Você está na página 1de 15

Sistema circulatório: Sangue

O sistema circulatório é composto principalmente pelo coração, pelos vasos


sanguíneos e pelo sangue.
A maioria das células do corpo não possuem a capacidade de se mover para
obter oxigênio e alimento, nem para se livrar do dióxido de carbono, para atender
essas necessidades o sangue realiza o transporte de oxigênio e nutrientes aos
tecidos, como também, transporta os produtos metabólicos desnecessários da célula
para locais de eliminação.
Para que o sangue realize sua atividade é necessário que ele circule pelo
corpo,assim, o coração é a bomba que faz o sangue circular e os vasos sanguíneos
conduzem o sangue do coração para os tecidos e dos tecidos para o coração. Logo
podemos comparar o sistema circulatório como um sistema de refrigeração de um
carro ou de uma geladeira em que há um líquido refrigerado (sangue) circula por tubos
conectados (vasos sanguíneos) através do bombeamento de um motor ou bomba
(coração).

Sangue
As funções do sangue são:

● Transporte de gases dissolvidos: o sangue conduz o oxigênio obtido


pela inspiração dos pulmões para os tecidos, como também, transporta
o dióxido de carbono produzido nos tecidos para os pulmões, onde será
expirado.

● Distribuição de nutrientes: os nutrientes absorvidos a partir do trato


digestório ou liberados dos estoques de armazenamento no tecido
adiposo ou no fígado, são distribuídos para os tecidos através do
sangue.

● Transporte de resíduos: As reações químicas que ocorrem em nosso


corpo podem gerar resíduos desnecessários para nossas células. O
transporte destes resíduos dos tecidos onde são produzidos, para os
locais em que serão eliminados, como os rins, é realizado pela corrente
sanguínea.

● Defesa contra toxinas e patógenos: O sangue transporta os glóbulos


brancos ou leucócitos, células especializadas no combate a agentes
invasores como bactérias e vírus. Além disso, o sangue transporta os
anticorpos,que são proteínas especiais que atacam os agentes
invasores ou elementos estranhos ao corpo.
● Estabilização da temperatura corporal: a contração dos músculos
esqueléticos gera calor e a corrente sanguínea o redistribui.

Composição do Sangue

Normalmente o sangue está contido dentro dos vasos sanguíneos e


circulando pelo corpo. O sangue é composto por duas porções:

● Plasma sanguíneo: é a matriz extracelular liquida de cor palha


composta essencialmente de água e substâncias dissolvidas, como
proteínas, sendo as principais a albumina, globulina e o fibrinogênio,
todas estas produzidas no fígado; e outras substâncias como íons,
glicose, aminoácidos, sais minerais, lipídios, gases, hormônios e
vitaminas, os que irão participar da regulação osmótica e do controle de
pH.

● Elementos figurados: composta pelas células sanguíneas e


fragmentos celulares que se encontram suspensos no plasma. Os
elementos figurados são os glóbulos vermelhos ou hemácias ou
eritrócitos, os glóbulos brancos ou leucócitos e as plaquetas. Todos os
elementos figurados do sangue são originados na medula óssea.

Componentes do
sangue
P Plaquetas Hemácias
las (0,01%) (em torno

Leucócitos
(em torno Linfócit Basóf Eosinó Monóc Neutró

Hemácias

Hemácias ou glóbulos vermelhos ou eritrócitos (erythros, vermelho),


representam quase metade do volume das células do sangue. Os eritrócitos
possuem um formato bicôncavo, ou seja, uma superfície que se curva para
dentro nos dois lados. Além disso, a célula possui uma espessura mais fina no
centro, para permitir a troca de gasosas.
As hemácias transportam tanto oxigênio (O2) como dióxido de carbono
(CO2) dentro da corrente sanguínea, para realizar esta função as hemácias não
possuem organelas (como retículo, ribossomos e mitocôndrias) e nem
núcleo. Além disso, as hemácias quando estão maduras não se dividem e nem
realizam atividade metabólica não relacionada com o transporte de gases,
como síntese de proteínas e respiração celular. As hemácias possuem um ciclo
de vida que duram em torno de 120 dias, após este período os macrófagos
presentes no baço, irão fagocitar as células e recicla seus componentes.
Como dito anteriormente as hemácias perdem todas as estruturas
celulares não relacionadas com o transporte de gases, assim seu citoplasma é
composto essencialmente pela hemoglobina, que irá dar a cor vermelha
brilhante ao sangue oxigenado e vermelho escuro ao sangue não oxigenado.
A hemoglobina é uma proteína composta por quatro cadeias de
proteínas, duas alfa (α) e duas beta (β), cada cadeia se liga a uma molécula ou
grupamento heme, o qual se ligam ao oxigênio, dessa maneira, cada molécula
de hemoglobina se liga a quatro moléculas de oxigênio. Um eritrócito possui
em torno de 280 milhões de moléculas de hemoglobina, assim, cada eritrócito
pode transportar, potencialmente, mais de um bilhão de moléculas de oxigênio.
A hemoglobina também transporta gás carbônico, porém não se liga ao
grupamento heme. Assim que as hemácias morrem, a hemoglobina são
quebradas no baço. O ferro presente na hemoglobina é recuperado, sendo
transportado de volta para a medula óssea e usado novamente na produção
de hemoglobina. O restante da hemoglobina é enviado para o fígado e é
transformado em bilirrubina, um pigmento amarelado que é excretado na bile.

