Você está na página 1de 25

Evolução Humana

Aluno: ____________________________________________
Série: _________ Turma: _________ Data: ______

Questão 1

“Cientista americano demonstra que humanos e chimpanzés apresentam 99,4%


de semelhança em seu DNA, e reabre um debate da época de Charles Darwin.”
(Veja on-line. Disponível em http://veja.abril.com.br/280503/p_073.html.)

A manchete acima nos coloca diante de uma constatação de ordem filosófica:


que a espécie humana é mais próxima dos chimpanzés do que se poderia
imaginar. Tal resultado nos faz concluir que

A) o gorila é o ancestral do homem e do chimpanzé.


B) os chimpanzés e os humanos compartilham um ancestral comum.
C) a espécie humana evoluiu a partir dos chimpanzés.
D) os chimpanzés e gorilas são mais aparentados que chimpanzés e humanos.

Questão 2

“Quando os ancestrais humanos foram para as savanas africanas, passaram a


correr longas distâncias em pleno sol tropical. Os músculos em grande atividade
esquentam o corpo. Indivíduos com cérebro grande e maior número de
glândulas sudoríparas – e, consequentemente, menos pelos – estavam melhor
adaptados a esse ambiente.”
(Jablonski, Nina G. Galileu, out. de 2007).

Esse texto apresenta, em sua ideia central, informações que concordam com

A) a ideia da transmissão dos caracteres adquiridos e da recombinação gênica.


B) os conceitos de seleção natural e especiação.
C) os princípios da seleção natural e da recombinação gênica.
D) os conceitos de convergência adaptativa e caracteres adquiridos.

Questão 3

Observe o gráfico, que demonstra a evolução da variação do tamanho do crânio


em relação à massa corporal entre espécies de três grupos de hominoides:
Após observação, assinale a afirmativa INCORRETA:

a) No Homo houve, proporcionalmente, maior aumento percentual do crânio em


relação ao do corpo.
b) Os Australopitecos têm crânios menores para o tamanho de seus corpos do
que os macacos.
c) No Homo ocorreu maior aumento de crânio em relação ao corpo do que em
macacos e Australopitecos.
d) Em todos os três grupos, as espécies com crânios relativamente grandes
também têm corpos grandes.

Questão 4
AGUIAR, Raquel. Ciência Hoje on-line. maio 2002.

Foi proposto um novo modelo de evolução dos primatas elaborado por


matemáticos e biólogos. Nesse modelo o grupo de primatas pode ter tido origem
quando os dinossauros ainda habitavam a Terra, e não há 65 milhões de anos,
como é comumente aceito.

Examinando esta árvore evolutiva podemos dizer que a divergência entre os


macacos do Velho Mundo e o grupo dos grandes macacos e de humanos
ocorreu há aproximadamente

(A) 10 milhões de anos.


(B) 40 milhões de anos.
(C) 55 milhões de anos.
(D) 65 milhões de anos.
(E) 85 milhões de anos.

Questão 5

O assunto na aula de Biologia era a evolução do Homem. Foi apresentada aos


alunos uma árvore filogenética, igual à mostrada na ilustração, que relacionava
primatas atuais e seus ancestrais.
Após observar o material fornecido pelo professor, os alunos emitiram várias
opiniões, a saber:

I. os macacos antropoides (orangotango, gorila e chimpanzé e gibão) surgiram


na Terra mais ou menos contemporaneamente ao Homem.

II. alguns homens primitivos, hoje extintos, descendem dos macacos


antropoides.

III. na história evolutiva, os homens e os macacos antropoides tiveram um


ancestral comum.

IV. não existe relação de parentesco genético entre macacos antropoides e


homens.

Analisando a árvore filogenética, você pode concluir que:

(A) todas as afirmativas estão corretas.


(B) apenas as afirmativas I e III estão corretas.
(C) apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
(D) apenas a afirmativa II está correta.
(E) apenas a afirmativa IV está correta.

