Você está na página 1de 72

Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC

CURSO A DISTÂNCIA

Equipe (GTCA):

Coordenadora e Conteudista: Thalita Valerio


Conteudistas: Carla Mendes e Daniela Costa
Coordenadora Pedagógica: Luzeli Gomes
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 1 – Contexto histórico e institucional

MÓDULO 1 – CONTEXTO HISTÓRICO E INSTITUCIONAL

Ao final deste módulo, você deverá ser capaz de:

 Identificar a origem do trabalho remoto;

 Identificar os objetivos do Programa de Melhoria de Desempenho (PMD).

2
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 1 – Contexto histórico e institucional

AULA 1 – A ORIGEM DO TRABALHO REMOTO

Dando início ao nosso curso, apresentaremos a origem do trabalho remoto e os termos


utilizados em outros países.

Por volta de 1973, o cientista americano Jack Nilles já estudava formas de se trabalhar
remotamente, muito antes do acesso à Internet, dando o nome de Trabalho Remoto às formas
de se trabalhar a distância. Tem uma forma interessante de enxergar o trabalho remoto como
meio de integração social e econômica, principalmente para as populações desfavorecidas
de meios de transportes, portadores de necessidades especiais, refugiados e detentos.
Colabora para eliminar o estresse cotidiano, diminuir o deslocamento e dar oportunidade a
todos. Como ganho secundário, colabora com a diminuição da poluição dos grandes Centros
Urbanos, pela redução de pessoas se deslocando, o gasto de energia elétrica, água, etc.

Em 1971, realizando pesquisas de diversificação de veículos para o setor civil, pela


NASA, Nilles foi interpelado por uma autoridade de Santa Bárbara acerca da mobilidade
urbana: “Se vocês são capazes de enviar o homem à Lua, como não resolvem os

3
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 1 – Contexto histórico e institucional

problemas do trânsito? Porque não arrumam uma forma das pessoas ficarem em casa
trabalhando?”

Sua primeira tentativa de apresentar a ideia de trabalho remoto foi recusada, porém
em 1973, com o apoio da National Science Foudantion - Fundação Nacional para a Ciência,
redigiu uma proposta que associava uma política de relacionamento entre telecomunicação e
transporte, divulgando a ideia de telecomutação (telecommuting). A ideia do trabalho remoto
(telework) acelerou nos anos seguintes e várias empresas americanas se interessaram em
implementar, tendo sucesso na empreitada. O conceito foi evoluindo com a tecnologia e
espalhando-se pelo mundo, até chegar como conhecemos hoje: qualquer forma de trabalho
a distância realizado em local descentralizado, pelas novas TICs - Tecnologias da
Comunicação e Informação.

VOCÊ SABIA?
Outras formas de se falar Trabalho Remoto:

 Telcommuting – EUA

 Telework – Europa com variações:

 Smart Working – Inglaterra

 Télétravail – França

 Telearbeit – Alemanha

 Telelavoro – Itália

 Teletrabajo – Espanha

Há outras formas pelo mundo como: trabalho em rede (networking);


trabalho a distância (remote working); trabalho móvel (mobile work) e
trabalho flexível (flexible working).

No BRASIL, o termo mais utilizado é HOME OFFICE

4
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 1 – Contexto histórico e institucional

AULA 2 - O TRABALHO REMOTO NA ANAC


A Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP) realizou no 2° semestre de 2016, uma
pesquisa sobre Qualidade de Vida no Trabalho na Agência, cujo objetivo era identificar a
percepção global dos colaboradores da Agência em relação aos fatores estruturantes de
Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), ao conceito coletivo de QVT e às principais fontes de
bem-estar e de mal-estar no trabalho.

Na Etapa de Diagnóstico, a Jornada flexível e o Home Office (Trabalho Remoto) foram


apontados por 21% dos participantes como sendo os itens mais importantes para a
Qualidade de Vida no Trabalho.

Em resposta à esta demanda apresentada a ANAC está instituindo Programa de Melhoria de


Desempenho (PMD) no âmbito da Agência.

Na nova IN 133/2019 temos três modalidades de trabalho remoto. São elas:

Integral: aquela em que o servidor executa suas atribuições funcionais


integralmente fora das dependências da ANAC, mediante o uso de
equipamentos e tecnologias que permitam a plena execução das atribuições
remotamente, dispensado do controle defrequência, nos termos da Instrução
Normativa;

Parcial: aquela em que o servidor executa suas atribuiçõesfuncionais


parcialmente fora das dependências da ANAC, por unidade de tempo, em dias
por semana ou em turnos por dia, mediante o uso de equipamentos e
tecnologias que permitam a plena execução das atribuições remotamente,
nos termos da Instrução Normativa;

Por tarefa: aquela em que o servidor público executa tarefa determinada e


por prazo certo, fora ou nas dependências da ANAC, mediante o uso de
equipamentos e tecnologias que permitam a plena execução das atribuições
remotamente, que quando concluída, fica automaticamente desligado do
PMD, nos termos da Instrução Normativa;

5
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 1 – Contexto histórico e institucional

AULA 3 - QUAIS OS OBJETIVOS DO PROGRAMA

A adoção do Programa de melhoria de Desempenho visa a vários objetivos, entre eles


aumentar a produtividade, a especialização e a qualidade das atividades executadas na
ANAC, fomentar a gestão por produtividade e contribuir para o Programa de Logística
Sustentável da ANAC, com a diminuição de poluentes e a redução no consumo de água,
esgoto, energia elétrica, papel e de outros bens e serviços disponibilizados na ANAC.

Veja abaixo os demais objetivos:

6
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC

MÓDULO 2 – PROGRAMA DE MELHORIA DE DESEMPENHO:


SERVIDOR

Ao final deste módulo, você deverá ser capaz de:


 Identificar as formas de participação do trabalho remoto, suas regras, formas de
controle e infraestrutura necessária;
 Identificar os direitos e deveres e as vantagens e desvantagens do trabalho remoto;
 Identificar a importância da organização e planejamento do tempo para o equilíbrio
entre a vida pessoal e profissional dentro do modelo de trabalho remoto;
 Identificar ações que irão contribuir para o seu bem-estar e qualidade de vida;
 Identificar meios para superar os obstáculos que podem afetar seu bem-estar e
qualidade de vida;.
 Descrever a metodologia e ferramenta sugeridas nesta aula para o gerenciamento do
tempo de forma a conciliar as atividades profissionais com a vida pessoal;
 Descrever as melhores formas para a realização do trabalho remoto com qualidade
nas entregas.
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 1 - QUEM PODE PARTICIPAR

Poderão participar do Programa de Melhoria de Desempenho (PMD) os


servidores ocupantes de cargo efetivo, específico e C&T, regido pela Lei nº
8.112, de 11 de dezembro de 1990, em exercício na ANAC.

Não poderão atuar Programa os servidores ocupantes de cargo em


comissão, inclusive na qualidade de substituto; com menos de 6 (seis)
meses exercendo atividades na unidade de lotação atual; em estágio
probatório; respondendo a processo administrativo disciplinar ou que ainda
não tenha cumprido a pena; cumprindo o período de permanência no
exercício das funções por ter se afastado para estudo no exterior ou para
participação em programa de pós-graduação stricto sensu no País, nos
termos do § 1º do art. 95 e do § 4º do art. 96-A da Lei nº 8.112, de 1990; e
ter sido desligado do PMD pelo não atingimento de metas nos 12 (doze)
meses anteriores à data de manifestação de interesse em participar.

O servidor poderá ser desligado do PMD a pedido, mediante comunicação, ou de


ofício, por interesse da Administração, independentemente de instauraçãoo de
processo administrativo, dentre outras situações passíveis na IN 133/2019.

A seleção de servidores para o Plano Específico de Melhoria de Desempenho (PEMD) deverá


observar, no mínimo, as seguintes habilidades e atitudes:
 Capacidade de organização e autodisciplina;
 Capacidade de cumprimento das atividades nos prazos acordados;
 Capacidade de interação com a equipe;
 Atuação tempestiva;
 Pró-atividade na resolução de problemas;
 Abertura para utilização de novas tecnologias; e
 Orientação para resultados.
Nas hipóteses em que houver limitação do número de participantes e que os interessados
apresentem habilidades e características semelhantes, o titular da unidade organizacional
poderá adotar critérios para priorização dos interessados.

8
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Além dos requisitos para participar do Programa, é preciso analisar duas questões: o tipo de
trabalho e perfil do profissional.
Algumas pessoas não têm o perfil e a disciplina necessária para trabalhar de maneira remota.
Trabalhar fora do ambiente corporativo pode ser improdutivo para quem não sabe planejar e
gerenciar o seu tempo. A palavra chave nesse quesito é ORGANIZAÇÃO. A aula
“Organização e Planejamento do tempo” irá ajudar você a desenvolver essa habilidade.
Outro ponto importante é a natureza da atividade realizada. Somente poderão ser realizadas
de maneira remota as atividades que possam ter o desempenho mensurado de maneira
objetiva e um histórico de, pelo menos, 6 meses, dentre outras premissas elencadas na
IN 133/2019. Converse com sua chefia e verifique se essa é uma possibilidade para você!

Quer saber se você também tem o perfil desejável para trabalhar em casa? Realize o
teste de perfil, na página do curso e descubra!

9
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 2 - QUAIS SÃO AS REGRAS?

As regras gerais para a realização do trabalho remoto através do Programa de Melhoria de


Desempenho (PMD) estão descritas na Instrução Normativa nº 133, de 5 de fevereiro de
2019. Poderão participar do Programa as atividades relacionadas aos macroprocessos de
Regulamentação, Certificação e Outorga, Fiscalização, Relações Institucionais e Gestão
Interna. Cabem às Unidades Organizacionais apresentarem Plano Específico de Melhoria de
Desempenho (PEMD) específico, a título de projeto-piloto com o detalhamento das regras.

Regras da Instrução Normativa:

O Trabalho remoto poderá ser desempenhado na modalidade


integral, parcial ou por tarefa.

Para participar do PMD, as unidades organizacionais devem ter


registro do acompanhamento de metas e resultados individuais e da
equipe pelo período mínimo de seis meses. Esse registro deverá
abranger, pelo menos, as atividades que serão exercidas em projeto-
piloto, observando a definição de indicadores objetivos para aferição
de resultados, o controle efetivo das metas estabelecidas e a
mensuração dos resultados da Unidade.