Ferro He
cadei me
cadeia

Hemácia
c cadeia α

Leucócitos
Os leucócitos (leukos = branco) ou glóbulos brancos são células, que
realizam a defesa do corpo contra substâncias estranhas e do ataque de
organismos invasores como bactérias, vírus e parasitas. Além disso, também
removem resíduos celulares e eliminam células mortas ou defeituosas. Os
leucócitos são mais encontrados dispersos no tecido do que no sangue, uma
vez que ocorra lesão em um tecido, os leucócitos migram dos vasos
sanguíneos para o tecido lesionado, via um fenômeno denominado de
diapedese, em que o glóbulo branco atravessa o vaso sanguíneo e alcança a
região afetada via sinalizadores químicos. O ciclo de vida de um leucócito é
curto durando alguns dias e ao saírem do vaso sanguíneo não retornam,
ficando nos tecidos.
Os glóbulos brancos podem ser classificados em duas classes conforme
as suas características celulares observadas em um microscópio: (1)
leucócitos granulares, ou granulócitos apresentam inclusões granulares em
seus citoplasmas ou estruturas que lembram pequenos grãos; e (2) leucócitos
agranulares, ou agranulócitos não apresentam grânulos citoplasmáticos
visíveis à microscopia.

Granulócitos
Os tipos de leucócitos granulares ou granulócitos são identificados
conforme suas interações com os corantes na microscopia e sua morfologia.
Os tipos de granulócitos são:

● Neutrófilo: são os leucócitos mais abundantes no sangue


representando em torno de 50% a 70% dos glóbulos brancos presentes
no sangue. Os neutrófilos são as primeiras células que chegam a um
tecido lesado, além disso, realizam a fagocitose e destruição de
bactérias, porém após a fagocitose dos organismos invasores o
neutrófilo morre, e são liberadas substâncias químicas que atraem outros
neutrófilos ao local lesado.

● Eosinófilo: também denominados de acidófilos, os eosinófilos também


realizam a fagocitose de antígenos, porém quando estes organismos
invasores estão ligados a anticorpos. Além disso, os eosinófilos realizam
a defesa do corpo contra parasitas como vermes e helmintos.

● Basófilo: são raros representando menos de 1% dos leucócitos do


sangue, sua função é a secreção de mediadores químicos como
histamina e heparina, que auxiliam na resposta inflamatória.
Agranulócitos
Os leucócitos agranulares ou agranulócitos são dois os linfócitos e os
monócitos.

● Linfócito: são células com um núcleo grande que ocupa quase todo
citoplasma. Os linfócitos são células da imunidade específica, ou seja,
contra-atacam os patógenos invasores ou proteínas estranhas
individualmente, sua atuação se dá três formas: pelo linfócito B, que
produz e secreta anticorpos para se ligarem a patógenos; pelo linfócito
T, que circula e ataca invasores específicos nos tecidos e pelo linfócito
NK (Natural Killer), que destrói as células teciduais anômalas.

● Monócito: São as maiores células do sistema imune, circulam alguns


dias pelo sangue depois irão migrar para os tecidos e passaram a se
chamar macrófagos podendo estar fixos nos tecidos ou móveis, quando
circulam por outro tecidos. Os monócitos são células especializadas na
fagocitose, e chegam ao tecido lesado logo depois dos neutrófilos, além
disso, liberam substâncias que atraem e estimulam outros monócitos e
outras células fagocitárias.

Plaquetas ou Trombócitos
São pedaços do citoplasma de células da medula óssea vermelha
chamadas megacariócitos. Uma vez na corrente sanguínea as plaquetas irão
atuar na coagulação sanguínea, o qual é uma sequência de eventos que visa
evitar a perda de sangue nos vasos danificados.

