Você está na página 1de 30

LEGISLAÇÃO SOCIAL E PREVIDENCIARIA

1) A garantia dos princípios de excepcionalidade e provisoriedade dos programas de


famílias acolhedoras e
de acolhimento institucional de crianças e de adolescentes fazem parte de qual plano?
R. Plano nacional de convivência familiar e comunitária
2) Podemos conceituar a seguridade social como um conjunto de princípios, normas e
instituições integrado
por ações de iniciativa dos Poderes públicos e da sociedade civil, visando assegurar os
direitos relativos à
saúde, à previdência e à assistência social.
Como chama a autarquia responsável pela concessão de benefícios da previdência
social?
R. INSS
3) Na parte especial, o ECA trata da política de atendimento, que será feita por meio de
um “conjunto
articulado de ações governamentais e não governamentais da União, dos Estados, do
Distrito Federal e
dos municípios” (art. 86)
Das alternativas a seguir, qual não corresponde à diretriz da política de atendimento
voltada à criança e
ao adolescente?
R. Fortalecimento de vínculos
4) O SUAS organiza as ações da assistência social em dois tipos de proteção social. A
primeira é a Proteção
Social básica, destinada a prevenção de riscos sociais e pessoais, por meio da oferta de
programas,
projetos, serviços e benefícios a indivíduos e família em situação de vulnerabilidade
social.
Como se chama a segunda forma de proteção?
R. Proteção Social Especial
5) Como se chamam os benefícios que integram a política de assistência social e se
configuram como direito
do cidadão e dever do Estado?
R. Benefícios assistenciais
6) De acordo com a Política Nacional de Assistência social, a transferência de renda,
inclusão e o controle
social cabem a qual proteção social?
R. Proteção Social Básica
7) Dentre as alternativas a seguir, qual não faz parte dos princípios básicos do SUS?
R. Municipalização
1
Coletânea de questões de provas anteriores (UNIP EaD):
LEGISLAÇÃO SOCIAL E PREVIDENCIARIA
1) A garantia dos princípios de excepcionalidade e provisoriedade dos programas de
famílias acolhedoras e
de acolhimento institucional de crianças e de adolescentes fazem parte de qual plano?
R. Plano nacional de convivência familiar e comunitária
2) Podemos conceituar a seguridade social como um conjunto de princípios, normas e
instituições integrado
por ações de iniciativa dos Poderes públicos e da sociedade civil, visando assegurar os
direitos relativos à
saúde, à previdência e à assistência social.
Como chama a autarquia responsável pela concessão de benefícios da previdência
social?
R. INSS
3) Na parte especial, o ECA trata da política de atendimento, que será feita por meio de
um “conjunto
articulado de ações governamentais e não governamentais da União, dos Estados, do
Distrito Federal e
dos municípios” (art. 86)
Das alternativas a seguir, qual não corresponde à diretriz da política de atendimento
voltada à criança e
ao adolescente?
R. Fortalecimento de vínculos
4) O SUAS organiza as ações da assistência social em dois tipos de proteção social. A
primeira é a Proteção
Social básica, destinada a prevenção de riscos sociais e pessoais, por meio da oferta de
programas,
projetos, serviços e benefícios a indivíduos e família em situação de vulnerabilidade
social.
Como se chama a segunda forma de proteção?
R. Proteção Social Especial
5) Como se chamam os benefícios que integram a política de assistência social e se
configuram como direito
do cidadão e dever do Estado?
R. Benefícios assistenciais
6) De acordo com a Política Nacional de Assistência social, a transferência de renda,
inclusão e o controle
social cabem a qual proteção social?
R. Proteção Social Básica
7) Dentre as alternativas a seguir, qual não faz parte dos princípios básicos do SUS?
R. Municipalização
8) A previdência social é de caráter contributivo, já o acesso à assistência social e a
saúde, independe de
contribuição. Dessa forma, a assistência social é considerada como direito do cidadão e
dever do Estado,
sendo uma política de seguridade social não contributiva, que prevê os mínimos sociais,
o atendimento às
necessidades básicas.
Qual alternativa não corresponde aos objetivos da assistência social?
R. Universalidade de participação nos planos previdenciários, mediante contribuição
QUESTIONÁRIO LEGISLAÇÃO SOCIAL E PREVIDENCIÁRIA
Assinale a alternativa que corresponde à proteção so cial e à subsistência concedida ao
cidadão mediante contribuição: d) Previdência Social.
Silvesninda Santerito é empregada em uma empresa prestadora de serviço s
terceirizados de mão de obra. Seu empregador é uma pessoa que
habitualmente descumpre a legislaçã o trabalhista e, por essa razão, convenceu todos os
seus empregados a assinarem um documen to por meio do qual
eles declaravam abrir mão de seus direitos às férias e ao recebimento do décimo -
terceiro. Dezoito meses depois disso, ele demitiu vários empregados,
inclusive Silvesninda Santerito, e não pagou o valor co rrespondente ao décimo terceiro
e às férias, pois ele tinha em seu pod er a declaração dela. Ela
procurou a prefeitura da cidade, na qual você atua como assistente social. Qual sua
orientação para a senhora Silvesninda?
D) Ela deve procurar um advogado e pleitear na Justiça do Trabalho o recebimento do
direito às férias e ao décimo terceiro, p orque eles são irrenunciáveis.
Comentário: os direitos individuais do trabalho são irrenunciáveis, pois o direito do
trabalho possui normas cogentes, alegando que exis te a presunção do
vício de consentimento, no sentido de que nenhuma concordâ ncia do empregado é
superior ao direito que ele possui.
Freidnelson Lucanildo fo i contratado como autônomo para prestar serviços de funilaria
na ofic ina do bairro em que reside. Seu contratante fixou horário
de trabalho, das 8h às 18h, com uma hora de almoço, de segunda a sábado, sendo que
nesse dia o horário seria até 13h. Foi definido, ainda, um ganho
mensal de valor fixo sem relação com o número de veículos atendidos, mas sem relação
com a complexidade do trabalho realiza do . Por fim, ficou
acertado entre as partes que Frei dnelson deveria realizar o trabalho em conformidade
com as ordens do dono da oficina. Após três anos de serviços
prestados, Freidnelson foi info rmado que o contrato de prestação de serviços estava
rompido unilateralmente e que ele não pre cisava trabalhar ma is.
Como não era empregado, não tinha nenhuma verba rescisória para receber. Essa
decisão do proprietário da oficina está:
II – Incorreta, porque a relação de trabalho havia se caracterizado e a verba rescisória
era devida.
III – Incorreta, porque pessoal idade, habitualidade e onerosidade são elementos que
caracterizam o vínculo empregatício.
É correto apenas o que se afirmar em : b) II e III – Comentário: II – afirmativa correta: a
relação de trabalho havia se caracterizado em razão da

existência da comprovada existência de subordinação, pessoalidade, habitualidade e


onerosidade, princípios que geram vínculo empregatício. III –
Afirmativa correta: na s ituação descrita no enunciado da questão estavam
caracterizados elementos c omo pessoalidade, habitualidade e onerosidade, ou
seja, o vínculo empregatício.
Observe o gráfico a seguir. A partir da análise, e possível afirmar que:
I – A pirâmide demográfic a sinaliza para a necessidade de o Brasil implementar maior
quantidade de pol íticas públicas de proteção do idoso.
III – A realidade do crescimento da população idosa do Brasil pode significar a
necessidade de rever a idade de 60 anos como início da proteção especial.
E correto apenas o que se afirmar em : D) I e III. Comentários: I – correta: a pirâmide
demográfica comprova que entre 2001 e 2011 (em todos os anos) a
população de maior idade aumentou em todas as faixas a parti r de 35-39 anos. Isso
significa que as políticas públicas de proteção ao idoso deverão ser
implementadas em maior número, porque a quantidade de idosos em várias faixas
etárias a partir dos 60 anos será maior. III –correta: muitos países em
todo o mundo estão revendo o marco inicial de fixação da con dição de idoso em razão
do aumento da longevidade e das boa s co ndições de saúde com que
muitas pessoas chegam aos 60 anos, com autonomia e indepe ndência.
Oriovinildo precisa pleitear benefício de prestação continuada porque ele tem 65 anos
de idade e não tem meios para prover sua subsistência nem sua
família pode fazê-lo. Assim, em conformidade com o Estatuto do Idoso, artigo 34, ele
pode pleitear o benefício. Porém, na casa em que ele e a família
residem também mo ra a companheira de Oriovinildo, que tem 67 anos e já recebe o
Benefício . Então, como são dois idosos na mesma casa e um já
recebe o benefício: I – O valor do benefício da companheira de Oriovinildo não e co
mputado para cálculo da renda familia r. E correto apenas o que se
afirmar em : a) I – correta. Comentário: os rendimentos do companheiro/companheira
ingressam no cálculo de renda per c apita, porém, neste caso, o
rendimento já é fruto de um benefício de prestação continuada, por isso não pode ser
computado para impedir o acesso de seu c ompanheiro igualmente
com 65 anos, idade que permite pleitear a concessão do benef ício. A interpretação é
correta e está em consonância com o propósito da lei, que é oferecer a
maior proteção possível para os idosos de família de baixa renda.
Observe a foto anterior. Ela retrata o momento em que a Constituição Federal de 1988
foi prom ulgada. Nessa cerimônia, a Constituição Federal foi
chamada por Ulysses Guimarães, presidente da Assembleia Nacional Co nstituinte, de
Constituição Cidadã. Essa expressão foi uti lizada porque:
I – A Constituição Federal brasileira de 1988 priorizou direitos fundamentais e direitos
sociai s. É correto apenas o que se afirmar em : a) I está correta. –
Comentário: a Constituição Federal brasileira de 1988 tem ext enso rol de direitos
fundamentais individuais e coletivos, e também de direitos sociais, como
resposta ao longo período de ditadura militar vivido entre 1964 a 1985, durante o qual
os direitos de cidadania não foram res peitados. Por isso é que foi
chamada de Constituição Cidadã
Analise com atenção a charge em destaque. Podemos dizer que ela representa a
participação popular na construção e na garantia da democrac ia. Isso
pode ocorrer: B) Pela participação em conselhos municipais, como o de Saúd e, por
exemplo. – Comentário: A Constituição Federal brasileira prevê
participação direta da população em várias ocasiões diferentes , por exemplo, nos
conselhos municipais de Saúde ou de Educação.
Assinale a alternativa que corresponde aos direitos coletivo s ou difusos: c) Direitos de
terceira geração.
Qual é o princípio do SUS cujo objetivo é diminuir desigualdades? Em outras palavras,
tratar desigualmente os desiguais, inve stindo mais onde a carência
é maior: b) Equidade
Qual nível de proteção , no âmbito da Assistência Social que tem como obje tivos
prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de
potencialidades e aquisições, e o fo rtalecimento de vínculos familiares e comunitários?
e) Proteção social básica.
O ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente implanta novas formas de vivência e
convivência frente às relações de poder entre o Estado e a sociedade
civil, com a referência de instalação dos Conselhos de Direitos da Criança e do
Adolescente como órgão de deliberação e contr o le social da política
pública, com o papel de acompanhar o orçamento criança e adolescente. Qual é o órgão
forma do por representantes eleitos pela sociedade civil e que
representa o poder público, quando da ausência de serviços, e que atendem as demandas
da criança e do adolescente? e) Conselho Tutelar
Na parte especial, o ECA trata da polít ica de atendimento, que será feita por meio de
um “co njunto articulado de ações governamentais e não
governamentais da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios” (art. 86).
Das a lternativas a seguir, qual NÃO corresponde à diretriz da
política de atendimento voltada à criança e ao adolescente? c) Fortalecimento de
vínculos
A garantia dos princípios da excepcionalidade e provisoriedade dos programas de
família acolhedora e de acolhimento institucional da cria nça e do
adolescente fazem parte de qual planos? a) Plano Nacional de Convivência familiar e
comunitária.
As causas que explicavam as diferenças entre as populações fo ram durante alguns anos
explicadas pela “raça”. Com o surgimento da Antropologia
Cultural, essas diferenças passaram a ser justificadas: b) Pela localização geográfica do
grupo.
