Você está na página 1de 16

Terça-feira, 24 de Setembro de 2013 III SÉRIE —

­ Número 76

BOLETIM DA REPÚBLICA
   PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

2.º SUPLEMENTO
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. por despacho de S.Ex.ª a Ministra dos Recursos Minerais de 30 de Agosto
2013, foi transmitida a favor de SB – Sabão Investimentos, Limitada, a
Concessão Mineira n.º 1037C, válida até 3 de Agosto 2031 para tantalite e
AVISO
Minerais Associados, no distrito de Alto Molocue, província de Zambézia
A matéria a publicar no «Boletim da República» deve ser com as seguintes coordenadas geográficas:
remetida em cópia devidamente autenticada, uma por cada
assunto, donde conste, além das indicações necessárias para Ordem Latitude Longitude
esse efeito, o averbamento seguinte, assinado e autenticado:
1 - 15º 21’ 30,00’’ 37º 30’ 00,00’’
Para publicação no «Boletim da República». 2 - 15º 21’ 30,00’’ 37º 31’ 00,00’’
3 - 15º 22’ 15,00’’ 37º 31’ 00,00’’
4 - 15º 22’ 15,00’’ 37º 32’ 45,00’’
5 - 15º 24’ 15,00’’ 37º 32’ 45,00’’
6 - 15º 24’ 15,00’’ 37º 30’ 15,00’’
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 7 - 15º 22’ 30,00’’ 37º 30’ 15,00’’
8 - 15º 22’ 30,00’’ 37º 30’ 00,00’’
DESPACHO

Um grupo de cidadãos requereu à Ministra da Justiça o reconhecimento Direcção Nacional de Minas, em Maputo, 16 de Setembro de 2013.
da Fórum Nacional das Associações de Jovens Empreendimentos - — O Director Nacional, Eduardo Alexandre.
FONAJE, como pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos da
constituição.
Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de uma
associação que prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis Administração do Distrito Municipal
e cujo acto de constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo e KaMavota
os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu reconhecimento.
Nestes termos e no disposto no n.º 1 do artigo 5 da lei n.º 8/91, de 18 DESPACHO
de Julho e artigo 1 do Decreto n.º 21/91 de 3 de Outubro, vai reconhecida
Um grupo de cidadãos, composto por dez elementos, requereu nesta
como pessoa jurídica a Fórum Nacional das Associações de Jovens
administração o reconhecimento como pessoa jurídica da sua associação
Empreendimentos - FONAJE.
denominada, Associação Agro-Pecuária Djaulane, juntando, ao pedido,
Maputo, 21 de Dezembro de 2009. — Ministra da Justiça, Maria os estatutos e outros documentos legalmente previsto inerentes à sua
Benvinda Delfina Levi. constituição.
Compulsado e apreciados os documentos em referência, verificou-se
que se trata de uma associação que prossegue fins lícitos, determinados
e legalmente possíveis e que o facto de constituição e os estatutos da
MINISTÉRIO DOS RECURSOS MINERAIS mesma cumprem o escopo e os requisitos estabelecidos pelo Decreto-
-Lei n.º 2/ 2006, de 3 de Maio, do Conselho de Ministros, não obstando,
Direcção Nacional de Minas o seu reconhecimento.
Nestes termos e, segundo o disposto no artigo 5 do Decreto acima
AVISO citado, vai reconhecida como pessoa jurídica a Associação Agro-Pecuária
Em cumprimento do disposto no artigo 14 do Regulamento da Lei de Djaulane, com a sua sede no Bairro de Albasine.
Minas aprovado pelo Decreto n.º 62/2006, de 26 de Dezembro, publicado Administração do Distrito Municipal KaMavota, 14 de Maio
no Boletim da República n.º 51, I.ª série, 8.º suplemento, faz-se saber que de 2009. − A Vereadora, Estrelinda Dove Chauque.
3032 — (44) III SÉRIE — NÚMERO 76

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Fórum Nacional dezoito anos, que aprovam os estatutos desta b) Preservar a união e coesão da orga-
organização. nização;
de Associações de Jovens
Dois) Os membros da FONAJE têm as c) Guiar a sua conduta pelos estatutos,
Empreendedores, (FONAJE) seguintes categorias: regulamentos e difundí-los na socie-
CAPÍTULO I a) Fundadores são aqueles que sejam dade;
admitidos e estejam a exercer d) Actuar no máximo para o progresso e
Da denominação, natureza, sede, funções da organização; prestígio da organização;
duração e objectivos b) Efectivos são aqueles que sejam e) Pagar regularmente as quotas e outras
ARTIGO PRIMEIRO admitidos e estejam a exercer contribuições;
funções da organização; f) Participar de forma activa e com inicia-
(Denominação e natureza) c) Honorários são pessoas singulares tiva nas actividades da FONAJE;
Um) É constituída nos termos dos presentes ou colectivas, que tenham se g) Desempenhar com eficácia, qualidade,
estatutos o Fórum Nacional de Associações notabilizado de forma particular zelo e dedicação, os cargos de
de Jovens Empreendedores, abreviadamente na defesa dos interesses da
direcção e outras atribuições que
designada FONAJE. organização;
lhes forem conferidas;
Dois) A FONAJE é uma pessoa colectiva de d) Beneméritos são as pessoas singulares
h) Não contrair dívida ou assumir
direito privado, sem fins lucrativos, dotada de ou colectivas nacionais ou
responsabilidade económica e
personalidade jurídica, autonomia administrativa, estrangeiras, cuja actuação tenha
financeira em nome da FONAJE
financeira e patrimonial. contribuído de forma significativa
para maior e melhor funcionamento sem a competente delegação ou
ARTIGO SEGUNDO e desenvolvimento da organização. autorização expressa;
i) Angariar novos membros para a
(Sede e duração) Três) A qualidade de membros honorários e
organização; e
beneméritos é atribuída pela Assembleia Geral
A FONAJE tem a sua sede na cidade de sob proposta do Conselho de Direcção. j) Participar qualquer infracção estatutária
Maputo, podendo, por deliberação da assembleia ou disciplinar ou quaisquer outros
geral, abrir delegações ou outras formas de ARTIGO QUINTO actos praticados pelos titulares dos
representação em qualquer ponto do território órgãos e membros da organização.
(Direitos dos membros)
nacional, sempre que se mostre necessária
e importante para o bem da organização. Constituem direitos dos membros da ARTIGO SÉTIMO
FONAJE:
ARTIGO TERCEIRO (Perda de qualidade de membro)
a) Participar em todas as actividades da
(Objectivos) organização; Perde a qualidade de membro aquele que:
b) Participar na discussão de questões a) Renunciar expressamente essa vontade;
Um) Para a concretização dos seus objectivos,
da vida no seio da sua estrutura b) Faltar ao pagamento de quotas por
a FONAJE propõe-se a:
e apresentar propostas e críticas período superior;
a) Coordenar e promover o intercâmbio construtivas; c) For expulso por actos graves e lesivos
entre associações juvenis; c) Eleger e ser eleito para os órgãos a organização.
b) Estimular o associativismo no seio da sociais, com excepção dos membros
juventude; honorários e beneméritos; CAPÍTULO III
c) Promover assistência e estimular
d) Propor a admissão dos membros;
os programas estratégicos nas Dos órgãos sociais
e) Ser ouvido nos actos que estejam em
associações juvenis;
discussão sobre questões relativas ARTIGO OITAVO
f) Promover acções de mitigação de
ao seu comportamento, actividades e
efeitos do HIV/SIDA; (Enumeração)
cumprimento das normas estatutárias
g) Promover actividades culturais,
e regulamentais; Os órgãos sociais da FONAJE são os
desportivas e recreativas para a
f) Utilizar os bens, património e infra- seguintes:
ocupação útil dos tempos livres
dos jovens; estruturas dentro dos fins para os a) A Assembleia Geral;
h) Promover acções de protecção do meio quais foram criados; b) O Conselho de Direcção; e
ambiente. g) Renunciar por escrito a sua qualidade c) O Conselho Fiscal.
de membro.
CAPÍTULO II ARTIGO NONO
ARTIGO SEXTO
Dos membros, direitos e deveres (Mandato)
(Deveres dos membros)
ARTIGO QUARTO Os membros dos órgãos sociais da FONAJE
Um) Constituem dever dos membros da são eleitos pela Assembleia Geral de cinco anos,
(Membros)
FONAJE. podendo ser reeleitos por mais dois mandatos,
Um) Podem ser membros da FONAJE a) Conhecer, defender os estatutos e desde que para tal a Assembleia Geral assim o
todos os cidadãos moçambicanos, maiores de interesses da FONAJE; delibere.
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (45)

