Você está na página 1de 8

ATIVIDADES

Leia com atenção o texto:

INFRATORAS BUSCAM SONHO DE CONSUMO “COR-DE-ROSA”


Meninas de rua vagam na Vila Mariana em busca de celulares e lentes coloridas. Perfil psicológico das infratoras mostra a
mesma situação de rua experimentada por suas mães e até avós.

Eliane Trindade – DE SÃO PAULO

Alisante de cabelo e lentes de contato coloridas são itens visados nos arrastões protagonizados por meninas de rua, com
idade entre 9 e 15 anos, nas lojas da vila Mariana, na zona sul de São Paulo .
“Quero ser bonita tia”, disse uma delas para conselheira tutelar Ana Paula Borges, 29, em uma das mais de vezes em que
foi encaminhada para atendimento pela polícia no último ano.
Negras e mulatas de cabelos crespos, elas dizem querer alisar as madeixas para ficarem bonitas conforme o padrão de beleza
estabelecido. Usam os produtos na rua.
A mudança do visual chega a dor dos olhos. Elas furtaram um kit de lente de contato verde R$ 100. Como não dava para
todas ficarem com duas lentes cada, dividiram o pacote. Algumas usavam só uma lente ao serem levadas recentemente à
delegacia.
Nas fotos do grupo que ilustram o dossiê das sete garotas no Conselho Tutelar da Vila Mariana ,as meninas fazem pose de
modelo. Usam casacos rosa e acessórios.
“Como toda a criança e adolescente elas querem consumir, comer e passear no shopping. Elas pedem. Se não ganham,
furtam ”,afirma Ana Paula.
Elas circulam nos metrôs Paraíso e Ana rosa em busca dos ícones do consumo infanto-juvenil: celulares, especialmente os cor-
de-rosa.
“Pego o celular das loirinhas que já olham pra mim com medo”, diz a garota negra, gorro rosa. Ela tem 11 anos ,não se acha
bela. “Bonita, eu? Olha a cor da minha pele”, corta, diante do elogio.
O perfil psicológico e socioeconômico do grupo foi desenhado a longo de uma série de contatos com conselheiros tutelares e
monitores do programa Presença Social nas Ruas, da prefeitura.
Todas elas têm histórico de abandono há gerações. “As mães delas viveram a mesma realidade de rua” diz Kátia de Souza,
conselheira.
“É uma segunda e até terceira geração na rua. É como se fosse hereditário”, confirma Ana Paula.
(Eliane trindade .Folha de São Paulo ,28 ago.2011. )

1. Identifique:
a. O autor do texto.
b. Veículos de circulação o do texto.
c. Data local de publicação do texto.
2.De que trata a notícia?
3.Onde e quando o fato ocorreu o fato noticiado?
4. De acordo com o informado na notícia, por que nos arrastões promovidos pelas meninas de rua, os itens mais visados são
alisastes de cabelo e lentes de contato?
5.Pelo que se pode deduzir pelo que foi lido, qual é o padrão de beleza estabelecido pela mídia? Você acredita nesse padrão?
6. Releia: “Bonita, eu? Olha a cor da minha pele! ” Por que razões a garota não se considera bonita? Qual é a sua opinião sobre
isso?
7. De acordo com a conselheira tutelar para justificar a ação da gangue de meninas?
8.Em relação ao perfil psicológico e socioeconômico do grupo , que semelhança foi encontrada entre as garotas do grupo ?
9. O texto apresenta falas de algumas pessoas que estão envolvidas no caso. Quem são essas pessoas?
10. Qual a importância dos depoimentos dessas pessoas para a notícia?
11. Releia:
“Pego o celular das loirinhas que já olham pra mim com medo ”
a. O trecho lido é um depoimento utilizado pelo jornalista, na notícia. Quem é o depoente desse trecho?
b. Explique o uso das aspas nessa passagem do texto.
9.Uma característica comum da notícia é apresentar um título e um subtítulo. Veja:

INFRATORAS BUSCAM SONHO DE CONSUMO “COR-DE-ROSA”


Meninas de rua vagam na Vila Mariana em busca de celulares e lentes coloridas. Perfil psicológico das infratoras mostra a
mesma situação de rua experimentada por suas mães e até avós.
a. Qual é a função do título e do subtítulo na notícia lida?
b. Em que tempo verbal foi escrito o título da notícia? Explique o uso desse tempo verbal.
12. Estudamos que todo texto é produzido com um objetivo, uma intenção. Qual é o principal objetivo do jornalista ao produzir
o texto?

