Você está na página 1de 23

Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Professor: Alex Lira


Matéria: Raciocínio Lógico
Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Aula – Teoria – Verdades e Mentiras | Associação Lógica

SUMÁRIO

VERDADES E MENTIRAS ........................................................................ 3


ASSOCIAÇÃO LÓGICA ......................................................................... 14
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

LISTA DE QUESTÕES .......................................................................... 21


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 2 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

VERDADES E MENTIRAS
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

O primeiro assunto de nossa aula trata de tema tão interessante quanto de fácil
compreensão.
Chamamos de “Verdades e Mentiras” a um tipo específico de questão, cujo
enunciado nos apresenta uma situação qualquer, envolvendo normalmente al-
guns personagens, que irão declarar algo.
O ponto principal da resolução do problema consiste na declaração de cada um
dos envolvidos. O grande desafio é que, no geral, não se sabe qual dessas afir-
mações é veraz ou mentirosa!
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Como numa dramaturgia, temos alguns personagens, cada qual exercendo um


papel específico. Existem aqueles que sempre dizem a verdade, ao passo que
haverá um tipo de pessoa que sempre mente. Ademais, poderemos ter a pre-
sença do “híbrido”, isto é, pessoas que podem tanto mentir quanto falar a ver-
dade.
Papeis dos "personagens"

Um tipo de pessoa que sempre diz a verdade

Um tipo de pessoa que sempre mente

Um tipo de pessoa que pode tanto mentir quanto


falar a verdade
(não está presente em todos os problemas)

E aí é que entra o trabalho do investigador, que eu havia mencionado. Usando


as técnicas de raciocínio lógico (algumas das quais já aprendemos durante o
nosso curso, a exemplo dos Princípios Fundamentais da Lógica), seremos capa-
zes de descobrir, por exemplo, quem é o ladrão, ou mesmo quem ocupa deter-
minada profissão, tudo tomando por base as declarações dos personagens en-
volvidos.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 3 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Pretendemos descobrir informações como:

Quem está mentindo e


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

quem está dizendo a verdade

Quantas pessoas estão mentindo e


quantas estão dizendo a verdade

Outras informações, independentemente de quem


esteja mentindo e de quem esteja dizendo a verdade
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

O reconhecimento de uma questão de “Verdades e Mentiras” é imediato.


Conheceremos as técnicas de resolução mediante os exemplos apresentados e
minuciosamente comentados a seguir, até porque esse assunto é quase des-
provido de teoria. Daí, o aprenderemos pelo mero estudo das resoluções de
várias questões de concurso.

1- (ESAF/MPU/2004) Uma empresa produz androides


de dois tipos: os de tipo V, que sempre dizem a verdade, e os de tipo M, que
sempre mentem. Dr. Turing, um especialista em Inteligência Artificial, está exa-
minando um grupo de cinco androides - rotulados de Alfa, Beta, Gama, Delta e
Épsilon fabricados por essa empresa, para determinar quantos entre os cinco
são do tipo V. Ele pergunta a Alfa: “Você é do tipo M?” Alfa responde, mas Dr.
Turing, distraído, não ouve a resposta. Os androides restantes fazem, então, as
seguintes declarações:
Beta: “Alfa respondeu que sim”.
Gama: “Beta está mentindo”.
Delta: “Gama está mentindo”.
Épsilon: “Alfa é do tipo M”.
Mesmo sem ter prestado atenção à resposta de Alfa, Dr. Turing pôde, então,
concluir corretamente que o número de androides do tipo V, naquele grupo, era
igual a:
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 4 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

RESOLUÇÃO:
O primeiro passo será relacionar todas as declarações feitas no enunciado.
Façamos isso:
 Alfa: (resposta não ouvida!)
 Beta: Alfa respondeu que sim.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

 Gama: Beta está mentindo.


