Você está na página 1de 9

Aeroporto do Bugio

Nunes dos Santos


1
Aeroporto do Bugio
Quando nos anos 90 do Século XX foi anunciado a construção do Aeroporto
da Ota, a sensação que me assaltou foi de estar em presença de uma proposta
para OTÁRIOS, pelo que como contraponto a uma ideia louca, só outra ideia
louca, pelo que me acorreu propor o AEROPORTO DO BUGIO.

Em 1999 fui a Macau e em presença do Aeroporto de Macau recordei


novamente a brincadeira sobre o Aeroporto do Bugio.

1
2
Aeroporto do Bugio
Comecei então a ter presente a proposta visionária do grande Arquitecto
Cassiano Branco para a Costa da Caparica de 1930 – Plano de Urbanização
da Costa da Caparica, que prefigura uma cidade de lazer junto da grande
metrópole de Lisboa, com equipamentos desportivos, lúdicos, culturais e
uma rede de transporte eficiente.
Esta proposta do arquitecto visionário, é contrastante com o desastre
urbanístico que é a Costa da Caparica dos nossos dias.
Praia Atlântico

3
Aeroporto do Bugio
Mas a Costa da Caparica não é só um desastre urbanístico é uma catástrofe
ecológica, em virtude de o fenómeno de erosão costeira instalado, nos indicar
que só com obras de engenharia muito pesada será possível salvar não só as
praias paradisíacas mas também a povoação.
As obras necessárias à conservação da Costa da Caparica para defesa dos
ataques dos ataques do Atlântico, serão a breve prazo semelhantes, às da
Holanda para a proteger do Mar do Norte.
Interessa ter noção do ponto de partida não muito distante, que nos é dado por
uma gravura do século XVIII, à venda no Museu da Cidade de Lisboa, na qual
se vê a ligação Cova do Vapor – Bugio e uma grande restinga oceânica que se
desenvolve do Bugio até cerca da Lagoa de Albufeira.

4
Aeroporto do Bugio
Esta restinga transformava a frente marítima da Costa numa amena enseada
oceânica, salvaguardada das fúrias do Atlântico e da sua desenfreada erosão
costeira.
Tendo em conta a situação de partida ficamos com a noção de que quando
foi tomada a decisão de não deixar fechar a Agolada por razões ambientais
foi desferida uma forte machadada na estabilidade costeira de todas as
praias da Caparica .

5
Aeroporto do Bugio
A ARGOLADA do não fecho da Agolada (ligação da Cova do Vapor ao Bugio
por um cordão de areia reforçado por um travessão) por chantagem e miopia
ambiental tem forçosamente de ser corrigida.
A construção deste travessão a ligar a Cova do Vapor ao Bugio sugere que o
seu alargamento para sul seja transformado numa plataforma que poderá ser
estudada como estrutura para a base do AEROPORTO DO BUGIO.

6
Aeroporto do Bugio
Esta plataforma que tem possibilidade de expansão de acordo com as
necessidades de tráfego aéreo, tem a vantagem de estar situada de modo
a possibilitar uma mais fácil conservação do Canal Navegável do Porto de
Lisboa, restabelecendo as condições para a Costa da Caparica se autoproteger
do Atlântico após as obras marítimas de execução do Aeroporto e, não tem
restrinções ambientais de tráfego aéreo por este se realizar sobre mar.

7
Aeroporto do Bugio
A construção da plataforma possibilita que o seu lado norte seja um óptimo
cais de cruzeiros, o compartilhar as infra-estruturas estes dois sectores do
desenvolvimento nacional, o aéreo e o marítimo.
A partir desta situação poderemos criar a ligação a Lisboa no enfiamento da
CRIL à Trafaria e a ligação TGV à rede Europeia.
Esta ideia arrasta a construção de uma marginal Trafaria – Almada e a
construção de uma Cacilhas do Futuro nos terrenos da antiga Lisnave.

DISTÂNCIAS ATÉ LISBOA


Santa Cruz 47
Ota 45
OS LOCAIS Azambuja 46
POSSÍVEIS Alverca 20
Granja 22
Portela 8
Tires 19
Porto Alto 27
Montijo 9
Rio Frio 29
Fonte da Telha 18
Marateca 44 8
Bugio 5
Aeroporto do Bugio
Á semelhança da utopia do século XX, plano do Arq. Cassiano Branco para a
Costa da Caparica, o Aeroporto do Bugio poderá ser considerado tema do
século XXI para a mesma zona, no século XXII alguém poderá fazer o
balanço das duas que se podem conjugar por um Aeroporto não ser só um
lugar de chegada e partida de aviões, mas também o centro de uma grande
urbe em desenvolvimento que neste caso será uma das grandes urbes de
turismo de qualidade da Europa.

Este esquema
Talvez valha a pena
Para um futuro
Menos escuro.

Nunes dos Santos


9