Você está na página 1de 18

Materiais de construção I

PROPRIEDADES DO BETÃO FRESCO

Grupo I
Docente:
Eng. Nelson Z. Martins

Songo, Abril de 2019


domingo, 14 de abril de 2019 1
1. Introdução
O presente trabalho insere se no âmbito da cadeira de Materiais de
Construção I, e o mesmo versa a abordar de forma suscinta aspectos
relacionadas ao Betão, que na sua generalidade constitui um dos
materiais mais utilizados no campo da construção civil, mas
concretamente pretende-se abordar neste sobre o betão no estado
fresco, uma fase em que verifica se a trabalhabilidade do betão que
determina a facilidade com a qual o betão fresco pode ser manipulado
com perda mínima de homogeneidade, betão este que deve ser
plástico ou semi-fluido e geralmente possível de ser moldado à mão.

domingo, 14 de abril de 2019 2


2. Conceitualização

O betão é um material composto pela mistura devidamente


proporcionada de pedras e areias, com um ligante hidráulico, água e
eventualmente adjuvantes. Caso a máxima dimensão do agregado seja
igual ou inferior a 4 mm, o material resultante é denominado
argamassa.

2.1 Propriedades fundamentais do betão


No ciclo de vida do betão emergem duas etapas distintas: o Betão
Fresco e o Betão endurecido, qualquer delas com suas propriedades
específicas.

domingo, 14 de abril de 2019 3


3. Propriedades do betão no estado fresco
Atrito do betão fresco
A resistência interna entre os agregados do betão considera-se atrito,
quanto mais irregulares os agregados graúdos maior será o atrito
existente no betão, e isso confere coesão (resistência a exsudação e a
segregação), proporcionando assim maior resistência a deformação e
deslizamento interno dos inertes. Quanto maior for o atrito no betão
maior será a propriedade dele ser continuo e não apresentar muitas
percentagens de vazios. A coesão é uma propriedade física inerente ao
betão fresco que pode ser determinada através dos ensaios de
determinação da resistência ao corte e de tração direta, entre outros.

domingo, 14 de abril de 2019 4


4. Resistência à abrasão

A resistência à abrasão está relacionada com a dureza e rugosidade


dos agregados grossos, aumentando com as mesmas, sendo a
rugosidade maior nos AR do que nos AP. No entanto, a resistência à
abrasão é condicionada pela resistência ao desgaste da pasta
constituída pelos agregados finos e pelo cimento e a ligação entre
esta e os agregados grossos.

domingo, 14 de abril de 2019 5


5. Condutibilidade eléctrica
A resistividade de um líquido é inversamente proporcional ao teor de
sais dissolvidos enquanto a de materiais porosos é inversamente
proporcional à humidade salina absorvida. A resistividade eléctrica do
concreto depende principalmente da composição química da solução
aquosa dos poros, da estrutura dos poros, da humidade e da
temperatura do concreto, podendo o mesmo actuar como isolante ou
como semicondutor eléctrico.

domingo, 14 de abril de 2019 6


6. Durabilidade

A durabilidade tem como Parâmetros fundamentais:

 Qualidade dos materiais;


 Controle da relação A/C;
 Consumo de cimento;
 Cobrimento da armadura (NBR 6118);
 Dimensionamento do concreto em função da exposição;
 Manutenção;
 Uso de aditivos e adições.
domingo, 14 de abril de 2019 7
domingo, 14 de abril de 2019 8
7. Acção do gelo no betão fresco

A deterioração proveniente deste processo decorre, principalmente, da


incapacidade do betão absorver um acréscimo de volume que a água
sofre ao congelar. Esta incapacidade deriva da impossibilidade de
redistribuição da água na massa do betão durante este fenómeno, seja
pelo elevado grau de saturação do betão, pelas dificuldades impostas
pela sua estrutura porosa ou, ainda, pela elevada velocidade de
arrefecimento (Ferreira, 2000).

