Você está na página 1de 3

Raymond Ian Guzmond

Uma pessoa amável e gentil, charmoso e eloquente, mas tudo isso é apenas uma máscara para um
homem que esconde muitos segredos. Segredos esses que o acompanha e o devora de dentro para fora.
Em contraste com o seu charme, a sua mania quase que frequente de falar sozinho, ou como ele disse,
refletir em voz alta, sempre acaba chamando atenção. Mania essa que surgiu logo após a morte trágica
de seu irmão gêmeo, Allioth, em um acidente de carro com causas curiosas e circunstâncias obscuras.
Desde então o jovem disse ser acompanhado pelo espírito de seu irmão.

Para Ray algo grande se esconde e se move por trás dos planos, algo caótico, algo que ele chama de
Caos primordial. Ray se tornou um grande aficionado e estudante de fenômenos paranormais e sem
explicações, vez ou outra ele forneceu ajuda como um consultor da polícia, mas sempre com um olhar
descrente preconceituoso para com os seus métodos de investigação e de ajuda nada ortodoxos. Ray é
homem que adora um mistério, adora um enigma, ele acha charmoso e interessante quando as coisas
não encaixam em padrões ou quando elas destoam de tudo que está a sua volta.

Herdeiro único dos Guzmond, família essa que detinha algumas propriedades arrendadas em Gold
Coast, Ray se sentiu muito aliviado quando teve que retornar da primeira guerra mundial, onde estava a
pouco mais de 1 ano, para questões funerárias de seu pai, Edward James Guzmond, já que sua mãe
acabará ficando viúva e com a saúde ainda mais debilitada. Pouco tempo depois sua mãe, Isabel
D’locean Guzmond, veio a falecer. Ao mesmo tempo que foi uma grande perda para Ray, foi um grande
alivio, pois ele sentiu que não havia mais obrigação para com a sua família e que não teria que dar
satisfações de sua vida amorosa ou “pecaminosa” como diziam seus tios maternos de New Orleans, não
que seus pais se importassem muito com isso, eles só queriam que o filho estivesse bem e que não
sofresse represálias por ser quem é ou por amar quem ele quisesse.

Apesar de ser muito charmoso e galante, Raymond sempre esconde as suas paixões e interesses
amorosos, isso inclui um interesse amoro por um amigo próximo, interesse esse que ele considera como
um amor platônico. Muitas vezes ele sai a noite em busca de prazer.
Kashimoto Shien.

Um bon vivant, filho caçula do imperador do País Oriental, Shien é um rapaz sem muito conhecimento
do mundo real, por mundo real entendesse que seja da vida, como as coisas acontecem e como
funcionam. Em parte essa falta de conhecimento se dá pelo Imperador, Shi En, que sempre manteve o
jovem dentro das paredes do castelo e as poucas vezes que ele saía para se aventurar pelo país era
escondido. Acostumado a ter tudo do bom e do melhor, a sempre ganhar as coisas sem um esforço
aparente ou ter que dar algo em troca, Shien desconhece o valor da palavra emprego, mas o ache
arrogante ou esnobe, ele simplesmente não tem conhecimento de como certas coisas acontecem, uma
quase falta de tato social.

Desde muito jovem ele foi instruído na arte da espada e da escrita, um prodígio até mesmo dentro dos
prodígios. Seus irmãos mais velhos Suryen e Shoen sempre que podiam passavam um tempo com o
jovem, vezes para levar o rapaz para explorar as fronteiras do castelo, vezes para lhe dar algum tipo de
lição moral ou prática. Shien apesar de ser filho do imperador, não era filho de nenhuma das suas duas
esposas, mas sim filho de uma cortesã, ou como alguns murmúrios sugerem que sua mãe foi um espirito
ancestral que agraciou o imperador dragão com um filho, bom o mito não importa, o que importa é que
seus irmãos e suas madrastas sempre o acolheram e vez ou outra sempre protegiam suas escapulidas e
aventuras fora do palácio. Seu pai, o imperador, mesmo sendo um homem firme e muito das vezes
sério, sempre encontrava tempo para entreter os filhos e suas cônjuges com histórias sobre o mundo
ocidental, sobre suas aventuras usando o manto carmesim de uma ordem que protegiam os fracos e
condenava os impuros, ele encenava, cantava e trovava sobre todos os ocorridos, sem perceber que
plantava uma sementinha no coração de seu filho mais jovem.

Um jovem quer experimentar tudo, um jovem quer se provar o tempo todo e com o passar dos anos as
paredes do castelo ficaram pequenas para o prodígio espadachim, foi quando entre uma escapulida e
outra do castelo, ele se aventurou por terras espirituais, seguindo o conselheiro do Imperador, Enishi.
Enishi era um sábio e poderoso xamã, um homem que era fortemente ligado aos espíritos. Enishi sabia
que estava sendo seguido por Shien, mas deixou o jovem lhe acompanhar, pois algo dentro dele lhe
chamava atenção, assim se foi, Shien se provou ser de grande ajuda ao Enishi, que lhe aconselhou e lhe
ensinou sobre os espíritos, levou o jovem até a Ravina Dragão, onde ele encontrou Hirago, o dragão o
qual ele se ligou de imediato, o resto da aventura? Bom aí ficam para as lendas que são contadas no
palácio e fora dele, mas uma coisa é verdade, o imperador fingiu que não gostou muito da atitude
imprudente do jovem e sob um longo sermão, ordenou que o jovem fosse ao ocidente, procurar a
ordem e buscar responsabilidade, seus irmão protestaram com o pai, mas nada do que dissessem
pudesse mudar a decisão do imperador. Ele decretou que se o jovem pudesse sobreviver por 10 anos
sem a intervenção de seu status ou dinheiro, ele era digno de voltar a País Oriental, Shien aceitou e logo
no primeiro barco para o ocidente embarcou, triste com os sermões de seu pai, mas esperançoso para
se provar.

O imperador confidenciou ao conselheiro que só fez isso para que o jovem pudesse refinar mais ainda
os seus talentos e que o fato de que ele encontrou um espirito ancestral e logo formaram um laço só
reforçou mais ainda a crença de que todo herdeiro da família Kashimoto teria sangue dracônico e que
cedo ou tarde o sangue falaria mais alto, mas que talvez Shi En pudesse aprender mais sobre si, estando
fora de seu habitat natural. Afinal de contas seus irmãos e seus familiares nunca revelaram de fato a ele
que todos os Kashimotos estão fadados a virar dragão e de que uma hora ou outra eles deverão
abandonar o plano terreno para viver na Ravina Dragão.

Shi En consegue se transformar em um dragão vermelho com ornamentos de jade.


Suryen consegue virar um dragão negro com ornamentos vermelhos.
Shoen consegue virar um dragão azul com ornamentos de vermelhos.