Complete a lacuna com a alternativa correta. Efetivamente, assinado em 1990, ele é
reconhecido como o primeiro estatuto do mu ndo a aplicar as normas
de convenção. O ECA propõe a doutrina da proteção integral: rompe com a visão de
_____________ (códigos anteriores) e se fundamenta na ideia de
criança como cidadã, com direitos e deveres e com a retaguarda da Constituição Federal
de 1988, co mo prioridade absoluta “ das/nas” políticas públicas:
a) Menoridade – Comentário: Efetivamente, assinado em 1990, ele é reconhecido como
o primeiro estatuto do mundo a apl icar as normas de convenção. O
documento propõe a doutrina da proteção integral: rompe co m a visão de
“menoridade”. A visão de menoridade era utilizada pelos códigos anteriores,
sendo responsável pelo caráter discriminativo que a palavra “ menor” adquiriu. Por esse
motivo, o ECA pautou-se no conceito de criança e adolescente como
cidadão, que como qualquer outro indivíduo também possui direitos e deveres. Dessa
forma, o ECA seguiu o que já estava previsto na Constituição Federal
de 1988, dando prioridade absoluta para as políticas públicas v oltadas ao atendimento
desse público.
A mudança do Código de Menores para o Estado da Criança e do Adolescente (ECA)
ocorreu como resposta a dois processos. De que âmbito foram esses
processos? c) Internacional e Nacional – Com entário : A mudança do Código de
Menores para o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)
ocorreu como resposta a dois processos: um de âmbito internacional e outro de âmbito
nacional. No cenário internacional, a Convenção dos Direitos das
Crianças (1989) foi o compromiss o de diversos países, inclusive na Declaração dos
Direitos da Criança de 1959.
Complete a lacuna com a alternativa correta: O Estatuto da Criança e do Adolescente
(ECA) se inspira na doutrina de proteção integra l, que busca
compreender a criança e ao adolescente como um segmento social que ultrapassa os
limites dos chamados em situação ___ _____, confo rme
estabelecido no Código de Menores em 1979. b) Irregular – Comentário: Esse é um
importante avanço em relação ao que era estabelecido no antigo
Código de Menores, de 1979, uma vez que nes se período havia apenas uma
preocupação com as crianças e adolesce ntes que de certa forma infringiam a
legislação vigente. Já o ECA procura atender as necessidades de todas as crianças e os
adolescentes, por ess e motivo fala-se em proteção integral.
Como é denominado o “conjunto de procedimentos” que, no co ntexto do SUS, envolve
alta tecnologia e alto custo, objetivando propiciar à população
acesso a serviços qualificados, integrando-os a os demais níveis de atenção à saúde? e)
Nível secundário
1 - Relativo aos direitos das crianças e dos adolescentes, na dé cada de 1980, qual o
grupo que se propunha a regulamentar a sit uação das crianças e
adolescentes que estivesses em situação irregular?
e) Menoristas - Comentário: Para os movimentos sociais, especialmente as militâncias
na defesa da criança e do adolescente, a década de 1980 representou
a corporificação de grandes conquistas. A organização dos gru pos em torno da temática
era de dois tipos: os menoristas e os estatutistas
2 - Para os movimentos sociais, especialmente as militâncias na defesa da criança e do
adolescente, a década de 1980 representou a corporific ação de
grandes conquistas. Como se chamavam os DOIS GRUPOS que se organizaram em
torno da temática? a) Menoristas e Estatutistas
3 - O Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA se inspira na doutrina de proteção
integral, que busca compreender a cri ança e o adolescente como um
segmento social que ultrapassa os lim ites dos chamados em situação “IRRE GULAR”,
conforme estabelecido no Código de Menores em 1979. Para os
movimentos sociais, especialmente as militâncias na defesa da criança e do adolescente,
a década de 1980 representou a corpor ificação de grandes
conquistas. Como se chamava os grupos que debatiam so bre essa temática? a)
Menoristas e Estatutistas – Comentário : A organização dos grupos
em torno da temática era de dois tipos: os menoristas e os es tatutistas. Os menoristas
entendiam que a forma que o tema da criança e do adolescente vinha
sendo tratado pelo Código de Menores era suficiente para atender as necess idades do
sistema e deveria permanecer. Já para os estatutistas era necessário
que o Brasil seguisse as orientações das convenções internacionais e avançasse na
proteção integral das criança e dos adolesc entes.
4 - Para os mo vimentos sociais, especialmente as militâncias na defesa da criança e do
adolescente, a década de 1980 representou a corpor ificação de
grandes conquistas. A organização dos grupos em torno da temática era de dois tipos.
ME NORISTAS e os ESTATUTISTAS. O q ue defendiam cada um
desses grupos? c) Os menoristas defendiam a manutenção do Código de Menores , que
se propunha a regulamentar a situação das crianças e
adolescentes que estivessem em situação irregular (Doutrina da Situação Irregular). Já
os estatutistas defendiam uma grande mudança no código,
instituindo novos e amplos direitos às crianças e aos adolescentes, que pass ariam a ser
sujeito de direitos e a contar com uma política de proteção integral.
O grupo dos estatutistas era articulado, tendo r ep r es e nt aç ão e c a pa ci da de de a tu
aç ã o i mp o rt an te s (LOREN ZI, 2009).
Como se chamam os benefícios que integram a política de a ssistência social e se
configuram como direito do ci dadão e dever do Estado?
a) Benefícios assistenciais
De acordo com a Po lítica Nacional de Assistência social, a transferência de renda,
inclusão e o co ntrole social cabem a qual proteção social?
c) Proteção Social Básica
A transferência chamada ideologicamente de parceria entre o esta do e sociedade civil
enquanto modalidade de resposta à questão socia l é realizada
com: B) Terceiro setor
As políticas neoliberais de corte que foram consagrados no denominado consenso de
Washington constituem um conjunto de regras aplicadas a países e
regiões de todo o mundo. Essas regras, cada mais padronizadas, caracterizam-se: a) pela
desregulamentação dos mercados a abertura comercial e
financeira a privatização do setor público e a redução. Do estado recome ndado pelo
banco mundial assume características de do utrina aceita por
praticamente todos os países.
A c ap ac i da d e ad q u ir i da p el o pr o f is s io na l de S e rv i ço S o ci a l d ur a nt e
o pr o ce s s o de a t ua ç ão de p la ne j a r e e s ta b el e c e r o bj et i v os r ef e r e- se à:
a) I ns tr u me n ta l id ad e
As po s t u ra s de c rí ti c a e e n ga j am e n to po l í ti c o q ue nã o s e su st en ta m te
o ri c am e nt e n em em t e rm o s de co m p e tê n c ia pro f i s s io n al re f e r em -se a
o:
d) M i l it a n ti s m o
O f at o r m a i s m a r ca n t e q ue su s t e nt a o c a pi t al i sm o e a gl o b al i za ç ã o e
st á s us t en t a do na : c) E co no m i a
Hi st o r ic a m e nt e , o S e r vi ç o So c i al : b) Oc up av a f un ç õe s te r mi n ai s
O S e rv i ço S o ci a l s u r ge co m o um a pr o fi s sã o c o m c a r a ct e r í s ti c a: e) C
on s er va d o ra
O S e rv i ço S o ci a l t r a d ic i o na l pa ut a d o no f u nc i on al i sm o e no po s i ti v i
sm o ut il i za a m et o do l o gi a de: d) Ca s o, Gr u po e C om u n id a de
O m ét o do u ti l i z a do p e lo S e rv i ço S o c ia l ba s e a do na c o n ce p ç ão m a r
xi st a é o: c) M a te r i a li sm o - di a l é ti c o
A c ap ac i da d e de u m a e m pr es a em s at i sf a z e r um a ne c e ss i d ad e da s o ci
ed a de po r m e i o do s u p ri m e nt o de se u s p ro d ut o s r ef e r e -se à: b) E f i cá c
ia
As I ns t it ui ç õ es s e m f i n al i d ad e s l uc ra t iv a s , c o ns ti t u í da s a pa rt i r de
um p at ri m ô ni o , sã o d e no m i na da s : d) Fu nd a ç õe s
As o r ga ni z aç õ e s n ão g o ve r na m e nt a i s fa z em pa rt e do : c) 3º S e t or (T e
rc e ir o S e to r )
A Co ns t it ui ç ão Fe d e ra l do B ra s il , c o n si de ra d a c o m o “ Co n s t i t u i ç ã o
C i da d ã ” da ta do a n o : e) 1 98 8
Após um período de vinte anos a ditadura no Brasil foi instaurada a constituição de
1988, com a finalidade de restaurar o estado demo crático de di reito.
Ess a c onstituição: A) constituição cidadã.
Dentre as alternativas a seguir, qual não faz parte dos princípios básic os do SUS? a)
Municipalização
A garantia dos princípios de excepcio nalidade e prosperidade dos programas de fa
mília pr ev ist os cujos direitos tenho sido violados o que já tenha
ocorrido r ompimento do laço familiares e comunitários como se chama unidade
executor das ações de proteção so cial básica? B) CRAS.
A proteção social especial tem por finalidade proteger de situaçõ es de risco as famílias
e indivíduos cujos direitos tenham sido vio lados ou que já tenham
ocorrido rompimento dos laços familiares e comunitários. Como se chama a unidade
executora das ações de proteção social básica?
e) CRAS – Centro de Referência de Assistência Social
O SUAS organiza as ações da assistência social em dois tipos de proteção social. A
primeira é a Proteção Social Básica, destinada à prevenção de riscos
sociais e pessoais, por meio da oferta de programas, projetos, serviços e benefícios a i
ndivíduos e famílias em situação de v ulnerabilidade social. Como se
chama a segunda forma de proteção? b) Proteção social especial
O SUAS organiza a oferta da assistência social em todo o Brasil, promovendo bem-
estar e proteção social a famílias, crianças, adolescentes, jovens,
pessoas com deficiência, pessoas idosas – enfi m, a todos que dela necessitarem. Em
quais orientações são baseadas as ações do SUAS?
a) Política Nacional de Assistência Social
Quais são os tipos de proteção social, pelas quais o SUAS organiza as ações da
assistência social? c) Proteção social básica e especial
Como se chama o sistema que participa de ações referentes à vigilância sanitária e
epidemioló gica, saúde do trabalhador, assistência terapêutica
integral, inclusive farmacêutica, vigilância nutricional e orientação alimentar,
fiscalização e inspeção de ali mentos, entre outras?
a) Sistema Único de Saúde
Quais sã o os direitos q u e a seguridade social visa assegurar, e que a transforma num
conjunto integrado de a ções de iniciativa d o s Poderes Públicos e
da sociedade? B) À previdência, à assistência social e à saúde.
Qual foi a lei que definiu a Assistência Social c omo: Direito do cidadão e dever do
Estado, realizada através de um conjunto integrado de ações de
iniciativa pública e da sociedade? D) LOAS – Lei Orgânica da Assistência Social.
Qual é o instrumento legal que regulamenta os pressupostos constitucionais, ou seja,
aquilo que está escrito na Constituição Federal, nos seus Artigos
203 e 204, que definem e garantem o direito à a ssistência social? b) LOAS – Lei
Orgânica da Assistência Social.
Como se chama o empréstimo feito para aposentados e pensionistas do Instituto
Nacional do Seguro Social – INSS, e que foi autorizado pela Lei
10.820/03? e) Empréstimo consignado
Como se chama o grau de dependência daqueles idoso s que requeiram assistência em
todas as atividades de autocuidado para a vida diária e/ou com
comprom etimento cognitivo? C) Grau de dependência III (3).
Como se chama a política que insere a previsão de inclusão da pessoa com deficiência
em todas as iniciativas governamentais Inter setoriais ,
proporcionando a ela qualificação profissional e incorporação no mercado de trabalho,
sem o cunho assistencialista, objetivando o pleno exercício dos
direitos individuais e sociai s? d) Política Nacional para a Integração da Pes soa com
Deficiência
Qual o termo que significa as modificações e os ajustes necessários e adequados, a fim
de assegurar que as pessoas com def iciência possam gozar ou
exercer os direitos e liberdades fundamentais, em igualdade de oportunidades como a s
demais pessoas? c) Adaptação Razoável
Como se chama os benefícios que se integram a política de assistência social e se
configuram como direito do cidadão e dever do estado:
B) benefícios assistenciais
Como se chama uma das ca racterísticas dos direitos sociais na Constituição Brasileira,
pelo quais todos deveriam ter e acesso de forma igualitária, dentro
da s reg ras estabelecidas e com os recursos disponíveis? A) Universidade do
atendimento.
