Você está na página 1de 16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

Pesquisar

O slideshow foi denunciado. Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 2/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 3/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 4/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 5/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 6/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 7/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 8/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 9/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 10/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície https://pt.slideshare.net/marciotics/lista-fenmenos-de-superfcie 11/16

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície Próximos SlideShares Carregando em…5 × 1 de 12 Lista -

Próximos SlideShares

Carregando em…5

×

1 de 12 de superfície Próximos SlideShares Carregando em…5 × Lista - fenômenos de superfície 2.405 visualizações

Lista - fenômenos de superfície

2.405 visualizações Compartilhar Gostei Baixar
2.405 visualizações
Compartilhar
Gostei
Baixar

Márcio Martins, Professor na UNIPAMPA

Publicada em 10 de mai de 2017

Lista - fenômenos de superfície

em 10 de mai de 2017 Lista - fenômenos de superfície Publicada em: Educação 0 comentários

Publicada em: Educação

0 comentários 0 gostaram Estatísticas Notas
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
29/09/2019
29/09/2019

Full Name

Comment goes here.

12 hours ago

Are you sure you want to Yes No

Your message goes here

Delete Reply Block

want to Yes No Your message goes here Delete Reply Block Compartilhe suas ideias… Publicar Seja

Compartilhe suas ideias… Publicar Publicar

Seja o primeiro a comentarDelete Reply Block Compartilhe suas ideias… Publicar Seja a primeira pessoa a gostar disto Sem downloads

Seja a primeira pessoa a gostar distosuas ideias… Publicar Seja o primeiro a comentar Sem downloads Visualizações Visualizações totais 2.405

Sem downloads

Visualizações

Visualizações totais

2.405

No SlideShare

0

A partir de incorporações

0

Número de incorporações

1.184

Ações

Compartilhamentos

0

Downloads

59

Comentários

0

Gostaram

0

Incorporações 0 Nenhuma incorporação Nenhuma nota no slide

Lista - fenômenos de superfície

Lista - fenômenos de superfície

1. 1. Físico-Química III - BA011520 Prof. Márcio Marques Martins 1a Lista de Exercícios - Unidade 3 Tensão Superficial 22.2. A tensão superficial do mercúrio líquido é 435,5 din/cm. Qual é o valor de Hg nas unidades N/m? 22.3. A tensão superficial do clorofórmio, CHCl3, é 27,1 din/cm. (a) Quantos Joules são necessários para aumentar a área superficial de uma certa quantidade de clorofórmio de 50,0 cm2 ? (b) quantos Joules são necessários para fazer um filme de clorofórmio com uma área de 0,010 m2 ? 22.6. Uma vez que energia é liberada à medida que pequenas gotas coalescem formando gotas maiores, talvez pudéssemos usar a coalescência para realizar trabalho útil. Vamos realizar um teste. Em quanto aumenta a temperatura, se duas gotas com raio de 1,00 nm coalescerem formando uma gota, a 20,0ºC? A tensão superficial da água é 72,75 erg/cm². Dados: H20,20ºC = 998,2063 kg.m-3 ; C0 H20,20ºC= 4,1818 J.g- 1 .K-1 . 22.7. Determine qual deve ser a, aproximadamente, a tensão superficial da água para que uma lâmina de barbear não flutue nela. Use os dados do exemplo 3.3 para fazer suas estimativas.

2. 2. Físico-Química III - BA011520 Prof. Márcio Marques Martins 2a Lista de Exercícios - Unidade 3 Efeitos de Interface 22.15. Determine a diferença de pressão em uma gota de mercúrio com tensão superficial de 480 din/cm se o seu raio for de (a) 1,00 mm ou (b) 0,001 mm. 22.18. A Equação de Kelvin é usada para calcular a pressão de vapor de equilíbrio de uma gota com raio r. onde é a pressão de vapor da gota, é a pressão de vapor do líquido bulk nas condições-padrão (25ºC), e é o volume molar do líquido. As variáveis R, T e têm seu significado usual. (a) Argumente que a pressão de vapor de um líquido aumenta à medida que o raio da gota decresce. Quais implicações isso tem para o processo de condensação (isso é, um vapor formando um líquido) e para processos atmosféricos como a formação de gotas de chuva? (b) Calcule a pressão de vapor de uma gota de água que tem raio de 20,0 nm a 298 K. A pressão de vapor do líquido bulk nessa temperatura é 23,77 mm Hg. 22.19. Por quê as ascensões e depressões capilares não são observadas em tubos com diâmetros grandes? 22.20. Qual é o ângulo de contato esperado para um capilar de raio 0,200 mm, imerso em água a 25ºC e que exibe uma ascensão capilar de 4,78 cm? 22.21. Mostre que 1 din/cm2 é igual a 1 x 10-6 bar.