ARTIGO DÉCIMO b) Elaborar anualmente os relatórios, as Associação Agro-Pecuária


contas dos exercícios, o programa Djaulane
(Assembleia Geral)
de actividades e o orçamento para
Um) A Assembleia Geral é o órgão o ano seguinte; ARTIGO PRIMEIRO
máximo da FONAJE e composto por todos os c) Representar a organização junto de
membros. organismo oficial e privado; (Denominação)
d) Submeter a Assembleia Geral as
Dois) A Mesa da Assembleia Geral é Um) A Associação Agro-Pecuária Djaulane
propostas de eleição de membros
constituída por um Presidente, um Secretário é uma associação de camponeses e agricultores
honorários e beneméritos;
e um Relator. e) Aprovar a admissão de novos membros moçambicanos sem discriminação de raça, sexo,
efectivos; região ou religião.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
f) Propor a realização de reuniões de Djaulane é uma associação que goza de
(Funcionamento da Assembleia geral) Assembleia Geral e extraor-
personalidade jurídica, autónoma, financeira e
dinária;
Um) A Assembleia Geral reúne-se ordina- g) Submeter assuntos a Assembleia Geral administrativa regida nos termos de Decreto-
riamente uma vez por ano, e extraordinariamente, que entender pertinente para sua -Lei número dois barra dois mil e seis de três
sempre que for convocado pelo presidente da apreciação; e de Março, da legislação em vigor no país e dos
mesa. h) Estabelecer relações de cooperação estatutos.
Dois) A assembleia Geral considera-se com organismos congéneres Dois) Tem a sua sede no Bairro de Albazine,
regularmente constituída quando estiver nacionais e estrangeiros.
presente um número correspondente a metade Distrito Municipal de Kamavota, na cidade de
mais um dos membros da organização. ARTIGO DÉCIMO QUINTO Maputo.
Três) As deliberações da Assembleia Geral (Conselho Fiscal) ARTIGO SEGUNDO
são tomadas por maioria absoluta de votos,
O Conselho Fiscal é o órgão de fiscalização (Órgãos da associação)
exceptuando-se nos casos de alteração dos
estatutos e da extinção da organização por e controlo da FONAJE, é constituído por um
presidente, um vice-presidente e um vogal. Um) A Associação Agro-Pecuária Djaulane
maioria qualificada de votos. tem como seu órgão máximo a Assembleia
ARTIGO DÉCIMO SEXTO Geral.
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
(Competências do Conselho Fiscal) Dois) A Assembleia Geral é uma reunião
(Competências da Assembleia Geral) anual de todos os membros desta associação.
Compete ao Conselho Fiscal da FONAJE.
Um) Compete à Assembleia Geral da Três) A reunião extraordinária realiza-se a
FONAJE: a) Examinar a escrituração de documentos, pedido de um número não inferior a um terços
fazer verificação dos valores patri-
a) Eleger os membros dos órgãos dos membros de Conselho Fiscal.
moniais da organização;
sociais; b) Dar parecer sobre o relatório das Quatro) As decisões são tomadas pela
b) Deliberar sobre a alteração ou extinção contas e exercícios, bem como o maioria.
da organização por maioria plano de actividades e acções do Cinco) A Assembleia Geral discute a vida
qualificada de três quartos de votos ano seguinte; da associação:
dos membros presentes e de todos c) Dar parecer sobre quaisquer assuntos a) Balanço do plano anual de activi-
membros respectivamente; que outros órgãos sociais submetam
dades;
c) Deliberar sobre a aquisição e alienação a sua apreciação; e
de bens; d) Verificar o cumprimento dos estatutos b) Aprovação do relatório de contas;
d) Aprovar regulamento interno; e o regulamento interno, alertar o c) Contribuição dos relatórios, valor ou
e) Conferir distinção de membros conselho de direcção e Assembleia trabalho; e
honorários e beneméritos; Geral sobre quaisquer anomalias d) Plano de actividades.
f) Aprovar o relatório anual de actividades registadas.
e o seu relatório de contas, aprovar ARTIGO TERCEIRO
planos de orçamentos para o ano CAPÍTULO III
(Mesa da Assembleia Geral)
seguinte; e Dos fundos
g) Deliberar sobre todos os assuntos não Um) A Mesa da Assembleia Geral tem
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
inclusos no âmbito de competências uma composição de três membros eleitos pela
dos restantes órgãos sociais. (Fundos)
Assembleia Geral.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO São considerados fundos da FONAJE os Dois) Os membros da Mesa da Assembleia
seguintes: Geral devem possuir, pelo menos, dezoito anos
(Conselho de direcção) a) O produto de quotas e das jóias dos de idade.
O Conselho de Direcção é o órgão executivo membros;
ARTIGO QUARTO
da FONAJE e é composto por um Presidente, b) Doações subsídios, legados e quaisquer
um Secretário e um Tesoureiro. outras subvenções de pessoas (Órgão de gestão)
singulares e colectivas, privadas,
públicas nacionais e estrangeiras. Um) O Conselho de Gestão é constituído
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
por um número de sete membros eleitos pela
(Competências do Conselho de Direcção) ARTIGO DÉCIMO OITAVO Assembleia Geral e faz gestão das actividades
Um) Compete ao Conselho de Direcção da (Vigência) da associação.
FONAJE. Os presentes estatutos entram em vigor na Dois) Os seus membros devem ter, pelo
a) Garantir o cumprimento dos objectivos data de assinatura da escritura e submete-se à menos, dezoito anos de idade.
e planos aprovados em Assembleia legislação em vigor em Moçambique e em tudo Três) A periodicidade das suas reuniões
Geral; quanto nele é omisso. é mensal.
3032 — (46) III SÉRIE — NÚMERO 76
ARTIGO QUINTO Jatocret África, Limitada vi) Representar a sociedade em juízo,
usando para o efeito de todos
(Conselho Fiscal)
Certifico, para efeitos de publicação que, os poderes forenses em direito
Um) O Conselho Fiscal é constituído por por acta de quatro de Setembro de dois mil e permitido; e
um grupo de três membros no máximo eleito treze, da sociedade Jatocret África, Limitada, vii) Abrir, movimentar, a crédito ou
pela Assembleia Geral, fiscaliza as actividades matriculada na Conservatória de Registo das débito e cancelar quaisquer contas
da associação. Entidades Legais sob NUEL 7428, deliberam bancárias de que a sociedade seja
sobre divisão e cessão de parte da quota que titular, efectuar depósitos, emitir e
Dois) Os membros do Conselho Fiscal
o sócio António Carlos Araújo Costa Santos cancelar ordens de transferência ou
devem possuir, no mínimo, dezoito anos de
detém na sociedade a favor da sócia Nair de pagamento e assinar cheques.
idade.
Monteiro Teles, deliberam sobre a nomeação do
Três) Periodicidade das suas reuniões Maputo, dezasseis de Setembro de dois mil
sócio António Carlos de Araújo Costa Santos
é quinzenal. como administrador da sociedade. e treze. — O Técnico, Ilegível.
Quatro) Tem a tarefa de discutir todas Em consequência, fica alterado o artigo
actividades desta associção. quarto dos estatutos da sociedade, passando o

ARTIGO SEXTO
mesmo a ter a seguinte nova redacção: Medis Farmacêutica,
ARTIGO QUARTO
Limitada
(Duração e limitação de mandatos)
(Capital social) Certifico, para efeitos de publicação que,
Um) A duração do mandato dos órgãos por documento complementar de dezassete de
é de cinco anos. Um) O capital social, integralmente subscrito Maio de dois mil e três, procedeu-se na Medis
Dois) Os membros não podem ser eleitos e realizado em dinheiro, é de onze milhões e Farmacêutica, Limitada, sociedade por quotas
para mais de dois mandatos consecutivos. vinte e cinco mil meticais e acha-se dividido
de responsabilidade limitada, com sede na
nas seguintes quotas desiguais:
Avenida Vinte e Quatro de Julho, número quatro
ARTIGO SÉTIMO a) Uma quota no valor nominal de cinco mil, cento cinquenta e cinco, cidade de Maputo,
(Contribuições) milhões, seiscentos vinte e dois com o capital social de dezasseis milhões,
mil, setecentos e cinquenta meticais setecentos e quinze mil, quinhentos e cinquenta
Um) Constituem fundos da associação: representativa de cinquenta e um por meticais, matriculada na Conservatória do
a) Quotas dos membros; cento do capital social, pertencente
Registo das Entidades Legais sob o número
b) Subsídio, doações, donativos; ao sócio António Carlos Araújo
dez mil oitocentos e sessenta, a folhas oitenta e
c) Rendimentos provenientes das activi- Costa Santos; e
um do livro C traço vinte e seis, a alteração da
b) Uma quota no valor nominal de
dades de angariação de fundos para redacção dos artigos décimo, décimo primeiro,
cinco milhões, quatrocentos e
a associação; e décimo segundo, décimo quarto, décimo sexto,
dois mil, duzentos e cinquenta
d) Os valores podem ser pagos de uma décimo sétimo, vigésimo primeiro, vigésimo
meticais representativa de quarenta
só vez em prestações mensais, segundo, vigésimo terceiro, vigésimo quarto e
e nove por cento do capital social,
trimestrais ou anual. pertencente à sócia Nair Monteiro vigésimo quinto do pacto social, passando os
Dois) A entrada está fixada em cento e Teles. mesmos a ter a seguinte nova redacção:
cinquenta meticais podendo pagar-se em Dois) Tendo sido aprovado por unanimidade ARTIGO DÉCIMO
prestações de dez meticais. nomear o sócio António Carlos Araújo Costa
Santos como administrador único da sociedade, (Órgãos sociais)
ARTIGO OITAVO com amplos poderes para gerir a sociedade sem Os órgãos da sociedade são os
(Entradas) necessidade de solicitar qualquer autorização
seguintes:
ou consentimento da outra sócia para exercer
A entrada para esta associação é de livre qualquer direito societário. a) A assembleia geral; e
vontade. Três) Assim, o administrador poderá desi- b) O conselho de administração.
ARTIGO NONO gnadamente:
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
i) Assinar contratos no âmbito de
(Saída dos membros) (Determinação dos cargos)
operações financeiras;
Os membros podem ser excluídos da ii) Alienar bens móveis e imóveis
Um) A titularidade dos cargos sociais
associação por decisão da Assembleia Geral. pertencentes à sociedade;
é determinada por eleição, no caso dos
iii) Assinar correspondências, sacar,
membros da mesa da assembleia geral e,
ARTIGO DÉCIMO aceitar e endossar letras e livranças,
por designação, no caso do conselho de
prestar avales, fianças e garantias
(Dissolução) administração.
bancárias, depositar e levantar
dinheiro, ajustar e liquidar contas Dois) É permitida a reeleição ou a rede-
A associação dissolve-se por:
com devedores e credores, fixar signação por mais de uma vez.
a) Impossibilidade de realizar os seus Três) Fixa-se em três anos a duração de
saldos;
objectivos; cada mandato dos cargos sociais.
iv) Constituir hipotecas, finanças,
b) Diminuição do número de membros Quatro) O conselho de administração
penhores ou quaisquer garantias
abaixo de dez, desde que tal redução reais ou pessoais; poderá integrar elementos estranhos à
dure mais de cento e oitenta dias; v) Promover todos os actos de registo sociedade.
c) Fusão para outra associação para predial e comercial, fazer nas Cinco) Os sócios pessoas colectivas,
formar uma união; e repartições de finanças reclamações, quando forem eleitos para cargos sociais,
d) Decisão da Assembleia Geral tomada manifestos, alterando-os e cance- far-se-ão representar por pessoas físicas
por dois terços dos membros. lando-os; com poderes bastantes.
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (47)

ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Dois) A convocação será realizada Seis) O presidente quando impedido de
através de carta registada com aviso de comparecer numa reunião do conselho de
(Remuneração)
recepção, podendo também ser por e-mail administração, pode fazer-se representar
As remunerações dos membros do ou telefax, dirigida aos sócios, com a por outro administrador mediante e-mail,
conselho de administração são fixadas em antecedência mínima de trinta dias para fax ou simples carta dirigida ao seu
assembleia geral. as sessões ordinárias e quinze dias para substituto. O presidente substituto goza
............................................................ as sessões extraordinárias. também de voto de qualidade na reunião
Três) A convocatória deverá indicar o em que estiver a presidir.
ARTIGO DÉCIMO QUARTO dia, a hora, o local e a ordem de trabalho Sete) Qualquer administrador
(Competência) da reunião. temporaria-mente impedido de comparecer
Quatro) Para as reuniões da assembleia numa reunião do conselho de administração
Compete à assembleia geral: geral, os sócios indicarão por escrito ao pode fazer-se representar por outro
a) Zelar pelo cumprimento presidente da mesa os seus representantes administrador mediante e-mail, fax ou
das deli-berações legais com poderes bastantes. simples carta dirigida ao presidente.
aplicáveis à sociedade e pela ............................................................ Oito) Para o conselho de administração
implementação dos presentes ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO poder deliberar deverão estar presentes
estatutos, podendo, se os ou representados a maioria dos seus
sócios acharem conveniente, (Conselho de administração) membros.
alterá-los; Um) A sociedade é gerida por um Nove) As deliberações do conselho de
b) Estabelecer, mediante proposta conselho de administração composto por administração são tomadas por maioria
do conselho de administração, três a cinco membros. simples dos membros presentes ou
os planos de actividade e os Dois) Cada sócio ou grupo de representados, excepto nos casos em que
investimentos sociais; sócios detentor de quotas com valor se exija maioria qualificada de dois terços
c) Ratificar o conselho de correspondente a vinte por cento do capital dos votos.
administração designado pelos social tem direito a designar um membro Dez) Requerem maioria qualificada de
sócios e nomear o respectivo dois terços dos votos as deliberações que
para o conselho de administração.
presidente; tenham por objecto:
Três) Os membros do conselho de
d) Fixar as condições em que
administração são designados por períodos a) A delegação de poderes ou a
os sócios poderão fazer
de três anos renováveis. consti-tuição de mandatários,
suprimentos;
Quatro) O presidente será nomeado nos termos do artigo vigésimo
e) Apreciar o balanço e contas e
pela assembleia geral por um período terceiro número dois;
as respectivas propostas de
aplicação dos resultados; igual ao do mandato do conselho de b) A designação dos membros
f) Deliberar sobre a alienação ou administração, podendo substituí-lo em da comissão executiva
oneração dos bens imóveis da qualquer altura. e a determinação das suas
sociedade; Cinco) A assembleia geral que ratificar funções; e
g) Deliberar sobre a cessão e a designação do conselho de administração c) A proposta à assembleia geral
amortização de quotas; fixar--lhe-á a caução que os seus membros para prestação de suprimentos
h) Deliberar sobre a fusão, cisão, devem prestar ou dispensá-los-á dela. pelos sócios para aumento
transformação ou dissolução ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO do capital social e sobre
da sociedade; e prestações suplementares de
i) Deliberar sobre a exigibilidade (Reuniões do conselho capital.
das prestações suplementares, de administração)
fixar o montante tornado ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
Um) O conselho de administração
exigível e o prazo de pres- (Competências)
reunirá:
tação.
a) Em sessão ordinária no primeiro Um) Compete ao conselho de
....................................................... mês de cada trimestre; e administração exercer os mais amplos
b) Em sessão extraordinária sempre poderes, representando a sociedade em
ARTIGO DÉCIMO SEXTO que for convocado pelo seu juízo ou fora dele, activa ou passivamente
(Periodicidade das reuniões) presidente ou por maioria e praticar todos os demais actos tendentes
simples dos seus membros. à realização do objecto social que a lei
Um) A assembleia geral reunirá
Dois) A convocação será efectuada ou os presentes estatutos não reservem à
ordinaria-mente uma vez por ano, para
com a antecedência mínima de quinze assembleia geral.
discussão, apreciação e aprovação do
balanço e contas do exercício e para dias por meio de e-mail, fax ou carta Dois) O conselho de administração
deliberar sobre quaisquer assuntos registada com aviso de recepção, salvo se pode delegar poderes em qualquer dos
para que tenha sido convocada e, for possível reunir todos os membros do seus membros, bem como constituir
extraordinariamente, sempre que for conselho de administração sem quaisquer mandatários para efeitos do artigo
necessário e seja para o efeito devidamente formalidades. duzentos e cinquenta e seis do Código
convocada. Três) A convocatória indicará o dia, Comercial.
Dois) Para além do que dispõe o a hora, o local e a ordem de trabalhos
da reunião e deverá ser acompanhada de ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
número anterior, a assembleia geral
poderá reunir por iniciativa de qualquer todos os documentos necessários à tomada (Direcção executiva)
sócio ou grupo de sócios representativo de, de deliberações, quando for esse o caso.
pelo menos, dez por cento do capital social Quatro) O conselho de administração Um) A gestão corrente da sociedade
ou do conselho de administração. reúne--se, em princípio, na sede, podendo é confiada a uma comissão executiva
todavia, sempre que o presidente o entenda composta por três a cinco membros, sendo
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO conveniente, reunir-se em qualquer outro um deles designado presidente.
local. Dois) Caberá ao conselho de
(Assembleia geral)
Cinco) O presidente do conselho de administração a designação do presidente
Um) A assembleia geral será convocada administração tem voto como membro do e dos demais membros desta comissão,
pelo presidente a mesa, ou no caso de conselho de administração, mas em caso bem como a determinação das suas
impedimento, pelo seu legal substituto. de empate goza de voto de qualidade. funções.
3032 — (48) III SÉRIE — NÚMERO 76
Três) O presidente da comissão ou outras formas de representações em território Três) Quando, nem a sociedade, nem os
executiva tem voto como membro da nacional ou estrangeiro, desde que obtenha a sócios pretendam fazer uso do direito de
comissão executiva, mas em caso de autorização das autoridades competentes. preferência, então, o sócio que pretenda ceder
empate goza de voto de qualidade.
total ou parcialmente a sua quota poderá faze-lo
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO ARTIGO SEGUNDO livremente a quem e como entender.
(Forma de obrigar a sociedade)
(Duração)
ARTIGO SEXTO
A sociedade fica obrigada:
A duração da sociedade é por tempo
a) Pela assinatura do presidente do (Assembleia geral)
indeterminado, contando o seu início a partir da
conselho de administração;
b) Pela assinatura de dois data da assinatura da presente escritura. Um) A assembleia geral reunir-se-á ordinaria-
membros do conselho de mente uma vez por ano, para apreciação e
ARTIGO TERCEIRO
administração; aprovação do balanço e das contas do exercício,
c) Pela assinatura de dois membros (Objecto social) bem como para deliberação sobre outros
da comissão executiva no assuntos para os quais tenha sido convocada
exercício das funções que lhe A sociedade tem por objecto a importação,
e, extraordinariamente, sempre que se mostre
forem conferidas ao abrigo do exportação, distribuição, comercialização
disposto no artigo vigésimo necessário.
e representações de componentes, peças
quarto número dois; Dois) A assembleia geral será sempre
e equipamentos para veículos industriais,
d) Pela assinatura de administrador convocada por meio de carta registada dirigida
nomeadamente, ligeiros, pesados e máquinas
delegado no exercício das aos sócios com antecedência mínima de trinta
funções que lhe foram industriais, lubrificantes, produtos de limpeza
dias.
conferidas ao abrigo do e afins, manutenção e reparação de veículos,
disposto no artigo vigésimo consultadoria e formação das actividades do ARTIGO SÉTIMO
terceiro; e presente artigo e ainda outras actividades (Administração e gerência)
e) Pela assinatura de procurador comerciais e industriais que os sócios acordem
especialmente constituído e exercer, permitidas por lei que não careçam de Um) A administração e gerência da socie-
dentro dos limites específicos dade, assim como sua representação em juízo
autorizações especiais.
do respectivo mandato.
e fora dele, activa e passivamente, ficam a
Está conforme. ARTIGO QUARTO cargo de José Carlos Schaller Dias Gonçalves e
Maputo, onze de Setembro de dois mil Nuno Ricardo Lopes Cabral, que desde já ficam
e treze. — O Técnico, Ilegível. (Capital social)
nomeados gerentes com ou sem remuneração,
Um) O capital social é de vinte cinco mil conforme vier a ser deliberado pela assembleia
meticais, integralmente realizado em dinheiro geral.
e dividido e representado por rês quotas. Dois) A sociedade obriga-se com a inter-
RIKAUTO Moçambique,
Limitada a) Uma quota no valor nominal de venção de um dos gerentes.
vinte e dois mil meticais, equi- Três) É proibido aos gerentes e procuradores,
Certifico, para efeitos de publicação que, valente a noventa por cento do mandatários e delegados obrigar a sociedade em
por escritura pública de dezanove de Setembro capital social, pertencente à actos e contratos estranhos ao objecto social
de dois mil e treze, lavrada de folhas cento
sócia Globescala – Importação, tais como, letras de favor, fianças, avales e
e dezasseis a folhas cento vinte e quatro, do
livro de notas para escrituras diversas número Exportação e Distribuição de Peças semelhantes.
trezentos oitenta e quatro traço A, do Quarto para Automóveis, Limitada;
b) Uma quota no valor nominal de mil ARTIGO OITAVO
Cartório Notarial de Maputo, perante Batça Banu
Amade Mussá, licenciada em Direito, técnica duzentos e cinquenta meticais, (Amortização de contas)
superior dos registos e notariado N1, e notária equivalente a cinco por cento do
em exercício neste cartório, foi constituída, capital social, pertencente à sócia Um) A sociedade pode, mediante deliberação
entre Globescala – Importação, Exportação Guru Gest, Limitada; e da assembleia geral, amortizar as quotas dos
e Distribuição de Peças para Automóveis, c) Uma quota no valor nominal de mil sócios nos seguintes casos:
Limitada; Guru Gest, Limitada e SGP – Global
duzentos e cinquenta meticais, a) Se qualquer quota for arrestada,
Parts, Limitada, uma sociedade por quotas de
responsabilidade limitada, denominada Rikauto equivalente a cinco por cento do penhorada, arrolada, ou sujeita
Moçambique, Limitada, tem a sua sede na capital social, pertencente à sócia a qualquer acto judicial ou
Avenida do Trabalho, número mil e dezassete, SGP – Global Parts, Limitada. administrativo que possa obrigar á
primeiro andar, Bairro da Malhanga, Maputo, Dois) O capital social poderá ser aumentado sua transferência para terceiros;
Moçambique, que se regerá pelas cláusulas ou diminuído quantas vezes forem necessárias, b) Por acordo com os respectivos
constantes dos artigos seguintes: proprietários;
desde que a assembleia delibere sobre o
ARTIGO PRIMEIRO assunto. c) Se o sócio passar a ter interesses, por
ARTIGO QUINTO si ou interposta pessoa, em qualquer
(Denominação, sede) outra empresa não associada que se
Um) A sociedade adopta a denominação de (Cessão de quotas) dedique ao mesmo ramo, salvo se
Rikauto Moçambique, Limitada, e tem a sua Um) A cessão parcial ou total das quotas obtiver expressa autorização dos
sede na Avenida do Trabalho, número mil e sócios; e
entre os sócios é livre.
dezassete, primeiro andar, Bairro da Malhanga, d) Em caso de falência ou insolvência dos
Maputo, Moçambique. Dois) Acessão de quotas a pessoas estranhas
à sociedade carece do consentimento expresso sócios titulares.
Dois) A sociedade tem a sua sede na cidade
de Maputo e por simples deliberações dos da sociedade que beneficiará sempre do direito Dois) O valor da amortização será o valor
sócios, poderá transferir a sede para outro local de preferência, em primeiro lugar, e dos sócios, nominal da quota, acrescido dos lucros do
e abrir ou encerrar filiais, sucursais, delegações em segundo lugar. último balanço aprovado.
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (49)

