Você está na página 1de 7

_Manual: Como realizar um questionário: criação,

divulgação e análise
Isadora David Luz
23/08/2017

_sumário
_Introdução ......................................................................................................................... 1
_Como fazer um questionário ............................................................................................ 1
_Rodando o questionário ................................................................................................... 3
_Como apresentar e analisar os dados do questionário ................................................. 6
_Ferramentas e Sites que podem te ajudar ...................................................................... 7
_Referências Bibliográficas ............................................................................................... 7

_Introdução
Uma das principais ferramentas usadas para a realização do estudo de mercado, em
especial, para a análise de clientes e concorrentes é o questionário. Visando o
aprimoramento do uso deste pelos consultores, foi elaborado esse manual.

Objetivo do documento: explicar como deve ser elaborado, divulgado e analisado um


questionário.

_Como fazer um questionário


Muitas vezes quando vamos rodar um questionário focamos em obter o maior número de
respostas, mas, na verdade, a fase mais importante é a elaboração do questionário. Isso,
porque você tem que saber fazer as perguntas certas para conseguir extrair algo relevante
da sua pesquisa.

Pensando nisso, segue um esquema para te orientar na elaboração do questionário.

1º - Toda pesquisa visa responder uma pergunta principal. Qual pergunta o seu
questionário visa responder?

Por exemplo: eu quero saber se as pessoas que assistem filmes que retratam certas
culturas têm maior conhecimento sobre estas do que pessoas que não assistem esses
filmes. Então minha pergunta pode ser: “em que medida a produção cinematográfica
consumida interfere no conhecimento que os indivíduos têm sobre os países responsáveis
por essa produção?”

2º - Você também precisa previamente pensar em uma hipótese para essa pergunta. A sua
pesquisa irá, na verdade, confirmar ou negar essa hipótese.

1
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

Ex: Eu acredito que o consumo de filmes interfere no conhecimento das pessoas.


Então minha hipótese poderia ser: “a produção cinematográfica consumida interfer e no
conhecimento que os indivíduos têm sobre os países responsáveis por essa produção à
medida que o cinema é um meio através do qual os indivíduos aprendem sobre os países
retratados e passam a ter uma visão sobre a realidade destes compatível com a
apresentada na obra.”

3º - Identifique as variáveis e a relação entre elas. Se você observar tanto a pergunta


quanto a resposta estabelecem relação entre 2 ou mais termos, as variáveis. E elas podem
ter as mais diferentes classificações, entre elas, as variáveis podem ser independentes –
são responsáveis por causar algo – ou dependentes - sofrem o efeito da variável
independente.

Ex: var. independente: qual o país retratado no filme; var.dependente: valores e


conhecimentos absorvidos por quem assiste o filme. (Isso porque eu acredito que os filmes
transmitem a cultura do país representado por eles.)

É importante você identificar as variáveis, para entender se há de fato uma relação causal
entre elas. Por exemplo, ver se o fato de a pessoa morar perto da loja x é responsável por
ela ir nessa loja.

4º - Retire os indicadores das variáveis. Nem sempre é fácil medir diretamente a variável
ou então se deve complementá-la com outros elementos que não estão tão evidentes na
pergunta/hipótese. A partir das variáveis você retira os indicadores, que são mais fáceis de
obter dados por meio das perguntas, já que são mais metrificáveis.

Ex: o país retratado nos filmes vistos pela pessoa (no caso esse indicador é uma das
variáveis), nível de conhecimento sobre o país, interesse do entrevistado por filmes...

5º- Finalmente a hora de começar a fazer as perguntas! Depois de ver o que você quer com
esse questionário e por meio de quais indicadores você vai chegar a essa resposta está na
hora de ligar isso a suas perguntas.

Pense no que você quer obter com cada pergunta. Seu questionário deve ser o mais
objetivo possível então cada pergunta conta. Cada questão deve te deixar mais perto de
responder a sua pergunta de partida. Explicite em um documento todas as suas perguntas e
o propósito delas.

Ex: Pergunta: Com qual frequência você assiste filmes?

Me permite descobrir se aquele entrevistador, de fato, tem o costume de ver filmes. E eu


acredito que quanto maior a frequência, maior tende a ser o conhecimento do entrevistado
sobre o país retratado no filme. Os dados extraídos dessa resposta, cruzados com outros,
irão confirmar ou refutar isso.

2
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

É como se cada pergunta tivesse a sua própria hipótese a ser testada. E juntando todas as
informações que as respostas dessas questões me trarão, eu irei confirmar ou refutar a
minha hipótese principal.

Figura 1- Criando o questionário

Fonte: elaborado pela autora

Há também uma ordem para disporá s questões. Essa ordem tem como um dos objetivos,
fazer com que o entrevistado se sinta mais confortável e assim tenha uma maior chance de
responder sinceramente o questionário e ir até o final. O formato é o de uma ampulheta.

Comece com perguntas padrões, como idade, gênero, que são respostas que você
precisa ter, mas que não tem relação tão forte com o questionário em si.

Parta para perguntas gerais sobre o tema. Elas irão introduzir o entrevistado no assunto.

