RECURSOS DIDÁCTICOS

Processo da fotocopiadora

• prático e versátil
• permite a ampliação, redução
• montagem a cores ou a preto e branco
• custo variável, dependendo do grau de execução pretendido
• acetatos próprios para fotocopiadora

Comunilog Consulting 57
RECURSOS DIDÁCTICOS

Utilização computador e impressora


• Grande qualidade do produto final
• Permite a utilização de vários programas

• Inconvenientes: custo acetato, da aparelhagem necessária e do conhecimento


técnico

Processo misto
• Utilizam-se vários processos que se complementam

Comunilog Consulting 58
RECURSOS DIDÁCTICOS

Apresentação de um acetato
O objectivo básico e essencial é sempre manter a atenção, gerar
motivação e facilitar a compreensão.

Algumas regras a ter em conta:


• Não ficar unicamente pela leitura
• Acompanhar o documento com exemplos
• Não ter o acetato em projecção mais de 4 minutos

Comunilog Consulting 59
RECURSOS DIDÁCTICOS

• Sempre que o formador tenha que fazer comentários, o


retroprojector deverá ser desligado, quer porque a luz
provoca cansaço, quer para evitar o sobreaquecimento

• Não exagerar na utilização deste processo (torna-se cansativo


e desmotivante)

Comunilog Consulting 60
RECURSOS DIDÁCTICOS

Princípios de construção de um acetato


• Forma de apresentação do conteúdo (horizontal/vertical)

• Área de exploração máxima do conteúdo com 23x17 cm, para


transparência A4

• Utilizar estilos de letra simples e de fácil leitura

• Assegurar o cumprimento dos requisitos chave na produção:


visibilidade, legibilidade e concisão

Comunilog Consulting 61
RECURSOS DIDÁCTICOS

Visibilidade

1. ___________________________
2. ___________________________
3. ___________________________

10. ___________________________

Horizontal
Máximo de 10 linhas com 6 palavras por linha

Comunilog Consulting 62
RECURSOS DIDÁCTICOS

Visibilidade
1. ______________
2. ______________
3. ______________
Vertical
Máximo de 14 linhas com
4 palavras por linha

14. ______________

Comunilog Consulting 63
RECURSOS DIDÁCTICOS

Visibilidade
• Espaçar letras

• Espaçar palavras

• Espaçar linhas

• Assegurar uma boa composição e visibilidade das cores

Comunilog Consulting 64
RECURSOS DIDÁCTICOS

Concisão

• Título de apresentação - deve ser apelativo

• Cada diapositivo só pode ter três ideias-chave no máximo

• Utilizar letras legíveis (tipo imprensa)

Comunilog Consulting 65
RECURSOS DIDÁCTICOS

Regras de utilização de cores


• Não utilizar mais de 4 cores por transparência
• Assegurar contraste cores/fundo:
- fundo preto suporta: amarelo, verde vermelho

verde
amarelo
vermelho

Comunilog Consulting 66
RECURSOS DIDÁCTICOS

Regras de utilização de cores

• fundo amarelo suporta: preto e vermelho

preto

vermelho

Comunilog Consulting 67
RECURSOS DIDÁCTICOS

Regras de utilização de cores

• fundo branco suporta: verde, preto, azul e vermelho

verde azul

preto vermelho

Comunilog Consulting 68
RECURSOS DIDÁCTICOS

Regras de utilização de cores

• fundo vermelho, verde e azul escuro suportam: branco

Evitar combinações de cores:


• Azul com amarelo

• Vermelho com verde

Comunilog Consulting 69
RECURSOS DIDÁCTICOS

Exploração do retroprojector
Antes de iniciar a projecção:

• Orientar o ecrã de forma a ficar por detrás do formador e à


sua direita numa posição visível para todos os formandos

• Focar o retroprojector de modo a que toda a área projectável


fique enquadrada no ecrã

• Dispor os acetatos na ordem prevista para a sua exploração

Comunilog Consulting 70
RECURSOS DIDÁCTICOS

Exploração do retroprojector
• Ter à mão uma cartolina ou um papel opaco que possa ser
utilizado como mascara

• Rever o plano de sessão para verificar se dispõe de todos os


apoios que necessita

• Ter cuidado de não se colocar em frente do foco de projecção


para evitar o aparecimento de sombras no ecrã

Comunilog Consulting 71
RECURSOS DIDÁCTICOS

Exploração do retroprojector
Durante a sessão:

• Manter-se de frente para os formandos

• Ligar o retroprojector só depois de ter colocado e orientado o


acetato sobre a mancha projectável

• Desligar o retroprojector para mudar a transparência (isto


fará com que os formandos se voltem a concentrar
Comunilog Consulting 72
RECURSOS DIDÁCTICOS

Exploração do retroprojector
• Não manter o retroprojector ligado, para além do tempo de exploração do
visual

• Evitar apontar no ecrã, apontar de preferência na transparência com um


pequeno ponteiro (lápis ou caneta), a sua sombra aparecerá ampliada no
ecrã

• Usar o retroprojector com ponderação, o seu uso excessivo poderá


eliminar ou diminuir o seu impacto

Comunilog Consulting 73
RECURSOS DIDÁCTICOS

Cuidados manutenção retroprojector


• Não deslocar o retroprojector quando a lâmpada está acesas ou ainda
quente.

