Você está na página 1de 36

Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2018 III SÉRIE —

­ Número 9

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. Governo da Província de Manica


DESPACHO
AVISO
Um grupo de 10 cidadãos moçambicanos, residentes na cidade
A matéria a publicar no «Boletim da República» deve ser
de Chimoio, distrito do mesmo nome, requereu o reconhecimento
remetida em cópia devidamente autenticada, uma por cada
assunto, donde conste, além das indicações necessárias para da Associação Centro Nhamadjessa-A.G.E.G, como pessoa jurídica,
esse efeito, o averbamento seguinte, assinado e autenticado: juntando ao seu pedido os estatutos da sua constituição.
Para publicação no «Boletim da República». Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de
uma associação que prossegue fins lícitos, determinados e legalmente
possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma cumprem
SUMÁRIO com o escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu
reconhecimento.
Governo da Província de Manica: Nestes termos e no disposto no n.º 1 do artigo 5 da lei n.º 8/91, de 18
Despacho. de Julho e artigo 2 do Decreto n.º 21/91, de 3 de Outubro, vai reconhecida
como pessoa jurídica a Associação Centro Nhamadjessa - A.G.E.G.
Governo do Distrito de Moamba:
Chiomoio, 22 de Novembro de 2017. — O Governador da Província,
Despacho. Alberto Ricardo Mondlane.
Governo do Distrito de Chibuto:
Despacho.

Instituto Nacional de Minas – INAMI: Governo do Distrito de Moamba


Avisos. DESPACHO
Anúncios Judiciais e Outros: Um Grupo de cidadãos em representação da Associação Agro-
Shama Logistics e Serviços Gerais, Limitada. Pecuária de Valha, requereu o reconhecimento como pessoa jurídica,
Destiny Nature Adventure, Limitada. juntando ao pedido os estatutos da sua constituição e demais documentos
Nhabanga Camp, Limitada. legais.
AfriChemicals Mozambique Sociedade Unipessoal, Limitada. Apreciados os documentos entregues verificou-se que se trata de uma
Chita – Consultoria e Despacho Aduaneiro, Limitada . associação que quer prosseguir fins lícitos, determinados e legalmente
Charme & Elegance, Limitada. possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma cumprem
MSC – Standard, Consulting Serviçes, SA. com escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, portanto,
Medical Center System, Limitada. seu reconhecimento.
Amaramba Capital Broker – Sociedade de Corretagem, Limitada.
Nestes termos e no disposto no n.º 1 do artigo 5 do Decreto-Lei
BTOB Investiments, SA.
n.º 2/2006, de 3 de Maio, vai reconhecida como pessoa jurídica a
WJM Serviços, Sociedade Unipessoal, Limitada.
S & C Serviços Limitada. Associação Agro-Pecuária de Valha.
Marine Excellent Transport & Service, Limitada. Governo do Distrito de Moamba, 17 de Agosto de 2015. —
Monte Real de Ernesto Supera. A Administradora do Distrito, Maria Ângela Ismael Manjate Djanasse.
Puma Energy (Moçambique) Limitada.
Moz Energy, Limitada.
M.M. Integrated Steel Mills (Maputo), Sociedade Unipessoal,
Limitada. Governo do Distrito de Chibuto
C4 – Engenharia e Construção, Limitada.
Inter Log, Limitada. DESPACHO
Wise and Smart Consulting, Limitada.
Metal Electrica – Engenharia e Construções, Sociedade Unipessoal, Um grupo de cidadãos em representação do Comité de Gestão de
Limitada. Recursos Naturais Chaimite-Sede, com sede em Chaimite-Sede na
Jala So Fogos Serviços Sociedade Unipessoal, Limitada. localidade de Chaimite, posto administrativo de Chaimite requereu deste
Moz Trans Massimba, Sociedade Unipessoal, Limitada. Governo do Distrito de Chibuto o reconhecimento como pessoa jurídica
ACM Serviços, Sociedade Unipessoal, Limitada. juntando aos pedidos os estatutos da sua constituição.
MS Tours , Limitada. Apreciados os documentos entregues verifica-se que se trata de uma
O Xodò & Serviços, Sociedade Unipessoal, Limitada. associação que prossegue fins lícitos determinados e os estatutos do
Terminal de Fertilizantes, S.A. mesmo cumprem o escopo e os requisitos exigidos por lei nada obstando
PRC Ferragens, E.I. ao seu reconhecimento.
270 III SÉRIE — NÚMERO 9
Nestes termos e ao abrigo de disposto no n.º 1 de artigo 5 da lei
Vértice Latitude Longitude
n.º 8/91, de 18 de Junho conjugado com artigo 1 do decreto n.º 21/91,
de 3 de Outubro e com as disposições do artigo 5 do decreto-lei 10 -12º 29´ 30,00´´ 38º 41´ 30,00´´
n.º 2/2006, de 3 de Maio, vai reconhecida com pessoa jurídica o Comité 11 -12º 27´ 30,00´´ 38º 41´ 30,00´´
de Gestão de Recursos Naturais de Chaimite-Sede, posto administrativo
12 -12º 27´ 30,00´´ 38º 40´ 0,00´´
de Chaimite, distrito de Chibuto.
Governo do Distrito de Chibuto, 26 de Outubro de 2017. — 13 -12º 28´ 0,00´´ 38º 40´ 0,00´´
A Administradora do Distrito, Brígida Anita Jorge Mathavele. 14 -12º 28´ 0,00´´ 38º 39´ 0,00´´
15 -12º 33´ 10,00´´ 38º 39´ 0,00´´
16 -12º 33´ 10,00´´ 38º 38´ 0,00´´
Instituto Nacional de Minas 17 -12º 34´ 30,00´´ 38º 38´ 0,00´´
18 -12º 34´ 30,00´´ 38º 36´ 50,00´´
AVISO
Instituto Nacional de Minas, em Maputo, 29 de Novembro de 2017.
Em cumprimento do disposto no artigo 26 do Regulamento da Lei de — O Director Geral, Adriano Silvestre Sênvano.
Minas aprovado pelo Decreto n.º 31/2015, de 31 de Dezembro, publicado
no Boletim da República n.º 104, I.ª série, Suplemento, faz-se saber que AVISO
por despacho de Sua Excia Ministra dos Recursos Minerais e Energia
de 23 de Outubro de 2017, foi atribuída a favor de Africa Yuxiao Mining Em cumprimento do disposto no artigo 26 do Regulamento da Lei
Development Company, Limitada, a Licença de Prospecção e Pesquisa de Minas aprovado pelo Decreto n.º 31/2015, de 31 de Dezembro,
n.º 8301L, válida até 5 de Outubro de 2022, para Grafite, Minerais publicado no Boletim da República n.º 104, I.ª série, Suplemento, faz-se
Associados, no Distrito de Montepuez, na Província de Cabo Delgado, saber que por despacho de S. Excia Ministra dos Recursos Minerais e
com as seguintes coordenadas geográficas: Energia de 23 de Novembro de 2017, foi atribuída a favor de Empresa
Mineradora Industrial de Cassossole, Limitada, a Concessão Mineira n.º
Vértice Latitude Longitude 9022C, válida até 13 de Novembro de 2042 para Ouro, nos Distritos de
Angonia, Macanga e Tsangano, na Província de Tete com as seguintes
1 -12º 23´ 20,00´´ 38º 36´ 50,00´´ coordenadas geográficas:
2 -12º 23´ 20,00´´ 38º 40´ 0,00´´
Vértice Latitude Longitude
3 -12º 24´ 50,00´´ 38º 40´ 0,00´´
4 -12º 24´ 50,00´´ 38º 46´ 0,00´´ 1 -15º 08´ 10,00´´ 34º 03´ 20,00´´
5 -12º 27´ 10,00´´ 38º 46´ 0,00´´ 2 -15º 08´ 10,00´´ 34º 04´ 10,00´´
6 -12º 27´ 10,00´´ 38º 44´ 40,00´´ 3 -15º 09´ 0,00´´ 34º 04´ 10,00´´
7 -12º 28´ 0,00´´ 38º 44´ 40,00´´ 4 -15º 09´ 0,00´´ 34º 03´ 20,00´´
8 -12º 28´ 0,00´´ 38º 44´ 0,00´´ Instituto Nacional de Minas, em Maputo, 29 de Novembro de 2017.
9 -12º 29´ 30,00´´ 38º 44´ 0,00´´ — O Director Geral, Adriano Silvestre Sênvano.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Shama Logistics e Serviços Nampula e Telina Felista Nhasulu, solteira, forma de representação, bem como escritórios
maior, natural de Lichinga, nacionalidade e estabelecimentos, quando o julgar necessário
Gerais, Limitada (SLSG)
moçambicana, residente em Nacala, portadora e obtenha as necessárias autorizações.
Certifico, para efeitos de publicação, que do Bilhete de Identidade número zero três
um sete zero dois dois um três zero dois ARTIGO SEGUNDO
no dia dezasseis de Novembro de dois mil e
dezassete, foi matriculada, na Conservatória do oito Q, emitido em vinte de Julho de dois mil e Duração
Registo de Entidades Legais de Nacala-Porto, dezassete, pela Direcção de Identificação Civil
de Nampula. Celebram o presente contrato que A duração da sociedade é por tempo
sob o número cem milhões novecentos trinta
se rege com base nos artigos que se seguem: indeterminado, contando-se o seu início a partir
e três mil quinhentos vinte e sete, a cargo de
da data do registo.
Maria Inês José Joaquim da Costa, conservadora ARTIGO PRIMEIRO
notário superior, uma sociedade por quotas ARTIGO TERCEIRO
de responsabilidade limitada denominada Denominação e sede
Objecto social
Shama Logisttics e Serviços Gerais, Limitada
(SLSG), constituída entre os sócios: Madelena Um) A sociedade adopta a denominação de Um) A sociedade tem por objecto
Ana Cumuenda, solteira, maior, natural de Shama Logistics e Serviços Gerais, Limitada o agenciamento de navios, agenciamento
Mandimba, nacionalidade moçambicana, (SLSG). de mercadorias em trânsito internacional,
residente em Nacala, portadora do Recibo de Dois) A sociedade tem como sede no bairro agenciamento de mercadorias locais,
Bilhete de Identidade número três oito quatro Triângulo, quarteirão número nove, casa número conferência marítima, frete e fretamento,
sete oito zero zero dois, emitido em vinte e treze, Nacala-Porto, na província de Nampula, serviços auxiliares de estiva, comércio geral
oito de Agosto de dois mil e dezassete, pelos podendo por deliberação da sócia, abrir com importação e exportação, limpeza e
Serviços Provinciais de Identificação Civil de sucursais, filiais, delegações ou qualquer outra fumigação, fornecimento de material imobiliário
12 DE JANEIRO DE 2018 271
e de escritório, fornecimento de material de ARTIGO OITAVO ARTIGO TERCEIRO
construção, e prestação de serviços diversos.
Disposições diversas (Objecto)
Dois) A sociedade pode ainda desenvolver
outras actividades similares ou conexas desde Um) A sociedade não se dissolve por Um) A sociedade tem por objecto:
que obtenha as necessárias autorizações. extinção, por morte ou interdição de qualquer a) Comércio a retalho de peças de
sócia, continuando com os sucessores, herdeiros vestuário e calçado e joalharia;
ARTIGO QUARTO o/ou representante legal da falecida ou interdita, b) Comércio a retalho de artigos de
sendo que a dissolução é nos casos previstos na artesanato;
Capital social
lei e por deliberação da assembleia geral que c) Administração e gestão de empresas;
O capital social, integralmente subscrito, nomeará uma comissão liquidatária. d) Importação e exportação.
é de cinquenta mil meticais (50.000,00MT), Dois) O balanço e resultados, acontecem Dois) A sociedade poderá exercer outras
equivalente a cem por cento do capital, anualmente e será com a data de trinta e um actividades conexas complementares ou
distribuído na soma de duas quotas, sendo de Dezembro, atribuído os ganhos ou lucros subsidiárias ao objecto principal, participar no
uma de quarenta mil meticais, correspondente pelas percentagens das quotas estipuladas a capital social de outras sociedades ou associar-
a oitenta por cento do capital, pertencente a cada sócia. se a outras empresas.
sócia Madalena Ana Cumuenda, outra de dez Três) Em todos casos omissos, regularão as
ARTIGO QUARTO
mil meticais, correspondente a vinte por cento pertinentes disposições do Código Comercial
do capital social, pertencente a sócia Telina e demais legislação aplicável e em vigor na (Deliberação da assembleia geral)
Felista Nhasulu. legislação da República de Moçambique. Mediante deliberação da assembleia geral,
Está conforme. poderá a sociedade participar, directa ou
ARTIGO QUINTO Conservatória dos Registos e Notariado de indirectamente, em projectos de desenvolvimento
Administração Nacala-Porto, 6 de Dezembro de 2017. — A que de alguma forma concorram para o seu
Conservadora, Maria Inês José Joaquim da objecto social, aceitar concessões, adquirir
Um) A administração e representação Costa. e gerir participações no capital de quaisquer
da sociedade em juízo e fora dela activa ou sociedades, independentemente do respectivo
passivamente será exercida pelas sócias de objecto social, ou ainda participar em empresas,
modo indistinto, que desde já ficam nomeadas associações empresariais, e ou noutras formas
administradoras, com dispensa de caução, sendo Destiny Nature Adventure, de associações.
suficiente a assinatura de uma delas para obrigar
Limitada ARTIGO QUINTO
a sociedade em todos actos e contratos.
Dois) As administradoras não podem praticar Certifico, para efeitos de publicação, que (Capital social)
actos contrários ao seu objecto social salvo por escritura de treze de Julho de dois mil e
O capital social, integralmente subscrito e
havendo deliberação social. dezassete, exarada de folhas quarenta e dois a
realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais,
Três) As administradoras poderão delegar folhas quarenta e quatro verso do livro de notas correspondente à soma de duas quotas iguais de
no todo ou em parte seus poderes mesmo para escrituras diversas número cinquenta e dez mil meticais cada, equivalente à cinquenta
em pessoas estranhas a sociedade, porém, os três traço A da Conservatória dos Registos e por cento do capital social, pertencente aos
delegados não poderão obrigar a sociedade Notariado de Vilankulo, a cargo de Fernando sócios Charles William Halsted e Dawn
em actos e documentos estranhos a ela em António Ngoca, conservador e notário superior, Elizabeth Halsted.
actos de favor, fiança e abonação sem o prévio em pleno exercício de funções notariais, foi
conhecimento/consentimento das sócias. constituída entre: Charles William Halsted e ARTIGO SEXTO
Dawn Elizabeth Halsted, uma sociedade por
(Cessão e amortização de quotas)
ARTIGO SEXTO quotas de responsabilidade limitada, que se
regerá nas cláusulas e condições constantes dos Um) A divisão ou cessão de quotas é livre
Cessão de quotas
artigos seguintes: para os sócios únicos. A assembleia fica
A cessão de quotas é livre entre as sócias, reservada o direito de preferência perante
mas a estranhos em relação á sociedade depende ARTIGO PRIMEIRO terceiros e a gerência toma o direito quanto a
do conhecimento/consentimento das sócias, (Denominação e sede)
cessão.
a qual fica reservada a qualquer das sócias, o Dois) A sociedade têm a faculdade de
A sociedade adopta a denominação Destiny amortizar as quotas por acordo com os
direito de preferência na aquisição da quota que
Nature Adventure, Limitada, constitui-se respectivos proprietários ou quando qualquer
se pretende ceder.
sob a forma de sociedade por quotas de quota for penhorada, arrestada ou por qualquer
ARTIGO SÉTIMO responsabilidade limitada e tem a sua sede outro meio, apreendida judicialmente.
no bairro 19 de Outubro, na vila municipal
Assembleia geral de Vilankulo, sempre que julgar conveniente ARTIGO SÉTIMO
Um) A assembleia geral reunirá a sociedade poderá criar delegações, filiais, (Assembleia geral)
ordinariamente uma vez por ano, de preferência sucursais ou qualquer outra forma de
representação social, no território nacional e A assembleia geral reunir-se-á ordinariamente
na sede da sociedade para apresentação, uma vez por ano para aprovação do balanço e
aprovação e modificação do balanço e de contas no estrangeiro.
contas do exercício findo e deliberar sobre
do exercício e para deliberar sobre quaisquer quaisquer outros assuntos para que tenha sido
ARTIGO SEGUNDO
outros assuntos que tenha sido convocado e convocada, e extraordinariamente, sempre que
extraordinariamente sempre que for necessário. (Duração) tal se mostre necessário. A assembleia geral será
Dois) As assembleias gerais serão sempre A sociedade durará por tempo indeterminado, convocada pela gerência com uma antecedência
convocados por meio de cartas registadas com contando-se o início da actividade a partir da mínima de quinze dias, por carta registada com
antecedência mínima de quinze dias. data da escritura. aviso de recepção.
272 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO OITAVO de Zongoene, distrito de Limpopo, com o Dois) Por deliberação da assembleia geral
capital social de vinte mil meticais, constituída a sua sede pode ser transferida para qualquer
(Administração, gerência e a forma
por escritura lavrada de folhas 40 e seguintes ponto do território nacional ou estabelecer
de obrigar)
do livro de notas para escrituras diversas sucursais, agências ou outras formas de
Um) A administração e gerência da sociedade n.º 144-B deste mesmo Cartório Notarial, representação dentro e fora do país.
é exercida pela sócia, Dawn Elizabeth Halsted, outorgando em cumprimento das deliberações Artigo segundo mantém-se
a qual poderá, no entanto, na ausência, delegar tomadas na reunião da assembleia geral
alguém para o representar mediante uma extraordinária do dia 23 de Outubro de 2017 ARTIGO TERCEIRO
procuração com poderes claramente definidos. que culminou com a acta avulsa n.º 001/2017, Um) O capital social, subscrito e realizado
com poderes bastantes para este acto. pelos sócios, é de 20.000,00MT (vinte mil
ARTIGO NONO Segundo – Roque Cossa, de nacionalidade meticais), correspondente a soma de três
(Balanço e distribuição dos lucros) moçambicana, Macia-Bilene, residente na Vila quotas de valores nominais desiguais assim
da Macia, portador do Bilhete de Identidade distribuídas:
O exercício social coincide com o ano civil. n.º 090205299838C, emitido pela Direcção de
O balanço e as contas de resultados fechar-se- a) Hermann Wilhelm Sullwald, 45%;
Identificação Civil de Xai-Xai, aos 11 de Maio b) Willem Hendrikus Johannes
ão com referência a trinta e um de Dezembro de 2015.
de cada ano e serão submetidos à aprovação Nleuwoudt, 45%; e
Verifiquei a identidade do outorgante por c) Roque Cossa, 10%.
pela assembleia geral. Os lucros líquidos da apresentação do documento acima indicado e
sociedade serão para o sócio único, depois de Dois) O capital social poderá ser alterado
a qualidade e suficiência de poderes para este mais vezes por deliberação da assembleia geral.
deduzida a percentagem destinada ao fundo de acto por apresentação da certidão de escritura
reserva legal. Que tudo o não alterado por esta escritura,
da empresa que representa e pela apresentação mantém-se para todos efeitos as disposições do
da acta da assembleia geral extraordinário contrato social anterior.
ARTIGO DÉCIMO
n.º 001/2017 de 23 de Outubro.
Esta conforme.
(Dissolução) Pelo primeiro outorgante foi dito: Que por
deliberação da assembleia geral extraordinária Cartório Notarial de Xai-Xai, 19 de
A sociedade dissolve-se nos termos previstos Dezembro de 2017. — A Conservadora
que culminou com a acta supracitada, os seus
na lei ou por deliberação da assembleia geral que e Notaria Técnica, Ilegível.
consócios Vasco Nhabanga e John Mayer,
nomeará uma comissão liquidatária.
detentor de duas quotas de valores nominais
Está conforme.
iguais equivalentes a 25% sobre capital
Conservatória dos Registos e Notariado de social cada, por sua livre vontade cederam a
Vilankulo, vinte e cinco de Julho de dois mil totalidade das suas quotas pelo mesmo valor AfriChemicals Mozambique
e dezassete. — O Notário, Ilegível. nominal a favor dele primeiro outorgante e - Sociedade Unipessoal,
seu consócio Willem Hendrikus Johannes
Limitada
Nleuwoudt, desobrigando-se aqueles dos
direitos e obrigações a sociedade. Que ele Certifico, para efeitos de publicação, que no
Nhabanga Camp, Limitada primeiro outorgante e seu consócio passaram
dia 14 de Dezembro de 2017, foi matriculada
a deter cada um 50% sobre capital social e
Certifico, para efeitos de publicação, que na Conservatória do Registo das Entidades
através deste acto decidiram admitir um novo
por escritura de dezanove de Dezembro de dois sócio o segundo outorgante, cedendo 5% cada Legais sob NUEL 100937352, uma entidade
mil e dezassete, lavrada de folhas 60 e seguinte um perfazendo 10% pelo mesmo valor nominal, denominada AfriChemicals Mozambique -
do livro de notas para escrituras diversas facto que lhe confere a qualidade de sócio com Sociedade Unipessoal, Limitada.
n.º 201-B do Cartório Notarial de Xai-Xai, a plenos direitos. Sérgio Ernesto Cumbe, de nacionalidade
cargo de Momede Faruco Mamudo Mujavar, Pelo segundo outorgante foi dito: Que aceita moçambicana, natural de Jangamo, distrito de
licenciado em Direito, conservador e notário a presente cessão nos termos aqui referidos. Jangamo, província de Inhambane, portador de
superior, notário do referido cartório, procedeu- Que pela mesma assembleia geral os sócios
Bilhete de Identidade n.º 1105001175048M,
se na sociedade comercial por quotas limitada deliberaram sobre a alteração da denominação
denominada Nhabanga Camp, Limitada., de Vasco Nhabanga Camp, Limitada., por emitido aos 3 de Maio de 2016, pelo Arquivo de
uma cessão de quotas, entrada de novo sócio, simples razões de este se confundir com o nome Identificação Civil de Maputo, solteiro, constitui
mudança de denominação e alteração parcial do próprio do sócio já cessionário, para o efeito a uma sociedade com um único sócio, que passa
pacto social, de seguinte forma: sociedade passa a designar-se Nhabanga Camp, a reger-se pelas disposições que se seguem:
No dia dezanove de Dezembro de dois mil e Limitada., cuja certidão de reserva de nome
dezassete, nesta cidade de Xai-Xai e no Cartório se junta. ARTIGO PROMEIRO
Notarial a meu cargo, Momede Faruco Mamudo Que em função da cessão de quotas, entrada
Denominação e sede
Mujavar, licenciado em Direito, conservador e de novo sócio e alteração da denominação, pela
notário superior, compareceram perante mim presente escritura pública, procedem a alteração A sociedade adopta a denominação de
como outorgantes: parcial do pacto social nomeadamente os artigos AfriChemicals Mozambique - Sociedade
Primeiro – Hermann Wilhelm Sullwald, de primeiro e terceiro dos estatutos que passam a Unipessoal, Limitada, abreviadamente
nacionalidade sul-africana, natural de África ter a nova redacção seguinte:
AfriChemicals Mozambique, Lda tem como
do Sul onde reside, acidentalmente residente
ARTIGO PRIMEIRO sede na Avenida de Moçambique n.º 2019,
em Nhabanga, distrito de Limpopo, portador
do Passaporte n.º A00287626, emitido aos 13 rés-do-chão, cidade de Maputo, podendo abrir
Um) Nhabanga Camp, Limitada., é uma
de Julho de 2009, que outorga na qualidade sociedade comercial por quotas limitada com escritórios ou quaisquer outras formas de
de sócio da sociedade comercial por quotas sede em Nhabanga, posto administrativo de representação em qualquer parte do território
denominada Vasco Nhabanga Camp, Limitada., Zongoene, distrito de Limpopo, província de nacional ou no estrageiro, e rege-se pelos
com sede em Nhabanga, posto administrativo Gaza, República de Moçambique. presentes estatutos e demais legislação aplicável.
12 DE JANEIRO DE 2018 273
ARTIGO SEGUNDO Dois) O sócio, bem como os administradores Dois) Declarada a dissolução da sociedade,
por este nomeados, por ordem ou com proceder-se-á a sua liquidação gozando os
Duração
autorização deste, podem constituir um ou mais liquidatários, nomeados pelo sócio, dos mais
A duração da sociedade é por tempo procuradores, nos termos e para os efeitos da lei. amplos poderes para o efeito.
indeterminado, contando-se o seu começo a Os mandatos podem ser gerais ou especiais e
partir da data sua constituição. tanto o sócio como os administradores poderão ARTIGO DÉCIMO QUARTO
revogá-los a todo o tempo, estes últimos mesmo Morte, interdição ou inabilidade
ARTIGO TERCEIRO
sem autorização prévia do sócio, quando as
Objecto e participação circunstâncias ou a urgência o justifiquem. Um) Em caso de morte, interdição ou
Três) Compete ¬administração a inabilitação do sócio, a sociedade continuará
A sociedade tem por objecto: com os herdeiros a na falta destes com os
representação da sociedade em todos os
a) Fornecimento de matéria-prima para representantes legais, caso estes manifestem a
seus actos, activa e passivamente, em juízo
indústria nacional; intensão de continuar na sociedade no prazo de
b) Fornecimento de produtos de limpeza e fora dele, tanto na ordem jurídica interna
como internacionalmente, dispondo de mais seis meses após a notificação.
e higiene colectiva e individual; Dois) Caso não haja herdeiro ou
c) Fornecimento de reagentes e amplos poderes legalmente consentidos para a
prossecução do objecto social, designadamente, representantes legais, poderão os interessados
equipamentos de laboratório; pagar e adquirir a quota do sócio, a quem tem
d) Fornecimento de equipamento de quanto ao exercício da gestão corrente da
sociedade. direito, pelo valor que o balanço apresentar a
protecção individual no trabalho.
data do óbito ou certificação daqueles estados.
ARTIGO QUARTO ARTIGO NONO
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Capital social Formas de obrigar a sociedade
Amortização de quotas
Um) O capital social, integralmente realizado A sociedade fica obrigada pela assinatura
A sociedade poderá amortizar qualquer
em dinheiro, é de 200.000.00 MT (duzentos mil do sócio único, ou pela assinatura do seu
quota nos seguintes casos:
meticais) e corresponde a uma única quota com procurador quando exista ou seja especialmente
a) Por acordo;
o mesmo valor nominal, pertencente ao único nomeado para o efeito.
sócio Sérgio Ernesto Cumbe. b) Se a quota for penhorada, dada
Dois) O sócio pode exercer actividade ARTIGO DÉCIMO em penhor sem consentimento
profissional para além da sociedade. da sociedade, arrestada ou por
Direitos especiais dos sócios qualquer forma apreendida judicial
ARTIGO QUINTO O sócio tem como direitos especiais, ou administrativamente e sujeito a
dentre outros as menções gerais e especiais venda judicial.
Aumento e redução do capital social
estabelecidas no presente contracto da
Um) O capital social pode ser aumentado ou ARTIGO DÉCIMO SEXTO
sociedade, e na Lei n.º 5/2014, de Fevereiro.
reduzido mediante decisão do sócio, alterando- Disposição final
se em qualquer dos casos o pacto social para o ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
que se observarão as formalidades estabelecidas Tudo o que fica omisso será regulado
Balanço e prestação de contas e resolvido de acordo com a Lei Comercial.
por lei.
Dois) Decidida qualquer variação do capital Dois) O ano social coincide com o ano civil, Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
social, o montante do aumento ou diminuição iniciando a 1 de Janeiro e terminando a 31 de O Técnico, Ilegível.
será rateado pelo sócio único, competido ao Dezembro.
sócio decidir como e em que prazo deverá ser Dois) O balanço e a conta de resultados
feito o seu pagamento quando o respectivo fecham a 31 de Dezembro de cada ano, devendo
capital não seja logo inteiramente realizado. a administração da sociedade organizar as CHITA – Consultoria
contas anuais e elaborar um relatório respeitante
ARTIGO SEXTO
ao exercício e uma proposta de aplicação de
e Despacho Aduaneiro,
Cessão de participação social resultados. Limitada
A cessão de participação social a não sócios Certifico, para efeitos de publicação, que
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
depende de autorização da sociedade concedida no dia 24 de Agosto de 2017, foi matriculada
por deliberação da assembleia geral tomada por Resultados e sua aplicação na Conservatória do Registo das Entidades
unanimidade. Legais sob NUEL 100896362, uma entidade
Um) Dos lucros apurados em cada exercício
deduzir-se-á, os montantes atribuídos ao sócio denominada CHITA – Consultoria e Despacho
ARTIGO SÉTIMO
mensalmente numa importância fixa por Aduaneiro, Limitada.
Exoneração e exclusão de sócio É celebrado o presente contrato de sociedade,
conta dos dividendos e a percentagem legal
estabelecida para constituição do fundo de nos termos do artigo 90 do Código Comercial,
A exoneração de sócio será de acordo com
a Lei n.º 5/2014, de 5 de Fevereiro. reserva legal. entre:
Dois) A parte restante dos lucros será Primeiro outorgante: Inset Group – Asset
ARTIGO OITAVO aplicada nos termos que forem decididos pelo & Capital Management, Limitada, com sede
sócio único. na Travessa do Tiracol, número cinquenta
Administração da sociedade
e seis, cidade de Maputo, matriculada na
Um) A administração da sociedade é ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Conservatória de Registo de Entidades Legais
exercida por um ou mais administradores, que sob o NUEL 100929759, com o capital social
Dissolução e liquidação da sociedade
ficarão dispensados de prestar caução, a ser de cinco mil meticais, neste acto representada
escolhido pelo sócio, que se reserva o direito Um) A sociedade somente se dissolve nos por Silva Alberto Mondlhane, solteiro-maior, de
de os dispensar a todo o tempo. termos fixados na lei. nacionalidade moçambicana, natural de Maputo,
274 III SÉRIE — NÚMERO 9
residente nesta cidade de Maputo, portador do em empreendimentos directa ou indirectamente Dois) Sem prejuízo as disposições
Bilhete de Identidade n.º 110302618154B, ligados às suas actividades principais, desde imperativas da lei, os sócios poderão ainda
emitido em trinta de Novembro de dois mil e que devidamente outorgados e os sócios assim se fazer representar por mandatários ou
doze, pelo Arquivo de Identificação Civil de deliberem. procuradores estranhos à sociedade desde que
Maputo, com poderes suficientes para o acto o Três) Mediante deliberação da assembleia devidamente outorgados para o efeito.
que lhe certifico por acta em anexo; geral, a sociedade poderá participar, directa
Segundo outorgante: Prosolve – Research ou indirectamente, no capital social de ARTIGO SÉTIMO
& Development, Limitada, com sede na rua outras sociedades, nacionais ou estrangeiras, Administração e representação
Xavier Botelho, número noventa e cinco, independentemente do respectivo objecto social,
matriculada na Conservatória de Registo de ou associar-se com elas de qualquer forma Um) A administração da sociedade e sua
Entidades Legais sob o NUEL 100847159, legalmente permitida. representação em juízo e fora dele, activa
com o capital social de cem mil meticais, neste e passivamente, será exercida por um ou
ARTIGO TERCEIRO mais administradores, que serão nomeados
acto representado por Silva Alberto Mondlhane,
solteiro-maior, de nacionalidade moçambicana, Capital social
para o efeito por deliberação da assembleia
natural de Maputo, residente nesta cidade de geral, bastando uma assinatura para obrigar a
Um) O capital social, integralmente subscrito sociedade.
Maputo, portador do Bilhete de Identidade
e realizado em dinheiro, é de cem mil meticais e Dois) O administrador pode delegar poderes
n.º 110302618154B, emitido em trinta de
corresponde à soma de três quotas distribuídas à estranhos.
Novembro de dois mil e doze, pelo Arquivo de
na seguinte proporção:
Identificação Civil de Maputo, com poderes a) Uma com o valor nominal de ARTIGO OITAVO
suficientes para o acto o que lhe certifico por cinquenta mil meticais, pertencente
acta em anexo; Exercício, contas e resultados
ao sócio Inset Group – Asset &
Terceiro outorgante: Blaga Investment – Capital Management, Limitada, Um) O exercício social coincide com o ano
Sociedade Unipessoal, Limitada, com sede no representativa de cinquenta por civil, sendo as contas e o balanço encerrados
bairro Magoanine B, quarteirão cinquenta e cento do capital social; com referência a trinta e um de Dezembro,
dois, casa número trinta e um, cidade de Maputo, b) Uma com o valor nominal de carecendo de aprovação em assembleia geral
matriculada na Conservatória do Registo de trinta mil meticais, pertencente até ao final do mês de Março do ano seguinte.
Entidades Legais sob o NUEL 100929414, com ao sócio Prosolve – Research Dois) Os lucros líquidos apurados, deduzidos
o capital social de cinco mil meticais, neste acto & Development, Limitada, da parte destinada a reserva legal e outras
representada por Silva Alberto Mondlhane, representativa de trinta por cento reservas que a assembleia geral deliberar
solteiro-maior, de nacionalidade moçambicana, do capital social; constituir, serão distribuídos pelos sócios na
natural de Maputo, residente nesta cidade de c) Uma com o valor nominal de vinte mil proporção das suas quotas.
Maputo, portador do Bilhete de Identidade meticais pertencente ao sócio Blaga
n.º 110302618154B, emitido em trinta de Investment – Sociedade Unipessoal, ARTIGO NONO
Novembro de dois mil e doze, pelo Arquivo de Limitada, representativa de vinte
Dissolução
Identificação Civil de Maputo, com poderes por cento do capital social;
suficientes para o acto o que lhe certifico por d) Qualquer sócio poderá prestar A sociedade dissolve-se nos casos previstos
acta em anexo: suprimentos à sociedade, os quais na lei.
terão o regime de pagamento e
ARTIGO PRIMEIRO remuneração que for acordado na ARTIGO DÉCIMO
altura da prestação do suprimento. Casos omissos
Denominação, sede e duração

