Você está na página 1de 8

Filosofia: um jeito de pensar

AULA 1 Os filósofos afirmam que pensar é característica específica do ser humano.


Pensamos 24 horas por dia, até quando dormimos, considerando que há vários
modos de pensar. Mas o que é pensar? E o que é o pensamento filosófico? O
jeito de pensar que caracteriza a Filosofia pode ajudar o homem a ser mais
consciente?

A sabedoria de fazer perguntas


“Minha filha me fez uma pergunta ‘o que é pensar?’ Disse-me que esta era uma per-
gunta que o professor de Filosofia havia proposto à classe. Pelo que dou os parabéns ao
professor. Primeiro por ter ido diretamente à questão essencial. Segundo, por ter tido a
sabedoria de fazer a pergunta, sem dar a resposta. (...) Não existe nada mais fatal para o
pensamento do que o ensino das respostas certas. Para isso existem as escolas: não para
ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As respostas nos permitem andar
sobre a terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconheci-
do.” (Rubem Alves)

A força dos pensamentos e da imagem!

O pensador, escultura de bronze do francês Auguste Rodin (1840-1917), expressa a síntese da força física e
mental na robustez da postura. A obra de arte é considerada uma das imagens simbólicas da Filosofia.

Segundo René Descartes (1596-1650), filósofo de grande importância na história do


pensamento, “a essência do homem é pensar”. Por isso dizia: “Sou uma coisa que pensa,
isto é, que duvida, que afirma, que ignora, que ama, que odeia, que quer e não quer, que
também imagina e que sente”. Logo, quem pensa é consciente de sua existência, “penso,
logo existo”.
Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pensamento. Acesso em: 10.02.2012.

Filosofia 1 - Aula 1 5 Instituto Universal Brasileiro


O conceito de Filosofia
O exercício da reflexão Desde a Antiguidade grega, muitas ques-
tões eram levantadas e discutidas. Algumas
ainda hoje são tão ou mais instigantes. Um
exemplo a ser citado é o antigo pensamento
socrático que diz: “Conhece-te a ti mesmo”,
capaz de atualmente agitar o pensamento,
suscitar discussões e levar a divagações. Fi-
losofia, todavia, é um pensar diferente, é o
exercício, por excelência, da indagação e do
questionamento, mas não um questionamen-
to qualquer.

Filosofia. Pela definição


etimológica em grego,
Philo quer dizer amor e
Sophia, sabedoria. Atu-
almente refere-se à disci-
Símbolo da Filosofia plina, ou área de estudos,

Quantas vezes já nos fizemos perguntas que desenvolve a investigação, a argu-


para as quais não conseguimos encontrar mentação, a análise, a discussão e a re-
respostas? Com certeza, você já se questio- flexão sobre o homem, o ser e o mundo.
nou: “Quem sou eu realmente? Por que estou
aqui? O que devo escolher? O que é certo e
errado?” O que caracteriza o
Se você já se fez uma dessas perguntas, já
pensamento filosófico?
refletiu sobre essas questões, então, você está
a caminho do jeito de pensar filosófico. Isso por- O pensamento filosófico é fruto da necessi-
que a Filosofia ensina a pensar sobre questões dade de se conhecer e compreender a realidade
individuais e coletivas, refletir sobre a própria em seus múltiplos aspectos, estabelecendo rela-
existência e sobre o mundo, questionar sobre as ções e explicações sobre o próprio ato de pen-
relações com o mundo, com os outros e com o sar. É um pensamento que revoluciona a forma
desconhecido. de pensar sobre nós mesmos, sobre os outros e
Neste sentido, estudar Filosofia ajuda a sobre a nossa relação com o mundo, recriando
desenvolver a consciência no plano individual conceitos à luz de uma reflexão filosófica. O que
e coletivo, ampliar a capacidade de perceber caracteriza o pensamento filosófico é a reflexão
as relações com o mundo e estimular o exer- profunda, feita segundo métodos específicos
cício da reflexão e da crítica diante de ques- que permitem uma análise contextualizada.
tões individuais e sociais.
Pensamento Filosófico