 Delta: Gama está mentindo.
 Épsilon: Alfa é do tipo M.
Agora, veremos que, além das declarações, o enunciado dessas questões de “V
& M” sempre nos fornecerão uma (ou mais de uma) INFORMAÇÃO ADICIO-
NAL.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Estas informações adicionais serão a base do raciocínio que iremos desenvolver


para resolver a questão. Em geral, são informações referentes às pessoas en-
volvidas na situação do enunciado, ou referentes ao número de pessoas que
estariam mentindo ou dizendo a verdade, em suas declarações.
Procuremos nesse nosso enunciado, se há e quais são essas informações adici-
onais.
Achamos? Claro. São as seguintes:
 INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
 Os androides do tipo V sempre dizem a verdade.
 Os androides do tipo M sempre mentem.
Nesse momento precisamos analisar uma situação peculiar que aconteceu no
meio da “trama” narrada no enunciado.
Dr. Turing perguntou a Alfa: “Você é do tipo M?” Ora, o tipo M é o tipo dos
mentirosos.
Daí, em outras palavras, a pergunta dirigida ao Alfa foi essa: “Alfa, você
mente?”
Como você responderia a esse questionamento, meu caro aluno?
Claro que NÃO, professor!
Perfeito! Na realidade, essa é uma pergunta que, em qualquer caso, só admite
uma única resposta: a negação.
Pois, se perguntarmos a alguém veraz se ele mente, a resposta será não. Por
outro lado, se perguntarmos a alguém mentiroso se ele mente, a resposta tam-
bém será não!

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 5 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Em qualquer questão de raciocínio lógico em que só haja pessoas sempre


verazes ou sempre mentirosas, quando uma dessas pessoas for questionada,
se é mentirosa, a resposta a essa pergunta será sempre NÃO!
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Foi isso, portanto, que o Alfa respondeu. Assim, as declarações serão:


 Alfa: Não sou do tipo M.
 Beta: Alfa respondeu que sim.
 Gama: Beta está mentindo.
 Delta: Gama está mentindo.
 Épsilon: Alfa é do tipo M.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Percebamos que, até aqui, nada fazemos, além de reunir os dados do enunci-
ado, com os quais iremos trabalhar a nossa resolução. Mas esse procedimento
é ESSENCIAL!
Passemos à resolução propriamente dita!
Agora, vamos analisar a declaração de Beta. O que ele disse? Disse que “Alfa
respondeu que sim.” Beta está dizendo a verdade ou está mentindo? Mentindo!
Pois Alfa, conforme já havíamos concluído, respondeu que não! Logo, Beta é
mentiroso!
Passemos à declaração do Gama. Ele disse que “Beta está mentindo.” O Gama
está correto? Sim! Está dizendo a verdade, uma vez que havíamos concluído
que Beta mente. Logo, Gama está dizendo a verdade!
Vamos ao Delta: ele diz que "Gama está mentindo.” Está certo isso? Não! Está
errado. Vimos que o Gama é veraz. Logo, Delta é mentiroso!
Restaram duas declarações: a do Épsilon e a do Alfa. Épsilon diz que Alfa é
mentiroso. Ora, se for verdadeira a declaração do Épsilon, então Épsilon será
veraz, e Alfa será mentiroso. Contrariamente, se Épsilon estiver mentindo, en-
tão Alfa estará dizendo a verdade.
Desse modo, concluímos que, entre Épsilon e Alfa, haverá somente um que
mente e somente um que diz a verdade, embora não sabemos quem seja o
veraz e o mentiroso.
Porém, para responder a questão nem precisamos saber qual deles é o veraz,
já que só queremos saber o número daqueles que dizem a verdade. Logo,
concluímos que os verazes são Gama e um segundo androide, que poderá ser
Alfa ou Épsilon, um ou outro. Ou seja, o número de androides verazes é
igual a dois.
Gabarito 1: B.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 6 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

2- (ESAF/CGU/2006) Pedro encontra-se à frente de três


caixas, numeradas de 1 a 3. Cada uma das três caixas contém um e somente
um objeto. Uma delas contém um livro; outra, uma caneta; outra, um diamante.
Em cada uma das caixas existe uma inscrição, a saber:
Caixa 1: “O livro está na caixa 3.”
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”