Um) A sociedade adopta a denominação de ARTIGO QUARTO Os casos omissos serão regulados pela
CHITA – Consultoria e Despacho Aduaneiro, legislação vigente e aplicável na República de
Cessão de quotas
Limitada, e tem a sua sede na Travessa do Moçambique.
Tiracol, número cinquenta e seis, bairro Central, Um) É livremente consentida a divisão,
Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
cidade de Maputo, podendo abrir delegações cessão ou transmissão de quotas, seja total,
O Técnico, Ilegível.
ou qualquer outra forma de representação em parcelada ou parcial, desde que seja em
qualquer parte do território nacional ou no observância as disposições imperativas da lei.
estrangeiro e rege-se pelos presentes estatutos Dois) É dispensado o consentimento da
e demais legislação aplicável. sociedade para a cessão de quotas, seja total,
parcelada ou parcial à terceiros estranhos à Charme & Elegance,
Dois) A duração da sociedade é por tempo
indeterminado.
sociedade, sendo, contudo, conferido aos sócios Limitada
o direito de preferência nos termos previstos
na lei. Certifico, para efeitos de publicação, que no
ARTIGO SEGUNDO
dia 2 de Novembro de 2017, foi matriculada
Objecto social ARTIGO QUINTO na Conservatória do Registo das Entidades
Legais sob NUEL 100922002, uma entidade
Um) A sociedade tem por objecto a prestação Amortização de quotas
denominada Charme & Elegance, Limitada.
de serviços de consultoria e assessoria no É celebrado o presente contrato de sociedade,
A sociedade poderá amortizar nos casos
comércio internacional, desembaraço aduaneiro, nos termos do artigo 90 do Código Comercial.
previstos na lei.
bem como a provisão de serviços de apoio Primeiro: Carla Ernesto Bucuane, casada,
logístico e complementares. ARTIGO SEXTO natural de Maputo, residente em Maputo, no
Dois) A sociedade poderá ainda exercer bairro da Liberdade, n.º 103, quarteirão n.º 9,
Mesa da assembleia geral
quaisquer outras actividades comerciais na Matola, portadora do Bilhete de Identidade
ou industriais conexas com o seu objecto, Um) Assembleia geral delibera nos termos n.º 110102252164B, emitido em 20 de Março
complementares ou subsidiárias ou participar previstos na Lei Comercial. de 2017 e válido até 20 de Março de 2022.
12 DE JANEIRO DE 2018 275
Segundo: Kelly Filipa da Costa, menor, Carla Ernesto Bucuane, Kelly Filipa da Costa ARTIGO SÉTIMO
natural de Maputo, residente no bairro e Larissa Daniela Bucuane da Costa.
Assembleia geral
da Liberdade, n.º 103, quarteirão n.º 9, a) Uma quota no valor nominal de
na Matola, portador do Bilhete de Identidade 12,000.00 MT (doze mil meticais), Um) A assembleia geral reúne-se
n.º 110102252170J, emitido no dia 25 de Abril correspondente a 60% porcento do ordinariamente uma vez por ano para apreciação
de 2016, válido até 25 de Abril de 2021, neste capital social, pertencente a sócia e aprovação do balanço e contas do exercício
acto representada por Carla Ernesto Bucuane, Carla Ernesto Bucuane; findo, e repartição de lucros ou perdas.
no exercício do seu poder parental. Dois) A assembleia poderá reunir-se
b) Uma quota no valor nominal 4,000.00
Terceiro: Larissa Daniela Bucuane da Costa, extraordinariamente quantas vezes forem
MT (quatro mil meticais),
necessárias desde que as circunstâncias assim o
menor, natural de Maputo, residente no bairro correspondente a 20% porcento do exijam para deliberar sobre quaisquer assuntos
da Liberdade, n.º 103, quarteirão n.º 9, na capital social, pertencente ao sócio que digam respeito a sociedade.
Matola, portador do Bilhete de Identidade n.º Kelly Filipa da Costa;
110102252174C, emitido no dia 25 de Abril c) Uma quota no valor nominal 4,000.00 ARTIGO OITAVO
de 2016, válido até 25 de Abril de 2021, neste MT (quatro mil meticais), Dissolução
acto representada por Carla Ernesto Bucuane, correspondente a 20% porcento do
no exercicio do seu poder parental. capital social, pertencente ao sócio A sociedade só se dissolve nos termos
Pelo presente contrato de sociedade Larissa Daniela Bucuane da Costa. fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios
outorgam entre si uma sociedade por quotas de quando assim o entenderem.
responsabilidade limitada, que se regerá pelas ARTIGO QUARTO
cláusulas seguintes: ARTIGO NONO
Aumento do capital
Herdeiros
ARTIGO PRIMEIRO O capital social poderá ser aumentado ou
Em caso de morte, interdição ou inabilitação
Denominação, sede e duração diminuído quantas vezes forem necessárias de um dos sócios, os seus herdeiros assumem
desde que os sócios deliberem sobre o assunto. automáticamente o lugar na sociedade com
Um) A sociedade adopta a denominação
de Charme & Elegance, Limitada, e tem a sua dispensa de caução, podendo estes nomear seus
ARTIGO QUINTO
representantes se assim o desejarem, desde que
sede no Centro Comercial “Liberdade Shopping
Divisão e cessação de quotas obedeçam ao preceituado nos termos da lei.
Center”, sito na rua Avenida das Indústrias,
n.º 3787, parcela n.o 724, bairro da Liberdade, Um) Sem prejuízo das disposições legais a ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Matola. Sem necessidade de deliberação dos cessão ou alienação de toda a parte de quotas
Casos omissos
sócios, a sede da sociedade pode ser mudada deverá ser do consentimento dos sócios gozando
dentro do mesmo. estes do direito de preferência. Os casos omissos serão regulados pela
Dois) A sua duração será por tempo Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios legislação vigente e aplicável na República de
indeterminado, contando-se o seu início a partir mostrarem interesse pela quota cedente, este Moçambique.
da data da constituição. decidira a sua alienação a quem e pelos preços Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
que melhor entender, gozando o novo sócio dos O Técnico, Ilegível.
ARTIGO SEGUNDO
direitos correspondentes a sua participação na
Objecto sociedade.
Um) A sociedade tem por objecto prestar ARTIGO SEXTO MSC – Standard, Consulting
serviços de beleza unisex, cabeleiro, barbearia,
Administração
Serviçes, S.A.
estética, spa e outros servicos de tratamento
de beleza, assim como venda de produtos Um) A administração da sociedade e sua Certifico, para efeitos de publicação, que
de cosméticos, acessórios, boutique e outros representação, será feita pela sócia Carla no dia 4 de Dezembro de 2017, foi matriculada
produtos. na Conservatória do Registo das Entidades
Bucuane, em todos os seus actos, activa e
Dois) Nada impede que você explore Legais sob NUEL 100933489, uma entidade
passivamente, em juízo e fora dele, tanto na
actividades cumulativamente similiares, denominada MSC – Standard, Consulting
ordem jurídica interna como internacionalmente,
complementares e outras actividades de Serviçes, S.A.
dispondo de mais amplos poderes legalmente
importação e exportação de artigos relacionados Pelo que o presente instrumento constitui
consentidos para a prossecução do objecto entre si uma sociedade por quotas de
com a actividade.
social, designadamente, quanto ao exercício da responsabilidade limitada que rege pelos
Três) A sociedade poderá adquirir
gestão corrente da sociedade. estatutos abaixo do artigo 90 do Código
participação financeira em sociedades a
Dois) O administrador tem plenos poderes Comercial.
constituir ou já constituídas, ainda que tenham
para nomear mandatários a sociedade, conferindo É celebrado o presente contrato de sociedade,
objecto social diferente do da sociedade.
os necessários poderes de representação. nos termos do artigo 90 do Código Comercial
Quatro) A sociedade poderá exercer
Três) A sociedade ficará obrigada pela
quaisquer outras actividades desde que para o CAPÍTULO I
assinatura do sócio - gerente ou procurador
efeito esteja devidamente autorizada nos termos
da legislação em vigor. especialmente constituido pela gerência, nos Da denominação, duração, sede
termos e limites específicos do respectivo e objecto
ARTIGO TERCEIRO mandato.
ARTIGO PRIMEIRO
Quatro) A sociedade poderá entrar
Capital social Denominação e sede
imediatamentre em actividade para o que a
O capital social, integralmente subscrito gerência é correspondentemente autorizada Um) A sociedade adapta a denominação de
e realizado em dinheiro, é de 20,000,00 MT a celebrar quaisquer negócios, bem como a MSC – Standard, Consulting Serviçes, S.A., e
(cinquenta mil meticais), devidos pelos sócios levantar as entradas gestão corrente da mesma. constitui-se sob a forma de sociedade anónima.
276 III SÉRIE — NÚMERO 9
Dois) A sociedade tem a sua sede na cidade Quatro) Em todos os aumentos do capital ARTIGO DÉCIMO
de Maputo, Avenida das FPLM, n.º 611/1, na os accionistas tem direito de preferência na
Prestações suplementares e suprimentos
República de Moçambique, podendo abrir subscrição das novas acções, na proporção das
sucursais, delegações, agências ou qualquer acções que, então, possuírem. Um) Não serão exigíveis prestações
outra forma de representação social, no território Cinco) O Conselho de Administração fica suplementares de capital, podendo os accionistas,
nacional ou no estrangeiro. desde já autorizado a elevar o capital social porém, conceder à sociedade os suprimentos de
Três) Mediante simples deliberação, pode por uma única vez cujo limite será indicado em que necessite, nos termos e condições fixados
o Conselho de Administração transferir a sede reunião de Assembleia Geral. por deliberação da Assembleia Geral.
para qualquer outro local no território nacional. Dois) Entendem-se por suprimentos o
ARTIGO QUINTO dinheiro ou outra coisa fungível que os
ARTIGO SEGUNDO accionistas possam emprestar à sociedade.
Acções
Duração
Um) As acções serão nominativas, podendo CAPÍTULO III
A duração da sociedade é por tempo os respectivos títulos representar mais uma Dos órgãos sociais, administração
indeterminado. acção. e representação da sociedade
Dois) Os títulos provisórios ou definitivos
ARTIGO TERCEIRO serão assinados por dois administradores ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Objecto executivos, podendo as assinaturas ser apostas Órgãos sociais
por chancela ou meios tipográficos de emissão.
Um) A sociedade tem por objecto principal Três) As despesas de substituição de títulos Os órgãos sociais são a Assembleia Geral, o
o exercício de actividades de formação e serão por conta dos accionistas que solicitaram Conselho de Administração e o Conselho Fiscal
consultoria nas áreas: a substituição. ou Fiscal Único.
a) Estudo e implementação de padrões e
procedimentos específicos de uma ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
empresa/organização; Eleição e mandato
Acções próprias
b) Implementação, fiscalização
(auditoria) do sistema de controlo Mediante a deliberação da Assembleia Geral, Um) Os membros dos órgãos sociais são
de qualidade nas actividades eleitos por Assembleia Geral com observância
e nas condições por esta fixadas, a sociedade
económicas (comércio, industria do disposto na lei e nos presentes estatutos.
poderá, se a situação económica e financeira
e serviços); Dois) Os membros dos órgãos sociais
o permitir, adquirir, nos termos da lei, acções
c) Fornecimento de requisitos específicos exercem as suas funções por períodos renováveis
próprias desde que inteiramente liberadas e
de Sistema de Gestão de SSMAQ – de quatro anos e serão nomeados por uma
realizar sobre elas no interesse da sociedade,
maioria de sessenta e cinco porcentos dos votos
Saúde Segurança e Meio Ambiente quaisquer operações permitidas mor lei.
presentes.
e Controle de Qualidade, sistema
integrado de software de uma ARTIGO SÉTIMO
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
empresa/organização; Transmissão de acções
d) Auditorias legais específicas de Natureza e direito ao voto
uma empresa/organização que O accionista que pretenda alienar as suas
A Assembleia Geral, regularmente
visam a efectividade dos padrões acções, deve comunicar a sociedade aos
constituída, representa a universalidade
e procedimentos implementados; outros accionistas, com o mínimo de trinta
dos accionistas, sendo as suas deliberações
e) Gestão de riscos específicos de uma dias antecedência, através de carta registada
vinculativas para todos eles e para os órgãos
empresa/organização; ou outro meio de comunicação que deixe sociais nos termos da lei e dos estatutos.
f) Formação (training) do Sistema de prova escrita, dando a conhecer o projecto de
Gestão de SSMAQ em todos os venda e as respectivas condições contratuais, ARTIGO DÉCIMO QUARTO
níveis; nomeadamente, o preço e a forma de pagamento.
Reuniões da Assembleia Geral
g) Gestão e recrutamento;
ARTIGO OITAVO Um) As reuniões da Assembleia Geral são
h) Fornecimento de ferramentas
específicas de gestão de SSMAQ; Acções preferenciais ordinárias e extraordinárias e serão realizadas
i) Serviços de eventos protocolares, e nos termos e com os presentes estatutos.
A s o ciedade poderá emitir acções Dois) Haverá reuniões extraordinárias da
outras actividades ligadas ao ramo.
preferenciais com ou sem direito a voto e Assembleia Geral por iniciativa do Presidente
CAPÍTULO II remíveis, desde que aprovado pela Assembleia da Mesa da Assembleia Geral, a pedido do
Geral, nos termos legalmente fixados. Conselho de Administração ou de Conselho
Do capital social
Fiscal ou Fiscal Único, ou quando a convocação
ARTIGO NONO
ARTIGO QUARTO seja requerida por accionistas que representem,
Obrigações pelo menos, dez porcento do capital social.
Um) O c a p i t a l s o cia l, s u b s crito e
integralmente realizado em dinheiro, é de trinta Um) A sociedade poderá emitir obrigações ARTIGO DÉCIMO QUINTO
mil meticais. ou quaisquer outros títulos de crédito, nos
Representação em Assembleia Geral
Dois) O capital social está dividido em trinta termos das disposições legais aplicáveis e nas
acções com o valor nominal de mil meticais condições fixadas pela Assembleia Geral. Qualquer dos accionistas poderá fazer-se
cada. Dois) Os títulos representativos das representar na Assembleia Geral por outro
Três) A Assembleia Geral poderá decidir obrigações emitidas, provisórias ou definitivos, accionista ou por administrador da sociedade,
sobre o aumento do capital social, definindo deverão conter a assinatura de pelo menos dois mediante simples carta dirigida ao Conselho
as modalidades, termos e condições da sua dos administradores executivos da sociedade, as de Administração e por este recebido até às
realização. quais podem ser apostas por chancela. dezassete horas do último útil á data da sessão.
12 DE JANEIRO DE 2018 277
ARTIGO DÉCIMO SEXTO b) Pela assinatura do mandatário a Três) Em caso de dissolução por acordo
quem dois administradores tenham dos accionistas, todos eles serão os seus
Votação
confiado poderes necessários e liquidatários e partilha dos bens sociais e valores
Um) A Assembleia Geral considera-se bastantes por meio de procuração. apurados proceder-se-á conforme deliberação
regularmente constituída para deliberar quando, da Assembleia Geral.
estejam presentes ou devidamente representados ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
setenta e cinco por cento do capital social, salvo Órgão de fiscalização
CAPÍTULO VI
os casos em que a lei exija quórum maior.
Um) A fiscalização da sociedade será Das disposições finais
Dois) Sem prejuízo do número três seguinte,
as deliberações da Assembleia Geral serão exercida por um Conselho Fiscal ou Fiscal ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
tomadas por maioria simples dos votos presentes Único, ou por uma sociedade de auditores de
contas, que exercerá o seu mandato de cinco Disposições finais
ou representados.
Três) As deliberações da Assembleia Geral anos, sem prejuízo da reeleição por igual As omissões aos presentes estatutos serão
que importem a modificação dos estatutos ou período consecutivo. reguladas e resolvidas de acordo com o
dissolução da sociedade, serão tomadas por Dois) Cabe ao Conselho de Administração Código Comercial, aprovado pelo Decreto-Lei
maioria qualificada de setenta e cinco porcentos propor à Assembleia Geral a designação dos n.º 2/2005, de 27 de Dezembro, e demais
dos votos do capital social. membros do Conselho Fiscal que, sendo órgão legislação aplicável.
colectivo, será composto por três membros, ou
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO Fiscal Único, negociando previamente os termos Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
e as condições dos respectivos contratos. O Técnico, Ilegível.
Reuniões do Conselho de Administração
Três) O órgão de fiscalização terá as
Um) O Conselho de Administração reúne competências previstas na lei.
sempre que necessário para os interesses da
CAPÍTULO IV
sociedade e, pelo menos, trimestralmente, sendo Medical Center System,
convocado pelo seu presidente, por sua iniciativa Do exercício e aplicação de resultados
ou por solicitação de dois administradores ou do
Limitada
presidente do Conselho Fiscal ou Fiscal Único. ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
Certifico, para efeitos de publicação, que no
Dois) É admitida qualquer forma de Balanço e prestação de contas dia 27 de Novembro de 2017, foi matriculada
convocação das reuniões do Conselho de na Conservatória do Registo das Entidades
Administração, pelo respectivo presidente ou Um) O exercício social coincide com o ano
Legais sob NUEL 100931060, uma entidade
a quem o substitua, incluindo a convocação civil.
denominada Medical Center System, Limitada.
verbal. Dois) O balanço e a conta de resultados É celebrado o presente contrato de sociedade,
Três) As deliberações são tomadas por fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano nos termos do art. 90 do Código Comercial,
maioria simples de votos dos administradores e carecem de aprovação de Assembleia Geral, entre:
presentes ou representados. a realizar-se até ao dia trinta e um de Março do Primeiro. Silvio Rossi, portador do
ano seguinte. Passaporte n.º AA3477993, emitido em 16
ARTIGO DÉCIMO OITAVO Três) O Conselho de Administração de Outubro de 2008, pelas Autoridades de
apresentará à aprovação da Assembleia Geral Migração de Cagliari, solteiro, residente em
Administração e representação
o balanço de contas de ganho e perdas, Cagliari Italia;
Um) A administração e representação da acompanhados de um relatório. Segundo. Tiziana Dal Pin, natural da Itália,
sociedade serão exercidas pelo senhor Tomás solteira, residente em Lungo Adige Catena n.°
Pedro Mondlane. ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
3 Verona Itália, portador do Passaporte n.º¬¬¬¬
Dois) Os administradores são eleitos pelo Resultados YA4396549, emitido a 25 de Março de 2013,
período de cinco anos renováveis, salvo pelas Autoridades de Migração de Verona
deliberação em contrário da assembleia- Um) Dos lucros apurados em cada exercício Italiana; e
geral, podendo ser eleitas pessoas estranhas deduzir-se-á a percentagem legal estabelecida Terceiro. Jorge Armino Cossa, natural da
à sociedade, sendo dispensada a prestação de para a constituição do fundo de reserva legal, Moçambique, Maputo, casado, portador do
qualquer caução para o exercício do cargo. enquanto não se encontrar realizada nos termos Bilhete de Identidade n.º 110100032078A,
da lei, ou sempre que for necessário reintegrá-la. emitido a 28 Dezembro 2009, pelo Arquivo
ARTIGO DÉCIMO NONO Dois) A parte restante dos lucros será de Identificação Civil de Maputo, residente no
aplicada nos termos que forem aprovados pela bairro Polana Caniço A, quarteirão n.º 60, casa
Competências
Assembleia Geral. n.º 5, em Maputo.
Compete ao Conselho de Administração Pelo presente contrato de sociedade,
exercer os mais amplos poderes para dirigir CAPÍTULO V outorgam e constituem entre si uma sociedade
as actividades da sociedade e representá-la Da dissolução e liquidação por quotas de responsabilidade limitada, que se
em juízo e fora dele, activa e passivamente, da sociedade regerá pelas cláusulas seguintes:
assim como praticar todos os actos tendentes
à realização do objecto social que a lei e os ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO CAPÍTULO I
estatutos não reservem à Assembleia Geral Dissolução e liquidação da sociedade Da denominação e sede
porem, competindo-lhe especialmente.
Um) A sociedade dissolve-se nos casos ARTIGO PRIMEIRO
ARTIGO VIGÉSIMO expressamente previstos na lei ou por
Denominação e sede
deliberação unânime dos seus accionistas.
Forma de obrigar a sociedade A sociedade adopta a denominação de
Dois) Declarada a dissolução da sociedade,
A sociedade obriga-se: proceder-se-á à sua liquidação gozando os Medical Center System, Limitada, tem a sua
a) Pela assinatura conjunta de dois liquidatários, nomeados pela Assembleia Geral, sede na rua Beijo da Mulata, n.º 148, na cidade
administradores executivos; ou das mais amplos poderes para o efeito. da Maputo.
278 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO SEGUNDO Silvio Rossi, com o valor de 900.000,00 MT ARTIGO OITAVO
(novecentos e mil meticais), correspondente
Duração Assembleia geral
a 90% do capital, Tizian Dal Pin, com o valor
A sua duração será por tempo indeterminado, de 80 000,00 MT, correspondente a 8%, Jorge Um) A assembleia geral reúne-se
contando-se o seu início a partir da data da Armindo Cossa, com o valor de 20 000,00 MT, ordinariamente duas vezes por ano para
constituição. correspondente a 2%. apreciação e aprovação do balanço e quotas do
exercício findo e repartição de lucros e perdas.
ARTIGO TERCEIRO ARTIGO QUINTO Dois) A assembleia geral poderá reunir-
Objecto se extraordinariamente quantas vezes forem
Aumento do capital
necessárias desde que as circunstâncias assim o
Um) A sociedade tem por objecto as O capital social poderá ser aumentado ou exijam para deliberar sobre quaisquer assuntos
seguintes actividades: diminuido quantas vezes forem necessárias que digam respeito à sociedade.
a) Formação de profissionais para desde que a assembleia geral delibere sobre
diversas áreas de actividades; CAPÍTULO IV
o assunto.
b) Formação nas áreas de saúde e
Da dissolução
medicina; ARTIGO SEXTO
c) Gestão de Clínica, Hospital, Farmácia ARTIGO NONO
e similar; Divisão e cessão de quotas
Dissolução
d) Serviços de consultoria, nas áreas Um) Sem prejuízo das disposições legais em
de estratégias, gestão financeira, vigor a cessão ou alienação de toda a parte de A sociedade só se dissolve nos termos
tecnologias de informação e fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios
quotas deverá ser do consentimento dos sócios
comunicação, gestão de recursos quando assim o entenderem.
gozando estes do direito de preferência.
humanos, sistemas de gestão de
Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios ARTIGO DÉCIMO
qualidade, marketing, estudos de
mercado e gestão comercial; mostrarem interesse pela quota cedente, este
Herdeiros
e) Assessoria empresarial, contabilidade decidirá a sua alienação a quem e pelos preços
e auditoria; que melhor entender, gozando o novo sócio dos Em caso de morte, interdição ou inabilidade
f) Gestão de novas tecnologias e gestão direitos correspondentes à sua participação na de um dos sócios, os seus herdeiros assumem
de projectos em qualquer domínio sociedade. automaticamente o lugar na sociedade com
de actividade; dispensa de caução, podendo estes nomear seus
g) Projecto de instalação e gestão de CAPÍTULO III represetantes se assim o entenderem, desde que
produtos tecnológicos e energia obedeçam o preceituado nos termos da Lei.
Da administração
renovável; Os casos omissos serão regulados pela
h) Tratamento e reciclagem de lixo; ARTIGO SÉTIMO legislação vigente e aplicável na República de
i) Imobiliária, aquisição de bens móveis Moçambique.
Administração
e imóveis; Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
j) Assistência agro-pecuária; Um) A administração e gestão da sociedade O Técnico, Ilegível.
k) Imobiliária, aquisição de bens móveis e sua representação em juízo e fora dele, activa
e imóveis; e passivamente, passam desde já a cargo dos
l) Construção civil e industrial; sócios, como sócios gerentes e com plenos
m) Captura e transformação de pescado; poderes. Amaramba Capital Broker –
n) Serviço de logística e transporte Dois) Os sócios têm plenos poderes para
terrestre, aéreo e marítimo; Sociedade de Corretagem,
nomear mandatários a sociedade, conferindo os
o) Exportação e importação. necessários poderes de representação.
Limitada
Dois) A sociedade poderá exercer outras
Três) A sociedade ficará obrigada pela Certifico, para efeitos de publicação, que
actividades conexas com o seu objecto principal
assinatura de dois outorgantes ou procurador no dia 1 de Dezembro de 2017, foi matriculada
e desde que para tal obtenha aprovação das
especialmente constituido pela gerência, nos na Conservatória do Registo das Entidades
entidades competentes.
termos e limites específicos do respectivo Legais sob NUEL 100932962, uma entidade
Três) A sociedade poderá adquirir
mandato. denominada Amaramba Capital Broker –
participações financeiras em sociedades a
Quatro) Os sócios ou procurador Sociedade de Corretagem, Limitada.
constituir ou constituídas, ainda que o objecto
especialmente constituido pela gerência É celebrado o presente contrato de sociedade,
seja diferente do da sociedade, assim como
ficarão responsáveis pela gestão financeira da nos termos do regime estabelecido no Código
associar-se com outras sociedades para a
Comercial, com as devidas alterações e em
persecução de objectivos comerciais no âmbito sociedade, inclusive os assuntos bancários.
regime vigente complementar entre os senhores:
ou não do seu objecto. Cinco) É vedado a qualquer dos gerentes ou
Primeiro: Vipul Lalitchandre, solteiro,
mandantários assinar em nome da sociedade
CAPÍTULO II de nacionalidade moçambicana, portador do
quaisquer actos ou contractos que digam
Bilhete de Identidade número um um zero
Do capital social respeito a negócios estranhos a mesma, um zero zero seis três quatro seis nove oito N,
tais como letras de favor, fianças, avales ou emitido pelo Arquivo de Identificação Civil de
ARTIGO QUARTO
abonações. Maputo aos vinte quatro de Novembro de dois
Capital social Seis) Os actos de mero expediente poderão mil e dez; e
O capital social, integralmente subscrito e ser individualmente assinados por empregados Segundo: Joaquim Moisés Bazar, solteiro,
realizado em dinheiro, é de 1000.000,00 MT da sociedade devidamente autorizados pela de nacionalidade moçambicana, portador do
(um milhão de meticais) dividido pelos sócios gerência. Bilhete de Identidade número um um zero um
12 DE JANEIRO DE 2018 279
zero zero três sete zero três quatro cinco F, CLÁUSULA QUARTA Três) Fica desde já nomeado como
emitido pelo Arquivo de Identificação Civil de administrador da sociedade o sócio Joaquim
(Exercício de actividades diversas)
Maputo aos onze de Agosto de dois mil e quinze. Moisés Bazar.
Pelo presente contrato de sociedade, Um) É permitido à sociedade exercer
outorga entre si uma sociedade por quotas de quaisquer outras actividades directa ou CLÁUSULA OITAVA
responsabilidade limitada, que se rege pelas indirectamente relacionadas com o seu (Obrigação da sociedade)
cláusulas seguintes: objecto social, desde que, para o efeito,
Um) A sociedade ficará obrigada pela
esteja devidamente autorizada nos termos da
CLÁUSULA PRIMEIRA assinatura individual do administrador nomeado
legislação em vigor.
pelos sócios ou por procurador especialmente
(Denominação) Dois) A sociedade pode adquirir participação
constituído, nos termos e limites específicos do
financeira em outras sociedades a constituir ou respectivo mandato.
Um) A sociedade adopta a denominação
já constituída, ainda que tenham objecto social Dois) É vedado a qualquer administrador
de Amaramba Capital Broker – Sociedade
diferente do da sociedade. ou mandatário assinar em nome da sociedade
de Corretagem, Limitada, abreviadamente
designada Amaramba Capital Broker -Sociedade quaisquer actos ou contratos que digam respeito
CLÁUSULA QUINTA
de Corretagem, Ltd e tem a sua sede em a negócios estranhos a mesma, tais como letras
Moçambique, cidade de Maputo, Avenida 25 (Capital social) a favor, fianças, avales ou abonações.
de Setembro, n.º 1821, Centro de Negócios - Três) Os actos de mero expediente, poderão
Um) O capital social, integralmente subscrito ser individualmente assinados por empregados
Oyster. e realizado em dinheiro, é de 420.000,00 MT da sociedade devidamente autorizados
Dois) A sociedade pode, mediante (quatrocentos e vinte mil meticais) divididos e credenciados pela administração.
deliberação, deslocar a respectiva sede para entre os sócios em proporções iguais, conforme
qualquer outro local, dentro do território a seguir demonstra-se CLÁUSULA NONA
nacional, provisória ou definitivamente, podendo a) Uma quota de 210.000,00 MT
criar ou encerrar sucursais, filiais, agências ou (Dissolução)
(duzentos e dez mil meticais),
qualquer outra forma de representação, onde correspondente a cinquenta por A sociedade só se dissolve nos termos
e quando for julgado conveniente para a cento do capital social, pertencente fixados pela lei ou por acordo dos sócios
prossecução dos interesses sociais. ao sócio Vipul Lalitchandre; e quando assim o entenderem e estiver preenchido
b) Uma quota de 210.000,00 MT o regime legal para efeito.
ARTIGO SEGUNDO
(duzentos e dez mil meticais),
CLÁUSULA DÉCIMA
(Duração) correspondente a cinquenta por
cento do capital social, pertencente (De herdeiros)
A sua duração será por tempo indeterminado,
contando-se o seu início a partir da data do ao sócio Joaquim Moisés Bazar. Em caso de morte, interdição ou inabilitação
registo junto da Conservatória das Entidades Dois) O capital social pode ser aumentado de qualquer dos sócios, os seus herdeiros
Legais. quantas vezes forem necessárias desde que os assumem automaticamente o lugar na sociedade
sócios deliberem validamente sobre o assunto. com dispensa de caução, podendo estes nomear
ARTIGO TERCEIRO seus representantes se assim o entenderem,
CLÁUSULA SEXTA desde que obedeçam o preceituado nos termos
(Objecto)
(Divisão e cessão de quotas) da lei.
Um) A sociedade tem por objecto:
a) A actividade de intermediação na bolsa Um) Sem prejuízo das disposições legais CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA
de valores, através do recebimento em vigor, a cessão ou alienação de toda a
(Ano social e distribuição de resultados)
de ordens dos investidores para a parte de quotas deverá ser da ciente vontade e
transacção de valores mobiliários, conhecimento do sócio gozando este do direito Um) O ano social coincide com o ano civil.
e respectiva execução; de preferência. Dois) A distribuição dos lucros ocorre
b) Abertura de contas de depósito de Dois) Se nem a sociedade, nem o sócio sempre de acordo com a deliberação dos sócios.
valores mobiliários titulados ou mostrar interesse pela quota cedente, este
CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA
de registos de valores mobiliários decidirá a sua alienação a quem e pelos preços
escriturais bem como a prestação que melhor entender, gozando o novo sócio dos (Conflitos e foro)
de serviços inerentes aos mesmos direitos correspondentes a sua participação na Um) Quaisquer conflitos emergentes do
valores; sociedade. presente contrato de sociedade e demais
c) A gestão de carteiras de valores correcções ao contrato de sociedade, serão
mobiliários pertencentes a terceiros, CLÁUSULA SÉTIMA
sempre resolvidos amigavelmente entre as
tendo em vista assegurar, tanto a (Administração) partes.
administração desses valores e, Dois) A ausência de solução amigável
nomeadamente, o exercício dos Um) A sociedade será administrada pelo
permite às partes a propositura da competente
direitos que lhe são inerentes, como sócio Joaquim Moisés Bazar podendo este acção legal, sob assistência e patrocínio jurídico
a realização de quaisquer operações nomear outros administradores. A sociedade e judiciário, nos termos estabelecidos na lei.