Tecido hematopoético e linfoide


Embora os linfócitos durem a vida toda de um indivíduo os outros
elementos figurados dos sangue são substituídos continuamente dentro de um
período de horas, dias ou semanas. O processo de formação dos elementos
figurados do sangue é denominado de hematopoese.
A medula óssea vermelha é o tecido responsável pela formação dos
elementos figurados sanguíneos. Ela se localiza nos ossos do esqueleto axial,
nos cíngulos dos membros superior como clavícula e escápula, e nas epífises
dos ossos proximais como úmero e o fêmur. As células da medula óssea são
células-tronco pluripotentes, ou seja, são capazes de se diferenciar em
outros tipo celulares.
Numa primeira fase dessa diferenciação, as células-tronco dão origem a
duas linhagens celulares: células-tronco mieloides e células-tronco
linfoides. As células-tronco mieloides originam as hemácias, as plaquetas e
os leucócitos , tais como neutrófilos, basófilos, eosinófilos e monócitos. Já as
células-tronco linfoides dão origem aos linfócitos B e T.
Além da medula óssea há outros órgãos que participam da que
participam da formação e manutenção das células sanguíneas, são eles:

● Timo: O timo fica bem no centro do peito, entre os pulmões, na


frente do coração e abaixo do esterno. O timo é o local de
maturação de linfócitos T, assim que os linfócitos T são
formados na medula irão para o timo, onde passarão por
maturação, até estarem aptos a sua atividade.
● Baço: se localiza na parte superior esquerda do abdômen, atrás
do estômago e debaixo do diafragma. O baço produz e
armazena os linfócitos, destrói as hemácias defeituosas ou
idosas, assim como, as plaquetas, além disso, o baço armazena
células de defesa, liberando-as na circulação quando necessário.

Coração

Para desempenhar sua função o sangue necessita permanecer sempre em


movimento. Se o sangue deixa de fluir através de um tecido, as reservas de oxigênio
e nutrientes dos tecidos são esgotados, como também, a eliminação de resíduos
celulares ficam comprometidas, além disso, nem os hormônios e nem os leucócitos
podem chegar aos locais pretendidos. Assim, todas as funções do sistema circulatório
dependem basicamente do coração, porque é o coração que mantém o sangue
em movimento.
O coração é órgão é um órgão relativamente pequeno, com 12 cm de
comprimento e 9 de largura, o tamanho de um punho da mão fechado. O coração é
localizado no tórax, repousando sobre o diafragma, mas precisamente próximo da
linha média da cavidade torácica no mediastino médio.
O coração é envolto em uma membrana de tecido conjuntivo fibroso
denominada de pericárdio, que fornece uma liberdade suficiente para a contração
rápida e vigora do coração. O pericárdio possui uma cavidade, denominada de
cavidade pericárdica, nesta cavidade há o líquido pericárdico que é uma secreção
das células do pericárdio e reduz o atrito entre as batidas do coração.

Camadas do Coração

A parede do coração é composta de três camadas: (1) a camada externa, o


epicárdio; (2) a camada média, o miocárdio e (3) a camada interna, endocárdio.

● Epicárdio: é a camada mais externa do coração, formada pela camada


visceral do pericárdio . É composto de tecido conjuntivo e gordura.

● Miocárdio: é composto de tecido muscular estriado cardíaco, que está


disposto de tal modo que a contração dos feixes musculares resulta na
compressão ou torção das câmaras cardíacas.

● Endocárdio: é a camada interna do coração e reveste as câmaras do coração,


esta camada é contínua com o endotélio dos vasos sanguíneos.
Anatomia interna do coração

O coração é composto de quatro câmaras, duas câmaras superiores ou


receptoras chamados de átrios direito e esquerdo que se ligam a veias e duas
câmaras inferiores ou câmaras de bombeamento, chamados de ventrículos direito
e esquerdo, que se ligam a artérias. As valvas atrioventriculares (valvas AV)
encontram-se entre os átrios e os ventrículos, e as válvulas semilunares estão
localizadas nas bases dos dois grandes vasos que saem do coração. As valvas do
coração mantém o fluxo de sangue em uma só direção.
O coração é uma bomba dupla, sendo que o lado direito do coração (átrio
direito e ventrículo direito) recebe sangue desoxigenado (sangue com baixo
teor em oxigênio) e o bombeia para os pulmões. O lado esquerdo do coração
(átrio esquerdo e ventrículo esquerdo) recebe sangue oxigenado (sangue rico
em oxigênio) dos pulmões e o bombeia para o resto do corpo.