Caixa 3: “O livro está aqui.”
Pedro sabe que a inscrição da caixa que contém o livro pode ser verdadeira ou
falsa. Sabe, ainda, que a inscrição da caixa que contém a caneta é falsa, e que
a inscrição da caixa que contém o diamante é verdadeira. Com tais informações,
Pedro conclui corretamente que nas caixas 1, 2 e 3 estão, respectivamente,
a) a caneta, o diamante, o livro.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

b) o livro, o diamante, a caneta.


c) o diamante, a caneta, o livro.
d) o diamante, o livro, a caneta.
e) o livro, a caneta, o diamante.
RESOLUÇÃO:
Essa questão difere da anterior num aspecto: não temos exatamente pes-
soas que mentem/falam a verdade. Temos inscrições que podem ser ver-
dadeiras ou falsas. Mas a ideia da resolução é a mesma.
 Inscrições nas caixas (declarações):
 Caixa 1: “O livro está na caixa 3.”
 Caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
 Caixa 3: “O livro está aqui.”
 Informações adicionais:
 A caixa com o diamante tem inscrição verdadeira;
 A caixa com a caneta tem inscrição falsa;
 A caixa com o livro tem uma inscrição que pode ser verdadeira ou falsa;
Vamos criar uma lista das conclusões a que conseguirmos chegar. Estas con-
clusões serão a base para avaliarmos cada informação do enunciado, permitindo
que tiremos novas conclusões.
Inicialmente, nossa lista de conclusões está em branco:

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 7 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Tarefa Conclusões

Precisamos criar uma hipótese sobre a situação apresentada na questão, para,


a partir daí, chegarmos a conclusões. Ao final, iremos verificar se a nossa hipó-
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

tese criará alguma contradição.


Por hipótese, vamos supor que a inscrição da caixa 1 seja verdadeira.
Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é verdadeira.

A primeira informação dada foi:


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

 Inscrição da caixa 1: “O livro está na caixa 3.”


Sabemos que a caixa 1 é verdadeira (hipótese). Logo, o que está inscrito nela
é verdadeiro. Assim: o livro está na caixa 3.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é verdadeira.

1ª conclusão O livro está na caixa 3

A segunda informação fornecida foi:


 Inscrição da caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
Vamos pular essa análise. Será melhor considera-la daqui a pouquinho.
 Inscrição da caixa 3: “O livro está aqui.”
Bem, já sabemos que o livro está na caixa 3 (1ª conclusão). Logo, a inscrição
da caixa 3 é verdadeira.
Observem que foi mais fácil passar direto para a análise da inscrição da caixa
3, pois ela, a exemplo da informação 1, já analisada, também se refere à ter-
ceira inscrição. Dessa maneira, chegamos a mais uma conclusão.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é verdadeira.

1ª conclusão O livro está na caixa 3

2ª conclusão A inscrição da caixa 3 é verdadeira

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 8 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Visto que as inscrições das caixas 1 e 3 são verdadeiras, nenhuma delas contém
a caneta, pois a caixa com a caneta tem inscrição falsa. A caixa com a caneta
só pode ser a caixa 2, de forma que podemos concluir que a caixa 2 contém
a caneta e tem uma inscrição falsa. E, por exclusão, a caixa 1 contém o
diamante.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é verdadeira.

1ª conclusão O livro está na caixa 3

2ª conclusão A inscrição da caixa 3 é verdadeira

3ª conclusão A caneta está na caixa 2

4ª conclusão A inscrição da caixa 2 é falsa


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

5ª conclusão A caixa 1 contém o diamante

Agora podemos fazer a análise da segunda informação.


 Inscrição da caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
Molezinha! A essa altura já descobrimos o que tem em cada caixa, de forma que
fica fácil dizer que esta afirmação acima é falsa, pois, de acordo com a 5ª
conclusão, na caixa 1 está o diamante. E isso era de se esperar realmente, já
que a inscrição da caixa 2 é falsa (3ª conclusão).
Há alguma contradição entre as conclusões à que chegamos. Com certeza não!
Reunindo os resultados obtidos, temos que o conteúdo de cada caixa é:
 Caixa 3: livro
 Caixa 2: caneta
 Caixa 1: diamante.
Gabarito 2: C.
Agora que deu tudo certinho, você talvez me pergunte:
Professor, e se a gente tivesse chutado que a inscrição da caixa 1 é falsa?
Chego a sentir orgulho de você, por ter feito um questionamento tão inteligente!
Mas respondendo a sua pergunta, aí chegaríamos a uma contradição. Que tal
comprovarmos isso? Vamos lá!
Caso esta fosse nossa hipótese, teríamos:

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é falsa.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 9 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

A primeira informação dada foi:


 Inscrição da caixa 1: “O livro está na caixa 3.”