domingo, 14 de abril de 2019 9


8. Impenetrabilidade
Se o agregado de um concreto tem baixa permeabilidade a área onde o
fluxo de água pode ocorrer é reduzida e, sua presença prolonga o
trajecto do fluxo, forçando-o a circunscrever as partículas do agregado,
contribuindo para a redução da permeabilidade. A redução da
permeabilidade do concreto é uma medida importantíssima do ponto
de vista do aumento da durabilidade do betão.
A distribuição granulométrica dos agregados tem influência na
permeabilidade do betão, devem-se dosar os agregados de maneira a
se obter uma mistura final de máxima compacidade, para conseguir os
betões menos permeáveis. Se a mistura final tiver uma distribuição
descontínua, os betões que resultam são permeáveis e de baixa
trabalhabilidade.

domingo, 14 de abril de 2019 10


9. Cálculo da composição do betão
• Parâmetros
 Dosagem de cimento (quilogramas de cimento por metro cubico de
betão);
 Composição do inerte (percentagem do volume absoluto de cada
classe do inerte);
 Massas volúmicas dos componentes;
 Relação água/cimento;
 Volume de vazios;
 Trabalhabilidade.
domingo, 14 de abril de 2019 11
A composição do betão se expressa de duas maneiras:
1. Relação de peso entre o cimento, inerte fino e cascalho (ou pedra
britada), com indicação obrigatória relação A/C e actividade do cimento.
Quantidade de cimento é tomado como 1, então a relação entre os
componentes do betão é escrita como 𝟏 ∶ 𝒙 ∶ 𝒚, indicando a A/C (por
exemplo, 1 : 2 : 4, por massa de B/C - 0,6).
2. Consumo de materiais, por massa (𝑘𝑔) para 1 m3 da mistura de betão
colocada e compactada. Por exemplo cimento - 280, areia - 700, brita
1250, água - 170, Total-2400.

domingo, 14 de abril de 2019 12


10. Sequência de cálculo da composição

1. Determinar a A/C;
2. Determinação do consumo de água;
3. Determinação do consumo de cimento;
4. Determinação do coeficiente para misturas de betão dúcteis
5. Determinação do consumo de brita ou cascalho;
6. Determinação do consumo de areia;
7. Verificação da mobilidade.

domingo, 14 de abril de 2019 13


11. Determinação do consumo de cimento
O consumo de cimento (C) inicial é calculado com base no consumo de
água (Ca) e na relação a/c, por meio da seguinte equação.
𝑪𝒂
𝐀. 𝐑𝐜 𝑪 = = (𝒌𝒈/𝒎𝟑 )
𝑨/𝑪 = 𝒂/𝒄
(𝐑𝐛 + 𝐀. 𝟎, 𝟓𝐑𝐜)

Onde:
C é o consumo de cimento;
Ca é o consumo de água ;
a/c é a relação água/cimento.
Rc é resistencia do cimento;
Rb é resistencia do betão;
A é coeficiente tomado de acordo com a qualidade desejada.
14
domingo, 14 de abril de 2019
domingo, 14 de abril de 2019 15
14. Conclusão
As propriedades do betão são determinadas não apenas pela sua
composição e qualidade da matéria-prima, mas também pela
tecnologia de preparação e colocação da mistura de betão na
estrutura, as condições de cura/endurecimento do betão entre outros.
Todos esses factores são tidos em conta na concepção da composição
do betão e fabricação de estruturas com base deste, conclui-se deste
que a resistência à abrasão está relacionada com a dureza e rugosidade
dos agregados grossos, aumentando com as mesmas, sendo a
rugosidade maior nos AR do que nos AP, no entanto, a resistência à
abrasão é condicionada pela resistência ao desgaste da pasta
constituída pelos agregados finos e pelo cimento e a ligação entre esta
e os agregados grossos.

domingo, 14 de abril de 2019 16


Anexo

Slump Test

Volumenometro de Le Moldes
Chatelier
Aparelho de vicat
domingo, 14 de abril de 2019 17
Fim
Gratos pela atenção dispensada
“ Tudo constrói se no mental, se manifesta no emocional, e em
seguida se materializa na acção.”
“Luciana Axpe”

domingo, 14 de abril de 2019 18