Você está na página 1de 13

PROPOSTA DE PROVA DE EXAME

Prova de exame de Física e Química A


11.º Ano de Escolaridade

Duração da prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos

Grupo I

Em 1909, Sören Peter Lauritz Sörensen (1868-1939) publicou dois artigos, intitulados Études
Enzymatiques I e II, sobre a influência da concentração hidrogeniónica na atividade
enzimática em reações biológicas. O grande mérito de Sörensen foi perceber que tanto as
soluções ácidas como as alcalinas poderiam ser caracterizadas pela concentração de iões de
hidrogénio, bastando apenas saber onde as grandezas H+  e OH−  são iguais para se

definir o “ponto neutro” – se H+   OH−  , a solução é ácida e, se H+   OH−  , a solução é

alcalina –, e, então, desenvolveu métodos para medir o pH em sistemas bioquímicos. Depois


de desenhar gráficos e colocar potências negativas de base 10 nas abcissas, Sörensen optou
por utilizar os simétricos de logaritmos decimais dos valores de H+  , o que conduzia a

números positivos e com aspeto mais simples, sendo essa nova grandeza representada pelo
símbolo pH com a letra p proveniente de “potenz, puissance, potência”.

1. Considere a seguinte equação química:

NH+4 ( aq) + OH− ( aq) NH3 ( g) + H2O ( )


1.1. Selecione a opção que completa corretamente a seguinte frase.

O reagente que atua como base na reação direta é

(A) NH+4 por ser a espécie presente que pode ceder H+ .

(B) OH− porque tem menos H do que as outras espécies.

(C) OH− que capta H+ , passando a H2 O .

(D) NH3 por ser a espécie que capta um protão de H2 O .

1.2. Escreva os pares conjugados ácido-base envolvidos.

1
2. O suco gástrico tem pH = 2,0 . Este pH deve-se maioritariamente à presença de HC no

estômago. Diariamente são produzidos cerca de 2,5 dm3 de suco gástrico (em média).

2.1. Indique a quantidade de H+ ( aq) é produzida no estômago por dia (em média).

2.2. Determine o volume de água alcalina comercial, com pH = 9,0 a 25 C , que deveria

ser consumido diariamente para neutralizar todo o suco gástrico produzido.

3. Considere a reação representada pela seguinte equação química:

2 NH4 C ( aq) + CaO ( s ) → 2 NH3 ( g) + CaC 2 ( aq) + H2O ( )

Num recipiente misturou-se 1,00 dm3 de solução aquosa de cloreto de amónio de

concentração 0,100 mol dm−3 com 56,1 g de óxido de cálcio e obtiveram-se 2,00 dm3 de

amoníaco gasoso (PTN).

3.1. Justifique qual é o reagente limitante.

3.2. Selecione a opção que traduz o valor aproximado do rendimento da reação.

(A) 50%

(B) 56%

(C) 79%

(D) 89%

(E) 112%

4. Se a reação referida em 3. se destinar à obtenção de amoníaco, considere os elementos


químicos constituintes do subproduto cloreto de cálcio.

4.1. Das seguintes afirmações, selecione as duas falsas e escreva-as devidamente


corrigidas.

A. No estado fundamental, a configuração eletrónica do 17 C é 1s 2 2s 2 2p6 3s1 3p6 .

B. O raio atómico do cálcio ( 20 Ca ) é maior do que o raio atómico do cloro.

C. Os iões Ca2 + e C −
são isoeletrónicos.

D. Os espetros fotoeletrónicos do cálcio e do cloro apresentam picos com três


intensidades diferentes.

2
4.2. Selecione a opção que indica a geometria das moléculas de NH3 .

(A) Tetraédrica.

(B) Piramidal trigonal.

(C) Triangular plana.

(D) Angular.

4.3. Selecione a opção que corresponde, respetivamente, à polaridade das ligações entre
os átomos de N e H nas moléculas de NH3 e à polaridade dessas moléculas.

(A) Ligações polares e moléculas apolares.

(B) Ligações apolares e moléculas apolares.

