Você está na página 1de 5

28/03/2017

BASES DE GESTÃO
Apuração e controle de custos
PARA ENGENHARIA
Professor: Ricardo Bruno Borges

O que deve atender um sistema de


Apuração e controle de custos
custos
• Existência de uma base comum a todas as
Instrumento eficaz de gerência e unidades da estrutura organizacional;
acompanhamento dos serviços
• Acompanhamento “previsto x realizado”;
Implantação de medidas corretivas
p/melhoria do desempenho organizacional
• Definição de metodologia para análise dos
resultados c/ recomendações de ações
Análise gerencial e tomada de decisões corretivas
estratégicas da instituição

Conceitos básicos Conceitos básicos

• Custo Fixo
• Despesas – são aqueles que não variam , dentro de certos limites, de acordo
– gastos com bens e serviços para a obtenção de receitas. Ex: com o volume de produção.
salário da adm, aluguéis, etc.;
• Gasto – (Depreciação, aluguel, etc.)
– Compromisso assumido para obtenção de produto, ou
serviço. (ex: compra de matéria-prima)
• Custo Variável
• Custos – Estão relacionados diretamente com o volume de produção.
– valores dos recursos utilizados diretamente na produção de um – (materiais e farinha de trigo)
bem ou serviço (relacionados com o processo produtivo) - ex: gás,
, salários,etc.;
• Custo Direto
– custos que podem ser apropriados diretamente aos serviços
• Custo Indireto
– utilizam-se métodos de rateios para apropriá-los (energia elétrica)

1
28/03/2017

Conceitos básicos Conceitos básicos

R$
R$ Custo Variável

Custo
Fixo
pratos pratos

Volume de produção de pratos Custo Variável (CV)


Volume de produção de Custo Fixo
pratos 0 pratos -
0 pratos 60.000 200 pratos 10.000
200 pratos 60.000 400 pratos 20.000
400 pratos 60.000

Conceitos básicos Princípios


• Custos Operacionais • Princípio da materialidade e relevância
– Valor obtido ao se considerar a produção de bens ou serviços
consumidos para produzir outros bens ou serviços num – Relatórios apurados no início do mês em grandes
determinado serviço. números são mais importantes que os detalhados
– São enquadrados todos os custos diretos e indiretos após 30 dias
• Custos não Operacionais
– Valor das despesas efetivadas pela unidade que não contribui • Princípio da consistência
diretamente para a produção de bens e serviços. – Para que não seja prejudicada uma análise
– Geralmente apresentam dificuldades técnicas para a sua comparativa, a análise deve considerar a
apuração e não estão diretamente vinculadas ao volume da
produção. consistência dos procedimentos de registro das
– (despesas geradas pela depreciação) informações

Princípios Atividade 3
classificação custos
• Princípio da competência
– As despesas devem ser apropriadas a um período, • RH
com base na data do fato gerador, e não com base • Pró-labore
na data do pagamento • Serviços de Terceiros
• Material de Consumo
• Água
• Princípio da realização • Energia Elétrica
– As receitas serão reconhecidas no momento em que • Telefone
os produtos, ou serviços são colocados à disposição • Diárias
dos clientes. • Veículo
• Aluguel
• Seguro

2
28/03/2017

Ponto de equilíbrio

• Ferramenta de gestão dos resultados


operacionais da empresa;

Análise do • Nível de atividades em que o resultado


operacional da empresa é zero
Ponto de Equilíbrio • Onde ocorre a igualdade entre a receita e o
custos total

Análise do Ponto de Equilíbrio


• Idéia básica:
– Quantidade que devo produzir para cobrir os gastos R$
fixos e despesas variáveis
RT

– Podem vir em resultados ou R$


P.equilíbrio
– Perguntas que ajuda a responder: RT>CT
CT
• Você deveria comprar ou alugar um novo equipamento?
• Você deveria contratar aquele funcionário agora ou mais
tarde?
CVT
• Você seria capaz de gerar o volume de vendas requerido?

CFT

Atendimentos

Análise do Ponto de Equilíbrio

P.E => RT = CT

CFT + CVT

(Cvunit x N)

P.E => (Runit x N) = CFT + (Cvunit x N)

3
28/03/2017

• O Industria “RBB” solicitou ao gerente • O Industria “Raiz” solicitou ao gerente


para calcular o ponto de Equilíbrio com para calcular o ponto de Equilíbrio com
base nos seguintes dados: base nos seguintes dados:
• CF= 50000,00 • CF= 100000,00
• Cvunit= 12 • Cvunit= 80
• PV=30,00 • PV=110,00

Exemplo cálculo do P.E. Exemplo cálculo do P.E.


• 8)Uma fabrica apresentou os seguintes dados: • 3)
– CFT = 500.000 • A)Uma Industria do polo apresentou os seguintes dados:
– Cvunit = 2.300 – CFT = 325.000
– N = 200 lotes – Cvunit = 1.150
– N = 400 lotes
– (lote com 1000 unid.)
*lote =1000 litros

• Quanto deve ser cobrado por cada lote para que o fabrica não • Considerando que mudou a concorrência e a industria conseguirá cobrar o
tenha prejuízo? valor pago pelo EUA que é de R$ 2.450 por lote. Quantos lotes terá que
fabricar para não ter prejuízo?

Exemplo cálculo do P.E. 5)


• 4) • Um Industria de Café apresentou os seguintes dados:
• A)Uma Industria XY apresentou os seguintes dados:
– CFT = 500.000 – CFT = 500
– Cvunit = 1.000 – Cvunit = 0,88
– N = 600 lotes
*lote =1000 litros – N = 200 cafés

• Considerando que mudou a concorrência e a industria conseguirá cobrar o


valor pago pelo EUA que é de R$ 3000 por lote. Quantos lotes terá que Considerando que diminuiu a concorrência e o a café
fabricar para não ter prejuízo? moido conseguirá cobrar um valor de 30% acima do
preço antigo. Quantos cafés terá que vender para não
ter prejuízo?

4
28/03/2017

Novo exemplo …
• 20)A)Uma prestadora de serviço de engenharia apresenta dos
seguintes dados:

A industrial de
– CFT = 500.000
– Cvunit = 600
– N = 60

• Considerando que em uma licitação, com suas exigências,


alimentos Sky
aumentou o custo variável em R$ 800. Qual o valor que devo cobrar
por serviço de engenharia para não ter prejuízo?
cheff