O que é Filosofia?
Reflexão profunda


Podemos dizer que Filosofia nos reme-
te a ideia de “amor ao saber”. Porém a defi- Métodos específicos


nição, por si só, não explica a complexidade
desse conceito, que, ao longo dos tempos, Análise contextualizada
teve diversos significados.
Filosofia 1 - Aula 1 6 Instituto Universal Brasileiro
Importância da consciência crítica
A Filosofia é uma reflexão crítica acerca
da realidade, que faz com que o pensamen-
to se volte sobre si mesmo e sobre o mundo,
considerando todos os aspectos, todos os la-
dos de uma questão, superando visões e pen-
samentos superficiais. Filosofia e Natureza
O estudo filosófico aborda questões di-
fíceis como a consciência que um cidadão O professor Amós Nascimento da
precisa ter para tornar melhor a sociedade em Universidade de Washington, em Seatt-
que vive, sendo capaz de discernir e pensar le, Estados Unidos, faz um breve resgate
crítica e eticamente sobre alguns valores mo- histórico sobre o pensamento que rela-
rais, e não ser, apenas, mais um cumpridor ciona meio ambiente e Filosofia.
inconsciente de deveres.
A Filosofia é uma maneira de amar a “Pode-se dizer que a Filosofia Am-
vida, tomando-a em suas próprias mãos, se- biental é algo recente, mas seus temas
guindo seu modo de pensar. Assim, pode-se são parte do milenar repertório filosófico,
refletir sobre diversas ideias: o que se co- incluindo questões de ciência (saber),
nhece do passado, do presente; pessoas e ética (ação correta), estética (percepção)
seus pensamentos e ações; o que conhece- e política”.
mos, o que existe no mundo; e ainda sobre Disponível em: http://pagina22.com.br/index.
ideias abstratas, ou que não conseguimos php/2010/05/filosofiae-natureza/.
ver, mas que sabemos que existem; e, final- Acesso em: 17.02.2012
mente, podemos refletir sobre o ato de pen-
sar, de refletir. Essa modalidade da Filosofia trata
das relações entre o homem e o meio am-
biente, propondo reflexões sobre ques-
Filosofia é a ciência da reflexão tionamentos importantes como: Qual é o
crítica a respeito do conhecimento, relacionamento entre o homem e a natu-
do mundo e da ação. Ajuda a pensar reza? Qual é o nosso papel na questão
e a entender as transformações do ambiental? Qual a responsabilidade do
mundo e as coisas que nos cercam. cidadão nos problemas ambientais?

Última mensagem no blog de Saramago lamenta a falta da Filosofia na sociedade

A última mensagem deixada no blog do grande escritor, crítico e ensaísta português José
Saramago (1922–2010) destaca que a ausência de Filosofia na sociedade traz como consequência
a falta de ideias e do poder reflexivo que diferencia o homem dos outros animais. “Acho que na
sociedade atual nos falta Filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de reflexão, que pode não
ter um objetivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objetivos. Falta-nos refle-
xão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, não vamos a parte
nenhuma.”

 Disponível em: http://www.atarde.com.br/cultura/noticia.jsf?id=3946257. Acesso em: 17.02.2012. Texto adaptado.

Filosofia 1 - Aula 1 7 Instituto Universal Brasileiro


Origem do pensamento filosófico
Contexto histórico estética etc., bem como em uma teoria da edu-
cação e da existência do homem na sociedade.
Quando pensamos em Filosofia, pen- Assim, na polis grega surge um pensa-
samos na Grécia. Isso porque a Filosofia oci- mento de reflexão crítica voltado ao indivíduo
dental tem origem grega e, embora existissem e a sua vida no espaço público. Com o exer-
pensadores de outros países, ou civilizações, cício da democracia, as relações hierárquicas
o berço da Filosofia é a Grécia. passaram a ser contestadas pela ideia de iso-
nomia dos cidadãos que vivenciaram, então,
mudanças tanto na percepção da realidade
como na maneira de pensar e elaborar as
questões.

Texto para reflexão


Filosofia e democracia são correntes
de pensamento interdependentes na Gré-
cia Clássica. O exercício da democracia
abre as portas para o desenvolvimento da
Filosofia.

