Você está na página 1de 4

Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP

Disciplina: Prática Supervisionada em Diagnóstico Institucional


Estagiários: Bruno de Oliveira Thomazini RGM 139108-9
Tatiana Ap. Doll Pires RGM 136569-0
Instituição: Casa de Repouso Meu Lar Contato: (11) 3360-5662
Tutor: Adryel Rocha Cargo: Gerente
Supervisora: Profª. Célia Regina da Silva Rocha
Data da visita: 23/05/2019 – Quinta-feira – Horário: 17h às 19h

DEVOLUTIVA

O presente trabalho tem como objetivo apresentar e ressaltar alguns aspectos


observados e analisados no decorrer do estágio prático supervisionado em
Diagnóstico Institucional, realizado na Instituição Casa de Repouso Meu Lar,
localizada na Rua Nagib Izar, 314, Jardim Anália Franco, São Paulo, CEP: 03337-
070, no período de 14 de março de 2019 a 23 de maio de 2019. Foram realizadas
entrevistas semidirigidas com os funcionários da instituição, a fim de obter o máximo
de dados institucionais, para uma melhor compreensão da demanda em relação a
dinâmica da equipe no ambiente institucional em questão.
A partir dos dados analisados, foi possível perceber como as relações
interpessoais se estabelecem entre os sujeitos na instituição, com a finalidade de
refletir sobre as melhores formas de ação, para que o manejo da equipe com os
usuários da Casa de longa permanência possa ser aprimorado, assim como a
própria relação entre esses profissionais. Dessa maneira, será importante frisar a
necessidade de construir espaços, onde reuniões organizadas com a equipe possa
solidificar tais relações, principalmente, no que se observou nos conflitos frequentes
entre os turnos diurno e noturno.
Nesse sentido, destacam-se os aspectos positivos, como a boa comunicação
entre a equipe, o amplo preparo técnico e habilidoso nos cuidados com os idosos,
assim como a dinâmica dos vínculos afetivos entre a equipe, os próprios
funcionários e os familiares, que de modo geral está bem estruturado. No entanto,
dos aspectos negativos, destacam-se a sobrecarga de atividades nos dias de folga
para os técnicos de enfermagem, em que apenas um deles fica responsável pela
instituição, assim como o horário da troca de turno que, em alguns casos, impede
que o funcionário possa realizar cursos de especialização e aprimoramento na
Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP
Colocar o endereço do NEAP
neap@cruzeirodosul.edu.brwww.cruzeirodosul.edu.br
Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP
mesma área e função. Também será importante ressaltar aqui, possíveis acidentes
de trabalho em período noturno, que por vezes, não podem ser acompanhados com
suporte da gestão.
A partir de uma análise construtiva em relação a melhorias nas relações entre
a equipe, sugere-se que a gestão possa repensar o horário de trabalho dos
funcionários, com a possibilidade de alterar a troca de turno de 8h para às 7h ou 6h,
conforme fosse cabível aos funcionários realizar os estudos de especialização e
aprimoramento técnico.
Assim como também sugere-se que os prezados gestores possam articular
medidas de suporte e comunicação externos ao horário em que trabalham,
reforçando assim o auxílio emergencial quando esse for necessário, no caso de
possíveis acidentes e óbitos fora do horário comercial. Também, sobre a
comunicação, seria interessante refletir sobre a composição de algum material que
pudesse oferecer informações e esclarecimentos à respeito das regras alimentares e
cuidados técnicos necessários, visando a saúde do usuário, afim de desmistificar e
ampliar a comunicação no primeiro contato com os familiares responsáveis, pois foi
possível observar a dificuldade que alguns deles apresentam em compreender e se
conscientizar sobre do processo de envelhecimento.
Por fim, espera-se que as atividades extras que visam momentos de lazer
possam ser discutidas frente a equipe, uma vez que a gestão traz essa questão
como um aspecto necessário para o aprimoramento das relações com os idosos.
Pois, por meio dos dados obtidos, observou-se que tais atividades extras já foram e
são aplicadas em oportunos momentos de lazer, quando os funcionários estão com
tempo disponível para tais tarefas recreativas.
Parar tanto, utilizamos o aporte teórico da obra de Bleger (1984) que versa
sobre os aspectos institucionais que estabelecem e se relacionam com a dinâmica
de grupo, assim como a coexistência de como essa dinâmica é representada pelo
todo observado analiticamente. Também foi utilizado aporte teórico da obra Guirado
(2009) que versa sobre Psicologia Institucional, entre outros autores que ressaltam
tais relações voltadas para ambientes e instituições de longa permanência como a
Casa de Repouso Meu Lar.

Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP


Colocar o endereço do NEAP
neap@cruzeirodosul.edu.brwww.cruzeirodosul.edu.br
Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP
REFERÊNCIAS

ALVES-SILVA, Denise, Júnia; SCORSOLINI-COMIN, Fabio; SANTOS, Idosos em


instituições de longa permanência: desenvolvimento, condições de vida e
saúde. Psicol. Reflex. Crit. Porto Alegre, 2013.

ASSIS, L; POLLO, S. H.; Instituições de longa permanência para idosos – ILPIs:


desafios e alternativas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 2008.
Disponível em: http://www.unati.uerj.br/tse/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-
98232008000100004&lng=pt&nrm=iso

BERSTEIN, M. Contribuições de Pichón-Rivière à psicologia de grupo. In: OSÓRIO,


L. C. (Org.) Grupoterapia hoje. Porto Alegre: Artmed, 1989.

BLEGER, José. Psico-higiene e Psicologia Institucional. Porto Alegre: Artmed,


1984.

BRINK, T. L. Psicoterapia geriátrica. Rio de Janeiro: Imago. 1983.

Conselho Federal de Psicologia. Org. Envelhecimento e Subjetividade: desafios


para uma cultura de compromisso social. São Paulo, 2009.
Disponível em: https://site.cfp.org.br/wpcontent/uploads/2009/05/livro

CREUTZBERG, M.; GONÇALVES, L. H. K.; SOBOTTKA, E. A. A Sobrevivência


econômica de instituições de longa permanência para idosos empobrecidos.
Revista Latino Americana: 2007.

FRAGOSO, V. Humanização dos cuidados a prestar ao idoso


institucionalizado. Revista IGT na rede: 2008.
Disponível em: http://www.igt.psc.br/ojs/viewarticle.php?id=178&layout=html

FREITAS, et al. Idosos e família: asilo ou casa. O portal dos psicólogos, 2006.
Disponível em: http://www.adfa-portugal.com/livros/A0281.pdf

GUIDETTI, A. A.; PEREIRA, A. S. A importância da comunicação na socialização


dos idosos. Revista de educação, 2008.
Disponível em: http://www.sare.unianhanguera.edu.br/index.php

GUIRADO, Marlene. Psicologia Institucional: O exercício da Psicologia como


instituição. São Paulo, USP, 2009.
Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP
Colocar o endereço do NEAP
neap@cruzeirodosul.edu.brwww.cruzeirodosul.edu.br
Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP
Disponível em: https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/viewFile/9447/11377

SCHERMERHORN, et al. Mudança e Estresse: fundamentos do comportamento


organizacional. Porto Alegre: Bockman, 1999.

YAMAMOTO, A.; DIOGO, M. J. D. Os idosos e as instituições asilares do


município de Campinas. Revista Latino Americana de Enfermagem, 2002.
Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid

_______________________________ _______________________________
Estagiário: Bruno O. Thomazini Estagiária: Tatiana Ap. Doll Pires

________________________________________
Tutor: Adryel Rocha

______/_______/________

Núcleo de Estudo e Atendimento Psicológico - NEAP


Colocar o endereço do NEAP
neap@cruzeirodosul.edu.brwww.cruzeirodosul.edu.br