Você está na página 1de 25

O Mapa da

Mina para
uma Letra
Perfeita

7 Passos para Conquistar esse

Tesouro
Sobre a Autora

Oiii!! Espero que esteja tudo bem com você e que esse E-book seja muito
útil, desejo com ele que você conquiste a vaga dos seus sonhos, seja
através do ENEM, vestibular, concurso público, do exame da OAB, enfim,-
esse material foi preparado com muito carinho para ajudar você em
qualquer prova ou atividade escrita que você realizar.

Meu nome é Débora Franca, sou advogada, especialista em Processo Civil e


em Docência do Ensino Superior, sou professora de Língua Portuguesa e de
Artes Caligráficas, trabalhei em diversas escolas de Goiânia, tanto estaduais
quanto particulares com alunos de segunda fase do ensino fundamental,
ensino médio e em cursos preparatórios para vestibulares, ENEM e para
concursos públicos.

A partir da necessidade dos meus alunos, criei o método de Reconstrução


Gráfica que é um processo de reestruturação da escrita que já ajudou
centenas e centenas de pessoas a se apresentarem diante dos corretores
de redações e de provas escritas em geral, com elegância, legibilidade e
beleza, melhorando, assim, o desempenho de cada um deles no processo
seletivo almejado.

Se você quiser conhecer, ou fazer parte do meu programa de treinamento, é


só clicar no link abaixo.

https://cursosdeborafranca.com/
Sobre a Autora

A partir de agora, vou


compartilhar com você pontos
muitos importantes que
aprendi ao longo desses 20
anos de pesquisas, estudos,
dedicação e de descobertas.

Preciso adiantar que não existe


fórmula mágica aqui, mas um
método muito eficiente, fruto
de anos e anos de entrega
completa que aliado ao seu
esforço e dedicação
transformará o seu texto num
objeto precioso, apreciado e
muito valorizado.

Um pouco mais sobre o meu trabalho


Sumário
O Mapa da Mina para uma Letra Perfeita .......................... 5
Passo 1: Corrija sua Postura ................................................................... 9
Passo 2: Conheça e escolha o melhor instrumento de
escrita ...................................................................................................................... 11
Passo 3: Segure e posicione corretamente na lapiseira ou
caneta .................................................................................................................... 12
Passo 4: Se você é canhoto, escreva como canhoto ......... 15
Passo 5: Posicione o papel corretamente sobre a mesa... 17
Passo 6: Conecte uma letra na outra quando formar
palavras ............................................................................................................... 19
Passo 7: A Letra Perfeita ..................................................................... 20
Links Úteis ........................................................................................................ 24
O Mapa da Mina para
uma Letra Perfeita
Os passos a seguir não são opcionais, mas obrigatórios
para a aquisição de uma letra perfeita!!
Antes de iniciarmos, quero fazer um teste com você!! Imagine que você é um
corretor, ou corretora, de redações, qual é a primeira leitura que você faria da
pessoa que redigiu o texto abaixo?

O autor é criança, adolescente ou adulto? Homem ou mulher?


Estudou muito, pouco ou muito pouco? É uma pessoa culta, ou não?
Observe agora o segundo texto que foi redigido pela mesma pessoa três
meses depois:

O autor é criança, adolescente ou adulto? Homem ou mulher?


Estudou muito, pouco ou muito pouco? É uma pessoa culta, ou não?
Viu como a aparência muda tudo? Esse texto é de um rapaz, não sei ao certo
a idade dele, uns 27 mais ou menos. É engenheiro civil, extremamente culto,
estudioso dedicado, excelente em tudo o que faz, tanto que se apaixonou
pela escrita artística e já fez até convites de casamento.

O texto vai aonde você não pode ir e leva uma mensagem para o corretor ao
seu respeito, o pior é que nem sempre essa mensagem condiz com a
realidade!!

Canso de receber pessoas muito bem preparadas, cheias de conteúdo e


prontas para ocuparem suas vagas, mas que têm o sonho interrompido ou
adiado porque escreveram, mas ninguém conseguiu ler.