sobre eles. poderá ainda ser administrada por um conselho Três) As partes escolhem o Tribunal Judicial
Dois) A sociedade pode a qualquer momento, de administração, caso os sócios nomeiem mais da Cidade de Maputo como foro competente para
desde que haja consenso dos sócios, traduzida do que três administradores. dirimir quaisquer litígios, ficando igualmente
em acta com validade legal, registada e Dois) O administrador tem plenos poderes acordado e aceite o recurso ao foro arbitral como
publicada nos termos impostos por lei, explorar para nomear mandatários da sociedade, vinculativo quando qualquer dos sócios partes
outras actividades desde que igualmente conferindo os necessários poderes de já tenha depositado peça inicial para impulso
licenciada para efeito. representação. do processo competente.
280 III SÉRIE — NÚMERO 9
CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA actividades ou concessões, ARTIGO SEXTO
relacionadas com o objecto social;
(Casos omissos) Transmissão de acções
c) Pode adquirir, alocar ou alugar bens
Os casos omissos serão regulados pela imóveis ou móveis e constituir Um) A sociedade, primeiramente, e os
legislação vigente e aplicável na República de direitos sobre esses bens em seus accionistas, de seguida, têm direito de
Moçambique. qualquer local do país e do preferência na administração de acções da
estrangeiro; sociedade.
Maputo, 19 de Dezembro de dois mil
e dezassete. — O Técnico, Ilegível. Dois) O accionista que pretenda alienar
CAPÍTULO II
acções sociais a entidades que não as referidas
Do capital social, acções, aumento no número anterior, deve comunicar à sociedade
e redução do capital social o projecto da venda e as cláusulas do respectivo
contrato, indicando nomeadamente a identidade
Btob Investments, S.A. ARTIGO TERCEIRO
do proposto adquirentes, o número de acções
Capital social que se pretende alienar, o preço unitário e global
Certifico, para efeitos de publicação, que no
dia 27 de Novembro de 2017, foi matriculada Um) O capital social, subscrito é dividido das propostas transmissões e as formas e prazos
na Conservatória do Registo das Entidades em 500.000,00 MT (quinhentos mil meticais), de pagamento, através de carta registada dirigida
Legais sob NUEL 100931044, uma entidade representado por quinhentas acções, com valor ao Conselho de Administração.
denominada Btob Investments S.A. nominal de mil meticais cada uma. Três) Recebida a comunicação, o Conselho
É celebrado o presente contrato de sociedade, Dois) As acções são nominativas e os de Administratração remete-a aos demais
nos termos do artigo 90 do Código Comercial, o respectivos títulos podem representar mais de accionistas, no prazo de quinze dias, por carta
qual se regerá pelas seguintes cláusulas: uma acção e ser substituíveis por agrupamento registada, devendo aquelas que desejarem
ou por subdivisão, mediante a deliberação do exercer o direito de preferência participá-lo à
CAPÍTULO I Conselho de Administração. sociedade pelo mesmo no prazo de quinze dias.
Três) Os títulos provisórios ou definidos Quatro) Havendo exercício plural do direito
Da denominação, duração, sede
são assinados por dois administradores, cujas de preferência é feito rateio entre os accionistas
e objecto
assinaturas podem ser apostas por chancela ou preferentes, com base no número de acções de
ARTIGO PRIMERIO meios tipográficos de impressão. cada um destes seja titular.
Denominação e sede
Quatro) As despesas de emissão, substituição,
registo, desdobramento, conversão ou outras CAPÍTULO III
Um) É constituída uma sociedade anónima relativas aos títulos representativos de acções Dos órgãos sociais e disposições
que adopta a denominação de Btob Investments são suportadas pelos interessados, segundo o comuns
S.A., regida pelos seguintes estatutos e pela critério a fixar pela Assembleia Geral.
legislação aplicável. Cinco) Todas as acções são remuneradas de ARTIGO SÉTIMO
Dois) A sociedade tem a sua sede em Maputo igual modo.
Orgãos sociais
e durará por tempo indeterminado, a contar da
data da sua constituição. ARTIGO QUARTO São órgãos sociais da sociedade a Assembleia
Três) Observadas as disposições legais, por Aumento do capital social Geral, o Conselho de Administração e o Fiscal
deliberação do Conselho de Administração, Único.
poderá esta sociedade abrir ou encerrar qualquer Um) Na deliberação da Assembleia Geral
forma de representação social ou comercial, no que aprove o aumento do capital social são ARTIGO OITAVO
país ou no estrangeiro, bem como transferir a fixadas as condições e prazo da respectiva
Disposições comuns
sua sede para outro local de Moçambique. subscrição e realização, bem como as formas e
períodos de exercício do direito de preferência Um) A Assembleia Geral e o Conselho
ARTIGO SEGUNDO dos accionistas. de Administração são dirigidos cada por um
Dois) As propostas de aumento do capital presidente eleitos pela Assembleia Geral.
Objecto social
social a subscrever e realizar integralmente em Dois) O mandato dos membros dos órgãos
Um) A sociedade tem por objecto social dinheiro podem ser apresentadas por qualquer sociais é de três anos e podendo ser reeleitos.
a exploração de minerais tais como: ouro, accionista ou pelo Conselho de Administração. Três) A eleição, seguida de posse, para
diamantes, cobre, entre outros. Três) As propostas de aumento do capital novo período de funções, mesmo que não
Dois) A sociedade poderá igualmente social por incorporação de reservas ou de coincida rigorosamente com o termo do período
exercer actividades conexas, complementares ou resultados não distribuídos são apresentadas trienal fixado em conformidade com o número
subsidiárias do seu objecto, e outras legalmente pelo Conselho de Administração e instruídas anterior, faz cessar as funções dos membros
permitidas, desde que devidamente autorizadas com o parecer do Fiscal Único.
anteriormente em exercício, porém, sempre que
por entidade competente.
ARTIGO QUINTO a nova eleição ou tomada de posse não se realize
Três) Ainda dentro do objecto da sociedade,
antes do fim do respectivo período trienal, os
poderá desenvolver os seguintes actos: Aquisições de acções e obrigações referidos membros, embora designados por
a) Pode adquirir participações em próprias prazo determinado, manter-se-ão em exercício
quaisquer sociedades de objecto
Desde que para tanto autorizada pela até à nova eleição e tomada de posse, salvo os
igual ou diferente, associar-se com
Assembleia Geral, por deliberação que fixe os casos de substituição, renúncia ou destituição.
outras empresas em associações
critérios e limites a observar, a sociedade pode Quatro) Se qualquer entidade eleita para
legalmente permitidas, podendo
adquirir acções ou obrigações próprias e realizar fazer parte dos órgãos não entrar no exercício
de igual forma alienar livremente
sobre umas e outras quaisquer operações que se de funções por facto que lhe seja imputável, nos
as participações de que for titular;
mostem convenientes para a prossecução dos sessenta dias subsequentes à eleição, caducará
b) Acordar com entidades estatais
ou governamentais quaisquer interesses sociais. automaticamente o respectivo mandato.
12 DE JANEIRO DE 2018 281
Cinco) Haverá reuniões conjuntas do Seis) Os membros do Conselho de b) Orientar superiormente a actividade
Conselho de Administração e Fiscal Único, Administração deverão estar presentes nas da sociedade;
sempre que os interesses da sociedade reuniões de Assembleia Geral e participar c) Aprovar os planos de desenvolvimento
o aconselhar e/ou a lei ou os estatutos o nos seus trabalhos quando solicitados para e financiamento, os programas
determinem. se pronunciarem nessa qualidade, não tendo, anuais de trabalho e os respectivos
As reuniões conjuntas são convocadas pelo porém, direito a voto, se não forem accionistas orçamentos, assim como as
Conselho de Administração e dirigidas pelo com esse direito.
modificações que nele sejam
respectivo presidente. Sete) A Assembleia Geral reúne-se
necessário introduzir, por força da
Seis) O Conselho de Administração e obrigatoriamente uma vez cada ano para analisar
evolução dos negócios sociais;
Fiscal Único, não obstante poderem reunir e aprovar o relatório e contas do exercício findo,
d) Constituir ou concorrer para a evolução
conjuntamente, conservam nesta circunstância a proposta de distribuição de resultados, bem
como o plano de negócios e os respectivos de qualquer sociedade, nacional
a sua independência, sendo-lhes aplicáveis,
orçamentos de funcionamento e de investimento ou estrangeira, entrar em todas
sem prejuízo do disposto no número anterior,
as disposições que regem cada um deles, do exercício seguinte. as sociedades constituídas ou a
nomeadamente, as que respeitam o quórum e a Oito) A Assembleia Geral reúne-se constituir, subscrever, comprar
tomada de deliberações. extraordinariamente a pedido do seu Presidente e vender acções, obrigações
Sete) Sendo eleito para qualquer dos órgãos do Conselho de Administração, do Fiscal Único e participações e, sempre que
sociais que seja pessoa colectiva ou sociedade, ou pelos accionistas representando, pelo menos, conveniente aos interesses da
deve designar, em sua representação, por carta vinte e cinco por cento do capital social. sociedade, entrar em quaisquer
registada ou telefax dirigidos ao Presidente Nove) A Assembleia Geral tem os mais participações e sindicatos;
da Mesa da Assembleia Geral, uma pessoa amplos poderes de deliberação, eleição e e) Deliberar sobre aquisição, alienação,
singular que exercerá o cargo em nome demissão dos órgãos sociais. As deliberações da obrigações ou oneração de bens
próprio; no entanto, a sociedade ou pessoa Assembleia Geral são tomadas por maioria de imóveis, de direitos de concessão,
colectiva responde solidariamente com a pessoa votos dos accionistas presentes ou representados.
ou outros de natureza semelhante;
designada pelos actos desta. f) Contrair empréstimos, pactuar com
ARTIGO DÉCIMO
Oitavo) A pessoa colectiva ou sociedade devedores e credores, em juízo e fora
pode livremente mudar de representante ou deve Conselho de Administração
dele, desistir de quaisquer pleitos,
logo indicar mais de uma pessoa para substituir Um) O Conselho de Administração transigir e assinar compromissos
relativamente ao exercício dos cargos nos órgãos reúne-se regularmente uma vez por mês ou árbitros;
sociais, observando-se, todavia, para o caso extraordinariamente sempre que convocado g) Assinar, aceitar, sacar, endossar e
de Fiscal Único as disposições da legislação pelo seu presidente ou pela maioria simples receber e receber letras, cheques
apropriada aplicável. dos seus simples. e livranças e todos os títulos
Dois) As reuniões são convocadas por mercantis;
ARTIGO NONO
escrito, pelo presidente, ou pela maioria simples h) Prestar caução e aval nos termos
Assembleia Geral dos administradores, no caso de recusa deste,
definidos pela Assembleia Geral;
com antecedência mínima de quinze dias.
Um) A Assembleia Geral é constituída i) Elaborar e submeter à Assembleia Geral
Três) As suas decisões são tomadas por
pela universalidade dos accionistas. As suas o relatório e contas e a proposta de
maioria simples gozando o presidente de voto
deliberações quando tomadas nos termos da lei distribuição de resultados;
de qualidade.
e dos presentes estatutos, são obrigatórias para Dois) O Conselho de Administração poderá
Quatro) O Conselho de Administração será
todos os accionistas. criar Comissão Técnica para assessoria de
composto por número ímpar até cinco membro,
Dois) Só têm direito a participar nas questões específicas, sempre e quando se revelar
podendo ou não ser accionistas, sendo um de
assembleias gerais os accionistas que possuam
entre eles o presidente. necessário.
acções registadas em seu nome no livro de
Cinco) A Assembleia Geral estabelecerá ou Três) É da competência e responsabilidade
registos de acções da sociedade, até quinze dias
alterará o mandato, poderes e limites de gestão do Conselho de Administração estabelecer as
antes do dia marcado para a reunião.
do Conselho de Administração. condições contratuais dos trabalhadores.
Três) Para votar os accionistas poderão
Seis) Das reuniões do Conselho de
agrupar-se entre sí e indicar um seu representante ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Administração serão lavradas actas e haverá
à Assembleia Geral.
um livro de actas ao qual qualquer accionista
Quatro) Os accionistas com direito à Restrições ao Conselho de Administração
poderá ter acesso.
participação em assembleias gerais, ordinárias
Um) As deliberações do Conselho de
e extraordinárias, poderão fazer-se representar ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Administração só são válidas se estiverem em
por outros accionistas com igual direito,
Competências do Conselho conformidade com o estabelecido nos presentes
mediante simples carta, telefax, ou correio
de Administração estatutos e nas deliberações da Assembleia
electrónico, dirigidos ao presidente da mesa e
por este recebido com pelo menos cinco dias Geral.
Um) O Conselho de Administração terá
de antecedência da data da sua reunião, sendo os mais amplos poderes para administrar Dois) Ao Conselho de Administração ou a
vedada a representação por pessoas estranhas os negócios da sociedade competindo-lhe qualquer dos seus membros está vedado, em
a sociedade. especialmente: nome da sociedade, empenhar, hipotecar, doar,
Cinco) Exceptuam-se da regra do número a) Representar a sociedade, em juízo e alienar, dar de garantia ou sob qualquer forma
anterior accionistas que tenham dado todas fora dele, activa e passivamente onerar o património da sociedade, superior a
as suas acções em usufruto, caso em que podendo desistir, transigir e dez por cento do valor dos activos.
os usufrutuários poderão participar em confessar em quaisquer pleitos, e Três) Para serem válidos os actos do
assembleias gerais autorizados pelos respectivos bem como celebrar convenções de Conselho de Administração requerem duas
proprietários em representação destes. arbitragem; assinaturas dos seus membros.
282 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Dois) Salvo disposição em contrária tomada parceiros de desenvolvimento
nos termos da lei, serão liquidatários os em Moçambique aos programas /
Fiscal Único
membros do Conselho de Administração que projectos públicos e privados;
Um) O Fiscal Único será designado estiverem em exercício à data da decisão, os h) Apoio no acesso as linhas de
pela Assembleia Geral dentre um universo quais terão as competências e exercerão as financiamento para órgãos de
de empresas de auditoria de reconhecida funções de acordo com o legalmente previsto. Estado, órgãos locais, municípios,
credibilidade e competência. associações de desenvolvimento
Dois) A fiscalização dos negócios e contas da ARTIGO DÉCIMO OITAVO e as micro, pequenas e medias
sociedade será feita nos termos da lei. Disposição final empresas.
Maputo, vinte e sete de Abril de dois mil
CAPÍTULO IV Em todos os casos omissos nos presentes
e dezassete. — O Técnico, Ilegível.
estatutos, observar-se-ão as disposições contidas
ARTIGO DÉCIMO QUARTO na legislação aplicável.
Remunerações dos membros
Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
dos órgãos sociais
O Técnico, Ilegível. S & C Serviços, Limitada
Um) Haverá uma comissão de vencimentos
com poderes para fixar as remunerações e Certifico, para efeitos de publicação em
regalias de todos os membros dos órgãos sociais cessão extraordinária resumida em actas avulsas
bem como as condições para o seu pagamento. WJM Serviços – Sociedade de dez de Setembro de dois mil e dezassete,
Dois) Os seus membros são eleitos pela Unipessoal, Limitada com os números 01/2017 e 02/2017, reuniu-se a
Assembleia Geral. O termo do mandato dos sociedade S & C Serviços, Limitada, sociedade
seus membros é o mesmo que os demais órgãos Certifico, para efeitos de publicação, e por comercial por quotas de responsabilidade
sociais. acta de vinte e seis de Abril de dois e dezassete, a limitada, sediada na rua Lagoa Marangue
Três) A admissão, avaliação, promoção e assembleia geral extraordinária WJM Serviços- n.º 19, bairro do Fomento, município da Matola,
fixação de salários e honorários dos restantes Sociedade Unipessoal, Limitada, com sede na com o capital social de 200.000,00MT dividido
colaboradores da sociedade é da competência cidade da Matola, Mercado Malhampwene, em três quotas desiguais no valor nominal
do Conselho de Administração. matriculada sob o NUEL 100638606, com de 180.000,00MT, equivalente a noventa por
cento do capital social, pertencente ao sócio
capital social de vinte mil meticais, o socio-
ARTIGO DÉCIMO QUINTO Mário Simoque Marregula, uma no valor
único deliberou alteração da sede e acréscimo
nominal de 10.000,00MT, equivalente a cinco
Obrigação da sociedade do objecto social e consequentemente os artigos
por cento do capital social, pertencente ao sócio
primeiro e terceiro pacto social actual passa ter
Um) A sociedade obriga-se: Shelsio Mário Marrengula e outra no valor
a seguinte nova redação: nominal de 10.000,00MT, equivalente a noventa
a) Pela assinatura de dois membros do
Conselho de Administração; por cinco do capital social, pertencente ao sócio
ARTIGO PRIMEIRO
b) Pela assinatura do mandatário Caio Micas Mário Marregula, registada na
constituído, âmbito do respectivo A sociedade adopta a denominação WJM Conservatória do Registo de Entidades Legais
mandato. Serviços - Sociedade Unipessoal, Limitada, sob o NUEL 100129590, para deliberar sobre
Dois) O Conselho de Administração poderá tem a sua sede na cidade de Maputo, rua Chico os seguintes pontos de Agenda:
deliberar, nos termos e dentro dos limites legais, da Conceiçao n.º 10/92 primeiro andar, flat 1. a) Admissão do sócio Shelsio Mário
que certos documentos da sociedade sejam Marrengula e Caio Micas Mário
assinados por processos mecânicos ou chancela. ARTIGO TERCEIRO Marrengula para a Sociedade S &
C Serviços, Limitada, com efeitos
Objecto
ARTIGO DÉCIMO SEXTO imediatos;
A sociedade tem por objecto social : b) Retirada da sócia Angelina Simoque
Duração do exercício social e aplicação
a) Limpeza geral de edifícios, Marrengula da Sociedade S & C
dos resultados
fornecimento de material de higiene Serviços, Limitada;
Um) O exercício social coincide com o e limpeza, plantação e manutenção c) Cedência da quota da sócia Angelina
ano civil e os balanços e contas fechar-se-ão de jardins, ornamentação e design Simoque Marrengula no valor de
com referência a trinta e um de Dezembro de de interiores; vinte mil meticais para os sócios
cada ano. b) Montagem, reparação, manutenção Shelsio Mario Marrengula, dez
Dois) Os lucros apurados em cada exercício, de aparelhos de ar-condicionado e mil meticais e Caio Micas Mário
depois de feitas as provisões tecnicamente outros aparelhos de frio; Marrengula, dez mil meticais, com
aconselháveis, terão a seguinte aplicação: efeitos imediatos.
c) Montagem e manutenção de vedações
a) Cinco por cento para o fundo de Deliberar ainda sobre a ampliação do objecto
eléctricas de instalações;
reserva legal, enquanto não estiver social da sociedade para:
d) Concepçao e gestão de projectos de
realizado ou sempre que seja a) Prestação de serviços nas áreas de
investimentos e de desenvolvimento
necessário reintegrá-lo; transporte de passageiros e carga;
comunitário e local;
b) O restante conforme deliberação da b) Serviço de taxi, turismo, escursões e
e) Formação e assistência em planificação rent-a-car;
Assembleia Geral. e orçamento; c) Importação e exportação de viaturas;
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO f) Capacitação, desenvolvimento d) Compra e venda de viaturas e peças
institucional e administração local; sobre-salentes;
Dissolução da sociedade: g) Prestação de serviços de monitoria e) Servios gráficos e papelaria;
Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos e avaliação as organizações f) Venda de equipamentos e acessórios de
termos estabelecidos na lei. não-governamentais (ONGs) e rádio e televisão;
12 DE JANEIRO DE 2018 283
g) Venda de equipamento informático e d) Agenciamento; Dois) O preço da amortização, nos casos
seus acessórios; e) Gestão de frotas; previstos nas alíneas b), c) e e) do número um
h) Hotelaria e turísmo; f) Aluguer de viaturas; do precedente número será o correspondente ao
i) Ginásio e massagem de relachamento; g) Aluguer de longa duração. respectivo valor nominal. Nos restantes casos de
j) Recreação e actividade desportiva; Dois) Por deliberação da assembleia geral, amortização previstos, o preço da amortização
k) Compra, costrução e venda de a sociedade poderá exercer outras actividades será fixado por uma firma de auditoria, a qual
mobiliário; comerciais directas ou indirectamente elaborará um balanço especial para o efeito,
l) Compra e venda de artigos de beleza relacionadas com o seu objectivo social desde sendo o preço pago em doze prestações mensais,
para homens e mulheres; que legalmente permitidos pela legislação em iguais e consecutivas, vencendo-se a primeira
m) Seguraça de bens e de pessoas; vigor. trinta dias após a data da liberação.
n) Compra e venda de mobiliário de
escritório, cozinha, sala e móveis; ARTIGO QUARTO
ARTIGO OITAVO
o) Venda de artigos de vestuário para Capital social
homens e mulheres. Assembleia geral
Mais nada havendo a tratar, deu-se por O capital social, integralmente subscrito em
Um) As assembleias gerais serão convocadas
encerrada a cessão da qual se resumiu e actas dinheiro, é de cem mil meticais, correspondente
por cartas registadas, dirigidas aos sócios
lidas, concertadas e assinadas pelos sócios. a soma de duas quotas iguais assim distribuídas:
e expedidas com antecedência mínima de
Está conforme. a) Uma quota no valor nominal de
50.000,00MT (cinquenta mil quinze dias, salvo se todos os sócios estiverem
Matola, 19 de Dezembro de 2017. — presentes ou representados e manifestarem por
meticais), pertencente ao sócio
A Notária, Ilegível. unanimidade a vontade de que a assembleia
Jorge Jeremias Cossa;
b) Uma quota no valor nominal de se constitua e delibere sobre determinados
50.000,00MT (cinquenta mil assuntos, depois de excluídos os que possam
meticais), pertencente ao sócio importar a modificação do pacto social ou
Marine Excellent Transport & César Alfredo Nhantumbo. dissolução da sociedade.
Service, Limitada Dois) Os sócios poderão fazer-se representar
ARTIGO QUINTO por terceiros nas assembleias gerais, mediante
Certifico, para efeitos de publicação, que por
contrato de dezoito de Dezembro de dois mil Prestações suplementares e suprimentos cartas com assinatura reconhecida, dirigidas ao
e dezassete, exarada de folhas uma a quatro, presidente da mesa de assembleia.
Um) Poderão ser exigidas prestações
do contrato do Registo de Entidades Legais da Três) Em primeira convocação, assembleia
suplementares de capital, desde que a
Matola sob o NUEL 100852578, foi constituída pode validamente deliberar desde que estejam
assembleia geral assim o decida até ao limite
uma sociedade comercial por quotas de presentes ou representados sessenta por cento
correspondente a cinco vezes o capital social.
responsabilidade, limitada, que se regerá pelas do capital social, em segunda convocação, a
Dois) Os sócios poderão fazer à sociedade
disposições constantes dos artigos seguintes: assembleia pode validamente deliberar sobre
os suprimentos de que ela carecer, nos termos
que forem definidos pela assembleia geral, que qualquer que seja o número de sócios presentes
ARTIGO PRIMEIRO
fixará os juros e as condições de reembolso. e o capital nela representada, salvo nos assuntos
Firma para os quais se exija maioria absoluta como
Um) A sociedade adopta a firma de Marine ARTIGO SEXTO disposto no número seguinte.
Excellent Transport & Service, Limitada. Quatro) As deliberações da assembleia geral
Cessão de quotas
Dois) A sua duração é indeterminada, são tomadas por maioria simples dos votos
contando-se o seu início a partir da data de Um) A cessão de quotas entre os sócios é livre correspondentes ao capital social.
celebração de escritura de constituição da e a favor de terceiros depende do consentimento Quinto) As deliberações sobre o aumento
sociedade. da sociedade, mediante deliberação dos sócios. ou capital social, divisão e cessão de quotas,
Dois) Os sócios gozam do direito de chamada de restituição de prestações
ARTIGO SEGUNDO preferência na cessão de quotas a terceiros, na suplementares, nomeação e destituição de
Sede proporção das suas quotas e com o direito de
gerentes, fusão, cisão, prorrogação ou dissolução
acrescer entre si.
Um) A sua sede na Avenida do Trabalho, da sociedade são tomadas por maioria de setenta
n.º 2151, 1.º andar em Maputo. ARTIGO SÉTIMO e cinco por cento do capital social.
Dois) A gerência pode deslocar a sede da
sociedade dentro da mesma província ou para Amortização de quotas ARTIGO NONO
limítrofe. Um) A sociedade pode amortizar quotas nos Administração
Três) Poderá a sociedade abrir filiais, seguintes casos:
sucursais ou quaisquer outras formas de Um) A gerência da sociedade será
a) Se a quota for arrestada, arrolada,
representação onde e quando a assembleia penhorada ou por qualquer forma exercida pelos dois sócios, que ficam desde já
geral deliberar. nomeados sócios gerentes (directores), ou por
deixar de estar livre disponibilidade
do seu titular; procuradores, ainda que estranhos `a sociedade,
ARTIGO TERCEIRO
b) No caso de falecimento ou extinção que ficarão dispensados de prestar caução,
Objecto social do seu titular, se os seus sucessores a serem escolhidos pelos sócios.
Um) A sociedade tem como objecto: pretenderem alienar a quota a Dois) Compete à direcção, a administração
a) Transporte de carga diversa terceiros; e representação da sociedade em todos os actos
e passageiros; c) No caso de cessão a terceiros sem e contratos, activamente e passivamente, em
b) Prestação de serviços; observância do estipulado no artigo juizo e fora dele, tanto na ordem interna como
c) Importação e exportação; sexto do pacto social. internacionalmente.
284 III SÉRIE — NÚMERO 9
Três) Para que a sociedade fique validamente ARTIGO TERCEIRO ARTIGO DÉCIMO
obrigada nos seus actos e contratos e necessário:
Sede Considerações gerais
a) A assinatura conjunta dos dois sócios,
ou ainda por qualquer um deles O Monte Real tem a sua sede na cidade de Os termos aqui transcritos estão adequados
em conjunto com procurador Montepuez, pode abrir sucursais em qualquer a realidade do Monte Real e dos suas ideias,
devidamente credenciado; parte do país, sempre que as condições o podendo ser inalteráveis, nem desviando se deles
b) Os actos de mero expediente poderão exigirem. para tirar proveitos, com efeito se compromete a
ser assinados por um procurador CAPÍTULO II manter uma figura jurídica. E nenhum momento
ou empregado devidamente podem ser usados os presentes termos para fins
credenciado. Das actividades que não estão vinculados.
ARTIGO QUARTO
ARTIGO DÉCIMO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Actividades principais
Disposições finais Considerações finais
São actividades principais atendimentos de
Em todos os casos omissos ou que se serviços de restaurante, bar, ou seja hotelaria Para todos os casos omissos neste documento
mostrarem insuficientemente plasmados, e turismo, acolhimento de jogos recreativos e serão aplicadas normas vigentes na República
recorrer-se-á ao regime constante do Código culturais. de Moçambique.
Comercial. Está conforme.
Está conforme. ARTIGO QUINTO
Conservatória dos Registo Notariado de
Matola, dezoito de Dezembro de dois mil e Actividades secundárias Montepuez, 14 de Dezembro de 2017. —
dezassete. — O Técnico, Ilegível. São actividades secundárias venda a grosso A Conservadora, Ilegível.
e a retalho de bebidas e mercearia diversas.
Prestação de serviços de informação, com
o recurso a nova tecnologia de informação e
Monte Real comunicação (informática). Puma Energy (Moçambique)
Certifico, para efeitos de publicação, que por CAPÍTULO III Limitada
escrituras de catorze de Dezembro de dois mil
Da constituição regime e vigilância Certifico, para efeitos de publicação, que por
e dezassete celebrada nesta Conservatória dos acta de 13 do Outubro de 2017, da sociedade
Registos e Notariado de Montepuez, as folhas 24 ARTIGO SEXTO Puma Energy (Moçambique) Limitada, com
v/27 do livro n.º 15, a cargo de Sandra de Piedade Constituição sede nesta cidade de Maputo, matriculada sob
Matias Cossa, conservadora e notória técnica, o NUEL 100133628, deliberaram o aumento do
em pleno exercício das funções notórias, foi O Monte Real se constitui com capital capital social, de 149. 000. 000,00MT, cento e
constituída uma empresa, denominado Monte próprio e presta auto financiamento, podendo quarenta e nove milhões de meticais, passando
Real, entre o único: Ernesto Supera, nos termos usar de outras fontes de finança sempre que a ser 2.136.945.885,00MT, dois mil milhões,
deseja e recorrendo as instituições competentes cento e trinta e seis milhões, novecentos e
constantes dos artigos seguintes:
na República de Moçambique e outras. quarenta e cinco mil, oitocentos e oitenta e
Por iniciativa pessoal e no interesse e no
cinco meticais. Em consequência fica alterada
desenvolvimento de uma actividade, constitui ARTIGO SÉTIMO a redacção do artigo quarto, o qual passa ater a
se nestes termos o centro social que se rege seguinte nova a redacção:
Regime
supletivamente pelos termos consignados nos
articulados seguintes: O Monte Real rege-se substancialmente ARTIGO QUARTO
em tudo o que for objecto das suas actividades (Capital social)
CAPÍTULO I nestes termos pelo que nada pode ser feito a
margem deste mandato, sendo no caso contrario Um) O capital social, integralmente
Da denominação, objecto e sede. subscrito em dinheiro na assembleia geral
regido nos termos da lei geral vigente na
ARTIGO PRIMEIRO República de Moçambique. extraordinária de 13 de Outubro de 2017, é de
2.136.954.885,00 MT, (dois mil milhões, cento
Denominação ARTIGO OITAVO e trinta e seis milhões, novecentos e quarenta
e cinco mil, e oitocentos e oitenta e cinco
Monte Real de Ernesto Supera, designado Vigência meticais) e encontra se dividido nas seguintes
nos presentes termos por Monte Real, é um quotas:
centro social. O Monte Real é propriedade de Para todos os efeitos o Monte Real tem a
a) Uma quota com o valor nominal
duração por tempo indeterminado, podendo
Ernesto Supera, que anexa o seu documento de 2.135.093.385,00 MT (dois
em caso de continuar estatuído através dos mil milhões cento e trinta cinco
de identidade, de direito privado dotado
seus herdeiros que dele farão parte integrante milhões, e noventa e três mil, e
personalidade e capacidade jurídica, regido nos do seu património em habilitação hereditária
presentes termos, a sua natureza substalece-se trezentos e oitenta e cinco meticais),
legalmente sentenciada, contudo podem mudar correspondente a 99,9% do capital
a partir da data em que for reconhecido em a qualquer momento o seu estatuto social. social, pertencente a sócia Puma
notário. Africa Holdings, S.A.;
CAPÍTULO IV b) Uma quota no valor nominal de
ARTIGO SEGUNDO
Do capital social e outras 1,852.500,00 (um milhão, e
Objecto social considerações oitocentos e cinquenta dois
mil e quinhentos meticais),
O Monte Real tem por objecto, desenvolver ARTIGO NONO correspondente a 0.1% do capital
actividade recreativas, proporcionar ambientes social, pertencente a social Puma
Capital social
de encontros e construção de perfis juvenis, bem Energy Mauritius Holdings, Ltd.
como a prestação de serviços de atendimento O capital social do Monte Real é de Maputo, 18 de Dezembro de 2017. —
aos seus utentes. 300,000.00 MT (trezentos mil meticais). O Técnico, Ilegível.
12 DE JANEIRO DE 2018 285

