Você está na página 1de 7
´ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOI AS ´ ´ INSTITUTO DE MATEM ATICA E ESTAT ISTICA

´

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOI AS

´

´

INSTITUTO DE MATEM ATICA E ESTAT ISTICA

Lista de Exerc´ıcios da Disciplina de Probabilidade e Estat´ıstica A

Disciplina Coordenada

Exerc´ıcios de revis˜ao

Vari´avel aleat´oria. Esperan¸ca. Variˆancia Uniforme, Binomial, Poisson, Uniforme cont´ınua, Exponencial e Normal.

1.

Sabe-se que 80% dos trabalhadores do estado na ´area de sa´ude s˜ao desfavor´aveis `as novas pol´ıticas implementadas no SUS (Sistema Unico de Sa´ude). Se dez trabalhadores forem escolhidos ao acaso desta popula¸c˜ao, encontre a probabilidade de que:

a) Exatamente sete trabalhadores serem favor´aveis;

b) Pelo menos trˆes trabalhadores serem favor´aveis, e,

c) Menos do que dois sejam contr´arios `as novas pol´ıticas.

2. Uma loteria vende 100 bilhetes. O pre¸co de cada bilhete ´e 1, 20 e o bilhete premiado ganha um prˆemio de 100 reais. Vocˆe compra um bilhete. Qual a esperan¸ca de seu ganho?

3. Suponha que 20% de todas as c´opias de um livro texto apresentam falha em um determinado teste

Seja X o n´umero de c´opias que apresentam falhas entre 5 c´opias

de resistˆencia de encaderna¸c˜ao. selecionadas aleatoriamente.

a) Qual a probabilidade de que no m´aximo 3 c´opias apresentem falha?

b) Qual a probabilidade de exatamente 3 c´opias apresentarem falha?

c) Qual a probabilidade de no m´ınimo 3 c´opias apresentarem falha?

d) Qual a probabilidade de que o n´umero de falhas estejam entre 3 e 5, inclusive?

e) Qual o n´umero m´edio de falhas?

4. Um fabricante de eletrˆonicos alega que no m´aximo 10% de seus geradores precisam de reparo no per´ıodo de garantia. Para investigar a declara¸c˜ao, t´ecnicos de um laborat´orio de teste compraram 20 unidades e as submeteram a um teste acelerado para simular o uso durante o per´ıodo de garantia. Seja p a probabilidade de um gerador precisar de reparo durante o per´ıodo (propor¸c˜ao de unidades que precisam de reparo). Os t´ecnicos do laborat´orio devem decidir se os dados resultantes do experimento suportam a alega¸c˜ao de que p 0, 1. Seja X o n´umero entre os 20 da amostra que precisam de reparo, de forma que X tem distribui¸c˜ao Binomial com parˆametros 20 e p. Considere a regra de decis˜ao:

Rejeitar a alega¸c˜ao de que p 0, 1 em favor da conclus˜ao de que p > 0, 1 se x 5 (onde x ´e o valor observado de X) e considerar a alega¸c˜ao aceit´avel de x 4. Qual a probabilidade de a alega¸c˜ao ser rejeitada quando p = 0, 1? Qual a probabilidade da alega¸c˜ao n˜ao ser rejeitada quando p = 0, 2?

5. Suponha que uma caixa contenha 6 bolas vermelhas e 4 pretas. Seleciona-se uma amostra aleat´oria de tamanho 2 dessas bolas. Seja X o n´umero de bolas vermelhas na amostra. Determine a fun¸c˜ao de probabilidade de X para amostragem:

a) (a) com reposi¸c˜ao; para cima;

b) se reposi¸c˜ao;

6. Qualquer ponto no intervalo [0, 1) pode ser representado por uma expans˜ao decimal da forma 0, x 1 x 2 Suponha que se escolhe, aleatoriamente, um ponto no intervalo [0, 1). Seja X o primeiro d´ıgito da expans˜ao decimal que representa o ponto. Determine a fun¸c˜ao de probabilidade, a esperan¸ca e a variˆancia de X.

8.

Considere que na situa¸c˜ao da quest˜ao anterior a sele¸c˜ao seja feita sem reposi¸c˜ao. Determine a fun¸c˜ao de probabilidade de X.

9.

De um lote que cont´em 25 pe¸cas, das quais 5 s˜ao defeituosas, s˜ao escolhidas 4 ao acaso. Seja X o n´umero de defeituosas encontradas. Estabele¸ca a fun¸c˜ao de probabilidade de X, quando:

a) As pe¸cas forem escolhidas com reposi¸c˜ao;

 

b) As pe¸cas forem escolhidas sem reposi¸c˜ao.

