Você está na página 1de 16

CURSO À DISTÂNCIA EM FUNDAMENTOS DA INSTRUÇÃO VIRTUAL

IMPLANTAÇÃO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

RECIFE – PE
2017
CURSO À DISTÂNCIA EM FUNDAMENTOS DA INSTRUÇÃO VIRTUAL

IMPLANTAÇÃO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

Trabalho de final apresentado ao Curso de


Fundamentos da Instrução Virtual da Faculdade
Anchieta do Recife – FAR.

RECIFE – PE
2017
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO.................................................................................................. 04
2 JUSTIFICATIVA................................................................................................. 05
3 OBJETIVOS........................................................................................................ 07
3.1 Objetivo Geral............................................................................................ 07
3.2 Objetivos Específicos................................................................................ 07
4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.......................................................................... 08
4.1 História da Educação à Distância............................................................. 08
4.2 Conceito de Educação à Distância........................................................... 09
4.3 A Faculdade Anchieta do Recife.............................................................. 10
4.3.1 Objetivos da FAR................................................................................ 11
5 ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO DO EAD............................................................. 12
6 PLANO DE AÇÃO.............................................................................................. 14
7 CONSIDERAÇÕES FINAIS................................................................................ 15
REFERÊNCIAS...................................................................................................... 16
4

1 INTRODUÇÃO

Com as diversas atividades exercidas no dia-a-dia, muitos profissionais


têm procurado os cursos à distância a fim de especializar-se e melhorar seus
conhecimentos profissionais e pessoais. Os cursos EAD entram como uma
alternativa viável, pois possuem o diferencial do aluno poder estudar no tempo
livre que possuir, bem como, da comodidade de não ter que deslocar-se às
escolas ou faculdades em horários pré-estabelecidos.
Para isso, é necessário promover ambientes em que seja possível a
interação entre o aluno e o tutor, assim como também entre o aluno e os demais
participantes do curso, aproximando todos os sujeitos envolvidos nesta ação
educativa.
A educação à distância prioriza a aprendizagem focada no estudante,
valorizando a troca de aprendizagens nos ambientes virtuais, onde este pode
expor sua realidade social e suas experiências. Nesse processo são é
disponibilizados ao aluno, conteúdos relacionados aos conceitos pré-existentes
adquiridos ao longo de seus estudos, incentivando-os a busca e a construção
dos conceitos adquiridos.
Por fim, a EAD se apresenta no ambiente pedagógico através de uma
metodologia que possui características próprias que estabelecem a necessidade
de novas aprendizagens por parte de quem a produz, desenvolve e avalia,
estabelecendo a necessidade que seja construída uma nova maneira de
compreender o processo de ensino-aprendizagem, pois o ensino e a
aprendizagem que acontecem na educação à distância possuem muitas
características diferentes das encontradas na educação presencial.
5

2 JUSTIFICATIVA

Diante da dificuldade de encontrar boas vagas de emprego, aumentou a


procura de pessoas por qualificação profissional a fim de especializar-se nas
áreas que já atuam ou adquirir conhecimentos em novas áreas e começar uma
nova carreira.
Com o excesso de atividades do dia a dia, muitas vezes falta tempo para
buscar o estudo e a qualificação profissional. Esta falta de tempo livre é uma das
principais razões que levam algumas pessoas adiarem os planos de voltar a
estudar.
Além dessa demanda, pessoas que moram em localidades que não
possuem faculdades ou universidades próximas, podem se beneficiar dessa
modalidade de ensino bastando ter os equipamentos necessários para acesso
das aulas.
Aí é que surge a comodidade do curso EAD que flexibiliza os horários de
estudo, levando o conhecimento às localidades onde não possuem instituições
de ensino oferecendo cursos profissionalizantes, oportunizando a mesma
qualidade de um curso presencial.

A utilização de novas tecnologias no processo de ensino-


aprendizagem presencial e/ou virtual tem se apresentado como uma
exigência e um desafio para as instituições de ensino superior. Em
termos de exigência, o uso de novas tecnologias vem se
caracterizando como diferencial oferecido por instituições que já as
empregam. (DE PAULA; FERNEDA; CAMPOS FILHO, 2004)

Nos cursos EAD, os alunos acompanham os conteúdos ministrados


através de mídias como televisão, vídeos, CD-ROM, celular, desktop, notebook,
tablets, entre outros, a comunicação entre professor e aluno se dá através de
encontros presenciais, e-mails e fóruns do próprio ambiente virtual onde é
ministrado o curso e isto possibilita que este aluno tenha total autonomia para
gerenciar seu próprio aprendizado, criar seu próprio horário de estudo e no ritmo
que desejar.

