Você está na página 1de 29

Noções Básicas de Economia e Fiscalidade

2-Empresas
Diferentes tipos de organizações
Organizações com fins lucrativos
 Empresas Agrícolas
 Empresas Industriais
 Empresas Comerciais
 Empresas de Serviços

Organizações sem fins lucrativos


 IPSS -Instituições Particulares de Solidariedade Social
 Associações
 Fundações

2
EMPRESAS

3
NOÇÃO DE EMPRESA
É toda a combinação de recursos humanos,
materiais tecnológicos e financeiros para atingir
determinados objetivos e criar satisfação das
necessidades de mercado. É um agente
económico que tem como objetivo global a
otimização do lucro a médio e longo prazo.

4
Noção de Empresa
A empresa deve ser encarada como uma organização,
com objetivos próprios, e parte de um sistema social
mais vasto em que se integra, comunicando e
interagindo com outros sistemas: é a chamada
“stakeholder view”, representada na figura que se segue.

A empresa vista como uma boa aposta por parte daqueles que a rodeiam.

5
Serviços e bens

Empregados €
Clientes
Empresa €
Trabalho

Bens e Segurança e
€ € Infra estruturas
serviços €

Acionistas e
Fornecedores Estado
Financiadores

6
Noção de Empresa

Na figura, encontramos dois tipos de fluxos: os do


consumo (trabalho e dinheiro) e os que tornam o
consumo possível (ordenados e bens e serviços).
Eles permitem-nos concluir sobre a função da
empresa na sociedade: criar e distribuir
riqueza.

7
Tipos de Empresa- tendo em conta o nº de
trabalhadores
Microempresas (até 9 trabalhadores);(vol.neg.até 2 milhões€)
Pequenas empresas (+ de 9 e – de 50);(vol.neg.até 10 milhões€)
Médias empresas (+ de 50 e – de 250);(vol.neg.até 50 milhões€)
Grandes empresas (+ de 250)

De acordo com dados recentes existem em Portugal


cerca de 300.000 empresas, das quais cerca de 70% são
microempresas, 25% são pequenas, 5% médias e 1%
grandes empresas.

8
Tipos de Empresa-importância das PME
As PME asseguram cerca de:
 73% do emprego;
 58% do volume de negócios;
 60% do VAB.

Em média criam-se cerca de 32.000 empresas/Ano (entre


2009/2014), 74% destas iniciam atividade e 40% é a taxa de

sobrevivência média ao fim do 5º ano.

9
Tipos de Empresa-importância das PME

Estas novas empresas representam 6,5% do tecido


empresarial, criam 18% de novos empregos e envolvem
mais de 46.000 pessoas.

10
Dinâmica Empresarial (2009-2014/Julho)

 Encerramentos:
85.237
 Constituições:
186.223

 Saldo positivo:
74.619

11
Dinâmica Empresarial
Encerramentos de 2013/Maturidade das empresas:
 Jovens: 42% (até 5 anos)
 Adultas: 43% (6-9 anos)
 Maduras: 15% (+ de 20 anos)

Idade média (anos):


 Encerramentos 2013: 10,6 anos.

12
Dinâmica Empresarial
Nova realidade empresarial => Foco no empreendedorismo

Novo perfil:
 Menor dimensão;
 Menor número de pessoas;
 Mais especializadas e focadas no exterior.
Cerca de 81% das exportadoras são micro-empresas.
Cerca de 4% das exportadoras são start-ups.

13
Dinâmica Empresarial
Empresas constituídas em 2013:

 Novos empreendedores 67% (pela 1ª vez);


 Mais iniciativas individuais +22% (soc.unipessoais);
 < Investimento na abertura 45% (capital social < 5.000€);
 Maior liderança feminina (28% têm liderança feminina).

14
Dinâmica Empresarial
Causas frequentes do declínio empresarial:

Internas:
 Capacidade de gestão e estilo de liderança;
 Controlo financeiro;
 Gestão do fundo de Maneio;
 Estrutura de custos;
 Inércia organizacional (confusão)

15
Dinâmica Empresarial
Causas frequentes do declínio empresarial:

Externas:
 Alterações na procura;
 Concorrência;
 Variações adversas em variáveis fulcrais;

16
EMPRESA/FIRMA

Serão sinónimos?
Firma é o nome pelo qual a empresa
(sociedade ou empresário em nome
individual) é identificada e assinará todos os
documentos respeitantes à sua atividade.

17
FIRMA-REQUISITOS
Registada – Deve ser inscrita no Registo Nacional
de Pessoas coletivas;
Exclusiva – Deve ser completamente distinta das
já registadas anteriormente;
Verdadeira – Não deve induzir em erro (quanto à
atividade, à caracterização jurídica etc.).

18
CONCEITOS:
Responsabilidade – O empresário na sua atividade tem
que responder pelas dívidas da empresa com o seu
património, com todo ele, ou apenas com uma parte.
A responsabilidade pode ser:
Limitada – se apenas uma parte do património do
empresário responde pelas dívidas da empresa.
Ilimitada – se todo o património de empresário
responde pelas dívidas da empresa.