Como são chamados os direitos que fo ram conquistados pelo hom em frente ao p od e r
do Esta do e que são os relacio nados à proteção da vi da e da
liberdade? C) Direitos de primeira geração.
Como se chama o programa que tem po r o bjetivo realizar o acompanhamento e
monitoram ento do ac esso e da permanência na escola da s pessoas com
deficiência, beneficiárias do BPC, até 18 a nos? B) BPC na escola.
Como é denominado o conjunto de procedimentos que no co ntexto de SUS, envolve a
lta tecnolo gia e auto custo objetivando proporcionará população
acesso a serviços de qualifica dos integrando-os aos mai s níveis de atenção à saúde? D)
alta complexidade.
Como se chama o programa, criado em 1994, para reorganizar a prática da atenção à
saúde em novas bases e substituir o modelo tradicional, levando a
saúde para mais perto da população e, com isso, melhorar a qualidade de vida dos
brasileiros: a) Programa de Saúde da Família
Qual é a Lei que tem como objetivo, alicerçada no co nceito de universalidade do
atendimento regular em todo o território nacional, as ações e serviços
referentes à saúde, dispondo sobre as condições para a sua efetiva promoção, proteção e
recuperação, assim como a organização e o funcionamento de
suas instituições? e) Lei Orgânica da saúde
Para a previdência socia l o segurado é a pessoa física que exerça ativi dade vinculada
ao Regime Geral de Previdência Soc ial ou recolha contribuições para
o Regim e Geral de Previdência Soci al. Como é denominado todo trabalhador urbano e
rural que exerce atividade vinculada ao Regime Geral de
Previdência Soc ial RGPS e não sujeitas a Regim e Próprio de Previdência Social: D)
segurado obrigatório
Qual legislação que se inspira na doutrina de proteção integral e busca compreender a
criança e ao adolescente como um segmento social que ultrapassa
os limites dos chamados em situação “irregular ”? d) Estatuto da Criança e do
Adolescente.
Complete a lacuna com a alternativa correta - O Benefício de Prestação Continuada
(BPC) da Assistência So cial é um benefício que se constitui de uma
transferência de renda, de caráter não contributivo, intransferíve l, não vitalício e que
não pode ser acumulado com o utro benefício no âmbito da
___________, exceto com a assistência médica. e) Seguridade Social – Comentário: O
Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Assistência Social é
um benefício que se constitui de uma transferência de renda, de caráter não
contributivo, intransferível, não vitalício e que não pode ser acumulado com
outro benefício no âmbito da Seguridade Socia l. O benefício d o BPC está vinculado à
assistência social, sendo assim, independe da contribuição do segurado,
porém, está vinculado à questão da renda familiar. O BPC pode s er pleiteado por idosos
e pess oas com deficiências, desde que atendem os requisitos da lei.
Entre as inovações constitucionais, identifica-se a diretriz para as açõ es na área da
assistência social que determina a participação da população na
formulação das políticas e no controle das ações em todos os níveis, inclusive na polí
tica de atendimento aos direitos da criança e do adolescente. Como
se chama o órgão deliberativo que tem por função definir diretrizes para a form ulação
das políticas públicas à criança e ao a dolescente?
c) CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do A dolescente
Para a previdência socia l, o segurado é a pessoa física que exerça atividade vinculada
ao Regime Geral de Previdência Socia l o u recolha contribuições
para o Regime Geral de Previdência Socia l. Como é denominado todo trabalhador
urbano e rural que exerce atividade vinculada ao Regim e Geral de
Previdência Soc ial – RGPS e não sujeitas a Regime Próprio de Previdência So cial? d)
Segurado obrigatório
A partir de qual idade o cidadão brasileiro pode filia r-se à previdência social e pagar
mensalmente a contribuição para assegurar os seus direitos e a
proteção social à sua família? b) 16 anos
O conceito de seguridade social abrange a assistência social, a saúde e a previdência
socia l. De acordo com as normas vigente s, as atividades de saúde
são de interesse público, sendo assim, a sua organizaçã o deverá obedecer a quais
princípios e diretrizes? e) Acesso universal e igualitário
Como a Política Nacional para a Integração da Pessoa com Deficiência define a redução
efetiva e acentuada da capacidade de integração social da pessoa
com deficiência? e) INCAPACIDADE - Comentário: O Decreto nº3.298, de 20 de
dezembro de 1999, que regulamentava a Lei nº 7.853, de 24
de outubro de 1989, dispunha sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa
Portadora de Deficiência, consolidava as normas de proteção e definia
em seu Artigo 3º: INCAPACIDADE – uma redução efetiva e acentuada da capacidade
de integração social, com necessidade de equipamento s, adaptações,
meios ou recursos especiais para que a pessoa portadora de deficiência possa receber ou
transmitir informações necessárias ao seu bem-estar pess oal e ao
desempenho de função ou atividade a ser exercida.
Após decisão do STF cabe aos magistrados verifica rem a situação e as condições reais
do requerente do BPC. Dessa form a, qual das alternativas NÃO é
mais o único requisito em avaliação de miserabilidade? d) Renda familiar
Assinale a alternativa que corresponde a qualquer tipo de perda ou anormalidade que
limite as f unções físicas, sensoriais ou intelectuais de uma pessoa:
b) Deficiência
Assinale a alternativa relacionada às condutas praticadas por adolescentes e que estejam
em desacordo com as normas ditadas p ara um bom convívio
em uma sociedade: c) Ato infracional
No caso de entidades filantrópicas, ou casa-lar, é facultada a cobrança de participação
do idoso no custeio da entidade. Qual é o limite dessa participação
para qualquer benefício previdenciário ou assistência soc ial percebido pelo idoso? a)
70% dos rendimentos
Complete a lacuna. Com relação às _____________, estas deverão sempre visar o
fortalecimento dos vínculos familiares e comunitário s, tratando o
abrigo como medida provisória e excepcional.
d) Medidas de proteção– Comentário: O Estatuto procura, em primeiro lugar, garantir à
criança e ao adolescente seus direitos fundamentais: Vida, Saúde,
Liberdade, Respeito, Dignidade, Convivência familiar e comunitária, Educação,
Cultura, Esporte, Lazer, Profissionalização e P roteção no trabalho.
Complete a lacuna. ______ é um conceito em evolução: “fenômeno relacional,
socialmente construído e depende do contexto, da situação, da cultura em
questão – indivíduos são tidos co mo desqualificados devido a padrões historicamente
estabelecidos – e são assim colocados nas relações de trocas
sociais.” c) Deficiência – Comentário: “Pessoas com deficiência são aquelas que têm
impedimentos de natureza física, mental, intelect ual ou
sensorial, dos quais em interação com diversas barreiras podem obstruir a sua
participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as
demais pessoas”. Deficiência é um conceito em evolução: “fenômeno relacional,
socialmente construído e depende do contexto, da situação, da cultura em
questão – indivíduos são tidos como desqualificados devido a padrões historicamente
estabelecidos – e são assim colocados nas relações de trocas sociais.”
Em relação à pessoa idosa, existe uma Resolução da Anvisa que apresenta uma
classificação da dependência funcional que consid era três diferentes
graus. Nesse sentido, qual alternativa co rresponde ao idoso com dependência em até
três atividades de autocuidado para a vida diária ?
c) Grau de dependência II - Comentário: A Resolução da Anvisa apresenta uma
classificação da dependência funcional que c onsidera três diferentes graus:
• grau de dependência I – idosos independentes, mesmo que requeiram uso de
equipamentos de autoajuda; • grau de dependência II – idosos com
dependência em até três atividades de autocuidado para a vi da diária, tais como:
alimentação, mobilidade, higiene; sem comprometimento cognitivo ou
com alteração cognitiva controlada; • grau de dependência III – idosos com dependência
que requeiram assistência em todas as atividades de autocuidado
para a vida diária e/ou com comprometimento cognitivo.
Em relação ao adolescente que infringiu, qual sistema objetiva de forma primordial o
desenvolvimento de uma ação socioeducati va sustentada nos
princípios dos Direitos Humanos enquanto promove a linhamentos conceitual,
estratégico e opera cional, estruturados em bases éticas e pedagógicas?
b) SINASE - Comentário: Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo, Secretaria
Especial dos Direitos Humanos. O Sinase busca enquanto sistema
integrado articular em todo o território nacional os Governos E staduais e Municipais, o
Sistema de Jus tiça, as políticas setoriais básicas (Assistência Social,
Saúde, Educação, Cultura etc.) para assegurar efetividade e efi cácia na execução das
Medidas Socioeducativas de Meio Aberto, de Privação e Restrição de
Liberdade, aplica das ao adolescente que infringiu. Objetiva ai nda, de forma
primordial, o desenvolvimento de uma ação soc ioeducativa sustentada nos
princípios dos Direitos Humanos enquanto promove alinhamentos conceitual,
estratégico e operacional, estruturados em bases éticas e pedagógicas.
Como se chama o sistema nacional aprovado em 2006, que teve como o bjetivo traçar
uma série de estratégias e recomendações para a promoção de
uma articulada ação entre União, Esta dos e municípios, voltadas para proteção integral
da criança e do adolescente em situação de conflito com a lei?
SINASE
Como se chama o Conselho que é um ó rgão superior de deliberação colegiada, criado
para acompanhar e avaliar o desenvolvimento de uma política
nacional para inclusão da pessoa com deficiência e das políticas setoriais? d) CONADE
– Comentário : O Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com
Deficiência (Conade) é um órgão superior de deliberação colegiada, criado para
acompanhar e avaliar o desenvolvimento de uma política nacional para
inclusão da pessoa com deficiência e das políticas s etoriais de educação, saúde,
trabalho, assistência social, transporte, cultu ra, turismo, desporto, lazer e
política urbana dirigidos a esse grupo social.
Como a política nacional para integração de pessoas com deficiências definir a redução
efetivado acentuada da capacidade de integração soci al que a
pessoa com deficiência: C) incapacidade.
Qual órgão tem a função de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do
adolescente, sendo que o seu âmbito é sem pre municipal e em cada
cidade deverá haver, obrigatoriam ente, pelo menos um?
d) Conselho Tutelar - Comentário: O Conselho Tutelar – CT surgiu com a criação da
Lei 8.069, de 13 de julho de 1990, e é um órgão municipal destinado a
zelar pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Sua competência e organização
estão presentes no E statuto da Criança e do Adolescente (Artigos 131 a
140). O Conselho Tutelar tem a função de zelar pelo cumprime nto dos direitos da
criança e do adolescente. Seu âmbito é sempre municipal e em cada
cidade deverá haver, obrigatoriamente, pelo menos um Consel ho. A função do
conselheiro também é de relevância pública e pode ser remunerada, a
depender da Lei Municipal que a criou.
Qual alternativa corresponde a uma redução efeti va e acentuada da capacidade de
integração so cial, com necessidade de equipamentos , adaptações,
meios o u recursos especiais para que a pessoa portadora de deficiência possa receber ou
transmitir informações, de ac ordo com o Decreto nº
3.298/1999? e) Incapacidade - Comentário: O Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de
1999, que regulamentava a Lei nº 7. 853, de 24 de outubro de 1989,
dispunha sobre a Política Nacional para a Integração da P essoa Portadora de
Deficiência, consolidava as normas de proteção e de finia em seu Artigo 3º:
Incapacidade – uma redução efetiva e acentuada da capacidade de integração social,
com necessidade de equipamentos, adaptações, meios ou recursos
especiais para que a pessoa portadora de deficiência possa receber ou transmitir
informações necessárias ao seu bem-estar pess oal e ao desempenho de
função ou atividade a ser exercida.