A escolha da modalidade EAD, como meio de propiciar às instituições


educacionais condições para atender às novas demandas por ensino
e treinamento ágil, e qualitativamente superior, baseiam-se na
compreensão de que, a EAD distingue-se como uma modalidade não
convencional de educação, capaz de atender com grande perspectiva
de eficiência, eficácia e qualidade aos anseios de universalização do
6

ensino e também, como meio apropriado à permanente atualização


dos conhecimentos gerados pela ciência e cultura humana. (DE
PAULA; FERNEDA; CAMPOS FILHO et al, 2004)

Diante disso, as IES não podem deixar de atender esta demanda e incluir
os cursos na modalidade EAD em sua grade curricular.
7

3 OBJETIVOS

3.1 Geral
 Implantar o ensino à distância na Faculdade Anchieta do Recife com a
finalidade de promover a uma educação profissional de qualidade em
todos os níveis de ensino.

3.2 Específicos

 Adquirir e implantar os equipamentos necessários para o


funcionamento dos cursos de Educação à Distância;
 Desenvolver e personalizar o ambiente virtual de aprendizagem (AVA)
de acordo com as necessidades e metodologias da instituição;
 Produzir manuais com os procedimentos específicos para os cursos
EAD;
 Desenvolver planos de ensino e livros auxiliares com metodologias
específicas para promover o melhor aprendizado dos alunos;
 Ofertar os cursos à distância nos níveis de ensino de graduação, pós-
graduação e extensão.
8

4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

4.1 História da Educação à Distância

EAD é a sigla que define o sistema de Educação à Distância, que é uma


forma de ensino e aprendizagem interligados por algum tipo de tecnologia onde
professor e aluno não precisam estar em tempo integral no mesmo ambiente
físico.
O sistema EAD surgiu com os primeiros cursos por correspondência, onde
todo o material do curso era enviado pelos correios para a casa do aluno
interessado em adquirir aquele conhecimento. “É no século XIX, na Europa, que
o ensino por correspondência se caracterizou como primeira geração da EaD no
mundo.” (LOPES, FARIA, 2013, p. 28) Atualmente, tecnologias mais modernas
permitem que este contato seja em tempo real através de ambientes virtuais.
A EAD teve origem na iniciativa privada e não visava – como acontece
geralmente no ensino público – buscar recursos financeiros, a fim de
que pessoas pudessem formar-se e receber educação, mas sim se
queria que as pessoas estudassem algo para que a instituição que
oferecia o ensino pudesse ganhar dinheiro, portanto, ter lucro. O
surgimento do ensino a distância tinha motivos comerciais. Seus
pioneiros eram empresários. (PETERS, 2006, p. 200).

Nos cursos EAD, os alunos acompanham os conteúdos ministrados


através de mídias como televisão, vídeos, CD-ROM, celular, desktop, notebook,
tablets, entre outros, a comunicação entre professor e aluno se dá através de
encontros presenciais, e-mails e fóruns do próprio ambiente virtual onde é
ministrado o curso e isto possibilita que este aluno tenha total autonomia para
gerenciar seu próprio aprendizado e criar seu próprio horário de estudo.
Para Moore (2008), a educação a distância evoluiu ao longo do tempo,
podendo ser determinado por diferentes gerações. A primeira geração foi
caracterizada pelo meio de comunicação textual, através da correspondência; a
segunda geração foi do ensino por rádio e televisão, a terceira foi marcada pela
criação das Universidades Abertas. A quarta geração foi determinada pela
comunicação à distância em tempo real, em cursos de áudio e videoconferência
e, a quinta geração, é a que abrange o ensino e o aprendizado on-line, em salas
e universidades virtuais, baseadas em recursos que utilizam diversos tipos de
mídias.
9

Atualmente a educação a distância tem se difundido e se tornado uma


excelente opção para quem procura cursos de aperfeiçoamento,
profissionalizante, técnico, graduação e pós-graduação com a comodidade de
estudar em casa, no seu tempo livre e no ritmo que desejar.

4.2 Conceito de Educação à Distância

São diversos conceitos atribuídos à EAD e em sua maioria são baseadas


na modalidade de ensino convencional, usando para diferenciá-las o a distância
entre o aluno e o professor e uso das tecnologias que servem de mediadora da
comunicação e do processo de ensino-aprendizagem.

