Você está na página 1de 4

www.oficinadeviolao.com.

br
Abril / 2013
Profº Ulisses Higino - 3039 6539

Primeira Apresentação de 2013 da Orquestra de Violões Oficina

01 - ACALANTO ( Ullisses Higino )

2
12 12 13 13

12 12 15 45 ... 44 ... 42 ... 40 ...

12 12 13 13

12 12 10

TU QUE GOVERNA ( Ulisses Higino ) - -

G G C D7 G
Veja o brilho no olhar de uma ave, urso ou leão Alma que pulsa, vida, luz !

G C D7 G G
Veja o brilho no olhar de um mendigo e um nobre Rei Alma que pulsa, vida, luz !

Am D7 G Em Am
Porque será tão difícil encontrar No simples brilho de cada olhar

D7 G G Am D7 G
A mesma vida que habita em ti ? Porque será tão difícil enxergar

Em Am D7 G G G
Quão e cruel maltratar este olhar ? Sendo esta vida, a que habita em ti !
Fl.02
JOHNNY B. GOODE ( Cidade Negra )

Lá no meio da baixada um negro do Brasil ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Olhando pela lage para o céu que se abriu ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Vivia no barraco que seu pai lhe deu ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Essa era a vida do Johnny be Goode ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

O que ele aprendeu, ele aprendeu com a vida ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

E tocava sua guitarra como ninguém ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD TONIGHT, YEAH ! )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD TONIGHT, YEAH ! )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD )

Carregava sua guitarra como um filho seu ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Animava a multidão no balanço do trem ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Até o maquinista se movia também ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Ali todos sabiam que nascia um rei ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

E lá na área o comentário era geral ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

Que o Johnny vai brilhar além dos trilhos do trem ( TCHURU TCHU.... TCHURU TCHU... )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD TONIGHT, YEAH ! )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD TONIGHT, YEAH ! )

If you go ( GO JOHNNY JOHNNY BE GOOD )


Fl.03
PEQUENO GESTO ( Ulisses Higino ) *

A E A* E A
O Amor é puro, ama o grão na terra, à beira do caminho Dele surge a meiga Flor

E A* E A E
E ela atrai a si o olhar do céu E vem de lá razante o anjo em luz

A* E A E
Nela pousa um Beijo-passarinho ! E vem de lá, razante um Beija-Flor

A* E A E A*
Nela pousa um cheiro, um carinho ! Homem vê a bela cena Invade-lhe a Alma, inspiração

E A E A*
Faz poema aos quatro ventos Semeando o amor pela canção

E A
Segue em toda direção Vai pelo mundo !

Mil olhares sobre a Terra Se enternecem na candura Simples versos de carinho

Chama a incendiar o peito Os movendo à mais pura Aventura de amar

Toda vida no caminho Terra, fogo, água e ar !

Mil olhares sobre a Terra Se enternecem na candura Simples versos de carinho

Chama a incendiar o peito Os movendo a mais pura Aventura de amar

Dar de si pelo caminho Luz a toda criatura ! A E A* E

A E A* E A
O Amor é puro, ama o grão na terra, à beira do caminho Dele surge a meiga Flor

E A* E A E
E ela atrai a si o olhar do céu E vem de lá razante o anjo em luz

A* E A E
Nela pousa um Beijo-passarinho ! E vem de lá, razante um Beija-Flor

A* E A
Nela pousa um cheiro, um carinho !

SIMPLES GRÃO NELE O AMOR, SE AGIGANTOU

MAS O FEZ SEM INTENÇÃO FEITO O SOL, SOMENTE AMOU

AAMOOOU AAMOOOU AAMOOOU BRILHOU !


Fl.04
SAIBAM AMAR ( Ulisses Higino ) - -

C G C G
Veraneio sobre o mar de abril Vejo as encostas e florestas Terras do meu Brasil

C G C G
Navegando meu olhar feliz N'Alma que brilha, em verdes cores Aquarela Brasil

C G Am G C
Sentir o balancê O doce navegar Bailando meu olhar Sobre a natura-sul

G Am G
Surfando no azul O meu sorriso Sol Na prancha coração Sinto-me um Rei !

C G C
Saibam amar, águas da vida Lixo que jogam nas praias poluem o mar

G C
Saibam amar, vidas marinhas Gestos insanos machucam os seres de lá

G C
Saibam amar, flora querida Vidas que pulsam nas veias vieram de lá

G C C
Saibam amar quem lhes dá vida Leito Mãe-Terra que abriga a vida que há !

CANTAR OS TRECHOS EM NEGRITO :

Veraneio sobre o mar de abril ( VEJO AS ENCOSTAS E FLORESTAS, TERRAS DO MEU BRASIL )

Navegando meu olhar feliz ( N'ALMA QUE BRILHA EM VERDES CORES, AQUARELA
AquarelaBRASIL
Brasil )

Sentir o balancê O doce navegar Bailando meu olhar Sobre a natura-sul

Surfando no azul O meu sorriso Sol Na prancha coração Sinto-me um Rei !

( SAIBAM AMAR, ÁGUAS DA VIDA ) Lixo que jogam nas praias poluem o mar

( SAIBAM AMAR, VIDAS MARINHAS ) Gestos insanos machucam os seres de lá

( SAIBAM AMAR, FLORA QUERIDA ) Vidas que pulsam nas veias vieram de lá

( SAIBAM AMAR QUEM LHES DÁ VIDA ) Leito Mãe-Terra que abriga a vida que há !