Você está na página 1de 6

PROCEDIMENTO DE DEMOLIÇÃO

2.1. Uso de equipamentos mecânicos


2.1.1. - Demolições por embate, empuxe, tração ou escavação

a) EQUIPAMENTO MANUAL

- Técnicas que recorrem a força braçal e a equipamento rudimentar;


- apoio a outras técnicas de demolição;

• martelo;
• ponteiro;
• marreta;
• picareta;
• pé-de-cabra;
• pá;
• serra;
• baldes;

Demolição com ferramenta manual

- estruturas de alvenaria e madeira;


- demolições parciais;
- demolição elemento a elemento.
2.1. Uso de equipamentos mecânicos

b) MARTELOS PNEUMÁTICOS, HIDRÁULICOS E ELÉCTRICOS

Trabalho por percussão (martelo picareta) ou por


percussão e tração (martelo perfurador);


Ruptura do concreto por tração;
Trabalho por percussão (martelo picareta) ou por
percussão e tração (martelo perfurador);

Ruptura do concreto por tração;

Trabalho por percussão (martelo picareta) ou por


percussão e tração (martelo perfurador);

Ruptura do concreto por tração;

Serviços Preliminares

LICENÇAS A OBTER
• Anotação de Responsabilidade Técnica;
• licença de obra (Alvará de Demolição);

CORTE DE SERVIÇOS
• Corte de serviços:
- rede de água;
- rede de gás;
- rede de eletricidade;
- rede de telefone/internet/TV.

AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO ESTRUTURAL


• relatório da situação existente;
• vistorias às construções vizinhas;
• registo de fotos e/ou vídeo;
• trabalhos de escoramento;
• definição de responsabilidades em caso de estragos;
• avaliação estrutural da edificação a demolir;
• projetos e telas finais.

MONTAGEM DO CANTEIRO
• tapumes;
• andaimes e plataformas de proteção;
• escoramentos.

FASEAMENTO DA DEMOLIÇÃO

PROCESSOS E SEQUÊNCIA DA DEMOLIÇÃO

Os elementos resistentes são demolidos por ordem inversa à da


construção:
• de cima para baixo, do telhado à fundação, dos pisos superiores para os pisos
inferiores;
• retirando as cargas que solicitam cada elemento resistente antes
de o demolir;
• retirando as cargas das lajes ou telhado de forma simétrica;
• apoiando os elementos em escoras (caso seja necessário);
• demolindo as estruturas hiperestáticas, por forma a implicar
menores flechas, rotações e deslocamentos.

Especial atenção ao fato de serem demolidos os elementos resistentes:


“todos os elementos de apoio só são retirados quando todos os elementos apoiados
já estiverem removidos ou estejam em novo apoio!”

Processo de demolição manual (com a utilização de pequenas ferramentas),


desmantelamento através de equipamento mecânico, corte diamantado e processos
térmicos (ideal para o concreto armado).

PROCESSOS E SEQUÊNCIA DA DEMOLIÇÃO


• Retirar as instalações elétricas e hidráulicas
ou de comunicação.
(instalações elétricas, hidro sanitárias, sistemas de aquecimento central, aparelhos de
ar condicionado, rede de telefone, antenas de TV, etc.);
• retirar todos os elementos que não fazem parte da estrutura da edificação (vidros,
portas, janelas, louças sanitárias, rufos, calhas, tubos de queda de águas pluviais, etc.);
• demolição de elementos salientes existentes na.
• demolição do material de revestimento na cobertura;
• demolição da estrutura da cobertura (telhas, ripas e vigas de apoio);
• demolição dos paredes de alvenaria de apoio da cobertura;
• demolição do material de apoio e escoras de cobertura;
• demolição de base de coberturas;
• demolição da laje ou forro abaixo do telhado;
• demolição do piso superior e depois o inferior;

PILARES E PAREDES
• aplicam-se as mesmas regras gerais anteriormente referidas
(demolição prévia dos elementos que neles apoiam, etc.)
• após o corte dos elementos verticais não se devem deixar tombar
com violência sobre o pavimento.

1.ª Fase: contraventamento e 2.ª Fase: corte das armaduras


demolição na base do pilar e derrube lento do pilar

• escoramento de pórtico, vigas, paredes, bem como todos os elementos que possam
ameaçar colapsar ou estejam degradados;
• demolição de paredes, pisos e escadas. Retirar todos os elementos
pertencentes a estruturas de teto e forro de madeira ou gesso, bem como tetos falsos;
• demolição de paredes ou divisórias;
• demolição da laje do piso;
• demolição de vigas

• as fundações da edificação só são retiradas em simultâneo com a execução da


escavação para a construção da nova edificação;

REMOÇÃO DE MATERIAIS PARA RECICLAGEM


• Depois de tudo estar demolido, faz se a separação de materiais recicláveis e
destinação dos entulhos em caçambas que os transportem para centros de reciclagem
e aterros;

TRABALHOS FINAIS
concluído o processo de demolição do edifício é necessário:
• fazer nova vistoria aos edifícios vizinhos;
• confrontar o seu estado com o relatório de inspecção feito antes da
demolição;
• apurar os estragos provocados pela operação de demolição;
• os danos causados são da responsabilidade da empresa de demolições.

Você também pode gostar