Você está na página 1de 44

Quarta-feira, 20 de Março de 2019 III SÉRIE —

­ Número 55

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. ISA – Gems, Limitada.


Mercearia & Serralharia – Soluções, Sociedade Unipessoal, Limitada.
AVISO MMD Imobiliária, Limitada.
CJ ICM Logistics, Limitada.
A matéria a publicar no «Boletim da República» deve ser Diesel Expresso, Limitada.
remetida em cópia devidamente autenticada, uma por cada Palmontt, S.A.
assunto, donde conste, além das indicações necessárias para Mega Ye – Sociedade Unipessoal, Limitada.
esse efeito, o averbamento seguinte, assinado e autenticado: Central Eléctrica de Tetereane, S.A.
Para publicação no «Boletim da República». Mala Pronta – Agência de Viagens & Turismo, Limitada.
Maputo Executive Hotel, Limitada.
ISC Mozambique, Limitada.
SUMÁRIO ISC Mozambique, Limitada.
Ministério da Justiça:
Despacho. MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos:
DESPACHO
Despachos.
Um grupo de cidadãos requereu a Ministra da Justiça o reconhecimento
Instituto Nacional de Minas: da Associação Cultural Tchova Xitaduma como pessoa jurídica, juntando
Aviso. ao pedido os estatutos da constituição.
Governo do Distrito de Magude: Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de uma
Despacho. associação que prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis
cujo acto de constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo
Governo do Província de Gaza: e os requisitos exigidos por Lei, nada obstando o seu reconhecimento.
Despacho. Nestes termos e no disposto no número um do artigo cinco da Lei
número oito barra noventa e um, de dezoito de Julho e artigo um do
Anúncios Judiciais e Outros: Decreto número vinte e um barra noventa e um, de três de Outubro,
Associação Cultural Tchova Xitaduma. vai reconhecida como pessoa jurídica a Associação Cultural Tchova
Associação Cristã Nova Geração. Xitaduma .
Associação de Apoio à Saúde Mental – Mente Saudável. Ministério da Justiça, em Maputo, doze de Dezembro de dois mil
Associação União de Luta pelo Desenvolvimento da Comunidade e treze. — A Ministra da Justiça, Maria Benvinda Delfina Levi.
de Massavassa-KUHLAYISA.
Associação dos Agricultores Khendlemuka de Chalate de Magude-
Sede.
Kisawa Hospitality, Limitada.
Zam Sul Engenharia e Construções – Sociedade Unipessoal, Limitada. MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, ASSUNTOS CONSTITUCIONAIS
Silcom Engenharia & Maintenance, S.A. E RELIGIOSOS
Licoloma, Limitada.
Soteng, Limitada. DESPACHO
Mundo do Doce, Limitada.
Shiatsu Maputo – Sociedade Unipessoal, Limitada. Um grupo de cidadãos requereu ao Ministro da Justiça, Assuntos
Oryx Boutique Hotel, Limitada. Constitucionais e Religiosos, o reconhecimento da Associação Cristã
Tulipa Minerals, Limitada. Nova Geração, como pessoa jurídica, juntando ao pedido estatutos da
Well Pharma – Sociedade Unipessoal, Limitada. sua constituição.
Ziva Tako, Limitada. Apreciado o processo verifica - se que se trata de uma associação que
Massango Holding, Limitada. prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis cujo acto de
Alistair Services Moçambique, Limitada. constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo e os requisitos
JNCS-Consultoria e Serviços, Limitada. por lei, portanto nada obstam o seu reconhecimento.
Princi Mega Centar – Sociedade Unipessoal, Limitada. Nestes termos, ao abrigo do disposto do n.º 1 do artigo 5 da Lei
Green Anchor Group – Sociedade Unipessoal, Limitada. n.º 8/91, de 18 de Julho, conjugado com o artigo 1 do Decreto n.º 21/91,
Mega Construções Africa, Limitada. de 3 de Outubro, vai reconhecida como pessoa jurídica a Associação
Murofield Moz – Sociedade Unipessoal, Limitada.
Cristã Nova Geração.
Sasol Mozambique A5 A, Limitada.Sasol Mozambique PT5-C,
Limitada. Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, em
Premier Security, Limitada. Maputo, 11 de Julho de 2017. — O Ministro, Isaque Chande.
1700 III SÉRIE — NÚMERO 55

DESPACHO Governo do Distrito de Magude


Um grupo de cidadãos requereu ao Ministro da Justiça, Assuntos DESPACHO
Constitucionais e Religiosos, o reconhecimento da Associação de Apoio
a Saúde Mental – Mente Saúdavel, como pessoa jurídica, juntando ao Lázaro Manuel Bambamba, Técnico Superior N1 e Administrador do
pedido estatutos da sua constituição Distrito de Magude, certifica que um grupo de cidadãos em representação
da Associação dos Agricultores de Khendlemuka de Chalate de Magude-
Apreciado o processo verifica - se que se trata de uma associação que Sede, na província de Maputo, distrito de Magude, Posto Administrativo
prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis cujo acto de de Magude-Sede, localidade de Mulelemane, representado pelo senhor
constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo e os requisitos Arnaldo Muzilicaze Timba, requereu o seu reconhecimento como pessoa
por lei, portanto, nada obsta o seu reconhecimento. jurídica, juntando ao pedido os estatutos da associação e todos os demais
Nestes termos, ao abrigo do disposto do n.º 1 do artigo 5 da Lei documentos legalmente exigidos para o efeito.
n.º 8/91 de 18 de Julho, conjugado com o artigo 1 do Decreto n.º 21/91, Analisados os documentos que fazem parte do processo, verificou-se
3 de Outubro, vai reconhecida como pessoa jurídica a pessoa jurídica a que, a cooperativa prossegue fins lícitos e legalmente possíveis e que o
Associação de Apoio a Saúde Mental – Mente Saúdavel. acto da constituição da mesma, cumpre os requisitos fixados na lei, sem
nada que obsta no seu reconhecimento.
Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, em
Nestes termos e demais previstos no Decreto-Lei n.º 2/2006, de 3 de
Maputo, 30 de Janeiro de 2019. — O Ministro, Joaquim Veríssimo.
Maio, é reconhecida como pessoa jurídica a Associação dos Agricultores
de Chalate de Magude-Sede.
Magude, 21 de Dezembro de 2017. — Administrador do Distrito,
Lázaro Manuel Bambamba.

Instituto Nacional de Minas


AVISO Governo da Província de Gaza
Em cumprimento do disposto no artigo 26 do Regulamento da Lei de DESPACHO
Minas aprovado pelo Decreto n.º 31/2015, de 31 de Dezembro, publicado O cidadão Carlos Milagre Machava em representação da Associção
no Boletim da Repúplica n.º 104, I.ª série, suplemento, faz-se saber que União de Luta pelo Desenvolvimento da Comunidade de Massavassa
por despacho de S. Ex.ª Ministro dos Recursos Minerais e Energia de 14 – KUHLAYISA, com sede na Aldeia Massavassa, Distrito de Chókwè,
de Dezembro de 2018, foi atribuída a favor de Focus 7 Exploration, S.A., Província de Gaza, requer o seu reconhecimento como pessoa jurídica,
a Licença de Propecção e Pesquisa n.º 9610L, válida até 31 de Outubro de juntando ao pedido os estatutos da constituição e os demais documentos
2023, para manganês, uránio, ouro e minerais associados, no Distrito de legalmente exigidos para o efeito.
Mágoè, na Província de Tete, com as seguintes coordenadas geográficas: Analisados os documentos que fazem parte do processo, verifica-
se que a associação prossegue fins lícitos, determinados e legalmente
Vértice Latitude Longitude possíveis cujo acto de constituição e os estatutos da mesma cumprem
1 -15º 52' 00,00'' 30º 25' 30,00'' o escopo e os requisitos exigidos por Lei, nada obstando o seu
reconhecimento.
2 -15º 52' 00,00'' 30º 32' 50,00''
Nestes termos e em observância do disposto no artigo 4 e no
3 -15º 59' 50,00'' 30º 32' 50,00''
n.º 1 do artigo 5, da Lei n.º 8/91, de 18 de Julho, é reconhecida como
4 -15º 59' 50,00'' 30º 25' 30,00'' pessoa jurídica a Associção União de Luta pelo Desenvolvimento da
Comunidade de Massavassa – KUHLAYISA .
Instituto Nacional de Minas, 17 de Dezembro de 2018. — O Director- Governo da Província de Gaza, em Xai-Xai, 14 de Abril de 2010,
Geral, Adriano Silvestre Sênvano. — O Governador da Província, Raimundo Maico Diomba.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Kisawa Hospitality, Limitada Sede: resorts, lodges e outras unidades com fins
Um) A Sociedade tem a sua sede na turísticos, bem como gestão imobiliária,
Certifico, para efeitos de publicação, que no Rua 1.233, nr. 72/C, Maputo, podendo o acomodação, restauração, catering, logística
dia 22 de Fevereiro de 2019, foi matriculada na Conselho de Administração deliberar sobre e demais serviços com aqueles relacionados.
Conservatória de Registo de Entidades Legais a sua transferência para qualquer outro local Dois) Por decisão da assembleia geral, a
sob o NUEL 101112888, uma sociedade por dentro do território nacional, devendo para tal sociedade poderá exercer outras actividades
quotas de responsabilidade limitada denominada obter as devidas autorizações. conexas ou subsidiárias da actividade principal
Kisawa Hospitality, Limitada. Dois) A sociedade poderá abrir sucursais, não referidas no número anterior.
A sociedade passará a reger-se pelas delegações, agências ou qualquer outra forma Três) Mediante deliberação dos sócios,
cláusulas e condições constantes nos estatutos de representação em território nacional ou pode a sociedade participar, gerir, directa
da sociedade, os quais foram submetidos na estrangeiro, mediante deliberação do conselho ou indirectamente, no capital de outras
Conservatória de Registo de Entidades Legais,
de administração, onde e quando o julgue empresas, em projectos e empreendimentos
nos termos do artigo 247 n.º 3 e 4 do Código
conveniente. que de alguma forma concorram para o
Comercial, dentre as quais:
Objecto: preenchimento do seu objecto social, bem como,
Firma:
Um) A sociedade tem por objecto principal com o mesmo objectivo, aceitar concessões,
A sociedade adopta o tipo de sociedade por
quotas e a forma Kisawa Hospitality, Limitada, a gestão e exploração de empreendimentos adquirir participações no capital de quaisquer
sendo constituída por tempo indeterminado. turísticos, exploração de unidades hoteleiras, sociedades, independentemente do respectivo
20 DE MARÇO DE 2019 1701

objecto social, ou ainda participar em empresas, b) KPMG – Auditores e Consultores, ARTIGO TERCEIRO
associações empresariais, agrupamentos de representada pelo senhor
empresas ou outras formas de associação. Quintino Manuel Pinto Cotão, Filiação

Capital social: de nacionalidade moçambicana, A associação poderá filiar-se em outras


portador do Bilhete de Identidade
Um) O capital social, integralmente subscrito associações ou organizações nacionais ou
n.º 110100977788M, emitido pelas
e realizado em dinheiro é de 1,000,000.00 MT estrageiras, que prossigam fins consentâneos
autoridades de Moçambique, a 22
(um milhão de meticais), correspondente à soma com os seus.
de Março de 2011, e válido até ao
de duas quotas, assim distribuídas:
dia 22 de Março de 2021. ARTIGO QUARTO
a) Uma quota no valor de 990,000.00MT
Vinculação da sociedade:
(novecentos noventa mil meticais), Sede
que corresponde a 99% do capital Um) A sociedade ficará obrigada:
social, pertencente ao sócio a) Pela assinatura conjunta de dois Um) A associação é de âmbito nacional e
Benguerra Holding; administradores; tem a sua sede em Maputo, rua Mateus Sansão
b) Uma quota no valor de 10,000.00 MT b) Pela assinatura de qualquer pessoa Muthemba, número duzentos e oitenta e sete.
(dez mil meticais), que corresponde a quem a administração tenha Dois) Por deliberação da Assembleia
a 1% do capital social, pertencente delegado poderes ou de procurador Geral, pode criar delegações e outras formas
ao sócio Kisawa, Limitada. especialmente constituído, nos de representação social em território nacional
Dois) O capital social, pode ser aumentado termos e limites específicos do e estrangeiro.
uma ou mais vezes, mediante deliberação da respectivo mandato;
c) Pela assinatura do director-geral, CAPÍTULO II
assembleia geral.
em exercício nas suas funções
Conselho de administração: Dos objectivos
conferidas de acordo com o n.º 2
Um) Excepto deliberação em contrário dos do artigo precedente. ARTIGO QUINTO
sócios, a sociedade será administrada por um
Dois) Os actos de mero expediente poderão Objetivos
conselho de administração constituído por um
ser assinados por um administrador, pelo
mínimo de 3 (três) membros dentre os quais A Associação tem por objectivo:
director geral ou por qualquer empregado
será nomeado o presidente do conselho de
devidamente autorizado. a) Activar, promover, divulgar e realizar
administração.
Três) Em caso algum poderão os actividades de carácter cultural
Dois) Os sócios podem, a qualquer momento
administradores, diretor-geral, empregado ou tais como: música, a dança, artes
nomear e exonerar os administradores da
qualquer outra pessoa comprometer a sociedade plásticas e outras;
sociedade quer seja para substituir um
em actos ou contratos estranhos ao seu objecto, b) Realizar intercâmbio cultural com
administrador impedido ou ainda para aumentar
designadamente em letras e livranças de favor, outros organismos congéneres
o número de administradores da sociedade.
fianças e abonações. nacionais e estrangeiros;
Três) Os administradores são designados por
períodos de 4 (quatro) anos renováveis. Está conforme. c) Realizar estudos e projectos no âmbito
Quatro) Pessoas que não são sócias podem Maputo, 22 de Fevereiro de 2019. cultural;
ser designadas administradores da sociedade. — O Técnico, Ilegível. d) Promover e realizar exposições com
Cinco) Excepto deliberação em contrário dos artistas nacionais e estrangeiros;
sócios, os administradores são dispensados de e) Contribuir para projecção de novos
prestar caução para o exercício das suas funções. artistas.
Seis) Compete aos sócios aprovarem a
remuneração dos administradores. CAPÍTULO III
Sete) As funções de administrador cessarão
Associação Cultural Tchova
se o administrador em exercício: Xitaduma Dos membros, categoria, direitos
e deveres
a) Cessar as suas funções em virtude da CAPÍTULO I
aplicação da lei ou de uma ordem ARTIGO SEXTO
de exoneração ou desqualificação Da denominação, natureza jurídica, Dos membros
feita após sua nomeação; âmbito, sede e objectivo
b) Renunciar ao cargo através de Podem ser membros da associação todas
comunicação escrita à sociedade; ARTIGO PRIMEIRO as pessoas singulares ou coletivas, nacionais e
c) Ser declarado insolvente ou falido ou estrangeiras, que aceitam e se comprometem a
Denominação
celebrar acordos com credores; executar o programa e estatutos da associação.
d) Sofrer ou vir a sofrer de uma anomalia A associação adopta a denominação de
psíquica; ARTIGO SÉTIMO
Associação Cultural Tchova Xitaduma, é
e) Falecer ou reformar-se na idade de uma pessoa colectiva de direito privado, Categorias dos membros
reforma estabelecida pelos sócios.
sem fins lucrativos, de carácter cultural, A associação integra as seguintes categorias
Oito) Até a primeira assembleia geral,
dotada de personalidade jurídica e autonomia de membros:
ficam nomeados como os administradores da
sociedade: administrativa, financeira e patrimonial. a) Membro fundador - é toda a pessoa
a) Davide Sala, de nacionalidade que contribui na criação da
ARTIGO SEGUNDO
italiana, portador do Passaporte associação ou que se ache inscrita
n.º YA9221581, emitido pelo Duração a data da realização da assembleia
Ministério dos Negócios constituinte;
Estrangeiros e Cooperação A associação constitui-se por tempo b) Membro efectivo – é toda a pessoa
Internacional, a 4 de Março de 2016 indeterminado, contando-se o seu início a partir singular ou colectiva, nacional ou
e válido até 3 de Março de 2026; da data do reconhecimento jurídico. estrangeira que contribua com a sua
1702 III SÉRIE — NÚMERO 55

actividade para o funcionamento ARTIGO DÉCIMO ARTIGO DÉCIMO QUINTO


e desenvolvimento da associação
Perda de qualidade de membro Funcionamento
e declara aceitar os estatutos e
regulamento, exprimindo o desejo Um) Perdem a qualidade de membro: Um) A Assembleia Geral considera-se
de fazer parte da associação, e que a) Os que praticarem actos contrários ou constituída em primeira convocatória desde que
seja aceite pela Assembleia Geral; lesivos a associação; estejam presentes pelo menos metade dos seus
c) Membro benemérito- é toda a pessoa b) Os que estando obrigados, deixam membros, e em segunda convocatória, seja qual
singular ou coletiva que contribui de pegar as quotas por um for o número de membros presentes.
de forma económica substancial período igual ou superior a três Dois) As deliberações são tomadas por
para a prossecução dos objectivos meses consecutivos por motivos maioria absoluta de votos dos membros
da associação; injustificados, e não as liquidem presentes.
d) Membro honorário – é toda a pessoa no prazo que lhes for fixado pelo Três) As deliberações sobre a alteração dos
singular ou colectiva que pela sua Conselho de Direcção; estatutos exigem o voto favorável três quartos
acção e prestígio tenha contribuído c) Os que voluntariamente declararem de número dos membros presentes.
de forma notável para a realização não querer pertencer a associação. Quatro) As deliberações sobre a dissolução
dos objectivos ou consolidação da Dois) Compete a Assembleia Geral, são da associação e o destino a dar ao seu património
associação. proposta do Conselho de Direcção declarar a requerem um voto favorável de três quartos do
perda de qualidade de membro. número de todos os membros.
ARTIGO OITAVO
CAPÍTULO IV ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Direito dos membros
Dos órgãos sociais, competências Messa da Assembleia Geral
Constituem direitos dos membros: e funcionamento
Um) A Mesa da Assembleia Geral é
a) Participar nas iniciativas desenvolvidas ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO constituída por um presidente, um secretário
pela associação;
Órgãos sociais e um, relator, eleitos pela Assembleia Geral.
b) Frequentar a sede ou delegações,
Dois) A Mesa da Assembleia Geral é eleita
utilizando os servições e São órgãos sociais da Associação Cultural por um período de três anos, podendo ser
beneficiar dos apoios nos termos Tchova Xitaduma: reeleita por mais de um mandato.
regulamentares; a) Assembleia Geral;
Três) Compete ao Presidente da Mesa da
c) Recorrer das decisões ou deliberações b) Conselho de Direcção;
Assembleia dirigir os trabalhos, coadjuvado
que se reputem injustiças; c) Concelho Fiscal.
pelo vice-presidente.
d) Solicitar a sua exoneração; Quatro) Ao secretário e ao relator compete
SECÇÃO I
e) Exercer outros direitos e gozar de elaborar as actas das sessões e servir de
outras regalias estabelecidas pelo Da Assembleia Geral escrutinador.
órgão sociais;
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
f) Eleger e ser eleito pelos e para órgão
sociais; Da Assembleia Geral
Competência
g) Votar e emitir pareceres sobre as Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo
deliberações dos órgãos sociais; Compete a Assembleia Geral deliberar
da associação.
sobre todas as matérias, quem representem
h) Ter acesso aos livros de escrituração Dois) A Assembleia Geral é constituída
os objectivos da Associação Cultural Tchova
e demais documentos referentes ao por todos os membros em pleno gozo dos seus
Xitaduma.
exercício das actividades. direitos.
Três) As deliberações da Assembleia Geral a) Deliberar sobre alterações aos
ARTIGO NONO são obrigatórias para todos os membros. estatutos;
Quatro) Membros beneméritos e honorários b) Admitir novos membros sob proposta
Deveres dos membros da direção ou mediante propostas
assistem as sessões da Assembleia Geral sem
direito a voto. subscrita por pelo menos dois
Constituem deveres dos membros:
membros;
a) Observar e cumprir as disposições ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO c) Deliberar sobre a perda de qualidade
estatutárias e regulamentares e de membro;
Periodicidade
outras que de forma adequada d) Conceder a distinção de membro
sejam estabelecidas pelos órgãos A Assembleia Geral reúne ordinariamente honorário;
da associação; uma vez por ano, no primeiro trimestre, e e) Fixar valor de jóia e dos montantes das
b) Tomar parte activa nas actividades da extraordinariamente sempre que requerida quotas mensais;
associação; por pelo menos um quinto dos membros f) Eleger e exonerar os titulares dos
c) Zelar pelo património da associação; fundadores e efectivos ou pelo Conselho de órgãos sociais;
Direcção, convocada pelo Presidente da Mesa g) Deliberar sobre os recursos interpostos
d) Efectuar o pagamento da jóia de
da Assembleia Geral. das deliberações da Direcção.
admissão e satisfazer regulamentos
h) Aprovar o balanço e contas do
o pagamento de quotas; ARTIGO DÉCIMO QUARTO exercício;
e) Participar nas assembleias gerais e i) Demandar os administradores por
Convocatória
extraordinárias e nas reuniões para actos praticados no exercício do
que for convocado; A Assembleia Geral deve ser convocada com seu cargo;
f) Abster-se da prática de actos contrários antecedência mínima de quinze dias, devendo j) Sancionar a aquisição onerosa de
aos objectivos prosseguidos pela a convocatória indicar o dia, a hora, o local da bens imobiliários, sua oneração ou
associação. reunião e a respectiva agenda. alienação;
20 DE MARÇO DE 2019 1703

k) Fixar as remunerações que entenda, g) Adquirir, arrendar, alienar ouvindo Dois) O Conselho de Direcção pode
dívidas, bem como as compensações o Conselho Fiscal, os imóveis delegar no presidente os poderes colectivos de
para despesas ou serviços dos necessários ao funcionamento da presidente da associação em juízo e fora dele.
membros, dos órgãos sociais; associação;
SECÇÃO III
l) Apreciar quaisquer outras questões h) Submeter a decisão da Assembleia
relevantes submetidas a sua Geral a atribuição da qualidade de Do Conselho Fiscal
apreciação. membros honorários, e atribuir a
qualidade de membro benemérito; ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
SECÇÃO II
i) Praticar todos os demais actos que lhe Conselho Fiscal
Do Conselho de Direcção tenham contidos pelos estatutos e
decidir sobre todos os assuntos que Um) O Conselho Fiscal é órgão de auditoria
ARTIGO DÉCIMO OITAVO não sejam da exclusiva competência constituída por um presidente e dois vogais.
de outros órgãos. Dois) O Conselho Fiscal reunirá duas vezes
Natureza
por ano podendo o seu presidente convocá-lo
Um) O Conselho de Direcção é o órgão ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO sempre que o achar conveniente.
executivo da associação competindo-lhe a sua Três) O Conselho Fiscal só delibera quando
Competência do presidente
gestão corrente e administração. esteja presente a maioria dos seus membros.
Dois) Os órgãos de Direcção são reservados Compete ao presidente da associação: Quatro) O Presidente do Conselho Fiscal
aos membros fundadores e efectivos. a) Representar a associação a nível pode assistir a reuniões do conselho de direção
nacional e internacional; sempre que julgue necessário ou a solicitação
ARTIGO DÉCIMO NONO
b) Convocar e dirigir as reuniões a nível da Direcção.
Composição e mandato da direcção; Cinco) O Conselho Fiscal pode ser substituído
c) Supervisar todas as actividades da por uma empresa de auditoria devidamente
Um) O Conselho de Direcção é constituída
associação; registada e reconhecida internacionalmente.
por três membros sendo um presidente, um vice-
d) Dar posse aos membros dos órgãos
presidente e um secretário executivo eleitos em
eleitos. ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
Assembleia Geral.
Dois) A Direcção é coadjuvada e assessorada ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO Competências do Conselho Fiscal
pelo departamento cultural.
Competências do vice-presidente Ao Conselho Fiscal compete:
Três) Os membros da Direcção são eleitos
por mandato de dois anos. a) Examinar as contas e a situação
São competências do vice -presidente:
financeira do Tchova;
ARTIGO VIGÉSIMO a) Substituir o presidente nas suas faltas
b) Verificar e providenciar para que os
e impedimento;
Competência do Conselho de Direcção fundos sejam utilizados de acordo
b) Coadjuvar o presidente nos trabalhos
com os estatutos;
Compete ao Conselho de Direcção, da Direcção;
c) Diligenciar para que a escrita da
administrar e gerir a associação e decidir sobre c) Coordenar as actividades das áreas
associação esteja organizada e
todos os assuntos que os presentes estatutos ou a cultural e administrativa.
arrumada segundo os princípios
lei os reserva para a assembleia, e, em especial: ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO contabilísticos;
a) Representar a associação, activa e d) Dar parecer sobre relatório, balanço
Competência do secretário
passivamente, em juízo e fora dele e contas, de exercício programa de
em todos os actos; São competências do secretário executivo: actividade e orçamento;
b) Cumprir e fazer cumprir as disposições a) Dirigir a área administrativa e elaborar e) Requerer a convocação da Assembleia
estatutárias e legais e as deliberações actas das reuniões da Direcção; Geral em sessão extraordinária,
da Assembleia Geral; b) Superintender os serviços gerais da quando julgar o necessário.
c) Elaborar e submeter ao parecer do tesouraria;
Conselho Fiscal e a aprovação da c) Assinar com o presidente os cheques CAPÍTULO V
Assembleia Geral o relatório de bancários e outros títulos ou
Dos fundos
contas respeitantes ao exercício documentos que representem
findo e o bem como o plano de responsabilidades financeiras para SECÇÃO IV
actividades e orçamento respectivo a associação;
para o ano seguinte; d) Organizar balancetes a serem Dos fundos
d) Elaborar e submeter a aprovação apresentados nas reuniões mensais
da Direcção; ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO
da Assembleia Geral normas e
regulamentos para o funcionamento e) Elaborar os balanços patrimonial e Constituem fundos da associação:
da associação; financeiros anuais para aprovação a) Os montantes das jóias e das quotas
e) Propor a Assembleia Geral a demissão pela assembleia com parecer do mensais;
e exclusão de membros; Conselho Fiscal.
b) Os rendimentos resultantes das
f) Decidir sobre programas e projectos em ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO actividades da associação na
que a associação deva participar, prossecução dos seus objectivos;
quando que por uma questão de Formas de obrigar
c) Os subsídios, contribuições, legados
oportunidade não possam ser Um) Para obrigar a associação é necessária a e outros donativos que lhe sejam
submetidos a decisão da Assembleia assinatura ou duas de dois membros da direcção, concedidos por pessoas ou entidade
Geral, sujeitando-se porém a uma sendo um deles o presidente ou, na sua ausência físicas ou colectivas, públicas ou
confirmação; ou impedimento a do vice-presidente. privadas, nacionais ou estrageiras.
1704 III SÉRIE — NÚMERO 55