A unidade proponente deve indicar metas claras e mensuráveis (por


servidor e por unidade organizacional), a modalidade de realização do
trabalho (que poderá ser integral, parcial ou por tarefa) e a quantidade
máxima de servidores que poderão participar do projeto-piloto
(inclusive para as atividades de coordenação).

As metas de desempenho dos servidores participantes deverão ser


superiores àquelas previstas para os servidores do regime presencial
e às registradas no processo de acompanhamento de metas e
resultados individuais e da equipe. As metas individuais devem estar
alinhadas às metas da equipe (conforme a sistemática de avaliação
de desempenho adotada na Agência), buscando a otimização da força
de trabalho.

Para a proposição de um PEMD, a unidade proponente deverá


observar algumas premissas, como o alinhamento do objetivo da
unidade à estratégia organizacional e à gestão do desempenho, bem
como o impacto da atividade para a ANAC, para a sociedade e para
os regulados. Além disso, deve considerar o aumento da
produtividade da equipe total da unidade e a possibilidade de redução

10
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

no tempo de processamento e do estoque de processos. A qualidade


da análise processual, o histórico da produtividade e o controle
automatizado do processo também devem ser observados.

Todo o trabalho deverá ser executado por meio digital, via Sistema
Eletrônico de Informações (SEI!), sendo vedada a retirada de
processos físicos da Agência. Os processos públicos ou restritos que
ainda estejam em meio físico só poderão ser trabalhados
remotamente após digitalizados, conforme rotinas e procedimentos de
instrução de processos administrativos eletrônicos, no âmbito da
ANAC.

Os PEMDs serão executados em fase de projeto-piloto pelo prazo de


1 (um) ano, prorrogável por igual período, a contar da data de
aprovação de cada PEMD pela Diretoria. Após o após o prazo mínimo
de um ano, o titular da Unidade Organizacional deverá elaborar
relatório de acompanhamento, que será submetido à manifestação
técnica da SGP e da SPI, que poderão recomendar à Diretoria a
conversão do PEMD em definitivo (com ou sem ressalvas) ou, ainda,
indicar que o projeto não se encontra apto à conversão.

A participação no PMD não importa em alteração na lotação dos


servidores e o desligamento não gera qualquer direito a trânsito, à
indenização ou qualquer espécie de ajuda de custo.

11
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

REQUISITOS MÍNIMOS DO PEMD

12
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

13
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 3 - ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES

O controle das atividades será realizado pelo Coordenador, através de relatórios trimestrais
de acompanhamento, documentando a evolução do plano específico, os ganhos de eficiência
e qualidade decorrentes do trabalho remoto, bem como abordando aviabilidade de sua
continuidade e indicando eventual necessidade de aperfeiçoamento.
Deverão acontecer reuniões de acompanhamento, no mínimo uma vez por mês, entre o
coordenador do PEMD e o servidor, que deve sempre manter o telefone para contato imediato
atualizado e permanentemente ativo no horário acordado com o coordenador, além de
acessar e responder o e-mail institucional, conforme periodicidade estabelecida.
O servidor deverá dar ciência ao coordenador do projeto do andamento dos trabalhos e
apontar eventual dificuldade, dúvida ou informação que possa atrasar ou prejudicar o
cumprimento das atividades sob sua responsabilidade. Caberá ao coordenador aferir e
monitorar o cumprimento das metas estabelecidas e o desempenho dos servidores
participantes, manter os registros específicos de produtividade dos servidores e informar
mensalmente à chefia imediata do servidor participante as ocorrências para os períodos em
trabalho remoto, para fins de aferição da frequência do servidor.

CONTROLE DE FREQUÊNCIA:
O não cumprimento da meta estipulada no PEMD sem a devida compensação no mês
subsequente implicará no desconto em folha das horas equivalentes.
Os servidores em regime de trabalho remoto integral ficam dispensados do registro de
frequência, cabendo a chefia utilizar a justificativa correspondente no Sistema Integrado de

14
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Gestão de Recursos Humanos – SIGRH. Já os servidores designados para regime parcial ou


por tarefa deverão continuar com o registro eletrônico de frequência, utilizando nos dias em
que estiver em trabalho remoto a justificativa correspondente.

15
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 4 - RESPONSABILIDADES DO SERVIDOR

Ao aceitar participar do trabalho remoto, o servidor assume um compromisso com a Agência,


devendo cumprir com sua parte para que o projeto tenha sucesso. Para isso ele deve:
• Assinar termo de ciência e responsabilidade, que deverá conter: declaração de que
atende às condições de habilitação para participação no PMD; a modalidade em
que participará, indicando os dias ou os turnos em que deverá comparecer
presencialmente à unidade, quando for o caso; o prazo de antecedência mínima de
convocação para comparecimento à unidade; metas e resultados a serem
alcançados; atribuições e responsabilidades ; conhecimento das regras do PMD e
do conteúdo do PEMD; e o dever de manter infraestrutura necessária, quando
executar o PMD fora das dependências da unidade .
• Cumprir a meta de desempenho estabelecida no plano de trabalho.
• Manter dados cadastrais e de contato permanentemente atualizados e ativos.
• Permanecer em disponibilidade constante para contato, nos horários de
funcionamento da ANAC e de acordo com o estabelecido no PEMD.
• Comunicar ao coordenador a ocorrência de afastamentos, licenças ou outros
impedimentos para eventual adequação das metas de desempenho e prazos ou
possível redistribuição do trabalho.
• Apresentar resultados parciais e finais das atividades, através do acompanhamento
periódico.

16
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

• Acessar e responder o e-mail institucional, diariamente e/ou conforme periodicidade


estabelecida no PEMD.
• Apontar eventual dificuldade, dúvida ou informação que possa atrasar ou prejudicar
o cumprimento das atividades sob sua responsabilidade.
• Preservar o sigilo dos dados acessados de forma remota, mediante observância às
normas internas de segurança da informação e adoção de cautelas adicionais
necessárias.
• Estar disponível para comparecimento à unidade de exercício sempre que houver
interesse e necessidade da Administração Pública.
• Manter-se em condições de retorno ao regime de trabalho presencial, em caso de
necessidade da Administração.

17
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 5 - INFRAESTRUTURA NECESSÁRIA?

Para o servidor participar do programa de Trabalho remoto é preciso preparar um local


reservado para o trabalho na sua residência. Os equipamentos mínimos necessários serão
indicados nos Projetos Específicos da Unidade Organizacional. Veja abaixo algumas dicas:

Escritório: Defina seu espaço de trabalho e comunique a todos na sua


casa, para que entendam que quando estiver ali não poderá ser
interrompido. Uma ideia interessante é colocar um aviso, informando que
seu expediente começou. Aqui você encontra uma placa para colocar na
porta do seu escritório e aqui você tem um prisma para colocar ao lado
do computador, caso seu escritório seja em ambiente coletivo.

Internet: Para casos de emergência tenha sempre um plano B! Deu pane


na internet ou no computador? Onde você poderia realizar suas
atividades? A utilização de HD externo para back-up ou HD virtual ajudam
muito nessas horas. Saiba ainda que se precisar pode ir à ANAC.

Silêncio: O ideal é escolher o lugar mais silencioso da casa para


trabalhar. Caso não seja possível, para trabalhar com menos barulho,
sem cachorro latindo, conversas e música do vizinho, você pode utilizar
um fone antirruído, como aqueles que vemos no aeroporto.

Iluminação: Nesse ponto deve-se ter cuidado com a incidência de


reflexos no monitor. O ideal é ter uma combinação de luz branca e
amarela, podendo utilizar uma luminária de mesa.

Ergonomia: Atenção! Não dá para trabalhar jogado no sofá com o laptop


no colo, certo? Verifique no seu escritório se o monitor está na altura dos
olhos, seus joelhos devem estar dobrados a 90° e os pés devem estar
tocando completamente o chão (podendo utilizar apoio). Seria desejável
ter também uma cadeira com regulação de altura.

Clique aqui para o infográfico que irá auxiliá-lo a montar seu trabalho remoto
AULA 6 - ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO DO TEMPO

18
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

TRABALHO REMOTO E PRODUTIVIDADE

Muitas pessoas sonham em trabalhar de casa! O trabalho remoto é tão atrativo porque oferece
várias comodidades para os colaboradores, como não precisar pegar trânsito nos horários de
rush, flexibilidade de horário, redução de custos com alimentação e roupas e a possibilidade
de aproveitar o dia não necessariamente apenas realizando as atividades do trabalho. Mas é
necessário que essa mudança seja bem pensada e planejada para que esse novo estilo
de vida e carreira não impacte negativamente na sua família, na rotina da casa, na sua
produtividade, prazos e qualidade das entregas. Assim, para dar conta das suas atividades
dentro do modelo de trabalho remoto, é necessário que você organize o seu tempo, criando
uma rotina tranquila, produtiva e consistente para o seu dia a dia.

Aprender como administrar o tempo e seguir o que foi planejado é


fundamental para o sucesso do modelo de trabalho remoto. Para
isso, você vai precisar desenvolver ou aperfeiçoar algumas
habilidades e atitudes, como foco, dedicação e comprometimento
com o seu planejamento.

A gestão do tempo impacta diretamente na produtividade que, por sua vez, afeta a
qualidade do trabalho e também a qualidade de vida.

Uma pessoa produtiva é a que produz muito ou com


qualidade? É a que está ocupada o tempo todo? É a que faz
várias coisas ao mesmo tempo?

Trabalhar por mais horas significa render mais? Não ter finais de semana livres, levar trabalho
para casa, chegar cedo no trabalho e sair tarde são atitudes muito valorizadas pela nossa
sociedade, que enxerga esse excesso de tempo dedicado às atividades profissionais como
sinônimo de produtividade.
Uma pessoa que produz muito, mas sem qualidade, pode ser considerada produtiva?
Por outro lado, alguém que produz muito e com qualidade, mas sem cuidar de si mesma e do
seu bem-estar, é uma pessoa produtiva? Quem nunca substituiu uma refeição saudável pelo
fast-food quando sofreu alguma pressão por resultados? Problemas de saúde como pressão

19
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

alta, dores nas costas, dores musculares, infarto e gastrite são algumas das consequências
desse ritmo desenfreado.
Sem contar o estresse, que tem sido visto como algo comum e até mesmo “necessário” nesse
mundo acelerado! Para algumas pessoas, dizer que estão estressadas confere até um certo
status, pois são vistas como superprodutivas e dedicadas!
Você acha possível produzir mais, com menos esforço e mais bem-estar? Você acha possível
ter uma vida mais equilibrada, voltada para a realização dos seus sonhos, que inclua tempo
para os seus relacionamentos, para cuidar da sua saúde, com menos providências urgentes
a tomar, mais realizações e menos estresse? Reflita sobre essas questões e responda à
pergunta abaixo:

Para você, o que significa ser produtivo?