Questão 6

Há cerca de 40.000 anos, duas espécies do gênero Homo conviveram na área


que hoje corresponde à Europa: H. sapiens e H. neanderthalensis. Há cerca de
30.000 anos, os neandertais se extinguiram, e tornamo-nos a única espécie do
gênero.
No início de 2010, pesquisadores alemães anunciaram que, a partir de DNA
extraído de ossos fossilizados, foi possível sequenciar cerca de 60% do genoma
do neandertal. Ao comparar essas sequências com as sequências de
populações modernas do H. sapiens, os pesquisadores concluíram que de 1 a
4% do genoma dos europeus e asiáticos é constituído por DNA de neandertais.
Contudo, no genoma de populações africanas não há traços de DNA neandertal.
Isto significa que

(A) os H. sapiens, que teriam migrado da Europa e Ásia para a África, lá


chegando entrecruzaram com os H. neanderthalensis.

(B) os H. sapiens, que teriam migrado da África para a Europa, lá chegando


entrecruzaram com os H. neanderthalensis.

(C) o H. sapiens e o H. neanderthalensis não têm um ancestral em comum.

(D) a origem do H. sapiens foi na Europa, e não na África, como se pensava.

(E) a espécie H. sapiens surgiu independentemente na África, na Ásia e na


Europa.

Questão 7

A passagem do modo de vida caçador-coletor para um modo de vida mais


sedentário aconteceu há cerca de 12 mil anos e foi causada pela domesticação
de animais e de plantas. Com base nessa informação, é correto afirmar que

a) no início da domesticação, a espécie humana descobriu como induzir


mutações nas plantas para obter sementes com características desejáveis.

b) a produção de excedentes agrícolas permitiu a paulatina regressão do


trabalho, ou seja, a diminuição das intervenções humanas no meio natural com
fins produtivos.

c) a grande concentração de plantas cultivadas em um único lugar aumentou a


quantidade de alimentos, o que prejudicou o processo de sedentarização das
populações.

d) no processo de domesticação, sementes com características desejáveis pelos


seres humanos foram escolhidas para serem plantadas, num processo de
seleção artificial.

e) a chamada Revolução Neolítica permitiu o desenvolvimento da agricultura e


do pastoreio, garantindo a eliminação progressiva de relações sociais
escravistas.

Questão 8

À luz do conhecimento atual, observe a ilustração e aponte a alternativa que


melhor responde a pergunta: o homem é originário do macaco?

A) A espécie Homo sapiens se distingue de outros hominídeos e, portanto, não


se originou dos macacos, que são primatas.

B) Os gêneros Homo e Australopithecus representam o homem moderno e


conviveram na mesma época com os macacos; assim, não são seus
descendentes.

C) Chimpanzés são bípedes e parecidos morfologicamente com o homem;


portanto, os chimpanzés deram origem ao homem.

D) Os seres humanos e chimpanzés possuíam um ancestral em comum e


divergiram ao longo da evolução.

E) Os seres humanos e chimpanzés convergiram ao longo da evolução


desenvolvendo características análogas.

Questão 9

Darwin foi o primeiro a propor nossa relação de parentesco evolutivo com os


grandes macacos, incluindo definitivamente a espécie humana no Reino Animal
e, de certa forma, rebaixando-a do ponto mais alto da criação.

Nesse sentido, assinale o que for correto.


01) Os resultados das análises comparativas mostraram que, de fato, os
chimpanzés são mais semelhantes a nós, do ponto de vista molecular, que
qualquer outro ser vivo.

02) Os seres humanos fazem parte do Filo Chordata, Subfilo Vertebrata, Classe
Mammalia, Ordem Primata, Família Anthropoidea, Gênero Homo e Espécie
sapiens.

04) Os primatas desenvolveram, entre outros atributos, mãos dotadas de grande


mobilidade e flexibilidade. As suas mãos apresentam o primeiro dedo oponível,
funcionando como pinça para agarrar.

08) Um grande avanço, na passagem evolutiva de australopiteco para a espécie


humana atual, é o desenvolvimento do sistema nervoso e, consequentemente,
da inteligência.

16) Admite-se que o salto mais prodigioso da humanidade rumo ao


conhecimento tenha sido o desenvolvimento da fala, que ocorreu há cinco mil
anos. As gerações humanas passaram, desde então, a deixar, para as gerações
futuras, informações sobre seu modo de vida e suas realizações.

Questão 10

Os sete milhões de anos de história evolutiva humana são bem documentados.