CAPÍTULO VI ARTIGO DOIS CAPÍTULO II


Das disposições (Âmbito, sede e duração) Dos membros, direitos e deveres
ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO Um) A associação é de âmbito nacional, ARTIGO QUATRO
podendo, conforme for deliberado pela
Dissolução (Admissão de membros)
Assembleia Geral, sob proposta do Conselho
Um) A associação pode dissolver-se nos de Direcção, filiar-se, fundir-se ou representar Um) A admissão dos membros da associação
seguintes casos: outras organizações ou associações nacionais ou é feita mediante proposta por dois membros
a) Por deliberação da Assembleia Geral; estrangeiras, públicas ou privadas, em território fundadores, acompanhada pela manifestação
b) Por demais casos previstos na lei. moçambicano ou no estrangeiro. de interesse do candidato, ou pelo candidato
por escrito, neste último caso a sua idoneidade
Dois) A dissolução da associação apenas pode Dois) A associação têm a sua sede rua do
deve ser comprovada por um membro.
ocorrer em Assembleia Geral expressamente Parque, n.º 101, 1.º andar único, bairro da
Dois) O regulamento interno da associação
convocada para o efeito. Sommerschield, cidade de Maputo, podendo,
pode estabelecer as regras complementares para
porém, criar delegações ou outro tipo de a admissão, suspensão, exclusão e exoneração
ARTIGO VIGÉSIMO NONO representações em todo o território nacional de membros.
Liquidação ou no estrangeiro, mediante deliberação da
Assembleia Geral. ARTIGO CINCO
Um) A liquidação do património social será
Três) A associação é constituída por tempo (Categoria de membros)
assegurada pelo Presidente do Conselho de
indeterminado.
Direcção que estiver em exercício. Um) A associação possui as seguintes
Dois) A liquidação deve ser efectuada no ARTIGO TRÊS categorias de membros:
prozo de seis meses após a deliberação da a) Membros fundadores: as pessoas
dissolução. (Objectivos)
singulares que participaram
Três) Extinta a associação, os bens que lhe A associação tem por objectivos: na criação da associação e
tenham sido doados ou deixados com qualquer subscreveram a acta da sua
a) Promover a saúde mental e a qualidade
encargo ou efectuação, a outra pessoa colectiva. constituição;
de vida;
Quatro) Os bens não abrangidos pelo número b) Membros beneméritos: todas aquelas
anterior são entregues a outras associações b) Prestar apoio especializado a pessoas pessoas singulares ou colectivas,
congéneres. com transtornos mentais, tanto que participaram directa ou
nas nossas instalações, como via indirectamente na prossecução dos
telefone, telemóvel ou por correio objectivos da associação, através
electrónico; de apoio material, intelectual ou
c) Desenvolver actividades sócio- financeiro;
ocupacional nas suas instalações; c) Membros colectivos: são todas as
d) Promover palestras para a comunidade entidades colectivas, nacionais
Associação de Apoio ou estrangeiras, que perseguindo
sobre qualidade de vida, saúde
à Saúde Mental – Mente objectivos afins aos da associação,
mental, transtornos do controle do
Saudável impulso e transtornos psiquiátricos;
pretendam filiar-se nesta e aceitem
as cláusulas definidas nestes
Certifico, para efeitos de publicação, que e) A capacitação de profissionais
estatutos bem como as disposições
por documento particular de vinte e sete de para actuação na prevenção dos
do regulamento interno; e
Dezembro de dois mil e dezoito, foi constituída transtornos do controle do impulso d) Membros efectivos: os membros
uma associação denominada Associação de e transtornos psiquiátricos; fundadores e as pessoas singulares
Apoio à Saúde Mental – Mente Saudável, f) Estabelecer relações e manter que tenham sido admitidas como tal
devidamente registada na Conservatória intercâmbio de experiência após a constituição da associação.
do Registo de Entidades Legais, sob com profissionais das áreas de
Dois) O regulamento interno da associação
NUEL 101106225, que se regerá pelas cláusulas psiquiatria, psicologia e áreas afins; pode estabelecer outras categorias de membros
constantes dos artigos seguintes: g) O acolhimento a pessoas com da associação, bem como os direitos e deveres
distúrbios decorrentes de dos mesmos.
CAPÍTULO I
transtornos do controle do impulso,
Da denominação, natureza, âmbito, demais transtornos psiquiátricos ARTIGO SEIS
sede, duração e objectivos e o posterior encaminhamento a (Perda da qualidade de membros)
ARTIGO UM profissionais especializados ou a
Um) Perdem a qualidade de membros:
instituições públicas ou privadas,
(Denominação e natureza jurídica) a) Os que apresentem a devida renúncia
caso se mostre necessário um
por escrito;
A Associação de Apoio à Saúde Mental – tratamento de longa duração;
b) Os que não realizarem o pagamento
Mente Saudável, é uma pessoa colectiva de h) Orientar o utente, os seus familiares a das respectivas quotas por um
direito privado, sem fins lucrativos, dotada respeito das causas e consequências período superior a 12 (doze) meses,
de personalidade jurídica com autonomia dos transtornos do impulso e os salvo a apresentação de justificação
administrativa, financeira e patrimonial, demais transtornos psiquiátricos, válida;
regendo-se pelo presente estatuto e demais bem como sobre os meios de c) Os que infrinjam de forma reiterada ou
legislação aplicável. prevenção e combate dos mesmos. grave os deveres sociais;
20 DE MARÇO DE 2019 1705

d) Os que tenham uma conduta contrária SECÇÃO I ARTIGO DEZASSEIS


aos objectivos da associação; e
Da assembleia geral (Funcionamento da Mesa da Assembleia
e) Por morte.
ARTIGO DOZE Geral)
Dois) A perda da qualidade de membro,
deve ser deliberada pelo Conselho de Direcção (Natureza e composição da Assembleia A Mesa da Assembleia Geral deve assegurar
e ratificada pela Assembleia Geral. Geral) que a documentação e distribuição das actas das
sessões, incluindo a passagem de testemunho à
ARTIGO SETE A Assembleia Geral é o órgão máximo da
presidência subsequente.
associação e dela fazem parte todos os membros
(Direitos dos membros) filiados em pleno gozo dos seus direitos. SECÇÃO II
Um) Constituem direitos de todos os ARTIGO TREZE Do conselho de direcção
membros:
(Funcionamento da Assembleia Geral) ARTIGO DEZASETE
a) Frequentar as instalações da associação,
sede nacional e demais delegações Um) A Assembleia Geral reúne- (Natureza e composição do Conselho de
ou secções que forem criadas; se ordinariamente duas vezes por ano e, Direcção)
b) Usufruir de regalias e outras extraordinariamente sempre que a sua
prerrogativas concedidas pela convocação seja requerida pelo seu presidente, O Conselho de Direcção é o órgão social
associação; e pela direcção, ou por, pelo menos um terço dos a quem compete supervisionar e monitorar a
c) Participar nas actividades da membros. gestão correcta e eficaz da Associação, composto
associação. Dois) Para a Assembleia Geral poder por um presidente, um vice-Presidente, um
funcionar em primeira convocação, é necessário secretário, um administrador, e um director
Dois) O regulamento interno da associação
que compareça pelo menos metade do número executivo.
pode estabelecer outros direitos dos membros.
total dos membros efectivos.
Três) Das deliberações da Assembleia Geral ARTIGO DEZOITO
ARTIGO OITO
são lavradas em livro próprio, que é assinado
Funcionamento do Conselho de Direcção
(Deveres dos membros) pela mesa, contando do livro de presenças as
assinaturas dos membros presentes. Um) O Conselho de Direcção reúne-se, pelo
Um) Constituem deveres de todos os
Quatro) As deliberações da Assembleia menos, uma vez por mês, mediante convocação
membros: Geral são tomadas por maioria absoluta de do respectivo presidente, só podendo deliberar
a) Cumprir e fazer cumprir votos dos membros presentes, excepto nos na presença da maioria dos seus membros.
escrupulosamente as disposições seguintes casos: Dois) As deliberações do Conselho de
destes estatutos, o regulamento a) Alteração dos estatutos, que deve ser Direcção são tomadas por maioria relativa de
interno da associação e o por voto favorável de 3/4 do número votos.
regulamento interno; dos membros presentes: Três) As reuniões e deliberações do Conselho
b) Colaborar com os restantes membros b) Dissolução da Associação de Apoio de Direcção devem ser registadas em acta.
na prossecução dos fins da à Saúde Mental – Mente Saudável,
associação; e que deve ser por voto favorável ARTIGO DEZANOVE
c) Informar sobre a mudança de domicílio. de 3/4 do número de todos os
membros. (Competências do Conselho de Direcção)
Dois) O regulamento interno da associação
c) Todas as deliberações quando tomadas Um) Compete ao Conselho de Direcção:
pode estabelecer outros deveres dos membros.
em conformidade com a lei e os
estatutos são obrigatórias para a) Presidir as reuniões do Conselho de
CAPÍTULO III
os restantes membros e órgãos Direcção;
Dos órgãos sociais, seus titulares, da Associação de Apoio à Saúde b) Assinar, juntamente com o vice-
competências e funcionamento Mental – Mente Saudável. presidente e o secretário, as actas
das reuniões do Conselho de
ARTIGO NOVE ARTIGO CATORZE Direcção; e
(Órgãos sociais) (Competência da Assembleia Geral) c) Coordenar e orientar as actividades do
Conselho de Direcção.
São órgãos sociais da associação: Um) Compete à Assembleia Geral:
a) A Assembleia Geral; Dois) O regulamento interno da associação
a) Aprovar o balanço e contas de exercício
b) O Conselho de Direcção; e pode estabelecer outras competências do
da associação apresentado pelo
c) O Conselho Fiscal. Conselho de Direcção.
Conselho de Direcção;
b) Deliberar sobre a alteração dos SECÇÃO III
ARTIGO DEZ
estatutos da associação; e
(Duração do mandato) c) Deliberar sobre a dissolução da Do Conselho Fiscal
Associação e destino do respectivo
O mandato dos membros da Mesa da património. ARTIGO VINTE
Assembleia Geral e do Conselho de Direcção
Dois) O regulamento interno da associação (Natureza e composição do Conselho
é cinco anos, sendo de um ano o mandato pode estabelecer outras competências da
dos membros do Conselho Fiscal, podendo, Fiscal)
Assembleia Geral.
no entanto, qualquer um desses membros ser Um) O Conselho Fiscal é o órgão de
reeleitos. ARTIGO QUINZE
fiscalização interna da associação, sendo quem
ARTIGO ONZE (Composição da Mesa da Assembleia fiscaliza a sua gestão administrativa, financeira
Geral) e patrimonial, bem como o cumprimento das
(Incompatibilidade) respectivas actividades, normas e objectivos.
A Assembleia Geral é dirigida por uma
É vedado a acumulação de cargos pelos mesa composta por um presidente, um vice- Dois) O Conselho Fiscal é composto por, um
titulares dos órgãos sociais. presidente, e um secretário. presidente e 2 vogais.
1706 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO VINTE E UM ARTIGO VINTE E SEIS Quinto: Ivone Adriano Matusse, solteira,
natural de Mulelemane, e residente em
(Funcionamento do Conselho Fiscal) (Dissolução e liquidação)
Timanguene, titular de Bilhete de Identidade
Um) O Conselho Fiscal reúne, sempre Um) A dissolução da associação é feita n.º 100302467281F, emitido no dia cinco de
que necessário para o cumprimento das suas extraordinariamente e, cabendo à Assembleia Fevereiro de dois mil e dezoito, na Matola;
atribuições e, pelo menos, uma vez por ano. Geral decidir da dissolução e do destino a dar Sexto: Telma Zacarias Cossa, solteira,
Dois) Das deliberações do Conselho Fiscal aos bens da associação em conformidade com natural de Incaia-Bilene, e residente em Bilene,
devem ser lavradas em actas. a lei. bairro Guagua, titular de Bilhete de Identidade
Dois) A Assembleia Geral que deliberar n.º 090204707434B, emitido no dia treze de
ARTIGO VINTE E DOIS
sobre a dissolução da Associação de Apoio Fevereiro de dois mil e catorze, em Xai-Xai;
(Competência do Conselho Fiscal) à Saúde Mental – Mente Saudável determina Sétimo: Gimo Alexandre Chaúque, solteiro,
os termos da liquidação e partilha dos bens da natural de Magude, e residente em Mulelemane-
Um) Compete ao Conselho Fiscal:
associação, e nomeia uma comissão liquidatária Magude, titular de Recibo de Bilhete de
a) Examinar, periodicamente e sempre Identidade n.º 07062477, emitido no dia vinte
que dá ao património da associação o destino
que achar necessário, as contas da e seis de Setembro de dois mil e dezassete, em
previsto na lei.
associação para o que lhe serão Magude;
Três) A liquidação deve ser feita no prazo de
facultados os livros e documentos Oitavo: Rute Carlos Maholele, solteira,
seis meses após ter sido deliberada a dissolução.
que a eles respeitem; natural de Mulelemane-Magude, e residente
b) Exigir auditórias por técnicos Está conforme. em Chalate, titular de Bilhete de Identidade
especializados quando necessário e Maputo, 12 de Fevereiro de 2019. n.º 100301280343M, emitido no dia dezanove
sempre que houver disponibilidade — O Técnico, Ilegível. de Setembro de dois mil e dezasseis, na Matola;
financeira para o efeito. Nono: Olidio Lourenço Chaúque, solteiro,
Dois) O regulamento interno da associação natural de Xinavane-Manhiça, e residente
poderá estabelecer outras competências do em Chalate, titular de Bilhete de Identidade
Conselho Fiscal. n.º 100300622197S, emitido no dia dezassete
Associação dos Agricultores de Setembro de dois mil e quinze, na Matola;
SECÇÃO IV
Khendlemuka de Chalate Décimo: Ramos Salomão Fernando, solteiro,
Dos fundos e património de Magude-Sede natural de cidade de Maputo, e residente
em Chalate, titular de Bilhete de Identidade
ARTIGO VINTE E TRÊS Documento complementar elaborado nos n.º 100300588690J, emitido no dia vinte e
(Património) termos do número dois do artigo sessenta e quatro de Junho de dois mil e quinze, na Matola.
nove do Código do Notariado que fica a fazer Verifiquei a identidade dos outorgantes pela
O património social da associação é exibição simultânea dos seus documentos de
parte da escritura lavrada de folhas sessenta
constituído pelos fundos existentes, pelos identidade acima mencionados:
e dois a folhas setenta e um do livro de notas
legados e donativos e por todos os bens, móveis Pelo presente instrumento, e para efeitos
e imóveis, que sejam doados ou adquiridos para para escrituras diversas número um/a da
legais constituem entre si uma associação cujo
a realização dos seus objectivos. Conservatória dos Registos e Notariado de
estatutos regularam pelas disposições constantes
Magude. dos artigos seguintes:
ARTIGO VINTE E QUATRO Associação
(Fundos) No dia vinte e quatro de Abril de dois mil e CAPÍTULO I
dezoito, nesta vila de Magude, e na Conservatória Dos principais gerais
Um) Os fundos da associação têm a seguinte
proveniência: dos Registos e Notariado de Magude, perante
mim Mussá Ussene, conservador, com funções ARTIGO PRIMEIRO
a) Do pagamento das jóias e quotas
Notariais, compareceram como Outorgantes: Denominação
mensais, por parte dos membros e
fundadores da associação; e Primeiro: Armando Muzilicaze Timba, A Associação dos Agricultores Khendlemuka
b) De doações, donativos, legados, solteiro, natural de Magude, e residente em de Chalate Mulelemane, adiante designada por
heranças, subsídios, subvenções Chalate, titular de Bilhete de Identidade Associação dos Agricultores Khendlemuka
ou concessões de qualquer n.º 100301280441Q, emitido no dia vinte de de Chalate colectiva de direito privado, sem
outra natureza a título gratuito Maio de dois mil e onze, na Matola; fins lucrativos, de carácter social, dotado
compatíveis com os fins da Segundo: José João Simango, solteiro, de personalidade jurídica e de autonomia
associação. natural da Vila de Xinavane-Manhiça, e administrativa, financeira e patrimonial.
Dois) A associação dispõe de fundos residente em Xinavane, bairro Novo, titular
próprios resultado de contribuições diversas de Bilhete de Identidade n.º 100302054428F, ARTIGO SEGUNDO
provenientes de pessoas singulares e colectivas, emitido no dia vinte e nove de Maio de dois mil Sede e duração
associados ou não, com o fim de assegurar a e dezassete, na Matola;
realização dos seus objectivos. Um) A Associação dos Agricultores
Terceiro: Margarida Fernando Thumbo,
Khendlemuka de Chalate Mulelemane é de
CAPÍTULO V solteira, natural de Mulelemane, e residente
âmbito local, tem a sua sede na localidade de
em Chalate, titular de Bilhete de Identidade Mulelemane, Posto Administrativo de Magude-
Das disposições finais n.º 100304215677C, emitido no dia cinco de Sede, distrito de Magude, província de Maputo.
ARTIGO VINTE E CINCO Junho de dois mil e treze, na Matola; Dois) A Associação dos Agricultores
Quarto: Alice Ernesto Mujovo, solteira, Khendlemuka de Chalate – Mulelemane
(Cassos omissos)
natural de Mulelemane-Magude, e residente poderão criarem delegações ou outros postos
Em tudo o que for omisso neste estatuto em Chalate, titular de Bilhete de Identidade administrativos, distrito ou província, sempre
aplica-se legislação vigente em Moçambique n.º 100300622332A, emitido no dia quatro de que tal seja considerado necessário por
reguladoras das referidas matérias. Julho de dois mil e dezassete, na Matola; deliberação da Assembleia Geral.
20 DE MARÇO DE 2019 1707

Três) A duração desta associação é por e m A s s e mble ia G e ra l e ntre f) Informar a direcção sobre quaisquer
tempo indeterminado, contando o seu início a pessoas individuais ou colectivas anomalias ou danos causado a
partir da sua constituição. em reconhecimento do seu papel associação;
ARTIGO TERCEIRO notável na defesa e promoção dos g) Defender o bom nome da associação;
objectivos da organização. h) Pagar cotas e outro tipo de contribuições
(Objectivos) que for definido na Assembleia
A Associação dos Agricultores Khendlemuka ARTIGO SEXTO Geral.
de Chalate Mulelemane tem como objectivos:
Direitos
a) Lutar pelo desenvolvimento económico ARTIGO OITAVO
e social de Chalate em colaboração Constituem direitos dos membros da
(Sanções)
com o Governo local; Associação de Agricultores Khendlemuka de
b) Promover a prática da agricultura no Chalate-Mulelemane: Os membros que não cumprem com os
geral e a produção de cereais em seus deveres ou abusem dos seus direitos serão
particular; a) Participar em todas as actividades da
sujeitos as seguintes sanções;
c) Promover o respeito pelos valores organização;
culturais e hábitos sadios da a) Repreensão verbal (por duas vezes);
b) Contribuir na definição da política de
comunidade; b) Repreensão registada;
acção e estratégias de trabalho da
d) Contribuir na prevenção e combate c) Interdição de acessos a instituição e aos
associação;
aos males sociais incluindo o HIV campos agrícolas da organização
c) Votar e ser votado para os órgãos por um período de três meses ou
e SIDA;
e) Reduzir o recurso a violência e greves sócias e não podendo votar como corte de acesso as informações da
na resolução de diferendos; mandatário do outro; associação;
f) Promover a justiça social e igualdade d) Representar sabiamente a organização d) Interdição de eleger e ser eleito por
dos direitos e géneros; em todos cantos, nos organismos um período de três meses a seis
g) Contribuir para o diálogo entre o poder nacionais e internacionais com meses com pagamento de multa não
político e a comunidade; inferior a mil meticais;
vista a promoção da boa marem da
h) Promover com as associações e) Ficamos suspensos também dos seus
de camponeses envolvidos na associação;
direitos os membros que sem
plantação de cana sacarina assim e) Formular propostas de ideias que
motivo justificado abandonem a
como outro tipo de organizações. coadunem com os fins e actividades organização por um período igual
da organização; ou superior a um ano. A suspensão
CAPÍTULO II
f) Receber dos órgãos da associação termina quando o membro tiver
Dos membros informações e esclarecimentos regularizado a sua situação através
ARTIGO QUARTO sobre actividades da organização; de uma escrita explicativa pedindo
g) Usufruir dos benefícios que advenham a readmissão;
Podem ser os membros da Associação f) Despromoção da categoria ou função
das actividades económicas da
dos Agricultores Khendlemuka de Chalate que estiver a exercer;
Mulelemane os seguintes: organização;
g) Expulsão em caso de ter todas
a) Pessoas singulares ou colectivas, h) Beneficiar e utilizar os bens da
advertências acima mais continua
nacionais ou estrangeiras que associação que destine para o uso rebelde. Este usado como último
expressamente aceite de livre comum dos associados. recurso.
espontânea vontade os estatutos N.B: Para os fins da alínea c) do número
desta associação; ARTIGO NONO
anterior só é admissível a acção de membros
b) Os que apoiam os objectivos da
em plano gozo dos seus direitos estatuários. (Exclusão do membro)
organização e sejam admitidos pela
Assembleia Geral. ARTIGO SÉTIMO Um) Constituem causas de exclusão de
membro por iniciativa da direcção, devidamente
ARTIGO QUINTO
(Deveres) fundamentada a prática de actos que provoquem
(Categorias) danos morais ou material a organização.
Constituem deveres dos membros os Dois) Também pode o membro perder a
As categorias dos membros da Associação seguintes: qualidade de membro da associação por sua
de Agricultores Khendlemuka de Chalate
a) Cumprir cabalmente com estabelecido livre vontade, desde que comuniquem por
Mulelemane são as seguintes:
escrito aos órgãos da gestão da associação.
no estatuto da associação;
a) Membros fundadores – são todos
aqueles que tenham colaborado na b) Contribuir para o bom nome e CAPÍTULO III
criação da organização e ou que objectiva realização dos objectivos
Dos órgãos sociais e funcionamento
se acharem inscritos na acta da da associação;
assembleia constituinte; c) Cumprir com a deliberação dos órgãos ARTIGO DÉCIMO
b) Membros efectivos – os que venham a sócias e participar nas assembleias (Órgãos)
ser admitidos mediante os estatutos;
gerais;
c) Membros contribuintes – aquelas Os órgãos sócias da Associação dos
d) Participar na divulgação das actividades Agricultores Khendlemuka de Chalate-
pessoas singulares ou colectivas
realizadas pela associação; Mulelemane, são os seguintes;
nacionais ou estrangeiras
que apoiam materialmente e e) Representar a associação em actos a) Assembleia Geral;
financeiramente a organização; públicos ou oficias, quando formos b) Conselho de Direcção;
d) Membros honorários são eleitos indigitados para tal; c) Conselho Fiscal.
1708 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO c) Definir o programa e as linhas gerais g) Submeter a Associação Geral a
da actuação da associação; realização a proposta da eleição de
(Mandato)
d) Deliberar sobre a contratação de membros honorários e beneméritos;
Os órgãos sociais são eleitos durante a empréstimos; h) Propor a Mesa da Assembleia
Assembleia Geral, por período de cinco anos, e) Conferir membros de distinção e Geral a proposta a realização das
podendo os seus titulares não serem eleitos por honorários de benemérito, sempre assembleias gerais extraordinárias;
que as circunstâncias o justifiquem; i) Submeter a Mesa da Assembleia Geral
mais de dois mandatos consecutivos, na base de
f) Aprovar o relatório anual de a proposta os assuntos que entender
voto secreto e individual.
actividades bem como o relatório pertinentes para sua apreciação;
anual de contas e o orçamento das
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO j) Representar a associação em juízo e
associações, bem como o parecer
fora dela;
(Assembleia Geral) do Conselho Fiscal;
k) Estabelecer relações de cooperação
g) Conferir a distinção de membros
Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo com organismos;
honorários de benemérito, sempre
da organização, e é composto por todos os l) Gerir os fundos e os patrimónios da
que as circunstâncias o justifiquem;
membros em pleno gozo dos seus direitos, h) Aprovar o relatório anual de organização.
as suas deliberações são obrigatórias para os actividades bem como o relatório
ARTIGO DÉCIMO OITAVO
restantes órgãos e para membros. anual de contas e o orçamento das
Dois) A Mesa da Assembleia Geral é associações, bem como o parecer (Conselho Fiscal)
constituída por três elementos a saber: do Conselho Fiscal;
O Conselho Fiscal e composto por três
i) Deliberar sobre todos os assuntos não
a) Um presidente; membros a saber:
inclusos no âmbito de competências
b) Um vice-presidente; e dos restantes órgãos. a) Um presidente;
c) Um secretário. b) Um vice-presidente;
ARTIGO DÉCIMO QUINTO c) Um fiscal.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
(Conselho de Direcção)
(Funcionamento) ARTIGO DÉCIMO NONO
O Conselho de Direcção reúne-
Um) A Assembleia Geral reúne se (Competências)
se ordinariamente pelo menos duas
ordinariamente uma vez por ano convocada vezes extraordinariamente sempre que as Compete ao Conselho Fiscal o controlo e a
pelo presidente da Mesa da Assembleia circunstâncias o exigir. As deliberações do fiscalização da organização assim como:
Geral, ouvido o Conselho de Direcção e Conselho de Direcção são tomadas por maioria
a) Examinar a escrituração e os
extraordinariamente sempre que for necessário. absoluta e em caso de empate, o presidente tem
documentos e fazer a verificação
Dois) A Assembleia Geral estarão voto de qualidade para desempatar.
dos valores patrimoniais;
regularmente constituídos quando estiver ARTIGO DÉCIMO SEXTO b) O Conselho Fiscal reúne-se
presente um número correspondente, mais da ordinariamente pelo menos
(Constituição do conselho de direcção)
metade dos membros da organização. duas vezes trimestralmente e
Três) No caso da Assembleia Geral não O Conselho de Direcção desta associação e extraordinariamente sempre que as
reunir na hora marcada por insuficiência de composto por: circunstâncias o exigirem;
quórum, a mesma poderá reunir trinta minutos a) Presidente da associação; c) Dar parecer sobre o relatório de
depois, com a presença de qualquer número de b) Dois vice-presidentes; actividades e de contas bem
c) Um secretário-geral; como sobre o plano de acção e o
membros.
d) Dois vogais; orçamento para o ano seguinte;
Quarto) A Assembleia Geral extraordinária
e) Fiscal; d) Dar parecer sobre quaisquer assuntos
pode ser convocada sempre que sempre que se
f) Um tesoureiro. que os outros órgãos sociais
julgar Presidente da Mesa da Assembleia Geral, submetam a apreciação;
Conselho Fiscal ou por um terço dos membros ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO e) Verificar o cumprimento dos estatutos,
em pleno gozo dos seus direitos solicitação para regulamentos internos e quaisquer
(Competências)
tal será dirigida a Mesa da Assembleia Geral a
anomalias.
quem compete analisar e tomar decisões. Compete o Conselho de Direcção da
Cinco) As deliberações da Assembleia Geral Associação representá-la em: ARTIGO VIGÉSIMO
são tomadas por maioria simples de votos a) Gerir o dia-a-dia da organização;
exceptuando-se nos casos referentes a alteração (Cooperação)
b) Garantir o cumprimento dos objectivos
que deve ser em consenso de tos os integrantes da organização; A Associação dos Agricultores Khendlemuka
da associação. c) Super entender todos os actos de Chalate Mulelemane pode associar se em
administrativos e bom organizações nacionais ou estrangeiras que
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
funcionamento da organização; prossigam fins semelhantes e cooperar com
(Competências) d) Definir funções, actividades e todas entidades de boa vontade.
remuneração do pessoal recrutando
Compete a Assembleia Geral definir as e exercer acções disciplinar sobre CAPÍTULO IV
linhas de actuação da organização, em especial o mesmo;
as seguintes: e) Elaborar anualmente os relatórios de Dos fundos
a) Eleger e destruir os membros dos actividades e de contas, bem como ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
órgãos; o pano de acção e orçamento para
b) Deliberar sobre a alteração dos o ano seguinte; São considerados fundos da Associação
estatutos ou extinção da organização f) Representar a organização junto de dos Agricultores Khendlemuka de Chalate
por consenso; oficiais e privados; Mulelemane:
20 DE MARÇO DE 2019 1709

a) O produto realizado do trabalho pela que adopta a denominação União de Luta incidência nos adolescentes
organização; pelo Desenvolvimento da Comunidade de e jovens, através da pratica de
b) Doações, subsidio, legados e quaisquer Massavasse Kuhlayisa, usando a sigla UDECOM abstinência e fidelidade;
outras subvenções de pessoas e imagem de teia de aranha envolvendo um olho e) Cultivar o espírito colectivo
singulares, colectivas, privadas ou humano como seu símbolo. na comunidade e incentivar a
públicas, nacionais ou estrangeiras; realização de actividades de geração
Dois) A UDECOM está virada essencialmente
c) Os valores colectados da venda de de rendimento, para garantir a
para contribuir no desenvolvimento
bens ou serviço que a organização continuidade de assistência às
socioeconómico e cultural da comunidade em
realizem no seu campo agrícola; crianças órfãs e não só, mas
d) A jóia e de quinhentos meticais e a geral e em especial de crianças, adolescentes
melhorar a qualidade nutricional.
quota mensal e de cem meticais. e jovens.
Três) A UDECOM é uma pessoa colectiva ARTIGO QUARTO
CAPÍTULO V com personalidade jurídica, autonomia
(Objectivos)
Das causas da dissolução financeira, administrativa e patrimonial sem
da associação fins lucrativos. A UDECOM tem como objectivos principais:
Quatro) A UDECOM é de âmbito local, a) Mobilizar e sensibilizar a comunidade
ARTIGO VIGÍSIMO SEGUNDO podendo estender as suas acções para outros para prática de boas maneiras de
Constituem causas plausíveis da dissolução pontos da província quando condições para tal forma a elevar-se o crescimento
da associação as seguintes: o exigir sob decisão da Assembleia Geral. cultural;
a) Falta de fundos de maneio da Cinco) A UDECOM tem a duração b) Consolidar o trabalho de formação
associação; indeterminada, podendo se dissolver por decisão vocacional das crianças
b) Por deliberação da Assembleia Geral da Assembleia Geral em caso de existência de órfãs e procurar meios do seu
da associação ouvido o Conselho de motivos graves e irreconciliáveis. enquadramento com vista a cultivar-
Direcção da associação; Seis) A UDECOM tem a sua sede provisória se criar-se o seu auto-sustento,
c) Por calamidades naturais de forca no Centro Comunitário de Desenvolvimento evitando assim a degradação moral
maior; Juvenil na Aldeia de Massavasse, distrito de e marginalidade;
d) Outro. Chókw, na província de Gaza. c) Mobilizar recursos financeiros,
CAPÍTULO VI materiais e humanos para realização
CAPÍTULO II de actividades de educação e
Das disposições finais e vigilantes sensibilização da comunidade
Da visão, missão, objectivos
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO e actividades sobre HIV/Sida, pobreza e direitos
humanos;
(Resolução de conflitos) ARTIGO SEGUNDO d) Contribuir para a prevenção de
A resolução de litigiosos será feita por (Missão) conflitos sociais e de terra, através
consenso das partes e não sendo este recurso de advocacia e mediação na
viável poderá se recorrer a ligação a legislação A UDECOM tem como missão: comunidade.
em vigor no País e ao Tribunal Judicial Distrital. A promoção do desenvolvimento da
comunidade local nas áreas de justiça social, ARTIGO QUINTO
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO económica/ cultura e saúde pública. (Actividades)
(Casos omissos) ARTIGO TERCEIRO As actividades que a UDECOM se propõe
Os casos omissos no presente estatuto serão realizar são:
(Visão)
remetidos em legislação em Moçambique ou a) Identificar e negociar espaço para
outros órgãos competentes. A UDECOM tem como visão: uma padaria e machamba para
a) Unir e promover acções de educação cultura de arroz, construir, criar e
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
a comunidade para busca de comercializar pão para geração de
(Vigência) recursos destinados a incrementar rendimento;
o desenvolvimento local; b) Buscar parcerias para formação
O presente estatuto entra em vigor na data
da assinatura da acta consultiva. dos associados com vista a dotá-
b) Desenvolver acções de educação
Magude, dois mil e Dezoito los de habilidades para o rápido
e sensibilização para o seu
desenvolvimento da associação e
desenvolvimento na formação
dos próprios membros;
profissional e vocacional de crianças
c) Buscar parcerias para consolidação das
órfãs e vivendo em situação de actividades de formação vocacional
União de Luta pelo vulnerabilidade, tendo em conta das crianças órfãs e organizar o
Desenvolvimento a sua reabilitação, reinserção e sistema de comercialização do
da Comunidade reintegração social; produto acabado para sua auto-
de Massavasse Kuhlayisa c) Promover junto da comunidade a suficiência;
CAPÍTULO I cultura de justiça social e cidadania d) Definir claramente o envolvimento
para consolidação da democracia de adolescentes e jovens locais
Da constituição no país principalmente na defesa na abordagem sobre a matéria do
ARTIGO PRIMEIRO dos direitos humanos e de menores HIV/SIDA;
em especial; e) Buscar parcerias para promoção de
(Denominação, âmbito, duração e sede) d) Elevar a consciência da comunidade debates e troca de experiencia sobre
Um) Nos termos da Lei n.º 8/91, de 18 para assumir medidas de prevenção vários temas que a associação se
de Julho, é constituída a presente associação contra o HIV/SIDA com maior propõe realizar;
1710 III SÉRIE — NÚMERO 55

