Você está na página 1de 42

guia clínico definitivo | 5W’s

Prefácio

Prefácio Este e-book foi elaborado de após o estudo minuncioso de uma série de artigos, livros
Prefácio Este e-book foi elaborado de após o estudo minuncioso de uma série de artigos, livros

Este e-book foi elaborado de após o estudo minuncioso de uma série de artigos, livros e guias, com os mais atuais conceitos para a Cálculo das Dimensões Dentai, sendo literalmente um guia clínico que irá embasar sua técnica em todos os casos onde você precise realizar o planejamento estético de dentes anteriores. Portanto, é uma abordagem prática, fácil, rápida, segura e direta, que lhe trará compreensão do que precisa ser feito, realizado com embasamento científico e clínico de inúmeros artigos e casos clínicos realizados.

Talvez a primeira pergunta do leitor seja: o que significa 5W’s? Há um método de pesquisa e criação de controle de qualidade, denominado 5W&2H’s, o qual refere-se a uma expressão na língua inglesa que representa as iniciais das palavras: What, Who, When, Why, Where, How

e How Much. Estas palavras não podem ser

respondidas unicamente com um sim ou não e, portanto, são usadas para saber os reais e profundos fundamentos de um assunto. Este é o princípio da 5W Courses e deste e-book, que lhes mostrará conteúdo suficiente para tomada de decisão clínica sobre:

• Como

anteriores (Why, How)?

calcular

o

tamanho

dos

dentes

• Quais são os parâmetros que preciso me basear (What)?

• Em quais situações clínicas posso realizar (Where, Who)?

•Quando utilizar (When)?

• Quais os dados mais importantes que preciso coletar (What)?

Sem a colaboração imprescindível de verdadeiros amigos, nada aqui seria possível. Com minhas ex-doutorandas Isabella Favarão e Amanda Kasuya, meus doutorandos Letícia Nunes e Gustavo Mendes, meus mestrandos Wanessa Franco, Lívia Castro e Carolina Gusmão, e minha esposa Carolina Assaf Branco, construímos reabilitações que vão muito além dos materiais e técnicas, mas expressam uma parceria com intuito único de promover sorrisos que traduzam a beleza da vida. Que este trabalho possa contribuir com sua vida profissional e pessoal. E, caso necessário, conte conosco no que precisar, em termos de solução de dúvidas, exemplos, opiniões e esclarecimentos. Nossa plataforma digital de cursos, Webinários e alguns cursos presenciais estão abertos regularmente e nos sentiremos honrados com sua presença.

Esta obra traduz, mais uma vez, unicamente meu enorme prazer em ser professor e tornar possível que o conhecimento chegue ao máximo de pessoas, de maneira acessível e com rico conteúdo. Nos esmeramos ao máximo para produzir algo que você sinta fazer diferença no seu aprendizado.

“Feliz aquele que aprende o que ensina” disse Cora Coralina, conterrânea da minha terra natal. Mais feliz ainda eu ficarei se este trabalho lhe for útil.

Você pode ter acesso também a informações, dicas, palestras, casos clínicos e muito mais nos contatos abaixo, nas mídias sociais Facebook e Instagram, além de email e contato presencial. Tenha uma boa leitura!

Dados para contato:

Faculdade de Odontologia – Universidade Federal de Goiás

Praça Universitária esquina com 1ª. Avenida, s/ n, Setor Universitário

Goiânia - GO – Brasil. CEP: 74605-220.

E-mail pessoal: rbfonseca.ufg@gmail.com

E-mail cursos: 5w2hcourses@gmail.com

Celular e Whatsapp: +55-62-99127-7891

Instagram: @rodrigofonsecaufg e @5wcourses

Hashtags: #dicasproffonseca, #5wteam, #5wphilosophy, #cursosprofrodrigo #5w

Facebook: rodrigo.fonseca.RBF

Página

Site cursos 5W Courses: www.5wcourses.com

S i t e

Site pessoal: www.rodrigobfonseca.com

no

Facebook:

c u r s o

R e a b i l i t a d o r

P H D :

“Qualquer caminho é apenas um caminho e não constitui insulto algum, para si mesmo ou para os outros, abandoná-lo quando assim ordena o

Olhe cada caminho com

seu coração

cuidado e atenção. Tente-o quantas vezes julgar necessárias. Então, faça a si mesmo, e apenas

a si mesmo, uma pergunta: possui este caminho

um coração? Em caso afirmativo, o caminho é bom. Caso contrário, este caminho não possui importância alguma.”

