Você está na página 1de 32

SIMULADO NACIONAL ENEM

PROVA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS E REDAÇÃO


PROVA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS

2019 1º DIA
CADERNO

23
BRANCO

ATENÇÃO: Transcreva no espaço apropriado do seu CARTÃO-RESPOSTA,


com sua caligrafia usual, considerando as letras maiúsculas e minúsculas, a seguinte frase:

O consenso é a negociação da liderança.

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES SEGUINTES:


1. Este CADERNO DE QUESTÕES contém 90 questões numeradas de 01 a 90 e a Proposta de Redação, dispostas
da seguinte maneira:
a) Questões de número 01 a 45, relativas à área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
b) Proposta de Redação;
c) Questões de número 46 a 90, relativas à área de Ciências Humanas e suas Tecnologias.
ATENÇÃO: as questões de 01 a 05 são relativas à língua estrangeira. Você deverá responder apenas às questões
relativas à língua estrangeira (inglês ou espanhol) escolhida no ato de sua inscrição.
2. Confira se a quantidade e a ordem das questões do seu CADERNO DE QUESTÕES estão de acordo com
as instruções anteriores. Caso o caderno esteja incompleto, tenha defeito ou apresente qualquer divergência,
comunique ao aplicador da sala para que ele tome as providências cabíveis.
3. Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 opções. Apenas uma responde corretamente à
questão.
4. O tempo disponível para estas provas é de cinco horas e trinta minutos.
5. Reserve os 30 minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas
no CADERNO DE QUESTÕES não serão considerados na avaliação.
6. Somente serão corrigidas as redações transcritas na FOLHA DE REDAÇÃO.
7. Quando terminar as provas, acene para chamar o aplicador e entregue este CADERNO DE QUESTÕES e o
CARTÃO-RESPOSTA/FOLHA DE REDAÇÃO.
8. Você poderá deixar o local de prova somente após decorridas duas horas do início da aplicação e poderá levar o
seu CADERNO DE QUESTÕES ao deixar em definitivo a sala de prova nos 30 minutos que antecedem o término
das provas.
LINGUAGENS, CÓDIGOS QUESTÃO 02
Hey baby, I’m not your superhuman
E SUAS TECNOLOGIAS And if that’s what you want
Questões de 01 a 45 I hate to let you down
I got your hopes up
Questões de 01 a 05 (opção Inglês) Now I got you hoping
QUESTÃO 01 That I’m gonna be the one to let you down

London Bridge Oh, it’s such a long and awful lonely fall
Down from this pedestal that you keep putting me on
London Bridge is broken down What if I fall on my face?
Build it up with wood and clay What if I make a mistake?
Wood and clay will wash away If it’s okay a little grace would be appreciated
PARAMORE. Idle Worship. In: After Laughter. 2017 (fragmento).
Build it up with bricks and mortar
Bricks and mortar will not stay O verso “I hate to let you down”, presente e destacado na
música, indica que o eu lírico
Build it up with iron and steel
Iron and steel will bend and bow a busca quebrar as expectativas que seu interlocutor criou.
b destrói as esperanças que ele tem em relação à outra
Build it up with silver and gold pessoa.
Silver and gold will be stolen away
c teme cair do pedestal em que foi colocado por seu
Set a man to watch all night interlocutor.
Suppose the man should fall asleep d está para baixo e decepcionado com as atitudes de seu
Give him a pipe to smoke all night interlocutor.
Disponível em: http://www.mamalisa.com. Acesso em: 19 out. 2016 (adaptado).
e deixa de voar como o super-herói que a outra pessoa
A cantiga faz referência a uma teoria de que a famosa Ponte enxerga nele.
de Londres já foi destruída no passado, e sugere que
QUESTÃO 03
a a ponte se deteriorava apesar dos diferentes materiais Most climate scientists agree the main cause of the current
utilizados na construção. global warming trend is human expansion of the “greenhouse
b os materiais utilizados não eram adequados para a effect” — warming that results when the atmosphere traps
construção de uma ponte. heat radiating from Earth toward space. [...]
c a vigilância da ponte não foi suficiente para conter as We live in a greenhouse.
destruições.
Life on Earth depends on energy coming from the sun.
d os trabalhadores não executaram bem a construção da About half the light reaching Earth’s atmosphere passes
ponte.
through the air and clouds to the surface, where it is
e a destruição da ponte acontecia durante as madrugadas. absorbed and then radiated upward in the form of infrared
heat. About 90 percent of this heat is then absorbed by the
greenhouse gases and radiated back toward the surface,
which is warmed to a life-supporting average of 59 degrees
Fahrenheit (15 degrees Celsius).
NASA. The Causes of Climate Change. Disponível em: https://www.climate.nasa.gov. Acesso em:
06 fev. 2018.

Os efeitos climáticos são assunto de grande preocupação


atualmente. De acordo com o texto, a expressão greenhouse
effect se refere
a à tendência atual de aquecimento global.
b ao derretimento acelerado das calotas polares.
c à incidência de metade da luz solar na superfície.
d à purificação atmosférica promovida pela vegetação.
e ao aprisionamento da irradiação solar pela atmosfera.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 2


QUESTÃO 04 QUESTÃO 05
Open Library — One web page for every book
One web page for every book ever published. It’s a lofty
but achievable goal.
To build Open Library, we need hundreds of millions of
book records, a wiki interface, and lots of people who are
willing to contribute their time and effort to building the site.
To date, we have gathered over 20 million records from
a variety of large catalogs as well as single contributions,
with more on the way.
Open Library is an open project: the software is open, the
data are open, the documentation is open, and we welcome
your contribution. Whether you fix a typo, add a book, or
write a widget — it’s all welcome. We have a small team of
fantastic programmers who have accomplished a lot, but we Disponível em: http://www.monitor.icef.com. Acesso em: 18 out. 2016.
can’t do it alone!
A publicidade serve para diversos fins de divulgação para
Open Library is a project of the non-profit Internet empresas, governos e instituições. Intitulada Think New e
Archive, and has been funded in part by a grant from the publicada pelo governo da Nova Zelândia, a campanha tem
California State Library and the Kahle/Austin Foundation. como objetivo
OPEN LIBRARY. About Us. Disponível em: https://www.openlibrary.org. Acesso em: 18 abr. 2017.
a convidar estrangeiros para experimentar o turismo de
O texto foi retirado do site de um projeto e tem como objetivo
aventura.
a anunciar a inauguração de uma biblioteca pública. b disseminar o caráter moderno da língua neozelandesa pelo
b divulgar vagas de trabalho em uma biblioteca virtual. mundo.
c incentivar a doação de materiais para uma biblioteca c desconstruir a ideia de que o país é reconhecido por
local. esportes radicais.
d informar a respeito do funcionamento do site Open d divulgar o país como um destino interessante para
Library. estudantes estrangeiros.
e propor a criação de uma loja virtual de livros sem fins e difundir uma proposta de ensino não convencional de
lucrativos. uma língua estrangeira.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 3


LINGUAGENS, CÓDIGOS QUESTÃO 02
E SUAS TECNOLOGIAS Dicen que Julio César dijo una vez algo así como “Beati
Hispani quibus bibere vivere est”, que viene a significar
Questões de 01 a 45 “Dichosos los hispanos, para los cuales beber es como
Questões de 01 a 05 (opção Espanhol) vivir”. Además de las connotaciones enológicas que esta
afirmación del emperador trae consigo, en esta frase se
QUESTÃO 01 puede observar cómo, ya en el siglo I a.C. en la Hispania de
También para celebrar la entrada del 2014: Higo entonces se había perdido la diferencia fonética entre la B y
chumbo, fresa o sandía, nuevos sabores del la V. Estas particularidades lingüísticas, entre otras muchas,
gazpacho andaluz crearon un dialecto del latín que fue el germen de nuestro
español actual, con todas sus variantes y todos sus matices.
Zanahoria, sandía, fresa, pimiento amarillo asado, e
incluso algas, albahaca o tunos indios (una variedad canaria El español es la segunda lengua con más hablantes
de higo chumbo) o picotas son los nuevos ingredientes con del mundo. Sólo el chino está por delante de la lengua de
los que el tradicional gazpacho andaluz se renueva como Cervantes. Entre hablantes nativos, personas que hablan
rey indiscutible de las recetas veraniegas que se abre paso español como segunda lengua y los que lo han aprendido
en las mesas navideñas. como lengua extranjera el castellano supera con claridad
los 500 millones de hablantes repartidos a lo largo y ancho
Sobre la “esencia” de todo gazpacho (tomate, pepino
del mundo.
y pimiento) son muchos los chef de cocina en España que
Disponível em: http://www.donquijote.org. Acesso em: 10 jul. 2017.
introducen variantes para dar un toque distinto al gazpacho
de toda la vida. O texto comenta o fato de o espanhol ser a segunda língua
mais falada no mundo e aponta uma peculiaridade do
Las nuevas recetas se suman a las tradicionales
idioma, que é
versiones de gazpacho extendidas, sobre todo, por
Andalucía. a a existência de variedades linguísticas.
Entre ellos, el ajo blanco — frecuente en Málaga y b a similaridade fonética das letras B e V.
Granada —, con ajo, aceite, pan, almendras y piñones; y el c a origem da língua espanhola ser o latim.
salmorejo cordobés, más espeso y contundente, sin agua y d a língua ter sido falada por personagens históricos.
con mayores dosis de pan. e o fato de ele ser falado em algumas regiões da China.
Un plato saludable, ligero y refrescante del que Gregorio
QUESTÃO 03
Marañón dijo: “Si pudiera añadírsele un buen trozo de
carne podría considerarse el gazpacho como alimento muy El viento es un caballo:
óyelo cómo corre
próximo a la perfección”.
por el mar, por el cielo.
También para celebrar la entrada del 2014: Higo chumbo, fresa o sandía, nuevos sabores del
gazpacho andaluz. Disponível em: https://www.practicaespanol.com. Acesso em: 20 dez. 2015.
Quiere llevarme: escucha
A gastronomia de um país muitas vezes representa a sua cómo recorre el mundo
diversidade cultural. Segundo o texto, as mudanças na para llevarme lejos.
receita original do gazpacho devem-se
Escóndeme en tus brazos
a ao propósito de substituir a receita original por por esta noche sola,
ingredientes mais modernos. mientras la lluvia rompe
b à tentativa de transformar o gazpacho tradicional em um contra el mar y la tierra
alimento perfeito. su boca innumerable.
c às interpretações distintas do prato tradicional feitas por
Escucha como el viento
chefes de cozinha.
me llama galopando
d à escassez no mercado dos ingredientes usados para para llevarme lejos.
fazer a receita original. […]
NERUDA, P. Los versos del capitán, 1952.
e ao incremento de ingredientes para sofisticar um prato
considerado popular. No poema de Pablo Neruda, o eu lírico compara o vento a
um cavalo, dizendo que o
a cavalo o protege.
b vento quer ir para o mar.
c vento quer correr na chuva.
d vento quer levá-lo para longe.
e cavalo o convida para conhecer o mundo.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 4


QUESTÃO 04 Questões de 06 a 45
A mediados de agosto llegó una carta a este periódico
QUESTÃO 06
que anunciaba la aparición de una nueva clase social.
Se titulaba “Soy mileurista” y decía, entre otras cosas, lo Gastei uma hora pensando em um verso
siguiente: “El mileurista es aquel joven licenciado, con que a pena não quer escrever.
idiomas, posgrados, másters y cursillos [...] que no gana más No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
de 1.000 euros”. La autora, Carolina Alguacil, de 27 años,
Ele está cá dentro
reside en el centro de Barcelona y trabaja en una agencia de e não quer sair.
publicidad. Inventó el término — y decidió escribir la carta — Mas a poesia deste momento
—después de pasar unos días en Alemania y comparar, con inunda minha vida inteira.
un sentimiento a medio camino entre la rabia y la envidia, DRUMMOND, C. Alguma Poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.
cómo vivían sus amigos berlineses y cómo vivían ella y sus
O poema traz em relevo as funções poética e metalinguística.
amigos españoles.
Esta última pode ser percebida por meio da
BARCA, A. J. La generación de los mil euros. Disponível em: http://www.elpais.com. Acesso em:
16 fev. 2017. a vontade de convencer o interlocutor de que fazer poesia
O texto comenta o caso de uma carta que chegou à redação é muito difícil.
de um famoso jornal. O termo mileurista representa, b expressão da dificuldade em se fazer poesia por meio
segundo a autora da carta, de uma poesia.
a o conjunto de jovens que precisam viver fora de seus c defesa da poesia como meio de expressão dos
países com mil euros por mês. sentimentos do poeta.
b as práticas de consumo de jovens que, embora ganhem d objetividade da transmissão de sua opinião sobre a
muito, não possuem gastos altos. escrita.
e estilização da linguagem para abordar um tema cotidiano.
c o grupo de profissionais da comunicação desvalorizados
financeiramente na Espanha. QUESTÃO 07
d a situação de jovens que, mesmo com boas qualificações, As relações sociais constituem-se em conteúdo,
não ganham mais de mil euros por mês. fundamentalmente, quando a criança, ao brincar, reedita
e a realidade de jovens pobres que não conseguem papéis que caracterizam o elo destas relações. Ao assumir
competir no mercado com aqueles que puderam se um determinado papel, o de vendedor, por exemplo, a
qualificar melhor. criança caracteriza sua ação não só pela incorporação de
determinadas “condutas” próprias de tal personagem —
QUESTÃO 05
— expor a mercadoria, vender, dar o troco — mas também, e,
principalmente, ao estabelecer com as demais crianças
e adultos envolvidos a mesma relação que caracteriza o
encontro do comprador com o vendedor na sociedade do
capital.
“[...] Em estágios relativamente precoces do
desenvolvimento da atividade lúdica, uma criança descobre
no objeto não apenas as relações do homem com esse
objeto, mas também as relações das pessoas entre si.
glasbergen
[...] As relações sociais já surgem nesses jogos de forma
explícita — sob a forma de relações dos jogadores entre si”
(Leontiev, 1988, p.135).
DA ROS, S. Z. Brincadeiras infantis e relações sociais. Perspectiva, v. 12, n. 22, p. 139-156, 1994.

