Você está na página 1de 17

Guia do

MyFitnessPal
Não conseguimos
gerir o que não
medimos e não
controlamos!
2
Olá!
Eu sou o João Gomes
Se estás aqui é porque vais
aprender a contar macros!

3
1.
Introdução
Como deves perceber (se já leste os meus artigos), a forma mais conveniente
de controlar a parte nutricional é, sem dúvida, a contagem de calorias: um
método que, para além do mais eficaz, te permite desfrutar de uma vida
nutricional sem restrições.

Uma pessoa que tenha por hábito contabilizar calorias adquiriu, certamente,
uma sensibilidade enorme e este processo é já intuitivo. No entanto, se nunca
adotaste este método, é compreensível que tudo pareça complicadíssimo numa
primeira fase. Assim sendo, criei este guia para te orientar relativamente à
utilização da tua principal ferramenta: o MyFitnessPal. Trata-se de uma
aplicação que, como tantas outras, te permite fazer o tracking da tua dieta e,
portanto, vai ser a tua melhor amiga.

5
2.
O primeiro passo!
O MyFitnessPal existe tanto em website (www.myfitnesspal.com) como em app
para o teu smartphone: utilizarás o suporte que preferires! Ao criares uma
conta, basta que o teu smartphone esteja conectado à internet para que
qualquer ação feita na aplicação sincronize imediatamente com o website e
vice-versa. Caso não estejas conectado à internet, podes fazer os registos na
mesma, ocorrendo sincronização logo que haja uma conexão à internet.

▪ Caso o teu sistema operativo seja Android, podes encontrar a app


“Contador de Calorias” do programador “MyFitnessPal” na Play Store;
▪ Caso o teu sistema operativo seja iOS, o procedimento é o mesmo, mas na
na App Store;

7
Ao criares conta, irão ser-te pedidos dados tais como data de nascimento,
sexo, altura, peso, nível de atividade e objetivo. Após preencheres estes
requisitos, serão projetadas automaticamente recomendações calóricas que
podem coincidir ou não com o que te prescrevi. Caso não coincidam, caga
nesses valores e faz o que eu digo!

😂
8
3.
Registo de Alimentos
Algo que irás fazer numa base diária será
registar alimentos, pelo que será este o
primeiro tópico a tratar.

Ao abrires a aplicação no teu telemóvel, irás ter


acesso ao feed onde são divulgados variados
artigos do MyFitnessPal Blog. Estás autorizado
a dar uma vista de olhos neles DEPOIS de
dominares a app, portanto vamos lá.

10
Ao clicares em “diário” tens acesso à página onde irão
ficar registados os alimentos que inserires.
Tal como já referi, a meta calórica que te é mostrada
foi calculada automaticamente pelo programa e a que
deves ter em atenção é a que eu defini. Portanto, para
que não sejas induzido em erro, aconselho que
alterares este número, introduzindo a meta que te
prescrevi em Menu  Metas  Metas de calorias e
macronutrientes.
Caso queiram alterar a designação das refeições,
façam-no da seguinte forma: Menu  Configurações
Configurações do Diário  Personalize nomes de
refeições.
Para iniciar o registo de alimentos, vais clicar em
“Adicionar alimento” na refeição “Café da manhã”, por
exemplo.
11
Após clicarem em “Adicionar Alimento”,
poderão perceber que há duas formas de o
fazer: digitando o seu nome na barra de
pesquisa ou através do código de barras.

12
A forma mais simples é através do código de
barras.
Ao clicares no símbolo do código de barras, a
tua câmara abrirá e a tua tarefa será encontrar
o código de barras do produto e centrá-lo na
linha vermelha que aparece sobreposta à
imagem da câmara.
Caso o código de barras esteja ligeiramente
apagado ao ponto que tu consigas identificar os
números mas a câmara não o detete, podes
digitar os números do código de barras no local
indicado.

13
Logo que o teu telemóvel detete o código de barras,
pesquisa o alimento e apresenta-o no teu ecrã.
Embora erros não sejam muito frequentes, deves
confirmar SEMPRE se as calorias e macronutrientes
que surgiram da pesquisa coincidem efetivamente
com aqueles que vês no rótulo do produto que tens
em mãos. Isto porque a base de dados é criada pelos
utilizadores e, portanto, os dados podem estar mal
inseridos ou em falta.
A outra forma de adicionar um alimento é através da
pesquisa. Visto que a base de dados do MyFitnessPal é
colossal e há imensos alimentos com nomes
idênticos, devemos ser rigorosos com as palavras-
chave que inserimos. Escrever a designação do
alimento e a marca que o produz costuma
proporcionar bons resultados de pesquisa.

14
Após te certificares de que encontraste o alimento
correto na app, a preocupação será inserir a porção
também corretamente.
Quer detetes os alimento por código de barras, quer o
encontres por pesquisa, deves ter em atenção a que
quantidade alimento se referem as calorias e
macronutrientes apresentados. No caso, podes
perceber que as “61kcal” e os macronutrientes
mostrados na app dizem respeito a uma porção
de100g. No entanto, como podes verificar no
potezinho, o skyr tem 150g e não 100g!
Então o que terás de fazer? Vejamos: se 1 porção
corresponde a 100g, então as 150g de skyr
corresponderão a 1 porção e meia!
Então e se não comesses o skyr todo? Imagina que
comias apenas 80g… a porção a registar seria de 0,8!
15
Logo após clicares no VISTO, o alimento fica registado no teu
diário alimentar, embora possas eliminá-lo ou alterar a porção a
qualquer momento, é claro.
Deves repetir este processo com todos os alimentos.
À medida que vais acrescentando alimentos, a aplicação faz a
soma das kcal correspondentes aos alimentos que inseriste até
ao momento, facilitando a tua gestão de calorias ao longo do
dia!
Imagina-te agora nesta situação: “Ok, vejo aqui no diário que já
consumi as calorias definidas, mas será que o meu intake
proteico também esteve de acordo com o que o meu coach me
aconselhou?”
Não, não precisas de somar a quantidade de proteína de cada
alimento um a um: a aplicação faz isso por ti! Basta carregares
no gráfico assinalado na imagem para que tenhas acesso a uma
tabela na qual te é mostrada a quantidade (em gramas) que
ingeriste de cada macro e micronutriente!

16
TUDO
PERCEBIDO?
Qualquer dúvida estou ao teu dispor!

17