Você está na página 1de 86

LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO

Língua Portuguesa
Maria Augusta

PONTO A PONTO - CERS - AULA 1 ATENÇÃO! Quando seguidos de NH, não


ACENTUAÇÃO recebem acento!
Ex.: saída , moído , prejuízo , cairmos ,
faísca , saúde , baú , caju , caindo , moinho
REGRA 1
Acentuam-se , bainha ,egoísta
as OXÍTONAS terminadas em A(S) , E(S) ,
O(S) , EM , ENS. ATENÇÃO
EX.: compôs, também , revês , sofá ,
ninguém , intervéns , atrás , até !! EEM
Os hiatos E OO não recebem mais
acento!
Escreva enjoo , magoo , abençoo , veem ,
REGRA 2
Acentuam-se leem , creem.
as PAROXÍTONAS terminadas em : R , N , L E não temos mais o trema!!!
, X , I(S) , U(S) , UM(S) , ON(S) ,Ã(S), PS ,
DITONGOS. Mantiveram-se os acentos diferenciais:
EX.:éter , pólen , móvel , tórax , júri , bônus PÔR ( verbo) X POR (preposição)
, nêutrons, mídia PÔDE ( pretérito) X PODE (presente)

REGRA 3 E atenção aos verbos TER e VIR:


ELE TEM - ELES TÊM
Acentuam-se todas as PROPAROXÍTONAS. ELE VEM - ELES VÊM
Ex.: página , tímido , médico , trânsito , DERIVADOS DE TER E DE VIR:
córrego , pedíssemos ELE OBTÉM - ELES OBTÊM
ELE INTERVÉM - ELES INTERVÊM

Acentuam-se
REGRA 4 ORTOGRAFIA

os MONOSSÍLABOS TÔNICOS terminados 1-Usaremos “X” após ditongos.


em : A(S) , E(S) , O(S). EXEMPLOS : caiXa , feiXe , trouXa , peiXe ,
EX.: Sós , nós , vês , lá , pás , nó , prós queiXo , baiXo
EXCEÇÕES : recauchutar e caucho

Acentuam-se
REGRA 5 2-Usaremos “X” em palavras iniciadas por
“EN”.
os DITONGOS ABERTOS ÉI(S) , ÓI(S) , EXEMPLOS : enXame , enXada , enXaqueca
ÉU(S) , quando na sílaba tônica de uma , enXoval , enXugar
oxítona. EXCEÇÕES : encher , enchova , encharcar ,
Ex.: carretéis , troféu , lençóis , papéis , enchapelar, enchumbar
destrói
ATENÇÃO!!! Quando esses ditongos 3-Usaremos “X” em palavras iniciadas por
abertos estão na sílaba tônica de uma “ME”.
paroxítona, NÃO mais apresentarão acento! EXEMPLOS : mexerica , mexilhão , México ,
VEJA! Ideia , apoio(verbo) , joia , apneia , mexer
assembleia , boia EXCEÇÃO : mecha ( substantivo)

4-Usaremos “X” em palavras de origem


REGRA 6 o I e o U ,quando TÔNICOS ,
Acentuam-se indígena ou africana.
formando hiato com a vogal anterior, EXEMPLOS : faxina , roxo , xenofobia ,
sozinhos na sílaba ou seguidos de S e tão xereta , bexiga , laxante , caxumba , xícara
somente de S.

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

5-Usaremos “G” em substantivos Paralisia – paralisar


terminados em “agem” , “igem” , “ugem”. Análise - analisar
EXEMPLOS : folhagem , plumagem , Improviso – improvisar
fuligem , coragem , moagem , barragem ,
garagem , viagem Z -----------------Z
EXCEÇÕES : pajem e lambujem Vez – revezar
Cicatriz – cicatrizar
Raiz – enraizar
6-Usaremos “SS” em substantivos Capuz – encapuzar
derivados de verbos ( 2ª e 3ª conj) Menosprezo – menosprezar
com “CED” , “GRED” , “MIT” , “PRIM” no E quando não temos “S” nem “Z”? Use “Z”.
radical. Veja:
EXEMPLOS : Padrão – padronizar
Ceder – cessão suceder - sucessão Região – regionalizar
Omitir – omissão emitir - emissão Legal – legalizar
Agredir – agressão progredir - Aval – avalizar
progressão Frágil – fragilizar
Oprimir – opressão imprimir – impressão Cristal - cristalizar
Atenção , entretanto, aos verbos abaixo !
7-Usaremos “S” em substantivos e Catequese – catequizar
adjetivos que definem origem , profissão , Ênfase – enfatizar
nacionalidade, títulos etc. Síntese – sintetizar
EXEMPLOS : francês , holandês , inglês , Parabéns – parabenizar
marquesa , duquesa Hipnose – hipnotizar
Batismo – batizar
8-Usaremos “Z” em substantivos Exorcismo – exorcizar
derivados de adjetivos.
EXEMPLOS : clareza (claro) , beleza (belo) , QUESTÕES
aspereza (áspero) , boniteza (bonito) ,
rigidez (rígido) ORTOGRAFIA / ACENTUAÇÃO
Agora é hora de exercitar os pontos de
9-Usaremos “S” em expressões femininas. hoje! Vamos às questões!
EXEMPLOS : poetisa , pitonisa ,
sacerdotisa 1- Assinale a palavra que tenha sido
acentuada seguindo a mesma regra que
10-Usaremos “S” em substantivos distribuídos :
derivados de verbos com “RT” , “ND” ,
“RG”, “PEL” no radical. (A) sócio
EXEMPLOS : (B) sofrê-lo
Reverter – reversão (C) lúcidos
Inverter – inversão (D) daí
Pretender – pretensão (E) órfãos
Emergir – emersão
Expelir – expulsão 2- Assinale a alternativa com ortografia e
11- Atenção aos verbos com terminação acentuação corretas.
“isar” , aos verbos com terminação “izar”
etc. (A) Descobri o fascínio do facebook, por meio
S -------------S de compartilhamentos de opiniões. Vi-me
Pesquisa – pesquisar submissa à tela. É uma relação inescapável.
Liso – alisar

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(B) Descobri o facínio do facebook, por meio (A)obséquio, juz , maciço , dicente
de compartilhamentos de opiniões. Vi-me (B)obcessão , esitante , exitoso , prevalescer
subimissa à tela. É uma relação inescapavel. (C)obcecado , ojeriza , herege , monge
(C) Descobri o facínio do facebook, por meio (D)extorção , primasia , deslise , maçante
de compartilhiamentos de opiniões. Vi-me (E)cazulo , anciosa, pretensão , paralização
submiça à tela. É uma relação inescapavel.
(D) Descobri o fascinio do facebook, por meio 6- Assinale a sequência de verbos com
de compartilhiamentos de opiniões. Vi-me substantivos derivados grafados de forma
submissa à tela. É uma relação inescapavel. idêntica.
(E) Descobri o facinio do facebook, por meio
de compartilhamentos de opiniões. Vi-me A)Conceder – absorver – prevenir – moer.
submisa à tela. É uma relação inescapável. B)Enfrentar – apoiar – revestir – reverter.
C)Executar – elidir – omitir – intentar.
3- Assinale a alternativa com ortografia e D)Aspergir – ascender – converter –
acentuação corretas. apreender.
E)Banir – coalizar – recrudescer – urgir.
(A) Os cientistas são unanimes: fazem uma
advertência aos voluntários quanto aos 7- Assinale a alternativa que indica os
impactos causados pelo uso ininterrupto das vocábulos que não são acentuados pela
plataformas digitais. mesma regra de acentuação gráfica.
(B) Os cientistas são unânimes: fazem uma
advertência aos voluntários quanto aos (A) após / só
impactos causados pelo uso ininterrupto das (B) Petrópolis / óbitos
plataformas digitais. (C) possuíam / constituídas
(C) Os cientistas são unânemes: fazem uma (D) através / também
advertência aos voluntários quanto aos (E) vácuo / municípios
impactos causados pelo uso ininterrupito das
plataformas digitais. 8-( ) As palavras “público”, “créditos”,
(D) Os cientistas são unânimes: fazem uma “dióxido” e “domésticas” exigem acento
advertência aos voluntários quanto aos gráfico com base na mesma regra
impactos causados pelo uso inenterrupto das gramatical.
plataformas digitais.
(E) Os cientistas são unânimes: fazem uma 9- ( )Os vocábulos “seminários”,
advertência aos voluntários quanto aos “Colégio”, “notários” e “área” são
impactos causados pelo uso ininterrupto das acentuados pela mesma regra.
plataformas digitais.
10- Quanto à ortografia, há INCORREÇÕES
4- Assinale a alternativa que apresenta na frase:
vocábulos acentuados em obediência à
mesma regra: (A) O crescimento da classe C tem tido uma
importância incomensurável para o comércio,
(A)Mártir, prócer, lírio, rapé mas vem ocasionando também uma elevação
(B)sério, móvel, córtex , éter na taxa de inadimplência, o que é perturbador.
(C)até, lá, só , ipê (B) Milhões de pessoas têm sido beneficiadas
(D)mágico, crânio, lápis, médio com o crescimento econômico que se vê no
(E)pó, daí, cá, véu país, saltando da classe D para a C, algo que
há poucos anos não pareceria factível.
5- Assinale a alternativa que apresenta (C) Alguns especialistas vêm disseminando a
vocábulos corretamente grafados: teoria de que, a partir da distribuição de

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

riqueza por meio da geração de milhões de 13- Estão grafadas corretamente todas as
novos empregos, a classe E deixe de existir. palavras da frase:
(D) Os “consumidores emergentes”, como vêm
sendo chamados os novos integrantes da (A) O mercado mais atraente é
classe C, ainda têm dificuldade em poupar e necessáriamente aquele que possue mais
adquirem grande parcela de produtos a produtos disponíveis.
crédito. (B) Com o adivento da internet, deparamos
(E) Sabe-se que a ascenção da classe D tem com uma imença cidade virtual, onde há os
proporcionado um aumento expresivo do melhores preços do mercado.
consumo de bens duráveis, o que pode (C) A escacês de mercadorias no campo foi
acelerar sobremaneira esse mercado. determinante para explicar o porque dos
homens se agruparem nas cidades.
11- As palavras estão corretamente (D) As empresas virtuais vêm se tornando
grafadas na seguinte frase: concorrentes desleais das que se encontram
no mundo físico.
(A) Que eles viajem sempre é muito bom, mas (E) O mercado de relacionamentos virtuais
não é boa a ansiedade com que enfrentam o assistiu a um avanço discomunal com a
excesso de passageiros nos aeroportos. consolidassão da internet.
(B) Comete muitos deslises, talvez por sua
espontaneidade, mas nada que ponha em 14- As palavras estão corretamente
cheque sua reputação de pessoa cortês. grafadas na frase:
(C) Ele era rabugento e tinha ojeriza ao hábito
do sócio de descançar após o almoço sob a (A) Que eles viajem sempre é muito bom, mas
frondoza árvore do pátio. não é boa a ansiedade com que enfrentam o
(D) Não sei se isso influe, mas a persistência excesso de passageiros nos aeroportos.
dessa mágoa pode estar sendo o grande (B) Comete muitos deslises, talvez por sua
impecilho na superação dessa sua crise. espontaneidade, mas nada que ponha em
(E) O diretor exitou ao aprovar a retenção cheque sua reputação de pessoa cortês.
dessa alta quantia, mas não quiz ser taxado de (C) Ele era rabugento e tinha ojeriza ao hábito
conivente na concessão de privilégios do sócio de descançar após o almoço sob a
ilegítimos. frondoza árvore do pátio.
(D) Não sei se isso influe, mas a persistência
12- NÃO há erros de ortografia em: dessa mágoa pode estar sendo o grande
impecilho na superação dessa sua crise.
(A) Carbohidratos são importantes aliados (E) O diretor exitou ao aprovar a retenção
para manter estável o nivel de energia do dessa alta quantia, mas não quiz ser taxado de
organismo. conivente na concessão de privilégios
(B) Sabe-se que uma substancia encontrada ilegítimos.
no guaraná pode estimular a função cerebral e
auxiliar na concentrasão. 15-A frase em que há palavras escritas de
(C)Consumir alimentos ricos em vitaminas e modo INCORRETO é:
minerais pode ajudar a reduzir os efeitos
negativos do estresse. (A)Alguns estudiosos reagem com sensatez às
(D) O consumo de proteínas e gorduras em recentes explicações, considerando se o papel
exceço pode ser nossivo para o processo da bomba biótica é realmente crucial na
digestivo. circulação do ar.
(E) Manter o organismo mau hidratado pode (B) Se for comprovada a correção da nova
prejudicar a eliminação de toxínas e provocar teoria, a preservação das florestas torna-se
sérios problemas de saúde. essencial para garantir a qualidade de vida em
todo o planeta.

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(C) O desmatamento indescriminado, que avisinha-a de nós, fá-la mais próxima que
reduz os índices de chuvas e altera o ciclo das nunca.
águas, pode transformar um continente em um (D) O cronista ratifica o que diz um velho
estenso e inabitável deserto. provérbio: a distância que os olhos acusam
(D)A aridez que sempre caracterizou as não exclue a proximidade que o nosso coração
paisagens do Nordeste brasileiro aparece promove.
agora, para assombro de todos, na região Sul, (E) Os poetas românticos eram obsecados por
comprometendo a safra de grãos. imagens que, figurando a distância,
(E)Com ventos mais próximos ao mar, o ar expressavam com ela a gososa
úmido resultante da evaporação da água do inatingibilidade de um ideal.
oceano é puxado para o continente,
distribuindo a chuva ao redor do planeta.

16- A frase em que a grafia respeita


totalmente o padrão culto escrito é:

(A) À exceção dos que se abstiveram de opinar


sobre a qualidade dos serviços, os
participantes da pesquisa puderam usufruir
gratuitamente de um dia de lazer no hotel.
(B) A escursão prometida não ocorreu, pois o
número de interessados foi excessivo; mas até
isso colaborou para o explendor da viagem,
pois o desconto oferecido surpreendeu.
(C) Casualmente encontraram-se no saguão;
ela parecia advinhar o que ele tinha a lhe dizer,
por isso não lhe deu oportunidade de ser posta
em cheque.
(D) Considerou ultrage o comentário adivindo
do seu sucessor, mas, para preservar-se,
abdicou de dar-lhe resposta à altura.
(E) Com a dispensa abarrotada de produtos
nobres, não exitou um minuto ao negar um
jantar aos participantes do programa de
inclusão social.

17- É adequado o emprego e correta a grafia


de todas as palavras da frase:

(A) É prazeroso o reconhecimento de uma


pessoa que, surgindo longínqua, parece então
mais próxima que nunca - paradoxo pleno de
poesia.
(B) A abstensão da proximidade de alguém
não impede, segundo o cronista, que nossa
afetividade aflore e haja para promover uma
aproximação.
(C) Nenhuma distância dilui o afeto, pelo
contrário: o reconhecimento da amada longeva

www.cers.com.br 5
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-E 2-A 3-B 4-B 5-C 6-D 7-A 8-C


9-C 10-E 11-A 12-C 13-D 14-A 15-C
16-A 17-A

www.cers.com.br 6
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

Atenção: Considere o texto abaixo para (coord.). Niemeyer 90 anos: poemas


responder às questões de números 1 a 4. testemunhos cartas. São Paulo: Fundação
DEPOIMENTO Memorial da América Latina, 1998. p. 29)
Fernando Morais
(jornalista) 1. O sentido das palavras surpreendia e
espantoso (ambas do primeiro parágrafo)
O que mais me surpreendia, na Ouro é posteriormente retomado no texto pela
Preto da infância, não era o ouro dos altares palavra:
das igrejas. Nem o casario português
recortado contra a montanha. Isso eu tinha de (A) suspeita.
sobra na minha própria cidade, Mariana, a (B) vetusta.
uma légua dali. (C) suavemente.
O espantoso em Ouro Preto era o Grande (D) memória.
Hotel − um prédio limpo, reto, liso, um (E) alumbramento.
monólito branco que contrastava com o
barroco sem violentá-lo. Era “o Hotel do 2. No contexto do texto, o autor utiliza os
Niemeyer”, diziam. Deslumbrado com a pronomes seu (no primeiro parágrafo) e
construção, eu acreditava que seu criador sua (no último) para se referir,
(que supunha chamar-se “Nei Maia”) fosse respectivamente, a:
mineiro − um marianense, quem sabe?
A suspeita aumentou quando, ainda de (A) Nei Maia e Oscar Niemeyer.
calças curtas, mudei-me para Belo Horizonte. (B) Grande Hotel e Oscar Niemeyer.
Era tanto Niemeyer que ele só podia mesmo (C) Ouro Preto e Hotel do Nei Maia.
ser mineiro. No bairro de Santo Antônio ficava (D) Mariana e Rua Passos Manuel.
o Colégio Estadual (a caixa d’água era o (E) Hotel do Niemeyer e Rio de Janeiro.
lápis, o prédio das classes tinha a forma de
uma régua, o auditório era um mataborrão). 3. A afirmação do último parágrafo E não
Numa das pontas da vetusta Praça da parei de ver Niemeyer, no contexto do
Liberdade, Niemeyer fez pousar suavemente texto, permite a pressuposição de que
uma escultura de vinte andares de discos autor
brancos superpostos, um edifício de
apartamentos cujo nome não me vem à (A) manteve contato pessoal com o arquiteto
memória. E, claro, tinha a Pampulha: o no exterior.
cassino, a casa do baile, mas principalmente (B) revisitou o hotel construído pelo arquiteto
a igreja. em Mariana.
Com o tempo cresceram as calças e a barba, (C) encontrou diversas obras do arquiteto em
e saí batendo perna pelo mundo. E não parei suas viagens.
de ver Niemeyer. Vi na França, na Itália, em (D) comprovou em documentos a origem
Israel, na Argélia, nos Estados Unidos, na mineira do arquiteto.
Alemanha. Tanto Niemeyer espalhado pelo (E) divulgou a beleza da obra do arquiteto no
planeta aumentou minha confusão sobre sua exterior.
verdadeira origem. E hoje, quase meio século
depois do alumbramento produzido pela visão 4. No último parágrafo, as aspas são
do “Hotel do Nei Maia”, continuo sem saber utilizadas para destacar o
onde ele nasceu.
Mesmo tendo visto um papel que prova que (A) nome indevido que na infância o jornalista
foi na Rua Passos Manuel número 26, no Rio atribuía ao criador do prédio.
de Janeiro, estou convencido de que lá pode (B) apelido com que o arquiteto era conhecido
ter nascido o corpo dele. A alma de Oscar em sua terra de origem.
Niemeyer, não tenham dúvidas, é mineira. (C) modo correto de se pronunciar o
(Adaptado de: MORAIS, Fernando. sobrenome do arquiteto.
Depoimento. In: SCHARLACH, Cecília (D) título do papel que prova o local de
nascimento do jornalista.

1
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

(E) jeito correto de escrever o nome do hotel 5. No terceiro parágrafo, Borges justifica e
cinquenta anos antes. reforça o motivo que o levou a dizer cada
um, em vez de todos. No contexto, a
Atenção: Considere o texto abaixo para diferença entre as duas expressões (cada
responder às questões de números 5 a 8. um e todos) reside no contraste de
sentido, respectivamente, entre:
O LIVRO
Jorge Luis Borges (A) totalidade inclusiva e totalidade exclusiva.
(escritor) (B) negação e afirmação.
Dos diversos instrumentos utilizados pelo (C) particularização e generalização.
homem, o mais espetacular é, sem dúvida, o (D) omissão de pessoa e presença de
livro. Os demais são extensões de seu corpo. pessoa.
O microscópio, o telescópio, são extensões (E) nenhuma coisa e alguma coisa.
de sua visão; o telefone é a extensão de sua
voz; em seguida, temos o arado e a espada, 6. No período É possível que eu o diga de
extensões de seu braço. O livro, porém, é um modo que provavelmente pareça
outra coisa: o livro é uma extensão da patético, o autor utiliza os verbos dizer e
memória e da imaginação. parecer no presente do subjuntivo.
Dediquei parte de minha vida às letras, e Encontram-se estes mesmos tempo e
creio que uma forma de felicidade é a leitura. modo verbais em:
Outra forma de felicidade − menor − é a
criação poética, ou o que chamamos de (A) é a criação poética, ou o que chamamos
criação, mistura de esquecimento e de criação.
lembrança do que lemos. (B) mistura de esquecimento e lembrança do
Devemos tanto às letras. Sempre reli mais do que lemos.
que li. Creio que reler é mais importante do (C) quero que seja uma confidência.
que ler, embora para se reler seja necessário (D) com uma letra gótica que não posso ler.
já haver lido. Tenho esse culto pelo livro. É (E) uma felicidade de que dispomos.
possível que eu o diga de um modo que
provavelmente pareça patético. E não quero 7. Nos trechos O livro, porém, é outra
que seja patético; quero que seja uma coisa (do primeiro parágrafo) e reler é mais
confidência que faço a cada um de vocês; importante do que ler, embora para se
não a todos, mas a cada um, porque “todos” é reler seja necessário já haver lido (do
uma abstração, enquanto “cada um” é algo terceiro), as conjunções, no contexto dos
verdadeiro. parágrafos, estabelecem, respectivamente,
Continuo imaginando não ser cego; continuo relação de
comprando livros; continuo enchendo minha
casa de livros. Há poucos dias fui (A) causa e condição.
presenteado com uma edição de 1966 da (B) consequência e finalidade.
Enciclopédia Brockhaus. Senti sua presença (C) adição e temporalidade.
em minha casa − eu a senti como uma (D) oposição e concessão.
espécie de felicidade. Ali estavam os vinte e (E) proporção e contraste
tantos volumes com uma letra gótica que não
posso ler, com mapas e gravuras que não Atenção: Considere o texto abaixo para
posso ver. E, no entanto, o livro estava ali. responder às questões de números 8 a 10.
Eu sentia como que uma gravitação amistosa
partindo do livro. Penso que o livro é uma QUANDO A CRASE MUDA O
felicidade de que dispomos, nós, os homens. SENTIDO
(Adaptado de: BORGES, Jorge Luis. Cinco Muitos deixariam de ver a crase como
visões pessoais. 4. ed. Trad. de Maria bicho-papão se pensassem nela como uma
Rosinda R. da Silva. Brasília: UnB, 2002. p. ferramenta para evitar ambiguidade nas
13 e 19) frases.
Luiz Costa Pereira Junior

2
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

O emprego da crase costuma desconcertar Revista Língua portuguesa, ano 4, n. 48. São
muita gente. A ponto de ter gerado um balaio Paulo: Segmento, outubro de 2009. p. 36-38)
de frases inflamadas ou espirituosas de uma
turma renomada. O poeta Ferreira Gullar, por 8. Logo na abertura do texto, o autor
exemplo, é autor da sentença “A crase não foi destaca a importância da crase como uma
feita para humilhar ninguém”, marco da ferramenta para evitar ambiguidade nas
tolerância gramatical ao acento gráfico. frases. Ideia semelhante é reafirmada no
O escritor Moacyr Scliar discorda, em uma trecho:
deliciosa crônica “Tropeçando nos acentos”, e
afirma que a crase foi feita, sim, para humilhar (A) O emprego da crase costuma
as pessoas; e o humorista Millôr Fernandes, desconcertar muita gente.
de forma irônica e jocosa, é taxativo: “ela não (B) sinal obsoleto, que o povo já fez morrer.
existe no Brasil”. (C) crase é, antes de mais nada, um
O assunto é tão candente que, em 2005, o imperativo de clareza.
deputado João Herrmann Neto propôs abolir (D) só o contexto resolve o impasse.
esse acento do português do Brasil por meio (E) A falta de clareza, por vezes, ocorre na
do projeto de lei 5.154, pois o considerava fala.
“sinal obsoleto, que o povo já fez morrer”.
Bombardeado, na ocasião, por gramáticos e 9. Acerca dos exemplos utilizados nos
linguistas que o acusavam de querer abolir dois últimos parágrafos para ilustrar o
um fato sintático como quem revoga a lei da papel da crase na clareza e na organização
gravidade, Herrmann logo desistiu do projeto. das ideias de um texto, é correto afirmar:
A grande utilidade do acento de crase no a,
entretanto, que faz com que seja descabida a (A) quando se escreve cheirar a gasolina, o
proposta de sua extinção por decreto ou falta sentido do verbo é de “feder” ou “ter cheiro
de uso, é: crase é, antes de mais nada, um de”.
imperativo de clareza. Não raro, a (B) em a polícia recebeu a bala, afirma-se que
ambiguidade se dissolve com a crase − em a polícia foi vitimada pelo tiro.
outras, só o contexto resolve o impasse. (C) na frase À noite chegou, “noite” assume
Exemplos de casos em que a crase retira a função de sujeito do verbo chegar.
dúvida de sentido de uma frase, lembrados (D) no trecho a moça correu as cortinas, o
por Celso Pedro Luft no hoje clássico verbo assume o sentido de “seguir em direção
Decifrando a crase: cheirar a gasolina X a”.
cheirar à gasolina; a moça correu as cortinas (E) em o homem pinta à máquina, diz-se que
X a moça correu às cortinas; o homem pinta a o objeto que está sendo pintado é a máquina.
máquina X o homem pinta à máquina; referia-
se a outra mulher X referia-se à outra mulher. 10. A melhor explicação para o uso da
O contexto até se encarregaria, diz o autor, vírgula, na frase do último parágrafo
de esclarecer a mensagem; um usuário do “Nesse sentido, a crase pode ser antes um
idioma mais atento intui um acento problema de leitura do que
necessário, garantido pelo contexto em que a prioritariamente de escrita”, é:
mensagem se insere. A falta de clareza, por
vezes, ocorre na fala, não tanto na escrita. (A) “As orações coordenadas aditivas ligadas
Exemplos de dúvida fonética, sugeridos por pela conjunção e devem ser separadas por
Francisco Platão Savioli: vírgula se os sujeitos forem diferentes. Se o
“A noite chegou”; “ela cheira a rosa”; “a polícia sujeito for o mesmo, não há o uso da vírgula,
recebeu a bala”. Sem o sinal diacrítico, presume-se”.
construções como essas serão sempre (B) “As orações adverbiais, desenvolvidas ou
ambíguas. Nesse sentido, a crase pode ser reduzidas, podem iniciar o período, findá-lo ou
antes um problema de leitura do que interpor-se na oração principal. Quase
prioritariamente de escrita. sempre aparecem separadas ou isoladas por
(Adaptado de: PEREIRA Jr., Luiz Costa. vírgula”.