Sabemos que a caixa 1 é falsa (hipótese). Logo, o que está inscrito nela é falso.
Assim: o livro não está na caixa 3.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é falsa.

1ª conclusão O livro não está na caixa 3

A segunda informação fornecida foi:


 Inscrição da caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Novamente pularemos essa análise.


 Inscrição da caixa 3: “O livro está aqui.”
Bem, já sabemos que o livro não está na caixa 3 (1ª conclusão). Logo, a ins-
crição da caixa 3 também é falsa.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é falsa.

1ª conclusão O livro não está na caixa 3

2ª conclusão A inscrição da caixa 3 é falsa

Visto que as inscrições das caixas 1 e 3 são falsas, nenhuma delas pode ser a
caixa que contém o diamante, pois a caixa com o diamante tem uma inscrição
verdadeira. Logo, o diamante só pode estar na caixa 2, de forma que podemos
concluir que o diamante está na caixa 2 e a caixa 2 tem uma inscrição
verdadeira.

Tarefa Conclusões

Hipótese A inscrição da caixa 1 é falsa.

1ª conclusão O livro não está na caixa 3

2ª conclusão A inscrição da caixa 3 é falsa

3ª conclusão O diamante está na caixa 2

4ª conclusão A inscrição da caixa 2 é verdadeira

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 10 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Agora podemos fazer a análise da segunda informação.


 Inscrição da caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
Já sabemos que a caixa 2 é verdadeira. Então, de fato, a caneta está na caixa
1. E, por exclusão, a caixa 3 só pode conter o livro.

Tarefa Conclusões
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Hipótese A inscrição da caixa 1 é falsa.

1ª conclusão O livro não está na caixa 3

2ª conclusão A inscrição da caixa 3 é falsa

3ª conclusão O diamante está na caixa 2

4ª conclusão A inscrição da caixa 2 é verdadeira


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

5ª conclusão A caneta está na caixa 1

6ª conclusão A caneta está na caixa 1

Notou alguma coisa estranha, caro aluno?


Sim, professor, existe uma contradição entre a 1ª e a 6ª conclusão.
Isso mesmo! Nossa primeira conclusão foi de que o livro não está na caixa 3. E
nossa última conclusão foi que o livro está na caixa 3. Esta situação é absurda.
E só chegamos a uma situação absurda quando a hipótese inicial é er-
rada!

3- (AOCP/MPE-BA/Analista Técnico/2014) Quatro


amigas foram ao shopping e uma delas comprou uma bolsa. Sobre quem com-
prou a bolsa, considere as afirmativas a seguir:
• Eu não fui, diz Juliana.
• Foi a Amanda, diz a Luana.
• Foi a Luana, diz a Isabela.
• A Isabela não tem razão, diz a Amanda.
Sabendo que só uma delas mentiu. Então quem comprou a bolsa?
a) Juliana b) Luana c) Amanda d) Isabela e) Nenhuma delas
RESOLUÇÃO:
O primeiro passo será relacionar todas as declarações feitas no enunciado.
Façamos isso:
 Juliana: “Eu não fui”.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 11 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

 Luana: “Foi a Amanda”.


 Isabela: “Foi a Luana”.
 Amanda: “A Isabela não tem razão”.
INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

 Apenas uma das amigas comprou uma bolsa;


 Apenas uma das amigas mentiu.
Pela questão, não se sabe quem, entre elas, mentiu. Daí, precisamos fazer o
que? Será necessário criar uma hipótese.
Qual seria a melhor a hipótese? Bem, perceba que Luana e Isabela fazem afir-
mações que nos conduzirão a uma contradição, pois, se considerarmos que as
duas estão falando a verdade, teremos que duas das amigas compraram uma
bolsa (o que é um absurdo!).
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Então, vamos supor que Isabela mentiu, e, consequentemente, as demais


amigas falam a verdade.