10.

Suponha que a vari´avel aleat´oria X tenha valores poss´ıveis 1, 2, 3, 1, 2,

., e que P (X = j) = 1/2 j , j =

a) Calcule P (X

ser

par).

b) Calcule P (X 5).

c) Calcule P (X

ser

divisivel por

5).

11.

Considere a vari´avel aleat´oria X com resultados poss´ıveis 0, 1, 2,

e suponha que P (X = j) =

(1 a)a j ,

j = 0, 1, 2,

 

a) Para quais valores de a o modelo acima faz sentido?

 

b) Verifique que essa express˜ao representa uma leg´ıtima fun¸c˜ao de probabilidade.

c) Mostre que, para quaisquer inteiros positivos s e t, tem-se

 
 

P(X > s + t|X > s) = P(X t).

12.

Uma amostra de 3 itens ´e selecionada aleat´oriamente de uma caixa contendo 20 itens dos quais 4 s˜ao defeituosos. Determine o n´umero esperado de itens defeituosos na amostra.

13.

Se E(X) = 1 e V ar(X) = 5, determine:

 

a) E(2 + X 2 )

b) V ar(3 + 4X).

14.

Seja X o dano (em valor monet´ario) incorrido por um determinado tipo de acidente em um ano. Os valores poss´ıveis de X s˜ao 0, 1000, 5000 e 10000, com probabilidades 8/10, 1/10, 8/100 e 2/100, res- pectivamente. Uma empresa oferece uma ap´olice dedut´ıvel de 500 reais. Se quiser que seu lucro seja 100 reais, que valor de prˆemio deve cobrar?

15.

Se a X b, mostre que a E(X) b.

 

16.

Uma usina hidroel´etrica tem 5 geradores que funcionam independentemente, cada um com probabili- dade 0.98 de estar em opera¸c˜ao. Responda:

a) Qual a probabilidade de que exatamente dois estejam em funcionamento em determinado instante?

b) Seja X o n´umero de geradores em funcionamento, calcule:

i) E(X)

ii) Var(X)

17. Um fabricante de perfurador de solo na constru¸c˜ao civil, garante que uma caixa de seus perfuradores conter´a no m´aximo, 2 defeituosos. Se a caixa cont´em 18 pe¸cas, e a experiˆencia tem demonstrado que esse processo de fabrica¸c˜ao produz 5% de perfuradores defeituosos, qual a probabilidade de que uma caixa satisfa¸ca a garantia?

18. Seja X uma vari´avel que indica o n´umero de parafusos defeituosos produzidos pela m´aquina A. Se a probabilidade desta m´aquina produzir um parafuso defeituoso ´e de 5%. Ao selecionar aleatoriamente dois parafusos, qual a probabilidade de ambos serem defeituosos? Ao selecionarmos 50 parafusos, qual ´e a E(X) e a Var(X)?

19. Se X Bin(n; p). Em que a m´edia ´e igual a 12 e variˆancia ´e igual a 3. Calcule:

a) n e p.

b) E(Z) e V ar(Z), em que Z = X12

3 .

20. Uma fileira de luzes de Natal cont´em 20 lˆampadas ligadas em s´erie, isto ´e, se uma delas falha, toda a fileira falhar´a. Cada lˆampada tem 0,02 de probabilidade de falhar durante um per´ıodo de 3 anos. As lˆampadas falham independente umas das outras. Qual ´e a probabilidade de toda a fileira de lˆampadas permanecer sem falhar durante trˆes anos?

21. S˜ao contadas os n´umeros de part´ıculas radioativas emitidas em cada intervalo de 5 segundos. Suponha que o n´umero de part´ıculas emitidas durante cada intervalo de 5 segundos tenha uma distribui¸c˜ao Poisson com parˆametro 2. Qual a probabilidade de que menos de 3 part´ıculas sejam emitidas?

22. Em um livro de 800 p´aginas h´a 800 erros de impress˜ao. Qual a probabilidade de que uma p´agina contenha pelo menos 3 erros?

23. Em m´edia h´a duas chamadas por hora num certo telefone. Calcular a probabilidade de se receber no m´aximo 3 chamadas em duas horas e a probabilidade de nenhuma chamada em 90 minutos?

