Você está na página 1de 21
Beatriz da Sorte Aula 7
Beatriz da Sorte
Aula 7

Tópicos

Estado Nutricional dos HC

Avaliação do Hemograma

Avaliação Imunológica

Objectivos de Aprendizagem

Descrever o estado nutricional de HC;

a imunulogico Interpretar

Descrever

avaliação

do

Hemograma

do

estado

e

laboratoriais

empregados

os

exames

na

avaliação Nutricional;

Estado Nutricional dos HC

Glicose Sanguínea em Jejum

Importante para o diagnostico e monitoria terapêutica do DM; na avaliação de distúrbios do metabolismo de HC e diagnostico diferencial das acidoses metabólicas,

desidratações, hipoglicemias e na avaliação da secreção

inapropriada de insulina.

Valores de referência

Recém-nascido 40 a 80mg/dL

Crianças 60 a 100mg/dL

Adultos 70 a 100 mg/dL

Estado Nutricional dos HC

Glicose Pós- Prandial

A colecta deve ser feita 2 horas após 75g dextrosol ou 2 horas após alimentação habitual ou dieta padrão definida.

Valores de referência < 140mg/L

Estado Nutricional dos HC

Hemoglobina Glicosilada ou Glicada

Índice útil no controlo metabólico dos pacientes DM;

Reflecte as [ ] medias da glicose durante os últimos 3

meses;

Não deve ser emprego em pacientes com hemoglobinopatias, pois a presença de variantes de hemoglobina ocasiona a diminuição da meia vida das hemácias e consequentemente, do tempo de exposição da hemoglobulina as varias [] de glicose circulante, diminuindo o percentual da hemoglobina glicosilada; Valores de referencia: 5,0 a 8%

as varias [] de glicose circulante, diminuindo o percentual da hemoglobina glicosilada; Valores de referencia: 5,0

Estado Nutricional dos HC

Frutosamina

Proteína glicosilada com meia-vida em torno de 2 a 3 semanas;

Utilizada para a monitoria a curto prazo no controlo

diabético, especialmente em pacientes com hemoglobinopatias por não sofrer interferência de variantes de hemoglobina

Valores de referência 1.8 a 2.8 mmol/L

Estado Nutricional dos HC

Glicose urinaria

Influenciada não só pela glicemia mas também pela taxa de filtração glomerular, pela taxa de reabsorção tubular e pelo fluxo urinário;

Outras situações patológicas como queimaduras, infecções, doenças neurológicas podem também causar glicosúria

Valores de referência [] indetectáveis ate 160mg/24horas

Avaliação do Hemograma Completo

As células sanguíneas podem ser quantificadas directamente

em contadores eletrónicos que são capazes de fornecer dados fidedignos, confiáveis e reproduzíveis.

Hemacias

São os mais numerosos elementos do sangue;

Vida-média de cerca de 120 dias

Taxa normal: Homens= 4.5 a 6.0 milhões/mm3

Mulheres= 4.5 a 5.5 milhões/mm3

Aumento: poliglobulia falsa por hemo[] e policitemia Diminuição: Anemias

Avaliação do Hemograma Completo

Hemoglobina

Proteína intracelular, composta de pigmento HEME que possui ferro no seu interior e uma globina formada por dois pares de cadeia cadeias polipeptídicas;

Valores de Referencia:

Homens= 13.5 a 18g/dL(90 a 120%) Mulheres= 12 a 16g/dL(85 a 110%)

Aumento:

Diminuição: Anemias

poliglobulia

falsa

por

hemo[]

e

policitemia

Avaliação do Hemograma Completo

Volume Corpuscular Medio (VCM)

Reflete o volume médio das hemácias, índice estável;

Indicado no diagnostico e classificação das anemias;

 Indicado no diagnostico e classificação das anemias; Valores de referência: 80 a 98 fL Valores
 Indicado no diagnostico e classificação das anemias; Valores de referência: 80 a 98 fL Valores

Valores de referência:

80 a 98 fL Valores < 80fL=Microcitose

Valores > 98 fL=Macrocitose

Avaliação do Hemograma Completo

Hemoglobina Corpuscular Medio (VCM)

Refletce o volume médio de hemoglobina em cada eritricito, índice estável; Hemoglobina em g/dL*10 Eritrócito em milhões por mm3

Valores de referência:

26 32 pg

Diminuída -Microcitose Aumentada- Macrocitose

Avaliação do Hemograma Completo

Leucócitos

Desempenham papel essencial no mecanismo de defesa do organismo contra agressões infecciosas ou de outra natureza;

Estão incluídos nessa classificação os granulócitos, linfócitos e monócitos;

Valores de referência:

6.000 a 8.000mm

Avaliação do Hemograma Completo

Leucócitos

Leucocitose

Aumento do nr global de leucócitos por mm3 Pode ocorrer devido ao aumento de um ou mais tipos de

mm3 Pode ocorrer devido ao aumento de um ou mais tipos de células, infeções; Classificação Leve:

células, infeções;

Classificação Leve: 9.000 a 11.000 leucócitos/mm3 Acentuada: 13.000 a 18.000 leucócitos/mm3 Muito acentuada: 18.000 a 20.000 leucócitos/mm3

Avaliação do Hemograma Completo

Leucócitos

Leucopenia [] abaixo de 5.000 leucócitos/mm3;

Pode originar-se pela diminuição de um só de dois ou de todos os elementos sanguíneos;

Na maioria das vezes e provocada pela neutropenia- diminuição dos neutrofilos

Avaliação do Hemograma Completo

Neutrófilos

Células com capacidade de fagocitose;

Apresentam tendência de se dirigir para focos onde há

maior [] de hidrogénio, o que explica seu acumulo nas zonas inflamatórias de reacção acida;

Aumentam de nr no sangue periférico toda vez que o organismo for invadido por germes ou quando o há destruição de tecidos (enfarto do miocárdio);

Avaliação do Hemograma Completo

Neutrofilia: processo que produz leucocitose por aumento

dos neutrófilos

Neutropenia: ocorre quando há inibição da medula que não responde a solicitação (aplasia da medula)

Avaliação do Estado Imunológico

Linfocitometria global ou contagem linfocitaria

Representa

o

estado

de

imunidade

celular,

sofre

influencia de factores não nutricionais como: anestesia;

Consiste no nr de linfócito/mm3 de sangue, cujo valor mínimo aceitável e de 1500/mm3.

Avaliação do Estado Imunológico

Avaliação do Estado Imunológico 

Avaliação do Estado Imunológico

Teste de Hipersensibilidade cutânea Tardia/ Retardada

Avalia a imunidade celular através da hipersensibilidade cutânea a antígenos específicos;

o

Diâmetro da enduração < 5mm de enduração depleção

moderada;

o

Diâmetro da enduração 5 mm de enduração Depleção grave;

Sofre a influencia de doença de base, constitui um parâmetro questionável para AEN, apesar de apresentar um importante valor prognostico, mas não de monitoria do tratamento nutricional