Tarefa Conclusões

Hipótese Isabela mentiu

 Análise da declaração de Isabela: “Foi a Luana”.


Sabemos que Isabela mentiu (hipótese!), e ela afirmou que foi a Luana que
comprou a bolsa. Logo, Luana não comprou a bolsa.

Tarefa Conclusões

Hipótese Isabela mentiu

1ª conclusão Luana não comprou a bolsa

 Análise da declaração de Amanda: “A Isabela não tem razão”.


Amanda afirma que Isabela não tem razão, ou seja, mentiu. Isso está de acordo
com a nossa hipótese. Assim, Amanda, de fato, está falando a verdade.
 Análise da declaração de Luana: “Foi a Amanda”.
Luana está afirmando que a amiga que comprou a bolsa foi Amanda. Como ela
é uma das amigas que falam a verdade, concluímos que Amanda comprou a
bolsa.

Tarefa Conclusões

Hipótese Isabela mentiu

1ª conclusão Luana não comprou a bolsa

2ª conclusão Amanda comprou a bolsa

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 12 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

 Análise da declaração de Juliana: “Eu não fui”.


Juliana está afirmando que não foi ela quem comprou a bolsa. E, conforme a 2ª
conclusão e nossa hipótese, ela está falando a verdade. Logo, Juliana não
comprou a bolsa.

Tarefa Conclusões
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Hipótese Isabela mentiu

1ª conclusão Luana não comprou a bolsa

2ª conclusão Amanda comprou a bolsa

3ª conclusão Juliana não comprou a bolsa

Dessa maneira, não encontramos nenhuma contradição. Os resultados obtidos


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

são os seguintes:
 Isabela mentiu
 Amanda comprou a bolsa
Gabarito 3: C.

4- (CESPE/MIN/Analista-Técnico Administra-
tivo/2013) O casal Cássio e Cássia tem as seguintes peculiaridades: tudo o
que Cássio diz às quartas, quintas e sextas-feiras é mentira, sendo verdade o
que é dito por ele nos outros dias da semana; tudo o que Cássia diz aos domin-
gos, segundas e terças-feiras é mentira, sendo verdade o que é dito por ela nos
outros dias da semana.
A respeito das peculiaridades desse casal, julgue o item subsecutivo.
Se, em certo dia, ambos disserem “Amanhã é meu dia de mentir”, então essa
afirmação terá sido feita em uma terça-feira.
RESOLUÇÃO:
Percebemos que não temos declarações feitas pelos “personagens” da ques-
tão, o casal Cássio e Cássia. No entanto, sem dúvidas temos informações adi-
cionais, que são as seguintes:
 “Tudo o que Cássio diz às quartas, quintas e sextas-feiras é mentira,
sendo verdade o que é dito por ele nos outros dias da semana”;
 “Tudo o que Cássia diz aos domingos, segundas e terças-feiras é
mentira, sendo verdade o que é dito por ela nos outros dias da
semana”.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 13 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Para uma melhor visualização vamos fazer uma tabela com as informações
acima:
Pessoa Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
Cássio V V M M M V V
Cássia M M V V V V M
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Daí, o enunciado pede para julgarmos, de acordo com a peculiaridade do casal


narrada acima, se a seguinte sentença é verdadeira:
Se, em certo dia, ambos disserem “Amanhã é meu dia de mentir”, en-
tão essa afirmação terá sido feita em uma terça-feira.
Nesse momento precisamos criar uma hipótese.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Vamos supor que, hipoteticamente, a declaração “Amanhã é meu dia de


mentir” tenha sido feita em uma terça-feira.
Nesse caso, o “amanhã” seria uma quarta-feira. Ora, verificando a tabela,
pode-se notar que a terça é um dos dias em que Cássio fala a verdade, e se ele
declarou nesse dia que "amanhã vai mentir”, é porque realmente na quarta ele
mente.
Com relação à Cassia, notamos pela tabela que a terça é um dos dias em que
ela mente, e se ela declarou nesse dia que "amanhã vai mentir”, é porque na
quarta ela vai falar a verdade. E realmente na quarta ela fala a verdade!
Logo, a hipótese que criamos não resultou numa contradição. Portanto, o item
está correto.
Gabarito 4: Certo.