24. O n´umero de part´ıculas radioativas emitidas por uma fonte segue distribui¸c˜ao de Poisson com λ = 0, 5 part´ıculas por segundo.

a) Qual a probabilidade de a fonte emitir uma part´ıcula em trˆes segundos?

b) Qual a probabilidade de a fonte emitir no m´aximo duas part´ıculas em 3 segundos?

25. Numa linha adutora de ´agua, de 60 km de extens˜ao, o n´umero de vazamento no per´ıodo de um mˆes ´e em m´edia 4. Qual ´e a probabilidade de ocorrer, durante o mˆes, pelo menos um vazamento num setor de 3 km de extens˜ao?

26. Um fabricante afirma que apenas 5% de todas as v´alvulas que produz tem dura¸c˜ao inferior a 20 horas. Uma ind´ustria compra semanalmente um grande lote de v´alvulas desse fabricante, mas sob a seguinte condi¸c˜ao: ela aceita o lote se, em 10 v´alvulas escolhidas ao acaso, no m´aximo uma tiver dura¸c˜ao inferior a 20 horas; caso contr´ario o lote ´e rejeitado.

a) Se o fabricante de fato tem raz˜ao, qual a probabilidade de um lote ser rejeitado?

b) Suponha agora que o fabricante esteja mentindo, isto ´e, na verdade a propor¸c˜ao de v´alvulas com dura¸c˜ao inferior a 20 horas ´e de 10%. Qual a probabilidade do lote ser aceito, segundo o crit´erio acima?

27. Numa determinada estrada ocorrem em m´edia 2 acidentes para cada 100 km. Qual a probabilidade de que em 250 km ocorram pelo menos 3 acidentes? Em 300 km ocorram 5 acidentes?

28. Em um certo tipo de fabrica¸c˜ao de fita magn´etica, ocorrem cortes a uma taxa de 1 por 2.000 cm. Qual a probabilidade de que um rolo com 2.000 cm tenha nenhum corte? No m´aximo dois cortes? Pelo menos dois cortes?

29. Uma f´abrica produz tecidos com m´edia de 2,2 defeitos por jarda quadrada. Determine as seguintes probabilidades:

a) n˜ao mais de 4 defeitos numa jarda quadrada;

b) nenhum defeito em duas jardas quadradas;

c) duas jardas quadradas cada uma com dois defeitos.

30. Seja Y um experimento aleat´orio com apenas dois resultados poss´ıveis, sucesso ou fracasso, com probabilidade de sucesso igual a 0,3. Seja o experimento X a soma dos resultados de 20 experimentos Y, encontre a m´edia e a variˆancia da vari´avel aleat´oria Z = 3X + 2.

31. Bateladas que consistem em 50 molas helicoidais, provenientes de um processo de produ¸c˜ao, s˜ao ve- rificadas com rela¸c˜ao `a conformidade requerida pelos consumidores. O n´umero m´edio de molas n˜ao conformes em uma batelada ´e igual a 5. Considere que o n´umero de molas n˜ao conformes em uma batelada, denotado por X, seja uma vari´avel aleat´oria binomial. Quais s˜ao os valores de n e p? P(X = 2)? P(X = 49)? P(X = 3)?

32. Em um processo de fabrica¸c˜ao que lamina v´arias camadas de cerˆamica, 1% dos arranjos tem defeitos. Considere que os arranjos sejam independentes. Qual o n´umero m´edio e a variˆancia dos arranjos que necessitam ser verificados, de modo a se obter 5 arranjos com defeitos?

33. O n´umero de falhas em parafusos de m´aquina de ind´ustria tˆextil segue uma distribui¸c˜ao Poisson, com uma m´edia de 0,1 falha por metro quadrado. Qual ´e a probabilidade de que:

a) haja 2 falhas em um metro quadrado de tecido?

b) 1 falha em 10 metros quadrados de tecido?

c) n˜ao haja falha em 20 metros quadrados de tecido?

34. Em uma se¸c˜ao de uma autoestrada, o n´umero de buracos, que ´e bastante significante para requerer reparo, ´e suposto seguir uma distribui¸c˜ao Poisson, com uma m´edia de dois buracos por milha.

a) Qual ´e a probabilidade de que n˜ao haja buracos que requeiram reparo em 5 milhas de autoestrada?

b) Qual ´e a probabilidade de que no m´ınimo um buraco requeira reparo em 0.5 milha de autoestrada?

35. Se 20% dos parafusos produzidos por uma m´aquina s˜ao defeituosos, encontre a probabilidade de, entre 4 parafusos escolhidos ao acaso, no m´aximo 2 deles serem defeituosos.