3. 3. Físico-Química III - BA011520 Prof. Márcio Marques Martins 2a Lista de Exercícios - Unidade 3 Efeitos de Interface 22.15. Determine a diferença de pressão em uma gota de mercúrio com tensão superficial de 480 din/cm se o seu raio for de (a) 1,00 mm ou (b) 0,001 mm. 22.18. A Equação de Kelvin é usada para calcular a pressão de vapor de equilíbrio de uma gota com raio r. onde é a pressão de vapor da gota, é a pressão de vapor do líquido bulk nas condições-padrão (25ºC), e é o volume molar do líquido. As variáveis R, T e g têm seu significado usual. (a) Argumente que a pressão de vapor de um líquido aumenta à medida que o raio da gota decresce. Quais implicações isso tem para o processo de condensação (isso é, um vapor formando um líquido) e para processos atmosféricos como a formação de gotas de chuva? (b) Calcule a pressão de vapor de uma gota de água que tem raio de 20,0 nm a 298 K. A pressão de vapor do líquido bulk nessa temperatura é 23,77 mm Hg. 22.19. Por quê as ascensões e depressões capilares não são observadas em tubos com diâmetros grandes? 22.20. Qual é o ângulo de contato esperado para um capilar de raio 0,200 mm, imerso em água a 25ºC e que exibe uma ascensão capilar de 4,78 cm? 22.21. Mostre que 1 din/cm é igual a 1 x 10-6 bar.

Recomendadas

Mostre que 1 din/cm é igual a 1 x 10-6 bar. Recomendadas

29/09/2019

Lista - fenômenos de superfície

29/09/2019 Lista - fenômenos de superfície Excel 2016: Gráficos y presentación de datos Espanhol Curso on-line
Fundamentos del marketing online: Content marketing Espanhol Curso on-line - LinkedIn Learning Aprende Office 365
Fundamentos del marketing online: Content marketing Espanhol
Curso on-line - LinkedIn Learning
Aprende Office 365 Espanhol
Curso on-line - LinkedIn Learning

29/09/2019

×

Facebook29/09/2019 × Twitter LinkedIn Link Lista - fenômenos de superfície Painéis de recortes públicos que contêm

Twitter29/09/2019 × Facebook LinkedIn Link Lista - fenômenos de superfície Painéis de recortes públicos que contêm

LinkedIn29/09/2019 × Facebook Twitter Link Lista - fenômenos de superfície Painéis de recortes públicos que contêm

Link

Lista - fenômenos de superfície

Painéis de recortes públicos que contêm este slide

×

Painéis de recortes públicos que contêm este slide × Nenhum painel de recortes público que contém

Nenhum painel de recortes público que contém este slide

Selecionar outro painel de recortes

que contém este slide Selecionar outro painel de recortes × Parece que você já adicionou este

×

contém este slide Selecionar outro painel de recortes × Parece que você já adicionou este slide

Parece que você já adicionou este slide ao painel

Pesquisar painel de recortes

Criar painel de recortes

Você recortou seu primeiro slide!

Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar slides importantes para acessar mais tarde. Agora, personalize o nome do seu painel de recortes.

Nome* Os melhores slides

Descrição Adicione uma breve descriçã

Visibilidade

Outras pessoas podem visualizar meu painel de recortes

Cancelar Salvar Compartilhar document
Cancelar
Salvar
Compartilhar document
painel de recortes Cancelar Salvar Compartilhar document