Você está na página 1de 99

Professora Monique Mistura

720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

AULA 1 – DEMONSTRATIVA
(CÓDIGO DE ÉTICA E RESOLUÇÕES DO CFP)

Índice da aula demonstrativa

ÍNDICE DA AULA DEMONSTRATIVA ............................................................... 1


APRESENTAÇÃO DA PROFESSORA ................................................................ 2
SOBRE ESTE CURSO.................................................................................... 3
CALENDÁRIO DE AULAS .................................................................................................... 3
QUESTÕES SEM COMENTÁRIOS ................................................................... 4
GABARITO ............................................................................................... 32
QUESTÕES COMENTADAS ......................................................................... 33

1
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Apresentação da Professora

Olá, futuro(a) psicólogo(a) concursado(a)!


É com muito prazer que daremos início a um curso que vai ajudar você a
detonar as provas! Antes de falarmos do curso, gostaria de me apresentar:
Meu nome é Prof. Monique Mistura, sou Psicóloga e minha jornada no
mundo dos concursos públicos contou com muitas HBCs (Horas de Bunda na
Cadeira, na gíria do concurseiro), diversos reveses (não, não é fácil!) e algumas
conquistas que valeram todo o sacrifício, dentre elas, a aprovação em 1º lugar na
regional do cargo de Psicóloga-Fiscal do Conselho Regional de Psicologia do Rio
Grande do Sul (CRP/RS).
Quando eu comecei a estudar para concursos, não sabia nem por onde
começar. Cometi diversos erros que, olhando para trás, percebo que são bem
comuns a todos os iniciantes. Um desses erros iniciais foi negligenciar a
resolução de questões: eu tinha preguiça de resolvê-las e preferia ficar revisando
a teoria. Mas aí eu fui percebendo que, por mais que eu decorasse a parte teórica,
não conseguia melhorar meu índice de acertos na hora da prova. Isso porque eu
me embananava bastante e não conseguia administrar bem o tempo, devido ao
pouco treino.
Foi aí que eu mudei minha estratégia e comecei a focar na resolução de
questões. Resolvia tantas quantas fosse possível, como uma forma diferente de
revisar o conteúdo teórico. Muitas vezes eu não conseguia encontrar questões
comentadas por professores, o que dificultava um pouco o processo, mas mesmo
assim era melhor do que ficar sem resolver nada. Foi então que o jogo começou a
virar e as aprovações começaram a acontecer!
Agora que já percorri o caminho, tenho a possibilidade de ajudar aqueles
que estão começando (ou que já começaram, mas ainda estão se sentindo
desorientados) a não cometerem os mesmos deslizes! Se você adquiriu este
material, tenho certeza de que está consciente da importância de resolver
questões e sabe que esse processo fica ainda mais otimizado quando elas são
comentadas por professores. Assim, você tem a chance de revisar toda a matéria
de um jeito muito mais eficiente, tendo a segurança de que os comentários irão
esclarecer suas eventuais dúvidas!
Sendo assim, considero que você já está um passo à frente, rumo à
aprovação!
Com carinho,

| 2
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Sobre este curso

Agora que você já sabe um pouquinho sobre mim, está na hora de saber um
pouco mais sobre como este curso irá funcionar.
Vejamos:
• Serão, no total, 720 questões comentadas;
• Todas as questões possuem comentários, quadros sinóticos e/ou
esquemas, para que você não tenha dúvida dos porquês do gabarito dado pela
Banca.
Em cada aula, primeiro teremos a relação das questões sem comentários,
com o respectivo gabarito. Recomendo fortemente que você tente resolvê-las
primeiro, anotando seus erros e observações, para verificar quais estão sendo
seus pontos fortes e quais são os pontos de melhoria.
Na segunda parte da aula, teremos as questões com comentários,
alternativa por alternativa, de modo a ajudar você a compreender o porquê do
gabarito da Banca, ok?

Calendário de aulas

Aula Conteúdos Data de Liberação*


1 Código de Ética Profissional e Resoluções LIBERADA – AULA
CFP DEMONSTRATIVA
2 Psicologia Jurídica 20/11
3 Psicologia Organizacional e do Trabalho 22/11
4 Psicodiagnóstico e Av. Psicológica 25/11
5 Psicopatologia 27/11
6 Teorias da Personalidade 29/11
7 Teorias e Técnicas Psicoterápicas 02/12
8 Psicologia Social 04/12
9 Psicologia da Saúde e Hospitalar 06/12
10 Psicologia do Desenvolvimento e 09/12
Aprendizagem
*Caso ocorram atrasos, os alunos serão avisados através de nosso grupo do
Whatsapp do curso e pela alteração na descrição do curso em nossa página de
entrada do Psicologia Nova.

Sem mais delongas, vamos começar!


=)

| 3
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

QUESTÕES SEM COMENTÁRIOS

PSI, ANTES DE COMEÇARMOS, UMA OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:


A Resolução CFP nº 006/2019, que institui regras para elaboração de documentos
escritos produzidos por psicólogos no exercício profissional, revogou
expressamente a Resolução CFP nº 007/2003.
A nova Resolução visou separar os documentos que são provenientes de avaliação
psicológica de outros relativos às diversas formas de atuação da(o) psicóloga(o),
ao estabelecer o Relatório Multiprofissional e, também, ao regulamentar aspectos
referentes ao destino e envio de documentos e fatores relacionados à entrevista
devolutiva.
Todavia, a maior parte do conteúdo da Resolução 007/2003, agora revogada,
consta da nova Resolução. É por isso que optamos por manter, neste material,
algumas questões que fazem referência à Resolução revogada. Isso porque essas
questões foram cuidadosamente selecionadas, de modo que você consiga
respondê-las com base na nova resolução, não havendo prejuízo algum aos seus
estudos. Tenha certeza de que todas as questões que aqui se apresentarem estão
em conformidade com a recentíssima Resolução 006/2019, que deve servir de
base, de agora em diante, para o seu estudo. Portanto, não se preocupe! O
material está atualizado! =)

1. MS CONCURSOS – PREF. SONORA/MS – 2019


O Código de Ética Profissional do Psicólogo (Resolução CFP Nº 10/2005) cita,
em alguns de seus artigos, que o psicólogo não pode utilizar técnicas não
regulamentadas ou reconhecidas pela profissão.
Esclarecemos, no entanto, que ______ uma lista de técnicas/práticas
____________ pelo Sistema Conselhos de Psicologia. Assim, quando falamos
em práticas reconhecidas, nos referimos ao reconhecimento advindo da
ciência, que é desenvolvido na academia e por meio de pesquisas.
O Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia têm o papel de
________ se o(a) psicólogo _______ desenvolvendo sua função conforme
determina a legislação profissional independente da teoria adotada no
trabalho de cada psicólogo. Ou seja, o CRP precisa se certificar de que a
prática profissional está sendo conduzida dentro dos padrões éticos definidos
pela legislação correlata.
Complete os espaços com a alternativa correta:
a) há / proibidas / identificar / não está

| 4
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

b) não há / reconhecidas / identificar / está


c) não há / reconhecidas / verificar / está
d) há / proibidas / verificar / não está

2. MS CONCURSOS – PREF. SONORA/MS – 2019


Segundo o Código de Ética do Psicólogo, em seu art. 2º, é vedado a este:
I- Induzir a convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de
orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de
suas funções profissionais.
II- Emitir documentos sem fundamentação e qualidade técnico-científica.
III- Praticar ou ser conivente com quaisquer atos que caracterizem
negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade ou opressão.
Após análise do que foi apresentado, assinale a alternativa correta:
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
b) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
d) Todas as afirmativas estão corretas.

3. COPEVE – UFAL – 2019


O terceiro Código de Ética Profissional do Psicólogo:
a) Pauta-se em um conjunto de normas a serem seguidas pelo psicólogo
mais do que um instrumento de reflexão
b) Valoriza os princípios fundamentais como grandes eixos que devem
orientar a relação do psicólogo com a sociedade, a profissão, as
entidades profissionais e a ciência
c) Estimula reflexões que consideram a profissão em suas práticas
particulares, desconsiderando a profissão como um todo
d) Foi construído ao longo de três anos, com a participação indireta dos
psicólogos
e) Não contempla a crescente inserção do psicólogo em contextos
institucionais

| 5
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

4. COMPERVE – UFRN – 2019


A avaliação psicológica é uma atividade restrita ao Psicólogo, respaldada na
Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962. Entende-se por avaliação psicológica o
processo técnico e científico realizado com pessoas ou grupo de pessoas, que
a) produz resultados conclusivos, independente do contexto.
b) requer metodologias específicas, de acordo com cada área do
conhecimento.
c) requer o mesmo instrumento específico para toda avaliação.
d) avalia o estado emocional de uma pessoa, não sendo necessário
considerar contexto histórico e social.

5. COMPERVE – UFRN – 2019


O parecer psicológico é um documento que trata de um problema específico
do campo psicológico, cujo resultado pode ser indicativo ou conclusivo. Esse
documento tem como objetivo
a) certificar determinada situação ou estado psicológico a um requerente,
com uma finalidade específica, como justificar faltas ou aptidões para
atividades específicas.
b) informar a ocorrência de fatos ou situações concretas relacionadas ao
atendimento, tais como, comparecimentos e dias/horários de
acompanhamento.
c) apresentar uma descrição dos procedimentos e conclusões geradas a
partir de um processo de avaliação psicológica.
d) informar sobre uma questão focal, buscando apresentar uma resposta
esclarecedora de forma fundamentada e resumida.

6. COMPERVE – UFRN – 2019


Em abril de 2019, o CFP publicou, no Diário Oficial da União, a Resolução CFP
nº 06/2019, que instituiu regras para a elaboração de documentos escritos
produzidos pela(o) psicóloga(o) no exercício profissional. Conforme esse
documento, uma das finalidades do relatório psicológico é:
a) apresentar procedimentos e conclusões gerados por processo de
avaliação psicológica.
b) descrever as sessões de forma literal, considerando o atendimento ou
acolhimento realizado.

| 6
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) informar sobre o tempo de acompanhamento, especificando dias e


horários.
d) elaborar uma peça de natureza e valor técnico-científico, devendo
conter narrativa detalhada e didática, com precisão e harmonia.

7. COMPERVE – UFRN – 2019


É regulamenta a prestação de serviços psicológicos por meio de tecnologias da
informação e da comunicação. Contudo, a partir da Resolução nº. 11, de 11 de
maio de 2018, há serviços psicológicos que não podem ser realizados online,
como
a) supervisão técnica de serviços prestados por psicólogos em diferentes
contextos.
b) processo de seleção de pessoal.
c) atendimento a pessoas e grupos em situação de desastre.
d) uso de testes psicológicos, desde que regulamentados pelo SATEPSI.

8. CEV-URCA – PREF. DE MAURITI/CE – 2019


Em defesa da Resolução 01/99, o Conselho Federal de Psicologia acionou o
Supremo Tribunal Federal (STF). Entidade requer extinção de ação judicial que
defende terapia de reversão sexual. Embasado na resolução é INCORRETO
afirmar:
a) não cabe a profissionais da Psicologia no Brasil o oferecimento de
qualquer tipo de terapia de reversão sexual, uma vez que a
homossexualidade não é considerada patologia, segundo a
Organização Mundial de Saúde (OMS).
b) Que a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem
perversão;
c) Que a forma como cada um vive sua sexualidade faz parte da
identidade do sujeito, a qual deve ser compreendida por partes;
d) Que os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a
patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem
adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para
tratamentos não solicitados.
e) Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham
tratamento e cura das homossexualidades.

| 7
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

9. FUNCERN – PREF. DE APODI/RN – 2019


Documento psicológico que consiste em certificar, com fundamento em um
diagnóstico psicológico, uma determinada situação, estado ou funcionamento
psicológico, tendo como finalidade afirmar as condições psicológicas de
quem, por requerimento, o solicita. Esse documento é denominado
a) atestado psicológico.
b) relatório psicológico.
c) declaração psicológica.
d) parecer psicológico.

10. IF/TO – IF/TO – 2019


O código de Ética profissional admite que o psicólogo intervenha na prestação
de serviços psicológicos que estejam sendo efetuados por outro profissional,
nas seguintes situações, exceto:
a) Quando informado expressamente, por qualquer uma das partes, da
interrupção voluntária e definitiva do serviço.
b) A pedido do profissional responsável pelo serviço.
c) Em caso de emergência ou risco ao beneficiário ou usuário do serviço,
quando dará imediata ciência ao profissional.
d) Quando o profissional se ausentar do atendimento sem justificativa.
e) Quando se tratar de trabalho multiprofissional e a intervenção fizer
parte da metodologia adotada.

11. INSTITUTO AOCP – UFPB – 2019


Em caso de o profissional psicólogo não poder, por motivos justificáveis,
continuar o serviço que assumiu inicialmente, ele deve
a) encerrar o serviço e deixar que o próprio paciente procure por outro
psicólogo, sem oferecer auxílio, para não interferir na escolha dele.
b) encaminhar o serviço para um profissional de sua confiança
obrigatoriamente.
c) sugerir o serviço de outro psicólogo e fornecer ao substituto as
informações necessárias à continuidade do trabalho.
d) sugerir o serviço de outro psicólogo e não fornecer informações sobre o
trabalho prestado, por uma questão de ética.

| 8
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

e) encerrar o serviço e solicitar que o cliente reinicie o trabalho com outro


profissional.

12. FGV – DPE/RJ – 2019


Janete é psicóloga da Defensoria Pública e, em entrevistas com a família de
Denise para elaboração de laudo psicológico de determinado processo, toma
conhecimento de segredos familiares que não possuem relação com a
dinâmica processual que a levou a intervir com os membros da família. Diante
dessa dinâmica, Janete não escreveu nada sobre os segredos familiares no
laudo psicológico.
De acordo com o Código de Ética do Psicólogo, Janete procedeu:
a) incorretamente, pois todas as informações obtidas deveriam ser
relatadas no laudo para o(a) Defensor(a) responsável pelo processo;
b) corretamente, já que ela não deveria mesmo relatar por escrito o que
escutou, e sim reportar apenas verbalmente ao(à) Defensor(a) o que
ouviu;
c) corretamente, pois ela deveria transmitir somente o necessário para a
tomada de decisões que afetassem aquelas pessoas;
d) incorretamente, pois os relatos apresentados pela família devem ser
entendidos como um pedido de ajuda e exposição da dinâmica no
processo;
e) corretamente, pois a psicóloga não poderia apresentar no laudo
nenhuma informação do que foi ouvido nas entrevistas, em função do
sigilo profissional.

13. FGV – DPE/RJ – 2019


Maíra participa como voluntária de uma comunidade religiosa, oferecendo
tratamento psicológico de reorientação de gênero para pessoas transexuais e
travestis, caso estejam em sofrimento com suas identidades. Em relação à
Resolução CFP nº 001/2018, é correto afirmar que Maíra:
a) não comete infração ética, por considerar apenas os casos em que há
sofrimento com a identidade de gênero;
b) não comete infração ética, por ofertar serviço comunitário e voluntário,
e não sob forma privada;
c) não comete infração ética, se utilizar técnicas e métodos reconhecidos
pelo Conselho de Classe;

| 9
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

d) comete infração ética, por ofertar serviço em comunidade religiosa,


cujo viés é necessariamente patologizante;
e) comete infração ética, por ofertar serviço com viés patologizante em
relação a pessoas transexuais e travestis.

14. COSEAC – UFF – 2019


A guarda do material produzido, que fundamentou a avaliação psicológica,
deve ser pelo prazo mínimo de:
a) seis meses.
b) dois anos.
c) três anos.
d) cinco anos.
e) dez anos.

15. INSTITUTO AOCP – PC/ES – 2019


No contexto das atividades psicológicas, alguns tipos de documentos
psicológicos são produzidos. Um tipo específico de documento é produzido
quando se deve relatar informações para amparar a tomada de ações,
decisões ou encaminhamentos. Com base no exposto, qual documento é esse?
a) Atestado médico.
b) Declaração.
c) Atestado psicológico.
d) Relatório psicológico.
e) Laudo psicológico.

16. INSTITUTO AOCP – PC/ES – 2019


Uma das funções do profissional da Psicologia, nos diversos âmbitos em que
está inserido, é a da Avaliação Psicológica. De acordo com a Resolução CFP nº
009/2018, que estabelece diretrizes para a realização da Avaliação Psicológica,
é correto afirmar que a avaliação psicológica tem como objetivo
a) avaliar fenômenos psicológicos.
b) prover informações para a tomada de decisões.
c) classificar os diversos graus de inteligência.
d) produzir um laudo psicológico.

| 10
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

e) produzir um relatório psicológico.

17. IF/PA – IF/PA – 2019


O Conselho Federal de Psicologia por meio da Resolução nº 1, de 29 de janeiro
de 2018, estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em
relação às pessoas transexuais e travestis. Sobre a referida resolução
complete as lacunas abaixo e assinale a alternativa que dá sentido correto ao
parágrafo.
“Art. 8º - É vedado às psicólogas e aos psicólogos, na sua prática profissional,
propor, realizar ou colaborar, sob uma perspectiva __________, com eventos
ou serviços privados, públicos, institucionais, comunitários ou promocionais
que visem a terapias de conversão, _________, readequação ou reorientação
de identidade de ______________ das pessoas transexuais e travestis”.
a) Patologizante, reversão, gênero.
b) Patologizante, redefinição, gênero.
c) Patologizante, reversão, sexo.
d) Anormalizante, reversão, gênero.
e) Patologizante, regressão, gênero.

18. CESPE - 2014 - TJ-SE


Com relação a recrutamento e seleção de pessoal e avaliação psicológica em
concursos públicos, julgue os seguintes itens.
Os documentos provenientes da avaliação psicológica deverão ser guardados
pelo prazo máximo de cinco anos, observando-se a responsabilidade do
psicólogo na guarda e no sigilo desse material.

19. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considere que um funcionário tenha procurado o psicólogo do setor de
qualidade de vida no trabalho, órgão hierarquicamente superior à área de
gestão de pessoas da empresa onde trabalha, e que tenha denunciado ser
vítima de assédio moral do responsável pela área de gestão de pessoas.
Considere, ainda, que o referido funcionário tenha alegado que, no último
ano, havia sofrido ações prolongadas e repetidas de humilhação, ofensas,
xingamentos e constrangimentos, inclusive na presença da equipe de
trabalho. Com base na situação hipotética apresentada, julgue os itens

| 11
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

subsequentes, acerca da qualidade de vida no trabalho e da ética profissional


do psicólogo organizacional.
Caso o psicólogo seja demitido ou transferido do seu posto de trabalho, ele
deverá repassar todo o material ao psicólogo substituto, porém, não havendo
outro profissional habilitado para substituí-lo, deverá encaminhar todos os
arquivos lacrados à direção da empresa.

20. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
A declaração expedida pelo psicólogo visa informar as condições do
atendimento prestado, tais como o tempo de acompanhamento, o dia e a hora
de sua realização.

21. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
O parecer psicológico consiste em documento produzido em decorrência de
avaliação psicológica que deve ser fundamentado em referencial teórico-
científico e em dados colhidos e analisados.

22. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
Os documentos produzidos pelo psicólogo, que consistem em meios de
informar a ocorrência de fatos ou situações relacionadas ao atendimento
psicológico, têm caráter definitivo, técnico e objetivo.

23. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.

| 12
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

No processo de avaliação psicológica, os contextos histórico e social são os


principais fatores a serem considerados no objeto de investigação, uma vez
que os aspectos econômicos e políticos extrapolam a esfera psicológica.

24. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
No atestado psicológico, não devem ser registrados os sintomas ou os estados
psicológicos da pessoa atendida, afim de se resguardar a integridade desta.

25. CESPE - 2014 - TJ-SE


Uma jovem de vinte e três anos de idade, filha primogênita, em
acompanhamento psicológico desde os nove anos de idade, em virtude de
passividade exacerbada nos relacionamentos interpessoais, mostrou-se, no
início do tratamento, ansiosa e com dependência significativa de sua mãe. Ao
longo do seu desenvolvimento, apresentou outras queixas, tais como
alteração repentina de humor, agressividade, insegurança e angústia. As
manifestações clínicas mais recentes relatadas pela jovem foram dificuldade
na tomada de decisões e na iniciação de projetos pessoais, sentimentos de
desamparo ao estar sozinha e preocupação exacerbada com a possibilidade de
deixar de receber cuidado e apoio das pessoas que considera em seu rol de
amizade.
Considerando o caso clínico apresentado, julgue os itens a seguir, à luz do
disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo e das abordagens
teóricas da psicologia.
Nesse caso, para iniciar o tratamento, quando a jovem era ainda criança, o
psicólogo necessitou de autorização de ambos os responsáveis — pai e mãe —,
dada a previsão desta determinação no Código de Ética Profissional do
Psicólogo.

26. FCC - 2014 - TRT - 2ª REGIÃO (SP)


O psicólogo, quando participar de greves ou paralisações, segundo o Código
de Ética Profissional do Psicólogo, deve
a) garantir que as atividades de emergência não sejam interrompidas.
b) garantir que o pleito da greve ou paralisação esteja alinhado aos
pressupostos básicos mencionados no Art. 1 dos princípios
fundamentais do Código de Ética do Profissional Psicólogo.

| 13
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) assegurar que todos os usuários dos serviços de assistência à saúde


mental sejam atendidos.
d) promover de forma crítica pleitos que defendam os direitos de sua
categoria.
e) comunicar ao Conselho Federal de Psicologia sobre seu desacordo
sobre alguns itens da pauta da greve ou paralização.