(C) Ligações apolares e moléculas polares.

(D) Ligações polares e moléculas polares.

Grupo II

1. O problema da destruição da camada de ozono tem vindo a assumir cada vez maior
relevância, tendo-se tornado um motivo de preocupação mundial.

Devido à presença de clorofluorocarbonetos na estratosfera, o “óxido de cloro”, formado a


partir da reação de átomos de cloro com o dioxigénio, C O• , participa na destruição da
camada de ozono.

1.1. Represente a fórmula de estrutura de Lewis da molécula C O• , atendendo a que este


composto é um radical livre.

1.2. Descreva o modo como os CFC provocam a destruição da camada de ozono,


escrevendo as correspondentes equações químicas a partir do diclorodifluorometano.

2. O cloro e o bromo são dois halogéneos que apresentam ambos dois isótopos naturais.

2.1. Tendo em conta a posição dos elementos cloro e bromo na Tabela Periódica, compare,
justificando, o raio atómico dos átomos destes elementos.

79 81
2.2. O bromo apresenta dois isótopos naturais, Br e Br . Em 1000 g de bromo puro

( Ar = 79,904 ) há 3,8203  10 24 átomos do isótopo 79


Br ( Ar = 78,918 ) . Calcule a
81
abundância relativa do isótopo Br .

81
2.3. Calcule a massa isotópica relativa do isótopo Br .

3
3. Dada a reação A(g) + 2 B(g) C(g) , considere misturas bem agitadas de A, B e C em

equilíbrio químico, a uma dada temperatura T.

Estabeleça a correspondência entre as razões que provocam a perturbação dos equilíbrios


descritas de a) a f) com os gráficos 1 a 8 que representam a variação do quociente da
reação no decorrer do tempo.

a) Passado um certo tempo, adição de reagente A à mistura em equilíbrio.

b) Passado um certo tempo, adição de reagente C à mistura em equilíbrio.

c) Alteração da temperatura.

d) Adição de reagente B no instante inicial.

e) Adição de reagente A seguida da adição de C.

f) Adição de reagente B e variação da temperatura.

4. A solubilidade em água dos halogenetos de prata é muito variada e diminui


progressivamente do fluoreto ao iodeto.

4.1. A solubilidade do brometo de prata é 0,138 mg dm−3 a 25 C . Determine a respetiva

constante de produto de solubilidade.

4
4.2. Selecione a opção correta.

Os números de oxidação do átomo de halogéneo nas espécies representadas por


BrO 2 , C O , C O 4 e A Br3 são, respetivamente:

(A) 1; 3; 7; –1. (C) 3; 1; 7; –1.

(B) 3; –1; 7; 1. (D) 3; 7; 1; –1

Grupo III

Uma bola, de massa m , é lançada horizontalmente, com velocidade de 12,0 m s−1 , de uma

posição que se encontra a 5,0 m do solo, passando a descrever uma trajetória curvilínea,

semelhante à esquematizada na figura 1 (a figura não está à escala). Considere que, durante
todo o movimento, a bola se comporta como uma partícula material e que a resistência do ar é
desprezável.

Figura 1

1. Determine, por considerações energéticas, o módulo da velocidade com que a bola atinge o
solo, considerando que este é o nível de referêcia zero da energia potencial gravítica.
Apresente todas as etapas de resolução.

2. Selecione qual a opção que pode traduzir os vetores que melhor representam a velocidade,
v , e a resultante das forças, FR , que atuam sobre a bola, no instante em que esta passa

pela posição P.

(A) (B) (C) (D)

5
3. Selecione a opção que completa corretamente a seguinte frase.

O valor do trabaho realizado pela força gravítica que atua sobre a bola desde que inicia o
movimento até atingir o solo é igual a

(A) 50 m . (C) −50 m .

(B) 5 m . (D) −5 m .

4. A mesma bola foi, posteriormente, lançada verticalmente para cima, de uma altura em
relação ao solo de 1,0 m , com o mesmo módulo de velocidade, 12,0 m s−1 . Considere que o

sentido positivo do semieixo 0y é o ascendente.