Na Antiguidade, as comunidades gregas


formavam alguns grupamentos político-so- Democracia. Deriva do grego demokráteia
ciais que se chamavam poleis (“cidades” – no que significa “governo do povo”. Pode ser exercida
plural). Entre o fim do século VII e o início de como democracia direta (voto direto) ou democra-
VI a.C., em algumas destas cidades, começa- cia representativa (voto em representantes).
ram a surgir movimentos em defesa da demo-
cracia, debates públicos sobre o bem comum Trata-se de um regime que pode ter uma
da polis (“cidade” – no singular) e sobre as re- forma direta, por meio do povo, ou indireta, por
lações comerciais da época, além de grupos meio de representantes eleitos. Há regimes
de teatro, denominados tragédia e comédia. democráticos em sistemas presidencialista,
parlamentarista, republicano ou monárquico.
Filosofia grega
A distinção mais importante é feita entre:
O comércio com a Bacia do Mediterrâ-
neo criou fortes laços entre os gregos e os an- • democracia direta, também chamada de
tigos orientais, levando alguns a pensar que a democracia pura, em que o povo expressa suas
Filosofia grega seria uma transformação das opiniões de modo direto, sem intermediários;
bases orientais. Porém, a origem da Filosofia • democracia representativa, também
grega está associada às diversas transforma- denominada democracia indireta, em que o
ções na sociedade e no pensamento grego povo se expressa por meio de eleições de re-
com ênfase no indivíduo e em sua reflexão presentantes que tomam decisões em nome
sobre o mundo, transformando-se, posterior- de seus eleitores.
mente, em uma reflexão sobre política, ética,
Filosofia 1 - Aula 1 8 Instituto Universal Brasileiro
Leia o texto resumido e adaptado da brasileira Marilena Chaui, filósofa e histo-
riadora de filosofia, autora de vários livros, dentre eles “Convite à Filosofia” (1994) e
“Introdução à história da Filosofia” (2002). A autora destaca a diferença entre a demo-
cracia grega e a democracia atual. Aponta ainda a Filosofia como opção necessária à
formação do cidadão.

O surgimento da democracia
Atenas era, sem dúvida, a cidade mais influente da Grécia. Se hoje pensarmos
nas maiores colaborações que Atenas nos deixou, não podemos deixar de citar a
sua importância cultural. Lá, foram desenvolvidas artes como o teatro, a Filosofia e a
arquitetura.
A guerra política fez com que a sabedoria do uso das palavras para argumentar um
ponto de vista se tornasse algo indispensável a todos os cidadãos atenienses. Todos se
sentiam na obrigação de conseguir falar bem em público. Segundo Kerferd, “o poder de
expressar as ideias de uma forma clara e susceptível de persuadir uma audiência era
considerado uma arte que precisava ser aprendida e ensinada”.
A partir da democracia criou-se uma tradição democrática constituída de três
direitos fundamentais que a partir daquele momento definiriam o conceito de cidadão:
igualdade, liberdade e participação no poder. Igualdade significava: perante as leis e
os costumes da polis, todos os cidadãos possuem os mesmos direitos e devem ser
tratados da mesma maneira. Liberdade e participação no poder: todo cidadão tem o
direito de expor em público seus interesses e suas opiniões, vê-los debatidos pelos
demais e aprovados ou rejeitados pela maioria, devendo acatar a decisão tomada pu-
blicamente.
A democracia ateniense era direta, “governo do povo, pelo povo e para o povo”.
A moderna é representativa, sendo o direito à participação no poder indireto, atra-
vés da escolha de representantes.
A democracia grega possuía, entre outras, duas características importantes para
o futuro da Filosofia. Em primeiro lugar, a democracia afirmava a igualdade de todos os
homens adultos perante as leis e o direito de todos de participar diretamente do governo
da cidade, da polis. Em segundo lugar, e como consequência, a democracia, sendo direta
e não por eleição de representantes, garantia a todos a participação no governo, e os
que dele participavam tinham o direito de exprimir, discutir e defender em público suas
opiniões sobre as decisões que a cidade deveria tomar. Surgia, assim, a figura política
do cidadão.
Para conseguir que a sua opinião fosse aceita nas assembleias, o cidadão precisava
saber falar e ser capaz de persuadir. Com isso, uma mudança profunda vai ocorrer na
educação grega. Quando não havia democracia, o padrão de educação, sustentado pelos
poetas, era próprio dos aristocratas. Quando, porém, a democracia se instala, o poder
vai sendo retirado dos aristocratas e o ideal educativo ou pedagógico também vai sendo
substituído e passa a ser a formação do cidadão.
Ora, qual é o momento em que o cidadão mais exerce sua cidadania? Quando opina,
discute, delibera e vota nas assembleias. Assim, a nova educação estabelece como pa-
drão ideal a formação do bom orador, isto é, aquele que saiba falar em público e persuadir
os outros na política. Para dar aos jovens essa educação, substituindo a educação antiga
dos poetas, surgiram, na Grécia, os sofistas, que são os primeiros filósofos do período
socrático.

Disponível em: http://ensinandofilosofia.bem-vindo.net/sites/default/files/Surgimento%20da%20Democracia.pdf.


Acesso em: 16-02-2012. Texto adaptado.