Moz Energy, Limitada concorram para o preenchimento do seu objecto Quatro) É nula qualquer divisão ou
social, bem como aceitar concessões, adquirir transmissão de quotas que não observe o
Certifico, para efeitos de publicação no e gerir participações sociais no capital de preceituado no presente artigo.
Boletim da República, que por matrícula de quaisquer sociedades, independentemente do
dezoito de Dezembro de dois mil e dezassete, respectivo objecto social, ou ainda participar ARTIGO SÉTIMO
foi constituída uma sociedade por quotas de em empresas, associações empresariais, Amortização de quotas
responsabilidade limitada registada sob o agrupamentos de empresas ou outras formas
número dois mil quatrocentos setenta e sete, de associação. A sociedade tem a faculdade de amortizar
à folhas quarenta e quatro, do livro C traço quotas, nos casos de exclusão ou exoneração
sete e número dois mil novecentos sessenta CAPÍTULO II de sócio.
e dois, à folhas cento e quarenta, do livro Do capital social ARTIGO OITAVO
E traço dezassete a cargo de Yolanda Luísa
Manuel Mafumo conservadora/notária superior, ARTIGO QUARTO Morte ou dissolução dos sócios
denominada pelos sócios Dusan Misic e Leonel Capital social
Em caso de morte ou dissolução de qualquer
Mouzinho Alberto Carlos que se regerá pelas
Um) O capital social, integralmente subscrito um dos sócios, os herdeiros legalmente
cláusulas seguintes:
e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais, constituídos do falecido ou representantes do
CAPÍTULO I encontrando-se dividido em duas quotas, sócio em processo de dissolução, exercerão os
distribuídas da seguinte forma: referidos direitos e deveres sociais, devendo
Da denominação, duração, sede mandatar um de entre eles que a todos represente
a) Uma quota de dezanove mil
e objecto na sociedade enquanto a respectiva quota se
novecentos e oitocentos meticais,
ARTIGO PRIMEIRO correspondente a 99 % (noventa e mantiver indivisa.
nove) por cento do capital social,
Denominação e sede CAPÍTULO III
pertencente à Dusan Misic; e
Um) A sociedade adopta a denominação Moz b) Uma quota de oitocentos meticais, Dos órgãos sociais, administração
Energy, Limitada, e constitui-se sob a forma correspondente a 1% (um) por e representação da sociedade
de sociedade por quotas de responsabilidade cento do capital social, pertencente
limitada. à Leonel Mouzinho Alberto Carlos. ARTIGO NONO
Dois) A sociedade têm a sua sede em rua Dois) A assembleia geral poderá decidir Órgãos sociais
S/N, Murrebue, Zemun Farm, distrito de Mecúfi, sobre o aumento do capital social, definindo
Cabo Delgado na República de Moçambique, as modalidades, termos e condições da sua Os órgãos sociais são a assembleia geral, o
podendo abrir sucursais, delegações, agências realização. conselho de administração.
ou qualquer outra forma de representação social,
ARTIGO QUINTO ARTIGO DÉCIMO
no território nacional ou no estrangeiro.
Três) Mediante simples deliberação, pode Prestações suplementares e suprimentos Assembleia geral
o conselho de administração transferir a sede
Um) Não serão exigíveis prestações Um) A assembleia geral reúne-
para qualquer outro local no território nacional.
suplementares de capital, podendo os sócios, se ordinariamente na sede social ou em
ARTIGO SEGUNDO porém, conceder à sociedade os suprimentos de qualquer outro lugar a ser definido pela
que necessite, nos termos e condições fixados mesma, uma vez por ano, para a deliberação
Duração do balanço anual de contas e do exercício e,
por deliberação da assembleia geral.
A duração da sociedade é por tempo Dois) Entendem-se por suprimentos o extraordinariamente, quando convocada pelo
indeterminado. dinheiro ou outra coisa fungível, que os sócios conselho de administração ou sempre que
possam emprestar à sociedade. for necessário, para deliberar sobre quaisquer
ARTIGO TERCEIRO outros assuntos para que tenha sido convocada.
ARTIGO SEXTO Dois) É dispensada a reunião da assembleia
Objecto
geral e são dispensadas as formalidades
Divisão e transmissão de quotas
Um) A sociedade tem por objecto principal da sua convocação quando todos os sócios
o exercício das seguintes actividades: Um) A divisão e a transmissão de quotas, concordarem por escrito na deliberação ou
a) Construção, gestão de centrais de carecem de informação prévia à sociedade. concordem que por esta forma se delibere,
energia solar; Dois) O sócio que pretenda transmitir a sua considerando-se válidas, nessas condições, as
b) Fornecimento de energia eléctrica; quota informará a sociedade, com o mínimo deliberações tomadas, ainda que realizadas fora
c) Project Management; de trinta dias de antecedência, através de da sede social em qualquer ocasião e qualquer
d) Procurement; carta registada ou outro meio de comunicação que seja o seu objecto.
e) Transporte de energia eléctrica; que deixe prova escrita, dando a conhecer o Três) A assembleia geral será convocada pelo
f) Produção de energia eléctrica; projecto de venda e as respectivas condições conselho de administração, por carta registada
j) Gestão de centrais elétricas. contratuais, nomeadamente, o preço e a forma com aviso de recepção ou outro meio de
Dois) A sociedade poderá exercer outras de pagamento. comunicação que deixe prova escrita, a todos os
actividades subsidiárias ou complementares do Três) Gozam do direito de preferência na sócios da sociedade com a antecedência mínima
seu objecto principal, desde que devidamente aquisição da quota a ser transmitida, a sociedade de quinze dias, dando-se a conhecer a ordem de
autorizadas, pelo conselho de administração. e os restantes sócios, por esta ordem. No caso trabalhos e a informação necessária à tomada de
Três) Mediante deliberação do conselho de de nem a sociedade nem os restantes sócios deliberação, quando seja esse o caso.
administração, a sociedade poderá participar, pretenderem usar o mencionado direito de Quatro) Por acordo expresso dos sócios,
directa ou indirectamente, em projectos preferência, então o sócio que desejar vender a pode ser dispensado o prazo previsto no número
de desenvolvimento que de alguma forma sua quota poderá fazê-lo livremente. anterior.
286 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO CAPÍTULO IV Está conforme.
Conservatória dos Registos de Pemba,
Um) A assembleia geral considera-se Do exercício e aplicação de resultados
dezoito de Dezembro de dois mil e dezassete.
regularmente constituída para deliberar quando
ARTIGO DÉCIMO QUARTO — A Técnica, Ilegível.
pelo menos, setenta e cinco por cento do capital
social estiver devidamente representado. Balanço e prestação de contas
Dois) As deliberações da assembleia geral Um) O exercício social decorre de um a trinta
serão tomadas por maioria simples dos votos de Junho do ano civil seguinte.
presentes ou representados. Dois) O balanço e a conta de resultados
M.M. Integrated Steel Mills
Três) As deliberações da assembleia geral fecham a trinta de Junho de cada ano, e carecem (Maputo) - Sociedade
que importem a modificação dos estatutos, a de aprovação da assembleia geral, que deverá Unipessoal, Limitada
dissolução da sociedade, a renúncia ao direito de realizar-se até ao dia trinta de Setembro do ano
preferência pela sociedade, ou que se traduzam civil seguinte. Certifico, para efeitos de publicação, que
em qualquer aquisição ou cessão de activos Três) O conselho de administração no dia catorze de Dezembro de dois mil e
ou de quotas em outras sociedades que sejam apresentará à aprovação da assembleia geral dezassete, foi matriculada, na Conservatória do
essenciais para a sociedade ou em qualquer o balanço de contas de ganhos e perdas, Registo de Entidades Legais de Nampula, sob o
alteração material à natureza das actividades da acompanhados de um relatório da situação NUEL 100933462, a cargo de Calquer Nuno de
sociedade, devem ser tomadas por uma maioria comercial, financeira e económica da sociedade, Albuquerque, conservador notário superior, uma
qualificada de oitenta e cinco por cento dos bem como a proposta quanto à repartição de sociedade por quotas responsabilidade limitada
votos do capital social. lucros e perdas. denominada M.M. Integrated Steel Mills
Quatro) Os sócios podem votar com carta (Maputo) - Sociedade Unipessoal, Limitada,
ARTIGO DÉCIMO QUINTO constituída entre os sócios: M.M. Integrated
mandadeira ou, quando exigido por lei, com
Steel Mills (Maputo) - Sociedade Unipessoal,
procuração dos outros sócios ausentes, que Resultados
Limitada, com sede no bairro Muanona, cidade
não será válida, quanto às deliberações que
Um) Dos lucros apurados em cada exercício do Nacala-Porto, neste acto representada pelo
importem modificação do pacto social ou
deduzir-se-á a percentagem legal estabelecida senhor Hemant Harilal Makwana, natural de
dissolução da sociedade, quando a mesma não
para a constituição do fundo de reserva legal, Jamnagar, de nacionalidade indiana, residente
confira poderes especiais para este efeito.
enquanto não se encontrar realizada nos termos no bairro Muanona, cidade de Nacala-Porto,
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO da lei, ou sempre que for necessário reintegrá-la. titular do DIRE n.º 03IN00026921B, emitido
Dois) A parte restante dos lucros será aos 22 de Dezembro de 2015, pelos Serviços de
Administração e representação aplicada nos termos que forem aprovados pela Migração de Nampula. Constituí uma sociedade
assembleia geral. comercial unipessoal de responsabilidade
Um) A administração e representação da
Três) Enquanto houver suprimentos dos limitada que se regerá pelas cláusulas seguintes:
sociedade são exercidas por um conselho de
sócios por liquidar, a sociedade não irá distribuir
administração composto por três administradores CLÁUSULA PRIMEIRA
dividendos.
designadamente, o presidente do conselho
de administração, dois administradores não (Denominação e sede)
CAPÍTULO V
executivos. Um) A sociedade terá a denominação M.M.
Da dissolução e liquidação
Dois) O presidente do conselho de Integrated Steel Mills (Maputo) - Sociedade
da sociedade
administração e os restantes administradores Unipessoal, Limitada.
do conselho de administração serão indicados ARTIGO DÉCIMO SEXTO Dois) A sociedade tem a sua sede na cidade
pela assembleia geral. de Nacala.
Dissolução e liquidação da sociedade
Três) Salvo deliberação em contrário
da assembleia geral os administradores Um) A sociedade dissolve-se nos casos CLÁUSULA SEGUNDA
são indicados pelo período de quatro anos expressamente previstos na lei ou por (Mudança da sede e representações)
renováveis, podendo ser indicadas pessoas deliberação unânime dos sócios.
estranhas à sociedade, sendo os mesmos Dois) Declarada a dissolução da sociedade, Por deliberação da assembleia geral:
dispensadas da prestação de qualquer caução proceder-se-á à sua liquidação gozando os a) A sociedade poderá deslocar livremente
para o exercício do cargo. liquidatários nomeados pela assembleia geral a sede social dentro da República de
Quatro) A gestão corrente da sociedade dos mais amplos poderes para o efeito. Moçambique;
Três) Em caso de dissolução por acordo dos b) Abrir, manter ou encerrar sucursais,
é confiada a um director-geral, através de
sócios, todos eles serão os seus liquidatários e a filiais, agências ou outras formas
delegação de poderes da assembleia geral. A
partilha dos bens sociais e valores apurados será locais de representação, no território
assembleia geral pode a qualquer momento
feita conforme deliberação da assembleia geral. nacional ou no estrangeiro.
revogar o mandato do director-geral.
Cinco) A gestão será regulada nos termos CAPÍTULO VI CLÁUSULA TERCEIRA
de um regulamento interno a ser aprovado pelo
Das disposições finais (Objecto social e duração)
conselho da administração.
Seis) A sociedade obriga-se: ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO Um) A sociedade tem por objecto desde
a) Pela assinatura conjunta do presidente que devidamente autorizada as seguintes
Disposições finais
do conselho de administração e um actividades:
administrador; ou As omissões dos presentes estatutos serão a) Importação da matéria-prima e fabrico,
Sete) Nos actos e documentos de mero reguladas e resolvidas de acordo com o Código comércio e exportação de:
expediente é suficiente a assinatura do director- Comercial, aprovado pelo Decreto-Lei número i) Chapas onduladas e do tipo IBR,
geral ou do mandatário da sociedade com dois barras dois mil e cinco, de vinte e sete de galvanizadas e pré-revestidas a
poderes bastantes para o acto. Dezembro, e demais legislações aplicáveis. cores, em diversas espessuras e
12 DE JANEIRO DE 2018 287
cumprimentos, incluindo outros CLÁUSULA SEXTA Couto, rés-do-chão, n.º 30, em Maputo,
produtos derivados; Moçambique, portadora do Bilhete de Identidade
(Mandatários ou procuradores)
ii) Chapas lisas de ferro / aço n.º 110100089503I, válido até 24 de Março
em diversas espessuras e Por acto da gerência, a sociedade poderá de 2020, com NUIT 104543731, com
cumprimentos, incluindo outros nomear mandatários ou procuradores da nacionalidade moçambicana.
produtos derivados; mesma para a prática de determinados actos Segundo. Flávio Miguel Cabá Canudo,
iii) Artigos metálicos como tambores, ou categorias de actos, atribuindo tais poderes solteiro, natural de Maputo, residente no bairro
mobílias e outros. através de uma procuração. da Malanga na rua Major Couto, rés-do-chão,
b) Importação, comércio e exportação n.º 30, em Maputo, Moçambique, portador do
CLÁUSULA SÉTIMA
de todo o tipo de material de Bilhete de Identidade n.º 110100063007Q,
construção e ferragem incluindo: (Vinculações) válido até 24 de Março de 2020, com
i) Produtos de ferro e aço como NUIT 113048255, com nacionalidade
A sociedade obriga-se com assinatura e actos
varões, cantoneiras e outros moçambicana.
do (s) administrador (s).
perfis, tubos metálicos; Terceiro. Aires Bruno Esculudes da Costa,
ii) Matéria-prima e produtos plásticos CLÁUSULA OITAVA solteiro, natural de Maputo, residente na rua
como tanques, tubos, plástico Romão F. Farinha, n.º 1001, 3.º andar, flat 1,
(Obrigações de letras de favor, fianças,
em rolos e outros; em Maputo, Moçambique, portador do Bilhete
abonações)
iii) Matéria-prima para tintas e tintas; de Identidade n.º 110101519232B, valido até 7
iv) Artigos elétricos e electrónicos O administrador não poderá obrigar a de Julho de 2021, com NUIT 118321553, com
usados na construção; sociedade em letras de favor, fianças, abonações, nacionalidade moçambicana.
v) Máquinas industriais com as suas nem em quaisquer actos semelhantes ou Quarto. César Jorge Mucumbe, solteiro,
peças e acessórios entre outros. estranhos aos negócios sociais. natural de Maputo, residente no bairro
c) Prestar serviços de despachos Gorge Dimitrov, casa n.º 41, em Maputo,
CLÁUSULA NONA Moçambique, portador do Bilhete de Identidade
aduaneiros, agentes de carga e
armazenamento; (Assembleia) n.º 110104334100Q, válido até 5 de Setembro
d) Comercialização de todos os tipos de 2023, com NUIT 124642167, com
A assembleia geral reúne-se ordinariamente
de mercadorias, incluindo a de nacionalidade moçambicana.
por iniciativa do sócio, sendo uma vez por ano
compra, venda, importação e para prestação, modificação do balanço e contas CAPÍTULO I
exportação, e exercer todo o tipo de sem descurar da convocação extraordinária
operações financeiras, comerciais e sempre que for necessário. Da denominação, duração, sede
industriais. e objecto
Dois) A sociedade poderá alargar o seu CLÁUSULA DÉCIMA
ARTIGO PRIMEIRO
objecto social mediante interesses da sociedade,
(Prestações suplementares)
que seja aprovado pela assembleia geral da A sociedade adopta a denominação C4
empresa e a devida autorização ou licenciamento Os sócios podem deliberar que lhes sejam – Engenharia e Construção, Limitada, é
da mesma. exigidas prestações suplementares. constituída por tempo indeterminado e se vai
Três) A duração da sociedade é por tempo reger nos termos dos presentes estatutos e
CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA demais preceitos legais aplicáveis.
indeterminado e rege-se pelos presentes
estatutos e legislação aplicável. (Dissolução da sociedade)
ARTIGO SEGUNDO
CLÁUSULA QUARTA A dissolução da sociedade será nos casos
previstos na lei. A sociedade tem sua sede na cidade de
(Capital social) Maputo, podendo transferí-la para qualquer
CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA outro local dentro do território nacional,
Um) O capital social, integralmente
bem como criar ou encerrar sucursais, filiais,
subscrito e realizado em dinheiro, (Omissão)
delegações, agências ou qualquer outra forma
é de 55.000.000,00 MT (cinquenta cinco Em tudo que estiver omisso, sera resolvido de representação onde e quando a assembleia
milhões de meticais), pertencente ao sócio único por deliberação do sócio ou pela lei vigente geral achar conveniente.
M.M. Integrated Steel Mills (Mozambique), aplicavel.
Limitada, uma socieddae por quotas limitadas, Nampula, 5 de Dezembro de 2017. — ARTIGO TERCEIRO
com sede em Nacala-Porto na Zona Industrial O Conservador Notário Superior, Ilegível.
II, bairro Muanona, NUIT n.º 400263108. Um) Constituem o objecto social da
Dois) O capital social poderá ser aumentado sociedade as actividades seguintes:
ou diminuído, de acordo com as necessidades, a) Construção e reabilitação de edifícios,
mediante a deliberação da assembleia geral. C4 – Engenharia e monumentos, estruturas de betão
armado ou pre-esforçado, estrutura
Construção, Limitada
CLÁUSULA QUINTA metálica, demolições, trabalhos de
Certifico, para efeitos de publicação, que carpintaria e de toscos e de limpos,
(Administração)
no dia 7 de Dezembro de 2017, foi matriculada caixilharia metálica e vidros,
Um) A sociedade será administrada por um na Conservatória do Registo das Entidades pintura ou outros revestimentos
administrador a ser nomeado em assembleia Legais sob NUEL 100935287, uma entidade correntes, limpeza e conservação de
geral. denominada C4 – Engenharia e Construção, edifícios, colocação de betões por
Dois) Compete igualmente a assembleia Limitada. processos especiais, isolamento e
geral deliberar sobre a remuneração do Primeiro. Suneila Karina Chin, solteira, impermeabilização, instalações de
administrador. natural de Maputo, residente na rua Major iluminações, canalização de água
288 III SÉRIE — NÚMERO 9
e esgotos e drenagens, arruamentos ARTIGO SÉTIMO tomadas quando obtenham a maioria dos votos
em zonas urbanas, parques e emitidos; não sendo, no computo da votação,
Um) A divisão de quotas apenas terá lugar
ajardinamnetos, sinalização e contadas as abstenções verificadas.
mediante amortização parcial, transmissão
equipamento e terraplanagens; Dois) A assembleia geral pode deliberar,
parcelada ou parcial, partilha ou divisão entre
b) Prestação de serviços de consultadoria, em primeira convocação, qualquer que seja o
co-titulares, devendo cada quota resultante da
formação e gestão na área da divisão ter valor nominal. número de sócios presentes ou representados,
construção civil. Dois) Os actos que importam divisão de salvo se a assembleia geral, em primeira
Dois) A sociedade poderá desenvolver quota constarão de escritura pública, sempre que convocação, pretenda deliberar sobre a
outras actividades conexas, subsidiárias ou entrem bens imóveis, e de documento escrito alteração do contrato de sociedade, fusão,
complementares do seu objecto principal ou assinado pelos interessados com assinaturas cisão, transformação, dissolução da sociedade
mesmo dele completamente distintas, desde que reconhecidas presencialmente ou decisão ou outros assuntos para os quais a lei exija
devidamente autorizada pela assembleia geral e judicial. maioria qualificada, devem estar presentes
nos termos da lei. Três) A divisão de quota não carece do ou representados sócios que detenham, pelo
consentimento dos sócios, e deve ser inscrita nos menos, participações correspondentes a um
ARTIGO QUARTO livros da sociedade e sujeita a registo. terço do capital.
O capital social, integralmente realizado Três) A assembleia geral pode deliberar, em
ARTIGO OITAVO
em dinheiro, é de 500.000,00MT (quinhentos segunda convocação, seja qual for o número de
mil meticais), correspondente a três quotas Um) A transmissão de quota entre vivos sócios presentes ou representados e o capital por
distribuídas na seguinte proporção: deve constar de documento escrito, que pode ser eles representado.
a) Uma quota com o valor nominal de meramente particular, salvo disposição diversa ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
125.000,00MT (cento e vinte e da lei, devendo ser comunicada e registada, para
cinco mil meticais), equivalente a que seja eficaz em relação à sociedade. Um) A administração da sociedade será
25% do capital social, pertencente Dois) Os sócios na proporção das respectivas exercida por dois administradores, que além
à sócia Suneila Karina Chin; quotas gozam do direito de preferência em todos de constituirem um órgão colegial, podem ser
b) Uma quota com o valor nominal de os casos de transmissão de quotas entre vivos. pessoas estranhas à sociedade, cabendo aos
125.000,00MT (cento e vinte e sócios fixarem, por meio de deliberação, a
CAPÍTULO III
cinco mil meticais), equivalente a remuneração dos mesmos.
25% do capital social, pertencente Da assembleia geral e administração Dois) Os administradores da sociedade
ao sócio Flávio Miguel Cabá da sociedade designados nos termos dos presentes estatutos
Canudo; ARTIGO NONO ou eleitos por deliberação dos sócios exercem
c) Uma quota com o valor nominal de o seu cargo por um período de três anos,
125.000,00MT (cento e vinte e A assembleia geral reunirá, ordinariamente, renováveis, podendo fazer-se representar no
cinco mil meticais), equivalente a nos três meses, após o termo de cada exercício, exercício das suas funções.
25% do capital social, pertencente para deliberar sobre o balanço e o relatório
Três) Cabe aos sócios deliberar, a
ao sócio Aires Bruno Esculudes da administração referentes ao exercício;
qualquer momento, sobre a destituição dos
da Costa; deliberar sobre aplicação de resultados; eleger
administradores da sociedade, nos termos do
d) Uma quota com o valor nominal de os administradores da sociedade; e podendo
deliberar sobre propositura de acções de disposto no artigo 326 do Código Comercial.
125.000,00MT (cento e vinte e
responsabilidade contra administradores e
cinco mil meticais), equivalente a ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
destituição dos considerados responsáveis
25% do capital social, pertencente
pela assembleia geral, ainda, que esta matéria Um) A sociedade considera-se obrigada
ao sócio César Jorge Mucumbe.
não conste da ordem de trabalhos; e reunirá, pelos actos praticados, em seu nome, com a
ARTIGO QUINTO extraordinariamente, sempre que convocada assinatura dos dois administradores, ou por
por iniciativa do presidente da mesa ou a qualquer um deles, dentro dos limites dos seus
Não serão exigíveis prestações suplementares requerimento da administração ou dos sócios poderes.
de capital, porém, os sócios poderão conceder à que representem, pelo menos, dez por cento do Dois) A sociedade poderá criar um conselho
sociedade os suprimentos de que ela necessite, capital social. de administração constituido por, pelo menos,
nos termos e condições fixados por deliberação
ARTIGO DÉCIMO três membros, e considerar-se-ão tomadas as
da assembleia geral.
deliberações da administração, que reunam
Um) A convocação das assembleias gerais votos da maioria dos administradores.
CAPÍTULO II
compete a qualquer dos administradores e deve
Da amortização, divisão e cessão ser feita por meio de carta, expedida com uma ARTIGO DÉCIMO QUARTO
de quotas antecedência mínima de quinze dias.
Dois) O aviso convocatório da assembleia Um) Os administradores não podem, sem
ARTIGO SEXTO consentimento dos sócios, exercer, por conta
geral deve conter, no mínimo, a firma, a sede e
Um) A amortização de quotas terá lugar, número de registo da sociedade, o local, dia e a própria ou alheia, actividade compreendida no
apenas, nos casos de exclusão ou exoneração de hora da reunião; a espécie da reunião; a ordem objecto social da sociedade, desde que esteja a
sócio, nos termos do Código Comercial. de trabalhos da reunião; devendo ainda conter ser exercida por ela ou seu exercício tenha sido
Dois) A amortização da quota tem por efeito a assinatura da pessoa que convoca. objecto de deliberação dos sócios.
a extinção da quota, não prejudicando, os Dois) Em caso algum os administradores
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
podem comprometer a sociedade em actos
direitos já adquiridos e obrigações já vencidas.
Três) A sociedade não poderá amortizar Um) A cada cinco mil meticais do valor ou contratos estranhos ao seu objecto,
quotas que não estejam integralmente liberadas, nominal da quota corresponde a um voto; e as designadamente em letras e livranças de favor,
salvo no caso de redução do capital social. deliberações da assembleia geral consideram-se fianças e abonações.
12 DE JANEIRO DE 2018 289