36. Numa ind´ustria, h´a uma m´edia de 3 acidentes por mˆes.

a) Qual a probabilidade de ocorrer 2 acidentes no pr´oximo mˆes?

b) Qual a probabilidade de ocorrer 10 acidentes nos pr´oximos 6 meses?

37. Uma remessa de 800 estabilizadores de tens˜ao ´e recebida pelo controle de qualidade de uma empresa.

S˜ao inspecionados 20 aparelhos da remessa, que ser´a aceita se ocorrer no m´aximo um defeituoso. H´a

80 defeituosos no lote. Qual a probabilidade do lote ser aceito?

38. Um inspetor de qualidade recusa pe¸cas defeituosas numa propor¸c˜ao de 10% das pe¸cas examinadas. Calcular a probabilidade de que sejam recusadas pelo menos 3 pe¸cas de um lote com 20 pe¸cas exami- nadas. No m´aximo 2 pe¸cas de um lote de 25 pe¸cas examinadas.

´

39. Um determinado artigo ´e vendido em caixa a pre¸co de R$20 cada um.

E caracter´ıstica de produ¸c˜ao que

20% destes artigos sejam defeituosos. Um comprador fez a seguinte proposta: de cada caixa escolhe

25

artigos, ao acaso, e paga por caixa:

R$ 25 se nenhum artigo for defeituoso dos selecionados;

R$ 17 se um ou dois artigos forem defeituosos dos selecionados;

R$ 10 se 3 ou mais forem defeituosos dos selecionados.

O

que ´e melhor para o fabricante: manter o seu pre¸co de R$ 20 por caixa ou aceitar a proposta do

consumidor?

40. Os dep´ositos efetuados no Banco da Ribeira durante o mˆes de Janeiro s˜ao distribu´ıdos normalmente com µ = 10000 reais e σ 2 = 1500 2 reais. Um dep´osito ´e selecionado ao acaso dentre todos os referentes

ao mˆes em quest˜ao. Encontrar a probabilidade de que o dep´osito seja

a) 10000 reais ou menos;

b) pelo menos 10000 reais;

c) um valor entre 12000 reais e 15000 reais;

d) Maior que 20000 reais.

41. Seja X uma vari´avel aleat´oria com distribui¸c˜ao N (100, 100). Calcule:

a) P (X 80).

b) O valor de a, tal que P (X < a) = 0, 95.

42. Numa certa popula¸c˜ao, o peso dos homens tem distribui¸c˜ao normal com m´edia 75 kg e desvio padr˜ao 10 kg, enquanto que o das mulheres ´e tamb´em normal com m´edia 60 kg e desvio padr˜ao 4 kg. Sorteando-

se um homem qualquer, qual ´e a probabilidade de ele ter peso acima de 65 kg? Sorteando-se uma mulher qualquer, qual ´e a probabilidade de ela ter peso acima de 65 kg?

43. Seja X uma vari´avel com distribui¸c˜ao Normal de m´edia 5 e desvio padr˜ao 1. Calcule:

a) P (X 7).

b) P (4 X).

c) O valor x, tal que P (X > x) = 0, 01.

d) O n´umero a tal que P (5 a X 5 + a) = 0, 95.

44. Uma lˆampada tem a dura¸c˜ao de acordo com a densidade de probabilidade dada por

f(t) =

1

t

com a densidade de probabilidade dada por f ( t ) = 1 t 1000 e

1000 e

1000 , t 0;

a) a probabilidade de que uma lˆampada qualquer queime antes de 1.000 horas;

b) a probabilidade de que uma lˆampada qualquer queime depois de sua dura¸c˜ao m´edia;

c)

o desvio padr˜ao da distribui¸c˜ao.

45. Sabemos que o intervalo entre ocorrˆencias sucessivas de uma doen¸ca contagiosa ´e uma vari´avel aleat´oria que tem distribui¸c˜ao exponencial com m´edia de 100 dias. Qual ´e a probabilidade de n˜ao se ter registro de incidˆencia da doen¸ca por pelo menos 200 dias a partir da data em que o ultimo´ caso for registrado?

46. A dura¸c˜ao de certo tipo de condensador tem distribui¸c˜ao exponencial com m´edia de 200 horas. Qual a propor¸c˜ao de condensadores que duram:

a) menos de 100 horas?

b) mais de 500 horas?

c) entre 200 e 400 horas?