Você está na página 1de 5

RESUMO ERITROGRAMA

 ERITROGRAMA : primeira parte do hemograma, estudando e


analisando os glóbulos vermelhos (hemácias). Este exame faz
contagem de hemácias, de hemoglobina e de hematócritos,
porcentagem de hemoglobina nas hemácias.
 SANGUE : é o meio líquido que circula pelo sistema circulatório e
pelos órgãos, que transporta oxigênio, nutrientes, eletrólitos, água
e etc, é produzido pela medula óssea vermelha; sua parte sólida
contém elementos celulares e sua parte líquida é constituída de
plasma. O sangue é constituído de :
1. Glóbulos vermelhos : hemácias são anucleadas em
forma de disco bicôncavo, funcionando como reserva
de hemoglobina; há cerca de 3-4 milhões de hemácias
dor decilitro de sangue.
2. Glóbulos Brancos : podem ser mononucleados ou
polimorfonucleados. Monócitos ( quando migra para o
tecido chama-se macrófago) e linfócitos são
mononucleados. Os polimorfonucleados são
eosinófilos (relacionados a infecções de parasitas e
reações alérgicas), basófilos (relacionado ao processo
alérgico, quando migra para o tecido chama-se
mastócito) e neutrófilos (mais numerosos e
relacionados a infecções bacterianas). A quantidade
normal de leucócitos é de 5 a 8 mil por decilitro de
sangue.
3. Plaquetas : não apresentam núcleos e são formadas
por trombócitos. O nível normal de plaquetas é de
150.000 a 350.000 plaquetas por microlitro.
4. Albumina e hemoglobina : albumina é a proteína mais
concentrada no plasma, sendo 4 gramas por decilitro,
a hemoglobina está presente no sangue, sendo 12
gramas por decilitro, mas ela está dentro de uma
célula.
5. Eletrólitos : o íon mais presente no sangue é o
Na+(140.000 por litro), seguido de Cl- (90.000 por
litro), HCO3(70.000 por litro.
6. Micronutrientes : aminoácidos, pequenos peptídeos,
glicose, lipídios, ácidos graxos, fosfolipídios,
triglicerídeos. Estes micronutrientes circulam no
sangue por meio de uma ligação com apolipoproteínas
(parte protéica da lipoproteína).
7. Hormônios e excretas : insulina, hormônios supra
renais, derivados do colesterol e excretas como uréia.
8. Sistema ABO e fator rH: cada individuo possui uma
proteína do grupo ABO na superfície da membrana do
eritrócito, podendo ser A, B , AB ou nenhuma proteína
O). O Fator Rh pode existir ou não. A pessoa que
possúi fator Rh, não produz anticorpos, já a pessoa
que não possúi, não produz anticorpos, sendo assim,
a pessoa com sangue -, rejeira o +.

 FUNÇÃO DO SANGUE : a principal função, é transporte de


nutrientes, oxigênio e células, circulando pelo organismo colhendo
excretas metabólicos, sendo as hemácias responsáveis pelo
transporte de oxigênio, os leucócitos pela defesa e imunidade e as
plaquetas pela coagulação.
 PLASMA - É uma solução aquosa amarelada constituída de água,
sais minerais e proteínas. Sua função é transportar essas
substâncias pelo corpo. O plasma representa cerca de 55% do
volume sanguíneo.
 ERITRÓCITOS : anucleados, em forma de disco bicôncavo e
flexíveis para passarem pelos capilares. Possuem o pigmento
vermelho chamado hemoglobina, que é uma parte proteína e outra
parte ferro. São formados na medula óssea. Estas células de
deformas porque possuem Lípides de membrana e proteínas de
membrana (que funciona como antígenos e são transmitidas
hereditariamente). ATP libera energia o suficiente para o bom
funcionamento das células.
 HEMATOPOIESE : é definido como a mudança das células tronco
hematopoiéticas para formarem outras células sanguíneas. NA
infância há a hematopoiese em todos os ossos e em toda a medula
e conforme vai chegando a adolescência há a substituição da
medula por tecido gorduroso.
 PRINCIPAIS EXAMES SOLICIDADES NO PELO PONTO DE
VISTA ODONTOLÓGICO :
1. Hemograma completo com hemossedimentação :
exame de ordem geral que visualiza situações
como anemia, infecções e leucemia.
2. Tempo de tromboplastina ativada : mede o tempo
em que o sangue demora para coagular
3. Colesterol : está relacionado ao sistema
cardiovascular, mas na odontologia, devemos nos
atentar a interações medicamentosas e riscos de
avc e infarto durante procedimento.
4. Ureia e creatinina : avalia condição renal do
paciente .
5. Glicose : é de suma importância para pacientes
diabéticos, para o profissional se preparar para
possíveis alterações de glicemia em um paciente.
6. Hepatograma: Analisa a situação do fígado
7. Eletrólitos : a alteração dos eletrólitos pode
significar problemas no sistema tampão salivar.
8. TSH E T4 livre : manifestações oral do
hipotireoidismo incluem macroglossia, erupção dos
dentes retardada e má oclusão, já as
manifestações do hipertireoidismo são
osteoporose, cárie e periodontite.
9. Ácido úrico : Níveis elevados são fatores de risco
para gota, cálculo renal e estão associados a
hipertensão e doenças cardiovasculares. Além
disso, há implicações na cavidade bucal, tornando
o ph na boca mais ácido devido alta quantidade de
ácido úrico, consequentemente causando
esfoliação na mucosa
10. PCR : o exame PCR serve para investigar o
estado inflamatório do indivíduo e avaliar o risco
de doença cardiovascular, o qual é muito
importante saber o estado atual do paciente antes
de fazer qualquer procedimento odontológico.
11. Sorologias : para gravidez, sífilis, aids,
leishmaniose, mononucleose, hepatite.

