Você está na página 1de 5

Atividade – 14/11/2019

Conteúdo: Planejamento Agregado da Produção. Planejamento Mestre da Produção. Planejamento das


necessidades de materiais (MRP). Planejamento das necessidades de manufatura (MRP II).

Etapa 1 – Elaborar Planejamento Agregado da Produção

A Ventilar, localizada em Itapecuru (MA), é uma fábrica de ventiladores, que atua há mais de 10 anos no
mercado, promovendo os melhores produtos na área de ventilação. O faturamento da empresa gira em torno
da produção e venda de sua linha de ventiladores, que compreende os modelos Ventilador Preto, Ventilador
Branco e Ventilador Azul. A Ventilar possui grande influência no mercado nordestino, que se destaca pelas altas
temperaturas durante quase todo o ano. Entretanto, no último ano, a Ventilar vem perdendo mercado devido
a preferência do consumidor por aparelhos de ar condicionados.
Diante esse cenário, notou-se um pequeno declínio na demanda pelos produtos da Ventilar. Para
entender melhor a situação a equipe de PPCP (Planejamento, Programação e Controle da Produção) da fábrica
elaborou um gráfico que reflete a demanda prevista para o próximo ano.

Demanda Prevista

68.051 67.930 67.811 67.451 67.049 66.318 65.801 63.777 61.375


60.141 58.250 56.615
Unidades

Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Meses

Cientes da previsão da demanda, a equipe de PPCP precisa buscar alternativas de produção que garantam
a utilização da capacidade de produção da planta de forma eficiente e permita o balanceamento da produção
com a demanda prevista para os próximos 12 meses, ao menor custo possível.
Entre as alternativas para elaborar um plano de produção, a equipe pode optar por produzir em regime
de horas extras, com contratação e demissão, terceirização e com estoque. A equipe também pode fazer
combinações entre esses artifícios, por exemplo, gerar estoque em determinados períodos e manter um regime
de horas extras nos demais meses.
A incorporação de um grande número de novos funcionários em um único mês gera um impacto negativo
na produtividade da planta. Em decorrência disso, a empresa não costuma contratar mais do que 5 novos
funcionários por mês.
A equipe possui as seguintes premissas para elaborar as alternativas de produção:

Prof. Ademir Oliveira Santos Enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles
não fariam nada sozinhos... (Itrio Netuno)
Descrição Valor Unidade
Taxa de Produção 8 Unid./Op.Hora
Estoque Inicial 1.000 Unidades
Terceirização de lotes múltiplos 2.000 Unidades
Número de operários 50 Funcionários
Custo de Produção Normal 60,00 R$/Unid.
Custo de Produção Extra 80,00 R$/Unid.
Custo de Atraso* 30,00 R$/Unid.
Custo de Admissão 1.200,00 R$/Funcionário
Custo de Demissão 2.400,00 R$/Funcionário
Custo de Produção Terceirizada 100,00 R$/Unid.
Custo com estoque 20,00 R$/Unid.
* Possibilidade de atraso desde que, ao término do plano, toda a demanda tenha sido atendida.

Cabe destacar, que a Ventilar opera em um turno de 8 horas diárias e, quando necessário, a empresa atua
em regime de horas-extras, que se limita a 25% da carga horária por dia. Para auxiliar no plano de produção, a
equipe de PCP projetou a quantidade de dias uteis por mês.

Mês Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez.
Dias úteis 20 18 22 20 21 21 20 23 21 20 20 21

Supondo que sua equipe seja a equipe de PPCP da Ventilar, elabore um relatório contendo as seguintes
alternativas de Plano Agregado de Produção para ser apresentado a alta administração da empresa:
a) Plano A. Manter o quadro funcional, trabalhando em horas extras até o limite máximo de 25% da
disponibilidade de mão-de-obra. Se insuficiente para atender a demanda, subcontratar o restante.
b) Plano B. Manter o quadro funcional, definindo um estoque inicial em janeiro (além das unidades
disponíveis) necessário e suficiente para absorver toda a demanda e ainda chegar ao fim de junho com
as 1200 unidades desejadas, sem trabalhar em horas extras ou subcontratar.
c) Plano C. Contratar (ou demitir) de acordo com as necessidades, para a produção em horas normais.
d) Apresentar tabela resumo com os resultados obtidos em cada estratégia. Qual seria o plano que a
empresa deve adotar? Justifique a sua resposta.

Prof. Ademir Oliveira Santos Enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles
não fariam nada sozinhos... (Itrio Netuno)
Etapa 2 – Elaborar Planejamento Mestre de Produção

Uma vez aprovado o planejamento agregado da produção que será adotado pela Ventilar, a equipe de
PCP precisa estabelecer o detalhamento operacional da produção, ou seja, estabelecer a produção necessária
de cada item. Para iniciar tal detalhamento, a equipe é ciente de que a participação desses produtos na família
de ventiladores possui a seguinte proporção:

Porcentagens Históricas de Participação na Família de Produtos Ventilar - Mensal

28%
Ventilador preto
Ventilador branco
52% Ventilador azul
20%

Outro quesito necessário ao detalhamento operacional é a confirmação dos pedidos. Segundo o


departamento de vendas, a empresa já recebeu os seguintes pedidos, com entrega prevista para as seis
primeiras semanas do ano.