3
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

(C) “O vocativo é um termo relacionado com a lançamento está previsto para o ano que vem.
função fática da linguagem; como regra, isola- O livro explica os espíritos chamados
se por vírgula”. “xapiris”, que os ianomâmis creem serem os
(D) “A datação que se segue a nomes de únicos capazes de cuidar das pessoas e das
documentos, periódicos, atos normativos, coisas. “Xapiri é o médico do índio. E também
locais etc., como regra geral, separa-se ou ajuda quando tem muita chuva ou está
isola-se por vírgula”. quente. O branco está preocupado que não
(E) “É comum vir isolado por vírgula o chove mais em alguns lugares e em outros
vocábulo ou expressão com valor retificativo tem muita chuva. Ele ajuda a nossa terra a
ou explanatório, embora, às vezes, possa não ficar triste.”
aparecer sem esse sinal de pontuação”. Nascido em 1956, Davi logo cedo foi
identificado como um possível xamã, pois
Atenção: Considere o texto abaixo para seus sonhos eram frequentados por espíritos.
responder às questões de números 11 e Xamã, ou pajé, é a referência espiritual de
12. uma sociedade tribal. Os ianomâmis
acreditam que os xamãs recebem dos
ANTES QUE O CÉU CAIA espíritos chamados “xapiris” a capacidade de
Líder indígena brasileiro mais conhecido cura dos doentes.
no mundo, o ianomâmi Davi Kopenawa lança Davi descreve assim sua vocação: “Quando
livro e participa da FLIP enquanto relata o eu era pequeno, costumava ver em sonhos
medo dos efeitos das mudanças climáticas seres assustadores. Não sabia o que me
sobre a Terra. atrapalhava o sono, mas já eram os xapiris
que vinham a mim”. Quando jovem, recebeu a
Leão Serva formação tradicional de pajé.
Davi Kopenawa está triste. “A cobra grande Com cerca de 40 mil pessoas (entre Brasil
está devorando o mundo”, ele diz. Em todo e Venezuela),
lugar, os homens semeiam destruição, em todo o mundo os ianomâmis são o povo
esquentam o planeta e mudam o clima: até indígena mais populoso a viver de forma
mesmo o lugar onde vive, a Terra Indígena tradicional em floresta. Poucos falam
Yanomâmi, que ocupa 96 km2 em Roraima e português. Davi logo se tornou seu porta-voz.
no Amazonas, na fronteira entre Brasil e (Adaptado de: SERVA, Leão. Revista
Venezuela, vem sofrendo sinais estranhos. O Serafina. Número 75. São Paulo: Folha de S.
céu pode cair a qualquer momento. Paulo, julho de 2014, p. 18-19)
Será o fim. Por isso, nem as muitas
homenagens que recebe em todo o mundo 11. Sobre a flexão de alguns verbos
aplacam sua angústia. utilizados no texto são feitas as seguintes
Ele decidiu escrever um livro para contar a afirmações:
sabedoria dos xamãs de seu povo, a criação
do mundo, seus elementos e espíritos. I. Em Os ianomâmis acreditam que os xamãs
Gravou 15 fitas em que narrou também sua recebem dos espíritos chamados xapiris, o
própria trajetória. “Não adianta só os brancos verbo “receber” está no plural porque
escreverem os livros deles. concorda com o sujeito cujos núcleos são
Eu queria escrever para os não indígenas não “ianomâmis” e “xamãs”.
acharem que índio não sabe nada.” II. Em E também ajuda quando tem muita
A obra foi lançada em 2010, na França (ed. chuva ou está quente, o verbo “ajudar”
Plon), e no ano passado, nos EUA, pela concorda com o sujeito elíptico “xapiri”.
editora da universidade Harvard. Com o nome III. Em O céu pode cair a qualquer momento,
“A Queda do Céu”, está sendo traduzido para o verbo “poder” concorda em número com
o português pela Companhia das Letras. “céu”, sujeito simples no singular.
No fim de julho, Davi vai participar da Feira
Literária de Paraty/FLIP, mas a versão em Está correto o que se afirma APENAS em
português ainda não estará pronta. O (A) II e III.
(B) I e III.

4
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

(C) I e II. os povos indígenas.


(D) I. Numa segunda distinção, encontramos outros
(E) III. segmentos que interagem com os povos
indígenas e que também, como eles, têm
12. No período O livro explica os espíritos aumentado sua participação na formulação e
chamados ‘xapiris’, que os ianomâmis execução de políticas indigenistas, antes
creem serem os únicos capazes de cuidar atribuídas exclusivamente ao Estado
das pessoas e das coisas (quarto brasileiro. Nesse conjunto encontramos
parágrafo), a palavra grifada tem a função principalmente as organizações não
de pronome relativo, retomando um termo governamentais.
anterior. Do mesmo modo como ocorre Somam-se a este universo de agentes não
em: indígenas as organizações religiosas que se
relacionam com os povos indígenas em
(A) Os ianomâmis acreditam que os xamãs diversos campos de atuação.
recebem dos espíritos chamados “xapiris” a Contemporaneamente, portanto, temos um
capacidade de cura. quadro complexo no qual a política indigenista
(B) Eu queria escrever para os não indígenas oficial (formulada e executada pelo Estado)
não acharem que índio não sabe nada. tem sido formulada e implementada a partir
(C) O branco está preocupado que não chove de parcerias formais estabelecidas entre
mais em alguns lugares. setores governamentais, organizações
(D) Gravou 15 fitas em que narrou também indígenas, organizações não governamentais
sua própria trajetória. e missões religiosas.
(E) Não sabia o que me atrapalhava o sono. (Disponível em: pib.socioambiental.org.
Atenção: Considere o texto abaixo para Acesso em 03/10/14. Com adaptações)
responder às questões de números 1 a .
1. Mantendo-se a correção, o verbo que
A expressão “política indigenista” foi pode ser flexionado no singular, sem que
utilizada por muito tempo como sinônimo de nenhuma outra alteração seja feita na
toda e qualquer ação política governamental frase, está sublinhado em
que tivesse as populações indígenas como
objeto. (A) ... que interagem com os povos
As diversas mudanças no campo do indígenas... (3o parágrafo)
indigenismo nos últimos anos, no entanto, (B) As diversas mudanças no campo do
exigem que estabeleçamos uma definição indigenismo [...] exigem que estabeleçamos
mais precisa e menos ambígua do que seja a uma definição mais precisa... (1o parágrafo)
política indigenista. (C) ...boa parte das organizações e lideranças
Primeiramente temos como agentes principais indígenas vêm aumentando sua
os próprios povos indígenas, seus participação... (2o parágrafo)
representantes e organizações. O (D) ...têm aumentado sua participação na
amadurecimento progressivo do movimento formulação... (3o parágrafo)
indígena desde a década de 1970, e o (E) Somam-se a este universo de agentes
consequente crescimento no número e não indígenas as organizações religiosas ...
diversidade de organizações nativas, dirigidas (3o parágrafo)
pelos próprios índios, sugere uma primeira
distinção no campo indigenista: a “política 2. Considere as afirmações:
indígena”,
aquela protagonizada pelos próprios índios, I. O pronome destacado em ...e que
não se confunde com a política indigenista e também... (3o parágrafo) refere-se a outros
nem a ela está submetida. Entretanto, boa segmentos.
parte das organizações e lideranças II. Ambos os pronomes aquela e ela (2o
indígenas vêm aumentando sua participação parágrafo) referem-se à expressão “política
na formulação e execução das políticas para indígena”.

5
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

III. O pronome destacado em ...como eles, (A) Entretanto, boa parte das organizações, e
têm aumentado... (3o parágrafo) refere-se a lideranças indígenas vêm aumentando sua
povos indígenas. participação na formulação e execução das
políticas para os povos indígenas.
Está correto o que se afirma APENAS em (B) A expressão “política indigenista” foi
utilizada, por muito tempo, como sinônimo de
(A) II. toda e qualquer ação política governamental,
(B) I e III. que tivesse as populações indígenas como
(C) I e II. objeto.
(D) II e III. (C) Nesse conjunto, encontramos,
(E) III. principalmente as organizações não
governamentais.
3. A expressão “política indigenista” foi (D) Somam-se a este universo de agentes
utilizada por muito tempo como sinônimo não indígenas, as organizações religiosas que
de toda e qualquer ação política se relacionam com os povos indígenas, em
governamental que... diversos campos de atuação.
Transpondo-se a frase acima para a voz (E) Primeiramente, temos como agentes
passiva sintética, a forma verbal resultante principais os próprios povos indígenas, seus
será representantes e organizações.

(A) utilizaram-se. Questões avulsas:


(B) utiliza-se.
(C) utilizaram. 1-Ocorrem adequada transposição de voz
(D) utilizou-se. verbal e perfeita correlação entre tempos e
(E) utilizamos. modos na seguinte passagem:

4. Mantendo-se a correção e o sentido, I. A vaidade, uma vez justificável, deixa de ser


sem que nenhuma outra modificação seja um vício abominável. = Se a justificarmos, a
feita na frase, substitui-se corretamente vaidade já não seria um vício abominável.
II. Ele toleraria a vaidade, desde que pudesse
(A) “Entretanto” por “Embora” em Entretanto, justificá-la. = A vaidade seria tolerada, desde
boa parte das organizações e lideranças que ela pudesse ser justificada por ele.
indígenas vêm... (2o parágrafo) III. Ele não vê como poderia justificar a
(B) “no entanto” por “todavia” em As diversas vaidade que eventualmente o assalta. = A
mudanças no campo do indigenismo nos vaidade não é vista justificada por ele, quando
últimos anos, no entanto, exigem que eventualmente é por ela assaltado.
estabeleçamos... (1o parágrafo)
(C) “portanto” por “por certo” em Está correto o que consta APENAS em
Contemporaneamente, portanto, temos... (4o
parágrafo) (A) I.
(D) “no qual” por “cuja” em temos um quadro (B) II.
complexo no qual a política indigenista (C) III.
oficial... (4o parágrafo) (D) I e II.
(E) “a partir de” por “acerca de” em a partir de (E) II e III.
parcerias formais estabelecidas entre setores
governamentais, organizações indígenas... 2-O verbo indicado entre parênteses
(4o parágrafo) deverá flexionar-se de modo a concordar
em número com o elemento sublinhado na
5. A frase que se mantém correta após a frase:
inserção de uma ou mais vírgulas, sem
prejuízo do sentido original, está em: (A) Vaidades, (haver) muitas delas pelo
mundo; poucas são, no entanto, as que se
justificam.

6
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

(B) Todo aquele que (abominar) as fraquezas 5-As lacunas da frase Um prefácio ......
humanas deveria buscar discerni-las e nossa inteira atenção esteja voltada
qualificá-las, antes de as julgar. certamente conterá qualidades ...... força é
(C) Aos avanços tecnológicos (poder) seguir- impossível resistir preenchem-se
se uma sensata parceria com outras adequadamente, na ordem dada, pelos
atividades de que o homem é capaz. seguintes elementos:
(D) Em que (consistir), em nossa época,
práticas efetivamente humanistas, que nos (A) para o qual − a cuja
definam pelo que essencialmente somos? (B) ao qual − de cuja a
(E) A quantos outros vícios não se (curvar) (C) com o qual − por cuja
quem costuma julgar a vaidade como o mais (D) aonde − de que a
abominável de todos? (E) por onde − das quais a

3-O verbo indicado entre parênteses 6- Nas empresas ...... houve


deverá flexionar-se, obrigatoriamente, em "enxugamento", algumas secretárias, ......
uma forma do plural para preencher de trabalhos auxiliavam seus superiores,
modo adequado a lacuna da frase: foram demitidas. Elas corrigiam ...... a
redação dos textos, encaminhando ......
(A) A situação de vulnerabilidade social que a para assinatura e remetiam as
tantos jovens ...... (constranger) pode ser correspondências para ...... destinatários.
plenamente superada por programas como o As lacunas são, correta e respectivamente,
PET. preenchidas com:
(B) Aos desafios de criar, desenvolver e
sobretudo manter um programa de reinserção (A) onde - da qual - nos - lhes - seus
social ...... (corresponder), felizmente, um (B) que - cujo os - lhe - os - seus
número expressivo de conquistas. (C) em que - cujos os - neles - lhe - seu
(C) Durante mais de dez anos só ...... (vir) a (D) que - cujos - nos - lhes - seu
crescer a convicção de que as medidas (E) em que - cujos - lhes - os – seus
adotadas pelo PET eram bastante eficazes.
(D) A muitos daqueles que torceram o nariz 7- A frase em que se emprega a voz
para as iniciativas do PET não ...... (ocorrer) reflexiva é:
que tais medidas afirmativas poderiam ser tão
eficazes. (A) Aprende-se no dia a dia do trabalho, por
(E) A um projeto como o “Virando a página” meio das situações e problemas que surgem.
...... (dever) emprestar todo o apoio os (B) Assim nos desenvolvemos enquanto
agentes envolvidos na reabilitação dos trabalhamos e buscamos atualizações.
menores infratores. (C) Reflexões contínuas e autoavaliação são
atitudes que devem ser desenvolvidas.
4-Ambos os elementos sublinhados são (D) Trata-se de uma busca e isso implica tirar
exemplos de uma mesma função sintática o melhor proveito das experiências.
na frase: (E) Pense se a relação com seu superior é
produtiva, se o clima com os colegas é
(A) Muitos desacreditaram de tais iniciativas. colaborativo.
(B) São atendidos jovens com idade entre 16
e 21 anos. 8- A expressão de que preenche
(C) Recebem atendimento multidisciplinar e corretamente a lacuna da frase:
acompanhamento jurídico.
(D) Vários jovens já concluíram os estudos e (A) As três morais ...... o autor enuncia ao
reorganizaram a vida. final do texto fazem pensar no Brasil.
(E) “Virando a página” é uma iniciativa que (B) As responsabilidades ...... deveríamos
deveria ser imitada por outras associações. assumir ficam sempre num segundo plano.
(C) A indignação ...... o motorista está tomado
é, na verdade, inconsequente.

7
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

(D) As acusações ...... o motorista lança aos modo que o da frase acima encontra-se
sonegadores também o incriminam. sublinhado em:
(E) A sugestão ...... o texto nos transmite é a
de que o nosso liberalismo é hipócrita. (A) Poucos deixariam de reconhecer na
imagem...
9- No entanto, não se pode esquecer de (B) Poucas divindades da mitologia grega
que preservar o que foi conquistado é tão sobreviveram tanto tempo.
importante quanto conquistar algo novo. (C) ...e converte-se em um atributo do próprio
Mantendo-se a correção e a lógica, o homem.
elemento grifado pode ser substituído (D) ... para se materializarem...
APENAS por: (E) ...que enfrentava no Olimpo o deus da
guerra, Ares.
(A) Visto que
(B) Ainda que 13. Sem que nenhuma outra alteração seja
(C) Conquanto feita na frase, o sinal indicativo de crase
(D) Embora deverá ser mantido caso se substitua o
(E) Contudo elemento sublinhado pelo que se encontra
entre parênteses em:
10-... das varandas pendiam colchas,
toalhas bordadas e outros adereços. (A) O justo não é mais correspondente à
O segmento grifado exerce na frase acima função designada no corpo social...
a função de (atividades exercidas)
(B) À lei igual para todos incorpora-se o
(A) sujeito. princípio de que... (integra-se)
(B) objeto direto. (C) ...e o direito à resistência. (resistir)
(C) objeto indireto. (D) ...e do acesso à justiça... (tribunais)
(D) adjunto adverbial. (E) Para terminar, volto à deusa Têmis...
(E) adjunto adnominal. (evoco)

11. Identifica-se uma causa e seu efeito, 14. ...que enfrentava no Olimpo o deus da
respectivamente, nos segmentos que se guerra...
encontram em: ...questionar a desigualdade entre os
indivíduos...
(A) A crença de que os direitos do homem ...um símbolo atravessou os séculos...
correspondiam a uma qualidade intrínseca ao Fazendo-se as alterações necessárias, os
próprio homem / implicou enquadrar a justiça segmentos sublinhados acima foram
em um novo paradigma. corretamente substituídos por um
(B) Embora a aspiração por justiça seja tão pronome, na ordem dada, em:
antiga quanto os primeiros agrupamentos
sociais / seu significado sofreu profundas (A) o enfrentava − questionar-lhe −
alterações no decorrer da história. atravessou-lhes
(C) Apesar das mudanças / um símbolo (B) enfrentava-lhe − a questionar − os
atravessou os séculos − a deusa Têmis ... atravessou
(D) À lei igual para todos / incorpora-se o (C) lhe enfrentava − a questionar − lhes
princípio de que desiguais devem ser tratados atravessou
de forma desigual. (D) o enfrentava − questioná-la − atravessou-
(E) ... para cumprir suas funções / deve ser os
desigual para indivíduos ... (E) enfrentava-lhe − questioná-la − os
atravessou
12. Tal doutrina se contrapunha a uma
concepção orgânica... 15. A desigualdade e o poder ilimitado
O verbo flexionado nos mesmos tempo e deixam, pois, de ser justificados como
decorrentes da ordem natural das coisas.

8
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

O item sublinhado acima estabelece no (D) Concebido nos séculos XVII e XVIII, a
contexto noção de doutrina dos direitos dos homens amalga-se à
declaração de independência dos Estados
(A) conclusão. Unidos.
(B) finalidade. (E) Os direitos sociais tem por objetivo um
(C) causa. padrão mínimo de igualdade no que se
(D) temporalidade. referem ao usufruto dos bens coletivos.
(E) concessão.

16. ...os supostos da modernidade (...)


dependem, para se materializarem, da
força do Judiciário...
O verbo que possui, no contexto, o mesmo
tipo de complemento que o sublinhado
acima está empregado em:

(A) ...os preceitos da igualdade prevaleçam


na realidade concreta.
(B) ...carregando em uma das mãos uma
balança...
(C) O justo não é mais correspondente à
função...
(D) ... e vive da desigualdade...
(E) ... que ocorreram da Antiguidade grega
até nossos dias.

17. Identifica-se ideia de comparação no


segmento que se encontra em:

(A) Assim, os supostos da modernidade...


(B) ... não só a liberdade, mas também as
possibilidades de...
(C) Embora a aspiração por justiça seja tão
antiga quanto os primeiros agrupamentos...
(D) A persistência da representação esconde,
contudo, importantes mudanças...
(E) ... para indivíduos que são desiguais na
vida real.

18. Está correta a redação do comentário


que se encontra em

(A) Historicamente, o processo de ampliação


dos direitos que compõe a cidadania
representou uma redução nos níveis de
exclusão social.
(B) Perante a lei, todos usufruem de igual
direito à segurança, à propriedade, à não ser
condenado sem o devido processo legal etc.
(C) Um dos mais importantes efeitos da
incorporação de direitos na sociedade é a
redução da distância entre indivíduos. GABARITO

9
www.cers.com.br
PONTO A PONTO
LÍNGUA PORTUGUESA
MARIA AUGUSTA

Prova 1:

1-E
2-B
3-C
4-A
5-C
6-C
7-D
8-C
9-B
10-E
11-A
12-D

Prova 2:

1-C
2-B
3-D
4-B
5-E

Questões avulsas:

1-B
2-D
3-E
4-D
5-A
6-E
7-B
8-C
9-E
10-A
11-A
12-E
13-A
14-D
15-A
16-D
17-C
18-C

10
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

AULA 03 40-impróprio a , para , de


41-imune a , de
REGÊNCIA NOMINAL 42-incapaz de , em , para
43-indiferente a , com , para , para com , por
Regência Nominal é a relação existente 44-inerente a , em
entre um nome – substantivo, adjetivo ou 45-insensível a , ante , para
advérbio- e seu complemento. 46-intolerante a , com , em , para , para com
47-leal a , com , em , para , para com
Vejamos a regência de alguns nomes: 48-liberal com , de , em , para com
49-natural de , a , em , para
1-acessível a, para 50-necessário a , em , para
2-adequado a , para , com 51-negligente em
3-agradável a , para , de 52-nobre de , em , por
4-alheio a , de 53-nocivo a , para
5-análogo a 54-odioso a , para , por
6-ansioso por , de , para 55-oneroso a , para
7-apto a , para 56-orgulhoso de , com , em , por
8-atento a , para , em 57-parco de , com , em
9-aversão a , em , para , por 58-parecido com , a , em
10-avesso a , de , em 59-passível de
11-ávido de , por 60-peculiar a , de
12-benéfico para , a 61-pernicioso a , para
13-bom de , para , a , para com 62-pertinaz em
14-capaz de , para 63-prestes a , em , para
15-compatível com , a 64-pronto a , em , para
16-comum a , com , de , em , entre , para 65-propício a , para
17-conforme a , com , em , para 66-próprio a , de , para
18-conivente com , em 67-proveitoso a , para
19-contente em , de , com , por 68-querido a , de , em , por
20-contíguo a , com 69-rente a , com , de , por
21-contrário a , de , em , por 70-respeito a , com , de , em , entre , para
22-cruel a , com , de , para , para com com , por
23-curioso de , em , para , por 71-sensível a , para
24-descontente com , de 72-sito em , entre
25-desleal a , com , em , para com 73-soberbo com , de
26-devoção a , para com , por 74-solícito com , de , em , para , para com ,
27-difícil a , para , de por
28-ditoso de , com , em , por 75-suspeito a , de
29-diverso de , em 76-temeroso de , a , em
30-escasso de , em 77-triste com , de , em , para , por
31-essencial a , de , em , para 78-último a , de , em
32-estranho a , para , de 79-união a , com , de , entre
33-fértil de , em 80-único a , em , entre , sobre
34-fiel a , em , para com 81-usual a , entre
35-franco a , com , em , sobre 82-vaidoso de , em
36-grato a , para , por 83-vedado a , por
37-hábil em , para 84-velado a , de , em , por
38-habituado a , com , em 85-veneração a , de , para com , por
39-impotente a , ante , contra , diante de , 86-vestido a , com , de , para , por
por 87-veto a , contra

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

88-vinculado a , com , por c) caber, ser do direito: Estes bens assistem


89-vizinho a , de , com a eles.
90-vulgar a , em , entre d) morar, residir: Eles assistem em São
Paulo há dez anos.
REGÊNCIA VERBAL
Vejamos abaixo a regência de alguns 6-ATENDER: aceita as duas formas :
verbos e suas particularidades: Ex.: Ele atendeu os pedidos dos alunos. / Ele
atendeu aos pedidos dos amigos.
1-ABRAÇAR: é transitivo direto quando usado
no sentido de “apertar com os braços, adotar, 7-CUSTAR: é transitivo direto no sentido de
seguir.” “ter custo,ter preço”.
Ex.: O médico abraçou o filho . / O médico Ex.: Aquele imóvel custou R$ 500.000,00.
abraçou a causa daquela gente humilde. No sentido de “ser difícil, ser custoso”,é
Obs.: Quando usado em sua forma transitivo indireto.
pronominal, é transitivo indireto. Ex.: Aceitar a perda do título custou aos
Ex.: A filha abraçou-se à mãe./ O atleta atletas./ Custou a eles aceitar a perda do
abraçou-se ao técnico e comemorou. título./ Custou-lhes aceitar a perda do título.