Qual o instrumento legal que regulam enta os pressupostos constitucionais, ou seja,
aquilo que está escrito na Constituição Federal, nos art. 203 e 204,
que definem e garantem o direito à Assistência social? R. LOAS
Relativo às políticas voltadas para a proteção da criança e do adolescente, a quem cabe
formular as políticas de atendimento, controlar os programas das
entidades governamentais e não governamentais, e proceder ao registro de
funcionamento das mesmas?
b) Conselho – Comentário: A elaboração das políticas públicas de atendimento é de
responsabilidade dos conselhos municipal, estadual e nacional, sendo
suas decisões deliberativas e sua composição paritária, criadas por meio das res pectivas
leis conforme a esfera de competência. Os conselheiros têm a
função considerada de interesse público e não poder ser remunerados. Cabe ao conselho
formular as políticas de atendimento, c ontrolar os programas das
entidades governamentais e não governamentais, e proceder ao registro de
funcionamento das mesmas.
Relativo aos novos conceitos que devem ser integrados para a inclusão da pessoa com
deficiência, qual significa as modificaçõe s e o s ajustes necessários
e adequados a fim de garantir que as pessoas com deficiência possam go zar ou exercer
todos os Direitos H umanos e liberdades fundamentais?
a) Adaptação razoável – Com entário: Significa as modificações e os ajus tes
necessários e adequados que não acarretem ônus desproporcional ou indevido,
quando requeridos em cada caso, a fim de garantir que as pessoas com deficiência
possam gozar ou exercer, em igualdade de oportunidades com as demais
pessoas, todos os Direitos Humanos e liberdades fundamentais
A natureza do registro do vínculo empregatício na Carteira Profissional é prova do que?
a) Contrato de trabalho – Comentário: A natureza do registro do vínculo empregatício
na Carteira Profissional é de prova do contrato de trabalho. A carteira
quanto a sua obrigatoriedade indica que nenhum empregado pode ser admitido sem
apresentar a carteira, sendo que o empregador tem o prazo legal de 48
horas para as anotações, devolvendo-a em seguida ao empregado (CLT, art. 29)
Assinale a alternativa que corresponde a folga a que tem direito o empregado, após
determinado número de dias ou horas de tra balho por semana:
d) Repouso semanal remunerado – é a folga a que tem direito o empregado, após
determinado número de dias ou horas de trabalho por semana, medida de
caráter social, higiênico e recreativo, visando à recuperação física e mental de
trabalhador
Complete a lacuna. O __________ não abrange somente a contraprestação do trabalho
mas, também, os períodos em que o empregado estiver à
disposição do empregador, aguardando ordens: c) Salário – Comentário: É cons iderado
como salario o conjunto de valores econômicos que são
devidos pelo empregador ao empregado. O salário não abrang e somente a
contraprestação do trabalho, mas, também, os períodos em que o empregado
estiver à disposição do empregador, aguardando ordens. No seu cálculo também são
considerados os descansos remunerados e as interrupções do contrato
de trabalho ou por força de lei.
Complete a lacuna. Será __________ todo ente para quem uma pessoa física prestar,
com pessoalidade, serviços continuados, subo rdinados e
assalariados: a) E mpregador – Comentário: Será empregador todo ente para quem uma
pessoa física prestar, com pessoalidade, serviços continuados,
subordinados e assalariados. É por meio da figura do empregado que se chegará à do
empregador, independentemente da estrutura j urídica que tiver.
Dentre as alternativas a baixo, qual NÃO corresponde a uma das fo ntes das normas
trabalhista?
b) Lei Orgânica do Município – Com entário: São vários os dispositivos legais que
tratam das garantias mínimas ao trabalhador. Como exemplo, temos o
artigo 7º da Constituição Federal, que enumera vários incisos que impõem essas
garantias, pois a norma jurídica trabalhista emana do Estado, mas,
também, de outras fontes. As principa is fontes das normas trabalhistas são:
Constituição Federal, Leis Complementares, Leis Ordinárias, Convenção e
Acordos Coletivos de Trabalho, Jurisprudência, Analogia etc. Por esses motivos, no
Direito do Trabalho, pelo princípio da nor ma mais favorável, não há uma
hierarquia das normas jurídicas, mas quando da aplicação para um caso concreto
prevalece a norma mais favorável ao trabal hador.
Dentre as características que devem estar presentes no contrato de trabalho, qual está
relacionada com a atividade profission al e pessoal de pessoa
física para outrem? c) Pessoalidade – Com entário: A pessoalidade, em princípio, será
de trabalho toda relação jurídica cujo objeto residir na
atividade profissional e pessoal de pessoa física para outrem, o que abrangerá não
apenas as relações de empreg o, mas outras relações jurídicas ou
contratos de atividade profissional de trabalhadores, embora a outro título, excluindo,
também, a pess oa jurídica prestadora de serviços.
Existem fundamentalmente seis princípios que orientam o Direito do Trabalho. Assinale
o que corresponde à preocupação do Dire ito do Trabalho no
sentido de que a relação jurídica tenha a maior duração possível.
a) Continuidade – Com entário: Tal princípio traduz a preocupação do Direito do
Trabalho no sentido de que a relação jurídica tenha a maior duração
possível, considerando a presunção de que desta decorre a fonte de sobrevivência do
trabalhador.
Qual o elemento fundamental que distingue empregado de trabalhador autônomo? e)
Subordinação – Comentário: O elemento fundamental que
distingue empregado de trabalhador autônomo é a subordinaç ão, pois empregado é
trabalhador subordinado e autônomo tr abalha sem subordinação.
Outra definição é que autônomo é quem trabalho por conta pr ópria e subordinado é
quem trabalho por conta alheia. Existem outr os autores que sustentam
que a distinção será efetuada verificando-se quem suporta os r iscos da atividade, ou
seja, se os riscos forem suportados pelo trabalhador, ele será
autônomo.
Qual setor do Direito do Trabalho tem o vínculo empregatício como o seu ponto
fulcral? d) D ireito Individual – Comentário: Ainda de acordo com
Nascimento, Direito Individual do Trabalho é o setor do Direito do Trabalho que
compreende as relações individuais, tendo com o sujeitos o empregado e o
empregador e como objetivo a prestação de trabalho subordinado, continuado e
assalariado. O vínculo empregatício é, portanto, o seu ponto fulcral.
Quanto à duração, qual é a forma m ais comum de contrato de trabalho? d)
Indeterminado – Comentário: Há contratos por prazo indeterminado e
contratos por prazo determinado (CLT , art. 443). A diferença entre ambos depende
simplesmente de ver se na sua formação as partes ajustaram ou não o
seu termo final. Se houve o a j uste quanto ao termo final, o contrato será por prazo
determinado. A forma mais comum é o contrato por prazo
indeterminado.
Complete a lacuna com a alternativa correta. O artigo primeiro da Constituição
brasileira afirma que a República Federativa do Brasil constitui -se em
Estado democrático de direito e que todo poder emana do ________ , que o exerce por
meio de seus representantes ou diretamente.
a) Povo - Comentário: O artigo primeiro da Constituição brasileira afirma que a
República Federativa do Brasil constitui -se em Estado democrático de direito
e que todo poder emana do povo, que o exerce por meio de seus representantes ou
diretamente. Dessa forma, o Brasil é um país com uma democracia de
caráter representativo e participativo, ou seja, o cidadão tem a oportunidade de eleger
seus repres entantes políticos e, ainda, tem a oportunidade de
participar do processo de elaboração das políticas públicas, principalmente, por meio
dos Conselhos de Direitos.
Complete a lacuna com a alternativa co rreta. O controle social da política pública de
Assistência Social se estabelece pela c ria ção e pela co ntinuidade dos
conselhos, que tem representação ____ __, pela indicação do gesto r público e das
secretarias respectivas da sua representatividade, representantes da
sociedade civil organizada: de entidades socioassist enciais, de profissi onais da área e
de usuários. Esses conselhos são deli berativos para controle so cial e
acom panhamento do financiamento da política: c) Paritária – Co mentário : O controle
s ocial da política públ ica de Assis tência Social se estabelece pela
criação e pela continuidade dos conselhos, que tem representação paritária. Essa
paridade é necessária para que exista um equilíbrio dos interesses do poder
público e da sociedade civil, que nem sempr e s ão iguais. Assim, parte dos conselheiros
assumirem o cargo pela indicação do ge stor público e das secretarias
respectivas da sua representatividade. Já os re presentantes da s ociedade civil
organizada proveem de pess oas ligadas às entidades socioassistenciais, de
profissionais que atuam na área e de usuári os do sistema. Esses cons elhos poss uem
um caráter deliberativo e tem um importante pape no con trole s ocial e
acompanhamento da implementação das políticas sociais.
Completa a lacuna com a alternativa correta: Entre os temas inscritos na _____, fica
estabelecido aquilo que concerne à ordem so cial, encontra-se a
Seguridade Social, a saúde, a Previdência Soci al a Assistência Social, a educação, a
família, a criança, o adolescente, o idoso e os índios.
c) Constituição Federal – Comentário : E ntre os temas inscritos na Constituição
Federal, fica estabelecido aquilo que concerne à ordem social, encontra-se a
Seguridade Social. Sendo que a Seguridade Social compreende a s aúde, a Previdência
Social e a Assistência Social; porém, enqu anto a Previdência Social é
contributiva, a ass istência social e a educação são de caráter não contributivo, ou seja,
atende que dela necessita sem a exig ência de nenhum tipo de
contrapartida financeira.
De qual geração sã o os direitos relacionados a fraternidade e que, em regra, não se
destinam à proteção individual, mas sim à proteção de grupos?
a) De Terceira Geração – Comentário: Os direitos de terceira geração estão relacionados
aos direitos de fraternidade. Em regra, não se destinam à proteção
individual, mas sim à proteção de grupos, o que se afina om as neces sidades das
sociedades de massa, provenientes da urbanização das s ociedades
humanas.
Os conselhos e a parceria com entidades são formas já incorporadas à cultura e ao
ordenamento jurídico como participação e co ntrole social. Todavia,
existem outras modalidades que também visam assegurar a participação contínua e
organizada da sociedade. Das alternativas a seguir, qual corresponde
a uma forma de participação direta? e) Audiências públicas – Com entário: Obrigatórias
para a elaboração e a alteração do Plano Plurianual, da Lei de
Diretrizes Orçamentárias e do Orçamento Municipal. São ainda exigidas para o Plano
Diretor e em caso de concessões de s erviços públicos, como transporte,
saneamento básico etc., podem ser usadas em quaisquer assuntos ou temas e nelas
ocorrem debates, sugestões, es clarecimentos e mesmo votação das
matérias propostas.
Relativo às formas de participação direta nas decisões políticas, quais são obrigatórias
para a elaboração e alteração do Pla no Plurianual, da Lei de
Diretrizes Orçamentárias e do Orçamento Municipal? a) Audiências públicas –
Comentário: As audiências públicas são obrigatórias para a
elaboração e alteração do Plano Plurianual, da Lei de Diretrizes Orçamentárias e do
Orçamento Municipal. São ainda exigidas p ara o Plano Diretor e em caso
de concessões de serviços públicos, como transporte, saneamento básico etc. Podem ser
usadas em quaisquer assuntos ou temas e nela ocorrem debates,
sugestões, esclarecimentos e mesmo votação das matérias propos tas.
Os direitos sociais são prestações positivas proporcionadas pelo Esta do direta ou
indiretamente, enunciadas em normas constitucio nais, que possibilitam
melhores condições de vida aos mais fracos, direitos que tendem a realizar a igualização
de situações sociais desiguais. Dess a fo rma, os direitos sociais se
ligam a qual direito? a) Direito de igualdade – Comentário: São prestações positivas
proporcionadas pelo Estado direta ou indiretamente, enunciadas em
normas constitucionais. Dessa forma a prestação dos direitos s ociais, por parte do
Estado, é uma forma de garantir melhores condições de vida às pessoas
que estão enfrentando alguma adversidade. São direitos que tende m a realizar a
igualização de situações sociais desiguais, ou sej a, visa uma melhor
distribuição de renda e uma equidade social.