A brincadeira é uma importante atividade para o


Disponível em: http://www.glasbergen.co. Acesso em: 10 fev. 2015.
desenvolvimento infantil. Segundo o texto, essa importância
O humor da charge é gerado pela mensagem enviada pelos se dá porque ela possibilita a
pais. A intenção do texto consiste em
a reprodução das diversas profissões.
a incentivar a comunicação entre pais e filhos via Internet. b assimilação da função dos jogadores.
b mostrar a falta de comunicação entre pais e filhos via c percepção das atividades educativas.
Internet.
d apreensão das relações interpessoais.
c enfatizar o desconhecimento dos pais sobre o uso da e compreensão da finalidade dos objetos.
Internet.
d criticar o uso excessivo da Internet por algumas pessoas
nos dias atuais.
e propor uma nova forma para as famílias se comunicarem
hoje em dia.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 5


QUESTÃO 08 De acordo com o texto, o discurso sobre os registros da
TEXTO I memória e identidade nacionais é superficial quando se
limita a
Eu mesmo estava em uma situação tranquila por pensar
que apenas escritores que se apresentam como escritores a catalogar um conjunto de atividades visando a proteção
e são assim conhecidos concorressem ao Nobel. Não é que dos bens culturais.
sou purista ou defensor de classes, mas talvez estejamos a b identificar atores e os motivos para que suas obras se
falar de um ornitorrinco que venceu o prêmio maior da lagoa tornem patrimônio.
dos patinhos feios. Um ornitorrinco brilhante que canta, atua c definir políticas públicas de incentivo e preservação dos
e até sabe escrever. Mas agora há o risco de que nem esse bens culturais.
prêmio seja deles mais. Porque é o que a literatura é hoje: o
d questionar historicamente como esse universo de bens foi
patinho feio que ninguém tem mais tempo de admirar. produzido.
Disponível em: http://www.literatortura.com. Acesso em: 19 out. 2016 (adaptado).
e entender os critérios que norteiam a seleção de bens e
TEXTO II sua proteção.
Um texto bem compartilhado do “New York Times” conclui QUESTÃO 10
que no Prêmio Nobel de 2016 a escolha do ganhador foi para
“se aproximar das novas gerações, que não leem mais”. Se Adaptado várias vezes para o cinema e para a televisão,
os suecos tivessem a ideia de agradar os jovens, davam o o clássico romance Orgulho & Preconceito, da britânica Jane
prêmio pra J. K. Rowling (no que não fariam mal pelo mérito Austen, ganhou uma de suas melhores versões sob a direção
dela em criar algo idolatrado por tantas pessoas). Mas não: do estreante Joe Wright. Roteirizado por Deborah Moggach
premiaram um poeta que publicou sua obra em forma de (com o auxílio não-creditado da atriz Emma Thompson), o
música e que é reconhecido como o maior letrista vivo. filme acompanha os encontros e desencontros de um dos
VERSIGNASSI, A. Caso Bob Dylan: Nobel não é assistência social. Disponível em:
casais mais famosos da literatura, a vivaz Elizabeth Bennet
http://www.super.abril.com.br. Acesso em: 19 out. 2016 (adaptado). e o taciturno Sr. Darcy.
Os dois textos discorrem sobre o Prêmio Nobel de 2016, Encarnando Lizzie como uma jovem alegre e com jeito
cujo vencedor foi o músico Bob Dylan. Entre os dois textos moleque, Keira Knightley confere à personagem a dose
institui-se uma relação de oposição, pois ideal de vivacidade e imprevisibilidade [...]. Enquanto isso,
a o Texto I defende que o Nobel de literatura é exclusivo Matthew Macfadyen enfrenta a dificuldade de assumir um
para escritores, enquanto o Texto II afirma que Bob papel anteriormente interpretado por Laurence Olivier e por
Dylan, por ser um poeta reconhecido, pode ganhar o Colin Firth, saindo-se relativamente bem [...].
prêmio. Apesar de novato na função, o diretor Joe Wright
b o Texto I afirma que a literatura perdeu muito de sua demonstra um talento inegável ao conduzir a história de
relevância, enquanto o Texto II declara que a literatura maneira delicada, mas segura — e, ao longo da projeção,
atualmente é idolatrada por muitas pessoas. brinda o espectador com longos e elaborados planos-
c o Texto I afirma que Bob Dylan ganhou merecidamente o -sequência nos quais sua câmera passeia pelos amplos
prêmio Nobel de literatura, enquanto o Texto II alega que salões de festa da alta sociedade britânica, encontrando
a ganhadora deveria ser a escritora J.K. Rowling. “casualmente” vários personagens [...]. Por outro lado, ao
incluir um momento no qual o casal principal se enxerga
d o Texto I demarca as posições de músico e de escritor dançando sozinho no salão, o recurso se revela óbvio
como papéis artísticos distintos, ao passo que o Texto e batido, já tendo sido utilizado à exaustão por outras
II alega que um bom músico pode ser prestigiado como
produções. [...] Para completar, a fotografia de Roman Osin
poeta.
explora ao máximo a beleza do Panavision, descortinando
e o Texto I defende que a literatura é uma expressão paisagens evocativas e mergulhadas em névoa e conferindo
artística mais valorizada, enquanto o Texto II afirma que ao filme, com suas luzes elegantes, um tom adequadamente
letristas têm maior valor artístico do que escritores. nostálgico, de época [...].
QUESTÃO 09 VILLAÇA, P. Disponível em: http://www.cinemaemcena.cartacapital.com.br. Acesso em: 23 jul. 2018
(adaptado).

[...] uma política de preservação do patrimônio abrange Considerando os elementos constitutivos dos gêneros
necessariamente um âmbito maior que o de um conjunto de textuais circulantes na sociedade, nesse fragmento de
atividades visando à proteção de bens. É imprescindível ir crítica de cinema predominam
além e questionar o processo de produção desse universo
que constitui um patrimônio, os critérios que regem a a caracterizações das personagens icônicas do filme.
seleção de bens e justificam sua proteção; identificar os b aspectos históricos do romance que deu origem ao filme.
atores envolvidos nesse processo e os objetivos que alegam c descrições de cenas fundamentais para o enredo do
para legitimar o seu trabalho; definir a posição do Estado filme.
relativamente a essa prática social e investigar o grau de
d opiniões acerca de aspectos técnicos da produção do
envolvimento da sociedade. Trata-se de uma dimensão
filme.
menos visível, mas nem por isso menos significativa.
FONSECA. M. C. L. O patrimônio em processo: trajetória da Política Federal de preservação no e expectativas sobre a atuação dos atores que
Brasil. Rio de Janeiro: UFRJ/IPHAN, 1997, p. 36. protagonizam o filme.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 6


QUESTÃO 11 De acordo com o texto, a concepção de fotografia se
O britânico Daniel Allington, professor de cultura digital transformou ao longo do tempo. Tal concepção, antes tida
como um registro imparcial, passou a reconhecer no gênero
da Universidade do Leste da Inglaterra (UWE Bristol), explica
que os emojis podem ser comparados à linguagem corporal, fotográfico a
às expressões faciais e a outros recursos capazes de reforçar a capacidade reprodutora e a eficácia como evidencia
uma mensagem qualquer, como elevar o tom de voz. “Quando objetiva.
conversamos pela internet usando apenas o texto, abrimos b experiência profissional e a necessidade de regularização
mão dos recursos paralinguísticos”, afirma o especialista de 39 do fotógrafo.
anos, autor de artigos acadêmicos sobre os emojis e de livros
c monopolização elitista e a exclusão artística de pessoas
na área da comunicação. “Desenhos de uma carinha sorrindo,
comuns.
de um abraço ou aperto de mãos permitem complementar a
comunicação verbal, e as pessoas perceberam isso.” d velocidade registrual e a possibilidade de captar eventos
Disponível em: http://veja.abril.com.br. Acesso em: 04 mai. 2017.
extraordinários.
O texto afirma que o uso de emojis, nas conversas em redes e subjetividade autoral e sua especificidade como gênero
sociais e aplicativos, reflete a necessidade humana de artístico.

a substituir a linguagem verbal por linguagens não verbais.


QUESTÃO 13
b diminuir o uso de recursos expressivos em situações de A pintura Mehndi, tatuagem temporária feita com um
comunicação. corante extraído da planta henna, é tradicionalmente
usada na Índia em épocas festivas, eventos religiosos
c utilizar recursos paralinguísticos para se expressar mais
precisamente. e, principalmente, cerimônias de casamento. O modelo
da tatuagem tem significados específicos, mostrando
d prover um tom humorístico aos textos por meio de figuras religiosidade, transcendência e transformação. Geralmente,
engraçadas. os símbolos escolhidos remetem àquilo que a noiva deseja
e adequar-se ao sistema de comunicação que funciona com o para seu matrimônio, como fertilidade, sorte, prosperidade,
uso desse recurso. paz e alegria. Em geral, as noivas têm a pele decorada por
QUESTÃO 12 artistas especializados, ou mesmo pelas amigas e membros
da família, a partir dos dedos até os cotovelos, e dos pés
Os primeiros fotógrafos falavam como se a câmera até os joelhos. Depois do casamento, quanto mais tempo a
fosse uma máquina copiadora; como se, apesar de serem tatuagem durar, maior é a certeza de um casamento feliz e
manipuladas por pessoas, fossem as câmeras que vissem. duradouro.
[...] O fotógrafo era considerado um observador arguto, mas
imparcial: um escritor e não um poeta. Mas, como rapidamente
se descobriu que ninguém tira a mesma fotografia da mesma
coisa, a suposição de que as câmeras proporcionavam uma
imagem impessoal e objetiva deu lugar à verificação de que
as fotografias são uma evidência, não só do que ali está, mas
do que alguém vê, não só um registro, mas uma avaliação do
mundo. Tornou-se claro que não havia apenas uma atividade
simples e unitária chamada visão (registrada e suportada
pela câmera), mas também “a visão fotográfica”, que era
simultaneamente uma nova maneira de as pessoas verem e
uma nova forma de atividade. [...] A fotografia inaugurou um
novo modelo de atividade independente que permite a cada
Disponível em: http://www.silknstone.com. Acesso em: 13 jun. 2016.
pessoa exibir uma determinada sensibilidade, única e ávida.
A apoteose da vida cotidiana e o gênero de beleza que só as A arte Mehndi, como exposto no texto, é uma parte
câmeras revelam são as principais metas da campanha do importante da cultura de algumas regiões do Oriente. Essa
fotógrafo. [...] O belo passou a ser justamente aquilo que os importância se deve ao seu caráter
olhos não veem ou não podem ver: essa visão fragmentada, a religioso, expressado por meio da reprodução de
desorganizada que só a câmera proporciona. imagens sacras.
SONTAG, S. Ensaios sobre fotografia. Lisboa: Don Quixote, 1986 (adaptado).
b permanente, distinguindo mulheres casadas e solteiras
no cotidiano.
c tradicional, passado de geração em geração como parte
de celebrações.
d exclusivo, sendo limitado a noivas que contratam artistas
especializados.
e jurídico, atestando a validade do casamento pelo tempo
que a tatuagem durar.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 7


QUESTÃO 14 sobre mim venham as santas
correntes do vosso lado;
para que fique lavado,
e limpo nessas correntes,
comunicai-me as enchentes
da graça, meu Deus amado.
MATOS, G. Décimas. In: Volume1: Poemas atribuídos. 2014.

O texto apresenta uma das temáticas da poesia barroca de


Gregório de Matos, caracterizada pelo(a)
a sátira, dado que o eu lírico elenca com humor os seus
pecados.
b rebeldia, dado que o eu lírico comete pecados
conscientemente.
c crítica religiosa, dado que o eu lírico renuncia às práticas
da igreja.
d indiferença, dado que o eu lírico não se importa em
assumir os pecados.
e arrependimento, dado que o eu lírico se confessa na
confiança do perdão.
QUESTÃO 16
Como surgiu o samba?
O samba nasceu na Bahia, no século XIX, da mistura
de ritmos africanos. Mas foi no Rio de Janeiro que ele
criou raízes e se desenvolveu, mesmo sendo perseguido.
Durante a década de 1920, por exemplo, quem fosse pego
dançando ou cantando samba corria um grande risco de ir
Disponível em: http://portalms.saude.gov.br. Acesso em: 14 jun. 2018.
batucar atrás das grades. Isso porque o samba era ligado à
As campanhas publicitárias são produzidas para cumprir cultura negra, que era mal-vista na época. Só mais tarde é
determinadas funções comunicativas. Os objetivos que ele passou a ser encarado como um símbolo nacional,
desse cartaz estão voltados para a conscientização dos principalmente no início dos anos 40, durante o governo de
brasileiros sobre a Getúlio Vargas, que incentivou essa transmutação.
a ausência de cuidados com o ambiente para erradicar Nessa música brasileiríssima, a harmonia é feita pelos
doenças. instrumentos de corda, como o cavaquinho e o violão. Já
b relevância do tratamento adequado para determinadas o ritmo é dado, por exemplo, pelo surdo ou pelo pandeiro.
doenças. Com o passar do tempo, outros instrumentos, como flauta,
piano e saxofone, também foram incorporados, dando
c necessidade de se conhecer quais são os mosquitos
que transmitem doenças. origem a novos estilos de samba. “À medida que o samba
evoluiu, ele ganhou novos sotaques, novos modos de ser
d precisão dos conhecimentos de pessoas mais velhas tocado e cantado. É isso que faz dele um dos ritmos mais
sobre doenças.
ricos do mundo”, afirma o músico Eduardo Gudin.
e importância de medidas preventivas para se evitar PORTILHO, G. Como surgiu o samba? Disponível em: http://www.mundoestranho.abril.com.br.
diferentes doenças. Acesso em: 31 out. 2016 (adaptado).