27. FCC - 2014 - TJ-AP


Consta no Código de Ética Profissional do Psicólogo, em seu Art. 21, que as
transgressões dos preceitos do Código constituem infração disciplinar com a
aplicação de penalidades, na forma de dispositivos legais ou regimentais,
dentre elas, a
a) censura privada.
b) multa.
c) permissão do exercício profissional por somente 30 dias.
d) cassação de documentos.
e) prisão.

28. FGV - 2014 - TJ-GO


A Resolução CFP nº 008/2010 foi criada com o objetivo de dispor sobre a
atuação do psicólogo como perito e assistente técnico no Poder Judiciário.
Segundo tal documento:
a) o psicólogo assistente técnico pode estar presente durante a
realização dos procedimentos metodológicos que norteiam o
atendimento do psicólogo perito, sendo vedado o contrário
b) a relação entre os profissionais deve se pautar no respeito e
colaboração, cada qual exercendo suas competências, sendo
vedado ao assistente técnico formular quesitos ao psicólogo
perito;
c) o trabalho pericial poderá contemplar observações, entrevistas,
aplicação de testes psicológicos, utilização de recursos lúdicos e
outros instrumentos, excetuando-se visitas domiciliares e
institucionais, devendo estas serem feitas de forma
interdisciplinar;
d) em seu relatório, o psicólogo perito apresentará indicativos
pertinentes à sua investigação que possam diretamente subsidiar
o Juiz na solicitação realizada, reconhecendo os limites legais de

| 14
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

sua atuação profissional, sem adentrar as decisões, atribuição


exclusiva dos magistrados;
e) é vedado ao psicólogo que esteja atuando como psicoterapeuta
das partes envolvidas em um litígio atuar como perito, não
havendo impedimento para o assistente técnico, desde que não
interfira na qualidade e na dinâmica do serviço realizado.

29. FCC - 2014 - TRT - 19ª Região (AL)


O artigo 20 do Código de Ética Profissional do Psicólogo informa como o
psicólogo deve agir ao promover publicamente seus serviços, por quaisquer
meios, individual ou coletivamente. Dentre as disposições existentes, deste
artigo, encontra-se que o psicólogo
a) fará previsão taxativa sobre os resultados do seu trabalho.
b) informará o preço do serviço como forma de propaganda.
c) fará referência, apenas, a títulos ou qualificações profissionais que
possua.
d) utilizará de autopromoção para diferenciar-se
mercadologicamente dos outros profissionais da área de saúde.
e) relatará casos de sucesso e aproveitará a oportunidade para
apresentar depoimentos de seus clientes.

30. FGV – 2015 – TJ-BA


José e Francisca possuem dois filhos, um adolescente do sexo masculino e
uma criança do sexo feminino, e estão separados há cerca de dois anos. Na
ocasião, Francisca saiu de casa e levou consigo os dois filhos. Em seguida, ela
iniciou relacionamento com outra mulher, com a qual passou a coabitar.
Ocorreu então que o adolescente quis residir com o pai e passou a repudiar a
mãe. José pediu judicialmente a guarda do filho e Francisca pediu a guarda da
filha, além da regulamentação de visita do jovem. O juiz encaminhou o caso ao
psicólogo do Tribunal para uma avaliação. O psicólogo incorrerá em infração
ética, de acordo com o Código Profissional, caso ele:
a) opte pelo menor prejuízo para quebrar o sigilo, em descobrindo
alguma situação de negligência dos genitores em relação à prole;
b) informe ao juiz sobre a união homossexual da mãe, mesmo
considerando sua relevância para o resultado da avaliação que
fundamentará a tomada da decisão judicial;
c) indique os pais e o adolescente para serviços de apoio, orientação
e tratamento psicológicos, sem autorização judicial;

| 15
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

d) oriente a família a procurá-lo para o atendimento particular uma


vez finda a prestação de sua avaliação;
e) deponha em juízo caso seja requisitado pela autoridade judicial
para prestar esclarecimentos.

31. FCC - 2018 - TRT - 14ª Região (RO e AC)


Um paciente solicitou uma declaração de que estava em acompanhamento
psicológico com o psicólogo Gilson. Considerando a Resolução CFP n°
007/2003, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
produzidos pelos psicólogos, decorrentes de avaliação psicológica, ao
escrever esse tipo de documento, o psicólogo Gilson NÃO deve
a) fazer o registro de sintomas, situações ou estados psicológicos.
b) informar a ocorrência de fatos ou situações objetivas relacionados
ao atendimento psicológico.
c) declarar comparecimentos do atendido e/ou do seu
acompanhante, quando necessário.
d) fornecer informações sobre as condições do atendimento (tempo
de acompanhamento).
e) informar sobre as condições do atendimento (dias ou horários).

32. INSTITUTO AOCP - 2018 - TRT - 1ª REGIÃO (RJ)


De acordo com o Código de Ética Profissional do Psicólogo, assinale a
alternativa correta.
a) É vedado ao psicólogo promover publicamente seus serviços, por
quaisquer meios, individual ou coletivamente.
b) Nos documentos que embasam as atividades em equipe
multiprofissional, o psicólogo registrará apenas as informações
necessárias para o cumprimento dos objetivos do trabalho.
c) Em atividades com equipes multiprofissionais, o psicólogo
compartilhará todas as informações a que teve acesso assinalando
a responsabilidade de quem as receber pela manutenção do sigilo.
d) É vedado ao Psicólogo informar, a quem de direito, os resultados
decorrentes da prestação de serviços psicológicos, transmitindo
somente o que for necessário para a tomada de decisões que
afetem o usuário ou beneficiário.
e) O psicólogo poderá divulgar, ensinar, ceder, emprestar ou vender
a leigos instrumentos e técnicas psicológicas que não utilize mais
em seus serviços.

| 16
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

33. INSTITUTO AOCP - 2018 - TRT - 1ª REGIÃO (RJ)


A elaboração de documentos decorrentes da avaliação psicológica é parte
integrante da prática profissional em Psicologia. Em relação ao Relatório
Psicológico, de acordo com a Resolução n° 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, é correto afirmar que esse documento deve conter, no mínimo, os
seguintes itens:
a) Identificação; Exposição de motivos; Finalidade do documento;
Conclusão.
b) Procedimento; Estrutura; Psicodiagnóstico; Análise; Conclusão.
c) Identificação; Descrição da demanda; Procedimento; Análise;
Conclusão.
d) Identificação; Procedimento; Princípios técnicos; Diagnóstico;
Conclusão.
e) Princípios técnicos; Finalidade do documento; Exposição de
motivos; Diagnóstico.

34. CONSULPLAN - 2017 - TRE-RJ


No que se refere à Resolução nº 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que “Institui o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica,” analise
as afirmativas a seguir.
I. Abrangem princípios para a apresentação descritiva acerca de situações
e/ou condições psicológicas e suas determinações históricas, sociais, políticas
e culturais, pesquisadas no processo de avaliação psicológica.
II. A avaliação psicológica é entendida como o processo técnico-científico de
coleta de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos
fenômenos psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo com a
sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias psicológicas – métodos,
técnicas e instrumentos.
III. Por meio das diretrizes da Resolução há a abrangência de informações dos
fatos ou situações objetivas relacionadas ao atendimento psicológico, com
objetivos de fazer com que se compareça, estabeleça o acompanhamento do
indivíduo e propicie a declaração de informações sobre as condições do
acompanhamento.
IV. Os princípios éticos e técnicos da referida Resolução requerem cuidados
em relação aos deveres do psicólogo nas suas relações com o sujeito assistido,
ao sigilo profissional, às relações com a justiça e ao alcance das informações;
bem como a consideração de que os objetos desse procedimento possuem

| 17
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

aspectos históricos, sociais, econômicos e políticos no processo de


subjetivação.
Estão corretas apenas as afirmativas
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) II e IV.

35. CONSULPLAN - 2017 - TRE-RJ


A Resolução nº 07/2003 do Conselho Federal de Psicologia – CFP
apresenta diretrizes no que concerne aos tipos, definições e maneiras de
estruturação de documentos psicológicos para a emissão de documentos
provenientes de procedimentos de avaliação e testagem psicológica, bem
como para o auxílio de estruturação de psicodiagnóstico. Com base nessa
informação, analise as afirmativas sobre as prerrogativas do CFP para emissão
de documentos, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.
( ) As mais diversas questões podem ser explicitadas nestes documentos desde
que respaldadas pelo Conselho Representante da Profissão de Psicólogo.
( ) A prestação de um serviço deve ser realizada de modo responsável,
independente dos processos de subjetivação, da demanda social, da dinâmica
da comunidade científica e profissional e do uso de instrumentos.
( ) A recusa do uso de instrumentos, técnicas e da experiência
profissional, em quaisquer condições, para corroborar modelos ideológicos
e institucionais perpetuadores de segregação aos modos de subjetivação, é
imperativa.
( ) A prestação de um serviço deve ser realizada de modo responsável, de
maneira que os princípios éticos sustem o compromisso clínico e
experimental da psicologia, visto que as demandas são compreendidas como
de grande complexidade.
( ) Independente da exigência do trabalho, as intervenções são sugeridas
a partir da identificação de algum tipo de demanda e da construção de um
projeto de trabalho que apontem para a formulação dos condicionantes do
sofrimento psíquico.
A sequência está correta em
a) F, V, F, V, V.
b) V, F, V, F, F.
c) F, F, V, V, V.
d) V, V, F, F, F.

| 18
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

36. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A Resolução CFP nº 010/2005, aprova o Código de Ética Profissional do
Psicólogo (CEPP), sendo possível encontrar: “Toda profissão define-se a partir
de um corpo de práticas que busca atender demandas sociais, norteado por
elevados padrões técnicos e pela existência de normas éticas que garantam a
adequada relação de cada profissional com seus pares e com a sociedade
como um todo.” Analise as afirmativas a seguir.
I. No atendimento à criança, ao adolescente ou ao interdito, deve ser
comunicado aos responsáveis o estritamente essencial para se promoverem
medidas em seu benefício.
II. O psicólogo, no relacionamento com profissionais não psicólogos,
compartilhará somente informações relevantes para qualificar o serviço
prestado, resguardando o caráter confidencial das comunicações.
III. Quando requisitado a depor em juízo, o psicólogo não poderá prestar
informações, considerando a obrigatoriedade de manutenção do sigilo.
IV. A utilização de quaisquer meios de registro e observação da prática
psicológica obedecerá às normas vigentes, devendo o usuário ou beneficiário,
desde o início, ser informado.
V. Nos documentos que embasam as atividades em equipe multiprofissional, o
psicólogo registrará todas as informações referentes ao trabalho
desenvolvido.
Assinale a alternativa que corresponde às afirmativas CORRETAS.
a) II, III e IV.
b) I, II e IV.
c) III e IV.
d) I, III e V.
e) II, IV e V.

37. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A Resolução CFP nº 08/2010 dispõe sobre a atuação do psicólogo como
perito e assistente técnico no Poder Judiciário, considerando, em seu teor,
que: O psicólogo perito é profissional designado para assessorar a justiça no
limite de suas atribuições e, portanto, deve exercer tal função com isenção em
relação às partes envolvidas. E também estabelece que: Os assistentes
técnicos são de confiança da parte para assessorá-la e garantir o direito ao
contraditório, não sujeitos a impedimento ou suspeição legais. Sendo assim,
quanto ao contexto de atuação profissional, previsto na referida Resolução, é
CORRETO afirmar que

| 19
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

a) quando a prova do fato depender de conhecimento técnico ou


científico, o juiz será assistido por perito, por ele nomeado.
b) os psicólogos peritos e assistentes técnicos deverão fundamentar sua
intervenção em referencial teórico, técnico e metodológico
respaldados na Ciência Psicológica, no Direito, na ética e na legislação
profissional.
c) o psicólogo perito deverá elaborar quesitos e endereçá-los ao(s)
assistente(s) técnico(s), a fim de elucidar dúvidas surgidas durante a
perícia.
d) o psicólogo perito e o(s) assistente(s) técnico(s) realizarão seu trabalho
a fim de responder diretamente aos quesitos elaborados pelo juiz.
e) o psicólogo que atua como psicoterapeuta das partes envolvidas em um
litígio poderá atuar como perito ou assistente técnico, somente
mediante autorização dos envolvidos.

38. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A respeito da Resolução CFP nº 007/2003, a qual institui o Manual de
Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de
avaliação psicológica, destaca-se que: O referido Manual dispõe sobre os
seguintes itens: Princípios Norteadores; Modalidades de Documentos;
Conceito/Finalidade/Estrutura; Validade dos documentos; Guarda dos
documentos. Considerando esses aspectos abordados na normativa, assinale
a alternativa CORRETA.
a) O parecer psicológico é um documento que visa a informar a
ocorrência de fatos ou situações objetivas relacionadas ao
atendimento psicológico realizado.
b) Ao definir o prazo de validade do conteúdo dos documentos, o
psicólogo deve dispor dos fundamentos para tal indicação,
devendo apresentá-los sempre que solicitado.
c) Os documentos escritos decorrentes da avaliação psicológica, bem
como todo o material que os fundamentou, deverão ser guardados
pelo prazo máximo de 5 anos, observando-se a responsabilidade
por eles tanto do psicólogo quanto da instituição em que ocorreu a
avaliação psicológica.
d) O documento produzido pelo psicólogo deve apresentar redação
bem estruturada, compatível com as expressões próprias da
linguagem coloquial.

| 20
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

e) Justificar estar apto ou não para atividades específicas, após


realização de um processo de avaliação psicológica, é uma das
finalidades do relatório psicológico.

39. CESPE - 2014 - TJ-SE


Com relação a Resolução CFP nº 01/2009, julgue o seguinte item.
Os documentos escritos provenientes de prestação de serviços psicológicos
deverão ser guardados pelo prazo mínimo de cinco anos, observando-se a
responsabilidade do psicólogo na guarda e no sigilo desse material.

40. FCC - 2017 - TRT - 11ª Região (AM e RR)


Cláudio (38 anos) e Lia (36 anos) estavam casados há 10 anos, quando Cláudio
suspeitou que Lia tivesse um caso extraconjugal com um colega de trabalho.
Encontrava-se muito ansioso e passou a ter insônia, o que lhe trouxe muitos
outros sintomas e decidiu por iniciar uma psicoterapia. Preocupada com o
marido, Lia telefonou ao psicólogo de Cláudio e solicitou um relatório
psicológico sobre o estado mental atual do esposo. Segundo o Código de Ética
Profissional do Psicólogo, o psicólogo de Cláudio
a) pode emitir um atestado psicológico, certificando uma
determinada situação ou estado psicológico de Cláudio, para
justificar faltas e/ou impedimentos apresentados por ele.
b) pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que a esposa de
Cláudio é a pessoa próxima a cuidá-lo e desrespeitar o sigilo, nesse
caso, tem o sentido de protegê-lo, o que permite a emissão de
documentos específicos.
c) pode emitir um laudo com dados sobre os sintomas registrados,
situações ou estados psicológicos.
d) pode emitir uma declaração com o registro de sintomas, situações
ou estados psicológicos.
e) não pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que é dever do
psicólogo respeitar o sigilo profissional afim de proteger, por meio
da confidencialidade, a intimidade das pessoas.

41. FCC - 2017 - TRE-SP


Os documentos escritos, decorrentes de avaliação psicológica, bem como todo
o material que os fundamentou, devem ser

| 21
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

a) guardados, pelo prazo máximo de cinco anos, observando-se que a


instituição em que ocorreu a avaliação psicológica é a responsável
única pelo arquivamento do documento.
b) guardados, pelo prazo máximo de três anos, podendo este período
ser reduzido de acordo com as necessidades do Psicólogo ou da
instituição em que ocorreu a avaliação psicológica.
c) entregues ao paciente avaliado no encerramento da avaliação
psicológica, solicitando a ele que os guarde pelo prazo de cinco
anos.
d) guardados, pelo prazo máximo de três anos, arquivados como
documentos digitais, observando-se que a responsabilidade é
unicamente do psicólogo responsável pela avaliação psicológica,
que poderá também enviá-los a empresas de armazenamento de
dados.
e) guardados, pelo prazo mínimo de cinco anos, observando-se que a
responsabilidade por eles é tanto do psicólogo quanto da
instituição em que ocorreu a avaliação psicológica.

42. FCC - 2017 - TRE-SP


O Manual de Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo,
decorrentes de avaliação psicológica, Resolução CFP nº 007/2003, dispõe que o
relatório psicológico deve
a) conter, no mínimo, quatro itens: identificação, descrição da
demanda, procedimento e conclusão.
b) apresentar, na descrição da demanda, a análise que se faz da
solicitação que justifica o procedimento adotado.
c) ter, na identificação, quem elabora, quem solicita a avaliação e os
instrumentos utilizados.
d) conter, no procedimento, uma exposição descritiva de forma
metódica, objetiva e fiel dos dados coletados e das situações
vividas relacionados à demanda em sua complexidade.
e) apresentar, na conclusão, que se limite às afirmações baseadas em
teorias não em fatos.

43. FCC – 2013 – TRT 15ª REGIÃO


Segundo o Código de Ética Profissional do Psicólogo (Art. 3º), o psicólogo, para
ingressar, associar-se ou permanecer em uma organização, considerará a
missão, a filosofia, as políticas, as normas e as práticas nela vigentes e sua

| 22
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

compatibilidade com os princípios e regras deste Código de Ética. Existindo


incompatibilidade, cabe ao psicólogo
a) denunciar os colegas, mas manter-se no emprego para gerar
transformações.
b) manter a prestação de serviços, respeitando as limitações do
empregador.
c) permanecer calado e subserviente até que possa deslocar-se para
outro emprego.
d) recusar-se a prestar serviços e, se pertinente, apresentar denúncia
ao órgão competente.
e) ficar no emprego para obter informações e depois advertir o
empregador.

44. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Conforme referências técnicas do Conselho Federal de Psicologia, a atuação
do psicólogo como trabalhador da Assistência Social deve ter como finalidade
básica
a) o fortalecimento dos usuários como sujeitos de direitos e o
fortalecimento das políticas públicas.
b) o fortalecimento da dimensão subjetiva dos indivíduos através de
intervenções psicoterápicas.
c) o modelo assistencialista, buscando proporcionar o máximo alívio
dos efeitos da miséria em que vive seu usuário.
d) o modelo assistencialista, privilegiando a demanda espontânea
em detrimento da planejada.
e) a identificação e a potencialização de recursos psicossociais, com
intervenções exclusivas no âmbito grupal e comunitário.

45. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Conforme o Código de Ética do Psicólogo (2005), qual das penalidades abaixo
NÃO está prevista no caso de uma transgressão no exercício da atividade
profissional?
a) Advertência.
b) Multa.
c) Censura pública.
d) Serviço à comunidade.
e) Cassação do exercício profissional.

| 23
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

46. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Considere a Resolução nº 07/2003, que trata da elaboração de documentos
escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica.
Numere a segunda coluna de acordo com a primeira, associando os
documentos às suas respectivas características.
(1) Declaração
(2) Atestado
( ) Visa informar a ocorrência de fatos objetivos relacionados à avaliação
psicológica, como
condições de atendimento (horário, local, quem foi atendido).
( ) Não pode apresentar registro de sintomas.
( ) Certifica determinada situação ou estado psicológico.
( ) Pode justificar aptidão para determinadas atividades específicas,
fundamentando-se em avaliação psicológica prévia.
( ) Pode informar sintomas através dos códigos da Classificação Internacional
de Doenças (CID).
A sequência numérica correta de preenchimento dos parênteses da segunda
coluna, de cima para baixo, é
a) 1 – 1 – 2 – 1 – 2.
b) 1 – 1 – 2 – 2 – 2.
c) 2 – 2 – 1 – 1 – 1.
d) 2 – 2 – 1 – 2 – 1.
e) 2 – 1 – 2 – 2 – 2.

47. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Assinale a alternativa correta no que se refere à relação entre peritos e
assistentes técnicos conforme proposto pelo Conselho Federal de Psicologia
através da Resolução n° 08/2010.
a) O trabalho do perito poderá contemplar a realização de
observações de conduta, entrevistas, aplicação de testes e
utilização de recursos lúdicos, com exceção das visitas
domiciliares, que só poderão ser realizadas pelo assistente
técnico.
b) O trabalho do perito deverá ser realizado necessariamente nas
dependências físicas do Foro Judicial, enquanto o assistente
técnico deve entrevistar seu cliente no consultório particular.
c) O perito e o assistente técnico devem fazer seu trabalho de forma
independente, sendo permitida a presença do segundo nos

| 24
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

procedimentos periciais apenas quando esse não interferir na


autonomia teórico-técnica e ética-profissional do primeiro.
d) O trabalho do assistente técnico deverá restringir-se à análise do
laudo pericial, conforme realizado pelo perito, não podendo o
assistente técnico ouvir pessoas envolvidas na situação de litígio.
e) O psicólogo assistente técnico não pode estar presente durante os
procedimentos metodológicos do trabalho do psicólogo perito,
assim como este último não pode interferir no trabalho do
assistente técnico.

48. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Considerando as normativas do Conselho Federal de Psicologia, o laudo
psicológico no contexto forense deve ser considerado como um documento
a) que pode ser produzido tanto pelo perito como pelo assistente
técnico, desde que seja fundamentado por um psicodiagnóstico.
b) produzido pelo perito, que traduz seus achados técnicos de forma
descritiva e conclusiva para a matéria da psicologia, oferecendo
subsídios técnicos para uma possível tomada de decisão do agente
jurídico.
c) que avalia condições psicológicas de um determinado sujeito,
podendo ser assinado de forma conjunta com diferentes técnicos,
como assistentes sociais e/ou psiquiatras.
d) produzido pelo perito, que consta de dados de identificação,
demanda, procedimentos, análise e conclusão, devendo ser
entregue ao avaliado, que é o sujeito de direito a receber os
resultados da avaliação.
e) que tem a função de trazer aos autos a realidade subjetiva do
avaliado, podendo o perito, quando necessário, emitir opiniões
pessoais que excedam o exame técnico do objeto da perícia.

49. CESPE - 2016 - TRT - 8ª Região (PA e AP)


Assinale a opção que apresenta corretamente um dos princípios fundamentais
do Código de Ética do Psicólogo.
a) O psicólogo estabelecerá acordos de prestação de serviços que
respeitem os direitos do usuário ou beneficiário de serviços de
psicologia.

| 25
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

b) O psicólogo zelará para que o exercício profissional seja efetuado


com dignidade, rejeitando situações em que a psicologia esteja
sendo aviltada.
c) O psicólogo conhecerá, divulgará, cumprirá e fará cumprir o
Código de Ética Profissional do Psicólogo.
d) O psicólogo somente assumirá responsabilidades profissionais
relativas às atividades para as quais esteja capacitado pessoal,
teórica e tecnicamente.
e) O psicólogo prestará serviços profissionais em situações de
calamidade pública ou de emergência, sem visar benefício pessoal.

50. FGV - 2015 - TJ-PI


Relacione os documentos psicológicos com suas respectivas definições e
finalidades, conforme estabelecido pela RESOLUÇÃO CFP N.º 007/2003:
1. Declaração.
2. Atestado.
3. Relatório.
4. Parecer.
( ) Documento expedido pelo psicólogo que certifica uma determinada
situação ou estado psicológico, tendo como finalidade afirmar sobre as
condições psicológicas de quem, por requerimento, o solicita. A formulação
deve restringir-se à informação solicitada pelo requerente, contendo
expressamente o fato constatado.
( ) Documento fundamentado e resumido sobre uma questão focal do campo
psicológico cujo resultado pode ser indicativo ou conclusivo. É uma resposta a
uma consulta, que exige de quem responde competência no assunto.
( ) Documento que visa a informar a ocorrência de fatos ou situações objetivas
relacionados ao atendimento psicológico. Não deve ser feito o registro de
sintomas, situações ou estados psicológicos.
( ) Apresentação descritiva acerca de situações e/ou condições psicológicas e
suas determinações históricas, sociais, políticas e culturais, pesquisadas no
processo de avaliação psicológica.
A sequência correta é:
a) 1, 2, 3 e 4;
b) 1, 2, 4 e 3;
c) 1, 4, 2 e 3;
d) 2, 3, 1 e 4;
e) 2, 4, 1 e 3.

| 26
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

51. FGV - 2015 - TJ-PI


Após uma briga em sala de aula, Joyce, 12 anos, foi encaminhada à psicóloga
da escola, a quem revelou que vinha sendo vítima de bullying, por causa da
pele negra e dos cabelos crespos. A menina relatou que a professora não coibia
as piadas e mandara que ela fosse sentar na última fila para não atrapalhar os
colegas com seus cabelos volumosos. Irritada, Joyce havia agredido
verbalmente a professora, derrubado a carteira e dado um empurrão em uma
colega que ria dela, sendo expulsa da sala de aula. Diante desse relato e de
acordo com a legislação e resoluções do CFP:
a) trata-se de hipótese de ato infracional praticado por Joyce, que
deve ser notificada ao Ministério Público, para sindicância e
instauração do procedimento cabível na Vara de Infância e
Juventude;
b) Joyce deverá ser encaminhada para tratamento psicoterápico
para melhorar sua autoestima e conseguir administrar melhor
seus impulsos agressivos e sua baixa tolerância à frustração;
c) a psicóloga deverá sugerir como medida retributiva a
transferência de Joyce para outra turma, considerando que a
estudante está socialmente isolada e já estigmatizada como aluna
problemática na turma atual;
d) a psicóloga buscará refletir com Joyce sobre sua responsabilidade
no conflito e sua autovitimização, que faz com que ela interprete
equivocadamente as situações sociais cotidianas como
manifestações racistas;
e) a psicóloga deverá ouvir a professora e os colegas de Joyce,
chamar os pais e relatar os fatos à Direção, podendo promover
uma intervenção restaurativa com os envolvidos e com a
comunidade escolar.

52. CESPE - 2015 - TRE-RS


A propósito do disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo, assinale
a opção correta.
a) No atendimento à criança, ao adolescente ou ao interdito, devem
ser comunicadas ao responsável todas as informações colhidas
para que sejam promovidas medidas em benefício daqueles.
b) O referido código poderá ser alterado pelos conselhos regionais de
psicologia, por iniciativa própria ou da categoria, desde que
ouvido o CFP.

| 27
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) As dúvidas na observância desse código e os casos omissos serão


resolvidos pelo CFP, ouvindo-se os conselhos regionais de
psicologia.
d) O psicólogo que interromper seu trabalho por extinção do serviço
de Psicologia deverá destruir completamente seus arquivos
confidenciais.
e) Caberá aos psicólogos docentes ou supervisores esclarecer,
informar e orientar os estudantes acerca dos princípios e das
normas contidas nesse código, assim como exigir deles a
observância desses princípios.

53. CESPE - 2015 - TRE-RS


Com base nas disposições do Código de Ética Profissional do Psicólogo,
assinale a opção correta.
a) O código de ética vigente reflete a necessidade sentida pela
categoria de atender aos interesses sociais da população.
b) Um dos princípios fundamentais da categoria preconiza que o
psicólogo deve desconsiderar as relações de poder nos contextos
em que atua e os impactos dessas relações sobre as suas
atividades profissionais.
c) É vedado ao psicólogo emprestar a leigos instrumentos ou técnicas
psicológicas que permitam ou facilitem o exercício ilegal da
profissão.
d) O psicólogo poderá emitir documentos sem fundamentação e
qualidade técnico-científica quando estes puderem interferir
positivamente nos objetos do serviço prestado.
e) É vedado ao psicólogo promover publicamente seus serviços, por
quaisquer meios, de modo individual ou coletivo.

54. CESPE - 2015 - TRE-RS


Assinale a opção em que se apresenta uma penalidade para infrações
disciplinares decorrentes de transgressões dos preceitos do Código de Ética
Profissional do Psicólogo.
a) censura individual
b) suspensão do exercício profissional por até sessenta dias
c) repreensão aplicada por escrito
d) advertência
e) demissão

| 28
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

55. CESPE - 2015 - TRE-RS


De acordo com o disposto na Resolução CFP n.º 001/2009, o período de guarda
do registro documental do psicólogo e (ou) da instituição em que tenha
ocorrido o serviço deve ser de
a) dez anos, no máximo.
b) quinze anos, no máximo.
c) dois anos, no mínimo.
d) cinco anos, no mínimo.
e) cinco anos, no máximo.

56. FGV - 2015 - TJ-RO


Cláudia atua como psicóloga na instituição de acolhimento Paz e Vida, de
cunho religioso, que atende meninos de 12 aos 18 anos incompletos. No início
desse ano, o adolescente Evandro, 16 anos, foi acolhido na instituição por se
encontrar em situação de rua. O ingresso do adolescente no ambiente
institucional causou grande constrangimento, pois o jovem se declara
abertamente homossexual, o que conduziu Miguel, dirigente da instituição, a
solicitar que Cláudia desenvolva estratégias para que Evandro possa superar a
homossexualidade. Diante da demanda de Miguel e à luz da Resolução do CFP
nº 001/1999, Cláudia:
a) poderá encaminhar Evandro para a rede de saúde existente no
município, visando ajudá-lo a superar a homossexualidade;
b) deverá atender psicoterapeuticamente Evandro, auxiliando-o a
compreender e superar os desejos homoafetivos;
c) deverá buscar profissional especializado em sexologia, de forma a
minimizar os conflitos decorrentes da psicopatologia;
d) poderá desenvolver intervenções institucionais no abrigo, visando
ressigni car a visão de doença, perversão e desvio presentes no
discurso do dirigente;
e) poderá atender psicoterapeuticamente Evandro e sua família
biológica, buscando compreender a origem do comportamento e
buscar sua transformação.

57. FGV - 2015 - TJ-RO


Elisa é psicóloga clínica. Em seu consultório atende Marília, que está se
separando de Oscar, seu companheiro há 10 anos e com quem possui uma
filha, Clara, de 6 anos. Diante dos conflitos advindos da separação, Marília

| 29
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

pergunta se Elisa poderá atuar como perita ou assistente técnica em seu


processo de separação. À luz das Resoluções do CFP nº 017/2012 e nº 008/2010,
Elisa:
a) poderá atuar tanto como perita quanto como assistente técnica no
processo apenas se houver consentimento expresso de Oscar;
b) somente poderá atuar como perita no processo;
c) somente poderá atuar como assistente técnica no processo;
d) não poderá atuar nem como perita nem como assistente técnica no
processo;
e) poderá atuar como perita e/ou como assistente técnica,
independentemente da autorização de Oscar.

58. FGV - 2015 - TJ-RO


Em consonância com a Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº
008/2010, considera-se que o psicólogo assistente técnico:
a) é o profissional designado a assessorar a Justiça no limite de suas
atribuições, emitindo posicionamento de sua competência teórico-
técnica, a qual subsidiará a decisão judicial;
b) é o profissional de confiança da parte para assessorá-la e garantir
o direito ao contraditório, não sendo sujeito a impedimento ou
suspeição legais;
c) deve estar presente durante a realização dos procedimentos
metodológicos que norteiam o atendimento do psicólogo perito e
vice-versa;
d) produzirá relatório de cunho decisório sobre a dinâmica em
análise, de forma a subsidiar o juiz, que não possui a expertise
para decidir em conflitos relacionais;
e) complementará o estudo psicológico resultante da perícia,
elucidando quesitos porventura propostos pelo psicólogo perito.

59. FGV - 2015 - TJ-RO


Um juiz encaminha ao psicólogo uma criança cujos pais disputam a guarda
para a realização de perícia. Com base nas resoluções CFP nº 017/2012, que
dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito nos diversos contextos, e
CFP nº 008/2010, que dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito e
assistente técnico no Poder Judiciário, é correto afirmar que:

| 30
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

a) o trabalho pericial terá como garantia o princípio fundamental de


bem-estar exclusivo da criança;
b) o periciado deve ser informado acerca dos motivos, das técnicas
utilizadas, datas e local da avaliação pericial psicológica;
c) quando a pessoa atendida for criança, é necessário o
consentimento formal de pelos menos um dos genitores, mesmo
não sendo o responsável legal;
d) a devolutiva do processo de avaliação deve direcionar-se para a
síntese da demanda inicial, explicitação dos procedimentos
utilizados, o diagnóstico e prognóstico;
e) em seu relatório, o psicólogo perito pode adentrar as decisões
judiciais referentes à guarda da criança.

60. FGV - 2015 - TJ-RO


Luciana iniciou o trabalho como psicóloga do Tribunal de Justiça e precisa
saber como organizar os laudos decorrentes de suas avaliações psicológicas.
Para tanto, consultou a Resolução CFP nº 001/2009 que dispõe sobre a
obrigatoriedade do registro documental decorrente da prestação de serviços
psicológicos. Segundo a resolução:
a) o registro documental em papel ou digitalizado tem caráter
público quando se tratar de atendimento realizado em instituição
pública;
b) os documentos agrupados nos registros devem contemplar
identificação do usuário, procedimentos técnico-científico
realizados, diagnóstico e prognóstico;
c) a guarda do registro documental é de responsabilidade do
psicólogo, da equipe multiprofissional do caso atendido e do chefe
de setor imediato;
d) o registro documental serve como meio de prova idônea para
processos disciplinares e defesa legal;
e) fica garantido ao usuário ou representante legal o acesso parcial,
mediante autorização do psicólogo, às informações registradas em
seu prontuário.

| 31
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

GABARITO

1. C 2. D 3. B 4. B 5. D
6. D 7. C 8. C 9. A 10. D
11. C 12. C 13. E 14. D 15. E
16. B 17. A 18. E 19. E 20. C
21. E 22. E 23. E 24. E 25. E
26. A 27. B 28. D 29. C 30. D
31. A 32. B 33. C 34. D 35. B
36. B 37. A 38. B 39. C 40. E
41. E 42. B 43. D 44. A 45. D
46. B 47. E 48. B 49. B 50. E
51. E 52. E 53. C 54. D 55. D
56. D 57. D 58. B 59. B 60. D

| 32
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

QUESTÕES COMENTADAS

1. MS CONCURSOS – PREF. SONORA/MS – 2019


O Código de Ética Profissional do Psicólogo (Resolução CFP Nº 10/2005) cita,
em alguns de seus artigos, que o psicólogo não pode utilizar técnicas não
regulamentadas ou reconhecidas pela profissão.
Esclarecemos, no entanto, que ______ uma lista de técnicas/práticas
____________ pelo Sistema Conselhos de Psicologia. Assim, quando falamos
em práticas reconhecidas, nos referimos ao reconhecimento advindo da
ciência, que é desenvolvido na academia e por meio de pesquisas.
O Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia têm o papel de
________ se o(a) psicólogo _______ desenvolvendo sua função conforme
determina a legislação profissional independente da teoria adotada no
trabalho de cada psicólogo. Ou seja, o CRP precisa se certificar de que a
prática profissional está sendo conduzida dentro dos padrões éticos definidos
pela legislação correlata.
Complete os espaços com a alternativa correta:
a) há / proibidas / identificar / não está
b) não há / reconhecidas / identificar / está
c) não há / reconhecidas / verificar / está
d) há / proibidas / verificar / não está

RESOLUÇÃO: A questão foi extraída do site do Conselho Federal de Psicologia, em


um texto que esclarece questões, com base no Código de Ética, acerca da
utilização de métodos não reconhecidos pela profissão. No excerto, tem-se:

Esclarecemos, no entanto, que não há uma lista de técnicas/práticas


reconhecidas pelo Sistema Conselhos de Psicologia. Assim, quando
falamos em práticas reconhecidas, nos referimos ao reconhecimento
advindo da ciência, que é desenvolvido na academia e por meio de
pesquisas.
O Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia têm o papel de
verificar se o(a) psicólogo está desenvolvendo sua função conforme
determina a legislação profissional independente da teoria adotada no
trabalho de cada psicólogo. Ou seja, o CRP precisa se certificar de que a
prática profissional está sendo conduzida dentro dos padrões éticos
definidos pela legislação correlata.

| 33
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

GARARITO: LETRA C

2. MS CONCURSOS – PREF. SONORA/MS – 2019


Segundo o Código de Ética do Psicólogo, em seu art. 2º, é vedado a este:
I- Induzir a convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de
orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de
suas funções profissionais.
II- Emitir documentos sem fundamentação e qualidade técnico-científica.
III- Praticar ou ser conivente com quaisquer atos que caracterizem
negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade ou opressão.
Após análise do que foi apresentado, assinale a alternativa correta:
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
b) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
d) Todas as afirmativas estão corretas.

RESOLUÇÃO: Vejamos cada um dos itens:


ITEM I – CERTO. Conforme item b) Induzir a convicções políticas, filosóficas,
morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual ou a qualquer tipo de
preconceito, quando do exercício de suas funções profissionais.
ITEM II – CERTO. Conforme item g) Emitir documentos sem fundamentação e
qualidade técnico-científica.
ITEM III – CERTO. Conforme item a) Praticar ou ser conivente com quaisquer atos
que caracterizem negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade ou
opressão.

GARARITO: LETRA D

3. COPEVE – UFAL – 2019


O terceiro Código de Ética Profissional do Psicólogo:
a) Pauta-se em um conjunto de normas a serem seguidas pelo psicólogo
mais do que um instrumento de reflexão
b) Valoriza os princípios fundamentais como grandes eixos que devem
orientar a relação do psicólogo com a sociedade, a profissão, as
entidades profissionais e a ciência

| 34
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) Estimula reflexões que consideram a profissão em suas práticas


particulares, desconsiderando a profissão como um todo
d) Foi construído ao longo de três anos, com a participação indireta dos
psicólogos
e) Não contempla a crescente inserção do psicólogo em contextos
institucionais

RESOLUÇÃO: A resposta a esta questão pode ser encontrada no texto de


Apresentação do Código de Ética, na versão mais atualizada (3ª edição - 2005) que
apresenta os seguintes dizeres:

Este Código de Ética pautou-se pelo princípio geral de aproximar-se mais de


um instrumento de reflexão do que de um conjunto de normas a serem
seguidas pelo psicólogo.
Para tanto, na sua construção buscou-se:
a. Valorizar os princípios fundamentais como grandes eixos que devem
orientar a relação do psicólogo com a sociedade, a profissão, as entidades
profissionais e a ciência, pois esses eixos atravessam todas as práticas e estas
demandam uma contínua reflexão sobre o contexto social e institucional.
b. Abrir espaço para a discussão, pelo psicólogo, dos limites e interseções
relativos aos direitos individuais e coletivos, questão crucial para as relações
que estabelece com a sociedade, os colegas de profissão e os usuários ou
beneficiários dos seus serviços.
c. Contemplar a diversidade que configura o exercício da profissão e a
crescente inserção do psicólogo em contextos institucionais e em equipes
multiprofissionais.
d. Estimular reflexões que considerem a profissão como um todo e não em
suas práticas particulares, uma vez que os principais dilemas éticos não se
restringem a práticas específicas e surgem em quaisquer contextos de
atuação.

LETRA A – ERRADA. O Código não se pauta em um conjunto do normas. Pelo


contrário, é fundamentado em princípios fundamentais.
LETRA B – CERTA. Conforme vimos, a terceira edição do Código de Ética
Profissional traz que a valorização dos princípios fundamentais como grandes
eixos que devem orientar a relação do psicólogo com a sociedade, a profissão, as
entidades profissionais e a ciência, pois esses eixos atravessam todas as práticas e
estas demandam uma contínua reflexão sobre o contexto social e institucional.

| 35
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA C – ERRADA. O Código considera, sim, a profissão em sua totalidade,


levando em conta as inúmeras possibilidades de atuação do profissional
psicólogo.
LETRA D – ERRADA. O Código de Ética – 3ª edição foi construído a partir de
múltiplos espaços de discussão sobre a ética da profissão, suas responsabilidades
e compromissos com a promoção da cidadania. O processo ocorreu ao longo de
três anos, em todo o país, com a participação direta dos psicólogos e aberto à
sociedade.
LETRA E – ERRADA. Conforme vimos no item “c”, o Código foi construído para
contemplar a diversidade que configura o exercício da profissão e a crescente
inserção do psicólogo em contextos institucionais e em equipes multiprofissionais.

GARARITO: LETRA B

4. COMPERVE – UFRN – 2019


A avaliação psicológica é uma atividade restrita ao Psicólogo, respaldada na
Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962. Entende-se por avaliação psicológica o
processo técnico e científico realizado com pessoas ou grupo de pessoas, que
a) produz resultados conclusivos, independente do contexto.
b) requer metodologias específicas, de acordo com cada área do
conhecimento.
c) requer o mesmo instrumento específico para toda avaliação.
d) avalia o estado emocional de uma pessoa, não sendo necessário
considerar contexto histórico e social.

RESOLUÇÃO: Esta questão se resolve com o entendimento da Resolução CFP nº


09/2018, que traz, em seu Art. 1º - Avaliação Psicológica é definida como um
processo estruturado de investigação de fenômenos psicológicos, composto de
métodos, técnicas e instrumentos, com o objetivo de prover informações à
tomada de decisão, no âmbito individual, grupal ou institucional, com base em
demandas, condições e finalidades específicas.
LETRA A – ERRADA. Os resultados da avaliação não são conclusivos. Isso porque o
estudo e interpretação dos fenômenos psicológicos deve considerar a condição
não cristalizada dos sujeitos em análise. Isso significa que uma avaliação não tem
o condão de determinar, com absoluta segurança, como se dá o comportamento
de indivíduos, que são complexos e mutáveis.
LETRA B – CERTA. Conforme vimos, a avaliação psicológica requer métodos,
técnicas e instrumentos específicos, de acordo com a finalidade proposta.

| 36
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA C – ERRADA. Cada avaliação utilizará um conjunto de instrumentos, de


acordo com a demanda avaliativa. Por exemplo, a avaliação psicológica realizada
no âmbito jurídico é diferente daquela realizada no âmbito escolar.
LETRA D – ERRADA. O contexto sócio-histórico do indivíduo deve, sempre, ser
considerado.

GARARITO: LETRA B

5. COMPERVE – UFRN – 2019


O parecer psicológico é um documento que trata de um problema específico
do campo psicológico, cujo resultado pode ser indicativo ou conclusivo. Esse
documento tem como objetivo
a) certificar determinada situação ou estado psicológico a um requerente,
com uma finalidade específica, como justificar faltas ou aptidões para
atividades específicas.
b) informar a ocorrência de fatos ou situações concretas relacionadas ao
atendimento, tais como, comparecimentos e dias/horários de
acompanhamento.
c) apresentar uma descrição dos procedimentos e conclusões geradas a
partir de um processo de avaliação psicológica.
d) informar sobre uma questão focal, buscando apresentar uma resposta
esclarecedora de forma fundamentada e resumida.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que traz a recentíssima Resolução 006/2019 acerca do


PARECER:

| 37
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Apresenta uma análise técnica, respondendo a uma


questão-problema do campo psicológico ou a
documentos psicológicos questionados.