Três) O preço da amortização será pago em conferidos pela procuração datada de dezoito h) Importação, distribuição e comércio de
quatro prestações trimestrais e sucessivas. de Junho de dois mil e treze ,que ora aqui bebidas e produtos alimentares;
se junta; e i) Prestação de serviços em geral; e
ARTIGO NONO Gonçalo de Faria Fragoso, cidadão português, j) Importação, exportação e comer-
(Balanço de contas) natural de Se Porto, titular do Passaporte cialização de produtos, incluindo
n.º M455379, emitido aos três de Janeiro de os equipamentos e os materiais
Anualmente será dado um balanço fechado dois mil e treze, pelos Serviço Estrangeiro necessários para as actividades da
com a data de trinta e um de Dezembro, os e Fronteiras, neste acto representado por sociedade.
lucros líquidos apurados em cada balanço, Eugénia Elizabeth Alberto Nkutumula,
depois de deduzido cinco por cento para o fundo Dois) A sociedade poderá exercer outras
melhor identificada acima, com poderes actividades subsidiárias ou complementares do
de reserva legal, o remanescente, será para os
bastantes para o efeito, conferidos pela seu objecto principal, desde que devidamente
sócios na proporção das suas quotas.
procuração datada de dezoito de Junho de autorizadas, incluindo realizar contratos
ARTIGO DÉCIMO dois mil e treze, que ora aqui se junta. de mútuo e hipotecas ou onerar os bens da
As partes acima identificadas têm, entre sociedade, arrendar, comprar, vender e dispor
(Herdeiros)
si, justo e acertado o presente contrato de livremente da propriedade adquirida.
Em caso de morte, interdição ou inabilitação sociedade, que se regerá pelas disposições Três) Mediante deliberação da adminis-
do sócio, os seus herdeiros assumem automa- legais aplicáveis e pelos termos e condições tração, a sociedade poderá participar,
ticamente o lugar na sociedade, com dispensa seguintes: directa ou indirectamente, em projectos
de caução, podendo, estes, nomear seus de desenvolvimento que de alguma forma
CAPÍTULO I
representantes se assim o entenderem, desde que concorram para o preenchimento do seu objecto
obedeçam o preceituado nos termos da lei. Da denominação, duração, sede social, bem como aceitar concessões, adquirir
e objecto e gerir participações sociais no capital de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
ARTIGO PRIMEIRO quaisquer sociedades, independentemente do
(Dissolução) respectivo objecto social, ou ainda participar
(Denominação e sede)
A sociedade só se dissolve nos termos em empresas, associações empresariais,
fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios Um) A sociedade adopta a denominação agrupamentos de empresas ou outras formas
quando assim o entenderem. de Eflux Mz – Equipamentos, Limitada, e de associação.
constitui-se sob forma de sociedade por quotas
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO CAPÍTULO II
de responsabilidade limitada.
(Casos omissos) Dois) A sociedade tem a sua sede na Avenida Do capital social
Julius Nyerere, número três mil, quatrocentos
Os casos omissos serão regulados pelo ARTIGO QUARTO
e doze, Maputo, República de Moçambique,
Código Comercial e pela demais legislação podendo abrir sucursais, delegações, agências (Capital social)
vigente na República de Moçambique. ou qualquer outra forma de representação social,
Um) O capital social, integralmente subscrito
Está conforme. no território nacional ou no estrangeiro.
e realizado em dinheiro, é de quinhentos mil
Maputo, vinte de Setembro de dois mil e Três) Mediante simples deliberação, pode,
meticais, encontrando-se dividido em duas
treze. — A Técnica, Ilegível. a administração, transferir a sede para qualquer
quotas, distribuídas da seguinte forma:
outro local no território nacional.
a) Uma quota de quatrocentos mil meticais,
ARTIGO SEGUNDO correspondente a oitenta por cento
do capital social, pertencente à
Eflux MZ – Equipamentos, (Duração)
sócia Cláudia Rodrigues Marques
Limitada A duração da sociedade é por tempo indeter- Maia; e
minado. b) Uma quota de cem mil meticais,
Certifico, para efeitos de publicação, que
ARTIGO TERCEIRO correspondente a vinte por cento do
no dia dezoito de Setembro de dois mil e treze,
capital social, pertencente ao sócio
foi matriculada na Conservatória do Registo de (Objecto) Gonçalo de Faria Fragoso.
Entidades Legais sob NUEL 100411075, uma
sociedade denominada Eflux Mz-Equipamentos, Um) A sociedade tem por objecto principal o Dois) A assembleia geral poderá decidir
exercício de actividades nas seguintes áreas: sobre o aumento do capital social, definindo
Limitada, entre:
a) Imobiliária e construção; as modalidades, termos e condições da sua
Cláudia Rodrigues Marques Maia, cidadã realização.
b) Importação de equipamento industrial,
portuguesa, natural de Paranhos Porto,
agrícola e automóvel e respectiva ARTIGO QUINTO
titular do Passaporte n.º L720530, emitido
comercialização ou exportação;
aos dezasseis de Maio de dois mil e onze, (Prestações suplementares e suprimentos)
c) Prestação de serviços de formação,
em Nova York, Estados Unidos da América, reparação, manutenção e apoio Um) Poderão ser exigidas prestações
neste acto representada por Eugénia Elizabeth técnico; suplementares de capital até ao montante
Alberto Nkutumula, portadora do Bilhete de d) Aluguer de equipamentos industriais, global máximo de dois milhão de meticais. A
Identidade n.º 1101001688341I, emitido aos agrícolas e automóveis, com e sem assembleia geral fixará os termos, condições e
vinte e sete de Abril de dois mil e dez, pelo manobrador; o montante global máximo de tais prestações
Arquivo de Identificação Civil de Maputo, e) Agro-pecuária; suplementares. Os sócios poderão conceder, à
com domicílio profissional na Avenida Julius f) Turismo, restauração e hotelaria; sociedade, suprimentos de que esta necessite,
Nyerere, número três mil quatrocentos e g) Comércio por grosso e a retalho de nos termos e condições estabelecidos pela
doze, com poderes bastantes para o efeito, produtos; assembleia geral.
3032 — (50) III SÉRIE — NÚMERO 76
Dois) Entendem-se por suprimentos o quando convocada pela administração ou Cinco) As deliberações da assembleia geral,
dinheiro ou outra coisa fungível que os sócios sempre que for necessário, para deliberar sobre que impliquem maioria qualificada, poderão dar
possam emprestar à sociedade. quaisquer outros assuntos para que tenha sido direito, aos sócios discordantes da deliberação,
convocada. de se desligarem da sociedade e obterem o
ARTIGO SEXTO Dois) É dispensada a reunião da assembleia reembolso da quantia correspondente à sua
(Divisão e transmissão de quotas) geral e são dispensadas as formalidades participação no capital da sociedade, calculado
da sua convocação quando todos os sócios com base nos valores do último balanço
Um) A divisão e a transmissão de quotas concordarem por escrito na deliberação ou aprovado.
carecem de informação prévia à sociedade. concordem que por esta forma se delibere, ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Dois) O sócio que pretenda transmitir a sua considerando-se válidas, nessas condições, as
quota informará a sociedade, com o mínimo (Administração e representação)
deliberações tomadas, ainda que realizadas fora
de trinta dias de antecedência através de carta da sede social em qualquer ocasião e qualquer Um) A administração e representação
registada ou outro meio de comunicação que seja o seu objecto. da sociedade são exercidas por um ou mais
que deixe prova escrita, dando a conhecer o Três) Exceptuam-se do disposto no número administradores a serem eleitos pela assembleia
projecto de venda e as respectivas condições dois anterior, as deliberações que importem geral.
contratuais, nomeadamente, o preço e a forma modificações dos estatutos e dissolução da Dois) Os administradores são eleitos pelo
de pagamento. sociedade. período de quatro anos renováveis, salvo
Três) Gozam do direito de preferência na Quatro) A assembleia geral será convocada deliberação em contrário da assembleia
aquisição da quota a ser transmitida, a sociedade pela administração por carta registada com aviso geral, podendo ser eleitas pessoas estranhas
e os restantes sócios, por esta ordem. No caso de recepção ou outro meio de comunicação à sociedade, sendo dispensada a prestação de
de nem a sociedade, nem os restantes sócios que deixe prova escrita a todos os sócios da qualquer caução para o exercício do cargo,
pretenderem usar o mencionado direito de sociedade com a antecedência mínima de ficando desde já nomeado como administrados
preferência, então, o sócio que desejar vender quinze dias, dando-se a conhecer a ordem de não remunerado, para o primeiro mandato,
a sua quota poderá fazê-lo livremente. trabalhos e a informação necessária à tomada Gonçalo de Faria Fragoso, cidadão de nacio-
Quatro) É nula qualquer divisão ou trans- nalidade portuguesa, natural de Se Porto, titular
de deliberação, quando seja esse o caso.
missão de quotas que não observe o preceituado do Passaporte n.º M455379, emitido aos três
Cinco) Por acordo expresso dos sócios, pode
no presente artigo. de Janeiro de dois mil e treze, pelos Serviços
ser dispensado o prazo previsto no número
anterior. Estrangeiro e Fronteiras.
ARTIGO SÉTIMO
Três) A gestão será feita nos termos da
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
(Amortização de quotas) regulamentação interna a ser aprovada pela
(Representação em assembleia geral) administração.
A sociedade tem a faculdade de amortizar
Quatro) A sociedade obriga-se:
quotas nos casos de exclusão ou exoneração Um) Qualquer dos sócios poderá fazer-se
de sócio. representar na assembleia geral por outro sócio, a) Pela assinatura de um adminis-
mediante simples carta dirigida a administração trador; e
ARTIGO OITAVO
e por esta recebida até as dezassete horas do b) Pela assinatura do mandatário a quem
(Morte, incapacidade ou dissolução último dia útil anterior à data da sessão. o administrador tenha confiado
dos sócios) Dois) O sócio que for pessoa colectiva far- poderes necessários e bastantes por
-se-á representar na assembleia geral pela pessoa meio de procuração.
Em caso de morte, incapacidade ou dissolução
de qualquer um dos sócios, os herdeiros ou física, para esse efeito, designada, mediante
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
sucessores legalmente constituídos do falecido comunicação escrita dirigida pela forma e com
ou representantes da sociedade dissolvida a antecedência indicadas no número anterior. (Fiscal único)
exercerão os referidos direitos e deveres sociais, Um) A fiscalização da sociedade será
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
devendo mandatar um de entre eles que a todos exercida por um fiscal único eleito pela
represente na sociedade, enquanto a respectiva (Votação) assembleia geral ordinária, mantendo-se
quota se mantiver indivisa. em funções até à assembleia geral ordinária
Um) A assembleia geral considera-se
regularmente constituída para deliberar qualquer seguinte, podendo ser reeleito por uma ou
CAPÍTULO III mais vezes.
que seja o número de sócios presentes ou
Dos órgãos sociais, administração representados, salvo o disposto no número três Dois) O fiscal único será auditor de contas
e representação da sociedade abaixo. ou sociedade de auditores de contas.
Dois) As deliberações da assembleia geral Três) A assembleia geral deliberará sobre
ARTIGO NONO a caução a prestar pelo fiscal único, podendo
serão tomadas por maioria simples dos votos
(Órgãos sociais) presentes ou representados. dispensá-la.
Quatro) O fiscal único poderá ser remunerado
Os órgãos sociais são a assembleia geral e Três) As deliberações da assembleia geral
nos termos em que a assembleia geral o vier a
a administração. que importem a modificação dos estatutos ou
fixar.
a dissolução da sociedade serão tomadas por
ARTIGO DÉCIMO maioria qualificada de oitenta por cento dos ARTIGO DÉCIMO QUINTO
votos do capital social. (Abertura/encerramento e movimentação
(Assembleia geral)
Quatro) Os sócios ou terceiros estranhos à de contas bancárias)
Um) A assembleia geral reúne-se, ordinaria- sociedade podem votar com procuração dos
mente, na sede social ou em qualquer outro sítio outros sócios ausentes e, não será válida, quanto Um Os sócios conferem os poderes neces-
dentro do território nacional a ser definido pela às deliberações que importem modificação sários ao administrador nomeado para em seu
mesma na sua primeira reunião, uma vez por do pacto social ou dissolução da sociedade, a nome e representação:
ano, para a deliberação do balanço anual de procuração que não contenha poderes especiais a) Abrir e encerrar contas bancárias em
contas e do exercício e, extraordinariamente, quanto ao objecto da mesma deliberação. Moçambique;
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (51)