Educação à distância é a modalidade educacional na qual alunos e


professores estão separados, física ou temporalmente e, por isso, faz-
se necessária a utilização de meios e tecnologias de informação e
comunicação. Essa modalidade é regulada por uma legislação
específica e pode ser implantada na educação básica (educação de
jovens e adultos, educação profissional técnica de nível médio) e na
educação superior. (Portal Ministério da Educação)

Pode-se dizer que as principais características da EAD são:

Autonomia: onde o aluno pode definir o melhor horário e local para o seu
estudo, seu ritmo e modo de aprendizagem. Os alunos de cursos EAD são em
sua maioria adultos, neste sentido há um maior compromisso em cumprir as
metas propostas nos cursos mesmo com tanta flexibilidade de aprendizagem.

Autoaprendizagem: Os materiais didáticos estruturados disponibilizados


pela EAD facilitando a absorção do conhecimento promovendo a
autoaprendizagem. Segundo Lagarto (1994) estes materiais são elaborados por
equipes de especialistas multidisciplinares, utilizando de instrumentos
pedagógicos e técnicas voltadas para a autoinstrução, com o objetivo de
promover uma aprendizagem que seja eficaz.

Comunicação: o processo de comunicação também é bastante diferenciado


na modalidade EAD uma vez que o aluno e o professor não estão no mesmo
espaço físico e precisam utilizar meios que possibilitem sua comunicação. A
10

comunicação é feita por canais como: chats, fóruns, webconferências,


videoconferências, correspondências, e-mails, entre outras. “O aprendizado se
dá sempre que, no mesmo instante, os personagens envolvidos estejam
participando da atividade” (MATTAR NETO, 2002). Estes meios de comunicação
permitem que haja além da interação aluno – professor, haja também a
comunicação aluno – aluno que pode contribuir significativamente para o
processo de ensino-aprendizagem.

4.3 A Faculdade Anchieta do Recife

A Faculdade Anchieta do Recife – FAR, mantida pela sociedade civil


Organização de Ensino Superior Anchieta - OESA, tem sede localizada à
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, nº 2050, Boa Viagem, Recife – PE e
atua no segmento de Educação Superior, oferecendo cursos de Graduação,
Pós-Graduação Lato Sensu e Extensão.
Com uma trajetória de responsabilidade e compromisso com a sociedade,
a Faculdade Anchieta do Recife iniciou suas atividades no ano de 1998, quando
enviou ao MEC, através da OESA, o pedido de credenciamento como também
a criação de uma Faculdade de Educação.
Atualmente, a Faculdade Anchieta do Recife - FAR tem sede localizada à
Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, nº 2050, Boa Viagem, Recife/PE. Atua
no segmento de Educação Superior, oferecendo cursos de Graduação, Pós-
Graduação Lato Sensu e Extensão.
Seus cursos de Graduação são: Pedagogia, Administração, Tecnólogo
em Logística e Ciências Contábeis.
O centro de pós-graduação está localizado na Av. Agamenon Magalhães,
444, no bairro Maurício de Nassau em Caruaru – PE e oferece cursos de
especialização e MBA nas áreas de Gestão, Educação e Saúde.
11
4.3.1 Objetivos da FAR

 Estimular a criação cultural, o pensamento criativo, as múltiplas formas de


expressão e o desenvolvimento do pensamento reflexivo e da postura científica
e ética;
 Habilitar cidadãos em diferentes áreas do conhecimento, tornando-os aptos
para o exercício profissional gerador de desenvolvimento da sociedade
brasileira;
 Promover a iniciação científica e apoiar o trabalho de pesquisa, objetivando
sem prejuízo de outras vertentes, ampliar o conhecimento sobre o meio em que
se insere a Instituição;
 Divulgar, através de múltiplas formas de comunicação, a cultura, a ciência, a
arte e a tecnologia que constituem o patrimônio da humanidade, destacando e
enfatizando os aspectos regionais deste patrimônio;
 Oferecer, no seu âmbito de ação, oportunidade de formação contínua nos
campos da ciência, da tecnologia, da cultura, da arte e do lazer;
 Promover a extensão, prestando serviços à comunidade, partilhando com ela
os benefícios resultantes de todo conhecimento gerado no âmbito da Instituição.
 Promover o intercâmbio e a cooperação com outras instituições educacionais
e culturais, com vistas à construção e difusão do conhecimento construído
universalmente;
 Promover o intercâmbio e a cooperação com outras instituições acadêmicas
e culturais, preservando e difundindo o patrimônio cultural socialmente
elaborado.