ATIVIDADE DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO - GÊNERO NOTÍCIA -7º ANO

Leia com bastante atenção a notícia que fala sobre algo triste e que acontece muitas vezes em diversas escolas.
Depois com base no texto e em seus conhecimentos prévios responda as seguintes questões. BOA LEITURA!

Menino é agredido por colegas em escola no interior de São Paulo e vai parar no hospital

Ele é gago e pode ter sido vítima de “bullying”


Secretaria do Estado da Educação e Policia Civil apuram o caso.
Thiago Reis Do G1,em São Paulo

Um menino de nove anos foi agredido na saída da escola ,em São Joaquim da Barra, a 382 km de São Paulo ,por colegas
de classe e teve de ser hospitalizado. Ele teve uma lesão na coluna cervical e vai precisar de um colete ortopédico por uns dias.
O garoto, que é gago, recebeu socos e pontapés na cabeça e nas costas de pelo menos cinco meninos , todos com menos de
12 anos, na quarta-feira (16).Foi para casa, mas não quis revelar à mãe as agressões .na quinta-feira(17),no entanto, com muitas
dores ,foi levado a um hospital da cidade.
Transferido para o hospital São Francisco, em EIBERÃO Preto, foi submetido a exames clínicos ,a uma ressonância
magnética e a uma tomografia computadorizada ,que revelaram uma lesão na coluna, sem extensões graves.
Polícia Civil apura o caso. Segundo a delegada Sorai Pinhone Ravagnani , os garotos apontados como os autores da
agressão deverão comparecer com os pais na semana que vem para prestar depoimento. Se for comprovada a participação dos
meninos, eles poderão cumprir medidas socioeducativas previstas no estatuto da criança e do adolescente (ECA).
A escola estadual Adolfo Alfeu Ferrero também vai chamar os responsáveis pelas crianças para uma reunião.
A delegada afirmou que que há relatos de que o garoto, por ter problemas na fala, vinha sofrendo humilhações ,o que
caracteriza a prática de bullyng. (a violência física ou psicológica entre colegas de forma repetitiva).
“A violência está entranhada nas escolas. Mas um caso como esse, envolvendo crianças tão pequenas e levando em conta
a intensidade das lesões ,surpreende”, disse Ravagnani.
O menino está em repouso no hospital. Segundo o último boletim médico ,ele está “lúcido ,recebendo analgésicos” e
tem alta prevista para este sábado (19).
Ao Globo notícia, mãe dele kenia Silveira Dutra, disse que o filho caiu n chão e que foi chutado pelos colegas .”Ele disse
:’Ah mãe ,me deu morro n cabeça ,me deu chute ,eu cai no chão.”
A secretaria de Estado da Educação disse que foi aberta uma apuração preliminar para averiguar a denúncia de agressão
entre os alunos da escola.
Segundo o órgão ,caso seja constatado que o fato aconteceu dentro da escola, o Conselho Escolar vai definir as medidas
punitivas em relação aos estudantes ,como ,por exemplo, a transferência de unidade.
(http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/19/09/09)
1.Sobre o texto lido responda:

a Qual é o principal fato que a notícia em estudo relata?


_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________

b De acordo com a notícia, por que podemos afirmar que o menino de 9 anos sofreu bullyIng?
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________

c Onde e quando o fato ocorreu?


_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________

2.Estudamos que todo texto é produzido com um objetivo,uma intenção.Qual é o principal objetivo do jornalista ao produzir o
texto?
______________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

3. Uma característica comum da notícia é apresentar um título e um subtítulo.Veja

Menino é agredido por colegas em escola de SP e vai parar no hospital


Ele é gago e pode ter sido vítima de ”bullyng”
Secretaria de Estado da Educação e polícia Civil apuram o caso.

a. Qual é a função do título e do subtítulo na notícia lida? 0.5


_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________

b. Em que tempo verbal foi escrito o título da notícia?Explique o uso desse tempo verbal. 0.5
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4. Leia o trecho a seguir :

“ A violência está entranhada nas escolas.Mas um caso como esse,envolvendo crianças tão pequenas e levando em conta a
intensidade das lesões ,surpreende”.

a.O trecho lido é um depoimento utilizado pelo jornalista,na notícia.Quem é o depoente desse trecho

b. Qual é a função das aspas nesse trecho?


_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

Mais notícias
Leia a seguinte notícia para responder as questões propostas! Boa leitura!

Menino de 12 anos é vítima de Bulliyng em Ilhabela


Mãe do menor diz que procurou o Conselho Tutela e que esperava uma posição mais firme da escola.