f) Realizar capacitações dos associados e e) Prestigiar a associação e manter f) Gabinete Executivo – equipa
activistas de forma a responderem fidelidade aos seus estatutos e especializada destinada à
aos objectivos da associação; ideais; operacionalização das actividades,
g) Elaborar, negociar e executar projectos f) Aceitar o cargo pela qual venha a que a não existindo internamente
para angariação de fundos com vista ser eleito pela Assembleia Geral poderá ser recrutada fora para
à concretização das actividades que da associação e/ou delegado por preencher funções específicas.
a associação se propõe realizar. qualquer dos seus órgãos sociais;
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
g) Participar em qualquer iniciativa
CAPÍTULO III (Assembleia Geral e suas atribuições)
promovida pela associação desde
Dos membros que não fira a sua personalidade Um) A Assembleia Geral reúne-se uma
e reputação pessoal e princípios vez por ano e extraordinariamente sempre que
ARTIGO SEXTO
constitucionais do país. necessário a pedido do Conselho de Direcção
(Especificação dos membros) ou ainda por 1/3 (um terço) dos seus membros
ARTIGO NONO e/ou pelo Conselho Fiscal ainda pelo Conselho
A UDECOM tem a seguinte categoria de
Consultivo.
membros: (Direitos dos membros)
Dois) A Assembleia Geral será convocada
a) Membros fundadores todos aqueles que Os membros da UDECOM têm os seguintes com antecedência de 30 dias por escrito, sendo
se envolveram significativamente direitos: o documento distribuído aos associados e fixado
na fundação da associação e na sede social da associação.
a) Beneficiar-se de apoio moral, material
subscreveram a acta da sua Três) A Assembleia Geral só pode funcionar
constituição; ou financeiro em caso de morte ou
em primeira convocatória quando estiverem
b) Membros efectivos aqueles que de um membro da sua família; presentes ½ dos membros, mais um.
voluntariamente tenham expresso b) Participar nas reuniões da Assembleia Quatro) A Assembleia Geral é presidida por
a vontade de pertencerem a Geral e outros eventos a que vier a um presidente, vice-presidente e secretário, com
organização e aceitam os presentes ser designado, votar ou ser votado; responsabilidades de liderar os seus trabalhos.
estatutos; c) Receber remunerações, condecorações, Cinco) A Assembleia Geral tem as seguintes
c) Membros honorários todos que devidas em virtude de trabalhos atribuições:
tenham realizado acções de mérito prestados em projectos com a) Aprovar os estatutos, regulamentos,
reconhecidas pela associação, financiamento a serem realizados bem como suas alterações;
devendo ser declarados pela pela associação; b) Eleger a Mesa da Assembleia Geral, o
Assembleia Geral. d) Pedir demissão ou exoneração do cargo Conselho Consultivo, Conselho de
que tiver sido eleito, assim como da Direcção e Conselho Fiscal;
ARTIGO SÉTIMO c) Apreciar e deliberar sobre o relatório
sua exclusão da associação;
de contas e actividades do Conselho
(Admissão de membros) e) Ter cartão de membro;
de Direcção ouvido que for o
f) Sugerir e propor acções visando
Um) Poderão ser membros da UDECOM, parecer do Conselho Consultivo e
quaisquer cidadãos nacionais ou estrangeiros melhoria crescente na realização Conselho Fiscal;
maiores de 18 anos de idade, desde que se d fins sociais e objectivos da d) Demitir o Conselho de Direcção e
identifiquem com os objectivos da associação. associação; Conselho Fiscal;
Dois) Para se candidatar a membro g) Frequentar regularmente a sede social e) Apreciar todas as questões relacionadas
bastará preencher uma ficha de candidatura da associação. com associação;
submetendo-a ao Conselho de Direcção para f) Apreciar e aprovar as normas de
aprovação pela Assembleia Geral. CAPÍTULO IV trabalho e condecorações da
associação;
ARTIGO OITAVO Dos órgãos sociais
g) Dissolver a associação, por deliberação
(Deveres dos membros) ARTIGO DÉCIMO de pelo menos 2/3 dos membros sob
parecer do Conselho Consultivo e
Constituem deveres dos membros da (Órgãos fundamentais) decidir sobre o destino dos bens da
UDECOM: Os órgãos fundamentais da UDECOM, são: associação.
a) Conhecer, respeitar, fazer respeitar e ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
a) Assembleia Geral – órgão supremo
aplicar integralmente os estatutos,
da associação, constituído pela
regulamento interno, assim como (Conselho Consultivo e suas atribuições)
totalidade dos seus membros;
deliberações da Assembleia Geral e Um) O Conselho Consultivo é um órgão
b) Conselho Consultivo-órgão de
demais órgãos sócias da associação; de consulta tanto para os membros como para
consulta, constituído por membros
b) Contribuir com a sua parte social, os órgãos sociais na associação, sem poderes
fundadores;
jóias (a serem pagas um e única de decisão.
c) Conselho de Direcção – órgão
vez no acto de inscrição), quotas Dois) O Conselho Consultivo reúne-se
executivo da associação;
mensais para associação nos termos de dois em dois meses e extraordinariamente
d) Conselho Fiscal – órgão de fiscalização
dos estatutos e aprovadas pela sempre que necessário e é constituído por todos
dos procedimentos financeiros/
Assembleia Geral; os membros fundadores.
administrativos, operacionalidade
c) Participar nas reuniões da Assembleia Três) O Conselho Consultivo, é presidido
Geral e outras para as quais for dos órgãos e actividades da
por um presidente, vice-presidente e um
convocado; associação; secretário, eleitos na reunião dos membros com
d) Cuidar e utilizar racionalmente os e) Estes órgãos são eleitos para um estatuto de fundadores (artigo 6.º, n.º 1).
bens da associação ou com ela mandato 2 anos e reelegíveis por Quatro) São as seguintes atribuições do
relacionados; uma vez; Conselho Consultivo:
20 DE MARÇO DE 2019 1711

a) Verificar o cumprimento dos que necessário, fazendo o presidente, vice- decisões aprovadas em Assembleia
princípios, ideais e o funcionamento -presidente e secretário, eleitos pela Assembleia Geral e do Conselho de Direcção;
da associação; Geral. b) Sendo responsáveis pelos prejuízos
b) Receber e analisar as propostas Dois) Compete a este órgão: causados na associação, se recusem
de alteração dos estatutos da a) Dar parecer sobre o relatório financeiro à sua pronta reparação;
associação a serem submetidos à e actividades realizadas do c) Praticar acções indignas, que de alguma
Assembleia Geral; Conselho de Direcção; forma prejudica a associação ou
c) Analisar as queixas dos membros b) Fiscalizar acções do Conselho de ainda tendam induzir em erro os
da associação relativamente as Direcção e zelar pelo correcto seus responsáveis;
decisões do Conselho de Direcção; aproveitamento dos meios de d) Não se emendarem após terem sido
d) Aconselhar sobre o funcionamento produção e funcionamento da aplicados sanções constantes nas
dos órgãos sociais e do Gabinete UDECOM; alíneas a), b) e c) do artigo 15 n.º 1
Executivo da associação; c) Apresentar relatório as sessões da do presente estatuto.
e) Emitir opinião sobre candidaturas Assembleia Geral; Dois) A decisão da pena de expulsão é da
para o preenchimento do Gabinete Três) O presidente do Conselho Fiscal, pode competência exclusiva da Assembleia Geral,
Executivo. participar nas reuniões do Conselho de Direcção sob proposta do Conselho de Direcção, ouvido
sem direito a voto. o parecer do Conselho Consultivo e do Conselho
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Fiscal.
CAPÍTULO V
(Conselho de Direcção e suas atribuições)
Do regime disciplinar CAPÍTULO VI
Um) O Conselho de Direcção, reúne
ARTIGO DÉCIMO QUINTO Das receitas
-se ordinariamente uma vez por mês e
extraordinariamente sempre que condições (Tipo de sanções) ARTIGO DÉCIMO OITAVO
pontuais o exijam.
Um) Aos membros que violarem os presentes São receitas da UDECOM:
Dois) O Conselho de Direcção é convocado
estatutos, legislação, regulamento interno e a) Contribuição de membros (jóias) e
e dirigido por um presidente ou vice-presidente
deliberações da Assembleia Geral ser-lhes-ão quotas mensais e outro tipo de
na ausência ou impedimento do titular.
aplicadas as seguintes sanções: contribuições que venham a ser
Três) O Conselho de Direcção, é composto
a) Advertência verbal; definidas;
por um presidente, vice-presidente, secretário
b) Advertência registada; b) Donativos;
e tesoureiro. c) Suspensão; c) Projectos de geração de rendimentos.
Quatro) As atribuições do Conselho de d) Expulsão.
Direcção são: CAPÍTULO VII
Dois) As penas referidas nas alíneas c) e d)
a) Dirigir a execução dos objectivos serão aplicadas mediante levantamento de um Dos aspectos gerais
económicos, sociais e culturais da processo disciplinar.
UDECOM; ARTIGO DÉCIMO NONO
b) Assegurar e responder pelo ARTIGO DÉCIMO SEXTO
(Contratação do pessoal)
cumprimento das obrigações da (Suspensão)
associação, para com os membros, Um) As normas de trabalho na associação,
estado, parceiros e outras entidades; Um) O Conselho de Direcção poderá serão regidas por regulamento interno.
c) Preparar, aprovar, convocar a por maioria simples suspender os direitos Dois) A contratação do pessoal de fora da
Assembleia Geral e propor a e benefícios dos associados, mediante associação, apenas será feita nos casos em que
respectiva ordem de trabalho; fundamentos apresentados no processo os membros não estejam profissionalmente
d) Dar parecer sobre pedidos de disciplinar. habilitados a realizarem funções específicas.
demissão, exoneração, bem como Dois) A suspensão, também pode acontecer
propor expulsão de membros que por sucessivo incumprimento de deveres dos ARTIGO VIGESIMO
cometerem infracções à Assembleia membros: (Único)
Geral, ouvidos que forem o a) Não pagamento de quotas por um
Conselho Consultivo e Conselho período máximo de 12 meses sem A UDECOM, poderá associar-se com outras
Fiscal; justificação; associações com fins sociais, humanitários e/
e) Proceder a contratação e demissão do b) Faltas injustificadas e sistemáticas ou para o trabalho colectivo, caso for decidido
pessoal de gestão e execução de as reuniões da associação quando pela Assembleia Geral, ouvido o parecer do
projectos, nomeadamente: gestor convocado; Conselho Consultivo.
/coordenador, supervisores de c) Recusa em reparar danos cometidos
projectos e activistas, ouvidos o CAPÍTULO VII
deliberadamente embora
Conselho Consultivo e Conselho mostre reconhecimento do seu Das disposições finais
Fiscal; envolvimento;
f) Criar e propor representações da d) Ofensas morais deliberadas e ARTIGO VIGEMO PRIMEIRO
associação em outros pontos da constantes aos co-associados. (Questões omissas)
província, sempre que condições
para tal o justificarem. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO Um) Em tudo o que fique omisso nos
presentes estatutos, observar-se-ão os termos
(Expulsão)
ARTIGO DÉCIMO QUARTO da lei em vigor no país.
(Conselho Fiscal e suas atribuições)
Um) Serão expulsos da UDECOM os Dois) Os presentes estatutos serão
membros que: complementados por um regulamento interno
Um) O Conselho Fiscal reúne-se a) Com culpa grave de violarem os a ser elaborado de acordo com as orientações
mensalmente e extraordinariamente sempre estatutos, regulamentos e outras da UDECOM.
1712 III SÉRIE — NÚMERO 55

Três) Quaisquer dúvidas na interpretação sociedade anónima, e a alteração integral dos ARTIGO DÉCIMO
destes estatutos, serão esclarecidas pelo estatutos os quais passam a ter a seguinte nova Administração
Conselho Consultivo. redacção:
Aldeia de Massavase, Distrito de Chókwe, Um) A sociedade é administrada e
ARTIGO PRIMEIRO
representada por um único administrador que
aos 17 de Novembro de 2009. — O Conservador,
Carlos Milagre Machava. será nomeado pela Assembleia Geral para
Denominação, forma, e sede social
mandatos renováveis de 3 (três) anos e exercerá
Um) A sociedade adopta a forma de essa função até renunciar à mesma, ou até que a
sociedade anónima e a denominação de Silcom Assembleia Geral delibere destituí-lo.
Dois) O administrador está isento de prestar
Engenharia & Maintenance, S.A.
caução.
Zam Construções Dois) A sociedade tem a sua sede na Matola,
no Bairro Chinonanquila, n.º 928, rés-do-chão, ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Certifico, para efeitos de publicação, que Província de Maputo. Poderes
por acta de três de Novembro de dois mil e Três) A administração poderá, a todo o
quinze da empresa Zam Construções, com O administrador terá todos os poderes para
tempo, decidir que a sede da sociedade seja
sede na Cidade da Beira, Província de Sofala gerir a sociedade e prosseguir o seu objecto
transferida para qualquer outro local em social, incluindo a compra de bens para a
com o capital social de quinze milhões de Moçambique. sociedade, salvo os poderes e competências
meticais, matriculada sob o Nuel 100430266,
Quatro) Por decisão da administração, que não estejam exclusivamente atribuídos por
deliberaram a mudança de designação (nome)
poderão ser criadas e extintas, em Moçambique lei, ou pelos presentes estatutos, à Assembleia
de firma de Zam Construções para Zam
ou no estrangeiro, filiais, sucursais, delegações, Geral.
Sul Engenharia e Construções Sociedade
Unipessoal Limitada. escritórios de representação, agências ou outras ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
formas de representação social.
Em consequência da mudança do nome Vinculação da sociedade
verificada e alterada a redacção da cláusula ARTIGO TERCEIRO
Um) A sociedade obriga-se:
primeira dos estatutos a qual passa a ter a a) Pela assinatura de Administrador
Objecto social
seguinte nova redacção: Único; ou
Um) O objecto social da sociedade consiste b) Pela assinatura de um procurador,
.................................................................... em execução de Trabalhos de Construção Civil, nos precisos termos do respectivo
CLAUSULA PRIMEIRA Manutenção, fiscalização, consultoria, aluguer instrumento de mandato.
de equipamentos e comercialização de material Dois) A sociedade não se obriga pela
(Denominação social, duração e sede)
de construção. assinatura do administrador ou de procurador,
Zam Sul Engenharia e Construções- Dois) Por deliberação da Assembleia em actos ou documentos estranhos aos negócios
Sociedade Unipessoal, Limitada, com sede Geral, a sociedade poderá ainda exercer outras sociais, designadamente em letras de favor,
na Cidade da Beira, Província de Sofala, fianças e abonações.
actividades permitidas por lei.
podendo a administração transferir a sede Está conforme.
Três) Por decisão da administração, a
ou abrir sucursal; filiais, ou formas de Maputo, onze de Fevereiro de dois mil
sociedade poderá adquirir participações,
representações para ou em qualquer parte e dezanove.
maioritárias ou minoritárias, no capital social O Técnico, Ilegível.
do território nacional ou no estrangeiro,
designado todas outras em qualquer dos de outras sociedades, nacionais ou estrangeiras,
estatutos, actos e responsabilidades da independentemente do ramo de actividade.
designação anterior (Zam Construções)
ARTIGO QUARTO
Nuel cem mil, quatrocentos e trinta,
duzentos sessenta e seis. Capital social
Licoloma, Limitada
Maputo, 11 de Março de 2019. Um) O capital social da sociedade,
— O Técnico, Ilegível. Certifico, para efeitos de publicação, que,
integralmente subscrito e realizado em dinheiro,
por deliberação tomada no dia dezanove
é de 1.500.000,00 MT, correspondendo 15.000
de Novembro de dois mil e dezoito, pela
acções cada uma com o valor nominal de assembleia geral dos accionistas da sociedade
100,00MT. denominada Licoloma, Limitada, matriculada
Dois) Mediante deliberação da Assembleia na Conservatória dos Registos das Entidades
Geral, o capital social da sociedade poderá ser Legais sob o n.º 100 246 457, com sede em
Silcom Engenharia
aumentado por recurso a novas entradas, por Maputo, foi deliberada a alteração do artigo
& Maintenance, S.A. quarto dos estatutos, o qual passa a ter a seguinte
incorporação de reservas disponíveis ou por
Certifico, para efeitos de publicação, que por outra forma permitida por lei. redacção:
deliberação datada de 15 de Janeiro de 2019, da Três) Em cada aumento de capital social .......................................................................
Silcom Engenharia & Maintenance, Limitada,
em dinheiro, os accionistas têm direito de ARTIGO QUARTO
matriculada na Conservatória do Registo das
preferência na subscrição de novas acções, na
Entidades Legais de Maputo sob o NUEL Capital social
100869276, com o capital social integralmente proporção do valor da respectiva participações,
realizado em dinheiro de 1.500.000,00 MT, os à data da deliberação do aumento de capital O capital social, integralmente
sócios a transformação da sociedade em uma social. realizado em dinheiro e em bens, é de
20 DE MARÇO DE 2019 1713

sessenta e cinco milhões, cento e catorze podendo desempenhar as funções de director. b) Venda de capulanas, calçados,
mil meticais e corresponde à soma de três Em tudo não alterado, continuam as chinelos, electrodoméstico e
quotas diferentes assim distribuídas: disposições anteriores. material eléctrico.
a) Russell David Edmunds, com uma Maputo, sete de Março de dois mil Dois) A sociedade poderá também exercer
quota no valor de cinquenta e e dezanove. — O Técnico, Ilegível. actividades subsidiárias ou complementares,
três milhões, oitenta e oito mil,
consignações, agenciamento e representações
trezentos e cinquenta meticais,
comerciais de entidades nacionais e estrangeiras
correspondentes a oitenta e um,
vírgula cinquenta e três por cento bem como outro ramo de comércio ou indústria
do capital social; não proibidas por lei, desde que obtenham as
b) Cipriano Cisino Mutota, com uma Mundo do Doce, Limitada necessárias autorizações.
quota no valor de doze milhões,
cinco mil trezentos e cinquenta Certifico, para efeitos de publicação, que ARTIGO QUARTO
meticais, correspondentes a dezoito no dia 11 de Março de 2019, foi matriculada Do capital social
vírgula quarenta e três por cento do na Conservatória do Registo das Entidades
capital social; Legais sob NUEL 101120244, uma entidade O capital social, integralmente subscrito e
c) Natércia Macuácua, com uma quota no denominada Mundo do Doce, Limitada. realizado em dinheiro é de vinte mil meticais,
valor de dezanove mil, novecentos e É celebrado o presente contrato de sociedade, correspondente a soma de duas quotas iguais
cinquenta meticais, correspondentes nos termos do artigo 90 do Código Comercial, assim distribuídas:
a zero vírgula zero quatro por cento entre:
a) Uma quota no valor nominal de dez
do capital social. Primeiro: Chadi Bourgi, natural mil meticais, pertencente ao sócio
Maputo, 7 de Março de 2019. — O Técnico, de Libano, de nacionalidade francesa, Chadi Bourgi, correspondente a
Ilegível. nascido a 9 de Novembro de 1979, titular cinquenta por cento do capital
do DIRE 11FR00007836B, de 15 de Setembro social;
de 2015 e válido até 15 de Setembro de 2020, b) Uma quota no valor nominal de
emitido pela Migração Provincial de Nampula; dez mil meticais, pertencente ao
Segunda: Shahid Husein Mohmed Hussain sócio Shahid Husein Mohmed
Soteng, Limitada Sunasara, natural de Mumbai, de nacionalidade Hussain Sunasara, correspondente
indiana, nascido a 1 de Outubro de 1988, titular a cinquenta por cento do capital
Certifico, para efeitos de publicação, que
do DIRE 05IN00085380P, de 23 de Janeiro de social.
por deliberação de Sete do mês de Março de
2019 e válido até 23 de Janeiro de 2020, emitido
dois mil e dezanove, da sociedade Soteng,
pela Direcção Nacional de Migração. ARTIGO QUINTO
Limitada, registada na Conservatória dos
Registos das Entidades Legais de Maputo sob Que pelo presente contrato constitui uma
Aumento e redução do capital
o número 100208407, os sócios deliberaram sociedade por quotas de responsabilidade
por unanimidade, a alteração da estrutura da limitada que se regerá pelos artigos seguintes: O capital social da sociedade pode ser
sociedade que consistiu na cessão, cedência e aumentado ou diminuído quantas vezes forem
entrada de novo sócio e a alteração da gerência ARTIGO PRIMEIRO necessárias desde que a assembleia geral,
da sociedade. Denominação e sede delibere sobre o assunto.
Em consequência da deliberação tomada.
Alteraram a redacção dos artigos quarto e A sociedade adopta a denominação de ARTIGO SEXTO
décimo, do seu pacto social, que passam a ter a Mundo do Doce, Limitada, sedeada, na Avenida
Irmãos Roby, n.º 233, Bairro de Xipamanine, Divisão e cessão de quotas
seguinte redacção:
....................................................................... Cidade de Maputo, podendo abrir delegações ou Um) Sem prejuízo das disposições legais em
filiais, sucursais ou quaisquer outras formas de vigor a cessão ou alienação total ou parcial de
ARTIGO QUARTO representação no país ou no estrangeiro e rege- quotas deverá ser do consentimento dos sócios
Um) O capital social, integralmente se pelos presentes estatutos e demais preceitos gozando estes do direito de preferência.
subscrito, é de quinhentos mil meticais legais aplicáveis. Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios
(500.000,00MT), correspondente a soma pretenderem usar do direito de preferência
ARTIGO SEGUNDO
de duas quotas assim distribuídas: nos trinta dias após a colocação da quota à sua
a) Uma quota no valor de vinte e cinco Duração disposição, poderá o sócio cedente cedê-la a
mil meticais (25.000,00MT), A duração da sociedade é por tempo quem entender, nas condições em que a oferece
correspondente a 5%, indeterminado, contando-se o seu início a partir à sociedade e aos sócios.
pertencente ao sócio Maltez
da data da sua constituição. ARTIGO SÉTIMO
Ambrique Silvestre;
b) Uma quota no valor de ARTIGO TERCEIRO Administração
quatrocentos e setenta e cinco
mil meticais (475.000,00 Objecto social Um) A administração da sociedade e sua
MT), correspondente a 95%, Um) A sociedade tem por objecto principal: representação em juízo e fora dele, activa e
pertencente ao sócio Joaquim passivamente, será exercida pelo senhor Shahid
Jaime Zunguene. a) Venda de doces, pastilhas, chicletes, Husein Mohmed Hussain Sunasara.
chocolates, produtos alimentares, Dois) A sociedade ficará obrigada pela
ARTIGO DÉCIMO plásticos, produtos de limpeza e assinatura de um gerente ou procurador
higiene, utensílios domésticos, especialmente constituído pela gerência, nos
A gerência da sociedade e sua representação
loiças, material de construção;
em juízo e fora dele, activa e passivamente, será termos e limites específicos do respectivo
material plástico; ferragem;
exercida pelo sócio Joaquim Jaime Zunguene, mandato.
1714 III SÉRIE — NÚMERO 55

Três) É vedado a qualquer dos gerentes Manlleu, Barcelona de nacionalidade espanhola, ou não do seu objecto.
ou mandatário assinar em nome da sociedade residente em Maputo, portador do Passaporte CAPÍTULO II
quaisquer actos ou contratos que digam respeito n.º AF3682295, emitido aos 3 de Agosto de
Do capital social, divisão de quotas
a negócios estranhos a mesma. 2017 e válido até 3 de Agosto de 2027, com o
Quatro) Os actos de mero expediente poderão Nuit 159882713. e gerência
ser individualmente assinadas por empregados Pelo presente contrato de sociedade, outorga ARTIGO QUARTO
da sociedade devidamente autorizadas pela e constitui uma sociedade por quotas, que se
gerência. (Capital social e divisão de quotas)
regerá pelos artigos seguintes, e pelos preceitos
legais em vigor na República de Moçambique. O capital social, integralmente subscrito e
ARTIGO OITAVO
realizado em dinheiro, é de 20.000.00MT (vinte
Assembleia geral CAPÍTULO I mil meticais), correspondente a quota única, ou
Da denominação, duração, sede seja cem por cento do capital social, pertencente
Um) A assembleia geral reúne-se
ordinariamente, uma vez em cada ano, para e objecto ao sócio Joaquim Guinart Verdaguer.
apreciação do balanço e contas do exercício ARTIGO QUINTO
ARTIGO PRIMEIRO
findo e repartição de lucros e perdas.
Dois) A assembleia geral poderá reunir-se (Denominação e duração) (Gerência)
extraordinariamente, quantas vezes forem
Um) A sociedade adopta a denominação Um) A gerência da sociedade, dispensada
necessárias desde que as circunstâncias assim o
de Shiatsu Maputo - Sociedade Unipessoal, de caução é exercida com ou sem remuneração
exijam, para deliberar sobre quaisquer assuntos
Limitada, uma sociedade por quotas de pelo sócio Joaquim Guinart Verdaguer.
que digam respeito à sociedade.
responsabilidade limitada com a sua sede na Dois) A sociedade fica obrigada pela
ARTIGO NONO Avenida Paulo Samuel Kankhomba, n.º 1805, assinatura do sócio único, ou ainda por
2.º andar, na cidade de Maputo. procurador especialmente designado para o
Herdeiros efeito.
Dois) A duração da sociedade é por tempo
Em caso da morte, interdição ou inabilitação Três) A sociedade pode ainda se fazer
indeterminado, contando o seu início a partir da
representar por um procurador especialmente
de um dos sócios, os seus herdeiros assumem data da sua constituição.
designado pela administração nos termos e
automaticamente o lugar na sociedade com
ARTIGO SEGUNDO limites específicos do respectivo mandato.
dispensa de caução, podendo estes nomear seus
representantes se assim o entenderem, desde (Sede) CAPÍTULO III
que obedeçam o preceituado nos termos da Lei.
Um) A sociedade tem a sua sede social em Das disposições gerais
ARTIGO DÉCIMO Maputo, na Avenida Paulo Samuel Kankhomba ARTIGO SEXTO
n.º 1805, 2.º andar, na cidade de Maputo.
Dissolução e liquidação da sociedade Dois) Mediante simples decisão do sócio, a (Balanço e contas)

A sociedade dissolve-se nos termos fixados sociedade poderá deslocar a sua sede para dentro Um) O exercício social coincide com o ano
na lei ou por comum acordo dos sócios quando do território nacional, cumprindo os necessários civil.
requisitos legais. Dois) O balanço e contas de resultados
assim entenderem.
Três) O sócio poderá decidir a abertura de fechar-se-ão com referência a trinta e um de
ARTIGO DECIMO PRIMEIRO sucursais, filiais ou qualquer outra forma de Dezembro de cada ano.
representação no país e no estrangeiro, desde
Casos omissos que devidamente autorizada. ARTIGO SÉTIMO
Os casos omissos serão regulados pela ARTIGO TERCEIRO (Lucros)
legislação Comercial vigente e aplicável na
República de Moçambique. (Objecto) Dos lucros apurados em cada exercício
deduzir-se-ão em primeiro lugar a percentagem
Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, Um) A sociedade tem por objecto: legalmente indicada para constituir a reserva
Ilegível.
a) Prestação de serviços na área de legal, enquanto não estiver realizada nos termos
estética e bem-estar; da lei ou sempre que seja necessária reintegrá-la.
b) Consultoria em serviços estéticos;
c) Consultoria e assessoria empresarial; ARTIGO OITAVO
d) Comércio geral com importação & (Dissolução)
exportação;
Shiatsu Maputo - Sociedade e) Outros serviços afins, bem como Um) A sociedade dissolve – se por
Unipessoal, Limitada o exercício de qualquer outra deliberação da sócia ou independente desta,
actividade não proibida por lei. nos casos legais.
Certifico, para efeitos de publicação, que
Dois) A sociedade poderá exercer qualquer Dois) Salvo disposição legal em contrário,
no dia 7 de Março de 2019, foi matriculada
outra actividade, desde que resolva explorar o sócio será liquidatário e goza do direito de
na Conservatória do Registo das Entidades
e para cuja actividade obtenha a necessária preferência na arrematação judicial de quotas
Legais sob NUEL 101118827, uma entidade
autorização e que seja aceite pela assembleia e venda do activo social.
denominada Shiatsu Maputo - Sociedade geral.
Unipessoal, Limitada. Três) A sociedade poderá adquirir ARTIGO NONO
É celebrado o presente contrato de sociedade participações financeiras em sociedade a (Disposições finais)
nos termos do artigo 90 do Código Comercial. constituir ou constituídas, ainda que com
Joaquim Guinart Verdaguer, de 43 anos de objecto diferente da sociedade, assim como A sociedade, não se dissolve por
idade, filho de Jordi Guinart Espadamala e de associar-se com outras sociedades para a falecimento, interdição ou inabilitação do
Montserrat Verdaguer Feu, solteiro, natural da persecução de objectos comerciais no âmbito sócio. A respectiva quota transmite – se aos
20 DE MARÇO DE 2019 1715

herdeiros ou representantes do (a) falecido (a) Três) A sociedade pode, por deliberação outorgante);
ou interdita, os quais nomearão entre si um da assembleia geral, transferir a sua sede para c) Uma, no valor nominal de 25,000.00MT
que represente a sociedade, enquanto a quota qualquer outro local do território nacional ou (vinte e cinco mil meticais),
permanecer indivisa. abrir delegações, filiais, sucursais, agências correspondente a 25% do capital
ou outras formas de representação. social, pertencente ao senhor
ARTIGO DÉCIMO Yuri Mohammed Sultan (terceiro
ARTIGO SEGUNDO outorgante); e
(Casos omissos)
(Duração) d) Uma, no valor nominal de 25,000.00MT
Em tudo quanto for omisso nos presentes (vinte e cinco mil meticais),
estatutos, aplicar-se-ão as disposições do A sociedade é constituída por tempo correspondente a 25% do capital
Código Comercial e demais legislação em vigor indeterminado, contando-se o seu início a social, pertencente à senhora Inayah
na República de Moçambique. partir da data de celebração do respectivo Abubacar Sultan (quarto outorgante).
Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, contrato de sociedade junto do Cartório
Dois) O capital social poderá ser aumentado
Ilegível. Notarial.
por deliberação da assembleia geral.
ARTIGO TERCEIRO Três) Os sócios têm direito de preferência no
aumento do capital social, na proporção da sua
(Objecto social)
quota/percentagem de cada quota.
Um) A sociedade tem por objecto principal:
ARTIGO QUINTO
Oryx Boutique Hotel, a) Construção e exploração de
(Suprimentos e prestações suplementares)
Limitada estabelecimento de hotelaria e
turismo, restauração; Um) Os sócios poderão fazer suprimentos à
Certifico, para efeitos de publicação, que b) Gestão imobiliária; sociedade de acordo com os termos e condições
no dia 5 de Março de 2019, foi matriculada c) Promoção de eventos e seminários; que forem decididos em assembleia geral.
na Conservatória do Registo das Entidades d) Aluguer de viaturas; Dois) Poderão ser exigíveis aos sócios
Legais sob NUEL 101117790, uma entidade e) Importação de bens e equipamentos prestações suplementares de capital nos termos
denominada Oryx Boutique Hotel, Limitada. próprios e de terceiros; e e condições que aprovados por deliberação da
Primeiro outorgante: Abubacar f) Qualquer outra actividade assembleia geral.
Mamadbhay Sultan, casado, de nacionalidade complementar ou acessória ao Três) Através da deliberação da assembleia
moçambicana, portador do Bilhete de Identidade objectivo principal, incluindo geral acima referida, os sócios irão aprovar a
n.º 110103996008F, residente na rua da Alegria importação e exportação. qual dos sócios as prestações suplementares serão
n.º 166, rés-do-chão, bairro Polana Cimento, na Dois) Por deliberação da assembleia exigidas, senão a todos, o valor das prestações
cidade de Maputo; geral, a sociedade pode exercer quaisquer suplementares e o período para a respectiva
Segundo outorgante: Faizallet Nurmomade outras actividades, directa ou indirectamente realização pelo(s) sócio(s), em conformidade com
Hassamo Sultan, casada, de nacionalidade relacionadas com o seu objecto principal, os termos estabelecidos pelo Código Comercial
moçambicana, portadora do Bilhete de após a obtenção das necessárias licenças ou em vigor.
Identidade n.º 110100207668N, residente na rua autorizações.
da Alegria n.º 166, rés-do-chão, bairro Polana Três) Por deliberação da assembleia ARTIGO SEXTO
Cimento, na cidade de Maputo; geral, a sociedade pode associar-se a outras (Cessão e divisão de quotas)
Terceiro outorgante: Yuri Mohammed sociedades, adquirir participações ou de
Sultan, solteiro, de nacionalidade moçambicana, qualquer forma participar no capital social de Um) A cessão e divisão de quotas carecem de
portador do Bilhete de Identidade n.º outras sociedades existentes ou sociedades a consentimento prévio da assembleia geral.
110103996020C, residente na rua da Alegria serem constituídas. Dois) A sociedade goza do direito de
n.º 166, rés-do-chão, bairro Polana Cimento, preferência na aquisição de quotas.
na cidade de Maputo; ARTIGO QUARTO Três) Caso a sociedade não exerça o seu direito
Quarto outorgante: Inayah Abubacar Sultan, de preferência, esta transfere-se automaticamente
(Capital social)
solteira, de nacionalidade moçambicana, para os sócios.
portadora do Bilhete de Identidade n.º Um) O capital social, integralmente Quatro) A transmissão de quotas para terceiros
110103996022B, residente na rua da Alegria subscrito e realizado em dinheiro, é de só poderá ser feita mediante deliberação prévia da
n.º 166, rés-do-chão, bairro Polana Cimento, 100.000,00MT (cem mil meticais), e assembleia geral.
na cidade de Maputo. corresponde à soma de quatro quotas, assim
distribuídas: ARTIGO SÉTIMO
Nos termos do artigo 90 do Código Comercial,
as partes outorgam e constituem entre si, uma a) Uma, no valor nominal de (Órgãos sociais)
sociedade por quotas de responsabilidade 25,000.00MT (vinte e cinco mil Os órgãos sociais da sociedade são a
limitada, que será regida nos termos e condições meticais), correspondente a 25% assembleia geral e a administração ou o conselho
que se estabelecem a seguir: do capital social, pertencente ao de administração, conforme deliberação da
ARTIGO PRIMEIRO senhor Abubacar Mamadbhay assembleia geral.
Sultan (primeiro outorgante);
(Denominação e sede) ARTIGO OITAVO
b) Uma, no valor nominal de
Um) A sociedade adopta a denominação de 25,000.00MT (vinte e cinco mil (Assembleia geral)
Oryx Boutique Hotel, Limitada. meticais), correspondente a 25% Um) A assembleia geral será composta pela
Dois) A sociedade tem a sua sede na Avenida do capital social, pertencente à totalidade dos sócios.
Agostinho Neto n.º 834, rés-do-chão, cidade senhora Faizallet Nurmomade Dois) As reuniões da assembleia geral devem
de Maputo. Hassamo Sultan (segundo ser conduzidas pela mesa constituída por 1 (um)
1716 III SÉRIE — NÚMERO 55