Átrio Direito

O átrio direito recebe o sangue desoxigenado (sangue venoso) da veia


cava superior, que traz o sangue venoso proveniente da cabeça, do pescoço, dos
membros superiores e do tórax e da veia cava inferior, que traz o sangue venoso
proveniente de tecidos e órgãos da cavidade abdominal e pélvica e dos membros
inferiores.

Ventrículo Direito

O sangue do átrio direito passa para o ventrículo direito através da valva


atrioventricular (AV) direita (também chamada tricúspide), essa estrutura impede,
que o sangue retorne ao átrio direito.
A contração do ventrículo leva a valva AV direita a se fechar e o sangue é
bombeado para as artérias pulmonares. As artérias pulmonares possuem três
válvulas semilunares, localizadas na base do tronco pulmonar 1, as quais impedem o
retorno do sangue ejetado.

Átrio Esquerdo

Após a troca de gases ter ocorrido no interior dos capilares dos pulmões, o
sangue oxigenado (sangue arterial) flui para as veias pulmonares que
desembocam no átrio esquerdo.

Ventrículo Esquerdo

O sangue do átrio esquerdo passa para o ventrículo esquerdo através da valva


atrioventricular (AV) esquerda (também chamada bicúspide), essa estrutura impede,
que o sangue retorne ao átrio esquerdo.
O ventrículo esquerdo possui paredes mais espessas que as do ventrículo
direito, porque o ventrículo esquerdo suporta uma carga maior de trabalho e bombeia
sangue para o corpo inteiro. Separando o átrio esquerdo do ventrículo direito há a
valva atrioventricular (AV) esquerda (também chamada valva bicúspide ou valva
mitral) impede o refluxo do sangue.

1
Tronco pulmonar: Região de início da artéria pulmonar
Circulação sanguínea

O coração circula o sangue em dois circuitos que são a circulação pulmonar


e a circulação sistêmica.

● Circulação pulmonar ou Pequena circulação: transporta o sangue rico em


dióxido de carbono do coração até as superfícies de trocas gasosas dos
pulmões e conduz o sangue rico em oxigênio de volta ao coração

● Circulação sistêmica ou Grande circulação: transporta o sangue rico em


oxigênio do coração para o restante das células do corpo e reconduzindo o
sangue rico em dióxido de carbono de volta ao coração.
O átrio direito recebe sangue da circulação sistêmica, e o ventrículo direito
ejeta o sangue para a circulação pulmonar. O átrio esquerdo recebe sangue da
circulação pulmonar, e o ventrículo esquerdo ejeta igual volume de sangue para a
circulação sistêmica.

● Circulação coronária: formado por uma extensa rede de vasos sanguíneos


que realizam o suprimento sanguíneo ao tecido muscular do coração. Fazem
parte desta circulação as artérias coronária direita e a artéria coronária
esquerda, que se originam na base da parte ascendente da aorta. Além disso,
as veias interventricular anterior e a veia interventricular posterior coletam
sangue dos capilares do miocárdio e conduzem este sangue venoso ao seio
coronário, uma grande veia de paredes delgadas que demboca na veia cava.

Ciclo cardíaco

O ciclo cardíaco pode ser dividido em duas fases: (1) Fase de contração, ou
sístole, a câmara ejeta o sangue para o interior de outra câmara ou para um tronco
arterial. (2) Fase de relaxamento, ou diástole, a câmara se enche de sangue e se
prepara para iniciar um novo ciclo cardíaco.
A cada contração os átrios se contraem e o sangue fluirá para um ventrículo,
somente se a valva AV estiver aberta e se a pressão nos átrios for maior do que a
pressão dos ventrículos. De modo semelhante, o sangue fluirá de um ventrículo para
um tronco arterial somente se as valvas do artéria pulmonar e da aorta estiverem
abertas e se a pressão nos ventrículos superar a pressão nas artérias. Assim, o
funcionamento adequado do coração depende da cronologia apropriada das
contrações dos átrios e ventrículos.
Vasos Sanguíneos