Uma longa série de fósseis conhecidos narra as modificações que se sucederam
até o surgimento do homem moderno (Homo sapiens), há cerca de 150 mil
anos.

Sobre este assunto, assinale a alternativa correta.

a. O Homo sapiens surgiu no continente americano.


b. Os humanos pertencem à ordem dos carnívoros, classe dos mamíferos e filo
dos artrópodes.
c. São características importantes na evolução humana o polegar opositor e a
postura quadrúpede.
d. O parentesco próximo entre homens e chimpanzés fica evidenciado pela
grande semelhança do DNA das duas espécies.
e. O cérebro desenvolvido dos humanos não contribuiu para o uso de
ferramentas.

Questão 11

A figura a seguir mostra uma das possíveis filogenias de um dos grandes grupos
de primatas, os Ceropithecidae.
Com base na figura e no conhecimento acerca da filogenia do grupo, identifique
as afirmativas corretas:

I. O gorila, filogeneticamente, é mais próximo do chimpanzé e do homem que do


orangotango.
II. O homem, o chimpanzé e o gorila formam um grupo monofilético.
III. O gibão é o único representante do grupo que não possui o dedo oponível.
IV. O orangotango, o gorila e o chimpanzé formam um grupo parafilético.
V. O chimpanzé e o gibão apresentam glândulas mamárias como consequência
de homoplasia.

Questão 12

O princípio de Hardy-Weinberg tem sido utilizado pelos evolucionistas como uma


importante ferramenta para compreender as frequências gênicas nas
populações dos seres vivos. Sobre esse assunto, considere as afirmativas a
seguir.

0-0) A quantidade de indivíduos ou o isolamento reprodutivo de uma parte da


população não interferem no equilíbrio gênico.

1-1) Em uma população sob influência de processos evolutivos, tais como


migração e deriva gênica, as frequências de alelos nos descendentes
permanecem inalteradas.

2-2) Como são fenômenos raros, as mutações não provocam alteração nas
frequências de alelos de uma população com inúmeros tipos de cruzamentos
possíveis.

3-3) Na hipótese de prevalecerem na população cruzamentos entre indivíduos


com características fenotípicas vantajosas, a populção tende a permanecer em
equilíbrio gênico.

4-4) Supondo que as frequências dos alelos “A” e “a”, não ligados ao sexo,
numa população em equilíbrio gênico, sejam, respectivamente, “0,7” e “0,3”, a
probabilidade de se formar na população indivíduos “AA” é de 49 %.

Questão 13
O volume cerebral dos humanos aumentou em torno de 300% em relação ao de
seus antepassados pré-históricos e sua coluna vertebral adaptou-se a essa
modificação. A coluna vertebral do ser humano típico, ilustrada acima, pode ser
modelada por uma barra rígida de comprimento L, comforme mostrado.
Considerando essas informações, julgue os itens a seguir (certo ou errado).

• Na contração dos músculos eretores da espinha, o sarcômero torna-se mais


curto devido ao encurtamento das miofibrilas, que se encontram em seu interior.

• Sabendo-se que, durante a evolução, os seres humanos passaram a se


sustentar na posição ereta e que os músculos eretores da espinha realizam
força menor para manter o corpo ereto que para mantê-lo curvado, é correto
inferir que o menor gasto de energia pode ter contribuído para a boa adaptação
dos indivíduos eretos ao ambiente, que foram favoravelmente selecionados em
relação a hominídeos que se mantinham em posição mais curvada.

• O ser humano, cuja coluna vertebral está ilustrada na figura, possui sistema
nervoso dorsal, que é característico dos cordados.

Questão 14
O cérebro humano ficou maior ao longo do tempo e passou a exigir cada vez
mais energia. A figura apresenta, para um período de 4 milhões de anos de
evolução dos hominídeos até o surgimento do Homo sapiens atual, a relação
entre o tempo t, em milhões de anos, e a porcentagem p de energia gasta pelos
cérebros mostrados em relação à energia gasta pelos respectivos organismos
em repouso. A figura mostra, ainda, a evolução do volume V dos cérebros, em
cm3, nesse período.

Com base nessas informações, julgue os itens a seguir (certo ou errado).