Ex: Com qual frequência você assiste filmes?

Depois se direcione para perguntas específicas. Após familiarizado, o indivíduo terá maior
facilidade de respondê-las.

Ex: Qual seus filmes favoritos? (cite 2)

E por último volte para as questões mais gerais.

Um ponto extremamente relevante para a ordem das perguntas é não quebrar a linha de
raciocínio de quem as responde, pois é possível até que a pessoa se contradiza ao longo

3
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

do questionário prejudicando seus dados. Para evitar isso, você deve criar blocos de
perguntas afins.

Ex: o bloco quer medir o conhecimento da pessoa sobre o país retratado no filme. 1ª
pergunta: qual o idioma é falado nesse país?. 2ª – cite 3 pratos típicos desse país? E assim
por diante.

Se eu quero saber o quanto essa pessoa gosta de assistir filmes, eu não irei
perguntar entre a 1ª e a 2ª, com qual frequência ela assiste filmes. Devo criar um outro
bloco de perguntas para isso.

Se for possível siga a ordem pergunta geral – específica – geral dentro de cada bloco.

DICAS:

1. Tente alternar perguntas abertas com as fechadas Dados provenientes de perguntas


abertas são, em geral, mais ricos, te permitem saber mais detalhadamente sobre um
assunto, porém são muito mais difíceis de analisar. Deixe as perguntas abertas para
situações em que, de fato, é difícil criar padrões/categorias de resposta.

2. Se você quer saber o conhecimento de uma pessoa sobre algo, não confie apenas na
autoavaliação que ela fará. Use de uma pergunta de controle – ela deve medir o real
conhecimento do individuo.

Ex: 1ª pergunta - O quanto você conhece da França (sendo 0 nada e 5 conheço


totalmente)?

2ª pergunta – Cite 5 cidades francesas. (pergunta de controle)

2. Ao usar de escalas, nunca coloque valores ímpares de alternativa. As pessoas indecisas


tendem a votar na média. E também busque esclarecer o que indica cada valor.

Ex: O quanto você conhece da França (sendo 0 nada e 5 conheço totalmente)?

3. É sempre interessante ter uma alternativa que seja nenhuma das opções anteriores.
Afinal, não conseguimos cobrir todas as possibilidades de reposta. E de preferência deixe a
pessoa escrever o que ela teria marcado. Já que se houver uma repetição dessa resposta
ela pode se tornar relevante.

4. Questionários não devem ser longos. Não há um tamanho ideal, mas pense que quanto
maior ele for, menor a chance de seus entrevistados respondê-los até o fim.

5. Se a resposta de uma pergunta deve ser x para que a pessoa continue respondendo o
questionário. Caso ela dê uma resposta diferente, já a direcione para o fim do questionário.
Isso é bom para diminuir o risco de ter respostas errôneas ou que simplesmente não lhe
são úteis.

4
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

Ex: Na pergunta “você consome b ebida alcoólica?”, a pessoa responde não. A


próxima pergunta é “qual tipo de bebida alcoólica é a sua favorita?”, quem respondeu não
na questão anterior pode se sentir confusa, marcar qualquer coisa ou até abandonar o
questionário.

6. Tenha uma visão ampla sobre quem irá responder seu questionário, não deixe suas pré
concepções o influenciarem. Por exemplo, se eu quero confirmar que os possíveis usuários
da Hops são jovens entre 20 e 30 anos, eu devo ter uma questão que pergunte a idade do
entrevistado. E depois cruzar esse dado com os que vierem das perguntas de quem usa
aplicativo de celular para pedir comida/bebida e quem consome bebida alcoólica. Assim é
possível verificar se, de fato, o público alvo são esses jovens, ou mesmo descobrir que as
pessoas que mais usam aplicativo como iFood e consomem bebida alcoólica são de outro
grupo, adultos entre 30 e 40 anos, por exemplo.

7. Seja o mais claro possível! As pessoas costumam errar coisas que aparentam ser óbvias.

_Rodando o questionário
Agora que o questionário está pronto, deve-se decidir como compartilhá-lo. Se você
simplesmente precisa de um grande número de respostas, publicar no seu facebook é uma
opção, mas provavelmente seus resultados serão bem enviesados. Isso não impede que
você use desse recurso, porém tente ao máximo diversificar o público que irá responder.

Quem irá responder seu formulário é uma amostra do grupo que você quer
conhecer(população), e para que os resultados sejam válidos, a primeira deve ser uma boa
referência da segunda. É por isso que se você quer dados que reflitam a realidade de toda
a Belo Horizonte, respostas que venham apenas da sua faculdade são complicadas, já que
elas não refletem a sua população.

Um ponto relevante é com relação ao número de pessoas que você deve entrevistar. Claro
que quanto mais, melhor, mas isso nem sempre é necessário. Existem fórmulas que te
ajudam a calcular quantos entrevistados são precisos para a sua amostra representar a
população em análise. E por último, é extremamente relevante que as pessoas
selecionadas sejam aleatoriamente selecionadas, para que seus resultados se mantenham
imparciais.