QUESTÃO 15 O samba passou por uma transformação significativa quanto


ao seu status na cultura brasileira devido
Bem não vos amo, confesso,
várias juras cometi, a à incorporação de novos instrumentos musicais ao ritmo
missa inteira nunca ouvi, original.
a meus pais não obedeço,
b à introdução de novas maneiras de reprodução do ritmo
matar alguns apeteço,
luxurioso pequei, musical.
bens do próximo furtei, c ao deslocamento de sua produção da Bahia para o Rio
falsos levantei às claras, de Janeiro.
desejei mulheres raras, d ao desdobramento em vários novos estilos dentro do
cousas de outrem cobicei. mesmo ritmo.
Para lavar culpas tantas, e ao incentivo do governo que consolidou o ritmo como
e ofensas, Senhor, tão feias produto nacional.
são fortes de graça cheias
essas chagas sacrossantas:

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 8


QUESTÃO 17 QUESTÃO 18
TEXTO I
Sociedade do espetáculo é um conceito criado em 1967
por Guy Debord, que faz uma crítica severa à sociedade
contemporânea. Para o autor, o espetáculo é alimentado
pelo consumo de imagens fabricadas pela indústria
cultural, o simulacro em que as relações pessoais passam
a ser mediadas imageticamente. A mídia e a sociedade de
consumo giram em torno da sociedade do espetáculo [...].
Espectadores do espetáculo seguem os ditames da
mídia, que seduz de forma inconsciente e hedonista*,
estimula o consumo de objetos de valores agregados para
satisfazer o ego, em busca de uma felicidade muitas vezes
inatingível. “Egocentrado, particularista e hedonista, busca
viver intensamente o momento, desprezando o passado e
negligenciando o futuro” (SEVERIANO, 2007, p. 39). É aqui AMARAL, T. Carnaval em Madureira, 1924. Disponível em: http://d3swacfcujrr1g.cloudfront.net.
Acesso em: 24 abr. 2018.
que surge o narcisismo.
*hedonista: doutrina moral que considera o prazer a A obra de Tarsila de Amaral traz figuras geométricas
para compor o cenário apresentado. A obra Carnaval em
finalidade da vida.
VISCARDI, A. W; SOTTANI, S. M; MACHADO, F. C. V. Narcisismo na sociedade do espetáculo: Madureira pertence ao movimento modernista devido à
consumo e beleza feminina nas capas da revista Claudia. Revista Estação Científica, n. 07, p. 01-
20, 2012 (adaptado). a valorização de elementos da cultura popular brasileira.
TEXTO II b crítica ao estereótipo atribuído ao povo brasileiro.
Narciso debruçou sobre a fonte para banhar-se e viu, c presença de elementos arquitetônicos rígidos.
surpreso, uma bela figura que o olhava de dentro da fonte. d representação de formas diferenciadas.
“Com certeza é algum espírito das águas que habita esta e exploração de elementos da natureza.
fonte. E como é belo!”, disse. Apaixonou-se pelo aspecto
saudável e pela beleza daquele ser que, de dentro da fonte,
9
QUESTÃO 1
retribuía o seu olhar. Norma culta
Não podia mais se conter. Baixou o rosto para beijar o É o padrão estabelecido para redação de documentos,
ser, e enfiou os braços na fonte para abraçá-lo. Porém, ao artigos jornalísticos, acadêmicos, judiciais, científicos
contato de seus braços com a água da fonte, o ser sumiu etc. Por essa razão há necessidade de domínio dessa
para voltar depois de alguns instantes, tão belo quanto antes modalidade de norma, sem a qual fica impossível o acesso a
[...]. assuntos importantes. No entanto, deve-se reconhecer que
Suas lágrimas caíram na água, turvando a imagem. E, ao essa norma é apenas uma variedade — isso não invalida
vê-la partir, Narciso exclamou: as demais variedades ditas “não cultas” — gramaticalmente
todas têm o mesmo valor. No Brasil, há muitas formas de
— Fica, peço-te, fica! Se não posso tocar-te, deixe-
fugir à norma culta, mesmo dentro da classe que a domina.
me pelo menos admirar-te.
Há formas popularizadas que já passaram para o domínio
Assim, Narciso ficou por dias a admirar sua própria da língua.
imagem na fonte, esquecido de alimento e de água, seu GALLI, G. O que é norma culta. Disponível em: http://www.lpeu.com.br. Acesso em: 20 mar. 2018
(adaptado).
corpo definhando. As cores e o vigor deixaram seu corpo.
Assim o jovem morreu. Alguns textos têm como característica de gênero a
Mito de Narciso: a fonte da vaidade. Disponível em: http://www.fafich.ufmg.br. Acesso em: 06 modalidade de escrita segundo a norma culta. Isso se deve
mar. 2018 (adaptado).
ao fato de
O Texto I afirma que há um narcisismo na sociedade
contemporânea, porque, assim como Narciso — cuja história a os gêneros escritos seguirem tipicamente a norma
gramatical da língua.
é contada no Texto II —, essa sociedade
b a escrita impossibilitar a ocorrência de variedades que
a vangloria as conquistas sociais, que são propagadas fujam da norma.
pelas mídias.
c a norma ter um prestígio social elevado e dar ao texto o
b exalta a beleza das cidades, que é refletida em suas mesmo prestígio.
fontes d’água.
d o desprezo por variantes populares impor que a norma
c enaltece padrões de vida e beleza que são imagéticos e seja seguida nos texto.
individualistas.
e o uso da norma ser alheio aos contextos de circulação
d valoriza programas midiáticos, que vendem modernidade desses gêneros.
e tecnologia.
e preconiza relacionamentos entre indivíduos iguais, que
distanciam outros.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 9


QUESTÃO 20
O século XX é marcado por profundas mudanças históricas, as quais afetaram drasticamente o comportamento político-
social do nosso tempo. Foi onde se acentuaram as diferenças entre a alta burguesia e o proletariado, dando maior força ao
capitalismo e fazendo surgir os primeiros movimentos sindicais, como algumas das consequências do Pós-Guerra.
Mediante todo o acúmulo de acontecimentos pertencentes a esse período cheio de contradições e complexidades, é
possível encontrar um terreno farto para a criação de novos conceitos no campo das artes. Assim, os movimentos e as
tendências artísticas, tais como o Expressionismo, o Fauvismo, o Cubismo, o Futurismo, o Abstracionismo, o Dadaísmo, o
Surrealismo, a Op-art e a Pop-art expressam, de um modo ou de outro, a perplexidade do homem contemporâneo.
BENITES, B. M. Principais Movimentos Artísticos do Século XX. Disponível em: https://www.infoescola.com. Acesso em: 18 jan. 2018.

Com o objetivo de expressar as angústias e a perplexidade do homem do século XX, os movimentos artísticos dessa
época inovaram conceitos conhecidos até então. Uma obra desse período que retrata tais sentimentos é

a d

Benedito Calixto: Naufrágio do Sírio, 1907. Silva Porto: Colheita — Ceifeiras, 1893.

b e

Leonardo Da Vinci: Homem Vitruviano, 1490. Van Gogh: No Portão da Eternidade, 1890.

Salvador Dalí: A Face da Guerra, 1940.

QUESTÃO 21
Um caso especial de variação de estilo é o que se vê no tabu linguístico, quando os falantes evitam determinados
assuntos como um todo, ou certas palavras em situações particulares (por exemplo, na presença de estranhos, de membros
do sexo oposto, de crianças, de pessoas mais velhas etc.). Tanto quanto se sabe, esse fenômeno é encontrado em todas
as comunidades, embora haja diferença entre o tipo de assunto e de vocabulário, assim como as situações nas quais os
tabus operam. Na Inglaterra, nomes de divindades e palavras com conotações religiosas, da mesma forma que palavras
consideradas obscenas, algumas vezes parecem aliviar os sentimentos de tensão simplesmente ao serem pronunciadas;
mas, na maioria das situações, seu uso é desaprovado como blasfêmia e outras expressões são introduzidas.
ROBINS, R. H. Linguística geral. Porto Alegre: Globo (adaptado).

O texto aborda a variação de estilo. Ao apresentar o exemplo da Inglaterra, o autor confirma sua ideia de tabu linguístico,
conjunto de termos que devem ser evitados, como variável de acordo com as diferentes
a línguas maternas dos falantes.
b crenças religiosas dos falantes.
c posições sociais de cada falante.
d épocas em que os dizeres foram produzidos.
e comunidades em que o falante está inserido.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 10


QUESTÃO 22 QUESTÃO 24
Na verdade, o conceito de uma pessoa sedentária
tem relação com a quantidade de calorias que ela gasta
semanalmente, seja em atividades esportivas ou nas tarefas
do dia a dia. Para ser considerada uma pessoa ativa é
preciso queimar 2 200 calorias por semana, ou cerca de
300 calorias por dia.
Além de atingir órgãos vitais como coração, rins e cérebro,
entre outros, o sedentarismo impacta diretamente na saúde Disponível em: https://www.pinterest.com.br. Acesso em: 26 jan. 2018.
dos músculos e ossos, que se tornam mais frágeis, pois ficam
A tirinha expõe uma situação cotidiana, fazendo crítica
sem uso, literalmente, atrofiando, perdendo a flexibilidade e
comprometendo a saúde como um todo. a ao uso irracional e constante das redes sociais que é
A atividade física e o exercício físico não são a mesma feito desde a infância.
coisa. Atividade física é qualquer movimento do corpo que b às consequências negativas da recusa às novas
resulte em um aumento do gasto energético. Já o exercício tecnologias e aos seus benefícios na sociedade.
físico é uma ação planejada e estruturada, que pode utilizar c ao uso das redes sociais como ferramentas para escapar
modalidades esportivas como dança, lutas, jogos etc. Ambos das angústias do mundo contemporâneo.
promovem a queima de calorias, porém em níveis diferentes. d à vida e à sociedade que impõem a necessidade de as
Disponível em: http://www.sautil.com.br. Acesso em: 16 jan. 2016 (adaptado).
pessoas serem cadastradas em redes sociais.
O sedentarismo pode ser definido como a falta de atividade e aos falsos conteúdos repassados nas redes sociais que
física adequada para as necessidades corporais, o que interferem na construção do pensamento humano.
afeta a saúde das pessoas. Para que uma pessoa não seja
considerada sedentária, é preciso que ela QUESTÃO 25
[...]
a pratique esportes competitivos, em que há grande O Pedro juntou suas tráias
queima calórica. Bem no fundo do bornal
b mantenha acompanhamento profissional em suas Tinha uma panela grande
atividades físicas. Mais uns gravetos de pau
Rumou pra casa da velha
c introduza atividades que aumentem seu gasto energético Acampou lá no quintal.
no dia a dia.
d queime uma quantidade de calorias superior à que Malasartes bolou um plano
consome durante o dia. De engambelar a velhota
Malasartes sem preguiça
e exerça uma sequência de exercícios físicos diários,
Com cara de janota
como lutas, dança ou jogo. Começou a falar sozinho
QUESTÃO 23 Só balera com lorota.

Pegou sua panela velha


Fez um fogo pelo chão
Botou água pra ferver
Cutucava com tição
A velhota vendo aquilo
Despertou sua atenção.
[...]
ALFREDO, O. Travessuras de Pedro Malasartes e a sopa de pedras. Belo Horizonte: Crisálida,
2004, p. 6 (fragmento).

O trecho pertence ao folheto Travessuras de Pedro


Malasartes e a sopa de pedras, um cordel escrito pelo
Disponível em: http://www.doeseulixo.org.br. Acesso em: 01 fev. 2017. mineiro Olegário Alfredo. O autor representa uma variedade
A ambiguidade é um recurso muito recorrente em anúncios linguística regional, identificada
publicitários. No anúncio em questão, o termo responsável a pela representação incorreta das palavras.
por criar mais de um sentido para a mensagem é
b pela escolha de palavras e expressões regionais.
a o verbo “acerte”. c pelo uso do gênero cordel e seus versos rimados.
b o verbo “separe”. d pela construção de uma cena narrativa típica da região.
c o objeto direto “lixo”. e pela escrita das orações em uma ordem sintática particular.
d a conjunção aditiva “e”.
e o adjunto adverbial de lugar “na lata” .

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 11


QUESTÃO 26 No texto, o autor utiliza dados estatísticos relativos ao
XIV número de crimes cibernéticos no Brasil. Essa estratégia
argumentativa é denominada
Quem deixa o trato pastoril amado
a argumento de autoridade, pois traz dados de fontes
Pela ingrata, civil correspondência,
oficiais.
Ou desconhece o rosto da violência,
Ou do retiro a paz não tem provado. b contra-argumentação, pois os dados refutam o que se
acreditava antes.
Que bem é ver nos campos transladado
c exemplificação, pois traz exemplos de números de
No gênio do pastor, o da inocência!
ataques cibernéticos.
E que mal é no trato, e na aparência
Ver sempre o cortesão dissimulado! d prova concreta, pois comprova a argumentação com
dados reais.
Ali respira amor sinceridade; e raciocínio lógico, pois articula dados reais à
Aqui sempre a traição seu rosto encobre; argumentação.
Um só trata a mentira, outro a verdade.
QUESTÃO 28
Ali não há fortuna, que soçobre*;
À medida que a Internet integrou-se à vida cotidiana,
Aqui quanto se observa, é variedade:
Oh ventura do rico! Oh bem do pobre! ocasionou mudanças. Algumas delas são técnicas — a rede
tornou as comunicações mais rápidas, reduziu os custos de
*Soçobrar: o mesmo que naufragar; arruinar; desanimar; pesquisa, e assim por diante. Elas são importantes e não
perturbar-se. são bem compreendidas, mas são do tipo que simplesmente
COSTA, C. M. da. Soneto XIV. In: Obras poéticas. 1768. desapareceriam se todos nos desconectássemos da
Internet. Elas não afetam as pessoas que não usam a rede,
O soneto, que faz parte da obra do escritor brasileiro Cláudio
ou pelo menos não diretamente [...].
Manuel da Costa, pertence ao Arcadismo brasileiro. Nele,
verifica-se uma importante característica desse período, Este livro trata de um efeito da Internet que vai além
que é o(a) dela própria — um efeito que afeta a maneira como a cultura
é produzida [...].
a enaltecimento do amor verdadeiro.
A Internet desencadeou a possibilidade extraordinária
b incentivo para que se aproveite o dia.
de que muitos construam e cultivem cultura, com resultados
c crítica à insistente violência rural e urbana. que vão muito além dos limites locais. Esse poder mudou
d valorização do campo em detrimento da cidade. o mercado de criação e cultivo da cultura em geral, e essa
e utilização de uma linguagem rebuscada e subjetiva. mudança por sua vez ameaça as indústrias de conteúdo
estabelecidas. Para as indústrias que criaram e distribuíram
QUESTÃO 27 conteúdo no século XX, a Internet é o início do fim, ou pelo
O problema do cibercrime no Brasil menos uma transformação substancial. Tecnologias digitais,
combinadas com a Internet, poderiam criar um mercado
Está na hora de os legisladores brasileiros começarem a
muito mais competitivo e vibrante para a construção e
levar a sério o crime cibernético
cultivo da cultura. Esse mercado poderia incluir uma gama
O Brasil está no epicentro de uma onda global de crime muito maior e mais diversa de criadores. Esses criadores
cibernético, ou cibercrime. O país está em segundo lugar poderiam produzir e distribuir uma gama muito maior e mais
na classificação mundial de fraudes bancárias on-line e vibrante de produtos culturais.
malware financeiro, e o problema continua a se agravar. LESSIG, L. Cultura Livre: como a grande mídia usa a tecnologia e a lei para bloquear a cultura
e controlar a criatividade. Trama, 2005 (adaptado).
Segundo fontes oficiais, o número de ataques cibernéticos
no país cresceu em 197% em 2014, e as fraudes bancárias A Internet impactou a sociedade em diversos aspectos,
on-line cresceram 40% ao longo do último ano. dentre eles, a produção cultural. Segundo o autor, essa
Todavia, grande parte da população brasileira ainda mudança na produção cultural se dá porque essa tecnologia
ignora a escala do problema. Os formuladores de políticas a impulsiona as produções científicas para que todos os
públicas começam só agora a reagir às ameaças, mas usuários tenham acesso a elas.
apenas de forma fragmentada. Para combater o crime propaga modelos de vida a serem seguidos de acordo
b
cibernético de maneira eficaz, o Brasil necessita ampliar com a cultura vigente no local.
a discussão pública sobre o tema. Os legisladores, as
agências de segurança, as empresas, as organizações c auxilia na execução de pesquisas sobre as diferentes
da sociedade civil e os cidadãos precisam levar a questão realidades sociais internacionais.
muito mais a sério. d colabora com os meios de comunicação tradicionais por
MUGGAH, R. O problema do cibercrime no Brasil. In: El País. Disponível em: http://www.brasil.elpais.com. meio da partilha de informações.
Acesso em: 18 jan. 2016 (adaptado).
e possibilita que a elaboração de conteúdo seja feita e
compartilhada por qualquer indivíduo.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 12