2-AGRADAR: é transitivo direto no sentido de 8-ESQUECER/ LEMBRAR:são transitivos


“acarinhar ,fazer carinhos”. diretos.
Ex.: A mãe agradava o filho, afagando-lhe a Ex.: Ela lembrou a data da festa. / Ela
cabeça. esqueceu a data da festa.
É transitivo indireto quando usado no sentido Obs.: Quando usados na forma pronominal,
de “ser agradável”. são transitivos indiretos.
Ex.: A violência no estádio não agradou aos Ex.: Ela se lembrou da data da festa. / Ela se
turistas. esqueceu da data da festa.

3-AJUDAR: é transitivo direto. 9-IMPLICAR: admite vários sentidos:


Ex.: Ele ajudou os amigos durante as obras. a) ter implicância:
Obs.: Se seguido de verbo no infinitivo, é Ex.: Ele implica com a irmã.
precedido de preposição “a”. b) gerar, acarretar, causar:
Ex.: Eu ajudei o mestre a escolher os Ex.: As atitudes precipitadas implicaram
jogadores. discussões acaloradas.
c) envolver-se:
4-ASPIRAR:é transitivo direto no sentido de Ex.: Apesar das advertências do pai, ele
“cheirar, inalar”. implicou-se em falcatruas.
Ex.: Ele espirrou porque aspirou aquela
essência forte. 10-PAGAR e PERDOAR: são transitivos
É transitivo indireto quando usado no sentido diretos de OBJETO e indiretos de PESSOA.
de “desejar, almejar”. Ex.: Ele perdoou todas as injustiças sofridas.
Ex.: Ele aspirava aos lucros vultosos do Ele perdoou aos amigos que não
concorrente. acreditaram nele.
Nós aspirávamos ao sucesso da peça. Ele pagou todas as contas da família.
Ele pagou a todos os credores.
5-ASSISTIR: admite vários sentidos na língua:
a) ver, presenciar: Ele assistiu ao torneio 11-PROCEDER: admite vários sentidos:
pela TV. a) vir, origem:
b) ajudar, dar assistência: A população local Ex: Este vinho procede da fábrica do Sul.
assistiu as vítimas. OU A população assistiu b) agir:
às vítimas. Ex.: Os diretores procederam com lisura.

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

c) dar início, iniciar: Vejamos a dupla possibilidade de construção:


Ex.: O juiz procedeu ao interrogatório. Informei os alunos do teste. / Informei aos
d) ter fundamento: alunos o teste.
Ex.: Suas queixas não procedem. Alertei o jovem da punição cabível. / Alertei
ao jovem a punição cabível.
12-QUERER:admite dois sentidos: Participei os clientes da greve. / Participei
a) desejar : aos clientes a greve.
Ex.: Elas querem aquelas roupas caras. Notifico os pais da reunião. / Notifico aos
b) ter amor, ter estima: pais a reunião.
Ex.: Nós queremos muito a nossos Aviso o time dos treinos. / Aviso ao time
verdadeiros amigos. o treino.
13-SUCEDER: admite dois sentidos:
a) ocorrer, acontecer: QUESTÕES
Ex.: Durante o jogo , muitas brigas sucederam
no estádio. USO de À QUAL , ÀS QUAIS , A QUE
b) seguir-se, vir depois: REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
Ex.: Pedro sucedeu a Roberto na direção da
empresa. 1-Em 1992, a indústria cinematográfica do
país entrou numa crise ...... só começou a
14-VISAR: admite vários sentidos na língua: se recuperar na segunda metade da década
a) mirar, olhar: de 1990. (Adaptado de Eduardo Bueno,
Ex.: O atirador visava o alvo. op.cit.)
b) dar o visto, abonar, rubricar: Preenche corretamente a lacuna da frase
Ex.: A diretora visou os diplomas dos acima:
formandos.
c) desejar, almejar: (A) a qual
Ex.: Os sócios visavam a lucros grandiosos. (B) a que
(C) na qual
15-ACEDER: é transitivo indireto. (D) onde
Ex.: Os diretores acederam àqueles projetos. (E) da qual

16-ANUIR: é transitivo indireto. 2-Costuma-se atribuir ...... originalidade da


Ex.: Os diretores anuíram àquelas reformas. obra de Glauber Rocha o êxito do
movimento denominado Cinema Novo.
17-INSURGIR-SE: é transitivo indireto. Todas as propostas de emprego ........ ela se
Ex.: A Igreja se insurge contra pesquisas mostrou favorável exigiam que ela saísse
genéticas. de sua cidade.
A campanha de saúde ......... a população
18-PRESCINDIR: é transitivo indireto. tanto fizera elogios foi realmente efetiva e
Ex.: Aquelas crianças não poderiam prescindir teve ótimos resultados.
da ajuda do governo. Preenchem corretamente as lacunas da
frase acima, na ordem dada:
19-IMISCUIR-SE: é transitivo indireto.
Ex.: A polícia se imiscuiu na favela. (A) à – às quais – à que
Ele se imiscui em todas as decisões do (B) a – as quais − a que
irmão. (C) a – às quais − à que
20-Os verbos abaixo apresentam idêntica (D) à – às quais – a que
possibilidade de construção. (E) a – a que – à que
São eles: informar , alertar , notificar , avisar
, certificar , cientificar , participar .

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

3-Aquilo de que o nosso aparelho (A) às − as − à


perceptivo nos faz cientes… (B) as − as − à
O elemento sublinhado na frase acima (C) as − às − à
preenche correta mente a lacuna da frase (D) às − às − a
(E) as − às – a
(A) A luz do sol ...... os objetos refletem leva
cerca de oito minutos e dezoito segundos para 6-A expressão com o qual completa
atingir a superfície da Terra. corretamente a lacuna da frase:
(B) A correnteza ligeira do tempo nos dá a
impressão ...... estamos em contato com o (A) A avaliação do que seja ou não uma
mundo em tempo real. discriminação racista é um desses casos
(C) Aquilo ...... chamamos presente depende polêmicos ......... é difícil haver unanimidade.
do lugar que ocupamos no espaço. (B) A iniciativa de se fotografar os candidatos
(D) As sensações ...... os seres humanos faz parte de um sistema ...........muita gente já
experimentam advêm de sua percepção do manifestou discordância.
mundo exterior. (C) O sistema de cotas raciais, ...........se
(E) A memória faz ...... tenhamos a analisou neste texto, vem dividindo a opinião
possibilidade de estabelecer relações de pública.
causa e efeito entre eventos do passado. (D) O sistema anunciado pela UnB,
..........critério é repelido pela Folha, é tido
4-Há quem faça canções com acurado como racista e inconsistente.
conhecimento de causa musical, ...... o trato (E) A UnB já anunciou seu sistema de
de harmonias complexas concilia-se com o identificação racial, ...........nem mesmo alguns
gosto popular. Há outros que trabalham interessados na questão chegam a concordar.
apenas com um violão ...... não dominam
mais do que dois ou três acordes. No 7-Quando se dizia "livro", todos entendiam
entanto, como a canção popular é campo um objeto de peso e volume, composto de
fértil para as relações entre o sofisticado e folhas encadernadas, protegidas por
o elementar, soluções muito simples papelão ou couro, nas quais se gravavam a
dispõem às vezes de uma força criativa tinta palavras ou imagens.
genuína. A expressão acima destacada é equivalente
Preenchem corretamente as lacunas da à sublinhada na seguinte frase:
frase acima, na ordem dada:
(A) O livro de onde retirei a citação está
(A) na qual − a que emprestado.
(B) nas quais − do qual (B) As janelas sob as quais foram gravadas as
(C) às quais − que cenas eram pintadas de verde.
(D) a qual − de que (C) As folhas rubricadas, as quais entreguei à
(E) as quais – onde secretária, foram anexadas ao prontuário.
(D) As urnas em que foram depositados os
5-No trabalho em equipe, respeito ...... votos foram lacradas pela diretoria do clube.
diretrizes é essencial, mas muitos (E) Os rapazes de quem foram gravados os
profissionais decidem ignorar ...... regras e depoimentos foram entrevistados ontem.
tomam decisões de acordo com o que
acham melhor. A resistência em aceitar 8-Observada a regência, está correta a
regras geralmente está ligada ...... adoção seguinte frase:
de novos procedimentos e sistemas.
Preenchem corretamente as lacunas da (A) Medeio, sim, seu encontro com esse
frase acima, na ordem dada: advogado mais experiente, pois sei como você

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

está temeroso pelo poder de argumentação do (C) A tolerância é uma virtude na qual não
promotor. podem prescindir os que se dizem homens de
(B) Ressentiu-se, com razão, da oposição da fé.
prima, e pensou que, se expusesse com calma (D) O ateu desperta a ira dos fanáticos, a
seus motivos, poderia obter sua concordância. despeito de nada fazer que possa injuriá-los ou
(C) A casa que, na época, nos instalamos era desrespeitá-los.
a que podíamos pagar, mas tínhamos um (E) Respeito os homens de fé, a menos que
pacto: se todos se mantivessem firmes em deixem de fazer o mesmo com aqueles que
seus empregos, moraríamos melhor. não a têm.
(D) Aborreceu-se de tanta conferência de
abaixo-assinados e requereu transferência 12-.... a menção de que são meios
para outro setor da administração. essenciais à busca da felicidade ...
(E) Dizem que é ele que obstrui a discussão, O segmento grifado acima preenche
por isso, para defender-se, aludiu o nome do corretamente a lacuna da frase:
responsável pelo atraso.
(A) Os anseios da população, ...... se referiam
9-A construção da frase “Eu pressuponho seus representantes, seriam atendidos por
esse futuro com o qual nada me autoriza a meio das medidas que estavam sendo
contar “ permanecerá correta caso se tomadas naquele momento.
substitua o elemento sublinhado por (B) Eram escassos os argumentos ......
dispunham os defensores da proposta
(A) em cujo nada posso desconfiar. apresentada para chegar à sua aprovação
(B) de cujo pouco posso prever. pela maioria.
(C) por quem nada posso antecipar. (C) Os meios ...... contavam aqueles que se
(D) do qual nada me é dado esperar. dispuseram a defender novas ideias nem
(E) perante o qual não sei avaliar. sempre lhes permitiram superar o
conservadorismo da época.
10-“A consequência se reflete no aumento (D) A vitória naquele torneio, ...... traria
de colesterol, de triglicérides e das taxas de sentimentos de bem-estar aos torcedores,
glicose, que se acumulam nos vasos, transformou-se em objetivo prioritário para os
aumentando as chances de obstruí-los”. dirigentes.
A alternativa que apresenta um verbo com (E) Seria necessário garantir a qualidade na
a mesma regência do verbo refletir : prestação dos serviços públicos ...... toda a
população se sentisse feliz.
A) acarretar.
B) intervir. 13-O elemento sublinhado constitui uma
C) implicar. falha de redação na frase:
D) lembrar.
E) visar. (A) O espírito de competição pelo qual se deixa
empolgar acabará levando-o à loucura.
11-Está inadequado o emprego do (B) Trata-se de um artista de cujas qualidades
elemento sublinhado na seguinte frase: ninguém deixa de acreditar.
(C) Parecia-lhe preferível perder a competição
(A) Sou ateu e peço que me deem tratamento com dignidade a ganhá-la com desonra.
similar ao que dispenso aos homens (D) Manuel Bandeira, cuja poesia logo me
religiosos. encantou, foi um lírico originalíssimo.
(B) A intolerância religiosa baseia-se em (E) Durante a competição, a vitória da qual ele
preconceitos de que deveriam desviar-se estava confiante escapou-lhe inteiramente das
todos os homens verdadeiramente virtuosos. mãos.

www.cers.com.br 5
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

14-( )A retirada da preposição “de” em “A


afirmação de que tudo se deu como
previsto fê-los ficar satisfeitos” desrespeita
as regras de regência do padrão culto da
língua e prejudica a coerência textual.

15-( )“Os bancos colocaram os


computadores no cotidiano de amplas
camadas da população e estão induzindo
os menos carentes a comprar seu
computador a perder de vista e a usá-lo no
relacionamento com o próprio banco”.
O emprego de preposição imediatamente
antes de “comprar” e de “usá-lo” justifica-
se pela regência do verbo induzir.

16-( ) Mantêm-se a correção gramatical do


período e as informações ao se eliminar a
palavra sublinhada em “Sentimo-nos mais
perto do que nunca um do outro, ainda que
a quilômetros de distância”.

www.cers.com.br 6
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-E 2-D 3-B 4-B 5-A 6-E 7-D 8-B 9-D


10-B 11-C 12-B 13-B 14-C 15-C 16-C

www.cers.com.br 7
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

LÍNGUA PORTUGUESA Profª Maria ERRADO ( )


Augusta G. Almeida
4- Assinale a frase com erro de colocação
COLOCAÇÃO PRONOMINAL pronominal:

1-CESGRANRIO 2011 - Petrobrás - Técnico a) Tudo se acaba com a morte, menos a


de Adm. e Controle Júnior saudade.
Leia as frases abaixo: b) Com muito prazer, se soubesse, explicaria-
lhe tudo.
I - Convém que entregue o relatório o mais c) João tem-se interessado por suas novas
rápido possível. (me) atividades.
II- Amanhã, anunciarei as novas rotinas do d) Ele estava preparando-se para o vestibular
setor. (lhes) de Direito.
III- Sentindo ofendido, retirou-se do
plenário. (se) 5- Assinale a frase com erro de colocação
IV Quem informará as suas novas pronominal:
designações? (lhe)
a) Tudo me era completamente indiferente.
A exigência da próclise ocorre APENAS nas b) Ela não me deixou concluir a frase.
frases: c) Este casamento não deve realizar-se.
d) Ninguém havia lembrado-me de fazer as
a) I e II. reservas.
b) I e III.
c) I e IV. 6- (TTN) Assinale a frase em que a
d) II e III. colocação do pronome pessoal oblíquo não
e) III e IV obedece às normas do português padrão:

2- CESGRANRIO 2010 - EPE - Advogado a. Essas vitórias pouco importam; alcançaram-


Dentre as sentenças abaixo, aquela em que nas os que tinham mais dinheiro.
a forma alternativa de colocação do b. Entregaram-me a encomenda ontem, resta
pronome oblíquo está de acordo com o agora a vocês oferecerem-na ao chefe.
registro culto e formal da língua é c. Ele me evitava constantemente!... Ter-lhe-
iam falado a meu respeito?
a) Antes do Kindle, qualquer um podia pegar d. Estamos nos sentido desolados: temos
um livro e lê-lo. - e o ler. prevenido-o várias vezes e ele não nos escuta.
b) Hoje se consegue com a leitura muito mais e. O Presidente cumprimentou o Vice dizendo:
do que conhecimento. - Hoje consegue-se. - Fostes incumbido de difícil missão, mas
c) Acredito que não se precisa de nada para cumpriste-la com denodo e eficiência.
ler, apenas um par de óculos. - não precisa-se
d) Se eu ganhasse um livro eletrônico, nunca 7- (FTU) A frase em que a colocação do
iria folheá-lo. - nunca iria o folhear. pronome átono está em desacordo com as
e) Muito se tem falado sobre os livros normas vigentes no português padrão do
eletrônicos. - Muito tem falado-se. Brasil é:

3-CESPE 2010 - MPU - Técnico a) A ferrovia integrar-se-á nos demais


Administrativo sistemas viários.
No trecho, o deslocamento do pronome b) A ferrovia deveria-se integrar nos demais
"se" para imediatamente após a forma sistemas viários.
verbal "concretizar" - não deverá c) A ferrovia não tem se integrado nos demais
concretizar-se - não prejudicaria a correção sistemas viários.
gramatical do texto. d) A ferrovia estaria integrando-se nos demais
sistemas viários.
CERTO ( )

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

e) A ferrovia não consegue integrar-se nos d) Tem certeza de que ele saiu-se bem no
demais sistemas viários. concurso?
e) O diretor resolveu criticar-se na frente dos
8- (UFSE) “Os projetos que ________ estão colegas.
em ordem; ________, ainda hoje, conforme
________”. 12- (MM) A frase em que há erro de
a) enviaram-me - devolvê-los-ei - lhes prometi. colocação pronominal é:
b) enviaram-me - os devolverei - lhes prometi. a) Dize-me com que andas, dir-te-ei quem és.
c) enviaram-me - os devolverei – prometi-lhes. b) Quando a mamãe limpa a louça, ela o faz
d) me enviaram - os devolverei – prometi-lhes. com muito cuidado.
e) me enviaram – devolvê-los-ei - lhes prometi. c) É um prazer ouvi-lo falar.
d) Caberia-lhe, então, mostrar patriotismo e
9- (EFOA) “___________ nossos escritores competência.
filiaram-se ao naturalismo”. e) Mandou-me embora mais cedo.
A colocação do pronome átono empregada
com a forma verbal destacada acima 13- (ESAF) Marque a alternativa incorreta
tornou-se incorreta em: quanto ao emprego do pronome oblíquo
átono:
a) Nossos escritores filiar-se-ão ao
naturalismo. a) Para Josefa, que encorajou-me a repetir
b) Nossos escritores jamais se filiarão ao estas histórias, ofereço este livro.
naturalismo. b) Pedro arriou o feixe de lenha, voltou-se para
c) Oxalá nossos escritores se filiem ao os filhos e sorriu.
naturalismo. c) Infelizmente, não lhe foi possível dominar as
d) Nossos escritores talvez filiem-se ao emoções.
naturalismo. d) As linhas irregulares da costura
e) Nossos escritores filiavam-se ao tumultuaram-se no avesso da roupa.
naturalismo. e) O esgotamento, confundindo-se com a
fome, ia envolvendo o velho lenhador.
10- (Unirio) “Uma certidão que me desse
vinte anos de idade poderia enganar os 14- (ITA-SP) Em qual dos períodos abaixo o
estranhos, como todos os documentos pronome pessoal oblíquo está bem
falsos, mas não a mim”. colocado?
A substituição de “os estranhos”, no
enunciado em destaque, pelo pronome a) Me causava admiração ver aquela turma se
pessoal adequado resulta em: dedicando com tanto afinco aos estudos.
b) Apesar de contrariarem-me, não farão me
a) poder-los-ia enganar. mudar de posição.
b) poder-lhes-ia enganar. c) Já percebeu que não é este o lugar onde
c) poderia enganá-los. devem-se colocar os livros.
d) poderia enganar-lhes. d) Ninguém falou-nos, outrora, com tanta
e) poderia-lhes enganar. propriedade e delicadeza.
e) Não se vá cedo; custa-lhe ficar um pouco
11- Assinale, dentre as opções a seguir, mais?
aquela em que a colocação do pronome
oblíquo é INACEITÁVEL, de acordo com o 15- (UEL-PR) Logo que você ............, é claro
padrão culto da língua (embora muito que eu .......... da melhor maneira possível,
comum na linguagem informal): ainda que isso ..........o serviço.

a) Encontraram-se por acaso à porta da loja. a) me chamar – atendê-lo-ei – me atrase


b) Quem o recriminou por seu ato impensado? b) chamar-me – atendê-lo-ei – atrase-me
c) Não quero incomodá-lo. c) me chamar – o atenderei – me atrase
d) me chamar – o atenderei – atrase-me

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

e) chamar-me – atenderei-o – atrase-me e) nutriu-lhes - fez elas atingirem - parecia-lhes


interditado - nestas todo o seu talento.
16-- Devaneios, quem não tem devaneios?
Têm devaneios as crianças e os jovens, dão 19-Pesquisadores que ...... na defesa da
aos devaneios menos crédito os adultos, ararinha-azul sabiam que ...... difícil impedir
mas é impossível abolir os devaneios a extinção delas. A colocação pronominal
completamente. está correta nas formas
Evitam-se as indesejáveis repetições da
frase acima substituindo- se os elementos a) se envolveram - seria-lhes
sublinhados, na ordem dada, por: b) se envolveram - lhes seria
c) envolveram-se - lhes seria
(A) os tem - Têm-lhes - dão-lhes - abolir-lhes d) envolveram-se - ser-lhes-ia
(B) tem eles - Têm-nos - dão-lhes - abolir-lhes e) envolveram-se - seria-lhes
(C) os tem - Têm eles - dão-nos - aboli-los
(D) tem a eles - Os têm - dão a eles - abolir a
eles
(E) os tem - Têm-nos - dão-lhes - aboli-los

17-O pronome que substitui corretamente o


segmento grifado, respeitando também as
exigências de colocação pronominal, está
em:

a) não haveria limites para a atividade humana


= não haveria-os.
b) detonando a questão das mudanças do
clima = as detonando.
c) as principais produtoras criaram um sistema
conjunto = criaram-no.
d) para aumentar a eficiência de hardwares e
softwares = aumentá-los.
e) e promover a reciclagem = lhe promover.

18-Rubem Braga escreveu muitas crônicas,


nutriu as crônicas com a matéria do
cotidiano, fez as crônicas atingir um
patamar que parecia interditado às
crônicas, e notabilizou-se empregando
todo o seu talento nas crônicas. Evitam-se
as viciosas repetições e mantém-se a
correção do período acima, substituindo-se
os elementos sublinhados,
respectivamente, por:

a) nutriu-as - fê-las atingir - a elas parecia


interditado - nelas todo o seu talento.
b) nutriu-as - fez-lhes atingir - lhes parecia
interditado - a elas todo o seu talento.
c) nutriu-lhes - as fez atingir - parecia-lhes
interditado - em cujas todo o seu talento.
d) as nutriu - fez-lhes atingir - parecia
interditado às mesmas - nelas todo o seu
talento.

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO

1-C
2-A
3-C
4-B
5-D
6-D
7-B
8-E
9-D
10-C
11-anulada
12-D
13-A
14-E
15-C
16-E
17-C
18-A
19-B

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

AULA 04 Corrigimos as provas. = Corrigimo-las.


Quis o dinheiro. = Qui-lo.
USO E COLOCAÇÃO DE PRONOMES 2)Se o verbo termina em ditongo nasal AM ,
São três as possíveis colocações EM , ÃO , ÕE(m), usam-se as formas NO(S)
pronominais: , NA(S) .
Ex.: Convencem os amigos. = Convencem-
- PRÓCLISE , MESÓCLISE , ÊNCLISE nos.
Comentam as provas. = Comentam-nas.
PRÓCLISE é a colocação do pronome antes Fazem um favor . = Fazem-no.
do verbo. Omitem os erros. = Omitem-nos.
Ex.: Eu deixei os livros sobre a mesa. Eu Provam a comida. = Provam-na.
os deixei sobre a mesa. Vendem as casas. = Vendem-nas.
Ela vence todos os jogos. Ele os Põe os quadros na parede. = Põe-nos na
vence. parede.
Dão as roupas aos necessitados. = Dão-
ÊNCLISE é a colocação do pronome depois nas aos necessitados.
do verbo. 3)E quando temos uma locução verbal?
Ex.: O mestre ouviu as respostas do aluno. Como devemos usar o pronome?
O mestre ouviu-as. Ex.: Devo admitir alguns erros.
A gerente concedeu descontos. A _ Devo-os admitir. OU Devo admiti-
gerente concedeu-os. los.
Podemos receber as medalhas.
MESÓCLISE é a colocação do pronome no _ Podemo-las receber. OU Podemos
meio do verbo. recebê-las.
Ex.: O ator memorizará os diálogos. O ator Posso ter vencido o torneio.
memorizá-los-á. _ Posso-o ter vencido. OU Posso tê-
Venderão as joias da família. Vendê- lo vencido.
las-ão. E o terceiro verbo da locução? É
Quando usar a próclise? Quando usar a PARTICÍPIO ! E PARTICÍPIO NÃO ACEITA
ênclise? Quando usar a mesóclise? ÊNCLISE!
Quase todos os tempos verbais aceitam a ATENÇÃO!! Observe a frase a seguir:
próclise e a ênclise.Apenas FUTURO DO Não podemos comprar aquele imóvel.
PRESENTE , FUTURO DO PRETÉRITO e _Não podemos comprá-lo. OU Não o
PARTICÍPIO NÃO ACEITAM A ÊNCLISE!! podemos comprar.
Veja os exemplos abaixo: Não enviarei os relatórios.
Eu apresentarei os orçamentos. _ Não os enviarei.
Eu os apresentarei. OU Eu apresentá- Poderíamos usar a mesóclise e escrever:
los-ei. “Não enviá-los-ei”?
NÃO!! Por quê?
NÃO PODEMOS USAR A ÊNCLISE.
DEVEMOS USAR A MESÓCLISE!! Existem alguns elementos que atraem os
pronomes.
ATENÇÃO A ALGUMAS REGRAS!! Quais são eles? Vejamos:

1)Se o verbo termina em R , S ou Z , 1-PRONOMES RELATIVOS


retiram-se essas letras e usam-se LO , LA , Ex.: Os amigos QUE me ajudaram são
LOS , LAS. sinceros.
Ex.: Olhar as estrelas é um prazer. = Olhá- A região ONDE se plantam uvas...
las é um prazer.
Pedes ajuda. = Pede-la. 2-PRONOMES DEMONSTRATIVOS
Fiz os exercícios. = Fi-los. Ex.: Isto se aprende na escola.
Convidamos os vizinhos. = Convidamo-los. Aqueles nos disseram a verdade.
Vês os filmes. = Vê-los.