Filosofia 1 - Aula 1 9 Instituto Universal Brasileiro


Isonomia O conceito de Filosofia
• A palavra isonomia vem do grego iso Importância da consciência críti-
que significa “igual” + nomos que quer dizer ca. Proximidade com o pensar filosófico,
“lei”, portanto, literalmente, “lei da igualdade”. a partir da reflexão e do questionamen-
• A isonomia é um dos princípios da to sobre a própria existência e sobre o
democracia grega que garante a igualda- mundo.
de de “todos, sem distinção de qualquer
natureza”. E se estende tanto à igualdade O que é Filosofia? Etimologicamen-
de acesso a cargos políticos (isocracia) te, remete a ideia de “amor ao saber”. Po-
como à igualdade de manifestar opiniões rém, a definição deste conceito ao longo do
com liberdade (isegoria). tempo amplia seu significado.

Pensamento filosófico. O que o ca-


racteriza é a reflexão profunda, feita se-
gundo métodos específicos que permitem
uma análise contextualizada.

O princípio da isonomia é super atual Origem do pensamento filosófico


O princípio da isonomia, ou da igualda- Contexto histórico. A Filosofia oci-
de, está consagrado no artigo 5º da Consti- dental tem origem grega e, embora exis-
tuição Federal Brasileira: “Todos são iguais tissem pensadores de outros países, ou ci-
perante a lei, sem distinção de qualquer na- vilizações, o berço da Filosofia é a Grécia.
tureza.” O princípio também pode ser identi-
ficado em outros dispositivos constitucionais Filosofia grega. A origem da Filosofia
como a igualdade racial; a igualdade entre grega está associada às diversas transfor-
os sexos; a igualdade de credo religioso e mações na sociedade e no pensamento
a igualdade trabalhista. A isonomia também grego, com ênfase no indivíduo e sua refle-
deve ser efetiva em relação à igualdade pe- xão crítica no espaço público, a polis grega.
rante a lei. Inclusive, a base constitucional
para a atribuição do Ministério Público na Democracia grega. Era direta, “go-
defesa das pessoas portadoras de necessi- verno do povo, pelo povo e para o povo”,
dades especiais é o princípio da igualdade. com princípios centrados na igualdade e
na liberdade de expressão dos cidadãos,
prática que propicia o surgimento da Filo-
sofia.

Democracia moderna. É represen-


tativa, em que o direito à participação no
poder tornou-se indireto pela escolha de
representantes. O princípio da isonomia,
ou da igualdade, está presente também na
atualidade.

Filosofia 1 - Aula 1 10 Instituto Universal Brasileiro


4. Identifique com (V) as afirmati-
vas verdadeiras e com (F) as falsas. Em
seguida escolha a alternativa correspon-
dente.

1. (Enade 2008. Adaptada) “Sou ( ) A Grécia é considerada o berço


uma coisa que pensa, isto é, que duvi- da Filosofia, embora existam pensadores
da, que afirma, que ignora, que ama, que de outras civilizações.
odeia, que quer e não quer, que também
imagina e que sente.” Nesse trecho, po- ( ) A democracia tem origem na
demos afirmar que o filósofo René Des- polis grega e seus princípios ressaltam a
cartes trata: igualdade.

a) ( ) da investigação dos conteúdos a) ( ) V F


mentais. b) ( ) F F
b) ( ) das modalidades do pensar. c) ( ) V V
c) ( ) das reflexões filosóficas sobre d) ( ) F V
Deus.
d) ( ) da investigação da relação entre
os objetos. 5. Leia as afirmativas abaixo e assi-
nale a alternativa correta de acordo com a
conclusão do texto de Marilena Chaui sobre
2. Leia as seguintes informações a res- as diferenças entre a democracia grega e a
peito do conceito de Filosofia e assinale a al- moderna.
ternativa correta.
I – A democracia ateniense, na Grécia,
I – Pela definição etimológica, em era direta, “governo do povo, pelo povo e para
grego, Philo quer dizer “amor” e Sophia, o povo”.
“sabedoria”.
II – A democracia moderna é representa-
II – Atualmente, Filosofia é considera- tiva, em que o direito à participação do povo
da uma área de estudos que desenvolve a no poder se tornou indireto, por meio da esco-
investigação, a argumentação, a análise, a lha de representantes.
discussão e a reflexão sobre o homem, o ser
e o mundo. a) ( ) I e II estão corretas.
b) ( ) I está incorreta.
a) ( ) Somente a I está correta. c) ( ) I e II estão incorretas.
b) ( ) Somente a II está correta. d) ( ) II está incorreta.
c) ( ) I e II estão corretas.
d) ( ) I e II estão incorretas.
6. O princípio da isonomia, um dos
conceitos importantes da democracia grega,
3. O que caracteriza o pensamento filo- ainda pode ser observado em dispositivos
sófico? constitucionais na atualidade. Trata-se de um
princípio fundamentado na:
a) ( ) A reflexão profunda.
b) ( ) Métodos específicos. a) ( ) fraternidade.
c) ( ) Análise contextualizada. b) ( ) responsabilidade.
d) ( ) Todas as alternativas estão corre- c) ( ) igualdade.
tas e se completam. d) ( ) contextualidade.
Filosofia 1 - Aula 1 11 Instituto Universal Brasileiro
4. c) ( x ) V V

