Você está na página 1de 9

MEU CADERNO DE

BORDADO
Marie Suarez

O guia imprescindível
de bordado tradicional

À la découverte de la broderie
traditionnelle
À la découverte de la broderie
www.ggili.com.br

traditionnelle
131 points de base
19 planches d’exercices
7 131 points de
tableautins base
fleuris
19 planches d’exercices
7 tableautins fleuris
INTRODUÇÃO
Às vezes adornado com pedrarias, lante-
joulas ou contas, o bordado é uma arte
ancestral de múltiplas técnicas. Este livro,
lindamente ilustrado por Marie Suarez,
propõe apresentar 131 pontos de bor-
dado. Ao longo das páginas são desven-
dados os mistérios dos pontos Holbein,
pequinês, corda, Bourdon e outros mais.
A isso se juntam explicações básicas: a
preparação do tecido, a aplicação dos
desenhos, o uso do bastidor e o méto-
do de transferência. Em pouco tempo,
o bordado deixará de ser um mistério
para você! 23. Ponto Burden...................................................... pág. 11
24. Ponto quadrado (ou quadriculado)..................... pág. 12
25. Ponto corrente..................................................... pág. 12

ÍNDICE
26. Ponto elo............................................................. pág. 12
27. Ponto elo duplo................................................... pág. 12
28. Ponto corrente duplo........................................... pág. 13
29. Ponto corrente aberto......................................... pág. 13
Os pontos de bordado ............................ pág. 4 30. Ponto corrente aberto entrelaçado...................... pág. 13
1. Ponto chuleado....................................................... pág. 4 31. Ponto corrente entrelaçado................................. pág. 14
2. Ponto teia de aranha............................................... pág. 4 32. Ponto corrente entrelaçado com ponto atrás...... pág. 14
3. Ponto teia de aranha chuleado............................... pág. 5 33. Ponto corrente em relevo.................................... pág. 14
4. Ponto espinha oblíquo............................................ pág. 5 34. Ponto corrente torcido........................................ pág. 14
5. Ponto espinha fechado............................................ pág. 5 35. Ponto corrente em roseta.................................... pág. 15
6. Ponto atrás.............................................................. pág. 6 36. Ponto corrente em ziguezague............................ pág. 15
7. Ponto atrás entrelaçado.......................................... pág. 6 37. Ponto russo aberto.............................................. pág. 16
8. Ponto atrás chuleado.............................................. pág. 6 38. Ponto russo modificado....................................... pág. 16
9. Ponto alinhavo........................................................ pág. 7 39. Ponto russo entrelaçado...................................... pág. 16
10. Ponto alinhavo chuleado....................................... pág. 7 40. Ponto russo fechado............................................ pág. 16
www.ggili.com.br

11. Ponto alinhavo entrelaçado duplo........................ pág. 7 41. Ponto russo chuleado.......................................... pág. 17
12. Ponto Bayeux........................................................ pág. 8 42. Ponto espiga....................................................... pág. 17
13. Ponto margarida................................................... pág. 8 43. Ponto coral.......................................................... pág. 17
14. Ponto margarida duplo......................................... pág. 8 44. Ponto corda......................................................... pág. 18
15. Ponto margarida – rococó..................................... pág. 9 45. Ponto cordonê..................................................... pág. 18
16. Ponto margarida chuleado.................................... pág. 9 46. Presilha de cordonê............................................. pág. 18
17. Ponto Bolonha...................................................... pág. 9 47. Casa com ponto cordonê.................................... pág. 18
18. Ponto Bourdon ou ponto realce.......................... pág. 10 48. Ponto acolchoado (ou ponto Bolonha)................ pág. 19
19. Ponto caseado em nó.......................................... pág. 10 49. Ponto Creta aberto (espaçado)............................ pág. 19
20. Presilha caseada................................................. pág. 11 50. Ponto Creta fechado (ajustado)........................... pág. 19
21. Ponto ladrilho/tijolo............................................ pág. 11 51. Ponto cruz isolado............................................... pág. 20
22. Ponto ladrilho/tijolo – variação........................... pág. 11 52. Ponto cruz sucessivo........................................... pág. 20

