Você está na página 1de 4

PLANEJAMENTO

O planejamento, como função básica do administrador, define os objetivos a serem atingidos pela organização
(seja pública ou privada), além de determinar a maneira (como) alcançá-los. A definição de como atingir o
objetivo, determinando a maneira como serão alocados os recursos da empresa ou órgão, é chamada de
estratégia.
Em suma, quando se efetua o planejamento, deseja-se determinar onde se pretende chegar, o que deve ser
feito, quando, como e em que sequência.

São três os tipos de planejamento:

1) ESTRATÉGICO - amplo 2) TÁTICO - médio 3) OPERACIONAL – curto

A diferença entre eles se refere ao nível hierárquico em que são elaborados, a abrangência em relação às
unidades e o período para o qual se refere.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO – alto risco, longo prazo, diretrizes

Tudo começa com o Planejamento Estratégico, onde definimos as estratégias com foco no LONGO
PRAZO da empresa. Nesta etapa é preciso buscar sempre ter uma visão holística da companhia e sem
entrar muito em detalhes, afinal o Planejamento Estratégico geralmente é feito para um período DE 5
A 10 ANOS e seria bastante complicado e muito pouco provável acertar tantos detalhes para um período
tão futuro.

O importante aqui é levar em conta todos os FATORES INTERNOS E EXTERNOS A ORGANIZAÇÃO, por
exemplo, o cenário econômico global e a situação do mercado em que a empresa atua. Uma excelente
ferramenta nesta hora é a análise SWOT que ajuda a mapear todas as Forças, Fraquezas, Oportunidades
e Ameaças e fornece uma ótima base para a estruturação dos demais planos estratégicos.

Mas antes de falar de forças e fraquezas e começar a analisar o mercado ou cenário econômico, sua
empresa precisa ter muito bem definido quem ela é, aonde quer chegar e o que considera mais
importante no caminho. A isto damos o nome de Missão, Visão e Valores, um dos instrumentos de gestão
mais importantes e ao mesmo tempo mal utilizados pelas empresas (em geral).

E então, a partir deste mapeamento inicial, você precisa definir as METAS E OBJETIVOS a serem
alcançados pela empresa dentro do horizonte que está sendo projetado. Mas muito cuidado! Não estamos
falando aqui de objetivos como volume de produção ou metas de vendas e sim os Objetivos Estratégicos
que empresa pretende atingir, como a posição de mercado que pretende ocupar ou como quer ser
reconhecida por seus clientes em dentro de alguns anos. Lembre-se de sempre criar Metas e Objetivos
SMART que vão facilitar a todos na empresa entenderem.
Alguns exemplos de objetivos estratégicos:

 Aumentar a satisfação dos clientes em 20%;


 Reduzir os custos produtivos em 15%;
 Elevar o índice de capacitação dos funcionários em 30%;

É importante ressaltar que apesar de o Planejamento Estratégico ser criado para um horizonte de até 10
anos, é essencial que ele seja revisado e atualizado constantemente. Se isto não ocorrer, os planos sofrem
um sério risco de ficarem obsoletos e serem abandonados dentro da empresa.

E aqui vai uma dica Treasy: o Planejamento Estratégico precisa ser inspirador e motivador. Os planos de
longo prazo são uma das formas mais simples e poderosas de engajar seus colaboradores com os objetivos
da empresa e gerar grande satisfação em todos com o alcance dos resultados.

As decisões tomadas no planejamento estratégico são de responsabilidade da ALTA ADMINISTRAÇÃO


DA EMPRESA. Na sua maioria pela ALTA DIREÇÃO, PROPRIETÁRIO, CEO, PRESIDENTE OU
DIRETORIA, isso depende de como a empresa distingue o nível hierárquico dos seus processos.

TÁTICO – médio risco, médio prazo

Avançando um pouco, o próximo passo é a criação do Planejamento Tático. Estes são planos com foco
no MÉDIO PRAZO e com um pouco mais detalhes que o Planejamento Estratégico, mais ainda se mantendo
enxutos e com certa visão holística.

Uma das principais diferenças do Planejamento Estratégico para o Planejamento Tático é que o primeiro é
voltado para a organização com um todo, já o segundo é ORIENTADO AS ÁREAS E DEPARTAMENTOS
DA EMPRESA, sendo O DETALHAMENTO COM OS MEIOS PARA ATINGIR OS OBJETIVOS E METAS
DA ORGANIZAÇÃO. Ou seja, podemos dizer que o Planejamento Tático é a decomposição do
Planejamento Estratégico para cada setor, para cada área da empresa.