b) Movimentar contas bancárias, por CAPÍTULO VI exploração de empreendimentos turísticos em


depósitos e levantamentos de regime de habitação periódica, exploração de
Das disposições finais
capitais; unidades hoteleiras, resorts, lodges e outras
c) Sacar, endossar e revogar cheques; e ARTIGO DÉCIMO NONO unidades com fins turísticos, gestão imobiliária,
d) Praticar quaisquer outros actos acomodação, restauração, catering, logística e
(Disposições finais)
necessários à movimentação ou demais serviços com aqueles relacionados.
As omissões aos presentes estatutos serão Dois) A sociedade tem ainda por objecto
encerramento das contas abertas no
reguladas e resolvidas de acordo com o Código complementar a actividade imobiliária,
âmbito da gerência da empresa.
Comercial aprovado pelo Decreto-Lei número designadamente, compra, arrendamento, venda
CAPÍTULO IV dois barra dois mil e cinco de vinte e sete de ou sob qualquer outra forma de cedência, total
Dezembro e demais legislação aplicável. ou parcialmente, quaisquer propriedades ou
Do exercício e aplicação de resultados Maputo, dezanove de Setembro de dois mil direitos imobiliários de que seja titular ou lhe
e treze. — O Técnico, Ilegível. hajam sido confiados para esse efeito, dentro
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
dos limites da lei.
(Balanço e prestação de contas) Três) A sociedade poderá ainda dedicar-se
à actividade de comércio em geral de bens e
Um) O exercício social coincide com o ano
produtos, quer a retalho, quer a grosso e também
civil. Nicule, Limitada
a actividade de prestação de serviços nas áreas
Dois) O balanço e a conta de resultados de representação comercial, agenciamento,
Certifico, para efeitos de publicação que,
fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano por escritura pública de três de Julho de dois importação e exportação de bens e serviços com
e carecem de aprovação da assembleia geral a mil e treze, lavrada de folhas cinquenta e seis aqueles relacionados.
realizar-se até ao dia trinta e um de Março do e seguintes, do livro de notas para escrituras Quatro) Por decisão da assembleia geral,
ano seguinte. diversas número trezentos e doze traço D do a sociedade poderá exercer outras actividades
Tres) A administração apresentará à apro- Segundo Cartório Notarial de Maputo, perante conexas ou subsidiárias da actividade principal
vação da assembleia geral o balanço de contas mim Dárcia Elisa Álvaro Freia, licenciada em não referidas no número anterior.
de ganhos e perdas, acompanhados de um Direito, técnica superior dos registos e notariado Cinco) Mediante deliberação da assembleia
N1, e notária em exercício neste cartório, foi geral e dentro dos limites da lei, a sociedade
relatório da situação comercial, financeira e
constituída, entre José Manuel Cabaço Rato, poderá participar, directa ou indirectamente, no
económica da sociedade, bem como a proposta José Manuel Inácio Martins Rato e Nelson
quanto à repartição de lucros e perdas. desenvolvimento de projectos que de alguma
José Inácio Rato, uma sociedade por quotas de forma concorram para o preenchimento do seu
responsabilidade limitada denominada Nicule,
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO objecto social, adquirir participações no capital
Limitada com sede na cidade de Nacala, que
de quaisquer sociedades ou ainda participar
(Resultados) se regerá pelas cláusulas constantes dos artigos
em empresas, associações empresariais,
seguintes:
Um) Dos lucros apurados em cada exercício agrupamentos de empresas ou outras formas
deduzir-se-á a percentagem legalmente CAPÍTULO I de associação, podendo as mesmas ter objecto
diferente ou ser reguladas por lei especial.
estabelecida para a constituição do fundo Da denominação, duração, sede
de reserva legal, enquanto não se encontrar e objecto CAPÍTULO II
realizada nos termos da lei ou sempre que for
necessário reintegrá-la. ARTIGO PRIMEIRO Do capital social
Dois) A parte restante dos lucros será (Denominação e sede) ARTIGO QUARTO
aplicada nos termos que forem aprovados pela
Um) A sociedade adopta a denominação (Capital social)
assembleia geral.
de Nicule, Limitada, e sob forma de sociedade
Um) O capital social, integralmente subscrito
CAPÍTULO V comercial por quotas limitada.
e realizado em dinheiro, é de trinta mil meticais,
Dois) A sociedade tem a sua sede na
correspondente à soma de três quotas desiguais,
Da dissolução e liquidação cidade de Nacala, podendo mudar a sede, abrir
conforme se segue:
da sociedade delegações, sucursais, agências ou quaisquer
outras formas de representação social, quando a) Uma quota no valor de dez mil e dois
ARTIGO DÉCIMO OITAVO meticais, correspondente a trinta e
a administração o julgar conveniente.
(Dissolução e liquidação da sociedade) Três) Mediante simples deliberação, a três virgula trinta e quatro por cento
administração poderá transferir a sede da do capital social, pertencente ao
Um) A sociedade dissolve-se nos casos sociedade para qualquer outro local do território sócio José Manuel Cabaço Rato;
expressamente previstos na lei ou por deliberação nacional. b) Uma quota no valor de nove mil
tomada por maioria qualificada de oitenta por novecentos noventa e nove meticais,
cento dos votos do capital social. ARTIGO SEGUNDO correspondente a trinta e três virgula
Dois) Declarada a dissolução da sociedade, (Duração) trinta e três por cento do capital
proceder-se-á à sua liquidação, gozando, os social, pertencente ao sócio José
liquidatários nomeados pela assembleia geral, A duração da sociedade é por tempo
Manuel Inácio Martins Rato; e
dos mais amplos poderes para o efeito. indeterminado.
c) Uma quota no valor de nove mil
Três) Em caso de dissolução por acordo dos ARTIGO TERCEIRO novecentos noventa e nove
sócios, todos eles serão os seus liquidatários e meticais, correspondente a trinta e
a partilha dos bens sociais e valores apurados (Objecto)
três virgula trinta e três por cento do
proceder-se-á conforme deliberação da Um) A sociedade tem por objecto principal capital social, pertencente ao sócio
assembleia geral. a actividade de hotelaria e turismo incluindo Nelson José Inácio Rato.
3032 — (52) III SÉRIE — NÚMERO 76
Dois) O capital social poderá ser aumentado por sócios que sejam pessoas colectivas. Não pelo conselho de administração, sempre que
uma ou mais vezes pelos valores que vierem a é obrigatório, aos órgãos sociais que sejam necessário para deliberar sobre qualquer matéria
ser propostos pela assembleia geral, de acordo compostos pelos sócios. para a qual tenha sido convocada.
com as necessidades de financiamento das Quatro) A assembleia geral pode reunir-se
actividades contidas no objecto da sociedade. ARTIGO NONO sem observância de quaisquer formalidades
Três) Em todos os aumentos do capital, os prévias, desde que todos os sócios estejam
(Eleição e mandato) presentes ou representados e todos expressem
sócios têm direito de preferência na subscrição
das novas quotas na proporção das quotas que, Um) O presidente e secretários da mesa da a vontade de constituição da assembleia e de
então, possuírem. assembleia geral, os presidentes e membros que esta delibere sobre determinado assunto,
dos conselhos de administração são eleitos pela considerando-se válidas, nessas condições, as
ARTIGO QUINTO deliberações tomadas, ainda que realizadas fora
assembleia geral com a observância do disposto
da sede social em qualquer ocasião e qualquer
(Divisão e transmissão de quotas) na lei e nos presentes estatutos.
que seja o seu objecto.
Dois) Os membros dos órgãos sociais Cinco) Exceptuam-se as deliberações
Um) A divisão e transmissão de quotas
exercem as suas funções por períodos renováveis que importem modificações dos estatutos e
carecem de autorização prévia dos sócios.
de três anos. dissolução da sociedade.
Dois) Sem prejuízo da autorização exigida
nos termos do número anterior, gozam do direito Três) Os membros dos órgãos sociais, embora Seis) A assembleia geral será convocada pelo
de preferência na alienação total ou parcial da designados por prazo certo e determinado, presidente do conselho de administração ou por
quota a ser cedida, os sócios na proporção das manter-se-ão em exercício, mesmo depois de três membros do conselho de administração
respectivas quotas. terminado o mandato para o qual foram eleitos através de carta registada com aviso de recepção,
Três) O sócio que pretender alienar a sua até à nova eleição e tomada de posse, salvo os ou outro meio de comunicação que deixe prova
casos de substituição, renuncia ou destituição. escrita a todos os sócios da sociedade, com a
quota deverá comunicar a sua intenção por
antecedência mínima de quinze dias, dando-se
escrito à sociedade. A comunicação deverá
SECÇÃO II a conhecer a ordem de trabalhos e a informação
incluir os detalhes da alienação pretendida
Da assembleia geral
necessária à tomada de deliberação.
incluindo o projecto de contrato.