Um menino conta que vem sofrendo agressões dentro de uma escola particular, em Ilhabela. E o que inicialmente era uma
brincadeira de mau gosto, agora virou agressão física.

A vítima, um menino de 12 anos, diz que estava recebendo provocações e ameaças desde o início do ano. Até que os colegas
mais velhos partiram para agressões.

“A primeira vez me tacaram no lixo. A segunda me deram bolada e a terceira foi o tapão na cara”, diz o aluno.

A mãe dele, que prefere não se identificar, procurou a escola. Ele esperava que a instituição tomasse providências.

“Todos os dias eu ligo pra escola, quando não é na hora do intervalo eu ligo um pouquinho antes da saída. Não estou vendo
assim um resultado, uma preocupação. Pra eles é uma coisa corriqueira de criança, mas isso não é não. Isso é Bullying”, diz a
mãe do aluno.

A escola é particular e fica no bairro Barra Velha em Ilhabela. A entrada da equipe da TV Vanguarda não foi autorizada na escola,
nem a direção quis receber a equipe. Foi realizada uma reunião entre os pais dos alunos envolvidos para entender melhor o
caso. Segundo o advogado da instituição, a partir de agora serão tomadas algumas medidas necessárias.

“Se houve algum tipo de infração nós tomamos as medidas inicialmente de advertência, suspensão e até a transferência
compulsória”, diz o advogado da escola Silas D’Ávila Silva.

A mãe do menino agredido não concordou com a postura da escola na reunião. “Não adianta pedir desculpas, eu quero que a
coordenação da escola tenha realmente um pulso firme ali pra ver exatamente o que tá acontecendo, porque o problema não tá
em uma criança. O problema tá em um grupo, em um todo e que eu acho que a coordenação da escola ta falhando nisso. Eu
procurei, sim, o Conselho Tutelar, já tomei todas as medidas cabíveis e vou continuar”, diz a mãe.

A escola, também por meio do advogado, informou que ainda não considera o caso como sendo de Bullying. E que desenvolve
atividades para evitar conflitos no ambiente escolar.

“Esse assunto é tratado com os alunos com palestras, filmes e um trabalho constante da própria coordenação da instituição no
sentido de coibir, fiscaliza e chamar a atenção de quem estiver agindo de forma diferente”, diz Silas.

O aluno disse que não conhece esses trabalhos.“Ninguém ensinou que não podia fazer. Ninguém tratou isso, Bullying”, diz o
aluno.

“Foi uma bolada, um bofetão, amanhã pode ser coisa mais grave, pior né? Muito pior como a gente vê acontecendo aí”

A produção da TV Vanguarda procurou o conselho tutelar de Ilhabela. A recomendação em casos como esse é, primeiro,
procurar a Diretoria de Ensino responsável pela escola envolvida. No litoral, a diretoria fica em Caraguatatuba. O Conselho
Tutelar também pode ser procurado, para acompanhar o caso e orientar a vítima e os agressores psicologicamente. Em casos
mais extremos, o próprio Conselho Tutelar pode registrar um Boletim de Ocorrência na polícia. Se os pais preferirem, eles
mesmos podem ir até a delegacia para registrar a queixa.

27/09/2012 18h17http://glo.bo/LiWk6t G1 notícias

Interagindo com os textos!


1. Indique no lead da notícia as informações que se pede
O quê aconteceu _________________________________________________________________________
Onde aconteceu_________________________________________________________________________
Que são os envolvidos ____________________________________________________________________
Quando aconteceu ______________________________________________________________________

2. Por que podemos afirmar que o garoto de 12 anos sofreu


bulliyng?_________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

3.Responda:
a). O texto apresenta vários depoimentos dos envolvidos no caso. Cite o nome das pessoas que deram os depoimentos
presentes no texto.
Depoente 1 _____________________________________________________________________________
Depoente 2 _____________________________________________________________________________
depoente 3 _____________________________________________________________________________

b)Explique qual é a importância de se apresentar os depoimentos na notícia.


_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________

4. Estudamos que todo texto é produzido com uma determinada função, um determinado objetivo específico.

a)Qual é a função do texto 1?


_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

5. Releia:

“Se houve algum tipo de infração nós tomamos as medidas inicialmente de advertência, suspensão e até a transferência
compulsória”

a) Justifique o emprego das aspas nesse trecho.