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

3-PRONOMES INDEFINIDOS
Ex.: Alguém me poderia mostrar a saída?
Todos nos deram atenção.

4-PRONOMES INTERROGATIVOS
Ex.: Quem me ofereceria o lugar?

5-EXPRESSÕES EXCLAMATIVAS
Ex.: Que Deus me ajude!!

6-CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS
Ex.: Ele foi demitido porque se mostrou
egoísta e desonesto.
A despeito de nos oferecermos para
ajudar, rejeitaram qualquer ajuda.

7-PREPOSIÇÃO EM SEGUIDA DE
GERÚNDIO
Ex.: Em se falando de bons vinhos, já
podemos orgulhosamente mencionar os
nacionais.

8-ADVÉRBIOS
Ex.: Ontem os vi por aqui.
Semana passada me encontraram
sozinho na praia.
Sempre lhes ofereço ajuda.

********************

www.cers.com.br 2
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

VOZES VERBAIS complementos , são autônomos em sentido)


3)Verbos de Ligação ( ser , estar , ficar ,
São quatro as vozes verbais: Voz Ativa , Voz parecer , permanecer , continuar...)
Passiva , Voz Reflexiva e Voz Recíproca. 4)Verbos impessoais ( não têm sujeito) :
haver = existir , verbos que expressam
1)VOZ ATIVA : sujeito agente fenômenos da natureza...
2)VOZ PASSIVA : sujeito paciente
Atenção a algumas características da voz
A VOZ PASSIVA se divide em : PASSIVA SINTÉTICA:

Voz passiva analítica e voz passiva Observe a frase abaixo:


sintética ou pronominal ( usa-se o pronome
apassivador SE ) 1)A banca anulou algumas questões.

3)VOZ REFLEXIVA: sujeito agente e Veja que o verbo está no singular porque o
paciente sujeito é singular( a banca).
4)VOZ RECÍPROCA: ideia de reciprocidade Ao levarmos a oração à voz passiva, o novo
sujeito está no plural (questões).
EXEMPLOS: A oração na voz passiva sintética é:
Anularam-se algumas questões.
1)VOZ ATIVA: O verbo vai , agora, ao plural para concordar
com o novo sujeito – questões.
Ele mostrou o imóvel ao cliente.
O gerente contratou o vendedor. Lembre-se, então, de que o novo sujeito da
passiva é QUESTÕES ; o termo SE é
2)VOZ PASSIVA: pronome apassivador.
- analítica: O imóvel foi mostrado ao cliente
por ele. 2)Os atletas assinarão o contrato.
O vendedor foi contratado pelo gerente. Veja! O verbo está no plural concordando
_ sintética: Mostrou-se o imóvel ao cliente. com o sujeito : ATLETAS.
Contratou-se o vendedor. Ao levá-la à passiva, o novo sujeito será
CONTRATO.
3)VOZ REFLEXIVA: O verbo, portanto, deverá ficar no singular.
Como o verbo está no futuro, deveremos
Ela se admirava à frente do espelho. fazer a mesóclise.
Eles se incumbiram da ornamentação do
clube. Assinar-se-á o contrato. O termo SE é
pronome apassivador.
4)VOZ RECÍPROCA:
****************************************************
Os irmãos se abraçavam emocionados. VALORES DE “SE”
ATENÇÃO! Alguns verbos não admitem
transposição para voz passiva. 1- Pronome reflexivo
São eles: Ex.: Ela se penteou com capricho.

1)Verbos transitivos indiretos (regem 2- Pronome recíproco


preposição) Ex.: Os sócios se respeitavam muito.

EXCEÇÕES: OBEDECER E 3- Pronome apassivador (PA)


DESOBEDECER Ex.: Resolveram-se as questões da prova.

2)Verbos intransitivos ( não precisam de 4- Conjunção integrante (= isto)


Ex.: Pediram que levássemos o livro.

1
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(E) teriam passado a imaginar


5-Conjunção condicional (= caso) 4- “Percebe-se que os dois temas [a
Ex.: Se todos vierem , será bem legal! correlação entre metas e riscos fiscais e o
impacto dos déficits públicos sobre as
6-Índice de indeterminação do sujeito ( IIS ou futuras gerações] se vinculam à função
PIS) prospectiva da noção de responsabilidade
Ex.: Aludiu-se ao pleito. fiscal. Enquanto o primeiro, normalmente,
se adstringe a situações futuras próximas,
7-Parte integrante do verbo (PIV) o segundo vincula-se a situações futuras a
Ex.: Queixou-se do frio. longo prazo.”
As ocorrências da palavra SE grifadas no
8-Palavra de realce ou partícula expletiva trecho acima classificam-se,
Ex.: Foi-se embora cedo. respectivamente, como:

QUESTÕES : (A) indeterminador do sujeito – pronome


reflexivo – parte integrante do verbo
1-A forma verbal da voz passiva (B) indeterminador do sujeito – parte
correspondente exatamente à construção: integrante do verbo – pronome reflexivo
(C) partícula apassivadora – pronome
(A) Se examinarmos as fábulas populares é: reflexivo – pronome reflexivo
Se as fábulas populares forem por nós (D) partícula apassivadora – parte integrante
examinadas. do verbo – parte integrante do verbo
(B) um jovem a conduza é: fosse por um (E) parte integrante do verbo – partícula
jovem conduzida. apassivadora – partícula apassivadora
(C) exprimem o desejo popular é: têm
expressado o desejo popular. 5- O vocábulo “se” tem o mesmo valor
(D) representam apenas uma ilusão sintático da sua ocorrência em “... não se
miraculosa é: estão apenas representando abre telhado com chuva.” no trecho:
uma ilusão miraculosa.
(E) deve reconquistar seu reino é: terá (A) “Se chovesse, nada feito,”
reconquistado seu reino. (B) “Se fizesse sol, ele ia escalar...”
(C) “... surpresa se a criatura vier –”
2- ... um dia contará a história à filha, (D) “... se chegar na hora marcada.”
depois à neta. (E) “... tempo se perde por desorganização...”
Transpondo para a voz passiva a frase
acima, a forma verbal obtida corretamente 6- Transpondo-se para a voz passiva a frase
é: O poeta teria aberto um diálogo entre as duas
partes, a forma verbal resultante será:
(A) seriam contadas.
(B) haverá de ser contada. (A) fora aberto.
(C) será contada. (B) abriria.
(D) haveria de ser contada. (C) teria sido aberto.
(E) poderiam ser contadas. (D) teriam sido abertas.
(E) foi aberto
3- Transpondo-se para a voz passiva a
frase passaríamos a imaginar coisas, a 7- O poder econômico expansivo dos
forma verbal resultante será meios de comunicação aboliu as
manifestações da cultura popular e as
(A) haveremos de passar a imaginar. reduziu a folclore para turistas.
(B) passariam a ser imaginadas. Transpondo-se a frase acima para a voz
(C) passariam sendo imaginadas. passiva, as formas verbais resultantes
(D) teríamos passado a imaginar. serão:

2
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(A) aboliram-se e têm sido reduzidas. (C) O espetáculo é ao mesmo tempo parte da
(B) têm sido abolidas e reduziram-se. sociedade, a própria sociedade e seu
(C) vêm abolindo-as e vêm reduzindo-as. instrumento de unificação.
(D) estão abolindo e estão reduzindo. (D) As imagens fluem desligadas de cada
(E) foram abolidas e foram reduzidas aspecto da vida (...).
(E) Por ser algo separado, ele é o foco do
8-Transpondo-se para a voz passiva a olhar iludido e da falsa consciência.
construção Mais tarde vim a entender a
tradução completa, a forma verbal 12- Transpondo a frase o diretor estava
resultante será: promovendo seu filme para a voz passiva,
obtém-se corretamente o seguinte
(A) veio a ser entendida. segmento:
(B) teria entendido.
(C) fora entendida. (A) tinha recebido promoção.
(D) terá sido entendida. (B) estaria sendo promovido.
(E) tê-la-ia entendido. (C) fizera a promoção.
(D) estava sendo promovido.
9- Está inteiramente correta a transposição (E) havia sido promovido
para a voz passiva em:
13-Transpondo-se para a voz passiva a
(A) As grandes paixões nos movem sempre / frase Ela já está configurando os
Têm-nos movido sempre as grandes paixões. paradigmas de uma nova época, a forma
(B) O poeta formulou esta consideração / verbal resultante será
Tinha formulado esta consideração o poeta.
(C) Muitos brasileiros terão experimentado tal (A) configuraram-se.
sensação / Tal sensação terá sido (B) estão sendo configurados.
experimentada por muitos brasileiros. (C) têm sido configurados.
(D) Essa perversão gerará uma antítese / (D) está sendo configurada.
Uma antítese terá sido gerada por essa (E) foram configurados
perversão.
(E) A alegria compensaria a dor / A dor teria 14-Na exposição se percorre uma longa
sido compensada pela alegria. trajetória ...
O segmento grifado acima pode ser
10-Com efeito, agentes do serviço de corretamente substituído, sem alteração
inteligência do Afeganistão [...] prenderam do sentido original, por:
nove funcionários da Emergency.
Transpondo-se a frase acima para a voz (A) foi percorrido.
passiva, a forma verbal resultante é: (B) é percorrida.
(C) vai-se percorrer.
(A) haviam sido presos. (D) tinha percorrido.
(B) prendeu-se. (E) deve ser percorrida
(C) seria preso.
(D) foram presos. 15-Transpondo-se para a voz passiva o
(E) estão presos segmento ninguém descobre sua timidez,
a forma verbal resultante será:
11- A frase que admite transposição para a
voz passiva é: (A) não terá descoberto.
(B) não será descoberta.
(A) O cúmulo da ilusão é também o cúmulo (C) não terá sido descoberta.
do sagrado. (D) não é descoberta.
(B) O conceito de espetáculo unifica e explica (E) não tem descoberto
uma grande diversidade de fenômenos.

3
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

16- NÃO admite transposição para a voz


passiva o seguinte segmento:

(A) Resolvei bem esse problema (...)


(B) É preciso, pois, desenvolver o ethos da
nação (...)
(C) Ele precisa valorizar essa convivência (...)
(D) (...) está na ética uma garantia para um
pleno convívio social.
(E) (...) que as ações dos outros encontrem
nele plena aprovação.

4
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-A
2-C
3-B
4-C
5-E
6-C
7-E
8-A
9-C
10-D
11-B
12-D
13-B
14-B
15-D
16-D

5
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Valores de QUE . abstrato : designam ações, noções, estados,


qualidades
1-Pronome Relativo( =o qual , a qual , os . coletivo : são substantivos comuns, que no
quais , as quais) singular, designam um conjunto de seres ou
2-Pronome Interrogativo coisas de uma mesma espécie
3-Conjunção Integrante ( = ISTO)
4-Conjunção Comparativa lll-ADJETIVO : é o modificador do
5-Conjunção Consecutiva substantivo
6-Advérbio de Intensidade (= quão , muito)
7-Substantivo (acentuado e precedido de Ex.: lindo dia , questão fácil , nota alta
artigo/pronome)
8-Palavra de Realce OU Partícula Expletiva lV- VERBO : palavra variável que exprime
9-Preposição uma ação, um estado

CLASSES GRAMATICAIS
V – PRONOMES : elementos que
São dez as classes gramaticais ou classes acompanham os substantivos ou os
morfológicas. substituem
* Seis são variáveis; quatro são invariáveis.
São eles:
As classes variáveis são:
1)pessoais : retos e oblíquos
. artigo . retos : eu , tu, ele ,ela, nós, vos , eles, elas
. substantivo . oblíquos : me, mim, comigo
. adjetivo Te, ti, contigo
. verbo Se, si , consigo
. pronome Nos, conosco
. numeral Vos, convosco
O, a , os , as , lhe , lhes
As classes invariáveis são:
2) tratamento : você, senhor , senhora ,
. advérbio Vossa Excelência, Vossa Majestade , Vossa
. conjunção Eminência , Vossa Alteza , Vossa
. preposição Reverendíssima , Vossa Magnificência ,
. interjeição Vossa Reverendíssima , Vossa Santidade ,
Vossa Senhoria .............
l-ARTIGO : palavra que se coloca antes do
substantivo, definindo-o, determinando-o, 3)possessivos : meu, minha , meus ,
indicando seu gênero e número. minhas
Teu , tua , teus , tuas
DEFINIDOS : O , A , OS , AS Seu , sua , seus , suas
INDEFINIDOS : UM , UMA , UNS , UMAS Nosso, nossa , nossos , nossas
Vosso , vossa , vossos , vossas
ll- SUBSTANTIVO : palavra que serve para
designar os seres 4)demonstrativos : este , esta , estes , estas
São vários os tipos de substantivo: Esse, essa , esses , essas
Aquele, aquela , aqueles , aquelas
. comum : designam seres uma espécie Isto , isso, aquilo
. próprio : dá nome a pessoas, cidades, O , a , os , as
países
. concreto : designam os seres propriamente Obs.: Tal , mesmo , semelhante e próprio
ditos , instituições etc. podem também funcionar como
demonstrativos.

1
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

5)relativos : que , quem , onde , o qual , a sem , sob , sobre , trás


qual , os quais , as quais , cujo , cuja , cujos , Temos ainda as locuções prepositivas.
cujas , quanto , quantas , quantos Vejamos algumas:
Abaixo de , acerca de , acima de , a despeito
6)interrogativos : que , quem , qual , quanto de , ao lado de , ao redor de , a par de ,
debaixo de , em cima de , junto a, diante de
7) indefinidos : algum , alguns , alguma , ..............
algumas , alguém , nenhum , nenhuma ,
nenhuns , nenhumas , tudo , todo, toda , IX – CONJUNÇÃO : elementos que servem
todos , todas , outro , outra , outros , outras , para relacionar duas orações ou dois termos
muito , muita , muitos , muitas , pouco, pouca semelhantes da mesma oração.
, poucos , poucas , certo , certa , certos ,
certas , vários, várias , tanto , tanta , tantos , As conjunções dividem-se em
tantas , quanto , quanta , quantos , quantas , COORDENADAS e SUBORDINADAS.
qualquer , quaisquer, cada , cada qual , quem COORDENADAS:
quer que , todo aquele que , seja quem for ,
seja qual for ,etc. 1)aditivas : e , nem
2)adversativas : mas , porém , contudo ,
VI) NUMERAL : cardinais , ordinais , todavia , entretanto
multiplicativos e fracionários 3)alternativas : ou (repetida ou não) , ora ,
quer , seja , nem
. cardinais : dois , cinco , nove , mil 4)conclusivas : logo , então , portanto , pois ,
. ordinais : décimo , nonagésimo , milésimo , por conseguinte , por isso , assim
segundo , vigésimo 5)explicativas : que , porque , pois
. multiplicativos : dobro , triplo , óctuplo
. fracionários : terço , meio SUBORDINADAS:

VII- ADVÉRBIO : é elemento modificador do 1) causais : porque , pois, como , pois que ,
verbo, do adjetivo ou de outro advérbio. já que , uma vez que , visto que , porquanto
2) concessivas : embora , ainda que , apesar
Observam-se advérbios de diferentes de , mesmo que , conquanto , se bem que ,
naturezas: por mais que , por menos que , posto que ,
malgrado , não obstante , em que pese
1)de intensidade: muito, pouco, tão ....... 3) condicionais : se , caso , contanto que ,
2)de afirmação : sim, certamente, sem sem que , desde que , a menos que , a não
dúvida............ ser que
3)de dúvida : talvez, quiçá............ 4) finais : para que , a fim de que , porque( =
4)de lugar : aqui , ali , lá , acolá............. para que)
5)de modo : assim , alegremente , 5) temporais : quando , antes de , depois de
seriamente , à toa........... , até que , logo que , sempre que , assim que
6)de negação : não , de forma alguma , de , todas as vezes que , cada vez que , apenas
modo algum............ , mal
7)de tempo : hoje , ontem , sempre , em 6) consecutivas ; que ( combinada com tanto
breve............. , tão), de forma que , de maneira que , de
8) de companhia : com ele , com ela............ modo que , de sorte que
9)de instrumento : com a faca , com o 7)comparativas : que , do que , quanto ,
serrote........... como , assim como , bem como , que nem
8)integrantes : que e se
VIII- PREPOSIÇÃO : elementos invariáveis 9)conformativas : como , segundo ,
que relacionam dois termos de uma oração. conforme , de acordo com , para
São elas: a , até , após , com , contra , de , 10) proporcionais : à medida que , à
desde , em , entre , para , per , perante , por , proporção que

2
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

X) INTERJEIÇÕES : elemento usado para (A) “É moda dizer que o socialismo fracassou
expressar emoções, reações devido à natureza humana.”
Ex.: Ah! , Oh! , Bis! , Psiu! , Alô! , Ui! , Ai! , (B) “Não há nada mais comunista do que a
Oxalá!............. caneta Bic.”
(C) “você não comprou nem 5% das Bics que
QUESTÕES: usou em sua vida.”
(D) “São socializadas e ninguém se
1-As emoções são tão inerentes ao ser desespera ao ver que sua Bic sumiu”
que, segundo alguns estudiosos, estão (E) “pois tem certeza de que, em meia hora,
inscritas no nosso patrimônio genético.” A outra estará caindo em suas mãos.”
segunda oração do período destacado, em
relação à primeira, expressa, 5-“Pedindo-lhe que estivessem em nossa
sintaticamente, companhia para realizar tudo o que nos
fosse solicitado, ele, de pronto, nos
(A) causa. atendeu.”
(B) tempo. Os itens que apresentam partículas
(C) explicação. grifadas com idêntico valor ao dos termos
(D) consequência. grifados no período, respectivamente, são:
(E) concessão
a)Que haveriam de alcançar o sucesso que
2- Morfologicamente o termo que tem uma há muito almejam, todos sabíamos.
classificação diferente da dos demais b)Aquilo que disse foi julgado mais impróprio
APENAS em que um termo chulo dentro de uma igreja.
c)As ideias defendidas é que, realmente,
(A) “Reação que nos identifica...” levariam a rede de lojas ao progresso a que
(B) “...sabemos que o coração tem razões...” visavam.
(C) “O coração tem razões que a própria d)Disse-lhes, com muita atitude, que era fiel
razão desconhece’.” aos conceitos de honestidade que defendiam.
(D) “...características que são comuns a toda e)Que gostariam de fazer por aqueles que
a humanidade,” . necessitam do amor e da ajuda dos homens?
(E) “...qualidades e defeitos que
enxergamos...” A) A e C.
B) A e D.
3-Os conectivos destacados abaixo C) A e E.
pertencem todos à mesma classe de D) B e E.
palavras, EXCETO um. Assinale-o. E) D e E.

(A) “Quem diz que vai para o escritório...” 6 – Observando a classificação dos termos
(B) “.Ele estava tentando mostrar que a grifados, reconheça a alternativa em que
facilidade em se expressar...” os elementos apresentam idênticos
(C) “A associação que estuda o estresse e valores; respectivamente:
suas formas de prevenção.” “Organizaram-se mutirões e, para
(D) “..Sabe-se que nos Estados Unidos...” tal, abdicou-se de muitos momentos de
(E) “...Conclui-se que temos valores lazer.”
similares...”
A)Rescindiram-se os contratos para que se
4- O valor gramatical do vocábulo que, no evitassem futuros aborrecimentos.
trecho “Há maníacos pela propriedade que B)Passava-se por belíssimos lugares e
colocam tiras de papel no interior da escolhia-se a cidade onde viver.
caneta com seu nome.” é o mesmo que ele C)Ouviam-se os elogios que se faziam aos
apresenta em músicos.
D)Observava-se a competência a que se
aludira durante a avaliação mensal.

3
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

E)Contiveram-se os gastos, cortaram-se por sua vez, é o elo entre Fisco e


passeio e viagens. contribuinte. É de fundamental
importância que esse profissional
7- Reconheça a alternativa em que o termo aprimore seu entendimento tributário,
grifado tem valor distinto dos demais: percebendo sua necessidade. Ratifica-se,
assim, o conceito de que a
(A)Sempre lutamos mais calmos que eles. conscientização tributária pode
(B)Treinaram mais para a final. representar um ponto de partida para a
(C)Havia, sem dúvida, profissionais mais formação cidadã como uma das formas
talentosos naquela equipe. eficazes de atender às demandas sociais,
(D)Fizemos mais perguntas ao jovem que ele. com maior controle sobre a coisa pública.
(E)Posso resolver questões mais complexas As ocorrências do QUE no período acima
que esta. classificam-se, respectivamente, como

8- Assinale a alternativa em que o termo (A) pronome relativo – pronome relativo –


em destaque tem valor semântico distinto pronome relativo
dos demais. (B) pronome relativo – conjunção – conjunção
(C) conjunção – conjunção – conjunção
(A)Já se viu paz por aqui... (D) conjunção – pronome relativo – pronome
(B) Todos já assinaram o relatório? relativo
(C)Quem já preencheu o formulário? (E) pronome relativo – pronome relativo –
(D)Eu já os vi por aqui. conjunção
(E)Os colegas se mostraram solícitos, já o
diretor não lhe deu vez para explicar o que
houvera.

9-Assinale a alternativa em que o termo


grifado pertence à mesma classe do termo
grifado em: “O sim pode não ser tão bom
quanto um não”.

(A)Os brasileiros buscam condições de vida


digna.
(B)Os músicos brasileiros lutam no exterior.
(C)Os carros brasileiros são caríssimos.
(D)Produtos brasileiros são valorizados
naquela região.
(E)Muitos jovens brasileiros estudam no
exterior.

10-Assinale a alternativa em que o termo


grifado pertence à classe diferente dos
demais:

(A)Muitas pessoas chegaram cedo.


(B)Quero poucos convidados estranhos.
(C)Eu teve muito tempo para pensar.
(D)Quem viu aquele filme muito polêmico ?
(E)Lemos pouca coisa sobre aquele autor.

11- Entre a sociedade, a empresa e o


Estado, está o profissional contábil, que,

4
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-D
2-B
3-C
4-C
5-B
6-D
7-D
8-E
9-A
10-D
11-B

5
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

TURMA ISOLADA PONTO A PONTO Aludimos aos problemas da


AULA 7 empresa.
Atenção!
ANÁLISE SINTÁTICA
OBJETO INDIRETO PLEONÁSTICO : Ao
TERMOS DA ORAÇÃO professor, perguntei-lhe a resposta .

Analisar sintaticamente uma oração é 6- COMPLEMENTO NOMINAL : é o elemento


reconhecer a função que cada elemento que completa o sentido de um nome(
assume dentro dela. substantivo, adjetivo, advérbio) , sempre
Vejamos ! com a ajuda de uma preposição.
Ex.: Ele tem necessidade de calma.
1-SUJEITO : é aquele que pratica a ação ou A criança tem carência de afeto.
sobre o qual se diz algo. Ela está sujeita aos desmandos do
Ex.: Chegaram cedo à formatura pais e chefe.
alunos. Votamos favoravelmente ao
Recebeste o prêmio ontem. (tu) projeto.
Aplicaram-se as vacinas. Ele estava disposto a mudanças.

2-PREDICADO : é tudo que se diz sobre o 7- AGENTE DA PASSIVA : é o elemento que


sujeito. pratica a ação verbal em uma oração na voz
Ex.: O candidato fez muitos passiva.
exercícios durante a semana. Ex.: Fomos convidados pelo amigo.
As questões foram avaliadas pelo
3-PREDICATIVO : é o termo que transmite mestre.
ao sujeito um estado, uma qualidade , uma Ele foi recebido pelo diretor.
característica por meio de um verbo de
ligação ( ser, estar, ficar, parecer, 8- APOSTO : é o elemento usado para
permanecer, continuar..) esclarecer , explicar um outro termo.
Ex.: As questões pareciam fáceis. Ex.: Gustavo Kuerten, tenista
Todos chegaram à festa brasileiro campeão, vive em Floripa.
sorridentes. Van Gogh, mestre holandês da
Preocupados, os jogadores pintura , morreu deprimido.
conheciam sua responsabilidade. Comprei vários produtos no
mercado: verduras, legumes , frutas e
4- OBJETO DIRETO : completa o sentido do cereais.
verbo sem ajuda de uma preposição.
Ex.: Eles resolveram as questões. 9- VOCATIVO : é um chamamento.
Recebeste os amigos em casa. Ex.: Pedro, faça a revisão do texto.
Não fique tenso, meu filho.
Atenção! OBJETO DIRETO Senhores, ocupem seus lugares.
PREPOSICIONADO : Ele ama a Deus. /
Bebemos do suco de frutas. Provamos da 10- ADJUNTO ADVERBIAL : é o termo que
sopa. expressa uma circunstância, referindo-se a
um verbo, a um adjetivo ou a um advérbio.
OBJETO DIRETO PLEONÁSTICO Ex.: Ontem, à noite, à entrada do
: O e-mail, li-o várias vezes. teatro, os fãs aguardavam o artista.
As crianças, levei-as ao parque. Hoje, muitos morrem de fome no
mundo.
5- OBJETO INDIRETO : completa o sentido
do verbo com ajuda de uma preposição. 11- ADJUNTO ADNOMINAL : é um termo
Ex.: Necessitam de bons livros. acessório que qualifica , caracteriza um
substantivo.