CAPÍTULO IV emitido aos vinte e cinco de Fevereiro de dois Dois) Se nem a sociedade, nem os sócios
mil e treze em Maputo. mostrarem interesse pela quota do cedente,
Da contabilidade e aplicação
este com a homologação da sociedade, decidirá
de resultados CAPÍTULO I
a sua alienação a quem e pelos preços que
ARTIGO DÉCIMO QUINTO ARTIGO PRIMEIRO melhor entender, gozando o novo sócio dos
Denominação e sede direitos correspondentes a sua participação na
Um) O ano social coincide com o ano civil.
sociedade.
Dois) No fim de cada exercício a A sociedade adopta a denominação de Inter
administração da sociedade, deve organizar as Log, Limitada, e tem a sua sede nesta cidade CAPÍTULO III
contas anuais e elaborar um relatório respeitante de Maputo, na Avenida Eduardo Mondlane
ao exercício, nos termos do artigo 171 do n.º 1619, rés-do-chão, bairro Central, podendo ARTIGO SÉTIMO
Código Comercial, e uma proposta de aplicação por deliberação da assembleia geral abrir ou Gerência
de resultados. encerrar sucursais dentro e fora de país quando
for conveniente. Um) A administração, gestão da sociedade
ARTIGO DÉCIMO SEXTO e sua representação em juízo e fora dela, activa
ARTIGO SEGUNDO
Dos lucros de exercício uma percentagem e passivamente, passa desde já a cargo do sócio
de trinta e cinco por cento deve ser retida na Duração maioritário que é nomeado sócio gerente com
sociedade a título de reserva legal, a ser utilizada A sua duração será por tempo indeterminado, plenos poderes.
nos termos do artigo 316 do Código Comercial contando-se o seu início a partir da data da Dois) O sócio gerente tem plenos poderes para
e, a percentagem remanescente terá a aplicação celebração da escritura da sua constituição. nomear mandatários a sociedade, conferindo,
deliberada pela assembleia geral. os necessários poderes de representação bem
ARTIGO TERCEIRO como destitui-los através do consentimento pela
CAPÍTULO V Objecto assembleia geral.
Das disposições diversas A sociedade tem por objecto: ARTIGO OITAVO
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO a) A exploração e assessoria na área
de transporte de carga normal, Da assembleia geral
Um) Para representar a sociedade em juízo e despachos aduaneiros, gestão de
Um) A assembleia geral reúne-se
fora dele, com poderes para abrir, movimentar armazéns e actividade de comércio
geral; ordinariamente uma vez por ano para apreciação
e encerrar contas bancárias até a realização da
primeira assembleia geral da sociedade, ficam b) A sociedade poderá adquirir e aprovação do balanço e contas do exercício
nomeados os sócios Suneila Karina Chin e Aires participações financeiras em findo e repartição de lucros e perdas.
Bruno Esculudes da Costa. sociedade a constituír ou já Dois) A assembleia geral poderá reunir-
Dois) Os casos omissos nos presentes constituídos ainda que tenha como se extraordinariamente quantas vezes for
objecto social diferente do da necessária desde que as circunstâncias assim
estatutos serão regulados pelas normas aplicáveis
sociedade; o exijam para deliberar sobre qualquer assunto
em vigor na República de Moçambique.
c) A sociedade poderá exercer quaisquer
que diga respeito a sociedade.
Maputo, 19 de Dezembro de 2017. — outras actividades desde que para
O Técnico, Ilegível. isso esteja devidamente autorizado CAPÍTULO IV
nos termos da legislação em vigor.
ARTIGO NONO
CAPÍTULO II
Dissolução
Inter Log, Limitada ARTIGO QUARTO
A sociedade só se dissolve nos termos
Capital social
Certifico, para efeitos de publicação, que no fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios
dia 22 de Novembro de 2017, foi matriculada O capital social, integralmente subscrito e quando assim o entenderem.
na Conservatória do Registo das Entidades realizado em dinheiro é de vinte mil meticais,
Legais sob NUEL 100930471, uma entidade dividido em duas quotas desiguais, sendo uma ARTIGO DÉCIMO
quota no valor de dezanove mil e oitocentos
denominada Inter Log, Limitada. Dos Herdeiros
meticais, subscrita pelo sócio Damião Nipaliene
É celebrado o presente contrato de sociedade,
Cavala e outra quota no valor de duzentos Em caso de morte, interdição ou inabilitação
nos termos do artigo 90 do Código Comercial, meticais, subscrita pelo sócio Edson da
entre: de um dos sócios da sociedade os seus herdeiros
Consolação Fernando Nhabombo.
Primeiro: Damião Nipaliene Cavala, assumem automaticamente o lugar na sociedade
solteiro, natural de Socone-Zambézia, de ARTIGO QUINTO com dispensa de caução, podendo estes
nacionalidade moçambicana, residente e nomearem seu representante se assim o entender
Aumento do capital
domiciliado na casa 775, quarteirão 70, bairro desde que obedeçam o preceituado nos termos
Agostinho Neto, distrito de Marracuene, portador O capital social poderá ser aumentado ou da lei.
do Bilhete de Identidade n.º 110201272163C, diminuido quantas vezes for necessário desde
emitido aos vinte e cinco de Agosto de dois mil que a assembleia geral delibere sobre o assunto. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
e dezasseis em Matola. ARTIGO SEXTO Casos omissos
Segundo: Edson da Consolação Fernando
Nhabombo, solteiro, natural de Maputo, de Divisão e cessão de quotas Os casos omissos, serão regulados pelo
nacionalidade moçambicana, residente e código comercial e demais legislações vigentes
Um) Sem prejuízo das disposições legais em
domiciliado na casa 62, quarteirão 29, bairro vigor a cessação ou alienação de toda a parte na República de Moçambique.
Magoanine, cidade de Maputo, portador do de quotas deverá ser do consenso dos sócios Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
Bilhete de Identidade n.º 110102791472N, gozando estes do direito de preferência. O Técnico, Ilegível.
290 III SÉRIE — NÚMERO 9