• As lâmpadas tem um tempo médio de vida de 50/75 horas, mas


manipuladas com cuidado podem atingir as 200 horas

• Ter sempre uma lâmpada e um fusível de reserva

• Manter as superfícies operacionais sempre limpas

Comunilog Consulting 74
RECURSOS DIDÁCTICOS

Classificação dos Meios Audiovisuais

Não Projectáveis
Visuais
Projectáveis

Diaporama

Filme Sonoro

Audiovisuais Televisão

Vídeo

Multimédia

Comunilog Consulting 75
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Diaporama
• Montagem audiovisual

2. Filme sonoro
• Vantagem: portador de uma mensagem viva - há quase total
transposição para a realidade, dando-lhe autenticidade e
veracidade

Comunilog Consulting 76
RECURSOS DIDÁCTICOS

Desvantagens:
• Necessita grande obscuridade da sala

• Durante a projecção o formador perde o contacto com o grupo

• A aquisição (compra ou aluguer) de filmes por vezes não resulta


totalmente pois estes podem não ter o mesmo objectivo que formador

• Não é flexível, não permite alterações sem o recurso a técnicas


sofisticadas

Comunilog Consulting 77
RECURSOS DIDÁCTICOS

Como e quando utilizar um filme


• somente quando o objectivo com que ele foi concebido se
adequa com o objectivo da mensagem a transmitir

• estudar previamente o filme, analisar as suas partes


fundamentais perspectivando a sua exploração

• fazer uma introdução antes de apresentar o filme salientando


os aspectos fundamentais, principalmente quando este não
for legendado ou não tiver locução
Comunilog Consulting 78
RECURSOS DIDÁCTICOS

Como e quando utilizar um filme


• Projectar o filme sem intervir

• Depois fazer uma analise, identificando as situações


e os factos terminar com as conclusões

Comunilog Consulting 79
RECURSOS DIDÁCTICOS

3. e 4. Televisão e vídeo
• Tem-se tornado uma pratica mais frequente na formação
- visionamento de situações de aprendizagem

Vídeo
• É o suporte por excelência do audiovisual
• Trabalha directamente com a televisão
• Permite gravar e reproduzir imagens e sons

Comunilog Consulting 80
RECURSOS DIDÁCTICOS

Quando utilizar vídeo


• Mostrar situações reais

• Conteúdos pouco evidentes à primeira vista

• Demonstrações

• Criar modelos de comportamento

• Perigosidade da situação real

• Analises de situações

Comunilog Consulting 81
RECURSOS DIDÁCTICOS

Vantagens Desvantagens
• Não há necessidade de obscurecimento
da sala
• Possibilidade de exploração (busca, • Preparação prévia
repetição e fixação de imagens)
• Custo elevado de produção,
•Posicionamento do formador face ao aquisição ou aluguer de filmes
grupo
• Incompatibilidade entre os
•Larga implantação da leitura e formatos (VNS, VHA-C, H18)
visionamento

•Reutilização de imagens

Comunilog Consulting 82
RECURSOS DIDÁCTICOS

5. Multimédia
• combinam vários suportes num único pacote ou aplicação ( texto, imagens,
animação, figuras, vídeos, sons

• são interactivos, permitem ao utilizador intervir na selecção e controlo da


informação que pretende consultar num dado momento ou contexto de ensino -
aprendizagem

• não dever ser utilizado por períodos de tempo muito longos

Apesar ser apelativo

Pode conduzir a excessiva passividade dos formandos


Comunilog Consulting 83
RECURSOS DIDÁCTICOS

5.1. Datashow
• Aparelho simples de projecção de imagem
• Não utiliza a luz directa para projecção, precisa de ser usado como um
retroprojector

Comunilog Consulting 84
RECURSOS DIDÁCTICOS

5.2. Projector multimédia


• Aparelho mais completo de projecção de imagem
• Tem luz própria para projecção, dispensando o uso do retroprojector