(

)

Carlos Catanëda

Sobre o autor

Sobre o autor Natural de Goiânia-GO, o Professor Rodrigo Borges Fonseca graduou-se em Odontologia pela Faculdade

Natural de Goiânia-GO, o Professor Rodrigo Borges Fonseca graduou-se em Odontologia pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba - Universidade Estadual de Campinas (FOP-UNICAMP) (2001), e no ano seguinte ingressou no mestrado em Reabilitação Oral pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) sob orientação dos Professores Alfredo Júlio Fernandes Neto e Carlos José Soares, obtendo seu diploma de Mestre no ano de 2004, ao mesmo tempo em que

obteve o título de especialista em Prótese Dentária pela UFU. Em 2005, iniciou o doutorado em Materiais Dentários pela FOP - UNICAMP, sob orientação do Professor Lourenço Correr Sobrinho, concluindo em 2007. Todos estes cursos de pós-graduação foram cursados com bolsa CAPES, referente a premiação pelo Primeiro Lugar do Brasil no Exame Nacional de Cursos de 2001 (Provão) entre mais de 9000 candidatos. Foi Professor Substituto da UFU, por 2 anos

(2006-2007) e Prof. Adjunto da UEL por 1,5 ano (2008-2009). Em 2009, foi aprovado em concurso na Universidade Federal de Goiás, onde atualmente é

Professor Adjunto 4, na Área de Dentística

e Materiais Dentários. Junto com sua

equipe, coordena os Cursos Intensivos, de Extensão e Aperfeiçoamento em

Dentística Estética para dentes anteriores

e posteriores da UFG, com os temas:

planejamento estético e digital, resinas em anteriores, resinas em posteriores, laminados cerâmicos, pinos de fibra, clareamento dental, restaurações indiretas parciais e totais, e fotografia. Ministra cursos em todo Brasil, tendo trabalhado também no desenvolvimento de materiais dentários, como consultor e/ou palestrante para empresas como

3 M - E S P E ,

Dentsply-Sirona, FGM, Kerr, Heraeus Kulzer, Voco, Angelus e Oral-B. Atua como revisor científico de periódicos internacionais e nacionais tendo publicado mais de 60 trabalhos científicos. Na UFG, coordena o Laboratório de pesquisas em Biomecânica e o projeto REAP (Reabilitação Estética Anterior e Posterior), orientando alunos em Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado.

S D I ,

N o v a

D F L ,

Quero saber mais
Quero saber mais

Planejamento

Estético

Planejamento Estético Quais as razões para usá-la? Quando usá-la? 1 Why? When?

Quais as razões para usá-la? Quando usá-la?

1

Why?

When?

Quais são as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui? 1. 2.

Quais são as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui?

1.
1.
2.
2.
3.
3.
4.
4.
as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui? 1. 2. 3. 4. Fazer

Fazer anamnese Pedir RX Moldar Solicitar Enceramento

as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui? 1. 2. 3. 4. Fazer
as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui? 1. 2. 3. 4. Fazer
as atitudes comuns de quem não sabe o que ensino aqui? 1. 2. 3. 4. Fazer

Ao cometer esta sequência de erros, quais dúvidas você irá gerar em seu planejamento e na sua equipe?

Qual a inclinação horizontal da maxila? Qual a posição do Lábio superior? Existe exposição dental?
Qual a inclinação horizontal da maxila?
Qual a posição do Lábio superior?
Existe exposição dental? Quanto?
Overjet? Overbite?
Dentes são curtos ou largos?
Preciso aumentar a incisal?
Preciso fazer cirurgia de aumento de coroa?