2 Meu caderno de bordado


53. Ponto xadrez entrelaçado.................................... pág. 20 104. Ponto realce...................................................... pág. 41
54. Ponto espinha..................................................... pág. 21 105. Ponto rococó..................................................... pág. 41
55. Ponto espinha duplo........................................... pág. 21 106. Ponto rococó – variação.................................... pág. 42
56. Ponto pena chuleado.......................................... pág. 21 107. Ponto rococó caseado....................................... pág. 42
57. Ponto estrela....................................................... pág. 21 108. Ponto cerzido.................................................... pág. 42
58. Ponto leque......................................................... pág. 21 109. Ponto Rodhes.................................................... pág. 43
59. Ponto partido...................................................... pág. 22 110. Semiponto Rodhes............................................ pág. 43
60. Ponto caseado aberto......................................... pág. 23 111. Ponto Rodhes: coração...................................... pág. 43
61. Ponto caseado encaixado.................................... pág. 23 112. Ponto roseta...................................................... pág. 44
62. Ponto caseado fechado....................................... pág. 23 113. Círculo caseado................................................. pág. 45
63. Borda caseada..................................................... pág. 23 114. Semicírculo caseado ......................................... pág. 45
64. Ponto folha.......................................................... pág. 24 115. Círculo caseado – variação............................... pág. 45
65. Ponto apanhado.................................................. pág. 24 116. Círculo caseado com estrela.............................. pág. 46
66. Ponto pé de galinha............................................ pág. 25 117. Ponto de laçada................................................ pág. 46
67. Ponto feixe.......................................................... pág. 25 118. Ponto areia........................................................ pág. 47
68. Ponto granito...................................................... pág. 26 119. Ponto cetim....................................................... pág. 47
69. Ponto caseado triplo (grébiche)........................... pág. 26 120. Ponto cruz duplo............................................... pág. 47
70. Ponto grelha........................................................ pág. 28 121. Ponto Tartã........................................................ pág. 48
71. Ponto Holbein..................................................... pág. 28 122. Ponto haste....................................................... pág. 48
72. Ponto chuleado aberto........................................ pág. 28 123. Ponto haste – variação ..................................... pág. 48
73. Ponto chuleado em coroa.................................... pág. 29 124. Ponto haste entrelaçado................................... pág. 50
74. Ponto alinhavo entrelaçado................................ pág. 29 125. Ponto haste chuleado........................................ pág. 50
75. Ponto trançado.................................................... pág. 29 126. Ponto haste entrelaçado em ziguezague........... pág. 50
76. Ponto nó francês................................................. pág. 29 127. Ponto malha acolchoado................................... pág. 51
77. Ponto nó colonial................................................ pág. 29 128. Ponto turco simples (ou ponto triangular)......... pág. 51
78. Ponto nó turco.................................................... pág. 30 129. Ponto turco duplo (ou ponto triangular
79. Ponto nó turco duplo.......................................... pág. 30 para aplicações)................................................ pág. 52
80. Ponto nó de Sorbello........................................... pág. 30 130. Ponto espiral..................................................... pág. 52
81. Ponto ilhós estrelado........................................... pág. 31 131. Ponto ziguezague.............................................. pág. 52
82. Ponto ilhós cordonê............................................ pág. 31
83. Ponto ilhós caseado............................................ pág. 32 Trabalhos ............................................. pág. 53
84. Ponto ilhós argelino............................................ pág. 32 Noções básicas de bordado .................. pág. 77
85. ¼ de ilhós estrelado............................................ pág. 32
86. ¼ de ilhós estrelado largo................................... pág. 33
87. ¼ de ilhós estrelado modificado......................... pág. 33
88. Ponto sombra...................................................... pág. 34
89. Bainha amarrada................................................ pág. 34
90. Ponto segredo..................................................... pág. 35
91. Ponto Paris.......................................................... pág. 35
www.ggili.com.br

92. Ponto matiz......................................................... pág. 36


93. Ponto matiz plano............................................... pág. 36
94. Ponto matiz plano econômico............................. pág. 36
95. Ponto pequinês................................................... pág. 37
96. Ponto pequinês duplo......................................... pág. 37
97. Ponto pétala........................................................ pág. 37
98. Petit point........................................................... pág. 38
99. Ponto laço........................................................... pág. 38
100. Ponto marca...................................................... pág. 38
101. Ponto pistilo...................................................... pág. 40
102. Ponto pena........................................................ pág. 40
103. Ponto pena – folha............................................ pág. 40

Os pontos de bordado 3
Chuleado

1. Ponto chuleado 2. Ponto teia de aranha

Trabalhe da esquerda para a direita. Retire o fio em 1. Insira Inicie bordando uma estrela com um número ímpar de
a agulha em 2, à direita, e volte a retirar em 3, ligeiramente braços. A agulha deve sair no centro da estrela. Sem inserir a
enviesado. agulha no tecido, vá girando ao redor do centro, deslizando
a agulha por cima e por baixo de cada braço. Segue até
cobrir a estrela por completo.

ponto chuleado
ponto espinha

ponto teia de aranha


www.ggili.com.br

chuleado

ponto teia de aranha ponto chuleado


chuleado

ponto teia de aranha


botão
ponto teia de aranha

4 Meu caderno de bordado


Espinha

3. Ponto teia de aranha 4. Ponto espinha oblíquo


chuleado

Trata-se de uma variação do ponto espinha, chamado assim


porque se parece com uma espinha de peixe. Este ponto se
trabalha por meio de grandes pontos em diagonal a partir
de um eixo central: alterne um ponto caseado à esquerda
do eixo com outro à direita do eixo, e assim sucessivamente.
Este ponto se trabalha de cima para baixo.

5. Ponto espinha fechado


www.ggili.com.br

Faça uma série de pontos com laçadas radiais. Retire a Trabalhe igual ao ponto espinha oblíquo. Os pontos de
agulha perto do centro, passe o fio por baixo do primeiro caseado situados em ambos os lados do eixo central estão
ponto e, em seguida, por cima. Volte a passar por baixo mais ou menos juntos, dependendo do efeito desejado.
deste ponto e por baixo do segundo. E assim segue, Porém, os pontos laterais devem respeitar a forma desenhada
passando sucessivamente por cima de um ponto e logo (neste exemplo, uma folha).
por baixo do seguinte.