Visa a dirimir dúvidas de uma questão-problema ou


documento psicológico que estão interferindo na
decisão do solicitante, sendo, portanto, uma resposta a
uma consulta.
PARECER

O parecer psicológico não é um documento resultante do


processo de avaliação psicológica ou de intervenção
psicológica.

EXEMPLO: alguém solicita um parecer sobre se "o teste HTP


pode ser usado no contexto jurídico".

GARARITO: LETRA D

6. COMPERVE – UFRN – 2019


Em abril de 2019, o CFP publicou, no Diário Oficial da União, a Resolução CFP
nº 06/2019, que instituiu regras para a elaboração de documentos escritos
produzidos pela(o) psicóloga(o) no exercício profissional. Conforme esse
documento, uma das finalidades do relatório psicológico é:
a) apresentar procedimentos e conclusões gerados por processo de
avaliação psicológica.
b) descrever as sessões de forma literal, considerando o atendimento ou
acolhimento realizado.
c) informar sobre o tempo de acompanhamento, especificando dias e
horários.
d) elaborar uma peça de natureza e valor técnico-científico, devendo
conter narrativa detalhada e didática, com precisão e harmonia.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que traz a recentíssima Resolução 006/2019 acerca do


RELATÓRIO:

| 38
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Consiste em um documento que, por meio de uma exposição escrita, descritiva e


circunstanciada, considera os condicionantes históricos e sociais da pessoa,
grupo ou instituição atendida, podendo também ter caráter informativo

Visa a comunicar a atuação profissional da(o) psicóloga(o) em diferentes


processos de trabalho já desenvolvidos ou em desenvolvimento, podendo gerar
orientações, recomendações, encaminhamentos e intervenções pertinentes à
RELATÓRIO

situação descrita no documento, não tendo como finalidade produzir


diagnóstico psicológico

O relatório psicológico é uma peça de natureza e valor técnico-científico,


devendo conter narrativa detalhada e didática, com precisão e harmonia

O relatório psicológico não corresponde à descrição literal das sessões,


atendimento ou acolhimento realizado, salvo quando tal descrição se justifique
tecnicamente

GARARITO: LETRA D

7. COMPERVE – UFRN – 2019


É regulamenta a prestação de serviços psicológicos por meio de tecnologias da
informação e da comunicação. Contudo, a partir da Resolução nº. 11, de 11 de
maio de 2018, há serviços psicológicos que não podem ser realizados online,
como
a) supervisão técnica de serviços prestados por psicólogos em diferentes
contextos.
b) processo de seleção de pessoal.
c) atendimento a pessoas e grupos em situação de desastre.
d) uso de testes psicológicos, desde que regulamentados pelo SATEPSI.

RESOLUÇÃO: Vamos responder cada alternativa, à luz da Resolução 11/2018:


LETRA A – ERRADA. A Resolução não veda atendimento online para supervisão
técnica. Pelo contrário, é um dos itens autorizados em seu Art. 2º.
LETRA B – ERRADA. Também não há vedação para utilização de atendimento
online para realização de processo de seleção de pessoal.

| 39
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA C – CERTA. Conforme Art. 7°. - O atendimento de pessoas e grupos em


situação de emergência e desastres pelos meios de tecnologia e informação
previstos nesta Resolução é vedado, devendo a prestação desse tipo de serviço
ser executado por profissionais e equipes de forma presencial.
LETRA D – ERRADA. A utilização de instrumentos psicológicos devidamente
regulamentados por resolução pertinente pode ser feita online, sendo que os
testes psicológicos devem ter parecer favorável do Sistema de Avaliação de
Instrumentos Psicológicos (SATEPSI), com padronização e normatização específica
para tal finalidade.

GARARITO: LETRA C

8. CEV-URCA – PREF. DE MAURITI/CE – 2019


Em defesa da Resolução 01/99, o Conselho Federal de Psicologia acionou o
Supremo Tribunal Federal (STF). Entidade requer extinção de ação judicial que
defende terapia de reversão sexual. Embasado na resolução é INCORRETO
afirmar:
a) não cabe a profissionais da Psicologia no Brasil o oferecimento de
qualquer tipo de terapia de reversão sexual, uma vez que a
homossexualidade não é considerada patologia, segundo a
Organização Mundial de Saúde (OMS).
b) Que a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem
perversão;
c) Que a forma como cada um vive sua sexualidade faz parte da
identidade do sujeito, a qual deve ser compreendida por partes;
d) Que os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a
patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem
adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para
tratamentos não solicitados.
e) Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham
tratamento e cura das homossexualidades.

RESOLUÇÃO: Vamos ao texto da Resolução 001/99:

Art. 1° - Os psicólogos atuarão segundo os princípios éticos da profissão


notadamente aqueles que disciplinam a não discriminação e a
promoção e bem-estar das pessoas e da humanidade.

| 40
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Art. 2° - Os psicólogos deverão contribuir, com seu conhecimento, para


uma reflexão sobre o preconceito e o desaparecimento de
discriminações e estigmatizações contra aqueles que apresentam
comportamentos ou práticas homoeróticas.
Art. 3° - os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a
patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem
adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para
tratamentos não solicitados.
Parágrafo único - Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços
que proponham tratamento e cura das homossexualidades.
Art. 4° - Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de
pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de
modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos
homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.

Temos, portanto, que o CFP aborda a questão no sentido de não tratar a


homossexualidade enquanto patologia. Nesse sentido, a única alternativa
incorreta é a LETRA C, que afirma que a identidade dos sujeitos deve ser
compreendida por partes, quando na verdade ela deve ser compreendida em sua
totalidade, considerando aspectos biopsicossociais e os determinantes
histórico-culturais envololvidos no processo de construção identitária.

GARARITO: LETRA C

9. FUNCERN – PREF. DE APODI/RN – 2019


Documento psicológico que consiste em certificar, com fundamento em um
diagnóstico psicológico, uma determinada situação, estado ou funcionamento
psicológico, tendo como finalidade afirmar as condições psicológicas de
quem, por requerimento, o solicita. Esse documento é denominado
a) atestado psicológico.
b) relatório psicológico.
c) declaração psicológica.
d) parecer psicológico.

RESOLUÇÃO: A questão descreve, conforme a recente Resolução 006/2019, o


ATESTADO PSICOLÓGICO. Vamos ver quais são suas principais características:

| 41
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

ATESTADO

Documento que certifica, Justifica faltas e Deve apresentar


com fundamento em um impedimentos, aptidão registro de sintomas,
diagnóstico psicológico, ou inaptidão para estados psicológicos
uma determinada realização de ou informações
situação, estado ou determinada acerca do estado
funcionamento tarefa/atividade, solicita psicológico da pessoa
psicológico afastamento ou dispensa atendida

A(o) psicóloga(o) deve


É, portanto, resulatdo de manter em seus arquivos
uma avaliação psicológica uma cópia dos atestados
psicológicos emitidos,
junto a todo o material
resultante do processo
avaliativo

GARARITO: LETRA A

10. IF/TO – IF/TO – 2019


O código de Ética profissional admite que o psicólogo intervenha na prestação
de serviços psicológicos que estejam sendo efetuados por outro profissional,
nas seguintes situações, exceto:
a) Quando informado expressamente, por qualquer uma das partes, da
interrupção voluntária e definitiva do serviço.
b) A pedido do profissional responsável pelo serviço.
c) Em caso de emergência ou risco ao beneficiário ou usuário do serviço,
quando dará imediata ciência ao profissional.
d) Quando o profissional se ausentar do atendimento sem justificativa.
e) Quando se tratar de trabalho multiprofissional e a intervenção fizer
parte da metodologia adotada.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que traz o Art. 7º do nosso Código de Étcia:

Art. 7º O psicólogo poderá intervir na prestação de serviços

| 42
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

psicológicos que estejam sendo efetuados por outro


profissional, nas seguintes situações:
a) A pedido do profissional responsável pelo serviço
b) Em caso de emergência ou risco ao beneficiário ou usuário
do serviço, quando dará imediata ciência ao profissional
c) Quando informado expressamente, por qualquer uma das
partes, da interrupção voluntária e definitiva do serviço
d) Quando se tratar de trabalho multiprofissional e a
intervenção fizer parte da metodologia adotada.

Com isso, vemos que a única alternativa que não contempla uma das previsões do
Código é a letra D.

GARARITO: LETRA D

11. INSTITUTO AOCP – UFPB – 2019


Em caso de o profissional psicólogo não poder, por motivos justificáveis,
continuar o serviço que assumiu inicialmente, ele deve
a) encerrar o serviço e deixar que o próprio paciente procure por outro
psicólogo, sem oferecer auxílio, para não interferir na escolha dele.
b) encaminhar o serviço para um profissional de sua confiança
obrigatoriamente.
c) sugerir o serviço de outro psicólogo e fornecer ao substituto as
informações necessárias à continuidade do trabalho.
d) sugerir o serviço de outro psicólogo e não fornecer informações sobre o
trabalho prestado, por uma questão de ética.
e) encerrar o serviço e solicitar que o cliente reinicie o trabalho com outro
profissional.

RESOLUÇÃO: De acordo com o Código de Ética Profissional, em seu Art. 1º


(deveres profissionais), item “k”, cabe ao psicólogo sugerir serviços de outros
psicólogos, sempre que, por motivos justificáveis, não puderem ser
continuados pelo profissional que os assumiu inicialmente, fornecendo ao seu
substituto as informações necessárias à continuidade do trabalho.

GARARITO: LETRA C

| 43
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

12. FGV – DPE/RJ – 2019


Janete é psicóloga da Defensoria Pública e, em entrevistas com a família de
Denise para elaboração de laudo psicológico de determinado processo, toma
conhecimento de segredos familiares que não possuem relação com a
dinâmica processual que a levou a intervir com os membros da família. Diante
dessa dinâmica, Janete não escreveu nada sobre os segredos familiares no
laudo psicológico.
De acordo com o Código de Ética do Psicólogo, Janete procedeu:
a) incorretamente, pois todas as informações obtidas deveriam ser
relatadas no laudo para o(a) Defensor(a) responsável pelo processo;
b) corretamente, já que ela não deveria mesmo relatar por escrito o que
escutou, e sim reportar apenas verbalmente ao(à) Defensor(a) o que
ouviu;
c) corretamente, pois ela deveria transmitir somente o necessário para a
tomada de decisões que afetassem aquelas pessoas;
d) incorretamente, pois os relatos apresentados pela família devem ser
entendidos como um pedido de ajuda e exposição da dinâmica no
processo;
e) corretamente, pois a psicóloga não poderia apresentar no laudo
nenhuma informação do que foi ouvido nas entrevistas, em função do
sigilo profissional.

RESOLUÇÃO: Dentre os deveres profissionais do psicólogo, descritos no Art. 1º do


Código de Ética, está o item “g”, que prevê que este profissional deve informar, a
quem de direito, os resultados decorrentes da prestação de serviços psicológicos,
transmitindo somente o que for necessário para a tomada de decisões que
afetem o usuário ou beneficiário. Percebemos, portanto, que a psicóloga Janete
agiu corretamente ao não fazer constar de seu laudo informações que não
possuíam relação direta com a dinâmica processual, preservando o sigilo.

GARARITO: LETRA C

13. FGV – DPE/RJ – 2019


Maíra participa como voluntária de uma comunidade religiosa, oferecendo
tratamento psicológico de reorientação de gênero para pessoas transexuais e
travestis, caso estejam em sofrimento com suas identidades. Em relação à
Resolução CFP nº 001/2018, é correto afirmar que Maíra:

| 44
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

a) não comete infração ética, por considerar apenas os casos em que há


sofrimento com a identidade de gênero;
b) não comete infração ética, por ofertar serviço comunitário e voluntário,
e não sob forma privada;
c) não comete infração ética, se utilizar técnicas e métodos reconhecidos
pelo Conselho de Classe;
d) comete infração ética, por ofertar serviço em comunidade religiosa,
cujo viés é necessariamente patologizante;
e) comete infração ética, por ofertar serviço com viés patologizante em
relação a pessoas transexuais e travestis.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que traz o texto da Resolução 001/2018:

Art. 8º É vedado às psicólogas e aos psicólogos, na sua prática


profissional, propor, realizar ou colaborar, sob uma perspectiva
patologizante, com eventos ou serviços privados, públicos,
institucionais, comunitários ou promocionais que visem a terapias
de conversão, reversão, readequação ou reorientação de identidade
de gênero das pessoas transexuais e travestis.

LETRA A – ERRADA. Como vimos, Maíra comete infração ética, por se propor a
realizar prática profissional sob uma perspectiva patologizante, oferecendo
reorientação de gênero.
LETRA B – ERRADA. A letra B se justifica da mesma forma que a letra A.
LETRA C – ERRADA. Por mais que Maíra utilize técnicas reconhecidas, está se
propondo a atuar no sentido da reversão da orientação sexual, o que é entendido
enquanto prática patologizante.
LETRA D – ERRADA. A infração ética cometida por Maíra reside no fato de ela se
propor a ofertar reorientação de gênero, e não pelo fato de ela ofertar o serviço em
uma comunidade religiosa.
LETRA E – CERTA. Conforme vimos, é vedado às psicólogas e aos psicólogos, na
sua prática profissional, propor, realizar ou colaborar, sob uma perspectiva
patologizante, com eventos ou serviços privados, públicos, institucionais,
comunitários ou promocionais que visem a terapias de conversão, reversão,
readequação ou reorientação de identidade de gênero das pessoas transexuais e
travestis.

GARARITO: LETRA E

| 45
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

14. COSEAC – UFF – 2019


A guarda do material produzido, que fundamentou a avaliação psicológica,
deve ser pelo prazo mínimo de:
a) seis meses.
b) dois anos.
c) três anos.
d) cinco anos.
e) dez anos.

RESOLUÇÃO: Conforme a Resolução CFP n.º 01/2009, os documentos escritos


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que
os fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser
guardados pelo prazo mínimo de cinco anos.

GARARITO: LETRA D

15. INSTITUTO AOCP – PC/ES – 2019


No contexto das atividades psicológicas, alguns tipos de documentos
psicológicos são produzidos. Um tipo específico de documento é produzido
quando se deve relatar informações para amparar a tomada de ações,
decisões ou encaminhamentos. Com base no exposto, qual documento é esse?
a) Atestado médico.
b) Declaração.
c) Atestado psicológico.
d) Relatório psicológico.
e) Laudo psicológico.

RESOLUÇÃO: A descrição diz respeito ao LAUDO PSICOLÓGICO. Em conformidade


com a recentíssima Resolução 006/2019, vejamos quais são as principais
características deste documento:

| 46
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Resultado de um processo Apresenta informações técnicas e


de avaliação psicológica, científicas dos fenômenos
com finalidade de psicológicos, considerando os
subsidiar decisões condicionantes históricos e sociais
relacionadas ao contexto da pessoa, grupo ou instituição
em que surgiu a demanda atendida

Deve conter narrativa Identificação


LAUDO

detalhada e didática, com


precisão e harmonia,
tornando-se acessível e
compreensível ao
destinatário Descrição da demanda

Procedimento

É composto de 06 itens

Análise

Conclusão

Referências

GARARITO: LETRA E

16. INSTITUTO AOCP – PC/ES – 2019


Uma das funções do profissional da Psicologia, nos diversos âmbitos em que
está inserido, é a da Avaliação Psicológica. De acordo com a Resolução CFP nº
009/2018, que estabelece diretrizes para a realização da Avaliação Psicológica,
é correto afirmar que a avaliação psicológica tem como objetivo
a) avaliar fenômenos psicológicos.
b) prover informações para a tomada de decisões.
c) classificar os diversos graus de inteligência.
d) produzir um laudo psicológico.
e) produzir um relatório psicológico.

RESOLUÇÃO: Conforme o Art. 1º da Resolução 009/2018, a Avaliação Psicológica é


definida como um processo estruturado de investigação de fenômenos

| 47
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

psicológicos, composto de métodos, técnicas e instrumentos, com o objetivo de


prover informações à tomada de decisão, no âmbito individual, grupal ou
institucional, com base em demandas, condições e finalidades específicas.

GARARITO: LETRA B

17. IF/PA – IF/PA – 2019


O Conselho Federal de Psicologia por meio da Resolução nº 1, de 29 de janeiro
de 2018, estabelece normas de atuação para as psicólogas e os psicólogos em
relação às pessoas transexuais e travestis. Sobre a referida resolução
complete as lacunas abaixo e assinale a alternativa que dá sentido correto ao
parágrafo.
“Art. 8º - É vedado às psicólogas e aos psicólogos, na sua prática profissional,
propor, realizar ou colaborar, sob uma perspectiva __________, com eventos
ou serviços privados, públicos, institucionais, comunitários ou promocionais
que visem a terapias de conversão, _________, readequação ou reorientação
de identidade de ______________ das pessoas transexuais e travestis”.
a) Patologizante, reversão, gênero.
b) Patologizante, redefinição, gênero.
c) Patologizante, reversão, sexo.
d) Anormalizante, reversão, gênero.
e) Patologizante, regressão, gênero.

RESOLUÇÃO: A alternativa que preenche corretamente as lacunas é a letra A,


conforme a Resolução 001/2018, art. 8º:

Art. 8º É vedado às psicólogas e aos psicólogos, na sua prática


profissional, propor, realizar ou colaborar, sob uma perspectiva
patologizante, com eventos ou serviços privados, públicos,
institucionais, comunitários ou promocionais que visem a terapias
de conversão, reversão, readequação ou reorientação de identidade
de gênero das pessoas transexuais e travestis.

GARARITO: LETRA A

| 48
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

18. CESPE - 2014 - TJ-SE


Com relação a recrutamento e seleção de pessoal e avaliação psicológica em
concursos públicos, julgue os seguintes itens.
Os documentos provenientes da avaliação psicológica deverão ser guardados
pelo prazo máximo de cinco anos, observando-se a responsabilidade do
psicólogo na guarda e no sigilo desse material.

RESOLUÇÃO: Conforme a Resolução CFP n.º 01/2009, os documentos escritos


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que
os fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser
guardados pelo prazo mínimo de cinco anos, e não máximo, como afirmou a
Banca. Tal previsão também pode ser encontrada na recentíssimo Resolução
006/2019, em seu Art. 15.

GABARITO: ERRADO

19. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considere que um funcionário tenha procurado o psicólogo do setor de
qualidade de vida no trabalho, órgão hierarquicamente superior à área de
gestão de pessoas da empresa onde trabalha, e que tenha denunciado ser
vítima de assédio moral do responsável pela área de gestão de pessoas.
Considere, ainda, que o referido funcionário tenha alegado que, no último
ano, havia sofrido ações prolongadas e repetidas de humilhação, ofensas,
xingamentos e constrangimentos, inclusive na presença da equipe de
trabalho. Com base na situação hipotética apresentada, julgue os itens
subsequentes, acerca da qualidade de vida no trabalho e da ética profissional
do psicólogo organizacional.
Caso o psicólogo seja demitido ou transferido do seu posto de trabalho, ele
deverá repassar todo o material ao psicólogo substituto, porém, não havendo
outro profissional habilitado para substituí-lo, deverá encaminhar todos os
arquivos lacrados à direção da empresa.

RESOLUÇÃO: Para resolver o item, precisamos ir ao Art. 15 do Código de Ética


Profissional do Psicólogo (resolução 010/2005). Vejamos:

Art. 15 - Em caso de interrupção do trabalho do psicólogo, por


quaisquer motivos, ele deverá zelar pelo destino dos seus arquivos

| 49
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

confidenciais.
§ 1° - Em caso de demissão ou exoneração, o psicólogo deverá
repassar todo o material ao psicólogo que vier a substituí-lo, ou lacrá-
lo para posterior utilização pelo psicólogo substituto.
§ 2° - Em caso de extinção do serviço de Psicologia, o psicólogo
responsável informará ao Conselho Regional de Psicologia, que
providenciará a destinação dos arquivos confidenciais.

Assim, conforme o Código de Ética, em caso de extinção dos serviços de Psicologia,


os arquivos lacrados devem ser encaminhados ao CRP, que providenciará a
destinação dos arquivos confidenciais.

GABARITO: ERRADO

20. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
A declaração expedida pelo psicólogo visa informar as condições do
atendimento prestado, tais como o tempo de acompanhamento, o dia e a hora
de sua realização.

RESOLUÇÃO: É importante que você tenha em mente quais são as modalidades de


documentos que o psicólogo, em suas variadas práticas profissionais, pode emitir:

| 50
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

DECLARAÇÃO

ATESTADO

DOCUMENTOS PSI LAUDO

PARECER

PSICOLÓGICO

RELATÓRIO

MULTIPROFISSIONAL

Vamos responder à questão em conformidade com a recente Resolução


006/2019, que revogou a Resolução 007/2003:

Art. 9.º Declaração consiste em um documento escrito que tem por


finalidade registrar, de forma objetiva e sucinta, informações sobre a
prestação de serviço realizado ou em realização, abrangendo as
seguintes informações:
I - Comparecimento da pessoa atendida e seu(sua) acompanhante;
II - Acompanhamento psicológico realizado ou em realização;
III - Informações sobre tempo de acompanhamento, dias e horários.
§ 1.º É vedado o registro de sintomas, situações ou estados
psicológicos na Declaração.