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Ex.: Os lindos vestidos de seda da A função sintática do termo grifado é:


loja serão exportados. A)objeto indireto
A reação do grupo foi ótima. B)adjunto adnominal
Aquele excelente técnico de futebol C)complemento nominal
treinou muitos atletas do clube. D)Adjunto adverbial

Agora, observe essa diferença: 4-Não se fariam despesas desnecessárias.


A reação do grupo foi ótima. / A reação A função sintática do termos grifado é:
ao grupo foi ótima.
A descoberta de Sabin salvou vidas. / A A)Sujeito
descoberta da vacina salvou vidas. B)objeto direto
A comemoração da equipe foi C)objeto indireto
emocionante. / A comemoração da vitória D)aposto
foi emocionante.
5-Proprietário da fábrica, Pedro não
QUESTÕES: gostaria de demitir funcionários .

1- Dê a função sintática do termo destacado A função sintática dos termos grifados é:


em: “Depressa esqueci o Quincas Borba”. A)aposto, sujeito, adjunto adnominal
B)aposto, sujeito, objeto direto
A)Objeto direto C)predicativo, sujeito, objeto direto
B)Adj. Adverbial D)vocativo, sujeito, objeto direto
C)Adj. Adnominal
D)Objeto indireto 6-Ofereceram-me um almoço e
respeitaram-me a timidez.
2- Observe os termos destacados das A função sintática dos termos grifados é:
opções que se seguem e identifique a
alternativa que apresenta a classificação A)objeto indireto , objeto indireto
correta da função sintática. B)objeto indireto , objeto direto
C)adjunto adnominal , objeto direto
A) III D)objeto indireto , adjunto adnominal
B) I
C) II e III 7-A inversão de valores da sociedade
D) I e III trouxe danos à juventude.
E) II A função sintática dos termos grifados é,
nesta ordem:
•I Sempre esteve acostumada ao luxo.
– objeto indireto A)complemento nominal , adjunto adnominal
•II Naquela época ainda obedecia aos B)complemento nominal , complemento
pais. – objeto indireto nominal
•III Esta roupa não está adequada à C)objeto indireto , adjunto adnominal
ocasião.- adjunto adverbial D)adjunto adnominal , objeto indireto
Observe os termos destacados das 8-Senhores, ocupem seus lugares no
opções que se seguem e teatro.
identifique a alternativa que O valor sintático dos termos é
apresenta a classificação correta respectivamente:
da função sintática.
A)sujeito , objeto direto
3- “Continental 2001 Grand Prix II: Nossa B)aposto , adjunto adnominal
homenagem ao bom gosto da mulher C)vocativo , adjunto adnominal
brasileira”. D)vocativo , objeto direto

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

9-Advertimo-los da possível multa – motivo


de revolta de vários clientes.
A função sintática dos termos é ,
respectivamente:

A)objeto direto , objeto indireto , aposto


B)objeto direto , objeto indireto , adjunto
adverbial
C)objeto indireto , objeto indireto , aposto
D)objeto direto , adjunto adverbial , aposto

10-Assinale os termos grifados que


apresentam idêntica função sintática:

A-condução das crianças


B-redução dos gastos
C-comemoração dos atletas
D-produção do vinho
E-atuação dos atores

A)A , B , C e E
B)A , B e D
C)A , B , C e D
D)C , D e E

11-Reconheça a função sintática dos


termos:
Os atletas foram dispensados pelo
treinador pela indisciplina durante o treino.

pA)agente da passiva , adjunto adnominal


B)adjunto adnominal , agente da passiva
C)adjunto adverbial , adjunto adverbial
D)agente da passiva , adjunto adverbial

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Gabarito:

1-B
2-E
3-C
4-A
5-B
6-D
7-A
8-C
9-A
10-B
11-D

www.cers.com.br 4
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

PONTUAÇÃO PONTUAÇÃO

Um homem rico, sem filhos, sentindo que Relembremos algumas regras básicas de
morreria logo, pediu papel e caneta e pontuação!
escreveu assim: Duas são as regras básicas de pontuação:

“DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ NÃO A 1-não se separa sujeito de seu predicado por
MEU SOBRINHO JAMAIS SERÁ PAGA A vírgula;
CONTA DO MORDOMO NADA DOU AOS 2-não se separa verbo de seus objetos por
POBRES”. vírgula.
Vejamos agora cada um dos sinais de
O moribundo não teve tempo de pontuar o pontuação:
texto e morreu.
Eram quatro os concorrentes. Chegou o 1-Ponto – marca o final da frase
sobrinho e fez estas pontuações numa cópia Ex.: Não se podem admitir tais atitudes
do bilhete: preconceituosas.

“DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ? NÃO! 2-Vírgula – tem várias funções na língua:
A MEU SOBRINHO. JAMAIS SERÁ PAGA A - separa elementos de uma enumeração
CONTA DO MORDOMO. NADA DOU AOS Ex.: Lá se viram telas, esculturas , livros,
POBRES.” peças de artesanato.
- separa elemento pleonástico
A irmã do morto chegou em seguida com Ex.: Os carros, devemo-los dirigir com
outra cópia do testamento e pontuou assim: cautela.
A joia de família, guardamo-la com
“DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ. NÃO A carinho.
MEU SOBRINHO. JAMAIS SERÁ PAGA A - separa orações coordenadas
CONTA DO MORDOMO. NADA DOU AOS Ex.: Sempre os visito, porém não os
POBRES.” discrimino por ficarem longe.
Eles estiveram aqui, pois a janela
Apareceu o mordomo, pediu uma cópia do estava aberta
original e fez estas pontuações: - isola aposto
Ex.: Nelson Rodrigues, famoso
“DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ? NÃO! dramaturgo, sempre causou grande polêmica.
A MEU SOBRINHO? JAMAIS! SERÁ PAGA A Aquelas crianças tinham um objetivo
CONTA DO MORDOMO. NADA DOU AOS maior com sua ida à escola, um prato de
POBRES.” comida.
- isola vocativo
Um juiz estudava o caso, quando chegaram Ex.: Senhor, aguarde sua vez na fila.
os pobres da cidade. Um deles, mais sabido, Tragam os brinquedos para cá,
tomou outra cópia do testamento e pontuou crianças!
deste modo: - isola adjunto adverbial deslocado
Ex.: Ontem à noite, por volta das vinte
“DEIXO MEUS BENS À MINHA IRMÃ? NÃO! horas, vi-os chegar.
A MEU SOBRINHO? JAMAIS! SERÁ PAGA A Sem pudores, com grande talento, a
CONTA DO MORDOMO? NADA! DOU AOS jovem atriz entrou no palco com grande
POBRES.” alegria e orgulho.
- indica supressão de uma palavra (
A vida é assim! Nós a pontuamos, geralmente um verbo)
e isso faz a diferença!! Ex.: Pedi pastéis de queijo; ele,
camarão.
Assisti ao filme americano; ele, ao
italiano.

1
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

3-Dois Pontos – têm várias funções na língua: 1-“Em meados de junho, a nova-iorquina
Rebecca Moore, 52 anos, esteve no Brasil
- introduzem citações pela primeira vez.”
Ex.: Um dia , Mário Quintana disse: “O As opções abaixo reestruturam a sentença
segredo não é correr atrás das borboletas; é acima, mantendo o mesmo sentido e
cuidar do jardim para elas venham até você”. pontuação adequada, EXCETO uma.
- introduzem enumerações Assinale-a.
Ex.: Visitamos várias cidades da Itália:
Roma, Veneza, Milão e Florença . (A) Em meados de junho, pela primeira vez, a
- introduzem orações que explicam o nova-iorquina Rebecca Moore, 52 anos,
enunciado anterior esteve no Brasil.
Ex.: Foi demitido após dois meses da (B) Esteve no Brasil pela primeira vez, em
admissão : faltava muito. meados de junho, a nova-iorquina Rebecca
Certamente choveu muito durante Moore, 52 anos.
a madrugada: as ruas estavam alagadas. (C) A nova-iorquina Rebecca Moore, 52 anos,
esteve, pela primeira vez, em meados de
4- Ponto-e-vírgula – tem várias funções na junho, no Brasil.
língua (D) A nova-iorquina Rebecca Moore, 52 anos,
- separa divisões bem marcadas entre esteve no Brasil em meados de junho, pela
uma ideia e outra primeira vez.
Ex.: No sótão, encontrei brinquedos (E) A nova-iorquina Rebecca Moore, 52 anos
velhos ; na garagem, roupas e ferramentas. pela primeira vez, esteve no Brasil em
- separa orações com sentido oposto meados de junho.
Ex.: Ele aspirava à riqueza ; ela , à
paz . 2-De acordo com as regras de pontuação,
assinale o enunciado que está pontuado
5- Parênteses - incluem informação extra corretamente.
(uma reflexão , uma explicação, um
comentário do autor) (A) Os níveis de violência, nos grandes
Ex.: Recebi-os muito bem (até melhor do centros urbanos suscitam reações.
que poderia imaginar) em minha casa. (B) O combate à violência é necessário pois,
Sabíamos tudo (coreografia, cada vez há mais vítimas desse fenômeno.
iluminação, vestuário) que eles decidiriam (C) É possível mobilizar, pois, diferentes
durante a reunião. setores no combate à violência.
(D) É possível por conseguinte, mobilizar
6- Aspas – diferentes setores no combate à violência.
- introduzem citações (E) Há, a presença da violência em todas as
- evidenciam palavras estrangeiras, classes sociais e faixas etárias.
neologismos , arcaísmos , gírias
Ex.: O episódio do “mensalão” ainda é 3-Assinale o trecho que apresenta
motivo de vergonha na política. pontuação adequada de acordo com as
Não nos informaram sobre o normas da língua culta.
“overbooking”.
(A) T. Watson, o legendário presidente da
7- Travessão –tem vários usos na língua IBM, marcava reuniões para começar em
- representa , nos diálogos, a mudança horas quebradas, como 1h 58min. Quem
do interlocutor chegasse depois pagava uma multa
- isola aposto proporcional aos minutos de atraso.
- isola expressões explicativas (B) T. Watson, o legendário presidente da
- isola orações adverbiais IBM, marcava reuniões para começar em
horas quebradas: como 1h 58min; quem
QUESTÕES: chegasse depois pagava uma multa,
proporcional, aos minutos de atraso.

2
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(C) T. Watson, o legendário presidente da sonegadores, e os corruptos ao povo


IBM, marcava reuniões para começar em brasileiro, com os quais, se indigna o
horas quebradas: como 1h 58min, quem motorista.
chegasse depois pagava uma multa (E) Embora concorde em parte, com o
proporcional aos minutos de atraso. motorista, o autor não deixa de notar, que
(D) T. Watson o legendário presidente da este age em contradição, com o que fala.
IBM, marcavam reuniões para começar, em
horas quebradas como 1h 58min. Quem 6-A exclusão ou inclusão de vírgula(s)
chegasse depois, pagava uma multa alterou o sentido da seguinte frase do
proporcional aos minutos de atraso. texto:
(E) T. Watson o legendário presidente da IBM
marcava reuniões, para começar em horas (A) Ali, será conservada na geladeira uma
quebradas como 1h 58min; quem chegasse parte dos olhos tirados de pessoas que
depois pagava uma multa proporcional aos acabam de morrer (...).
minutos de atraso. (B) Os cegos, que são capazes de distinguir a
claridade, poderão, em muitos casos, ter vista
4- A mudança na pontuação mantém o perfeita (...).
sentido da frase original, preservando a (C) Instalou-se ontem no Rio um banco de
norma-padrão da língua, em: olhos.
(D) (...) estimo que seja feliz em suas visões e
(A) “Nesta trepidante cultura nossa, da veja sempre coisas que a façam alegre.
agitação e do barulho, gostar de sossego é (E) O jornal não diz de quem eram os olhos
uma excentricidade.” / Nesta trepidante com que, hoje, vê a moça Isabel (...).
cultura nossa, da agitação e do barulho gostar
de sossego é uma excentricidade. 7-O período cuja pontuação está
(B) “algumas que não combinam conosco inteiramente correta é:
nem nos interessam.” / algumas que não
combinam conosco, nem nos interessam. (A) Não sendo político, um ator não deveria
(C) “Quem não corre com a manada jamais candidatar- se a qualquer cargo
praticamente nem existe,” / Quem não corre, segundo julga a maioria dos eleitores que
com a manada praticamente nem existe, assim, manifestam seu preconceito.
(D) “disparamos sem rumo – ou em trilhas (B) Nômades, por um lado, devassos por
determinadas – feito hamsters (...) / outros: é com tais imputações que se
disparamos sem rumo ou em trilhas revelam, os preconceitos que, alimentamos
determinadas feito hamsters em relação aos atores.
(E) “Estar sozinho é considerado humilhante,” (C) De todas as afirmações feitas no texto a
/ Estar sozinho, é considerado humilhante. que mais impressionou é a de que somos
todos, atores, em virtude do fingimento pelo
5-Está inteiramente correta a pontuação da qual acabamos por regular nosso
frase: comportamento no cotidiano.
(D) Ao se referir ao nosso absenteísmo, está
(A) Podem os espíritos ser nobres mas, se a o autor aludindo à nossa inércia, à
carne é fraca, aquela nobreza sem dúvida, acomodação política a que nos entregamos,
deixará de ter consequências práticas. mesmo nos momentos que exigem uma
(B) Já que nada volta para a gente não decisiva participação.
adianta mesmo pagar; eis a conclusão a que (E) Sendo a democracia, ao mesmo tempo
chegou, o motorista, com quem conversava o um regime de decisão pessoal, e de
autor do texto. representação coletiva, suscita entre os
(C) Sonegadores e corruptos são, não há o eleitores, uma notável ambivalência na hora
que discutir, inimigos do povo brasileiro, pois de se decidirem.
só pensam em seus interesses particulares.
(D) São vultosos os prejuízos, que causam os 8-Considere as seguintes frases:

3
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

I. Tenho sempre saudades dos tios, que tanto


fizeram por mim. 11- Está inteiramente correta a pontuação
II. Ela me passou as informações, apenas, da frase:
necessárias para a inscrição no concurso.
III. Durante o dia todo, ela ficou se lastimando (A) Nesse caso, a suposta “insubordinação
por não haver cumprido a promessa. mental” do jovem, bem poderia ter sido
entendida como de fato uma legítima
A supressão de vírgula(s) altera o sentido manifestação de seu amor-próprio.
do que está em (B) Esse mestre de Português, do jovem
Drummond, acabou por lhe dar em vez de
(A) I, II e III. uma nota alta, uma lição inesquecível de
(B) I e II, somente. grande injustiça.
(C) I e III, somente. (C) Houve grande dignidade, na reação do
(D) II e III, somente. jovem quando descontente com a fala do
professor, insurgiu-se contra o mestre.
9-A supressão da(s) vírgula(s) implicará (D) A questão do que é ou do que não é justo
alteração de sentido na frase: não constitui, exclusivamente, um problema
dos filósofos ou juristas, pois concerne à
(A) Ao longo das últimas décadas, as obras prática de todos.
de Umberto Eco vêm ganhando mais e mais (E) A medida extrema da expulsão foi,
respeitabilidade. segundo Drummond decisiva, para que ele a
(B) Umberto Eco homenageia os cientistas, partir de então deixasse de crer na justiça dos
que combatem o obscurantismo homens.
fundamentalista.
(C) O grande pensador italiano, Umberto Eco, 12-Considere as seguintes frases:
homenageia em seu texto a atitude de um
grande cientista. I. O editorial calou fundo nos pesquisadores
(D) Na atitude de Stephen Hawking, há uma americanos, que a ele reagiram com firmeza.
grandeza que todo cientista deveria imitar. II. O povo cubano deve decidir, por si mesmo,
(E) Não há como deixar de reconhecer, no se precisa ou não de ajuda externa.
texto de Humberto Eco, uma homenagem a III. Ofertas de auxílio podem ser
Stephen Hawking. constrangedoras, quando não solicitadas.

10- Está inteiramente correta a pontuação A eliminação da(s) vírgula(s) altera o


da seguinte frase: sentido SOMENTE do que está em

(A) Implícito na simplificação sistemática da (A) I.


realidade, está o desrespeito aos eleitores, (B) II.
que são o alvo costumeiro, da retórica (C) III.
eleitoral. (D) I e II.
(B) É lamentável que candidatos socialistas, a (E) II e III
exemplo de Mitterrand, se deixem levar pela
convicção de que, em nosso mundo tão 13-Está inteiramente adequada a
complexo, o messianismo faça sentido. pontuação da seguinte frase:
(C) As fórmulas simplificadoras são: se eu
estou certo o senhor está errado; somente eu, (A) Na Turquia que continua a negar, que
tenho a solução, entusiasmem-se pois haja cometido genocídio, a premiação de
comigo. Pamuk, com o Nobel de Literatura ganhou
(D) Quando se reúnem, os moradores de vila extraordinária repercussão.
costumam discutir, tanto os problemas que os (B) Teria sido melhor que, os deputados
afligem como as soluções que devem brotar, franceses, não houvessem enviado um
dessa discussão. projeto que, indubitavelmente, em nada
colabora, para o direito à livre expressão.

4
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

(C) Ganhador do Nobel o escritor Orhan


Pamuk, é, na Turquia um dos escritores que
vêm questionando o status quo da política
nacional, incluindo-se aí, a questão armênia.
(D) Se é inquestionável, o fato de ter ocorrido
uma “limpeza étnica”, é também
inquestionável, o fato de que o governo turco
faça tudo para apagá-la da história.
(E) Negar um crime é cometer outro, com o
agravante de que tendemos, quase sempre, a
repetir os erros que, na cegueira nossa,
afirmamos jamais haver cometido.

14-A frase corretamente pontuada é

(A) Para proteger, os animais especialmente


os silvestres que são cobiçados, por seu valor
comercial formaram-se grupos de
empresários que se uniram, aos
ambientalistas.
(B) Para proteger os animais especialmente
os silvestres, que são cobiçados por seu valor
comercial formaram-se, grupos de
empresários, que se uniram aos
ambientalistas.
(C) Para proteger os animais, especialmente
os silvestres, que são cobiçados por seu valor
comercial, formaram-se grupos de
empresários que se uniram aos
ambientalistas.
(D) Para proteger os animais, especialmente,
os silvestres que são cobiçados por seu valor
comercial, formaram-se grupos, de
empresários que se uniram aos
ambientalistas.
(E) Para, proteger os animais especialmente
os silvestres, que são cobiçados, por seu
valor comercial formaram-se, grupos de
empresários que se uniram, aos
ambientalistas.

5
www.cers.com.br
ISOLADA PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-E
2-C
3-A
4-B
5-C
6-B
7-D
8-B
9-B
10-B
11-D
12-A
13-E
14-C

6
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

TURMA ISOLADA PONTO A PONTO -


CERS - 2015 - AULA 9 A) Vão aqui os demais itens.
B) É necessária a paciência nessas horas.
CONCORDÂNCIA - QUESTÕES C) Fazem dois anos que se mudaram para lá.
D) Deve haver muitos galhos quebrados, após
1-As regras da concordância verbal foram a enxurrada.
plenamente seguidas em: E) Os Estados Unidos são uma nação
poderosa?
A) Efetivamente, falta, à polícia atual,
instrumentos eficazes de trabalho. 5- Em: “Todas essas histórias falam de
B) Já faz mais de trinta anos que a sociedade personagens rejeitados...“ ,a concordância
sonha com mudanças no sistema policial. nominal está correta. A alternativa em que
C) O processo de mudanças nas corporações o mesmo NÃO acontece é:
policiais exigem cautela da sociedade.
D) Cada um de nós precisamos ter consciência A) Ela estuda as literaturas portuguesa,
de nossos direitos, garantidos na Constituição. brasileira e africana.
E) Na década de 80, não haviam condições B) Será proibido permanência de pessoas
sociais favoráveis às mudanças na polícia. estranhas ao local.
C) Redigiram ofício e memorando extensos.
2-Assinale a frase correta em relação à D) Os resultados foram o mais corretos
concordância dos verbos : possíveis.
E) Eram antigos a bolsa e o sapato.
A) Embora se trate de pessoas bem
intencionadas, houveram fortes indícios de 6-Na passagem: “...o leite pela primeira vez
que participaram de negócios ilícitos. coalhou.” ,a concordância verbal está
B)Todos os comerciantes da região estão perfeita e a opção abaixo em que tal
desanimados, pois fazem quase quinze dias correção NÃO existe é:
que só chove.
C) Após a apresentação das bandas deverá A) Reclamou do acordo proposto o diretor e o
haver leilões de animais e automóveis. assistente.
D) Feita a acareação dos réus, mantém-se as B) Entregamos o exercício tua prima, minha
acusações inicialmente formuladas. irmã e eu.
C) A maioria dos presentes aplaudiu o
3-Em qual das alternativas abaixo está espetáculo.
correta a concordância verbal? D) Quais de nós sairá mais cedo amanhã?
E) Foste tu que me ensinaste a lição.
a) O povo, com auxílio da mídia, atrapalham o
andamento do caso. 7-No trecho: “E comecei a sentir falta das
b) Fala-se de opiniões públicas, mas não de pequenas brigas...” ,a concordância
bons argumentos. nominal está correta e a alternativa abaixo
c) O problema dos relatos jornalísticos em que se verifica a mesma correção é:
veiculados residem na abordagem
sensacionalista dos fatos. A) Leu uma e outra crônica.
d) As punições severas tratam-se de medidas B) Aquelas pessoas são surdo-mudas.
cabíveis no combate à impunidade. C) Viviam isolados, completamente só naquela
e) Devem haver lugares mais pacíficos que o região.
Polo Norte. D) Vai anexo a declaração solicitada.
E) Vimos filmes o mais românticos possíveis.
4-Em: “...Na infância, as meninas se
contentam com as roupinhas da Barbie ...”, 8-A concordância verbal está correta em:
percebe-se perfeita concordância verbal, o “Era simples a casa.” O item a seguir que
que NÃO se pode afirmar, entretanto, da apresenta erro de concordância verbal é:
alternativa: A) Saímos cedo da escola ele, a tia e eu.

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

B) Tanto o aluno como o professor haviam 11-Quanto às normas de concordância


presenciado a desavença. verbal, a frase inteiramente correta é:
C) Nem o temor, nem a prudência fizeram com
que ele partisse. (A) O que marcou a gestão de Graciliano
D) A maioria dos candidatos acertou a Ramos não foi, propriamente, os atos
questão. administrativos, mas as qualidades de seu
E) Mais de um cliente reclamaram dos preços. memorável relatório.
(B) Não são de praxe, nos documentos oficiais,
9-Das modificações feitas abaixo na virem combinados atributos como o da
redação da oração “a maioria dos concisão e o da objetividade.
economistas considera necessário que o (C) Quando se pensam nas linguagens e nos
país caminhe para a faixa de 25%” ,aquela ofícios, é comum considerar que devam haver
em que a concordância está INCORRETA, entre eles marcas estilísticas de alta
de acordo com as normas da língua culta, especialização.
é: (D) Mesmo às emoções mais inflamadas de
um litígio pode dar vazão a uma linguagem
A) A maioria dos economistas consideram clara e objetivamente contundente.
necessário o país caminhar para a faixa de (E) Aquele a quem não importa, em nenhum
25%. momento, as virtudes da concisão e da
B) Grande parte dos economistas considera objetividade, só resta derramar-se em mau
necessária uma nova faixa de investimentos estilo.
em torno de 25%.
C) Metade dos economistas consideram 12-Assinale a alternativa incorreta.
necessário novas medidas que levem o país a
caminhar para a faixa de 25%. a)Os soldados ficaram sós no meio da
D) Um entre dez economistas considera que multidão quando foi anunciada a revolta.
são necessárias ao país as medidas que b) Elas mesmo ficaram embasbacadas diante
permitam caminhar para a faixa de 25%. do problema.
E) Não só os economistas, mas também os c)Quando voltamos da feira, descobrimos que
empresários, consideram necessário o país só havia compotas ou frutas estrangeiras em
caminhar para a faixa de 25%. nossa relação de compras.
d)Os fiéis que foram à igreja ficaram
10-Para cumprimento das normas de estupefatos diante do maravilhoso discurso e
concordância verbal, será necessário eloquência do Pe. Antônio Vieira.
CORRIGIR a frase: e)Lá havia somente casas e corações abertos
a ele.
(A) Atribui-se aos esquemas de construção
das fábulas populares a capacidade de 13-As normas de concordância verbal
representarem profundos anseios coletivos. estão plenamente respeitadas em:
(B) Reserva-se a pobres camponeses, nas
fábulas populares, a possibilidade de virem a (A) Costumam haver nas pessoas
se tornar membros da realeza. extrovertidas traços marcantes de timidez.
(C) Aos desejos populares de ascensão social (B) Não se devem imputar aos muito tímidos a
correspondem, em algumas das fábulas culpa por sua notoriedade.
analisadas, a transformação de pobres em (C) Não deixam de ocorrer a um tímido as
príncipes. vantagens de sua timidez.
(D) Prosperam no fundo do inconsciente (D) Interessam a certos extrovertidos encobrir
coletivo incontáveis imagens, pelas quais se aspectos de sua timidez.
traduzem aspirações de poder e de justiça. (E) O fato de serem tímidas não impossibilitam
(E) Não cabe aos leitores abastados avaliar, as pessoas de serem notadas.
em quem é pobre, a sensatez ou o descalabro
das expectativas alimentadas. 14-O verbo entre parênteses deverá
flexionar-se, obrigatoriamente, numa forma

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

do plural, para preencher de modo correto da natureza deve trazer lucros promissores
a lacuna da frase: para as empresas.
(E) Deveria ser divulgado claramente os
(A) ___________-lhes (parecer) justo que as princípios que norteiam as atividades
instituições sejam manipuláveis? empresariais, como diretriz para orientar os
(B) Eles, a quem nenhuma instituição jamais consumidores.
_________ (impor) quaisquer restrições, são
os que mais reclamam.
(C) Caso não se ___________ (assegurar) às
minorias o direito de se expressarem, as
maiorias acabarão exercendo um poder
totalitário.
(D) Se não ________ (vir) a ocorrer, em
qualquer sociedade, tantos desmandos
institucionais, não haveria a necessidade de
tantos organismos de fiscalização.