presidente e 1 (um) secretário, todos nomeados i) O início ou término de qualquer parceria, meio de carta, que deverá ser recebida pelos
em reunião da assembleia geral, por um período joint-venture ou colaborações; outros administradores com pelo menos
de 1 (um) ano, e que permanecerão em funções j) Abertura, encerramento ou mudança 15 (quinze) dias úteis de antecedência. As
até que renunciem ao cargo ou que a assembleia de conta bancária, incluindo as
reuniões da administração ou do conselho de
geral, através de deliberação, decida substituí- condições de movimentação da
mesma; administração poderão ter lugar sem aviso
los.
Três) A assembleia geral reunirá k) Exclusão de sócio e amortização da prévio, desde que todos os administradores
ordinariamente uma vez por ano, nos primeiros respectiva quota; e estejam presentes e que todos deem o seu
3 (três) meses depois de findo o exercício l) Contratação de financiamento nacional consentimento para a realização e acordem na
financeiro anterior, e extraordinariamente e estrangeiro. respectiva ordem de trabalhos.
sempre que for necessário deliberar sobre Dois) Os administradores poderão fazer-
ARTIGO DÉCIMO
quaisquer assuntos relativos à actividade da se representar nas reuniões da administração
sociedade que ultrapassem a competência da (Administração e representação
ou do conselho de administração por outro
administração. da sociedade)
Quatro) A reunião ordinária da assembleia administrador, por meio de documento escrito
Um) A sociedade será dirigida e representada devidamente assinado pelo administrador
geral referida no número anterior visa a:
por um conselho de administração composto por
a) Apreciação, aprovação, correcção ou ausente, indicando expressamente o nome do
2 (dois) administradores eleitos pela assembleia
rejeição do balanço, e contas de administrador representante.
geral.
ganhos e perdas do exercício; Dois) As resoluções da administração ou do
Dois) Compete aos administradores exercer
b) Decisão sobre a aplicação dos conselho de administração deverão ser tomadas
resultados do exercício; e os mais amplos poderes, representando a
sociedade em juízo e fora dela, activa ou por maioria simples dos administradores
c) Nomeação e/ou destituição dos
administradores se necessário, e passivamente, e praticando todos os actos presentes ou representados.
determinação da sua remuneração. necessários à realização do seu objecto social,
que a lei ou os presentes estatutos não reservem ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Cinco) As reuniões devem ser realizadas
na sede da sociedade, a menos que todos os exclusivamente a assembleia geral. (Balanço e distribuição de resultados)
sócios optem por um local diferente, dentro dos Três) Os administradores podem constituir
limites da Lei. representantes e delegar a estes os seus poderes, Um) O período da contabilidade deverá
Seis) Os sócios poderão fazer-se representar no todo ou em parte. coincidir com o ano civil (calendário).
nas assembleias gerais, mediante simples carta Quatro) A sociedade fica obrigada pela Dois) O balanço e as contas de resultados
para esse fim, dirigida ao presidente da mesa da assinatura de um dos seguintes administradores, serão fechados com referência a trinta e um de
assembleia geral. Abubacar Mamadbhay Sultan ou Faizallet
Sete) A assembleia geral poderá Dezembro de cada ano e serão submetidos à
Nurmomade Hassamo Sultan, ou pela assinatura
ser convocada por qualquer membro da aprovação da assembleia geral.
de um terceiro especificamente designado
administração ou do conselho de administração, a quem tenham sido delegados poderes nos Três) Deduzidos os encargos gerais,
por meio de carta, com uma antecedência termos definidos pela assembleia geral. pagamentos e outros encargos dos resultados
mínima de 15 (quinze) dias úteis, salvo nos Cinco) Em circunstância alguma a sociedade líquidos apurados em cada exercício, serão
casos em que a Lei exija outras formalidades. ficará vinculada por actos ou documentos que deduzidos os montantes necessários para a
ARTIGO NONO não digam respeito às actividades relacionadas criação dos seguintes fundos de reserva:
com o objecto social, especialmente em letras
(Poderes da assembleia geral) a) 20% para uma reserva legal, até
de favor, fianças e abonações.
Seis) Enquanto não se proceder a 20% do valor do capital social,
A assembleia geral deve deliberar sobre as
realização da assembleia geral a sociedade ou sempre que seja necessário
questões que a Lei ou os presentes estatutos
lhe reservem exclusivamente, nomeadamente: será administrada e representada por Abubacar reintegrá-lo; e
Mamadbhay Sultan ou Faizallet Nurmomade b) Outras reservas que a sociedade possa
a) Aprovação do orçamento anual,
Hassamo Sultan. necessitar, de tempos em tempos.
relatório da administração e
demonstrações financeiras anuais ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Quatro) O remanescente dos lucros, será
da sociedade;
mediante deliberação da assembleia geral
b) Distribuição de dividendos; (Poderes)
c) Demissão e nomeação dos membros distribuído ou reinvestido.
Os administradores terão poderes para
da administração;
administrar a actividade da sociedade e perfazer ARTIGO DÉCIMO QUARTO
d) Remuneração dos membros dos órgãos
o seu objecto social, tendo a competência
sociais da sociedade; (Disposições finais)
e) Quaisquer alterações aos presentes e poderes previstos na Lei, com excepção
estatutos, incluindo quaisquer das competências e poderes reservados
Um) A sociedade dissolve-se nos casos
fusões, transformações, cisões, exclusivamente à assembleia geral pela lei em
previstos na lei.
dissoluções ou liquidação da vigor ou pelos presentes estatutos.
Dois) A liquidação da sociedade depende de
sociedade;
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO aprovação da assembleia geral.
f) Qualquer redução ou aumento do
capital social da sociedade; (Reuniões e resoluções do conselho Três) Os casos omissos nos presentes
g) Aprovação de termos e condições de de administração) estatutos serão regulados pela legislação
qualquer contrato de suprimentos moçambicana.
à sociedade; Um) As reuniões da administração ou
h) Qualquer alienação total ou parcial dos do conselho de administração deverão ser Maputo, 11 de Março de 2019.
activos da sociedade; convocadas por qualquer administrador por — O Técnico, Ilegível.
20 DE MARÇO DE 2019 1717

Tulipa Minerals, Limitada (duzentos mil meticais), encontrando-se Dois) O sócio pode exonerar-se da sociedade,
dividido em três quotas desiguais, distribuídas quando tenha perdido total interesse pela vida
Certifico, para efeitos de publicação, que da seguinte forma: da sociedade ou quando, contra o seu voto, os
por escritura de um de Março de dois mil e
a) Uma quota com o valor nominal sócios deliberem:
dezanove, lavrada de folhas 18 a 20 do livro de cinquenta mil meticais,
de notas para escrituras diversas n.º 1050-B, a) Um aumento de capital a subscrever,
correspondentes a 25% (vinte e total ou parcialmente, por terceiros;
do Primeiro Cartório Notarial de Maputo, cinco por cento) do capital social,
perante mim Anabela Araújo Junqueira, b) A transferência da sede da sociedade
pertencente ao sócio Abelardo
licenciada em Direito, conservadora e notária para fora do país.
Mário Lombole;
superior em exercício no referido cartório, b) Uma quota com o valor nominal Três) O sócio só pode exonerar-se se as suas
foi constituída uma sociedade por quotas de de cinquenta mil meticais, quotas estiverem integralmente realizadas.
responsabilidade limitada, que passará a reger- correspondentes a 25% (vinte
se pelas disposições constantes dos artigos e cinco por cento) do capital ARTIGO SÉTIMO
seguintes: social, pertencente ao sócio Carlos (Administração)
ARTIGO PRIMEIRO Joaquim Rungo.
c) Uma quota com o valor nominal de Um) A sociedade será administrada pelo
(Denominação e sede) cem mil meticais, correspondentes sócio Fang Zhang.
a 50% (cinquenta por cento) do Dois) A sociedade fica obrigada pela
Um) A sociedade adopta a denominação
capital social, pertencente ao sócio assinatura da administradora, ou ainda pelo
Tulipa Minerals, Limitada e constitui-se
sob a forma de sociedade por quotas de Fang Zhang. procurador especialmente designado para o
responsabilidade limitada. efeito.
ARTIGO QUINTO
Dois) A sociedade tem a sua sede no Três) A sociedade pode ainda fazer-se
Distrito Municipal Ka Mpfumo, rua Xavier (Aumento do capital social) representar por um procurador especialmente
Botelho n.º 103, rés-do-chão, único, cidade designado pela administração nos termos e
Um) O capital social poderá ser aumentado
de Maputo, República de Moçambique, uma ou mais vezes, por incorporação de limites específicos do respectivo mandato.
podendo por deliberação da assembleia geral reservas disponíveis, sob proposta da direcção
transferir a sede, abrir ou encerrar sucursais, ARTIGO OITAVO
geral, mediante deliberação da assembleia geral.
delegações, agências ou qualquer outra forma Dois) Não poderá ser deliberado o aumento (Convocação e reunião da assembleia
de representação social dentro e fora do país de capital social, enquanto não se mostrar geral)
quando for conveniente. integralmente realizado o capital social inicial
ou proveniente de aumento anterior. Um) A convocação da assembleia geral
ARTIGO SEGUNDO compete a qualquer dos membros de direcção e
Três) A deliberação do aumento do capital
(Duração) social deve mencionar, pelo menos, as seguintes deve ser feita por meio de carta, ou outras formas
condições: por lei admissíveis, com uma antecedência
A sociedade é constituída por tempo
a) A modalidade do aumento do capital; mínima de quinze dias.
indeterminado e o seu início conta-se a partir
da data da sua constituição. b) O montante do aumento do capital; Dois) Nenhum sócio pode ser impedido
c) O valor nominal das novas participações de assistir às reuniões das assembleias gerais,
ARTIGO TERCEIRO sociais; incluindo aquele que esteja privado de exercer
(Objecto)
d) As reservas a incorporar, se o aumento o direito de voto.
do capital for por incorporação de Três) As actas das assembleias gerais devem
Um) A sociedade tem por objecto a reservas;
ser assinadas por todos os sócios que nelas
prospecção, exploração, comercialização, e) Os termos e condições em que o sócio
importação e exportação de produtos mineiros tenham participado.
ou terceiros participam no aumento;
e logística. f) A natureza das novas entradas, se as Quatro) A assembleia geral reunirá
Dois) A sociedade poderá exercer houver; ordinariamente nos três meses imediatos ao
outras actividades distintas, subsidiárias ou g) Os prazos da realização das entradas; termo de cada exercício económico.
complementares do seu objecto principal, desde h) O prazo e demais condições do Cinco) A assembleia geral ordinária pode
que devidamente autorizadas pelas entidades exercício do direito de subscrição deliberar sobre a propositura de acções de
competentes. e preferência; responsabilidade contra administradores e sobre
Três) Mediante deliberação do conselho de i) O regime que será aplicado em caso de a destituição daqueles que a assembleia geral
administração, a sociedade poderá participar, subscrição incompleta. considere responsáveis, mesmo quando esta
directa ou indirectamente, em projectos matéria não conste da ordem de trabalho.
Quatro) O aumento do capital social será
de desenvolvimento que de alguma forma Seis) A assembleia geral reúne
efectuado nos termos e condições deliberados
concorram para o preenchimento do seu objecto extraordinariamente sempre que devidamente
em assembleia geral e, supletivamente, nos
social, bem como aceitar concessões, adquirir convocada, por iniciativa do presidente da
termos gerais.
e gerir participações sociais no capital de mesa ou a requerimento da administração, do
quaisquer sociedades, independentemente do ARTIGO SEXTO conselho fiscal ou do fiscal único ou dos sócios
respectivo objecto social, ou ainda participar que representem, pelo menos, dez por cento do
(Exclusão e exoneração do sócio)
em empresas, associações empresariais, capital social.
agrupamentos de empresas ou outras formas Um) Sem prejuízo do disposto na lei, o sócio
de associação, sob quaisquer formas permitidas pode ser excluído da sociedade nos seguintes ARTIGO NONO
por lei. casos:
(Competências da assembleia geral)
ARTIGO QUARTO a) Quando violar as normas constantes
no presente estatuto; Dependem da deliberação da assembleia
(Capital social) geral os seguintes actos, além de outros que a
b) Quando não participe e não mostre
lei indique:
O capital social, integralmente subscrito interesse pela vida da sociedade;
e realizado em dinheiro, é de 200.000,00MT c) Quando for remisso. a) Nomeação e exoneração dos directores;
1718 III SÉRIE — NÚMERO 55

b) Amortização, aquisição e oneração, ARTIGO DÉCIMO QUARTO como qualquer outra actividade
divisão e cessão de quotas; complementar ou acessória ao
(Casos omissos)
c) Chamada e restituição de prestações objecto principal.
suplementares de capital; Os casos omissos serão regulados nos Dois) A sociedade pode exercer qualquer
termos do Código Comercial em vigor e outras actividades, directa ou indirectamente
d) Alteração do contrato de sociedade;
relacionadas com o seu objecto principal,
e) Aquisição, oneração, alienação, demais legislação aplicável na República de
após a obtenção das necessárias licenças ou
cessão de exploração e trespasse Moçambique. autorizações.
de estabelecimentos comerciais Esta conforme. Três) A sociedade pode associar-se a
da sociedade, bem como de bens Maputo, 5 de Março de 2019. — O Técnico, outras sociedades, adquirir participações ou de
imóveis; Ilegível. qualquer forma participar no capital social de
f) Instauração de procedimentos judiciais outras sociedades existentes ou sociedades a
contra membros da direcção da serem constituídas.
sociedade; ARTIGO QUARTO
g) Fusão, dissolução e liquidação da Well Pharma – Sociedade (Capital social)
sociedade; Unipessoal, Limitada
h) Aceitar, sacar e endossar letras e Um) O capital social, integralmente subscrito
livranças e outros efeitos Certifico, para efeitos de publicação, que e realizado em dinheiro, é de 50.000,00MT
comerciais. no dia 8 de Março de 2019, foi matriculada (cinquenta mil meticais), e corresponde a uma
na Conservatória do Registo das Entidades quota única, pertencente ao único sócio Yuri
ARTIGO DÉCIMO Legais sob NUEL 101119971, uma entidade Mohammed Sultan.
denominada Well Pharma - Sociedade Dois) O capital social poderá ser aumentado
(Apuramento da maioria) mediante contribuição do sócio, em dinheiro
Unipessoal, Limitada.
Um) A cada duzentos e cinquenta meticais ou em bens, de acordo com os investimentos
Yuri Mohammed Sultan, maior, solteiro, de efectuados pelo sócio ou por meio de
do valor nominal da quota corresponde um voto. nacionalidade moçambicana, portador do incorporação de suprimentos, mediante decisão
Dois) Salvo disposições diversas da lei, as Bilhete de Identidade n.º 110103996020C, do sócio único.
deliberações consideram-se tomadas quando residente na rua da Alegria n.º 166, rés-do-
obtenham a maioria dos votos emitidos. chão, bairro da Polana Cimento, na cidade ARTIGO QUINTO
Três) São tomadas por maioria qualificada de Maputo, constitui uma sociedade com
(Prestações suplementares)
de setenta e cinco por cento do capital as um único sócio, que passa a reger-se pelas
deliberações sobre alteração ao contrato da disposições que se seguem: Não serão exigidas prestações suplementares
de capital, porém, o sócio único poderá prestar
sociedade, fusão, transformação e dissolução
ARTIGO PRIMEIRO à sociedade, os suprimentos de que a mesma
da sociedade. carecer nos termos previstos por lei.
No cômputo da votação não são contadas (Denominação e sede)
as abstenções. Um) A sociedade adopta a denominação de ARTIGO SEXTO
Well Pharma – Sociedade Unipessoal, Limitada. (Cessão e divisão de quotas)
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Dois) A sociedade tem a sua sede na Avenida
Agostinho Neto n.º 834, cidade de Maputo. A cessão de quotas é livre, devendo o
(Lucros)
Três) A sociedade pode transferir a sua sede sócio único informar a sociedade, por meio
Dos lucros apurados em cada exercício de carta registada ou por protocolo, dirigido à
para qualquer outro local do território nacional
económico deduzir-se-á em primeiro lugar a administração, com um mínimo de sessenta dias
ou abrir delegações, filiais, sucursais, agências
de antecedência face à data a partir da qual se
percentagem legalmente indicada para constituir ou outras formas de representação.
realizará a cessão, dando a conhecer, essa data,
a reserva legal, enquanto não estiver realizada
ARTIGO SEGUNDO o preço e as condições de pagamento.
nos termos da lei ou sempre que seja necessário
reintegrá-la. (Duração) ARTIGO SÉTIMO

A sociedade é constituída por tempo (Órgãos sociais)


ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
indeterminado, contando-se o seu início a partir Os órgãos sociais da sociedade são a
(Dissolução) da data de celebração do respectivo contrato de assembleia geral e a administração ou o conselho
sociedade junto do Cartório Notarial. de administração, conforme deliberação da
Um) A sociedade só se dissolve nos casos
consignados na lei. assembleia geral.
ARTIGO TERCEIRO
Dois) Os sócios ou os procuradores por si ARTIGO OITAVO
(Objecto social)
mandatados serão os seus liquidatários.
Um) A sociedade tem por objecto principal (Assembleia geral)
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO actividades relacionadas com: Um) O sócio único exerce pessoalmente as
(Herdeiros) a) Venda de produtos farmacêuticos, competências das assembleias gerais podendo,
medicamentos e consumíveis designadamente:
Em caso de morte, interdição ou inabilitação a) Apreciar, aprovar, corrigir ou rejeitar
hospitalares, cosméticos, material
do sócio da sociedade, os seus herdeiros óptico, material médico cirúrgico; o balanço e contas do exercício;
assumem automaticamente o lugar na sociedade b) Prestação de serviços na área de saúde; b) Determinar o destino dos resultados
com dispensa de caução, podendo estes nomear c) Treinamento e capacitação do pessoal; apurados em cada exercício que
seu representante se assim o entenderem, desde d) Importação e exportação de produtos puderem nos termos da lei ser
que obedeçam o preceituado nos termos da lei. farmacêuticos e cosméticos, bem disponibilizados;
20 DE MARÇO DE 2019 1719

c) Nomear a administração e determinar Quatro) A sociedade vincula-se: Ziva Tako, Limitada


a sua remuneração, bem como a) Com a assinatura do administrador
destituí-los. Certifico, para efeitos de publicação, que
único;
Dois) As deliberações do sócio de natureza no dia 13 de Abril de 2016, foi matriculada
b) Pela assinatura dos mandatários
igual às deliberações da assembleia geral devem na Conservatória do Registo das Entidades
ser regidas em acta por ele assinada nos termos eventualmente constituídos, nos Legais sob NUEL 100724391, uma entidade
previstos por lei. precisos termos dos poderes que denominada Ziva Tako, Limitada.
Três) É da exclusiva competência da lhes forem conferidos. É celebrado o presente contrato de sociedade,
assembleia geral deliberar sobre a alienação dos Cinco) Fica desde já nomeado como nos termos do artigo 90 do Código Comercial,
principais activos da sociedade. administrador único, o sócio único Yuri entre:
Mohammed Sultan. Primeiro: Borges Jaime Nhabete, solteiro,
ARTIGO NONO
natural de Zavala, residente em Maputo, portador
(Poderes da assembleia geral) ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO do Bilhete de Identidade n.º 11050703857A,
emitido pelo Arquivo de Identificação de
A assembleia geral deve deliberar sobre as (Poderes) Maputo, aos 30 de Abril de 2015, outorga por
questões que a lei ou os presentes estatutos lhe
Os administradores terão poderes para si em representação dos menores;
reservem exclusivamente, nomeadamente:
Segundo: Valdemiro Borges Nhabete,
a) Aprovação do orçamento anual, administrar a actividade da sociedade e perfazer
natural de Maputo e residente em Maputo no
relatório da administração e o seu objecto social, tendo a competência
bairro de Magoanine B, portador de Bilhete
demonstrações financeiras anuais e poderes previstos na Lei, com excepção de Identidade n.º 110504074908S, emitido,
da sociedade; das competências e poderes reservados aos 28 de Agosto de 2018, pelo Arquivo de
b) Distribuição de dividendos; exclusivamente à assembleia geral pela lei em Identificação de Maputo;
c) Demissão e nomeação dos membros vigor ou pelos presentes estatutos. Terceiro: Cleton Borges Nhabete, natural
da administração; de Maputo e residente em Maputo no bairro
d) Remuneração dos membros dos órgãos ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Magoanine A, portador do Bilhete de Identidade
sociais da sociedade;
n.º 110504074918C, emitido, aos 28 de Agosto
e) Quaisquer alterações aos presentes (Balanço e distribuição de resultados)
de 2018, pelo Arquivo de Identificação de
estatutos, incluindo quaisquer
Um) O período da contabilidade deverá Maputo;
fusões, transformações, cisões,
dissoluções ou liquidação da coincidir com o ano civil (calendário). Quarto: Ivo Borges Nhabete, natural de
sociedade; Dois) O balanço e as contas de resultados Maputo, residente no bairro de Magoanine
f) Qualquer redução ou aumento do serão fechados com referência a trinta e um de A, portador do Bilhete de Identidade n.º
capital social da sociedade; 110504074907B, emitido, aos 28 de Agosto de
Dezembro de cada ano e serão submetidos à
g) Aprovação de termos e condições de 2018, pelo Arquivo de Identificação de Maputo;
aprovação da assembleia geral.
qualquer contrato de suprimentos Pelo presente contrato de sociedade
Três) Deduzidos os encargos gerais,
à sociedade; outorgam e constituem entre si uma sociedade
h) Qualquer alienação total ou parcial dos pagamentos e outros encargos dos resultados por quotas de responsabilidade limitada que se
activos da sociedade; líquidos apurados em cada exercício, serão regerá pelas cláusulas seguintes:
i) O início ou término de qualquer parceria, deduzidos os montantes necessários para a
joint-venture ou colaborações; criação dos seguintes fundos de reserva: ARTIGO PRIMEIRO
j) Abertura, encerramento ou mudança
a) 20% para uma reserva legal, até Um) A sociedade adopta a denominação de
de conta bancária, incluindo as
condições de movimentação da 20% do valor do capital social, Ziva Tako, Limitada, uma sociedade por quotas
mesma; ou sempre que seja necessário de responsabilidade limitada, e tem a sua sede
k) Exclusão de sócio e amortização da reintegrá-lo; e na Avenida Maria de Lurdes Mutola, mercado
respectiva quota; e b) Outras reservas que a sociedade possa de Malhazine.
l) Contratação de financiamento nacional necessitar, de tempos em tempos. Dois) Pode encerrar agência ou qualquer
e estrangeiro. outra forma de representação social no país,
Quatro) O remanescente dos lucros, será
desde que obtida a necessária autorização das
ARTIGO DÉCIMO mediante deliberação da assembleia geral entidades competentes.
(Administração e representação distribuído ou reinvestido.
da sociedade)
ARTIGO SEGUNDO
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Um) A sociedade será administrada por A sociedade durará por tempo indeterminado,
administrador único, nomeado pelo sócio único. (Disposições finais) contando-se o seu início a partir da data da
Dois) O administrador pode constituir celebração da escritura pública.
Um) A sociedade dissolve-se nos casos
mandatários, fixando os termos da respectiva ARTIGO TERCEIRO
previstos na lei.
delegação.
Três) À administração compete exercer Dois) A liquidação da sociedade depende de Um) A sociedade tem por objecto:
os mais amplos poderes de administração e aprovação da assembleia geral. A prestação de serviços relativo ao
representação da sociedade, sem reservas, em comércio a retalho e a grosso de
Três) Os casos omissos nos presentes
juízo ou fora dele, activa ou passivamente, bebidas e refrigerantes.
Estatutos serão regulados pela legislação
podendo praticar todos os actos atinentes à Dois) A sociedade poderão exercer quaisquer
moçambicana.
realização do objecto social, excepto aqueles outras actividades conexas complementares ou
que a lei e estes estatutos reservem a assembleia Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, surdirias do objecto social, desde que obtida a
geral. Ilegível. necessária autorização.
1720 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO QUATRO ARTIGO DÉCIMO Massango Holding, Limitada


Capital social Um) A administração será exercido
Certifico, para efeitos de publicação, que no
por sócio-gerente, que será nomeado pela
O capital social é de 300.000,00MT (trezentos dia 20 de Dezembro de 2018, foi matriculada
assembleia.
mil meticais) sendo repartido em quatro partes na Conservatória do Registo das Entidades
Dois) Compete os sócios gerentes a
pelos sócios, sendo de 150.000,00MT (cento e Legais sob NUEL 101087573, uma entidade
representação da sociedade em todos os actos,
cinquenta mil meticais), para o sócio Borges denominada Massango Holding, Limitada,
activos ou passivamente em juízo e fora dele,
Jaime Nhabete o remanescente, pertencente entre:
tanto na ordem jurídica interna ou externa,
aos outros sócios de nomes Valdemiro
dispondo de mais amplo poderes legalmente Primeiro: João Massango, solteiro, maior,
Borges Nhabete, Cleton Borges Nhabete e natural de Maputo cidade, de nacionalidade
consentidos para a prossecução e realização
Ivo Borges Nhabete, cabendo cada um destes moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
do objecto social, nomeadamente quanto ao
sócios 50.000,00MT (cinquenta mil meticais) n.° 110100843051J, emitido em 20 de Setembro
exercícios da gestão corrente dos negócios
respectivamente, tendo sido integralmente de 2016, residente no bairro Costa do Sol,
subscrito todo o valor do capital. sociais.
Três) Para obrigar a sociedade, é obrigatório quarteirão 20, casa n.º 173, na cidade de Maputo;
a assinatura dos sócios-gerentes, que poderão Segundo: Dion João Massango, menor,
ARTIGO QUINTO
designar um ou mais mandatários estranhos á natural de Maputo cidade, de nacionalidade
Os sócios poderão fazer prestações sociedade, e nestes delegar total ou parcialmente, moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
suplementar na sociedade nas condições os seus poderes. n.° 110104632708I emitido em 5 de Março
exigidas por deliberação social. de 2014, residente no bairro Costa do Sol,
Quatro) Os gerentes ou mandatários não
quarteirão 20, casa n.º 173, na cidade de
ARTIGO SEXTO
poderão obrigar a sociedade, bem como realizar
Maputo, neste acto devidamente representado
em nome desta, quaisquer operações alheias
Um) A divisão e sessão de quotas entre os pelo seu representante legal, o senhor João
ao seu objectivo social, nem conferir a favor
actuais sócios ou os sucessores legais, é livre, Massango; e
de terceiros quaisquer garantias financeiras ou
desde que obtida a necessária autorização. Terceiro: Halley João Massango, menor,
abonatórias, sob pena de reaprender civil ou
Dois) A transferência de quotas para natural de Maputo cidade, de nacionalidade
criminalmente.
terceiros só terão lugar mediante consentimento Cinco) Mediante a aprovação da assembleia moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
de todos os sócios em deliberação, para o geral os sócios e a sociedade prestar, aval ou n.° 110106340394D, emitido em 2 de
efeito, tomada em assembleia geral, observado hipotecas de bens a favor de instruções. Novembro de 2016, residente no bairro Costa
o disposto na última parte do número anterior. do Sol, quarteirão 20, casa n.º 173, na cidade de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Maputo, neste acto devidamente representado
ARTIGO SÉTIMO pelo seu representante legal, o senhor João
(Distribuição de dividendos)
Um) A assembleia geral, reunirá em sessão Massango.
Um) Dos lucros líquidos aprovados em Pelo presente documento particular, nos
ordinária uma vez em cada ano para apreciação,
cada exercício deduzir-se -ao pela ordem que termos do artigo 90 do Código Comercial, os
aprovada ou modificação do balanço e quotas
se segue: contraentes identificados supra constituem uma
de exercício e deliberar sobre quaisquer outros
assuntos para que tenha sido convocada e em a) A percentagem legalmente indicada sociedade comercial sob a forma de sociedade
sessão extraordinária sempre que for necessária. para construir o fundo de reserva por quotas de responsabilidade limitada que se
Dois) A assembleia geral serão convocados legal; regerá pelos artigos seguintes:
pelo presidente do conselho da gerência ou por b) A criação de outras reservas que
outro sócio, por meio de carta registada com a assembleia que entender CAPÍTULO I
aviso de recepção ou fax dirigida os sócios, com necessárias.
Da denominação, duração, sede
antecedência mínima de 30 dias. Dois) A parte restante dos lucros será e objecto social
aplicada nos termos que forem aprovados pela
ARTIGO OITAVO assembleia geral. ARTIGO PRIMEIRO