GABARITO: CERTO

21. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
O parecer psicológico consiste em documento produzido em decorrência de
avaliação psicológica que deve ser fundamentado em referencial teórico-
científico e em dados colhidos e analisados.

| 51
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Vamos esquematizar as principais características de um PARECER, já


em conformidade com a resolução 006/2019, para que você nunca mais faça
confusão:

Apresenta uma análise técnica, respondendo a


uma questão-problema do campo psicológico ou
a documentos psicológicos questionados.

Visa a dirimir dúvidas de uma questão-problema ou


documento psicológico que estão interferindo na
decisão do solicitante, sendo, portanto, uma
resposta a uma consulta.
PARECER

O parecer psicológico não é um documento


resultante do processo de avaliação psicológica ou
de intervenção psicológica.

EXEMPLO: alguém solicita um parecer sobre se "o


teste HTP pode ser usado no contexto jurídico".

GABARITO: ERRADO

22. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
Os documentos produzidos pelo psicólogo, que consistem em meios de
informar a ocorrência de fatos ou situações relacionadas ao atendimento
psicológico, têm caráter definitivo, técnico e objetivo.

RESOLUÇÃO: De acordo com o § 3.º da recentíssima Resolução 006/2019, o


documento escrito resultante da prestação de serviços psicológicos deve
considerar a natureza dinâmica, não definitiva e não cristalizada do
fenômeno psicológico. Assim, não podemos dizer que o documento tem caráter
definitivo.

GABARITO: ERRADO

| 52
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

23. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
No processo de avaliação psicológica, os contextos histórico e social são os
principais fatores a serem considerados no objeto de investigação, uma vez
que os aspectos econômicos e políticos extrapolam a esfera psicológica.

RESOLUÇÃO: A Resolução 006/2019 não traz expressamente em seu texto, como


trazia a Resolução 007/2003, que o psicólogo deve considerar os determinantes
históricos, sociais, econômicos e políticos do sujeito quando da realização de uma
avaliação psicológica. Todavia, isso está implícito em toda e qualquer atuação
profissional, em consonância com o Código de Ética. O que temos na Resolução
006/2019 é a seguinte redação, em seu § 2º do Art. 5º - A elaboração de documento
decorrente do serviço prestado no exercício da profissão deve considerar que este
é o resultado de uma avaliação e/ou intervenção psicológica, observando os
condicionantes históricos e sociais e seus efeitos nos fenômenos psicológicos.
Compreendemos que os aspectos econômicos e políticos estão contemplados
nesses contextos.

GABARITO: ERRADO

24. CESPE - 2014 - TJ-SE


Considerando o disposto na Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
Produzidos pelo Psicólogo, julgue os itens que se seguem.
No atestado psicológico, não devem ser registrados os sintomas ou os estados
psicológicos da pessoa atendida, afim de se resguardar a integridade desta.

RESOLUÇÃO: Vamos esquematizar o que você precisa saber sobre o ATESTADO,


em conformidade com a Resolução 006/2019:

| 53
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

ATESTADO

Documento que certifica,


Justifica faltas e Deve apresentar
com fundamento em
impedimentos, aptidão registro de sintomas,
um diagnóstico
psicológico, uma
ou inaptidão para estados psicológicos
determinada situação,
realização de ou informações
estado ou
determinada acerca do estado
funcionamento
tarefa/atividade, solicita psicológico da pessoa
afastamento ou dispensa atendida
psicológico

A(o) psicóloga(o) deve


É, portanto, resulatdo de manter em seus arquivos
uma avaliação psicológica uma cópia dos atestados
psicológicos emitidos,
junto a todo o material
resultante do processo
avaliativo

GABARITO: ERRADO

25. CESPE - 2014 - TJ-SE


Uma jovem de vinte e três anos de idade, filha primogênita, em
acompanhamento psicológico desde os nove anos de idade, em virtude de
passividade exacerbada nos relacionamentos interpessoais, mostrou-se, no
início do tratamento, ansiosa e com dependência significativa de sua mãe. Ao
longo do seu desenvolvimento, apresentou outras queixas, tais como
alteração repentina de humor, agressividade, insegurança e angústia. As
manifestações clínicas mais recentes relatadas pela jovem foram dificuldade
na tomada de decisões e na iniciação de projetos pessoais, sentimentos de
desamparo ao estar sozinha e preocupação exacerbada com a possibilidade de
deixar de receber cuidado e apoio das pessoas que considera em seu rol de
amizade. Considerando o caso clínico apresentado, julgue os itens a seguir, à
luz do disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo e das abordagens
teóricas da psicologia.
Nesse caso, para iniciar o tratamento, quando a jovem era ainda criança, o
psicólogo necessitou de autorização de ambos os responsáveis — pai e mãe —,

| 54
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

dada a previsão desta determinação no Código de Ética Profissional do


Psicólogo.

RESOLUÇÃO: De acordo com o Art. 8º do Código de Ética, para realizar


atendimento não eventual de criança, adolescente ou interdito, o psicólogo deverá
obter autorização de ao menos um de seus responsáveis, observadas as
determinações da legislação vigente. Portanto, não seria necessária a autorização
do pai e da mãe, bastando que um deles autorizasse.

GABARITO: ERRADO

26. FCC - 2014 - TRT - 2ª REGIÃO (SP)


O psicólogo, quando participar de greves ou paralisações, segundo o Código
de Ética Profissional do Psicólogo, deve
a) garantir que as atividades de emergência não sejam interrompidas.
b) garantir que o pleito da greve ou paralisação esteja alinhado aos
pressupostos básicos mencionados no Art. 1 dos princípios
fundamentais do Código de Ética do Profissional Psicólogo.
c) assegurar que todos os usuários dos serviços de assistência à saúde
mental sejam atendidos.
d) promover de forma crítica pleitos que defendam os direitos de sua
categoria.
e) comunicar ao Conselho Federal de Psicologia sobre seu desacordo
sobre alguns itens da pauta da greve ou paralização.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que traz o Art. 5º do nosso Código de Ética:

Art. 5º O psicólogo, quando participar de greves ou paralisações,


garantirá que:
a) As atividades de emergência não sejam interrompidas;
b) Haja prévia comunicação da paralisação aos usuários ou
beneficiários dos serviços atingidos pela mesma.

LETRA A – CERTA. Conforme expressa previsão do Art. 5º, cabe ao psicólogo prezar
pelos atendimentos de emergência, não os deixando desamparados, mesmo
quando do exercício de greve.

| 55
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA B – ERRADA. A letra B não contempla uma previsão expressa do Código de


Ética.
LETRA C – ERRADA. A letra C tampouco traz uma ação prevista no Código.
LETRA D – CERTA. Da mesma forma que as alternativas anteriores, a letra D é uma
invenção do examinador, não contemplada no Código de Ética.
LETRA E – ERRADA. Mais uma vez, não há tal previsão no Código.

GABARITO: LETRA A

27. FCC - 2014 - TJ-AP


Consta no Código de Ética Profissional do Psicólogo, em seu Art. 21, que as
transgressões dos preceitos do Código constituem infração disciplinar com a
aplicação de penalidades, na forma de dispositivos legais ou regimentais,
dentre elas, a
a) censura privada.
b) multa.
c) permissão do exercício profissional por somente 30 dias.
d) cassação de documentos.
e) prisão.

RESOLUÇÃO: Atenção! Assunto muito frequente em provas! Vamos esquematizar


as penalidades previstas no Art. 21 para transgressões ao Código de Ética, para
você nunca mais esquecer:

| 56
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

ADVER-
TÊNCIA

CASSAÇÃO
DO
EXERCÍCIO MULTA
PROFIS- PENALIDADES
SIONAL PREVISTAS EM CASO DE
TRANSGRESSÃO AO
CÓDIGO DE ÉTICA
PROFISSIONAL

SUSPENSÃO
DO
CENSURA
EXERCÍCIO
PÚBLICA
PROFIS-
SIONAL

LETRA A – ERRADA. A cesura será pública, e não privada.


LETRA B – CERTA. Conforme previsão do Art. 21, a multa é uma das penalidades
cabíveis.
LETRA C – ERRADA. A pena é de suspensão ou cassação, e não de permissão.
LETRA D – ERRADA. A cassação não é de documentos, mas sim do exercício
profissional.
LETRA E – ERRADA. A prisão não é contemplada no rol de penalidades do Código.

GABARITO: LETRA B

28. FGV - 2014 - TJ-GO


A Resolução CFP nº 008/2010 foi criada com o objetivo de dispor sobre a
atuação do psicólogo como perito e assistente técnico no Poder Judiciário.
Segundo tal documento:
a) o psicólogo assistente técnico pode estar presente durante a
realização dos procedimentos metodológicos que norteiam o
atendimento do psicólogo perito, sendo vedado o contrário
b) a relação entre os profissionais deve se pautar no respeito e
colaboração, cada qual exercendo suas competências, sendo
vedado ao assistente técnico formular quesitos ao psicólogo
perito;

| 57
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) o trabalho pericial poderá contemplar observações, entrevistas,


aplicação de testes psicológicos, utilização de recursos lúdicos e
outros instrumentos, excetuando-se visitas domiciliares e
institucionais, devendo estas serem feitas de forma
interdisciplinar;
d) em seu relatório, o psicólogo perito apresentará indicativos
pertinentes à sua investigação que possam diretamente subsidiar
o Juiz na solicitação realizada, reconhecendo os limites legais de
sua atuação profissional, sem adentrar as decisões, atribuição
exclusiva dos magistrados;
e) é vedado ao psicólogo que esteja atuando como psicoterapeuta
das partes envolvidas em um litígio atuar como perito, não
havendo impedimento para o assistente técnico, desde que não
interfira na qualidade e na dinâmica do serviço realizado.

RESOLUÇÃO: Vejamos cada assertiva, à luz da resolução 008/2010:


LETRA A – ERRADA. Conforme Art. 2º da Resolução, o psicólogo assistente técnico
não deve estar presente durante a realização dos procedimentos metodológicos
que norteiam o atendimento do psicólogo perito e vice-versa, para que não haja
interferência na dinâmica e qualidade do serviço realizado.
LETRA B – ERRADA. Ainda conforme o Art. 2º, Parágrafo Único - A relação entre os
profissionais deve se pautar no respeito e colaboração, cada qual exercendo suas
competências, podendo o assistente técnico formular quesitos ao psicólogo
perito.
LETRA C – ERRADA. Conforme Art. 3º - Conforme a especificidade de cada
situação, o trabalho pericial poderá contemplar observações, entrevistas, visitas
domiciliares e institucionais, aplicação de testes psicológicos, utilização de
recursos lúdicos e outros instrumentos, métodos e técnicas reconhecidas pelo
Conselho Federal de Psicologia.
LETRA D – CERTA. É a literalidade do Art. 7º - Em seu relatório, o psicólogo perito
apresentará indicativos pertinentes à sua investigação que possam diretamente
subsidiar o Juiz na solicitação realizada, reconhecendo os limites legais de sua
atuação profissional, sem adentrar nas decisões, que são exclusivas às atribuições
dos magistrados.
LETRA E – ERRADA. Conforme Art. 10, é vedado ao psicólogo que esteja atuando
como psicoterapeuta das partes atuar tanto como perito quanto como
assistente técnico.

GABARITO: LETRA D

| 58
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

29. FCC - 2014 - TRT - 19ª Região (AL)


O artigo 20 do Código de Ética Profissional do Psicólogo informa como o
psicólogo deve agir ao promover publicamente seus serviços, por quaisquer
meios, individual ou coletivamente. Dentre as disposições existentes, deste
artigo, encontra-se que o psicólogo
a) fará previsão taxativa sobre os resultados do seu trabalho.
b) informará o preço do serviço como forma de propaganda.
c) fará referência, apenas, a títulos ou qualificações profissionais que
possua.
d) utilizará de autopromoção para diferenciar-se
mercadologicamente dos outros profissionais da área de saúde.
e) relatará casos de sucesso e aproveitará a oportunidade para
apresentar depoimentos de seus clientes.

RESOLUÇÃO: Vamos transcrever o Art. 20 do Código de Ética Profissional:

Art. 20 O psicólogo, ao promover publicamente seus serviços, por


quaisquer meios, individual ou coletivamente:
a) Informará o seu nome completo, o CRP e seu número de registro;
b) Fará referência apenas a títulos ou qualificações profissionais que
possua;
c) Divulgará somente qualificações, atividades e recursos relativos a
técnicas e práticas que estejam reconhecidas ou regulamentadas
pela profissão;
d) Não utilizará o preço do serviço como forma de propaganda;
e) Não fará previsão taxativa de resultados;
f) Não fará autopromoção em detrimento de outros profissionais;
g) Não proporá atividades que sejam atribuições privativas de
outras categorias profissionais;
h) Não fará divulgação sensacionalista das atividades profissionais.

LETRA A – ERRADA. Ao contrário, o Art. 20 dispõe que o psicólogo não fará


previsão taxativa de resultados (item “e” do Artigo 21).
LETRA B – ERRADA. O item “d” do Art. 20 nos orienta que o psicólogo não deverá
utilizar o preço do serviço como forma de propaganda.
LETRA C – CERTA. É a literalidade do item “b” do Art. 20.
LETRA D – ERRADA. Ao contrário, o item “f” orienta que o profissional não fará
autopromoção em detrimento de outros profissionais.

| 59
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA E – ERRADA. O item “h” prevê a não divulgação sensacionalista de


trabalhos.

GABARITO: LETRA C

30. FGV – 2015 – TJ-BA


José e Francisca possuem dois filhos, um adolescente do sexo masculino e
uma criança do sexo feminino, e estão separados há cerca de dois anos. Na
ocasião, Francisca saiu de casa e levou consigo os dois filhos. Em seguida, ela
iniciou relacionamento com outra mulher, com a qual passou a coabitar.
Ocorreu então que o adolescente quis residir com o pai e passou a repudiar a
mãe. José pediu judicialmente a guarda do filho e Francisca pediu a guarda da
filha, além da regulamentação de visita do jovem. O juiz encaminhou o caso ao
psicólogo do Tribunal para uma avaliação. O psicólogo incorrerá em infração
ética, de acordo com o Código Profissional, caso ele:
a) opte pelo menor prejuízo para quebrar o sigilo, em descobrindo
alguma situação de negligência dos genitores em relação à prole;
b) informe ao juiz sobre a união homossexual da mãe, mesmo
considerando sua relevância para o resultado da avaliação que
fundamentará a tomada da decisão judicial;
c) indique os pais e o adolescente para serviços de apoio, orientação
e tratamento psicológicos, sem autorização judicial;
d) oriente a família a procurá-lo para o atendimento particular uma
vez finda a prestação de sua avaliação;
e) deponha em juízo caso seja requisitado pela autoridade judicial
para prestar esclarecimentos.

RESOLUÇÃO: Vamos analisar cada uma das alternativas, à luz do Código de Ética:
LETRA A – ERRADA. Lembre-se que estamos procurando uma alternativa que
contenha uma infração ao Código e a letra A não é a nossa resposta. Conforme o
Art. 10, nas situações em que se configure conflito entre as exigências decorrentes
do disposto no Art. 9º (sigilo profissional) e as afirmações dos princípios
fundamentais deste Código, excetuando-se os casos previstos em lei, o psicólogo
poderá decidir pela quebra de sigilo, baseando sua decisão na busca do menor
prejuízo.
LETRA B – ERRADA. A letra B também não infringe o Código, que prevê, em seu Art.
6º, item “b”, que o psicólogo compartilhará somente informações relevantes

| 60
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

para qualificar o serviço prestado, resguardando o caráter confidencial das


comunicações, assinalando a responsabilidade, de quem as receber, de preservar
o sigilo.
LETRA C – ERRADA. A mera indicação de serviços de apoio, orientação e
tratamento independe de ordem judicial, portanto não é uma infração ao Código
realizá-la.
LETRA D – CERTA. Eis o nosso gabarito. Conforme Art. 2º, item “l” do Código de
Ética, é vedado ao psicólogo desviar para serviço particular ou de outra
instituição, visando benefício próprio, pessoas ou organizações atendidas por
instituição com a qual mantenha qualquer tipo de vínculo profissional.
LETRA E – ERRADA. Conforme Art. 11, quando requisitado a depor em juízo, o
psicólogo poderá prestar informações, considerando o previsto no Código.

GABARITO: LETRA D

31. FCC - 2018 - TRT - 14ª Região (RO e AC)


Um paciente solicitou uma declaração de que estava em acompanhamento
psicológico com o psicólogo Gilson. Considerando a Resolução CFP n°
007/2003, que instituiu o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
produzidos pelos psicólogos, decorrentes de avaliação psicológica, ao
escrever esse tipo de documento, o psicólogo Gilson NÃO deve
a) fazer o registro de sintomas, situações ou estados psicológicos.
b) informar a ocorrência de fatos ou situações objetivas relacionados
ao atendimento psicológico.
c) declarar comparecimentos do atendido e/ou do seu
acompanhante, quando necessário.
d) fornecer informações sobre as condições do atendimento (tempo
de acompanhamento).
e) informar sobre as condições do atendimento (dias ou horários).

RESOLUÇÃO: Vejamos do que trata a DECLARAÇÃO, à luz da recentíssima


Resolução 006/2019:

| 61
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Comparecimento da pessoa
atendida e seu(a)
aompanhante

Registra, de forma objetiva e


sucinta, informações sobre Acompanhamento
a prestação de serviço psicológico realizado ou em
realizado ou em realização (ex:
realização, abrangendo as psicoterapia)
seguinte informações:
DECLARAÇÃO

Diferente do ATESTADO, a Informações sobre dias e


DECLARAÇÃO nunca deve horários das sessões
conter registro de
sintomas!

LETRA A – CERTA. Conforme vimos, a declaração NUNCA deve conter registro de


sintomas do paciente.
LETRA B – ERRADA. Situações objetivas, tais como o comparecimento do paciente
todas as terças-feiras, às 14h30, são apropriadas à declaração.
LETRA C – ERRADA. A declaração seve justamente para essa finalidade.
LETRA D – ERRADA. A declaração fornece informações acerca do atendimento
realizado, conforme vimos no esquema supracitado.
LETRA E – ERRADA. Informar os dias e horários de atendimento é justamente uma
das finalidades da declaração.

GABARITO: LETRA A

32. INSTITUTO AOCP - 2018 - TRT - 1ª REGIÃO (RJ)


De acordo com o Código de Ética Profissional do Psicólogo, assinale a
alternativa correta.
a) É vedado ao psicólogo promover publicamente seus serviços, por
quaisquer meios, individual ou coletivamente.
b) Nos documentos que embasam as atividades em equipe
multiprofissional, o psicólogo registrará apenas as informações
necessárias para o cumprimento dos objetivos do trabalho.
c) Em atividades com equipes multiprofissionais, o psicólogo
compartilhará todas as informações a que teve acesso assinalando
a responsabilidade de quem as receber pela manutenção do sigilo.

| 62
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

d) É vedado ao Psicólogo informar, a quem de direito, os resultados


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, transmitindo
somente o que for necessário para a tomada de decisões que
afetem o usuário ou beneficiário.
e) O psicólogo poderá divulgar, ensinar, ceder, emprestar ou vender
a leigos instrumentos e técnicas psicológicas que não utilize mais
em seus serviços.

RESOLUÇÃO: Vamos analisar cada uma das alternativas, conforme especificações


do Código de Ética Profissional:
LETRA A – ERRADA. O psicólogo pode, sim, promover os seus serviços, desde que
não faça autopromoção em detrimento de outros profissionais, conforme previsão
do Art. 20.
LETRA B – CERTA. Conforme Art. 12, nos documentos que embasam as atividades
em equipe multiprofissional, o psicólogo registrará apenas as informações
necessárias para o cumprimento dos objetivos do trabalho.
LETRA C – ERRADA. A letra C contradiz a letra B. Portanto, está errada.
LETRA D – ERRADA. Pelo contrário, o psicólogo tem o dever de informar, a quem
de direito, os resultados decorrentes da prestação de serviços psicológicos,
transmitindo somente o que for necessário para a tomada de decisões que afetem
o usuário ou beneficiário, conforme item “g” do Art. 1º.
LETRA E – ERRADA. O Art. 18 do Código prevê que o psicólogo não divulgará,
ensinará, cederá, emprestará ou venderá a leigos instrumentos e técnicas
psicológicas que permitam ou facilitem o exercício ilegal da profissão.

GABARITO: LETRA B

33. INSTITUTO AOCP - 2018 - TRT - 1ª REGIÃO (RJ)


A elaboração de documentos decorrentes da avaliação psicológica é parte
integrante da prática profissional em Psicologia. Em relação ao Relatório
Psicológico, de acordo com a Resolução n° 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, é correto afirmar que esse documento deve conter, no mínimo, os
seguintes itens:
a) Identificação; Exposição de motivos; Finalidade do documento;
Conclusão.
b) Procedimento; Estrutura; Psicodiagnóstico; Análise; Conclusão.

| 63
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

c) Identificação; Descrição da demanda; Procedimento; Análise;


Conclusão.
d) Identificação; Procedimento; Princípios técnicos; Diagnóstico;
Conclusão.
e) Princípios técnicos; Finalidade do documento; Exposição de
motivos; Diagnóstico.