No Planejamento tático as projeções também são feitas para um período um pouco menor, GERALMENTE
DE 1 A 3 ANOS. E nesta etapa que vamos ter os planos de marketing, os planos de produção, planejamento
de pessoal e tudo isto resultando no planejamento financeiro empresarial, com a visão geral de entradas e
saídas da companhia para o período que está sendo planejado.

Para facilitar o entendimento, separamos também algumas questões a serem abordadas:

 O que fazer?
 Dá para fazer?
 Vale a pena fazer?
 Vai funcionar?
 Quando vamos fazer?

A partir do Planejamento Tático temos como saída os OBJETIVOS TÁTICOS para cada unidade específica
da organização (produção, finanças, marketing e de recursos humanos, etc.). Estes objetivos devem ser
criados de forma a garantir que os Objetivos Estratégicos sejam alcançados.
Alguns exemplos de Objetivos Táticos:

 Garantir que os pedidos de clientes sejam atendidos em no máximo 01 dia;


 Garantir que nenhum produto com defeito seja comercializado;
 Garantir que 100% dos funcionários possuam graduação;

É fundamental pensar no Planejamento Tático como a conexão entre o Planejamento Estratégico e o


Planejamento Operacional.

Enquanto o planejamento estratégico se desdobra para toda a organização, o planejamento tático tem um
envolvimento mais limitado, A NÍVEL DEPARTAMENTAL, envolvendo às vezes apenas um processo de
ponta a ponta. O planejamento tático é o RESPONSÁVEL POR CRIAR METAS E CONDIÇÕES para que
as ações estabelecidas no planejamento estratégico sejam atingidas.

Por se tratar de um planejamento mais específico, as decisões podem ser tomadas por pessoas que ocupam
os cargos entre a alta direção e o operacional, como executivos da diretoria e gerentes. Aqui os planos
começam a ser mais detalhados, e podemos dizer que o planejamento tático é a DECOMPOSIÇÃO DO
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, ELE TRADUZ E INTERPRETA O PLANO ESTRATÉGICO PARA
TRANSFORMÁ-LO EM PLANOS CONCRETOS, onde vamos desenvolver o plano de marketing, produção,
pessoal, ou seja, financeiro empresarial.

PLANEJAMENTO OPERACIONAL – tarefas

Por fim, temos o Planejamento Operacional com planos bem mais focados no CURTO PRAZO, geralmente
elaborados para períodos mais curtos, DE 3 A 6 MESES, com as definições de métodos, processos e
sistemas a serem utilizados para que a organização possa alcançar os objetivos globais.

Estes são PLANOS BEM MAIS DETALHADOS que as etapas anteriores, especificando as pessoas
envolvidas, cada uma de suas responsabilidades, atividades, funções e divisão de tarefas além dos
equipamentos e recursos financeiros necessários para colocar os planos em prática.

O planejamento operacional é de onde saem as ações e metas traçadas pelo nível tático para atingir os
objetivos das decisões estratégicas.

Aqui, TODOS OS NÍVEIS da organização estão envolvidos e cuidam do acompanhamento da rotina,


garantindo que todas as tarefas e operações sejam executadas, de acordo com os procedimentos
estabelecidos, preocupando-se em alcançar os resultados específicos.

É importante entender que um planejamento estratégico não vai sair do papel se os planos do nível tático e
operacional não forem bem estabelecidos, pois é um processo integrado e interdependente. Todos os níveis
são necessários: o estratégico para o orientar a visão, o tático para desdobrar essa visão em planos de ação
menores, e o operacional para levar os planos a execução

Como resultado da etapa de Planejamento Operacional geralmente obtemos Planos de Ações e


Cronogramas das atividades que precisam ser desenvolvidas dentro do período que está sendo planejado.
Uma ferramenta muito útil nesta etapa é o 5W2H que auxilia a empresa a montar os Planos de Ações sem
esquecer nenhum detalhe importante.

Veja abaixo alguns exemplos de Objetivos Operacionais:

 Implantar um sistema de separação e rastreamento dos pedidos;


 Implantar um programa de qualidade total;
 Fechar parceria com uma universidade para capacitar os funcionários.

NÍVEIS HABILIDADES HIERARQUIA FOCO PRAZOS


ESTRATÉGICO Conceituais Direção Em toda a empresa Longo
TÁTICO Humanas Gerencia Em departamentos Médio
OPERACIONAL Técnicas Supervisão Em tarefas Curto