ASSOCIAÇÃO LÓGICA

Esse será mais um assunto em que você aprenderá se divertindo!


As questões de Associação Lógica vão exigir, a partir de um conjunto de dados
fornecidos pelo enunciado:
 Entendimento quanto à lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares,
coisas ou eventos fictícios;
 Deduzir novas informações das relações fornecidas;
 Avaliar as condições usadas para estabelecer e estrutura daquelas relações.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 14 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Por exemplo, utilizando o conhecimento adquirido no Raciocínio Lógico, você


deverá ser capaz de associar o tipo de carro a seu proprietário, o nome da
pessoa à cidade em que nasceu, nome do marido ao da esposa, nome da criança
ao do pai, e uma infinidade de outras relações.
Tudo isso vai requer do candidato percepção e raciocínio mais objetivo e amplo.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Infelizmente, assim como o tema anterior, esse assunto praticamente não dis-
põe de teoria, de forma que recorreremos à estratégia de resolvermos o maior
número de questão possível.
Apesar disso, disponibilizo para você um “macete” especial, contendo 6 PAS-
SOS necessários para resolvermos qualquer questão de Associação Ló-
gica:

1º passo:
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Identificar os Grupos de Informações

2º passo:

Identificar as afirmações do enunciado

3º passo:

Construir a Tabela Principal

4º passo:

Preencher a tabela com base nas afirmações

5º passo:

Aplicar a Regra do Preenchimento Automático

6º passo:

Reunir os resultados obtidos e analisar as alternativas

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 15 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Talvez perceba que seja trabalhoso de início, mas relaxe que tudo dará certo.
Pode confiar! Garanto que depois de hoje nenhuma questão de Associação Ló-
gica poderá competir com você!
Vamos, então, resolver uma bateria de questões de concursos anteriores sim-
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

plesmente seguindo os passos descritos acima. Não se preocupe, como já te


disse: você ficará altamente qualificado em solucionar questões de As-
sociação Lógica!!!
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

5- (ESAF/MTE/Auditor-Fiscal do Trabalho/2003)
Três amigas encontram-se em uma festa. O vestido de uma delas é azul, o de
outra é preto, e o da outra é branco. Elas calçam pares de sapatos destas mes-
mas três cores, mas somente Ana está com vestido e sapatos de mesma cor.
Nem o vestido nem os sapatos de Júlia são brancos. Marisa está com sapatos
azuis. Desse modo,
a) o vestido de Júlia é azul e o de Ana é preto.
b) o vestido de Júlia é branco e seus sapatos são pretos.
c) os sapatos de Júlia são pretos e os de Ana são brancos.
d) os sapatos de Ana são pretos e o vestido de Marisa é branco.
e) o vestido de Ana é preto e os sapatos de Marisa são azuis.
RESOLUÇÃO:
Vamos seguir a “regra de bolo”...
 1º passo: Identificar os Grupos de Informações.
No enunciado, há três grupos de informações:
 Nomes das amigas: Ana, Júlia e Marisa.
 Cores de vestidos: azul, preto e branco.
 Cores de sapatos: azul, preto e branco.
 2º passo: Identificar as afirmações do enunciado.
São feitas as seguintes afirmações:
1. Somente Ana está com vestido e sapatos de mesma cor;
2. Nem o vestido nem os sapatos de Júlia são brancos;
3. Marisa está com sapatos azuis.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 16 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

 3º passo: Construir a Tabela Principal.


