Você está na página 1de 13

Edgar Willems

Artur Machado e Luiza Magalhães Mesquita


Biografia
● Nasceu em 1890 na Bélgica
● 1910 - Se inscreveu na Escola de Belas-Artes de Bruxelas,
● 1925 - Em Paris participa do curso de canto de Jaques-Dalcroze no Conservatório Genebra.
● Trabalha com Thérèse Soravia (solfejo e órgão), com William Montillet (harmonia) e
Jaques-Dalcroze (ritmo).
● 1928 - ministra um curso de filosofia da música.
● 1934 - teve suas primeiras publicações e conferências.
● 1956 - Oferece o primeiro curso introdutório de música para crianças, e um curso de pedagogia
musical para a formação de professores. Permanece até 1971
● Oito anos depois depois surge a primeira instituição adepta ao método Willems, Association
Internacionale des Professeurs de Musique, Méthode Edgar Willems.
● Edgar Willems faleceu em 18 de outubro de 1978.
“Para mostrar basta um dedo.
Para instruir é preciso o intelecto.
Para ensinar é preciso inteligência.
Para educar é necessário além de mais,
sensibilidade e acrescento, o Amor.”

WILLENS, Edgar. Guia didáctico para el maestro. Buenos Aires:


Ricordi, s.d.
Entrevista com
Carmen Mettig
Rocha
Carmen Mettig Rocha, é formada em
Pedagogia pela Universidade Católica
de Salvador e em Piano, Licenciatura
em Música e Teoria Musical pela
Universidade Federal da Bahia, além
de ser autora de livros em diversas
áreas da Educação Musical.

Ela também é a representante do


Método Willems no Brasil, chegando a
coordenar o Congresso Willems em
https://www.podomatic.com/podcasts/radiovida15/episodes/2013-04-12T11_57_4
0-07_00
2009.
Edgar Willems: el
despertar hacia la
música.
Luis Ponce de León Barranco,
professor do Real
Conservatório de Música de
Madrid.

https://canal.uned.es/video/5a6f2f57b1111f4e7f8b4a47
1. Teórica

A Proposta de Willens
2. prática
1. Proposta Teórica
A relação entre a audição e a natureza humana.

Ha
Me
Ri

rm
lo
tm

on
d
o

ia

ia
vida fisiológica vida afetiva vida material
Corpo FÍSICO AFETIVO MENTAL Espírito

Som SENSORIAL AFETIVO MUSICAL Arte


sensibilidade sensorial reação afetiva consciência auditiva

*Preparo auditivo antes do ensino no instrumento musical


“ Ouvir (Ouir) designa a função
sensorial, escutar (Écouter) a reação
emotiva que se segue ao impacto
sonoro exterior e entender (entendre)
se refere à tomada de consciência dos
sons que tocaram o ouvido, de forma
ativa e reflexiva.”

Parejo, Enny. Pedagogia em educação musical - edgar willems


p.97
INSTRUMENTOS:
2. Proposta Prática
1º Grau: 2º Grau:

• Para 3 e 4 anos. •Para 4 e 5 anos.


•São explorados os fenômenos musicais •Uso de canções.
como timbre, altura. •Início da elaboração da grafia dos
•Desenvolve sentido rítmico. conteúdos introduzidos no 1º grau.
•Uso dos movimentos corporais para •Uso dos movimentos corporais.
auxiliar nas novas descobertas.
•Uso de canções.
3º Grau: 4º Grau:

•Para 5 e 6 anos. •Para 7 e 8 anos.


•Uso de canções. •Uso de canções.
•Etapa do pré solfejo e da preparação para •Solfejo vivo;
o instrumento, passando aos poucos os •Improvisação, escalas e tonalidades.
conhecimentos já adquiridos para essas •Uso dos movimentos corporais.
áreas.
•Uso dos movimentos corporais.
atividades:
1. Flauta de Êmbolo
Registrar as variações altura e
duração.

2. Batidas e Improvisação
Contar a quantidade de batidas
Exercício de forte e fraca
Improvisação em cima do
exercício.

3. Desceu e Subiu!
Bibliografia:
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MUSICAL. Método Willems.
Disponível em:
<http://www.musicaiem.com.br/page.php?id=4>. Acesso
em: 28 out. 2019

INTERNATIONAL FEDERATION WILLEMS. History and


Pedagogy. Disponível em:
<http://fi-willems.org/history-and-pedagogy/>. Acesso
em: 28 out. 2019.

Simões, R. (1990). Biografia de Edgar Willems, Boletim


da Associação Portuguesa de Educação Musical, 66, 6-8.

Chapuis, J.(1990). Panorama pedagógico de educação


musical Willems: Da educação musical ao solfejo vivo,
66, 9-16.

Willems, E.(1990). As diferentes consciências na


Educação Musical. 66, 22-27.

PAREJO, Enny. Edgar Willems: um pioneiro da educação


musical. Pedagogias em educação musical. Curitiba:
Intersaberes, p. 89-123, 2012.