QUESTÃO 29 QUESTÃO 31
Existem várias zonas climáticas. No centro encontra-se a Como a computação cognitiva pode ajudar na
de maior extensão, uma zona árida de elevadas temperaturas educação
e escassas precipitações (150 mm e temperatura média [...] Uma plataforma de computação cognitiva pode
de 23 ºC). O ar é muito seco e a variação de temperatura ser alimentada com diversas informações sobre os alunos,
durante o dia, muito alta, com geadas durante a noite. Ao como o histórico de notas e as observações dos professores
norte e ao nordeste, zona tropical, as temperaturas são com base na experiência em sala de aula. Esse material é
elevadas (média de 27 ºC), alterando-se com monções de processado e gera uma inteligência na forma de insights
verão e seca durante a estação menos cálida. capazes de auxiliar os educadores a desenvolver melhor
Disponível em: http://www.classroom.orange.com. Acesso em: 03 out. 2016 (adaptado). o seu trabalho e a entender o potencial de cada um de
O texto, sobre o clima, apresenta marcas linguísticas que seus alunos.
indicam a predominância da função É possível relacionar suas várias potencialidades e
a poética da linguagem, visto que utiliza linguagem pontos fracos e sugerir material didático e ações pontuais
elaborada para expressar conceitos simples. para ajudá-lo a evoluir. Essa visão mais ampla de cada aluno
oferece a possibilidade de uma educação individualizada,
b referencial da linguagem, uma vez que descreve
que leva em consideração todo o espectro de capacidades
objetivamente aspectos do clima de uma região.
de um estudante.
c conativa da linguagem, dado que busca persuadir o CONTENT, A. B. Como a computação cognitiva pode ajudar na educação. Disponível em:
interlocutor a gostar do clima apresentado. http://www.super.abril.com.br. Acesso em: 02 fev. 2017.

d metalinguística da linguagem, já que comenta aspectos A computação cognitiva traz benefícios para a educação.
do clima por meio dos próprios conceitos dessa área. Segundo o texto, ela pode ser aproveitada para a
e expressiva da linguagem, pois o autor apresenta suas a possibilidade de os estudantes aprenderem sozinhos.
próprias impressões sobre o clima da região descrita.
b melhoria da motivação dos estudantes em sala de aula.
QUESTÃO 30 c adaptação do ensino às necessidades dos estudantes.
Pela madrugada, os Capitães da Areia vieram. O Sem- d troca do material didático impresso por plataformas
-Pernas botou o motor [do carrossel] para trabalhar. E digitais.
eles esqueceram que não eram iguais às demais crianças,
e substituição da presença do professor pelas salas de
esqueceram que não tinham lar, nem pai, nem mãe, que aula on-line.
viviam de furto como homens, que eram temidos na
cidade como ladrões. Esqueceram tudo e foram iguais QUESTÃO 32
a todas as crianças, cavalgando os ginetes do carrossel,
Aprenda inglês, espanhol, alemão ou francês com
girando com as luzes. As estrelas brilhavam, brilhava os nossos cursos grátis![...]
a lua cheia. Mas, mais que tudo, brilhavam na noite da
Bahia as luzes azuis, verdes, amarelas, roxas, vermelhas • É grátis de verdade.
do Grande Carrossel Japonês. • Funciona! 34 horas de aplicativo = 1 semestre
AMADO, J. Capitães da Areia. São Paulo: Martins, 1969. universitário de aulas de idiomas. Ensino de nível universitário
Contextos sociais são frequentemente abordados na literatura. sem mensalidade.
No excerto, a situação das crianças abandonadas é • É divertido. Você perde pontos se responder errado,
avança ao completar unidades, e seus pontos de fluência
a descrita friamente pelo autor, que os considera um
problema para sociedade. aumentam a cada conquista.
b ironizada pelo autor, que faz julgamentos pejorativos • É científico. Analisamos e medimos cientificamente
sobre a presença delas pela cidade. como milhões de pessoas aprendem no nosso aplicativo.
Com o tempo, o processo de aprendizagem melhora através
c criticada pelo autor, que condena a atitude criminosa das
personagens. da inteligência artificial.
Disponível em: https://www.play.google.com. Acesso em: 02 dez. 2016 (adaptado).
d denunciada pelo autor, que culpa os governantes e a
sociedade pela situação das personagens. O texto faz referência a um aplicativo utilizado para a
aprendizagem de idiomas. As informações presentes
e romantizada pelo autor, que descreve as personagens
indicam que a função desse texto é
com desejos e sentimentos comuns às suas idades.
a vender o aplicativo para novos usuários.
b orientar sobre como o aplicativo deve ser utilizado.
c divulgar as funções e vantagens do aplicativo.
d ensinar idiomas para os usuários da ferramenta.
e mostrar como é medida a aprendizagem das pessoas.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 13


QUESTÃO 33 A vida contemporânea é caracterizada por sua fluidez,
Quadrilha, também chamada de quadrilha caipira ou de rapidez e descontinuidade. Nesse contexto, o aspecto do
período do dia que o poema destaca é a
quadrilha matuta, é muito comum nas festas juninas. Consta
de diversas evoluções em pares e é aberta pelo noivo e a prevalência da rotina de trabalho sobre outras questões
pela noiva, pois a quadrilha representa o grande baile do da vida.
casamento que hipoteticamente se realizou. b substituição do dia pela noite devido à falta de tempo
Esse tipo de dança (quadrille) surgiu em Paris no século para dormir.
XVIII, tendo como origem a contredanse française, que
c preferência pelas tecnologias no lugar do contato com a
por sua vez é uma adaptação da country dance inglesa,
natureza.
segundo os estudos de Maria Amália Giffoni.
A quadrilha foi introduzida no Brasil durante a Regência d irresponsabilidade das pessoas que desejam adiar suas
e fez bastante sucesso nos salões brasileiros do século XIX, obrigações.
principalmente no Rio de Janeiro, sede da Corte. Depois e desunião que as pessoas sentem nas relações amorosas
desceu as escadarias do palácio e caiu no gosto do povo, atualmente.
que modificou suas evoluções básicas e introduziu outras, QUESTÃO 35
alterando inclusive a música. [...]
A quadrilha é mais comum no Brasil sertanejo e caipira, Lupita Nyong’o vai publicar livro infantil
mas também é dançada em outras regiões de maneira Lupita Nyong’o anunciou que vai publicar um livro infantil.
muito própria, caso de Belém do Pará, onde há mistura com O título do livro é Sulwe, palavra que significa “estrela” em
outras danças regionais. Ali há o comando do marcador e, Luo, língua nativa da atriz, que tem origem queniana.
durante a evolução da quadrilha, dançam-se o carimbó, o
xote, o siriá e o lundum, sempre com os trajes típicos. Lupita disse que a personagem principal do livro, uma
“menina de pele escura”, embarca em uma aventura.
Disponível em: http://www.festajunina.com.br. Acesso em: 18 fev. 2014.
Lupita já falou algumas vezes sobre o que sofreu e sobre
A quadrilha é presente nos festejos de diversos grupos a dificuldade que tinha, quando era mais nova, de aceitar a
sociais e sofreu adaptações ao longo do tempo. Hoje em cor de sua pele. “Eu fui muito provocada sobre minha pele
dia, além das festas típicas, é também praticada nas escolas da cor da noite e meu único pedido a Deus era acordar com
de todo o país, com o principal objetivo de a pele mais clara.”.
a envolver os alunos, valorizar a diversidade artística e Por isso, a protagonista do livro vai aprender que a
preservar um patrimônio cultural imaterial. beleza pode vir em todas as cores. “Ela aprende coisas que
b ensinar os alunos sobre a origem das quadrilhas, nós aprendemos quando somos crianças e passamos a
elemento muito presente na cultura brasileira. vida inteira tentando desaprender. Essa é uma história para
c apresentar aos alunos do Brasil caipira os ritmos musicais os pequenos, mas, não importa a idade do leitor, eu espero
típicos das festividades do mês de junho. que sirva como uma inspiração para todos andarem com
felicidade em sua própria pele”, escreveu.
d incentivar os alunos a praticarem uma atividade corporal Disponível em: http://www.emais.estadao.com.br. Acesso em: 19 jan. 2018 (adaptado).
a partir dos passos da quadrilha.
Lupita Nyong’o é uma atriz mexicano-queniana, ganhadora
e oferecer o conhecimento sobre essa dança típica, já que
é uma tradição que está se apagando. de um Oscar pelo filme 12 anos de escravidão em 2014.
Com base nas informações apresentadas no texto nota-se
QUESTÃO 34 que a intenção da atriz é, a partir do livro,
Alba a questionar os padrões de beleza atuais.
É dia, e daí? b denunciar a persistência da escravidão infantil.
Relógios e amantes c contribuir para a desconstrução do pensamento racista.
acordam em desacordo.
Por que levantar agora? d divulgar seu país e sua língua materna por meio da
A noite não foi cheia de afazeres, literatura.
como um dia de escritório? e apontar a importância da religiosidade africana para os
Não é também labor negros.
uma noite de amor?
Como o corpo desses livros
que lemos no leito
o seu não guardou as marcas
do meu manuseio lento?
Mais vale adiar
o dia.
O alarme
do celular:
que triste
rouxinol.
MARQUES, A. M. Alba. Disponível em: https://www.escamandro.wordpress.com. Acesso em: 26 out. 2016.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 14


QUESTÃO 36 Uma das funções da literatura é retratar os costumes de
Mas a sucuri corria na direção do gordo, o gordinho que determinadas épocas, que podem permanecer imutáveis
ou atualizar-se no decorrer dos anos. O excerto expõe uma
ela sonhava. Bolachão, quando viu que era o dono da festa
e que a minhoca de doze metros verde-preto-azeitonada característica social permanente ao longo do tempo ao
rastejava a mil por hora em cima dele, deu meia-volta e a naturalizar as traições conjugais.
correu como um silvícola, tremelicando banha, suando b criticar o protagonismo das mulheres.
feito um desgraçado, a sucuri no calcanhar dele, o suor
c valorizar o casamento por aparências.
do gordo chegava ao nariz da sucuri como o cheiro de um
molho divino, lá dentro dela o suco gástrico já trabalhava d encarar o dinheiro como objeto de poder.
para digerir o pitéu, toque-toque o gordo corria, zipe-zipe a e expor a revolta das pessoas com suas condições sociais.
sucuri atrás, ela sorria e babava, o gordo suava e xingava. QUESTÃO 38
“Logo comigo” — pensou o gordo. “Que que eu fiz? É o fim”.
Para uma menina com uma flor
Chegaram na cerca, o gordo estava perdido, por trás
Porque você é uma menina com uma flor e tem uma
a cobra e na frente o arame eletrificado em alta voltagem,
mas tem horas que a gente não pensa, o gordo avançou na voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você
cerca, ela não deu choque, Der Moltzer mandara desligar, bater pino, que aliás você não vai nunca porque você acorda
temendo pela sucuri, o gordo subiu puxavante, a sucuri tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer,
o doce feito com leite condensado.
subiu atrás, se enviesando nos ferros, o gordo desceu do
outro lado, a sucuri atrás, o gordo correu para a floresta, os E porque você é uma menina com uma flor e chorou na
macacos olhavam curiosos aquela disparada maluca, um estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas
macaco velho pensou “xê mundo sem porteira”, o gordo ia para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo
entrar na mata, sentiu uma dor no baço, estava cansado, a assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras. [...] E
sucuri pegou o calcanhar, o gordo tropeçou, a sucuri enrolou porque quando você começou a gostar de mim procurava
nele, nhof, o gordo empurrando como podia o nó da cobra saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia
para aliviar-se, ia se asfixiando, ela concentrou-se, ia dar sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido.
o apertão quebra-costela, houve um Pum!, era uma bala [...] E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe
soporífica que Der Moltzer atirou na sucuri. predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar
MARINHO, J. C. Sangue Fresco. São Paulo, Ed. Global, 1991. velho: mas só quando eu der aquela paradinha marota para
A obra infanto-juvenil de João Carlos Marinho é marcada olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo.
por uma linguagem particular, com forte influência do [...] E porque você tem um ursinho chamado Nounouse
Modernismo. No trecho, um recurso literário que se destaca é e fala mal de mim para ele, e ele escuta mas não concorda
porque é muito meu chapa, e quando você se sente perdida
a a relativa ausência de pausas, levando a um efeito de
e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e
velocidade e agilidade na narrativa.
chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. [...]
b a valorização do monólogo interior dos personagens, E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu
com ênfase dada aos pensamentos. coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre
c o uso de comentários irônicos dirigidos ao leitor do texto, seu Constante e Fiel Cavalheiro.
criando uma análise da sociedade. MORAES, V. de. Para uma menina com uma flor. In: Todo amor. Companhia das Letras, 2017.

d desrespeito às regras gramaticais, de forma a criar


o A recorrência da expressão E porque nessa crônica lírica de
uma linguagem mais próxima à usada pelas crianças. Vinicius de Moraes se dá com o objetivo de
e a descrição dos elementos do cenário e das
a ser contraditória.
características dos personagens, de modo a promover
realismo. b dar ritmo ao texto.
c dirigir-se ao interlocutor.
QUESTÃO 37
d conectar ideias próximas.
— Representamos uma comédia, na qual ambos
e destacar trechos relevantes.
desempenhamos o nosso papel com perícia consumada
[...] resigne-se cada um ao que é, eu, uma mulher traída; o
senhor, um homem vendido.
— Vendido! Exclamou Seixas ferido dentro d’alma.
— Vendido sim: não tem outro nome. Sou rica, muito
rica, sou milionária; precisava de um marido, traste
indispensável às mulheres honestas. O senhor estava no
mercado; comprei-o.
ALENCAR, J. Senhora. São Paulo: Ática, 1992.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 15