Cada pessoa tem o seu próprio conceito de produtividade. A melhor definição de produtividade
é aquela que faz com que você se sinta em paz, tranquilo e com a sensação de “missão
cumprida” ao final do dia.
Agora que você já definiu o que é ser produtivo para você, vamos ver de que forma você pode
se organizar conciliando sua vida pessoal com o trabalho.

EQUILÍBRIO ENTRE A VIDA PESSOAL E O TRABALHO

Hoje em dia fala-se muito em equilíbrio entre a vida pessoal e a vida profissional, mas
poucas pessoas alcançam este estado. Por quê? Porque essas duas áreas precisam de
dedicação para que possam ser pensadas da melhor forma possível, sem que uma prejudique
a outra.

20
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Você conhece o slackline? Talvez você já tenha


visto por aí essa modalidade esportiva praticada
em cima de uma fita elástica, geralmente presa
entre duas árvores. O objetivo principal é buscar
a harmonia entre o corpo e a mente, mantendo-
se equilibrado sobre a fita.

O slack mostra exatamente como funciona nossa vida pessoal e profissional: quando o
praticante está andando sobre a corda e cai um pouco para um lado, para que consiga retomar
o equilíbrio ele deve movimentar-se para o outro lado. E assim ele vai se equilibrando, sempre
olhando para frente. A nossa vida é exatamente assim!
Quando você sentir que está caindo mais para o lado profissional, volte-se para o outro lado,
que é a sua vida pessoal. Quando seu lado profissional não estiver evoluindo, movimente-se
na sua direação para que possa retomar o equilíbrio. Até que chega um ponto em que você
acha o equilíbrio entre o pessoal e o profissional.
Como saber qual é a hora de retomar o equilíbrio? Quando você sentir que o slack está caindo
para um ou outro lado. Sempre que você sentir que está caindo para um lado, volte-se para o
outro.

O que faz a diferença entre você ter ou não equilíbrio?

Quanto mais em equilíbrio você está, mais fácil de caminhar no slack


da vida. Todos nós exercemos diversos papéis na nossa vida, ou
seja, determinadas funções em contextos, ambientes e
relacionamentos específicos, como o de filho, pai, irmão, sobrinho,
primo, amigo, vizinho, profissional, estudante, voluntário etc. A lista é
grande e bem diversificada. Sempre que um papel importante para
você é deixado de lado, surge a sensação de falta de equilíbrio.

Liste aqui os papéis que você exerce na sua vida:

21
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Muitas pessoas, talvez até você mesmo, têm a sensação de que falta algo na vida delas.
Algumas pessoas possuem boas condições financeiras, mas estão insatisfeitas com os seus
relacionamentos. Outras têm relacionamentos saudáveis, mas estão frustradas com a falta de
conquistas materiais. Algumas têm tempo livre, mas não investem esse tempo para realizar o
que desejam, adiam o que precisa ser feito e veem a vida passar. Talvez você tenha se
identificado com alguma das situações acima. Vamos então falar sobre os quatro elementos
essenciais da felicidade:

Realização pessoal: sentimento de propósito, de que você contribui para


uma causa maior por meio do seu trabalho.

Realização profissional: sentimento de estar utilizando seus


talentos na potencialidade máxima.

Realização financeira: tem a ver com as conquistas materiais que


cada pessoa deseja.

Equilíbrio: inclui tudo o que você precisa para se sentir em


equilíbrio.

Cada um desses elementos significa algo diferente para cada pessoa. Para algumas, por
exemplo, estar em equilíbrio pode significar ter tempo para si e para a família. Para outras,
realização profissional é alcançar um alto cargo em uma empresa. Outras pessoas se sentirão

22
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

realizadas financeiramente quando deixarem de pagar aluguel para morar em um


apartamento próprio.

Agora, pare e pense em quais são os elementos


essenciais para a sua felicidade:

É importante que você reflita sobre esses pontos, já que


a metodologia de planejamento e organização do tempo
que falaremos adiante leva em conta também esses
elementos.

Quando você conseguir equilibrar sua vida profissional


e pessoal, por meio de objetivos e metas concretas, terá
motivação suficiente para conquistar tudo o que deseja
nas duas áreas!

Mas, na prática, como conciliar o seu trabalho com a sua vida


pessoal, fazendo caber tudo nas 24 horas do dia, considerando seus
diversos papéis e os elementos que trazem felicidade para você?
Vamos em frente!

23
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

TIPOS DE TAREFAS

É importante que você saiba que no nosso dia a dia realizamos tarefas que podem ser
classificadas como:
 Tarefas de produção: levam você na direção dos seus sonhos.
 Tarefas de ocupação: até precisam ser realizadas, mas não fazem a vida caminhar
na direção dos seus sonhos.
As tarefas de produção podem ser com ou sem margem, ou seja, o prazo está longe ou
está apertado, respectivamente.
Já as tarefas de ocupação podem ser obrigatórias (precisam ser concluídas), como pagar
contas, levar o carro para a revisão, marcar uma consulta médica ou dispensáveis (nem
precisam ser feitas porque roubam a produtividade), como navegar nas redes sociais
aleatoriamente, participar de rodinhas de fofocas, participar de grupos de WhatsApp que não
contribuem em nada para a sua vida.

METODOLOGIA PARA ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO DO TEMPO


Ainda que você já tenha adotado antes alguma metodologia de organização e planejamento
do tempo que não trouxe resultados ou que você abandonou depois de algumas semanas,
experimente esta, que une dicas simples, aliadas a uma ferramenta de fácil uso para o
controle da sua rotina diária e alcance dos seus objetivos!

“Um dia no parque estavam um jovem e seu avô. Enquanto


os dois conversavam sobre a vida, o jovem disse que
queria tocar os céus. O sábio avô apenas respondeu –
“Então, antes, planeje a escada”.”
Autor desconhecido

O que o avô quis dizer com isso?


Que precisamos de objetivos e metas para alcançar nossos sonhos!
Trabalhar com planejamento fará uma enorme diferença para que você
alcance seus objetivos com equilíbrio entre a sua vida pessoal e o
trabalho!

24
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

1. Defina seus objetivos pessoais e profissionais, considerando os diferentes


papéis que você desempenha e os significados dos elementos da felicidade
para você.
Os objetivos são descrições concretas de onde se quer chegar. São estratégicos e
abrangentes.
Exemplos de objetivos na vida pessoal: cursar uma nova faculdade, ter filhos, quitar
uma dívida, emagrecer, realizar uma viagem internacional, comprar um carro. Já na
vida profissional, você pode ter o objetivo de implantar um novo sistema, ocupar um
novo cargo, desenvolver um projeto, ser reconhecido no trabalho.

2. Defina suas metas pessoais e de trabalho.


As metas andam junto com os objetivos e são específicas para alcançá-los. Aqui a
dica é usar a ferramenta S.M.A.R.T. O nome S.M.A.R.T é um anagrama das
palavras (em inglês) que definem os cinco conceitos que o formam: Específica
(Specific), Mensurável (Measurable), Atingível (Achievable), Relevante
(Relevant) e Temporal (Time).

Assim, as metas devem ser específicas (o quê?), mensuráveis (quanto?), alcançáveis


(como?), relevantes (por quê?) e temporais (quando?).
Tenha em mente que todos esses conceitos estão estreitamente ligados. Não adianta se você
apenas definir a meta, mas não determinar o prazo. É preciso que todos eles sejam aplicados.

Vamos construir passo a passo um exemplo de meta SMART para uma pessoa que tem
como objetivo ter uma vida saudável e quer (ou precisa) emagrecer:

Para você, o que significa emagrecer? Perder 10kg? 20? 30? Como
cada elemento da felicidade tem um significado diferente para cada
pessoa, emagrecer não significa a mesma coisa para todos nós.
Como uma meta específica exclui qualquer possibilidade de
dúvidas, uma pergunta que pode ajudar nesse ponto é “o quê?”.
Assim, para que essa meta seja específica, vamos pensar que essa
pessoa deseja emagrecer 10 kg.

25
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Toda meta deve ser mensurável, medida. Esse é um critério


importante para verificar se ela foi alcançada. Uma pergunta que
ajuda é “quanto?”. Pensando nessa meta de emagrecimento, ela
pode ser mensurada em termos financeiros, de tempo ou de
resultados. Assim, para que seja mensurável, digamos que essa
pessoa deseja emagrecer 10 kg em 6 meses.

As metas devem ser possíveis de serem alcançadas. A pergunta


aqui é “como?”. É possível que a meta seja realizada dentro desse
prazo? No nosso exemplo, a pessoa tem 6 meses para perder 10 kg,
ou seja, em média 1,6 kg por mês, o que é possível se ela tiver
determinadas condições, como tempo para praticar atividades físicas
e preparar suas próprias refeições saudáveis, bem como encontrar
meios de se relacionar melhor com a comida, aprendendo a lidar com
a compulsão e o descontrole para realizar boas escolhas alimentares.
Caso esteja muito envolvida com atividades do trabalho ou outras
demandas, talvez não tenha esse tempo disponível. Assim, a meta
não será alcançada, gerando grande sentimento de frustração. Cabe
a cada pessoa avaliar sua realidade e suas condições. Bem,
considerando que seja viável perder 1,6 kg por mês, mas que por
alguma razão esse resultado não seja atingido, é importante que a
pessoa não perca de vista o seu objetivo maior, o seu “porquê”
(que neste caso é ter uma vida mais saudável). É o momento de parar
e pensar nas lições que podem ser aprendidas para recomeçar. Não
devemos permitir que um tropeço se transforme em uma queda!

As metas devem fazer sentido e ser relevantes para você. Aqui


a pergunta é “por quê?”. Essa meta mudará algo na vida
dessa pessoa? Vai impactar positivamente a sua vida e até
a vida de outras pessoas? O que o emagrecimento vai lhe
proporcionar? Mais saúde? Mais bem-estar? Mais uma vez, cada
pessoa atribui aqui os seus próprios significados.