As pessoas ainda cometem outro erro grotesco!

Iniciam o planejamento pela análise dental

Raramente pensam na gengiva, mas nem sequer avaliam os lábios, boca e rosto

Iniciam o planejamento pela análise dental Raramente pensam na gengiva, mas nem sequer avaliam os lábios,
Iniciam o planejamento pela análise dental Raramente pensam na gengiva, mas nem sequer avaliam os lábios,
Iniciam o planejamento pela análise dental Raramente pensam na gengiva, mas nem sequer avaliam os lábios,

8

O que você vai aprender?
O que você vai aprender?

Coletar dados no rosto, avaliar o sorriso, verificar a gengiva e só depois determinar o tamanho

personalizado

dos dentes

dados no rosto, avaliar o sorriso, verificar a gengiva e só depois determinar o tamanho personalizado
Parâmetros Quais parâmetros deve-se usar? What? 2

Parâmetros

Quais parâmetros deve-se usar?

What?

2

Regras principais deste guia
Regras principais deste guia
Regras principais deste guia 11
Regras principais deste guia 11
Quais dados preciso coletar?
Quais dados preciso coletar?

Com auxílio de um paquímetro digital colete a medida da

Distância Interpupilar

de seu paciente

dados preciso coletar? Com auxílio de um paquímetro digital colete a medida da Distância Interpupilar de

Indicações

Indicações Em quais situações clínicas Eu posso usar estes materiais e técnica? 3 Where? Who? When?

Em quais situações clínicas Eu posso usar estes materiais e técnica?

3

Where?

Who?

When?

Em todos os casos em que você pensa que poderá alterar as dimensões dos dentes
Em todos os casos
em que você pensa
que poderá alterar
as dimensões dos
dentes anteriores

Use este Guia

Protocolo

Protocolo Como fazer? How? 4

Como fazer?

How?

4

Este Guia é composto por 2 partes

Parte 1: você fará cálculos genéricos, matemáticos, em que se extraem dados faciais mas que
Parte 1: você fará cálculos genéricos,
matemáticos, em que se extraem dados
faciais mas que pouca avaliação
personalizada do caso ainda foi
realizada
Parte 2: você personalizará o planejamento do sorriso do seu caso executando a sequencia de
Parte 2: você personalizará o
planejamento do sorriso do seu caso
executando a sequencia de análise fora
para dentro e de cima para baixo
Parte I: Estabelecer Medidas Dentais a partir de dados coletados externamente.
Parte I: Estabelecer Medidas
Dentais a partir de dados coletados
externamente.

1. Determinar, de acordo com padrões faciais qual a largura/comprimento dos incisivos centrais superiores mais harmônica.

passo 01
passo 01

Aferir

a

Distância

Interpupilar

(DIP)

com

um

paquímetro digital. Posicione seu paciente sentado e você atrás dele, em pé (12hs). Seu paciente recosta a cabeça para trás e mantém o olhar fixo enquanto você afere a DIP.

passo 02
passo 02

Calcule a Largura do Incisivo Central

Fórmula para Cálculo da Largura do Central:
Fórmula para Cálculo da Largura do Central:
passo 02 Calcule a Largura do Incisivo Central Fórmula para Cálculo da Largura do Central: Largura