• O crânio humano é uma estrutura formada a partir da mesoderme.

• Em relação aos seus organismos em repouso, a porcentagem de energia gasta


pelo cérebro do A. boisei era superior à do A. africanus.

Questão 15

Recentemente, pesquisadores do University College de Londres, analisando o


DNA de esqueletos de seres humanos que viveram na Europa no período
neolítico, mostraram que esses primeiros europeus não possuíam o gene da
lactase, enzima necessária à eficiente digestão do leite.

O surgimento, ao acaso, desse gene representou uma característica competitiva


altamente vantajosa para a espécie, aumentando sua frequência na população.
Essa hipótese é um exemplo da proposição transformista denominada:

(A) Mendelismo
(B) Criacionismo
(C) Lamarckismo
(D) Neodarwinismo

Questão 16

Sabendo que cada gameta contém apenas um alelo de cada gene e


considerando uma população em equilíbrio gênico, na qual as frequências dos
alelos dominante e recessivo não ligados ao sexo são, respectivamente, 0,6 e
0,4, é correto afirmar que

01) 50% dos gametas produzidos pelos membros da população serão


portadores do alelo dominante e 50% serão portadores do alelo recessivo.

02) a probabilidade de se formar um indivíduo homozigoto dominante na


população é 36%.

04) a probabilidade de se formar um indivíduo heterozigoto na população é 24%.

08) a probabilidade de se formar um indivíduo homozigoto recessivo na


população é 40%.

16) a expressão matemática da população, de acordo com o princípio de Hardy-


Weinberg, será 0,36 + 0,48 + 0,16 = 1.

Questão 17

A figura a seguir representa a idade geológica das principais espécies de


hominídeos, com base na datação de fósseis.
AMABIS, José M.; MARTHO, Gilberto R. Biologia em Contexto. 1. ed. São
Paulo: Moderna, 2013. p. 299. v. 2.

Com base na figura e nos conhecimentos atuais sobre a evolução humana, é


correto afirmar que:

(01) algumas espécies do gênero Australopithecus coexistiram com as primeiras


espécies do gênero Homo.
(02) o Homo sapiens sapiens não coexistiu com nenhuma outra espécie de
hominídeos.
(04) o Homo erectus foi a primeira espécie de hominídeos que adquiriu a postura
bípede.
(08) um evento aceito cientificamente sobre a evolução humana foi a dispersão
do Homo sapiens sapiens a partir da África.
(16) a espécie de hominídeos que existiu por maior período foi a
Australopithecus afarensis.
(32) o Homo erectus surgiu anteriormente ao Australopithecus (Homo) habilis.
(64) a postura bípede possibilitou maior liberdade de locomoção e de exploração
dos ambientes nas savanas africanas.

Questão 18

TARTTERSALL, Ian. Se eu tivesse um martelo. Scientific American Brasil. São


Paulo: Duetto, n. 149, ano 13, out. 2014, p. 52.

Cientistas encontraram ferramentas primitivas de pedra na África, que remontam


2,6 milhões de anos e evidências de marcas desses objetos em ossos de
animais, que datam de um período ainda mais antigo. Seguramente,
hominíneos primitivos do tipo antigo confeccionaram esses utensílios simples;
pequenas lâminas afiadas desbastadas de pedras do porte de um punho
fechado. Apesar de sua anatomia arcaica, os primeiros produtores de
ferramentas tinham avançado além do alcance cognitivo de primatas. Mesmo
com treinamento intensivo, primatas modernos são incapazes de entender como
bater um bloco de pedra contra outro para soltar lascas deliberadamente, como
fizeram hominíneos primitivos. Uma das finalidades dessas facas primitivas era
descarnar carcaças de mamíferos de pastoreio. Esse comportamento
radicalmente novo implica que a dieta de hominíneos havia se diversificado
rapidamente, passando de essencialmente vegetariana para outras mais
baseadas em gorduras e proteínas animais. Essa dieta mais rica garantiu a
rápida expansão posterior do cérebro ávido por energia entre membros do grupo
Homo.
TARTTERSALL, Ian. Se eu tivesse um martelo. Scientific American Brasil. São
Paulo: Duetto, n. 149, ano 13, out. 2014, p. 45-49.