Precisamos definir qual dos grupos de informações servirá de referência para
nós, tornando-se a coluna da Tabela Principal a ser construída. No geral, esco-
lhe-se o grupo dos nomes das pessoas. Em seguida, acrescentamos à tabela,
na coluna da esquerda, os elementos dos outros dois grupos. Podemos escolher
qualquer um deles para começar, visto que a ordem não vai interferir na solu-
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

ção. Logo, teremos:


Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul
Cores dos
Preto
vestidos
Branco
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Azul
Cores dos
Preto
sapatos
Branco

Observe que esta tabela está dividida em duas partes: uma para correspon-
dência entre os nomes das amigas e as cores dos vestidos, e a outra para
correspondência entre os nomes das amigas e as cores dos sapatos.
 4º passo: Preencher a tabela com base nas afirmações.
Agora daremos início ao preenchimento das tabelas (a principal e a de resulta-
dos) a partir das afirmações trazidas no enunciado.
Colocaremos um V nas células da tabela principal quando houver uma corres-
pondência correta, e um F quando incorreta.
 Análise da segunda afirmação: “Nem o vestido nem os sapatos de
Júlia são brancos”.
Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul
Cores dos
Preto
vestidos
Branco F

Azul
Cores dos
Preto
sapatos
Branco F

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 17 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

 Análise da terceira afirmação: “Marisa está com sapatos azuis”.


Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul
Cores dos
Preto
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

vestidos
Branco F

Azul V
Cores dos
Preto
sapatos
Branco F

É interessante notar que, nesse momento, a primeira informação não nos diz
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

muita coisa. Mas daqui a pouco ela será muito útil!


 5º passo: Aplicar a Regra do Preenchimento Automático.
A Regra do Preenchimento Automático estabelece que devemos ter so-
mente um V em cada linha e também somente um V em cada coluna.
Daí, sempre que colocarmos um V em uma célula, podemos completar o res-
tante da linha e da coluna com F. Simples assim!
Logo, seguindo os ditames da Regra, teremos que:
Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul
Cores dos
Preto
vestidos
Branco F

Azul F F V
Cores dos
Preto F
sapatos
Branco F F

Cada linha e coluna devem conter uma única célula marcada com V! Assim,
marcaremos V na célula que resta da linha (ou coluna).

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 18 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Nomes das amigas


Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul
Cores dos
Preto
vestidos
Branco F
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Azul F F V
Cores dos
Preto F V F
sapatos
Branco V F F

Nesse momento iremos utilizar a primeira informação fornecida.


 Análise da primeira afirmação: “Somente Ana está com vestido e
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

sapatos de mesma cor”.


Se Ana usa vestido e sapatos de mesma cor, e, pela tabela acima, se ela usa
sapatos brancos, então ela usa vestido branco. Vamos colocar essa informa-
ção nas tabelas e, ao mesmo tempo, fazendo o preenchimento automático.
Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul F
Cores dos
Preto F
vestidos
Branco V F F

Azul F F V
Cores dos
Preto F V F
sapatos
Branco V F F

Ademais, se apenas Ana usa sapatos e vestido da mesma cor, pela tabela de
resultados acima, logicamente que o vestido de Júlia obrigatoriamente será
azul, ao passo que o vestido de Marisa será preto. Logo:
Nomes das amigas
Grupos de Informações
Ana Júlia Marisa

Azul F V F
Cores dos
Preto F F V
vestidos
Branco V F F

Azul F F V
Cores dos
Preto F V F
sapatos
Branco V F F

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 19 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

 6º passo: Reunir os resultados obtidos e analisar as alternativas.


Reunindo os resultados obtidos, teremos que:
 Ana usa vestido e sapatos brancos;
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

 Júlia usa vestido azul e sapatos pretos;


 Marisa usa vestido preto e sapatos azuis.
Gabarito 5: C.

Com razão, talvez você me fale:


Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

"Mas, professor, esse tipo de questão dá muito trabalho; não terei tempo de
resolver na hora da prova".
E eu te digo: Fique tranquilo, estamos no comecinho do assunto; estou
partindo da premissa que você não sabe de nada disso! Será possível notar no
decorrer das demais questões que tudo ficará "automatizado".

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 20 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

LISTA DE QUESTÕES

1- (ESAF/MPU/2004) Uma empresa produz androides de dois tipos: os de


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

tipo V, que sempre dizem a verdade, e os de tipo M, que sempre mentem. Dr.
Turing, um especialista em Inteligência Artificial, está examinando um grupo de
cinco androides - rotulados de Alfa, Beta, Gama, Delta e Épsilon fabricados por
essa empresa, para determinar quantos entre os cinco são do tipo V. Ele per-
gunta a Alfa: “Você é do tipo M?” Alfa responde, mas Dr. Turing, distraído, não
ouve a resposta. Os androides restantes fazem, então, as seguintes declara-
ções:
Beta: “Alfa respondeu que sim”.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Gama: “Beta está mentindo”.