Os __________ são prestações positivas proporcionadas pelo Estado direta ou
indiretamente, enunciadas em normas constitucionais, que possibilitam
melhores condições de vida aos mais fracos, direitos que tendem a realizar a igualização
de situações sociais desiguais. e) direitos sociais –
Comentário: Os direitos sociais são prestações positivas proporcionadas pelo Estado
direta ou indiretamente, enunciadas em normas const itucionais, que
possibilitam melhores condições de vida aos mais fracos, direitos que tendem a realizar
a igualização de si tuações sociais desiguais. São portanto, direitos
que se ligam ao direito de igualdade.
Relativo ao contrato de trabalho, como é denominado o acordo feito com base na
confiança entre empregado e empregador e não h á um documento
para comprová-lo? A) Tácito
Quais são os direitos que visam a garantir aos indivíduos o exercício e o usufruto de
direitos fundamentais em co ndições de i gualdade, para que tenham
uma vida digna por meio da proteção e garantias dadas pelo estado de direito? e)
Direitos Sociais
Qual alternativa co rresponde a uma organização criada para fins de estudo, defesa e
coordenação dos interesses econômicos ou pro f issionais de todos os
que, em pregados, exerçam a mesma atividade? a) Sindicato
Qual princípio justific a o direito do empregador, em casos excepcionais, de alterar, por
imposiç ão e unilateralmente, as condições de trabalho dos seus
empregados? b) Jus Variandi – Comentário: É o direito do empregador, em casos
excepcionais, de alterar, por imposição e unilateralmente, as
condições de trabalho dos seus empregados. Este princípio fundamenta alterações
relativas à função, ao salário e ao local da pres tação de serviços.
Qual foi a Constituição brasileira que deu origem ao chamado “Estado Novo” e trouxe a
política social mais voltada para o assistencialismo, tendo no
clientelismo social uma forma de manter controlada a reivindicação dos movimentos
organizados que surgiam co m o fortaleciment o sindical?
d) Constituição de 1937 – Com entário: o presidente Getúlio Vargas deu início ao
chamado “Estado Novo”, com um governo populista e marcado pelo
assistencialismo. Sendo assim, a Constituição de 1937 reflete ess e tipo de ação social,
em que as políticas públicas são voltad as para o assistencialismo,
tendo o clientelismo social como uma forma de man ter controlada as reivindicações
dos movimentos da sociedade civil organizada.
Qual Constituição trouxe escrito pela primeira vez que o cidadão tem direito à saúde, à
educação, a férias trabalhistas, à jornada de trabalho, que a
proprieda de tem que servir à co letividade etc.? c) Constituição alemã – Com entário: E
m 1919, a Constituição alemã, denominada Constituição de
Weimar, trouxe escrito pela primeira vez que o cidadão tem o direito à saúde, à
educação, à férias trabalhistas, à jornada de trabalho, que a propriedade
tem que servir à coletividade etc. Es sa Constituição influenciou o mundo, da mesma
forma que a Revolução Francesa fez ante riormente com as liberdades
civis.
Tendo como objetivo a justiça social, qual aspecto das relações sociais a ordem soci al
prevista na Constituição Federal priorizou como forma de garantir
uma existência digna? e) O trabalho – Com entário: Tendo como objetivo a justiça
social, a ordem social prevista na Consti tuição Federal priorizou
o trabalho como forma de garantir uma existência digna. Da mes ma forma, prevalecem
os interesses sociais sobre os econômicos em todos os momentos
que há conflito entre eles, como é o caso da prioridade privada, suj eita a sua função
social.
Complete a frase com uma das alternativas. A lógica da ____________ para as três
políticas abriga a universalidade com equidade, tendo a prerrogativa
de controle social, com participação deliberativa da sociedade civil (representantes e
usuários) por meio dos c onselhos. b) Seguridade Social –
Comentário: A lógica da Seguridade Social para as três políticas abriga a universalidade
com equidade, tendo a prerrogativa de controle social, com
participação deliberativa da sociedade cível (representantes e usuários) por meio de
conselhos
A Seguridade Social compreend e um conjunto integrado de
ações de iniciativa dos Poderes P úblicos e da sociedade, destinadas a assegurar os
direitos relativos à saúde, à previdência e a ass istência social.
Conceitos como soberania popular, partidos políticos e democracia, estão no centro dos
debates de qual geração de direito s, sendo que a Revolução
Francesa é seu marco histórico? c) Primeira geração – Comentário: Os primeiros
direitos, que foram conquistados pelo homem frente ao poder
do Estado foram os liberais (liberdades civis e políticas) e, por i sso mesmo, são
chamados direitos de primeira geração. Conceitos como soberania popular,
partidos políticos, democracia, tudo isso está no centro dos debates des ses direitos e a
Revolução Francesa é seu marco histórico.
No que diz respeito à legisl ação para a garantia dos Direitos Humanos e socia is no
Brasil, qual documento tem um importante referencial hist óric o, pois
foi o primeiro a incorporar normas de Direitos Humanos em seu texto? e) Constituição
do Império do Brasil – Comentário: No que diz respeito à
legislação para a garantia dos Direitos Humanos e sociais, o Brasil tem um importante
referencial histórico, que é a Constitu ição do Império do Brasil. Foi a
primeira das constituições no mundo a incorporar normas de D ireitos Humanos em seu
texto.
Quais órgãos contam com a participação popular para todas as políticas, sendo que para
algumas políticas como da Assistência So cial e Saúde são
deliberativos e para as demais políticas são consultivos? e) Conselhos de Direitos –
Comentário: Os planos de governos perpassam pelos Conselhos
de Direitos, que contam com a participação popular para todas as políticas, sendo que
para algumas políticas como da Assistên cia Social e saúde são
deliberativos e para as demais políticas são consultivos, mas todas têm coo articular o
controle social, inclusive pelo financiamento, com a participação da
sociedade civil representada e usuários nos conselhos.
Qual política é direito universal dos cidadãos brasileiros, não sendo necessária a co
ntribuição para tal, legitimando o carát er protetor do Est ado para com
os cidadãos? d) Política de Saúde – Comentário: A política de saúde é direito universal
dos cidadãos brasileiros, não sendo necessária a contribuição
para tal, legitimando o caráter protetor do E stado para com os cidadãos. Art. 196 – A
saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante
políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros
agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e s erviços para sua
promoção, proteção e recuperação (BRASIL, 1988).
Qual política pública é ma rcada pelo critério da contribuição do trabalhador? c) de
Previdência Social –
Relativo à política de saúde, qual alternativa está relacionada com a criação e
continuidade dos conselhos paritários, com ac ento dos representantes da
gestão pública, indicados pelo gestor, representantes dos profissio nais da área e
representantes dos usuários? b) Controle Social – Comentário: O
controle social da política pública de saúde se es tabelece pela criação e continuidade
dos conselhos paritários, com acento d os representantes da gestão
pública, indicados pelo gestor, representantes dos profissionais da área e representantes
dos usuários do SUS, sendo estes, órgãos de deliberação da política
pública, de controle e acompanhamentos do financiamento nas três esferas de governo.
Assinale a alternativa correta. Quem tem direito ao BPC? c) Pes soa com deficiência,
cuja deficiência a incapacita para a vida independente e para o
trabalho e que a renda familiar per capita seja inferior a ¼ (25%) do salário mínimo.
Com entário: TE M DIREITO AO BPC: Pessoa idosa: acima de 65 anos
(homem/mulher); Pessoa com deficiência: aquela cuja deficiência a incapacita para a
vida independente e para o trabalho; Cuja renda familiar per
capita seja inferior a ¼ (25%) do salário mínimo.
Como são denominadas as pessoas que têm impedimentos de natureza físic a, mental,
intelectual ou sensorial, dos quais em interação com diversas
barreiras podem obstruir a sua participação plena e efetiva na soci edade em igualdade
de condiçõ es com a s demais pessoas? b) Com deficiência –
Comentário: De acordo com a legislação vigente, as pessoas com deficiência são
aquelas que possuem algum tipo de impedimento, seja de n atureza física,
mental, intelectual ou sensorial. Sendo que esses impedim entos, em interação com
diversas barreiras sociais e ambientais, podem obstruir a participação
plena e efetiva desses indivíduos na sociedade, principalmente, em igualdade de
condições com as demais pess oas que não possu em qualquer tipo de
impedimento.
Como é chamada aquela deficiência que ocorreu ou se estabilizou durante um período
de tempo suficiente para não permitir recupe ração ou ter
probabilidade de que se altere, apesar de novos trata mentos? a) Permanente –
Comentário: De acordo com as definições da Política Nacional para a
integração da Pessoa Portadora de Deficiência, deficiência é toda perda ou
anormalidade de uma estrutura ou função psicoló gica, fisiológica ou anatômica
que gere incapacidade para o desempenho de atividade, dentr o do padrão considerado
normal para o ser humano. No caso da eficiência permanente, se
estabeleceu que é aquela que ocorreu ou se estabilizou durante um período de tempo
suficiente para não permitir recuperação o u ter probabilidade de que
se altere, apesar de novos tratamentos.
Complete a lacuna com a alternativa correta: Embora a presença da pessoa idosa na
família possa ser encarada com preocupação, em função do possível
aumento de demanda por trabalho de cuidados para o grupo familiar, observa -se que a
presença de idoso s reduz o risco de ______________ __ na
família. a) Pobreza – Comentário : Essa situação é verificada por meio de pesquisas do
IBGE, em que se constata que muitos municípios do
Brasil tem como principal fonte de recursos econômicos as rendas provenientes do s
benefícios recebidos por pessoas idosas. Da mesma forma, muitas
famílias brasileiras dependem desses benefícios para a sua sobrevivência. De fato, é
muito maior a proporção de domicílios po bres s em pessoas idosas.
A partir da (contra) reform a do estado uma das principais diretrizes para as políticas
sociais passa a ser a descentralização. Com base na constituição
federal do Brasil de 1988, faça considerações sobre a diretriz da descentralização :
A descentralização de políticas públicas permite que as organizações governamentais e
não governamentais possa m colaborar na decisão de ações que
serão feitas em sua comunidade. Esse novo modelo vem ao encontro do Princípio do
Estado participativo, que rompe com a visão de democracia apenas
representativa.
FALE SOBRE o CMDCA: O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do
Adolescente (CMDCA) é um órgão paritário que conta com a participação da
sociedade civil e do Poder Executivo municipal. Ele propõe, del ibera e controla as
políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes.
Também faz o registro de entidades que atuam com crianças e adolescentes e
acompanha se os projetos e programas realizados atendem aos requisitos da
legislação. Além disso, gerencia e estabelece os critérios de utilização de recursos dos
fundos de direitos da criança e do adolescente municipais, seg uindo
orientação do parágrafo 2º do artigo 260 da Lei n° 8.069/1990.
Além da Constituição , o Brasil conta com outro importante instrumento legal de
garantia de direitos, o ESTATUTO DO IDOSO, aprovado em 2003. Quais
são as principais questões tratadas nesse Estatuto?
O Estatuto do Idoso surgiu para regular os direitos das pessoas com idade igual ou
superior a 60 anos. A fim de assegurar os direitos da população mais
experiente, a legislação tratou de trazer em seu c onteúdo que o exercício de atividade
profissional deve respeitar as condições físicas, intelectuais e
psíquicas do trabalhador que já se encontra na melhor idade, ou sej a, o idoso jamais
poderá ser discriminado em razão de sua condição, sendo possível,
neste caso, a proposição de uma ação de indenização, com pedido de danos morais
contra aquele que o desrespeitar por conta destas características.
OUTRA RESPOST A: Estatuto trata, entre outras disposições, do s direitos
fundamentais, das medidas de proteção e da política de atendimento ao idoso,
assim como das condutas contra os idosos que constituem crimes . Observe-se que,
dentre os direitos fundamentais dos idosos, além do direito à vida, à
liberdade, ao respeito e à dignidade o Estatuto do Idoso faz referência também ao direito
à alimentação, à saúde, à educação, à cultura, ao esporte e lazer, à
profissionalização e ao trabalho, à Previdência Social, à Assistê ncia Social, à habitação
e ao transporte. A proteção conferida pelo Estatuto traduz-se na
regulação desses direitos no que tem de específico aos idosos, com destaque para: a
prioridade de atendimento nos serviços públicos; o acess o gratuito a
medicamentos; a proibição de reajuste em planos de saúde por idade; o transporte
urbano e interestadual gratuito; e a meia entrada em espetáculos
culturais.