Uma análise taxonômica dos dados apresentados permite afirmar:

(01) A ordem Primata inclui, entre outros, humanos, gorilas e chimpanzés –


organismos que compartilham a capacidade preênsil graças à presença, na
mão, do primeiro dedo oponível aos demais.
(02) A notocorda, desenvolvida a partir dos vertebrados, mantém-se na vida
adulta de humanos, atestando as relações de parentesco no filo Chordata.
(03) O estudo de dados embriológicos nos hominídeos evidencia a ocorrência de
processos de histogênese exclusivos da espécie H. sapiens.
(04) O gênero Homo, cuja ocorrência data de aproximadamente dois milhões de
anos, comportou apenas uma espécie – Homo sapiens.
(05) Na hierarquia taxonômica, a classe Mammalia constitui categoria mais
intrusiva do que as apresentadas.

Questão 19

Leia a transcrição da notícia dada pela apresentadora de um programa de


variedades da televisão brasileira.

No fim de semana passado uma criança caiu dentro da jaula de um gorila no


zoológico de Cincinatti, nos Estados Unidos. Para salvar a criança, o animal foi
morto com um tiro. […] Apesar de trágico, o episódio trouxe à tona o interesse
pelo comportamento desses ancestrais que são tão próximos dos humanos.
Disponível em: <http://g1.globo.com/fantástico>, 5 maio 2016.

Na frase que encerra essa notícia, a apresentadora faz duas afirmações: que os
gorilas são ancestrais dos humanos e que há proximidade entre essas
espécies.
A afirmação sobre os gorilas serem ancestrais dos humanos está correta?
Justifique sua resposta, apresentando um argumento fundamentado na biologia
evolutiva que indique se está certa ou se está errada.
No que se refere à segunda afirmação, explique, considerando os dados sobre
parentesco genético obtidos pela biologia molecular, o que significa dizer que
essas duas espécies são próximas.

Questão 20
Foto da reprodução exposta no Museu de História Natural de Chicago do mais
famoso fóssil do gênero Australopithecus, batizado de Lucy por seu descobridor,
o paleontólogo Raymond Dart. Segundo artigo publicado na revista científica
Nature (2016, v. 537), um grupo de cientistas descobriu a possível causa de sua
morte: múltiplas fraturas decorrentes da queda de uma árvore.
Disponível em:
<https://p2.trrsf.com/image/fget/cf/940/0/images.terra.com/2016/08/29/lucygetty.j
pg>. Acesso em: 29 ago. 2016.
Com base nos conhecimentos sobre a evolução humana, é correto afirmar que:

01) o gênero Australopithecus constitui um grupo ancestral dos grandes símios


(gorilas, gibões e chimpanzés).
02) segundo estudos recentes, seu habitat eram as florestas tropicais da
América do Sul.
04) acredita-se que esse gênero era capaz de se locomover de forma ereta ou
semiereta, apoiando-se nos membros inferiores.
08) estima-se que os primeiros representantes desse gênero surgiram há
aproximadamente vinte mil anos.

Questão 21

No processo evolutivo de algumas espécies de primatas, destacam-se


diferentes formas de movimentação e de distribuição da musculatura, conforme
se observa a seguir.
Em relação aos demais primatas, a diferença na distribuição da musculatura da
espécie humana favoreceu a seguinte atividade:

a) ocupação das árvores


b) alimentação herbívora
c) locomoção quadrúpede
d) manipulação de objetos

Questão 22

Um fato marcante na evolução humana foi o desenvolvimento da agricultura e


da agropecuária. Acredita-se que mamíferos foram domesticados como fonte de
reserva de carne e leite. Uma mutação genética teria tornado o adulto
humano “tolerante” ao leite, sendo tal mutação selecionada ao longo
de gerações, permitindo assim seu consumo e sua digestão pelos adultos.
Atualmente, a maioria dos humanos adultos são tolerantes à lactose. Com base
no exposto e em assuntos correlatos, assinale o que for correto.