15- O verbo entre parênteses deverá


flexionar-se numa forma do plural para
preencher corretamente a lacuna da frase:

(A) Ainda em nossos dias _________


(parecer) transpirar daqueles velhos álbuns de
fotografias um aflitivo anseio de perenidade.
(B) Não se _________ (esboçar) nas
fisionomias graves dos cerimoniosos
retratados qualquer vestígio de sorriso.
(C) À esmagadora maioria das fotos
_________ (caber) o destino de um rápido e
definitivo esquecimento.
(D) O que mais _________ (divertir) os milhões
de fotógrafos amadores é a facilidade de
produção e exclusão de fotos.
(E) _________ (despontar) em cada época
não apenas novidades técnicas, mas novos
modos de compreensão do mundo.

16-A concordância verbal e nominal está


inteiramente correta na frase:

(A) Chegou ao fim as campanhas voltadas


para a reciclagem de materiais nas cidades
escolhidas no projeto-piloto.
(B) A conscientização dos moradores daquela
área contaminada pelos resíduos tóxicos
acabaram surtindo bons resultados.
(C) Muitos consumidores se mostram
engajados na luta pela sustentabilidade e
traduzem seu compromisso em tudo aquilo
que compram.
(D) Atitudes firmes e claras voltadas para a
sustentabilidade na exploração dos recursos

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-B
2-C
3-B
4-C
5-D
6-D
7-A
8-E
9-C
10-C
11-A
12-B
13-C
14-D
15-E
16-C

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

LÍNGUA PORTUGUESA Ex.: Nem um nem outro compareceu OU


compareceram à reunião.
CONCORDÂNCIA VERBAL Nem um nem outro saiu OU saíram
cedo.
Vejamos as principais regras de
concordância verbal! 6-PARTE DE , A MAIORIA DE , A MAIOR
PARTE DE , GRANDE PARTE DE:
1-A regra básica é , sem dúvida, a de que o
verbo concorda com o sujeito. Ex.: A maioria das clientes reclamou do
Ex.: Advogado e clientes lutaram por uma cabelo.
vitória justa.
A maioria das clientes reclamaram do
Observe, entretanto, que, quando cabelo.
temos um sujeito posposto (sujeito depois Grande parte dos torcedores vaiou o
do verbo), podemos concordar com todos árbitro.
os elementos do sujeito ou com o mais Grande parte dos torcedores vaiaram
próximo. o árbitro.

Veja!! Ex.: Lutaram por uma vitória justa 7-UM DOS QUE :
advogado e clientes. Ele é um atores que recebeu OU receberam
Lutou por uma vitória justa o prêmio.
advogado e clientes. Ele foi um dos que mais lutou OU lutaram
pela reforma.
2-Sujeito composto por pessoas verbais Há uma preferência pelo plural
distintas devido à concordância com o sujeito “que”.
Ex.: Eu , tu e eles traduzimos os textos.
Tu e teu pai sabereis o que fazer. OU 8-QUAL DE NÓS , QUAL DE VÓS , QUAL DE
Tu e teu pai saberão o que fazer. ( Nessa VOCÊS
construção, aceitam-se as duas formas, Qual de vós soube a data da festa primeiro?
devido ao quase desuso do pronome VÓS Qual de nós poderá faltar amanhã?
no Português contemporâneo) Qual de vocês trará o bolo?
Se usarmos a forma QUAIS, poderemos
3-Sujeito composto por elementos flexionar o verbo na 2ªpessoa do plural
sinônimos ou que sugerem gradação: (vós) ou na 3ªpessoa do plural(vocês).
Ex.: O medo , o temor, o pavor bloquearam Quais de vós fareis o relatório?
OU bloqueou a criatividade da equipe. Quais de vós farão o relatório?
O sorriso, o riso, a gargalhada
contagiou OU contagiaram a plateia. 9-Sujeito composto com elementos ligados
por OU:
4-Sujeito representado por expressões Ex.: Rio ou São Paulo fará OU farão parte
fracionárias: do meu roteiro de viagem.
Ex.: Dez por cento da equipe viajou OU Rio ou São Paulo sediará o último jogo
viajaram. da Copa.
(Concorda-se com o numerador da fração , Pedro ou João jogará amanhã OU
dez, ou com o complemento ,equipe) jogarão amanhã.
Um por cento dos candidatos Pedro ou João substituirá o goleiro em
acertou OU acertaram a questão . caso de contusão.
Um por cento da turma chegou
cedo. 10-QUE / QUEM
Trinta por cento dos erros aconteceram Ex.: Fui eu QUE cheguei cedo.
por desatenção. Fomos nós QUE trouxemos o
5-Nem um nem outro carro.

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Quando usamos QUE, devemos 15-MAIS DE UM


concordar com o termo que o antecede. Usa-se o verbo no singular.
Ex.: Fui eu QUEM cheguei / Ex.: Mais de um deputado
chegou cedo. desrespeitou os eleitores.
Fomos nós QUEM trouxemos Mais de um torcedor foi ao
/ trouxe o carro. estádio.
Obs.: Quando o verbo da oração expressa
Quando usamos QUEM , podemos RECIPROCIDADE, usamos o plural. Veja!!
concordar com o termo que o antecede ou Ex.: Mais de um torcedor
com a terceira do singular. abraçaram-se após o gol.
Mais de um deputado
11-SOAR / BATER / DAR agrediram-se no plenário.
O verbo deverá concordar com a
expressão numérica. 16-Algum de nós / Alguns de nós
Ex.: Deram cinco horas quando o Ex.: Algum de nós chegará atrasado .
ator chegou. Alguns de nós chegarão OU
Bateram oito horas quando ela chegaremos atrasados.
dormiu
CONCORDÂNCIA NOMINAL
Agora, atenção!
Façamos uma breve revisão de alguns
Deu oito horas o relógio da escola. pontos da Concordância Nominal:
Bateu seis horas o sino da igreja.
1-Substantivos + Adjetivo :
12-VERBO FAZER indicativo de tempo Ex.: O pai e as filhas emocionados
decorrido é invariável. comemoraram a vitória.
Ex.: Faz dez meses que estou O pai e as filhas emocionadas
aqui. comemoraram a vitória.
Fará dois anos que não o Observe que podemos fazer a
vejo. concordância com ambos os elementos ou
só com o mais próximo(filhas). Há,
13-VERBO SER : entretanto, mudança de sentido.
Ex.: Tudo era emoções em sua
vida. 2-Substantivo + Adjetivos:
Tudo eram emoções em sua Ex.: A mulher brasileira e americana ...
vida. A mulher brasileira e a americana ...
As esperanças da equipe era As mulheres brasileira e americana ...
Carlos, o grande artilheiro. As mulheres brasileiras e americanas
O que há de bom na empresa ...
és tu. As mulheres brasileiras e a americana
Hoje é dia 10 de agosto. ...
Hoje são dez de agosto.
3-Um e outro / Nem um nem outro
14-VERBO PARECER + INFINITIVO: Ex.: Um e outro autor brilhantes
Ex.: As crianças parecem saber Nem um nem outro assunto
tudo. polêmicos
As crianças parece saberem
tudo. 4-Bastante
Os policiais pareciam Ex.: Os candidatos pareciam bastante
entender a situação. seguros.
Os policiais parecia Nesta frase, o termo assume papel de
entenderem tudo. advérbio (muito).

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Não esqueça que ADVÉRBIOS são palavras Recebi prêmios os mais valiosos
invariáveis. possíveis.
Os candidatos tinham bastantes Recebi prêmios o mais valiosos
dúvidas. possível.
Nesta frase, o termo assume papel de
pronome ( =muitos). 10-A olhos vistos
Pronomes concordam com o termo a que Ex.: Ele engordava a olhos vistos.
se referem. O país se desenvolvia a olhos
vistos.
5-Próprio , só , salvo , incluso , quite , 11-Haja vista
mesmo Ex.: Haja vista o desemprego,
Quando usadas como adjetivos, estava preocupado.
concordam com o termo a que se referem. Haja vista os problemas da
Ex.: Eles próprios fizeram a comida. empresa, não se ausentaria agora.
Eles estavam sós em casa.
Salvos os documentos, ficamos mais 12-Pseudo
tranquilos. Ex.: As pseudoartistas foram o
As crianças mesmas preparavam fracasso do filme.
suas merendas. O pseudopintor julgava-se um
As joias inclusas eram as mais mestre.
valiosas.
Finalmente, os inquilinos estavam 13-Proibido / necessário ....
quites com o condomínio. Ex.: É proibido entrada em sala
Salvo alguns poucos convidados mais sem camisa.
polidos, os demais saíram sem se despedir É proibida a entrada em sala
dos anfitriões. sem camisa.
Só ela não comemorou a vitória. É necessário aquisição de
equipamentos modernos.
6-Grão / leso É necessária a aquisição de
Grão só apresenta flexão de gênero. equipamentos modernos.
Ex.: Os grão- mestres da ordem....
A grã-mestra da ordem ... 14-Numerais + substantivo
Leso flexiona-se em gênero e número. Ex.: A primeira e a segunda aula
Ex.: Ele cometeu crime de lesa-arte. A primeira e a segunda aulas
Eles cometeram crime de lesas-pátrias,
concordando com o termo a que se refere. 15-Cores
Cores normalmente são adjetivos e
7-Alerta é invariável. devem , portanto, concordar com os
Ex.: Os policiais permaneceram alerta. substantivos a que se referem.
Ex.: As blusas amarelas estão aqui.
8-Tal qual Comprei casacos marrons.
Cada termo concorda com o elemento a que Os vestidos brancos e as
se refere. blusas pretas são de seda.
Ex.: O filho é simpático tal qual o pai. Atenção a algumas cores que são
Os filhos são simpáticos tais quais os originalmente substantivos. Essas são
pais. usadas de forma invariável.
A menina é risonha tal quais os pais. Ex.: Comprei duas blusas rosa.
Ele vendeu os ternos cinza de
9-O mais possível / os mais possíveis... que não gostava.
Ex.: Visitei cidades as mais lindas Os vestidos abóbora não
possíveis. fizeram sucesso entre a clientela.
Visitei cidades o mais lindas possível. As paredes mostarda ficaram
lindas.

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Observe , agora, como fazer o plural


das cores compostas.
Blusa azul-marinho ------- blusas azul-
marinho
Casaco verde-musgo -------- casacos verde-
musgo
Vestido amarelo-ouro -------- vestidos
amarelo-ouro
Almofada branco-gelo -------- almofadas
branco-gelo
Parede vermelho-sangue -------- paredes
vermelho-sangue
Cortina verde-água -------- cortinas verde-
água

Atenção, agora, aos adjetivos CLARO


e ESCURO !
Blusa verde-clara ------ blusas verde-
claras
Terno azul-escuro ------ ternos azul-escuros
Saia amarelo-clara ------- saias amarelo-
claras
Parede verde-escura ------- paredes verde-
escuras

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

TURMA PONTO A PONTO - CERS - 2015


AULA 12

CONJUGAÇÃO VERBAL

Vejamos a conjugação dos verbos PÔR, TER e VIR.


Deles derivam muitos outros e, se você conhecer a conjugação completa desses verbos, saberá
conjugar todos os demais.

MODO INDICATIVO

PRESENTE

Eu ponho tenho venho


Tu pões tens vens
Ele põe tem vem
Nós pomos temos vimos
Vós pondes tendes vindes
Eles põem têm vêm

PRETÉRITO IMPERFEITO

Eu punha tinha vinha


Tu punhas tinhas vinhas
Ele punha tinha vinha
Nós púnhamos tínhamos vínhamos
Vós púnheis tínheis vínheis
Eles punham tinham vinham

PRETÉRITO PERFEITO

Eu pus tive vim


Tu puseste tiveste vieste
Ele pôs teve veio
Nós pusemos tivemos viemos
Vós pusestes tivestes viestes
Eles puseram tiveram vieram

PRETÉRITO MAIS- QUE – PERFEITO

Eu pusera tivera viera


Tu puseras tiveras vieras
Ele pusera tivera viera
Nós puséramos tivéramos viéramos
Vós puséreis tivéreis viéreis
Eles puseram tiveram vieram

FUTURO DO PRESENTE

Eu porei terei virei


Tu porás terás virás
Ele porá terá virá
Nós poremos teremos viremos

www.cers.com.br 1
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Vós poreis tereis vireis


Eles porão terão virão

FUTURO DO PRETÉRITO

Eu poria teria viria


Tu porias terias virias
Ele poria teria viria
Nós poríamos teríamos viríamos
Vós poríeis teríeis viríeis
Eles poriam teriam viriam

*************************

MODO SUBJUNTIVO

PRESENTE

Que eu ponha tenha venha


Que tu ponhas tenhas venhas
Que ele ponha tenha venha
Que nós ponhamos tenhamos venhamos
Que vós ponhais tenhais venhais
Que eles ponham tenham venham

PRETÉRITO IMPERFEITO

Se eu pusesse tivesse viesse


Se tu pusesses tivesses viesses
Se ele pusesse tivesse viesse
Se nós puséssemos tivéssemos viéssemos
Se vós pusésseis tivésseis viésseis
Se eles pusessem tivessem viessem

FUTURO

Quando eu puser tiver vier


Quando tu puseres tiveres vieres
Quando ele puser tiver vier
Quando nós pusermos tivermos viermos
Quando vós puserdes tiverdes vierdes
Quando eles puserem tiverem vierem

*********************

MODO IMPERATIVO

AFIRMATIVO

Põe tu tem tu vem tu


Ponha você tenha você venha você
Ponhamos nós tenhamos nós venhamos nós
Ponde vós tende vós vinde vós

www.cers.com.br 2
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

Ponham vocês tenham vocês venham vocês

NEGATIVO

Não ponhas tu não tenhas tu não venhas tu


Não ponha você não tenha você não venha você
Não ponhamos nós não tenhamos nós não venhamos nós
Não ponhais vós não tenhais vós não venhais vós
Não ponham vocês não tenham vocês não venham vocês

INFINITIVO : PÔR , TER , VIR


GERÚNDIO : PONDO , TENDO , VINDO
PARTICÍPIO : POSTO , TIDO , VINDO

Verbos REAVER - PRECAVER - PROVER

INDICATIVO - REAVER

PRESENTE PRETÉRITO PERFEITO PRETÉRITO IMPERFEITO


______ reouve reavia
______ reouveste reavias
______ reouve reavia
Reavemos reouvemos reavíamos
Reaveis reouvestes reavíeis
______ reouveram reaviam
________________________________________________________

PRETÉRITO + PERFEITO FUT. PRESENTE FUT. PRETÉRITO


Reouvera reaverei reaveria
Reouveras reaverás reaverias
Reouvera reaverá reaveria
Reouvéramos reaveremos reaveríamos
Reouvéreis reavereis reaveríeis
Reouveram reaverão reaveriam

SUBJUNTIVO

PRESENTE IMPERFEITO FUTURO


________ reouvesse reouver
________ reouvesses reouveres
________ reouvesse reouver
________ reouvéssemos reouvermos
________ reouvésseis reouverdes
________ reouvessem reouverem
________________________________________________________

IMPERATIVO

AFIRMATIVO NEGATIVO
_________ _________
_________ _________
_________ _________
Reavei _________

www.cers.com.br 3
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

_________ __________
_______________________________________

GERÚNDIO : reavendo
PARTICÍPIO : reavido

*******************************

INDICATIVO - PRECAVER

PRESENTE PRET.PERFEITO PRET. IMPERFEITO


_______ precavi precavia
_______ precaveste precavias
_______ precaveu precavia
Precavemos precavemos precavíamos
Precaveis precavestes precavíeis
_______ precaveram precaviam

PRET. + PERFEITO FUT. PRESENTE FUT. PRETÉRITO


Precavera precaverei precaveria
Precaveras precaverás precaverias
Precavera precaverá precaveria
Precavêramos precaveremos precaveríamos
Precavêreis precavereis precaveríeis
Precaveram precaverão precaveriam

SUBJUNTIVO

PRESENTE IMPERFEITO FUTURO


________ precavesse precaver
________ precavesses precaveres
________ precavesse precaver
________ precavêssemos precavermos
________ precavêsseis precaverdes
________ precavessem precaverem

_______________________________________________

IMPERATIVO

AFIRMATIVO NEGATIVO
_________ _______
_________ _______
_________ _______
Precavei _______
_________ _______
________________________________________________

GERÚNDIO : precavendo
PARTICÍPIO : precavido

INDICATIVO - PROVER

www.cers.com.br 4
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

PRESENTE PRET. PERFEITO PRET. IMPERFEITO


Provejo provi provia
Provês proveste provias
Provê proveu provia
Provemos provemos províamos
Provedes provestes províeis
Proveem proveram proviam

________________________________________

PRET. + PERFEITO FUT. PESENTE FUT. PRETÉRITO


Provera proverei proveria
Proveras proverás proverias
Provera proverá proveria
Provêramos proveremos proveríamos
Provêreis provereis proveríeis
Proveram proverão proveriam
______________________________________

SUBJUNTIVO

PRESENTE IMPERFEITO FUTURO


Proveja provesse prover
Provejas provesses proveres
Proveja provesse prover
Provejamos provêssemos provermos
Provejais provêsseis proverdes
Provejam provessem proverem

IMPERATIVO

AFIRMATIVO NEGATIVO
Provê tu Não provejas tu
Proveja você Não proveja você
Provejamos nós Não provejamos nós
Provede vós Não provejais vós
Provejam Não provejam vocês

________________________________________

GERÚNDIO : provendo
PARTICÍPIO : provido

******************************
Verbos de todos os tipos

1- Verbos regulares : são aqueles que não sofrem alterações no radical.


Ex.: cantar , vender , partir

2- Verbos irregulares : são aqueles que sofrem alterações no radical.


Ex.: haver , ver, vir

www.cers.com.br 5
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

3- Verbos anômalos : são aqueles que não guardam elementos da estrutura do infinitivo.
Ex.: ir , ser

4- Verbos impessoais : são aqueles que não apresentam sujeito.


Ex.: verbos que definem fenômenos da natureza , haver com sentido de existir , fazer com sentido
de tempo decorrido

5- Verbos defectivos : são aqueles que não apresentam a conjugação completa.


Ex.: abolir , banir , colorir , demolir , exaurir , explodir , extorquir, falir , reaver , precaver.

Entre os defectivos , entretanto , há diferenças consideráveis a observar.


Observe a conjugação do presente de Indicativo dos verbos ABOLIR E FALIR.

Presente do Indicativo

ABOLIR FALIR
Eu --------------- Eu ------------------
Tu aboles Tu -------------------
Ele abole Ele ------------------
Nós abolimos Nós falimos
Vós abolis Vós falis
Eles abolem Eles -----------------

ATENÇÃO!!!
Verbos que não apresentam a primeira pessoa do singular do presente do indicativo (EU) , não
apresentarão o presente do Subjuntivo.
Verbos derivados obedecem à conjugação do verbo de que derivam.
Verbos derivados do TER : abster-se , ater , conter , deter , entreter , manter , obter , reter , suster.
Verbos derivados do VIR : advir , convir , desavir , intervir , provir , sobrevir .
Verbos derivados do PÔR : apor , antepor , compor , depor , dispor , expor , impor , decompor ,
interpor , justapor , propor , predispor , pressupor , repor , sobrepor , sotopor , supor.

Atenção aos falsos derivados ! Muitas pessoas conjugam tais verbos de forma inadequada
justamente por julgá-los derivados de outros . E esses não o são!!

EXEMPLOS : PROVER E REQUERER

*********************

OBS.: Existe um verbo da língua portuguesa que apresenta a desinência NDO tanto no Gerúndio ,
quanto no Particípio.
É ele o verbo VIR. A mesma característica se apresentará também nos derivados de VIR.
Ex.: VIR – vindo(gerúndio) e vindo(particípio)

Atenção aos defectivos!


1-Pelo modelo de ABOLIR , conjugam-se os seguintes defectivos:
aturdir , banir , brandir , carpir , colorir , delinquir , demolir , emergir , esculpir , exaurir , extorquir
, fremir , fulgir , haurir , imergir , puir , retorquir , ruir , ungir , urgir

2-Pelo modelo de FALIR , conjugam-se os verbos: aguerrir , combalir , embair , empedernir , fornir
, remir , renhir , precaver-se , reaver , adequar

www.cers.com.br 6
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

QUESTÕES:

1-Assinalar a alternativa que completa corretamente as frases abaixo.

I - Os teóricos, neste momento, ___________ os conceitos.


II - _________ muito talento os meus amigos.
III - A casa ele ____________ do necessário.
IV - Espero que todos do grupo ____________ crédito ao novo gerente.

a) reveem/ tem/ provém/ deem


b) reveem/ têm/ provê / deem
c) reveem/teem/provem/dêem
d) reveem/tem/ provêm/deem

2-Assinale a opção que completa corretamente as lacunas abaixo.


1. Se todos __________ a herança, eu não precisaria __________ no testamento.
2. Se eu _________ minha ideia, todos ____________ uma maneira de pô-la em prática.

a( ) reouvesse _ intervir _ impuserem _ encontrará


b( ) reouvesse _ interveio _ impuserem _ encontrarão
c( ) reouvessem _ interviu _ impuseram _ encontrarão
d( ) reouvessem _ intervir _ impuser _ encontrarão
e( ) reavesse _ intervir _ impuser – encontraram

3-Assinale a frase inteiramente correta:

a) Se você requisesse e seu advogado intervisse, talvez reavesse todos os seus bens.
b) Se você requeresse e seu advogado interviesse, talvez reouvesse todos os seus bens.
c) Se você requizesse e seu advogado intervesse, talvez reaveria todos os seus bens.
d) Se você requisesse e seu advogado intervesse, talvez reaveria todos os seus bens.
e) Se você requeresse e seu advogado intervisse, talvez reouvesse todos os seus bens.

4-Há erro de conjugação verbal em:

a) Requeiro-lhe um atestado de bons antecedentes.


b) Ele interviu na questão.
c) Eles foram pegos de surpresa.
d) O vendeiro proveu o seu armazém do necessário.
e) Os meninos desavieram-se por causa do jogo.

5-“Ele ___________ o carro a tempo, mas não ____________ a irritação e ___________ - se com o
outro motorista”.

a) freou – conteve – desaveio


b) freiou – conteu – desaveu
c) freou – conteve – desaviu
d) freiou – conteve – desaveio
e) freiou – conteu – desaviu

6-Assinale a alternativa em que não haja erro de conjugação de verbo.

www.cers.com.br 7
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

A) Em pouco mais de três meses, a lesão do jogador poderá estar curada, se ele manter adequadamente
o tratamento.
B) O moderador interviu assim que ficou a par dos problemas técnicos.
C) Se a Patrícia previr tempo seco para o litoral, haveremos de descer a serra antes de o sol nascer.
D) Leocádia estava terrivelmente irritada. Tinha ganas de dizer a Alberto tudo o que ele merecia; mas se
deteu, esperando oportunidade melhor.
E) Quando o negociador propor uma saída honrosa, será o momento de todos o aplaudirmos.

7-"se a queremos legítima." Das alterações feitas na passagem ao lado, a que tem erro de flexão
verbal é:

a)se virmos sua legitimidade


b)se propormos sua legitimidade
c)se reouvermos sua legitimidade
d)se mantivermos sua legitimidade
e)se requerermos sua legitimidade

8-Assinale a alternativa que estiver incorreta quanto à flexão dos verbos:

a)Ele teria pena de mim se aqui viesse e visse o meu estado.


b)Paulo não intervém em casos que requeiram profunda atenção.
c)O que nós propomos a ti, sinceramente, convém-te.
d)Se eles reouverem suas forças, obterão boas vitórias.
e)Não se premiam os fracos que só obteram derrotas.