Diante disso, para se adequar às novas modalidades de ensino


existentes na atualidade, sentiu-se a necessidade da implantação de um
programa de educação à distância com a finalidade de capacitar alunos em
diversos graus de ensino, nas diversas áreas de conhecimentos atendidas pela
instituição, abrangendo e beneficiando indivíduos em diversas localidades
interessados neste tipo de aprendizagem.
12
5 ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO DO EAD

Para implantar os cursos à distância, a instituição deve se preocupar


tanto em preparar professores, quanto alunos para que estes possam adotar
uma nova postura de ensino e aprendizagem e utilizar da melhor forma as
plataformas e tecnologias disponíveis e, com isso, adquirindo novos
conhecimentos.
Para implantar a EAD é fundamental organizar a preparação e o
acompanhamento permanentes dos professores e dos alunos, assim
como de toda a equipe envolvida onde todos devem ter clareza das
características EAD e da proposta pedagógica do curso para que as
práticas não se tornem individualizadas e para que todos sintam como
peças de uma engrenagem garantindo a qualidade do curso.
(GUAREZI, 2012. p. 118 – 119)

Munhoz (2014, p. 34) afirma que é necessária uma efetiva atuação em


três diferentes vertentes:
 Formação do professor adequada: devem receber uma orientação
inicial e voltada para as metodologias e atividades em cursos oferecidos
na modalidade de educação à distância e também ser acompanhado pela
equipe pedagógica durante todo o processo do curso que pode lhe auxiliar
na elaboração dos materiais e na execução de suas disciplinas;
 Instruções aos alunos: sobre como podem utilizar os recursos
tecnológicos e quais os comportamentos mais indicados para desenvolver
seus estudos em ambiente virtual, pois as maiorias destes só tiveram
experiência de estudo presencial. Os alunos também devem ser
acompanhados e subsidiados durante todo o período do curso
principalmente caso haja alguma dificuldade;
 Comunicação multidirecional: definir qual processo mais indicado de
comunicação e quais melhores práticas de interação aluno-tutor e demais
participantes como também a possível inclusão das redes sociais neste
processo.

Além disso, outros pontos são muito importantes na implantação dos


cursos à distância como, por exemplo: a clareza dos procedimentos que serão
utilizados e desenvolvidos; o ambiente virtual e as mídias utilizadas para
disponibilizar as aulas e o material de apoio do curso; o material didático
produzido levando sempre em consideração que o aluno está afastado no
espaço e, por muitas vezes no tempo, por isso este material deve oferecer
13

condições de autoaprendizagem; as atividades e avaliações elaboradas de


forma que o aluno possa sentir-se seguro no seu aprendizado promovendo um
feedback positivo.
De Paula, Ferneda; Campos Filho (2004), afirmam que outros critérios
também são importantes que devem ser considerados no planejamento e
implantação dos cursos de EAD. São eles:
 Definição do tipo de curso;
 Análise da viabilidade;
 Definição do perfil do público-alvo;
 Alocação de recursos físicos e tecnológicos;
 Criação de um Projeto Pedagógico, que dê possibilidades de se criar
uma equipe multidisciplinar que promova o maior envolvimento de
professores e alunos;
 Criação de um ambiente virtual de curso, de fácil acesso, com
interface amigável, com facilidade de manutenção e navegabilidade,
capaz de controlar os cursos à distância e principalmente promover
uma interação significativa entre professores e alunos.
14
6 PLANO DE AÇÃO

O Planejamento nasce a partir do estabelecimento de metas e de


ojbetivos que se deseja alcançar. Constitui-se em um momento de suma
importância para o bom desempenho de todo e qualquer empreendimento, para a
construção de uma equipe colaborativa e principalmente na qualificação das
ações.

6.1. 1º Etapa - Implantação dos Polos:


Antes de tudo é preciso pensar em como serão implantados os polos
para o desenvolvimento das atividades. Será necessário trabalhar com um polo
de apoio presencial com uma equipe muito bem preparada. Uma equipe arrojada
e multidisciplinar. Essa equipe deverá se comprometer em administrar todas as
atividades referentes às demandas pedagógicas e adminstrativas. Deverá ser
formada por: tutoria presencial (estipulando a quantidade de alunos que cada um
irá atender); monitor de laboratório; uma secretária; pessoal de informática
(técnico) e uma biblioteca com bibliotecário(s). Pode-se dizer que essa fase está
dividida em: Avaliação do local e ou (público alvo), seleção dos coordenadores ou
tutores e processo seletivo para ingresso assim como, escolha de gestão
acadêmica.