Comentário. A Grécia é considerada o


berço da Filosofia, e o nascimento da Filosofia
grega está associado às transformações na so-
1. b) ( x ) das modalidades do pensar. ciedade e no pensamento grego. Entre o fim do
século VII e o início de VI a.C., em algumas des-
Comentário. O filósofo Descartes se tas cidades-estado gregas começaram a surgir
autodefine como um ser que tem o exercí- movimentos em defesa da democracia, debates
cio do pensar. A expressão “isto é” tem uma públicos sobre o bem comum da polis. Os três
função explicativa: quer dizer “em outras pa- princípios da democracia grega tinham como re-
lavras”. Portanto, o filósofo apresenta o pen- ferência a igualdade para todos, sem distinção
sar e outras modalidades do pensar como de qualquer natureza, seja na vida política ou na
duvidar, afirmar, ignorar, amar, odiar, querer liberdade de expressão.
e não querer, e também imaginar e sentir.
Para os filósofos, uma das características 5. a) ( x ) I e II estão corretas.
marcantes do ser humano é a capacidade
de pensar. E há diferentes modalidades ou Comentário. O texto destaca dois as-
maneiras de pensar. pectos da democracia grega que são de gran-
de importância para a Filosofia. Primeiro, que a
2. c) ( x ) I e II estão corretas. democracia afirmava a igualdade de todos na
participação direta no governo da polis. Em se-
Comentário. A definição etimológica gundo lugar, o direito de expressar suas ideias
apresentada no texto sintetiza a origem gre- e opiniões. Como consequência deste direito, a
ga da palavra Filosofia, como a somatória educação passa a priorizar a formação do cida-
de dois radicais: Philo, que significa “amor”, dão, e surgem os primeiros filósofos chamados
e Sofia, que quer dizer “sabedoria”. Mas a sofistas. Na conclusão, a autora deixa claro
Filosofia como ciência passou por várias que a democracia ateniense era direta, “gover-
alterações, restrições e expansões em seu no do povo, pelo povo e para o povo”. Diferente
campo de ação. No século XX, a Filosofia se da democracia moderna, que é representativa,
tornou uma disciplina acadêmica e ganhou em que o direito à participação no poder se tor-
uma grande abrangência. É considerada nou indireto pela escolha de representantes.
uma área de estudos que desenvolve a in- Portanto, as duas afirmativas estão corretas.
vestigação, a argumentação, a discussão e
a reflexão sobre o homem, o ser e o mundo. 6. c) ( x ) igualdade.

3. d) ( x ) Todas as alternativas estão Comentário. O princípio da isonomia ga-


corretas e se completam. rante igualdade. “Todos são iguais, sem distinção
de qualquer natureza.” Esse é um dos princípios
Comentário. O que caracteriza o pen- da democracia grega que se eternizou em mui-
samento filosófico é a reflexão profunda tos governos democráticos atuais, como no Rei-
que deve ser feita segundo métodos es- no Unido e na França. O princípio da isonomia
pecíficos para análise contextualizada. também está consagrado na Constituição Fede-
Portanto, os três argumentos, citados nas ral Brasileira e se estende a outros dispositivos
alternativas a, b e c, estão corretos e se constitucionais como a igualdade racial; a igual-
complementam. O pensamento filosófico dade entre os sexos; a igualdade de credo religio-
deve superar visões e pensamentos su- so e a igualdade trabalhista. A isonomia também
perficiais e fazer uma reflexão criteriosa deve ser efetiva em relação à igualdade perante
que considere os múltiplos aspectos liga- a lei, inclusive como fundamento à acessibilidade
dos a uma determinada questão. dos portadores de necessidades especiais.
Filosofia 1 - Aula 1 12 Instituto Universal Brasileiro