9- Assinale o período em que aparece forma verbal incorretamente empregada em relação à norma
culta da língua:

a)Se o compadre trouxesse a rabeca, a gente do ofício ficaria exultante.


b)Quando verem o Leonardo, ficarão surpresos com os trajes que usava.
c)Leonardo propusera que se dançasse o minuete da corte.
d)Se o Leonardo quiser, a festa terá ares aristocráticos.
e)O Leonardo não interveio na decisão do filho.

10-Os mesários .......-se de votar, mas não ....... dispensa. Se você ......., peça que venham aqui
imediatamente.

a)absteram - requereram - vir


b)absteram - requiseram - ver
c)abstiveram - requereram - vir
d)abstiveram - requereram - ver
e)abstiveram - requiseram – ver

11-Se você ......., e o seu amigo ......., talvez você ....... esses bens.

a)requisesse - intervisse - reavesse


b)requeresse - intervisse - reavesse
c)requeresse - interviesse - reouvesse
d)requeresse - interviesse - reavesse
e)requisesse - interviesse – reouvesse

12-Assinale a frase em que há erro de conjugação verbal:

www.cers.com.br 8
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

a)Os esportes entretêm a quem os pratica.


b)Ele antevira o desastre.
c)Só ficarei tranquilo, quando vir o resultado.
d)Eles se desavinham frequentemente.
e)Ainda hoje requero o atestado de bons antecedentes.

13- Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases:

I - Se nos ....... a fazer um esforço conjunto, teremos um país sério.


II - ....... o televisor ligado, para te informares dos últimos acontecimentos.
III - Não havia programa que ....... o povo, após o último noticiário.

a)propormos - Mantenha - entretesse


b)propusermos - Mantém - entretesse
c)propormos - Mantém - entretivesse
d)propormos - Mantém - entretesse
e)propusermos - Mantém – entretivesse

14-Se ao menos ....... a confusão que aquilo ia dar! Mas não pensou, não se ......., e ....... na briga
que não era sua.

a)prevesse - continha - interveio


b)previsse - conteve - interveio
c)prevesse - continha - interviu
d)previsse - conteve - interviu
e)prevesse - conteve – interveio

15-Ele ....... a seca e ....... a casa de mantimentos.

a)preveu - proveu
b)provera - provira
c)previra – previera
d)preveu - provera
e)previu – proveu

www.cers.com.br 9
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
Língua Portuguesa
Maria Augusta

GABARITO:

1-B
2-D
3-B
4-B
5-A
6-C
7-B
8-E
9-B
10-C
11-C
12-E
13-E
14-B
15-E

www.cers.com.br 10
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

ISOLADA PONTO A PONTO - CERS FUTURO DO PRETÉRITO : expressa fato


2015 condicionado a outro
AULA 13 Ex.: Eu viajaria se não trabalhasse.
As crianças aprenderiam mais se
SEMÂNTICA fossem mais estimuladas.

A semântica dos tempos e Os tempos do Modo Subjuntivo são :


modos verbais
São três os modos de conjugação verbal: PRESENTE : expressa algo hipotético
INDICATIVO, SUBJUNTIVO e Ex.: É importante que você leia mais.
IMPERATIVO. Talvez nós façamos a compra.

Indicativo: indica atos corriqueiros, fatos IMPERFEITO : expressa fato hipotético,


habituais condicionado a outro
Subjuntivo: indica fatos hipotéticos Ex.: Se ele viesse, eu poderia entrevistá-lo.
Imperativo: expressa ordens, pedidos, Para que ele vencesse, deveria treinar
conselhos, convites mais.

Os tempos do Modo Indicativo são : FUTURO : expressa fato hipotético no


futuro
PRESENTE: indica fato que acontece no Ex.: Quando ele vier, poderei entrevistá-lo.
momento ou algo que ocorre Quando nós chegarmos,
habitualmente arrumaremos a casa.
Ex.: Eu faço o trabalho agora.
Eu leio os jornais todos os dias. Modo Imperativo :

PRETÉRITO PERFEITO : indica fato que Afirmativo : expressa uma ordem , um


iniciou e terminou no passado pedido , um convite , uma solicitação
Ex.: Eu comprei o livro ontem. Ex.: Faça todo o trabalho ainda hoje!
Ele visitou o museu mês passado. Prenda o quadro na parede.
Venha almoçar comigo amanhã.
PRETÉRITO IMPERFEITO : indica fato Abra a porta, por favor.
habitual no passado , usado também para
expressar passado remoto Negativo: expressa ordem , pedido ,
Ex.: Ele brincava com os primos quando conselho , convite na negativa
era criança. Ex.: Não mexa na documentação.
Ela comia doces quando não Não beba quando dirigir.
engordava. Não omita dados do cliente.

PRETÉRITO –MAIS-PERFEITO : expressa CONJUNÇÕES


fato passado, anterior a outro também
passado As conjunções que mais implicam dúvidas
Ex.: Quando ele chegou com o ingresso, são as causais , as concessivas e as
eu já comprara o meu. conformativas. Procure reconhecer-lhes as
Quando ela chegou para ajudar, eu já diferenças semânticas.
terminara o trabalho.
Causais: PORQUE, POIS , PORQUANTO ,
FUTURO DO PRESENTE : usado para COMO (=PORQUE) , POIS QUE , POR
algo que expressa certeza no futuro ISSO QUE , JÁ QUE , VISTO QUE , UMA
Ex.: Ele venderá a casa em breve. VEZ QUE , VISTO COMO , QUE ETC.
Nós estaremos lá amanhã. Ex.: Ele estava nervoso, pois a polícia
viera procurá-lo.
Como faltara demais, foi demitido.

www.cers.com.br 1
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

Arrear ( pôr arreios) --------------------------------Arriar (abaixar )


Uma vez que apresentara a documentação Comprimento ( extensão) -------------------------Cumprimento (saudação)
exigida, conseguiu realizar a compra. Costear ( navegar junto à costa) -----------------Custear (financiar)
Deferir (conceder) -----------------------------------Diferir (diferenciar , adiar)
Degredado ( desterrado , exilado) ---------------Degradado ( rebaixado)
Delatar (denunciar) ----------------------------------Dilatar (alargar , ampliar)
CONCESSIVAS : EMBORA , Descrição ( ato de descrever) ----------------Discrição (qualidade de discreto)
Descriminar (inocentar) ----------------------------Discriminar (distinguir)
CONQUANTO , AINDA QUE , APESAR Despensa (lugar dos mantimentos)--------------Dispensa (isenção)
Despercebido( não percebido) -------------------Desapercebido (desprovido)
DE , MESMO QUE, SE BEM QUE, POSTO Discente (relativo aos alunos) -------------Docente (relativo aos professores)
Emergir ( vir à tona ) --------------------------------Imergir (mergulhar)
QUE , A DESPEITO DE , MALGRADO, Emigrar (sair do país)--------------------------------Imigrar (entrar no país)
NÃO OBSTANTE , POR MAIS QUE, POR Eminente (ilustre )-------------------------------Iminente (prestes a acontecer)
Estufar(aquecer com estufa)----------------------Estofar ( encher)
MENOS QUE , NEM QUE , EM QUE Flagrante (evidente)---------------------------------Fragrante (perfumado)
Fluir (correr)-------------------------------------------Fruir (desfrutar)
PESE Imoral (contrário à moral)-------- Amoral (nem a favor nem contra a moral)
Indefeso ( sem defesa) ---------------------------- Indefesso (incansável)
Ex.: Posto que soubesse o paradeiro do Infligir (aplicar)--------------------------------------- Infringir (transgredir,violar)
Intimorato (corajoso ,valente) -------------------Intemerato (íntegro ,puro)
amigo, não o denunciaria. Mandato (procuração ) ----------------------------Mandado (ordem judicial)
Pleito (demanda , eleição) ------------------------Preito (homenagem ,sujeição)
Conquanto se aproximasse o dia da prova, Precedente (antecedente) ------------------------Procedente (proveniente)
não demonstrava nervosismo. Prescrever (ordenar, aconselhar)--------------Proscrever(condenar ,eliminar)
Recreação(diversão)--------------------------------Recriação (ato de recriar)
Se bem que não lhe agradasse muito Retificar(corrigir) ------------------------------------Ratificar (confirmar)
Soar (produzir som) ---------------------------------Suar (transpirar)
aquela viagem , não contraria a esposa. Sortir (prover, abastecer) --------------------------Surtir(resultar)
Tráfego (trânsito ,fluxo) ---------------------------Tráfico (comércio ilícito)
Vadear (atravessar o rio a pé)--------------------Vadiar (viver no ócio)
Vultoso (de grande vulto ) ------------------------Vultuoso (inchado )
CONFORMATIVAS : CONFORME ,
COMO( = CONFORME) , SEGUNDO , DE
****************************
ACORDO COM , CONSOANTE , PARA( =
DE ACORDO COM), POR (=DE ACORDO
Complete as frases, escolhendo o
COM)
vocábulo correto( relembremos
Ex.: Como previra o técnico, o jogo foi
HOMÔNIMOS e PARÔNIMOS ):
difícil.
Para os torcedores, ele era o melhor da
a- ________________ na arte da direção,
equipe.
amassava o carro a cada
Segundo as normas do hotel, não
saída.(incipiente / insipiente )
poderíamos entrar antes das 15 horas.
Por mim , ele não deveria ser demitido
b- Muito mesquinho, era
________________ por todos de
HOMÔNIMOS e PARÔNIMOS
mercenário. ( taxado / tachado )
1-HOMÔNIMOS são palavras que
c- Tudo que desejo é ______________ na
possuem grafia ou fonética iguais , porém
profissão. ( ascender / acender )
significados diferentes.
Vejamos a lista dos principais homônimos:
d- Teve o mandato ____________. (
Acender ( atear fogo ) ---------------------------- Ascender (subir ) cassado / caçado )
Bucho ( estômago de animais) ----------------- Buxo ( arbusto)
Caçar ( perseguir animais ) ---------------------- Cassar ( anular)
Cela ( compartimento) ---------------------------- Sela ( arreio para montar )
Censo (recenseamento ) ------------------------- Senso (raciocínio , juízo )
e- Na primeira _______________ para
Cerração ( nevoeiro denso) --------------------- Serração (ato de serrar) redação do testamento, fizeram a
Cidra ( fruto ) -------- -------------------------------Sidra (vinho de maçã)
Concertar ( harmonizar) --------------------------Consertar (reparar ) ______________ de bens a cada filho. (
Insipiente (ignorante ) -----------------------------Incipiente ( iniciante)
Laço (nó ) --------------------------------------------- Lasso ( cansado ,frouxo) seção / sessão / cessão )
Paço ( palácio) ---------------------------------------Passo (andar)
Seção ( divisão , parte) ----------------------------Sessão ( reunião )
Tacha ( pequeno prego ) --------------------------Taxa ( imposto , tributo)
f- Visitamos o ______________ imperial a
_____________ de tartaruga para que não
*********************** perdêssemos nada. ( paço / passo)
2-PARÔNIMOS são palavras parecidas na g- Vamos _______________ com cautela
grafia e na pronúncia. para que evitemos cair durante o passeio a
Vejamos a lista dos principais parônimos: cavalo. ( arriar / arrear)
Absolver (perdoar , inocentar) -------------------Absorver(sorver , consumir)
Aprender (instruir-se) ------------------------------Apreender (assimilar)
Área (medida de superfície)-----------------------Ária ( peça musical)

www.cers.com.br 2
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

h- Não pôde viajar porque estava


___________________ de dinheiro. ( v- Na ___________________ das ruas
despercebido/ desapercebido ) havia uma praça. ( interseção /
intercessão)
i- A _________________ greve não
poderia ser detida. ( eminente / iminente) x-
Por ________________ as regras do jogo,
j- Ele pareceu-me ________________ , foi ____________ .
enquanto o irmão , ________________, ( infligir / infringir ) ( despensado /
nada temia. ( indefesso / indefeso ) dispensado)
z- Após o _______________ de alguns
k- Sujeito ___________________ , não se instrumentos que estavam com problemas,
deixava levar por maus conselhos. ( pudemos finalmente assistir ao belíssimo
intimorato / intemerato ) _____________.
( concerto / conserto)
l- Era merecedor de todos os
_______________ ! Realizara um trabalho QUESTÕES:
brilhante! ( pleitos / preitos)
1-Altera-se o sentido de: “Mesmo
m- Aborrecida com a nota divulgada pelo considerando a necessidade de vagas
jornal, pediu que _____________ sua para antigos concluintes do ensino médio,
idade, na verdade , dez anos mais jovem ( esta diferença é uma distorção absurda”
ratificassem , retificassem). reescrevendo-se a oração subordinada
como:
n- À ________________ pesquisa na área A) Ainda que considerada a necessidade
de genética dedicaram verba de vagas para antigos concluintes do
_____________ .( vultosa / vultuosa ) ensino médio.
B) Conquanto se considere a necessidade
o- O _______________ aéreo intensificou- de vagas para antigos concluintes do
se devido às taxas mais acessíveis. ( ensino médio.
tráfico / tráfego) C) A despeito de se considerar a
necessidade de vagas para antigos
p- O médico ______________ açúcares da concluintes do ensino médio.
dieta do diabético. (prescreveu / D) Posto que considerando a necessidade
proscreveu) de vagas para antigos concluintes do
ensino médio.
q- O docente entrou na sala e saiu dela E) Visto considerar-se a necessidade de
totalmente _______________ . vagas para antigos concluintes do ensino
(despercebido / desapercebido) médio.

r- O jovem ________________ defendeu a 2-I n v e r t e m - s e o s t e r m o s d a r


noiva do ladrão. e l a ç ã o causa/consequência expressa
( intemerato / intimorato) em: “Pela baixa qualificação dos alunos, o
aumento nas vagas do ensino superior não
s- Era ________________ o amor que trará o resultado desejado” na alternativa:
sentia pela jovem. ( fragrante / flagrante) A) Dado que é baixa qualificação dos
alunos, o aumento nas vagas do ensino
t- Agora se fará justiça , e ele superior não trará o resultado desejado.
_____________ seus crimes na cadeia. B) É baixa a qualificação dos alunos,
( espiará / expiará) motivo por que o aumento nas vagas do
ensino superior não trará o resultado
u- Assusta-me a ________________ da desejado.
alma humana. ( pequenez / pequinês)

www.cers.com.br 3
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

C) O aumento nas vagas do ensino perspectivas” aquela em que se alterou o


superior não trará o resultado desejado, seu sentido original é:
porquanto é baixa a qualificação dos A) consideradas pelo menos três a quatro
alunos. gerações;
D) É baixa a qualificação dos alunos, a B) desde que se considerem pelo menos
ponto de que o aumento nas vagas do três a quatro gerações;
ensino superior não trará o resultado C) quando se consideram pelo menos três
desejado. a quatro gerações;
E) O aumento nas vagas do ensino D) caso sejam consideradas pelo menos
superior não trará o resultado desejado, três a quatro gerações;
portanto é baixa a qualificação dos alunos. E) por serem consideradas pelo menos
três a quatro gerações
3-Na frase: “Elas fracassarão COMO
construtoras de conhecimento de alto 6-Em: “Em Veta la Palma, os peixes não
nível” a palavra em destaque expressa são alimentados de forma artificial (já que
noção idêntica à que se lê em: o ecossistema saudável permite que se
A) Como lhe disse, estou cansado de alimentem sozinhos)” o sentido do
trabalhar. comentário entre parênteses sofre
B) Como chegou tarde, não pode entrar alteração fundamental com a redação:
em sala. A) visto o ecossistema saudável permitir
C) Ele é tão trabalhador como o pai. que se alimentem sozinhos.
D) Venceu, mas como, se nunca quis B) dado permitir o ecossistema saudável
nada? que se alimentem sozinhos.
E) Como previ, ele foi demitido. C) em razão de permitir o ecossistema
saudável alimentarem-se sozinhos.
4-A questão ganhou dimensão ainda mais D) porquanto o ecossistema saudável
dramática porque o estado vive uma das permite alimentarem- se sozinhos.
piores secas de sua história. E) de sorte que o ecossistema saudável
Assinale a única opção em que o trecho permite que se alimentem sozinhos.
em destaque NÃO equivale ao trecho
sublinhado no período acima. 7-Considerando-se o emprego das classes
(A) Como o estado vive uma das piores de palavras, pode-se afirmar que, no
secas de sua história, a questão ganhou período “Pois cada um de nós quando
dimensão ainda mais dramática. criança tem dentro da alma seu sino de
(B) Em virtude de o estado viver uma das ouro que depois, POR nossa culpa e
piores secas de sua história, a questão miséria e corrupção, vai virando ferro e
ganhou dimensão ainda mais dramática. chumbo, vai virando pedra e terra, e lama
(C) Por menos que o estado viva uma das e podridão” ,a preposição em caixa alta
piores secas de sua história, a questão pode ser substituída, sem alteração de
ganhou dimensão ainda mais dramática. sentido, por todas as locuções abaixo
(D) Pelo fato de o estado viver uma das relacionadas, EXCETO por:
piores secas de sua história, a questão A) face a.
ganhou dimensão ainda mais dramática. B) em consequência de.
(E) Já que o estado vive uma das piores C) em razão de.
secas de sua história, a questão ganhou D) a despeito de.
dimensão ainda mais dramática. E) em virtude de.
5-Dentre as mudanças feitas abaixo na
oração sublinhada no período “A análise 8-Na frase “O arrivismo é um
da genealogia das famílias dos cortadores comportamento muito presente no mundo,
de cana, considerando pelo menos três a CONQUANTO as pessoas íntegras o
quatro gerações, demonstra que a abominem.” A palavra em destaque pode
reprodução social deste segmento da força ser substituída, sem prejuízo do sentido da
de trabalho se orienta por três frase por:

www.cers.com.br 4
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

A) portanto. (D) explicação


B) no entanto. (E) retificação
C) à medida que. 13- Em “mas a qualidade mais importante
D) não obstante. da seda é exatamente a imagem de
E) porquanto. nobreza...” , a conjunção destacada pode
ser substituída, sem alterar o sentido do
9-No trecho “A sociedade conquistará, um trecho, por
dia, um modelo ideal de educação. EM (A) porquanto
VISTA DISSO, não ocorrerá mais o (B) então
“bullying.”, a expressão destacada (C) todavia
estabelece uma relação com o período (D) enquanto
anterior de: (E) pois
A) explicação.
B) condição. 14- A oração reduzida “ao tentar puxar a
C) oposição. ponta de fio do casulo,” transmite uma
D) conclusão. ideia de
E) proporção. (A) finalidade
(B) concessão
10-No período “ COMO afirmou o diretor (C) condição
da escola, é inaceitável na sociedade.”, o (D) tempo
conector em destaque expressa o mesmo (E) consequência
valor semântico que o encontrado em:
A) Como não parava de se bater, tivemos 15- “Gostaria de ficar na cidade porque
que imobilizá-lo. desejava terminar o curso”, o conectivo
B) Renato é nervoso como o pai o era na que mantém o valor semântico original é:
juventude. (A) Posto que
C) Como ficou ressaltado, não admitiremos (B) Já que
violência na escola. (C) A despeito de
D) Paulo gosta de jogos violentos como (D) Malgrado
Sérgio aprecia os pacíficos.
E) As vítimas reclamam como ninguém. 16-Em “num ritmo tão lento que custamos
a acreditar...” ,o conectivo destacado
11-O sentido de "...o autor de um bom introduz uma ideia de
manual de aritmética para o ensino médio (A) consequência.
não é necessariamente um intelectual, (B) conclusão.
mas, se ele escrever esse livro adotando (C) oposição.
critérios pedagógicos inovadores e (D) explicação.
eficazes, pode ser" fica profundamente (E) causa.
alterado com a substituição de "se ele
escrever esse livro" por: 17-Desenvolvendo-se a oração reduzida
A) caso ele escreva esse livro; de infinitivo “...para buscar a poesia...” ,a
B) conquanto ele escreva esse livro; opção correspondente, semanticamente, é
C) desde que ele escreva esse livro; (A) contanto que se busque a poesia.
D) uma vez que ele escreva esse livro; (B) posto que se busque a poesia.
E) escrevendo ele esse livro. (C) a fim de que se busque a poesia.
(D) desde que se busque a poesia.
12-Em “Diz ainda a lenda que a imperatriz (E) devido a buscar-se a poesia.
fez um fino manto de seda para o
imperador.” ,o elemento destacado é um 18- Qual palavra pode substituir a
conector de destacada em “Portanto, para aumentar a
(A) inclusão nossa sabedoria,” sem que haja alteração
(B) oposição de sentido, quanto à argumentação
(C) comparação original?

www.cers.com.br 5
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

(A) Porquanto.
(B) Contudo.
(C) Entretanto.
(D) Assim.
(E) Conquanto.

19-“Segundo consta, jactava-se de tomar


uma cachacinha antes do jogo, para
aumentar a criatividade.”
No período acima, os segmentos em
destaque indicam, respectivamente,
(A) condição / consecução.
(B) conclusão / causa.
(C) conformidade / finalidade.
(D) concessão / comparação.
(E) finalidade / tempo.

20-Analise a sentença:
“Quem repete o verbete falso é porque
copiou, por mais que o disfarce.”
A ideia concessiva de por mais que só
NÃO se mantém se essa expressão for
substituída por
(A) embora.
(B) conquanto.
(C) contanto que.
(D) mesmo que.
(E) ainda que .

21- “Talvez tivéssemos que voltar para o


Recife, as águas tinham subido muito
durante a noite,”
As duas orações do período acima
estabelecem entre si uma relação.
Expressam, respectivamente,
(A) causa e consequência.
(B) consequência e causa.
(C) causa e condição.
(D) tempo e lugar.
(E) lugar e modo.

www.cers.com.br 6
PONTO A PONTO (ISOLADA)
Língua Portuguesa – Aula 13
Maria Augusta

GABARITO

1-E
2-C
3-C
4-C
5-E
6-E
7-D
8-D
9-A
10-C
11-B
12-A
13-C
14-D
15-B
16-A
17-C
18-D
19-C
20-C
21-B

www.cers.com.br 7
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

perífrase, de caráter mais coloquial: “vou


transformar”.
(C) o uso inadequado do verbo “transformar”,
numa frase em que o sentido exigiria
outro verbo. (D) a ausência da
preposição “em” antes do pronome
relativo “que”, exigida pelo verbo
“trafegar”.
(E) a má utilização da expressão “terá
orgulho” em relação aos automóveis,
quando deveria ligar-se aos motoristas.

1. O período colocado abaixo da charge


representa: 3. ―A urbanização se intensificou com a
expansão das atividades industriais‖. Com
(A) uma promessa de campanha de um esse primeiro segmento do texto, o leitor
político demagogo, já que a realidade recebe a informação de que:
apresentada mostra-se como um
problema de impossível solução. (A) a urbanização provocou a expansão das
(B) parte de um discurso de um candidato a atividades industriais.
cargo público já eleito, pois as palavras (B) as atividades industriais causaram um
denunciam uma promessa não cumprida. aumento da urbanização.
(C) repetição, por parte de motoristas (C) a urbanização e as atividades industriais
insatisfeitos, de promessas de sofrem com os problemas ambientais.
campanhas políticas anteriores. (D) a atração de milhões de pessoas para as
(D) destaque de uma promessa de campanha cidades provocou a urbanização.
política magnificamente bem colocada, já (E) as atividades industriais, não a
que o problema referido está visível. urbanização, causaram problemas
(E) uma crítica aos marqueteiros políticos, ambientais.
que obrigam os candidatos a fazerem
promessas de difícil cumprimento. 4. ―...fato que atraiu (e ainda atrai) milhões
de pessoas para as cidades‖. As palavras
2. Nesse mesmo período, assinale a opção entre parênteses mostram:
que indica o erro que contraria a norma
culta da Língua Portuguesa. (A) uma ampliação da informação dada.
(B) uma retificação de um erro.
(A) a ausência de um verbo de ligação no (C) uma intensificação de um fenômeno.
termo “Se eleito”. (D) uma ironia sobre o fato citado.
(B) o emprego de uma forma simples de (E) uma confirmação de algo já dito.
futuro – transformarei – em lugar de uma

1
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

5. Por razões históricas, alguns pronomes (A) Essas roupas estão aí para mim levar
de segunda pessoa (a pessoa com quem para casa.
se fala) levam as formas verbais para a (B) Entre mim e minha namorada não há
terceira pessoa: ―— Você sabe com quem problemas.
está falando?‖ Esse desencontro faz com (C) Observei eles da janela de meu quarto.
que os usuários de Língua Portuguesa (D) Todos saíram com nós depois de meia
misturem constantemente formas de hora.
segunda e terceira pessoas, como (E) Ao mar, foi-lhe jogado o corpo do
acontece na seguinte frase: marinheiro.