Por fim, o último item: o tempo. A pergunta que ajuda aqui é “quando?”.
Prazos limites são muito importantes porque transformam procrastinação
em ação! A meta dessa pessoa é emagrecer 10 kg até 31 de dezembro
de 2017.

26
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

3. Dentro dos seus objetivos e metas, planeje suas ações, atividades/ tarefas
com boa antecedência, definindo prazos.
Se você não realizar as atividades dentro desses prazos, vai precisar correr
loucamente para dar conta das urgências e outras atividades vão se acumulando
enquanto isso. Com o tempo, você saberá exatamente quanto tempo é necessário
para a realização de cada uma. Quando você pensar “Acho que lá para o dia 25
desse mês eu vou...”, lembre-se que os prazos devem ser concretos. É claro que
estimar prazos pode ser uma saída quando a atividade depende de muitas variáveis
e o cenário é incerto. Dedique um tempo para refletir e organizar suas tarefas para
o dia, a semana, o mês. Você vai economizar tempo se souber planejar bem as
suas atividades. Lembre-se de incluir tarefas de produção e ocupação
obrigatórias.

É importante destacar que atividades afins andam juntas!


Quando estamos realizando uma atividade, nosso esforço mental
está sendo direcionado a ela. Então vamos aproveitar esse foco
para não ficar mudando toda hora de uma coisa para outra, o que
evita desperdício de tempo e trabalho adicional. É como ir a padaria
e comprar pão, ir ao mercado e comprar feijão, ir à feira e comprar
frutas. E depois que chegar em casa, lembrar de voltar ao mercado
para comprar arroz, de comprar frios na padaria e legumes na feira.
Faz sentido para você?

4. Defina prioridades.
Priorize as atividades mais importantes, realizando primeiro o que é urgente.
Converse com seus colegas de trabalho, com sua chefia imediata e defina com
clareza quais são as prioridades. Aqui considere ter uma visão geral do trabalho e
dos projetos em andamento para que você seja capaz de traçar uma relação de
prioridades para as atividades que precisa realizar.

27
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

5. Use uma agenda ou ferramenta.


Ao invés de escrever seus objetivos, metas e atividades em post-its (que você pode
perder), é importante que você organize tudo em uma agenda ou com o auxílio
de uma ferramenta para que você possa gerenciar melhor a sua vida e o seu
trabalho. Ao final do dia, revise e monte a agenda do dia seguinte. Dessa forma,
tudo já estará organizado para começar o dia. Utilize também agendas on-line que
alertam sobre os compromissos e atividades.
É claro que você deve selecionar a ferramenta certa para você, a mais adequada
ao seu estilo de vida e preferências, que pode ser um caderno, uma agenda de
papel, um programa ou aplicativo. Nesta aula optamos por indicar uma ferramenta
de uso fácil e intuitivo que certamente vai ajudá-lo com a gestão do seu tempo.
Falaremos dela mais adiante.

6. “Turbine” o seu planejamento:


Uma dica para o planejamento diário é listar o que você deve evitar naquele dia,
como navegar aleatoriamente pelas redes sociais, conversas longas ao telefone e
passar muito tempo na internet, por exemplo. Uma outra dica importante é que rever
seus sucessos e conquistas ajuda a manter a motivação! Então, tire de 15 minutos
1 hora por semana para analisar o seu planejamento e criar um “relatório” para você
mesmo, no qual você vai explicar o que aconteceu na semana, escrevendo o que
deu certo, os pontos que podem ser melhorados e no que você precisa de ajuda.
Ao elaborar o planejamento da próxima semana, leve tudo isso em conta!

Você não pode controlar tudo, mas com


planejamento
e organização você pode evitar sentimentos de
raiva e frustração!

FERRAMENTA PARA A GESTÃO DO TEMPO

Deixamos este assunto para o final da aula porque era necessário que você entendesse a
importância da organização e planejamento do tempo com uma base sólida. “Pular” para a
ferramenta sem traçar objetivos e metas concretas seria como construir um castelo em areia
movediça.

A ferramenta que indicamos aqui se chama Trello.

28
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Para baixar a versão gratuita do Trello, clique aqui.

Você pode criar um board (quadro) no Trello para acompanhar a vida que você quer viver a
partir de agora. A abrangência do seu board vai depender de quantas áreas você quer focar
na sua vida. Depois de tudo o que vimos nesta aula, o que faz mais sentido para você:
criar um quadro só para o trabalho ou um que tenha várias áreas, para a sua vida?
Observe esse exemplo:

Insira uma tela de fundo que seja inspiradora para você!


Você também pode “baixar” o aplicativo do Trello no seu celular. Assim, você
pode atualizar o seu board e visualizar o seu planejamento mesmo se estiver
fora de casa. Não é incrível ter a vida dos seus sonhos dentro do seu
bolso ou da sua bolsa?

Você pode criar um checklist para te ajudar a seguir todos os passos


do seu planejamento. Dentro de cada quadro, insira seus objetivos e
metas. Não esqueça das tarefas de produção e de ocupação
obrigatórias!

29
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Defina os prazos em cada atividade (card) para se comprometer ainda mais com o seu
planejamento:

30
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Se você tiver atividades em comum com seus colegas de trabalho, vocês podem criar
um quadro comum e acompanhar o andamento pelo board:

Mover as atividades pouco a pouco para a coluna de “feito” no seu board vai te deixar satisfeito
e alegre, com a sensação de que você está se movendo na direção dos seus objetivos.
Explore o Trello e descubra muito mais possibilidades e funcionalidades!
Use o Trello para acompanhar o seu progresso, aumentar o seu comprometimento,
planejar sua vida pessoal e profissional com equilíbrio e alcançar seus objetivos!
A partir do momento em que você se organizar e seguir o seu planejamento, com o tempo
você vai se tornar mais produtivo e isso vai impactar diretamente nos seus resultados e te
ajudar a alcançar o equilíbrio desejado.
Nesta aula falamos sobre a importância da organização e planejamento do tempo e você deve
ter notado que será preciso desenvolver e/ ou aperfeiçoar determinadas habilidades e
atitudes, como foco, organização, autoconhecimento e planejamento. Com a prática regular
do planejamento dos seus dias, semanas e meses você poderá alcançar um estado de alta
performance, ou seja, estará em melhoria contínua para atingir todo o seu potencial.
Falaremos mais sobre alta performance na próxima aula.

Gestão do tempo é, acima de tudo, uma forma


de vivermos melhor o nosso dia a dia!

31
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 7–BEM-ESTAR E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO REMOTO

Como já vimos até aqui, trabalhar em casa tem suas vantagens.


Mas o trabalho remoto pode se transformar em um inimigo e afetar seu
bem-estar e qualidade de vida caso você não esteja atento para a
importância de cuidar dessas duas áreas quando começar a trabalhar de
casa.

O objetivo desta aula não é apresentar uma lista de alimentos saudáveis nem convencer você
a começar a praticar uma atividade física. Temos certeza que você já sabe a importância de
uma alimentação saudável e os benefícios da prática regular de exercícios!

Essas dicas - que você encontra facilmente em revistas, sites, livros e


programas de TV - são muito boas, mas não falam como de fato mudar.
A chave da mudança está na consciência. As pessoas não precisam ser
convencidas a adotar novas práticas, elas precisam é superar maus hábitos
e condicionamentos antigos que são verdadeiros obstáculos, tais como:

 Descontrole com alimentos salgados, doces e gordurosos.


 Crença de que a próxima dieta vai dar certo.
 Comer sem consciência, ou seja, sem preocupação com as substâncias presentes
no preparo dos alimentos.
 Comer porções cada vez maiores.
 Usar a comida para descontar questões emocionais (tristeza, frustração, tédio,
desânimo etc.).
 Falta de tempo (que leva as pessoas a buscar alimentos industrializados prontos,
como fast-food).
 Praticar atividades físicas como “punição” por ter comido demais.
 Praticar atividades físicas como “carta branca” para o que vai comer depois.
 Não prestar atenção aos sinais de fome e saciedade naturalmente enviados pelo
corpo.
 Dificuldades em aceitar o seu corpo, com amor próprio.
 Comer com culpa.

32
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Mas por que a consciência é a chave para mudar? Porque todos esses obstáculos
começam no mesmo lugar: na nossa mente! É claro que informação e conhecimento sobre o
que faz bem e o que faz mal é importante, mas apenas acrescentar novos bons conselhos
não é a solução para que as pessoas façam melhores escolhas e, consequentemente, tenham
mais bem-estar e qualidade de vida.

Senso comum não é prática comum!


Isso quer dizer que muita gente sabe o que precisa
fazer,
mas poucas pessoas fazem!

Assim, para mudar esses comportamentos já enraizados no nosso dia a dia, é preciso
transformar a nossa consciência.

BEM-ESTAR

Quando você pensa em bem-estar, o que vem à sua mente?


Circule os itens com os quais você concorda e nos círculos brancos acrescente outros que
vem à sua cabeça quando o assunto é bem-estar:

33
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Segundo Deepak Chopra, médico indiano radicado nos Estados Unidos,


mundialmente conhecido como professor, palestrante, escritor, autor de mais
de 75 livros e defensor da prática de uma medicina holística, que integra
mente e corpo,bem-estar é o mesmo que felicidade.

34
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Sobre a felicidade, pesquisas de opinião pública indicam que ser feliz depende de algumas
condições, como escolhas pessoais, segurança material, relacionamentos saudáveis,
experiências pessoais etc.

Pare e pense: o que faz você feliz?

QUALIDADE DE VIDA

Cada vez mais se fala em qualidade de vida. Para a Organização Mundial da Saúde - OMS
(1995), qualidade de vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida no contexto da
cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas,
padrões e preocupações”.

Assim, o conceito de qualidade de vida ultrapassou sua origem na área da


saúde e vai muito além de ter saúde física e mental: ter qualidade de
vida é estar bem consigo mesmo e com as pessoas, envolve vários
elementos do nosso cotidiano (como alimentação, moradia, acesso à
saúde, emprego, saneamento básico, educação, transporte) e equilíbrio
entre a vida profissional e pessoal (falamos sobre isso na aula 6).

35
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Mas existe um conceito único e definitivo sobre qualidade de vida? Não! Para cada um de
nós, a qualidade de vida pode ser alcançada de formas diferentes, já que varia de acordo com
as necessidades, desejos e objetivos de cada pessoa.

