Você está na página 1de 2

8º Ano.

EXERCÍCIOS

TEMA: BRASIL : Independência – Período Regencial – Rebeliões Regenciais

I – Relacione as colunas:

a) Revolta dos Malês ( ) Raimundo Gomes.


b) Balaiada ( ) Francisco Sabino.
c) Sabinada ( ) Manuel Calafate.
d) Confederação do Equador ( ) Bento Gonçalves.
e) Farroupilha ( ) Frei Caneca.

II – Coloque (V) para as questões verdadeiras e (F) para as falsas:

a) ( ) A Constituição de 1824 determinava que as eleições no Brasil seguiriam o voto


universal.
b) ( ) A Confederação do Equador recebeu esse nome porque as províncias que
participaram da revolta ficavam próximas a República do Equador.
c) ( ) Entre outras causas do declínio do Primeiro Reinado: absolutismo político de
D.Pedro I.
d) ( ) O café foi o principal produto de exportação da economia brasileira no decorrer
do Segundo Reinado.
e) ( ) O grupo político que liderou o movimento pela maioridade de Pedro de Alcântara
era o Partido Liberal onde fundou o Clube da Maioridade.

III – Marque a única resposta correta.

1) Com a independência do Brasil:


a) Instaurou-se um regime republicano;
b) estabeleceu-se um governo democrático;
c) decretou-se a abolição da escravidão;
d) a economia permaneceu dependente do exterior.

2) Os rebeldes que participaram da Confederação do Equador, em 1824, defendiam:

a) o absolutismo de D.Pedro I;
b) o regime monárquico;
c) as idéias liberais republicanas;
d) o retorno de D. João VI ao Brasil.

3) A base da economia brasileira, durante o Segundo Reinado, constituía-se:

a) do cultivo e exportação do açúcar;


b) da produção de ouro, prata e diamante;
c) do cultivo e exportação do café;
d) da indústria têxtil.

4) Província brasileira onde ocorreu a Rebelião Regencial: Farroupilha:

a) Maranhão;
b) Pará;
c) Rio Grande do Sul;
d) Bahia.

5) Em 1831, D. Pedro I abdicou do trono brasileiro em favor de seu filo, D. Pedro II,
lançando o Brasil numa grave crise de autoridade.
Sobre o contexto que levou D. Pedro I à abdicação, julgue as afirmativas e
identifique a combinação correta.
I – A morte de D. João VI, rei de Portugal, agravou a situação política brasileira,
pois D. Pedro I aumentou seu interesse pelos acontecimentos em sua terra natal.

II – O assassinato do jornalista Líbero Badaró foi creditado a opositores de D. Pedro


I, e a população se revoltou contra aqueles que criticavam o imperador.

III – A noite das garrafadas foi um exemplo da instabilidade política no Brasil.

a) apenas a afirmativa I é correta;


b) as afirmativas I e III são corretas;
c) as afirmativas I e II são corretas;
d) a afirmativa III é a única falsa.

IV – Responda corretamente as questões:

a) O primeiro país a reconhecer a nossa independência foi os EUA. Por quê?


b) Cite uma causa da Confederação do Equador.
c) Apresente duas causas do movimento conhecido como Sabinada.

d) “ O balaio chegou
o balaio chegou.
Cadê o branco!
Não há mais branco
Não há mais sinhô.”
Caracterize o movimento conhecido, no Primeiro Reinado, como Balaiada.

e) Qual era o objetivo da criação da Guarda Nacional durante o Período Regencial?

f) “Independência ou Morte” esta frase atribuída a D.Pedro I, rompia os nossos laços


de dependência com Portugal e tornava o Brasil politicamente independente. Em
pleno século XXI o Brasil ainda é dependente economicamente, na sua opinião, o
que falta para a nossa total independência.