Além da Constituição, o Brasil conta com outro importante instrumento legal de
garantia de direitos para as pessoas com mais de 60 anos de idade.
Como se chama esse instrumento legal? e) Estatuto do Idoso – Comentário: Além da
Constituição, o Bras il conta com outro importante instrumento legal
de garantia de direitos para as pessoas com mais de 60 anos de idade, o Estatuto do
Idoso. Aprovado em 2003, esse E statuto trata, entre outras disposições,
dos direitos fundamentais, das medidas de proteção e da política de atendimento ao
idoso, assim como das condutas contra os idosos, as quais constituem
crimes.
Escreva sobre o Termo de Responsabilidade medida prevista no inciso l do art. 45 do E
statuto do Idoso:
O termo de responsabilidade é um documento através do qual um indivíduo assume a
responsabilidade relacionada a um det erminado idoso.
Cite alguns dos motivos pelos quais podemos dizer que o ECA-Estatuto da Criança e do
Adolescente – implanta novas fo rmas de vivencia e co nvivência
frente às relações de poder entre o Estado e a so ciedade civil: O E CA

Estatuto da Criança e do Adolescente implanta novas formas de vivência e
convivência frente às relações de poder entre o Estado e a sociedade civil, com a
referência de instalação dos Conselhos de Direitos da Criança e do
Adolescente como órgão de deliberação e controle social da política pública, que com o
papel de acompanh ar o Orçamento Criança e Adolescente

OCA, e
contando com a fiscalização de repres entantes eleito s pela so ciedade civil para a
composição do Conselho Tutelar, que tem como uma das finalidades
representar o poder público quando da ausência de serviços, programas e projetos que
atendam as demandas da criança e do adoles cente.
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, a elaboração das políticas
públicas de atendimento é de responsabilidade dos Conselhos de
Defesa das Crianças e dos Adolescentes, os quais podem atuar nos âmbito s municipal,
estadual e nacional, devendo ser deliberativas as decisõ es desses
Conselhos, criados por meio das respectivas leis, conforme a esfera de competência
paritária, a sua com posição. Disserte, agora, sobre o ó rgão municipal
que tem a finalidade de zelar pelos direitos das cria nças e dos adolescentes e, também,
fazer a fiscalização da rede de proteçã o existente:
O Conselho Tutelar tem a função de zelar pelo cumprimento d os direitos da criança e
do adolescente. Sua competência e organização estão presentes no
Estatuto da Criança e do Adolescente e seu âmbito é sempre municipal e em cada
cidade deverá haver, obrigatoriamente, p elo menos um Conselho. A
função do conselheiro também é de relevância pública e pode ser remunerada, a
depender da Lei Municipal que a criou. O Conselho Tutelar é escolhido pela
comunidade para executar medidas constitucionais e legais, zelando pelos direitos das
crianças e dos adolescentes. Uma das finalidades é a fiscalização,
onde representa o poder público quando da ausência de serviços, programas e proj etos
que atendam as demandas da criança e do adolescente.
Quais são as competências do conselho nacional de assistência social (CNAS):
As competências do CNAS são:  Aprovar a política Nacional de As sistência social;
 Normatizar as ações e regular a prestação de serviços de natureza
pública e privada no campo da ass istência social; - Zelar pela efetivação do sistema
descentralizado e participativo de assistência social;  Convocar
ordinariamente a Conferência Nacional de Assistência social;  Apreciar e aprovar a
proposta orçamentária da Assistência Social a ser encaminhada pelo
órgão da administração Pública Federal responsável pela coordenação da Política
Nacional de assistência social; divulgar no D iário Oficial da União, todas as
suas decisões, bem como as contas do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS) e
os respectivos pareceres emitidos.
Os direitos de segunda geração (soc ial) surgiram porque os de primeira foram
insuficientes para garantir a igualdade e lib erdade para to dos. O que são
direitos sociais? Os primeiros direitos, que foram conquistados pelo homem frente ao
poder do Estado foram os liberais (liberdades civis e polí ticas) e por
isso mesmo são chamados direitos de primeira geração. Conceitos como soberania
popular, partidos políticos, democracia , tudo isso está no centro dos
debates desses direitos e a Revolução Francesa é seu marco histórico. Com a expansão
da repres entatividade pelo voto, os trab alhadores no século XIX
passaram a lutar pela implantação de direitos sociais. Aos pou cos, o Estado foi sendo
obrigado a se abster de intervir na vida civil e a garantir direitos sociais
por meio de serviços públicos. O sistema educacional na França e o sistema de saúde na
Inglaterra foram importantes conquistas desse período. Em 1919, a
Constituição Alemã, denominada Constituição de Weimar, tro uxe escrito pela primeira
vez que o cidadão tem o direito à saúde, à educação, a férias
trabalhistas, à jornada de trabalho, que propriedade tem que servir à coletividade etc.
Essa Constituição influenciou o mundo , da mesma forma que a
Revolução Francesa fez anteriormente com as liberdades civis. Surgiu, pela primeira
vez, o termo Estado Social, em que aparecem no Direito as demandas
sociais, introduzindo a segunda geração dos direitos.
Qual a exigência inicial para que as organizações do terceiro setor possam atuar na área
da assistência social?
Ter um conhecimento básico sobre o que é o Terceiro Setor e as instituições que o
compõem, bem como sobre a instituição onde irá desenvolver a sua ação.
Ter a visão da totalidade institucional, conhecendo o ambien te interno e externo da
organização e, principalmente, o papel que pretende cumprir naquele
determinado momento histórico e pelo qual deseja ser reconhecida. Conhecer a
legislação atual que fundamenta a política de atuação junto ao segmento
atendido pela instituição. Ter a concepção clara de que popula ção atendida pela
instituição é constituída por sujeitos de direitos e não meros objetos da
ação profissional; Saber atuar em equipe, pois es sa participação pressupõe o trabalho
conjunto de pessoas que discutem e analisam situações e fatos
concernentes ao âmbito de atuação, tomando dec isões de encaminhamento e
executando -as. Produzir respostas profissionais concretas e práticas para a
problemática trabalhada pela instituição, a partir de uma post ura reflexiva, crítica e
construtiva. Exercer a práxis profissional com compromisso e
responsabilidade, primando pela capacidade de denunciar si tuações que necess itam ser
superadas, mas também anunciando as formas de fazê-lo.
Qual a exigência inicial para que as organizaçõ es do terceiro setor possam atuar na área
da assistência social? Ter um conhecimento básico sobre o
que é o Terceiro Setor e as instituições que o compõem, conhecer o ambiente interno e
externo da instituição as legislações de seu segmento, trabalhar em
equipe resolver problemas e entender as necessidades das pessoas atendidas, atender
todo o contexto brasileiro social e as p olíticas sociais.
DISSERTE SOBRE O TERCEIRO SET OR: O primeiro setor é o governo, que é
responsável pelas questões sociais. O segundo setor é o privado, responsável
pelas questões individuais. Com a falência do Estado, o setor privado começou a ajuda r
nas questões sociais, através das inúmer as instituições que
compõem o chamado terceiro setor. Ou seja, o terceiro setor é constituído por
organizações sem fins lucrativos e não governamentais, que tem como
objetivo gerar serviços de caráter público.
O QUE CARACTERIZA CADA SETOR E M RELAÇÃO AOS RE CURSOS
FINANCEIR OS:
Primeiro Setor: dinheiro público para fins públicos;
Segundo Setor: dinheiro privado para fins privados;
Terceiro Setor: dinheiro privado para fins públicos (nada impede, todavia, que o poder
público destine verbas para o Terceiro Setor, já que um de s eus
deveres é promover a solidariedade social).
PRINCIPAIS PERSONAGENS DO TERCEIRO SETOR :
 Fundações: s ão as instituições que financiam o Terceiro Setor, fazendo doações às
entidades beneficentes. No Brasil, temos também as fun dações
mistas, que doam para terceiros e, ao mesmo tempo, executam proj etos próprios. Nos
EUA existem cerca de 40.000 fundações, s endo que a 10ª
colocada tem 10 bilhões de dólares de patrimônio. No Brasil, a maior fundação tem 1
bilhão de patrimônio.
 Entidades beneficentes: são as operadoras de fato. Cuidam dos carentes, idosos,
meninos de rua, drogados, alcoólatras, órfãos, mães solteiras, etc.
Protegem testemunhas; ajudam a preservar o meio ambiente; educam jovens, velhos e
adultos; profissionalizam; ensinam esportes ; combatem a
violência; promovem os direitos humanos e a cidadania. Enfim , lutam para tornar mais
digna a vida de algumas pess oas.
 Fundos Com unitários (Community Chests): são muito comuns nos EUA. Ao invés de
cada empresa doar para uma entidade, todas as empresas doam
para um Fundo Comunitário, sendo que os empresários avaliam, estabelecem
prioridades e administram a distribuição do dinheiro.
 Entidades sem fins lucrativos: muitas entidades sem fins lucrativos são, na realidade,
lucrativas ou atendem aos interesses dos próprios usuários. U m
clube esportivo, por exemplo, é uma entidade sem fins lucrativos, mas beneficia
somente os seus respectivos sócios.
 ONGs - Organizaçõ es Não Governamentais: nem toda entidade beneficente ajuda
prestando serviços diretamente a pessoas. Uma ONG que defenda os
direitos da mulher fazendo pressão sobre governantes e legisladores está ajudando,
ainda que indiretamente, todas as mulheres .
 Empresas doadoras: das 500 maiores empresas brasileiras, somente 100 são
consideradas parceiras do Terceiro Setor. Das 250 em presas multinacionais
que têm negócios no Brasil, somente 20 contribuem para ONGs e outras entidades. Na
verdade, pequenas e médias empresas formam o número maior
de contribuintes.
 Pessoas Físicas: as empresas contribuem somente com 10% da verba filantrópica
global, enquanto as pess oas físicas, principalmente as de classe média,
doam os 90% restantes. No Brasil, a classe média doa, em média, R$ 23,00 por ano,
menos que 28% do total das doações. As fund ações doam 40%, o
governo repassa 26% e o resto vem de bingos, leilões e outros eventos beneficentes.
 Imprensa: até 1995, a pouca cobertura que a imprensa fazia sobre o Terce iro Setor
era, normalmente, negativa. Com a descoberta de que a maioria das
entidades é séria, o setor ganhou respeitabilidade. Com isso, o número de notícias
quadruplicou. Empresas Juniores Sociais: nos últimos anos, alunos de
universidades criaram esse tipo de empresas, por meio das quais ajudam diferentes
entidades.
Disserte sobre as principais característica s do trabalho voluntário:
O trabalho voluntário é definido pela Lei 9.608/1998 como a atividade não remunerada
prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza,
ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais,
educacionais, científicos, recreativos ou de as sistência social, inclusive
mutualidade. Para ser enquadrado no conceito da Lei do Voluntariado, o trabalhador
deve te r as se guintes características:
1. Ser voluntário, ou seja, não pode ser imposto ou exigido como contrapartida de
algum benefício concedido pela entidade ao indivíduo ou a sua família;
2. Ser gratuito; 3. Ser prestado pelo indivíduo, isoladamente, e não como “s
ubcontratado” de uma organização da qual o indi víduo faça parte e, portanto,
seja pela mesma compelido a prestá-lo; 4. Ser prestado para entidade governamental ou
privada, sendo que estas devem ter fim não lucrativo e voltado
para objetivos públicos.
OUTRA OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: O trabalho voluntário, co mo o próprio
nome diz, é um trabalho sem remuneração, onde o voluntariado dedica seu
talento e tempo para ajudar outras pessoas. As atividades praticadas podem ser em
diversas áreas, tais como hospitalar, creches, asilos. É uma ação que não
necessita de um determinado grau de escolaridade ou idade, o que importa é ter boa
vontade e dedicação. São vários os motivos que levam a pessoa a
querer praticar esse bem, seja religioso, político ou social. A verdade é que pouco
importa o motivo que a pessoa tenha, contanto que use isso não a seu
favor, mas a favor dos outros, que tanto necessitam. T ambém existem diferenças no
grau de comprometimento no trabalho voluntário. Alguns podem
praticar apenas uma vez, e sentirem que fizeram a sua parte. Outros podem tratar o
trabalho voluntário como uma rotina, p ois sentem a necessidade de
ajudar sempre que podem. Mas para as comunidades, entidades ou pessoas carentes,
apenas um gesto já faz toda a diferença do mundo.