RESOLUÇÃO: Em conformidade com a Resolução 006/2019, o RELATÓRIO deve


conter:

IDENTIFI-
CAÇÃO

DESCRIÇÃO
CONCLUSÃO DA
DEMANDA
RELATÓRIO

PROCEDI-
ANÁLISE
MENTO

De acordo com o que vimos no gráfico acima, podemos descartar as alternativas A.


B, D e E, restando como gabarito a letra C.

GABARITO: LETRA C

34. CONSULPLAN - 2017 - TRE-RJ


No que se refere à Resolução nº 007/2003 do Conselho Federal de
Psicologia, que “Institui o Manual de Elaboração de Documentos Escritos
produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica,” analise
as afirmativas a seguir.

| 64
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

I. Abrangem princípios para a apresentação descritiva acerca de situações


e/ou condições psicológicas e suas determinações históricas, sociais, políticas
e culturais, pesquisadas no processo de avaliação psicológica.
II. A avaliação psicológica é entendida como o processo técnico-científico de
coleta de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos
fenômenos psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo com a
sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias psicológicas – métodos,
técnicas e instrumentos.
III. Por meio das diretrizes da Resolução há a abrangência de informações dos
fatos ou situações objetivas relacionadas ao atendimento psicológico, com
objetivos de fazer com que se compareça, estabeleça o acompanhamento do
indivíduo e propicie a declaração de informações sobre as condições do
acompanhamento.
IV. Os princípios éticos e técnicos da referida Resolução requerem cuidados
em relação aos deveres do psicólogo nas suas relações com o sujeito assistido,
ao sigilo profissional, às relações com a justiça e ao alcance das informações;
bem como a consideração de que os objetos desse procedimento possuem
aspectos históricos, sociais, econômicos e políticos no processo de
subjetivação.
Estão corretas apenas as afirmativas
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) II e IV.

RESOLUÇÃO: Vamos responder a questão à luz da Resolução 006/2019, que


revogou a Resolução 003/2007:
ITEM I – ERRADO. Conforme Art. 1º, parágrafo único da Resolução, os objetivos
são: orientar a(o) psicóloga(o) na elaboração de documentos escritos produzidos
no exercício da sua profissão e fornecer os subsídios éticos e técnicos necessários
para a produção qualificada da comunicação escrita. A descrição apresentada na
assertiva diz respeito ao Código de Ética, e não à Resolução 006/2019.
ITEM II – CERTO. A redação da nova Resolução foi levemente alterada, mas ainda
quer dizer a mesma coisa. Veja como ficou o texto de 2019: um processo de
avaliação psicológica se caracteriza por uma ação sistemática e delimitada no
tempo, com a finalidade de diagnóstico ou não, que utiliza de fontes de
informações fundamentais e complementares com o propósito de uma

| 65
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

investigação realizada a partir de uma coleta de dados, estudo e interpretação de


fenômenos e processos psicológicos.
ITEM III – ERRADO. A Resolução não poderia obrigar alguém a comparecer a um
processo de atendimento psicológico! Viagem do examinador.
ITEM IV – CERTO. Novamente aqui houve alteração da redação da resolução, mas
esses princípios continuam sendo válidos e estão presentes no Art. 5º da nova
Resolução 006/2019, conforme transcrição abaixo:

Art. 5º Os documentos psicológicos devem ser elaborados conforme os


princípios de qualidade técnica e científica presentes neste regulamento.
§ 1º Os documentos emitidos pela(o) psicóloga(o) concretizam informações
fundamentais e devem conter dados fidedignos que validam a construção do
pensamento psicológico e a finalidade a que se destina.
§ 2º A elaboração de documento decorrente do serviço prestado no exercício
da profissão deve considerar que este é o resultado de uma avaliação e/ou
intervenção psicológica, observando os condicionantes históricos e sociais e
seus efeitos nos fenômenos psicológicos.
§ 3º O documento escrito resultante da prestação de serviços psicológicos
deve considerar a natureza dinâmica, não definitiva e não cristalizada do
fenômeno psicológico.
§ 4º Ao produzir documentos escritos, a(o) psicóloga(o) deve se basear no que
dispõe o artigo 1º, alínea "c", do Código de Ética Profissional do Psicólogo,
prestando serviços psicológicos de qualidade, em condições de trabalho
dignas e apropriadas à natureza desses serviços, utilizando princípios,
conhecimentos e técnicas reconhecidamente fundamentados na ciência
psicológica, na ética e na legislação profissional.
§ 5º Na realização da Avaliação Psicológica, ao produzir documentos escritos,
a(o) psicóloga(o) deve se basear no que dispõe o artigo 2º da Resolução CFP
nº 09/2018, fundamentando sua decisão, obrigatoriamente, em métodos,
técnicas e instrumentos psicológicos reconhecidos cientificamente para uso
na prática profissional da(o) psicóloga(o) (fontes fundamentais de
informação), podendo, a depender do contexto, recorrer a procedimentos e
recursos auxiliares (fontes complementares de informação).
§ 6º A(o) psicóloga(o) deve resguardar os cuidados com o sigilo profissional,
conforme previsto nos artigos 9º e 10º do Código de Ética Profissional do
Psicólogo.
§ 7º Ao elaborar um documento em que seja necessário referenciar material
teórico técnico, as referências devem ser colocadas, preferencialmente, em

| 66
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

nota de rodapé, observando a especificidade do documento produzido.


§ 8º Toda e qualquer modalidade de documento deverá ter todas as laudas
numeradas, rubricadas da primeira até a penúltima lauda, e a assinatura da(o)
psicóloga(o) na última página.

GABARITO: LETRA D

35. CONSULPLAN - 2017 - TRE-RJ


A Resolução nº 07/2003 do Conselho Federal de Psicologia – CFP
apresenta diretrizes no que concerne aos tipos, definições e maneiras de
estruturação de documentos psicológicos para a emissão de documentos
provenientes de procedimentos de avaliação e testagem psicológica, bem
como para o auxílio de estruturação de psicodiagnóstico. Com base nessa
informação, analise as afirmativas sobre as prerrogativas do CFP para emissão
de documentos, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.
( ) As mais diversas questões podem ser explicitadas nestes documentos desde
que respaldadas pelo Conselho Representante da Profissão de Psicólogo.
( ) A prestação de um serviço deve ser realizada de modo responsável,
independente dos processos de subjetivação, da demanda social, da dinâmica
da comunidade científica e profissional e do uso de instrumentos.
( ) A recusa do uso de instrumentos, técnicas e da experiência
profissional, em quaisquer condições, para corroborar modelos ideológicos
e institucionais perpetuadores de segregação aos modos de subjetivação, é
imperativa.
( ) A prestação de um serviço deve ser realizada de modo responsável, de
maneira que os princípios éticos sustem o compromisso clínico e
experimental da psicologia, visto que as demandas são compreendidas como
de grande complexidade.
( ) Independente da exigência do trabalho, as intervenções são sugeridas
a partir da identificação de algum tipo de demanda e da construção de um
projeto de trabalho que apontem para a formulação dos condicionantes do
sofrimento psíquico.
A sequência está correta em
a) F, V, F, V, V.
b) V, F, V, F, F.
c) F, F, V, V, V.
d) V, V, F, F, F.

| 67
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Vejamos:
ITEM – VERDADEIRO. A antiga resolução 007/2003 trazia esse texto literal, todavia
ele continua sendo válido na atual Resolução 006/2019, apesar de não estar
expresso dessa mesma forma.
ITEM II – FALSO. Sempre, conforme Atr. 5º, § 2º da nova Resolução, a elaboração
de documento decorrente do serviço prestado no exercício da profissão deve
considerar que este é o resultado de uma avaliação e/ou intervenção psicológica,
observando os condicionantes históricos e sociais e seus efeitos nos fenômenos
psicológicos.
ITEM III – VERDADEIRO. Conforme o nosso Código de Ética, em um de seus
princípios fundamentais, o psicólogo deve atuar no sentido de combater práticas
que perpetuem qualquer tipo de segregação social.
ITEM IV – FALSO. Sustar (= suspender) o compromisso clínico e experimental da
Psicologia? Já ouviu falar disso? Nem eu! Pura balela do examinador.
ITEM V – FALSO. Nem sempre a demanda exigirá que sejam identificados os
determinantes e condicionantes do sofrimento psíquico do sujeito. No caso da
emissão de declaração, por exemplo, que é um documento que não decorre de
uma avaliação psicológica, não há que se falar em condicionantes de sofrimento
do sujeito.

GABARITO: LETRA B

36. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A Resolução CFP nº 010/2005, aprova o Código de Ética Profissional do
Psicólogo (CEPP), sendo possível encontrar: “Toda profissão define-se a partir
de um corpo de práticas que busca atender demandas sociais, norteado por
elevados padrões técnicos e pela existência de normas éticas que garantam a
adequada relação de cada profissional com seus pares e com a sociedade
como um todo.” Analise as afirmativas a seguir.
I. No atendimento à criança, ao adolescente ou ao interdito, deve ser
comunicado aos responsáveis o estritamente essencial para se promoverem
medidas em seu benefício.
II. O psicólogo, no relacionamento com profissionais não psicólogos,
compartilhará somente informações relevantes para qualificar o serviço
prestado, resguardando o caráter confidencial das comunicações.
III. Quando requisitado a depor em juízo, o psicólogo não poderá prestar
informações, considerando a obrigatoriedade de manutenção do sigilo.

| 68
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

IV. A utilização de quaisquer meios de registro e observação da prática


psicológica obedecerá às normas vigentes, devendo o usuário ou beneficiário,
desde o início, ser informado.
V. Nos documentos que embasam as atividades em equipe multiprofissional, o
psicólogo registrará todas as informações referentes ao trabalho
desenvolvido.
Assinale a alternativa que corresponde às afirmativas CORRETAS.
a) II, III e IV.
b) I, II e IV.
c) III e IV.
d) I, III e V.
e) II, IV e V.

RESOLUÇÃO:
ITEM I – CERTO. Conforme Art. 13 – No atendimento à criança, ao adolescente ou
ao interdito, deve ser comunicado aos responsáveis o estritamente essencial para
se promoverem medidas em seu benefício.
ITEM II – CERTO. Conforme Art. 6º – O psicólogo, no relacionamento com
profissionais não psicólogos: b) Compartilhará somente informações relevantes
para qualificar o serviço prestado, resguardando o caráter confidencial das
comunicações, assinalando a responsabilidade, de quem as receber, de preservar
o sigilo.
ITEM III – ERRADO. Conforme Art. 11 – Quando requisitado a depor em juízo, o
psicólogo poderá prestar informações, considerando o previsto no Código.
ITEM IV – CERTO. Conforme Art. 14 – A utilização de quaisquer meios de registro e
observação da prática psicológica obedecerá às normas deste Código e a
legislação profissional vigente, devendo o usuário ou beneficiário, desde o início,
ser informado.
ITEM V – ERRADO. O Art. 12 prevê que, nos documentos que embasam as
atividades em equipe multiprofissional, o psicólogo registrará apenas as
informações necessárias para o cumprimento dos objetivos do trabalho.

GABARITO: LETRA B

37. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A Resolução CFP nº 08/2010 dispõe sobre a atuação do psicólogo como
perito e assistente técnico no Poder Judiciário, considerando, em seu teor,

| 69
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

que: O psicólogo perito é profissional designado para assessorar a justiça no


limite de suas atribuições e, portanto, deve exercer tal função com isenção em
relação às partes envolvidas. E também estabelece que: Os assistentes
técnicos são de confiança da parte para assessorá-la e garantir o direito ao
contraditório, não sujeitos a impedimento ou suspeição legais. Sendo assim,
quanto ao contexto de atuação profissional, previsto na referida Resolução, é
CORRETO afirmar que
a) quando a prova do fato depender de conhecimento técnico ou
científico, o juiz será assistido por perito, por ele nomeado.
b) os psicólogos peritos e assistentes técnicos deverão fundamentar sua
intervenção em referencial teórico, técnico e metodológico
respaldados na Ciência Psicológica, no Direito, na ética e na legislação
profissional.
c) o psicólogo perito deverá elaborar quesitos e endereçá-los ao(s)
assistente(s) técnico(s), a fim de elucidar dúvidas surgidas durante a
perícia.
d) o psicólogo perito e o(s) assistente(s) técnico(s) realizarão seu trabalho
a fim de responder diretamente aos quesitos elaborados pelo juiz.
e) o psicólogo que atua como psicoterapeuta das partes envolvidas em um
litígio poderá atuar como perito ou assistente técnico, somente
mediante autorização dos envolvidos.

RESOLUÇÃO: É sacanagem, mas a Banca cobrou nesta questão os


“considerandos” da Resolução 008/2010! Então, fica a dica: é necessário ler toda a
resolução, inclusive os considerandos!
LETRA A – CERTA. A resposta está em um dos “considerandos” da resolução
008/2010, que diz: CONSIDERANDO que, quando a prova do fato depender de
conhecimento técnico ou científico, o juiz será assistido por perito, por ele
nomeado.
LETRA B – ERRADA. A resposta para esta alternativa está em outro
“considerando”, que diz: CONSIDERANDO que os psicólogos peritos e assistentes
técnicos deverão fundamentar sua intervenção em referencial teórico, técnico e
metodológico respaldados na ciência Psicológica, na ética e na legislação
profissional, garantindo como princípio fundamental o bem-estar de todos os
sujeitos envolvidos.
LETRA C – ERRADA. Conforme Parágrafo Único no Art. 2º, a relação entre os
profissionais deve se pautar no respeito e colaboração, cada qual exercendo suas

| 70
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

competências, podendo o assistente técnico formular quesitos ao psicólogo


perito.
LETRA D – ERRADA. Como vimos no parágrafo único do Art. 2º descrito acima, é o
assistente técnico (e não o juiz) que formula quesitos ao perito.
LETRA E – ERRADA. Conforme Art. 10, é vedado ao psicólogo que esteja atuando
como psicoterapeuta das partes atuar tanto como perito quanto como
assistente técnico.

GABARITO: LETRA A

38. PUC-PR - 2017 - TJ-PR


A respeito da Resolução CFP nº 007/2003, a qual institui o Manual de
Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de
avaliação psicológica, destaca-se que: O referido Manual dispõe sobre os
seguintes itens: Princípios Norteadores; Modalidades de Documentos;
Conceito/Finalidade/Estrutura; Validade dos documentos; Guarda dos
documentos. Considerando esses aspectos abordados na normativa, assinale
a alternativa CORRETA.
a) O parecer psicológico é um documento que visa a informar a
ocorrência de fatos ou situações objetivas relacionadas ao
atendimento psicológico realizado.
b) Ao definir o prazo de validade do conteúdo dos documentos, o
psicólogo deve dispor dos fundamentos para tal indicação,
devendo apresentá-los sempre que solicitado.
c) Os documentos escritos decorrentes da avaliação psicológica, bem
como todo o material que os fundamentou, deverão ser guardados
pelo prazo máximo de 5 anos, observando-se a responsabilidade
por eles tanto do psicólogo quanto da instituição em que ocorreu a
avaliação psicológica.
d) O documento produzido pelo psicólogo deve apresentar redação
bem estruturada, compatível com as expressões próprias da
linguagem coloquial.
e) Justificar estar apto ou não para atividades específicas, após
realização de um processo de avaliação psicológica, é uma das
finalidades do relatório psicológico.

| 71
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Vamos examinar as assertivas em conformidade à recentíssima


Resolução 006/2019:
LETRA A – ERRADA. É a DECLARAÇÃO que visa a informar a ocorrência de fatos ou
situações objetivas relacionadas ao atendimento psicológico realizado, e não o
parecer.
LETRA B – CERTA. Vejamos o que nos traz o Art. 17:

Art. 17 O prazo de validade do conteúdo do documento escrito,


decorrente da prestação de serviços psicológicos, deverá ser
indicado no último parágrafo do documento.

§ 1º A validade indicada deverá considerar a normatização vigente


na área em que atua a(o) psicóloga(o), bem como a natureza
dinâmica do trabalho realizado e a necessidade de atualização
contínua das informações.

§ 2º Não havendo definição normativa, o prazo de validade deve ser


indicado pela(o) psicóloga(o), levando em consideração os objetivos
da prestação do serviço, os procedimentos utilizados, os aspectos
subjetivos e dinâmicos analisados e as conclusões obtidas.

LETRA C – ERRADA. Conforme Art. 15, os documentos escritos decorrentes da


prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que os
fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser guardados pelo
prazo mínimo de 5 (cinco) anos (e não máximo), conforme Resolução CFP
nº 01/2009 ou outras que venham a alterá-la ou substituí-la.
LETRA D – ERRADA. Cnonforme Art. 6º § 3º, a linguagem escrita deve basear-se nas
normas cultas da língua portuguesa, na técnica da Psicologia, na objetividade da
comunicação e na garantia dos direitos humanos (observando os Princípios
Fundamentais do Código de Ética Profissional do Psicólogo e as Resoluções CFP
nº 01/1999, 18 /2002 e 01/2018, ou outras que venham a alterá-las ou substituí-las).
LETRA E – ERRADA. Esta é a finalidade do ATESTADO, e não do relatório.

GABARITO: LETRA B

39. CESPE - 2014 - TJ-SE


Com relação a Resolução CFP nº 01/2009, julgue o seguinte item.

| 72
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Os documentos escritos provenientes de prestação de serviços psicológicos


deverão ser guardados pelo prazo mínimo de cinco anos, observando-se a
responsabilidade do psicólogo na guarda e no sigilo desse material.

RESOLUÇÃO: Conforme a Resolução CFP n.º 01/2009, os documentos escritos


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que
os fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser
guardados pelo prazo mínimo de cinco anos.

GABARITO: CERTO

40. FCC - 2017 - TRT - 11ª Região (AM e RR)


Cláudio (38 anos) e Lia (36 anos) estavam casados há 10 anos, quando Cláudio
suspeitou que Lia tivesse um caso extraconjugal com um colega de trabalho.
Encontrava-se muito ansioso e passou a ter insônia, o que lhe trouxe muitos
outros sintomas e decidiu por iniciar uma psicoterapia. Preocupada com o
marido, Lia telefonou ao psicólogo de Cláudio e solicitou um relatório
psicológico sobre o estado mental atual do esposo. Segundo o Código de Ética
Profissional do Psicólogo, o psicólogo de Cláudio
a) pode emitir um atestado psicológico, certificando uma
determinada situação ou estado psicológico de Cláudio, para
justificar faltas e/ou impedimentos apresentados por ele.
b) pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que a esposa de
Cláudio é a pessoa próxima a cuidá-lo e desrespeitar o sigilo, nesse
caso, tem o sentido de protegê-lo, o que permite a emissão de
documentos específicos.
c) pode emitir um laudo com dados sobre os sintomas registrados,
situações ou estados psicológicos.
d) pode emitir uma declaração com o registro de sintomas, situações
ou estados psicológicos.
e) não pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que é dever do
psicólogo respeitar o sigilo profissional afim de proteger, por meio
da confidencialidade, a intimidade das pessoas.

RESOLUÇÃO: O sigilo profissional é uma das coisas mais caras à nossa profissão.
Nosso Código de Ética, em diversas passagens, reitera esse compromisso que
devemos ter para com os pacientes e clientes, em quaisquer das inúmeras áreas de

| 73
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

atuação do psicólogo. Nesse sentido, um relatório psicológico acerca do


atendimento de Cláudio, que é maior de idade e não foi encaminhado por
nenhuma instituição, só poderá ser solicitado por ele mesmo. Se qualquer outra
pessoa tiver acesso às informações acerca de seu processo psicoterápico sem o
seu consentimento, o psicólogo de Cláudio poderá responder por infração ética.
Assim, a única assertiva que contempla essa resposta é a letra E, restando todas as
outras incorretas.

GABARITO: LETRA E

41. FCC - 2017 - TRE-SP


Os documentos escritos, decorrentes de avaliação psicológica, bem como todo
o material que os fundamentou, devem ser
a) guardados, pelo prazo máximo de cinco anos, observando-se que a
instituição em que ocorreu a avaliação psicológica é a responsável
única pelo arquivamento do documento.
b) guardados, pelo prazo máximo de três anos, podendo este período
ser reduzido de acordo com as necessidades do Psicólogo ou da
instituição em que ocorreu a avaliação psicológica.
c) entregues ao paciente avaliado no encerramento da avaliação
psicológica, solicitando a ele que os guarde pelo prazo de cinco
anos.
d) guardados, pelo prazo máximo de três anos, arquivados como
documentos digitais, observando-se que a responsabilidade é
unicamente do psicólogo responsável pela avaliação psicológica,
que poderá também enviá-los a empresas de armazenamento de
dados.
e) guardados, pelo prazo mínimo de cinco anos, observando-se que a
responsabilidade por eles é tanto do psicólogo quanto da
instituição em que ocorreu a avaliação psicológica.

RESOLUÇÃO: Conforme a Resolução CFP n.º 01/2009, os documentos escritos


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que
os fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser
guardados pelo prazo mínimo de cinco anos, e não máximo, como afirmou a
Banca. Tal previsão também pode ser encontrada na recentíssimo Resolução
006/2019, em seu Art. 15.

| 74
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA A – ERRADA. O prazo mínimo é de 5 anos, e não máximo.


LETRA B – ERRADA. O prazo mínimo, como vimos, é de 5 anos.
LETRA C – ERRADA. O psicólogo é quem deve fazer a guarda dos documentos,
para fins de fiscalização e comprovação dos atendimentos.
LETRA D – ERRADA. Conforme vimos, o prazo mínimo é de 5 anos.
LETRA E - CERTA. De acordo com previsão da Resolução 01/2009.