QUESTÃO 39 Na anedota atribuída a Rui Barbosa, o efeito de humor
[...] os gêneros não são instrumentos estanques e decorre da
enrijecedores da ação criativa. Caracterizam-se como eventos a improbabilidade da situação na qual os personagens se
textuais altamente maleáveis, dinâmicos e plásticos. Surgem encontram.
emparelhados a necessidades e atividades socioculturais, b caracterização detalhada do tempo e do espaço dentro
bem como na relação com inovações tecnológicas, o que da narrativa.
é facilmente perceptível ao se considerar a quantidade de
c excessiva estima que o dono da casa demonstra sentir
gêneros textuais hoje existentes em relação a sociedades
pelos seus patos.
anteriores à comunicação escrita.
d discrepância entre a linguagem usada e o interlocutor a
Quanto a esse último aspecto, uma simples observação quem ela se dirige.
histórica do surgimento dos gêneros revela que, numa primeira
e incorreção dos termos usados pelo protagonista para se
fase, povos de cultura essencialmente oral desenvolveram
dirigir aos animais.
um conjunto limitado de gêneros. Após a invenção da
escrita alfabética por volta do século VII a.C., multiplicam- QUESTÃO 41
-se os gêneros, surgindo os típicos da escrita. Numa terceira Pombinha desapareceu da casa da mãe. Dona Isabel
fase, a partir do século XV, os gêneros expandem-se com o quase morre de desgosto [...]. Só a descobriu semanas
florescimento da cultura impressa para, na fase intermediária depois; estava morando num hotel com Léonie. A serpente
de industrialização iniciada no século XVIII, dar início a uma vencia afinal: Pombinha foi, pelo seu próprio pé, atraída,
grande ampliação. Hoje, em plena fase da denominada meter-se-lhe na boca. A pobre mãe chorou a filha como
cultura eletrônica, com o telefone, o gravador, o rádio, a TV morta; mas, visto que os desgostos não lhe tiraram a vida
e, particularmente o computador pessoal e sua aplicação por uma vez e, como a desgraçada não tinha com que matar
mais notável, a Internet, presenciamos uma explosão de a fome, nem forças para trabalhar, aceitou de cabeça baixa
novos gêneros e novas formas de comunicação, tanto na o primeiro dinheiro que Pombinha lhe mandou. E, desde
oralidade como na escrita. então, aceitou sempre, constituindo-se a rapariga no seu
MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. et al. In: Gêneros
textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.
único amparo da velhice e sustentando-a com os ganhos
da prostituição. Depois, como neste mundo uma criatura a
Marcuschi defende o surgimento de novos gêneros tudo se acostuma, Dona Isabel mudou-se para a casa da
influenciados pela ascensão e criação de novas tecnologias. filha. Mas não aparecia nunca na sala quando havia gente
Nesses novos gêneros, estão presentes características de de fora, escondia-se; e, se algum dos frequentadores de
gêneros anteriores, como é o caso do Pombinha a pilhava de improviso, a infeliz, com vergonha
a chat, que se assemelha ao fax. de si mesma, fingia-se criada ou dama de companhia.
AZEVEDO, A. O Cortiço. São Paulo: O Estado: Klick, 1999.
b e-mail, que se assemelha à carta.
c SMS, que se assemelha ao diário. Nesse excerto, o autor, influenciado pelas teorias
deterministas segundo as quais o homem é determinado
d fórum, que se assemelha ao memorando.
pelo meio em que vive e pela posição que ocupa, apresenta
e blog, que se assemelha ao jornal impresso. suas personagens como
0
QUESTÃO 4
a trabalhadoras, que se preocupam com o sustento da
Diz a lenda que Rui Barbosa, ao chegar em casa, família.
ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal. Chegando b imorais, que se sujeitam a profissões vergonhosas por
lá, constatou haver um ladrão tentando levar seus patos dinheiro.
de criação. Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e,
surpreendendo-o ao tentar pular o muro com seus amados c íntegras, que defendem os princípios que acreditam com
fervor.
patos, disse-lhe:
d adaptáveis, que aceitam as situações conforme a
“— Oh, bucéfalo anácrono! Não o interpelo pelo valor conveniência.
intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo ato vil e
sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, e compreensivas, que entendem as necessidades e as
ações dos outros.
levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso
por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha
elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei
com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga,
e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima
potência que o vulgo denomina nada.”
E o ladrão, confuso, disse:
“— Dotô, eu levo ou deixo os pato?”.
Disponível em: http://www.governoemrede.sp.gov.br. Acesso em: 31 mar. 2017 (adaptado).

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 16


QUESTÃO 42 QUESTÃO 44
Desde 2009, comemora-se na segunda terça-feira do O recurso das stories ou status foi incorporado a várias
mês de outubro o Ada Lovelace Day. Batizado com o nome redes sociais.
daquela que é considerada a primeira programadora do Esta nova funcionalidade permite que você compartilhe
mundo, a data é uma celebração das conquistas femininas todos os momentos do seu dia e não somente os que
em áreas que até hoje são dominadas por homens, como você quer manter no seu perfil. Na medida em que você
ciência, tecnologia, engenharia e matemática. [...] compartilha diferentes fotos e vídeos, eles aparecem juntos,
Apesar da participação ainda tímida, não faltam mulheres como uma sequência, um filme da sua história.
inspiradoras, que alcançaram feitos importantíssimos no Além disso, com essa nova funcionalidade, os usuários
ramo da ciência e da tecnologia. A história está cheia de não precisam se preocupar se estão compartilhando
nomes expressivos, como a cientista Marie Curie, ganhadora informações demais. “você não tem que se preocupar se está
do prêmio Nobel de física (1903) e de química (1911); a publicando demais. Pelo contrário, você pode compartilhar
cosmonauta Valentina Tereshkova, primeira mulher a ir ao diariamente tudo o que queira e ser tão criativo como deseje”,
espaço, em 1963; a agrônoma Johanna Döbereiner, tcheca disse a equipe do Instagram, uma das empresas que aderiu
naturalizada brasileira que revolucionou a produção de soja. ao recurso.
PINELLI, N. Ada Lovelace Day. In: Revista Galileu (on-line), 11 out. 2016. Pra fechar, você pode fazer uso de efeitos especiais.
O texto aborda a participação da mulher em áreas como Além disso, a eliminação da história acontece após 24 horas:
ciência, tecnologia, engenharia e matemática. O uso “Você também pode dar mais vida à sua história usando
da expressão “apesar da participação ainda tímida”, no ferramentas de desenho e de texto. As fotos e os vídeos vão
contexto, demonstra o objetivo da autora de evidenciar a desaparecer depois de 24 horas e não voltarão a aparecer no
seu perfil nem na sua seção principal”.
a timidez característica das mulheres cientistas. Disponível em: https://www.postcron.com. Acesso em: 31 mar. 2017 (adaptado).

b inexistência de mulheres inspiradoras na ciência. O texto apresenta as stories ou status. Esse recurso é
c expectativa de crescimento da participação feminina caracterizado pelo(a)
nessa área.
a permissão de um maior número de publicações.
d avaliação pejorativa em relação às conquistas das
mulheres cientistas. b possibilidade de exclusão das publicações.
c momentaneidade das informações publicadas.
e natureza simplória dos projetos científicos desenvolvidos
por mulheres. d anonimato da responsabilidade por uma publicação.
QUESTÃO 43 e disponibilidade de ferramentas de edição exclusivas.

Entrevistador: Alguns críticos afirmam que não há mais


5
QUESTÃO 4
literaturas nacionais, e sim uma literatura influenciada pela
globalização. Como você avalia a literatura hoje?
Peter Esterhazy: Eu a vejo do ponto de vista da língua.
E a língua não é global. Em português, eu escreveria livros
completamente diferentes dos que escrevo agora. E uma
frase em português escrita agora tem muito a ver com frases
em português escritas em séculos passados. Chamo isso
de literatura nacional, que vai permanecer. Todo o resto é
verdade: há poucos leitores, ou os leitores leem outras coisas.
SIMÕES, E. “Sou a minha ficção”, 09 maio 2011. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br.
Acesso em: 14 ago. 2017.

O escritor húngaro Peter Esterházy, no trecho de uma Disponível em: http://www.comunicadores.info. Acesso em: 14 fev. 2017.

entrevista, demonstra uma visão bastante pertinente a As campanhas muitas vezes buscam conscientizar as
respeito da língua, integrando o seu conceito ao de pessoas sobre alguns atos. Por meio dos recursos visuais
a escolaridade, visto que a dificuldade de uma língua apresentados, o texto alerta sobre o(a)
incorre em pouca leitura. a proibição do atendimento de ligações telefônicas no
b imperialismo, uma vez que ocorre o domínio de uma trânsito.
língua sobre as outras. b importância de o motorista estar atento ao utilizar
c invariabilidade, devido à permanência das características aplicativos no trânsito.
das línguas ao longo dos séculos. c aumento da ocorrência de acidentes de trânsito causados
d globalização, pois há uma tendência mundial em se falar por distrações.
do mesmo modo. d congestionamento causado pela distração dos motoristas
e nacionalidade, dado que cada língua imprime uma com redes sociais.
identidade específica. e risco de acidentes a que o motorista está exposto ao
verificar aplicativos no trânsito.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 17


INSTRUÇÕES PARA A REDAÇÃO
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas
desconsiderado para efeito de correção.
4. Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
4.1. tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “texto insuficiente”;
4.2. fugir do tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo;
4.3. apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

TEXTOS MOTIVADORES
TEXTO I
Mobilidade urbana é tudo que diz respeito ao deslocamento das pessoas dentro do perímetro urbano. Essa possibilidade
de locomoção deve ser provida pela própria cidade, de maneira que seus habitantes possam exercer seu direito de ir e vir
livremente, de forma rápida e eficiente. A cidade deve disponibilizar a infraestrutura e as ferramentas para essa movimentação,
com transporte público viário, ferroviário e fluvial com sistemas inteligentes. Além disso, as condições com o fim de facilitar
o transporte individual por meio de automóveis ou veículos movidos à tração humana também devem ser providos pelas
autoridades urbanas.
MOBILIDADE HUMANA. Afinal, o que é mobilidade urbana? Disponível em: https://www.mobilidadehumana.wordpress.com. Acesso em: 01 jul. 2019.

TEXTO II TEXTO IV
Entre os infinitos cartazes que desfilaram pelas ruas A PIRÂMIDE INVERSA DO TRÁFEGO
do Brasil em 2013, muitos pediam mais metrôs, frotas de POR
BICYCLE INNOVATION LAB
ônibus, ciclovias e transparência para o sistema público de
mobilidade urbana. E tanta revolta não é à toa. Somente na ANDAR/
CORRER
região metropolitana de São Paulo, mais de 5,2 milhões de
pessoas usam o sistema de transporte coletivo diariamente.
De acordo com o jornal “El País”, o número de usuários BICICLETA
aumentou 142% desde 2003.
VEÍCULOS DE CARGA
"O trânsito é um caos, muita gente leva de três a quatro DE TRAÇÃO HUMANA

horas para chegar aos seus trabalhos e entre a meia noite


e as cinco da manhã não tem transporte. A periferia é como TRANSPORTE
uma ilha de pessoas que nunca vão ao centro porque, para PÚBLICO

eles, se deslocar é um luxo” — questiona a jornalista e ativista


TÁXI/LOTAÇÃO
Rebeca Lerer.
MOBILIZE. Manifestações populares ampliam debate sobre mobilidade urbana no país.
Disponível em: https://www.mobilize.org.br. Acesso em: 01 jul. 2019 (adaptado).
“CAR SHARING”
E CARONAS
TEXTO III
Se a mancha urbana se espalha de tal forma que as CARRO PARTICULAR
pessoas precisam se deslocar 20 ou 30 quilômetros ou mais
por dia só para chegar ao trabalho, é natural que elas busquem
Elaborado por
os meios mais fáceis e mais rápidos de fazê-lo. É possível que VOOS bicycleinnovationlab.dk

muitas dessas pessoas optem por usar motocicleta e talvez Traduzido e adaptado por
vadebike.org
não estejam capacitadas para fazê-lo sem correr riscos.
Outras poderão escolher o automóvel e não necessariamente
terão uma conduta responsável e segura.
OBSERVATÓRIO NACIONAL DE SEGURANÇA VIÁRIA. Mobilidade e acidentes de trânsito: uma Esse diagrama mostra como deveria ser a prioridade no planejamento da
relação conflituosa? Disponível em: https://www.onsv.org.br. Acesso em: 01 jul. 2019 (adaptado). mobilidade, para torná-la mais coerente e sustentável. Ao diagrama original do
Bicycle Innovation Lab, foi acrescentado o uso de caminhões, devido à
necessidade de distribuição de recursos nas cidades. Algumas legendas
tiveram pequenas adaptações para incluir modos locais.
Disponível em: http://www.vadebike.org. Acesso em: 01 jul. 2019.

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um
texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Caminhos para a melhoria
da mobilidade urbana no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize
e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa de seu ponto de vista.

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 18


CIÊNCIAS HUMANAS QUESTÃ O
nasceu Caos, depois também
E SUAS TECNOLOGIAS amplo seio, de todos sede irresvalável
Questões de 46 a 90 sempre,
imortais que têm a cabeça do Olimpo nevado,
QUESTÃO 46 e Tártaro nevoento no fundo do chão de amplas
vias,
e Eros: o mais belo entre deuses imortais,
ANIVERSÁRIO DO
solta-membros, dos deuses todos e dos homens
MURO DE BERLIM! todos
ela doma no peito o espírito e a prudente vontade.
[...]
Pariu ainda os Ciclopes de soberbo coração:
Trovão, Relâmpago e Arges de violento ânimo
que a Zeus deram o trovão e forjaram o raio.
Eles no mais eram comparáveis aos deuses,
único olho bem no meio repousava na fronte.
Ciclopes denominava-os o nome, porque neles
circular olho sozinho repousava na fronte.
Vigor, violência e engenho possuíam na ação.
LATUFF. Disponível em: http://www.fotos.sapo.pt. Acesso em: 17 out. 2017. HESÍODO. Teogonia: a origem dos deuses. 7 ed. São Paulo: Iluminuras, 2007.

A visão presente na charge O texto evidencia uma característica central das fontes de
pensamento grego que consistia no desenvolvimento do(a)
a apresenta a excessiva exposição dos entes familiares
envolvidos nas tragédias. a argumentação retórica.
b critica a pouca atenção intencionalmente direcionada a b contemplação mítica.
conflitos específicos. c conhecimento relativo.
c defende a prioridade de televisionar conflitos que d estudo da ética humana.
emocionem os telespectadores. e método dialético.
d diminui a importância dos conflitos locais em relação aos QUESTÃO 49
mundiais.
A Liga das Nações foi uma organização internacional
e evidencia o forte apoio internacional oferecido à criada em abril de 1919, quando a Conferência de Paz de
resolução de conflitos vigentes.
Paris adotou seu pacto fundador, posteriormente inscrito
QUESTÃO 47 em todos os tratados de paz. A Liga possuía uma Secretaria
A ânsia por terras desconhecidas, que empolgara Geral permanente, sediada em Genebra, e era composta
as nações da Europa, provocando uma corrida para o de uma Assembleia Geral e um Conselho Executivo. A
Novo Mundo, acabaria fatalmente por arrebatar à Coroa Assembleia Geral reunia, uma vez por ano, representantes
portuguesa a colônia sul-americana. de todos os países membros da organização, cada qual
PRADO JR., C. Evolução Política do Brasil: colônia e Império. São Paulo: Editora Brasiliense, com direito a um voto. Já o Conselho, principal órgão político
2007 (adaptado).
e decisório, era composto de membros permanentes (Grã-
O evento descrito no texto ocorreu em grande parte do Bretanha, França, Itália, Japão e, posteriormente,
século XVI-XVII, tendo recebido o nome de Alemanha e União Soviética) e não-permanentes, estes
últimos escolhidos pela Assembleia Geral.
a cruzadas, período em que reinos cristãos se dirigiram a FACULDADE GETÚLIO VARGAS. Liga das Nações. Disponível: https://www.cpdoc.fgv.br. Acesso
terras distantes para combater fiéis de religiões pagãs. em: 04 jul. 2018.

b restauração, período em que a coroa portuguesa buscou A criação da Liga das Nações foi motivada por
consolidar seus territórios contra o controle espanhol. acontecimentos então recentes, dentre os quais se
c reconquista, período em que a coroa portuguesa buscou destacava o(a)
expulsar de suas terras povos muçulmanos invasores.
a crise na queda da bolsa de valores de Nova Iorque.
d mercantilismo, período em que países europeus buscavam b destruição dos países europeus durante a Grande
negociar especiarias vindas de regiões orientais. Guerra.
e grandes navegações, período em que países ibéricos se c genocídio dos judeus em campos de concentração
destacaram na busca de novas terras além-mar. nazistas.
d polarização ideológica mundial entre capitalistas e
socialistas.
e unificação política e administrativa dos territórios
germânicos.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 19


QUESTÃO 50

Disponível em: https://www.aulalivre.net. Acesso em: 02 fev. 2018.