Adianta escrever se não vão conseguir ler? Imagina que você não sabe
chinês e alguém manda uma prova nesse idioma para você corrigir. Bem, é
por aí...
É como um advogado chegar de bermuda, chinelos e óculos de sol para
fazer uma sustentação oral num tribunal, nada contra os trajes, pelo
contrário, mas o artigo 58 do Estatuto da advocacia e da OAB aduz que,
dentre outras coisas, compete privativamente ao Conselho Seccional
estabelecer o tipo de roupa que o advogado deve usar no desempenho das
suas funções.

Da mesma forma, é o edital do seu processo seletivo que tem autoridade


para estabelecer a roupagem do seu texto, a estética textual.

É muito importante ter uma letra legível e elegante, isso, aliado a uma
estética textual perfeita, pode alavancar a sua colocação e classificação.

A caligrafia sempre foi importante! Embora tenha sido deixada de lado nas
últimas décadas, a maioria das provas decisivas em quase 100% dos
processos seletivos é escrita.

Por isso! Vamos em busca desse tesouro, eu estou aqui para guiar você
nesses primeiros passos para conquistar a letra perfeita!!
Passo 1: Corrija sua
Postura
Você sabe o que é ergonomia?

Simplificando bem a resposta, entendemos a ergonomia como o estudo da


relação que existe entre o ser humano e a forma que ele executa seu
trabalho, o objetivo é proporcionar conforto, a saúde e a segurança do
trabalhador.

Ao desempenhar uma função, temos que buscar posições confortáveis que


minimizem os danos causados por anos de esforços repetitivos.

As posturas inadequadas, que normalmente são provenientes de móveis


inapropriados para a execução da escrita, e os movimentos repetitivos são
alguns dos fatores que mais predispõem ao aparecimento das lesões por
esforço repetitivo, a famosa LER.
Passamos anos e anos da nossa vida
estudando e falhas na postura podem
resultar em danos irreversíveis se não
forem corrigidas a tempo.

O ambiente de estudo deve ser


arejado e com boa iluminação,
procure uma mesa se seja ideal para a
sua altura, nem alta, nem baixa, mas
com altura suficiente para que a
escrita seja executada com conforto.
O ideal é usar uma mesa com
inclinação, mais ou menos 7 cm, o
que vai oferecer mais conforto e
também vai permitir que a coluna
fique reta.
Passo 2: Conheça e
escolha o melhor
instrumento de
escrita
Você sabe para que serve aqueles risquinhos circulares na lapiseira?
Da ponta para o fundo da
lapiseira, o primeiro risco
circular marca até onde o seu
dedo pode chegar, segurar a
lapiseira muito perto da ponta
prata restringe o movimento
dos dedos, tornando a
execução da escrita mais
difícil e limitada, esse é um
dos fatorem que contribuem
para que a sua letra fique feia
e malformada.
Quem pega na lapiseira muito perto da ponta normalmente tem uma letra
muito pequena, além de cansar muito rápido, é aquela famosa história “eu
começo com uma letra até legível, mas quando chego à metade do texto, não
dá para ler mais nada.

Quanto mais perto do fundo da lapiseira o risco circular estiver, maior será a
extensão dos dedos, os movimentos serão mais longos e você alcançará
traços maiores, mas o ideal é segurar no primeiro e não descer os dedos, o
tamanho da letra ficará ótimo assim, nem pequena, nem grande.
Passo 3: Segure e
posicione
corretamente na
lapiseira ou
caneta
Você sabia que as penas que usamos para escrever hoje não são na
verdade penas?

A antiga pena de ganso, de cisne ou de pato que molhava o bico na tinta, e


precisava de um afiador para cortar em bico a ponta desgastada, deu lugar
à caneta de aparo, também chamada pena por ter de se mergulhar
frequentemente o bico do aparo no tinteiro. Aparo é o corte que se dava à
pena de ave para utilizá-la na escrita, hoje as pontas, conhecidas como
bicos de pena, são de metal, mas conservam o mesmo corte, por isso se
chamam aparos.
Todos os instrumentos de escrita que surgiram depois disso, partiram do
modelo da caneta de aparo.