ARTIGO DÉCIMO ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO


ARTIGO SEXTO
(Representação em assembleia geral)
(Prestações suplementares e acessórias (Natureza e direito ao voto)
e suprimentos) Um) O sócio que for pessoa colectiva
Um) A assembleia geral representa a
far-se-á representar na assembleia geral pela
Um) Mediante deliberação dos sócios universalidade dos sócios e as suas deliberações,
pessoa física, para esse efeito, designada,
aprovada por maioria do capital social, podem ser quando tomadas nos termos da lei e dos
mediante simples carta dirigida ao conselho
exigidas, aos sócios, prestações suplementares estatutos, são obrigatórias para todos os sócios,
de administração e por este recebida até às
ou acessórias. ainda que ausentes, dissidentes ou incapazes,
dezassete horas do último dia útil anterior à
Dois) Os sócios poderão conceder, à bem como para os órgãos sociais. data da sessão.
sociedade, os suprimentos de que ela necessite Dois) A cada duzentos e cinquenta meticais Dois) Qualquer dos sócios poderá ainda
nos termos e condições fixadas por decisão da do valor nominal da quota corresponde um fazer-se representar na assembleia geral por
administração. voto. mandatário que seja advogado, outro sócio ou
Três) Se algum dos sócios não contribuir Três) Os membros do conselho de
com as prestações suplementares ou acessórias administrador da sociedade constituído com
administração deverão estar presentes nas procuração nos termos da lei.
no prazo de noventa dias contados a partir da
reuniões da assembleia geral e participar nos
data da tomada da deliberação ou qualquer
seus trabalhos quando solicitados para se ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
outro prazo maior estabelecido pelos sócios,
pode, a sociedade, nos termos do artigo pronunciarem nessa qualidade, não tendo, (Quórum)
sétimo, excluir o sócio faltoso ou inadimplente porém, direito a voto.
e consequentemente amortizar a quota Um) A assembleia geral considera-se
respectiva. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO regularmente constituída para deliberar, em
primeira convocação, quando estejam presentes
(Reuniões da assembleia geral)
CAPÍTULO III ou devidamente representados cinquenta
Um) As reuniões da assembleia geral são por cento do capital social e, em segunda
Dos órgãos sociais, administração e ordinárias e extraordinárias e serão realizadas convocação, qualquer que seja o número dos
representação da sociedade nos termos e com a periodicidade prevista na lei sócios presentes
SECÇÃO I e de acordo com os presentes estatutos. Dois) Sem prejuízo do número três seguinte,
Dois) Haverá reuniões extraordinárias da as deliberações da assembleia geral serão
Da disposições comuns
assembleia geral sempre que o conselho de tomadas por maioria simples dos votos presentes
ARTIGO SÉTIMO administração julgue necessário ou quando ou representados.
a convocação seja requerida por sócios que Três) As deliberações da assembleia geral
(Órgãos sociais) representem, pelo menos, dez por cento do que importem a modificação dos estatutos ou
Os órgãos sociais da sociedade são a assembleia capital social. a dissolução da sociedade serão tomadas por
geral e o conselho de administração. Três) A assembleia geral reúne-se, maioria qualificada de setenta e cinco por cento
ordinariamente, na sede social ou em qualquer dos votos do capital social.
ARTIGO OITAVO outro lugar a ser definido pela mesma na Quatro) O mandatário do sócio ausente só
sua primeira reunião, uma vez por ano, poderá votar em deliberações que impliquem
(Titulares dos órgãos sociais)
para a apreciação, aprovação, deliberação a alteração dos estatutos ou a dissolução da
Os titulares dos órgãos sociais só podem do balanço anual de contas e do exercício sociedade se a procuração contiver poderes
ser pessoas singulares, ainda que designados e, extraordinariamente, quando convocada especiais para o efeito.
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (53)

SECÇÃO III ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO CAPÍTULO V


Do conselho de administração (Gestão diária) Da dissolução e liquidação
A gestão diária da sociedade será confiada da sociedade
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
a um director geral da sociedade designado ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
(Composição)
pelo conselho de administração, que também
(Dissolução e liquidação da sociedade)
Um) A sociedade é gerida por um determinará as suas funções e fixará as
conselho de administração composto por três respectivas competências e a quem deverá Um) A sociedade dissolve-se nos casos
administradores, dos quais um será presidente prestar contas. expressamente previstos na lei ou por deliberação
a ser designado pela assembleia geral, que dos sócios.
exercerá o seu mandato por um período de ARTIGO DÉCIMO OITAVO Dois) Declarada a dissolução da sociedade,
quatro anos, sem prejuízo de reeleição por igual (Forma de obrigar a sociedade) proceder-se-á à sua liquidação, gozando, os
período consecutivo. A responsabilidade pelo liquidatários nomeados pela assembleia geral,
exercício da administração da sociedade está Um) A sociedade obriga-se:
dos mais amplos poderes para o efeito.
dispensada de caução. a) Pela assinatura conjunta de dois
Dois) Os membros do conselho de administradores; CAPÍTULO VI
administração poderão ou não receber b) Pela assinatura do mandatário a
quem o presidente do conselho de Das disposições finais
remuneração, conforme for deliberado pela
assembleia geral, a qual cabe também a fixação administração ou dois adminis- ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
da remuneração, quando aplicável. tradores tenham confiado poderes
necessários e bastantes por meio (Disposições finais)