Um) Os sócios far-se-ão representar por ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Denominação


pessoas físicas que para o efeito designarem
mediante simples carta para esse fim, dirigida (Dissolução) A sociedade adopta a denominação
ao presidente da assembleia. Massango Holding, Limitada, e é regida pelo
Um) A sociedade se dissolverá nos casos presente pacto social e pela legislação aplicável.
Dois) A assembleia geral considera – se
consignados pela lei e na dissolução por acordo.
regularmente constituída quando a primeira ARTIGO SEGUNDO
convocatória estarem presentes ou devidamente Dois) Em ambas circunstância, todos os
representado todos os sócios cujas quotas sócios serão liquidatários. Duração
correspondem a maioria da capital social. Três) Procedendo-se á liquidação e partilha
A duração da sociedade é por tempo
dos bens sociais, será em conformidade com o
indeterminado, contado o seu início a partir da
ARTIGO NONO que tiver sido deliberação em assembleia geral.
data da sua constituição.
As deliberações da assembleia geral ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
serão tomadas por maioria simples dos votos ARTIGO TERCEIRO
presentes ou representados com a excepção das (Casos omissos)
Sede
deliberações sobre: Em todos os casos omissos, regularão as
a) Alteração do pacto social; Um) A sociedade tem a sua sede no bairro
disposições da lei da sociedade por quotas
b) Fusão e dissolução da sociedade; Albasine, quarteirão 8, parcela n.° 57, residência
e restante legislação comercial em vigor na
c) Aumento e integração ou redução do n.° 1, na cidade de Maputo.
República de Moçambique.
capital social; e Dois) A sede da sociedade poderá ser
Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, transferida para qualquer outro local mediante
d) Divisão e sessão de quotas da
Ilegível. deliberação da assembleia geral.
sociedade.
20 DE MARÇO DE 2019 1721

Três) A administração poderá abrir, transferir condições e preço, o direito de preferência dos d) Deliberar sobre o aumento, redução
ou fechar sucursais, filiais, delegações ou outras sócios para sua aquisição das quotas se postas ou reintegração do capital social;
formas de representação quer no estrangeiro à venda, formalizando-se, se realizada a cessão e) Deliberar sobre a chamada e a restituição
quer no território nacional. delas, a alteração contratual pertinente. das prestações suplementares;
f) Deliberar sobre a criação de quotas
ARTIGO QUARTO CAPÍTULO III preferenciais;
Objecto social g) Deliberar sobre a fusão, cisão ou
Da assembleia geral transformação da sociedade;
Um) A sociedade tem como objecto ARTIGO SÉTIMO h) Deliberar sobre a propositura de
social a gestão do património familiar, nas quaisquer acções contra os
áreas de comércio, prestação de serviços, Composição administradores ou contra os
gestão de activos e participação em outras membros dos outros órgãos sociais;
Um) A assembleia geral da sociedade é
sociedades, consultoria e investimento em i) Deliberar sobre outros assuntos que não
constituída por todos os sócios e pelos membros
matéria financeira, promoção de investimentos, estejam, por disposição estatutária
da mesa da assembleia geral.
gestão de empreendimentos e investimentos ou legal sucessivamente em vigor,
Dois) No caso de existirem quotas em regime
imobiliários, importação e exportação e na competência de outros órgãos
prestação de quaisquer tipos de actividades de compropriedade, os comproprietários serão
da sociedade.
legalmente permitidos por lei. representados por um só deles e só esse poderá
Dois) Mediante deliberação da assembleia assistir e intervir nas assembleias gerais da CAPÍTULO IV
geral, a sociedade poderá participar directamente Sociedades.
Três) Os administradores, ainda que não Da administração
ou indirectamente em desenvolvimento de
projectos que de alguma forma contribuem para sejam sócios, deverão estar presentes nas ARTIGO DÉCIMO
o cumprimento do objecto social da sociedade, reuniões da assembleia geral e deverão participar
Composição e competências
adquirir participações no capital social de outras nos seus trabalhos, quando convocados mas não
sociedades, bem como aceitar concenções, têm, nessa qualidade, direito a voto. Um) Até deliberação da assembleia geral em
adquirir e gerenciar quotas e acções no capital contrário, fica nomeado como administrador
social de outras sociedades, independemente do ARTIGO OITAVO da sociedade o sócio João Massango, como
seu objecto social, ou participar em empresas, Convocação e quórum administrador único.
e associações empresarias, agrupamento de Dois) Constitui competências da
empresas ou outras formas de associação, sob Um) A assembleia geral reunirá
administração representar a sociedade, em
qualquer forma autorizada por lei, bem como ordinariamente, nos primeiros três meses a
juízo e fora dele, activa e passivamente, perante
para exercer quaisquer tarefas sociais que contar da data do final do ano financeiro.
quaisquer entidades públicas ou privadas e
resultam de tais empreendimentos, articulações Dois) A assembleia geral reunirá
praticar todos os actos de gestão permitidos
ou participações. extraordinariamente, sempre que seja
convocada, ou se todos os sócios estiverem por lei.
CAPÍTULO II presentes ou representados e todos manifestem
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Do capital social, quotas e sua a vontade de que a assembleia seja constituída
e delibere sobre determinados assuntos. Vinculação da sociedade
distribuição
Três) A assembleia geral só poderá constituir
A sociedade obriga-se:
ARTIGO QUINTO e deliberar validamente em primeira convocação
quando estejam presentes os sócios que a) Pela assinatura do administrador;
Capital social
representem, pelo menos, setenta e cinco por b) Pela assinatura de um procurador, nos
O capital social, integralmente subscrito e cento do capital social subscrito. termos e limites dos poderes a estes
realizado em dinheiro, é de cem mil meticais, Quatro) Em segunda convocação a conferidos.
corresponde à soma de três quotas assim assembleia geral pode constituir-se e deliberar
distribuídas: ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
validamente, seja qual for o número de sócios
a) Uma quota no valor nominal presentes e a percentagem do capital social por Auditorias externas
de cinquenta mil meticais eles representada, excepto naqueles casos em
A administração pode nomear uma empresa
correspondente a 50% do capital que a lei exija um quórum constitutivo para as
de auditoria devidamente registrada em
social, pertencente ao sócio João assembleias reunidas em segunda convocação.
Moçambique para realizar a auditoria externa
Massango; Cinco) As deliberações da assembleia geral das demonstrações financeiras da sociedade,
b) Uma quota no valor nominal de vinte serão vinculativas para todos os sócios, ausentes devendo esta apresentar o seu relatório e
e cinco mil meticais correspondente ou dissidentes e para os restantes órgãos sociais, pareceres a assembleia geral.
a 25% do capital social, pertencente nos termos da lei e do presente estatuto.
ao sócio Dion João Massango; CAPÍTULO V
c) Uma quota no valor nominal de vinte ARTIGO NONO
e cinco mil meticais correspondente Das disposições finais
Competência da assembleia geral
a 25% do capital social, pertencente ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
ao sócio Halley João Massango. Sem prejuízo do disposto na lei e nos
presentes estatutos compete em especial à Exercício, contas e resultados
ARTIGO SEXTO
assembleia geral, deliberar sobre:
Um) O ano social coincide com o ano civil.
Direito de preferência na transmissão a) Aprovação do balanço e contas, bem Dois) O balanço, a demonstração de
de quotas como o relatório da administração; resultados e demais contas do exercício fecham-
As quotas não poderão ser cedidas ou b) Nomeação e destituição dos membros se com referência a trinta e um de Dezembro
transferidas a terceiros que não tenham laços dos órgãos sociais; de cada ano e são submetidos à apreciação da
consanguíneos sem o consentimento de outros c) Deliberar sobre quaisquer alterações assembleia geral nos três primeiros meses de
sócios, a quem fica assegurado, em igualdade de aos presentes estatutos; cada ano.
1722 III SÉRIE — NÚMERO 55

Três) Dos lucros líquidos da empresa, 20% sociedade, cedeu ao sócio César Felix Soquisso sucursais, filiais, agências, delegações ou outras
devem ser utilizados para a reserva legal, e o e a senhora Helena Jacinto Nhapulo que entra formas de representação social no país ou no
remanescente terá o destino deliberado pela como nova sócia. estrangeiro, transferir a sua sede para qualquer
assembleia. Em consequência da cessão verificada, é local dentro do território nacional de acordo
alterada a redação do artigo quarto dos estatutos, com a legislação vigente.
ARTIGO DÉCIMO QUARTO o qual passa a ter a seguinte nova redação:
....................................................................... ARTIGO TERCEIRO
Dissolução e liquidação
(Objecto social)
Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos ARTIGO QUARTO
termos estabelecidos na lei. Um) A sociedade tem por objecto social o
Capital social
Dois) A liquidação será feita na forma exercício das seguintes actividades.
aprovada por deliberação dos sócios. O capital social, integralmente Dois) Comércio a retalho com importação
subscrito e realizado em dinheiro, é de material de escritório, material de construção,
ARTIGO DÉCIMO QUINTO de 10.000,00MT (dez mil meticais), e electrodoméstico e artigo electrodoméstico
corresponde à soma de duas quotas assim e artigos electrónicos, artigos de papelaria,
(Casos omissos) distribuídas: mobiliário de escritório, computadores e
Em todo o omisso regularão as disposições a) Uma quota no valor de 5.100,00MT seus acessórios, artigos de desporto, artigo
legais aplicáveis e em vigor na República de (cinco mil e cem meticais) de limpeza, artigo de viagem, e de prestação
Moçambique. correspondente a 51% do de serviços de fotocópia, internet café e
capital social, pertencente a estampagem e venda de acessórios para viaturas
Maputo, 13 de Março de 2019. e motorizadas, pneus e motores de viaturas.
— O Técnico, Ilegível. César Felix Soquisso;
b) Uma quota no valor de Três) A sociedade poderá por deliberação do
4.900,00 meticais (quatro sócio, exercer outras actividades industriais ou
mil e novecentos meticais), comerciais conexas ao seu objecto principal, ou
correspondente à 49% do ainda associar-se ou participar no capital social
de outras sociedade, desde que para tal obtenha
Alistair Services capital social, pertencente a
a necessária autorização para o efeito.
Moçambique, Limitada Helena Jacinto Nhapulo.
Maputo, 18 de Fevereiro de 2019. ARTIGO QUARTO
Certifico, para efeitos de publicação e por — O Técnico, Ilegível.
(Capital social)
acta avulsa, de oito dias do mês de Janeiro
de dois mil e dezanove, a assembleia geral O capital social, integralmente subscrito
da sociedade denominada Alistair Services e realizado em dinheiro, é de 300.000,00MT
Moçambique, Limitada, com sede no Posto (trezentos mil meticais), correspondente a
Administrativo de Murrebué, parcela 765, Princi Mega Centar uma única quota de igual valor nominal,
distrito de Mecufi - Pemba, matriculada – Sociedade Unipessoal, equivalente a cem por cento do capital social,
sob NUEL 100280124, com capital social Limitada pertencente a único sócio Henry Chidi Nnadi,
de 50.000,00MT (cinquenta mil meticais), solteiro, maior, natural de AbiaState - Nigéria,
os sócios representados deliberaram sobre, Certifico, para efeitos de publicação, que no de nacionalidade nigeriana, residente em Tete,
cessação do cargo de director-geral e nomeação dia vinte de Novembro de dois mil e quinze, no Bairro Francisco Manyanga, titular do
do novo director-geral. foi transformada de empresário em nome DIRE n.º 05NG00022401I, emitido pelos
Na sequência das deliberações tomadas individual em sociedade por quota unipessoal Serviços Provinciais de Migração de Tete, aos
cessou o cargo de director-geral na sociedade de responsabilidade limitada, registada sob o 30 de Junho de 2016, com NUIT 104599737.
o senhor Pedro de Figueiredo Rodrigues Pinto NUEL 100676281, a sociedade Princi Mega ARTIGO QUINTO
e nomeou-se o senhor Alistair Andrew James Centar-Sociedade Unipessoal, Limitada,
para cargo de director-geral. constituída por documento particular aos 20 (Administração, representação
de Novembro de 2015, que irá reger- se pelas e vinculação)
Pemba, 12 de Março de 2019. — O Técnico,
Ilegível. cláusulas seguintes: Um) A administração e representação da
sociedade serão exercidas pelo sócio Henry
ARTIGO PRIMEIRO Chidi Nnadi, que fica desde já nomeado
(Tipo de denominação e duração) administrador com dispensa de caução.
Dois) Para obrigar a sociedade, em juízo e
Um) A sociedade adopta a denominação, fora dele, activa e passivamente, é necessária a
JNCS-Consultoria Princi Mega Centar – Sociedade Unipessoal, assinatura do administrador.
e Serviços, Limitada Limitada, é uma sociedade comercial por quota Três) O administrador pode constituir
unipessoal de responsabilidade limitada. mandatário mediante a outorga de procuração
Certifico, para efeitos de publicação, que Dois) A sua duração é por tempo adequada para efeito.
por acta da assembleia geral extraordinária de indeterminado, contando-se o seu início a partir
dezoito de Fevereiro de dois mil e dezanove, ARTIGO SEXTO
da data da sua constituição.
da sociedade JNCS-Consultoria e Serviços, (Disposições finais)
Limitada, com sede nesta cidade de Maputo, ARTIGO SEGUNDO
com o capital social de dez mil meticais, Em tudo o que estiver omisso nos presentes
(Sede, forma e locais de representação) estatutos aplicar-se-ão as disposições legais
matriculada sob o NUEL 100680971, os sócios
deliberaram a cessão de quota no valor de A sociedade tem a sua sede na cidade vigentes na República de Moçambique.
cinco mil meticais que corresponde a cinquenta de Tete, bairro Josina Machel, Avenida de Está conforme.
porcento, que o sócio Juvêncio Helena Moisés Independência, podendo mediante simples Tete, 7 de Março de 2019. — O Conservador,
Nhatsave possuía no capital social da referida deliberação do sócio único, criar ou encerrar Iúri Ivan Ismael Taibo.
20 DE MARÇO DE 2019 1723

Green Anchor Group Três) A sociedade poderá exercer actividade Dois) Em tudo quanto for omisso nos
de importação de mercadorias relacionadas com presentes estatutos aplicar-se-ão as disposições
– Sociedade Unipessoal,
a actividade da sociedade. do Código Comercial e demais legislação em
Limitada vigor na República de Moçambique.
CAPÍTULO II
Certifico, para efeitos de publicação, que Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico,
no dia 6 de Marco de 2019, foi matriculada Do capital social Ilegível.
na Conservatória do Registo das Entidades
ARTIGO QUARTO
Legais sob NUEL 101118231, uma entidade
denominada Green Anchor Group – Sociedade (Capital social)
Unipessoal, Limitada. O capital social, integralmente subscrito
Geoffrey Craig Raasch, natural da África do e a realizar em dinheiro, é de 50.000,00MT Mega Construções África,
Sul, de nacionalidade sul-africana, casado no (cinquenta mil meticais), e corresponde a uma Limitada
Regime de Separação de Bens com Melanie quota única do sócio Geoffrey Craig Raasch,
Dawn Raasch, portador do Passaporte n.º equivalente a 100% do capital social. Certifico, para efeitos de publicação, que
A06639242, emitido aos vinte e dois de no dia doze de Junho de dois mil e dezoito
Março de dois mil e dezoito, pelo Ministério ARTIGO QUINTO foi registada sob o NUEL 101004902, a
do Interior da África do Sul, residente na (Administração e representação sociedade Mega Construções África, Limitada
África do Sul, e acidentalmente em Maputo, da sociedade) abreviadamente MCA, Limitada, constituída
pelo presente contrato de sociedade, outorga por documento particular aos 12 de Junho
e constitui uma sociedade por quotas Um) A sociedade será administrada pelo
sócio Geoffrey Craig Raasch. de 2018, que irá reger- se pelas cláusulas
unipessoal limitada, denominada Green
Dois) A sociedade fica obrigada pela seguintes:
Anchor Group - Sociedade Unipessoal,
Limitada, que se regerá pelos artigos assinatura do seu administrador.
ARTIGO PRIMEIRO
seguintes, e pelos preceitos legais em vigor Três) A sociedade pode ainda se fazer
na República de Moçambique. representar por um procurador especialmente (Tipo de firma e duração)
designado pela administração nos termos e
CAPÍTULO I limites específicos do respetivo mandato. Um) A sociedade comercial por quota
de responsabilidade limitada adopta a
Da denominação, duração, sede CAPÍTULO III denominação de Mega Construções África,
e objecto Limitada abreviadamente MCA, Limitada.
Das disposições gerais
ARTIGO PRIMEIRO Dois) A sua duração é por tempo
ARTIGO SEXTO indeterminado, contando-se o seu início a partir
(Denominação e duração)
(Balanço e contas) da data da sua constituição.
A sociedade adota a denominação de
Green Anchor Group – Sociedade Unipessoal, Um) O exercício social coincide com o ano ARTIGO SEGUNDO
Limitada, sendo criada por tempo indeterminado. civil.
Dois) O balanço e contas de resultados (Sede, forma e locais de representação)
ARTIGO SEGUNDO fechar-se-ão com referência a trinta e um de A sociedade tem a sua sede, em Tete, Bairro
Dezembro de cada ano. Josina Machel, podendo mediante simples
(Sede)
ARTIGO SÉTIMO deliberação da assembleia geral criar ou encerrar
Um) A sociedade tem a sua sede social
sucursais, filiais, agências delegações ou outra
na Ponta Mamoli, Parcela 122, Posto (Lucros)
formas de representação social no país ou no
Administrativo do Zitundo, distrito de Matutine,
província de Maputo. Dos lucros apurados em cada exercício estrangeiro, transferir a sua sede para qualquer
Dois) Mediante simples decisão do sócio deduzir-se-ão em primeiro lugar a percentagem outro local dentro do território nacional ou fora
único, a sociedade poderá deslocar a sua sede legalmente indicada para constituir a reserva dele de acordo com a legislação vigente.
para dentro do território nacional, cumprindo legal, enquanto não estiver realizada nos
os necessários requisitos legais. termos da lei ou sempre que seja necessário ARTIGO TERCEIRO
Três) O sócio único poderá decidir a abertura reintegrá-la. (Objecto social)
de sucursais, filiais ou qualquer outra forma de
ARTIGO OITAVO Um) A sociedade tem por objecto social o
representação no país e no estrangeiro, desde
que devidamente autorizada. (Dissolução) exercício da seguinte actividade:
a) Construção civil;
ARTIGO TERCEIRO A sociedade dissolve-se nos casos e nos
termos da lei. b) Fornecimento de água;
(Objecto) c) Transporte de carga;
Um) A sociedade tem por objecto principal ARTIGO NONO d) Aluguer de Instalações;
a actividade de construção civil, turismo, e) Aluguer de máquina e equipamentos.
(Disposições finais)
restauração, pesca desportiva; compra, venda e Dois) A sociedade poderá por deliberação
arrendamento de imóveis próprios ou alheios, Um) Em caso de morte ou interdição do dos sócios exercer outras actividades industriais
intermediação imobiliária, actividade comercial, único sócio, a sociedade continuará com os ou comerciais conexas ao seu objecto principal
gestão e aluguer de casas de veraneio. herdeiros ou representantes do falecido ou
ou ainda associar-se ou participar no capital
Dois) O objecto social compreende ainda interdito, os quais nomearão entre si um que a
social de outras sociedades, desde que para tal
outras actividades de natureza acessória ou todos represente na sociedade, enquanto a quota
obtenha a necessária autorização para o efeito.
complementar da actividade principal. permanecer indivisa.
1724 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO QUARTO de Entidades Legais sob NUEL 101119297, ARTIGO QUINTO


entidade legal supra constituída por: Morné
(Capital social) (Divisão ou cessão de quotas)
Ferreira, de nacionalidade Sul - Africana,
O capital social, integralmente portador do Passaporte n.º A04417474, emitido Um) A divisão ou cessão de quotas pelo
subscrito e realizado em dinheiro é de pelos Serviços de Migração da África do Sul a sócio é livre e para terceiros só pode ter lugar
500.000,00MT(quinhentos meticais) e trinta e um de Outubro de dois mil e catorze, mediante deliberação da assembleia geral.
corresponde à soma de duas quotas assim que se regerá pelas cláusulas constantes dos Dois) A sociedade fica reservado o direito
distribuídas: artigos seguintes: de preferência perante terceiros.
a) Uma quota no valor nominal de
Três) A assembleia geral reunir-se-á uma
250.000,00MT, equivalente a 50% ARTIGO PRIMEIRO
vez por ano para aprovação do balanço e contas
do capital social, pertencente ao Denominação, sede e duração
sócio Henry ChidiNnadi, solteiro, do exercício e deliberação sobre quaisquer
maior, natural de AbiaState - Um) A sociedade adopta a denominação outros assuntos para que tenha sido convocada
Nigéria, de nacionalidade nigeriana, de Murofield Moz – Sociedade Unipessoal, e extraordinariamente sempre que tal for
residente em Tete, titular do D.I.R.E Limitada, é uma sociedade comercial por necessário.
n.º 05NG00022401I, emitido pelos quotas, de responsabilidade limitada.
Serviços Provinciais de Migração Dois) A sociedade tem a sua sede no ARTIGO SEXTO
de Tete, aos 30 de Junho de 2016, Bairro Conguiana, Praia da Barra, Cidade de Morte ou interdição
com NUIT 104599737; Inhambane.
b) Uma quota no valor nominal de Em caso de morte ou inabilidade do sócio, a
Três) A sua duração será por tempo
250.000,00MT, equivalente a 50% sua quota continua com os herdeiros que entre
indeterminado, contando-se o seu início a partir
do capital social, pertencente a eles poderão indicar um representante legal
da data da celebração do presente contrato.
sócia Delsia Solinho António Belo,
nomeado que represente a todos na sociedade
solteira, maior, natural de Tete, ARTIGO SEGUNDO
de nacionalidade moçambicana, enquanto a quota manter-se indivisa.
residente em Tete, titular de Objecto
ARTIGO SÉTIMO
Passaporte n.° 15AK19660, emitido
Um)A sociedade tem por objectivo o
na República de Moçambique, Em tudo que for omisso no presente estatuto,
Turismo:
aos 22 de Fevereiro de 2017, com será regulado pelas disposições de legislação
NUIT 108576091. a) Exploração de um complexo turístico;
b) A prática de outras actividades aplicável.
ARTIGO QUINTO Turística, tais como, desporto Está conforme.
aquático, mergulho e natação, Inhambane, oito de Março de dois mil
(Administração e representação
Scuba Diving; e dezanove. — O Conservador, Ilegível.
da sociedade)
c) Exploração de um Bar, restaurante;
Um) A sociedade será administrada, e d) Importação e exportação de produtos
representada em juízo e fora dele, activa e relacionados com o objecto social.
passivamente, na ordem jurídica internacional, Dois) A sociedade poderá exercer outras
por um administrador, que fica desde já actividades conexas, complementares ou
nomeado o sócio Henry ChidiNnadi, com subsidiárias do objecto social principal,
dispensa de caução.
SASOL Mozambique A5-A,
participar no capital social de outras sociedades
Dois) A sociedade fica validamente obrigada ou associar-se a outras empresas. Limitada
perante terceiros nos seus actos e contratos pela
assinatura do administrador ou assinatura de ARTIGO TERCEIRO Certifico, para efeitos de publicação que,
pessoa delegada para o efeito. por documento particular de vinte e oito de
Capital
Fevereiro de dois mil e dezanove, perante
ARTIGO SEXTO
O capital social, integralmente realizado em mim Batça Banu Amade Mussá, licenciada
(Disposições finais) dinheiro é de 20.000,00MT (vinte mil meticais), em Direito, conservadora e notária superior
Um) Em tudo o que for omisso nos presentes correspondente a quota única pertencente ao em exercício no Quarto Cartório Notarial da
estatutos, aplicar-se ao as disposições legais Morné Ferreira. Cidade de Maputo, procedeu-se à constituição
em vigor. da sociedade em epígrafe, que se regerá pelos
ARTIGO QUARTO
Dois) Em caso de litígio as partes podem seguintes estatutos:
resolver de formas amigáveis e na falta de Administração gerência da sociedade
consenso é competente o foro do Tribunal CAPÍTULO I
Judicial de Tete, com renúncia a qualquer outro. Um) A administração e representação da
sociedade fica a cargo do sócio Morné Ferreira, Nome, duração, sede e objecto
Está conforme.
bastando a assinatura do sócio para obrigar a
Tete, 7 de Março de 2019. — O Conservador, ARTIGO PRIMEIRO
sociedade, podendo no entanto contratarem
Iúri Ivan Ismael Taibo.
uma pessoa para gerir e administrar a sociedade, (Nome e duração)
a ser nomeado pela assembleia geral ou
instrumento de procuração. Um) A SASOL Mozambique A5-A,
Dois) Compete a gerência a representação Limitada (adiante designada por “Sociedade”),
Murofield Moz – Sociedade é uma sociedade por quotas, de Direito
da sociedade em todos os actos, activa e
Unipessoal, Limitada passivamente em juízo e fora dele, dispondo Moçambicano, sendo regida pelos presentes
Certifico, para efeitos de publicação, que dos mais amplos poderes para a prossecução dos estatutos e demais legislação aplicável.
no dia oito de Março de dois mil e dezanove, fins da sociedade, gestão corrente dos negócios Dois) A sociedade é constituída por tempo
foi matriculada na Conservatória do Registo e contratos sociais. indeterminado.
20 DE MARÇO DE 2019 1725

ARTIGO SEGUNDO cinco por cento) do capital social, ARTIGO NONO


titulada pela Sasol África Holdings
(Sede) (Prestações suplementares)
(Pty) LTD.
Um) A sociedade tem a sua sede na Rua Um) M e d i a n t e p r é v i a d e l i b e r a ç ã o
ARTIGO QUINTO assembleia geral, a administração ou o conselho
dos Desportistas, n.º 833, JAT V-3, 11.º e 12.º
andares, na Cidade de Maputo. (Aumento do capital social) de administração, se instituído, poderá, mediante
Dois) Por deliberação da administração ou notificação escrita, exigir de todos os sócios,
Um) O capital social da sociedade poderá
do conselho de administração, se instituído, prestações suplementares até o valor equivalente
ser aumentado, em dinheiro ou espécie, por
a sociedade poderá transferir a sua sede para ao capital social.
deliberação da assembleia geral, sob proposta da
qualquer outro local dentro do território Dois) As prestações suplementares serão
administração ou do conselho de administração,
nacional, bem como criar e encerrar sucursais, realizadas pelos sócios a favor da sociedade, no
se instituído.
filiais, agências, delegações ou outras formas prazo máximo de 90 (noventa) dias, contados a
Dois) Em qualquer aumento do capital
de representação comercial em qualquer parte partir da data da respectiva notificação.
social da sociedade, os sócios gozam do direito
do território nacional ou no estrangeiro.
de preferência, na proporção das respectivas CAPÍTULO III
ARTIGO TERCEIRO quotas.
Órgão sociais
(Objecto social) ARTIGO SEXTO SECÇÃO I
Um) A sociedade tem por objecto principal
(Transmissão de quotas) Assembleia Geral
o exercício da actividade de exploração,
produção e/ou processamento, comercialização, Um) A transmissão de quotas entre os
ARTIGO DÉCIMO
distribuição, venda, armazenamento e manuseio, sócios é livre.
importação e exportação de petróleo, petróleo Dois) A transmissão de quotas a favor (Reuniões da assembleia geral)
bruto, gás natural, produtos petrolíferos e seus de terceiros é condicionada ao exercício do Um) A assembleia geral realizar-se-á, em
derivados. direito de preferência por parte da sociedade e, sessão ordinária uma vez por ano, nos termos
Dois) A sociedade poderá, ainda, exercer caso esta não o exerça, ao exercício do mesmo
quaisquer outras actividades, subsidiárias ou da lei e deverá ter lugar até três meses após o
direito pelos demais sócios, na proporção das termo de cada exercício, para:
complementares ao seu objecto social, desde
respectivas quotas.
que tais actividades tenham sido autorizadas a) Discutir e deliberar sobre o balanço,
pela administração ou pelo conselho de Três) Os direitos de preferência referidos
relatório da administração e as
administração, se instituído. no número anterior, serão exercidos em
contas referentes ao exercício findo;
Três) Por deliberação da administração ou conformidade com o disposto no Artigo 298
b) Deliberar sobre a aplicação de
do conselho de administração, se instituído, do Código Comercial.
resultados;
a sociedade poderá participar, directa ou
ARTIGO SÉTIMO c) Quando aplicável, deliberar sobre
indirectamente, em projectos e empreendimentos
que de alguma forma contribuam para o a nomeação dos membros da
(Suprimentos)
cumprimento do respectivo objecto social, bem administração ou do conselho de
como gerir participações em quaisquer outras Os sócios, mediante celebração de contrato administração;
sociedades, associações empresariais, grupos escrito, poderão prestar suprimentos à sociedade, d) Deliberar sobre qualquer outro assunto
de empresas ou outras formas de associação. nos termos e condições a serem previamente de interesse para a sociedade,
Quatro) Por deliberação da assembleia geral, acordados por deliberação da assembleia geral. desde que incluído na respectiva
a sociedade pode adquirir participações em convocatória.
sociedades com objecto distinto. ARTIGO OITAVO
Dois) A assembleia geral reúne, em sessão
CAPÍTULO II (Prestações acessórias) extraordinária, sempre que devidamente
convocada por qualquer administrador ou a
Capital social Um) A administração ou o conselho
requerimento de sócios que representem, pelo
de administração da sociedade se instituído,
ARTIGO QUARTO menos, dez por cento do capital social.
poderá, por meio de notificação, exigir de todos
(Capital social) os sócios, prestações acessórias em dinheiro, ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
não remuneradas, até o limite do valor do
O capital social da sociedade, integralmente (Convocatória da assembleia geral)
subscrito e realizado em dinheiro, é de capital social, sem que a sua prestação tenha
20.000,00MT (vinte mil meticais), e equivale que corresponder a um contrato tipificado. Um) A assembleia geral pode ser
à soma de duas quotas desiguais repartidas da Dois) As prestações acessórias deverão ser convocada por qualquer administrador, pelo
seguinte forma: realizadas pelos sócios, no prazo máximo de conselho fiscal ou fiscal único (se instituído)
60 (sessenta) dias, contados a partir da data de ou pelos sócios que representem, pelo menos,
a) Uma quota com o valor nominal de
recepção da respectiva notificação. 10% (dez por cento) do capital social.
19.500,00MT (dezanove mil e
quinhentos meticais), representativa Três) Uma vez prestadas, as prestações Dois) A convocação da assembleia geral
de 97,5% (noventa e sete vírgula acessórias devem ser restituídas pela sociedade deve ser feita por meio de carta, respeitando o
cinco por cento) do capital social, aos sócios que as tenham prestado, no prazo conteúdo descrito no Artigo 134.º do Código
titulada pela Sasol África (Pty) máximo de 10 (dez) anos ou, alternativamente, se Comercial, devendo a mesma ser expedida aos
LTD; e a sociedade e o sócio concordarem mutuamente, sócios com uma antecedência mínima de 15
b) Uma quota com o valor nominal de ser convertidas em capital social, por meio de (quinze) dias.
500,00MT (quinhentos meticais), aumento do capital social nos termos previstos Três) Os avisos convocatórios serão
representativa de 2,5% (dois vírgula nos presentes estatuto. assinados por qualquer administrador.
1726 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO SECÇÃO II i) Orientar e gerir os negócios sociais,