Com a popularização da escrita, tentando inventar uma caneta que pudesse


escrever em couro, um curtidor de couros, John J. Loud, inventou a primeira
caneta esferográfica e a patenteou em 1888 na América. Mas sua fabricação
em massa não deu certo, somente na década de 50, Marcel Bich, que mais
tarde encurtou seu nome para Bic, licenciou a esferográfica e começou a
fabricar as canetas que viraram sinônimo de caneta esferográfica, a Bic.

Bom, se a caneta foi feita para a mão, é preciso que haja um encaixe perfeito,
então existe uma maneira correta de segurar o lápis ou a caneta???!!!

Sim, existe!!

O correto é segurar em forma de pinça, polegar e indicador formam uma


pinça e o dedo médio deve sustentar o lápis, ou outro instrumento de
escrita.
A função do polegar e do indicador é de segurar, prender o lápis e a do
dedo médio é de dar sustentação, quando você pressiona o lápis, o dedo
médio dá suporte para o lápis não ficar em falso.

Um pequeno truque pode ajudar, coloque um prendedor de roupas entre os


dedos e segure-o conforme a imagem, depois escreva segurando a lapiseira
nessa posição até aprender, retire o prendedor e mantenha a posição
enquanto escreve.

Normalmente, leva uma ou duas semanas para acostumar, mas se perceber


que você está voltando à posição antiga, repita o exercício com o
prendedor de roupas quantas vezes for preciso.

O braço deve ficar reto e os punhos também.


Passo 4: Se você é
canhoto, escreva
como canhoto
Qual é a diferença entre o destro e o canhoto?

A diferença é que um escreve com a mão direita e o outro com a esquerda!!

Não foram poucas as histórias escabrosas que eu ouvi ao longo da minha


trajetória na caligrafia, muitas pessoas me procuraram porque foram
obrigados a escrever com a mão direita quando na verdade eram canhotas.

Uma história que me marcou muito foi a de uma moça que quando criança
tinha a mão esquerda amarrada para que ela tivesse obrigatoriamente que
escrever com a direita.

Um grande executivo me contou durante as aulas que o sonho dele era


escrever com a mão esquerda porque ele tinha certeza de que a letra dele
era muito feia porque foi obrigado a escrever com a mão direita mesmo
sendo canhoto.

A moça se tornou uma excelente calígrafa e o executivo saiu do curso


escrevendo lindamente, se tornou ambidestro.
Mas diante desses desafios, eu tive que aprender a escrever com a mão
esquerda, inclusive com a pena. Como eu poderia entender o
funcionamento da escrita com a mão esquerda sem executá-la?

Não dá!! Meus alunos canhotos sempre usavam a desculpa de que eles não
conseguiam fazer o que eu propunha porque escreviam com a mão
esquerda, tive que aprender para quebrar esse argumento, a letra não fica lá
essas coisas, mas eu escrevo e constatei que a posição é a mesma, a postura
é a mesma, só muda mesmo o lado, do direito para o esquerdo.

Mas forçar crianças canhotas a escrever com a mão direita, o que ainda
acontece em certas partes do mundo, pode causar vários problemas no
desenvolvimento da criança, incluindo distúrbios de aprendizagem,
dislexia, gagueira e outros distúrbios da fala.

É o que concluiu Elizabeth Ochoa , PhD, psicóloga-chefe do Mount Sinai-


Beth Israel. "Há uma ideia de que as pessoas canhotas são mais inteligentes,
mas não é assim", diz . Um estudo dos anos 70 examinou mais de 7.000
crianças em idade escolar e não encontrou diferença na capacidade
intelectual entre os destros e canhotos. Os right-handed , canhotos, podem,
no entanto, pensar de forma diferente. "O mundo não é um lugar amigo da
mão esquerda - utensílios, tesouras e outros itens de uso diário são
projetados para a pessoa destra", diz a Drª Ochoa. “As pessoas canhotas têm
que pensar de maneira flexível e encontrar maneiras de usar essas
ferramentas e navegar.

Portanto, se você é canhoto, adapte-se às novas posições, mude a maneira


de segurar o lápis e mantenha uma boa postura ao escrever, é
perfeitamente possível!!
Passo 5: Posicione o
papel corretamente
sobre a mesa
Você sabia que a posição do papel na mesa influencia na direção que a sua
letra vai seguir?