Vasos sangüíneos formam uma rede tubular fechada que permite ao sangue
fluir do coração para todas as células vivas do corpo e em seguida retornar ao
coração. Os cinco principais tipos de vasos sanguíneos são as artérias, arteríolas,
capilares,vênulas e veias.
As artérias transportam o sangue para longe do coração. À medida que as
grandes artérias deixam o coração, elas se dividem em artérias menores
denominadas de arteríolas. Conforme as arteríolas penetram um tecido se ramificam
em vasos minúsculos chamados de capilares. As paredes finas dos capilares
permitem as trocas entre o sangue e o tecidos do corpo. Grupos de capilares se unem
para formar pequenas veias chamadas de vênulas, que por sua vez se fundem para
formar vasos maiores chamados de veias. As veias são os vasos sanguíneos que
transportam o sangue dos tecidos de volta para o coração.
As paredes das artérias e veias contêm três camadas distintas: (1) uma interna,
a túnica íntima, (2) uma intermédia, a túnica média, e (3) uma externa, a túnica
adventícia
● Túnica íntima: é a camada mais interna de um vaso sanguíneo. Essa
camada inclui o revestimento endotelial (tecido epitelial) do vaso e uma
camada abaixo de tecido conjuntivo, que contém quantidades variáveis
de fibras elásticas.

● Túnica média: é a camada intermédia, e contém lâminas de tecido


muscular liso em uma estrutura de tecido conjuntivo frouxo. As fibras
musculares lisas da túnica média circundam a luz do vaso sanguíneo.

● Túnica adventícia: é a camada externa forma uma bainha de tecido


conjuntivo em torno do vaso. Esta camada é muito espessa, composta
de fibras colágenas, com faixas esparsas de fibras elásticas.
Em geral, a parede das artérias é mais espessa em relação à das veias. A
túnica média de uma artéria contém mais fibras musculares lisas e fibras
elásticas do que a túnica média de uma veia. Estes componentes elásticos e
contráteis resistem à pressão gerada pelo coração ao propelir o sangue para a
circulação. As veias nos membros superiores e inferiores contêm válvulas
unidirecionais, que impedem o refluxo sanguíneo, causado pela ação da pressão da
gravidade.

1) (FCM-PB) Conhecendo a anatomia do coração, relacione corretamente as


colunas A e B:
Coluna A COLUNA B
1. Artéria pulmonar ( ) Irrigação do miocárdio
2. Coronárias ( ) Conduz sangue venoso
3. Veia pulmonar ( ) Conduz sangue arterial
4. Pequena circulação ou Circulação ( ) Leva O2 para os tecidos
pulmonar ( ) Retira CO2 da circulação
5. Grande circulação ou Circulação
sistêmica

A alternativa que corresponde à sequência correta é:


a) 2, 1, 3, 5, 4.
b) 4, 1, 2, 3, 5.
c) 1, 3, 4, 5, 2.
d) 2, 3, 1, 5, 4.
e) 3, 1, 2, 4, 5.
2) Sabemos que o sangue é composto por uma porção líquida, o plasma, e algumas
células e fragmentos celulares. Esse sangue circula sempre dentro dos vasos
sanguíneos, caracterizando um sistema circulatório fechado. A respeito dos vasos
sanguíneos, marque a alternativa incorreta:

a) As artérias levam o sangue do coração para outras partes do corpo.


b) Os vasos sanguíneos de diâmetro microscópio são chamados de capilares
sanguíneos.
c) As veias são vasos sanguíneos responsáveis por levar o sangue de diversas partes
do corpo para o coração.
d) As artérias apresentam parede relativamente fina quando comparadas à das veias.
e) As paredes das artérias e veias são constituídas por três camadas de tecidos,
denominadas túnicas.

3) Encontram-se listadas abaixo algumas propriedades, características ou funções


dos elementos figurados do sangue humano. Associe um número a cada uma,
utilizando o seguinte código:
1. Referente a hemácias
2. Referente a leucócitos
3. Referente a plaquetas ( ) Transporte de oxigênio
( ) Defesa fagocitária e imunitária
( ) Coagulação do sangue
( ) Riqueza em hemoglobina
( ) Capacidade de atravessar a parede
dos capilares intactos para atingir uma
região infectada do organismo.
Escolha dentre as possibilidades abaixo a que contiver a sequência numérica
correta:

a) I, II, III, I, II
b) II, II, III, I, I
c) III, I, III, I, II
d) I, II, II, I, III
e) I, II, III, II, III

3) Analise as alternativas abaixo e marque aquela que apresenta uma informação


incorreta a respeito das hemácias.
a) As hemácias são células de formato bicôncavo que não possuem núcleo quando
maduras.
b) As hemácias são as células encontradas em maior quantidade no sangue humano.
c) No interior das hemácias, encontra-se a hemoglobina, relacionada com a defesa
do organismo.
d) As hemácias são também chamadas eritrócitos e glóbulos vermelhos.

e) As hemácias são formadas na medula óssea vermelha.