Explique os motivos pelos quais o estatuto da criança e do adolescente - ECA - se
inspira doutrina de proteção integral:
Porque busca compreender a criança e ao adolescente como um segmento social que
ultrapassa os limites dos chamados em situação “irregular’’, descritos
pelo antigo Código de Menores. Com a criação do ECA todas as crianças e adolescentes
estão amparadas pelo Estatuto.
A partir da Assembleia Constituinte, organizou-se um grupo de trabalho, que era
comprometido com o tema da criança e do adolescente, e s eus esforços se
concretizaram com o Artigo 227, que in troduziu conteúdo e enfoque próprios da
doutrina de proteção integral da organização das nações unidas, trazendo
os avanços da normativa internacional para a população infanto - juvenil brasileira. Ess
e Artigo garantia às crianças e adolesc entes os direitos fundamentais
de sobrevivência, desenvolvimento pessoal, social, integridade física, psicológica e
moral, além de protegê-los de forma especial, ou seja, por meio de
dispositivos legais diferenciados, contra negligência, maus trat os, violência,
exploração, crueldade e opressão
Enquanto os direitos individuais caracteriza-se pela conduta negativa do esta do, ou
seja, que eles respeitam a individualidade da pessoa humana, por
outro lado, no direito social obriga-se o estado a uma intervenção positiva ou seja, não
pode omitir-se, fica r inerte. Deve apresentar ações, denominadas
de políticas públicas, de fo rma a assegurarem esse direito à população. Assim o direito
de segunda geraçã o (social) surgiu porque os da primeira foram
insuficientes para garantir a igualdade e a liberdade para todos. Escreva sobre os
chamados direitos sociais e sobre os objetivos das políticas sociais.
Os direitos sociais são prestações positivas proporcionadas pelo E stado direta ou indiret
amente, enunciados em normas constitucionais de vida aos mais
fracos, direitos que tendem a realizar a igualização de situações sociais des iguais. São,
portanto, direitos que se ligam ao direi to de igualdade. O objetivo das
Políticas públicas constituem propostas do E stado formuladas com o objetivo do
cumprimento de seu papel institucional e in delegável de atuar na
promoção do bem-estar de todos, especialmente pelo asseguramento e universalização
dos direitos.
Tem razão o autor ao afirmar que os direi tos sociais são aqueles que traduzem a ideia
de igualdade. O objetivo das políticas s ociais é proporcionar justiça
distributiva, ou seja, tornar iguais pela ação do Estado àqueles que a economia
capitalista vigente e acei ta pela ordem pública, tornaram desiguais.
O SUAS é um sistema público não contributivo, descentralizado e participativo que tem
por função a gestão do conteúdo específico da assi stência social
no campo da proteção social brasileira. Considerando este texto extraído da
NOB/SUAS, que define ca ráter do SUAS, e orienta a efetivação da
PNAS/2004, cite duas, das quatro funções especificas da assistência social determinadas
pelo sistem a único da assistência socia l:
Proteção social hierarquizada entre proteção básica e proteção especial; a Vigilância
social; Defesa sócio assistenciais.
Sendo uma das leis que teve o m aior envolvimento da sociedade organizada em sua
elaboração o ECA garantiu a participação social em duas questões
centrais as diretrizes para a polític a de atendimento e a fisc alização do cumprimento
dos direitos da criança e do adolescente por meio do conselho dos
direitos da criança e do adolescente do conselho tutelar escreva sobre Esses dois órgãos
previstos no E CA:
O Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente é um órgã o de deliberação e
controle social da política pública. Tem o pa pel de acompanhar o
Orçamento Criança e adolescente – (OCA), contando com a fis calização de
representantes eleitos pela sociedade civil para a composição do Conselho
Tutelar, que tem como umas das finalidades representar o Poder Público quando a
ausência de serviços, programas e projetos que atendam as demandas da
criança e do adolescente.
OUTRA RESPOSTA: A elaboração das políticas públicas de atendimento é de
responsabilidade dos Conselhos municipal, estadual e nacional, sendo suas
decisões deliberativas e sua composição paritária, criadas por meio das res pectivas leis
conforme a esfera de competência. Os conselheiros têm função
considerada de interesse público e não podem ser remunerados. Cabe ao conselho
formular as políticas de atendimento, controlar os programas das
entidades governamentais e não governamentais, e proceder ao registro de
funcionamento das mesmas. Já o Conselho Tutelar tem a função de zelar pelo
cumprimento dos direitos da criança e do adoles cente. Seu âmbito é sempre municipal
e em cada cidade deverá haver, obrig atoriamente, pelo menos um
Conselho. A função do conselheiro também é de relevância pública e pode ser
remunerada, a depender da Lei Municipal que a criou.
Amparado por um conceito ampliado de saúde o sus foi criado em 1988 pela
constituição federal brasileira para ser o sistema de saú de dos mais de 180
milhões de brasileiros. O sus foi estruturado considerando três princípios básico s. Com
base no enunciado aprese ntado construa um texto descrevendo
cada princípio norteador do SUS:
Os princípios são ferramentas para o melhor desempenho do SU S:  Universalidade:
no sentido de q u e o ac e ss o aos serviços de saúde, em qualquer de
seus níveis, é um direito de todos, independentemente de qualquer requisito, a não ser o
de poss uir a condição humana;  Integralidade da assistência:
os serviços abrangem ações preventivas e curativas, sendo q u e as preventivas,
realizadas p o r meio de programas, s ão as q u e merecem destaque, pois em
última análise, as medidas curativas são, em re gra, o resultado da falta ou ineficiência
de medidas preventivas;  Descentralização: o Sistema Único de
Saúde atua nas três esferas administrativas - nacional, es tadual e municipal- cada uma
com atribuições e comandos próprios. Aos municípios, cada ve z mais,
cabe um número de atribuições e respons abilidades maiores, tanto nas medidas
preventivas (programas) como nas curativas (centros de saúde e hospitais).
 Participação da comunidade: que dispõe sobre a participação da comunidade,
gerenciamento e controle do SUS, atuando na formulação de estratégias
e da ex ec u çã o de políticas públicas de saúde em sua instância correspondente.
Como foi denominada a constituição que pela prim eira vez afirmou que o cidadão
possui direitos sociais? Constituição Cidadã. A última Constituição
Federal, aprovada no ano de 1 98 8 , devido a os seus g randes avanços, ficou conhecida
como Constituição Cidadã e estabelece a proteção social lógica da
garantia de direitos humanos e sociais, deixando clara a responsabilidade do Estado em
criar, implantar e efetivar as polític as públicas sociais, na
perspectiva de Seguridade Social, deliberando pela descentralização do poder nas três
esferas de g o v erno: federal, estadual e municipal.
Gilberto Freyre, ao esc rever Casa-Grande e Senzala, apresenta uma leitura otimista
sobre miscigenação brasileira, até então tida por outros autores como
sendo a responsável pelos problemas socia is no país. A relação entre rapa e cultura é a
presentada na perspectiva de superaç ão do determinismo
biológico, contudo apresenta uma análise bastante polêmica, na atualidade, sobre o
processo de construção desta miscigenação. Em que consiste a
polêmica? Que a cultura é resultado das características genéticas que são transmitidas
pela hereditariedade.
A todo direito social deve corresponder obrigatoriamente uma política pública para
efetivá -lo e a Constituição brasileira inovou ao assegurar a
participação social em dois estágios das políticas públicas. O primeiro oco rre durante a
elaboração das políticas públicas: são os espaços de debates e a s
respectivas institucionalizações. O que se verifica no segundo estágio? d) Participação
social – Comentário: Para a efetivação dos direitos sociais é
necessário, obrigatoriamente, uma política pública que permita a sua efetivação. Nesse
sentido, a Constituição brasileira imp lementou mecanismos que
visam assegurar a PARTICIPAÇÃO SOCIAL na elaboração e na fi scalização das
políticas públicas. Sendo assim, o cidadão pelo acompanhar e opinar durante a
elaboração das políticas públicas e também pode fiscalizar se de fato o poder público
está empenhado nas execuções dess as políticas.
A todo direito social deve corresponder obrigatoriamente uma política pública para
efetivá-lo e a Constituição brasileira inovou ao assegurar a
participação social em dois estágios das políticas públicas. O primeiro ocorre durante a
elaboração das políticas públicas: s ão os espaços de debates e as
respectivas institucionalizações. No segundo estágio, verifica-se a participação social na
execução de tais. Sabendo que uma das principais formas da
participação social, na elaboração das políticas públicas se dá por meio dos Conselhos,
escreva sobre eles:
Os conselhos, que são instâncias públicas, criadas por lei, e asseguram a participação
popular na elaboração, na execução e na fiscalização destas políticas.
Os conselhos podem ter abrangência local, regional, estadual ou nacional. O ideal é que
sua composição seja paritária entre os membros de uma es fera do
Poder Público e os representantes da sociedade civil, sendo, portanto, bipartite. Quando
mais de dois setores estejam representados, o conselho será
tripartite ou até mesmo quadripartite. Podem ser consultivos, quando apenas opinam, ou
deliberativos, quando tem poder de impor normas públicas e
decisão sobre orçamento e recursos, e a própria política conforme legislação vigente.
A todo direito social deve corresponder obrigatoriamente uma política pública para
efetive. E a constituição brasileira inovou ao assegurar a participação
social em dois estágios das políticas públicas. E xplique como se dá essa participação
social em dois estágios das políticas públicas:
O primeiro ocorre durante a elaboração das políticas públicas que são espaços de
debates das respec tivas institucionalizações. No segundo estágio,
verifica-se a participação social na execução das mesmas. Como modelo de participação
social na elaboração das políticas públicas tendo os conselhos, que
são instâncias públicas, criadas por lei, e asseguram a participação popular na
elaboração, na execução e na fis calização destas políticas. Os conselhos
podem ter abrangência local, regional, estadual ou nacional. O ideal é que sua
composição seja paritária entre os membros de uma esfera do Poder Público
e os representantes da sociedade civil. Os conselhos de saúde, da educação, da
assistência social, das cidades, criança e adolescente são exemplos de
conselhos que funcionam em todos os níveis: União, estados e municípios. O segundo
estágio da participação social dá-se na execução das políticas
públicas pelos próprios conselhos, na função fiscalizadora, mas, principalmente, quando
a sociedade é chamada a assumir a execuç ão dessas políticas, em
toda parte.
O que quer dizer "adaptação razoável"?
É um dos novos conceitos que devem ser integrados para a integração da pessoa com
deficiência : Des enho universal e adaptação razoável.
A recusa em se fazer a adaptação razoável também se caracteriza como discriminação
por motivo de deficiência. Assim, surgem as duas definições
relacionadas à mobilidade e à acess ibilidade da pessoa com deficiência: ADAPTAÇÃO
RAZOÁVEL e DE SENHO UNIVERSAL.
 ADAPTAÇÃO RAZOÁVEL: Significa as modificações e os ajustes necessários e
adequados que não acarretem ônus desproporcional ou indevido, quando
requeridos em cada caso, a fim de garantir que as pessoas com deficiência possam gozar
ou exercer, em igualdade d e oportunidades com as demais
pessoas, todos os direitos humanos e liberdades fundamentais.
Qualquer que seja a circunstância afirma-se que é impossível, diante da norma
internacional com status de direito constitucional, a qualquer pessoa (física
ou jurídica) recusar-se a fazer modificações e ajustes necessários, desde que não
acarretem ônus desproporcional ou indevido.
Isso porque os dois elementos que consolidam o conceito (modificações e ajustes; ônus
desproporcional ou indevido) são razoáv eis; o conceito de
adaptação razoável envolve o direito da pessoa com deficiênci a aos elementos de
acessibilidade ao meio físico, de comunicação , de sistemas, de serviços e
outros; relaciona-se à proibição, conceito de discriminação por motivo da deficiência
que não permite a diferenciação, exclusão ou restrição baseada na
deficiência.