Se você quer que a sua letra fique em pé, centralize o papel e deixe em 90º.
Se preferir a letra inclinada para a direita, gire o papel para a esquerda num
ângulo de aproximadamente 45º, se for canhoto, gire para a direita com a
mesma angulação.

Destro

Canhoto
Passo 6: Conecte uma
letra na outra quando
formar palavras
Ao finalizar cada uma das letras minúsculas, forme um traço no final de cada
uma delas que será responsável pelo espaçamento e pela conexão entre as
letras na formação das palavras.

Letras coladas umas nas outras e sem espaçamento resultam num efeito
que chamamos de “abraçado”, é ele um dos culpados pelas letras ilegíveis!!!
Passo 7: A Letra
Perfeita
Pronto, agora você está preparado para conquistar a letra perfeita!! Com
essas mudanças você já será capaz de melhorar muito, mas o ideal é seguir
um método, fazer o passo a passo, ser persistente, perseverante e treinar
todos os dias.

No método de reconstrução gráfica que desenvolvi, ensino a modelar traço


por traço, letra por letra. Todo o processo de reestruturação da escrita é feito
usando o processo de memória muscular que é aquela que vai produzir
resultados que permanecerão para sempre.
Os tecidos musculares são formados por inúmeras células, constituídas de
núcleos denominados miócitos e são esses núcleos que controlam o ganho
de massa muscular.

Então, quando realizamos exercícios físicos que exigem mais dos músculos,
novos núcleos são criados com o objetivo de gerenciar esta exigência,
promovendo assim o crescimento muscular.

Quando uma pessoa que já está acostumada à prática de exercícios de


força, como por exemplo a musculação, para de treinar por um período, a
massa muscular diminui, mas a quantidade de miócitos (células que
constituem os músculos) continua a mesma.

A isso damos o nome de memória celular (ou muscular) e é por causa dela
que, quando voltamos a treinar, ganhamos massa muscular de maneira
mais rápida.
É isso que acontece quando exercitamos a caligrafia de maneira correta, o
processo de escrita é realizado pelos músculos, portanto, devem ser
trabalhados gradativamente, em pequenas doses.

Nunca mais aceite alguém dizer que letra não muda, que faz parte da
personalidade e que quem tem letra feia terá que conviver com ela para
sempre, o que seria de nós calígrafos se fosse assim?

Já perdi as contas de quantas fontes consigo modelar e desenvolver, se a


letra é parte da personalidade, estamos perdidos...
Lance fora aquela ideia de que é preciso fazer cadernos e cadernos de
exercícios de caligrafia para se obter um bom resultado, não existe melhora
da letra, raciocine comigo, o que melhora pode piorar e não queremos
oscilações entre melhoras e pioras, mas um método eficiente que resolva o
problema para sempre.

Vou deixar no final desse E-book alguns links, se você quiser entender
melhor o assunto, clique e leia.

Se você quiser fazer parte do meu programa de treinamento e resolver de


uma vez por todas o problema da escrita feia, desorganizada e/ou ilegível, é
só clicar no link abaixo e aproveitar a mega promoção que preparei para os
300 primeiros inscritos.

https://cursosdeborafranca.com/courses/curso-de-reconstrucao-
grafica

https://cursosdeborafranca.com/courses/caligrafia-artistica

https://cursosdeborafranca.com/combos/combo-gold
Links Úteis e Curiosos
https://neurosaber.com.br/importancia-do-movimento-de-pinca-
para-escrita/

https://realidadesimulada.com/ciientistas-descobrem-a-memoria-
muscular-em-nivel-genetico/

https://www.minhavida.com.br/fitness/noticias/32700-estudo-
comprova-musculo-tem-memoria-que-ajuda-a-voltar-aos-treinos

https://universocanhoto.wordpress.com/tag/neurociencia-do-
canhotismo/

https://super.abril.com.br/saude/canhotos-essa-sofrida-gente-de-
esquerda/

https://super.abril.com.br/saude/perigo-postura-errada/

https://www.folhadelondrina.com.br/saude/ma-postura-pode-
causar-disturbios-de-aprendizagem-936614.html