A representação cartográfica apresentada deriva de um tipo de projeção que pode ser identificada em:

Tangencia

a d

b e

QUESTÃO 51
Pela primeira vez, reconhece-se aos indígenas no Brasil o direito à diferença; isto é: de serem indígenas e de
permanecerem como tal indefinidamente. É o que reza o caput do artigo 231 da Constituição de 1988: “São reconhecidos
aos indígenas sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que
tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os seus bens.”
POVOS INDÍGENAS NO BRASIL. Direitos constitucionais dos índios. Disponível em: https://www.pib.socioambiental.org. Acesso em: 22 jul. 2018 (adaptado).

As reivindicações relativas ao preceito normativo citado estão fundamentadas na defesa do(a)


a apropriação da natureza.
b educação acadêmica.
c progresso civilizador.
d miscigenação racial.
e sobrevivência cultural.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 20


QUESTÃO 52 QUESTÃO 54
Quem construiu a Tebas de sete portas? Constance sempre tentou observar a regra de ouro [...]
Nos livros estão nomes de reis. como Kant colocou. Agora, entretanto, ela está terrivelmente
Arrastaram eles os blocos de pedra? [...] tentada por algo que parece ir contra esse princípio. Ela
Em que casas da Lima dourada moravam os tem a chance de fugir com o marido de sua melhor amiga
construtores?
Para onde foram os pedreiros, na noite em que a e levar toda a fortuna da família com eles. Diante disso,
Muralha da China ficou pronta? [...] não era o mesmo que gostaria que fizessem com ela. Mas,
O jovem Alexandre conquistou a Índia. raciocinou, as coisas são mais complexas que isso. Quando
Sozinho? prendemos um criminoso não estamos dizendo que também
César bateu os gauleses. deveríamos ser presos. Estamos dizendo que deveríamos
Não levava sequer um cozinheiro? ser presos se nós estivéssemos nas mesmas circunstâncias
Cada página uma vitória. que o criminoso. Então, a pergunta que ela deveria estar se
Quem cozinhava o banquete? fazendo é essa: será que ela pode “desejar que se tornasse
A cada dez anos um grande homem. uma lei universal” que as pessoas na situação devessem
Quem pagava suas despesas?
fugir com o marido e a fortuna da amiga? [...] Ela não está
Tantas histórias.
Tantas questões. dizendo que o adultério e a apropriação de valores são
BRECHT, B. Perguntas de um trabalhador que lê. In: Poemas: 1913-1957. Rio de Janeiro: Ed. 34,
normalmente bons, apenas que o são em sua circunstância
2012 (fragmento). específica. Então estamos resolvidos: ela pode fugir de
O texto de Brecht questiona uma visão presente na História consciência limpa.
BAGGINI, J. O porco filósofo: 100 experiências de pensamento para a vida cotidiana. Rio de
de que os(as) Janeiro: Relume Dumará, 2006.

a informações são escritas de uma forma difícil de De acordo com um princípio kantiano, Constance não
compreender. poderia agir como gostaria. Esse princípio consiste na
b sociedades não-europeias são vistas como menos máxima de que
civilizadas.
a as atitudes devem promover a maximização do
c acontecimentos mitológicos são apresentados como sentimento de felicidade nas sociedades.
reais.
b as ações morais humanas devem ser fundamentadas na
d países são valorizados de acordo com suas vitórias na possibilidade de universalização destas.
guerra.
c a ética é alcançada fundamentalmente por meio da
e verdadeiros agentes dos fatos são relegados ao crença na figura divina católica.
esquecimento.
d os fins justificam os meios utilizados pelos homens para
QUESTÃO 53 obtenção de vantagens sociais.
Uma nova economia surgiu em escala global no último e o meio social de nascença dos indivíduos impõe os
quarto do século XX. Chamo-a de informacional, global traços físicos que determinam a inclinação de sua
e em rede. É informacional porque a produtividade e a moralidade.
competitividade de unidades ou agentes nessa economia QUESTÃO 55
dependem basicamente de sua capacidade de gerar,
processar e aplicar de forma eficiente a informação. É global As veredas servem como “caixas d’água” do recurso
porque as principais atividades produtivas, o consumo hídrico para manutenção do bioma e funcionam como refúgio
e a circulação, assim como seus componentes estão para importantes espécies da nossa fauna, como o lobo-
organizados em escala global, diretamente ou mediante uma -guará e a ariranha. Consideradas Áreas de Preservação
rede de conexões entre agentes econômicos. É em rede Permanente (APPs) pelo Código Florestal Brasileiro, por
porque, nas novas condições históricas, a produtividade meio da Resolução nº 303 de março de 2002, as veredas
é gerada, e a concorrência é feita em uma rede global de também se tornaram uma referência literária após serem
interação entre redes empresariais. retratadas na obra Grande Sertão: Veredas, do escritor
CASTELLS, M. A sociedade em rede: a era da informação. São Paulo: Paz e Terra, 1999 Guimarães Rosa.
(adaptado). Disponível em: http://www.revistaecologico.com.br. Acesso em: 05 jul. 2018 (adaptado).

O período apresentado pelo texto disseminou uma nova As veredas têm um papel fundamental no equilíbrio da
forma de organização produtiva no espaço geográfico que é dinâmica natural do Cerrado, pois
caracterizada pelo(a)
a constituem um sistema de represamento de água.
a desestruturação da fiscalização alfandegária. b contribuem com o processo de erosão fluvial regressiva.
b enrijecimento da burocracia empregatícia. c criam sumidouros naturais dos recursos hídricos.
c equiparação da condição competitiva entre as nações. d desenvolvem vegetais adaptados ao solo árido.
d interconexão entre os agentes do sistema. e formam grandes estruturas de voçorocas.
e supremacia da atuação do setor secundário.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 21


QUESTÃO 56 QUESTÃO 58
Sempre tinha havido artesãos e mercadores. No maior campo de refugiados no mundo, Dadaab,
Individualmente, pelo menos estes últimos, tinham mesmo localizado no Quênia, vivem aproximadamente 440 mil
podido, aqui e além, desempenhar um papel importante. pessoas e cerca de 1 500 novos refugiados chegam
Como grupos, nem uns nem outros tinham qualquer diariamente. [...] O que mais revolta a população africana
importância. A partir do final do século XI, a classe dos é o fato de que toda essa crise humanitária poderia ter sido
mercadores, que haviam se tornado mais numerosos e evitada, pois os projetos criados para solucionar o problema
muito mais indispensáveis à vida de todos, afirmou-se da seca nunca foram implementados e o dinheiro nunca
cada vez mais vigorosamente no contexto urbano, pois a apareceu. “Chegando ao acampamento, o que se descobre
economia medieval, a partir da grande renovação desses é que não foi a falta de chuva que gerou as milhares de
anos decisivos, foi sempre dominada, não pelo produtor, mortes, mas a falta de infra-estrutura para irrigar a terra”,
mas pelo comerciante. Não era para essas pessoas que, afirmou o jornalista Jamil Chade. Atualmente, dois milhões
fundamentada num regime econômico onde elas apenas de pessoas passam fome na região, incluindo as nações
ocupavam um lugar medíocre, se tinha constituído a vizinhas, Djibuti, Etiópia, Quênia, Somália e Uganda. [...]
ossatura jurídica da época precedente. As suas exigências Apesar do Direito Internacional Humanitário (DIH) atender
práticas e a sua mentalidade deviam naturalmente introduzir às necessidades dessas vítimas, a Organização das Nações
nela um fermento novo. Nascido numa sociedade de trama Unidas (ONU) resiste em ampliar o conceito de refúgio e
pouco apertada, em que as trocas pouco representavam englobar essa categoria de refugiados. [...] A organização
e o dinheiro era raro, o feudalismo europeu alterou-se ressalta que “não há direitos formalmente garantidos para
profundamente logo que as malhas da rede humana se essa nova categoria, que ainda não é reconhecida pelo
apertaram e a circulação dos bens e do numerário se tornou Direito Internacional”.
mais intensa. Disponível em: https://anistia.org.br. Acesso em: 08 ago. 2019 (adaptado).
BLOCH, M. A sociedade feudal. Lisboa: Edições 70.
O movimento dos refugiados apresentado pelo texto tem
Como afirma o texto, o feudalismo europeu modificou-se como principal fator motivacional o(a)
profundamente devido ao processo relatado. Essa alteração
a contração dos direitos empregatícios.
deveu-se à incompatibilidade do fortalecimento do comércio
e da classe dos mercadores com uma característica b expansão de guerras civis e militares.
produtiva anterior, a c degradação das condições ambientais.
a autonomia da subsistência agrícola nos feudos. d intensificação das perseguições étnicas.
b centralização do poder monárquico nas províncias. e fortalecimento de regimes totalitários.
c concentração dos privilégios feudais na nobreza. QUESTÃO 59
d hegemonia da religião católica nos campos.
e tecnologia da produção têxtil nas cidades.
QUESTÃO 57

DAVID, J. L. Leônidas nas Termópilas, 1814. Disponível: https://www.upload.wikimedia.org.


Acesso em: 03 jun. 2018.

A imagem tem como central a representação de Leônidas,


AMÂNCIO. Disponível em: http://www.chargistaamancio.blogspot.com.br. Acesso em: 29 jun. 2016 general espartano que liderou 300 guerreiros gregos em
(adaptado).
uma batalha das Guerras Médicas contra os persas. Nesse
A charge faz referência a um direito sentido, o quadro de 1814 o caracteriza enquanto
a civil, como o direito à vida e à liberdade de expressão. a cansado, por efeito da quantidade de confrontos.
b difuso, como o direito a um meio ambiente saudável. b capacitado, representando a imponência grega.
c coletivo, como o direito à participação partidária. c divino, distanciando-o da forma típica humana.
d político, como o direito a votar e ser votado. d frágil, em decorrência da derrota nas Termópilas.
e social, como o direito à moradia e à saúde. e hesitante, a partir da superioridade militar persa.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 22


QUESTÃO 60 QUESTÃO 61
Se até mesmo nos inícios dos tempos modernos as O New Deal tem sido alvo de um intenso debate
cidades ainda contavam com jardins, isso vai tornando-se historiográfico. Para a tradição liberal da historiografia norte-
mais raro: o meio urbano é cada vez mais um meio artificial, americana, o governo Roosevelt seria o ponto culminante de
fabricado com restos da natureza primitiva crescentemente um processo multi-secular de reformas políticas e sociais rumo
encoberta pelas obras dos homens. A paisagem cultural a um sistema mais democrático e pluralista de governo. Para
substitui a paisagem natural e os artefatos tomam, sobre a William Leuchtenburg, herdeiros do Iluminismo, FDR e os New
superfície da terra, um lugar cada vez mais amplo. Dealers “sentiam-se parte de um movimento humanístico mais
SANTOS, M. Metamorfoses do espaço habitado, fundamentos teóricos e metodológico da amplo que visava a tornar a vida do homem sobre a terra mais
geografia. São Paulo: Hucitec, 1988.
tolerável, um movimento que poderia mesmo chegar a formar,
O conceito de paisagem natural é expresso em: algum dia, uma comunidade cooperativa”.
LIMONCIC, F. Os inventores do New Deal. Estado e sindicato nos Estados Unidos dos anos
1930. Rio de Janeiro, 2003.

A necessidade do surgimento do New Deal se deu a partir do(a)


a avanço comunista no ocidente.
a b crise do sistema capitalista em 1929.
c derrota soviética na Guerra Fria.
d fortalecimento de ideias anarquistas.
e vitória dos aliados na Guerra de 1938-1945.
QUESTÃO 62
Figura 1

c
EVANS, M. Disponível em: http://www.evanscartoons.com. Acesso em: 24 maio 2016 (adaptado).

Figura 2

d
QUINO. Toda Mafalda – da primeira à última tira. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

O cartum e a tira apontam um mesmo aspecto, muito


importante para a Sociologia, que pode ser identificado na(s)
a dificuldade de comunicação entre pessoas de culturas
diferentes.
b opressão das mulheres em um mundo dominado pelo
machismo.
e c crença das pessoas de que sua própria visão de mundo
é a mais correta.
d supervalorização da ostentação em concomitância com
o fim da simplicidade.
e divergências sobre a adequação de pessoas ou objetos
a um padrão de beleza.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 23


QUESTÃO 63 QUESTÃO 65
A Inconfidência Mineira e a Conjuração Baiana podem Eu não esqueci que alguns de vocês vieram até aqui
legitimamente considerar-se movimentos precursores da após grandes testes e sofrimentos. Alguns de vocês vieram
emancipação política do Brasil. Elas formam um crescendo recentemente de celas estreitas das prisões. Alguns de
de tomada de consciência que, pelo menos para o Nordeste, vocês vieram de áreas onde sua busca pela liberdade lhes
não se conteve com a vinda da corte e as mudanças que deixou marcas pelas tempestades das perseguições e pelos
isso implicou. ventos de brutalidade policial. Vocês são os veteranos do
ARRUDA, J. J.; PILETTI, N. Toda a História: História Geral e História do Brasil. São Paulo: sofrimento. Continuem trabalhando com a fé, que sofrimento
Ática Educacional, 2000.
imerecido é redentor.
A diferença entre os movimentos mencionados no texto KING Jr., M. L. Eu tenho um sonho. 28 ago. 1963. Disponível em: http://www.palmares.gov.br.
Acesso em: 06 ago. 2018
consistia no fato de apenas um deles
O cenário vivenciado pela população negra no sul dos Estados
a demandar o término da repressão militar.
Unidos, nos anos 1950, conduziu a uma mobilização social.
b exigir o fim da propriedade privada. Nesse período, surgiram movimentos que possuíam como
c protestar contra o império português. líder Martin Luther King e que tinham como objetivo o(a)
d reivindicar a dissolução da escravidão africana.
a adoção da cultura africana enquanto padrão de vida
e requerer o fim do domínio metropolitano. americano.
QUESTÃO 64 b apoio às manifestações de violência dos negros nas
cidades.
A forma-prisão preexiste à sua utilização sistemática
nas leis penais. Ela se constituiu fora do aparelho judiciário, c concessão de direitos civis para a população afro-
quando se elaboraram, por todo o corpo social, os -americana.
processos para repartir os indivíduos, fixá-los e distribuí- d consolidação do domínio da Igreja protestante nas
los espacialmente, classificá-los, tirar deles o máximo de comunidades.
tempo, e o máximo de forças, treinar seus corpos, codificar e inclusão dos negros no mercado de trabalho industrial e
seu comportamento contínuo, mantê-los numa visibilidade agrícola.
sem lacuna, formar em torno deles um aparelho completo
de observação, registro e notações, constituir sobre eles QUESTÃO 66
um saber que se acumula e se centraliza. A forma geral de
700
uma aparelhagem para tomar os indivíduos dóceis e úteis, Arbustos
através de um trabalho preciso sobre seu corpo, criou a Floresta decidual
Aumento anual da vazão (mm)

600
Coníferas
instituição-prisão, antes que a lei a definisse como a pena 500
por excelência.
FOUCAULT, M. Vigiar e Punir (adaptado). 400

300
Segundo o autor, a forma-prisão é criada a partir
200
a da aparelhagem judiciária, que elabora formas de
encarceramento físico das pessoas. 100

b do princípio de proteção social, que estabelece 0


0 20 40 60 80 100
mecanismos de prevenção dos crimes.
Redução percentual da cobertura vegetal
c dos mecanismos democráticos, que decidem BACELLAR, L. O papel das florestas no regime hidrológico das bacias hidrográficas.
conjuntamente as maneiras mais adequadas de punição. Disponível em: http://jararaca.ufsm.br. Acesso em: 06 dez. 2017.

d dos micro-poderes, que formam redes de controle Segundo o gráfico, as diferenças apresentadas entre as
espalhadas por diversos âmbitos sociais. taxas de vazão anual se dão pela(o)
e dos poderes políticos, que estabelecem o domínio a configuração das formas do relevo.
centrado no status social e nas estratégias de
b intensidade de precipitação local.
personalidade.
c ocorrência da erosão laminar.
d grau de pavimentação dos solos.
e tipo de cobertura vegetal.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 24


QUESTÃO 67 QUESTÃO 69
TEXTO I

WALKER, M. Recruta Zero. Disponível em: http://www.topicos.estadao.com.br. Acesso em: 13 jun.