Conservatória do Registo de Três) A representação da sociedade no ARTIGO DÉCIMO


estrangeiro poderão ainda ser confiadas
Entidades Legais mediante contrato, à entidades públicas ou
Por interdição ou falecimento do sócio,
privadas legalmente constituídas ou registadas. a Sociedade continuará com os seus herdeiros ou
Adenda
seus representantes legais em caso de interdição
Certifico, para efeitos de publicação que, por ARTIGO QUARTO os quais nomearão um que a todos represente
ter saído omisso no Suplemento ao Boletim da na sociedade, enquanto a sua quota se mantiver
Objecto
República n.º 8 de 27 de Janeiro de 2014, no indivisa.
artigo primeiro (denominação e sede) na alínea Um) A sociedade tem por objecto principal:
um onde se lê:«Wise and Smart, Lda» deve a) Prestação de serviços de electricidade; CAPÍTULO IV
ler-se: «W&S Consulting – Wise And Smart b) Instalações eléctricas;
Das disposições gerais
Consulting, Limitada.» c) Manutenção eléctrica.
Maputo, aos 27 de Dezembro de 2017. — Dois) O sócio poderá admitir outros sócios ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
O técnico, Ilegível. mediante o seu consentimento nos termos da
Parágrafo primeiro. O ano social coincide
legislação em vigor.
com o ano civil.
Três) A sociedade poderá, associar-se
com outras Empresas, quer participando no Parágrafo segundo. O balanço e a conta de
seu capital quer em regime de participação resultados de cada exercício serão encerrados
Metal Eléctrica – Engenharia não societária e interesse, segundo quaisquer com referência a trinta e um de Dezembro e
e Construções – Sociedade modalidades admitidas por lei. carecem de aprovação da gerência, que para o
Unipessoal, Limitada Quatro) A sociedade poderá exercer efeito se deve faze-lo não após um de Abril do
actividades em qualquer outro ramo, desde ano seguinte.
Certifico, para efeitos de publicação que que o sócio resolva explorar e para os quais Parágrafo terceiro. Dos lucros apurados,
por contrato de sociedade celebrado nos obtenham as necessárias autorizações. depois de deduzidas a reserva legal e supridas as
termos do Artigo 90, do Código Comercial despesas correntes, ficarão com o sócio unitário.
e registada na Conservatória de Registo das CAPÍTULO II
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Entidades Legais da Matola com Número Único Do capital social
da Entidade Legal 100929503 do dia 27 de Parágrafo primeiro. A sociedade só se
ARTIGO QUINTO
Outubro de dois mil e dezassete é constituída dissolve nos termos da lei.
uma sociedade de responsabilidade limitada de O capital social é de 200.000,00MT
Flávio Marcelino Tembe, solteiro maior, natural (duzentos mil meticais), subscrito em dinheiro ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
da Matola, portador do Bilhete de Identidade e já realizados, correspondendo a 100% de uma Em tudo o mais que fique omisso regularão
n.º 100101912552C, emitido aos 27 de Janeiro única quota a favor do senhor Flávio Marcelino
as disposições legais vigentes na República de
de 2012, pela Direcção Nacional de Identificação Tembe.
Moçambique.
Civil da Matola, residente no quarteirão n.º 44,
ARTIGO SEXTO Está conforme.
casa n.º 489, bairro da Liberdade, cidade da
Matola, que se rege pelas cláusulas constantes Não são exigíveis prestações suplementares Matola, 21 de Dezembro de 2017. —
nos artigos seguintes: do capital, mas o sócio poderá fazer suprimentos A Técnica, Ilegível.
de que a sociedade carecer, ao juízo e demais
ARTIGO PRIMEIRO condições a estabelecer.
Denominação CAPÍTULO III
A sociedade adopta a denominação de SECCÇÃO I
Jala So Fogos Serviços
Metal Eléctrica – Engenharia e Construções, - Sociedade Unipessoal,
Da administração gerência e representação
Sociedade Unipessoal, Limitada, que se regerá Limitada
pelos presentes estatutos e demais legislação ARTIGO SÉTIMO
Certifico, para efeitos de publicação que por
aplicável.
Parágrafo único. A administração e a contrato de sociedade celebrado nos termos do
ARTIGO SEGUNDO representação da sociedade em juízo e fora Artigo 90, do Código Comercial e registada na
dele activa e passivamente serão exercidas pelo Conservatória de Registo das Entidades Legais
Duração sócio-gerente Flávio Marcelino Tembe. da Matola com Número Único da Entidade
A sua duração é por tempo indeterminado Legal 100863979 de vinte e seis de Dezembro
ARTIGO OITAVO
contando-se o seu início a partir da data da de dois mil e dezassete é constituída uma
presente escritura. Parágrafo único. Os actos de mero expediente sociedade de responsabilidade limitada de
poderão ser individualmente assinados pela Alberto Jala Dacambane João, maior nascido
ARTIGO TERCEIRO gerência ou por qualquer empregado da aos vinte e oito de Setembro de mil novecentos
sociedade devidamente autorizado pela e sessenta e dois, estado civil solteiro, de
Sede gerência. nacionalidade moçambicana, residente, no posto
Um) A sede localiza-se em Boane, província administrativo da Machava, no bairro de Trevo,
da Maputo. ARTIGO NONO província de Maputo, portador do Bilhete de
Dois) Quando devidamente autorizada pelas É proibido ao gerente e procuradores Identidade n.º 100100144412C, emitido em
Entidades competentes, a sociedade poderá abrir obrigarem a sociedade em actos estranhos aos Maputo, aos 29 de Março de dois mil e dez.
ou fechar filiais, sucursais, agências ou outras negócios da mesma, quando não devidamente Pelo presente contrato de sociedade, outorga
formas de representação em território nacional conferidos os poderes de Procuradores a constituir uma sociedade por quotas unipessoal
ou no estrangeiro de acordo com a deliberação com poderes necessários conferidos para limitada, denominada Jala So Fogos Serviços -
tomada para o efeito, pela assembleia geral. representarem a Sociedade em actos solenes. Sociedade Unipessoal, Limitada, que se regerá
12 DE JANEIRO DE 2018 291
pelos artigos seguintes, e pelos preceitos legais ARTIGO SÉTIMO Legais sob NUEL 100932490 uma entidade
em vigor na República de Moçambique. denominada ACM Serviços - Sociedade
(Administração, representação da
Unipessoal, Limitada.
sociedade)
CAPÍTULO I Rafael Raul Muail, solteiro, maior,
Um) A sociedade será administrada pelo natural de Maxixe, residente em Maputo,
Denominação, duração, sede
sócio Alberto Jala Dacambane João. Bairro Polana Cimento,de nacionalidade
e objectivos
Dois) A sociedade fica obrigada pela moçambicana, portador do Bilhete
ARTIGO PRIMEIRO assinatura do administrador, ou ainda por
de Identidade n.º 110100480932Q,
procurador especialmente designado para o
(Denominação e duração) de 20 de Setembro de 2010, emitido pelo
efeito.
Três) A sociedade pode ainda se fazer Arquivo de Identificação Civil de Maputo.
A sociedade adopta a denominação Jala
representar por um procurador especialmente Que, pelo presente instrumento e nos termos
So Fogos Serviços – Sociedade Unipessoal,
designado pela administração nos termos e do artigo 90.º do Codigo Comercial, constituem
Limitada, criada por tempo indeterminado, e
limites específicos do respectivo mandato. entre si, uma sociedade comercial por quotas de
por deliberação do sócio a sociedade pode se
responsabilidade limitada, que reger-se-á pelos
transferir a sua sede para qualquer ponto do CAPÍTULO III seguintes artigos.
território nacional.
Das disposições gerais
ARTIGO PRIMEIRO
ARTIGO SEGUNDO ARTIGO OITAVO
Denominação e natureza
(Sede) (Balanço das contas)
ACM Serviços - Sociedade Unipessoal,
Um) A sociedade tem a sua sede social, na Um) O exercício social coincide com o ano
Limitada, é uma sociedade por quotas que se
província de Maputo, no bairro da Matola - A, civil.
rege presentes estatutos e pelos demais preceitos
casa n.º 7690. Dois) O balanço e contas de resultados
legais aplicáveis na República de Moçambique.
Dois) Mediante simples decisão do sócio fechar-se-ão com referência a trinta e um de
único, a sociedade poderá deslocar a sua sede Dezembro de cada ano.
ARTIGO SEGUNDO
para dentro do território nacional, cumprindo
ARTIGO NONO Duração
os necessários requisitos legais.
Três) O sócio único poderá decidir a abertura (Balanço e contas) A duração da sociedade é por tempo
de sucursais, filiais ou qualquer outra forma de Dos lucros apurados em cada exercício indeterminada, contando-se a sua existência,
representação no país e no estrageiro, desde que deduzir- se- ão em primeiro lugar à percentagem para todos os efeitos legais, a partir da data
devidamente autorizada. legalmente indicada para constituir à reserva da aprovação dos presentes estatutos e do seu
legal, enquanto não estiver realizada nos termos registo junto da Conservatória do Registo das
ARTIGO TERCEIRO da lei ou sempre que seja necessário reintegrá-la. Entidades Legais.
(Objecto)
ARTIGO DÉCIMO
ARTIGO TERCEIRO
A sociedade tem por objecto:
(Dissolução)
Prestação de serviços nas áreas Denominação e sede
de fornecimentos e venda de extintores, A sociedade dissolve-se nos casos e nos
A sociedade adota a denominação ACM
manutenção, reparação e montagem de termos da lei.
Serviços, Sociedade Unipessoal, Limitada com
extintores.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO sede social em Maputo, Avenida 24 de Julho,
CAPÍTULO II 2.º andar, prédio 1330, distrito Kamphumo,
(Disposições finais)
podendo transferi-la livremente para qualquer
Capital social Um) Em caso de morte ou interdição de outro local do território nacional, bem como
único sócio, a sociedade continuará com os abrir filiais, sucursais, agências ou outras formas
ARTIGO QUARTO
herdeiros ou representantes do falecido ou de representação dentro e fora do país.
(Capital social) interdito, os quais nomearão entre um que a
todos represente na sociedade, enquanto a quota ARTIGO QUARTO
O capital social, integralmente subscrito e permanecer indivisa.
realizado em dinheiro, no valor de 10.000,00MT Dois) Em tudo quanto for omisso nos Objecto social
(dez mil meticais), correspondente a uma quota presentes estatutos aplicar-se-ão as disposições A sociedade tem como objecto social, a área
do único sócio, Alberto Jala Dacambane João, do Código Comercial e demais legislação em
de Transportes e Logística, que deverá operar
equivalente a 100% do capital. vigor na República de Moçambique.
em regime de incorporação de comércio que
Está conforme. consiste na área de transporte rodoviários.
ARTIGO QUINTO
Maputo, 27 de Dezembro de 2017. —
(Transmissão de quotas) A Técnica, Ilegível. ARTIGO QUINTO
É livre transmissão total ou parcial de quotas. Capital social, quotas dos sócios
e forma de realização
ARTIGO SEXTO
ACM Serviços - Sociedade O capital social é de 70.000,00MT (setenta
(Prestações suplementares)
mil meticais), integralmente realizado em
Unipessoal, Limitada
O sócio poderá efectuar prestações dinheiro, representado por quotas, sendo,
suplementares de capital ou suplementos a Certifico, para efeitos de publicação, que no Rafael Raul Muail uma cota no valor nominal
sociedade nas condições que forem estabelecidas dia 30 de Novembro de 2017, foi matriculada de 70.000,00MT (setenta mil meticais)
por lei. na Conservatória do Registo das Entidades representando 100% do capital.
292 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Muhammad Shueib Abdul Azize, solteiro,
de 26 anos de idade, de nacionalidade
Cessão da quota (Dissolução da sociedade)
moçambicana, natural de Maputo, residente
A cessão ou transmissão de quotas a Dissolvida a sociedade por acordo dos sócios na Avenida Mateus S. Muthemba, n.º 273,
estranhos fica dependente do consentimento e nos demais casos legais, todos os sócios serão rés-do-chão, titular do Bilhete de Identidade
liquidatários e a liquidação e partilha verificar- n.º 110100477604M, de quinze de Setembro
da sociedade a qual é sempre reservado o
se-ão como acordarem. Na falta de acordo, e de dois mil e dez, emitido pelo Arquivo de
direito de preferência deferido aos sócios se a se algum deles o pretender, será o activo social Identificação de Maputo.
sociedade dele não quiser fazer uso ou quando licitado em globo com obrigações de pagamento Muhammad Salman Abdul Azize, solteiro,
em assembleia geral uma forma de cessão for do passivo e adjudicado ao socio que melhor de 24 anos de idade, de nacionalidade
deliberada pelos sócios. preço oferecer, em igualdade de condições. moçambicana, natural de Maputo, residente
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO na Avenida Mateus S. Muthemba, n.º 273,
ARTIGO SÉTIMO
rés-do-chão, titular do Bilhete de Identidade
(Administração, gerência e repreensão (Direito da sociedade perante n.º 110106440186A, de dezasseis de Julho
da sociedade) as quotas oneradas) de dois mil e doze, emitido pelo Arquivo de
A sociedade reserva-se o direito de amortizar Identificação de Maputo.
Um) A gerência da sociedade, em todos os Muhammad Sufyan Abdul Azize, solteiro,
a quota de qualquer sócio quando sobre ela
seus actos e contractos, em juízo e fora dele, de 13 anos de idade, de nacionalidade
impede arrestos penhora ou providência
activa e passivamente, e incumbida ao sócio, cautelar. moçambicana, natural de Maputo, residente
Rafael Raul Muail, que desde já fica nomeado na Avenida Mateus S. Muthemba, n.º 273,
gerente, com dispensa de caução, bastando a sua ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO rés-do-chão, titular do Bilhete de Identidade
assinatura para obrigar validamente a sociedade. (Foro competente para delimir litígios) n.º 110100440230S, de doze de Abril de dois mil
Dois) O sócio gerente poderá, delegar e doze, emitido pelo Arquivo de Identificação
Para todos as questões emergentes do de Maputo.
mesmo em pessoa estranha a sociedade todos
presente contrato, quer entre os sócios, seus Pelo presente contrato é celebrado o contrato
ou parte dos seus poderes de gerência, conferido
herdeiros ou representantes, quer entre eles e a de constiuição de sociedade que se regerá pelas
para efeito, e respectivo mandato. própria sociedade, fica estipulado competente seguintes cláusulas:
Três) Fica vedado ao gerente obrigar a o tribunal da área da sede da sociedade, com
sociedade em actos e contratos estranhos aos expressa renúncia a qualquer outro. ARTIGO PRIMEIRO
negócios sociais da sociedade, tais como, letra
ARTIGO DÉCIMO QUARTO Denominação e sede
de favor, abonações ou actos semelhantes.
(Balanço da sociedade) A sociedade adopta a denominação de MS
ARTIGO OITAVO Tours, Limitada, e tem a sua sede na Avenida
Os anos sociais serão os civis e os balanços
(Assembleia geral da sociedade)
Patrice Lumumba, n.º 403, cidade de Maputo,
serão dados em 31 de Dezembro de cada ano,
podendo por deliberação da assembleia geral
devendo encerrar a 31 de Março imediato.
As assembleias gerais serão convocadas por abrir ou encerrar sucursais dentro ou fora do
simples cartas registadas e bem identificadas, ARTIGO DÉCIMO QUINTO país quando for conveniente.
dirigidas aos sócios, com 8 dias de antecedência
(Da lei subsidiária ao presente contracto) ARTIGO SEGUNDO
no mínimo, isto quando a lei não prescrever
formalidades especiais de comunicações. Se No caso da omissão do presente contrato da Duração
qualquer dos sócios estiver ausente da sede sociedade, regularão as deliberações sociais,
as disposições do Decreto-Lei n.º 2/2005, A duração da sociedade é por tempo
social a comunicações deverá ser feita com indeterminado e o seu início conta desde a data
de 27 de Dezembro com autorização legislativa
tempo suficiente para que possa comparecer ou da sua constituição. ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬
da lei n.º10/2005, de 23 de Dezembro, e demais
fazer se representar. legislação aplicável.
ARTIGO TERCEIRO
ARTIGO NONO Maputo, 19 de Dezembro de 2017. —
O Técnico, Ilegível. Objecto
(Quinhoar dos lucros)
Um) A sociedade tem por objecto a:
Os lucros líquidos apurados, depois de a) Actividades turísticas, agências de
deduzida a percentagem para fundos ou destinos viagens;
especiais criados em assembleia geral, serão MS Tours, Limitada b) Comércio e serviços de todas as classes
divididos pelos sócios na proporção das suas do CAE-Classes das Actividades
Certifico, para efeitos de publicação, que Económicas, com importação e
quotas, e em igual proporção serão suportadas
no dia 1 de Agosto de 2016, foi matriculada exportação;
as perdas se as houver.
na Conservatória do Registo das Entidades c) Serviços multimédias;
ARTIGO DÉCIMO Legais sob NUEL 100754428, uma entidade d) Rent-a-Car; e
denominada MS Tours, Limitada, entre: e) Representação de marcas comerciais
(Impedimento da dissolução) nacionais e estrangeiras e
Muhammad Abdul Azize, solteiro, de
agenciamentos.
A sociedade não se dissolverá por morte nacionalidade moçambicana, de 20 anos de
Dois) A sociedade poderá exercer quaisquer
ou impedimento de qualquer dos sócios, idade, natural de Maputo, residente na Avenida outras actividades complementares ou diversas
continuando a sua existência com o sobrevivo e Marginal, casa n.º 1, portador do Bilhete de de natureza económica e social do objecto
herdeiros ou representantes do sócio falecido ou Identidade n.º 110300101058I, de oito de social desde que para isso estejam devidamente
interdito, devendo estes nomear um que a todos setembro de dois mil e dez, emitido pelo autorizadas nos termos da legislação em vigor
represente. Enquanto a quota se manter indivisa. Arquivo de Identificação de Maputo. na República de Moçambique.
12 DE JANEIRO DE 2018 293
Três) A sociedade poderá adquirir CAPÍTULO IV Noémia Domingos Conhaque Muibi,
participações financeiras em sociedades a casada, maior, de nacionalidade
ARTIGO OITAVO
constituir ou já constituídas ainda que tenha moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
como objecto social diferente do da sociedade. De lucros, perdas e dissolução n.º 110100005337 A, emitido a 29 de Novembro
da sociedade de 2013, pela Direcção Nacional de Identificação
CAPÍTULO II Civil em Maputo Cidade.
Assembleia geral
ARTIGO QUARTO Celebra, ao abrigo do artigo 328.º do
Um) A assembleia geral reunir-se-á
Código Comercial, aprovado pelo Decreto-Lei
Capital social ordinariamente uma vez por ano para apreciação
n.º 2/2005, de 27 de Dezembro, o presente
e aprovação do balanço e contas do exercício
O capital social, integralmente subscrito e findo e repartição de lúcros e perdas. contrato de sociedade, que se regerá pelas
realizado em dinheiro é de vinte mil meticais, Dois) A assembleia geral poderá reunir- seguintes cláusulas:
dividido em quatro quotas iguais: se extraordinariamente quantas vezes forem
a) Uma de cinco mil meticais o necessário, desde que as circunstâncias assim ARTIGO PRIMEIRO
correspondente a vinte e cinco por o exijam para deliberar sobre qualquer assunto Denominação
cento do capital social, pertencente que diga respeito à sociedade.
ao sócio Muhammad Abdul Azize; A sociedade adopta a denominação de O
b) Outra de cinco mil meticais o ARTIGO NONO Xodò & Serviços – Sociedade Unipessoal,
correspondente a vinte e cinco por Lucros
Limitada, sendo uma sociedade comercial por
cento do capital social, pertencente quotas unipessoal de responsabilidade limitada,
Um) Dos lucros apurados em cada exercício que se regula pelo presente pacto social e demais
ao sócio Muhammad Salman Abdul
deduzir-se-á em primeiro lugar a percentagem legislação aplicável e em vigor na República de
Azize;
legalmente indicada para constituir a reserva
c) Outra de cinco mil meticais, Moçambique.
legal, enquanto não estiver realizada nos termos
correspondente a vinte e cinco por da lei ou sempre que seja necessário reintegrá-la.
cento do capital social, pertencente ARTIGO SEGUNDO
Dois) Cumprido com o disposto no número
ao sócio Muhammad Shueib Abdul anterior a parte restante dos lúcros será Duração
Azize; e distribuído entre os sócios de acordo com a
d) Outra de cinco mil meticais, A sociedade é constituída por tempo
percentagem das respectivas quotas.
correspondente a vinte e cinco por indeterminado, contando-se, para todos os
cento do capital social, pertencente ARTIGO DÉCIMO efeitos, o seu início a partir da data da celebração
ao sócio Muhammad Sufyan Abdul do presente acto constitutivo.
Dissolução
Azize.
A sociedade só se dissolve nos termos ARTIGO TERCEIRO
ARTIGO QUINTO fixados pela lei ou por comum acordo dos sócios Sede
quando assim o entenderem.
Aumento do capital Um) A sociedade tem a sua sede social na
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO cidade de Maputo.
O capital social poderá ser aumentado ou
diminuído quantas vezes for necessário desde Dos herdeiros Dois) Quando devidamente autorizada,
que a assembleia geral delibere sobre o assunto. pessoalmente pelo único sócio, a sociedade
Em caso de morte, interdição ou inabilitação
poderá deslocar livremente a sua sede social
ARTIGO SEXTO de um dos sócios da sociedade os seus herdeiros
dentro da mesma província ou para outras
assumem automaticamente o lugar na sociedade
Divisão e cessão de quotas com dispensa de caução, podendo estes nomear províncias, abrir e encerrar delegações,
seu representante se assim o entender desde filiais, sucursais, agências ou outras formas
Um) Sem prejuízo das disposições legais em que obedeçam o preceituado nos termos da lei. de representação em território nacional ou
vigor a cessação ou alienação de toda ou parte no estrangeiro, pelo tempo que entenda
de quotas deverá ser do consenso dos sócios ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO conveniente.
gozando estes do direito de preferência.
Casos omissos
Dois) Se nem a sociedade nem os sócios não ARTIGO QUARTO
mostrarem interesse pela quota do cedente, este Os casos omissos, serão regulados nos
Objecto
decidirá pela sua alienação a quem pelos preços termos do Código Comercial em vigor desde
que melhor entender, gozando o novo sócio o ano de dois mil e seis e demais legislação Um) A sociedade tem por objecto:
dos direitos correspondente a sua participação aplicável na República de Moçambique. a) Atelier:
na sociedade. Maputo, 19 de Dezembro de 2017. — b) Importação e exportação de artigos;
O Técnico, Ilegível. c) Costura e venda de roupa;
CAPÍTULO III d) Venda de acessórios;
ARTIGO SÉTIMO e) Organização de eventos.
Dois) A sociedade poderá ainda exercer
Administração O Xodò & Serviços - quaisquer outras actividades permitidas por
Um) A administração e gestão da sociedade e Sociedade Unipessoal, lei, directa ou indirectamente relacionadas com
sua representação em juízo e fora dela, activa e o seu objecto social, desde que devidamente
Limitada
passivamente, passa desde já a cargo dos sócios autorizada pessoalmente pelo único sócio.
com dispensa de caução, que ficam nomeados Certifico, para efeitos de publicação, que no Três) A sociedade poderá subscrever
desde já administradores. dia 14 de Novembro de 2017, foi matriculada participações sociais em qualquer outra
Dois) Os administradores têm plenos na Conservatória do Registo das Entidades sociedade ou associar-se a outras entidades,
poderes para nomearem mandatários da Legais sob NUEL 100926237 uma entidade públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras,
sociedade, conferindo lhes caso for necessário denominada O Xodò & Serviços – Sociedade desde que devidamente autorizada pessoalmente
os poderes de representação. Unipessoal, Limitada. pelo único sócio.
294 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO QUINTO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Terminal de Fertilizantes,
Capital social Distribuição dos lucros S.A.
Um) O capital social, integralmente subscrito Os lucros líquidos apurados e aprovados Certifico, para efeitos de publicação, que
e realizado em numerário é de vinte mil meticais pessoalmente pelo único sócio em cada ano de por escritura do dia dezasseis de Outubro
e corresponde a uma única quota pertencente exercício, terão a seguinte aplicação: do ano de dois mil e dezassete, lavrada de
à sócia Noémia Domingos Conhaque Muibi. a) Vinte por cento para constituição e folhas cento quarenta e cinco e seguintes do
Dois) O capital social pode ser aumentado, reintegração da reserva legal, até livro de escrituras avulso número trinta e sete
sendo os quantitativos, modalidades termos e um quinto do capital social; da Terceira Conservatória do Registo Civil
condições deliberados pessoalmente pelo sócio b) O restante para dividendos ao e Notariado da Beira, a cargo de Mário de
que preferirá nesse aumento. Amélia Michone Torres, conservador e notário
sócio, salvo se o sócio deliberar
superior da referida conservatória, a empresa
afectá-lo, total ou parcialmente, à
ARTIGO SEXTO Fertilizer Terminal Company S.A. accionista
constituição e reforço de quaisquer
única representada neste acto por senhor doutor
Das prestações suplementares reservas ou destiná-lo a outras Anastácio Miguel Ndapassoa, na qualidade
Poderão ser efectuadas prestações aplicações específicas no interesse de procurador, com poderes bastantes para o
suplementares de capital de que a sociedade da sociedade; referido acto, nesta qualidade que intervém
careça para o desenvolvimento da sua actividade, c) Por deliberação do sócio, poderão dissolve a referida sociedade dado que, a mesma
até ao montante do capital social subscrito e anualmente ser constituídas reservas cessou a sua actividade e por unanimidade se
realizado, na proporção da quota e conforme for especiais para investimentos, deliberou:
deliberado pelo sócio quanto ao prazo, montante aquisições de participações sociais a) A dissolução da sociedade.
e demais condições relevantes. noutras empresas, ou quaisquer b) A aprovação das contas e do balanço
outras aplicações no património do exercício final, reportados à data
ARTIGO SÉTIMO da empresa. da dissolução, com declaração de
enceramento da liquidação, por
Dos suprimentos
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO se reconhecer inexistir activo e
O sócio poderá fazer os suprimentos que passivo, dando assim por liquidada
Alienação de quota e transformação
a sociedade carecer, mediante condições a e considerando as respectivas
da sociedade contas aprovadas, ficando os livros
estabelecer em deliberação do sócio para o
efeito e respeitando os limites e termos da lei O sócio único pode deliberar pessoalmente e demais escrituração comercial
comercial. ceder a sua quota, total ou parcialmente, bem confiados à guarda do representante
que se encarregará de proceder
como transformar a sociedade nas condições
ARTIGO OITAVO aos necessários actos de registo
que forem mais convenientes e no respeito pela
comercial.
Administração da sociedade lei comercial aplicável.
Está conforme.
A representação da sociedade, em juízo e ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Terceira Conservatória do Registo Civil
fora dele, activa e passivamente, será exercida e Notariado da Beira, 28 de Novembro
pelo sócio, o qual poderá constituir mandatários Dissolução da sociedade
de 2017. — O Conservador e Notário Superior,
nos termos da lei comercial com poderes para A sociedade só se dissolverá nos casos e nos Mário de Amélia Michone Torres.
o efeito. termos previstos na lei e conforme deliberado
pessoalmente pelo único sócio.
ARTIGO NONO
Forma de obrigar a sociedade ARTIGO DÉCIMO QUARTO PRC Ferragens, E.I.
Um) Para que a sociedade fique validamente Casos omissos Certifico para efeitos de publicação no
obrigada nos seus actos e contratos, é necessária Em tudo o mais que fica omisso regularão Boletim da República, que por Registo de dois
a assinatura do sócio ou de quem legalmente o de Outubro, de dois mil e dezassete, lavrado a
as disposições do Código Comercial e
represente nos termos e limites do respectivo folhas 10 v, do Livro de Registos de Empresas
demais legislação aplicável na República de
mandato. em Nome Individual B-4, sob o n.º 2174,
Moçambique. desta Conservatória, perante mim, Yolanda
Dois) Os actos de mero expediente poderão
ser assinados por qualquer trabalhador Luisa Manuel Mafumo, licenciada em Direito,
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
conservadora e notária superior, compareceu
da sociedade, devidamente autorizado e
Disposições transitórias como outorgante o comerciante Pascoal
credenciado para o efeito.
Roldão da Conceição, solteiro, maior, natural
É designado como administradora da de Namacurra de nacionalidade Moçambicana
ARTIGO DÉCIMO
sociedade a sócia Noémia Domingos Conhaque e residente na Cidade de Pemba, Província
Balanço e contas de resultado Muibi. de Cabo Delgado. E por ele foi dito que, pelo
Feito em Maputo, aos 10 de Outubro presente registo, constitui entre si, uma Empresa
Um) O exercício do ano social coincide com em Nome Individual, denominada P.R.C -
de 2017, em quatro exemplares, todos em língua
o ano civil, salvo para efeitos fiscais e desde Ferragens, E.I.
que a sociedade obtenha as autorizações para o portuguesa, de igual valor uma vez assinados e
Exerce a actividades de Comércio por
efeito, nos termos legais. rubricados presencialmente pelas partes, perante
grosso de materiais de construção excepto
Dois) O balanço e contas de resultados de a notária. madeira e equipamento sanitário, nos termos do
cada exercício carecem de aprovação pessoal Maputo, 19 de Dezembro de 2017. — Alvará n° 1308/02/01/GR/2017 aprovado pelo
do sócio. O Técnico, Ilegível. Decreto n.º 34/13 de 2 de Agosto.
12 DE JANEIRO DE 2018 295
Tem a sua sede na rua do Aeroporto, bairro província de Inhambane, portadora do Bilhete ARTIGO QUARTO
de Cariacó, cidade de Pemba, província de Cabo de Identidade n.º 060704881511S, emitido em
(Duração)
Delgado. Iniciou as suas actividades aos um de Chimoio, aos 16 de Fevereiro de 2017, Alice
Setembro de dois mil e dezassete. Verónica Benjamim Sueia, solteira, natural A associação tem o seu início na data da
Usa como firma a denominação acima de Chimoio, província de Manica, portadora aprovação da presente escritura e durará por
lançada. do Bilhete de Identidade n.º 030100598487C, tempo indeterminado.
Documentos: Requerimento de 29 de emitido em Chimoio, aos 6 de Janeiro de 2016,
Setembro de 2017, Declaração de Início de Páscoa Armando, solteira, natural de Chimoio, ARTIGO QUINTO
Actividade de 29 de agosto de 2017, Alvará província de Manica, portadora do Bilhete de (Objectivos)
n.º 1308/02/01/GR/2017 aprovado pelo Decreto Identidade n.º 64809362, emitido em Chimoio,
n.º 34/13 de 2 de Agosto que se arquivam no aos 7 de Novembro de 2017 e Luísa Fernando A finalidade da AGEG Manica é de
maço dos documentos do corrente ano. - Índice Fairanei, solteira, natural de Chimoio, província contribuir para a redução da vulnerabilidade
2 da letra P sob o n.º 35 à folhas 103 verso do de Manica, portadora do Bilhete de Identidade das populações mais carentes na província e
livro de comerciantes em nome individual. n.º 060104402327J, emitido em Chimoio, como tal tem por objectivos os seguintes:
Por ser verdade se passou a presente certidão aos 11 de Setembro de 2013. a) Prestar assistência aos grupos mais
que depois de revista e consertada, assino. carenciados de crianças, jovens e
A Associação Centro Nhamadjessa
O Conservador, ilegível. mulheres;
constituída a 10 de Novembro de 2017,
Conservatória dos Registos de Pemba, aos b) Promover a educação comunitária e
rege-se pelos presentes estatutos, gozando nutricional;
dois de Outubro de dois mil e dezassete. — de personalidade jurídica a partir da data do
A Técnica, Ilegível. c) Disseminar boas práticas de saúde,
seu registo definitivo e terá como capacidade nutrição e educação;
todos os direitos e obrigações necessárias, d) Promover a igualdade e equidade de
convenientes ou inevitáveis à prossecução do género;
seu fim, tendo por isso as liberalidades que e) Formar jovens e mulheres em
Associação Centro possam ser consideradas usuais, segundo as actividades que possam gerar
Nhamadjessa circunstâncias da época e as condições da rendimentos, nomeadamente, agro-
própria associação, nem tão pouco havidas pecuárias, corte e costura e de
Certifico, para efeitos de publicação, serviços diversos;
que por despacho do senhor Governador como contrárias ao fim desta.
f) Desenvolver parcerias com instituições
da Província de Manica de vinte e dois de A associação só responde civilmente pelos
públicas e privadas, bem como com
Novembro de dois mil e dezassete, a cargo de actos, ou omissões de quem legalmente a
organizações da sociedade civil,
Alberto Ricardo Mondlane, no exercício de represente. nacionais ou estrangeiras.
funções de Governador, compareceram como A associação trabalha em coordenação e
outorgantes: Benedito Augusto MChochoma, articulação com o Gabinete do Cônjuge do CAPÍTULO II
casado, natural de Mepocha-Lago, portador Governador ou Governadora da Província de
do Bilhete de Identidade n.º 060100450415N, Dos membros
Manica, visto o fim que este último prossegue.
emitido pelo Arquivo de Identificação Civil de ARTIGO SEXTO
Chimoio, aos 26 de Agosto de 2010, Clementina CAPÍTULO I
(Categorias)
Francisco Simbine Amos, casada, natural de
Xai-Xai, portadora do Bilhete de Identidade Da denominação, natureza, sede
Um) Pode ser membro da AGEG Manica,
n.º 070100012601C, emitido pelo Arquivo de e duração todo o cidadão nacional, maior de 18 anos de
Identificação Civil da Beira, aos 13 de Novembro ARTIGO PRIMEIRO idade, instituições privadas ou públicas desde
de 2009, Maria de Fátima Carlos Pindula, que não estejam impedidas pela lei, que aceitem
casada, natural de Espungabera-Mossurize, (Denominação) e respeitem os estatutos da AGEG Manica.
portadora do Passaporte n.º 13AF13155, Dois) A associação têm as seguintes
A associação adopta a seguinte
emitido na cidade de Maputo, aos 23 de categorias de membros:
denominação: Associação Centro Nhamadjessa,
Janeiro de 2015, Margarida André Lambete a) Membros Fundadores: compreende os
Camundimo, solteira, natural de Nhacabau, abreviadamente designada AGEG Manica.
que tiveram a iniciativa de constituir
distrito de Manica, portadora do Bilhete de e legalizar a AGEG Manica e os
ARTIGO SEGUNDO
Identidade n.º 060105345572I, emitido em que tenham participado na 1.ª
Chimoio, aos 4 de Junho de 2015, Filomena (Natureza) Assembleia Geral Constitutiva;
Meigos Macie Manhiça, casada, natural de b) Membros Efectivos: são os que se
A AGEG Manica é uma pessoa colectiva
Nlamanculo, província de Maputo, portadora identificam com os objectivos
do Bilhete de Identidade n.º 060701473814C, de direito privado, sem fins lucrativos, dotada da AGEG Manica, de acordo
emitido em Chimoio, aos 17 de Março de 2016, de personalidade jurídica e de autonomia com o artigo sexto e participam
Francisca Teodoro Sandramo, casada, natural administrativa e financeira. activamente na prossecução dos
de Chimoio, província de Manica, portadora seus objectivos e tenham, além da
ARTIGO TERCEIRO inscrição aceite, a jóia e a quota
do Bilhete de Identidade n.º 060100313677F,
emitido em Chimoio, aos 11 de Abril de (Sede) mensal pagas;
2017, Maria Emília Vicente Cebola, casada, c) Membros Beneméritos: são pessoas
natural de Marcos Coutinho, província de Um) A associação tem a sua sede na cidade singulares ou colectivas nacionais
Tete, portadora do Bilhete de Identidade de Chimoio, sita na província de Manica. ou estrangeiras que contribuam
n.º 060106062194B, emitido em Chimoio Dois) Por deliberação da Assembleia Geral, material ou financeiramente,
aos 13 de Junho de 2016, Teresa Bulachane a associação poderá estabelecer delegações nos ou ainda em serviços para a
Vilanculos Mutar, casada, natural de Vilanculo, distritos da província de Manica. prossecução dos fins da associação.
296 III SÉRIE — NÚMERO 9
ARTIGO SÉTIMO f) Exclusão de cargos sociais; ARTIGO DÉCIMO QUINTO
g) Expulsão.
(Direitos) (Competências)