ARTIGO DÉCIMO QUINTO de procuração. Um) As omissões aos presentes estatutos


(Reunião do conselho de administração) Dois) Nos actos e documentos de mero serão reguladas e resolvidas de acordo com
expediente é suficiente a assinatura de qualquer o Código Comercial, aprovado pelo Decreto-
Um) O conselho de administração reúne um dos administradores, do director geral ou do -Lei número dois barra dois mil e cinco de
sempre que necessário, para os interesses mandatário da sociedade com poderes bastantes vinte e sete de Dezembro, com as alterações
da sociedade e, pelo menos, uma vez por para o acto. introduzidas pelo Decreto-Lei número dois
mês, sendo convocado pelo seu presidente Três) Em caso algum, a sociedade poderá barra dois mil e nove de vinte e quatro de Abril,
por sua iniciativa ou por solicitação de dois ser obrigada em actos ou documentos que e demais legislação aplicável.
administradores. não digam respeito às operações sociais, Dois) Até à convocação da primeira
Dois) As decisões do conselho de nomeadamente, em letras de favor, fianças. assembleia geral da sociedade, as funções de
administração serão tomadas por maioria administração serão exercidas conjuntamente
CAPÍTULO IV
simples. por José Manuel Inácio Martins Rato e
Três) Em caso de empate, o presidente Do exercício e aplicação de resultados Nelson José Inácio Rato, cujo mandato durará,
do conselho de administração terá voto de excepcionalmente, até à eleição de novos
ARTIGO DÉCIMO NONO
qualidade. administradores, fixando-lhes remuneração e/ou
Quatro) Os administradores poderão ser (Balanço e prestação de contas) a caução que deva prestar ou dispensá-la.
ou não sócios, nesse caso devem ser pessoas
Um) O exercício social coincide com o ano Está conforme.
singulares com capacidade jurídica plena.
civil. Maputo, vinte e cinco de Julho de dois mil
ARTIGO DÉCIMO SEXTO Dois) O balanço e contas de resultado e treze. — A Notária, Ilegível.
fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano
(Competências) e carecem de aprovação da assembleia geral
Um) O conselho de administração terá, para ordinária a realizar-se até ao dia trinta e um de
gerir os negócios da sociedade, os mais amplos Março do ano seguinte.
poderes de administração, limitados somente Três) Os administradores apresentarão à
aprovação da assembleia geral o balanço de Pure Crete Moçambique,
pela legislação em vigor e pelas disposições
contas de ganhos e perdas, acompanhados de
Limitada
destes estatutos, podendo:
um relatório da situação comercial, financeira e Certifico, para efeitos de publicação, que
a) Gerir os negócios sociais e efectuar
económica da sociedade, bem como a proposta por escritura pública de dezanove de dois mil
todas as operações relativas ao
quanto à repartição de lucros e perdas. e treze, lavrada de folhas cento e vinte e cinco
objecto social;
b) Representar a sociedade, em juízo ou a folhas cento e trinta e quatro do livro de notas
ARTIGO VIGÉSIMO para escrituras diversas número trezentos oitenta
fora dele, activa ou passivamente,
(Resultados) e quatro traço A do Quarto Cartório Notarial
propor ou fazer seguir quaisquer
de Maputo, perante Batça Banu Amade Mussá,
acções, confessar, desistir ou Um) Dos lucros apurados em cada exercício, licenciada em Direito, técnica superior dos
transigir ou comprometer-se em deduzir-se-á a percentagem legalmente registos e notariado N1, e notária em exercício
arbitragens voluntárias; e estabelecida para a constituição do fundo neste cartório, foi constituída entre Globescala
c) Constituir mandatários para deter- de reserva legal, enquanto não se encontrar – Importação, Exportação e Distribuição de
minados actos. realizada nos termos da lei ou sempre que for Peças para Automóveis, Limitada e Guru
Dois) O conselho de administração poderá necessário reintegrá-la. Gest, Limitada, uma sociedade por quotas
delegar, parcialmente, os seus poderes a um ou Dois) A parte restante dos lucros será de responsabilidade limitada, denominada
mais administradores, especificando a extensão aplicada nos termos que forem aprovados pela Pure Crete Moçambique, Limitada, tem a sua
do mandato e as respectivas atribuições. assembleia geral. sede número mil e dezassete primeiro andar,
3032 — (54) III SÉRIE — NÚMERO 76
no Bairro da Malhanga, Maputo, Moçambique, Cinco) A sociedade não se dissolverá por demais condições dessa venda e, se aplicável,
que se regerá pelas cláusulas constantes dos morte ou impedimento de qualquer dos sócios, o valor dos créditos sobre a sociedade, a
artigos seguintes: continuando a sua existência com o sobrevivo transmitir.
e herdeiros ou representantes do sócio falecido Três) No prazo de cinco dias úteis a contar
ARTIGO PRIMEIRO ou interdito, devendo estes nomear um que a da recepção de uma comunicação de intenção de
A sociedade é comercial, sob o tipo de todos represente, enquanto a quota se mantiver venda, a gerência deve enviar cópia da mesma
sociedade por quotas, e adopta a denominação indivisa. aos restantes sócios, para que estes possam,
de Pure Crete Moçambique, Limitada. querendo, exercer direito de preferência.
ARTIGO QUINTO Quatro) No prazo de trinta dias úteis após a
ARTIGO SEGUNDO O capital social, é de vinte cinco mil recepção da cópia da comunicação de intenção
meticais, integralmente realizado em dinheiro, de venda, os sócios que pretendam exercer o
Um) A sociedade tem a sua sede na Avenida
dividido e representado por três quotas. seu direito de preferência devem comunicar
do Trabalho, número mil e dezassete, primeiro
essa decisão, por escrito, à gerência.
andar, no Bairro da Malhanga, Maputo, a) Uma quota no valor nominal de vinte
Cinco) A comunicação de exercício do
Moçambique. e quatro mil e quinhentos meticais,
direito de preferência deve conter a aceitação
Dois) O gerência pode deslocar a sede social equivalente a noventa e oito por
expressa da condição constante do parágrafo um
para qualquer outro local, bem como criar ou cento do capital social, pertencente e torna-se vinculativa para os preferentes logo
encerrar sucursais, filiais, agências, delegações à firma Globescala – Importação, que seja recebida pela gerência.
ou outras formas de representação no país, ou Exportação e Distribuição de Peças Seis) A gerência notifica imediatamente
no estrangeiro. para Automóveis, Limitada; o sócio vendedor da intenção de qualquer
b) Uma quota no valor nominal de dos demais sócios de exercer o seu direito de
ARTIGO TERCEIRO
quinhentos meticais, equivalente preferência.
Um) A sociedade tem por objecto social a dois por cento do capital Sete) Caso dois ou mais sócios pretendam
a distribuição e comercialização de produtos social, pertencente à Guru Gest, exercer o direito de preferência, o rateio das
agrícolas, orgânicos e inorgânicos, enzimas Limitada. quotas é efectuado pela gerência, em termos
simples, complexos ou compostos, para uso proporcionais ao valor da participação de cada
industrial, agrícola, construção ou outros fins, ARTIGO SEXTO
um na Sociedade, excepto se outro critério
o exercício de comércio a grosso, misto e a Um) Os sócios têm direito de preferência for acordado entre eles e for tempestivamente
retalho, importação e exportação, industria, em qualquer aumento de capital da sociedade, comunicado à gerência.
compra e venda de equipamentos industriais e proporcionalmente às quotas que nela detiverem
de construção. ao tempo do aumento. ARTIGO NONO
Dois) A sociedade pode exercer outras Dois) O prazo para o exercício dos direitos Um) Em alternativa ao direito de preferência
actividades relacionadas com o seu objecto, de preferência é de trinta dias.
com carácter subsidiário ou complementar, em na compra, os sócios têm direito de acompanhar
Três) Se qualquer sócio deixar de exercer os na venda (direito de co-venda), em qualquer
que os sócios acordem, desde que não proibidas seus direitos de preferência dentro do período
por lei, bem como adquirir participações em transmissão de quotas a terceiros, nos termos e
fixado para o exercício, esses direitos são
agrupamentos de empresas ou em entidade condições previstos na comunicação de venda
proporcionalmente transferidos, livres de ónus,
com a mesma natureza jurídica ou adquirir referida no parágrafo dois do artigo anterior.
aos outros sócios.
acções ou quotas em sociedades constituídas Dois) O direito de acompanhar na venda
Quatro) Havendo mais do que um sócio
ou a constituir, com objecto diferente do seu (direito de co-venda) inclui, se aplicável, todos
interessado em exercer o direito de preferência
ou reguladas por leis especiais, desde que os créditos que os sócios detenham sobre a
no aumento de capital, a distribuição de quotas
permitido por legislação em vigor na República faz-se por rateio em função da participação que sociedade.
de Angola. os sócios detêm na sociedade. Três) No mesmo prazo indicado no parágrafo
quatro do artigo anterior, os sócios que
ARTIGO QUARTO ARTIGO SÉTIMO pretendam exercer o direito de co-venda devem
Um) A existência jurídica da sociedade comunicar essa sua decisão, por escrito, à
Em caso de transmissão de quotas a terceiros,
conta-se a partir da data da escritura de gerência. A notificação torna-se vinculativa logo
existe direito de preferência ou direito de co-
que seja recebida pela gerência.
constituição e a sua duração é por tempo venda dos demais sócios, bem como exigência
Quatro) Se o direito de co-venda for exercido,
indeterminado. de consentimento da sociedade, nos termos dos
a venda é feita conjunta e simultaneamente, nos
Dois) A sociedade dissolve-se nos casos artigos seguintes.
termos e condições previstos na comunicação
previstos na lei ou por deliberação dos sócios,
ARTIGO OITAVO de venda.
em assembleia geral convocada para o efeito,
Cinco) Se o terceiro adquirente se recusar a
sendo a liquidação extrajudicial e realizada Um) Existe direito de preferência dos adquirir a totalidade das quotas dos sócios que
em obediência ao que seja deliberado pelos sócios em qualquer transmissão de quotas a notificaram da intenção de co-venda, não pode
sócios. terceiros, desde que o exercício de tal direito o sócio vendedor alienar separadamente a sua
Três) A remuneração dos liquidatários de preferência abranja a totalidade das quotas quota. Neste caso, aplica-se ao sócio vendedor o
é fixada por deliberação dos sócios, em a vender ou ceder. disposto no parágrafo cinco do artigo seguinte,
assembleia geral convocada para o efeito, e Dois) Se um sócio pretender transmitir caso este comunique à gerência a manutenção
constitui encargo da liquidação. as suas quotas a alguém que não seja sócio, da intenção de venda.
Quatro) Na falta de acordo, e se algum dos deve comunicar à gerência, por carta a esta Seis) Caso nenhum dos demais sócios faça
sócios o entender, será o activo social licitado dirigida, os elementos relevantes da transmissão tempestivamente a comunicação referida no
em globo com obrigação do pagamento do proposta, nomeadamente o nome do pretenso parágrafo três, o sócio vendedor tem direito a
passivo e adjudicado ao sócio que melhor preço adquirente, o valor de quota que se propõe vender ao comprador indicado na comunicação
oferecer, em igualdade de condições. transmitir, o preço, os prazos de pagamento, as de venda, a totalidade, e não apenas parte, da
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (55)

quota a vender, nos precisos termos e condições considerados empréstimos à sociedade e como herdeiros ou representantes, quer entre eles e
indicados na comunicação de venda, desde tal remunerados e reembolsados de acordo a própria sociedade, fica estipulado o foro da
que tal venda seja efectuada no prazo máximo com o previsto em deliberação da assembleia Comarca de Luanda, com expressa renúncia a
de sessenta dias a contar da data em que a geral, nos presentes estatutos e nas disposições qualquer outro.
gerência haja comunicado ao sócio vendedor da lei das sociedades comerciais relativas a
que nenhum dos demais sócios exerceu o direito suprimentos. ARTIGO DÉCIMO NONO
de preferência ou de co-venda. Os anos sociais serão os civis e os balanços
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
serão dados em trinta e um de Dezembro de
ARTIGO DÉCIMO
A sociedade pode recorrer a financiamentos cada ano, devendo encerrar a trinta e um de
Um) Salvo em caso de transmissão entre externos, designadamente sob a forma de Março imediato.
sócios, incluindo em exercício do direito de financiamento bancário, leasing ou factoring,
preferência, a transmissão das quotas só produz de acordo com as competências referidas nos ARTIGO VIGÉSIMO
efeitos após consentimento da sociedade, a ser artigos destes estatutos. Os casos omissos serão regulados pelo
prestado pela assembleia geral. Código Comercial e pela demais legislação
Dois) No caso de co-venda, regulado ARTIGO DÉCIMO QUARTO
vigente na República de Moçambique.
no artigo anterior, o consentimento dado Um) A gerência e administração da Está conforme.
pela Sociedade abrange necessariamente sociedade, em todos os seus actos e contratos,
a transmissão das quotas de todos os co- Maputo, vinte de Setembro de dois mil
em juízo e fora dele, activa e passivamente,
vendedores, sendo inválida qualquer deliberação e treze. — A Ajudante, Ilegível.
incumbe aos gerentes a serem nomeados em
em sentido diverso. assembleia geral.
Três) Se a assembleia geral não deliberar Dois) Os gerentes poderão delegar mesmo
sobre o pedido de consentimento nos sessenta em pessoa estranha à sociedade todos ou parte
dias seguintes à recepção do pedido de dos seus poderes de gerência, conferindo para
consentimento, a transmissão torna-se livre. o efeito, o respectivo mandato. Escala Mz - Projectos
Quatro) A assembleia geral pode recusar Três) Fica vedado ao gerente obrigar a e Investimentos, Limitada
o consentimento à transmissão se o potencial sociedade em actos e contratos estranhos aos
adquirente estiver, directa ou indirectamente, negócios da sociedade, tais como, letras de Certifico, para efeito de publicação que, por
ligado a entidades concorrentes com a favor, fiança, abonações ou actos semelhantes. acta de dois de Setembro de dois mil e treze, da
Sociedade, ou com base em interesse relevante sociedade Escala Mz - Projectos e Investimentos,
da Sociedade que possa ser por ela afectado. ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Limitada, matriculada sob o NUEL 100375273,
Cinco) Em caso de recusa de consentimento,
A sociedade obriga-se: com sede social no Bairro Central, Rua dos
a sociedade fica obrigada a fazer adquirir as
a) Pela assinatura de dois gerentes; Desportistas, número oitocentos trinta e três,
quotas por terceiro, nas condições estipuladas
para a transmissão para que foi pedido o b) Pela assinatura de um ou mais décimo quinto andar, edifício Jat um, Maputo,
consentimento, sem prejuízo do disposto na Lei mandatários, agindo dentro dos deliberou-se o seguinte:
das Sociedades Comerciais. limites dos respectivos instrumentos
Uma proposta de alteração da sede da
de mandato;
sociedade para a Rua Valentim Siti, número
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO c) Pela assinatura de um dos membros
da gerência e um mandatário, trezentos quarenta e dois, rés-do-chão, esquerdo,
Um) Os sócios apenas podem empenhar ou Maputo.
procedendo este nos termos
onerar por qualquer outra forma as quotas de que
previstos na alínea anterior. Por consequência da operada alteração
são titulares após obtenção do consentimento
da sociedade. da sede, fica alterado o artigo primeiro do
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Dois) Não obstante o disposto no número pacto social que passa a ter a seguinte nova
anterior, os sócios podem empenhar ou onerar Um) As assembleias gerais serão convocadas redacção:
por qualquer outra forma as quotas de que são por simples cartas dirigidas aos sócios, com pelo
titulares, caso essa oneração seja necessária para menos oito dias de antecedência, isto quando ARTIGO PRIMEIRO
a obtenção de financiamento para a sociedade, a lei não preserva formalidades especiais de
comunicação. (Denominação, sede e duração)
mas apenas se o sócio em questão reservar o
exercício dos inerentes direitos de voto. Dois) Se qualquer dos sócios estiver ausente
Um) A sociedade adopta a denominação
Três) A sociedade reserva-se o direito de da sede social a comunicação deverá ser
de Escala Mz - Projectos e Investimentos,
amortizar a quota de qualquer sócio, quando feita com tempo suficiente para que possa
Limitada, tem a sua sede na Rua Valentim
sobre ela recaia arresto, penhora ou providência comparecer.
Siti, número trezentos quarenta e dois,
cautelar. rés-do-chão, esquerdo, Maputo e a sua
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
duração é por tempo indeterminado.
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Os lucros líquidos apurados, depois de
Dois) Por simples deliberação da
Um) As necessidades de investimento ou deduzida a percentagem para fundos ou destinos
gerência, a sociedade pode abrir, manter,
outras necessidades financeiras da sociedade especiais criados em assembleia geral, serão
transferir ou encerrar agências, escritórios,
são cobertas pelos sócios, na proporção da divididos pelos sócios na proporção das suas
estabelecimentos, delegações, sucursais,
respectiva participação no capital social da quotas, e em igual proporção serão suportadas
filiais e outras formas de representação
sociedade, mediante deliberação da gerência. as perdas se as houver.
no país ou no estrangeiro, bem como
Dois) Com excepção dos financiamentos transferir a sua sede nos termos da lei.
ARTIGO DÉCIMO OITAVO
destinados a aumentos de capital social, todos
os meios financeiros que forem colocados Para todas as questões emergentes do Maputo, dezanove de Setembro de dois mil
à disposição da sociedade pelos sócios são presente contrato, quer entre os sócios, seus e treze. — A Ajudante, Ilegível.
3032 — (56) III SÉRIE — NÚMERO 76