 HEMOGRAMA : avalia quantitativamente e qualitativamente os


elementos celulares presentes no sangue. O hemograma pode ser
indicado quando há suspeita de anemia, quando houver suspeita de
infecções bacterianas agudas e crônicas, infecções fúngicas
,suspeita de inflamação aguda e crônica grave como gota, febre
reumática, artrite reumatoide, suspeita de envenenamentos,
podemos pedir o hemograma, pois provavelmente o paciente estará
em quadro de neutrofilia, quando temos elevação da contagem
absoluta de neutrófilos. Em infecções virais, por exemplo o
sarampo, caxumba, rubéola, dengue, infecção pelo HIV; infecções
bacterianas como a febre tifóide, brucelose; ou infecções por
protozoários como a malária, o hemograma pode ser pedido para
observação do número de neutrófilos, que provavelmente estarão
diminuídos (neutropenia). O hemograma é dividido em Eritrograma,
Leucograma e Plaquetograma.
 MIELOGRAMA : exame que avalia a medula óssea, é uma
ferramenta útil no diagnóstico de várias doenças hematológicas,
como leucemias e linfomas, e na avaliação da celularidade da
medula óssea.
 VCM : O VCM avalia o tamanho médio dos glóbulos vermelhos. Ele
aumenta se os glóbulos vermelhos estiverem maiores que o normal
(macrocíticos). Este distúrbio é denominado anemia macrocítica.
Além disso, ele cai se os glóbulos vermelhos estiverem menores
que o normal (microcíticos). Este distúrbio é denominado anemia
microcítica.
 HCM : avalia a quantidade média de hemoglobina em um glóbulo
vermelho. Se os valores da HCM estiverem altos, os glóbulos
vermelhos serão denominados hipercrômicos. Os glóbulos
vermelhos apresentarão cor mais escura. Este distúrbio é
denominado anemia hipercrômica.Se os valores da HCM estiverem
baixos, os glóbulos vermelhos serão denominados hipocrômicos.
Os glóbulos vermelhos apresentarão cor mais clara. Este distúrbio
é denominado anemia hipocrômica.
 Se a contagem de glóbulos vermelhos estiver baixa ou algum dos
índices hematimétricos estiver alterado, haverá indicação de
alguma forma de anemia. Se os valores estiverem altos, trata-se de
uma doença chamada policitemia. É necessário avaliar todos
esses valores para obter o diagnóstico correto. Também pode
haver necessidade de realizar outros exames.

 Hematócrito (ou Ht ou Htc): é a percentagem de volume ocupada


pelos glóbulos vermelhos ou hemácias no volume total de sangue.
Os valores médios são diferentes segundo o sexo e idade, e variam
entre 0,42-0,52 (42%-52%) nos homens e 0,36-0,48 (36%-48%) nas
mulheres. Caso o valor seja inferior à média significa que existe
pouca quantidade de glóbulos vermelhos e se for superior existe
uma maior quantidade de glóbulos vermelhos para o volume de
sangue.

 Hematócrito (ou Ht ou Htc): é a percentagem de volume ocupada


pelos glóbulos vermelhos ou hemácias no volume total de sangue.
Os valores médios são diferentes segundo o sexo e idade, e variam
entre 0,42-0,52 (42%-52%) nos homens e 0,36-0,48 (36%-48%) nas
mulheres. Caso o valor seja inferior à média significa que existe
pouca quantidade de glóbulos vermelhos e se for superior existe
uma maior quantidade de glóbulos vermelhos para o volume de
sangue.

 Hemoglobina Corpuscular Média (HCM ou HGM): indica o peso da


hemoglobina na hemácia. Portanto, serve para avaliar a quantidade
média de hemoglobina na célula.

Você também pode gostar