Você está na página 1de 2

FACULDADE DE EDUCAÇÃO-UEMG-CBH

DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

PROFESSORA: ALINE CHOCAIR

ALUNA: ROSANGELA ALVES GOMES VIANA NF-3A

ESTUDO DIRIGIDO

TEXTO: O desenvolvimento como meta e como mistificação. In: FREITAS,


Marcos Cezar de; BICCAS, Maurilane de Souza. História Social da Educação
no Brasil (1926-1996). São Paulo: Cortez, 2009. p. 139-154

TEXTO: O aluno visto de perto. In: FREITAS, Marcos Cezar de; BICCAS,
Maurilane de Souza. História Social da Educação no Brasil (1926-1996). São
Paulo: Cortez, 2009. p. 154-176.

1-O QUE SIGNIFICA PARA OS AUTORES, A RAZÃO


DESENVOLVIMENTISTA APREGOADA PELO GOVERNO NOS ANOS DE
1950-1960, EM RELAÇÃO Á EDUCAÇÃO?

PARA OS AUTORES O DESENVOLVIMENTISMO FOI UM PERIODO


CONSERVADOR E DESIGUAL QUE SURGIU APÓS A SEGUNDA GUERRA
MUNDIAL ONDE O AVANÇO CAPTALISTA RESULTOU EM DEMANDAS
ECON/ÕMICAS SOCIAIS VOLTADAS PARA O CRESCIMENTO
ECONÔMICOS QUE PASSOU A EXIGIR MAIOR QUALIFICAÇÃO DO
SUJEITO PARA INGRESSO NO MERCADO DE TRABALHO. ESSA
QUALIFICAÇÃO ERA COBRADA JUNTO AOS SISTEMAS PÚBLICO DE
ESINO. COM O AUMENTO DA POPULAÇÃO COM ACESSO Á ESCOLA O
GOVERNO EXIGIA MÃO DE OBRA MAIS QUALIFICADA E BARATA.

2-COMO O ALUNO POBRE ERA VISTO NESTE PERÍODO E A RELAÇÃO


ESTABELECIDA COMO CRIANÇA PROBLEMA?

A CRIANÇA POBRE ERA VISTA COMO UM FARDO PARA O ESTADO.


ERAM CRIANÇAS CONSIDERADAS DIFÍCEIS DE EDUCAR, POIS ERAM
DESAJUSTADAS EM FUNÇÃO DAS CONDIÇÕES PRECÁRIAS EM QUE
VIVIAM E OCUPAVAM O MAIOR NÚMERO NO ÍNDICE DE REPROVAÇÃO.
ELAS APRESENTAVAM DIFICULDADES FÍSICAS, MENTAIS E SOCIAIS E
POR ISSO ERAM CONSIDERADAS UM INCÔMODO E CATEGORIZADAS
COMO ANORMAL.
3-QUAL A RELAÇÃO ENTRE A CRIANÇA POBRE E A EVASÃO E
REPROVAÇÃO ESCOLAR NESTE MOMENTO?

A FALTA DE ESTRUTURA CAUSADA PELA MÁ DISTRIBUIÇÃO DE RENDA


EM UM PAÍS ONDE A SOCIEDADE ERA CAPTALISTA E EM CONSTANTE
EVOLUÇÃO SOCIAL GERANDO UMA DEMANDA MAIOR NA FORMAÇÃO E
QUALIFICAÇÃO ONDE A FORÇA FÍSICA ERA TROCADA PELO
RACIOCÍNIO, A CRIANÇA POBRE TINHA OUTRAS TAREFAS FAMILIARES
QUE DISPUTAVA COM OS ESTUDOS SEM CONTAR QUE TAMBÉM HAVIA
AS CONDIÇÕES DE SAÚDE, DISCRIMINAÇÃO E SOBREVIVÊNCIA.

4-COMO ESTABELECEU O DEBATE EM TORNO DA DEFESA DA ESCOLA


PÚBLICA E OS EMBATES COM AS INSTITUIÇÕES PRIVADAS NESSE
PERÍODO?

A IGREJA CATÓLICA PRESSIONA O GOVERNO EM DEFESA DA


INSTITUIÇÃO PRIVADA COM LIBERDADE DE ENSINO E DIREITO DA
FAMÍLIA SOBRE SEU DIREITO DE ESCOLHA NA EDUCAÇÃO DE SEUS
FILHOS. AFIRMAVA QUE A ESCOLA PARTICULAR ERA IGUALMENTE
PÚBLICA E RECEBIA REPASSE DE VERBAS.

5-QUAIS AS VITÓRIAS ALCANÇADAS PELA LEI DE DIRETRIZES E BASES


DA EDUCAÇÃO, n.4024/1961?

A LDB PROMULGADA EM 20 DE DEZEMBRO DE 1961 FOI UM AVANÇO NA


HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO E RESULTADO DE LUTA ONDE FORAM
REGISTRADAS PEQUENAS MUDANÇAS, MAS GRANDES VITÓRIAS, POIS
É UMA LEI COMPLEMENTAR Á CONSTITUIÇÃO E REGULA AÇÕES NO
CAMPO DO ENSINO E ASSEGURA A EDUCAÇÃO COMO DIREITO DE
TODOS.