Você está na página 1de 8

1

1. Introdução

Neste trabalho serão analisados os seguintes materiais de construção: tintas, materiais


betuminosos e impermeabilizantes.

A tinta é um material que é utilizado desde a antiguidade quando os homens das


cavernas a usavam para fazer as pinturas rupestres, pinturas estas que demonstravam
acontecimentos do cotidiano dos homens das cavernas.

Os materiais betuminosos também são utilizados pelo homem há muito tempos, onde
os navios eram impermeabilizados com betume, como um bom exemplo temo a Arca de
Nóe que só seria possível com a utilização do betume. Eles eram utilizados também para
assentamento de tijolos com argamassa betuminosa.

Os impermeabilizantes são usados pelo há pelo menos seis mil anos, onde o petróleo
e seus derivados eram usados como materiais impermeabilizantes.

Por isso entende-se que esses materiais de construção são e foram de vital importância
para o desenvolvimento da civilização que temos hoje.
2

2. Desenvolvimento
2.1.Tintas

A tinta é uma composição líquida pigmentada, utilizada para proteger e cobrir objetos
ou superfícies. Ela é composta por pigmento, veículo, solvente e aditivos, que se
transformam em uma película sólida após a aplicação e secagem.

Os pigmentos são partículas finas praticamente insolúveis no meio onde estão


dispersos. Eles podem ser orgânicos e inorgânicos. São os pigmentos que dão cor,
opacidade, consistência, durabilidade e resistência às tintas.

O veículo também conhecido como resina, é a fração não volátil da tinta, ou seja, seu
ligante. É responsável pelas propriedades mecânicas, permeabilidade, resistência ao
intemperismo, resistência química e aderência das tintas.

Os solventes são voláteis, incolores e neutros e tem como principal funcionalidade


melhorar a viscosidade das tintas, facilitando a sua aplicação e aumentado a aderência ao
substrato.

Os aditivos são substâncias que são adicionadas em pequenas quantidades nas tintas
para conferir determinadas propriedades para a mesma. Essas propriedades podem ser
diversas como: secantes, catalisadores, antipeles, espessantes, antiescorrimento,
surfactantes, dispersantes, antiespumantes, nivelantes, biocidas e estabilizadores de
ultravioleta.

A tinta tem diversas funções, sendo elas: decorativa, proteção de base, reflexão,
sinalização, de segurança do trabalho e de identificação de tubulações. Atualmente as
tintas tem aplicações diversas que podem ser percebidas diariamente em nosso cotidiano,
como em pinturas com funções decorativas, nas ruas nas faixas de pedestres, nas
tubulações para incêndio, nas rodovias onde há tintas que refletem.

As tintas para a construção civil devem propiciar proteção duradoura do substrato, ter
fácil aplicação, fraca toxidade, secagem rápida, boa resistência a lavagem e aspecto
decorativo agradável. Onde de acordo com a local onde ela será aplicada pode-se
necessitar de determinadas características.
3

Nas paredes externas as tintas que serão aplicadas devem ter boa resistência à
intempérie, boa aderência ao substrato, estabilidade da cor, neutralidade química em
relação ao substrato e aspecto decorativo pretendido.

Nas paredes internas as tintas devem ter boa aderência ao substrato, neutralidade
química em relação ao substrato, estabilidade da cor, aspecto decorativo pretendido, boa
resistência a aos agentes agressivos que estão presentes nas partes interiores.

As tintas para estruturas metálicas devem ter boa aderência, boa proteção
anticorrosiva e antiderrapantes, resistência a ácido e calor, durabilidade elevada, devem
ter função decorativas.

As tintas podem ser classificadas em: tintas látex PVA, tintas esmalte, vernizes, tintas
acrílicas, tintas especiais. Os tipos de sistemas de pintura são: fundo, selador, primer,
fundo preparador, massa e tinta de acabamento.

Na escolha das tintas a serem usadas devem se atentar ao tipo de substrato. Para
substratos minerais porosos como concreto, reboco, argamassa, cerâmica e gesso, deve-
se usas as seguintes tintas: látex, esmalte sintético, tintas epóxi, tintas a base de cal, tintas
a base de silicatos alcalinos e vernizes. Já para madeiras e derivados as tintas devem ser:
à óleo, esmalte sintético, impregnantes e verniz sintético. Para PVC devem ser: à óleo e
esmalte sintético. Para materiais metálicos as tintas devem ser: À óleo, esmalte sintético
e epóxi.

2.2. Materiais betuminosos

Os materiais betuminosos são associação de hidrocarbonetos solúveis em bissulfeto


de carbono, ou seja, são materiais compostos essencialmente de betume. Eles podem ser
divididos em dois: asfalto e alcatrão.

Os asfaltos podem ser obtidos através da destilação do petróleo, já os alcatrões são


obtidos através da refinação de alcatrões brutos, que são provenientes da destilação do
carvão mineral.

Os betumes dispensam o uso de água, são hidrófugos, termoplásticos e inertes. Esses


materiais podem ser reciclados e tem durabilidade influenciada principalmente pela
radiação solar.
4

Hoje em dia há utilização predominante dos materiais provenientes da destilação de


petróleo na pavimentação, onde com isso tem se deixado de lado a utilização dos
alcatrões.