2016.

TEXTO II
[...] a visão intensa dessas contradições múltiplas e das
imperfeições na razão humana me impactaram e exaltaram
de tal forma meu cérebro que estou pronto para rejeitar
toda crença e qualquer manifestação da razão, e não posso
considerar uma determinada opinião como sendo mais
provável ou mais semelhante que a outra. A República Bolivariana da Venezuela se encontra
HUME, D. Tratado sobre a Natureza Humana. Servicio de Publicaciones. Disputación de Albacete.
suspensa de todos os direitos e obrigações à sua condição
A tirinha e o excerto refletem valores da teoria do de Estado Parte do Mercosul, em conformidade com o
conhecimento conhecida como disposto no segundo parágrafo do artigo 5° do Protocolo de
Ushuaia.
a ceticismo.
MERCOSUL. Decisão sobre a suspensão da Venezuela no Mercosul. Disponível em:
b cientificismo. http://www.mercosur.int. Acesso em: 23 nov. 2017.

c dogmatismo. O Mercosul é caracterizado por


d idealismo. a cessar a necessidade de fiscalização alfandegária.
e racionalismo. b dispor da livre circulação mundial dos turistas.
QUESTÃO 68 c estimular as oportunidades comercias entre membros.
Regimento que levou Tomé de Sousa governador do d limitar a competitividade econômica internacional.
Brasil, Almerim, 17/12/1548 Lisboa, AHU, códice 112, fls. 1-9. e incentivar a homogeneização cultural das nações.
Eu, ElRei, faço saber a vós, Tomé de Sousa, fidalgo de 0
QUESTÃO 7
minha casa, que vendo eu quanto serviço de Deus e meu é
Até meados do século XVIII, Ambriz era um pequeno
conservar e enobrecer as Capitanias e povoações das terras
do Brasil e dar ordem e maneira com que melhor e mais porto africano situado ao norte dos domínios portugueses
seguramente se possam ir povoando, para exaltamento da com sede em Luanda e pouco conhecido nos relatos e
nossa Santa Fé e proveito de meus Reinos e Senhorios, e documentos estrangeiros. A partir dos finais do século, essa
dos naturais deles, ordenei ora de mandar nas ditas terras situação se alterou substancialmente e Ambriz passou a
fazer uma fortaleza e povoação grande e forte, em um ser mencionado com frequência como lugar de origem de
lugar conveniente, para daí se dar favor e ajuda às outras milhares de navios que realizavam as viagens transatlânticas
povoações e se ministrar justiça e prover nas cousas que da época. O incremento do comércio e a articulação com
cumprirem a meu serviço e aos negócios de minha Fazenda rotas que vinham do interior da África central, a instalação
e a bem das partes. de feitorias de mercadores estrangeiros e o crescimento
Disponível: http://www.lemad.fflch.usp.br. Acesso em: 04 jul. 2018.
progressivo do volume de mercadorias aí negociadas foram
processos explicados pela intensa concentração do tráfico
O regimento evidenciado no texto acentuou diretamente o atlântico de escravos nos portos ao norte de Angola.
processo de WISSENBACH, M. Dinâmicas Históricas de um Porto Centro-africano. In: rev. hist. (São Paulo),
n. 172, p. 163-195, jan.-jun., 2015
a abolição da escravidão.
Uma explicação para o dinamismo dessa cidade e sua
b centralização política.
importância histórica no período mencionado era o(a)
c desvalorização da cana.
d independência brasileira. a posição antiescravista das elites.
e reforma agrária. b localização comercial estratégica.
c prática comunitária tribal primitiva.
d vegetação desértica da costa marinha.
e turismo com interesse na natureza exótica.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 25


QUESTÃO 71 As rochas podem ser classificadas de acordo com suas
condições geográficas de formação. O texto apresenta
TEXTO I características das rochas que podem ser classificadas
como
a ígneas extrusivas, pois são consolidadas na superfície
terrestre.
b ígneas intrusivas, pois se estruturam em regiões de
extrema profundidade.
c sedimentares, pois são originadas da aglomeração de
diversos detritos.
d magmáticas, pois são formadas a partir do resfriamento
do magma.
e metamórficas, pois são resultado do processo de
diagênese de outras rochas.
QUESTÃO 73
Na natureza — desde que deixamos de lado a ação
exercida pelos homens sobre ela — são unicamente fatores
inconscientes e cegos que agem uns sobre os outros e é
através da sua ação recíproca que se manifesta a lei geral.
[...] Na história da sociedade os agentes são unicamente
os homens, dotados de consciência, agindo com reflexão
ou paixão ou prosseguindo objetivos determinados —
— nada aí se efetuando sem uma intenção consciente,
Disponível em: http://www.quadrinhosacidos.com.br. Acesso em: 08 fev. 2017. sem um fim escolhido. Mas essa diferença, seja qual for
sua importância para a investigação histórica (sobretudo de
TEXTO II
épocas e fatos tomados isoladamente), não pode impedir
Os comunicadores de marketing guiam as pessoas à que, de fato, o curso da história esteja sujeito ao império
aceitação de algumas crenças, atitudes ou comportamentos de leis gerais, internas à história. Porque, também aqui,
ao usar apelos racionais (informação, argumentação) e apesar dos fins conscientemente prosseguidos por todos os
emocionais (sentimento de bem-estar, felicidade). indivíduos, é o acaso que, de modo geral, aparentemente
STREHLAU, S. Propaganda de artigos de luxo e não de luxo: uma análise de conteúdo reina à superfície. Só raramente se realiza o fim desejado.
comparativa. Disponível em: http://www.revistapmkt.com.br. Acesso em: 27 jan. 2017 (adaptado).
[...] Contudo, onde quer que, à superfície, o acaso pareça
Segundo os textos apresentados, as propagandas imperar, ele está constantemente submetido ao jugo de leis
a estimulam a racionalidade crítica por parte do público- que lhe são interiores e permanecem ocultas: tudo o que há
alvo. a fazer, portanto, é descobri-las.
ENGELS, F. Ludwig Feuerbach e o fim da filosofia clássica alemã. In: MARX; ENGELS. Antologia
b estabelecem práticas sustentáveis de padrão de filosófica. Lisboa: Estampa, 1971.
consumo.
O texto revela um importante princípio filosófico do
c restringem a venda de produtos considerados luxuosos. marxismo, segundo Engels. De acordo com esse princípio
d oferecem os produtos com uma intenção pré-
estabelecida. a as ações humanas estariam sujeitas a estágios de
desenvolvimento cognitivo.
e promovem uma ideologia de desapego aos bens
materiais. b as características do meio ambiente determinariam a
fisiologia dos seres.
QUESTÃO 72
c o conhecimento verdadeiro derivaria unicamente da
Essas rochas fornecem importantes informações sobre experiência sensorial.
as variações ambientais ao longo do tempo geológico. Os d o saber histórico seria predominantemente relativo por
fósseis, que são vestígios dos seres vivos antigos preservados incluir subjetividades.
nessas rochas, são a chave para a compreensão da origem
e os fenômenos sociais apresentariam relações constantes
e evolução da vida. A importância econômica dessas rochas
previsíveis entre si.
está em conterem, em determinadas situações, petróleo,
gás, natural e carvão mineral, que são as principais fontes
de energia do mundo moderno.
Disponível em: http://www.igc.usp.br. Acesso em: 10 abr. 2017 (adaptado).

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 26


QUESTÃO 74 QUESTÃO 76
A partir de meados dos anos 1960, o modo de
desenvolvimento fordista entra abertamente em crise.
As alavancas macroeconômicas que asseguraram o
crescimento de ouro dos “Trinta Gloriosos” (trinta anos
de crescimento) se revelam fragilizados ou servem até
mesmo de obstáculo à acumulação capitalista. O fordismo
aparece com perda de velocidade, entravado em seu
impulso pela conjunção de uma crise de eficácia e de um
esmorecimento de legitimação: a cadeia de produção peca
COSTA, E. O que é Gentrificação e por que você deveria se preocupar com isso. Disponível
por “rigidez”.
em: http://www.courb.org. Acesso em: 11 jul. 2017. BENKO, G. Economia, Espaço e Globalização. Hucitec, São Paulo, 1999.

A imagem demonstra o processo urbano denominado O sistema fordista entrou em crise devido à sua forma de
gentrificação. Esse processo apresenta como consequência trabalho e organização fabril baseada na produção
o aumento
a linear e conforme a demanda.
a dos entretenimentos gratuitos aos moradores. b estandartizada e em larga escala.
b das atividades industriais desenvolvidas nas cidades. c uniforme e com estoque reduzido.
c do custo diário de vida nas áreas urbanas. d diversificada e em linha de montagem.
d do número de moradias populares para os habitantes. e padronizada e com processos flexíveis.
e dos estabelecimentos abandonados nos centros. QUESTÃO 7
QUESTÃO 75 Então gostaríamos de perguntar aos heróis do
[...] Assim sendo, nós, Representantes dos ESTADOS Kuomintang [Partido Nacionalista Chinês]: por que vocês se
UNIDOS DA AMÉRICA, reunidos em Congresso Geral, opõem à punição de criminosos de guerra? Não é desejo de
suplicando ao Juiz Supremo do mundo pela retidão das vocês “diminuir a duração da guerra” e “aliviar o sofrimento
nossas intenções, em nome e com a autoridade que o do povo”? Se a guerra continua graças à oposição de vocês,
nobre Povo destas Colônias nos conferiu, anunciamos isso não seria ganhar tempo e prolongar o desastre da
e declaramos solenemente que estas Colônias Unidas guerra? “Ganhar tempo e prolongar o desastre da guerra”
são e devem ser por direito ESTADOS LIVRES E foi a mesma acusação que vocês fizeram contra o Partido
INDEPENDENTES; que ficam exoneradas de toda a Comunista da China na declaração dada em nome do
Fidelidade perante a Coroa Britânica e que qualquer porta-voz do governo de Nanking em 26 de Janeiro, 1949;
vínculo político entre elas e o Estado da Grã-Bretanha é será que agora vocês gostariam de retirá-la, escrevê-la em
e deve ser totalmente dissolvido; e que, na qualidade de uma placa e pendurá-la em si mesmos como uma medalha
ESTADOS LIVRES E INDEPENDENTES, assiste-lhes de honra? Vocês são os homens de infinita compaixão e
toda a competência para declarar Guerra, assinar a Paz, misericórdia, que defendem “colocar a salvação do povo em
contrair Alianças, estabelecer Relações Comerciais e levar primeiro lugar”. Então por que vocês subitamente mudam
a cabo quaisquer decisões ou ações, tal como compete aos de ideia e colocam a salvação de criminosos de guerra em
ESTADOS INDEPENDENTES. E para sustentação desta primeiro lugar?
Declaração, confiando plenamente na proteção da Divina MAO, Z. The Kuomintang Reactionaries Turn From An Appeal for Peace To An Appeal For War.
Disponível em: http://www.marxists.org. Acesso em: 26 ago. 2016 (adaptado).
Providência, empenhamos mutuamente as nossas Vidas,
os nossos Bens e a nossa Honra sagrada. Mao Zedong (1893-1976) foi um dos líderes do Partido
JEFFERSON, T. A declaração de independência dos EUA. Rio de Janeiro: Expresso Zahar, 2014 Comunista da China durante a Guerra Civil Chinesa, conflito
(fragmento).
que foi motivado principalmente
No fragmento apresentado os Estados Unidos da América
a pela aliança entre o Partido Comunista da China e o
possuíam como objetivo central Kuomintang para combater a monarquia.
a declarar o seu interesse em desestruturar os demais b pela disputa entre duas dinastias reais rivais pelo poder
Estados. político na China.
b desfazer o vínculo colonial em relação à autoridade c pela disputa pelo poder entre apoiadores do Partido
britânica. Comunista da China e defensores do Kuomintang.
c desvalorizar o estabelecimento de relações comerciais d pelos ataques do exército do Imperador aos defensores
com outros povos. do Partido Comunista da China.
d divulgar a aversão política à propagação de ideologias e pelos levantes populares a favor da manutenção do
comunistas. sistema monárquico de governo.
e oficializar a redução das áreas que estavam sob seu
domínio.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 27