_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

Aluno lê 1,7 livro ao ano por vontade própria

Pesquisa inédita mostra que outros 5,5 exemplares lidos são didáticos
RENATA CAFARDO

Os estudantes brasileiros lêem 7,2 livros por ano, mas 5,5 deles são didáticos ou indicados pela escola. Apenas 1,7 livro é
lido por vontade e escolha própria. Esses são alguns dos resultados da pesquisa Retratos da Leitura que o Instituto Pró-Livro
divulga hoje em Brasília, obtidos com exclusividade pelo Estado. Foi a primeira vez que os hábitos de leitura dos alunos de todas
as idades foram analisados no País.

O resultado condiz com o mau desempenho dos alunos brasileiros em leitura em avaliações internacionais, como o Pisa. No
último exame, feito em 2006, mais de 50% ficaram nos mais baixos níveis de compreensão e interpretação de textos.

A quantidade de livros aumenta conforme a classe social, a escolaridade e a região onde vivem. Entre os que ganham mais
de 10 salários mínimos, por exemplo, são 5,3 livros por ano, sem contar os didáticos. O índice é próximo dos registrados em
outros países, como Espanha (5 livros por ano) ou Argentina (5,8). Na França, são mais de 7. Já na Região Norte do Brasil,
praticamente só se lê o que a escola pede.

Especialistas são unânimes em salientar a importância do livro didático para incentivar a leitura entre estudantes. Mas
acreditam que menos de dois livros por ano é uma média baixa. Mesmo com essa média baixa, os estudantes ainda lêem mais
do que a população em geral, cujos dados serão divulgados hoje.

“Um bom trecho literário num livro didático leva o aluno a procurar o livro todo, a buscar o autor”, diz a educadora e
especialista em leitura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Maria Antonieta Cunha.

Para o coordenador da pesquisa, Galeno Amorim, isso mostra a importância dos programas de distribuição de livros didáticos
do governo, que existem desde os anos 90. O Ministério da Educação compra exemplares – didáticos e de literatura, para as
bibliotecas – para todas as escolas do País.

Apesar disso, 46% dos estudantes do País dizem não freqüentar bibliotecas. “Muitas vezes as escolas têm os acervos
enviados pelo governo, mas não montam a biblioteca por falta de funcionário, de espaço. Existe também essa dificuldade de
acesso físico ao livro”, completa a pesquisadora do Instituto Fernand Braudel, Patrícia Guedes, que coordena um programa que
estimula a leitura nas escolas públicas.

Ela conta que, muitas vezes, o estudante afirma não gostar de ler “porque não teve alguém que despertasse essa paixão
nele”. “Não há políticas públicas nesse sentido, só práticas isoladas de alguns professores”, afirma. Na pesquisa, 17% afirmaram
não gostar de ler.

TV, música, sair com amigos e descansar são itens que vêm antes da leitura na preferência dos estudantes para ocupar o
tempo livre. “Eles não percebem que o livro, assim como a TV e o cinema, também relaxa. A leitura é vista como uma
obrigação”, diz Maria Antonieta.

As gêmeas Camila e Bianca Silva de Moura, de 9 anos, são exemplos de que há exceções. “Ler é muito mais legal do que ver
TV, do que mexer no computador”, diz Bianca, que contabiliza “uns 50 livros” lidos desde que foi alfabetizada.

As duas moram no Itaim Paulista, estudam em escola pública e seus pais nem sequer terminaram o ensino médio. A mãe,
Laura, sempre incentivou a leitura, trocando livros com os vizinhos e emprestando exemplares da escola. Nesse ponto, a família
Silva entra nas estatísticas: 62% dos estudantes dizem que a mãe é uma das pessoas que mais os influenciam a ler.

“O último livro que li foi na 5ª série”, diz o estudante do ensino médio Leonardo Matsumura, de 16 anos. Ele conta que, quando
os professores solicitam a leitura de um livro, ele procura resumos na internet. Na pesquisa, 8% dos estudantes dizem ler com
freqüência na internet.

O Instituto Pró-Livro é uma entidade fundada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), pelo Sindicato Nacional dos Editores de
Livros (SNEL) e pela Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros). “Os índices vêm melhorando, mas ainda são
insuficientes”, diz o presidente da Abrelivros e do instituto, Jorge Yunes.