Gestão e representação da sociedade praticando todos os actos
(Representação na assembleia geral)
relacionados com o seu objecto
O sócio pode fazer-se representar na ARTIGO DÉCIMO QUINTO social, sujeitos às disposições legais
assembleia geral pelo cônjuge, descendente ou e estatutárias;
(Administração)
ascendente, por outro sócio, por administrador, j) Propor, prosseguir, confessar, desistir
por terceiro ou mandatário, mediante instrumento Um) A gestão e administração da sociedade, ou transigir em quaisquer acções em
de representação voluntária, assinado pelo sócio assim como a respectiva representação, que a sociedade esteja envolvida;
ou representante por este designado, devendo o competem a um ou mais administradores, k) Executar e fazer cumprir as deliberações
mesmo ser dirigido ao presidente do conselho conforme o que for deliberado em assembleia da assembleia geral; e
de administração, até às 17 horas do dia útil geral, podendo ser instituído um conselho de l) Constituir mandatários da sociedade,
anterior à data da reunião. administração, o qual deverá ser composto por, bem como definir os termos e
pelo menos, 3 (três) administradores. limites dos respectivos mandatos.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Dois) Os administradores são eleitos por
um período de 3 (três) anos, sendo permitida a ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
(Reuniões da assembleia geral) sua reeleição, conforme for determinado pela
(Delegação de competências e nomeação
Um) A assembleia geral realizar-se-á na assembleia geral.
de representantes)
sede da sociedade, ou em qualquer outro lugar Três) Os administradores estão dispensados
no território nacional, desde que devidamente de prestar caução para o exercício das respectivas A administração ou o conselho de
identificado na respectiva convocatória. funções. administração, se instituído, poderá conferir
Dois) Os sócios podem reunir-se em Quatro)A nomeação dos membros do mandatos, fixando os precisos limites, com
assembleia geral, sem observância das conselho de administração poderá recair sobre ou sem a faculdade de substabelecimento,
formalidades convocatórias prévias, desde pessoas estranhas à sociedade ou sobre pessoas a qualquer um dos seus membros, quadros
que todos os sócios estejam presentes ou colectivas, desde que seja designada uma da sociedade ou terceiros, para o exercício
representados e todos manifestem vontade pessoa singular para exercer o cargo em sua de poderes ou tarefas que, no interesse da
que a assembleia se constitua e delibere sobre representação.
sociedade, considere convenientes.
determinado assunto. Cinco) O conselho de administração, se
Três) Os sócios podem ainda deliberar sem instituído, designará, de entre os seus membros, ARTIGO DÉCIMO OITAVO
recurso a assembleia geral, desde que todos aquele que desempenhará as funções de
(Responsabilidades)
declarem por escrito o sentido do seu voto, em Presidente.
documento que inclua a proposta de deliberação, Seis) Compete ao presidente do conselho de Os administradores respondem para com a
devidamente datado, assinado e endereçado à administração, se instituído, convocar e dirigir sociedade e para com os sócios, pelos danos que
sociedade e desde que as formalidades contidas as reuniões do conselho e promover a execução lhe causarem por actos ou omissões praticados,
no Código Comercial sejam cumpridas. das deliberações tomadas pelo mesmo. no exercício das respectivas funções, com
preterição dos deveres legais e estatutários,
ARTIGO DÉCIMO QUARTO ARTIGO DÉCIMO SEXTO salvo se provarem que agiram sem culpa.
(Quórum constitutivo e deliberativo) (Competências)
ARTIGO DÉCIMO NONO
Um) A assembleia geral pode deliberar, em Compete à administração ou conselho de
(Convocatória e reuniões do conselho
primeira convocação, sempre que se encontrem administração da sociedade, se instituído, gerir
de administração)
presentes ou representados sócios titulares de, e representar a sociedade, em juízo e fora dele,
pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento) assim como praticar todos os actos tendentes Um) O conselho de administração reunir-
do capital social. Em segunda convocação, a à realização do respectivo objecto social, que se-á sempre que for convocado pelo seu
assembleia geral poderá validamente deliberar, por lei ou pelos presentes estatutos não estejam presidente ou por qualquer administrador.
seja qual for o número de sócios presentes ou reservados à assembleia geral, e em particular: Dois) A convocatória deverá ser efectuada
representados e a percentagem por estes detida a) Apresentar o relatório da administração por escrito, com uma antecedência mínima de
no capital social, salvo disposições legais ou e as contas anuais; 7 (sete) dias, excepto quando tais formalidades
estatutárias em contrário. b) Apresentar projectos de fusão, cisão e e prazos sejam dispensados por todos os
Dois) As deliberações da assembleia transformação da sociedade; administradores.
geral serão tomadas por maioria simples dos c) Abrir e encerrar sucursais, filiais, Três) A convocatória deve incluir a ordem
votos emitidos pelos sócios presentes e/ou agências, delegações ou outras de trabalhos, a data, a hora e o local da reunião e
formas de representação comercial deve ser acompanhada de todos os documentos
representados, salvo disposto de forma contrária
da sociedade em qualquer parte do
na lei ou nos presentes estatutos. necessários à tomada da deliberação, quando for
território nacional ou no estrangeiro;
Três) Não obstante o disposto no número o caso.
d) Propor aumentos do capital social;
anterior, a aprovação das matérias abaixo e) Adquirir, onerar ou alienar quaisquer Quatro) As reuniões do conselho de
descritas, depende do voto favorável dos sócios bens móveis ou imóveis; administração serão realizadas, em principio, na
titulares de, pelo menos, 75% (setenta e cinco f) Adquirir, onerar ou alienar ou proceder sede da sociedade, podendo realizar-se noutro
por cento) do capital social da sociedade: à cessão de exploração e trespasse local, desde que aprovado por unanimidade dos
a) Aumento e redução do capital social de estabelecimento comercial da administradores.
da sociedade; sociedade; Cinco) Qualquer administrador que esteja
b) Aceitação, transmissão ou renúncia de g) Contrair empréstimos; temporariamente impossibilitado de comparecer
licenças e concessões; e h) Prestar quaisquer garantias e cauções, a uma reunião, poderá ser representado por
c) Nomeação e renúncia de pelos meios ou formas legalmente outro administrador, mediante carta dirigida
administradores. permitidos; ao presidente, em data anterior à da reunião.
20 DE MARÇO DE 2019 1727

ARTIGO VIGÉSIMO SECÇÃO III Sasol Mozambique PT5-C,


(Deliberações) Fiscalização Limitada
Um) Para que a administração ou o ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO Certifico, para efeitos de publicação que,
conselho de administração, quando instituído, por documento particular de vinte e oito de
possam deliberar, deve estar presente ou (Dispensa) Fevereiro de dois mil e dezanove, perante
representada a maioria dos seus membros. mim Batça Banu Amade Mussá, licenciada
Dois) As decisões serão tomadas por A sociedade não terá conselho fiscal nem
em Direito, conservadora e notária superior
maioria simples dos votos dos administradores fiscal único.
em exercício no Quarto Cartório Notarial da
presentes ou representados, salvo quando Cidade de Maputo, procedeu-se à constituição
CAPÍTULO IV
se refiram às matérias descritas no número da sociedade em epígrafe, que se regerá pelos
seguinte. Contas anuais e aplicação seguintes estatutos:
Três) Quando relacionadas com as matérias de resultados
descritas no presente número, as decisões do CAPÍTULO I
conselho de administração deverão ser tomadas ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
Nome, duração, sede e objecto
por maioria qualificada de dois terços dos
(Exercício social)
membros: ARTIGO PRIMEIRO
a) A delegação de competências nos Um) O exercício social tem início a 1 de
(Nome e duração)
termos do Artigo Dezassete; Janeiro e termina a 31 de Dezembro, contudo,
b) A definição dos termos e condições de a sociedade poderá adoptar um período anual Um) A Sasol Mozambique Pt5-C, Limitada
contratação de empréstimos pela de exercício diferente, desde que devidamente adiante designada por Sociedade é uma
sociedade, os quais se encontram autorizada pelas entidades competentes. sociedade por quotas, de Direito Moçambicano,
sujeitos ao cumprimento, por parte sendo regida pelos presentes Estatutos e demais
Dois) O balanço, o relatório de gestão, a
da administração ou conselho legislação aplicável.
demonstração de resultados e demais contas Dois) A sociedade é constituída por tempo
de administração, das políticas
de exercício fecham-se com referência ao indeterminado.
e delegação de competências
do Grupo Sasol que forem último dia do exercício, conforme referido
no número um acima, e serão submetidos à ARTIGO SEGUNDO
eventualmente aplicáveis.
assembleia geral, para apreciação e aprovação, (Sede)
Quatro) As deliberações do conselho de
administração deverão ser lavradas em acta, até três meses após o termo do exercício a que
Um) A sociedade tem a sua sede na Rua
inscritas no respectivo livro e assinadas por respeitem.
dos Desportistas, número 833, JAT V-3, 11.º e
todos os administradores que nela tenham 12.º andares, na Cidade de Maputo.
participado. ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
Dois) Por deliberação da administração ou
Cinco) O conselho de administração (Lucros) do conselho de administração, se instituído,
não deliberará sobre matérias reservadas à a sociedade poderá transferir a sua sede para
assembleia geral. Um) Aos lucros apurados em cada
qualquer outro local dentro do território
exercício, será deduzida a percentagem exigida
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO nacional, bem como criar e encerrar sucursais,
por lei para constituição ou reintegração da
filiais, agências, delegações ou outras formas
(Vinculação da sociedade) reserva legal, até que esta represente, pelo de representação comercial em qualquer parte
menos, a quinta parte do montante do capital do território nacional ou no estrangeiro.
Um) A sociedade obriga-se:
social.
a) Pela assinatura de um administrador, ARTIGO TERCEIRO
Dois) Uma vez cumprido o disposto
sempre que a administração da
no número anterior, o remanescente terá a (Objecto social)
sociedade for composta por um
único administrador; aplicação que for deliberada em assembleia
Um) A sociedade tem por objecto principal
b) Pela assinatura de qualquer um dos geral, em conformidade com as disposições o exercício da actividade de exploração,
Administradores, sempre que a legais aplicáveis. produção e/ou processamento, comercialização,
administração da sociedade for distribuição, venda, armazenamento e manuseio,
composta por dois administradores; CAPÍTULO V importação e exportação de petróleo, petróleo
c) Pela assinatura de dois administradores, Disposições gerais bruto, gás natural, produtos petrolíferos e seus
sempre que a administração da derivados.
sociedade seja composta por mais ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO Dois) A sociedade poderá, ainda, exercer
do que dois administradores; quaisquer outras actividades, subsidiárias ou
(Dissolução e liquidação da sociedade)
d) A assinatura de um ou mais complementares ao seu objecto social, desde
mandatários, nas condições e Um) A sociedade é dissolvida e liquidada que tais actividades tenham sido autorizadas
limites do respectivo mandato. nos casos e nos termos estabelecidos na lei pela administração ou pelo conselho de
Dois) Nos actos de mero expediente é aplicável. administração, se instituído.
suficiente a assinatura de um administrador ou Dois) Os liquidatários serão os membros da Três) Por deliberação da administração ou
mandatário, desde que devidamente autorizado, administração ou do conselho de administração, do conselho de administração, se instituído,
tal como referido no Artigo Dezassete. se instituído, que estiverem em funções na data a sociedade poderá participar, directa ou
Três) Em nenhuma circunstância a indirectamente, em projectos e empreendimentos
da liquidação, salvo decisão em contrário da
administração ou o conselho de administração, que de alguma forma contribuam para o
assembleia geral.
se instituído, vinculam a sociedade em actos cumprimento do respectivo objecto social, bem
ou contratos que não sejam consistentes com o Está conforme. como gerir participações em quaisquer outras
seu objecto social, descrito no Artigo Três dos Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, sociedades, associações empresariais, grupos
presentes estatutos. Ilegível. de empresas ou outras formas de associação.
1728 III SÉRIE — NÚMERO 55

Quatro) Por deliberação da assembleia geral, ARTIGO OITAVO convocada por qualquer administrador ou a
a sociedade pode adquirir participações em requerimento de sócios que representem, pelo
(Prestações acessórias)
sociedades com objecto distinto. menos, dez por cento do capital social.
CAPÍTULO II Um) A administração ou o conselho
de administração da sociedade se instituído, ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Capital social poderá, por meio de notificação, exigir de todos (Convocatória da assembleia geral)
ARTIGO QUARTO os sócios, prestações acessórias em dinheiro,
não remuneradas, até o limite do valor do Um) A assembleia geral pode ser
(Capital social) capital social, sem que a sua prestação tenha convocada por qualquer administrador, pelo
que corresponder a um contrato tipificado. conselho fiscal ou fiscal único (se instituído)
O capital social da sociedade, integralmente
Dois) As prestações acessórias deverão ser ou pelos sócios que representem, pelo menos,
subscrito e realizado em dinheiro, é de
realizadas pelos sócios, no prazo máximo de 10% (dez por cento) do capital social.
20.000,00MT (vinte mil meticais), e equivale
60 (sessenta) dias, contados a partir da data de Dois) A convocação da assembleia geral
à soma de duas quotas desiguais repartidas da
recepção da respectiva notificação. deve ser feita por meio de carta, respeitando o
seguinte forma:
Três) Uma vez prestadas, as prestações conteúdo descrito no Artigo 134.º do Código
a) Uma quota com o valor nominal de Comercial, devendo a mesma ser expedida aos
acessórias devem ser restituídas pela sociedade
19.500,00MT (dezanove mil e sócios com uma antecedência mínima de 15
aos sócios que as tenham prestado, no prazo
quinhentos meticais), representativa (quinze) dias.
máximo de 10 (dez) anos ou, alternativamente, se
de 97,5% (noventa e sete vírgula Três) Os avisos convocatórios serão
a sociedade e o sócio concordarem mutuamente,
cinco por cento) do capital social, assinados por qualquer administrador.
ser convertidas em capital social, por meio de
titulada pela Sasol África (Pty)
aumento do capital social nos termos previstos
LTD; e ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
nos presentes estatuto.
b) Uma quota com o valor nominal de (Representação na assembleia geral)
500,00MT (quinhentos meticais), ARTIGO NONO
representativa de 2,5% (dois vírgula O sócio pode fazer-se representar na
cinco por cento) do capital social, (Prestações suplementares) assembleia geral pelo cônjuge, descendente ou
titulada pela Sasol África Holdings Um) M e d i a n t e p r é v i a d e l i b e r a ç ã o ascendente, por outro sócio, por administrador,
(Pty) LTD. assembleia geral, a administração ou o conselho por terceiro ou mandatário, mediante instrumento
de administração, se instituído, poderá, mediante de representação voluntária, assinado pelo sócio
ARTIGO QUINTO ou representante por este designado, devendo o
notificação escrita, exigir de todos os sócios,
(Aumento do capital social) prestações suplementares até o valor equivalente mesmo ser dirigido ao presidente do conselho
ao capital social. de administração, até às 17 horas do dia útil
Um) O capital social da sociedade poderá anterior à data da reunião.
Dois) As prestações suplementares serão
ser aumentado, em dinheiro ou espécie, por
realizadas pelos sócios a favor da sociedade, no
deliberação da assembleia geral, sob proposta da ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
prazo máximo de 90 (noventa) dias, contados a
administração ou do conselho de administração, partir da data da respectiva notificação. (Reuniões da assembleia geral)
se instituído.
Dois) Em qualquer aumento do capital Um) A assembleia geral realizar-se-á na
CAPÍTULO III
sede da sociedade, ou em qualquer outro lugar
social da sociedade, os sócios gozam do direito
Órgão sociais no território nacional, desde que devidamente
de preferência, na proporção das respectivas
SECÇÃO I identificado na respectiva convocatória.
quotas.
Dois) Os sócios podem reunir-se em
Assembleia Geral assembleia geral, sem observância das
ARTIGO SEXTO
formalidades convocatórias prévias, desde
(Transmissão de quotas)
ARTIGO DÉCIMO
que todos os sócios estejam presentes ou
(Reuniões da assembleia geral) representados e todos manifestem vontade
Um) A transmissão de quotas entre os sócios
é livre. Um) A assembleia geral realizar-se-á, em que a assembleia se constitua e delibere sobre
sessão ordinária uma vez por ano, nos termos determinado assunto.
Dois) A transmissão de quotas a favor
da lei e deverá ter lugar até três meses após o Três) Os sócios podem ainda deliberar sem
de terceiros é condicionada ao exercício do
termo de cada exercício, para: recurso a assembleia geral, desde que todos
direito de preferência por parte da sociedade e,
declarem por escrito o sentido do seu voto, em
caso esta não o exerça, ao exercício do mesmo a) Discutir e deliberar sobre o balanço, documento que inclua a proposta de deliberação,
direito pelos demais sócios, na proporção das relatório da administração e as devidamente datado, assinado e endereçado à
respectivas quotas. contas referentes ao exercício findo; sociedade e desde que as formalidades contidas
Três) Os direitos de preferência referidos b) Deliberar sobre a aplicação de no Código Comercial sejam cumpridas.
no número anterior, serão exercidos em resultados;
conformidade com o disposto no Artigo 298 c) Quando aplicável, deliberar sobre ARTIGO DÉCIMO QUARTO
do Código Comercial. a nomeação dos membros da
(Quórum constitutivo e deliberativo)
administração ou do conselho de
ARTIGO SÉTIMO administração; Um) A assembleia geral pode deliberar, em
(Suprimentos) d) Deliberar sobre qualquer outro assunto primeira convocação, sempre que se encontrem
de interesse para a sociedade, presentes ou representados sócios titulares de,
Os sócios, mediante celebração de contrato desde que incluído na respectiva pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento)
escrito, poderão prestar suprimentos à sociedade, convocatória. do capital social. Em segunda convocação, a
nos termos e condições a serem previamente Dois) A assembleia geral reúne, em sessão assembleia geral poderá validamente deliberar,
acordados por deliberação da assembleia geral. extraordinária, sempre que devidamente seja qual for o número de sócios presentes ou
20 DE MARÇO DE 2019 1729

representados e a percentagem por estes detida à realização do respectivo objecto social, que Dois) A convocatória deverá ser efectuada
no capital social, salvo disposições legais ou por lei ou pelos presentes estatutos não estejam por escrito, com uma antecedência mínima de
estatutárias em contrário. reservados à assembleia geral, e em particular: 7 (sete) dias, excepto quando tais formalidades
Dois) As deliberações da assembleia a) Apresentar o relatório da administração e prazos sejam dispensados por todos os
geral serão tomadas por maioria simples dos e as contas anuais; administradores.
votos emitidos pelos sócios presentes e/ou b) Apresentar projectos de fusão, cisão e Três) A convocatória deve incluir a ordem
representados, salvo disposto de forma contrária transformação da sociedade; de trabalhos, a data, a hora e o local da reunião e
na lei ou nos presentes estatutos. c) Abrir e encerrar sucursais, filiais, deve ser acompanhada de todos os documentos
agências, delegações ou outras necessários à tomada da deliberação, quando for
Três) Não obstante o disposto no número
forma de representação comercial o caso.
anterior, a aprovação das matérias abaixo
da sociedade em qualquer parte do Quatro) As reuniões do conselho de
descritas, depende do voto favorável dos sócios território nacional ou no estrangeiro; administração serão realizadas, em principio, na
titulares de, pelo menos, 75% (setenta e cinco d) Propor aumentos do capital social; sede da sociedade, podendo realizar-se noutro
por cento) do capital social da sociedade: e) Adquirir, onerar ou alienar quaisquer local, desde que aprovado por unanimidade dos
a) Aumento e redução do capital social bens móveis ou imóveis; administradores.
da sociedade; f) Adquirir, onerar ou alienar ou proceder
Cinco) Qualquer administrador que esteja
b) Aceitação, transmissão ou renúncia de à cessão de exploração e trespasse
temporariamente impossibilitado de comparecer
de estabelecimento comercial da
licenças e concessões; e a uma reunião, poderá ser representado por
sociedade;
c) Nomeação e renúncia de outro administrador, mediante carta dirigida
g) Contrair empréstimos;
administradores. ao presidente, em data anterior à da reunião.
h) Prestar quaisquer garantias e cauções,
pelos meios ou formas legalmente ARTIGO VIGÉSIMO
SECÇÃO II
permitidos;
Gestão e representação da sociedade i) Orientar e gerir os negócios sociais, (Deliberações)
praticando todos os actos Um) Para que a administração ou o
ARTIGO DÉCIMO QUINTO relacionados com o seu objecto conselho de administração, quando instituído,
(Administração) social, sujeitos às disposições legais possam deliberar, deve estar presente ou
e estatutárias; representada a maioria dos seus membros.
Um) A gestão e administração da sociedade, j) Propor, prosseguir, confessar, desistir Dois) As decisões serão tomadas por
assim como a respectiva representação, ou transigir em quaisquer acções em maioria simples dos votos dos administradores
competem a um ou mais administradores, que a sociedade esteja envolvida; presentes ou representados, salvo quando
conforme o que for deliberado em assembleia k) Executar e fazer cumprir as deliberações se refiram às matérias descritas no número
geral, podendo ser instituído um conselho de da assembleia geral; e seguinte.
l) Constituir mandatários da sociedade, Três) Quando relacionadas com as matérias
administração, o qual deverá ser composto por,
bem como definir os termos e descritas no presente número, as decisões do
pelo menos, 3 (três) administradores. limites dos respectivos mandatos. conselho de administração deverão ser tomadas
Dois) Os administradores são eleitos por
por maioria qualificada de dois terços dos
um período de 3 (três) anos, sendo permitida a ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
membros:
sua reeleição, conforme for determinado pela (Delegação de competências e nomeação a) A delegação de competências nos
assembleia geral. de representantes) termos do Artigo Dezassete;
Três) Os administradores estão dispensados b) A definição dos termos e condições de
A administração ou o conselho de
de prestar caução para o exercício das respectivas contratação de empréstimos pela
administração, se instituído, poderá conferir
funções. sociedade, os quais se encontram
mandatos, fixando os precisos limites, com
Quatro)A nomeação dos membros do sujeitos ao cumprimento, por parte
ou sem a faculdade de substabelecimento,
conselho de administração poderá recair sobre da administração ou conselho
a qualquer um dos seus membros, quadros
pessoas estranhas à sociedade ou sobre pessoas de administração, das políticas
da sociedade ou terceiros, para o exercício
colectivas, desde que seja designada uma e delegação de competências
de poderes ou tarefas que, no interesse da
pessoa singular para exercer o cargo em sua do Grupo Sasol que forem
sociedade, considere convenientes.
representação. eventualmente aplicáveis.
Cinco) O conselho de administração, se ARTIGO DÉCIMO OITAVO Quatro) As deliberações do conselho de
instituído, designará, de entre os seus membros, administração deverão ser lavradas em acta,
(Responsabilidades)
aquele que desempenhará as funções de inscritas no respectivo livro e assinadas por
Presidente. Os administradores respondem para com a todos os administradores que nela tenham
Seis) Compete ao presidente do conselho de sociedade e para com os sócios, pelos danos que participado.
administração, se instituído, convocar e dirigir lhe causarem por actos ou omissões praticados, Cinco) O conselho de administração
no exercício das respectivas funções, com não deliberará sobre matérias reservadas à
as reuniões do conselho e promover a execução
preterição dos deveres legais e estatutários, assembleia geral.
das deliberações tomadas pelo mesmo.
salvo se provarem que agiram sem culpa.
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
ARTIGO DÉCIMO SEXTO ARTIGO DÉCIMO NONO
(Vinculação da sociedade)
(Competências) (Convocatória e reuniões do conselho
Um) A sociedade obriga-se:
Compete à administração ou conselho de de administração)
a) Pela assinatura de um administrador,
administração da sociedade, se instituído, gerir Um) O conselho de administração reunir- sempre que a administração da
e representar a sociedade, em juízo e fora dele, se-á sempre que for convocado pelo seu sociedade for composta por um
assim como praticar todos os actos tendentes presidente ou por qualquer administrador. único administrador;
1730 III SÉRIE — NÚMERO 55

b) Pela assinatura de qualquer um dos CAPÍTULO V Dois) A sociedade é constituída por tempo
administradores, sempre que a indeterminado, constando-se o seu início a partir
Disposições gerais
administração da sociedade for da data da celebração do presente contrato.
composta por dois administradores; ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
c) Pela assinatura de dois administradores, ARTIGO SEGUNDO
(Dissolução e liquidação da sociedade)
sempre que a administração da Objecto
sociedade seja composta por mais Um) A sociedade é dissolvida e liquidada
nos casos e nos termos estabelecidos na lei Um) A sociedade tem por objecto principal
do que dois administradores;
o exercício das seguintes actividade:
d) A assinatura de um ou mais aplicável.
mandatários, nas condições e Dois) Os liquidatários serão os membros da a) Protecção armada de residências,
limites do respectivo mandato. administração ou do conselho de administração, escritórios, imóveis,
se instituído, que estiverem em funções na data individualidades, eventos, valores;
Dois) Nos actos de mero expediente é b) Instalação de sistemas de segurança,
suficiente a assinatura de um administrador ou da liquidação, salvo decisão em contrário da
câmeras de segurança, vedação
mandatário, desde que devidamente autorizado, assembleia geral.
eléctrica;
tal como referido no artigo dezassete. Está conforme. c) Transporte de valores de terceiros;
Três) Em nenhuma circunstância a Maputo, 11 de Março de 2019. — O Técnico, d) Outros serviços afins.
administração ou o conselho de administração, Ilegível.
Dois) A sociedade poderá ainda exercer
se instituído, vinculam a sociedade em actos outras actividades conexas, complementares ou
ou contratos que não sejam consistentes com o subsidiárias do seu objecto principal em que os
seu objecto social, descrito no Artigo Três dos sócios acordem, podendo ainda praticar todo e
presentes estatutos. qualquer acto de natureza lucrativa, permitido
Premier Security, Limitada
por lei, desde que se delibere e se obtenha as
SECÇÃO III
Certifico, para efeitos de publicação, que no necessárias autorizações.
Fiscalização Três) A sociedade, poderá participar
dia doze de Fevereiro de dois mil e dezanove,
foi matriculada, na Conservatória do Registo em outras sociedades já constituídas ou a
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO constituírem-se ou ainda associar-se a terceiros,
das Entidades Legais de Nampula, sob o n.º
(Dispensa) 101107531, a cargo de Inocêncio Jorge Monteiro, associações, entidades, consórcios, organismos
conservador e notário técnico, uma sociedade nacionais e ou internacionais, permitida por lei.
A sociedade não terá conselho fiscal nem Quatro) A sociedade poderá ainda dedicar-
por quotas de responsabilidade limitada
fiscal único. se a qualquer outro ramo do sector ou similar,
denominada Premier Security, Limitada,
constituída entre os sócios: Andreas Wilhelmus conexo ou subsidiário das actividades descritas
CAPÍTULO IV
Vonk, de nacionalidade holandesa, portador do no presente objecto, que no futuro resolva
Contas anuais e aplicação DIRE n.º 06NL00069436S, emitido aos 6 de explorar e para o qual seja autorizada.
de resultados Agosto de 2014, pelos Serviços de Migração
de Maputo, no bairro Urbano Central, cidade ARTIGO TERCEIRO
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO de Nampula; Andreas Gilles Vonk, solteiro, Capital social
(Exercício social) maior, de nacionalidade moçambicana, portador
do Bilhete de Identidade n.º 110107411565Q, Um) O capital social, integralmente subscrito
Um) O exercício social tem início a 1 de emitido aos 15 de Maio de 2018, pelo Arquivo e realizado em dinheiro, é de trezentos mil
Janeiro e termina a 31 de Dezembro, contudo, de Identificação Civil de Nampula, residente meticais, correspondente a soma de três quotas
a sociedade poderá adoptar um período anual no Urbano Central, cidade de Nampula. desiguais, uma quota no valor de noventa
de exercício diferente, desde que devidamente Dulce Custódio Monteiro Nathú, solteira de mil meticais equivalente a trinta por cento do
autorizada pelas entidades competentes. nacionalidade moçambicana, portadora de capital social, pertencente ao sócio Andreas
Dois) O balanço, o relatório de gestão, a Bilhete de Identidade n.º 060100175829S, Gilles Vonk, uma quota no valor de noventa
demonstração de resultados e demais contas emitido aos 22 de Junho de 2015, pelo Arquivo mil meticais, equivalente a trinta por cento do
de exercício fecham-se com referência ao de Identificação Civil de Nampula, residente capital social, pertencente ao sócio Andreas
último dia do exercício, conforme referido no Urbano Central, cidade de Nampula e Wilhelmus Vonk, uma quota no valor de
no número um acima, e serão submetidos à Venâncio Alberto Mazive, solteiro, maior, noventa mil meticais, equivalente a trinta por
assembleia geral, para apreciação e aprovação, natural da cidade de Maputo, de nacionalidade cento do capital social, pertencente a sócia
até três meses após o termo do exercício a que moçambicana, portador do Bilhete de Identidade Custódio Monteiro Nathú e uma quota no valor
respeitem. n.º 110100578321C, emitido aos 19 de Janeiro de trinta mil meticais, equivalente a dez por
de 2017, pelo Arquivo de Identificação Civil cento do capital social, pertencente ao sócio
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO da Cidade da Matola e residente na cidade de Venâncio Alberto Mazive, respectivamente.
(Lucros) Nampula. Celebram o presente contrato de Dois) O capital social poderá ser aumentado
sociedade que se reger-se-á com base nos artigos quando e nas condições definidas pela assembleia
Um) Aos lucros apurados em cada que se seguem: geral, registadas em acta, observando-se o
exercício, será deduzida a percentagem exigida estipulado pelo código comercial para as
por lei para constituição ou reintegração da ARTIGO PRIMEIRO sociedades por quotas.
reserva legal, até que esta represente, pelo
Denominação, sede e duração
menos, a quinta parte do montante do capital ARTIGO QUARTO
social. Um) A sociedade adopta a denominação de
Cessão e alienação de quotas
Dois) Uma vez cumprido o disposto Premier Security, Limitada, com sede em no
no número anterior, o remanescente terá a bairro Central, podendo por deliberação dos Um) A cessão e alienação total ou parcial
aplicação que for deliberada em assembleia sócios, poderão abrir filiais, sucursais e outras de quotas, onerosas ou gratuita, carece do
geral, em conformidade com as disposições formas de representação onde e quando julgar consentimento da sociedade, que goza do direito
legais aplicáveis. conveniente. de preferência.
20 DE MARÇO DE 2019 1731