GABARITO: LETRA E

42. FCC - 2017 - TRE-SP


O Manual de Elaboração de Documentos Escritos produzidos pelo psicólogo,
decorrentes de avaliação psicológica, Resolução CFP nº 007/2003, dispõe que o
relatório psicológico deve
a) conter, no mínimo, quatro itens: identificação, descrição da
demanda, procedimento e conclusão.
b) apresentar, na descrição da demanda, a análise que se faz da
solicitação que justifica o procedimento adotado.
c) ter, na identificação, quem elabora, quem solicita a avaliação e os
instrumentos utilizados.
d) conter, no procedimento, uma exposição descritiva de forma
metódica, objetiva e fiel dos dados coletados e das situações
vividas relacionados à demanda em sua complexidade.
e) apresentar, na conclusão, que se limite às afirmações baseadas em
teorias não em fatos.

RESOLUÇÃO: Vamos relembrar quais são os itens de um relatório, de acordo com


a recente Resolução 006/2019, que revogou a Resolução 007/2003:

| 75
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

IDENTIFI-
CAÇÃO

DESCRIÇÃO
CONCLUSÃO DA
DEMANDA
RELATÓRI
O

PROCEDI-
ANÁLISE
MENTO

LETRA A – ERRADA. Um relatório deve conter, no mínimo, os cinco itens


supracitados.
LETRA B – CERTA. Conforme Art. 11, § 3º Neste item (descrição da demanda), a(o)
psicóloga(o), autora(or) do documento, deve descrever as informações sobre o
que motivou a busca pelo processo de trabalho prestado, indicando quem
forneceu as informações e as demandas que levaram à solicitação do documento.
LETRA C – ERRADA. Na identificação, devem constar: título; nome da
pessoa/instituição atendida; nome do solicitante; descrição da razão do pedido
(finalidade) e nome do psicólogo responsável, de acordo com § 2º do Art. 11 da
Resolução 006/2019.
LETRA D – ERRADA. Conforme Art. 11, § 4º Neste item (procedimento), a(o)
psicóloga(o) autora(or) do relatório deve apresentar o raciocínio técnico-científico
que justifica o processo de trabalho utilizado na prestação do serviço psicológico e
os recursos técnico-científicos utilizados, especificando o referencial teórico
metodológico que fundamentou suas análises, interpretações e conclusões.
LETRA E – ERRADA. ainda de acordo com o Art. 11, § 6º Neste item (conclusão),
a(o) psicóloga(o) autora(or) do relatório deve descrever suas conclusões, a partir
do que foi relatado na análise, considerando a natureza dinâmica e não
cristalizada do seu objeto de estudo.

| 76
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

GABARITO: LETRA B

43. FCC – 2013 – TRT 15ª REGIÃO


Segundo o Código de Ética Profissional do Psicólogo (Art. 3º), o psicólogo, para
ingressar, associar-se ou permanecer em uma organização, considerará a
missão, a filosofia, as políticas, as normas e as práticas nela vigentes e sua
compatibilidade com os princípios e regras deste Código de Ética. Existindo
incompatibilidade, cabe ao psicólogo
a) denunciar os colegas, mas manter-se no emprego para gerar
transformações.
b) manter a prestação de serviços, respeitando as limitações do
empregador.
c) permanecer calado e subserviente até que possa deslocar-se para
outro emprego.
d) recusar-se a prestar serviços e, se pertinente, apresentar denúncia
ao órgão competente.
e) ficar no emprego para obter informações e depois advertir o
empregador.

RESOLUÇÃO: Conforme o nosso Código de Ética Profissional, Art. 3º – O psicólogo,


para ingressar, associar-se ou permanecer em uma organização, considerará a
missão, a filosofia, as políticas, as normas e as práticas nela vigentes e sua
compatibilidade com os princípios e regras deste Código. Parágrafo único:
Existindo incompatibilidade, cabe ao psicólogo recusar-se a prestar serviços e, se
pertinente, apresentar denúncia ao órgão competente. Tendo isso em mente,
vejamos as alternativas:
LETRA A – ERRADA. Não é o que consta do Código de Ética.
LETRA B – ERRADA. A prestação de serviços não deve ser mantida.
LETRA C – ERRADA. Como vimos, se pertinente, o psicólogo não deve se manter
calado, mas sim apresentar denúncia.
LETRA D – CERTA. É a literalidade do Art. 3º.
LETRA E – ERRADA. Não é a recomendação do Código de Ética.

GABARITO: LETRA D

| 77
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

44. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Conforme referências técnicas do Conselho Federal de Psicologia, a atuação
do psicólogo como trabalhador da Assistência Social deve ter como finalidade
básica
a) o fortalecimento dos usuários como sujeitos de direitos e o
fortalecimento das políticas públicas.
b) o fortalecimento da dimensão subjetiva dos indivíduos através de
intervenções psicoterápicas.
c) o modelo assistencialista, buscando proporcionar o máximo alívio
dos efeitos da miséria em que vive seu usuário.
d) o modelo assistencialista, privilegiando a demanda espontânea
em detrimento da planejada.
e) a identificação e a potencialização de recursos psicossociais, com
intervenções exclusivas no âmbito grupal e comunitário.

RESOLUÇÃO: Esta questão é bastante interpretativa e não se resolve com a leitura


de uma ou outra resolução específica – há que se considerar o Código de Ética e os
princípios gerais que norteiam a atuação profissional, além das políticas públicas
de saúde e assistência social. Vejamos:
LETRA A – CERTA. Eis o nosso gabarito, haja vista que não há nenhuma objeção
que possamos fazer aos dizeres da assertiva. De fato, o psicólogo deverá pautar se
trabalho no fortalecimento dos usuários de seus serviços, bem como no
fortalecimento de políticas públicas.
LETRA B – ERRADA. Na assistência social, a finalidade básica do trabalho do
psicólogo não é o atendimento clínico, mas sim o atendimento de demandas
primordiais e que requerem intervenções objetivas. Tanto é assim que, na maioria
dos casos, os atendimentos são voltados à comunidade, e não à intervenção
individualizada.
LETRA C – ERRADA. O modelo assistencialista deve ser superado, na medida em
que o empoderamento das comunidades, a fim de que elas próprias tenham
estrutura para lidar com suas demandas, é que deve embasar o trabalho do
psicólogo no âmbito da assistência social.
LETRA D – ERRADA. Conforme vimos na alternativa anterior, há que se superar o
modelo assistencialista.
LETRA E – ERRADA. As intervenções ocorrem com muita frequência no âmbito
grupal, mas isso não quer dizer que são vedadas outras formas de atendimento.

GABARITO: LETRA A

| 78
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

45. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Conforme o Código de Ética do Psicólogo (2005), qual das penalidades abaixo
NÃO está prevista no caso de uma transgressão no exercício da atividade
profissional?
a) Advertência.
b) Multa.
c) Censura pública.
d) Serviço à comunidade.
e) Cassação do exercício profissional.

RESOLUÇÃO: Vamos relembrar:

ADVER-
TÊNCIA

CASSAÇÃO
DO
EXERCÍCIO MULTA
PROFIS- PENALIDADES PREVISTAS
SIONAL EM CASO DE
TRANSGRESSÃO AO
CÓDIGO DE ÉTICA
PROFISSIONAL

SUSPENSÃO
DO
CENSURA
EXERCÍCIO
PÚBLICA
PROFIS-
SIONAL

Assim, temos que advertência (letra A), multa (letra B), censura pública (letra C) e
cassação do exercício profissional (letra E) são penalidades aplicáveis, restando
como gabarito a letra D.

GABARITO: LETRA D

46. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Considere a Resolução nº 07/2003, que trata da elaboração de documentos
escritos produzidos pelo psicólogo, decorrentes de avaliação psicológica.

| 79
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Numere a segunda coluna de acordo com a primeira, associando os


documentos às suas respectivas características.
(1) Declaração
(2) Atestado
( ) Visa informar a ocorrência de fatos objetivos relacionados à avaliação
psicológica, como
condições de atendimento (horário, local, quem foi atendido).
( ) Não pode apresentar registro de sintomas.
( ) Certifica determinada situação ou estado psicológico.
( ) Pode justificar aptidão para determinadas atividades específicas,
fundamentando-se em avaliação psicológica prévia.
( ) Pode informar sintomas através dos códigos da Classificação Internacional
de Doenças (CID).
A sequência numérica correta de preenchimento dos parênteses da segunda
coluna, de cima para baixo, é
a) 1 – 1 – 2 – 1 – 2.
b) 1 – 1 – 2 – 2 – 2.
c) 2 – 2 – 1 – 1 – 1.
d) 2 – 2 – 1 – 2 – 1.
e) 2 – 1 – 2 – 2 – 2.

RESOLUÇÃO: Vamos relembrar ambos os documentos, de acordo com a


Resolução 006/2019:

| 80
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Comparecimento da pessoa
atendida e seu(a)
aompanhante

Registra, de forma objetiva


e sucinta, informações Acompanhamento
sobre a prestação de psicológico realizado ou em
serviço realizado ou em realização (ex:
realização, abrangendo as psicoterapia)
seguinte informações:
DECLARAÇÃO

Diferente do ATESTADO, a Informações sobre dias e


DECLARAÇÃO nunca deve horários das sessões
conter registro de
sintomas!

ATESTADO

Documento que certifica,


Justifica faltas e Deve apresentar
com fundamento em
impedimentos, aptidão registro de sintomas,
um diagnóstico
psicológico, uma
ou inaptidão para estados psicológicos
determinada situação,
realização de ou informações
estado ou
determinada acerca do estado
funcionamento
tarefa/atividade, solicita psicológico da pessoa
afastamento ou dispensa atendida
psicológico

A(o) psicóloga(o) deve


É, portanto, resulatdo de manter em seus arquivos
uma avaliação psicológica uma cópia dos atestados
psicológicos emitidos,
junto a todo o material
resultante do processo
avaliativo

A ordem correta da enumeração está na letra B. Vejamos:


( DECLARAÇÃO ) Visa informar a ocorrência de fatos objetivos relacionados à
avaliação psicológica, como condições de atendimento (horário, local, quem foi
atendido).

| 81
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

( DECLARAÇÃO ) Não pode apresentar registro de sintomas.


( ATESTADO ) Certifica determinada situação ou estado psicológico.
( ATESTADO ) Pode justificar aptidão para determinadas atividades específicas,
fundamentando-se em avaliação psicológica prévia.
( ATESTADO ) Pode informar sintomas através dos códigos da Classificação
Internacional de Doenças (CID).

GABARITO: LETRA B

47. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Assinale a alternativa correta no que se refere à relação entre peritos e
assistentes técnicos conforme proposto pelo Conselho Federal de Psicologia
através da Resolução n° 08/2010.
a) O trabalho do perito poderá contemplar a realização de
observações de conduta, entrevistas, aplicação de testes e
utilização de recursos lúdicos, com exceção das visitas
domiciliares, que só poderão ser realizadas pelo assistente
técnico.
b) O trabalho do perito deverá ser realizado necessariamente nas
dependências físicas do Foro Judicial, enquanto o assistente
técnico deve entrevistar seu cliente no consultório particular.
c) O perito e o assistente técnico devem fazer seu trabalho de forma
independente, sendo permitida a presença do segundo nos
procedimentos periciais apenas quando esse não interferir na
autonomia teórico-técnica e ética-profissional do primeiro.
d) O trabalho do assistente técnico deverá restringir-se à análise do
laudo pericial, conforme realizado pelo perito, não podendo o
assistente técnico ouvir pessoas envolvidas na situação de litígio.
e) O psicólogo assistente técnico não pode estar presente durante os
procedimentos metodológicos do trabalho do psicólogo perito,
assim como este último não pode interferir no trabalho do
assistente técnico.

RESOLUÇÃO: Vejamos cada alternativa, em conformidade com a Resolução


008/2010:
LETRA A – ERRADA. De acordo com o Art. 3º - Conforme a especificidade de cada
situação, o trabalho pericial poderá contemplar observações, entrevistas, visitas

| 82
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

domiciliares e institucionais, aplicação de testes psicológicos, utilização de


recursos lúdicos e outros instrumentos, métodos e técnicas reconhecidas pelo
Conselho Federal de Psicologia.
LETRA B – ERRADA. A resolução não aponta essa obrigatoriedade. O Art. 4º apenas
menciona que a realização da perícia exige espaço físico apropriado que zele pela
privacidade do atendido, bem como pela qualidade dos recursos técnicos
utilizados.
LETRA C – ERRADA. Conforme Art. 2º - O psicólogo assistente técnico não deve
estar presente durante a realização dos procedimentos metodológicos que
norteiam o atendimento do psicólogo perito e vice-versa, para que não haja
interferência na dinâmica e qualidade do serviço realizado.
LETRA D – ERRADA. Conforme Art. 8º - O assistente técnico, profissional
capacitado para questionar tecnicamente a análise e as conclusões realizadas pelo
psicólogo perito, restringirá sua análise ao estudo psicológico resultante da
perícia, elaborando quesitos que venham a esclarecer pontos não contemplados
ou contraditórios, identificados a partir de criteriosa análise.
LETRA E – CERTA. Conforme Art. 2º - O psicólogo assistente técnico não deve
estar presente durante a realização dos procedimentos metodológicos que
norteiam o atendimento do psicólogo perito e vice-versa, para que não haja
interferência na dinâmica e qualidade do serviço realizado.

GABARITO: LETRA E

48. FAURGS - 2016 - TJ-RS


Considerando as normativas do Conselho Federal de Psicologia, o laudo
psicológico no contexto forense deve ser considerado como um documento
a) que pode ser produzido tanto pelo perito como pelo assistente
técnico, desde que seja fundamentado por um psicodiagnóstico.
b) produzido pelo perito, que traduz seus achados técnicos de forma
descritiva e conclusiva para a matéria da psicologia, oferecendo
subsídios técnicos para uma possível tomada de decisão do agente
jurídico.
c) que avalia condições psicológicas de um determinado sujeito,
podendo ser assinado de forma conjunta com diferentes técnicos,
como assistentes sociais e/ou psiquiatras.
d) produzido pelo perito, que consta de dados de identificação,
demanda, procedimentos, análise e conclusão, devendo ser

| 83
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

entregue ao avaliado, que é o sujeito de direito a receber os


resultados da avaliação.
e) que tem a função de trazer aos autos a realidade subjetiva do
avaliado, podendo o perito, quando necessário, emitir opiniões
pessoais que excedam o exame técnico do objeto da perícia.

RESOLUÇÃO: Apesar de a Resolução 08/2010 não trazer, explicitamente em seu


texto, a expressão “laudo”, temos o seguinte:

LAUDO: documento
produzido pelo
PSICÓLOGO PERITO para PARECER CRÍTICO:
auziliar o juiz na tomada documento produzido pelo
de decião ASSISTENTE TÉCNICO da
parte, que
contesta/questiona o laudo

LETRA A – ERRADA. O laudo deve ser produzido pelo psicólogo perito, apenas.
LETRA B – CERTA. Conforme vimos, o laudo é documento produzido pelo
psicólogo perito para auxiliar o magistrado na tomada de decisão.
LETRA C – ERRADA. Quem assina o laudo é o psicólogo perito.
LETRA D – ERRADA. O laudo deverá ser entregue ao magistrado, e não ao avaliado.
LETRA E – ERRADA. O perito não pode emitir opiniões pessoais que excedem o
exame técnico objeto da perícia. Ele deve se restringir a esse objeto.

GABARITO: LETRA B

49. CESPE - 2016 - TRT - 8ª Região (PA e AP)


Assinale a opção que apresenta corretamente um dos princípios fundamentais
do Código de Ética do Psicólogo.
a) O psicólogo estabelecerá acordos de prestação de serviços que
respeitem os direitos do usuário ou beneficiário de serviços de
psicologia.

| 84
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

b) O psicólogo zelará para que o exercício profissional seja efetuado


com dignidade, rejeitando situações em que a psicologia esteja
sendo aviltada.
c) O psicólogo conhecerá, divulgará, cumprirá e fará cumprir o
Código de Ética Profissional do Psicólogo.
d) O psicólogo somente assumirá responsabilidades profissionais
relativas às atividades para as quais esteja capacitado pessoal,
teórica e tecnicamente.
e) O psicólogo prestará serviços profissionais em situações de
calamidade pública ou de emergência, sem visar benefício pessoal.

RESOLUÇÃO: Vamos esquematizar os sete princípios fundamentais do psicólogo,


para você nunca mais esquecer:

Basear seu trabalho no respeito e na promoção da liberdade, dignidade, igualdade e


integridade do ser humano

Trabalhar visando promover saúde e qualidade de vida e contribuir para eliminação de


quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e
opressão

Atuar com responsabilidade social, analisando crítica e historicamente a realidade


política, econômica, social e cultural

Aprimorar-se continuamente, contribuindo para o desenvolvimento da Psicologia


enquanto campo científico de conhecimento e prática

Contribuir para universalizar o acesso à população de informações, conhecimento da


ciência psicológica, serviços e padrões éticos da profissão

Zelar para que o exercício profissional seja efetuado com dignidade, rejeitando
situações em que a Psicologia é aviltada

Considerar relações de poder nos contextos em que atua e seus impactos,


posicionando-se de forma crítica em consonância com os demais princípios do Código

LETRA A – ERRADA. Não é um dos princípios fundamentais da profissão.

| 85
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA B – CERTA. Como vimos, o psicólogo deve zelar para que o exercício
profissional seja efetuado com dignidade, rejeitando situações em que a
Psicologia é aviltada.
LETRA C – ERRADA. Tal previsão não está contemplada nos princípios
fundamentais.
LETRA D – ERRADA. Não é um dos princípios fundamentais da profissão.
LETRA E – ERRADA. Tal previsão não está contemplada nos princípios
fundamentais.

GABARITO: LETRA B

50. FGV - 2015 - TJ-PI


Relacione os documentos psicológicos com suas respectivas definições e
finalidades, conforme estabelecido pela RESOLUÇÃO CFP N.º 007/2003:
1. Declaração.
2. Atestado.
3. Relatório.
4. Parecer.
( ) Documento expedido pelo psicólogo que certifica uma determinada
situação ou estado psicológico, tendo como finalidade afirmar sobre as
condições psicológicas de quem, por requerimento, o solicita. A formulação
deve restringir-se à informação solicitada pelo requerente, contendo
expressamente o fato constatado.
( ) Documento fundamentado e resumido sobre uma questão focal do campo
psicológico cujo resultado pode ser indicativo ou conclusivo. É uma resposta a
uma consulta, que exige de quem responde competência no assunto.
( ) Documento que visa a informar a ocorrência de fatos ou situações objetivas
relacionados ao atendimento psicológico. Não deve ser feito o registro de
sintomas, situações ou estados psicológicos.
( ) Apresentação descritiva acerca de situações e/ou condições psicológicas e
suas determinações históricas, sociais, políticas e culturais, pesquisadas no
processo de avaliação psicológica.
A sequência correta é:
a) 1, 2, 3 e 4;
b) 1, 2, 4 e 3;
c) 1, 4, 2 e 3;
d) 2, 3, 1 e 4;
e) 2, 4, 1 e 3.

| 86
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Vamos ver cada um dos itens mencionados, considerando as


pequenas alterações trazidas pela Resolução 006/2019:
• ATESTADO - Documento expedido pelo psicólogo que certifica uma
determinada situação ou estado psicológico, tendo como finalidade
afirmar sobre as condições psicológicas de quem, por requerimento, o
solicita. A formulação deve restringir-se à informação solicitada pelo
requerente, contendo expressamente o fato constatado.
• PARECER - Documento fundamentado e resumido sobre uma questão
focal do campo psicológico cujo resultado pode ser indicativo ou
conclusivo. É uma resposta a uma consulta, que exige de quem
responde competência no assunto. Porém a nova redação da
Resolução 006/2019 traz leve mudança, conforme Art. 14 - O
parecer psicológico é um pronunciamento por escrito, que tem
como finalidade apresentar uma análise técnica, respondendo a uma
questão-problema do campo psicológico ou a documentos
psicológicos questionados.
• DECLARAÇÃO - Documento que visa a informar a ocorrência de fatos
ou situações objetivas relacionados ao atendimento psicológico. Não
deve ser feito o registro de sintomas, situações ou estados
psicológicos.
• RELATÓRIO - Apresentação descritiva acerca de situações e/ou
condições psicológicas e suas determinações históricas, sociais,
políticas e culturais, pesquisadas no processo de avaliação
psicológica. Porém a nova redação da Resolução 006/2019 traz leve
mudança, conforme Art. 11 - O relatório psicológico consiste em um
documento que, por meio de uma exposição escrita, descritiva e
circunstanciada, considera os condicionantes históricos e sociais da
pessoa, grupo ou instituição atendida, podendo também ter caráter
informativo.