Delta: “Gama está mentindo”.
Épsilon: “Alfa é do tipo M”.
Mesmo sem ter prestado atenção à resposta de Alfa, Dr. Turing pôde, então,
concluir corretamente que o número de androides do tipo V, naquele grupo, era
igual a:
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

2- (ESAF/CGU/2006) Pedro encontra-se à frente de três caixas, numera-


das de 1 a 3. Cada uma das três caixas contém um e somente um objeto. Uma
delas contém um livro; outra, uma caneta; outra, um diamante. Em cada uma
das caixas existe uma inscrição, a saber:
Caixa 1: “O livro está na caixa 3.”
Caixa 2: “A caneta está na caixa 1.”
Caixa 3: “O livro está aqui.”
Pedro sabe que a inscrição da caixa que contém o livro pode ser verdadeira ou
falsa. Sabe, ainda, que a inscrição da caixa que contém a caneta é falsa, e que
a inscrição da caixa que contém o diamante é verdadeira. Com tais informações,
Pedro conclui corretamente que nas caixas 1, 2 e 3 estão, respectivamente,
a) a caneta, o diamante, o livro.
b) o livro, o diamante, a caneta.
c) o diamante, a caneta, o livro.
d) o diamante, o livro, a caneta.
e) o livro, a caneta, o diamante.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 21 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

3- (AOCP/MPE-BA/Analista Técnico/2014) Quatro amigas foram ao


shopping e uma delas comprou uma bolsa. Sobre quem comprou a bolsa, con-
sidere as afirmativas a seguir:
• Eu não fui, diz Juliana.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

• Foi a Amanda, diz a Luana.


• Foi a Luana, diz a Isabela.
• A Isabela não tem razão, diz a Amanda.
Sabendo que só uma delas mentiu. Então quem comprou a bolsa?
a) Juliana b) Luana c) Amanda d) Isabela e) Nenhuma delas
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

4- (CESPE/MIN/Analista-Técnico Administrativo/2013) O casal Cás-


sio e Cássia tem as seguintes peculiaridades: tudo o que Cássio diz às quartas,
quintas e sextas-feiras é mentira, sendo verdade o que é dito por ele nos outros
dias da semana; tudo o que Cássia diz aos domingos, segundas e terças-feiras
é mentira, sendo verdade o que é dito por ela nos outros dias da semana.
A respeito das peculiaridades desse casal, julgue o item subsecutivo.
Se, em certo dia, ambos disserem “Amanhã é meu dia de mentir”, então essa
afirmação terá sido feita em uma terça-feira.

5- (ESAF/MTE/Auditor-Fiscal do Trabalho/2003) Três amigas encon-


tram-se em uma festa. O vestido de uma delas é azul, o de outra é preto, e o
da outra é branco. Elas calçam pares de sapatos destas mesmas três cores, mas
somente Ana está com vestido e sapatos de mesma cor. Nem o vestido nem os
sapatos de Júlia são brancos. Marisa está com sapatos azuis. Desse modo,
a) o vestido de Júlia é azul e o de Ana é preto.
b) o vestido de Júlia é branco e seus sapatos são pretos.
c) os sapatos de Júlia são pretos e os de Ana são brancos.
d) os sapatos de Ana são pretos e o vestido de Marisa é branco.
e) o vestido de Ana é preto e os sapatos de Marisa são azuis.

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 22 de 23


Matéria: Raciocínio Lógico
Teoria e questões comentadas
Prof. Alex Lira

Gabarito 1: B.
Gabarito 2: C.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Gabarito 3: C.
Gabarito 4: Certo.
Gabarito 5: C.
Cópia registrada para Juarez Lima (CPF: 033.254.205-08)

Prof. Alex Lira www.exponencialconcursos.com.br Página 23 de 23