19
Conceitos:
 Capital Social –– É o conjunto das entradas
monetárias ou em espécie que os sócios afetam à
empresa aquando da sua constituição (pode ser
aumentado posteriormente) e reflete o valor da
responsabilidade dos associados na sociedade,
designadamente perante terceiros.
 Contribuições de Indústria – Quando um sócio não
contribui com dinheiro ou bens para a sociedade,
mas com serviços.

20
Conceitos:

 Pacto social ou contrato da sociedade – Consagra as


regras fundamentais à atividade da empresa sendo
elementos essenciais a firma, a sede, o objeto, o capital
social, a gerência, a forma de obrigar, a representação
dos sócios em Assembleias-Gerais.

Escritura é facultativa desde 2006

21
Tipos de empresas
 Individuais
 Empresário em nome individual - ENI
 Sociedade unipessoal por quotas

 Coletivas
 Sociedades por quotas
 Sociedades anónimas

22
Empresário em Nome Individual
 O empresário em nome individual consiste numa empresa titulada
apenas por um só indivíduo, que afeta bens próprios à exploração do
seu negócio.
 Não tem um montante mínimo obrigatório para o capital individual;
 A responsabilidade é ilimitada, sendo que o empreendedor responde pelas
dívidas contraídas no exercício da atividade com todos os bens que integram
o seu património;
 Não existe separação entre o património pessoal e o património do negócio,
pelo que os bens próprios do empreendedor estão afetos à exploração da
atividade económica.
 A firma, ou nome comercial deverá ser constituída pelo nome civil
completo ou abreviado do empresário individual e poderá incluir, ou
não, uma expressão alusiva ao seu negócio ou à forma como pretende
divulgar a sua empresa no meio empresarial;

23
Sociedade Unipessoal por Quotas
 Tem um único sócio ;
 O sócio é titular da totalidade do capital social;
 A responsabilidade do sócio encontra-se limitada ao montante
do capital social subscrito;
 O capital social é livremente fixado no contrato de sociedade,
exceto nos casos em que a Lei prevê o contrário;
 O valor da quota pode ser variável, mas nunca inferior a € 1,00;
 Apenas o património da sociedade responde perante credores
pelas dívidas da sociedade;
 A firma deve obrigatoriamente conter a expressão “sociedade
unipessoal” ou “unipessoal” seguida de “Limitada” ou “Lda.”.

24
SUQ – Outras Características
 O sócio único pode transformar esta sociedade numa
por quotas através da divisão e cessão da quota ou
aumento de capital social por entrada de um novo
sócio, nesse caso deve ser eliminada da firma a
expressão “sociedade unipessoal”, ou a palavra
“unipessoal”;

25
Sociedades por quotas
 Tem dois ou mais sócios;
 Não admite contribuições de indústria;
 A responsabilidade dos sócios encontra-se limitada ao capital social,
exceto nos casos em que a Lei prevê o contrário;
 O capital social pode ser fixado livremente pelos sócios, exceto em
empresas reguladas por legislação especial;
 O valor da quota pode ser variável, mas nunca inferior a € 1,00;
 O contrato da sociedade deve mencionar o montante de cada quota e
a identificação do respetivo titular;
 Apenas o património da sociedade responde perante os credores pelas
dívidas da sociedade;
 A denominação da empresa deve conter a expressão “Limitada” ou
"Lda.".

26
SQ – Outras Características
 É obrigatória a existência de uma reserva legal, constituída
pela dedução de, pelo menos, 5% aos lucros líquidos
anuais, até que se atinja o mínimo de EUR 2.500. O pacto
social pode determinar valores e percentagens mais
elevados. Enquanto estes valores não forem atingidos, não
se podem distribuir aos sócios os lucros líquidos obtidos.

27
Sociedade Anónimas
 Sociedade em que o capital é dividido por títulos representativos facilmente
transmissíveis (ações).
 Tem um mínimo de cinco sócios, designados por acionistas, que podem ser
pessoas singulares ou coletivas;
 Não admite contribuições de indústria;
 Pode constituir-se com um único sócio desde que esse sócio seja uma
sociedade;
 A responsabilidade dos sócios encontra-se limitada ao valor das ações por si
subscritas;
 O capital social não pode ser inferior a € 50.000,00 e está dividido em ações
de igual valor nominal;
 Apenas o património da sociedade responde perante credores pelas dívidas da
sociedade;
 A denominação da empresa deve obrigatoriamente conter a expressão
“sociedade anónima” ou “SA”

28
Como constituir uma empresa
1. Constituir uma empresa online
2. Constituir uma empresa presencialmente:
 Empresa na hora
 Método tradicional

http://www.portaldaempresa.pt/
Fonte: Informa DB, INE, E-Monitor 2014, BPI

Iniciar trabalho integrador 29

Você também pode gostar