Pensando em tudo isso que falamos até aqui, o que


significa qualidade de vida para você?

O quanto você a busca e dá valor a ela?

Responda de forma sincera: de 0 a 10, como anda a sua


qualidade de vida?

E qual é a relação entre bem-estar e qualidade de vida?


Qualidade de vida é o jeito que cada um escolhe para viver bem, é uma
opção pessoal, é a consequência das suas escolhase ações de bem-estar.
Faz sentido para você?

TRABALHO REMOTO E QUALIDADE DE VIDA

O que o modelo de trabalho remoto tem a ver com a qualidade de vida?

O modelo de trabalho remoto favorece uma maior qualidade de vida ao


possibilitar os seguintes benefícios:

 Que você defina seus próprios horários (e com isso possa incluir outras atividades
no tempo que levaria se deslocando até o seu trabalho, por exemplo).
 Redução do estresse decorrente do trânsito.
 Maior proximidade com a família.
 Redução de custos com alimentação, transporte e roupas.

36
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Liste aqui outros benefícios que o modelo


de trabalho remoto trará para a sua vida:

ENTRANDO EM AÇÃO

Vamos agora realizar um exercício que vai ajudá-lo a avaliar a atenção e


o cuidado que você tem dado a sua saúde, a sua alimentação, ao seu
corpo.

É como se fosse um raio-x das suas escolhas e ações de bem-estar, cujos resultados
impactam diretamente na sua qualidade de vida.

Para realizar a avaliação, você deve atribuir uma nota de 0 a 10 que expresse a satisfação
que você tem com cada um dos seguintes itens: sono, respiração, alimentação, água,
atividade física, mastigação e horários regulares para as refeições.
Para ajudá-lo a atribuir as notas, reflita sobre cada ponto abaixo:

1. Sono
Você tem dormido bem? Apresenta insônia? Sente-se revigorado e
bem-disposto no dia seguinte?

2. Respiração
Nem sempre nos damos conta da importância da respiração para a
nossa vida. Você já parou para observar o ritmo da sua respiração?
Já prestou atenção em quais situações sua respiração está agitada,
ofegante, acelerada?

37
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

3. Alimentação adequada
De que forma você faz as suas escolhas alimentares? Com
base no autocuidado e no amor próprio ou com culpa? Faz
escolhas conscientes ou levadas pelas emoções? Você está de
bem com a balança? Ouve os sinais de fome e saciedade
enviados pelo seu corpo? Perde o controle com a comida?

Tem consumido mais alimentos industrializados ou frescos? Você presta atenção na


textura, nas cores, nos aromas e nos sabores dos alimentos ou come prestando
atenção na TV, no celular, no computador?

4. Água
Você bebe água durante o dia? Você bebe água regularmente ou
espera sentir sede? Sabe qual é a quantidade de água ideal para
você?

5. Atividade física
Você pratica alguma atividade física? Em caso positivo, você sente
prazer ao praticá-la?

6. Mastigação
Você presta atenção na sua mastigação? Você come rápido ou
devagar? Você coloca grandes ou pequenas quantidades de comida
em cada garfada? Você engole pedaços grandes (que podem causar
transtornos digestivos como azia, má digestão e sonolência após as
refeições porque sobrecarregam o sistema digestivo)?

7. Horários regulares para as refeições


Você separa um tempo para as suas refeições ou pula o café da
manhã, o almoço, o jantar? Consegue manter um horário regular
para as suas refeições? Compensa os pulos com lanches
industrializados, calóricos, gordurosos?

Então, vamos lá?

38
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Você deverá indicar as suas notas na roda abaixo, marcando


um “pontinho” na altura correspondente à nota que você
deseja atribuir, considerando o zero como o centro da roda.
Assim, cada item ganha uma nota que expressa o quanto você
está satisfeito com ele.

Ao concluir todas as notas, ligue os pontos. O desenho final


obtido é um retrato, um raio-x do momento que você está
vivendo.

FERRAMENTA RODA DE HÁBITOS

HORÁRIOS
SONO
REGULARES DE
REFEIÇÕES

7 1

MASTIGAÇÃO RESPIRAÇÃO

6 2

5 3
ATIVIDADE ALIMENTAÇÃO
FÍSICA ADEQUADA
4

ÁGUA

39
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Ao final, cada item deve ter pelo menos 60% de satisfação. Caso contrário, deve ser olhado
por você com atenção.

O resultado final mostrará onde você precisará colocar o seu foco.

Aproveite para refletir sobre onde você está e aonde você quer chegar, ou seja, seus
objetivos, suas prioridades, o que precisa dar mais atenção, aspectos que precisam ser
melhorados.

Agora indique 3 ações que você pode começar já para


melhorar o seu bem-estar.

Inclua essas ações no seu planejamento, na sua rotina!


(reveja a aula 6).

Você já tem aí dentro os recursos necessários para começar agora


mesmo!
Então não espere o seu 1ºdia de trabalho remoto chegar nem ter as
“condições perfeitas”. Comece já!

ALTA PERFORMANCE

Concluimos a aula anterior falando sobre um dos benefícios de uma gestão do tempo
eficiente: a alta performance. Mas o que é alta performance e o que ela tem a ver com bem-
estar e qualidade de vida?
Alta performance é alcançar um sucesso acima do padrão normal, de forma consistente
e no longo prazo. Não estamos falando de “picos” (você “funciona” em uma semana, na outra
não, tem sucesso em determinado mês, no outro nem tanto). Não se trata de performance de
pico nem de motivação de momento. Trata-se de uma sensação de total envolvimento com a

40
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

sua vida, de alegria e confiança que resultam de viver todo o seu potencial de forma
consistente, durável.

A alta performance é o resultado de níveis elevados de clareza,


energia, alegria, motivação.

Mas como alcançar esses níveis elevados e de forma sustentável?


Segundo Brendon Burchard - conhecido como o treinador mundial número 1 na área de alta
performance e um dos líderes mais influentes no campo do desenvolvimento pessoal – é com
mudança de hábitos, planejamento, rotina diária e colocando em prática os seis princípios
abaixo:

1. Propósito
O propósito é base para todos os outros princípios. Todos
os dias devemos focar no nosso propósito, nossos objetivos
e metas (falamos sobre essas questões na aula 6).

2. Presença
Devemos estar presentes de corpo e alma ao nos comunicarmos com
as pessoas, criando uma conexão profunda por meio do olhar, de
palavras, do entusiasmo. Importe-se verdadeiramente com as
pessoas.

3. Mindset
Podemos definir mindset como a visão que cada um de nós tem em
relação à vida.
Não apenas os obstáculos começam em nossa mente. Tudo começa
lá: nossas crenças, valores, necessidades.

41
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Nossa mente define nosso nível de empenho em busca dos nossos melhores resultados. Você
se responsabiliza pelos seus resultados ou busca culpados?
Para atingir a alta performance, é preciso que você esteja orientado para o futuro, para
solucionar o que não deu certo, ao invés de ficar preso no passado procurando culpados
(“porque choveu”, “porque as crianças fizeram bagunça”, “porque fulano não me enviou o e-
mail” etc.).

4. Fisiologia (seu corpo)


Cuide bem do seu corpo. O seu corpo é o seu veículo. Você
coloca no seu carro a gasolina de melhor qualidade, não é?
E o seu corpo, você “abastece” com “combustível” de
qualidade também? Certamente você refletiu sobre isso ao
realizar o exercício Roda de hábitos, quando passou pelos
itens alimentação adequada, água, mastigação e horário
para as refeições.

5. Produtividade
Você pode ser produtivo, sem precisar de mais tempo. É preciso
estar motivado para produzir, então conecte-se com os seus
objetivos e metas, organize e planeje bem o seu tempo (a dica aqui
é reler a aula 6).

6. Entusiasmo
Com o seu entusiasmo, você consegue influenciar outras
pessoas para o bem comum? Transmita seu entusiasmo
por meio da sua presença. Você irá “contagiar” as pessoas
com o seu entusiasmo e elas poderão também alcançar a
alta performance. E elas influenciarão outras pessoas.
Assim, criamos uma “onda”, na qual “o bem nunca para”.

42
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Que tal começar a aplicar esses princípios na sua


vida agora mesmo? Pense em três hábitos simples
que você possa adotar no seu planejamento, na
sua rotina!

Como o foco da nossa aula é bem-estar e qualidade de vida, vamos aprofundar aqui o
princípio da Fisiologia.
Como vimos no princípio da Fisiologia, os cuidados com o seu corpo influenciam diretamente
na sua alta performance.
Para cuidar do seu corpo, é preciso “desaprender” muitas coisas que você aprendeu
ao longo da vida e reaprender a se reconectar com o seu corpo.

Quando você está desconectado do seu mundo interior e surge um sintoma no seu corpo, ao
invés de olhar para dentro buscando identificar o que está acontecendo na sua vida, você
corre para um especialista naquele órgão que está incomodando. É muito comum que as suas
emoções e estilo de vida não sejam levados em conta. Você realiza exames, toma remédios,
o que muitas vezes não soluciona a causa do problema. Daqui a algum tempo, outros
sintomas da mesma causa voltam a aparecer, mesmo que aquele sintoma que foi tratado
tenha desaparecido.
Então não espere mais por soluções de “fora para dentro”! Reconecte-se com o seu corpo,
preste atenção aos seus pensamentos, sentimentos, às reações do seu corpo.
Nós aprendemos que nutrição está ligada somente à alimentação. Mas o campo da nutrição
integrativa (a nutrição que integra corpo, mente, emoções e alma) afirma que nem sempre
pessoas que comem alimentos saudáveis são pessoas saudáveis, pois a nutrição não é só
o que você come. É claro que a comida alimenta as nossas células, nosso sangue, nosso
cérebro, mas o que acontece entre as refeições é tão importante quanto os alimentos que
comemos.
Assim, temos os alimentos primários e os alimentos secundários.

43
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Alimentos primários:

1. Relacionamentos saudáveis

2. Atividade física regular (corpo em movimento)

3. Trabalho e carreira gratificante

4. Espiritualidade, ou seja, conexão com algo maior (não


estamos aqui falando de religião)

Alimentos secundários: o que conhecemos como comida:


feijão, arroz, frutas, legumes, verduras etc.