 DESENHO UNIVERSAL: Significa a concepção de produtos, ambientes, programas
e serviços a serem usados, na maior medida possível, por todas as
pessoas, sem necessidade de adaptação ou projeto específico. O Desenho Universal não
exclui as ajudas técnicas para grupos específicos de pessoas com
deficiência, quando necessárias.
Acentua-se que a acessibilidade e todas as medidas necessárias que devem s er tomadas
para que as pessoas com deficiência pos sam viver de forma
independente e participar de todos os aspec tos da vida (artigo 9), bem como a
mobilidade pessoal que comporta elementos de te cnologia assistiva e ajudas
técnicas (artigo 20) são direitos inalienáveis das pessoas com defici ência.
Qual a importância de co nhecermos a evolução dos direitos humanos? O conhecimento
da evolução dos direitos humanos é necessário para a
compreensão de uma longa e contínua conquista, fruto de árduos trabalhos
desenvolvidos em diferentes momentos históricos , que culminaram no
reconhecimento de direitos humanos e sociais, marcados como grandes aquisições da
humanidade.
Sendo uma das leis que teve o m aior envolvimento da sociedade organizada em sua
elaboração, e ECA garantiu a participação soc ial em duas questões
centrais: as diretrizes para a polític a de atendimento e a fiscalização do cumprimento
dos direitos da criança e do adolescente, por meio do CONSELHO
DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES e do CONSELHO
TUTELAR . Escreva sobre esses dois órgãos, previstos no ECA:
O CONSELHO DE DIREITOS DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES: é um
órgão de deliberação e controle social da política pública. Tem
o papel de
acompanhar o Orçamento Criança e adolescente -OCA, contando com a fiscalização de
representantes eleitos pela sociedade civil para a composição do
CONSELHO TUTELAR , que tem como umas das finalidades representar o Poder
Público quando a ausência de serviços, programas e projetos que atendam as
demandas da criança e do adolescente.
A sua composição disserte, agora, sobre o órgão municipal que tem a finalidade de zelar
pelos direitos das crianças e dos ado lescentes e, também, fazer a
fiscalização da rede de proteção existente:
O conselho tutelar tem a função de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do
adolescente. Sua competência e organiz ação estão presentes no
estatuto da criança e do adolescente e seu âmbito é sempre m unicipal e em cada cidade
deverá haver, obrigatoriamente, pel o menos um conselho. A
função do conselheiro também é de relevância pública e pode ser remunerada, a
depender da lei municipal que a criou. O cons elho tutelar é es colhido pela
comunidade para executar medidas constitucionais e legais, ze lando pelos direitos das
crianças e dos adolescentes. Uma das fi nalidades é a fiscalização,
onde representa o poder público quando da ausência de serviç os, programas e projetos
que atendam as demandas da criança e do adolescente.
Relativos as negociações coletivas, no âmbito do Direito do Trabalho, escreva sobre os
pactos que abrangem toda uma categoria na base territorial dos
sindicatos (dois ou mais) participantes:
As negociações coletivas são técnicas que trabalhadores e empregadores podem usar
para resolução dos seus conflitos de trabalho. Ela assegura os direitos
trabalhistas do Brasil. A convenção coletiva, acordadas entre si ndicato laboral, que
defende os interesses dos empregados, e o patronal, que defende os
interesses dos empregadores.
OUTRA RESPOSTA: O Sindicato é uma associação de direito privado, criado por
decisão de seus membros , com o objetivo de representar, promover e
defender, de forma permanente, os direitos e interesses da categoria profissional ou
econômica representada num dado espaço territorial que deve
abranger, no mínimo, um município. A defesa dos direitos dos repres entantes pode
ocorrer na esfera administrativas e na judic ial.
Quais foram os primeiros direitos conquistados pelo homem frente ao poder do estado?
Os primeiros direitos, que foram conquistados pelo homem frente ao poder do Estado
foram os liberais (liberdades civis e polí ticas) e por isso mesmo são
chamados direitos de primeira geração. Conceitos como soberania popular, partidos
políticos, democracia, tudo isso está no ce ntro dos debates desses
direitos e a Revolução Francesa é seu marco histórico.
A Constituição Federal de 1988 adotou o conceito de Seguridade Social com a lógica da
proteção e da garantia de direitos, em que a proteção cami nha
pelos matizes da universalidade, de quem dela necessitar, e da contribuição. Quais são
as Políticas Públicas Sociais que comp reendem a Seguridade
Social no Brasil?
Compõe o tripé da Seguridade Social das políticas públicas sociais: a Assistência
Social, a Previdência Social e a saúde.
Entre e stas, a única que é contributiva
é a da Previdência Social. A saúde está organizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
E a Assistência Social se organiza por in termédio do SUAS (Sistema
Único de Assistência Social).
OUTRA RESPOSTA: É compreendida pela integração de ações de iniciativa dos
Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à
Saúde, à Previdência e à Assistência Social: Irredutibilidade do valor dos benefícios
 Equidade na forma de participação no custeio  Diversidade da
base de financiamento  Caráter democrático e descentralizado Gestão quadripartite.
O principal constitucional que estabelece a uniformidade e a equivalência dos benefício
s e serviços às populações urbanas e rurais representou um
avanço na proteção social do trabalho rural, que, até a CF/8 8, era mais restrita quando
comparada à do trabalhador urbano. Com relação aos princípios e
objetivos que norteiam a seguridade socia l no Brasil, escreva sobre aquele que visa
garantir a preservação do va lor real dos benefícios previdenciários?
A Seguridade Social do Brasil compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa
d o s poderes públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os
direitos relativos à saúde, à Previdência e à Assistência Social. His toricamente, os
movimentos d o s trabalhadores, enquanto representantes da sociedade
civil, foram se organ izando na busca pela garantia dos direitos da aposentadoria,
constituindo-se até chegar aos dias de hoje. E somente na década de
19 8 0, com a discussão sobre a universalização do atendimento gratuito à saúde,
considerando que o cidadão tem direito, mesmo s e m contribuição, que
se separam as duas políticas sociais: s aúde e previdência social.
O tripé da Seguridade Social tem o Componente Assistência Social, que foi
regulamentado pela lei orgânica da Assistência Soc ial – LOAS - e em seu
capítulo IV, seção I, preceitua o Benefício de Prestação Continuada da Assistência So
cial - BPC - previsto na Constituição Federal (Art. 203, V), em vigo r
desde 1° de ja neiro de 1996, integrante do Sistem a Único de Assi stência Social - Suas,
sob a c oordenação do Ministério do Desenvolvim ento Social e
Combate à fome. O que vem a ser o Benefício de Prestação Continuada da Assistência
Social - BPC?
E a garantia de um salário- mínimo mensal à pessoa com deficiência e a pessoa idosa,
com 65 anos ou mais, que
comprovem não possuir meios de promover a própria manutenção e nem de tê-la
provida por sua f amília. O benefício assistencial
concedido pelo MDS – Ministério do Desenvolvimento Social por intermédio do INSS
às pes soas que não têm condições financ eiras de contribuir para a
Previdência Social.
Além da Constituição , o Brasil conta com outro im portante instrumento legal de ga
rantia de direitos, o Estatuto do Idoso, aprovado em 2003. Q uais são as
principais questões tratadas neste Estatuto?
Estatuto trata, entre outras disposições, dos direitos fundamentais, das medidas de
proteção e da pol ítica de atendimento ao idoso, ass im como das condutas
contra os idosos que constituem crimes. Observe- se que, dentre os direitos
fundamentais dos idosos, além do direito à vid a, à liberdade, ao respeito e à
dignidade o Estatuto do Idos o faz referência também ao direi to à alimentação, à saúde,
à educação, à cultura, ao esporte e laz er, à profissionalização e ao
trabalho, à Previdência Social, à Assistência Social, à habitação e ao transporte. A
proteção conferida pelo Es tatuto traduz- se na regulação desses direitos
no que tem de es pecífico aos idosos, com destaque para: a prioridade de atendimento
nos serviços públicos; o acess o gratuito a medicamentos; a proibição
de reajuste em planos de saúde por idade; o transporte urbano e interestadual gratuito; e
a meia-entrada em es petáculos culturais.
Defina o conceito de pessoa com deficiência:
Lei no 13.146, de 6 de julho de 2015, que institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa
com Deficiência, conhecido como Estatuto da Pessoa com Deficiência.
“Pessoas com deficiência são aquelas que tem impedimentos de natureza física, mental,
intelectual ou sensorial, dos quais em interação com diversas
barreiras podem obstruir a sua participação plena e efetiva na s ociedade em igualdade
de condições com as demais pessoas”.
Explique os motivos pelos quais o Estatuto da Criança e do Adolescente – E CA – se
inspira na doutrina de proteção integral:
O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) se inspira na doutrina de proteção
integral, que busca compreender a criança e ao adolescente como um
segmento social que ultrapassa os limites dos chamados em situação “irregular”. Ess e é
um importante avanço em relação ao que era estabelecido no antigo
Código de Menores, de1979, uma vez que nesse período havia apenas uma preocupação
com as crianças e os adolescentes que de certa forma infringiam a
legislação vigente. Já o ECA procura atender as necessidades de todas as crianças e os
adolescentes, por esse motivo fala-se em proteção integral.
A partir da (contra) refo rma do estado uma das principais diretrizes para as pol íticas
sociais passa a ser a descentralização. Com base na constituição
federal do brasil de 1988, faça c onsiderações sobre a diretriz da descentralização:
descentralização político-administrativa, alterou normas e regras
centralizadoras, distribuindo melhoras competências entre o poder central, União,
poderes regionais, Estados e Distrito Federal e locais municípios. Com a
descentralização, também aumenta o es tímulo à maior participação das coletividades
locais – sociedade civil organizada – criando mecanismos de controle
social.
Relativo as negociações coletivas, no âmbito do direito do trabalho. Escreva sobre os
pactos que abrange toda uma categoria na base territorial dos
sindicatos (dois ou mais) participantes: A s negociações coletivas são técnicas que
trabalhadores e empregadores podem us ar para resolução dos seus
conflitos de trabalho. Ela assegura os direitos trabalhistas do Brasil. A convenção
coletiva, acordadas entre sindicato laboral, que defende os interesses dos
empregados, e o patronal, que defende os interesses dos empregadores.
O contrato de trabalho (artigo 442) e o acordo tác ito ou expresso celebrado entre
empregador (artigo 2º CLT) e o empregado (artigo 3º CLT)
correspondente a relação de emprego não possui necessaria mente uma forma para ser
realizado podemos ser por escrito ou verbalmente (artigo 443
CLT) para a efetivação do vínculo empregatício ensejador dos vários direitos
trabalhistas quais requisitos o contrato de trabalho deverá ter?
O contrato de trabalho tem como caracterís tica a bilateralidad e, consensualidade,
onerosidade, comutatividade e trato suces sivo. No contrato de trabalho
deve haver a continuidade na prestação dos ser viços, daí porque se diz que é de trato
sucessivo ou de duração, não se exaurindo no cumprimento de uma
única prestação. Há onerosidade, pois o serviço prestado pelo empregado deve ser
remunerado. O contrato de trabalho pode s er verbal ou escrito. É
comutativo e bilateral, visto que um dever do empregado corr esponde a um dever do
empregador, o dever de pres tar o serviço correspondente ao dever do
empregador pagar o salário.
OUTRA RESPOSTA: Para que s eja caracterizado o vínculo de emprego é necessário
que estejam presentes alguns requisitos essenciais. Frise-se que quando é
configurado o vínculo de emprego o empregado e o empregador fazem jus a uma série
de direitos e deveres com o, por exemplo, pagamento do FGTS, Aviso
Prévio, 13º, cumprimento de carga horária... Os requisitos es senciais, em que pese
alguns entendimentos diversos da doutrina, estão constantes na CLT,
sendo eles: não eventualidade, subordinação, onerosidade, pess oalidade e alteridade.

Você também pode gostar