Os pontos de bordado 5
Atrás

ponto espinha
fechado
ponto atrás
chuleado
ponto atrás ponto atrás
entrelaçado
7. Ponto atrás entrelaçado

ponto atrás ponto atrás ponto atrás chuleado ponto atrás


chuleado entrelaçado chuleado
Realize uma série de pontos atrás. Com um fio Mouliné de
cor diferente, passe a agulha de cima para baixo e, logo
Usa-se sempre dois fios para todos os pontos. em seguida, de baixo para cima, passando por baixo do
ponto atrás.

6. Ponto atrás 8. Ponto atrás chuleado


www.ggili.com.br

Trabalhe da direita para a esquerda. O fio sai em 1. A agulha Realize uma série de pontos atrás. Com um fio de cor diferente,
é inserida atrás no mesmo nível em 2, e volta a sair em 3. deslize a agulha por baixo de cada ponto atrás, sempre de
O ponto que passa por baixo do tecido mede três vezes cima para baixo, sem inseri-la no tecido.
a distância entre 1 e 2. Volte a inserir a agulha em 4 e sair
em 5. É importante repetir tais passos fazendo pontos muito
regulares. Este ponto é frequentemente usado tanto em
bordado como em costura.

6 Meu caderno de bordado


Alinhavo

9. Ponto alinhavo 11. Ponto alinhavo entrelaçado


duplo

Trabalhe da direita para a esquerda. Insira a agulha no Borde um ponto alinhavo. Em seguida, com um fio de cor
tecido, passe por baixo do tecido e, em seguida, por cima, diferente, passe a agulha por baixo dos pontos alinhavo
em intervalos regulares. Retire em 1, insira em 2, retire em 3 de cima para baixo, sem inseri-la no tecido. Depois volte,
e volte a inserir em 4. realizando uma segunda fila de pontos entrelaçados, para
obter um resultado com o aspecto de corrente.

ponto alinhavo ponto alinhavo


10. Ponto alinhavo chuleado entrelaçado duplo chuleado ponto alinhavo
www.ggili.com.br

Trabalhe da direita para a esquerda. Realize uma série de


pontos alinhavo. Saia por baixo do primeiro ponto alinhavo ponto alinhavo ponto alinhavo
com um fio de cor diferente e passe a agulha por baixo de entrelaçado (só uma
cada ponto, de cima para baixo, sem inseri-la no tecido. fileira, sem volta)

Os pontos de bordado 7
Bayeux

12. Ponto Bayeux


pétalas + coração + folha: ponto Bayeux

Borde o contorno da forma desejada com ponto haste (veja


o desenho 1 e a pág. 48).
Em seguida, preencha-a com um ponto matiz plano
econômico (veja o desenho 2 e a pág. 36). Logo, borde
pontos laçados verticais espaçados entre 0,5 cm e 1 cm e
trabalhe como o ponto matiz plano econômico. Estes pontos
se colocam de forma perpendicular ao preenchimento (veja
o desenho 3 e a pág. 28).
Finalmente, para mantê-los na vertical, faça pequenos talos + nervuras da folha: ponto haste
pontos laçados horizontais, espaçados, aproximadamente,
0,5 cm e colocados em diagonal de uma fila a outra (veja
o desenho 4).

13. Ponto margarida 14. Ponto margarida duplo


www.ggili.com.br

Este ponto é utilizado para bordar pétalas de flores ou Trata-se de dois pontos margarida, um dentro do outro.
folhinhas. O fio sai em 1, a agulha trespassa em 2, bem perto Trabalhe com um ponto margarida relativamente grande
de 1, e sai em 3, com o fio por baixo da agulha para formar e logo, em seu interior, borde outro ponto margarida menor.
uma laçada que se fixa com um pequeno ponto vertical Os dois pontos de fixação são independentes.
retirando a agulha em 4.

8 Meu caderno de bordado


Bolonha

ponto margarida para os talos: bordam-se pequenas laçadas

15. Ponto margarida – rococó


isoladas a uns 2 mm de distância.

Combine um ponto margarida e um ponto rococó. A agulha


sai em 1, trespassa muito perto de 1 e sai em 2, com o fio por
baixo da agulha. O fio se enrola em volta da agulha sem
apertar muito. Retire a agulha suavemente, mantendo o fio
enrolado, e insira-a em 3.

ponto
margarida –

16. Ponto margarida chuleado


rococó
ponto
margarida
duplo
www.ggili.com.br

Borde uma série de pontos margarida. Em seguida, com


um fio Mouliné de outra cor, passe a agulha por baixo dos
pontos margarida, como mostrado no desenho, sem inserir
a agulha no tecido.

ponto
margarida
chuleado

17. Ponto Bolonha (veja Ponto


acolchoado, pág. 19)
Os pontos de bordado 9