Você está na página 1de 46

Assunto: Dispositivos de Proteção

Prof. Adson B. Moreira


Curso Engenharia Elétrica
UFC – Campus Sobral

1
1. Proteção
 Função
 Proteger os circuitos contra as sobrecorrentes, ou seja, consiste
em assegurar que os componentes da instalação, bem como da
vizinhança, não sofram danos por superaquecimento.
 Emprega-se disjuntores termomagnéticos (DTMs).

2
1. Proteção
 Sobrecarga

3
1. Proteção
 Curto-circuito (cto-cto)

4
2. Dimensionamento
 Disjuntor Termomagnético (DTM)
 Sua eficácia reside no seu tempo de atuação, isto
é, intervalo de tempo que necessita para
interromper o circuito em função da corrente (ou
de ajuste).
 Dimensionamento depende do valor da corrente.

5
2. Dimensionamento
 DTM

6
2. Dimensionamento
 DTM
 Curva de operação

7
2. Dimensionamento
 DTM
 Princípio:
 Sobrecarga - Relé bimetálico (mecanismo)
 Cto-cto – bobina de corrente (mecanismo)

8
9
Borne superior
Mecanismo de Disparador
Conexão/Desconexão térmico

Contato móvel

Contato fixo

Câmara de
extinção

Desligamento
magnético
(bobina)
Alavanca
Manobra
10
Borne inferior
2. Dimensionamento
 DTM
 Especificação:
 Indicação de:
 No. de pólos;
 Tensão nominal [V];
 Freqüência [Hz];
 Capacidade de ruptura ou interruptiva [kA];
 Corrente nominal [A];
 Faixa de ajuste de disparo do relé térmico.

11
2. Dimensionamento
 DTM - Exemplo de Especificação
 Indicação de:

 Disjuntor termomagnético, monopolar, corrente


nominal In=10A, 220V-60Hz, capacidade
interruptiva miníma de 5kA em 220V.

12
2. Dimensionamento
 Diferencial Residual (DR)
 Princípio:

13
2. Dimensionamento
 DR

14
2. Dimensionamento
 DR

15
2. Dimensionamento
 DR - Exemplo de Especificação

 Disjuntor diferencial residual, bipolar, corrente


nominal In=15A, 220V-60Hz, corrente nominal
residual de operação 30mA, capacidade
interruptiva miníma de 5kA em 220V.
16
2. Dimensionamento
 DR – Locais de instalação

17
2. Dimensionamento
 DR – Locais de instalação

18
2. Dimensionamento

 DTM
Proteção para
corrente de
sobrecarga

19
2. Dimensionamento

 DTM: proteção contra corrente de sobrecarga

20
2. Dimensionamento
 DTM: proteção contra cto-cto

21
2. Dimensionamento

 Dimensionamento da residência
Estimativa
corrente
de cto-cto

22
2. Dimensionamento

 Estimativa da corrente de cto-cto

23
3. Aplicação

 Dimensionamento da residência
 Ponto de partida é o cálculo da corrente de cto-cto no
quadro de distribuição:
 Tipo de circuito bifásico (2F+N), Tensão 220/380V
 L=7,30m
 Material dos condutores: cobre, Seção: 16mm2
 ICTO-CTO=2kA (CONCESSIONÁRIA)

24
1. Dimensionamento
* ***
**

25
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 1 (Ilum. Social)
 Tipo do dispositivo...DTM;
 Corrente ... I=2,8A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 1,5mm2
 IZ=17,5A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 17,5 x 0,65=11,4A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
2,8 ≤ IN ≤ 11,4

IN = 10 A (Tabela*)

26
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 1 (Ilum. Social)
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela**):

IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s (Gráfico***)
IN 10

1152 x 1,52
t= 2
= 0,0103s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


27
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 2 (Ilum. Serviço)

 Tipo do dispositivo...DTM;
 Corrente ... I=2,1A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 1,5mm2
 IZ=17,5A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 17,5 x 0,70=12,3A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:

2,1 ≤ IN ≤ 12,3

IN = 10 A
28
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 2 (Ilum. Serviço)

 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela):


IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s
IN 10

1152 x 1,52
t= 2
= 0,0103s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


29
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 3 (TUGs: Sala,Dorm
A, Dorm B, Hall, Banho)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=7,27A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 2,5mm2
 IZ=24A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 24 x 0,65=15,6A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:

7,3 ≤ IN ≤ 15,6

IN = 10 A
30
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 3 (TUGs: sala,Dorm A, Dorm
B, Hall, Banho)

 IR do disjuntor para CTO-CTO :


IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s
IN 10

1152 x 2,52
t= 2
= 0,0286s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


31
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 4 (Tug copa)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=8,63A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 2,5mm2
 IZ=24A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 24 x 0,80=19,2A
8,63 ≤ IN ≤ 19,2

 IN do disjuntor para SOBRECARGA:


 Disjuntores 10A,15A (Tabela*)
32
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 4 (Tug copa)

 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela**)

IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s
IN 10

1152 x 2,52
t= 2
= 0,0286s → Tdd = 0,008s < t (Gráfico***)
1700
 O disjuntor escolhido garante a proteção.
33
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 5 (Tug cozinha)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=8,63;
 Material do condutor: cobre; Seção: 2,5mm2
 IZ=24A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 24 x 0,70=16,8A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
8,63 ≤ IN ≤ 16,8

 Disjuntores 10A ,15 A


34
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 5 (Tug cozinha)
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela):

IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s
IN 10

1152 x 2,52
t= 2
= 0,0286s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


35
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 6 (Tug A.S.)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=8,18A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 2,5mm2
 IZ=24A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 24 x 0,65=15,6A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
8,18 ≤ IN ≤ 15,6

 Disjuntores 10A e 15A

36
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 6 (Tug A. S.)
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela):

IR = 3kA > ICC = 1,7kA

ICC 1700
= = 170 → Tdd = 0,008s
IN 10

1152 x 2,52
t= 2
= 0,0286s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


37
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 7 (TUE chuveiro)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=20A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 4mm2
 IZ=32A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 32 x 0,65=20,8A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
20 ≤ IN ≤ 20,8
 Aumenta a Seção para 6mm2
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 41 x 0,65=26A
20 ≤ IN ≤ 26

 Disjuntores 20 e 25 A (Tabela*)
38
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 7 (tue chuveiro)
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela**)

IR = 3 A > ICC = 1,7 A

ICC 1700
= = 68 → Tdd = 0,008s
IN 25

1152 x 62 (Gráfico***)
t= 2
= 0,1647s → Tdd = 0,008s < t
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


39
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 8 (tue torneira)
 Tipo do dispositivo...DDR;
 Corrente ... I=15,9A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 2,5mm2
 IZ=24A (Método B1);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 24 x 0,70=16,8A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
15,9 ≤ IN ≤ 16,8
 Aumenta a Seção para 4mm2
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 32 x 0,70=22,4A
15 ≤ IN ≤ 22,4
 Disjuntor 15, 20 A (Gráfico***)
40
3. Aplicação
 Disjuntor Circuito 8 (tue torneira)
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela**)

IR = 3 A > ICC = 1,7 A

ICC 1700
= = 85 → Tdd = 0,008s
IN 20

1152 x 42
t= 2
= 0,0732s → Tdd = 0,008s < t (Gráfico***)
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


41
3. Aplicação
 Disjuntor Quadro de distribuição
 Tipo do dispositivo...DTM;
 Corrente ... I=38,78A;
 Material do condutor: cobre; Seção: 10mm2
 IZ=50A (Método B1, 3 condutores carregados);
 I’Z=Iz x FCT x FCA= 50 x 1=50A
 IN do disjuntor para SOBRECARGA:
38,78 ≤ IN ≤ 50

 Disjuntor 40A
42
3. Aplicação
 Disjuntor Quadro de distribuição
 IR do disjuntor para CTO-CTO (Tabela**)

IR = 3 A > ICC = 1,7 A


ICC 1700
= = 42,5 → Tdd = 0,008s
IN 40

1152 x 102
t= 2
= 0,457s → Tdd = 0,008s < t (Gráfico***)
1700

 O disjuntor escolhido garante a proteção.


43
3. Aplicação
 Disjuntor Padrão de Entrada
 É o mesmo do Quadro de distribuição.

44
3. Aplicação
 Condutor de proteção
 Sfase= 10 mm2

 Então, Sterra = 10 mm2 , conforme a tabela


abaixo:

45
4. Resumo

46

Você também pode gostar