Dois) Se a sociedade não exercer o direito Nampula. Celebram o presente contrato de Dois) O capital social poderá ser aumentado
de preferência, caberá aos sócios interessados, sociedade que se reger-se-á com base nos artigos quando e nas condições definidas pela assembleia
na proporção das suas respectivas quotas, que se seguem: geral, registadas em acta, observando-se o
procederem a sua respectiva aquisição. estipulado pelo Código Comercial para as
Três) Se nem a sociedade nem os sócios em ARTIGO PRIMEIRO sociedades por quotas.
conjunto ou isoladamente, exercem o direito de Denominação, sede e duração
preferência consignado nos números anteriores, ARTIGO QUINTO
poderá a quota ser cedida ou alienada livremente A sociedade adopta a denominação de
Administração
a terceiros. ISA - Gems, Limitada, com a sede no bairro
Quarto) Em caso de morte de um dos sócios, Urbano Central, rua cidade de Moçambique, Um) A administração da sociedade será
os herdeiros directos da quota nomearão um cidade Nampula, podendo por deliberação dos exercida pelo sócio Ali Mateus Victorino
representante seu para o exercício dos direitos sócios, poderão abrir filiais, sucursais e outras Ali, que desde já foi nomeado administrador,
junto da sociedade até que a quota se mantenha formas de representação onde e quando julgar sendo suficiente a sua assinatura para obrigar
indivisa, podendo posteriormente dividir essa conveniente. a sociedade em todos os actos e contratos
mesma quota, devendo ser comunicado a empréstimos bancários.
ARTIGO SEGUNDO Dois) O envolvimento em participações
sociedade para que se proceda ao devido registo
e respectiva alteração estatuais. Objecto financeiras de outras empresas, a transacção
de bens patrimoniais e aceitação de letras
ARTIGO QUINTO Um) A sociedade tem por objecto principal ou financiamentos bancários carecem de
o exercício das seguintes actividade: consentimento da assembleia geral.
Administração
a) Prospeção, pesquisa e exploração Três) Em caso algum a sociedade poderá
Um) A administração da sociedade será mineira; ser obrigada em fianças, abonações, letras de
exercida pelo sócio Andreas Gilles Vonk, b) Comercialização de produtos mineiros; favor e de mais actos de responsabilidade alheia.
que desde já foi nomeado administradores, c) Importação e exportação; Nampula, 11 de Março de 2019.
sendo suficiente a sua assinatura para obrigar a d) Tratamento e beneficiamento de — O Conservador, Ilegível.
sociedade em todos os actos e contratos. produtos mineiros.
Dois) O envolvimento em participações Dois) A sociedade poderá ainda exercer
financeiras de outras empresas, a transacção outras actividades conexas, complementares ou
de bens patrimoniais e aceitação de letras subsidiárias do seu objecto principal em que os
ou financiamentos bancários carecem de sócios acordem, podendo ainda praticar todo e Mercearia & Serralharia
consentimento da assembleia geral. qualquer acto de natureza lucrativa, permitido – Soluções - Sociedade
Três) Em caso algum a sociedade poderá por lei, desde que se delibere e se obtenha as
Unipessoal, Limitada
ser obrigada em fianças, abonações, letras de necessárias autorizações.
favor e de mais actos de responsabilidade alheia. Três) A sociedade, poderá participar Certifico, para efeitos de publicação,
Nampula, 12 de Fevereiro de 2019. em outras sociedades já constituídas ou a que no dia trinta de Janeiro de dois mil e
— O Conservador, Ilegível. constituírem-se ou ainda associar-se a terceiros, dezanove, foi matriculada na Conservatória
associações, entidades, organismos nacionais e do Registo de Entidades legais sob
ou internacionais, permitida por lei. NUEL 101101630, a entidade legal supra
Quatro) A sociedade poderá ainda dedicar- constituída por: Amilton Adalberto Pinto,
se a qualquer outro ramo do sector ou similar, solteiro, maior, de nacionalidade moçambicana,
conexo ou subsidiário das actividades descritas natural de Inhambane, portador do Bilhete de
ISA - Gems, Limitada no presente objecto, que no futuro resolva Identidade n.º 080100582255S, emitido aos 20
explorar e para o qual seja autorizada. de Maio de 2015, pelo Arquivo de Identificação
Certifico, para efeitos de publicação, que
Cinco) Na prossecução do seu objecto a Civil de Inhambane, que se regerá pelas
no dia onze de Março de dois mil e dezanove,
cláusulas constantes dos seguintes artigos:
foi matriculada, na Conservatória do Registo sociedade poderá adquirir participações em
das Entidades Legais de Nampula, sob o n.º sociedades com objecto diferente daquele que ARTIGO PRIMEIRO
101120635, a cargo de Inocêncio Jorge Monteiro, exerce, ou em sociedades reguladas por leis
conservador e notário técnico, uma sociedade especiais, bem como associar-se com outras Denominação e sede
por quotas de responsabilidade limitada pessoas jurídicas para, nomeadamente, formar A sociedade adopta a denominação de
denominada ISA - Gems, Limitada, constituída novas sociedades, consórcios e associações Mercearia & Serralharia – Soluções - Sociedade
entre os sócios: Ali Mateus Victorino Ali, em participação ou outro tipo de exercício de Unipessoal, Limitada, abreviadamente AM-
casado, de nacionalidade moçambicana, natural actividade económica. Soluções, Lda sita no bairro Muele-1 na cidade
de Maputo, data de nascimento 20 de Outubro de Inhambane, podendo expandir ou quaisquer
ARTIGO TERCEIRO
de 1976, portador do Bilhete de Identidade outras formas de representação em qualquer
n.º 030102442521P, emitido aos 22 de Setembro Capital social parte do território nacional ou no estrangeiro,
de 2017, pelo Arquivo de Identificação Civil e rege-se pelos presentes estatutos e demais
de Nampula e residente no bairro Urbano Um) O capital social, integralmente subscrito
legislação aplicável.
Central, rua cidade de Moçambique, cidade e realizado em dinheiro, é de cento e sessenta
Nampula, Simeão Macuácua, solteiro, maior, mil meticais, correspondente a soma de duas ARTIGO SEGUNDO
nacionalidade moçambicana, portador do quotas iguais, uma quota no valor de oitenta
Duração
Bilhete de Identidade n.º 030101664067J, mil meticais, equivalente a cinquenta por cento
emitido aos 26 de Novembro de 2011, pelo do capital social cada, pertencente aos sócios A duração da sociedade é por tempo
Arquivo de Identificação Civil de Nampula, Ali Mateus Victorino Ali e Simeão Macuácua, indeterminado, contando-se o seu começo a
residente no bairro de Muatala, cidade de respetivamente. partir da data da sua constituição.
1732 III SÉRIE — NÚMERO 55

ARTIGO TERCEIRO organizar as contas anuais e elaborar um meticais, correspondente a vinte


relatório respeitante ao exercício e uma proposta e oito por cento do capital social,
Objecto
de aplicação de resultados pertencente ao sócio Abdul Carimo
A sociedade tem por objecto: Três) Dos lucros apurados em cada exercício Cássimo Ibraimo;
a) Fornecimentos de bens e serviços; deduzir-se-á, os montantes atribuídos ao sócio b) Uma quota no valor nominal de
mensalmente numa importância fixa por dezasseis milhões e oitocentos mil
b) Comércio a retalho de produtos
conta dos dividendos e a percentagem legal meticais, correspondente a vinte
alimentares e seus derivados;
estabelecida para constituição do fundo de e oito por cento do capital social,
c) Fornecimento de material escolar e de
reserva legal. pertencente ao sócio Danial Amade
escritório;
Quatro) A parte restante dos lucros será Omargy;
d) Fornecimento de bens metálico;
aplicada nos termos que forem decididos pelo
e) Fornecimento de serviços de c) Uma quota no valor nominal de
sócio único.
manutenção e reparação de bens dezasseis milhões e oitocentos
metálico. ARTIGO OITAVO mil meticais, correspondente a
vinte e oito por cento do capital
ARTIGO QUARTO Morte, interdição ou inabilitação social, pertencente ao sócio Mauro
Capital social Em caso de morte, interdição ou inabilitação Cassimo Ibraimo; e
do sócio, a sociedade continuará com os d) Uma quota no valor nominal de nove
Um) O capital social, integralmente realizado
herdeiros assumem automaticamente a quota. milhões e seiscentos mil meticais,
em dinheiro, é de 350.000,00 MT (trezentos e
correspondentes a dezasseis por
cinquenta mil meticais), correspondentes a cem ARTIGO NONO cento do capital social, pertencente
por cento do capital social, pertencente ao único
sócio Amilton Adalberto Pinto. Disposição final ao sócio Ibraimo Ibraimo Júnior.
Dois) O capital social pode ser aumentado ou Está conforme.
Tudo o que ficou omisso será regulado e
reduzido mediante decisão do sócio, alterando- resolvido de acordo com a Lei aplicável na Maputo, 26 de Fevereiro de 2019.
se em qualquer dos casos o pacto social para o República de Moçambique. — O Notário Técnico, Ilegível.
que se observarão as formalidades estabelecidas
por lei. Está conforme.
Inhambane, trinta de Janeiro de dois mil
ARTIGO QUINTO e dezanove. — A Conservadora, Ilegível.

Divisão ou cessão de quotas CJ ICM Logistics, Limitada


A cessão de participação social a terceiros Certifico, para efeitos de publicação, que por
depende de consentimento da sociedade em acta de sete de Março de dois mil e dezanove
deliberação da assembleia geral tomada por
MMD Imobiliária, Limitada
da sociedade CJ ICM Logistics, Limitada
unanimidade. Certifico, para efeitos de publicação, que por (sociedade), matriculada sob NUEL 100958309,
ARTIGO SEXTO escritura de vinte e seis de Fevereiro de dois mil os sócios deliberaram por unanimidade a
e dezanove, exarada de folhas cento quarenta e republicação integral dos estatutos da sociedade,
Administração e formas de obrigar três a folhas cento quarenta e cinco do livro de em virtude de, no acto da primeira publicação,
a sociedade notas para escrituras diversas número setenta ter sido erroneamente publicado o contrato de
Um) A gestão da sociedade é exercida por e seis traço E, do Terceiro Cartório Notarial sociedade em detrimento dos estatutos. Nestes
um ou mais gerentes, que ficarão nomeados de Maputo, perante Quitéria Fenias Mucambe, termos, e em conformidade com a referida
administradores comerciais com obrigação licenciada em Direito, conservadora e notária deliberação, segue abaixo a nova redacção dos
de cumprimento das metas estabelecidas no superior em exercício no referido cartório, estatutos da sociedade:
procedeu-se na sociedade em epígrafe a prática
contrato, nomeados pelo sócio.
do seguinte acto: CAPÍTULO I
Dois) Compete aos gestores representar
Aumento do capital social de três milhões Da denominação, forma, sede, duração
a sociedade em todos os actos, activa e
e duzentos mil meticais para sessenta milhões e objecto social
passivamente, em juízo e fora dele, tanto na
de meticais, tendo se verificado um aumento
ordem jurídica interna como internacionalmente, de cinquenta e seis milhões e oitocentos mil ARTIGO PRIMEIRO
dispondo de mais amplos poderes legalmente meticais, subscrito e a realizar em dinheiro e
consentidos para a prossecução do objecto (Forma e denominação)
em suprimentos.
social, designadamente, quanto ao exercício da Que, em consequência das deliberações A sociedade adopta a forma de sociedade
gestão corrente da sociedade. e decisões acima mencionadas e por esta por quotas e a denominação social de CJ ICM
Três) A sociedade fica obrigada pela escritura pública, se altera o artigo quinto do Logistics, Limitada.
assinatura: do sócio único, ou pela do seu pacto social da sociedade, o qual passa a ter a
procurador quando exista ou seja especialmente seguinte redacção: ARTIGO SEGUNDO
nomeado para o efeito. ....................................................................... (Sede)
ARTIGO SÉTIMO ARTIGO QUINTO Um) A sede da sociedade é em bairro
Balanço e prestação de contas Central, Avenida Marginal, n.° 141, Torres
(Capital social)
Rani, cidade de Maputo, Moçambique.
Um) O ano social coincide com o ano civil, O capital social, integralmente subscrito e Dois) A administração pode, a qualquer
iniciando a 1 de Janeiro e terminando a 31 de realizado em dinheiro, é de sessenta milhões momento, deliberar transferir a sede da
Dezembro. de meticais, correspondente à soma de quatro sociedade para qualquer outro local em
Dois) O balanço e a conta de resultados quotas desiguais, assim distribuídas: Moçambique.
fecham a trinta e um de Dezembro de cada a) Uma quota no valor nominal de Três) Por deliberação da administração,
ano, devendo a administração da sociedade dezasseis milhões e oitocentos mil a sociedade pode criar e encerrar, em
20 DE MARÇO DE 2019 1733

Moçambique ou no estrangeiro, sucursais, ARTIGO SEXTO Dois) A mesa da assembleia geral será
filiais, agências, delegações ou qualquer outro constituída por um presidente e um secretário.
(Prestações suplementares)
tipo de representação social. Três) O presidente e o secretário da
Por deliberação da assembleia geral, pode assembleia geral serão nomeados por períodos
ARTIGO TERCEIRO ser exigido às sócias que efectuem prestações renováveis de 4 anos e devem exercer os
suplementares de capital até ao montante respectivos cargos até renunciarem ou serem
(Duração) máximo de 1.000.000,00,MT na proporção das substituídos, por meio de deliberação da
A sociedade durará por tempo indeterminado. respectivas quotas. assembleia geral.
ARTIGO SÉTIMO ARTIGO DÉCIMO
ARTIGO QUARTO
(Aumento do capital social) (Convocação e funcionamento)
(Objecto social)
Um) O capital social da sociedade poderá Um) A assembleia geral reúne-se
Um) A sociedade tem por objecto o comércio ser aumentado por recurso a novas entradas ordinariamente pelo menos uma vez por ano,
geral, serviços de logística, armazenagem, ou por incorporação de reservas disponíveis, nos primeiros três meses depois de findo o
expedição de mercadorias, fornecimento mediante deliberação da assembleia geral. exercício do ano anterior.
de equipamento pesado, equipamento de Dois) Em cada aumento de capital social os Dois) A a s s e m b l e i a g e r a l r e ú n e - s e
transporte, exportação oficial, exportação em sócios terão direito de preferência na subscrição extraordinariamente sempre que devidamente
geral, importação oficial, importação em geral, do novo capital, na proporção das respectivas convocada pelo presidente da mesa ou a
desembaraço aduaneiro, despacho aduaneiro, quotas à data da deliberação do aumento de
solicitação da administração ou das sócias que
intermediário de logística, afretamento, capital.
representem pelo menos 10% do capital social
Três) O presidente da mesa da assembleia
aluguer, carga e descarga de navios de carga e da sociedade.
geral deve notificar os sócios, no prazo de 10
outras embarcações, transporte de mercadoria Três) As reuniões da assembleia geral
dias a contar da data da respectiva deliberação,
terrestre, marítimo e aéreo, incluindo aluguer, devem ser convocadas pelo presidente da mesa
para exercerem o seu direito de preferência.
compra e venda de equipamento de transporte ou, no caso deste não o fazer, por qualquer
Os sócios dispõem de um prazo não inferior
e levantamento de carga, incluindo carga a 15 dias após a data de tal notificação para administrador, mediante carta registada enviada
exercerem o seu direito. com uma antecedência mínima de 15 dias, a qual
portuária.
Quatro) Qualquer sócio que não exerça o seu deverá indicar a data, hora e ordem de trabalhos
Dois) Compete à administração determinar,
direito de preferência nos termos do disposto da reunião.
de entre as actividades referidas no número Quatro) As reuniões da assembleia geral
no número anterior perde a possibilidade de
anterior, aquelas que a sociedade deve podem ter lugar sem qualquer formalidade
subscrição.
efectivamente exercer a cada momento. prévia de convocação, desde que todos os sócios
Três) Por deliberação da administração ARTIGO OITAVO estejam presentes ou devidamente representados
e dentro dos limites estabelecidos por lei, a e acordem na realização da reunião para
(Transmissão de quotas)
sociedade pode participar em consórcios ou deliberação sobre um determinado assunto.
outras formas de associação, temporárias ou Um) A transmissão de quotas entre as sócias Cinco) As reuniões devem realizar-se na
permanentes, e, bem assim, subscrever ou é livre. sede da sociedade, excepto quando todas as
adquirir participações no capital de outras Dois) A sociedade e as sócias, na proporção sócias acordem num local diferente.
da respectiva participação, terão direito de Seis) A a s s e m b l e i a g e r a l s ó p o d e
sociedades moçambicanas ou estrangeiras,
preferência na transmissão de quotas a terceiros, validamente deliberar se estiverem presentes
qualquer que seja o respectivo objecto. o qual deverá ser exercido em conformidade ou representadas todas as sócias. A sócia que
com as disposições legais aplicáveis. não possa participar numa reunião poderá
CAPÍTULO II
Três) O presidente da mesa da assembleia fazer-se representar por qualquer pessoa, desde
Do capital social geral deve notificar a sociedade e os sócios, no que, para o efeito, envie carta ao presidente
prazo de 5 dias a contar da data da respectiva da mesa da assembleia geral a identificar o
ARTIGO QUINTO deliberação, para exercerem o seu direito de seu representante e os poderes que lhe foram
(Capital social)
preferência, dispondo a sociedade de um prazo conferidos para o efeito.
não inferior a 45 dias para o efeito após a data Sete) As deliberações das sócias podem
O capital social da sociedade, integralmente de tal notificação e os sócios de um prazo não
ainda ser tomadas com dispensa de reunião
subscrito e realizado em dinheiro, é de inferior a 15 dias.
quando as sócias aprovarem deliberações
3.000.000,00MT (três milhões de meticais) Quatro) Se a sociedade e as sócias não
unânimes por escrito ou deliberações por votos
encontrando-se dividido e representado por duas exercerem o seu direito de preferência nos
escritos em conformidade com o disposto na lei.
quotas distribuídas da seguinte forma: termos do disposto no número anterior, as
quotas podem ser livremente transmitidas nos ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
a) Uma quota com o valor nominal de termos e nas condições comunicadas.
2.970.000,00MT (dois milhões, (Deliberações da assembleia geral)
novecentos e setenta mil meticais), CAPÍTULO III
Um) A assembleia geral é competente
representativa de 99% do capital Dos órgãos sociais para deliberar sobre as matérias que lhe sejam
social da sociedade, pertencente legalmente atribuídas e sobre aquelas que sejam
SECÇÃO I
à sócia CJ ICM Services DWC - submetidas à sua apreciação pela administração,
LLC; e Da assembleia geral
designadamente:
b) Uma quota com o valor nominal de ARTIGO NONO a) Fusão, cisão, transformação, dissolução
30.000,00MT (trinta mil meticais), ou liquidação da sociedade;
(Constituição e composição)
representativa de 1% do capital b) Qualquer alteração aos estatutos;
social da sociedade, pertencente à Um) A assembleia geral é constituída por c) Distribuição de lucros e dividendos
sócia CJ ICM FZCO. todas as sócias da sociedade. às sócias;
1734 III SÉRIE — NÚMERO 55

d) A nomeação, demissão e remuneração CAPÍTULO IV foi constituída uma sociedade por quotas de
de qualquer administrador; responsabilidade limitada entre: Paulo Jorge
Da aplicação de resultados
e) A redução ou aumento do capital da dos Rios Marques, casado, de nacionalidade
e demonstrações contabilísticas
sociedade; portuguesa, natural de Peniche, Portugal e
f) A aprovação do relatório anual da ARTIGO DÉCIMO SEXTO residente no bairro de Fomento, n.º 13018, titular
administração e das contas do de Documento de Identificação para Residente
(Aplicação de resultados)
exercício anterior; Estrangeiro número 10PT00028499A, emitido
g) Quaisquer matérias submetidas pela Um) O ano social coincide com o ano civil. aos 28 de Junho de 2018, pela Direcção de
administração. Dois) O l u c r o l í q u i d o , l e g a l e Migração da Matola, Neil Raven, solteiro,
contratualmente distribuível, terá a aplicação de nacionalidade sul-africana e residente
Dois) Salvo nos casos previstos na lei, as
que, sob proposta dos administradores, a na África do Sul, titular do Passaporte
deliberações da assembleia geral devem ser
assembleia geral determinar. n.º M00196765, emitido aos 12 de Outubro
aprovadas por maioria dos votos.
do ano 2016, pelos Serviço de Migração da
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO África do Sul, nos termos do artigo 90 do código
SECÇÃO II
(Demonstrações contabilísticas e relatório comercial é celebrado hoje dia sete de Março
Da administração do ano dois mil e dezanove, uma sociedade
anual da administração)
por quotas de responsabilidade limitada,
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Um) A administração deve elaborar e denominada Diesel Expresso, Limitada com
(Administração da sociedade)
submeter à aprovação da assembleia geral sede no bairro Matola-B, Avenida Engenheiro
o relatório de gerência e as demonstrações Amâncio Cruz n.º 455, província, com
Um) A sociedade será gerida e administrada contabilísticas relativas a cada exercício. NUEL 101120139, que se regerá pelas cláusulas
por um conselho de administração composto Dois) As demonstrações contabilísticas constantes nos artigos seguintes:
por um número de 3 (três) a 5 (cinco) membros. devem ser submetidas à aprovação da assembleia
Dois) Os administradores serão nomeados geral no prazo de três (3) meses do termo de ARTIGO PRIMEIRO
por períodos renováveis de 4 anos e devem cada exercício.
(Denominação)
permanecer no cargo até que renunciem ou
a assembleia geral, por meio de deliberação, CAPÍTULO V A sociedade adopta a denominação de
decida destituí-los. Das disposições finais Diesel Expresso, Limitada e tem a sua no bairro
Três) Os administradores não serão Matola-B, Avenida Engenheiro Amâncio Cruz,
remunerados, salvo deliberação em contrário ARTIGO DÉCIMO OITAVO n.º 455, província, podendo abrir agencias,
da assembleia geral. (Dissolução e liquidação) sucursais ou outras formas de representação
social no território nacional ou no estrangeiro.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Um) A sociedade dissolve-se nos casos
previstos na lei ou mediante deliberação ARTIGO SEGUNDO
(Poderes do administrador) aprovada em assembleia geral.
(Objecto social)
O administrador terá os poderes necessários Dois) A liquidação é efectuada nos termos
à gestão da sociedade e à realização do objecto da lei e das condições aprovadas em assembleia Um) A sociedade tem como objecto:
social, exceptuados aqueles que estejam geral. a) Compra e venda de veículos;
reservados por lei ou pelos presentes estatutos b) Importação e exportação de veículos;
ARTIGO DÉCIMO NONO
à assembleia geral. c) Importação e exportação compra e
(Auditoria e informação) venda de peças e acessórios de
ARTIGO DÉCIMO QUARTO veículos;
Um) As sócias ou os seus representantes
(Director-geral)
d) Importação e exportação compra
podem examinar e copiar, assistidos ou não por
e venda de combustíveis e
um contabilista certificado, os livros de actas,
Um) A administração poderá nomear um lubrificantes;
os arquivos e as contas da sociedade.
director-geral, o qual será responsável pela e) Importação e exportação compra e
Dois) As sócias devem notificar a sociedade
gestão ordinária da sociedade. O director- venda de pneus;
com 2 (dois) dias de antecedência relativamente
geral terá os poderes e autoridade que forem f) Reparação e manutenção de viaturas;
à data da realização da auditoria ou exame.
determinados pela administração a qualquer g) Transporte de mercadoria e
momento. ARTIGO VIGÉSIMO combustíveis.
Dois) O director-geral poderá auferir Dois) Mediante a deliberação da assembleia
honorários ou uma remuneração, conforme for (Lei aplicável)
geral, a sociedade poderá exercer outras
deliberado pela administração. Os presentes estatutos regem-se pela lei actividades, desde que devidamente autorizada.
moçambicana.
ARTIGO DÉCIMO QUINTO ARTIGO TERCEIRO
Maputo, 8 de Março de 2019. — O Técnico,
(Forma de obrigar) Ilegível. Capital social
A sociedade obriga-se: O capital social subscrito e integralmente em
a) Pela assinatura de pelos menos um dinheiro é de 20.000,00MT, constituída por duas
administrador, nos termos e no quotas assim distribuídas:
âmbito dos poderes que lhe forem Diesel Expresso, Limitada a) Uma quota de 10.000,00MT (dez
conferidos; mil meticais), correspondente a
b) Pela assinatura de um ou mais Certifico, para efeitos de publicação, que cinquenta por cento do capital
procuradores, nos termos dos por contrato de sociedade celebrado nos social, subscrita pelo sócio Paulo
respectivos mandatos. termos do artigo 90 do Código do Comercial, Jorge dos Rios Marques;
20 DE MARÇO DE 2019 1735

b) Outra quota de 10.000,00MT (dez chinesa, portador do DIRE n.º 06CN0007241S, b) Quando qualquer quota tenha sido
mil meticais), correspondente a emitido pelos Serviços de Migração de Manica penhorada ou por qualquer
cinquenta por cento do capital em Chimoio, em quatro de dezembro de dois forma apreendida em processo
social, subscrita pelo sócio Neil mil e catorze e residente acidentalmente nesta administrativo ou judicial.
Raven. cidade de chimoio, constitui uma sociedade
Dois) Em qualquer dos casos no número
comercial unipessoal, que se regerá nos termos
anterior, a amortização será feita pelo preço
ARTIGO QUARTO dos seguintes estatutos e legislação aplicável:
determinado por auditores independentes a
Administração. ARTIGO PRIMEIRO partir do valor do último balanço aprovado,
particular dos socios, dizendo dos seus debitos
A sociedade será administrada por ambos Um) A sociedade adopta a denominação de particulares, o que será pago em prestações
os sócios que desde já são nomeados gerentes, Mega Ye – Sociedade Unipessoal, Limitada e
dentro do prazo e em condições a determinar
individualmente para a gestão corrente e tem a sua sede no bairro Centro Hípico, nesta
em assembleia geral, quando constituída.
colectivamente em actos que vizam sacrificar o cidade de Chimoio.
património da sociedade, designadamente venda Dois) A sociedade poderá mediante decisão ARTIGO OITAVO
do património fixo da sociedade. do sócio transferir a sua sede para outro ponto
do país. Um) A adminitração e gerência da sociedade
Está conforme.
Tres) A sociedade poderá ainda por decisão bem como a sua representacao em juízo e
Matola, 7 de Março de 2019. — A Notária,
do sócio, abrir agências, delegações, sucursais fora dele, activa e passivamente sera exercida
Ilegível.
ou outras formas de representação. pelo sócio único, que desde já fica nomeada
gerente, com dispensa de caução, com ou sem
ARTIGO SEGUNDO remuneração. O sócio poderá indicar outras
A sociedade durará por tempo indeterminado, pessoas para substituir, assim como indicar
contando o seu início a partir da data da um director-geral que não seja da sociedade. A
Palmontt, S.A. celebração da respectiva escritura pública. sociedade fica obrigada em todos seus actos e
contratos pela assinatura do sócio.
Certifico, para efeitos de publicação, que por ARTIGO TERCEIRO Dois) O conselho de gerência poderá ainda
deliberação da Assembleia Geral Extraordinária constituir mandatários nos termos e para os
Um) A sociedade tem por objeto.
de cinco de Março de dois mil e dezanove, efeitos do artigo duzentos e cinquenta e seis do
pelas nove horas, procedeu-se nas instalações Corte e venda de chapas de cobertura
(zinco). Código Comercial.
da sociedade Palmontt, S.A., sita na rua
Kamba Simango, n.º 398, cidade de Maputo, Dois) O objecto social compreendem ainda ARTIGO NONO
Moçambique, matriculada na Conservatória do outras actividades de natureza acessória e ou
complementar da actividade principal. Um) O conselho de gerência reunir-se-á
Registo das Entidades Legais de Maputo, sob o
Tres) Por decisão do sócio a sociedade poderá sempre que necessário e pelo menos uma vez
NUEL 100904411, a alteração parcial do pacto
dedicar-se a outras actividades industriais ou por ano, podendo ser convocado e presidio
social da sociedade, no seu artigo quinto que
comercias nos particpar no capital de outras pelo sócio.
passa a ter a seguinte nova redacção:
empresas. Dois) A convocacao deverao ser feito
.......................................................................
com quinze dias de antecedencias e devera
ARTIGO QUARTO
ARTIGO QUINTO ser transmitida por meio de carta com aviso
Por decisão do sócio é permitido, a de recepção. A convocatória mencionará a
(Capital) participação em quaisquer outras empresas ordem dos trabalhos e será acompanhada dos
Um) O capital social, integralmente societárias, agrupamentos de empresas, respetivos documentos.
sociedades, holdings, joint-ventures ou outras
subscrito e realizado em dinheiro, é de
formas de associação, ou de concentração de ARTIGO DÉCIMO
1.600.000,00MT (um milhão e seiscentos
capitais.
mil meticais), representado por 3.200 Compete à assembleia geral:
(três mil e duzentas) acções, com o ARTIGO QUINTO
a) Definir a política da sociedade,
valor nominal de 500,00MT (quinhentos Um) O capital social, integralmente realizado elaborar orçamentos e planos de
meticais). em dinheiro, é de um milhão de meticais investimento para cada exercício;
Dois) (…) (1000.000,00MT), correspondente a cem por b) Receber e analisar pedidos para
Três) (...) cento do capital numa única quota, pertencente alienação ou divisão de quotas em
O Técnico, Ilegível. ao sócio único. conformidade;
Dois) O capital social poderá ser aumentado c) Determinar as condições em que a
por uma ou mais vezes mediante decisao do sócia poderá fazer suprimentos a
sócio. sociedade.
ARTIGO SEXTO
Mega Ye – Sociedade ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Unipessoal, Limitada O conselho de gerência podera determinar
Um) Os representantes e procuradores
as condições e formas para realização de
Certifico, para efeitos de publicação, que por prestações suplementares de capital pelo sócio. não poderão, em situação alguma, sem prévia
escritura de oito de julho de dois mil e quinze, autorização do gerente exercer as seguintes
ARTIGO SÉTIMO funções:
lavrada das folhas 115 a 118, do livro de notas
para escrituras diversas número 361, ao meu Um) A cedência de quotas é livre na a) Efectuar transacções relacionadas com
cargo Arafat Nadim D’Almeida Juma Zamila, sociedade, havendo a faculdade de amortizar quotas da sociedade;
conservador e notário superior, em pleno quota, conforme preceituado no Código b) Adquirir, alienar, trocar ou dar
exercício de funções notariais, que Xiangye, Comercial, nos seguintes termos: garantias de bens imobilizados ou
natural de Jiangsu-China, de nacionalidade a) Por acordo de respectivo proprietário; direitos sobre os bens;
1736 III SÉRIE — NÚMERO 55

