Você está na página 1de 4

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS – CEFET-MG

Departamento de Química – Setor de Química Inorgânica


1ª Lista de Exercícios – Química Geral e Inorgânica
Prof.ª Diana Quintão Lima

Questão 01. Construa uma tabela que compile o desenvolvimento dos modelos atômicos. Nesta tabela
coloque a necessidade da criação do modelo, o que ele trouxe de novidade para o átomo e suas
limitações.

Modelo Necessidade de criação Novidade p/ o átomo Limitações


Dalton Explicar a natureza da Átomo como esfera Não explicava o que eram as
“Bola de matéria. indivisível, sem carga e partículas no feixe de raios
Bilhar” como unidade fundamental catódicos.
da matéria (Retomou-se a
idéia de Demócrito, mas
com base em experimentos
de medida de massa).
Thomson Explicar os raios catódicos Presença de carga elétrica Não explicava o
“Pudim de (átomo divisível). Composto ricocheteamento da radiação
Ameixa” por uma partícula ainda alfa.
menor, o elétron
Rutherford Explicar o ricocheteamento Natureza nuclear do átomo. Partículas carregadas
“Sistema da radiação alfa. Elétrons em movimento ao eletricamente em movimento
Planetário” redor do núcleo, em órbitas deveriam perder energia e
elípticas como os planetas colidir com o núcleo.
ao redor do sol.
Bohr Explicar o espectro de linhas Elétrons em órbitas de • Só explica o espectro de H.
para a luz emitida pelos energia permitida. Apenas • Elétrons descritos como
átomos excitados. transições específicas de partículas apenas.
energia eram permitidas. E
= h. Quantização da
energia.
Mecânica • Explicar o comportamento • Elétrons descritos por 4 • Incerteza – probabilidades
Quântica ondulatório da matéria. números quânticos: n, l, na determinação da posição
• Princípio da Incerteza. ml e ms. do elétron
Impossível determinar, • 2 – região de maior
simultaneamente, a probabilidade de
posição e a energia do encontrar o elétron.
elétron.

Questão 02. Quais são a energia e o comprimento de onda de um fóton emitido por um átomo de
hidrogênio ao sofrer uma transição direta de um estado excitado com n = 10 para o estado fundamental?
Localize essa radiação no espectro eletromagnético.

Energia ( E ) = -2,16 x 10-18 J


Comprimento de onda (  ) = 9,21x 10-8 m (Região do ultravioleta)
Questão 03. Leia cada uma das afirmativas apresentadas abaixo e indique aquelas que são verdadeiras e
falsas. Justifique aquelas que considerar falsas.

( V ) Um elétron, quando se movimenta ao longo de uma órbita quanticamente permitida, não irradia
energia, encontrando-se, conforme Bohr, em estado estacionário.
( F ) A luz branca é essencialmente monocromática, isto é, formada por um só tipo de radiação, de
comprimento e frequência bem definidos.
( V ) Em conformidade com o modelo atômico de Bohr, a energia do elétron em um átomo é quantizada,
isto é, restrita a certos e determinados valores.
( F ) Os elétrons, segundo o modelo atômico de Bohr, estão continuamente mudando de órbitas circulares
bem definidas ao redor do núcleo, exceto para os elétrons externos que descrevem órbitas elípticas.
( V ) A energia do elétron, em uma órbita permitida no n-ésimo nível, depende do valor de n de acordo com
o modelo atômico proposto por Bohr.

Questão 04. Considere o íon Ca19+ com o seu elétron no 5º estado excitado. (a) Calcule o menor
comprimento de onda que poderia ser emitido quando o elétron do Ca19+ sofre uma transição para um nível
de energia mais baixo. (b) Suponha que a mesma transição descrita no item (a) ocorra em um átomo de
hidrogênio. O comprimento de onda da radiação emitida seria maior, menor ou igual àquele observado no
item (a)? Explique brevemente o porquê.

Fórmulas necessárias para o cálculo de energias do elétron em átomos hidrogenóides (Fórmula


geral de Bohr):

• E = - (Z2)(2,18 x 10-18J)(1/n2) ;
• 1/ = Z2 RH [1/nf2 – 1/ni2]
Z = carga nuclear, n = número da camada,  = comprimento de onda e RH = constante de Rydberg

(a)  = 2,34 x 10 -10 m

(b) Maior.

(c) Para o átomo de H, Z = 1, logo, ao substituir o valor na segunda equação, o produto será menor e ao
multiplicar invertendo para achar ,  será um número maior.

Questão 05. Explique por que as energias dos níveis de Bohr não podem ser utilizadas para um átomo
polietrônico. Quais os parâmetros necessários para se comparar as energias dos elétrons no átomo? Por
que, dentro de uma mesma camada, há possibilidade de se encontrar elétrons com diferentes energias?