GABARITO: LETRA E

51. FGV - 2015 - TJ-PI


Após uma briga em sala de aula, Joyce, 12 anos, foi encaminhada à psicóloga
da escola, a quem revelou que vinha sendo vítima de bullying, por causa da
pele negra e dos cabelos crespos. A menina relatou que a professora não coibia
as piadas e mandara que ela fosse sentar na última fila para não atrapalhar os

| 87
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

colegas com seus cabelos volumosos. Irritada, Joyce havia agredido


verbalmente a professora, derrubado a carteira e dado um empurrão em uma
colega que ria dela, sendo expulsa da sala de aula. Diante desse relato e de
acordo com a legislação e resoluções do CFP:
a) trata-se de hipótese de ato infracional praticado por Joyce, que
deve ser notificada ao Ministério Público, para sindicância e
instauração do procedimento cabível na Vara de Infância e
Juventude;
b) Joyce deverá ser encaminhada para tratamento psicoterápico
para melhorar sua autoestima e conseguir administrar melhor
seus impulsos agressivos e sua baixa tolerância à frustração;
c) a psicóloga deverá sugerir como medida retributiva a
transferência de Joyce para outra turma, considerando que a
estudante está socialmente isolada e já estigmatizada como aluna
problemática na turma atual;
d) a psicóloga buscará refletir com Joyce sobre sua responsabilidade
no conflito e sua autovitimização, que faz com que ela interprete
equivocadamente as situações sociais cotidianas como
manifestações racistas;
e) a psicóloga deverá ouvir a professora e os colegas de Joyce,
chamar os pais e relatar os fatos à Direção, podendo promover
uma intervenção restaurativa com os envolvidos e com a
comunidade escolar.

RESOLUÇÃO: Esta é mais uma questão bastante interpretativa, que não se resolve
com a leitura de uma ou outra resolução específica – há que se considerar o
Código de Ética e os princípios gerais que norteiam a atuação profissional.
Vejamos:
LETRA A – ERRADA. Joyce não cometeu nenhum ato infracional – ela apenas
reagiu de modo violento a uma agressão que senti que vinha sofrendo.
LETRA B – ERRADA. A reação de Joyce não deve ser considerada enquanto um fato
isolado, já que foi decorrente de uma situação vexatória que ela vinha
enfrentando. Um dos princípios do Código de Ética nos orienta a considerar
relações de poder nos contextos em que atua e seus impactos, posicionando-se de
forma crítica em consonância com os demais princípios do Código. Portanto, não
se pode pensar que a problemática manifestada se deve exclusivamente por conta
dos comportamentos da aula.

| 88
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA C – ERRADA. Se a psicóloga apenas transferisse Joyce para outra turma,


sem considerar as causas que ocasionaram o comportamento da jovem, estaria
agindo de maneira parcial e sem considerar as relações de poder envolvidas no
caso.
LETRA D – ERRADA. A psicóloga deve sim refletir com Joyce sobre sua conduta,
mas também deve refletir com a professora, com os demais alunos da classe, com
os pais da adolescente e até mesmo com a direção da escola, visto que o
preconceito e a discriminação são condutas excludentes que, conforme o Código
de Ética Profissional, devem ser combatidas pelos psicólogos.
LETRA E – CERTA. Esta é a postura que se espera de um psicólogo no contexto
apresentado: disponibilidade para ouvir todos os envolvidos no conflito, buscando
uma solução que reestabeleça as relações.

GABARITO: LETRA E

52. CESPE - 2015 - TRE-RS


A propósito do disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo, assinale
a opção correta.
a) No atendimento à criança, ao adolescente ou ao interdito, devem
ser comunicadas ao responsável todas as informações colhidas
para que sejam promovidas medidas em benefício daqueles.
b) O referido código poderá ser alterado pelos conselhos regionais de
psicologia, por iniciativa própria ou da categoria, desde que
ouvido o CFP.
c) As dúvidas na observância desse código e os casos omissos serão
resolvidos pelo CFP, ouvindo-se os conselhos regionais de
psicologia.
d) O psicólogo que interromper seu trabalho por extinção do serviço
de Psicologia deverá destruir completamente seus arquivos
confidenciais.
e) Caberá aos psicólogos docentes ou supervisores esclarecer,
informar e orientar os estudantes acerca dos princípios e das
normas contidas nesse código, assim como exigir deles a
observância desses princípios.

RESOLUÇÃO: Vamos resolver as alternativas conforme o que traz nosso Código de


Ética:

| 89
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA A – ERRADA. Na verdade, conforme Art. 13 – No atendimento à criança, ao


adolescente ou ao interdito, deve ser comunicado aos responsáveis o
estritamente essencial para se promoverem medidas em seu benefício.
LETRA B – ERRADA. Art. 24 – O presente Código poderá ser alterado pelo Conselho
Federal de Psicologia, por iniciativa própria ou da categoria, ouvidos os
Conselhos Regionais de Psicologia.
LETRA C – ERRADA. Art. 22 – As dúvidas na observância deste Código e os casos
omissos serão resolvidos pelos Conselhos Regionais de Psicologia, ad
referendum do Conselho Federal de Psicologia.
LETRA D – ERRADA. Conforme Art. 15, § 2° – Em caso de extinção do serviço de
Psicologia, o psicólogo responsável informará ao Conselho Regional de
Psicologia, que providenciará a destinação dos arquivos confidenciais.
LETRA E – CERTA. É a literalidade do Art. 17 – Caberá aos psicólogos docentes ou
supervisores esclarecer, informar, orientar e exigir dos estudantes a observância
dos princípios e normas contidas neste Código.

GABARITO: LETRA E

53. CESPE - 2015 - TRE-RS


Com base nas disposições do Código de Ética Profissional do Psicólogo,
assinale a opção correta.
a) O código de ética vigente reflete a necessidade sentida pela
categoria de atender aos interesses sociais da população.
b) Um dos princípios fundamentais da categoria preconiza que o
psicólogo deve desconsiderar as relações de poder nos contextos
em que atua e os impactos dessas relações sobre as suas
atividades profissionais.
c) É vedado ao psicólogo emprestar a leigos instrumentos ou técnicas
psicológicas que permitam ou facilitem o exercício ilegal da
profissão.
d) O psicólogo poderá emitir documentos sem fundamentação e
qualidade técnico-científica quando estes puderem interferir
positivamente nos objetos do serviço prestado.
e) É vedado ao psicólogo promover publicamente seus serviços, por
quaisquer meios, de modo individual ou coletivo.

| 90
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Vejamos as alternativas, em conformidade com o Código de Ética


Profissional:
LETRA A – ERRADA. De acordo com o texto contido na Apresentação do Código: a
formulação dele responde ao contexto organizativo dos psicólogos, ao momento
do país e ao estágio de desenvolvimento da Psicologia enquanto campo científico
e profissional. Este Código de Ética dos Psicólogos é reflexo da necessidade,
sentida pela categoria e suas entidades representativas, de atender à evolução do
contexto institucional-legal do país, marcadamente a partir da promulgação da
denominada Constituição Cidadã, em 1988, e das legislações dela decorrentes.
LETRA B – ERRADA. Um dos princípios fundamentais do Código estabelece, em sei
item VII - o psicólogo considerará as relações de poder nos contextos em que atua
e os impactos dessas relações sobre as suas atividades profissionais,
posicionando-se de forma crítica e em consonância com os demais princípios
deste Código.
LETRA C – CERTA. Conforme Art. 18 – O psicólogo não divulgará, ensinará, cederá,
emprestará ou venderá a leigos instrumentos e técnicas psicológicas que
permitam ou facilitem o exercício ilegal da profissão.
LETRA D – ERRADA. De acordo com o Art. 2º, item “g”, é vedado ao psicólogo
emitir documentos sem fundamentação e qualidade técnico-científica.
LETRA E – ERRADA. O psicólogo pode, sim, promover os seus serviços, desde que
não faça autopromoção em detrimento de outros profissionais, conforme previsão
do Art. 20.

GABARITO: LETRA C

54. CESPE - 2015 - TRE-RS


Assinale a opção em que se apresenta uma penalidade para infrações
disciplinares decorrentes de transgressões dos preceitos do Código de Ética
Profissional do Psicólogo.
a) censura individual
b) suspensão do exercício profissional por até sessenta dias
c) repreensão aplicada por escrito
d) advertência
e) demissão

RESOLUÇÃO: Vamos novamente verificar quais são as penalidades cabíveis,


conforme o Código de Ética Profissional, em caso de cometimento de infração:

| 91
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

ADVER-
TÊNCIA

CASSAÇÃO
DO
EXERCÍCIO MULTA
PROFIS- PENALIDADES PREVISTAS
SIONAL EM CASO DE
TRANSGRESSÃO AO
CÓDIGO DE ÉTICA
PROFISSIONAL

SUSPENSÃO
DO
CENSURA
EXERCÍCIO
PÚBLICA
PROFIS-
SIONAL

LETRA A – ERRADA. A censura é pública, e não individual.


LETRA B – ERRADA. A suspensão do exercício profissional pode ser por até 30
dias, e não 60.
LETRA C – ERRADA. Não há previsão de aplicação de penalidade de repreensão no
Código.
LETRA D – CERTA. Conforme vimos, a advertência é uma das penalidades cabíveis.
LETRA E – ERRADA. Não é demissão, mas sim cassação do exercício profissional.

GABARITO: LETRA D

55. CESPE - 2015 - TRE-RS


De acordo com o disposto na Resolução CFP n.º 001/2009, o período de guarda
do registro documental do psicólogo e (ou) da instituição em que tenha
ocorrido o serviço deve ser de
a) dez anos, no máximo.
b) quinze anos, no máximo.
c) dois anos, no mínimo.
d) cinco anos, no mínimo.
e) cinco anos, no máximo.

| 92
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

RESOLUÇÃO: Conforme a Resolução 001/2009, os documentos escritos


decorrentes da prestação de serviços psicológicos, bem como todo o material que
os fundamentaram, sejam eles em forma física ou digital, deverão ser
guardados pelo prazo mínimo de cinco anos, e não máximo, como afirmou a
Banca. Tal previsão também pode ser encontrada na recentíssimo Resolução
006/2019, em seu Art. 15. Com isso, eliminamos as alternativas A, B, C e E, restando
como gabarito a letra D.

GABARITO: LETRA D

56. FGV - 2015 - TJ-RO


Cláudia atua como psicóloga na instituição de acolhimento Paz e Vida, de
cunho religioso, que atende meninos de 12 aos 18 anos incompletos. No início
desse ano, o adolescente Evandro, 16 anos, foi acolhido na instituição por se
encontrar em situação de rua. O ingresso do adolescente no ambiente
institucional causou grande constrangimento, pois o jovem se declara
abertamente homossexual, o que conduziu Miguel, dirigente da instituição, a
solicitar que Cláudia desenvolva estratégias para que Evandro possa superar a
homossexualidade. Diante da demanda de Miguel e à luz da Resolução do CFP
nº 001/1999, Cláudia:
a) poderá encaminhar Evandro para a rede de saúde existente no
município, visando ajudá-lo a superar a homossexualidade;
b) deverá atender psicoterapeuticamente Evandro, auxiliando-o a
compreender e superar os desejos homoafetivos;
c) deverá buscar profissional especializado em sexologia, de forma a
minimizar os conflitos decorrentes da psicopatologia;
d) poderá desenvolver intervenções institucionais no abrigo, visando
ressigni car a visão de doença, perversão e desvio presentes no
discurso do dirigente;
e) poderá atender psicoterapeuticamente Evandro e sua família
biológica, buscando compreender a origem do comportamento e
buscar sua transformação.

RESOLUÇÃO: Vejamos o que diz a sucinta Resolução 001/1999:

Art. 1° - Os psicólogos atuarão segundo os princípios éticos da profissão


notadamente aqueles que disciplinam a não discriminação e a

| 93
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

promoção e bem-estar das pessoas e da humanidade.


Art. 2° - Os psicólogos deverão contribuir, com seu conhecimento, para
uma reflexão sobre o preconceito e o desaparecimento de
discriminações e estigmatizações contra aqueles que apresentam
comportamentos ou práticas homoeróticas.
Art. 3° - os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a
patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem
adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para
tratamentos não solicitados.
Parágrafo único - Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços
que proponham tratamento e cura das homossexualidades.
Art. 4° - Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de
pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de
modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos
homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.

LETRA A – ERRADA. Conforme vimos no texto da Resolução 001/99, os psicólogos


não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos
ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar
homossexuais para tratamentos não solicitados.
LETRA B – ERRADA. A letra B está errada pela mesma justificativa da letra A.
LETRA C – ERRADA. Vimos no texto da Resolução que os psicólogos não
colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das
homossexualidades.
LETRA D – CERTA. Conforme Art. 2° - Os psicólogos deverão contribuir, com seu
conhecimento, para uma reflexão sobre o preconceito e o desaparecimento de
discriminações e estigmatizações contra aqueles que apresentam
comportamentos ou práticas homoeróticas.
LETRA E – ERRADA. Conforme Art. 3° - os psicólogos não exercerão qualquer ação
que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem
adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não
solicitados.

GABARITO: LETRA D

57. FGV - 2015 - TJ-RO

| 94
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

Elisa é psicóloga clínica. Em seu consultório atende Marília, que está se


separando de Oscar, seu companheiro há 10 anos e com quem possui uma
filha, Clara, de 6 anos. Diante dos conflitos advindos da separação, Marília
pergunta se Elisa poderá atuar como perita ou assistente técnica em seu
processo de separação. À luz das Resoluções do CFP nº 017/2012 e nº 008/2010,
Elisa:
a) poderá atuar tanto como perita quanto como assistente técnica no
processo apenas se houver consentimento expresso de Oscar;
b) somente poderá atuar como perita no processo;
c) somente poderá atuar como assistente técnica no processo;
d) não poderá atuar nem como perita nem como assistente técnica no
processo;
e) poderá atuar como perita e/ou como assistente técnica,
independentemente da autorização de Oscar.

RESOLUÇÃO: Para responder à questão, vejamos a literalidade do Art. 10 da


Resolução 08/2010:

Art. 10 - Com intuito de preservar o direito à intimidade e equidade


de condições, é vedado ao psicólogo que esteja atuando como
psicoterapeuta das partes envolvidas em um litígio:
I - Atuar como perito ou assistente técnico de pessoas atendidas por
ele e/ou de terceiros envolvidos na mesma situação litigiosa

LETRA A – ERRADA. Como vimos, Elisa está impedida de atuar tanto como perita
quanto como assistente técnica.
LETRA B – ERRADA. Elisa não poderá atuar nem como perita, nem como assistente
técnica.
LETRA C – ERRADA. Elisa não poderá atuar nem como perita, nem como assistente
técnica.
LETRA D – CERTA. Eis o nosso gabarito, de acordo com o Art. 10.
LETRA E – ERRADA. Conforme vimos, Elisa não poderá atuar nem como perita,
nem como assistente técnica.

GABARITO: LETRA D

| 95
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

58. FGV - 2015 - TJ-RO


Em consonância com a Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº
008/2010, considera-se que o psicólogo assistente técnico:
a) é o profissional designado a assessorar a Justiça no limite de suas
atribuições, emitindo posicionamento de sua competência teórico-
técnica, a qual subsidiará a decisão judicial;
b) é o profissional de confiança da parte para assessorá-la e garantir
o direito ao contraditório, não sendo sujeito a impedimento ou
suspeição legais;
c) deve estar presente durante a realização dos procedimentos
metodológicos que norteiam o atendimento do psicólogo perito e
vice-versa;
d) produzirá relatório de cunho decisório sobre a dinâmica em
análise, de forma a subsidiar o juiz, que não possui a expertise
para decidir em conflitos relacionais;
e) complementará o estudo psicológico resultante da perícia,
elucidando quesitos porventura propostos pelo psicólogo perito.

RESOLUÇÃO: Lembre-se: o psicólogo perito está a serviço do juiz e irá produzir um


laudo que auxiliará esse magistrado na tomada de decisões. Já o psicólogo
assistente técnico é um profissional contratado por uma das partes do processo e
está à serviço dessa parte interessada.
Esquematizando:

PSICÓLOGO ASSISTENTE
PSICÓLOGO PERITO: TÉCNICO:
está a serviço do juiz e irá é um profissional
produzir um laudo que contratado por uma das
auxiliará esse magistrado partes do processo e está à
na tomada de decisões serviço dessa parte
interessada

LETRA A – ERRADA. A alternativa A descreve o PSICÓLOGO PERITO, e não o


assistente técnico.

| 96
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA B – CERTA. Eis o nosso gabarito. Como vimos, o assistente técnico é


contratado por uma das partes para defender seus interesses. Nesse sentido, não
há que se falar em impedimento ou suspeição porque este profissional “toma
partido”, ou seja, ele está claramente defendendo uma das partes do processo.
LETRA C – ERRADA. Conforme a Resolução 08/2010, Art. 2º - O psicólogo assistente
técnico não deve estar presente durante a realização dos procedimentos
metodológicos que norteiam o atendimento do psicólogo perito e vice-versa,
para que não haja interferência na dinâmica e qualidade do serviço realizado.
LETRA D – ERRADA. Quem toma decisões é o juiz. O psicólogo perito apresentará
um relatório para subsidiar essa tomada de decisão, enquanto que o assistente
técnico poderá fazer contrarrazões em seu parecer, que também será apreciado
pelo magistrado.
LETRA E – ERRADA. O parecer do assistente técnico não é um complemento do
laudo do perito, mas sim um novo documento em defesa da parte.

GABARITO: LETRA B

59. FGV - 2015 - TJ-RO


Um juiz encaminha ao psicólogo uma criança cujos pais disputam a guarda
para a realização de perícia. Com base nas resoluções CFP nº 017/2012, que
dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito nos diversos contextos, e
CFP nº 008/2010, que dispõe sobre a atuação do psicólogo como perito e
assistente técnico no Poder Judiciário, é correto afirmar que:
a) o trabalho pericial terá como garantia o princípio fundamental de
bem-estar exclusivo da criança;
b) o periciado deve ser informado acerca dos motivos, das técnicas
utilizadas, datas e local da avaliação pericial psicológica;
c) quando a pessoa atendida for criança, é necessário o
consentimento formal de pelos menos um dos genitores, mesmo
não sendo o responsável legal;
d) a devolutiva do processo de avaliação deve direcionar-se para a
síntese da demanda inicial, explicitação dos procedimentos
utilizados, o diagnóstico e prognóstico;
e) em seu relatório, o psicólogo perito pode adentrar as decisões
judiciais referentes à guarda da criança.

RESOLUÇÃO:

| 97
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

LETRA A – ERRADA. O trabalho pericial deve garantir o princípio do bem-estar a


todos os envolvidos no processo, e não apenas à criança.
LETRA B – CERTA. É o que traz o Art. 4º da Resolução 017/2012 O periciado deve
ser informado acerca dos motivos, das técnicas utilizadas, datas e local da
avaliação pericial psicológica.
LETRA C – ERRADA. O mesmo Art. 4º, em seu parágrafo único, dispõe: Quando a
pessoa atendida for criança, adolescente ou interdito, é necessária a apresentação
de consentimento formal a ser dado por pelo menos um dos responsáveis legais.
LETRA D – ERRADA. Conforme Art. 10 da Resolução 017/12, a devolutiva do
processo de avaliação deve direcionar-se para os resultados dos instrumentos e
técnicas utilizados.
LETRA E – ERRADA. Conforme Art. 7º da Resolução 08/2010, em seu relatório, o
psicólogo perito apresentará indicativos pertinentes à sua investigação que
possam diretamente subsidiar o Juiz na solicitação realizada, reconhecendo os
limites legais de sua atuação profissional, sem adentrar nas decisões, que são
exclusivas às atribuições dos magistrados.

GABARITO: LETRA B

60. FGV - 2015 - TJ-RO


Luciana iniciou o trabalho como psicóloga do Tribunal de Justiça e precisa
saber como organizar os laudos decorrentes de suas avaliações psicológicas.
Para tanto, consultou a Resolução CFP nº 001/2009 que dispõe sobre a
obrigatoriedade do registro documental decorrente da prestação de serviços
psicológicos. Segundo a resolução:
a) o registro documental em papel ou digitalizado tem caráter
público quando se tratar de atendimento realizado em instituição
pública;
b) os documentos agrupados nos registros devem contemplar
identificação do usuário, procedimentos técnico-científico
realizados, diagnóstico e prognóstico;
c) a guarda do registro documental é de responsabilidade do
psicólogo, da equipe multiprofissional do caso atendido e do chefe
de setor imediato;
d) o registro documental serve como meio de prova idônea para
processos disciplinares e defesa legal;

| 98
Professora Monique Mistura
720 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA PARA CONCURSOS

e) fica garantido ao usuário ou representante legal o acesso parcial,


mediante autorização do psicólogo, às informações registradas em
seu prontuário.

RESOLUÇÃO: Vejamos cada alternativa, à luz da Resolução 001/2009:


LETRA A – ERRADA. Conforme Art. 1º, parágrafo 1º, o registro documental em
papel ou digitalizado tem caráter sigiloso, e não público.
LETRA B – ERRADA. Conforme o Art. 2º, os documentos agrupados nos registros
devem contemplar: identificação do usuário/instituição; avaliação de demanda e
definição de objetivos de trabalho; registro da evolução do trabalho; registro de
encaminhamento ou encerramento; documentos resultantes de instrumentos de
avaliação; cópias de outros documentos produzidos pelo psicólogo.
LETRA C – ERRADA. Conforme Art. 4º, a guarda e registro documental é de
responsabilidade do psicólogo.
LETRA D – CERTA. De acordo com o Art. 4º, parágrafo 2º, o registro documental
serve como meio de prova idônea para instruir processos disciplinares e à defesa
legal.
LETRA E – ERRADA. O Art. 5º, item II informa que a garantia de acesso é integral, e
não parcial.

GABARITO: LETRA D

Psi, encerramos por aqui a AULA DEMONSTRATIVA!

GOSTOU? Então te espero na próxima aula!!!

Abraços,

| 99