(O Estado de S.Paulo)

Disponível em http://aprendiz.uol.com.br/content/shogithetr.mmp . Acesso em 26-09-12

1. A reportagem divulga dados da pesquisa Retratos da leitura feita pela instituto Pró-Livro sobre hábitos de leitura de alunos
brasileiros de todas as idades.De acordo com a reportagem ,o aluno brasileiro lê 7,2 livros ao ano,dos quais 1,7 livro por vontade
própria.
a) O restante (5,5) constitui-se de que tipo de livro e por que é lido?
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
b) De acordo com o resultado da pesquisa ,ler menos de dois livros por ano é uma média baixa.Os estudantes de outros países
também leem pouco?
_________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
2.De acordo com a pesquisa ,os estudantes citam como principais razão para não ler a falta de tempo e preferência por outras
atividades.
a) Quando o estudante tem tempo livre,o que mais gosta de fazer?
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
b)Por que segundo a educadora e especialista em leitura Maria Antonieta Cunha,os estudantes têm preferência por outras
atividades?
_________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
c) Como o nível baixo de leitura reflete no desempenho dos estudantes?
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
3. Na reportagem em estudo aparecem vários depoimentos, entre eles o de especialistas que comentam sobre o hábito de
leitura dos jovens.
a)Quem são os especialistas e o que acham sobre os hábitos de leitura dos jovens?
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
4. Qual é a função do título e do olho no gênero jornalístico?
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
5. Depois de ter lido a notícia qual é sua posição acerca da importância da leitura? Comente brevemente.
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

Leia com atenção para responder as questões seguintes .


Aluno da rede estadual é finalista da Olimpíada de Língua Portuguesa
26/11/2014 | 17h38min
O aluno Felipe Augusto Silva Nascimento, da Escola Professor Itan Pereira, em Campina Grande, é o finalista da categoria
Crônica da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) com o tema “Escrevendo o Futuro”. O estudante, acompanhado
da professora Daniele Ferreira Ribeiro, estará em Brasília, no dia 17 de dezembro, para participar da etapa nacional do concurso.
Discutindo sobre a qualidade do transporte coletivo e a coleta de lixo na própria rua, o aluno contou que pela primeira vez está
participando da Olimpíada e a experiência está sendo muito boa. “Estou me preparando, estudando e lendo muito, espero
conseguir ser vitorioso”, ressaltou.
A professora Daniele revelou que encontrou os alunos desmotivados para participar deste tipo de concurso, porque não
acreditavam que podiam vencer e contou que usou uma estratégia diferente. “Preparei os alunos com meses de antecedência,
sem que eles soubessem que iriam concorrer, como se fossem fazer uma avaliação da própria disciplina. Depois que todos
prepararam a primeira versão dos textos, eles perceberam que eram capazes e se animaram para participar do concurso”,
contou a professora Daniele. E observou: “Nosso aluno ter sido escolhido foi um estímulo para todos, uma grata surpresa para
nós, não porque não acreditávamos que eles não eram capazes, mas porque eles se sentiam inseguros.”
A expectativa para a viagem a Brasília é muito grande, segundo comentou. “Estamos esperançosos pela qualidade do nosso
texto, nosso aluno está no nível de todos os outros concorrentes do Brasil”, comemorou a professora Daniele. Nesta última
etapa, que acontecerá em dezembro, serão premiados os vinte vencedores nacionais. Os professores e alunos ganharão
medalhas, um notebook e uma impressora e a escola receberá dez microcomputadores, uma impressora, um projetor
multimídia e um telão para projeção e livros.
_______________________________________________________________________________________
1Indique as informações solicitadas (2.0)
a. O que
aconteceu________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________
b. com quem aconteceu ________________________________________________________________
c. Quando aconteceu ___________________________________________________________________
d. Por que aconteceu
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

2 . Responda (1.5)
a)Qual é o tema da redação escrita pelo rapaz ?
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
b)Segundo a professor apor que eles estao confiantes
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
c) Como o rapz se prepara para a proxima etapa da olimpiada ?
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
3 . Releia e responda (1.5)
“Nosso aluno ter sido escolhido foi um estímulo para todos, uma grata surpresa para nós, não porque não acreditávamos que
eles não eram capazes, mas porque eles se sentiam inseguros.”

a.Quem é o depoente desse trecho?


_______________________________________________________________________________________
b.Explique o uso das aspas nesse fragmento.
_________________________________________________________________________________________
c.Qual é a importancia de um texo jornalistico apresentar depoimentos ?
______________________________________________________________________________________
4. Classifique os sujeitos das orações seguintes : (1.5)
a) O aluno foi selecionando para a final do concurso .__________________________________________
b) Estamos muito contentes com o resultado _________________________________________________
c) Os diretores, professores e os alunos festejaram a premiação _________________________________

5. Relacione as colunas (1.5)


Nos estamos esperançosos ( ) verbo intransitivo
Eu ganhei o premio ( ) verbo de ligação
Eles já viajaram para Brasília ( )Verbo transitivo direto
Ele não dormiu. ( ) Verbo transitivo indireto