(01) O texto aborda o surgimento, por mutação, da enzima galactase em


humanos adultos.
(02) O texto aborda uma interpretação da teoria sintética da evolução, em que
uma modificação casual foi selecionada e mantida na população.
(04) O texto aborda o surgimento de uma mutação somática.
(08) O texto aborda o surgimento de alterações do código de bases
nitrogenadas, originando um alelo que teve sua frequência aumentada na
população.
(16) O texto aborda os mecanismos de especiação.
Questão 23

Por suas características, a taxonomia zoológica classifica o homem entre os


primatas. Considere o esquema a seguir, que representa uma das hipóteses
sobre a filogenia desse grupo durante os últimos 60 milhões de anos.

Analisando-se esse esquema, é correto afirmar que

a) o chimpanzé e o homem têm um ancestral comum.


b) o homem surgiu aproximadamente há 50 milhões de anos.
c) o gibão e o orangotango são parentes próximos dos prossímios atuais.
d) os macacos do Novo Mundo são mais evoluídos do que os do Velho Mundo.
e) o gorila é o parente mais próximo do homem.

Questão 24

O diagrama ilustra uma das teorias sobre a evolução e distribuição dos


hominídeos nos últimos 2 milhões de anos.
Disponível em: <http://pt.wikipedia.org>. Adaptado.

A análise da figura em conjunto com a teoria moderna da evolução permite


afirmar que

(A) a espécie Homo erectus originou diretamente os demais hominídeos, a partir


de mutações genéticas espontâneas e bem-sucedidas, selecionadas
naturalmente.
(B) a espécie Homo ergaster, por meio de uma evolução direcionada pela
utilização frequente das mãos e do cérebro, originou todas as linhagens dos
hominídeos.
(C) os hominídeos tiveram sua origem nos continentes africano e asiático, em
função de uma adaptação mais bem-sucedida ocorrida a cerca de 2 milhões de
anos.
(D) a espécie Homo sapiens originou-se de forma simultânea em todos os
continentes, por um processo evolutivo denominado irradiação adaptativa.
(E) Homo neanderthalensis e Homo sapiens conviveram durante milhares de
anos, porém os primeiros foram extintos, enquanto nossa espécie se adaptou a
vários ambientes.

Questão 25
Tanto o homem quanto o macaco pertencem à ordem dos primatas, a qual, por
sua vez, faz parte da classe Mammalia. Homens, chimpanzés e demais primatas
compartilharam um ancestral comum. A ideia de que a espécie Homo sapiens
evoluiu do chimpanzé é derivada do erro clássico de se afirmar que a evolução
ocorre em linha reta; na verdade, ela ocorre em forma de árvore ramificada. O
fato de homens e chimpanzés compartilharem enorme porcentagem de seu
genoma evidencia que essas espécies são muito aparentadas, mas não que
uma deu origem à outra.
Correio Braziliense, 13 maio 2012. p. 24. Adaptado.

A respeito do texto e da figura, julgue os itens a seguir (certo ou errado).

• Entre as características dos primatas, inclui-se o bipedalismo, ou seja, a


capacidade de andar sobre duas patas.

• Porcos e macacos pertencem à classe Mammalia, mas algumas


características, como quantidade de glândulas mamárias e presença de
polegares opositores aos demais dedos, são responsáveis por defini-los como
pertencentes a ordens diferentes.

• A calvície é exemplo de característica humana estritamente dependente do


estilo de vida do indivíduo.

• A ideia de evolução representada na figura é equivocada, pois, na evolução


biológica, as características de uma espécie são melhoradas, ao contrário do
que mostra a figura.

• Por ter acesso aos cuidados de saúde e aos benefícios da urbanização, o


Homo sapiens tornou-se uma espécie que não mais está submetida à seleção
natural e à evolução, visto que, para que estas ocorram, é necessário que a
espécie se encontre em seu ambiente natural.
• O sedentarismo e a má alimentação podem acarretar modificações na
expressão gênica e contribuir para o desenvolvimento da obesidade.

Questão 26

Tanto o homem quanto o macaco pertencem à ordem dos primatas, a qual, por
sua vez, faz parte da classe Mammalia. Homens, chimpanzés e demais primatas
compartilharam um ancestral comum. A ideia de que a espécie Homo sapiens
evoluiu do chimpanzé é derivada do erro clássico de se afirmar que a evolução
ocorre em linha reta; na verdade, ela ocorre em forma de árvore ramificada. O
fato de homens e chimpanzés compartilharem enorme porcentagem de seu
genoma evidencia que essas espécies são muito aparentadas, mas não que
uma deu origem à outra.
Correio Braziliense, 13 maio 2012. p. 24. Adaptado.