4.1. Selecione a opção que apresenta a equação que traduz a componente escalar da
velocidade, v y = f ( t ) , em função do tempo, para o movimento da bola, desde que é

lançada até atingir o solo.

(A) v y = −12,0 − 5,0 t (SI) (C) v y = −12,0 + 5,0 t (SI)

(B) v y = 12,0 + 10 t (SI) (D) v y = 12,0 − 10 t (SI)

4.2. Determine o intervalo de tempo que decorre entre o instante em que a bola é lançada e
o instante em que, durante a queda, passa pela posição de lançamento. Apresente
todas as etapas de resolução.

Grupo IV

1. Numa aula laboratorial, um grupo de alunos determinou experimentalmente as


características de um gerador de corrente elétrica de uma pilha. O circuito elétrico montado
pelos alunos está esquematizado na figura 2.

Figura 2

1.1. Identifique os aparelhos de medida representados na figura 2 por A e B.

1.2. Identifique a seta da figura 2, I 1 ou I 2 , que pode representar o sentido real da corrente

elétrica que percorre o reóstato R .

6
1.3. Os valores da diferença de potencial entre os terminais da pilha e da corrente elétrica
lidos pelos alunos durante a atividade estão registados na tabela seguinte.

I / mA 0,0 40,5 59,7 72,0 86,4 96,4 108,3

U/V 3,98 3,22 2,53 2,24 1,98 1,70 0,98

1.3.1. Indique a incerteza de leitura do amperímetro digital utilizado pelos alunos.

1.3.2. Recorrendo à calculadora gráfica, apresente a equação da reta, em


unidades SI, que melhor traduz a variação da diferença de potencial, U ,
entre os terminais da pilha, em função da corrente elétrica, I , que percorre
o reóstato e indique os valores das características da pilha.

2. Uma pilha não é mais do que um gerador de corrente elétrica contínua. Contudo, a que é
fornecida nas nossas casas pelas centrais elétricas é uma corrente alternada, que tem por
base o fenómeno da indução eletromagnética.

2.1. Uma espira encontra-se imóvel numa zona do espaço onde existe um campo

magnético uniforme B de direção vertical.

Indique a direção do plano da espira para que, mantendo-se constantes todas as


outras condições, o fluxo magnético que a atravessa seja nulo.

2.2. Num dado intervalo de tempo, o módulo do fluxo magnético, Φm , que atravessa a

espira, varia com o tempo, t, de acordo com o esboço do gráfico representado na figura 3.

Figura 3

Para o intervalo de tempo 0; t3  , selecione qual das opções dos seguintes esboços do

gráfico pode representar o módulo da força eletromotriz,  , em função do tempo, t ,

gerada nos terminais da bobina.

7
(A) (B)

(C) (D)

Grupo V

Um feixe de luz monocromática que se propaga no ar incide numa das faces de um


paralelepípedo de vidro, propagando-se depois no interior deste.

A amplitude do ângulo de incidência é de 28,0 e a velocidade de propagação do feixe

monocromático no interior do vidro é de 2,06  108 m s−1 .

1. Determine a amplitude do ângulo de refração do feixe de luz monocromática.

Apresente todas as etapas de resolução

nar (índice de refração do ar ) = 1,00

2. Selecione a opção que completamente corretamente a seguinte frase.

Quando o feixe de luz monocromática passa do ar para o vidro, o comprimento de


onda_____________ e o período da radiação____________.

(A) aumenta … diminui

(B) aumenta … aumenta

(C) diminui… mantém-se

(D) mantém-se… mantém-se

8
3. Selecione a opção que completa corretamente a seguinte frase.

A reflexão total da luz monocromática verifica-se quando incide na superfície de separação


entre o ____________ com um ângulo de amplitude _____________ à amplitude do ângulo
limite.