Comunilog Consulting 85
RECURSOS DIDÁCTICOS

Vantagens Desvantagens

• Excelente qualidade da imagem e som • custo elevado do equipamento

•Produção rápida e relativamente fácil •Dificuldades de transporte e

•Novas capacidades de animação, montagem

simulação, efeitos de cor e transformação •Exige conhecimentos específicos


de folhas de cálculo e números em gráficos •Exige preparação previa

•Produção de visuais mais interessantes •Vulnerabilidade a avarias e a vírus

Comunilog Consulting 86
RECURSOS DIDÁCTICOS

Novas tecnologias na formação

• Ensino à distância

Comunilog Consulting 87
RECURSOS DIDÁCTICOS

Relação aluno computador


• A ausência do formador reduz a situação pedagógica a uma
relação computador ( ecrã/teclado) e aluno

• A primeira reacção do aluno é sentir uma total liberdade na


condução da sua formação:
- liberdade quanto ao inicio
- liberdade para trabalhar ao seu ritmo
- liberdade de se enganar e recomeçar
- liberdade de experimentar e de escolher
Comunilog Consulting 88
RECURSOS DIDÁCTICOS

Vantagens:

• Ensino mais individual do que em grupo


• Descentralização do ensino/ ultrapassando
barreiras geográficas
• Atinge um maior numero de alunos
• Facilita a formação continua ao ritmo mais ou
menos individual
Comunilog Consulting 89
RECURSOS DIDÁCTICOS

Desvantagens:

• Pode ser uma tarefa solitária, que torne difícil manter a motivação
durante períodos longos de tempo

• Muitos formandos sentem a necessidade de um apoio psicológico para


continuar a estudar

• Muitos formandos sofrem do “ síndroma do isolamento”, preferem


estudar em grupo

• Formando resiste a esta ideia ate adquirir autoconfiança necessária

Comunilog Consulting 90
RECURSOS DIDÁCTICOS

Custos do ensino à distância:


• Estudos elaborados permitem concluir que em termos médios
o ensino a distancia custa cerca de 30 % a 50 % do ensino
presencial

• O elevado numero de alunos diminui os custos fixos, por


amortização do investimento inicial na criação do curso

• Depois dos custos fixos amortizados, os custos totais


diminuem com o aumento do numero de alunos

Comunilog Consulting 91
RECURSOS DIDÁCTICOS

Componentes do ensino à distância:

1- meios pedagógicos
2- Sistema de gestão do curso e de apoio aos alunos
3- Sistema de avaliação dos alunos

Comunilog Consulting 92
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Meios pedagógicos:
• Manuais para ensino à • Vídeo interactivo
distancia
•Diapositivos
•Outros livros já existentes
•Testes de auto-avaliação •Emissões de televisão

•Cassetes áudio •Software informático

•Cassetes vídeo •Teleconferência

Comunilog Consulting 93
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Meios pedagógicos:

A escolha dos meios pedagógicos é condicionada


por:
• custos
• Acessibilidade para o aluno
• Domínio do meio pedagógico pelo professor
• Tempo disponível para a produção

Comunilog Consulting 94
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Sistema de apoio aos alunos


Tutor- ajuda o aluno ou grupo de alunos a colaborar entre si,
potenciando as capacidades de cada um

• sessões de curta duração ou jornadas de trabalho ao fim de


semana
•Troca de correspondência
•Comunicações telefónicas ( help line)
•Teleconferência
Comunilog Consulting 95
RECURSOS DIDÁCTICOS

2- Sistema de apoio aos alunos


Centros de apoio - são locais onde os alunos podem encontrar
apoio ou condições de estudo

Apoio de outros alunos – um sistema de comunicações bem


arquitectado, pode tirar partido de grandes potencialidades
do trabalho em grupo, permitindo a troca de conhecimentos e
experiências entre colegas

Comunilog Consulting 96
RECURSOS DIDÁCTICOS

3- Sistema de avaliação dos alunos

• avaliação continua, permitindo, o estabelecimento de um


ritmo de trabalho adequado a cada aluno

• avaliação formativa, estabelecendo-se no entanto


periodicamente, um sistema de avaliação sumativa

• As perguntas mais utilizadas são as de escolha múltipla pois


permitem uma maior objectividade e uma rápida correcção

Comunilog Consulting 97
RECURSOS DIDÁCTICOS

Etapas para a realização de um produto


didáctico informático

1.Concepção do produto
2.Realização do produto
3.Qualificação pedagógica

Comunilog Consulting 98
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto

Etapa que se situa a jusante da utilização do computador e


constitui uma etapa essencial do trabalho do autor, divide-se
em duas fases:

A. Os estudos pedagógicos
B. A criação do produto didáctico

Comunilog Consulting 99
RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
A. Os estudos pedagógicos
O objectivo desta fase é analisar e concretizar os parâmetros fundamentais
do produto didáctico a desenvolver:

A.1- os objectivos do produto didáctico

A.2- o nível de entrada exigido pela população alvo

A.3 - a definição exacta do conteúdo temático

A.4 - as escolhas e a estratégia pedagógicas

Comunilog Consulting 100


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
A.1- os objectivos do produto didactico
São de dois tipos:

• A quem se dirige o produto? ( definição da população alvo)

•Deve ser definida de modo precisa e exacta

• Pretende-se obter que resultados? ( definição dos objectivos propriamente ditos)

•Para se definir o resultado que se espera de um produto deve-se responder à


questão: “ que diferença se pretende obter entre a população definida antes e a
população definida depois da utilização do produto didáctico?”

Comunilog Consulting 101


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
A.2- o nível de entrada exigido pela população alvo
Caracterizar os pré-requisitos, ou seja os conhecimentos que se devem
considerar como adquiridos pela população alvo, antes da utilização do
produto didáctico

A.3 - a definição exacta do conteúdo temático


Pretende-se definir, analisar e concretizar toda a matéria que é necessário
ensinar

Comunilog Consulting 102


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
A.4 - as escolhas e a estratégia pedagógicas
A definição das escolhas e portanto da estratégia
pedagógica não é mais do que tentar fornecer uma
resposta precisa à seguinte questão: “ como se vai
utilizar a informática neste produto didáctico para
que responda a objectivos precisos?”

Comunilog Consulting 103


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
B. A criação do produto didáctico
1.ª etapa - estruturar e ordenar logicamente e
cronologicamente todos os componentes da
matéria

2.ª etapa - estabelecer a ligação entre cada


componente e todos os outros

Comunilog Consulting 104


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
B. A criação do produto didáctico
• O resultado da estruturação propõe aos alunos um ou vários caminhos possíveis
em função das respectivas respostas e escolhas

• As imagens dos ecrãs constituem o primeiro e muitas vezes o único contacto dos
alunos com o sistema

• Uma qualidade pedagógica deficiente ou imagens do écran pouco cativantes


podem provocar por parte dos alunos uma rejeição ao produto didáctico
desenvolvido

Comunilog Consulting 105


RECURSOS DIDÁCTICOS

1. Concepção de um produto
B. A criação do produto didáctico
Nesta fase do projecto é necessário ter em atenção as seguintes questões:

•Analise dos diálogos que constituem a cadeia de perguntas e respostas

•Redacção dos textos e precisão da sua localização no écran

•Escolha de casos mais apropriados, assim como os elementos gráficos,


visuais e sonoros

Comunilog Consulting 106


RECURSOS DIDÁCTICOS

2. Realização do produto
Nesta etapa o autor encontra-se numa das seguintes situações:

1.º caso - dispõe de linguagem informática standard, tais como: visul Basic, Cobol,
Forstran, etc, ou linguagens mais orientadas para a formação como : Can 8, tutor,
Pilot, etc

Neste caso

Será necessário assegurar que a programação do sistema seja realizada por um


programador já especialista neste tipo de sistema, cujo trabalho será validado pelo
responsável do projecto, o autor

Comunilog Consulting 107


RECURSOS DIDÁCTICOS

2. Realização do produto
2.º caso- dispõe de um “ sistema –autor”

Trata-se apenas de escolher no mercado o produto didáctico que melhor se


adeque aos nossos objectivos, e ter em atenção o nível de qualidade sob o
ponto de vista lógico, formal e pedagógico

Comunilog Consulting 108


RECURSOS DIDÁCTICOS

2. Realização do produto
Alguns cuidados a ter na selecção de um produto didáctico informático
• qualidade dos ecrãs
• Qualidade dos textos
• Não abusar das cores
• Evitar carregar os ecrãs com texto

• Não contrariar os hábitos de leitura ( de cima para baixo e da esquerda


para a direita)

• Não colocar tudo em relevo

Comunilog Consulting 109


RECURSOS DIDÁCTICOS

3. Qualificação pedagógica
Medir sobre uma população teste, se o resultado
obtido está de acordo com os objectivos fixados na
fase dos estudos iniciais, ou seja, utilizando um
subconjunto da população alvo, analisar-se a
modificação do saber e do comportamento.

Comunilog Consulting 110


RECURSOS DIDÁCTICOS

3. Qualificação pedagógica
No caso de constatação de deficiência do produto, o
estudo pedagógico deverá ser retomado através de :

• Novos exames dos objectivos e pré-requisitos


• Novo exame ao alcance da matéria
• Mudança de estratégia pedagógica

Comunilog Consulting 111


RECURSOS DIDÁCTICOS

OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO

Comunilog Consulting 112

Você também pode gostar