QUESTÃO 78 o número de filhos por família começa a diminuir, conforme
A energia geotérmica é, numa definição bastante a lógica do “cálculo de escolha consciente”, mas o preço
relativo dos filhos aumenta.
simples, o calor natural da terra. A exploração dessa fonte de
FARIA, V. E.; POTTER, J. E. Televisão, telenovelas e queda da fecundidade no Nordeste. Novos
energia pode ser feita de duas maneiras: a primeira é o uso estudos CEBRAP nº 62, p. 21-39, Março/2002.
direto do calor transferido por condução a partir do interior
Segundo o texto, a televisão promoveu
da Terra até regiões específicas próximas à superfície e a
segunda, a utilização de bombas de calor que se aproveitam a a aceitação das diferenças sociais, pois demonstrava
da diferença de temperatura entre o ambiente e o solo. convivência entre os indivíduos de classes sociais distintas.
VICHI, F. M.; MANSOR, M. T. C. Energia, meio ambiente e economia: o Brasil no contexto mundial.
In: Quim. Nova, v. 32, 2009.
b a diminuição do tamanho padrão das famílias, pois
valorizava um modelo específico.
De acordo com o texto, a exploração da energia geotérmica
c a propagação de valores sobre consumo consciente, pois
deve ser feita em locais que apresentam
encorajava a compra de produtos essenciais para a vida.
a atividade vulcânica. d o acesso a melhores condições de vida às novas gerações,
b processos erosivos. pois anunciava a disponibilidade de produtos.
c disponibilidade hídrica. e o desestímulo à união civil, pois propagava o alto custo dos
d regularidade dos ventos. padrões de vida nos comerciais.
e oferta de matéria orgânica. QUESTÃO 81
9
QUESTÃO 7 Ao contrário dos americanos, os franceses e os britânicos
Por que é que, na maior parte das vezes, os homens na tiveram uma longa tradição do que vou chamar Orientalismo,
vida cotidiana dizem a verdade? Certamente, não porque um um modo de abordar o Oriente. Na experiência ocidental
deus proibiu mentir. Mas sim, em primeiro lugar, porque é europeia, o Oriente não é apenas adjacente à Europa; é
mais cômodo, pois a mentira exige invenção, dissimulação também o lugar das maiores, mais ricas e mais antigas
e memória. Por isso Swift diz: “Quem conta uma mentira colônias europeias, a fonte de suas civilizações e línguas,
raramente se apercebe do pesado fardo que toma sobre si; é seu rival cultural e uma de suas imagens mais profundas
que, para manter uma mentira, tem de inventar outras vinte”. e mais recorrentes do Outro. [...] Orientalismo é tido então
Em seguida, porque, em circunstâncias simples, é vantajoso como essa constelação regular de ideias, como ponto
dizer diretamente: quero isto, fiz aquilo, e outras coisas relevante no que diz respeito ao Oriente. Uma segunda
parecidas; portanto, porque a via da obrigação e da autoridade observação é que as ideias, as culturas e as histórias não
é mais segura que a do ardil. Se uma criança, porém, tiver podem ser seriamente compreendidas ou estudadas sem
sido educada em circunstâncias domésticas complicadas, que sua força ou, mais precisamente, suas configurações de
então maneja a mentira com a mesma naturalidade e diz, poder também sejam estudadas. Seria incorreto acreditar
involuntariamente, sempre aquilo que corresponde ao que o Oriente foi criado — ou, como digo, “orientalizado” —
seu interesse; um sentido da verdade, uma repugnância — e acreditar que tais coisas acontecem simplesmente
ante a mentira em si, são-lhe completamente estranhos e como uma necessidade da imaginação. A relação entre o
inacessíveis, e, portanto, ela mente com toda a inocência. Ocidente e o Oriente é uma relação de poder, de dominação.
SAID, E. Orientalismo: O Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das
NIETZSCHE, F. Humano, Demasiado Humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. Letras, 2007.

No texto, Nietzsche argumenta que o ato de dizer a verdade De acordo com o texto, e com o conceito que o autor
normalmente se deve à apresenta de Orientalismo, dizer que o Oriente foi
a pressão moralista gerada pela tradição religiosa. orientalizado é dizer que houve um processo de
b inocência das pessoas não acostumadas à mentira. a apropriação cultural dos costumes orientais pelos
c segurança advinda da submissão às regras vigentes. europeus.
d honestidade dos indivíduos moralmente superiores. b colonização militar dos territórios no oriente próximo.
e repugnância natural despertada pelo ato de mentir. c construção ideológica do imaginário que se refere ao
oriental.
QUESTÃO 80
d imposição econômica de restrições comerciais ao
A televisão certamente tem um impacto direto nas oriente.
mudanças comportamentais ao reiterar, de várias formas, a
e obstrução religiosa das práticas islâmicas nos países
exposiçãodeummodelofamiliarbastanteespecífico:pequena, europeus.
bonita, branca, saudável, urbana, de classe média ou média-
alta e consumista. É esse tipo de família que aparece —
— e é promovido como o ideal — na maioria dos anúncios
publicitários. O desenvolvimento de uma mentalidade do
consumidor e o cálculo econômico decorrente faz com que
os filhos, e o que eles custam, passam a ser considerados
como outros itens de consumo. Ademais, na medida em que
a televisão cria uma demanda para esses itens, não apenas

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 28


QUESTÃO 82 d liberalismo, que expressa a relação entre liberdade e
autonomia individual cidadã.
e naturalismo, que contrapõe as ações humanas de
bondade e da condição selvagem.
QUESTÃO 84

Disponível em: http://www.revoltirinhas.com. Acesso em: 03 abr. 2017.

A tirinha é um exemplo de crítica social, uma vez que Cartaz de um partido político suíço que contém a
imagem da bandeira da Suíça, na qual as “ovelhas brancas”
a afirma a necessidade da disparidade de renda entre os chutam para fora a “ovelha negra”. No cartaz está escrita a
indivíduos. frase: “Por mais segurança”.
b alega que as injustiças deixam de existir ao longo do Disponível em: https://www.noticias.bol.uol.com.br. Acesso em: 01 ago. 2017.

tempo. O cartaz apresenta uma visão política que defende o(a)


c denuncia a omissão da coletividade na solução das
a desestruturação das ações terroristas presentes na
desigualdades.
Europa.
d expõe a atenção excessiva recebida pelos moradores de rua.
b elaboração de políticas contrárias à livre circulação de
e sugere que a sociedade não consegue conviver com a imigrantes.
pobreza.
c implementação de programas de combate à corrupção
QUESTÃO 83 da nação.
Para a justiça como equidade os cidadãos estão d fornecimento de mão de obra desqualificada a outros
envolvidos na cooperação social, e, portanto, são plenamente países.
capazes de fazer isso durante toda a vida. Pessoas assim e fortalecimento das trocas de mercadorias entre os países
consideradas têm aquilo que poderíamos chamar “as duas europeus.
faculdades morais”, descritas como segue: (I) [...] capacidade
de compreender e aplicar os princípios de justiça política
que determinam os termos equitativos de cooperação social
[...] (II) capacidade de formar uma concepção do bem:
capacidade de ter, revisar e buscar atingir de modo racional
uma concepção do bem. [...] Ao dizer que se considera que as
pessoas têm ambas as faculdades morais, dizemos que
elas têm as capacidades necessárias não só para envolver-
se em uma cooperação social mutuamente benéfica durante
a vida toda, mas também para honrar os termos equitativos
dessa cooperação por eles mesmos.
RAWLS, J. Justiça como Equidade: uma reformulação. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

O texto apresenta um aspecto de um pensamento moderno,


que pertence à corrente do
a absolutismo, que demonstra a importância da figura
soberana para manutenção da ordem social.
b anarquismo, que defende o alcance do bem comum por
meio do interesse coletivo.
c idealismo, que indica a condição dialética entre os seres
e a figura do autocrata.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 29


QUESTÃO 85 QUESTÃO 87
O sistema fabril instaurou a tirania do relógio. A produção Marcuse fala de uma racionalidade tecnológica que
foi mecanizada. O ritmo do trabalho já não dependia do foi tomando forma devido aos processos de mecanização
homem, e, sim, da máquina. A máquina transformou-se no surgidos durante e após a Revolução Industrial. A decorrente
foco central do processo produtivo invertendo a situação mecanização dela cria o princípio de eficiência. Com efeito,
que prevalecia anteriormente: deixou de ser o apêndice do a máquina pode realizar mais e em menos tempo que o
homem para submetê-lo à sua fria, implacável e despótica trabalho manual. É esse princípio de eficiência responsável
dominação. No final do século XVIII e no princípio do XIX, pela transição de um tipo de racionalidade a outro. Se o
eclodiram várias revoltas espontâneas contra o sistema desenvolvimento da razão permitiu por um lado pressupor
fabril: multidões de trabalhadores arremetiam-se contra as a ideia de indivíduos autônomos e colocar as bases para
máquinas e as instalações das fábricas, destruindo o que o desenvolvimento técnico e científico, por outro, pôde, ao
julgavam ser a causa de seus sofrimentos. longo do tempo, impor diferentes padrões opostos àqueles
HUNT, E. K. História do Pensamento Econômico. Petrópolis: Editora Vozes, 1978 em que esse tipo de racionalidade surgiu. Por isso ele conclui
O texto descreve o contexto das inovações tecnológicas no que “a racionalidade individualista se viu transformada em
sistema fabril inglês durante os séculos XVIII e XIX, bem racionalidade tecnológica”.
SILVA, R. C. Tecnologia e Emancipação em Hebert Marcuse. Disponível em:
como as consequências advindas dessas mudanças. As http://www.herramienta.com.ar. Acesso em: 09 ago. 2017.
revoltas citadas no excerto foram instigadas pelos adeptos
de um movimento que ficou conhecido como Segundo o filósofo Hebert Marcuse, a mecanização
e o princípio de eficiência promoveram a transição da
a anarquismo. racionalidade individual para a racionalidade tecnológica ao
b cartismo. retirar do homem a possibilidade de
c comunismo. a desenvolvimento do progresso evolucional.
d fabianismo. b elaborações de teorias científicas.
e ludismo. c expressão da solidariedade orgânica.
QUESTÃO 86 d liberdade do pensamento autônomo.
Os europeus, em especial os alemães, têm uma e trabalho sob a alienação produtiva.
profunda relação com os jogos de tabuleiro. Vale lembrar
que, desde o final da Segunda Guerra Mundial, o mercado
alemão, que já tinha suas especificidades, passou a ter
ainda mais características exclusivas. Enquanto na maior
parte do mundo os wargames são um estilo de jogo
apreciado, na Alemanha eles são estritamente censurados
pelo governo, que evita a todo custo a proliferação de ideias
militares e expansionistas. Para se ter uma ideia, jogos
como Risk (War, na edição brasileira) só começaram a ser
produzidos por lá na década de 1970 e com uma série de
adaptações para minimizar seu caráter bélico. Por exemplo:
o termo usado quando um jogador anexa a região de outro
é “libertar” e não “conquistar”.
VASCONCELOS, E. Uma Breve História dos Jogos de Tabuleiro (Parte 3). Disponível em:
http://pipocaenanquim.com.br. Acesso em: 03 jul. 2017 (adaptado).

As adaptações dos jogos de tabuleiro com tema bélico


vendidos na Alemanha têm relação com
a a censura do governo sobre jogos que possam revelar
segredos militares.
b a dificuldade de exportar jogos com temas bélicos para
o resto do mundo.
c a tendência histórica da Alemanha de não se envolver
em conflitos.
d desinteresse da classe trabalhadora alemã por jogos
o
mais complexos.
e o trauma das consequências do nazismo e da Segunda
Guerra Mundial.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 30


QUESTÃO 88 QUESTÃO 89
— Essa cova em que estás, Há, em cada Estado, três espécies de poderes: o poder
com palmos medida, legislativo, o poder executivo das coisas que dependem
é a cota menor que tiraste em vida. do direito das gentes, e o executivo das que dependem do
— É de bom tamanho, direito civil. Pelo primeiro, o príncipe ou magistrado faz leis
nem largo nem fundo,
por certo tempo ou para sempre e corrige ou ab-roga as
é a parte que te cabe
neste latifúndio. que estão feitas. Pelo segundo, faz a paz ou a guerra, envia
— Não é cova grande. ou recebe embaixadas, estabelece a segurança, previne as
É cova medida, invasões. Pelo terceiro, pune os crimes ou julga as querelas
é a terra que querias dos indivíduos. Chamaremos este último o poder de julgar;
ver dividida. e, o outro, simplesmente o poder executivo do Estado. A
[...] liberdade política, num cidadão, é esta tranquilidade de
— Agora trabalharás espírito que provém da opinião que cada um possui de sua
só para ti, não a meias, segurança; e para que se tenha esta liberdade, cumpre que o
como antes em terra alheia.
governo seja de tal modo, que um cidadão não possa temer
— Trabalharás uma terra
da qual, além de senhor, outro cidadão. Quando na mesma pessoa ou no mesmo
serás homem de eito e trator. corpo de magistratura o poder legislativo está reunido ao
— Trabalhando nessa terra, tu sozinho tudo empreitas: poder executivo, não existe liberdade, pois pode-se temer
serás semente, adubo, colheita que o mesmo monarca ou senado apenas estabeleçam leis
[...] tirânicas para executá-las tiranicamente.
— E agora, se abre o chão e te abriga, MONTESQUIEU. Do espírito das leis. São Paulo: Abril Cultural, 1973.
lençol que não tiveste em vida.
— Se abre o chão e te fecha, dando-te agora cama e De acordo com o texto, o exercício da liberdade e a
coberta. prevenção contra a tirania só podem ser garantidos por
NETO, J. Morte e Vida Severina. Disponível em: http://www.docente.ifrn.edu.br. Acesso em: 04 set. 2017. meio da
O trecho da obra Morte e Vida Severina apresenta elementos a asseguração da propriedade privada.
socioculturais que b descentralização dos poderes políticos.
a demonstram as características do processo de c divulgação do temor entre os indivíduos.
concentração fundiária brasileira. d implementação do Estado absoluto.
b denunciam a fertilidade baixa das terras brasileiras de e promoção da vontade geral.
plantação de alimentos.
QUESTÃO 90
c reconhecem o movimento inovador dos pequenos
agricultores autônomos. Uma palavra de antigos poetas, diz Sócrates citando
versos de Píndaro, revela que a alma é imortal, ora
d ressaltam o processo de mecanização das atividades
completando uma vida, o que os homens chamam de
agrícolas do sertão.
morte, ora iniciando outra, o que se denomina nascimento.
e valorizam a extensão de terra concedida aos Imortal e muitas vezes nascida, ela viu todas as coisas
trabalhadores após sua morte. neste mundo e no Hades, e não há nada que não tenha
aprendido. Assim, de tudo ela pode se lembrar, de tudo que
já viu antes. Como a natureza é homogênea, uma coisa
que o homem se lembre pode levá-lo a descobrir todas as
outras.
SOUZA, J. C. A Reminiscência em Platão. Disponível em: http://www.revistas.usp.br. Acesso em:
08 jul. 2017.

O excerto analisa a teoria da reminiscência, desenvolvida


por Platão, presente na obra Mênon. Essa teoria consiste
em afirmar que o conhecimento surge a partir da ação de
a construir teorias que serão lembradas pela eternidade.
b estudar as palavras propagadas pelos antigos sábios.
c preencher a mente por meio de experiências sensoriais.
d relembrar as vivências adquiridas no tempo da infância.
e rememorar o conhecimento ideal adquirido pela alma.

CH - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 31


2019
Transcreva a sua Redação para a Folha de Redação.

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

LC - 1º dia | Caderno 23 - BRANCO - Página 32