c) Adquirir ou alienar estabelecimento e a denominação de Central Eléctrica de ARTIGO QUARTO


comercias, ou constituir sobre eles Tetereane, S.A., (doravante somente referida
(Emissão de obrigações, prestações
garantias; por a “sociedade”).
acessórias e suprimentos)
d) Envolver a socidade em contratos Dois) A sociedade tem a sua sede na cidade
ilegais ou negocios contrários à de Maputo, sita na Avenida Vladimir Lenine, Um) Mediante deliberação da Assembleia
política da sociedade. Edifício Millennium Park, Torre A, n.º 174, Geral, aprovada por unanimidade dos accionistas
Dois) A sociedade sociedade considera tais 13.º andar. com direito de voto, a sociedade poderá emitir,
transacções, no que lhe respeita, como nulas e Três) A administração poderá a todo o nos mercados interno e externo, obrigações
de nenhum efeito. tempo deliberar que a sede da sociedade seja ou qualquer outro tipo de título de dívida
transferida para qualquer outro local dentro do legalmente permitido, em diferentes séries e
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO classes, incluindo obrigações convertíveis em
território nacional.
Um) As contas da socidade poderão ser Quatro) Por deliberação da administração, acções e obrigações com direito de subscrição
verificadas por um auditor. Pode o sócio, poderão ser criadas e extintas, no território de acções.
quando assm o entender pedir uma auditoria Dois) Os accionistas terão direito de
nacional ou no estrangeiro, filiais, sucursais,
para efeito de fiscalização dos negócios e contas preferência, na proporção das respectivas
delegações, escritórios de representação,
da sociedade. participações de capital, relativamente à
agências ou outras formas de representação
Dois) O exercício social coincide com ano subscrição de quaisquer obrigações convertíveis
social.
civil. em acções ou com direito de subscrição de
Cinco) A sociedade durará por um período
Três) O balanço e contas de resultados acções, cuja emissão tenha sido deliberada pela
de tempo indeterminado. Assembleia Geral.
fechar-se-á com referência a trinta e um de
Dezembro de cada ano e será submetido a ARTIGO SEGUNDO Três) Mediante deliberação da Assembleia
apreciação da assembleia geral. Geral, aprovada por unanimidade dos
(Objecto social) accionistas com direito de voto, poderá ser
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO exigida a realização de prestações para além
Um) A sociedade tem por objecto a geração,
das entradas, com carácter oneroso, por parte
A sociedade não será dissolvida em caso de exploração, transmissão e venda de energia
de todos os accionistas, que terão a natureza de
morte, interdição ou incapacidade do sócio, ou eléctrica sobre todas e quaisquer vertentes
prestações acessórias.
sócios, quando os houver, podendo continuar a tecnológicas, incluindo a sua importação
Quatro) Mediante deliberação da Assembleia
funcionar com os herdeiros ou representantes e exportação, bem como a prestação de
Geral, os accionistas poderão efectuar prestações
do sócio falecido, interdito, ou incapacitado. serviços conexos ou a realização de outras voluntárias à sociedade, a título gratuito, até ao
actividades relacionadas, acessórias, necessárias montante máximo global de duas vezes o capital
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
à concretização do seu objecto, com a máxima social da sociedade.
A sociedade será liquidada nos casos amplitude permitida por lei, podendo ainda Cinco) Mediante deliberação da Assembleia
determinados por lei ou por decisão do sócio, exercer quaisquer outras actividades com fins Geral, aprovada por unanimidade dos accionistas
ou deliberação dos sócios, que deverao neste lucrativos não proibidas por lei, desde que com direito de voto, poderá ser aprovada a
caso indicar os liquidatários. devidamente autorizadas pelos accionistas e realização de suprimentos pelos accionistas à
pelas entidades competentes. sociedade.
ARTIGO DÉCIMO QUINTO Dois) A sociedade pode, sem restrições,
Aos casos omissos aplicar-se-á o Código adquirir ou deter quotas ou acções de quaisquer ARTIGO QUINTO
Comercial e demais legislação aplicável e em sociedades, nos termos da lei, bem como pode (Acções & obrigações próprias)
vigor na República de Mocambique. participar em agrupamentos complementares de
empresas e, bem assim, constituir ou participar Um) Mediante deliberação da Assembleia
Está conforme.
em quaisquer outras formas de associação Geral, aprovada por unanimidade dos
Conservatória dos Registos e Notariados de
Chomoio, 24 Julho de 2015. — O Conservador, temporária ou permanente entre sociedades e/ou accionistas com direito de voto, a sociedade
Ilegível. entidades de direito público ou privado. poderá adquirir acções ou obrigações próprias
e realizar as operações relativas às mesmas que
ARTIGO TERCEIRO forem permitidas por lei.
Dois) Os direitos sociais das acções próprias
(Capital social & acções)
ficarão suspensos enquanto essas acções
Central Eléctrica Um) O capital social da sociedade, pertencerem à sociedade, salvo no que respeita
ao direito de receber novas acções em caso de
de Tetereane, S.A. integralmente subscrito e realizado em dinheiro,
aumento de capital por incorporação de reservas,
é de 20.000,00MT (vinte mil meticais), divido
Certifico, para efeitos de publicação, que em 2000 (duas mil) acções nominativas, não sendo as acções próprias consideradas para
no dia 22 de Fevereiro de dois mil e dezoito, ordinárias e registadas, cada com o valor efeitos de votação em Assembleia Geral ou de
foi matriculada na Conservatória do Registo nominal de 10,00MT (dez meticais). determinação do respectivo quórum.
das Entidades Legais de Maputo sob o NUEL Dois) A sociedade poderá emitir acções Três) Os direitos inerentes às obrigações
100962039 a sociedade anónima Central detidas pela sociedade permanecerão suspensos
preferenciais sem voto, remíveis ou não, em
Eléctrica de Tetereane, S.A., e inscrito o enquanto as mesmas forem por si tituladas, sem
diferentes classes ou séries.
seguinte pacto social que se regerá pelos artigos prejuízo da possibilidade da sua conversão ou
Três) Os títulos representativos das acções
seguintes: amortização.
serão assinados por um ou dois administradores,
consoante a sociedade seja gerida e representada ARTIGO SEXTO
ARTIGO PRIMEIRO
por um ou mais administradores.
(Denominação, forma, sede social Quatro) Os accionistas não poderão (Transmissão de acções & direito
e duração) de preferência)
constituir ónus ou encargos sobre as acções de
Um) A sociedade adopta a forma de que sejam titulares sem o prévio consentimento Um) Os accionistas têm direito de preferência
sociedade anónima de responsabilidade limitada da sociedade. na transmissão de acções a terceiros.
20 DE MARÇO DE 2019 1737

Dois) A transmissão de acções a terceiros assembleia geral ou órgão ARTIGO NONO


deverá obedecer às seguintes condições: equivalente de qualquer dos
(Assembleia Geral)
a) No caso de um dos accionistas accionistas da sociedade, ou que
pretender alienar a totalidade ou detenha o poder de direcção e Um) A Assembleia Geral é composta por
parte das suas acções na sociedade controlo sobre quaisquer destes; ou todos os accionistas com direito de voto.
a um terceiro, deverá comunicá- c) Na qual, a maioria absoluta de votos Dois) As reuniões da Assembleia Geral
lo previamente e por escrito aos na respectiva Assembleia Geral ou serão conduzidas por uma mesa composta por
restantes accionistas, indicando órgão equivalente, ou os direitos que um Presidente e por um Secretário, eleitos
nessa comunicação a identidade conferem o poder de direcção sobre por mandatos de 4 (quatro) anos, os quais
do proposto adquirente de boa-fé, a sociedade ou entidade, sejam, se manterão nos seus cargos até que a estes
o preço, o número de acções a directa ou indirectamente, detidos renunciem ou até que a Assembleia Geral
transmitir, o prazo previsto para a por uma sociedade ou qualquer delibere destituí-los.
conclusão do negócio, o qual não outra entidade que detenha, directa Três) A Assembleia Geral reúne-se
poderá em caso algum ser inferior ou indirectamente, a maioria ordinariamente pelo menos uma vez por ano,
a 30 (trinta) dias a contar da data da absoluta dos votos na Assembleia nos primeiros 3 (três) meses depois de findo o
recepção pelos demais accionistas Geral ou órgão equivalente de um exercício do ano anterior, e extraordinariamente
da referida notificação, bem como dos accionistas da sociedade, ou sempre que tal se mostre necessário. As reuniões
os demais termos e condições da que detenha direito de direcção ou terão lugar na sede da sociedade, salvo quando
projectada transmissão de acções controlo sobre qualquer destas. todos os accionistas acordarem na escolha de
sob a forma de uma proposta de Quatro) As limitações à transmissão de outro local.
aquisição assinada pelo proposto acções previstas neste artigo serão transcritas Quatro) As reuniões da Assembleia Geral
adquirente, acompanhada de para os certificados de acções, sob pena de deverão ser convocadas por meio de carta
prova de que o mesmo dispõe dos serem inoponíveis a terceiros adquirentes de registada, enviada com uma antecedência
meios financeiros necessários para boa-fé. mínima de 30 (trinta) dias em relação à data
concluir a transacção nos termos Cinco) O direito de preferência previsto no da reunião, para as moradas previamente
previstos na proposta de aquisição; presente artigo tem eficácia real. indicadas pelos accionistas para o efeito,
b) No prazo de 15 (quinze) dias após podendo a convocatória ser expedida por
a recepção da comunicação ARTIGO SÉTIMO correio electrónico com recibo de leitura
referida no número anterior, relativamente aos accionistas que tiverem
(Amortização de acções)
os demais accionistas deverão comunicado previamente o seu consentimento,
notificar o accionista transmitente, Um) A sociedade poderá amortizar, total com a antecedência mínima de 30 (trinta) dias
se pretendem ou não exercer ou parcialmente, as acções de um accionista de calendário em relação à data prevista para
o direito de preferência. Se os quando: a reunião. Da convocatória deverá constar a
demais accionistas não remeterem a) O accionista tenha vendido as suas respectiva agenda de trabalhos.
qualquer notificação ao accionista acções ou criado ónus ou encargos Cinco) A Assembleia Geral delibera por
transmitente até ao final daquele sobre as mesmas em violação do maioria simples dos votos expressos pelos
prazo entender-se-á que não disposto nos presentes estatutos; accionistas presentes ou representados, sem
exerceram o direito de preferência, b) As acções tiverem sido judicialmente prejuízo das maiorias qualificadas que sejam
podendo as acções ser transmitidas penhoradas ou objecto de qualquer exigidas por lei ou por estes estatutos.
a um terceiro; acto judicial ou administrativo de Seis) As seguintes deliberações terão que ser
c) Se mais de um dos demais accionistas efeito semelhante; tomadas por unanimidade dos accionistas com
exercer o direito de preferência, direito de voto:
c) O accionista tiver sido declarado
as acções ser-lhes-ão atribuídas insolvente, interdito ou incapaz de a) Alteração dos estatutos, incluindo
na proporção das respectivas gerir os seus negócios; o aumento ou redução do capital
participações. d) O accionista tiver incumprido alguma social da sociedade;
Três) Não se encontra sujeita a qualquer deliberação da Assembleia Geral b) A fusão, cisão, transformação
restrição prevista nos números antecedentes aprovada nos termos dos presentes ou dissolução e liquidação da
a transmissão de acções efectuada por um estatutos. sociedade;
accionista a favor de qualquer afiliada. Para Dois) A contrapartida da amortização das c) A emissão de obrigações;
este efeito, “afiliada” significa uma sociedade acções será igual ao seu valor contabilístico, d) A aquisição de participações
ou qualquer outra entidade: baseado no balanço mais recente aprovado pela sociais noutras sociedades,
Assembleia Geral. independentemente do respectivo
a) Na qual um dos accionistas da
objecto social;
sociedade detenha, directa ou ARTIGO OITAVO
e) Qualquer acordo ou entendimento
indirectamente, a maioria absoluta
(Órgãos sociais) entre a sociedade e um accionista
dos votos na Assembleia Geral ou
ou uma sua afiliada e qualquer
órgão equivalente, ou seja titular Os órgãos sociais da sociedade são:
pagamento, independente da sua
de mais de 50% (cinquenta por a) A Assembleia Geral; natureza, a qualquer accionista
cento) dos direitos que conferem o b) O Administrador Único ou Conselho ou a uma sua afiliada, quer se
poder de direcção nessa sociedade de Administração, conforme for trate de honorários cobrados por
ou entidade, ou, ainda que, detenha oportunamente deliberado pelos
serviços de gestão e consultadoria,
direitos de direcção e controlo sobre accionistas; e
pagamentos entre empresas ou
essa sociedade ou entidade; c) O Fiscal Único ou o Conselho Fiscal,
valores semelhantes no âmbito de
b) Que detenha, directa ou indirectamente, conforme for oportunamente
um acordo com a sociedade;
a maioria absoluta de votos na deliberado pelos accionistas.
1738 III SÉRIE — NÚMERO 55

f) A venda de bens ou activos da sociedade relativamente à data da reunião e c) Pela assinatura de um ou mais
e constituição de ónus ou encargos deverá ser acompanhada da agenda mandatários, nos precisos termos e
sobre os mesmos; da reunião, assim como de todos os com as limitações dos respectivos
g) A transmissão ou penhor de acções documentos necessários. Nenhum mandatos.
da sociedade a favor de terceiros; assunto poderá ser discutido
h) Nomeação dos corpos sociais da numa reunião do Conselho de ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Sociedade; administração excepto se tiver (Fiscalização)
i) Os termos e condições de prestações sido incluído na agenda ou seja
acessórias; acordado mutuamente por todos os A sociedade será fiscalizada por um Fiscal
j) Remuneração dos membros dos órgãos Administradores. Único ou por um Conselho Fiscal, conforme
sociais; b) O quórum para as reuniões do Conselho for oportunamente deliberado pelos accionistas,
k) Tratamento e distribuição dos de Administração considera-se eleitos na reunião anual ordinária da Assembleia
resultados do exercício; e constituído se nelas estiverem Geral ordinária e manter-se-ão em funções até à
l) Aprovação da realização de suprimentos presentes ou representados todos Assembleia Geral Ordinária seguinte, podendo
pelos accionistas e seus termos e os membros do Conselho de ser reeleitos.
condições. Administração.
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
c) Qualquer membro do Conselho de
ARTIGO DÉCIMO Administração temporariamente (Lucros e exercício social)
(Composição da administração) impedido de participar nas reuniões
Um) Os lucros anuais, depois de aplicados
do Conselho de Administração
Um) A sociedade é gerida e representada por para a constituição ou reforço da reserva
poderá fazer-se representar por
um administrador único ou por um Conselho qualquer outro membro por legal, terão o destino que for deliberado pelos
de Administração composto por 3 (três) a 5 meio de carta ou fax endereçado accionistas.
(cinco) administradores, de entre os quais ao Presidente do Conselho de Dois) O exercício social corresponde ao
será designado o Presidente do Conselho Administração. ano civil.
de Administração, o qual não terá voto de d) As seguintes deliberações reservadas
desempate, em conformidade com o que for ARTIGO DÉCIMO QUARTO
terão que ser tomadas por ¾ (três
oportunamente deliberado pelos accionistas. quartos) dos administradores (Dissolução e liquidação)
Dois) Os administradores mantêm-se nos presentes ou representados:
seus cargos por mandatos de 4 (quatro) anos Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos
i) A celebração de acordos de
renováveis ou até que a estes renunciem ou termos previstos na lei e nos presentes estatutos.
empreendimento comum,
até à data em que a Assembleia Geral delibere Dois) A liquidação será extrajudicial em
consórcio, associação em
destituí-los. conformidade com o que for oportunamente
participação e outros contratos
Três) Salvo se for de outro modo deliberado deliberado pela Assembleia Geral.
semelhantes;
pelos accionistas, os administradores não serão Três) A sociedade poderá ser imediatamente
ii) A contracção de empréstimos
remunerados pelo exercício das suas funções e liquidada, mediante a transferência de todos
estão isentos de prestar caução. e celebração de contratos de
os seus bens, direitos e obrigações a favor de
Quatro) A administração tem os mais amplos financiamento;
qualquer accionista, desde que devidamente
poderes de gestão permitidos por lei com vista iii) A concessão de empréstimos ou
autorizado pela Assembleia Geral e obtido
a prosseguir o objecto social da sociedade, de garantias a terceiros;
acordo escrito de todos os credores.
salvo os poderes e competências que estejam iv) A aprovação do plano de negócios,
Quatro) Se a sociedade não for imediatamente
exclusivamente atribuídos por lei ou pelos as contas, relatórios e balanços
liquidada nos termos do número anterior,
presentes estatutos à Assembleia Geral. anuais da sociedade e os
e sem prejuízo de outras disposições legais
princípios, políticas e práticas
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO imperativas, todas as dívidas e responsabilidades
contabilísticas utilizadas em
da sociedade (incluindo, sem restrições, todas
(Funcionamento da administração) tais contas, relatórios e balanços
as despesas incorridas com a liquidação
anuais e quaisquer alterações
Um) Sempre que a gestão e representação da e quaisquer empréstimos vencidos) serão
aos mesmos;
sociedade seja exercida por um administrador pagas ou reembolsadas antes que possam ser
v) A participação da sociedade em
único, as suas decisões deverão constar do livro transferidos quaisquer fundos aos accionistas.
novos projectos; e
de actas da administração ou em documento Cinco) A Assembleia Geral pode deliberar,
vi) A delegação de poderes num
avulso com a respectiva assinatura reconhecida por unanimidade, que os bens remanescentes
determinado administrador para
na qualidade. sejam distribuídos em espécie pelos accionistas.
a prática de certos actos ou a
Dois) Sempre que a gestão e representação
constituição de mandatários. ARTIGO DÉCIMO QUINTO
da sociedade seja exercida por um Conselho
de Administração, aplicar-se-ão as seguintes Três) A sociedade obriga-se:
(Nomeação de corpos sociais)
regras específicas: a) Pela assinatura do administrador único
a) Excepto nos casos em que todos ou pela assinatura conjunta de 2 Os accionistas deliberam desde já nomear
os administradores prescindam (dois) administradores, consoante a a seguinte pessoa para a administração da
da convocatória, as reuniões do sociedade seja gerida e representada sociedade para o quadriénio compreendido
Conselho de Administração deverão por um ou mais administradores; entre 2018 e 2021:
ser convocadas por carta, fax ou b) Pela assinatura do administrador- Administrador Único - Pedro Espírito Santo
correio electrónico com recibo delegado, nos precisos termos e Pereira Coutinho.
de leitura, com a antecedência com as limitações do respectivo Maputo, 23 de Fevereiro de 2018.
de, pelo menos, 15 (quinze) dias mandato; ou — O Técnico, Ilegível.
20 DE MARÇO DE 2019 1739

Mala Pronta - Agência Dois) O capital social poderá ser aumentado que a assembleia se considere constituída e
uma ou mais vezes por deliberação da assembleia em condições de validamente deliberar, com
de Viagens & Turismo,
geral, que determinará os termos e condições em dispensa das formalidades prévias inerentes a
Limitada que este se efectuará. sua convocacão.
Certifico, para efeitos de publicação, que no A agenda da assembleia geral extraordinária
ARTIGO QUARTO foi a seguinte:
dia 19 de Fevereiro de 2019, foi matriculada
na Conservatória do Registo das Entidades (Assembleia geral) Um) Deliberar sobre a cedência da quota do
Legais sob NUEL 101111229, uma entidade sócio Mohamad Altaf Mamade a favor de Lal
Um) A assembleia geral reunir-se-á uma vez Sanmukdas Israni pelo seu valor nominal, que
denominada Mala Pronta - Agência De Viagens
por ano, em sessão ordinária, que se realizará entra para sociedade como novo sócio.
& Turismo, Limitada.
nos primeiros três meses após o termo de Dois) Deliberar sobre a renúncia do senhor
Primeiro: Leonel de Jesus Boaventura cada ano civil, para apreciação, aprovação ou
Horácio Mavila, solteira maior, de nacionalidade Mohamad Altaf Mamade de todos os cargos que
modificação do balanço e contas do exercício. vinha exercendo na sociedade.
moçambicana, portador do Passaporte n.º
Dois) A assembleia geral poderá reunir-se
13AF91408, emitido aos 27 de Agosto de 2015, Três) Alteração do artigo quarto e quinto do
extraordinariamente sempre que for necessário.
pelo serviço de Migração de Mocambique, pacto social que passam a ter a seguinte nova
residente em Maputo; ARTIGO QUINTO redacção:
Segundo: Isaura Carlos Macaringue,
solteira maior, de nacionalidade moçambicana, (Administração e representação) ARTIGO QUARTO
portadora do Passaporte n.º 12AC92599, Um) A administração e representação da Capital
emitido aos 3 de Março de 2024, pelo pelo
sociedade serão confiadas aos sócios Leonel
Serviço de Migração de Mocambique, residente O capital social, integralmente subscrito
de Jesus Boaventura Horácio Mavila e Isaura
na cidade de Maputo. e realizado em dinheiro, é de seiscentos mil
Carlos Macaringue.
É celebrado o presente contrato de sociedade meticais, dividido em duas quotas assim
Dois) A sociedade fica obrigada pela
que se regerá pelos termos e artigos seguintes:
assinatura do sócio Leonel de Jesus Boaventura distribuídas:
ARTIGO PRIMEIRO Horácio Mavila, ou ainda de um procurador, a) Abdul Latif Mamade Mussa, titular
nos termos e limites específicos do respectivo de uma quota no valor de trezentos
(Denominação, sede e duração)
mandato. mil meticais, correspondente a
A sociedade adopta a denominação Mala cinquenta por cento do capital
Pronta - Agência de Viagens & Turismo, ARTIGO SEXTO
social;
Limitada, tem a sua sede em Maputo, no bairro (Casos omissos) b) Lal Sanmukdas Israni, titular de
da Malhangalene, Avenida da Malhangalene, n.º
Em tudo quanto for omisso nos presentes uma quota no valor de trezentos
138. A sua duraçao é por tempo indeterminado.
estatutos, aplicar-se-ão as disposições do mil meticais, correspondente a
ARTIGO SEGUNDO Código Comercial e demais legislação em vigor cinquenta por cento do capital
na República de Moçambique. social.
(Objecto)
Maputo, 12 de Março de 2019. — O Técnico, ARTIGO QUINTO
Um) A sociedade tem por objecto:
Ilegível.
Prestação de serviços de consusltoria na Admnistração
área de viagens e turismo, serviço
de rent a car, marketing, agência de Um) Que a gestão dos negócios da sociedade
viagens e turismo, vídeos e eventos, e a sua representação activa ou passiva, em juízo
mediação e serviços. ou fora dele, compete aos sócios Abdul Latif
Maputo Executive Hotel Mamade Mussa e Lal Sanmukdas Israni que são
Dois) A sociedade poderá desenvolver
actividades conexas com o seu objecto desde
Limitada desde já nomeados administradores.
que para tal obtenha aprovação das entidades Dois) Compete aos administradores
Certifico, para efeitos de publicação, que por exercerem os mais amplos poderes de
competentes. acta do dia seis de Março de dois mil e dezanove,
representação da sociedade e praticar todos os
ARTIGO TERCEIRO pelas oito horas, reuniram em assembleia geral
demais actos necessários à realização do seu
Extraordinária os sócios da sociedade Maputo
(Capital social)
objecto social.
Executive Hotel Limitada, com sede na
Três) Para obrigar a sociedade é suficiente
Um) O capital social, integralmente subscrito Parcela 268/1, Aterro da Maxaquene, Maputo,
a assinatura de um administrador que poderá
e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais matriculada na Conservatória do Registo de
Entidades Legais sob o n.º 100884682. designar um ou mais mandatários estranhos
e corresponde à soma de duas quotas desiguais
Estiveram presentes os sócios, Mohamad à sociedade, desde que autorizado pela
assim distribuidas:
Altaf Mamade, titular de uma quota no assembleia-geral dos sócios e nestes delegar
a) Uma quota no valor nominal total ou parcialmente os seus poderes.
valor nominal de trezentos mil meticais,
de dezasseis mil meticais, Quatro) Os administradores ou mandatários
representativa de cinquenta por cento do capital
correspondentes a oitenta porcento
social e Abdul Latif Mamade Mussa, titular de não poderão obrigar a sociedade bem como
do capital social, pertencente
uma quota no valor nominal de trezentos mil realizar em nome desta quaisquer operações
a Leonel de Jesus Boaventura
Horácio Mavila; meticais, representativa de cinquenta por cento alheias ao seu objecto social, nem conferir
b) Uma quota no valor nominal de quatro do capital social. a favor de terceiros quaisquer garantias
mil meticais, correspondentes a Estando assim representada a totalidade do financeiras ou abonatórias, sob pena de
vinte porcento do capital social, capital social. responder civil e criminalmente.
pertencente a Isaura Carlos Presidiu a assembleia geral o senhor, Maputo, 7 de Março de 2019. — O Técnico,
Macaringue. Mohamad Altaf Mamade o qual aprovou Ilegível.
1740 III SÉRIE — NÚMERO 55

ISC Mozambique, Limitada e) Uma quota de vinte seis por cento meticais, pertencentes a sócia
do capital social, equivalente Antonette Van Jaarsveld;
Certifico, para efeitos de publicação, que a vinte e seis mil meticais, b) Uma quota de vinte e cinco
por escritura de um de Março de dois mil pertencentes ao sócio Sebastião por cento do capital social,
dezanove, exarada de folhas noventa e três a Alfredo Macamo. equivalente a vinte e cinco mil
folhas noventa e quatro verso, do Livro de notas meticais, pertencentes ao sócio
Que em tudo o mais não alterado continuam
para escrituras diversas numero cinquenta e seis Joachim Torstan Haferung;
a vigorar o pacto anterior.
da Conservatória dos Registos e Notariado de c) Uma quota de vinte e cinco
Vilankulo, a cargo de Fernando António Ngoca, Está conforme.
por cento do capital social,
conservador e notário superior, em pleno Conservatória dos Registos e Notariado de
equivalente a vinte e cinco mil
exercício de funções notariais, procedeu-se na Vilankulo, um de Março de dois mil e dezanove.
meticais, pertencentes ao sócio
sociedade em epigrafe a alteração parcial do — O Conservador, Ilegível.
Jorg Brian Dittmann;
pacto social, em que houve a redistribuição de
d) Uma quota de doze vírgula
quotas entre os sócios e que em consequência
desta operação fica alterada a redacção do cinco por cento do capital
artigo terceiro do pacto social para uma nova social, equivalente a doze
e seguinte: mil e quinhentos meticais,
...................................................................... ISC Mozambique, Limitada pertencentes ao sócio Moisés
Rafael Jossias Vilanculo;
ARTIGO TERCEIRO Certifico, para efeitos de publicação, que e) Uma quota de doze vírgula
por escritura de vinte e sete de Fevereiro de cinco por cento do capital
Capital social
dois mil dezanove, exarada de folhas oitenta e social, equivalente a doze
Um) O capital social, subscrito e nove a folhas noventa verso, do Livro de notas mil e quinhentos meticais,
integralmente realizado em dinheiro para escrituras diversas numero cinquenta e seis pertencentes ao sócio Sebastião
e bens, é de cem mil meticais, da Conservatória dos Registos e Notariado de Alfredo Macamo.
correspondente a soma de cinco quotas Vilankulo, a cargo de Fernando António Ngoca, .................................................................
desiguais e distribuídas da seguinte forma: conservador e notário superior, em pleno
a) Uma quota de dezasseis por cento exercício de funções notariais, procedeu-se na ARTIGO QUARTO
do capital social, equivalente sociedade em epigrafe a alteração parcial do
Administração e gerência
a dezasseis mil meticais, pacto social, em que houve a redistribuição de
pertencentes a sócia Antonette quotas entre os sócios e que em consequência A administração e gerência da sociedade e
Van Jaarsveld; desta operação fica alterada a redacção dos sua representação em juízo e fora dele, activa
b) Uma quota de dezasseis por cento artigos terceiro e quarto do pacto social para e passivamente, pertencem ao sócio Sebastião
do capital social, equivalente uma nova e seguinte: Alfredo Macamo, bastando a sua assinatura
a dezasseis mil meticais, ...................................................................... para obrigar a sociedade em todos os actos ou
pertencentes ao sócio Joachim contratos. O gerente poderá delegar todos ou
Torstan Haferung; ARTIGO TERCEIRO parte dos seus poderes a pessoas estranhas à
c) Uma quota de dezasseis por cento sociedade, desde que outorgue o respectivo
Capital social
do capital social, equivalente instrumento legal a este respeito com todos os
a dezasseis mil meticais, O capital social, subscrito e possíveis limites de competências.
pertencentes ao sócio Jorg integralmente realizado em dinheiro e bens, Que em tudo o mais não alterado continuam
Brian Dittmann; é de cem mil meticais, correspondente a a vigorar o pacto anterior.
d) Uma quota de vinte e seis por cento soma de cinco quotas desiguais sendo: Está conforme.
do capital social, equivalente
a) Uma quota de vinte e cinco Conservatória dos Registos e Notariado
a vinte e seis mil meticais,
por cento do capital social, de Vilankulo, quatro de Março de dois mil
pertencentes ao sócio Moises
equivalente a vinte e cinco mil e dezanove. — O Conservador, Ilegível.
Rafael Jossias Vilanculo;
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E.P.: NOVOS EQUIPAMENTOS,
NOVOS SERVIÇOS e DESIGN GRÁFICO AO SEU DISPOR

NOSSOS SERVIÇOS: Preço da assinatura semestral:


— Maketização, Criação I Série ......................................................... 8.750,00MT
de Layouts e Logotipos;
II Série ......................................................... 4.375,00MT
— Impressão em Off-set
III Série .......................................................... 4.375,00MT
e Digital;
— Encadernação e Restauração Maputo — Rua da Imprensa n.º 283, Caixa postal 275,
de Livros;
Telef.: +258 21 42 70 25/2 – Fax: +258 21 32 48 58
— Pastas de despachos,
impressos e muito mais! Cel.: +258 82 3029 296,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz
Preço das assinaturas do Boletim da República Web: www.imprensanac.gov.mz
para o território nacional (sem porte):
Delegações:
— As três séries por ano ......................... 35.000,00MT
Beira — Rua Correia de Brito, n.º 1903 – R/C
— As três séries por semestre .................. 17.500,00MT
Tel.: 23 320905 – Fax: 23 320908
Preço da assinatura anual: Quelimane — Av. 7 de Setembro, n.º 1254,
Tel.: 24 218410 – Fax: 24 218409
I Série ...................................................... 17.500,00MT
II Série ....................................................... 8.750,00MT Pemba — Rua Jerónimo Romeiro, Cidade Baixa, n.º 1004,
III Série ....................................................... 8.750,00MT Tel.: 27 220509 – Fax: 27 220510
Preço — 220,00 MT

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.

Você também pode gostar