Não levam em consideração a repulsão elétron-elétron presente em sistemas polieletrônicos. Os


parâmetros para se comparar as energias dos elétrons no átomo são: n, l. Porque a camada é descrita
apenas por n e existem n subníveis de energia dentro de cada nível (camada) descritos por n + l. A forma
do orbital também influencia na energia do elétron.

Questão 06. Apresente a configuração eletrônica para cada uma das espécies abaixo e as classifique
como paramagnética ou diamagnética.

a) Co2+ e Ca2+

Co2+ = [Ar] 3d7 - paramagnético

Ca2+ = [Ar] = [Ne] 3s2 3p6 - diamagnético


b) Ar e Cu2+

Ar = [Ne] 3s2 3p6 - diamagnético


Cu2+ = [Ar] 3d9 - paramagnético

c) Mn2+ e N3‒
Mn2+= [Ar] 3d5 - paramagnético
N3- = [He] 2s2 - diamagnético

Questão 07. Considere as equações abaixo que representam a ionização de duas espécies.

Equação 1: H(g) → H+(g) + e- EI = 13,598 eV


Equação 2: He+(g) → He2+(g) + e- EI = 54,418 eV

JUSTIFIQUE a diferença observada nos valores da energia de ionização (EI).

Mesmo número de elétrons, porém carga nuclear maior (Zef maior), força de atração maior, e energia
necessária par vencer essa atração é maior.

Questão 08. Observe o desenho que mostra representações em escala de algumas espécies químicas
monoatômicas.

Leia as afirmativas abaixo e indique aquelas que considerar falsas ou verdadeiras.

( F ) O raio do Br- é maior do que o de Kr e o de Rb+, porque Br- é a espécie que tem mais camadas
eletrônicas ocupadas.
( V ) O raio do Cl- é maior do que o de Ar e o de K+, porque o núcleo de Cl- é de menor carga positiva.
( F) O raio do F- é maior do que o de Ne e o de Na+, porque F- é a espécie que tem menos elétrons.
( F ) O raio de F- é menor do que o de Cl- e o de Br-, porque F- é a espécie com o núcleo de menor raio.
( F) O raio de Ne é menor do que o de Ar e o de Kr, porque Ne tem a menor repulsão entre os elétrons da
última camada.
Questão 09. Considere a seguinte tabela de energias de ionização (kJ mol‒1). As letras não representam
símbolos químicos dos elementos.

Elemento 1ª EI 2ª EI 3ª EI 4ª EI 5ª EI
A 496 4562 6910 9543 13354
B 738 1451 7733 10541 13629
C 789 1577 3232 4356 16091
D 419 3052 4420 5877 7975
E 1140 2100 3500 4560 5760

a) Qual destes elementos tem maior tendência para formar um cátion 4+? Justifique sua resposta.

C, pois o salto maior no valor da 5ª EI indica a remoção de um elétron em um nível mais interno do
átomo.

b) Qual par de elementos deve pertencer ao mesmo grupo na classificação periódica? Nesse par, qual
tem maior Z? Justifique sua resposta.

A e D.
D, pois a primeira energia de ionização é menor, logo, o elétron está em um nível mais externo,
mais fácil de ser retirado. Assim, D possui um raio maior e portanto número atômico (Z) maior.

Questão 10. A afinidade eletrônica (AE) é definida como a energia liberada quando um elétron é
adicionado a um átomo na fase gasosa, em seu estado fundamental. Com base nos valores de AE,
apresentados no Quadro 1 abaixo, explique:

Quadro 1. Afinidade eletrônica (em eV) para os elementos do 2º período da tabela periódica
Elemento Na Mg Al Si P S Cl Ar
AE (eV) ‒ 0,548 - ‒ 0,433 ‒ 1,39 ‒ 0,747 ‒ 2,08 ‒ 3,61 -
Raio atômico (pm) 154 160 143 117 110 104 99 174

a) POR QUE o alumínio tem menor AE que o sódio?

Porque o alumínio teria o elétron extra entrando em um subnível de maior energia, o que é menos
favorecido.

b) POR QUE o silício (Si) tem maior AE que o fósforo (P)?

Porque está em um estado de maior estabilidade com os orbitais semi-preenchidos, logo menor
afinidade eletrônica.

Questão 11. As afirmativas abaixo foram feitas considerando-se um átomo multieletrônico. Leia cada uma
delas e julgue-as como verdadeiras (V) ou falsas (F).

( F ) A carga nuclear efetiva (Zef) de um elétron no subnível 1s é igual à Zef de um elétron no subnível 2s.
( F ) Um elétron de um subnível 2s tem a mesma energia que um elétron de um subnível 2p.
( F ) Elétrons com l = 2 são mais efetivos na blindagem do que os elétrons com l = 1.
( V ) Os elétrons de um orbital s são mais efetivos em blindar da carga nuclear os elétrons de outros
orbitais.
( F ) A carga nuclear efetiva (Zef) de um elétron em um orbital p é menor do que a Zef de um elétron em
um orbital s do mesmo nível de energia.

Você também pode gostar