Um) Os membros têm o direito de: ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Compete à Assembleia Geral:
a) Participar nas actividades da associação (Graduação das medidas disciplinares) a) Aprovar e alterar o presente estatutos;
a que for convocado; b) Apresentar membros que sejam
b) Exercer o seu direito de voto; Um) Para aplicação das sanções disciplinares candidatos para o exercício
c) Eleger e ser eleito para os diversos deve-se tomar em consideração e ponderar de cargos sociais, mediante
órgãos da associação nos termos a gravidade da infracção cometida, as apresentação de listas individuais ou
dos presentes estatutos; circunstâncias em que se produziram os factos, colectivas que devem ser sufragadas
d) Beneficiar de todas as facilidades o grau de culpabilidade e a conduta do membro exclusivamente por votos secretos;
que a sua categoria de membro lhe na associação. c) Aprovar o regulamento interno;
oferece; Dois) Pela mesma infracção não se pode d) Apreciar e aprovar o balanço anual, o
aplicar mais do que uma sanção disciplinar. plano de actividade e o relatório do
e) Receber informações e esclarecimentos
Três) A infracção do membro, considera-se Conselho Fiscal;
dos órgãos da agremiação sobre o
particularmente grave sempre que a sua prática e) Atribuir a categoria de membro
andamento das actividades;
seja repetida, intencional e com prejuízo grave benemérito;
f) Apresentar propostas e reclamações
para a associação. f) Aplicar as penas de expulsão e autorizar
aos órgãos da associação sobre
Quatro) A aplicação de qualquer sanção pedidos de demissão;
assuntos que dizem respeito ao bom
disciplinar, salvo as previstas nas alíneas a) g) Deliberar sobre assuntos que não sejam
funcionamento da associação. da competência dos outros órgãos.
e b) do artigo anterior, deve ser precedida de
ARTIGO OITAVO prévia instauração de processo disciplinar no ARTIGO DÉCIMO SEXTO
prazo de sessenta dias após o conhecimento
(Deveres) (Convocação)
da infracção, e que contenha a notificação ao
São deveres dos membros fundadores e membro dos factos de que é acusado, a eventual É da competência do Conselho de Direcção
efectivos: resposta deste a ser produzida no prazo de dez convocar a Assembleia Geral, sempre que
a) Cumprir as obrigações contidas nos dias, o relatório final e a decisão do Conselho necessário, e extraordinariamente a pedido de,
presentes estatutos e as deliberações Directivo. pelo menos um terço dos membros em gozo dos
dos órgãos sociais; seus direitos, ou ainda que a requerimento do
b) Contribuir activamente para a CAPÍTULO III Conselho Fiscal.
realização dos fins associativos; Dos órgãos sociais
c) Exercer com zelo e dedicação qualquer ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
cargo associativo para que tiver ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
(Funcionamento)
sido eleito; (Órgãos e duração dos seus mandatos)
g) Pagar pontualmente a jóia e as quotas Um) A Assembleia Geral reúne uma vez por
de membros. Um) São órgãos da Associação Centro ano e extraordinariamente quanta vezes forem
Nhamadjessa: convocadas pelo Conselho de Direcção nos
ARTIGO NONO a) Assembleia Geral; termos do número anterior.
b) Conselho de Direcção; Dois) As deliberações são válidas quando
(Perda da qualidade de membros) tomadas por maioria dos membros presentes.
d) Conselho Fiscal.
Um) Perde a qualidade de membro: Dois) O mandato dos órgãos sociais Três) As deliberações sobre as alterações aos
a) O que assumir um comportamento mencionados no número anterior é de cinco estatutos são válidas quando tomadas por dois
contrário às boas práticas, às leis e anos. Os dirigentes dos órgãos sociais podem terços dos membros presentes.
aos fins da associação; ser reeleitos. SECÇÃO II
b) Pela renúncia à sua qualidade de Três) As decisões da AGEG Manica são
membro; tomadas por consenso. Do Conselho de Direcção
c) Os que forem expulsos nos termos dos
SECÇÃO I ARTIGO DÉCIMO OITAVO
presentes estatutos.
Dois) A perda da qualidade de membro não Da Assembleia Geral (Definição)
confere o direito de restituição das quotas pagas.
O Conselho de Direcção é o órgão que dirige
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO a Associação Centro Nhamadjessa.
ARTIGO DÉCIMO
(Composição)
(Sanções) ARTIGO DÉCIMO NONO
A Assembleia Geral é órgão máximo da
A violação dos deveres de membro determina (Composição)
associação e é constituída por todos os membros
a aplicação das seguintes sanções: fundadores e efectivos da AGEG Manica, em Um) O Conselho de Direcção é composto
a) Advertência; pleno gozo dos seus direitos associativos. por:
b) Repreensão registada; a) Um presidente;
c) Exclusão de direito de voto por um ARTIGO DÉCIMO QUARTO b) Um secretário executivo;
prazo máximo de 12 meses; c) Um vogal.
(Direcção)
d) Suspensão da qualidade de membro Dois) Os directores executivos das
por um prazo máximo de 12 meses; As sessões da Assembleia Geral são dirigidas instituições pertencentes à AGEG Manica são
e) Suspensão de cargos nos órgãos e por uma Mesa da Assembleia, constituída por convidados permanentes às sessões do Conselho
actividades da associação; um presidente, um secretário e um vogal. de Direcção.
12 DE JANEIRO DE 2018 297
ARTIGO VIGÉSIMO ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO Dois) É considerada contrária ao fim da
associação a prestação de garantias reais ou
(Competências) (Composição)
pessoais a dívidas de outras entidades.
Um) São competências do Conselho de O Conselho Fiscal é constituído por um
Direcção: presidente, um secretário e um vogal, eleitos ARTIGO VIGÉSIMO NONO
a) Assegurar o funcionamento da pela Assembleia Geral.
(Dissolução)
associação e a gestão diária da ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO Um) A AGEG Manica pode dissolver-se:
mesma;
(Competências) a) Por deliberação da Assembleia Geral,
b) Administrar os recursos financeiros
ouvidos os membros presentes;
e o património da AGEG Manica; São competências do Conselho Fiscal: b) Por demais casos previstos na
c) Elaborar o regulamento interno a) Fiscalizar a observância da lei, dos legislação em vigor no país.
e propor a sua aprovação pela estatutos, do regulamento interno Dois) A Assembleia Geral decidirá sobre o
Assembleia Geral; e das deliberações da Assembleia
destino do património nos termos da lei.
d) Apresentar o balanço anual, o relatório Geral;
b) Examinar anualmente as contas Está conforme.
de prestação de contas, o plano de
da associação ou sempre que Cartório Notarial de Chimoio, 6 de Dezembro
actividades e o orçamento anual
considerar conveniente; de dois mil e dezassete. — A Conservadora e
para aprovação da Assembleia
c) Fiscalizar a gestão financeira e a Notária, Ilegível.
Geral; conservação do património da
e) Propor a aplicação de medidas de associação;
expulsão à Assembleia Geral; d) Emitir parecer sobre o balanço anual
f) Instaurar processos disciplinares e e relatório de prestação de contas Associação Agro-Pecuária
aplicar aos membros infractores apresentadas pelo Conselho de de Valha
as restantes medidas disciplinares; Direcção à Assembleia Geral;
g) Aprovar os trabalhos, projectos, e) Sempre que o Conselho Fiscal detectar CAPÍTULO I
pogramas e outras iniciativas da irregularidades nas contas, deverá
requerer a realização da Assembleia Dos princípios gerais
AGEG Manica.
Geral Extraordinária ao abrigo do ARTIGO PRIMEIRO
Dois) Compete especialmente ao Presidente
artigo décimo sétimo.
da AGEG Manica: (Denominação)
a) Dirigir a associação e representá- ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
A Associação Agro-Pecuária de Valha,
la em juízo e fora dela, activa e
(Funcionamento) adiante designada por Associação Agro-
passivamente;
Pecuária de Valha, é uma pessoa colectiva de
b) Contratar pessoal para prestar serviços O Conselho Fiscal reúne ordinariamente
direito privado, sem fins lucrativos, de carácter
na associação e suas instituições; duas vezes por ano, e extraordinariamente,
social, dotado de personalidade jurídica e
c) Convocar e presidir as sessões do sempre que for convocado pelo respectivo
de autonomia administrativa, financeira e
Conselho Directivo. presidente.
patrimonial.
Três) Compete ao secretário executivo a CAPÍTULO IV
gestão administrativa e financeira da associação. ARTIGO SEGUNDO
Quatro) Compete ao vogal a direcção Do património e fundos
(Sede e duração)
executiva do Centro que se encontra no bairro ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
Um) A Associação Agro-Pecuária de Valha
de Nhamadjessa.
(Património) de âmbito local, tem a sua sede na localidade
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO de Sábiè, posto administrativo de Sábiè, distrito
O património da AGEG Manica é constituído
de Moamba, província de Maputo.
pelos bens móveis e imóveis doados ou
(Funcionamento) Dois) A Associação Agro-Pecuária de Valha
adquiridos.
poderá criar delegações ou outras formas de
Um) O Conselho de Direcção reúne
ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO representação em outros postos administrativos,
ordinariamente de 15 em 15 dias e, distrito ou província, sempre que tal seja
extraordinariamente sempre que para tal for (Fundos) considerado necessário por deliberação da
convocado pelo presidente. Assembleia Geral.
Constituem fundos da AGEG Manica:
Dois) O Presidente do Conselho de Direcção a) A jóia e as quotas dos membros; Três) A duração desta associação é por tempo
é o Presidente da AGEG Manica. b) Doações; indeterminado, contando o seu início a partir da
Três) O Conselho de Direcção delibera c) Receitas resultantes da prestação de data da sua constituição.
estando presente a maioria dos seus membros. serviços e de outras actividades
ARTIGO TERCEIRO
produzidas.
SECÇÃO I (Objectivos)
CAPÍTULO V
Do Conselho Fiscal A Associação Agro-Pecuária de Valha tem
Das disposições finais como objectivos:
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO a) Lutar pelo desenvolvimento económico
ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
(Definição) e social de Valha em colaboração
(Lei aplicável)
com o Governo local;
O Conselho Fiscal é o órgão responsável pelo Um) A AGEG Manica rege-se pelos b) Promover a prática da agricultura no
controle da observância da lei, dos estatutos e da presentes estatutos, pela legislação em vigor geral e prestar serviços gerais nas
gestão de fundos e do património da associação. aplicável às associações e demais leis. comunidades locais;
298 III SÉRIE — NÚMERO 9
c) Promover o respeito pelos valores b) Contribuir na definição das políticas d) Interdição de eleger e ser eleito por um
culturais e hábitos sadios da de acção e estratégias de trabalho período de três meses a seis meses
comunidade; da associação; com pagamento de multa no valor
d) Contribuir na prevenção e combate c) Votar e ser votado para os órgãos não inferior a mil meticais;
aos males sociais incluindo o HIV/ sócias e não podendo votar como e) Ficarão suspensos também dos seus
SIDA; mandatário de outro; direitos os membros que, sem
e) Reduzir o recurso a violência e greves d) Representar sabiamente a organização motivo justificado abandonem a
na resolução de diferendos; em todos os cantos, nos organismos organização por um período igual
f) Promover a justiça social e igualdade nacionais e internacionais com ou superior a um ano. A suspensão
de direitos e género; vista a promoção da boa imagem termina quando o membro tiver
da associação; regularizado a sua situação através
g) Contribuir para o diálogo entre o poder
e) Formular propostas de ideias que de uma nota escrita explicativa
político e a comunidade;
coadunam com os fins e actividades pedindo a readmissão;
h) Promover o intercâmbio com
da organização; f) Despromoção da categoria ou função
associações de camponeses na
f) Receber dos órgãos da associação que estiver a exercer;
zona assim como outro tipo de
informações e esclarecimentos g) Expulsão em caso de ter todas
organizações que operam na mesma advertências acima mais continua
sobre actividades da organização;
área de actividade. rebelde. Este usado como ultimo
g) Usufruir dos benefícios que advenham
das actividades económicas da recurso.
CAPÍTULO II
organização;
Dos membros ARTIGO NONO
h) Beneficiar e utilizar os bens da
ARTIGO QUARTO associação que destine para o uso (Exclusão do membro)
comum dos associados;
Podem ser membros da Associação Agro- Constituem causas de exclusão de membros
NB: Para os fins da alínea c) do número
Pecuária de Valha: por iniciativa da direcção, devidamente
anterior só é admissível a acção de membros
a) Pessoas singulares ou colectivas, fundamentada, a prática de actos que provoquem
em pleno gozo dos seus direitos estatutários.
danos morais ou materiais a organização.
nacionais ou estrangeiras que
ARTIGO SÉTIMO Também pode o membro perder a qualidade de
expressamente e/ou aceite de livre
membro da associação por sua livre vontade,
e espontânea vontade os estatutos (Deveres) desde que comunique por escrito aos órgãos da
desta associação;
Constituem deveres dos membros desta gestão da associação.
b) Os que apoiam os objectivos da
organização e sejam admitidos pela associação os seguintes:
CAPÍTULO III
Assembleia Geral. a) Cumprir cabalmente com o estabelecido
no estatuto da associação; Dos órgãos sociais
ARTIGO QUINTO b) Contribuir para o bom nome e e seu funcionamento
objectiva realização dos objectivos
(Categorias) ARTIGO DÉCIMO
da associação;
As categorias dos membros da Associação c) Cumprir com a deliberação dos órgãos (Órgãos)
Agro-Pecuária de Valha são as seguintes: sócias e participar nas assembleias
Os órgãos sociais da Associação Agro-
a) Membros fundadores – são todos gerais;
Pecuária de Valha, são os seguintes:
aqueles que tenham colaborado na d) Participar na divulgação das actividades
a) Assembleia Geral;
criação da organização e ou que realizadas pela associação;
b) Conselho de Direcção;
se acharem inscritos na acta da e) Representar a associação em actos
c) Conselho Fiscal.
públicos ou oficias, quando forem
assembleia constituinte;
indigitados para tal; ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
b) Membros efectivos - os que venham a
f) Informar a direcção sobre quaisquer
ser admitidos mediante os estatutos; (Mandato)
anomalias ou danos causados a
c) Membros contribuintes - Aquelas
associação; Os órgãos sociais são eleitos durante a
pessoas singulares ou colectivas
g) Defender o bom nome da associação; Assembleia Geral, por um período de 4 anos,
nacionais ou estrangeiras
h) Pagar quotas e outro tipo de podendo os seus titulares serem eleitos por mais
que apoiam materialmente e contribuições que for definido em de dois mandatos consecutivos, na base de voto
financeiramente a organização; Assembleia Geral secreto e individual.
d) Membros honorários - São eleitos
e m Asse m ble ia G era l e n tre ARTIGO OITAVO ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
pessoas individuais ou colectivas
(Sanções) (Assembleia Geral)
em reconhecimento do seu papel
notável na defesa e promoção dos Os membros que não cumprem com os Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo
objectivos da organização. seus deveres ou abusem dos seus direitos serão da organização, e é composto por todos os
sujeitos as seguintes sanções: membros em pleno gozo dos seus direitos,
ARTIGO SEXTO a) Repreensão verbal (por duas vezes); as suas deliberações são obrigatórias para os
(Direitos)
b) Repreensão registada; restantes órgãos e para os membros.
c) Interdição de acesso a instituição e aos Dois) A Mesa da Assembleia Geral é
Constituem direitos dos membros da campos agrícolas da organização constituída por três elementos a saber:
Associação Agro-Pecuária de Valha os seguintes: por um período de 3 meses ou a) Um presidente;
a) Participar em todas as actividades da corte do acesso ás informações da b) Um vice – presidente; e
organização; associação; c) Um secretário.
12 DE JANEIRO DE 2018 299
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO ARTIGO DÉCIMO QUINTO ARTIGO DÉCIMO OITAVO
(Funcionamento) (Conselho de Direcção) (Conselho Fiscal)