Pedidos Confirmados
Semana Ventilador Preto Ventilador Branco Ventilador Azul
1 7.236 2.500 1.500
2 7.800 3.500 4.500
3 7.540 4.200 6.000
4 13.500 4.800 4.000
5 7.500 6.156 1.250
6 12.600 – 6.542

Para garantir que os ventiladores sejam produzidos e entregues no momento certo, a equipe de PPCP da
empresa optou por atualizar o programa mestre da produção (MPS) de todos os produtos.
Dessa forma, apresente:
a) O plano de desagregado, considerando as porcentagens históricas de participação mensal.
b) O MPS dos três modelos de produto da Ventilar para as primeiras 6 semanas do próximo ano. Adote
períodos semanais e utilize as informações abaixo.

Descrição Ventilador Preto Ventilador Branco Ventilador Azul


Estoque Inicial 9.000 10.000 12.000
Estoque Mínimo 540 200 100
Lote de Produção 15.000 6.000 8.500

c) Caso a Ventilar recebesse na semana 2 um pedido de 2500 unidades do ventilador preto, para entrega
imediata, a empresa conseguiria atender?

Prof. Ademir Oliveira Santos Enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles
não fariam nada sozinhos... (Itrio Netuno)
Etapa 3 – Elaborar planejamento das necessidades de materiais (MRP)

Considere que cada ventilador preto seja produzido pela própria empresa, sendo composto das
submontagens 𝐵 e 𝐶. A primeira, por sua vez, é produzida a partir dos componentes 𝐷 e 𝐸, enquanto que a
Submontagem 𝐶, é a partir dos componentes 𝐹 e 𝐸, conforme a estrutura analítica do produto, apresentada
na Figura 1.

Figura 1 – Estrutura Analítica do produto Ventilador

Ventilador
(1)

Submontagem B Submontagem C
(2) (1)

Componente D (2) Componente E (1) Componente F (3) Componente E (2)

Admitindo que o departamento de vendas da empresa já recebeu uma encomenda total de 56.176
unidades de ventiladores pretos, a serem entregues da seguinte maneira: 7.236 na semana 1; 7.800 na semana
2; 7.540 na semana 3; 13.500 na semana 4; 7.500 na semana 5 e 12.600 na semana 6. Outras informações
importantes na produção do ventilador preto são apresentadas na tabela a seguir:

Item TA (Semana) ES (unid.) Lote (unid.) Estoque à mão (unid.) Fornecimento


Ventilador preto 1 200 1 1.500 Interno
Submontagem B 1 0 1 0 Interno
Submontagem C 2 0 1 0 Interno
Componente D 3 1.000 1.500 1.850 Externo
Componente E 2 800 1.200 1.550 Interno
Componente F 1 1.600 800 3.240 Externo

Dessa forma, para garantir que os ventiladores sejam produzidos e entregues no momento certo, a equipe
de PPCP da empresa optou por atualizar o planejamento das necessidades de materiais (MRP) de todos os
produtos e, assim, apresentar a lógica de rodada de um MRP, gerando e apresentando a direção da empresa
Ventilar, com todas as tabelas envolvendo os cálculos de cada um dos materiais apresentados na estrutura
analítica.
Dessa forma, apresente:
a) O cálculo da necessidade de produção do produto ventilador preto.
b) O cálculo da necessidade dos componentes do produto pistão (componentes B, C e D).
c) A lista de necessidade de materiais (MRP I).

Prof. Ademir Oliveira Santos Enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles
não fariam nada sozinhos... (Itrio Netuno)
Etapa 4 – Elaborar planejamento das necessidades de manufatura (MRP II)

O MRP II, é uma extensão do MRP com a inclusão de recursos, como: mão de obra, equipamentos,
instalações, entre outros. Suponhamos que na montagem do produto Ventilador Preto, necessitássemos de
0,20 Hh/unid., isto é, o tempo padrão seria TP = 0,20 Hh/unid., e que na montagem do subconjunto C
precisássemos de 0,12 Hh/unid., da mesma categoria profissional da equipe que monta o produto Ventilador
Preto. Suponhamos, também, que o item E, produzido internamente, ou seja, na máquina M, tenha tempo
padrão 0,08 h.maq/unid.
A Figura 2 apresentada a seguir contempla os recursos agora considerados.

Figura 2 – EAP com indicação de recursos de mão de obra e equipamentos

Ventilador
(1)

Submontagem B Submontagem C Mão de obra


(2) (1) 0,2 Hh/unid.

Mão de obra
Componente D (2) Componente E (1) Componente F (3) Componente E (2)
0,12 Hh/unid.

Equipamento M Equipamento M
0,08 h.maq./unid. 0,08 h.maq./unid.

Por fim, a equipe de PPCP da empresa precisa atualizar o planejamento das necessidades de manufatura
(MRP II) e gerar um relatório para apresentar a direção da empresa Ventilar, com todas as tabelas envolvendo
os cálculos de cada um dos materiais apresentados na estrutura analítica.
Dessa forma, apresente:
a) O cálculo das necessidades de manufatura (MRP II).
b) Explique o resultado da relação necessidade x disponibilidade de recursos do MRP II.

Prof. Ademir Oliveira Santos Enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles
não fariam nada sozinhos... (Itrio Netuno)

Você também pode gostar