Ex: Se minha população são alunos de engenharia da UFMG, eu descubro o número


total deles, calculo o tamanho da amostra e o ideal seria criar uma lista no Excel com todos
eles e solicitar que o software faça o sorteio. Se não for possível, eu tenho que pelo menos
tentar garantir que qualquer aluno de engenharia da UFMG tenha a chance de ser
entrevistado por mim. Não posso, por exemplo, decidir entrevistar apenas alunas de
Engenharia Civil.

5
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

_Como apresentar e analisar os dados do questionário


Se você já sabia no momento de elaboração do questionário, o porquê de se fazer cada
pergunta, ou seja, o que se queria extrair de cada uma delas, a análise fica mais fácil. Cabe
a você contabilizar o número de respostas para cada alternativa (se variável quantitativa) e
fazer uma comparação entre esses valores. Busque deixar o mais visual possível a
apresentação dos dados – os gráficos são a melhor opção, em geral.

Além da análise de cada pergunta separadamente, pode ser ainda mais interessante o
cruzamento dos dados extraídos de mais de uma questão. A ideia é que mesmo antes de
ter os dados, você saiba quais dados faz sentido cruzar e o que você quer ver com esse
cruzamento. Este pode ser feito através de softwares, como o próprio Google Forms e o
Qualtrics. Se você quer saber mais sobre o funcionamento do Qualtrics, dá uma olhada no
arquivo “breve explicação sobre o Qualtrics ” que se encontra na pasta questionários
(ctit consultoria > diretorias e gerências > gerência de conhecimento > pastas do portfólio >
estudo de viabilidade comercial > questionários). Existem também mecanismos estatísticos
que medem se há uma correlação ou não entre variáveis. Um deles é o teste qui-quadrado
de Pearson, que é possível de ser feito po certos programas, como o próprio Excel.

Se você irá fazer uma análise baseada em sua própria interpretação a partir do cruzamento
dos dados ou se irá recorrer a mecanismos estatísticos mais específicos como o teste Qui-
quadrado (tem indicações de vídeos que o explicam um pouco melhor na próxima seção),
depende do quanto o grau de certeza nos resultados é relevante para você, da sua
expertise sobre essas ferramentas e se, de fato, os cruzamentos feitos, ainda exigem uma
maior confirmação da correlação que aparenta existir.

Após ter apresentado os dados em forma de gráficos, ter feito os cruzamentos necessários
e também tornado visual os seus resultados, cabe a você fazer uma análise desses
resultados. E a partir disso trazer possíveis explicações e até propostas do que pode ser
feito a partir dessas informações.

Por exemplo: os dados te indicam que das pessoas que levam seus animais para
tomar banho em Pet Shop, 90% são mulheres, e ao cruzar o dado de gênero com o de
idade, percebeu-se que 80% dessas mulheres são mães. Como essa pesquisa estava
sendo feita para ajudar o empreendedor com estratégias de marketing, a partir dessas
informações é possível sugerir que ele direcione suas ações para esse público. Por
exemplo, com divulgação na porta de escolas ou fazendo uma parceria com outra empresa
que atenda o mesmo público, como salão de beleza.

Toda a pesquisa é feita para responder certas perguntas e, delas conseguir se chegar a
certas possibilidades de atuação. Os dados são a validação de que aquilo que está sendo
sugerido pela consultoria faz sentido.

_Sites e Ferramentas que podem te ajudar

6
_ Manual: Como realizar um questionário: criação,
divulgação e análise

Qualtrics - cria formulários, organiza os resultados colhidos e faz o cruzamento entre eles.
Gratuito. Disponível em: < https://www.qualtrics.com/>

Google forms - cria formulários, organiza os resultados colhidos e faz o cruzamento entre
eles. Gratuito. Disponível em: <https://www.google.com/intl/pt-BR/forms/about/>

Excel – organização e análise de dados já coletados, inclui ferramentas estatísticas mais


elaboradas. Gratuito.

Software R – faz a organização e análise de dados já coletados, inclui ferramentas


estatísticas mais elaboradas. É um pouco mais complicado de mexer. Gratuito.

Software Minitab - faz a organização e análise de dados já coletados, inclui ferramentas


estatísticas mais elaboradas. É um pouco mais complicado de mexer.Gratuito por 1 mês
após baixado.

Explicação de como usar o teste qui-quadrado. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=VOqD1Vipex4> ou
<https://www.youtube.com/watch?v=qKQuCYkt3BI>

Uma das maneiras de calcular o tamanho da amostra. Gratuito. Disponível em:


http://www.publicacoesdeturismo.com.br/calculoamostral/

Exemplo de uma pesquisa completa – Disponível na pasta questionários (ctit consultoria


> diretorias e gerências > gerência de conhecimento > pastas do portfólio > estudo de
viabilidade comercial > questionários)

_Referências Bibliográficas

SANTOS, Onofre Dos. Metodologia: o caminho e os meios para se realizar a


pesquisa: Estrutura de Perguntas. 13-20 de jan de 2017. Notas de Aula.

SIMÕES, Ana Flávia et al. A produção cinematográfica como meio de difusão de


conhecimento das culturas por ela retratadas. 2017.

Você também pode gostar