Você está na página 1de 3

MATERIAL DE APOIO

EXAME DE ORDEM

Curso: Extensivo Disciplina: Direito Penal


Prof.: Denis Pigozzi Aula: 01

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA DA AULA
1. LEI PENAL NO TEMPO

1. LEI PENAL DO TEMPO:

- A LEI PENAL NÃO RETROAGIRÁ

- Com efeito, a “abolicio criminis” faz cessar os efeitos penais da condenação, permanecendo os efeitos como é
o caso de reparar o dano.
- Art. 107, III, CP
Art. 107 - Extingue-se a punibilidade:
III - pela retroatividade de lei que não mais considera o fato como criminoso;

• Novatio Legis in Mellius (art. 2º, pár. único do CP)


- É a nova Lei Penal que mantém a incriminação, mas dá ao fato tratamento mais brando
Ex.: o porte de drogas para consumo pessoal é crime previsto no art. 28 da Lei 11.343/06

Art. 28. Quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo,
para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação
legal ou regulamentar será submetido às seguintes penas:
I - advertência sobre os efeitos das drogas;
II - prestação de serviços à comunidade;
III - medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo.
§ 1o Às mesmas medidas submete-se quem, para seu consumo pessoal, semeia, cultiva
ou colhe plantas destinadas à preparação de pequena quantidade de substância ou
produto capaz de causar dependência física ou psíquica.
§ 2o Para determinar se a droga destinava-se a consumo pessoal, o juiz atenderá à
natureza e à quantidade da substância apreendida, ao local e às condições em que se
desenvolveu a ação, às circunstâncias sociais e pessoais, bem como à conduta e aos
antecedentes do agente.
§ 3o As penas previstas nos incisos II e III do caput deste artigo serão aplicadas pelo
prazo máximo de 5 (cinco) meses.
§ 4o Em caso de reincidência, as penas previstas nos incisos II e III do caput deste artigo
serão aplicadas pelo prazo máximo de 10 (dez) meses.
§ 5o A prestação de serviços à comunidade será cumprida em programas comunitários,
entidades educacionais ou assistenciais, hospitais, estabelecimentos congêneres,
públicos ou privados sem fins lucrativos, que se ocupem, preferencialmente, da
prevenção do consumo ou da recuperação de usuários e dependentes de drogas.
§ 6o Para garantia do cumprimento das medidas educativas a que se refere o caput, nos
incisos I, II e III, a que injustificadamente se recuse o agente, poderá o juiz submetê-lo,
sucessivamente a:
I - admoestação verbal;
II - multa.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

- Mas deixou de ter pena privativa de liberdade


- Usar ou consumir drogas não é considerada crime
*Importante!! É certo falar que a Lei Penal pode retroagir para alcançar fatos até atingidos pela coisa julgada –
Art. 2º, pár. único do CP:
- E nesse caso é o juiz da execução quem deve aplica-la (e não o juiz do processo), conforme súm. 611 do STF
Súmula 611
Transitada em julgado a sentença condenatória, compete ao juízo das execuções a
aplicação de lei mais benigna.

*************Importantíssimo! VAI CAIR NA PROVA!

• 28/08/2018 –Extorsão Mediante Sequestro – Lei “x”


• 28/09/2018 – Lei “y” mais grave
• 28/10/2018 – a vítima foi solta (refém)
Art. 159 - Seqüestrar pessoa com o fim de obter, para si ou para outrem, qualquer
vantagem, como condição ou preço do resgate:
Pena - reclusão, de oito a quinze anos..
§ 1o Se o seqüestro dura mais de 24 (vinte e quatro) horas, se o seqüestrado é menor
de 18 (dezoito) ou maior de 60 (sessenta) anos, ou se o crime é cometido por bando
ou quadrilha.
Pena - reclusão, de doze a vinte anos.
§ 2º - Se do fato resulta lesão corporal de natureza grave:
Pena - reclusão, de dezesseis a vinte e quatro anos.
§ 3º - Se resulta a morte:
Pena - reclusão, de vinte e quatro a trinta anos.
§ 4º - Se o crime é cometido em concurso, o concorrente que o denunciar à
autoridade, facilitando a libertação do seqüestrado, terá sua pena reduzida de um a
dois terços.

- Crime permanente - Súm. 711 do STF


- Aplica-se tanto ao crime permanente quanto ao crime continuado

Súmula 711
A lei penal mais grave aplica-se ao crime continuado ou ao crime permanente, se a
sua vigência é anterior à cessação da permanência ou continuidade (delitiva)

Permanente: é aquele cujo momento delitivo se prolonga no tempo.


Consuma-se: no momento da privação da liberdade da vítima e não no momento de pedido de resgate.
E o recebimento do regaste é mero exaurimento.

2. LEI PENAL TEMPORÁRIA E LEI PENAL EXCEPCIONAL:

- Traz em seu próprio temporária: é a criada para ter aplicação durante determinado período de tempo
- Excepcional: é aquela Lei criada para ter aplicação durante épocas anormais, enchente, calamidade. Etc
Atenção!!! Essas duas leis tem a seguintes características:
a) São auto revogáveis

Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 3
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

b) Ultratividade: é o fenômeno pelo qual essas leis são aplicadas aos fatos que ocorreram durante a sua
vigência mesmo após a revogação.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
3 de 3

Você também pode gostar