44
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Vamos fazer um exercício para avaliar como anda a sua alimentação


primária?
Atribua notas de 0 a 10 aos seguintes aspectos:

Eu avalio o meu relacionamento amoroso com a nota...


Se estiver solteiro, avalie o seu relacionamento com você mesmo (amor
próprio).

Dei essa nota porque...

Eu avalio o meu relacionamento com a minha família com a nota...

Dei essa nota porque...

Eu avalio o meu relacionamento com meus amigos com a nota...

Dei essa nota porque...

Eu avalio minha satisfação com as atividades físicas que eu pratico com


a nota...

Dei essa nota porque...

45
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

O que está faltando em cada uma dessas áreas?


O que você pode fazer para melhorar cada uma
delas?

Inclua essas ações no seu planejamento, na sua


rotina!

Eu avalio minha satisfação com o meu trabalho e/ ou carreira com a nota...

Dei essa nota porque...

Eu avalio minha satisfação com minhas práticas espirituais, conexão com


algo maior com a nota...

Dei essa nota porque...

Agora que vimos que trabalho remoto, qualidade de vida, bem-estar, alta performance
e fisiologia estão inter-relacionados, vamos falar sobre algumas dicas para superar
aqueles maus hábitos e obstáculos que vimos no início desta aula, “virando a chave da
consciência”:
1. Construa novos hábitos: crowding out
Ao decidir começar a se alimentar de forma mais saudável, adicione
alimentos a sua dieta, ao invés de excluir. Você consegue excluir o que
gosta por uma, duas semanas, mas depois vem a compulsão e você acaba
“atacando” a geladeira. Então, vá trocando aos poucos e os hábitos não
saudáveis vão diminuindo naturalmente.

46
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

2. Entenda como funciona a compulsão


A compulsão é uma vontade fora de controle de
comer alimentos processados e industrializados
nada saudáveis, seguida por sentimentos de
vergonha, culpa, raiva e novo ciclo de restrição. Na
compulsão a pessoa come uma grande quantidade
de comida em pouco tempo, sem sentir o gosto nem
perceber o que está comendo. É quando busca-se
“algo físico” para lidar com uma questão emocional.

Aqui entra a importância da reconexão com o seu corpo. A compulsão é um sinal de que
seu corpo está tentando dizer algo. Então “ouça” as mensagens do seu corpo e reflita
sobre como anda a sua alimentação primária para descobrir quais sensações e
sentimentos você está buscando na comida.

No início vai ser preciso um esforço consciente, uma escolha de parar e refletir sobre o que
você precisa fazer para não “descontar” suas emoções no chocolate, nos doces, no
refrigerante, nos salgadinhos, na pizza, na(o)
________________________________________________(complete aqui a nossa lista
com os alimentos pelos quais você perde ou já perdeu o controle). Não coma para
compensar alguma falta ou necessidade de segurança, proteção, de amor, de sentido para
a vida. Observe também se você come em excesso quando está ocupado ou distraído no
trabalho, quando está “na correria”, quando está entediado, cansado, “deprimido”, sozinho,
ansioso, preocupado.

Da próxima vez que estiver buscando algo para comer, faça uma pausa e respire fundo.
Pense: o que o levou a procurar comida? Você está sentindo fome ou tentando preencher
um vazio? Dê tempo para que o seu cérebro faça uma escolha. Uma vez que você
identificar o que o levou até a comida, pergunte-se se de fato precisa comer. Talvez você
possa encontrar outra coisa para fazer, como ligar para um amigo e ler um livro. Se for
fome, siga em frente e coma. Vai levar um tempo para você se “reprogramar” e criar essa
nova forma de pensar que vai permitir escolhas mais conscientes nas próximas vezes, mas
o importante aqui é adotar o hábito de fazer uma pausa para reflexão e não comer “no
automático”. Passe a prestar atenção nos seus hábitos alimentares, pois cada refeição é

47
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

uma nova oportunidade de ouvir o seu corpo e reaprender a reconhecer seus sinais de
fome e saciedade (confie, o corpo avisa quando é hora de parar). Aqui a dica é se
reconectar com o seu corpo e realizar escolhas conscientes perguntando-se “sei que isso
não faz bem para a minha saúde, então por que estou comendo?”. Com essas respostas
você vai entender as suas escolhas e vai passar a escolher diferente.Com o exercício de
“parar, respirar e pensar” que falamos acima, naturalmente você vai passar a escolher
alimentos que trazem energia, força, saúde e disposição porque é assim que você quer se
sentir, não é?

3. Abandone a “mentalidade de dietas”


Mas o que é uma “mentalidade de dietas”? É quando você acredita
que precisa estar em uma dieta para emagrecer e/ ou ser saudável,
que dieta e saúde são a mesma coisa. Quando você entra em uma
dieta, a comida passa a ser o centro da sua vida, você toma o
caminho do sacrifício, da restrição, da privação. Cada dia se
transforma numa luta contra a comida e o autocontrole - é uma
guerra diária com você mesmo. Existe forma pior de viver,
pensando e se preocupando com comida o tempo todo? Sentindo-
se ameaçado por um pote de sorvete ou uma lata de coca-cola?

A alimentação saudável e a prática de exercícios devem trazer satisfação, felicidade, bem-


estar e não sofrimento, culpa, aflição. Você já sabe que a mente é a chave para uma vida
mais saudável. Quando ela está satisfeita (sua alimentação primária está em equilíbrio e
está nutrindo você), o corpo para de pedir por comida. Quando você obtiver outras formas
de satisfação (alimentação primária), a comida não será mais um problema. Quando você
“fracassou” nas dietas que fez, talvez tenham dito que você não “teve compromisso” e
“força de vontade”, que “todo mundo consegue menos você”, que o fracasso é
conseqüência da sua “falta de disciplina”. Mas você não é uma pessoa autodestrutiva! Um
chocolate, um doce, uma sobremesa, um balde de pipoca disparam mecanismos
poderosos e primitivos do seu cérebro. Você não fracassou! Como toda dieta implica em
restrição, privação, você lutou contra seus desejos e jurou nunca mais comer nada disso!
Mas toda essa restrição fez você se sentir triste, sozinho, ansioso e... com fome... E já
vimos que toda restrição causa uma compulsão. Quando você para de se proibir, a
compulsão diminui.

48
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Cabe destacar que não estamos dizendo nesta aula que você pode ir para o lado oposto
da restrição, que pode comer tudo o que vê pela frente, que os chocolates, pizzas e
batatas-fritas estão totalmente liberados! O que estamos dizendo é que dieta e saúde são
coisas bastante diferentes e que existe o “caminho do meio”, do equilíbrio. Queremos dizer
que a restrição imposta pelas dietas interfere diretamente na nossa relação com a comida
- que deve ser uma relação saudável - ou seja, as escolhas alimentares devem ser feitas
com base no autocuidado, autoaceitação e amor próprio, em uma relação leve e feliz com
o seu corpo e não com base no medo de engordar, na “divisão” das comidas em permitidas
e proibidas, em gostosas e “sem graça”, no uso da comida como recompensa ou punição.

A dica aqui é começar a praticar o crowding out. Outra dica importante é continuar
aprendendo sempre. Vá além das listas de alimentos permitidos e a evitar e aprenda sobre
o funcionamento do nosso corpo: entenda a relação das bactérias com os intestinos, o
funcionamento do sistema imunológico, a composição dos alimentos, aprenda sobre
alimentos inflamatórios, colesterol, doenças autoimunes, neurotransmissores, óleos para
cozinhar, leites vegetais, a importância do sol. Parece difícil? Complicado? Indicamos ao
final desta aula alguns livros e sites de leitura leve e agradável para que você tenha
informação atualizada e de qualidade.

4. Mude suas crenças


Se você tem pensamentos como “Eu não consigo emagrecer.”, “Eu
preciso de chocolate para ser feliz.”, “Eu preciso ser magro para
gostarem de mim”, “Queria ter o corpo da Angelina Jolie.”, “Meus pais
são hipertensos, então eu serei também,” e outros do tipo, você
precisa parar agora e refletir sobre eles. Esse tipo de pensamento é
altamente destrutivo e interefe na sua relação saudável e equilibrada
com o seu corpo, sua alimentação e sua saúde e, consequentemente,
impacta diretamente no seu bem-estar, qualidade de vida e alta
performance.

49
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Pare e pergunte-se:
1. O que te fez pensar isso?
2. Alguém te disse isso?
3. Como você chegou a essa conclusão?
4. Isso é verdade?
5. Imagine que esse pensamento desapareceu para sempre. Como
você gostaria que fosse a sua vida a partir de agora?
6. O que você vai fazer primeiro? E depois?

“Saúde é uma jornada, não um destino.”


Joshua Rosenthal

Como falamos no início desta aula, você já sabe que é importante incluir mais frutas, legumes
e verduras na sua alimentação, beber mais água, diminuir (e até eliminar) o consumo de
refrigerantes, açúcar, de alimentos industrializados e processados, praticar atividades físicas,
dormir bem.

Esse conhecimento você já tem! Então, a partir de agora, comece a colocar em prática as
dicas acima, que irão te ajudar a “virar a chave” para que você consiga realizar as ações de
melhoria que você definiu nos exercícios desta aula.

Não deixe de colocar tudo no Trello ou em outra ferramenta de gestão do tempo que você
tenha escolhido. O importante é que tudo esteja “bem amarrado” no seu planejamento para
que você não acabe comendo “qualquer coisa” só para não parar o trabalho, comendo o que
quiser na hora que quiser, “assaltando a geladeira a todo momento,” pulando suas refeições,
comendo “pendurado” no telefone ou na frente do seu computador.

Com o tempo, você vai aprendendo a criar um planejamento, uma rotina que te ajude semana
após semana a aumentar a sua motivação, clareza, energia e alegria em todas as áreas da
sua vida, alcançando a alta performance com equilíbrio e, assim, obtendo qualidade de vida
ao trabalhar no modelo de trabalho remoto.

50
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

Para quem quiser se atualizar ou se aprofundar quanto ao funcionamento


do nosso corpo, sugerimos as seguintes leituras:

E o seguinte site:
http://karenschlosser.com.br/

51
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 8 - BOAS PRÁTICAS PARA O TRABALHO REMOTO

Como já vimos nas aulas anteriores, alguns dos maiores benefícios do trabalho remoto
são a flexibilidade de horários, maior proximidade com a família, redução do estresse
decorrente do trânsito, maior qualidade de vida e possibilidade de uma alimentação
mais saudável. Porém, para que esse modelo de trabalho dê certo e você não acabe
trabalhando em excesso e não tenha interferências de assuntos domésticos (já falamos sobre
planejamento e organização do tempo na aula 6), são necessários alguns cuidados e o
desenvolvimento e/ ou aperfeiçoamento de certas características, tais como foco, autonomia,
habilidade de planejamento do tempo e visão integrada do trabalho.