Mbatine & Filhos, Limitada Xivanene Empreendimentos, e sessenta e seis meticais e sessenta e
– Empresa de Investimentos Limitada um centavos, correspondendo à soma de
e Participações dezoito quotas, das quais, dezasseis, no
Certifico, para efeitos de publicação, que valor nominal de cento trinta e três mil
RECTIFICAÇÃO por acta de dezoito de Setembro de dois mil trezentos trinta e três vírgula trinta e três
e treze, da Sociedade Unipessoal, Xivanene meticais, pertencente aos sócios Petrogal
Por ter sido publicado erradamente no Boletim Moçambique, Lda.; BP – Moçambique,
Empreendimentos, Limitada, matriculada
da República n.º 66, segundo suplemento, de Limitada; Petromoc & Sasol, SARL;
sob NUEL 100362856 deliberam o seguinte:
vinte de Agosto de dois mil e treze, a sociedade Shell Moçambique, Limitada; Engen
Mbatine & Filhos, Limitada, rectifica-se que A cessão da quota no valor de nove mil e
Petroleum Moçambique, Limitada.;
onde se lê: «Mbatine & Filhos, Limitada – oitocentos meticais, que o sócio Jorge Samuel
Empresa Nacional de Petróleos de
Empresa de Investimentos e Participações», deve possuía e que cedeu a Sajjad Ahmad;
Moçambique – Petromoc E.E.; Total
ler-se: «Mbatine Investimentos, Limitada». O capital social mantém em vinte mil Moçambique, S.A.; Petrogás, Limitada.,
meticais, pela entrada de novo sócio Sajjad BOC Gases Moçambique, Limitada;
Ahmad em consequência é alterada a redacção Vidagas, Limitada; Exor Petroleum
dos artigos quinto e sexto do pacto social, o qual Moçambique, Limitada; Moçacor
passa a ter a seguinte nova redacção: Distribuidora de Combustíveis, S.A.;
JML Mozambique, Limitada Mobil Oil Moçambique, Limitada; Sasol
ARTIGO QUINTO
Oil Moçambique, Limitada; Ener Invest,
Certifico, para efeitos de publicação, que por
(Divisão e cessão de quotas) S.A.; IPM – Independent Petroleum
acta de dezoito de Setembro de dois mil e treze,
Moçambique, Limitada, uma no valor
da Sociedade Unipessoal, JML Mozambique O capital social, integralmente subs- nominal de trinta mil meticais, pertencente
Limitada, matriculada sob NUEL 100362864 crito e realizado em dinheiro, é de vinte à sócia Puma Energy (Moçambique)
deliberam o seguinte: mil meticais, dividido em duas partes Limitada., e outra no valor nominal de
A cessão da quota no valor de nove mil e assim distribuídas: cento e três mil e trezentos trinta e três
oitocentos meticais, que o sócio Jorge Samuel a) Uma quota correspondente vírgula trinta e três meticais, pertencente à
possuía e que cedeu a Sajjad Ahmad; à cinquenta e um por cento do Imopetro – Importadora Moçambicana de
capital social pertencente ao Petróleos Limitada. (quota própria).
O capital social mantém em vinte mil
sócio Jorge Samuel; Maputo, dezoito de Setembro de dois mil
meticais, pela entrada de novo sócio Sajjad
b) Uma quota correspondente e treze. — O Técnico, Ilegível.
Ahmad em consequência é alterada a redacção
à quarenta e nove por cento do
dos artigos quinto e sexto do pacto social, o qual capital social pertencente ao
passa a ter a seguinte nova redacção: sócio Sajjad Ahmad.
ARTIGO QUINTO ARTIGO SEXTO
Aude Consulting
(Divisão e cessão de quotas) (Administração e gestão) – Sociedade Unipessoal,
O capital social, integralmente Um) A administração, gestão da Limitada
subscrito e realizado em dinheiro, é de sociedade e sua representação em juízo
vinte mil meticais, dividido em duas partes e fora dela, activa e passivamente, será Certifico, para efeitos de publicação, que
assim distribuídas: exercida por Jorge Samuel e Sajjad Ahmad por deliberação de dez de Setembro de dois
a) Uma quota correspondente que desde já ficam nomeados gerentes, mil e treze, da Sociedade Aude Consulting-
à cinquenta e um por cento do com dispensa de caução, bastando as suas Sociedade Unipessoal, Limitada, matriculada
assinaturas, para obrigar a sociedade na Conservatória do Registo das Entidades
capital social pertencente ao
Dois) Os gerentes têm plenos poderes Legais, sob o NUEL 100379252, encontrava-se
sócio Jorge Samuel;
para nomear mandatários a sociedade, presente a sócia única, Aude Morgane Debloos,
b) Uma quota correspondente
conferindo, os necessários poderes de representando a totalidade do capital social.
à quarenta e nove por cento do
capital social pertencente ao representação. Deliberou alterar a sede da mesma, da
sócio Sajjad Ahmad. Maputo, vinte de Setembro de dois mil Avenida Julius Nyerere, número dois mil
e treze. — O Técnico, Ilegível. trezentos noventa e nove, Maputo, para Rua
ARTIGO SEXTO seis, Praia de Nanhimbe, Pemba, Cabo Delgado,
Moçambique, e em consequência das alterações
(Administração e gestão)
verificadas fica alterada a composição do
Um) A administração, gestão da artigo primeiro, que passará a reger-se pelas
Imopetro, Limitada disposições constantes do artigo seguinte:
sociedade e sua representação em juízo
e fora dela, activa e passivamente, será Certifico, para efeitos de publicação, que por ARTIGO PRIMEIRO
exercida por Jorge Samuel e Sajjad Ahmad documento particular sem número de dezassete
que desde já ficam nomeados gerentes, de Setembro de dois mil e treze, se procedeu na (Sede)
com dispensa de caução, bastando as suas sociedade em epígrafe à alteração do número Um) A sociedade tem a sua sede na
assinaturas, para obrigar a sociedade. um do artigo quarto do pacto social, passando Rua seis, Praia de Nanhimbe, Pemba,
Dois) Os gerentes têm plenos poderes a ter a seguinte redacção: Cabo Delgado, Moçambique.
para nomear mandatários a sociedade, Dois) (mantém-se).
ARTIGO QUARTO
conferindo, os necessários poderes de Em tudo não alterado continuam as
representação. Um) O capital social, totalmente disposições dos artigos anteriores.
Maputo, vinte de Setembro de dois mil subscrito e realizado, é de dois milhões, Maputo dezasseis de Setembro de dois mil
e treze. — O Técnico, Ilegível. duzentos e sessenta e seis mil, seiscentos e treze. — O Técnico, Ilegível.
24 DE SETEMBRO DE 2013 3032 — (57)

Chá de Magoma, S.A. no referido cartório notarial, procedeu-se na três milhões de meticais, dividido em
sociedade em epígrafe, aumento do capital cinquenta e três mil acções no valor de
Certifico, para efeitos de publicação, que por social, de vinte e três milhões de meticais para mil meticais cada.
escritura pública de vinte de Junho de dois mil cinquenta e três milhões de meticais. Altera-se Que, em tudo o mais não alterado por esta
e treze, lavrada de folhas catorze e seguintes do o artigo quinto dos estatutos que passam a ter a
escritura continuam as disposições do pacto
livro de notas para escrituras diversas número seguinte nova redacção.
social anterior.
trezentos e sete traço D do Segundo Cartório
Notarial de Maputo, perante Dárcia Elisa Álvaro ARTIGO QUINTO Está conforme.
Freia, licenciada em Direito, técnica superior dos O capital social, integralmente subs- Maputo, vinte de Junho de dois mil
registos e notariado N1 e notária em exercício crito em dinheiro, é de cinquenta e e treze. — A Notária, Ilegível.
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E. P. NOVOS
EQUIPAMENTOS NOVOS SERVIÇOS DESIGN GRÁFICO
AO SEU DISPOR
Preço das assinaturas do Boletim da República para
o território nacional (sem porte):
Nossos serviços:
— As três séries por ano ...............................8.600,00MT
— As três séries por semestre ........................ 4.300,00MT
Preço da assinatura anual:
— Maketização, Criação Séries
I ..................................................................... 4.300,00MT
de Layouts e Logotipos; II .................................................................... 2.150,00MT
III ................................................................... 2.150,00MT
— Impressão em Off-set Preço da assinatura semestral:
I ..................................................................... 2.150,00MT
e Digital; II .................................................................... 1.075,00MT
III ................................................................... 1.075,00MT
— Encadernação e Restauração
de Livros; Delegações:
Beira —Rua Correia de Brito, n.º 1529 – R/C
— Pastas de despachos, Tel.: 23 320905
Fax: 23 320908
impressos e muito mais! Quelimane — Rua Samora Machel, n.º 1004,
Tel.: 24 218410 Fax: 24 218409
Brevemente em Pemba.

Imprensa Nacional de Moçambique, E. P. – Rua da Imprensa, n. º 283 – Tel: + 258 21 42 70 21/2 – Cel.: + 258 82 3029296, Fax: 258 324858 , C.P. 275,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz – www.imprensanac.gov.mz

Preço — 24,24 MT
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.