Você está na página 1de 3

CONCORDÂNCIA NOMINAL

Diferente da concordância verbal, a concordância exemplificados abaixo:


nominal tem relação entre um substantivo, Caso o substantivo não esteja acompanhado de
pronome ou numeral substantivo e palavras que agente modificador, o adjetivo fica sempre no
se ligam para caracterizá-lo, como artigos, masculino e singular.
adjetivos, pronomes adjetivos, numerais adjetivos Exemplo 1: Educação é bom para todos.
e particípios. A concordância é nominal porque se Exemplo 2: Água é bom para beber.
ocupa da relação entre nomes. Normalmente a
concordância nominal possui um substantivo Caso o agente modificador acompanhe o
como núcleo de um termo da oração, e o adjetivo substantivo (artigo ou pronome), a concordância
funciona como adjunto adnominal. As regras para é com o substantivo:
concordância nominal são as seguintes. Exemplo 1: A educação é boa para todos.
Exemplo 2: Esta água é boa para beber.
SUBSTANTIVO ÚNICO
Quando há apenas um substantivo, o adjetivo PRONOMES PESSOAIS
concorda com ele em gênero e número: Há concordância de gênero e número com o
“As lágrimas derramadas marcavam sua adjetivo de acordo com os pronomes pessoais
tristeza”. referidos na oração:
Exemplo 1: Eu nunca a vi tão feliz.
MAIS DE UM TERMO NO SUBSTANTIVO Exemplo 2: Eu nunca os vi tão felizes.
Quando há mais de um termo no substantivo, a
concordância pode variar. A flexão pode PALAVRA “SÓ”
acontecer da seguinte forma: A palavra só, quando quer dizer sozinho, tem
Se o adjetivo vier anteposto aos substantivos, ele função adjetiva. Portanto, concorda com o nome
concorda com o termo mais próximo. a que se refere.
Exemplo 1: Levamos pesadas malas e Exemplo 1: Cláudia e Cleusa estavam sós.
casacos para o carro. Exemplo 2: Everton saiu só.
Exemplo 2: Levamos pesados casacos e
malas para o carro. É diferente quando quer dizer somente ou
Exemplo 3: Levamos pesada mala e apenas, não variando porque se torna um adjunto
casacos para o carro. adverbial:
Exemplo 4: Levamos pesado casaco e Exemplo 1: Eles só querem paz e amor”.
malas para o carro.
SUBSTANTIVO MAIS ADJETIVO
No caso acima, mas quando os sujeitos são Se tivermos um substantivo e mais de um
nomes próprios ou sinais de parentesco, o adjetivo no singular, você pode concordar desses
adjetivo sempre vai para o plural. modos:
Exemplo 1: São muito divertidas as
sobrinhas Beatriz e Eduarda. 1. Com o substantivo no singular e um artigo
Exemplo 2: São aplicados os alunos Cláudio e antes do último adjetivo: “Aprecio a
Daniela. literatura inglesa e a americana“.
2. Com o substantivo no plural, omitindo o
Se o adjetivo for posposto aos substantivos, a artigo do último adjetivo: “Aprecio as
concordância será com o mais próximo ou com literaturas inglesa e americana“.
todos eles, assumindo o masculino caso houver
ambos os gêneros nos termos. “É PROIBIDO” E OUTROS
Exemplo 1: Encontramos cadernos, lápis e É proibido, É permitido, É bom, É preciso, É
canetas espalhados no chão. necessário (verbo mais adjetivo):
Exemplo 2: O restaurante possui atendimento e Fica invariável caso o substantivo não venha
comida saborosa. acompanhado de artigo:
Exemplo 1: É preciso cuidado.
No caso acima, mas com gêneros iguais para Exemplo 2: É proibido crianças.
ambos os substantivos, o adjetivo tanto pode
ficar no singular como no plural. É permitido saída em caso de emergência.
Exemplo 1: Ela possui sensualidade e beleza Se forem acompanhados de artigos, pronomes
inata. ou adjetivos, o verbo e o adjetivo irão concordar
Exemplo 2: Ela possui sensibilidade e beleza com este termo:
inatas. Exemplo 1: É preciso o cuidado.
Exemplo 2: É proibida a entrada de crianças.
VERBO “SER” MAIS ADJETIVO
Verbo “ser” mais adjetivo: são vários casos de
concordância nominal, que serão explicados e
PALAVRAS “ANEXO”, “PRÓPRIO”,
“MESMO”…
Anexo, Próprio, Mesmo, Obrigado, Quite,
Incluso: sempre concordam em gênero e
número com o pronome ou substantivo que
acompanharem.
Exemplos:
Seguem anexos os documentos.
Elas próprias irão fazer a comida.
Eles mesmos se limparam.
Marta foi obrigada a se desculpar.
José e Rafael foram obrigados a pedir
desculpas.
Nós estamos quites.
O papel foi incluso na pasta.

PALAVRAS “BASTANTE”, “CARO”,


“BARATO”, “LONGE”
Quando colocados como advérbios, são
invariáveis. Quando funcionam como adjetivos,
pronomes, numerais ou adjetivos, variam de
acordo com o nome referido.
Exemplos:
Trouxemos bastantes frutas.
Os filhos de Eliete choram bastante.
Os melões estão caros.
Os melões custam caro.
Os pêssegos estão baratos.
Os pêssegos tem preço barato.
Gosto de viajar para Goiânia, mas é muito
longe de minha cidade.
Adoro os longes mares de Ubatuba.

“MEIO” E “MEIA”
No lugar de adjetivo, variam. Mas são invariáveis
quando funcionam como advérbios modificadores
do adjetivo.
Exemplos:
Tânia disse meias verdades.
Estou ficando meio doida.
O rapaz está meio (muito) nervoso.
Meios copos de cerveja foram vendidos.

“ALERTA” E “MENOS”
São palavras que sempre vão funcionar como
advérbios. Neste caso, não podemos flexioná-los.
Exemplo 1: Os motoristas devem dirigir
sempre alerta.
Exemplo 2: Temos menos preocupações hoje
do que ontem.

Você também pode gostar