Um) A Assembleia Geral, reúne-se O Conselho de Direcção reúne-se O Conselho Fiscal é composto por três
ordinariamente uma vez por ano convocada ordinariamente pelo menos duas vezes membros a saber:
pelo Presidente da Mesa da Assembleia trimestralmente e extraordinariamente a) Um presidente;
Geral, ouvido o Conselho de Direcção e sempre que as circunstâncias o exigirem. As b) Um vice-presidente;
extraordinariamente sempre que for necessário. deliberações do Conselho de Direcção são c) Um secretário.
Dois) A Assembleia Geral estará tomadas por maioria absoluta e em caso de
regularmente constituída quando estiver ARTIGO DÉCIMO NONO
empate, o presidente tem voto de qualidade
presente 1/3 dos membros da organização. para desempatar. (Competências)
Três) No caso da Assembleia Geral não
reunir na data marcada por insuficiência de ARTIGO DECIMO SEXTO Compete ao Conselho Fiscal o controlo e a
quórum durante 2 dias, a mesma poderá reunir fiscalização da organização assim como:
(Constituição do Conselho de Direcção) a) Examinar a escrituração e os
no terceiro dia com a presença de qualquer
numero de membros. O Conselho de Direcção desta associação é documentos e fazer a verificação
Quatro) A Assembleia Geral extraordinária composto por: dos valores patrimoniais;
pode ser convocada sempre que se julgar a) Um presidente da associação; b) O Conselho de Fiscal reúne-
necessário pelo Conselho de Direcção, b) Um vice-presidente; se ordinariamente pelo menos
Presidente da Mesa da Assembleia Geral, c) Um secretário; duas vezes trimestralmente e
Conselho Fiscal ou por um terço dos membros d) Um vogal; extraordinariamente sempre que as
em pleno gozo dos seus direitos solicitação para circunstâncias o exigirem;
e) Um tesoureiro.
tal será dirigida a Mesa da Assembleia Geral a c) Dar parecer sobre o relatório de
quem compete analisar e tomar decisões. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO actividades e de contas bem
Cinco) As deliberações da Assembleia Geral como sobre o plano de acção e o
(Competências)
são tomadas por maioria simples de votos orçamento para o ano seguinte;
exceptuando-se nos casos referentes a alteração Compete ao Conselho de Direcção da d) Dar parecer sobre quaisquer assuntos
dos estatutos e da extensão da organização que associação: que os outros órgãos sociais
deve ser em consenso de todos os integrantes a) Gerir o dia-a-dia da organização; submetam a apreciação;
da associação. b) Garantir o cumprimento dos objectivos e) Verificar o cumprimento dos estatutos,
da organização; regulamentos internos e quaisquer
ARTIGO DÉCIMO QUARTO c) Superintender todos os actos anomalias.
(Competências) administrativos e bom
ARTIGO VIGÉSIMO
funcionamento da organização;
Compete a Assembleia Geral definir as d) Definir funções, actividades e (Cooperação)
linhas de actuação da organização, em especial remuneração do pessoal recrutado
as seguintes: A Associação Agro-Pecuária de Valha
e exercer acções disciplinar sobre associar-se-á em organizações nacionais ou
a) Eleger e destituir os membros dos o mesmo;
órgãos sociais; estrangeiras que prossigam fins semelhantes e
e) Elaborar anualmente os relatórios de cooperar com todas entidades de boa vontade
b) Deliberar sobre a alteração dos
actividades e de contas, bem como para o desenvolvimento sócio-económico da
estatutos ou extinção da organização
o plano de acção e orçamento para organização.
por consenso;
o ano seguinte;
c) Definir o programa e as linhas gerais
f) Representar a organização junto de CAPÍTULO IV
da actuação da associação;
organismos oficiais e privados;
d) Deliberar sobre a contratação de Dos fundos
g) Submeter a Associação Geral a
empréstimos;
proposta da eleição de membros ARTIGO VIGÉGIMO PRIMEIRO
e) Conferir distinção de membros
honorários e beneméritos; São considerados fundos da Associação
honorários de benemérito, sempre
h) Propor a Mesa da Assembleia Geral a Agro-Pecuária de Valha:
que as circunstâncias o justifiquem;
f) Aprovar o relatório anual de actividades realização das assembleias gerais a) O produto de trabalho realizado pela
bem como o relatório anual de contas extraordinárias; organização;
e o orçamento das associações, bem i) Submeter a Mesa da Assembleia b) Doações, subsídio, legados e quaisquer
como o parecer do Conselho Fiscal; Geral os assuntos que entender outras subvenções de pessoas
g) Conferir distinção de membros pertinentes para a sua apreciação; singulares, colectivas, privadas ou
honorários de benemérito, sempre j) Representar a associação em juízo e públicas, nacionais ou estrangeiras;
que as circunstâncias o justifiquem; fora dela; c) Os valores colectados da venda de
h) Aprovar o relatório anual das k) Estabelecer relações de cooperação bens ou serviços que a organização
actividades bem como o relatório com organismos congéneres, realize no seu campo agrícola;
anual de contas e o orçamento da nacionais e estrangeiros; d) A jóia é de 300,00 MT e a quota mensal
associação, bem como o parecer do l) Assinar memorandos e contratos com é de 100, 00 MT;
Conselho Fiscal; outras instituições com vista o e) O valor da jóia e a cota mensal podem
i) Deliberar sobre todos os assuntos não desenvolvimento da organização; ser reajustados periodicamente pela
inclusos no âmbito de competências m) Gerir os fundos e o património da decisão da Assembleia Geral da
dos restantes órgãos sociais. organização. associação.
300 III SÉRIE — NÚMERO 9
CAPÍTULO V Comité de Gestão de CAPÍTULO II
Das causas da dissolução Recursos Naturais de Dos objectivos
da associação Chaimite Sede ARTIGO SEXTO
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO CAPÍTULO I Um) São objectivos gerais:
Causas da dissolução da associação Contribuir para o desenvolvimento da
Dos princípios fundamentais comunidade e para uma gestão
Constituem causas plausíveis da dissolução SECÇÃO 1 sustentável de recursos naturais e
da associação as seguintes: agro-geológicos.
a) Falta de fundos de maneio da Dos princípios fundamentais Dois) São objectivos específicos:
associação; a) Contribuir na gestão dos recursos
ARTIGO PRIMEIRO naturais promovendo acções de
b) Por deliberação da Assembleia Geral
da associação ouvido o Conselho de (Denominação e âmbito) sensibilização sobre o uso correcto
e sustentável, salvaguardando os
Direcção da associação; O Comité de Gestão adopta a denominação direitos e interesses da comunidade;
c) Por calamidades naturais de força de Comité de Gestão de Recursos Naturais b) Contribuir na criação de soluções que
maior; de Chaimite Sede, abreviadamente designada contribuam para mudança de atitude
d) Outros. CGRN- Chaimite Sede sendo um órgão de e comportamento da comunidade
âmbito local. no que concerne a exploração de
CAPÍTULO VI
recursos naturais e prevenção de
Das disposições finais e vigilantes ARTIGO SEGUNDO desastres naturais resultantes da
acção humana;
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO (Natureza)
c) Representar a comunidade em fóruns
(Resolução de conflitos) O Comité de Gestão de Recursos Naturais de discussão para estabelecimento
de Chaimite Sede, é uma pessoa colectiva de parcerias que contribuam para o
A resolução de litigiosos será feita por de direito privado, sem fins lucrativos, de desenvolvimento da comunidade.
consenso das partes e não sendo este recurso carácter humanitário, dotada de personalidade
viável poderá se recorrer a legislação em vigor CAPITULO III
jurídica, autonomia administrativa, financeira
no país e ao tribunal judicial distrital a ser e patrimonial, com o seu logótipo representado Dos recursos financeiros
determinado pela Assembleia Geral. por uma árvore de Tshondzo representando e patrimoniais
valor sociocultural da comunidade; uma sombra ARTIGO SÉTIMO
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
que funciona como lugar de resolução de
(Recursos financeiros)
(Casos omissos) problemas comunitários.
Os recursos financeiros do Comité de Gestão
Os casos omissos no presente estatuto
ARTIGO TERCEIRO de Recursos Naturais de Chaimite Sede provêm
serão remetidas a legislação em vigor em das seguintes fontes:
Moçambique ou outros órgãos competentes. (Sede)
a) Donativos e doações;
O Comité de Gestão de Recursos Naturais b) 20% provenientes das receitas de
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
de Chaimite Sede, tem a sua sede na localidade exploração de recursos naturais na
(Membros fundadores) de Chaimite Sede, posto administrativo de comunidade;
c)Contribuições resultantes da
São membros fundadores da Associação Chaimite, distrito de Chibuto.
responsabilidade social das
Agro-Pecuária de Valha os seguintes: ARTIGO QUARTO empresas com actividades na
a) Ana Paula Jamisse; comunidade.
b) Lina Joaquim Jamisse; (Princípios gerais)
c) Rosalina Macuácua; ARTIGO OITAVO
Um) O Comité de Gestão de Recursos
d) Jeremias Gonçalves Filipe Mudumane; Naturais de Chaimite Sede guia-se pelos (Recursos patrimoniais)
e) Elias Anastácio Chamusse; princípios de respeito ao meio ambiente, Constituem bens patrimoniais do Comité
f) Ana Américo Langa; promovendo acções que visam a contribuir na de Gestão:
g) Armando Albino Nhantumbo; redução da destruição dos recursos naturais da a) Instalações de funcionamento do
h) Moisés Samussone Ubisse; comunidade de Chaimite Sede. Comité de Gestão;
i) Anselmo João Matimba; Dois) Serve para defender os direitos e b) Bens, meios circulantes e outros
j) José Sancho Cumbi; interesses de todos os membros da comunidade, doados ou adquiridos legalmente
k) Hugo Ismael Djanasi; sem discriminação de qualquer natureza. pelo Comité de Gestão.
l) Maria Mabutana.
ARTIGO NONO
ARTIGO QUINTO
ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO (Membro)
(Duração)
(Vigência) Podem ser membros do Comité todas as
O Comité de Gestão de Recursos Naturais
pessoas singulares residentes da comunidade
O presente estatuto entra em vigor na data de Chaimite Sede é constituído por tempo desde que reúnam os seguintes requisitos:
da assinatura da acta constitutiva. indeterminado, considerando iniciadas as a) Sejam maiores de dezoito anos e
Valha, 18 de Maio de 2015. — O Conservador, suas actividades a partir da data do seu estejam em pleno gozo das suas
Ilegível. reconhecimento jurídico. faculdades mentais;
12 DE JANEIRO DE 2018 301
b) Sejam residentes na comunidade; b) Respeitar e cumprir as deliberações da Dois) Os membros honorários e beneméritos
c) Não tenham qualquer antecedente Assembleia Geral; embora possam assistir as sessões da Assembleia
criminal. c) Exercer com dedicação e zelo os Geral não tem direito a voto.
cargos de direcção que lhes forem
ARTIGO DÉCIMO confiados e outras tarefas do ARTIGO DÉCIMO SEXTO

(Categorias dos membros) Comité; (Periodicidade da Assembleia Geral)


d) Observar e cumprir com os estatutos
Um) Os membros do CGRN de Chaimite Assembleia Geral reúne-se ordinariamente
do Comité.
Sede classificam-se nas seguintes categorias: uma vez por ano e extraordinariamente, desde
a) Membros fundadores – os que ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO que a sua convocação seja solicitada pelo
participam na assinatura da escritura Conselho de Direcção ou metade dos seus
(Sanções) membros.
pública;
b) Membros ordinários – os que vierem Dependendo da gravidade, as infracções são
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
a ser admitidos após o registo do passíveis das seguintes sanções:
Comité de Gestão; a) Repreensão verbal; (Funcionamento da Assembleia Geral)
c) Membros beneméritos – pessoas b) Repreensão registada; Um) Assembleia Geral considera-se
singulares ou colectivas, nacionais c) Multa a reverter para o fundo do constituída, em primeira convocatória, desde
ou estrangeiras que prestem Comité a ser fixada pela Assembleia que estejam presentes pelo menos metade dos
serviços relevantes e benefícios que Geral, ordinária ou extraordinária seus membros com direito ao voto, e meia hora
contribuam para o desenvolvimento convocada para o efeito; depois, em segunda convocatória, seja qual for
do Comité de Gestão; d) Suspensão temporária da qualidade o número dos membros presentes.
d) Membros honorários – todos aqueles de membro; Dois) As deliberações da Assembleia Geral
que se notabilizem, quer prestando e) Expulsão com fundamento nas alíneas são de cumprimento obrigatório de todos os
serviços ou outro tipo de apoios anteriores, a ser deliberada pela membros, sendo que as mesmas são validadas
para o Comité, será concedido Assembleia Geral, sob proposta por uma maioria absoluta, exceptuando às
também à título excepcional à do Conselho de Direcção, relativas a alterações de estatutos e dissolução
altas individualidades que tenham salvaguardando os interesses do do Comité, que exigem três quartos de votos dos
visitado e demonstrem interesse Comité de Gestão. membros presentes ou de todos os membros.
pelo Comité, e este título será Único: Para o complemento dos presentes
proposto pelo Conselho de Direcção estatutos será produzido um regulamento CAPÍTULO V
e homologado pela Assembleia interno do funcionamento do Comité de Gestão, Da composição
Geral. que deverá ser aprovado pela Assembleia Geral
Dois) A qualidade de membro é ARTIGO DÉCIMO OITAVO
intransmissível, podendo no caso de força maior ARTIGO DÉCIMO QUARTO (Assembleia Geral)
fazer-se representar por um outro mediante uma (Perda da qualidade de membro)
procuração. Um) A Mesa de Assembleia Geral é
A qualidade de membro perde-se nas constituída por três membros sendo:
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO seguintes situações: a) Presidente da Mesa;
a) Declaração expressa de renúncia; b) Vice-presidente;
(Direitos dos membros)
b) Violar gravemente os estatutos do c) Relator.
Constituem direitos dos membros: Comité; Dois) Os membros da mesa deverão ser
a) Participar em todas as actividades c) Atitudes ou actos que manchem o bom eleitos em sessões de Assembleia Geral que
inerentes ao funcionamento do nome e prestígio do Comité; terão lugar de cinco em cinco anos.
comité; d) Uso indevido e destruição voluntária ARTIGO DÉCIMO NONO
b) Eleger e ser eleito para os órgãos dos bens e património do Comité.
sociais do Comité; (Eleição dos órgãos)
c) Exercer o direito de voto, não podendo CAPÍTULO IV
Um) Todos os órgãos do Comité são eleitos
nenhum membro nem seu familiar
Dos órgãos sociais do Comité por um mandato de cinco anos renovável apenas
votar como mandatário de outrem; uma vez.
d) Participar nas sessões da Assembleia ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Dois) Os membros dos órgãos são eleitos
Geral; por voto secreto.
(Órgãos sociais)
e) Receber dos órgãos sociais
informações e esclarecimentos São órgãos sociais: ARTIGO VIGÉSIMO
sobre as actividades do Comité; a) Assembleia Geral;
(Competências dos membros
f) Fazer recurso à Assembleia Geral b) Conselho de Direcção; e
da Assembleia Geral)
sobre deliberações que, considerem c) Conselho Fiscal.
contrárias aos estatutos e Um) Compete ao Presidente da Mesa:
regulamentos do Comité. ARTIGO DÉCIMO SEXTO a) Dirigir as sessões de trabalho da
(Assembleia Geral) Assembleia Geral;
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO b) Assinar todas as deliberações;
Um) Assembleia Geral é o órgão supremo do c) Contribuir para criação de um ambiente
(Deveres dos membros)
Comité, e é constituída por todos os membros democrático no decurso das sessões,
Constituem deveres dos membros: do, e as suas deliberações quando tomadas em durante a discussão dos assuntos
a) Respeitar os membros dos órgãos conformidade com a lei e os presentes estatutos, agendados;
sociais, bem como os restantes são obrigatórias para todos os membros do d) Convocar as sessões de Assembleia
membros; Comité. Geral.
302 III SÉRIE — NÚMERO 9
Dois) Compete ao vice-presidente: orçamento e submetê-lo aprovação f) Coordenar a elaboração de pequenos
a) Coadjuvar o presidente durante as da Assembleia Geral; projectos para angariação de fundos
sessões de Assembleia Geral; i) Elaborar e submeter à aprovação da do Comité.
b) Substituir o presidente nos seus assembleia a atribuição de direitos
impedimentos ou ausências. de explorar os seus recursos por ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
Três) Compete ao relator: pessoas colectivas ou individuais
(Conselho Fiscal)
Lavrar as actas da Assembleia Geral. devidamente identificadas;
j) Propor sanções aos membros que Um) O Conselho Fiscal é um órgão
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO violarem os estatutos do Comité. de auditoria composto por três elementos
(Competências da Assembleia Geral) Três) Os membros do Conselho de Direcção nomeadamente:
são eleitos pela Assembleia Geral por período de a) Presidente;
São competências da Assembleia Geral: cinco anos renováveis por apenas um mandato b) Dois vogais.
a) Deliberar sobre as alterações dos ou segundo as deliberações da mesma. Dois) Compete ao Conselho Fiscal:
estatutos;
b) Deliberar sobre admissão de novos a) Examinar as contas e a situação
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
membros sob proposta do Conselho financeira do Comité;
(Competências dos membros do Conselho b) Velar pelo correcto uso dos recursos e
de Direcção;
de Direcção)
c) Deliberar sobre a perda de qualidade bens patrimoniais do Comité;
de membro; Um) Compete ao presidente: c) Apresentar regularmente à assembleia
d) Atribuir as qualidades de membros a) Coordenar e dirigir as actividades do o seu parecer sobre os relatórios
honorários e beneméritos; Conselho de Direcção, convocar de actividades e financeiros
e) Examinar e aprovar os relatórios e presidir as respectivas reuniões; apresentados pela direcção.
anuais de actividades e de contas b) Representar o Comité em juízo e sua
da direcção; obtenção activa e passiva; ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
f) Analisar e aprovar o plano de actividades c) Exercer o voto de desempate;
(Competências dos membros
e o respectivo orçamento; d) Autenticar os acordos estabelecidos
do Conselho Fiscal)
g) Analisar e deliberar sobre quaisquer pelo Conselho de Direcção e os
outras questões relevantes demais documentos contratuais. Compete aos membros do Conselho Fiscal
submetidas para sua apreciação. Dois) Compete ao vice-presidente: as seguintes tarefas:
a) Assessorar o presidente; Presidente:
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO b) Substituir o presidente nas suas faltas a) Convocar e presidir as reuniões do
(Composição do Conselho de Direcção) ou impedimentos. órgão.
Três) Compete à secretária:
Um) O Conselho de Direcção é composto Vogais:
a) Organizar os serviços da secretaria;
pelos seguintes membros: a) Redigir as actas juntamente com o
b) Lavrar actas das reuniões do Conselho
a) Presidente; presidente.
de Direcção;
b) Vice-presidente; c) Redigir avisos e correspondências da ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
c) Secretaria; organização e assinar convocatórias
d) Tesoureiro; juntamente com o presidente. (Periodicidade)
e) Coordenador. Quatro) Compete ao tesoureiro:
Dois) Sendo o Conselho de Direcção o órgão O Conselho Fiscal reunir-se-á
a) Velar pelas contas e fundos do Comité;
executivo do Comité de Gestão, compete-lhe: obrigatoriamente duas vezes por ano e sempre
b) Proceder os registos e informar
a) Executar as deliberações da Assembleia que necessário, assim como quando convocado
regularmente ao Conselho de
Geral; pelo Conselho de Direcção.
Direcção sobre o estado financeiro
b) Zelar pelo cumprimento dos estatutos do Comité.
e demais obrigações inerentes aos ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO
Cinco) Compete ao Coordenador:
membros; a) Coordenar os serviços do Comité; (Dissolução e liquidação)
c) Celebrar acordos e assegurar o seu b) Supervisionar todas as actividades
cumprimento Em caso de dissolução e liquidação do Comité,
do Comité junto da comunidade,
d) Fazer a administração e gestão das a Assembleia Geral reunirá extraordinariamente
instituições governamentais e não-
actividades do Comité; governamentais; para decidir sobre o destino a dar aos bens do
e) Requerer a convocação da Assembleia c) Assinar correspondência e demais comité nos termos da lei, sendo a sua comissão
Geral extraordinária quando se documentação do funcionamento liquidatária constituída por cinco membros a
mostrar necessária; dos serviços do Comité; designar pela Assembleia Geral
f) Propor à Assembleia Geral a admissão d) Criar mecanismos para que seja
de novos membros; devidamente cumprido o ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
g) Apresentar o relatório de actividades, regulamento interno em vigor no Omissões
relatório de contas à Assembleia Comité de Gestão;
Geral; e) Informar ao presidente do Conselho As omissões nos presentes estatutos, valerá
h) Preparar o relatório anual de de Direcção sobre decurso das o estabelecido na lei vigente na República de
actividades bem como o respectivo actividades do Comité; Moçambique.
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E.P.: NOVOS EQUIPAMENTOS,
NOVOS SERVIÇOS e DESIGN GRÁFICO AO SEU DISPOR

NOSSOS SERVIÇOS: Preço da assinatura semestral:


— Maketização, Criação I Série ......................................................... 6.250,00MT
de Layouts e Logotipos;
II Série ......................................................... 3.125,00MT
— Impressão em Off-set
III Série .......................................................... 3.125,00MT
e Digital;
— Encadernação e Restauração Maputo — Rua da Imprensa n.º 283, Caixa postal 275,
de Livros;
Telef.: +258 21 42 70 25/2 – Fax: +258 21 32 48 58
— Pastas de despachos,
impressos e muito mais! Cel.: +258 82 3029 296,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz
Preço das assinaturas do Boletim da República Web: www.imprensanac.gov.mz
para o território nacional (sem porte):
Delegações:
— As três séries por ano ......................... 25.000,00MT
Beira — Rua Correia de Brito, n.º 1903 – R/C
— As três séries por semestre ................. 12.500,00MT
Tel.: 23 320905 – Fax: 23 320908
Preço da assinatura anual: Quelimane — Av. 7 de Setembro, n.º 1254,
Tel.: 24 218410 – Fax: 24 218409
I Série ...................................................... 12.500,00MT
II Série ....................................................... 6.250,00MT Pemba — Rua Jerónimo Romeiro, Cidade Baixa, n.º 1004,
III Série ....................................................... 6.250,00MT Tel.: 27 220509 – Fax: 27 220510
Preço — 180,00 MT
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.