6.2 2º Etapa - Capacitação em EaD:


Essa etapa do plano de ação se configura como uma das mais
importantes, não diminuindo em absoluto a relevância das outras, mas essa trata
da capacitação, da preparação dos profissionais para o bom andamento do
processo. Essa vertente pode ser dividida em três fases:

capacitação dos coordenadores;


capacitação dos professores
capacitação dos tutores.

3º Etapa – Divulgação, comunicação e informação


Correndo o risco de ser redundante, é impossível não falar da importância
desses itens em um trabalho dessa magnitude, já que o trabalho é pautado em
tecnologia e comunicação.
Esse processo precisa ser produzido com qualidade e responsabilidade
pela faculdade e essa etapa visa elaboração, produção, diagramação,
reprodução e distribuição, tanto do material de divulgação quanto do material
15
didático.
Depois de produzir esse matéria, é mister que a faculdade garanta que
tudo chegará à seu destino em tempo hábil, ou terá apenas perdido tempo e
dinheiro para produzir esse material. Para tanto, a engrenagem precisa funcionar
perfeitamente como um relógio. O trabalho de um depende do trabalho de outro.
Se um não faz bem o seu trabalho, poderá estar obstruindo a produção do outro.

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Diante do exposto pode-se evidenciar que a educação à distância entra


no cenário educacional cada vez mais como alternativa capaz de romper com
paragidmas tradicionais. É apresentado como uma alternativa muito atraente às
pessoas que não podem, estudar de maneira convencional com dia hora e data
marcada.
Fazer seu próprio horário tem sido o ponto mais atrativo do Estudo à
Distância, e é justamente esta proposta que a FAR vem trazendo com a
implantação do curso EaD na cidade para facilitar a vida de todos, colaborando
com a construção do conhecimento, especialmente para aqueles que estão
impossibilitados de se locomover.

O processo de comunicação também nessa modalidade é bastante


diferenciado uma vez que o aluno e professor não compartilham do mesmo
espaço físico e precisam utilizar meios que possibilitem sua comunicação.
Meios como: chats, fóruns etc. e tudo isso precisa ser bastante dinâmico, para
continuar motivando o aluno a continuar estudando.

Ao implantar, efetivamente, sua infraestrutura tecnológica e pedagógica


para o ensino a distância, a FAR será capaz de ofertar nessa modalidade, cursos
nos diversos níveis de ensino, ampliando o atendimento à população. A
elaboração e execução de um projeto dessa dimensão, naturalmente, se constitui
um enorme desafio.

Se por um lado, há que se cuidar da formação dos alunos, atendendo-os


em suas necessidades e qualificando-os em toda sua plenitude; por outro lado,
existe o desafio de possibilitar ao futuro profissional a apropriação das
tecnologias virtuais para utilizá-las como ferramentas de trabalho, ampliando a
comunicação e interação.
16

Por isso, a necessidade das etapas no plano de ação para capacitar os


profissionais que irão trabalhar podendo assim, atender bem ao aluno, bem como
capacitá-lo para a apropriação das tecnologias virtuais.

Considerando a relevância, aplicabilidade e magnitude desse projeto,


espera-se que seja aprovado e colocado em prática imediatamente,
melhorando assim, a vida dessas pessoas em torno da FAR.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Ministério da Educação. O que é educação à distância? Disponível


em: <http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12823:o-que-e-
educacao-a-distancia> Acesso em: 10 jan. 2017.

DE PAULA, Keilla Carrijo; FERNEDA, Edilson; CAMPOS FILHO, Maurício


Prates de. Elementos para implantação de cursos à distância. Colabor@. Vol
2, n. 7, maio 2004. Disponível em:
<http://pead.ucpel.tche.br/revistas/index.php/colabora/article/viewFile/52/46>
Acesso em: 10 jan. 2017.

GUAREZI, Rita de Cássia Menegaz. Educação à distância sem segredos.


Curitiba: InterSaberes, 2012.

LAGARTO, J. R. Formação profissional à distância. Lisboa: Universidade


aberta, 1994.

LOPES, Luís Fernando; FARIA, Adriano Antônio. O que e o quem da EaD:


história e fundamentos. Curitiva: InterSaberes, 2013.

MATTAR NETO, J. A. Metodologia científica na era da informática. São


Paulo: Saraiva, 2002.

MOORE, Michael; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão


integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

MUNHOZ, Antonio Siemsen. Tutorial em EAD: uma nova visão. Curitiba:


InterSaberes, 2014.

PETERS, Otto. Didática do ensino a distância: experiência e estágio da


discussão numa visão internacional. São Leopoldo: Unisinos, 2006.

Você também pode gostar