Os materiais betuminosos utilizados na pavimentação são: cimento asfáltico de


petróleo (CAP), asfaltos diluídos (ADP), emulsões asfálticas (EAP), asfaltos modificados
por polímero (AMP), asfaltos modificados por borracha (AMB) e concreto betuminoso
usinado a quente (CBUQ).

Os cimentos asfálticos de petróleo são o produto básico da destilação do petróleo, são


semi-sólidos a temperatura ambiente e, portanto, necessitam de aquecimento para serem
utilizados. Os asfaltos diluídos são resultantes da diluição do cimento asfáltico. As
emulsões asfálticas são um produto estável empregado em serviços de pavimentação à
temperatura ambiente, elas nunca devem ser aquecidas acima de 70ºC. Já o concreto
betuminoso usinado a quente é formado por uma substancia ligante e por areia ou brita,
onde a homogeneização do mesmo é feita por usinagem a quente.

Na construção civil os materiais betuminosos tem aplicações diversas, sendo ela na


pavimentação, imprimações, concreto asfáltico, solo-asfalto, impermeabilização, mantas
asfálticas, placas asfálticas prensadas e misturas betuminosas.

2.3. Impermeabilização

Na construção civil a impermeabilização é ato de isolar e proteger os materiais de


uma edificação da passagem de líquidos e vapores, mantendo as condições de
habitabilidade da edificação. A não realização ou a realização de forma inadequada da
impermeabilização podem resultar em danos a edificação, onde dependendo do dano a
edificação pode vir a ruir, causando assim danos financeiros e possíveis danos a saúde.

As impermeabilizações podem ser classificadas em: rígidas e flexíveis. Na


impermeabilização rígida não é possível grandes movimentações da estrutura, pois a
mesma não suporta esse tipo de esforço, por isso ela deve ser usada em estrutura que não
tem grandes deformações. Já a impermeabilização flexível tem a característica de se
alongar junto com o movimento da estrutura, podendo assim suportar esse tipo de esforço.
5

Em um sistema de impermeabilização tem-se as seguintes camadas: base, camada


de berço, camada de regularização, camada impermeável, camada separadora, camada de
amortecimento, proteção térmica e proteção mecânica.

As impermeabilizações podem ser a quente ou a frio, sem reforços ou reforçadas,


moldadas in loco ou pré-moldadas.

A falta de um projeto de impermeabilização adequado pode acarretar em


improvisações em obra, soluções não satisfatórias, custos elevados e dificuldade na
responsabilidade dos técnicos envolvidos. Gasta-se 20% do custo de uma obra para
reparar danos por falta de impermeabilização adequada.
6

3. Conclusão

Conclui-se com esse trabalho que as tintas, os materiais betuminosos e os


impermeabilizantes são de vital importância para realização de uma obra. Onde a escolha
adequada desses materiais pode trazer diversos benefícios positivos, tanto
financeiramente, como em relação ao bem-estar do cliente. Por isso deve-se levar em
conta o ambiente, os projetos, a localização, entre outros fatores para se escolher esses
materiais.
7

4. Referências

TINTAS E VERNIZES. Disponível em:


<file:///C:/Users/Usu%C3%A1rio/Downloads/19%20e%2020%20-%20TINTAS.pdf>.
Acesso em 21 de junho de 2019.

Tintas na Construção Civil. Disponível em:


<http://www.dcc.ufpr.br/mediawiki/images/c/c2/Grupo_2_Tintas.pdf>. Acesso em 21
de junho de 2019.

Tintas e Vernizes (Materiais de Construção). Disponível em:


<https://www.ebah.com.br/content/ABAAAA06oAH/tintas-vernizes-materiais-
construcao?part=2>. Acesso em 21 de junho de 2019.

História da Tinta. Disponível em: <http://wwwo.metalica.com.br/historia-da-tinta>.


Acesso em 21 de junho de 2019.

A TINTA E SEU PROCESSO FABRICO. Disponível em:


<https://www.tintasepintura.pt/o-que-e-uma-tinta/>. Acesso em 21 de junho de 2019.

CONHEÇA OS PRINCIPAIS MATERIAIS BETUMINOSOS. Disponível em:


<https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/materiais-betuminosos/>. Acesso em 21
de junho de 2019.

Materiais Betuminosos. Disponível em:


<http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/14878/material/M
ateriais%20Betuminosos.pdf>. Acesso em 21 de junho de 2019.

MATERIAIS PARA PAVIMENTAÇÃO. Disponível em:


<http://netulio.weebly.com/uploads/9/0/6/6/9066781/materiais_betuminosos.pdf>.
Acesso em 21 de junho de 2019.

História da Impermeabilização. Disponível em: <http://aei.org.br/historia-da-


impermeabilizacao/>. Acesso em 21 de junho de 2019.

Impermeabilização: função e tipos. Disponível em:


<https://www.foxlux.com.br/blog/dicas/impermeabilizacao-funcao-e-tipos/>. Acesso
em 21 de junho de 2019.
8

Quais são os tipos de impermeabilização usados na construção civil. Disponível em:


<http://incopre.com.br/index.php/quais-sao-os-tipos-de-impermeabilizacao-usados-na-
construcao-civil/>. Acesso em 21 de junho de 2019.

Você também pode gostar