(A) “Se você deseja atendimento rápido, ligue 9. Assinale a opção que indica a frase em
para nossa central.” que o emprego da forma ―mim‖ contraria a
(B) “Clica aqui para receberes nossas norma culta da língua.
ofertas!”
(C) “Participe de nossas viagens e traga teus (A) Para mim, assistir às aulas é questão de
amigos!” princípio.
(D) “Vossa Excelência e seus eleitores serão (B) Tudo foi feito em segredo, entre mim e a
bem-vindos à festa!” empresa.
(E) “Venha e compre seu mais novo carro!” (C) A mim, ninguém me engana.
(D) Tinham receio de mim, após a festa,
6. Assinale a opção que indica a frase em nunca mais voltar.
que não ocorre a possibilidade de duplo (E) Desmaiei e demorei a voltar a mim.
entendimento.
10. Assinale a opção que indica a frase em
(A) José e Raquel casaram-se. que houve a troca indevida de onde por
(B) No domingo, Vasco e Flamengo aonde.
enfrentam-se.
(C) O lobo e o cordeiro enganaram-se. (A) “O bom não é bom onde o ótimo é
(D) João e Maria se despediram. esperado.” (Thomas Fuller)
(E) Nas férias, marido e mulher irritaram-se. (B) “Não olhe onde você caiu, mas onde você
escorregou.” (Provérbio)
7. A frase ―Pedro e Isabel iludiram-se‖ cria (C) “Felicidade é um lugar onde você pode
dúvidas de compreensão: Pedro e Isabel pousar, mas não pode fazer seu ninho.”
enganaram-se reciprocamente ou (Diane de Beausacq)
reflexivamente? O modo de reescrever-se (D) “Não importa onde você vá, você estará
essa frase que mantém sua ambiguidade lá.” (Saul Gorn)
é: (E) “Outono é uma segunda primavera onde
cada folha é uma flor.” (Albert Camus)
(A) “Pedro e Isabel iludiram-se a si mesmos.”
(B) “Pedro e Isabel iludiram-se entre si.” 11. Assinale a opção em que a preposição
(C) “Pedro e Isabel podiam iludir-se um ao para, mostra valor semântico diferente dos
outro.” demais.
(D) “Pedro e Isabel decidiram iludir-se.”
(E) “Pedro e Isabel mutuamente se iludiram.” (A) “Você tem que parar para mudar de
direção.” (Erich Fromm)
8. Em relação ao emprego tradicional dos (B) “Cada saída é a entrada para algum outro
pronomes pessoais, assinale a opção que lugar.” (Tom Stoppard)
indica a frase que está totalmente correta. (C) “O sol nasce para todos serem felizes,
mas a maioria prefere dormir um pouco
mais.” (E. T. Wanke)

2
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

(D) “Se o que você está fazendo for


engraçado, não há necessidade de ser (A) a terceirização é um tema polêmico.
engraçado para fazê-lo.” (Charles Chaplin) (B) as discussões no Congresso são muito
(E) “Se não podemos encerrar nossas acaloradas.
diferenças, pelo menos podemos ajudar a (C) a opinião pública se interessa por temas
tornar o mundo seguro para assegurar a políticos.
diversidade.” (John Kennedy) (D) os repórteres de TV modificam os fatos.
(E) a capital fica muito afastada dos estados
brasileiros.

15. A frase do repórter mostra uma forma


verbal – continua sendo debatida – que
está expressa na voz passiva. A sua forma
de voz ativa correspondente é:

(A) continua debatendo-se.


(B) continua a debater-se.
(C) continuam debatendo.
(D) continua debatida.
(E) continuam a debaterem-se.

12. O humor da charge se estrutura com


base em:

(A) uma metáfora.


(B) uma metonímia.
(C) um pleonasmo.
(D) uma silepse.
(E) uma catacrese.

13. Assinale a opção que indica a forma de


reescrever-se a frase dita pelo repórter que
altera o seu significado original.

(A) Vocês podem ver como a terceirização


continua sendo debatida no Congresso.
(B) A terceirização, como vocês podem ver,
continua sendo debatida no Congresso.
(C) A terceirização continua sendo debatida
no Congresso, como vocês podem ver.
(D) Como vocês podem ver, continua sendo
debatida no Congresso a terceirização.
(E) Como podem ver vocês, no Congresso
continua sendo debatida a terceirização.

14. Infere-se da charge que:

3
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

TIPOLOGIA TEXTUAL 10-Editorial: é o texto que exprime a opinião


do próprio jornal ou revista. Expressa a visão
1-Narrativo: exposição escrita de fatos reais do jornal, não de um articulista do jornal.
ou fictícios. Tem como centro um fato, um
acontecimento. 11-Didático: é o texto em que se ensina algo.
É o texto do livro escolar.
2-Descritivo: tem por objetivo descrever
algo(objetos, pessoas, ambientes).Está 12-Normativo: é o texto que ensina normas
sempre presente nas narrativas quando o de procedimento, de conduta etc.
autor quer enriquecer seu texto descrevendo Ex.: o texto que é afixado na empresa para
personagens , ambientes etc. informar os funcionários sobre as normas que
devem seguir, como: horário de entrada e
3-Dissertativo: tem como centro um tema, saída, uso do uniforme, horário de almoço
um assunto, uma ideia. É o texto em que se etc.
desenvolve um tema. Muitas vezes encontra-
se um trecho narrativo em um texto
dissertativo como forma de enriquecê-lo. Ex: COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE
O texto trata do tema Alimentos Transgênicos TEXTOS
e, em determinado ponto, o autor narra uma
experiência feita em uma universidade, para Não existe uma fórmula mágica para que
que seu texto fique mais claro e mais rico. O consigamos interpretar um texto de forma
texto não passa a ser narrativo. Ele continua inequívoca. Há, porém, alguns passos que
sendo uma dissertação, com elementos devemos seguir e que muito nos ajudarão.
narrativos. Veja:

4-Ensaístico: é o texto em que o autor 1-Faça uma primeira leitura, já sublinhando


desenvolve um trabalho sobre determinado palavras que considere importantes.
assunto. 2-Marque em cada parágrafo o que
Ex.: Ele escreveu um ensaio sobre Machado representa a ideia central, a tese.
de Assis. Ela fez um ensaio sobre a obra de 3-Quando encontrar algum trecho que suscite
Pablo Picasso. dúvidas, marque-o, faça uma interrogação na
margem da folha para chamar sua atenção.
5- Epistolar: texto escrito em forma de carta. Caso haja alguma questão acerca daquele
Ex.: as epístolas dos apóstolos momento do texto , você estará atento .
4-Muita atenção aos enunciados! Muitas
6- Subjetivo: texto em que o autor expõe sua vezes o candidato perde uma questão por
opinião. É também chamado de opinativo. não entender exatamente o que pede o
enunciado.
7- Injuntivo: é o texto de caráter formal. Um 5-Muita atenção a palavras de conteúdo
tratado, uma lei, um documento oficial. radical, como: SÓ, SOMENTE, APENAS,
TAMBÉM, MESMO, UNICAMENTE etc. Por
8- Informativo: é o texto que tem o objetivo vezes, uma delas basta para alterar o sentido
de informar, noticiar, reportar. O texto de uma alternativa, e, se você não está
jornalístico é informativo. atento, perde a questão.
6-Lembre-se de que existem dois tipos de
9-Lírico: é aquele em que o poeta expressa questão de interpretação: a de recorrência e a
suas emoções. de inferência.

1
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

RECORRÊNCIA , como o nome diz, é aquela 13-Outro ponto que normalmente suscita
em que você recorre ao texto e encontra a dúvidas é quanto à classificação de textos.
resposta. Narração, Descrição ou Dissertação?
INFERÊNCIA é aquela em que você é levado
a inferir , deduzir , concluir algo sobre o que Veja!
leu.
7-Muito cuidado com o erro de extrapolação! Como o nome diz, NARRAÇÃO é aquele
Esse erro é muito comum quando o texto tem texto em que há um fato sendo narrado. O
como tema um assunto de que gostamos ou centro desse texto é um acontecimento – seja
julgamos dominar. Ao respondermos as ele fictício ou real. Há personagens, há
questões ,extrapolamos , vamos além do que descrição do ambiente etc.
diz o autor e erramos! Para classificarmos um texto como
8-Muitas vezes, ao lermos as alternativas, DESCRITIVO, é necessário que o centro do
eliminamos duas ou três e ficamos com texto seja algo sendo descrito: um lugar , uma
dúvida entre duas, as vezes três. Releia o pessoa , um objeto.
enunciado atentamente e procure exatamente Na DISSERTAÇÃO, o centro do texto é
o que a banca pede! Pode haver duas que uma ideia, um tema, um assunto.
não sejam erradas, mas uma é mais correta
ou mais completa que a outra. Veja os exemplos abaixo:
9-Não é raro o candidato perder a questão I- Era uma praia de areias muito
por não dominar o vocabulário. Ex.: A questão brancas, águas claras e frias, com cardumes
questiona em qual alternativa observa-se desfilando aos nossos olhos, conchinhas
INTERTEXTUALIDADE POR ALUSÃO. O brilhantes repousavam sob nossos pés.
que é isso? Como responder se eu não sei o Temos aí um trecho descritivo em que o autor
que significa INTERTEXTUALIDADE? teve por objetivo somente apresentar a
INTERTEXTUALIDADE significa ligação de paisagem, descrevê-la.
textos, textos interligados. Como assim? Ex.:
“.... e até na economia a esperança pode II- É de imensurável importância a
mover montanhas...”. conscientização da população quanto à
Observe que ao escrever sobre a economia gravidade do problema da epidemia de
do país, o autor se remeteu a um provérbio dengue. Só governo e povo juntos podem dar
popular e mesclou-o a seu texto. fim a esse mal que sazonalmente assola
10-Quando você estiver com muita dificuldade várias regiões do país.
em determinada questão, não se prenda
muito tempo a ela. Continue a responder as (...)
questões seguintes. Muitas vezes, ao ler uma Temos aí um trecho dissertativo, em que se
outra questão, você encontra dados que explana sobre um tema específico : epidemia
ajudarão a responder aquela anterior. de dengue.
11-E, não esqueça do que muitas vezes é
motivo de erro por parte do candidato : ao ler III-Já nascia o sol quando Alberto,
o enunciado , atente para o que a banca pede cambaleante e falante , abriu o portão de
– se o item CORRETO ou INCORRETO. casa e começou a chamar a esposa e os
12-Se você percebeu, ao folhear sua prova, filhos para contar-lhes sobre a surpresa que o
que as questões mais fáceis são as de destino lhe reservara: o prêmio milionário da
conteúdo gramatical, responda-as logo. loteria, que agora, se tivesse juízo, mudaria
Garanta seus pontos. Volte depois às de suas vidas. Meu Deus, parece que eu já
interpretação já mais calmo por saber que comecei sem juízo! Chegar já bêbado com
não perdeu muito tempo com questões que o essa notícia... eles nem vão acreditar em
induziram a dúvidas. mim...

2
www.cers.com.br
LÍNGUA PORTUGUESA – PONTO A PONTO
MARIA AUGUSTA

O trecho acima é uma narração.

Finalmente, saiba que o treino é o melhor


caminho. Treine muito, faça muitas provas.
Você perceberá que as questões se
assemelham ; os enunciados se repetem.
Você não se deixará levar por um enunciado
maldoso outra vez. Saberá reconhecer
exatamente o que a questão quer.
Lembre-se também de que a questão que
você julgou difícil pode ser também motivo de
dúvida dos demais.

CONFIE EM VOCÊ!

3
www.cers.com.br
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

PONTO A PONTO - CERS - 2015 Ora se apresenta tão calma , ora parece
AULA 10 E 11 uma bomba prestes a explodir.

PERÍODOS - ORAÇÕES CONCLUSIVAS :


São conjunções conclusivas: logo , pois ,
Período simples: é o período formado por portanto , então , assim , por conseguinte , de
uma oração modo que , em vista disso...
Período composto: é o período formado por Ex.: Não tenho dinheiro , portanto não posso
duas ou mais orações pagar o almoço.
Estudou muito, de modo que não terá
As orações se classificam em : problemas na prova.
COORDENADAS e SUBORDINADAS
Vejamos as coordenadas: EXPLICATIVAS :
São conjunções explicativas : que , porque ,
I -COORDENADAS : são as orações pois
sintaticamente independentes. Uma não Ex.: Ele esteve aqui, pois o cinzeiro está sujo.
exerce função sintática em relação à outra. Vamos recebê-lo , porque é um amigo
São autônomas em sentido. Não dependem verdadeiro.
semanticamente das outras. Houve aula nesta sala, pois o quadro
está sujo.
Orações sindéticas e assindéticas : ***********************
- orações sindéticas são aquelas ligadas por
uma conjunção. QUESTÕES
- orações assindéticas são aquelas que não
estão ligadas por conjunção. 1-Indique a oração coordenada sindética
As orações COORDENADAS classificam-se explicativa:
em : ADITIVAS , ADVERSATIVAS , a) O paciente salvou-se porque não bebia.
CONCLUSIVAS , ALTERNATIVAS e b) Não fui à escola porque fiquei doente.
EXPICATIVAS. c) Não beba, porque você se salvará.
d) Não posso receber mais inscrições porque
ADITIVAS : não há mais vagas.
São conjunções aditivas: e , nem , mas e) Fomos bem recebidos porque trazíamos
também , como também ... boas notícias.
Ex.: Não se acomodava aos caprichos da
esposa , mas também não os comentava com 2.No período "Penso, logo existo", oração em
ninguém. destaque é:
Provou todas as comidas ,como também a) coordenada sindética conclusiva
todos os doces. b) coordenada sindética aditiva
c) coordenada sindética alternativa
ADVERSATIVAS : d) coordenada sindética adversativa
São conjunções adversativas: mas, porém ,
contudo , todavia , entretanto ... 3. A única alternativa correta a respeito do
Ex.: Eles treinaram muito , mas não obtiveram Período :”Jantamos num restaurante próximo
o resultado desejado. de casa, depois fomos ao cinema”, é que:
O árbitro viu ao falta do jogador , a) é um período simples;
entretanto não o apenou. b) apresenta três orações;
c) apresenta duas orações;
ALTERNATIVAS : d) é composto por coordenação e
São conjunções alternativas : ou , ora...ora , subordinação;
já...já , quer...quer e) é composto por orações que se
Ex.: Assuma o cargo agora ,ou desista de caracterizam todas por não possuírem sujeito.
vez.

www.cers.com.br 1
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

4-“Foi ao cinema, comprou o ingresso, mas e) Ele trabalhava pouco; logo era
não conseguiu entrar. “ chamado de vadio.
A última oração é coordenada sindética: ( ) relação de conclusão
a) adjetiva b) adversativa c) alternativa ( ) relação de contraste, adversidade
d) conclusiva ( ) relação de confirmação ou explicação
e) explicativa ( ) relação de alternância
( ) relação de acréscimo.
5. Identifique a alternativa que apresenta
oração coordenada sindética explicativa. 10-“Decidiram o roteiro da viagem,
A) Não fiz compras, pois não tinha dinheiro. escolheram os melhores hotéis e esqueceram
B) Acertei todas as questões da prova; fui, o mais importante em casa: o amor e a
pois, bastante elogiado. compreensão”.
C) Trabalhei arduamente logo serei ( ) O período apresenta 3 orações
promovido. coordenadas aditivas.
D) Para os cientistas, o homem pode viver ( ) Duas orações são subordinadas.
mais; portanto a qualidade de vida precisa ser
melhorada. ***************************

6- Identifique a alternativa que apresenta II- SUBORDINADAS


oração coordenada sindética aditiva: As orações subordinadas se classificam em :
A) Fique calada ou saia. SUBSTANTIVAS
B) Ele não só chorou mas também ficou ADJETIVAS
arrependido. ADVERBIAIS
C) Levantou, bebeu, morreu.
D) A seleção de basquete estava preparada, A -SUBSTANTIVAS : recebem essa
mas perdeu a partida. denominação ,pois valem por um
SUBSTANTIVO.
7- Assinale a oração coordenada sindética Ligam-se à oração principal, normalmente,
conclusiva: por uma conjunção integrante QUE ou SE.
A) As propagandas são de mau gosto, As orações substantivas assumem valor de:
portanto precisam ser modificadas. SUJEITO , OBJETO DIRETO , OBJETO
B) O marceneiro chegou e começou o INDIRETO , COMPLEMENTO NOMINAL ,
serviço. APOSTO , PREDICATIVO e AGENTE DA
C) Não beba muito que faz muito mal. PASSIVA.
D) A estrada era perigosa, entretanto todos
queriam filmá-la. a)SUBJETIVAS : assumem o valor sintático
da oração principal.
8-Todas as orações abaixo são coordenadas Ex.: Foi ótimo que ele tenha vindo.
assindéticas, exceto: É previsível que não haja lucros no
A) Chegou, gostou, ficou para sempre. investimento.
B) Hoje as lojas estão muito movimentadas. Basta que ele nos receba lá.
C) Fomos ao cinema. Convém que cheguemos cedo.
D) Ou você faz a prova ou será reprovado. Foi importante que eles comparecessem
ao evento.
9-Relacione as colunas:
a) Tentou matar as formigas, mas não b)OBJETIVAS DIRETAS : assumem o valor
conseguiu. de objeto direto.
b) Ele não sabia se trabalhava ou se Ex.: Ele nos disse que não poderia manter o
tentava matar as formigas. preço.
c) Ele queria ter uma casa e plantar uma Comentamos que eles estavam em crise.
horta. Todos perceberam que eles mentiam.
d) Era chamado de vadio, pois trabalhava Pedi-lhes que me ajudassem.
pouco.

www.cers.com.br 2
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

c)OBJETIVAS INDIRETAS : assumem o Para reverter aquele quadro, seria


valor de objeto indireto. necessária a contribuição de todos.( O. S.
Ex.: Não me interesso por que sejas eleito. ADV. FINAL)
As crianças careciam de que todos as Como bebeu muito, não pôde dirigir. (O.
amassem. S. ADV. CAUSAL)
Os jornais necessitam de que o povo os Por menos que treinasse, tinha ótimos
leia. resultados. (O.S.ADV. CONCESSIVA)
Quando começou a prova, sentiu que
d)COMPLETIVAS NOMINAIS : assumem o tudo daria certo. ( O. S. ADV. TEMPORAL)
valor sintático de complemento nominal. ****************************************
Ex.: Eu tenho medo de que eles mintam para
mim. QUESTÕES
O homem foi contrário a que fizessem a
festa ali. 1. Na frase: "Maria do Carmo tinha a certeza
Todos tinham necessidade de que os de que estava para ser mãe", a oração
visitássemos. destacada é:
a) subordinada substantiva objetiva indireta
e)PREDICATIVAS : assumem valor de b) subordinada substantiva completiva
predicativo. nominal
Ex.: A verdade é que não se aturavam há c) subordinada substantiva predicativa
muito. d) coordenada sindética conclusiva
A minha opinião é que não façam a e) coordenada sindética explicativa
mudança.
O certo é que ele virá bem cedo. 2. A segunda oração do período? "Não sei o
que pensas", é classificada como:
f)APOSITIVAS : assumem o valor de aposto. a) substantiva objetiva direta
Ex.: Peço-lhes isto: que não me culpem b) substantiva completiva nominal
injustamente. c) coordenada sindética adversativa
Eu decidi algo importante : que não os d) coordenada sindética explicativa
receberia de volta. e) substantiva objetiva indireta

g)AGENTE da PASSIVA : assumem o valor 3. Lembro-me de que ele só usava camisas


de agente da passiva. brancas." A oração sublinhada é:
Ex.: As crianças foram examinadas por quem a) subordinada substantiva completiva
as recebeu lá. nominal
O projeto foi avalizado por quem os b) subordinada substantiva objetiva indireta
aceitou. c) subordinada substantiva predicativa
******* d) subordinada substantiva subjetiva
B-ADJETIVAS : são introduzidas por e) subordinada substantiva objetiva direta
pronomes relativos
Classificam-se em : 4. Na frase “As imagens de satélite revelam
Restritivas ( sem vírgulas) que quase 40% dessa devastação foi
Explicativas (com vírgulas) realizada nos últimos vinte anos”, a oração
Ex.: O cliente, que apresentou o documento, sublinhada pode ser classificada como
foi ressarcido.( adj. Explicativa) oração:
O cliente que apresentou o documento (A) subjetiva
foi ressarcido. ( adj. Restritiva) (B) completiva nominal
******** (C) objetiva indireta
C - ADVERBIAIS : expressam circunstâncias (D) predicativa
( tempo, modo, causa, consequência, (E) objetiva direta
concessão, condição...)
Ex.: Como avisara o mestre, a luta foi difícil. ( 5. Em "É possível que comunicassem sobre
O. S. ADV. Conformativa) políticos", a segunda oração é:

www.cers.com.br 3
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

a) subordinada substantiva subjetiva d) subordinada substantiva completiva


b) subordinada substantiva predicativa nominal - subordinada adjetiva explicativa
c) subordinada substantiva objetiva indireta e) subordinada adjetiva explicativa -
d) subordinada substantiva completiva subordinada substantiva predicativa.
nominal
e) subordinada substantiva objetiva direta 10. Na frase: “Suponho que nunca teriam
visto um homem de terno”, a oração
6. I - Mário estudou muito e foi reprovado! subordinada é:
II - Mário estudou muito e foi aprovado. a) substantiva objetiva direta
Em I e II, a conjunção e tem, b) substantiva completiva nominal
respectivamente, valor: c) substantiva predicativa
a) aditivo e conclusivo d) substantiva apositiva
b) adversativo e aditivo e) substantiva subjetiva
c) aditivo e aditivo
d) adversativo e conclusivo 11. Relacione a segunda coluna de acordo
e) aditivo e adversativo com a primeira e assinale a sequência
correta:
7. A classificação da oração grifada está
incorreta em todas as opções, exceto em: (1) oração subordinada objetiva direta
a) Ela sabia que ele estava fazendo o certo - (2) oração subordinada completiva nominal
subordinada substantiva objetiva indireta. (3) oração subordinada objetiva indireta
b) Era imprevisível que ele ficava assim tão (4) oração subordinada subjetiva
perto de uma mulher - subordinada (5) oração subordinada predicativa
substantiva predicativa. ( ) Ninguém desconfiava de que as decisões
c) Mas não estava neles modificar um namoro já estavam tomadas.
que nascera difícil, cercado, travado. - ( ) Chegamos à conclusão de que nosso
subordinada substantiva completiva nominal. passeio não acontecerá.
d) O momento foi tão intenso que ele teve ( ) O problema é que não confio em você.
medo - subordinada substantiva apositiva. ( ) O barulho constante não permite que os
e) Solta que você está me machucando - moradores vivam tranquilos.
coordenada sindética explicativa. ( ) Decidiram-se que as novas mercadorias
teriam um novo valor.
8. "Os homens sempre se esquecem de que
somos todos mortais." A oração destacada é: a) 1-2-3-4-5
a) substantiva completiva nominal b) 5-4-3-2-1
b) substantiva objetiva indireta c) 3-2-5-1-4
c) substantiva predicativa d) 2-1-5-4-3
d) substantiva objetiva direta e) 4-3-2-5-1
e) substantiva subjetiva
12-“A verdade é que todos estavam
9. Nos trechos: extasiados e certos de que não há prazeres
"... não é possível que a notícia da morte me no mundo.”
deixasse alguma tranquilidade, alívio, e um ou As orações destacadas são, respectivamente,
dois minutos de prazer" e "Digo-vos que as subordinadas substantivas:
lágrimas eram verdadeiras", a palavra "que" a) predicativa e completiva nominal.
está introduzindo, respectivamente, orações: b) completiva nominal e predicativa.
a) subordinada substantiva subjetiva - c) predicativa e objetiva indireta.
subordinada substantiva objetiva direta d) subjetiva e completiva nominal.
b) subordinada substantiva objetiva direta - e) predicativa e objetiva indireta.
subordinada substantiva objetiva direta
c) subordinada substantiva subjetiva - 13. Na frase " Argumentei que não é justo que
subordinada substantiva subjetiva o padeiro ganhe festas" as orações

www.cers.com.br 4
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

introduzidas pela conjunção QUE são


respectivamente :
a) Ambas subordinadas substantivas
objetivas diretas
b) Ambas subordinadas subjetivas
c) Subordinada substantiva objetiva direta e
subordinada substantiva subjetiva.
d) Subordinada objetiva direta e coordenada
assindética .
e) Subordinada substantiva objetiva e
subordinada

www.cers.com.br 5
OAB 2ª FASE – XVII EXAME
Direito do Trabalho – Aula 10 e 11
Aryanna Manfredini

GABARITO

Orações coordenadas:

1-C
2-A
3-C
4-B
5-A
6-B
7-A
8-D
9-E-A-D-B-C
10- E- E

Orações subordinadas:

1-B
2-A
3-B
4-E
5-A
6-B
7-E
8-B
9-A
10-A
11-C
12-A
13-C

www.cers.com.br 6