Largura do Central =

DIP

X

Valor de X: pode variar de 6,6 a 7,2. Como este valor está no denominador
Valor de X: pode variar de 6,6 a 7,2. Como
este valor está no denominador da fórmula
acima, usar 6,6 resultará em incisivos mais
largos e consequentemente mais compridos;
ao contrário, dividir por 7,2 resultará em
incisivos mais estreitos e curtos.
por 7,2 resultará em incisivos mais estreitos e curtos. Assim sugere-se usar: -Largura do Central =
Assim sugere-se usar: -Largura do Central = Distância Interpupilar/7,0: produz incisivos centrais com largura e
Assim sugere-se usar:
-Largura do Central = Distância Interpupilar/7,0: produz incisivos
centrais com largura e comprimento medianos, com menor
dominância. Pode ser usada, preferencialmente, em pacientes com
sorriso baixo ou médio.
-Largura do Central = Distância Interpupilar/7,2: produz incisivos
centrais com largura estreita e comprimento reduzido, com bem
menor dominância. Pode ser usada, preferencialmente, em pacientes
com sorriso baixo ou médio.
-Largura do Central = Distância Interpupilar/6,6): ideal para muitos
pacientes, principal com sorriso alto, produzindo incisivos centrais
com maior dominância.
Observe nos desenhos abaixo quais são os resultados das dimensões dentais caso você use diferentes
Observe nos desenhos abaixo
quais são os resultados das
dimensões dentais caso você
use diferentes valores no
denominador da fórmula
abaixo quais são os resultados das dimensões dentais caso você use diferentes valores no denominador da
passo 03
passo 03

Determinar a largura dos outros dentes baseados na largura calculada do incisivo central.

Para isto
Para isto
baseados na largura calculada do incisivo central. Para isto Os laterais são 25% mais estreitos que
Os laterais são 25% mais estreitos que os centrais, e os caninos 10% mais estreitos
Os laterais são 25% mais estreitos
que os centrais, e os caninos 10%
mais estreitos que os centrais.
Resumindo até aqui:
Resumindo até aqui:
Resumindo até aqui: Ex: vamos supor que seu paciente tem a DIP de 56,0mm. Dividindo a

Ex: vamos supor que seu paciente tem a DIP de 56,0mm. Dividindo a DIP por 7,0 teremos um incisivo central com 8,0 mm de largura. Assim, o incisivo lateral deverá ser 25% mais estreito que isto, ou seja 6,0mm, e o canino deverá ser 10% mais estreito que isto, ou seja 7,2mm

passo 04

De posse da largura do incisivo central, calculada acima, obter seu comprimento.

Fórmula para Cálculo do Comprimento do Incisivo Central
Fórmula para Cálculo do Comprimento do
Incisivo Central

Comp. Incisivo Central = Largura x 1,25

obter seu comprimento. Fórmula para Cálculo do Comprimento do Incisivo Central Comp. Incisivo Central = Largura

passo 05

Agora, de posse das larguras dos incisivos laterais e caninos, use as fórmulas seguintes para calcular o comprimento destes mesmos dentes.

passo 06
passo 06

Anote em um quadro as medidas que você calculou até o momento

passo 06 Anote em um quadro as medidas que você calculou até o momento
Parte 2: Personalização do sorriso.
Parte 2: Personalização do sorriso.

A partir de agora você precisa personalizar as

medidas predefinidas para a harmonia do sorriso,

envolvendo a análise de lábios, gengiva e dentes (análise de cima para baixo e de fora para dentro). O comprimento definido deverá ser transportado por DSD, ou desenho em fotografia, de maneira a estabelecer quantos milímetros serão destinados à cervical e à incisal. O mesmo vale para a largura, em relação à mesial e distal.

O paciente com sorriso gengival combina com

dentes mais longos. Quando você estabelece dentes maiores esteja certo que a referência lábios e gengiva

é mais importante que as dimensões dentais, visto que a estética vermelha (gengiva/lábios) não deve competir com a estética branca (dentes). Com o lábio em harmonia com a gengiva, dentes compridos serão menos percebidos.

passo 01
passo 01

Analise os guias anteriores:

-Trespasse vertical suficiente para desoclusão de posteriores. Normalmente 2 a 4mm, podendo se alterar dependendo das condições anatômicas de cada paciente (oclusão mutuamente protegida, a ser avaliada funcionalmente no paciente)

passo 02
passo 02

Analise a relação lábio superior/colo cervical dos dentes superiores no sorriso (possibilita verificar a necessidade de correções gengivais)

superior/colo cervical dos dentes superiores no sorriso (possibilita verificar a necessidade de correções gengivais)

passo 03

Analise a exposição de dentes superiores em repouso e abertura passiva de 10mm (possibilita correção da linha incisal com ajustes de comprimento de dentes na incisal)

e abertura passiva de 10mm (possibilita correção da linha incisal com ajustes de comprimento de dentes
Quais as medidas a serem usadas para exposição dental natural?
Quais as medidas
a serem usadas para exposição
dental natural?
Quais as medidas a serem usadas para exposição dental natural?
Quais as medidas a serem usadas para exposição dental natural?
passo 04
passo 04

Caso você vá corrigir também a arcada inferior: analise a exposição de dentes inferiores com lábios em repouso e abertura passiva de 10mm. Solicite ao paciente que pronuncie “eme”, e congele o movimento com abertura bucal média de 10mm. Ideal:

- Caninos inferiores expostos de 1 a 2mm acima da linha labial inferior - Incisivos inferiores 1mm abaixo dos caninos

passo 05
passo 05

Analise a relação lábio inferior/dentes superiores em sorriso (confirma se as medidas feitas anteriormente no passo 4 irão proporcionar harmonia no sorriso)

superiores em sorriso (confirma se as medidas feitas anteriormente no passo 4 irão proporcionar harmonia no

passo 06

Relação comprimento-largura finais
Relação comprimento-largura finais

Agora, anote num quadro final as novas medidas que foram estabelecidas após a personalização do sorriso.

Você iniciou esta determinação pela proporção estética, os passos iniciais deste guia (página 18). Em caso de diastemas, verifique se as dimensões calculadas levarão ao fechamento dos mesmos ou se os dentes ficarão harmônicos.

Caso não fechem os diastemas, ou ainda não resolva o caso perfeitamente, você tem liberdade para observar que:

LARGURA

Em geral, os incisivos centrais devem ser mais largos do que os incisivos laterais em cerca de 2 a 3 mm e em relação aos caninos são em cerca de 1 a 1,5 mm. Outra importante regra é que os laterais são 25% mais estreitos que os centrais, e os caninos 10% mais estreitos que os centrais.

COMPRIMENTO

Em geral, centrais e caninos ficam com mesmo comprimento real (pela curvatura do arco os caninos podem ficar posicionados 0,5mm menores que os centrais, de modo a não competir pela dominância dos mesmos). Incisivos laterais 0,5 a 1mm menores que os centrais (ao mesmo tempo na incisal e cervical, totalizando de 1 a 2mm)

passo 07

Anote no quadro final as medidas, ou então em fotografias, ou mesmo digitalmente caso você faça um DSD ou similar.

07 Anote no quadro final as medidas, ou então em fotografias, ou mesmo digitalmente caso você
07 Anote no quadro final as medidas, ou então em fotografias, ou mesmo digitalmente caso você

5

Agradecimento

5 Agradecimento “A excelência não é um evento, é um hábito.” Aristóteles Agradeço a cada um

“A excelência não é um evento, é um hábito.” Aristóteles

não é um evento, é um hábito.” Aristóteles Agradeço a cada um que obteve este livro

Agradeço a cada um que obteve este livro e torço muito que o conteúdo aqui presente tenha feito a diferença em suas atitudes clínicas, fomentando a realização de técnicas corretas e seguras. Para

sedimentar estes conhecimentos é necessário que você estude os conteúdos, e nós podemos ajudá-lo nisto em nossa plataforma online, a 5W Courses.

O que falam de nós:

O que falam de nós: 39
O que falam de nós: 39
O que falam de nós: 39
O que falam de nós: 39
O que falam de nós: 39

39

40
40

40

Acesse:

Acesse: www.5wcourses.com www.reabilitadorphd.com.br O que você irá encontrar lá? -informações sobre os
O que você irá encontrar lá?
O que você irá encontrar lá?

-informações sobre os work-webinários; -muita informação gratuita; -downloads especiais; -depoimentos de quem já recebeu nossa ajuda; -muito, muito mais!

41