Assinale a opção correspondente à árvore filogenética que melhor representa o


parentesco da espécie humana com as espécies porco, chimpanzé,
orangotango e gorila.

a)
b)

c)

d)

Questão 27

Analise o cladograma a seguir.


Pelo cladograma, o

a) chimpanzé pertence à família do homem.


b) gorila evoluiu a partir do orangotango.
c) gibão convergiu evolutivamente com o gorila.
d) homem compartilha o mesmo ancestral do gibão.
e) orangotango é ancestral do chimpanzé.

Questão 28

Na figura a seguir, os números à esquerda indicam a porcentagem da diferença


entre os DNAs de primatas superiores; os números à direita, uma estimativa dos
milhões de anos transcorridos desde que eles tiveram um ancestral em comum.
DIAMOND, Jared. O terceiro chimpanzé. Rio de Janeiro, São Paulo: Record,
2010.

Com base nos dados apresentados na figura, assinale com V (verdadeiro) ou F


(falso) as afirmações a seguir.

I. ( ) O parentesco entre os humanos e os chimpanzés é mais próximo do que o


de qualquer um dos dois com os macacos do Velho Mundo.
II. ( ) Gorilas e chimpanzés são mais similares entre si do que com os humanos,
uma vez que os humanos se separaram antes da divergência ocorrida entre
gorilas e chimpanzés.
III. ( ) Humanos, gorilas e chimpanzés são equidistantes em sua estrutura
genética geral.
IV. ( ) A distância genética que separa os humanos dos chimpanzés é menor do
que a existente entre as duas espécies de gibões, mostradas na figura.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

a) V – V – F – V.
b) V – F – V – F.
c) F – F – V – V.
d) V – F – F – V.
e) F – V – V – F.

Questão 29

O homem e outros primatas possuem características em comum, indicando que


essas espécies compartilharam um ancestral num período mais recente do que
com outros mamíferos. O processo evolutivo dos hominídeos iniciou-se há
aproximadamente 5 milhões de anos, com o surgimento de várias espécies
anteriores a Homo sapiens, espécie atual, que é muito recente na história do
planeta (aproximadamente 150 mil anos).

Considerando o processo evolutivo dos hominídeos, identifique as afirmativas


corretas:

I. Uma característica que conferiu grande vantagem evolutiva aos hominídeos foi
a capacidade de se apoiar sobre os membros inferiores por longos períodos
(postura ereta), característica não compartilhada com outros primatas.
II. Os Australopithecus afarensis são considerados os ancestrais diretos do
Homo sapiens, pois eles compartilham características como tamanho de crânio,
estrutura esquelética e indícios de inteligência desenvolvida (utilização de
ferramentas elaboradas).
III. Os gêneros Australopithecus e Homo possuem uma ancestralidade comum
e, na sua filogenia, são identificadas várias espécies com indícios de graus de
aptidão diferentes, demonstrando um aumento da complexidade cognitiva.
IV. Lucy, o fóssil de Australopithecus afarensis encontrado na Etiópia, indica que
essa espécie já possuía postura ereta, mas seu crânio ainda era muito pequeno,
indicando uma inteligência pouco desenvolvida.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II, III e IV
b) Apenas II, III e IV
c) Apenas I, III e IV
d) Apenas I e II
e) Apenas II e IV

Questão 30

Embora seja um conceito fundamental para a biologia, o termo "evolução" pode


adquirir significados diferentes no senso comum. A ideia de que a espécie
humana é o ápice do processo evolutivo é amplamente difundida, mas não é
compartilhada por muitos cientistas.

Para esses cientistas, a compreensão do processo citado baseia-se na ideia de


que os seres vivos, ao longo do tempo, passam por

a) modificação de características.
b) incremento no tamanho corporal.
c) complexificação de seus sistemas.
d) melhoria de processos e estruturas.
e) especialização para uma determinada finalidade.

Você também pode gostar