(A) ar e o vidro … superior

(B) ar e o vidro … inferior

(C) vidro e o ar … inferior

(D) vidro e o ar … superior

9
COTAÇÃO

Grupo I 50 pontos

1. …………………………………………………………………………………. 10 pontos

1.1. ………………………………………………………….… 5 pontos

1.2. ………………………………………………………….… 5 pontos

2. ……………………………………………………………………………..…… 15 pontos

2.1. …………………….……………………………………… 7 pontos

2.2. ………………………….………………………………… 8 pontos

3. ……………………………………………………………………………….… 10 pontos

3.1. ……………………………………………………………. 5 pontos

3.2. ……………………………………………………………. 5 pontos

4. ……………………………………………………………………………….… 15 pontos

4.1. ………………………………………………………….. 5 pontos

4.2. ………………………………………………………….. 5 pontos

4.3. ………………………………………………………….. 5 pontos

Grupo II 50 pontos

1. ……………………………………………………………………………….… 10 pontos

1.1. …………………………………………………….……. 3 pontos

1.2. ………………………………………………………….. 7 pontos

2. ………………………………………………………………………………… 15 pontos

2.1. ………………………………………………………..… 5 pontos

2.2. ………………………………………………………..… 5 pontos

2.3. ………………………………………………………..… 5 pontos

3. ………………………………………………………………………………… 15 pontos

Pontuação a atribuir 15 12 9 6 3 0

Número de correspondências corretas 6 5 4 3 2 1 ou 0

Número de correspondências erradas ou em falta 0 1 2 3 4 5 ou 6

10
4. ………………………………………………………………………………… 10 pontos

4.1. …………………………………………………….……… 5 pontos

4.2. …………………………………………………….……… 5 pontos

Observação: A tabela corresponde a 2,5 por cada resposta correta menos 0,5 por cada
resposta errada ou em falta.

Grupo III 40 pontos

1. …………………………………………………………………………………. 10 pontos

2 . ………………………………………………………………………………….. 5 pontos

3. …………………………………………………………………………………... 5 pontos

4. …………………………………………………………………………………. 20 pontos

4.1. ……………………………………………………...……. 5 pontos

4.2. …………………………………………………...……… 15 pontos

Grupo IV 40 pontos

1. ……………………………………………………………………………….… 30 pontos

1.1……………………………………………………...……… 5 pontos

1.2……………………………………………………...……… 5 pontos

1.3.1 ……………………………………………………...…… 5 pontos

1.3.2 ……………………………………………………..….. 15 pontos

2. ……………………………………………………………………………….… 10 pontos

2.1………………………………………………………..……. 5 pontos

2.2…………………………………………………………..…. 5 pontos

Grupo V 20 pontos

1. …………………………………………………………………………………. 10 pontos

2. ………………………………………………………………………………...… 5 pontos

3. …………………………………………………………………………………... 5 pontos

Total …………………………………………………………………………………………. 200 pontos

11
Tabela de constantes

Capacidade térmica mássica da água líquida c = 4,18  103 J kg–1 C–1

Constante de Avogadro NA = 6,02  1023 mol–1

Constante de gravitação universal G = 6,67  10–11 N m2 kg−2

Índice de refração do ar n = 1,000

Módulo da aceleração gravítica de um corpo junto à superfície da Terra g = 10 m s–2

Módulo da velocidade de propagação da luz no vácuo c = 3,00  108 m s –1

Produto iónico da água (a 25 C ) K w = 1,00  10−14

Volume molar de um gás (PTN) Vm = 22,4 dm3 mol–1

Formulário

• Quantidade, massa e volume


N m V m
n= M= Vm = =
NA n n V

• Soluções

 
n nA
c= xA = pH = − log H3O+  / mol dm−3
V ntotal

• Energia
1 Epg = mg h Em = Ec + Ep
Ec = mv 2
2
W = F d cos   W = E c WF = −Epg
g

U =R I P = RI 2
U = −r I

P
E = m c T U = W + Q Er =
A
• Mecânica
1 2
x = x0 + v 0 t + at v = v0 + a t
2
v2 2π v = r
ac = =
r 
m1 m2
F = ma Fg = G
r2
• Ondas e eletromagnetismo
v Φm
= Φm = B A cos  i =
f t
c
n= n1 sin 1 = n2 sin  2
v

12
13