Então, agora que você já sabe como planejar e


organizar o seu tempo para realizar as suas
atividades de trabalho em harmonia com a sua vida
pessoal (conforme vimos na aula 6), é importante ter
em mente algumas atitudes que vão potencializar
seus resultados:

1. Escolha um espaço para trabalhar:


Ter um ambiente adequado para o trabalho remoto
contribui para a redução das distrações, evita visitas
inesperadas e, principalmente, faz com que a sua
mente separe trabalho e vida pessoal. Seu
computador e sua cadeira devem estar na altura
adequada para que você não sinta dores nas costas,
pescoço e pulsos.

Conforme já vimos na aula 5, escolha um lugar silencioso e, de preferência, mais isolado.

2. Organize seu espaço de trabalho:


Sua mesa de trabalho está organizada? Manter o ambiente de
trabalho organizado ajuda a realizar atividades rápidas e que

52
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

exigem urgência, como localizar rapidamente aquele número


de telefone que você precisa e aquela nota que você tem que
enviar imediatamente. Quando você sabe onde estão as
coisas de que precisa, não perde tempo procurando
objetos, e-mails ou documentos que podem estar perdidos
no meio da desorganização. Que tal destinar um lugar para
aqueles itens que esquecemos por aí com mais facilidade,
como chaves, óculos e celular?

3. Tenha foco:
Com tanta coisa para ser feita, às vezes queremos fazer
várias atividades ao mesmo tempo. Mas o problema é
que isso pode fazer com que você não conclua
nenhuma. Faça uma de cada vez. Não é melhor
finalizar três atividades do que ter cinco incompletas?
Você já se pegou conversando ao telefone e lendo um
e-mail ao mesmo tempo ou enviando mensagens
durante uma reunião? Ao fazer isso, você alterna a
sua atenção de uma coisa para outra e essa rápida
transição faz com que seu cérebro atinja um nível
de fadiga muito antes do que se você estivesse
focado em uma coisa de cada vez. Uma dica para
focar totalmente em uma atividade é entrar no “estado
de flow”. Mas o que significa “entrar no flow”? É
experimentar o grau máximo de concentração, quando
toda a energia está voltada para a realização de
determinada atividade.

53
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

4. Evite distrações:
Cada parada impacta diretamente na sua concentração. E leva
algum tempo para que você consiga retomar a atenção. Em
casa é muito mais fácil se distrair com os estímulos do ambiente,
como redes sociais, televisão, videogames, filmes na TV, vídeos
de shows ou seus seriados favoritos, o que prejudica a agilidade
na realização das atividades. Por isso é importante que você
reserve um espaço específico na sua casa para a realização do
trabalho remoto. Lembre-se também das tarefas de ocupação
obrigatórias e dispensáveis que vimos na aula 6 e defina quais
são importantes para você.

5. Cuidado com a procrastinação:


“Vou só tomar um café e começo.”, “Vou apenas dar
uma olhada nas redes sociais antes de começar.”.
Você já se pegou falando ou pensando frases como
essas? A maior inimiga da produtividade é a
procrastinação, pois você adia as coisas, demora
a concluir as atividades, “enrola” com o seu
planejamento. Temos uma tendência para
procrastinar, especialmente com atividades que
demandam mais esforço ou tempo para serem
realizadas. Com a procrastinação, as pessoas
deixam para realizar as atividades quando o tempo
já está acabando, o que é muito prejudicial para o
rendimento do trabalho, já que um trabalho feito com
calma apresenta mais qualidade do que o feito “às
pressas”. Se você notar que está agindo assim com
frequência, busque entender porquê você está
adiando a conclusão de algumas tarefas.

54
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

6. Trabalhe em equipe:
Trabalhar no modelo de trabalho remoto não significa se
isolar da sua equipe! Aproveite as formas digitais de
interação e conecte-se com os seus colegas de trabalho.
Que tal uma parada para o “cafezinho virtual” por meio de
chamadas de vídeo? Vocês podem conversar sobre o
trabalho ou não! O importante é que você cultive o
relacionamento com a sua equipe.

7. Cuide da sua saúde e alimentação:


Já falamos sobre esse assunto na aula 7, mas é
importante destacar aqui o que parece óbvio: quanto
mais saudável você estiver, mais energia e
disposição terá para concretizar o seu
planejamento. Muitas pessoas acabam aproveitando
que estão em casa para pular as refeições. Não faça
isso! Se for preciso, coloque um alarme no seu celular
para alertar sobre o momento de parar para cuidar da
sua alimentação!

8. Faça pequenas pausas durante o trabalho:


Quando estamos cansados, o corpo e a mente
funcionam de forma mais lenta. Assim, para aumentar
o seu rendimento é importante que você faça
pequenos intervalos para relaxar. Ao adotar hábitos
como relaxar por 10 minutos a cada 90 de trabalho,
será mais fácil respeitar os prazos, trabalhar com mais
disposição e aumentar a sua produtividade, já que uma
mente descansada produz em menos tempo e com
mais qualidade. Que tal aproveitar esses dez minutos
para meditar, beber água ou chá, conversar
rapidamente com alguém, praticar um exercício de
relaxamento, tomar um banho quente, ouvir uma
música? Ao voltar para a sua mesa, o seu trabalho vai
fluir melhor! Experimente essas dicas e crie também a
sua própria lista de ações de relaxamento!

55
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

10. Supere-se!
Avalie periodicamente o seu rendimento no
trabalho e veja os pontos que podem ser
melhorados. Avalie também se você está
conseguindo colocar a sua agenda em prática
para identificar o que é possível fazer para se
tornar ainda mais produtivo. Reveja na aula 6 o
item “turbine o seu planejamento”.

9. Busque aprendizagem contínua:


Procure sempre estar atualizado, desenvolver e
aperfeiçoar as suas competências por meio de cursos
e leituras. Explore os sites da sua área! Às vezes
gastamos muito tempo na resolução de problemas de
trabalho que poderiam ser mais facilmente resolvidos com
mais conhecimento sobre o assunto.

Para maiores informações sobre as oportunidades de


capacitação oferecidas pela ANAC, clique aqui.

11. Descarregue suas ideias:


Quando tiver ideias ou lembrar de novas tarefas, anote
tudo. Por isso tenha a mão um caderno para essa
finalidade. Ao tirar tudo da cabeça e colocar no papel,
além de não sobrecarregar o seu cérebro, você
consegue pensar de forma mais objetiva e tomar as
melhores decisões.

56
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

12. Se você tem filhos, estabeleça limites!


Apesar de ficar mais perto das crianças com o trabalho remoto, você não vai conseguir
se concentrar com elas brincando dentro do espaço que você escolheu para essa
finalidade. Então é preciso estabelecer limites e combinar regras com a família,
explicando que todos ganham com essa mudança, mas que a sua presença em casa não
significa disponibilidade para brincar a todo momento! Aqui a dica é explicar que o “escritório
em casa” deve funcionar da mesma forma que longe de casa, que é como se você não
estivesse por perto. Envolva as crianças nessa causa mostrando que vai precisar
muito da ajuda delas.

Combine com elas algumas regras curtas e simples, como os horários e situações quando
é permitido ou não interromper. Por exemplo, caso você esteja ao telefone, é proibido
chamarem por você. Aproveite a sinalização que preparamos para você pendurar na porta
do seu escritório indicando que não pode ser incomodado naquele momento ou peça aos
seus filhos que criem e desenhem para envolvê-los ainda mais nessa “causa”.
Não abra exceções das regras a todo o momento! As crianças ficarão confusas sobre
quando as regras estão valendo ou não.

Caso as crianças sejam muito pequenas, essas regras podem não funcionar tão bem.
Nesse caso, vale ser flexível e compreensivo, adotar as regras de forma gradual e contar
com a ajuda de alguém para cuidar delas nos momentos de trabalho remoto.

Colocar em prática essas atitudes vai facilitar a sua


vida no novo modelo de trabalho remoto e contribuir
para que você alcance a alta performance na sua vida
pessoal e profissional.

Clique na página do curso em “Dicas para o servidor”

57
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 2 – Servidor

AULA 9 - COMO FUNCIONA O DESLIGAMENTO DO PROGRAMA


O servidor poderá ser desligado do Programa de Melhoria de Desempenho a pedido,
mediante comunicação, ou de ofício, por interesse da Administração, independente de
instauração de processo administrativo, não configurando, por si só, presunção ou indício de
infração disciplinar e será precedido de notificação, por escrito.
O servidor será desligado do programa no caso de ocorrências descritas no PEDM e nos
casos abaixo:

O servidor continuará em regular exercício das atividades no PMD até que seja
notificado do ato de desligamento e que efetivamente retome o controle de frequência,
no prazo de até 30 (trinta dias), conforme concedido na notificação.

58
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC

MÓDULO 3 – COORDENADOR

Ao final deste módulo, você deverá ser capaz de:

 Identificar as responsabilidades do Gestor/Coordenador de Projeto;

 Identificar os métodos de acompanhamento e controle.

 Identificar princípios e recomendações relacionados à avaliação e à crítica


Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

AULA 1 – RESPONSABILIDADES DO COORDENADOR

Assim como os servidores, os coordenadores do PEMD também possuem responsabilidades


e compromisso com o programa. Cabe ao coordenador selecionar os servidores, a partir da
avaliação de compatibilidade entre o perfil adequado previsto e o perfil dos servidores
interessados, assim como solicitar ao titular da Unidade Organizacional a inclusão e exclusão
de servidor. Seguem abaixo as demais responsabilidades:

60
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

61
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

AULA 2 - GESTÃO A DISTÂNCIA: ACOMPANHAMENTO E CONTROLE

Resolva os problemas assim que eles surgirem. Por estar fora do ambiente corporativo e sem
acesso as conversas internas, o servidor pode perder a noção do dimensionamento de um
problema. Cabe aos titulares de unidades organizacionais e coordenadores garantir a
comunicação e passar informações relevantes para a realização da atividade.

Para auxiliar na gestão a distância seguem outras dicas:

62
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

AULA 3 - AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Uma das premissas a serem observadas na proposição do PEMD é o alinhamento das


metas estipuladas às metas individuais dos servidores, conforme sistemática de avaliação de
desempenho adotada na ANAC. Para isto, é indispensável constar no plano específico o
cronograma de reuniões para avaliação de desempenho e eventual revisão ou ajustes das
metas, se necessários.

A avaliação de desempenho sempre será um processo subjetivo para o avaliador. Em


se tratando de avaliação de um servidor trabalhando remotamente essa tarefa pode vir a se
complicar. Não é fácil se desprover de todas as simpatias ou antipatias para avaliar
corretamente uma pessoa e nem da idealização do que seria o correto. Porém, tomar
consciência dos problemas mais comuns pode reduzir os erros e tornar o processo mais justo
e transparente. E sempre visando uma orientação para uma ação futura. Indicamos abaixo
alguns erros cometidos pelo avaliador. Conhecê-los pode indicar ao gestor quais são as suas
habilidades a serem desenvolvidas, mitigando assim suas possíveis falhas de avaliação.

ERROS DE AVALIAÇÃO

Efeito de Halo/Horn

É a tendência em estender uma avaliação positiva (efeito de Halo) ou negativa (efeito de Horn)
de uma pessoa para todos os itens da avaliação, sem fazer uma análise adequada de cada
um dos fatores separadamente. Se ele é bom em algo, automaticamente torna-se bom em
tudo. Ou o contrário. Compara-se a uma pedra jogada no lago, formando ondas. Uma
observação se amplia, levando todas as outras no mesmo “halo”.

63
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

Tendência Central

Por medo ou insegurança, o avaliador deixa de atribuir notas muito baixas para não prejudicar
o avaliado; ou muito altas, para não ter que justificá-las no futuro. Ocorre, muitas vezes, com
aqueles avaliadores que são muito populares, ou têm em seus colegas de trabalho uma
amizade além escritório. Então, atribui sempre notas na média.

Efeito de recenticidade/recência

Costuma-se destacar na memória do avaliador apenas os fatos mais recentes, mais vivos na
memória. Dificilmente consegue-se lembrar de tudo que aconteceu num período de um ou
dois anos. Nesse caso, seria importante adotar a prática de realizar anotações frequentes.
Pode-se também se prender a um fato recente que ocorreu com o avaliado (positivo e
negativo) e basear-se nele, comentendo o erro de “halo/horn”.

64
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

Erro contrastante (Complacência ou Leniência / Severidade ou Rigor excessivo)

Por vezes, cada avaliador adota o seu próprio padrão de desempenho. Isso faz com que
alguns pareçam muitos complacentes, enquanto outros seriam rigorosos demais. Além disso,
temos em nossa cabeça, aquilo que achamos ser ideal para uma atividade. Definir
conjuntamente um padrão de desempenho é essencial para reduzir essas características
pessoais. Esse erro também pode incorrer quando o avaliado é um afeto ou um desafeto. O
avaliador fica condicionado ao sentimento nutrido pelo avaliado.

Erro de "primeira impressão"

Sabe aquela estória de que "a primeira impressão é a que fica"? Isso também acontece na
avaliação de desempenho. Nesse caso, o avaliador tem que tentar se concentrar no período
atual, e não em avaliações passadas, muitas vezes realizadas por outro avaliador. As pessoas
mudam e merecem obter o crédito por seu desenvolvimento profissional no período avaliado.

65
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

Erro de semelhança (auto-identificação ou similaridade)

O avaliador costuma ser mais favorável àqueles que se parecem consigo mesmo, seja pelas
características profissionais, pelos interesses pessoais, pela formação na mesma faculdade
ou por pertencer ao mesmo grupo social.

Erro de fadiga / rotina

Depois de preencher o 152º. questionário, ninguém consegue mais distinguir as diferenças


entre as pessoas. Não se deve preencher uma avaliação atrás da outra. Caso o avaliador
esteja cansado, estressado, com necessidades básicas não atendidas, não deve avaliar
naquele momento. Deve procurar um momento de tranquilidade para fazê-lo.

66
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

Incompreensão do significado dos fatores de avaliação

Se os fatores de avaliação não estiverem claramente definidos, poderá ocorrer erros de


interpretação e ocasionar distorções nos resultados. Para alguns, ser pontual é estar no posto
de trabalho exatamente no horário determinado. Para outros, cinco minutos de atraso não
seria motivo de uma avaliação negativa. Distinguir o que é "atraso", por exemplo, seria um
processo essencial para tornar tal item bem definido para todos.

67
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

68
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

AULA 4 – FEEDBACK

Conforme vimos anteriormente, os coordenadores e titulares de unidades organizacionais


precisam propiciar uma comunicação efetiva, se preocupando com a mensagem e a forma
como ela é percebida pela outra pessoa.

Numa avaliação, o feedback é o instrumento que o avaliador tem de propiciar ao avaliado para
avançar, crescer, se motivar a aprender mais, a melhorar sua performance e a forma de
recepção varia de pessoa para pessoa.

Na nossa cultura, o erro é erroneamente rechaçado. Porém, esse conceito deve ser
veementemente combatido. O erro, o fracasso, o baixo desempenho gera um feedback
precioso que deve ser encarado como resultado. Ao avaliar o seu desempenho, você
descobre os resultados de suas ações podendo traçar novos caminhos ou percorrer os já
comprovadamente de sucesso.

Dando e Recebendo Feedback Construtivo

Durante toda a capacitação, o feedback deve ocorrer com confiabilidade, cumplicidade e


assertividade. Dar e receber feedback é uma das habilidades mais importantes de um gestor.

69
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

A avaliação não se restringe apenas aos instrumentos escolhidos, quando a capacitação se


trata de desenvolvimento de competências para o trabalho.

Abaixo seguem algumas dicas para que o feedback seja eficaz:

• Ouça antes de falar. Em geral, numa autoavaliação a pessoa tende a expor seus
pontos negativos primeiro, o que já facilita para você na hora de avalia-lo.

• Sugira ao invés de criticar. A avaliação de um adulto remete à sua própria


autonomia e responsabilidade por seus atos. Deste modo, substitua termos como
“você foi...” por “que tal se você tentasse”.

• Seja positivo e levante o moral do avaliado sempre que necessário. Numa


relação de confiança, a positividade reafirma o desejo mútuo de avaliador e avaliado
de melhorias possíveis.

• Fale sobre ações, não sobre a pessoa. A avaliação é um retrato de um momento


e não determina a característica de uma pessoa. Ela pode ter sido desatenta numa
ação, o que não significa que é irresponsável.

• Não seja prolixo. Não se estenda no tópico avaliado e nem dê lições de moral.
Seja objetivo e claro quanto ao comportamento praticado e o esperado.

• Use “e” em lugar do “mas”. O uso do mas rompe a linha de pensamento e dá a


entender de que tudo que veio antes dele não é bom, importando apenas o que virá
depois. O uso do “e” dá noção de complementaridade. Somos humanos que temos
qualidades e defeitos, o que não nos faz pior de um em função do outro.

• Não ressalte a própria competência. Não se utilize como exemplo. Você já está
numa situação de autoridade e ressaltar a sua própria competência pode fechar o
canal de comunicação do avaliado e por o processo a perder.

• Devo compreender que as pessoas fazem o melhor que podem fazer. Nunca
sugira que o outro não se esforçou. Pode ser que o melhor que ele pode fazer não
foi suficiente, porém não o diminua.

• E sempre diga a verdade. Seja assertivo, objetivo e não esconda fatos que podem
ajudar à melhoria do avaliado.

70
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

• Todo o meu corpo comunica. Seja sempre sincero. As nossas ações, expressões
faciais, gestos e posturas podem revelar o que de fato estamos pensando.

• Dizer tudo e dizer nada são igualmente nocivos. Não utilize extremos, nem
termos absolutos do tipo sempre, nunca, todo, etc.

• Não interrompa a outra pessoa. Deixe a pessoa completar o seu pensamento,


mesmo que seja lenta, ou tenha dificuldades em se expressar. Não tente completar
suas frases e nem interrompa pois gera irritação e não tem resultado produtivo.

• Devo buscar conhecer o que em minha comunicação gerou a reação.


Considerando que como facilitadores somos responsáveis em 100% da nossa
comunicação, precisamos nos atentar às reações do avaliado, para num caso
negativo, tomar as medidas corretivas, antes que se perca a chance do diálogo.

• Quando insisto que vejam as coisas a minha maneira, ou que estou certo,
perco tempo e me desgasto. A finalidade do feedback é a possibilidade de
melhoria. Se o avaliado está reativo, ou discorda de você, não tente insistir na sua
visão. O melhor é deixar passar o tempo e em tempo posterior reaver a conversa.

Método Sanduíche

O método sanduíche pode ser bastante eficaz no


feedback. Ele consiste em 3 passos a saber:

• Como base do pão, após o avaliado fazer uma


autoavaliação de seu desempenho, cite os seus
pontos positivos. O elogie e destaque o que ele tem
de melhor;

• Servindo de recheio, pontue quais as


possibilidades de melhoria que você identificou em
sua avaliação;

71
Curso Programa de Melhoria de Desempenho na ANAC
Módulo 3 – Coordenador

RESUMO

Bem, chegamos ao final do curso e esperamos que você tenha compreendido a


importância de todos os temas abordados. Ao iniciarmos os estudos, vimos como surgiu o
trabalho remoto e seus benefícios tanto para o servidor quanto para a organização. Vimos
também como participar do programa, suas regras, o controle e a infraestrutura necessária
para o bom desempenho do programa. Conhecemos ainda os direitos e deveres do servidor
e da organização, bem como as vantagens e desvantagens do trabalho remoto. Ao longo dos
estudos, reconhecemos sua importância para a organização e a busca da qualidade de de
vida no trabalho. Também vimos, como o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional interfere
na eficácia do programa e sua contribuição para o bem-estar do servidor.

Por fim, conhecemos as responsabilidades dos gestores e do coordenador do projeto,


tais como: coordenar, controlar e avaliar as atividades relacionadas ao trabalho remoto,
visando aumentar a percepção de Qualidade de Vida no Trabalho dos servidores da Agência
e aumentar a produtividade, a especialização e a qualidade das atividades executadas.

Até o próximo curso!

72